Page 96

A QUEM DIRIGIR O SERVIÇO SOCIAL O amor em ação, isto é evidenciado no serviço social, nas boas obras, e deve começar em casa. Assim lemos em Atos 4.32-35, e assim recomenda o apóstolo: "Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé" (Gl 6.10). Está explícito no texto que o limite do serviço social cristão é o nosso amor, porque todos estão incluídos nesta ação: "Façamos o bem a todos". Esta afirmativa corresponde ao ensino do Senhor na parábola do bom samaritano (Lc 10.30-37), e quando Ele rechaçou o ensino dos fariseus: "Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem" (Mt 5.43,44). EVANGELIZAÇÃO E SERVIÇO SOCIAL A negligência da igreja através dos séculos em relação à ação social tem levado ao extremo de colocar a evangelização oposta à ação social, como se uma excluísse a outra. Ambas devem ser autênticas expressões do amor de Deus derramado em nossos corações. Os exemplos do Senhor Jesus e da igreja primitiva demonstram que o evangelho não visa apenas à alma, ou apenas ao corpo, mas ao homem como pessoa humana integral. Aqui não existe qualquer defesa ao que se chama de ''evangelho social" que tenta substituir as boas-novas de salvação por uma mensagem de simples promoção social. Cabe ainda acrescentar as palavras do grande teólogo de nosso tempo, John R. W. Stott: "Muitos de nós temos sido insensíveis quanto a estes assuntos. Temos pensado e atuado como se Deus só fosse o Redentor, e não o Criador de todos os homens; como se Jesus só tivesse pregado e não tivesse sido movido pela compaixão a alimentar os famintos e sarar os enfermos. Naturalmente, se tivéssemos de escolher entre evangelização e serviço social, teríamos presente que a vida espiritual e eterna é mais prioritária que a material e temporal. Mas não temos de escolher, ou pelo menos, serão contadíssimas as ocasiões em que teremos de fazê-lo. Jesus não escolheu: manteve as duas coisas juntas. 104

Teologia pastoral  
Teologia pastoral  
Advertisement