Issuu on Google+

Skate e Desenvolvimento Econ么mico e Social em Novo Hamburgo ter莽a-feira, 7 de maio de 2013


Dados do Skate •

O Brasil tem hoje, 3.863.981 de skatistas. O número foi apurado pelo instituto Datafolha em 2010, encomendado pela Confederação Brasileira de Skate em parceria com algumas empresas. É um volume expressivo, comparável com populações de países inteiros, como o Uruguai (3.399.237).

Uma das utilidades desse número, é mostrar ao poder público a quantidade de skatistas espalhados pelo território nacional e a escassez de pistas para atender a demanda dos praticantes. Há uma necessidade urgente de construir locais apropriados para a prática do skate, levando em conta a diversividade de modalidades e suas categorias. O Skate cresce cerca de 20% ao ano em número de praticantes. A partir de identificado o crescimento, passamos a ter uma ótima fonte de argumentação quando estamos defendendo um projeto de melhoria para o Skate, seja perante o poder público ou de empresas patrocinadoras em potencial. Este resultado faz com que aumente a responsabilidade e até o dever dos governos (federal, estadual e municipal) investirem em políticas públicas voltadas para o Skate.

terça-feira, 7 de maio de 2013


Habitantes em NH em 2011: 239.738 NĂşmero estimado de skatistas: 12.000

terça-feira, 7 de maio de 2013


Perfil •

Quanto ao sexo, 10% dos praticantes são do sexo feminino;

A maioria dos praticantes (61%) tem idade entre 11 a 20 anos. Houve aumento na média da idade entre 2006 e 2010, de 14 para 16 anos.

Até 10 anos – diminuiu de 30% para 25% 11 a 15 anos – diminuiu de 33 para 30% 16 a 20 anos – aumentou de 24% para 31% 21 anos ou mais – aumentou de 12 para 14%, sendo que 7% têm entre 21 e 25 anos e 7% mais de 26. Quanto à classe social, nas classes A e B a porcentagem não se alterou e 42% estão na classe A e B, sendo 8% na A e 34% na B. 33% estão na classe C, que representou um aumento de 9% de praticantes nesta classe social. O restante (25%) está nas classes D e E. Entre a classe A, 12% dos domicílios possuem pelo menos um praticante. 50% têm ensino médio (39%) ou superior (11%). 49% têm ensino fundamental. As maiores concentrações de praticantes estão no Sudeste (48%), seguidos da região Sul (21%), Nordeste (18%) e Centro Oeste/Norte (14%), sendo que 52% estão nas capitais e regiões metropolitanas e 48% no interior. Na concentração de praticantes os maiores aumentos foram no Sul com 5% e no Sudeste com 3%.

terça-feira, 7 de maio de 2013


Organizações do skate •

Confederação Brasileira de Skate-CBSK: cuida da profissionalização dos skatistas, realização de eventos nacionais, justiça desportiva do skate, políticas nacionais para a modalidade. Sede em São Paulo. É formada por federações estaduais.

Federação Gaúcha de Skate-FGSKT: responsável por regular, fiscalizar e fomentar o skate no RS realiza competições amadoras e profissionais de caráter estadual. Presta consultoria na construção de pistas e formação de novas associações de skate. Organiza o skate no RS. Sede em Porto Alegre. É formada por associações de skate.

Associação local ou municipal de skate: responsável pelo desenvolvimento local ou municipal do skate, realiza competições, eventos. Responsável pela formação de novos skatistas, articula políticas públicas dentro do município. Projetos sociais, articulação e mobilização do skate local. É formada de skatistas associados.

terça-feira, 7 de maio de 2013


Desenvolvimento econômico em NH • Presença da maior marca de skate brasileira: QIX (faturamento chegou a 28 milhões/mensal no início dos anos 2000). Produção e comercialização de todos os produtos de skate. Freeday, Nike SB também produzidos em NH; • Produção de tênis para skate é a maior vocação da cidade, o segmento skate emprega mais de 5 mil pessoas, indiretamente o número dobra; • Um dos maiores importadores de peças e artigos de skate: Atlântico Sul; • A cidade tem vocação para empresas de skate, mais marcas do que pontos de venda. terça-feira, 7 de maio de 2013


PLANO SKATE NH

terรงa-feira, 7 de maio de 2013


DIVIDIDO EM 3 EIXOS 1 - ESTRUTURA 2 - FORMAÇÃO E INCLUSÃO 3 - DESENVOLVIMENTO

terça-feira, 7 de maio de 2013


Estrutura • Reforma e qualificação da Pista Dimelo e inclusão do bowl (400 mil/ Recursos Federais e Municipais) • Construção da nova pista no viaduto do Trensurb (modelo da Habitat/Recursos municipais/emenda parlamentar) • Construção das pistas de bairro (modelo de Praças do PAC) • Fechamento de ladeiras nos finais de semana (Dep. de Trânsito) • Revitalização de pistas já existentes. terça-feira, 7 de maio de 2013


Formação e inclusão • Escola de Skate Pública: projeto sócio/esportivo através de convênio da Sec. de Esportes e associação de NH para formação e inclusão de novos skatistas; • Bolsa Skatista Competidor: auxílio financeiro por período de 12 meses para skatistas competidores; • Participação de skatistas em competições estaduais e nacionais da modalidade (auxílio transporte, ônibus, van e etcs);

terça-feira, 7 de maio de 2013


Desenvolvimento • Circuito Hamburguense de Skate (street, vertical e downhill speed) • Etapa Circuito Gaúcho de Skate • Etapa do Brasileiro Pro • São João do Deserto no calendário municipal de eventos de NH • Microcrédito e redução de impostos para pequenas empresas de skate ; • Lei de Incentivo Municipal do Esporte (ISSQN/IPTU) • Inclusão do skate nos eventos da cidade; terça-feira, 7 de maio de 2013


Conceito • Novo Hamburgo: a cidade da juventude. • Infra-estrutura, universidade, políticas públicas, eventos, esportes radicais, shows e grandes eventos. terça-feira, 7 de maio de 2013


terรงa-feira, 7 de maio de 2013


Skate Novo Hamburgo