Issuu on Google+


ALAN BARI É UM PEIXE BEM PEQUENININHO QUE MORA NO LAGO GUAÍBA, E LÁ NINGUÉM VIVE SOZINHO!

A TURMA DO GUAÍBA TEM MUITOS BICHOS, COMO LAMBARIS, PINTADOS E JUNDIÁS, ALÉM DE COBRAS, SAPOS, TARTARUGAS, JACARÉS, CAPIVARAS E BIGUÁS...


TUDO IA BEM, ATÉ QUE O SER HUMANO, UM TIPO ESTRANHO DE BICHO, COMEÇOU A JOGAR DENTRO DO LAGO TUDO O QUE PRODUZIA DE LIXO!

TODO LIXO FORA DO LUGAR É PERIGOSO, MAS LIXO NA ÁGUA TEM MAIS PERIGO AINDA, POIS IMAGINA QUANTO BICHO NO LAGO CONFUNDIA ESSA SUJEIRA COM COMIDA!


FICOU TÃO BRABO COM ISSO, MAS TÃO BRABO, O PEIXINHO ALAN BARI... COM TANTA COISA PARA FAZER COM O LIXO, POR QUE TINHA QUE PÔR LOGO ALI?

ASSIM A CASA DO PEIXINHO FICA SUJA, O LIXO SE SENTE MALTRATADO... ATÉ O SER HUMANO, QUEM FAZ A SUJEIRA, ACABA SENDO PREJUDICADO!


O LIXO NÃO QUERIA, MAS A SUA SIMPLES PRESENÇA DEIXAVA A ÁGUA SUJA E CHEIA DE DOENÇAS. ENTÃO, SE FOI O SER HUMANO QUE JOGOU O LIXO PARA DENTRO DO LAGO, AGORA ELE VAI TER QUE ACHAR TAMBÉM UMA FORMA DE REPARAR O ESTRAGO!


QUANDO O PEIXINHO CONSEGUIU ENTENDER O TAMANHO DO PROBLEMA, QUE O LIXO NUNCA QUIS MORAR NO LAGO, AO INVÉS DE RAIVA, SENTIU PENA...

O LIXO NÃO QUERIA MORAR NA ÁGUA PORQUE ALI NÃO ERA SUA CASA, ERA COMO UMA PRISÃO. NO LAGO, O LIXO DEIXAVA DE SER LIXO PARA SE TORNAR POLUIÇÃO.


ALAN BARI FICOU ENTÃO POR MUITO TEMPO ENTRETIDO, PROCURANDO UMA MANEIRA DE SE FAZER ENTENDIDO.

AÍ ELE TEVE A IDEIA DE PEDIR PARA A GARRAFA IR BOIANDO ATÉ O OUTRO LADO, DE ONDE FOI JOGADA PELO HUMANO, PARA VOLTAR COM UM RECADO.


A GARRAFA COM O RECADO DO PEIXINHO FICOU BOIANDO POR MUITO TEMPO, MISTURADA EM MEIO A TODO AQUELE LIXO QUE O LAGO TINHA DENTRO.

FORAM DUAS CRIANÇAS, QUE ESTAVAM BRINCANDO ENTRE A SUJEIRA E OS AGUAPÉS, QUE ENCONTRARAM O RECADO DO PEIXINHO QUANDO A GARRAFA BATEU NOS SEUS PÉS.


AS CRIANÇAS ENTÃO ABRIRAM A GARRAFA E LERAM O QUE O PEIXINHO DIZIA NO RECADO: “SE VOCÊS PRECISAM DO GUAÍBA COMO EU, É MELHOR COMEÇAREM A TER CUIDADO...”

“O HUMANO É MAIS UM BICHO NO PLANETA QUE PRECISA DE ÁGUA PARA VIVER. A ÁGUA QUE PARA MIM SERVE DE CASA, É A MESMA QUE VOCÊ PRECISA BEBER.”


ENTÃO AS CRIANÇAS PENSARAM COMO SERIA SE MAIS NENHUMA ÁGUA LIMPA EXISTISSE, E VIRAM QUE SUJAR A MESMA ÁGUA QUE PRECISAM PARA BEBER É MUITA BURRICE!

DEPOIS DE TANTO TEMPO VENDO O LAGO CHEIO DE LIXO DE TUDO QUANTO É TAMANHO, AS CRIANÇAS NEM LEMBRAVAM MAIS QUE ANTES AS PESSOAS VINHAM AO GUAÍBA TOMAR BANHO.


AS CRIANÇAS PERCEBERAM QUE TODA PESSOA, TODA PLANTA E TODO BICHO SÃO FILHOS DO MESMO PLANETA, MAS SÓ O SER HUMANO É PAI DO LIXO.

POR ISSO ELAS DECIDIRAM AGIR DIFERENTE DE COMO O SER HUMANO VINHA AGINDO, RESOLVERAM SEPARAR E DAR UM LAR PARA O LIXO, AO INVÉS DE DEIXÁ-LO POLUINDO.


PARA MOSTRAR AO MUNDO TODO O QUANTO SÃO ESPERTAS, AS CRIANÇAS PASSARAM A COLOCAR O LIXO SEMPRE NA LIXEIRA CERTA.

PORQUE TUDO NA VIDA SE APROVEITA, ATÉ A COMIDA QUE SOBRA NO PRATO A GENTE PODE TRANSFORMAR EM ADUBO QUANDO O LIXO ÔRGANICO ESTÁ SEPARADO.


NO LIXO SECO, UMA GARRAFA QUE LEVARIA 100 ANOS PARA DESAPARECER DO PLANETA, QUANDO ESTÁ SEPARADA PODE SER RECICLADA E ATÉ TRANSFORMADA EM UMA CANETA.

COM AS FOLHAS DE PAPEL QUE USAMOS PARA DEIXAR NOSSAS COISAS ANOTADAS, PODEMOS FAZER MAIS FOLHAS DE PAPEL, E MENOS ÁRVORES SERÃO CORTADAS.


FOI SÓ ENCONTRAR UM LUGAR PARA O LIXO MORAR, ONDE NÃO TRAGA PERIGO, QUE, AO INVÉS DE TER UM PROBLEMA, AS CRIANÇAS GANHARAM UM AMIGO!

COM ISSO, O FINAL DA NOSSA ESTÓRIA JÁ PODE IR CHEGANDO... AS CRIANÇAS APRENDERAM A LIÇÃO E AGORA A ESTÃO MULTIPLICANDO.


AS CRIANÇAS ENTENDERAM QUE A NATUREZA É UMA MÃE, UMA IRMÃ E UMA FILHA E PASSARAM A OLHAR PARA O PLANETA COMO UMA GRANDE FAMÍLIA.

TODO CUIDADO COM O LIXO É UM CUIDADO QUE A GENTE TEM COM A ÁGUA, COM A TURMA DO GUAÍBA E CONSIGO MESMO TAMBÉM!


FIM


Alan bari e a turma do guaiba