Page 1

B RASÍLIA , DF 2

AN O IX - Nº 1 81 ANO 18 FOTO: DIVULGAÇÃO

A

9 ABRIL

20 12 201

FOTO: J. RODRIGUES

FOTO: J. RODRIGUES

AGROBRASÍLIA

DE

ALUNOS E PROFESSORES

VAI ACONTECER EM MAIO

FAZEM MANIFESTAÇÃO

Já está tudo sendo preparado para a maior feira de tecnologia rural do Centro Oeste. A Agrobrasília acontecerá entre 15 e 19 de maio. Página 6

Alunos da rede pública e professores ligados ao Sinpro fecharam a Avenida Comercial do Paranoá para se manifestarem por melhorias. PÁGINA 10

CLDF DEVE

SEM TETO QUEREM

Os distritais devem ouvir vários assessores do GDF suspeitos de participação nos negócios de Carlos Cachoeira. Página 3

Dezenas de famílias sem teto participaram de uma manifestação em frente ao Mané Garrincha pedindo investimento em moradia. Página 7

OUVIR DENUNCIADOS

MAIS INVESTIMENTOS

MULHERES

APOSENTADA QUER MORAR NO PARK

SERÃO ATENDIDAS NO ITAPOÃ

A Unidade Móvel de Saúde da Mulher começa a atender em Itapoã nesta terça feira. A equipe permanece no local três semanas Página 11

Aposentada, mãe solteira, quatro filhos, dona Ivani Borges quer ser contemplada com um dos 5 mil apartamentos do Habitacional Paranoá Park. Página 5

FOTO:MARCELLO CASAL JR./ABR

A CICLOVIA QUE NINGUEM QUER

COMEÇA O PLANTIO

DE TRIGO IRRIGADO

O trigo irrigado na região de Cerrado a ser plantado a partir do dia 11 alcança melehores resultados, diz a Embrapa Cerrados. Página 14

Ainda que desagrade a gregos e troianos, as obras de construção de uma ciclovia que nasce na DF 001 e vai até a DF 015, começaram. O administrador Professor Garibel garante que a via é segura e dará maior tranquilidade a quem usa bicicleta. Uma enquete realizada pelo Jornal das Cidades traz a opinião de gente da comunidade e mostra que a população não contesta a construção da ciclovia, mas sim o local da implantação.Página 8 e 9

POLICIAIS SUSPEITOS

DE VIOLÊNCIA SEXUAL

Meninos e meninas de rua denunciaram e a deputada federal Érica Kokay levou o fato à Comissão dos Direitos Humanos da Câmara. PÁGINA 12


OPINIÃO

E

BRASÍLIA, DF - 2

DITORIAL

OBRA

FOTO: ARQUIVO

NINGUÉM

É DE

NINGUÉM

A cidade é uma bagunça só. O trânsito sem controle permite que motoristas abusem do direito de errar. Nos supermercados da cidade é comum se obser var carros estacionados em filas duplas ou em locais proibidos.Um perigo para motoristas, ciclistas e pedestres. Alguém precisa cuidar disso.

PARQUE VIVENCIAL

Além da construção de mais de 5 mil apartamentos através da implantação do Conjunto Residencial Paranoá Park, outra prioridade de Geraldo Magela (PT), secretário da Habitação, é a transformação do Parque Vivencial do Paranoá como uma área de lazer na cidade. Atualmente, o Vivencial é um marco histórico para memória do antigo núcleo pioneiro Vila do Paranoá. Sua peservação, como testemunho da construção de Brasília, partiu da reivindicação de pioneiros que residiram no local.

INFORMATIVO ON LINE

Com o objetivo de tornar a comunicação com a comunidade ainda mais intensiva e direta, a Administração Regional do Paranoá lançoa amanhã (10), um informativo semanal on line. O recurso foi disponibilizado no site oficial da instituição e terá periodicidade semanal. De acordo com a Assessoria de Comunicação, é necessário que a comunidade conheça as ações do governo, a fim de participar, fiscalizar e colaborar com a melhoria da própria cidade. Além do site institucional, também serão exploradas as redes sociais como Orkut e face book, O informativo pode ser acessado no site www.paranoa.df.gov.br.

DF 250 RODOVIA DA MORTE

A DF 250 continua sendo o calo do Paranoá. A rodovia todo santo dia recebe, nos horários de pico, uma quantidade muito grande de carros, inclusive os que saem de Planaltina e trafegam por aqui, que congestionam tudo. Um motorista contou ao JORNAL DAS CIDADEs que sai de um condomínio próximo e já levou 30 minutos para atingir o balão entre as duas cidades. Vários acidentes com vítima já aconteceram na DF 250 e ninguém toma nenhuma providência apenas ficou na promessa de campanha. DUPLICAÇÃO JÁ

CICLOVIA

DA DISCÓRDIA

I

CICLOVIA

DA DESCÓRDIA

II

Vem aí a ciclovia do Paranoá. A obra já aprovada, será construida ao longo de toda a avenida Principal da cidade. O transito é caótico. As lojas invadem espaço público por falta de espaço. A população anda no meio da avenida, disputando espaço com carros, motos, carroças, enfim. Seria muito mais proveitoso, no entendimento da população, um amplo projeto de revitalização da avenida, como o desenhado anteriormente e ja divulgado aqui no JC. Seria racionaliar o uso do espaço e aproveitando para educar o povo como utilizar melhor os espaços públicos. Será falta de espaço?

MUDANÇAS

INTERNAS

Diretor Presidente: José Rodrigues Alves Diretor Financeiro: José Luiz de Brito Jornalista Responsável: Emílio de Faria - DRT 239.723-72 nº 9728 Editor-executivo: Marcos Antéro do Nascimento Sóter DRT 0888 -RO Repórteres: Marcos Medanha e Odirlei Ribeiro Assessoria Jurídica: Dr. Marcondes Paiva - (61) 8407-1986 Diretor comercial: J. Rodrigues - 3369-4480 - 9633-8091 Jornalista responsável pelas cidades do Entorno: Marina Durães (61) 9926-5960

I

Toda vez que alguém assume uma diretoria ou uma chefia, são efetuadas mudanças, tanto no quadro de pessoal como no ambiente. Nas administrações não é diferente. No Paranoá, por exemplo, assim que o atual administrador assumiu o comando, os móveis que lá estavam tinham pouco tempo que havia sido adquiridos pelo antecessor. Por questão de estética e para mostrar que alguma coisa mudou, foram comprados novos e trocado todos os móveis. Não se sabe o que foi feito com os móveis anteriores, por que isto aconteceu em todas as administrações.

MUDANÇAS

INTERNAS

II

Cada vez que os moradores vão à administração do Paranoá, eles estranham, uma vez que todo mês tem mudanças no interior do prédio e no quadro de pessoal. "Tem pouco mais de um mês que fui à administração para tratar de um assunto e não consegui, sendo, então, foi marcado outra data. Ao chegar lá achei o ambiente diferente e procurei o funcionário que tinha me atendido e ele já não estava mais". Desabafou um morador que não quis se identificar por medo de represália.

Administração, Redação e Publicidade: Av. Com. - Qd. 31 Conj. 23 - Lt. 4 - Sl. 201 - Paranoá - Brasília-DF - CEP: 71.573.100 Telefones: (61) 3369-5066 - (61) 8443-7138 - 3369-4480 Fotolito e Impressão: FC - Gráfica (61) 3356-7654 Esta é uma publicação da: Media One Comunicação e Editora Ltda CNPJ: 04.676.116/0001-04 - Inscrição Estadual: 07.426.563/001-40

9

DE ABRIL DE

20 12 201

FRASE DA SEMANA Realmente, os políticos estão perdendo a vergonha na cara!” (Demóstenes Torres, senador por Goiás)

QUE NINGUÉM QUER

As obras de construção de uma ciclovia no canteiro central das avenidas Alta Tensão e Principal do Paranoá, que foram iniciadas este mês, nem bem começaram direito e já estão causando polêmica na cidade. Os moradores, em especial aquela parcela que faz uso diário da "magrela", estão reclamando de que não foram ouvidos, o que é negado pela Administração Regional, que garante ter realizado audiências públicas e outros encontros com a comunidade, na discussão do assunto. Ninguém pode negar que a ciclovia é uma obra necessária, entretanto da forma que ela está sendo feita, no canteiro central, assim a população não está "engolindo" direito. Se hoje, o perigo já é constante para pedestres e também para ciclistas, então com a ciclovia será um "Deus nos acuda". Já ocorrem acidentes rotineiramente. Um grande número de pedestres já foi vítima de algum tipo de problema envolvendo bicicletas, isso é do conhecimento de todos. No entanto, a voz do povo não foi levada em consideração pelos responsáveis do projeto. O professor Garibel, administrador Regional. garante que tudo está sendo feito em acordo com as normas de segurança, mas não é isso que a comunidade diz e sente. Ao que parece, segundo moradores, o projeto foi concebido por alguém que nunca veio ao Paranoá e não conhece a cidade, que não imagina as dificuldades que os pedestres, os ciclistas, os motociclistas e os motoristas enfrentam no dia-a-dia do movimentado trânsito local. Tudo isso, temperado com a indignação de antigos moradores da cidade. Pois a obra, talvez a primeira de vulto que acontece na atual administração, deve ser paralisada e repensada, como quer a maioria. Quem sabe até se buscando um trajeto diferente, longe das Avenidas Comercial e Alta Tensão, onde hoje até caminhar já é um tormento. A ciclovia, como foi dito antes, se faz necessária, porém não da forma que está sendo construída. O administrador, com toda certeza, no futuro não vai querer ser lembrado por ter executado uma obra que provocou dissabores à população. Ah! Isso ele não vai querer. Então seria ideal, racional e justo fazer a umadequação do projeto original. Ninguém deseja,de forma alguma, que aconteçam acidentes com feridos ou mortos na cidade em conseqüência da ciclovia. E a população quer proteger os seus filhos. O perigo já é constante. E com a ciclovia, cortando a área central da cidade, quiçá estará montado o palco das tragédias . Até porque os ciclistas terão de atravessar às congestionadas pistas de rolamento das avenidas para, então, terem acesso ao espaço destinado a eles. Com isso ficarão expostos ao tráfego pesado dos carros, ônibus, caminhões etc. que circulam pelo centro do Paranoá. Sangue na pista e pessoas chorando, tomara que não, mas é o quadro que muitos moradores já vislumbram na obra da ciclovia, sendo construída em meio à área nervosa da cidade.

A

! Circulação da Edição Impressa: Paranoá, Itapoã, Bairro Alto Colorado, Sobradinho, Planaltina, Varjão, São Sebastião, Jardim Botânico, Lago Sul, Lago Norte, Asa Norte, Asa Sul, Cruzeiro, Guará, Sudoeste, Sia, Câmara Federal e Legislativa, Senado Federal, Ministérios, Autarquias e Secretarias do GDF e todas as administrações. ! Prefeituras Municipais do Goiás: Formosa, Brasilinha, Alvorado do Norte, Água Fria, Águas Lindas, Valparaizo, Novo Gama, Cidade Ocidental e Luziânia. ! Prefeituras Municipais de Minas Gerais: Cabeceira Grande, Unaí, Paracatu, Arinos, Buritis de Minas.

POSTO I

Os moradores do Paranoá, Itapoã e região poderão ser beneficiados, em um espaço curto de tempo, com mais um posto de gasolina. Segundo informações, tem um empresário que está mexendo os pauzinhos dentro da administração do Paranoá para que seja aprovado o projeto para construção do posto.

POSTO II

Segundo a rádio corredor o empresário que está interessado, já deu o ponta pé inicial e que o processo já está bem adiantado, faltando pouco para ser concluído. Agora só falta o administrador assinar.

POSTO III

Segundo informações colhidas pela coluna,o posto poderá ser construído nas margens da DF 001 do lado direito sentido ao Itapoã/Sobradinho onde hoje existe um campo sintético. Há uma conversa nos bastidores que o empresário estaria disposto a construir um centro esportivo onde hoje existem os campos de vázeas, como forma de indenização a Liga Desportiva e a Associação dos Moradores.

POSTO IV

A chegada do novo posto já era esperado algum tempo, até por que os dois postos que existem no Paranoá já não conseguem atender a demanda e, segundo alguns clientes, o atendimento precisa ser melhorado.

ABANDONADOS

A cidade possui um grande número de mendigos e andarilhos. A pergunta que se faz é: não ha nenhum projeto voltado para estas pessoas? Quem poderia se preocupar com tamanho descalabro e fazer alguma coisa para minimizar estas cruel realidade?

ENVIE SUAS CRÍTICAS, SUGESTÕES, OPINIÕES, DENÚNCIAS, CARTAS E ARTIGOS, PARA OS NOSSOS ENDEREÇOS ELETRÔNI COS. jornaldascidadesdf@gmail.com imprensajornaldascidadesdf@gmail.com

V ISITE

O NOSSO SITE E FIQUE ATUALIZADO

www.jornaldascidadesdf.com.br AS OPINIÕES EMITIDAS NOS ARTIGOS E NAS MATÉRIAS ASSINADAS NÃO EXPRESSAM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL .

É PERMITIDA A REPRODUÇÃO DAS MATÉRIAS

PUBLICADAS DESDE QUE A FONTE SEJA CITADA.


BRASÍLIA, DF - 2

L

A

9

DE ABRIL DE

20 12 201

POLÍTICA

EI ORGÂNICA FOTO: CARLOS GANDRA/CLDF

F OTO: DIVULGAÇÃO

IVELISE

Os deputados distritais membros da Comissão Especial para análise das LEDOs ainda não se reuniram

LEI ORGÂNICA DO DF DEVE RETORNAR À AVALIAÇÃO

A COMISSÃO ESPECIAL PARA ANÁLISE DAS PROPOSTAS DE EMENDAS À LEI ORÇAMENTÁRIA NÃO SE AINDA NÃO REUNIU DURANTE 2012

N

a sessão ordinária do dia 3, os parlamentares discutiram a necessidade de a Câmara Legislativa retomar as atividades da Comissão Especial para análise das Propostas de Emendas à Lei Orgânica (PELOs), instalada em outubro de 2011. A deputada Eliana Pedrosa (PSD) observou que não houve reunião este ano e cobrou que o presidente da Câmara Legislativa, deputado Patrício (PT), volte a convocar novos encontros da comissão, uma vez que "a Lei Orgânica apresenta dispositivos inconstitucionais e há diversas emendas em tramitação na Casa". A deputada ressaltou a necessidade de serem revistos os incentivos fiscais concedidos a diversos segmentos empresarias do DF. De acordo com a distrital, o governo deixa de arrecadar cerca de R$ 1 bilhão por ano. "Com as novas isenções aprovadas semana passada, esse valor chegará a R$ 1,4 bilhão. Precisamos ver se toda essa renúncia fiscal ainda se faz necessária”, afirmou Eliana Pedrosa. Arlete Sampaio (PT) concordou com a proposta de Eliana e ob-

servou que o Congresso Nacional precisa aprovar uma reforma tributária que acabe com a guerra fiscal entre os estados. "Devemos fazer uma análise com o GDF a respeito da necessidade de mantermos esse benefício. Não é possível que setores empresariais sejam sempre beneficiados em detrimento da arrecadação de recursos para políticas públicas do governo", afirmou Arlete. Já Chico Leite (PT) reiterou a necessidade da apreciação de diversos PELOs e também de retomar o trabalho de revisão da Lei Orgânica. O petista propôs ainda uma reunião entre os sete membros da Comissão Especial para adiantar os trabalhos antes da convocação de nova reunião pelo presidente. Presidindo os trabalhos no plenário, Aylton Gomes (PR) comprometeu-se a solicitar que o presidente da CLDF agende uma nova reunião “o mais rápido possível”. VETOS - Os deputados também apreciaram alguns vetos parciais do governador na sessão ordinária do dia 3. Foram analisados

BASTIDORES DA PROPAGANDA Brasília está muito bem servida de agências de propaganda. Imaginem o tamanho da criatividade emanada pelo Distrito Federal em direção às várias regiões do país, até no Rio de Janeiro. Não podendo excluir os grandes personagens do mercado da propaganda brasiliense, gente de grosso calibre da criatividade, com Marcelo Toledo Watson, conhecido no ramo pelo apelido de Tucunaré, também seu colega Marcelo de Oliveira Lopes junto com a irmã deste, Andréia, e num degrau superior o empresário Paulo Octávio (foto) Alves Pereira (foto). Aliás, tem muito colunista na cidade que se orgulha de estar bem informado sobre a importância dessas figuras.

itens de três projetos de lei do GDF que tratavam de matérias orçamentárias: PL 336/2011, PL 523/2011 e PL 637/2011. A maioria dos vetos às propostas, originárias de emendas de parlamentares, foi mantida. Apenas dois itens referentes ao projeto de lei 336/2011, que estabeleceu as diretrizes orçamentárias para 2012, foram derrubados. Um deles trata do fornecimento de informações on line do Sistema Integrado de Gestão Governamental - SIGGO e o outro refere-se ao contigenciamento de recursos. M O Ç Ã O - Os parlamentares aprovaram ainda a moção, de autoria da deputada Arlete Sampaio (PT), em repúdio à decisão do STJ, proferida em 23 de novembro de 2011 e publicada no Diário de Justiça Eletrônico no dia 23 de março de 2012, que trata da relativização da violência presumida no caso de estupro de vulneráveis. O caso tratava de de violência sexual perpetrada por um adulto a três meninas adolescentes, que à época dos fatos contavam com 12 anos de idade. F OTO: DIVULGAÇÃO

NA

NOVACAP

A Novacap deve ser comandada pela atual presidente da Codeplan, Ivelise Longhi (PMDB). A ex-vicegovernadora do DF teria recebido proposta para assumir a companhia e teria aceitado a missão. A previsão é que sua nomeação seja publicada nos próximos dias. Talvez até mesmo assinada, pelo vicegovernador Tadeu Filippelli (PMDB), , de quem Ivelise (FOTO) é aliada, em um momeno em que assumir a titularidade do cargo, Segundo fonte, a Codeplan pode ficar nas mãos de Oswaldo Russo (PT), aliado do grupo da deputada federal Érika Kokay (PT). A assessoria de Ivelise negou a saída da peemedebista da Codeplan.

REGUFFE TUCANO?

O deputado federal Reguffe (PDT), por influência de seu tio , o exsenador e atual presidente da Transpetro, Sergio Machado, ensaia o seu ingresso no ninho tucano. A intenção de Reguffe é f iliar-se ao PSDB e assim poder viabilizar sua candidatura ao Buriti, trazendo consigo o DEM e o PPS. Sua ida para o PSDB teria o aval de Aécio Neves.

NOIVA

COBIÇADA

No meio político do DF, o nome mais badalado do momento é o do ex-governador José Roberto Arruda. O comentário é que Arruda passou de relegado a noiva cobiçada. Tem partido político na cidade que esconjuradva quando ouvia falar seu nome em seus quadros. Mas parece que os ventos mudaram e a situação nesse momento é outra.

TROCA-TROCA NAS ADMINISTRAÇÕES

O fato já foi tema de noticiários nos blogs em janeiro, a dança das cadeiras nas administrações regionais já começou. A primeira Administração a ocorrer o troca-troca foi a do Recanto das Emas. Izaudete Carneiro de Souza Abrantes, não é mais administradora da cidade. Ela foi substituída por Sebastião Stênio Pinho que ocupava uma diretoria na Novacap. É bom alguns administradores começarem a limpar as suas gavetas. F OTO: DIVULGAÇÃO

AH, SE MEU

CARRO FALASSE

“Vou chutar o pau da barraca”. Esta frase foi dita pelo secretário de Condomínios, pelo menos até agora, Wellington Luiz (foto), em reclamação a falta de estrutura na pasta. Pela jeito, a frase tem tudo para ser real. Segundo a coluna do jornalista Lívio di Araújo, uma pessoa queria visitar o secretário, mas não sabia o local. Ele disse que era só descer à garagem.

F OTO: DIVULGAÇÃO

RÁPIDO NO GATILHO

Os distritais que ensaiaram alcançar um quórum de votação em recente sessão na Câmara Legislativa deram com a cara na porta. É que o vice-presidente Doutor Michel (foto), delegado de carreira, foi mais rápido no gatilho. Declarou aberta e encerrada a sessão em quase 30 segundos de fala. Um verdadeiro recorde.


POLÍTICA

C ACHOEIRA

BRASÍLIA, DF - 2

C OMUNIDADE FOTO: FABIO RIVAS/CLDF

A

9

DE ABRIL DE

20 12 201

FOTO: J. RODRGUES

A luta do empresariado por regularização já alcança 15 anos

REGULARIZAÇÃO DE S. MARIA ENTRA NA PAUTA DE DEBATES

O deputado Patrício é autor da convocação de vários suspeitos de envolvimento com Carlinhos Cachoeira

SUSPEITOS

SERÃO OUVIDOS EM AUDIÊNCIA NA CLDF

O CHEFE DE GABINETE DO PALÁCIO DOS BURITI, CLAUDIO MONTEIRO, E OUTROS DEVEM SE EXPLICAR AOS DISTRITAIS

A

Câmara Legislativa deve ouvir, nos próximos dias, o secretário-chefe de Gabinete do governador Agnelo Queiroz, Cláudio Monteiro, sobre suposto envolvimento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. Requerimento apresentado pelo presidente da Casa, deputado Patrício (PT), pede ao secretário que preste informações aos distritais sobre citação nas investigações da Operação Monte Carlo da Polícia Federal, que resultou na prisão de Cachoeira por exploração de máquinas caça-níqueis em Goiás e no Entorno do DF. O documento foi lido no Plenário da Casa na tarde de terça-feira (03/ 04). "Como órgão f iscalizador do Poder Executivo, a Câmara Legislativa precisa de esclarecimentos

acerca de qualquer fato que coloque sob suspeição ações ou integrantes do GDF. O requerimento é uma oportunidade de ele esclarecer os fatos e se defender das acusações envolvendo o seu nome", explicou o deputado Patrício.O requerimento de prestação de informações por Cláudio Monteiro é baseado no artigo 60, inciso XIV, da Lei Orgânica do DF, que prevê a convocação de "secretários de Estado, dirigentes e servidores da administração direta e indireta do DF a prestar pessoalmente informações sobre assuntos previamente determinados, importando crime de responsabilidade a ausência sem justificativa ou o não atendimento no prazo de 30 dias". O atual secretário é servidor de carreira da Polícia Civil. Outro re-

DR. MICHEL

querimento de Patrício convocou o policial civil Marcello de Oliveira Lopes, que atuava como assessor especial da Subsecretaria de Assessoramento Especial da Casa Militar. Conhecido como Marcelão, o agente de polícia também é citado nas investigações da Operação Monte Carlo e foi exonerado do cargo no dia 02, segundo publicação do Diário Oficial do DF. Denúncias apresentadas ao deputado Patrício apontam a ida de Marcelão por diversas vezes ao Rio de Janeiro para encontros com outros suspeitos investigados pela PF. Outra suspeição que paira sob o servidor se refere à agência de publicidade Plá e supostas irregularidades em contratos com a CEB e a Terracap. Outros acusados também estão sendo convocados e serão ouvidos.

OUVE COMUNIDADE E PROMETE MELHORIAS PARA A QD 25 O deputado distrital Dr. Michel participou de reunião com integrantes do Grêmio Recreativo Amigos do Paranoá e Itapoã, na Quadra 25, para debater a revitalização da Praça Jackson Aguiar. Os moradores da quadr wa 25, de acordo com o idealizador do encontro, Cleber Almeida, estão rivindicando a implantação da uma academia comunitária, a iluminação da praça, a reforma do parque infantil e da quadra de esportes e obras de paisagismo da “Jackson Almeida”. Os moradores presentessolicitaram ainda

FOTO: J. RODRIGUES

Dr. Michel se reúne com moradores da quadra 25 do Paranoá para ouvir suas reivindicações

a cibstrução de passarela da DF 001, fiscalização de trânsito nas quadras, além da execução ds obras da feira permanente do Paranoá, entre ou-

tras benfeitorias essenciais à comunidade. Participaram da reunião, o deputado Dr. Michel, um assessor parlamentar do deputado fe-

deral licenciado Geraldo Magela, o tenente coronel Júnior, além de representantes de associações e outras entidades sociais da cidade .

Criada em 1993, Santa Maria enfrenta problemas de regularização e ocupação do solo, especialmente em relação a áreas destinadas a comércio e indústria. Para debater o assunto, a Câmara Legislativa, atendendo ao deputado Wasny de Roure (PT realizou audiência pública na cidade. Soluções para a situação serão trabalhadas em grupo de trabalho com a participação de representantes da Casa, das secretarias de Habitação e de Desenvolvimento Econômico, da Terracap, da Agefis e de associações do setor produtivo daquela região administrativa. "A falta de escrituras dos imóveis tem impedido os representantes desses seg-

Deputado Wasny de Roure

mentos de conseguir financiamento, fazendo com que o comércio, a economia e o progresso da cidade fiquem estagnados", argumenta o deputado Wasny. Segundo a presidente da Associação de Comércio e Indústria de Santa Maria, Natália Coutrin, a luta por regularização já alcança 15 anos.

P OPULARIDADE

BONS

RESULTADOS PREJUDICAM

A deputada distrital Eliana Pedrosa poderá ser a próxima vitima do jogo das maldades. Com os números das pesquisas mostrando que mesmo no campo da oposição ela continua firme e forte na preferência popular. Eliana Pedrosa que também aparece bem nas intenções de voto para senadora e até governadora, certamente está preparada para o jogo das maldades na politica do DF. Jornalistas políticos lembram que todos aqueles que aparecem bem nas pesquisas ou mesmo

com intenções de disputar a eleição majoritária de 2014, acabam sofrendo ataques sem precedentes. Para os analistas, todos já conhecem de "cor e salteado" o endereço de onde são arquitetadas o jogo das maldades. O blogdogbu, por exemplo, garante que ouviu de fontes seguras que já tem gente preocupada com o crescimento de Eliana Pedrosa nas pesquisas. Principalmente dois parlamentares que sonham dia e noite em sentar em uma das cadeiras do Senado Federal no inicio de 2015.


BRASÍLIA, DF - 2

A

9

DE ABRIL DE

G E R A L

20 12 201

H ABITAÇÃO

"MORO DE ALUGUEL E

C OOPERAÇÃO

F OTO: DAIANE C OSAC/CEB

QUERO UM APARTAMENTO” MÃE SOLTEIRA DIZ QUE HÁ TEMPOS ESPERA SER CHAMADA MAS QUE NUNCA FOI LEMBRADA PELOS ÓRGÃOS HABITACIONAIS DO GDF

L

Por Marcos Mendanha ogo depois que a edição passada do JORNAL DAS CIDADES começou a circular nas ruas, com a notícia da decisão do governo Agnelo de construir o Residencial Paranoá Park, apareceu em nossa Redação a senhora Ivani Cândida Borges, 64 anos de idade, querendo saber como poderá se candidatar a uma das futuras unidades residenciais que serão construídas na cidade do Paranoá. Na ocasião, ela disse estar indignada com sua condição de "quase 40 anos de inscrita no Programa Habitacional do GDF e até hoje morando de aluguel". Ivani mostrou documentos, da época quando se inscreveu na antiga SHIS, em 1973. "Atualmente, minha inscrição tem mais de 14 mil pontos no Programa Habitacional, será que f inalmente desta vez conseguirei minha casa própria?", pergunta ela. "Quero ter o direito de ocupar um desses apartamentos novos, no futuro Residencial Paranoá Park". "Sou mãe solteira e sozinha criei quatro filhos. No passado muita gente ganhou lote, mas eu nunca ganhei nada de ninguém. Infelizmente fui esquecida e relegada pelos políticos do DF, a gente só é lembrada na época de eleição. Mas agora, espero que o atual governador e seu secretário de Habitação me ajudem a conquistar minha casa", espera Ivani. Inclusive, ela escreveu uma carta ao governo, contando o seu drama. Além de Ivani, outras pessoas procuraram o jornal, interessadas na proposta do governo de construir as novas moradias. Residencial Paranoá Park - Devido o grande interesse do assunto, a reportagem vai relembrar algumas informações: Conforme explicou o

DF

Tadeu Filipelli assina o acordo de cooperação

BRASÍLIA E ITÁLIA UNIDAS PELA

SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA

Dona Ivani quer ser convocada para o Residencial Paranoá Park próprio secretário Geraldo Magela, o Paranoá Park será implantado através do programa Morar Bem, da Sedhab. O projeto prevê prédios de apartamentos para acomodar inicialmente 5 mil famílias. "Estamos dando prioridade a este projeto. O conjunto habitacional será implantado na cidade do Paranoá e as unidades residenciais poderão ser adquiridas através do pagamento de prestações baixas, a preços populares, com

NA DISPUTA PELA

Brasília é candidata a sediar o maior evento do mundo em inovação e tecnologia. Trata-se do XIV Congresso Mundial de Tecnologia da Informação, da World Information Technology and Services Alliance (Witsa), conhecida como a "copa do mundo da tecnologia", que poderá ter sua versão brasileira em 2016. O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Cristiano Araújo, esteve com o governador Agnelo Queiroz para assinatura de um protocolo de intenções, no qual o GDF comprometeu-se a levar a candidatura de Brasília ao evento deste ano, em Montreal, no Canadá, onde será definida a sede de 2016. "Será uma grande

financiamento pelo BRB, Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil", explicou o secretário Magela. Os prédios serão construídos em área de propriedade da Terracap, portanto sem qualquer impedimento jurídico, nas imediações do terreno onde também será implantado o campus da UnB no Paranoá. O GDF já planeja abrir licitação pública para escolha da empresa de construção e iniciar a implantação do projeto do Paranoá Park.

WITSA

Reunião entre Agnelo, Cristiano e representantes da Witsa

oportunidade para Brasília sediar um evento desse porte, com tantas oportunidades de negócios para o segmento", destacou Cristiano. O Congresso Mundial de TI ocorre a cada dois anos e o último aconte-

ceu em 2010 na cidade de Amsterdã. O Congresso Mundial de TI de 2012 será realizado de 20 a 25 de outubro, em Montreal, onde será escolhida a cidade-sede para o Congresso de 2016.

CONVOCAÇÃO DE INSCRITOS

A Sedhab e a Codhab convocarão os 2 mil primeiros inscritos na Relação de Inscrições Individuais do Novo Cadastro da Habitação para comprovação de dados e formalização de processo com vistas à habilitação e manifestação de interesse aos projetos em oferta do Programa Morar Bem, que tem por objetivo fornecer moradia com infraestrutura completa para as famílias com renda mensal de zero a R$ 7.464,00. A partir da convocação, os classificados deverão comprovar que atendem aos critérios da política habitacional do DF. Os candidatos poderão optar por até três empreendimentos ou projetos.

O governador do Distrito Federal em exercício, Tadeu Filippelli, assinou um acordo de cooperação técnica com o governo da Itália para ampliar o uso de energia elétrica limpa e melhorar as condições gerais de água e saneamento. O ato fez parte do seminário Economia Verde e Rio +20, organizado pela Embaixada da Itália no Brasil. A assinatura marcou o início da segunda etapa do projeto Embaixada Verde, desenvolvido pela representação diplomática italiana desde o ano passado. Nesta fase, a parceria com a Compa-

nhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) vai viabilizar melhorias na estação de tratamento de esgoto de São Sebastião e também o controle da qualidade da água que sai da Embaixada da Itália após passar por filtros no próprio local. Na primeira etapa, iniciada em 2011, um convênio entre a Companhia Energética de Brasília (CEB), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Itália já havia possibilitado a instalação de células fotovoltaicas (que captam energia solar e transformam em elétrica) no telhado da embaixada.

E SPAÇO PÚBLICO

GDF REAJUSTA TAXAS DE ALUGUEL

Os dois maiores espaços públicos fechados do GDF para eventos têm, desde o último dia 3, taxa de ocupação def inida pelo Decreto 33.601, publicado no Diário Oficial do DF. A legislação fixa de R$ 10 a R$ 22.400 o valor das diárias de espaços de 10m² a 4,7 mil m² no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Para uma área de 29.500 m², no bloco A do Pavilhão de Exposições do Parque da

Cidade, o pagamento por dia é de R$ 15,7 mil. A legislação também prevê para a ala B, 19,5 mil m², o valor de R$ 12,5 mil. De acordo com a nova norma, a taxa de ocupação terá desconto de 30% nos meses de baixa estação, em janeiro, fevereiro, julho e dezembro. A ocupação dos espaços para atendimento de órgãos e entidades da administração pública do DF ficará em 25% do valor estipulado.

R ELIGIOSIDADE

POPULAÇÃO PRESTIGIA VIA- SACRA A comunidade do Paranoá pôde, mais uma vez, acompanhar a ViaSacra pelas ruas da cidade. A celebração da Semana Santa terminou no Domingo de Páscoa (7) e emocionou o público. Segundo os organizadores do evento, cerca de 10 mil pessoas prestigiou encenação da morte e ressurreição de Jesus Cristo, na Sexta-feira da Paixão. Muitos fiéis que acompa-

nharam a cerimônia choraram após assistir as cenas de martírio e a crueldade que memorizaram o sofrimento de Cristo a caminho do Calvário. Para eles, o rito leva à reflexão sobre a verdadeira paixão de Cristo pelo povo e sua pretensão de levá-la para toda a humanidade. O espetáculo reuniu mais de 100 atores, entre figurantes e organizadores.


C I D A D E S

BRASÍLIA, DF - 2

A

9

DE ABRIL DE

20 12 201

MEIO AMBIENTE

AGROBRASÍLIA 2012

E O AQUECIMENTO GLOBAL

FOTO: DIVULGAÇÃO

A FEIRA, QUE ACONTECE EM MAIO, VAI AJUDAR O PRODUTOR A

APROVEITAR MELHOR A PROPRIEDADE E A OTIMIZAR O USO DO SOLO

A

Agrobrasília 2012 - Feira de Tecnologias e Negócios -, vai acontecer entre os dias 15 a 19 de maio no PAD-DF -, e está engajada com o maior desafio da atualidade para os homens do campo: a busca por sustentabilidade. A Feira apresenta as práticas mais eficazes para a produção de alimentos, aliada à conservação dos recursos naturais; dá visibilidade aos programas governamentais de responsabilidade ambiental e incentiva a implantação dessas práticas pelos agricultores da região. Além disso, trabalha em união com a comunidade e utiliza práticas limpas que garantem o sucesso do evento. Algumas das ações a serem apresentadas na Agrobrasília fazem parte do programa ABC - Agricultura de Baixo Carbono -, que visa principalmente diminuir a emissão de CO² para a atmosfera. É no PAD-DF, por exemplo, que está instalada a maior área demonstrativa de integração Lavoura-PecuáriaFloresta (iLPF) dentro de um parque tecnológico no Brasil. O espaço, de 50 mil m², é destaque na Feira, com o plantio de várias espécies para reflorestamento. Agregado a ele, mais 10 mil m² demonstram a Integração Lavoura-Pecuária, além de lavouras com plantio direto. AQUECIMENTO GLOBAL - Essas tecnologias ajudam o produtor a

FOTO: ARQUIVO

REVITALIZANDO

ANIVERSÁRIO

Agrobrasília 2012 deverá incentivar o uso de práticas sustentáveis aproveitar melhor a propriedade, a otimizar o uso do solo e produzir mais gastando menos. "A ILPF é essencial para a redução de gases causadores do aquecimento global. Permite conciliar a criação de animais, a produção agrícola e

de agroenergia e a preservação da mata nativa, aumentando a produtividade e a renda sem abrir novas áreas para cultivo", destaca Marconi Borges, gerente da Empresa de Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF).

AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE O governador de Goiás, Marconi Perillo, os secretários de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Leonardo Vilela, e de Agricultura, Antônio Flávio de Lima, e instituições parceiras assinaram atos de cooperação técnica sobre ações que proporcionem sustentabilidade e ajudem a preservar os recursos hídricos de Goiás. Os principais termos, segundo Leonardo V ilela, referem-se ao Goiás Irriga Sustentável e ao Projeto Isca Viva Luiz Alves do Araguaia, entre outros. O Goiás Irriga Sustentável surge por meio de cooperação operacional entre Semarh, Seagro, Emater, Faeg, Fieg, OCBGO e Fundepec-Goiás, em que a Seagro será responsável por executar um cadastro sobre os irrigantes do Estado. Denominado Cadastro Estadual dos Usuários de

PRAÇAS

A Administração Regional de Planaltina, através de sua Diretoria de Obras (DIROB) e em parceria com a Secretaria de Obras do GDF irão reformar duas praças históricas da cidade As obras serão iniciadas tão logo o projeto de reestruturação seja concluído. Técnicas da Secretária de Obras estiveram nas praças Coronel Salviano Guimarães e São Sebastião para avaliação do espaço, o que dará base para o início do estudo de revitalização. A revitalização das duas praças, além de atender às reivindicações da comunidade, também contribuirá com a implantação do Plano de Turismo da cidade, que compreenderá a inclusão das praças nos roteiros para turistas e visitantes.

FOTO: DIVULGAÇÃO

O governador Marconi Perillo (GO) assina parcerias Recursos Hídricos, constará informações sobre pessoas físicas ou jurídicas, especificamente irrigantes, que irão alimentar um banco de dados para servir de base para elaboração do Plano Estadual de Recursos Hídricos. Por meio do cadastro, será possível obter in-

formações sobre áreas irrigadas e técnicas utilizadas para a irrigação. Mais uma ação, o Plano Nacional de Recursos Hídricos, segue os preceitos da Lei Federal 9.433, que instituiu a Política Nacional de Recursos Hídricos em todos os estados brasileiros.

SINALIZAÇÃO

REVITALIZADA

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal revitalizou todos os equipamentos de sinalização horizontal de trânsito da Região Administrativa do Paranoá. Ao todo, de acordo com a assessoria do órgão, foram 791 equipamentos. Dentre esses, faixas de pedestres, lombadas e estacionamentos que vão garantir maior mobilidade e segurança para os pedestres e condutores de veículos. As novas marcações de trânsito abrangeram todas as ruas da cidade, inclusive as entre quadras, que estavam com suas indicações apagadas e sem revitalização há 10 anos. A operação durou o mês inteiro, e com isso, pretende-se diminuir o número de acidentes de trânsito e melhorar o fluxo de veículos e pedestres na cidade.

DO

GUARÁ

Administração Regional do Guará está convocando artistas de todo o DF para participarem de eventos relacionados ao aniversário da cidade, em maio próximo. Serão selecionadas 20 atrações diversas para ocuparem o Teatro do Guará, 10 bandas e mais três artistas plásticos para construirem esculturas urbanas. Para o Teatro do Guará, os selecionados receberão até R$ 1,5 mil em apresentações únicas, sempre às sextas-feiras. Cada escultor selecionado receberá até R$ 10 mil para executarem obras de pelo menos 2,5 metros para serem implantadas na cidade, com o tema Lobo-Guará. No dia 05 de maio, dia do 43° Aniversário do Guará, 10 bandas da cidade serão selecionadas, com cachê máximo de R$ 5 mil. As regras de cada uma das seleções estão nos arquivos dos editais publicados na página eletrônica www.guara.df.gov.br.

DELEGADOS

DO

VARJÃO

As Plenárias de Base para escolher os dez delegados que vão apresentar as propostas para as obras que serão realizadas no Varjão, pelo Orçamento Participativo (OP), será realizada hoje (9). O evento acontecerá na Escola Classe a partir das 19h30. Segundo o administrador Regional, Hélio das Chagas, a participação de todos os moradores é muito importante. "Cada grupo de dez pessoas vai eleger um delegado, então quanto mais moradores puder participar é melhor para a cidade", afirma. Será eleito um delegado para cada dez presentes no grupo e estes integrarão o Fórum de Delegados da Região Administrativa onde moram. De acordo com informações do GDF, ano passado mais de 16 mil pessoas participaram do Orçamento Participativo. Elas apresentaram um total de 7.822 propostas.


BRASÍLIA, DF - 2

I

A

9

DE ABRIL DE

CIDADES

20 12 201

P ROTESTO

NVASÃO

FOTO: DIVULGAÇÃO FOTO: SEOPS/SUDESA

A manifestação aconteceu nas cidades sede da Copa 2014

SEM-TETO PEDE MAIS MORADIA

As construções irregulares, erguidas em terras do GDF, são alvo constante da ação das autoridades

FORÇA

TAREFA DERRUBA OBRAS IRREGULARES

AS AÇÕES REALIZADAS EM SÃO SEBASTIÃO E ARNIQUEIRAS

TIVERAM UM SALDO DE OITO EDIFICAÇÕES REMOVIDAS

A

ções realizadas na quarta-feira (04) em São Sebastião e no Setor Habitacional Arniqueira, em Águas Claras, tiveram o saldo de oito edif icações removidas. As irregularidades, construídas em área pública sem autorização, foram identificadas em apenas uma semana. O maior número de remoções ocorreu no setor Morro da Cruz, em São Sebastião. Três edif icações de alvenaria, 900 metros lineares de cerca e 30 metros lineares de muro acabaram retirados, além da inutilização de

duas fossas e uma cisterna. Neste local, uma das ocupações estava habitada. A família saiu pacificamente e aceitou ajuda oferecida pelo Governo do Distrito Federal para a mudança. Também em São Sebastião, já no setor Vila do Boa, a equipe erradicou três edificações de madeira e 500 metros lineares de cerca. Outra edif icação feita em madeira e mais 500 metros lineares de cerca foram alvos no Morro Azul. Outra frente de atuação removeu uma edif icação de alvenaria recém-construída e

um muro de oito metros lineares na Chácara 66, do Setor Habitacional Arniqueira. Cem servidores integraram as atividades. Estiveram presentes Seops, Agefis, CBMDF, PMDF, CEB, CAESB, SLU e Terracap. Coordenaram Major Messias e Capitão Paulo da Silva, ambos diretores de operações da Secretaria da Ordem Pública e Social- Seops; e Reginaldo da Silva e Agnus Modesto, auditores fiscais da Agência de Fiscalização (Agef is). As ações ocorreram entre 09h e 15h40.

FAMÍLIAS CARENTES ATENDIDAS A Diretoria de Serviços Públicos (Diserv) e a Gerência de Serviço Social (Geses) da Administração Regional do Varjão estão desenvolvendo um excelente trabalho com moradores da Área de Transição, na Quadra 11, no Varjão. Servidores das duas divisões, acompanhados por técnicos da Divisão de Obras (Dirob), fizeram uma visita na região e selecionaram 150 famílias cujas moradias estavam em condições precárias de habitação. Após a constatação de que as residências precisavam urgente de reforma, as famílias foram contempla-

FOTO: ASCOM/ADM VARJÃO

O material foi entregue à familias cadastradas

das com cimento, telhas, madeiritis, tábuas, cabos e cestas verdes com verduras, legumes e frutas. Segundo o administrador Regional Hélio

das Chagas, o material foi distribuído apenas para famílias carentes e que as moradias necessitava de reparos básicos.

ASFALTO

NO MORRO

Dando continuidade a execução do projeto de pavimentação de São Sebastião, a administração iniciou alguns dias ,mais uma etapa de asfaltamento no Bairro Morro da Cruz. Trocar a poeira e barro pelo asfalto era um desejo antigo da comunidade, que agora é atendido pelo Governo do Distrito Federal (GDF). Tendo em vista o apoio do deputado distrital Agaciel Maia. Já foram iniciadas também a construção do Estacionamento do Ministério Público da cidade.

O protesto nacional contra a Copa do Mundo de 2014, organizado pelo Frente Nacional de Movimentos Populares Resistência Urbana, aconteceu também no DF. A manifestação ocorreu no Estádio Nacional Mané Garrincha, e teve como principal alvo a Terracap. Segundo os manifestantes, a estatal do GDF está investindo no estádio dinheiro que deveria ser aplicado na construção de casas populares. Os manifestantes che-

P ERIGO

garam a bloquear o portão de acesso ao canteiro de obras, mas recuaram após negociação com policiais militares. Entre os manifestantes havia muitas crianças em idade escolar e até bebês no colo dos pais. Em Brasília, o protesto foi organizado pelos movimentos dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e Sem Teto (MTST). Um dos líderes da manifestação, Vitor Guimarães, disse que cerca de 70 famílias sem terra estão acampadas em Planaltina (DF).

ÁREAS DE RISCO EM DISCUSSÃO

O Sinditamaraty promoveu palestra sobre "Os desafios da atividade profissional em áreas de risco". Compuseram a mesa o Embaixador Luiz Brun, o Dr. Heverton de Campos Menezes, a senhora Márcia Lopes de Car valho, coordenadora Geral de Doenças Transmissíveis do Departamento de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, além do presidente, Alexey van der Broocke. Estiveram presentes, igualmente, representante da administração do MRE e o diretor da Associação Brasileira de Diplomatas (ADB).

A organização do evento teve apoio da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, da Anvisa e da Universidade de São Paulo (USP). Cada palestrante discorreu acerca de sua visão do tema, tendo prevalecido os aspectos relativos aos riscos de contrair doenças tropicais, particularmente a malária. O Presidente do Sinditamaraty resumiu as preocupações que movem o sindicato, no tocante aos perigos que correm os servidores públicos ao serem designados para servir em áreas endêmicas.


EDUCAÇÃO

M ANIFESTAÇÃO

FOTO: J. RODRIGUES

BRASÍLIA, DF - 2

A

9

DE ABRIL DE

20 12 201

A TIVIDADES

As atividades fazem parte do programa de ensino

COLÉGIO BARÃO DO RIO BRANCO

Manifestantes e alunos tomaram conta da congestionada Avenida Principal, no Paranoá

PROFESSORES E

ALUNOS JUNTOS EM MANIFESTAÇÃO

A GREVE DOS PROFESSORES TEVE INÍCIO DIA 8 DE MARÇO E NÃO TEM PREVISÃO PARA ACABAR. TERÇA-FEIRA GDF RECEBE O SINPRO

A

Por Marco Mendanha ntigamente, a maioria das crianças e dos adolescentes ficava aborrecida com o término das férias escolares e o recomeço da rotina das aulas nas escolas. No passado, alguns até gostavam quando, por um motivo de doença, um professor não poderia ministrar a aula, porque isso significava dia de folga. Entretanto, parece que as coisas mudaram: no último dia 2, cerca de 300 alunos da rede pública de ensino participaram de uma manifestação na principal Avenida do Paranoá, possivelmente engajados às reivindicações de sindicalistas do Sinpro. "A culpa é do governo!", gritava um sindicalista vestindo uma camiseta com a logomarca do Sinpro, no alto de um caminhão de som, em meio ao congestionamento do trânsito na área central do Paranoá. "O governo tem dinheiro sim,

mas não quer dar aumento salarial para os professores!". Na ocasião, o caminhão era seguido pelos alunos em meio aos outros veículos. "Desde o dia 8 de março, os professores estão em greve e os alunos não têm aula por culpa do governo!", avisava o sindicalista ao microfone, imputando a falta de aula nas escolas ao desacordo salarial entre Sinpro e GDF. Durante a manifestação, membros da Regional de Ensino receberam das mãos de sindicalistas uma pauta de reivindicações com um pedido de mais verbas para educação pública, melhorias nas quadras de esportes das escolas, refeições saudáveis e de qualidade, passe livre irrestrito e ilimitado para os alunos, reformas estruturais e urgentes nas escolas, fim da cobrança de taxas escolares e o cumprimento de acordo do governo Agnelo às reivindicações dos professores. No Paranoá, alunos do Centro de

Ensino Médio Nº 1 e diretores do Sinpro-DF fecharam uma das faixas da Avenida Principal, fizeram um apitaço e gritaram palavras de ordem. "A gente não faz o movimento grevista contando apenas com o apoio dos professores. É necessário que a comunidade se mobilize, uma vez que também está insatisfeita com o ensino público no DF. E os alunos sabem bem das dificuldades que enfrentamos diariamente", disse o diretor Fernando Ferreira. No entanto, alguns assessores do governo, acreditam que a greve dos professores está vinculada à próxima eleição no Sinpro. E que, segundo os assessores, alunos e professores estariam sendo usados como massa de manobra de campanha eleitoral para a escolha da diretoria colegiada do sindicato em 2013. Também os assessores suspeitam que setores radicais da Central Única dos Trabalhadores no DF (CUT-DF) têm influência no Sinpro.

BRASILEIRO NÃO TEM O HÁBITO DE LER O brasileiro lê em média quatro livros por ano e apenas metade da população pode ser considerada leitora. É o que aponta a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada pelo Instituto Pró-Livro. O estudo realizado entre junho e julho de 2011 entrevistou mais de 5 mil pessoas em 315 municípios. Em 2008, o instituto divulgou pesquisa semelhante que apontava a leitura média de 4,7 livros por ano. Entretanto, a entidade não considera que houve uma queda no índice de leitura dos brasileiros, já que a metodologia da

pesquisa sofreu pequenas alterações para torná-la mais precisa. De acordo com o levantamento, o Brasil tem hoje 50% de leitores ou 88,2 milhões de pessoas. Se encaixam nessa categoria aqueles que leram pelo menos um livro nos últimos três meses, inteiro ou em partes. Entre as mulheres, 53% são leitoras, índice maior do que o verificado entre os entrevistados do sexo masculino (43%). Ao perguntar para os entrevistados quantos livros foram lidos nos últimos três meses, período considerado pelo estudo como de mais fácil

FOTO: DIVULGAÇÃO

A falta de interesse atinge todas as idades para lembrança, a média de exemplares foi 1,85. Desse total, 1,05 exemplar foi escolhido por iniciativa própria e 0,81 in-

dicados pela escola. Entre os estudantes, a média de livros lidos passa para 3,41 exemplares.

MOSTRA COMO VIVER COM SAÚDE

Inspirados no tema da Campanha da Fraternidade, que em 2012 lembra da necessidade de uma vida mais saudável, alunos do Colégio Barão do Rio Branco, coordenados pela professora Eládia Loury, participaram de um dia especial no ginásio de esportes da Praça Central do Paranoá, no início deste mês. A diretora do Rio Branco, Iris Veloso, explicou que as atividades extraclasse fazem parte da metodologia de ensino da instituição e que ao final os resultados obtidos pelos alunos valem pontos para o bimestre. “A cada bimestre os alunos são submetidos a algum tipo de ação e neste bimestre aproveitamos a temática da Campanha da Fraternida ("Fraternidade e saúde pública") que tem como

lema: ‘Que a saúde se difunda sobre a terra!’, e estamos discutindo os hábitos de vida saúdável, esclareceu a diretora da escola, Maria José. Durante as atividades, que contaram com o apoio das academias do Paranoá, os alunos do Barão do Rio Branco foram servidos com alimentos e sucos naturais, livres de químicas e calorias. A coordenadora das atividades, Euládia, explicou que as atividades são uma forma de conscientizar o adolescente quanto à anecessidade de ter uma vida saudável e também de buscar novos espaços visando a melhoria do ensino. “Tudo isso culmina com uma prova temática que irá valer ponto para a avaliação do bimestre”, disse Euládia .

C ONCURSO

“O LUGAR ONDE VIVO” É TEMA O concurso Escola, Roteiro e Cinema é promovido pelo MEC, em parceria com a Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, Ciência e Cultura (OEI). Estudantes dos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano) das escolas públicas que fazem parte do Programa Mais Educação podem participar. O tema do concurso é “O lugar onde vivo”. O estudante deve escolher algo típico sobre os costumes da região onde reside, como lendas, tradições, testemunhos, memórias. Pode concorrer um aluno, ou um

grupo de até quatro estudantes. A inscrição consta de roteiro para um filme de curta-metragem de até três minutos, sinopse e dados de identificação do autor ou autores, além de carta do diretor da escola e pré-autorização dos pais ou responsáveis pelo estudante. O regulamento do concurso recebe inscrição até 15 de abril. Em maio, uma comissão vai escolher até 25 trabalhos, entre os inscritos, que serão enviados para a comissão julgadora (formada por especialistas indicados pelo MEC e OEI)..


BRASÍLIA, DF - 2

A

A

9

DE ABRIL DE

S A Ú D E

20 12 201

P

TENDIMENTO À MULHER

REVENÇAO F OTO: E LZA F IÚZA /AB R

F OTO: R OBERTO B ARROSO /A GÊNCIA B RASÍLIA

E DU D IVULGAÇÃO

A imunização acontece entre os dias 5 e 25 de maio

MINISTÉRIO

DA SAÚDE DIVULGA DATAS DA VACINA CONTRA GRIPE

A unidade permanecerá atendendo na Região Administrativa de Itapoã durante três semanas

UNIDADE DE SAÚDE DA MULHER CHEGA AO ITAPOÃ SERÁ

A

OFERECIDO UMA SÉRIE DE EXAMES PREVENTIVOS DURANTE A PERMANÊNCIA DA EQUIPE NA CIDADE

Unidade Móvel de Saúde da Mulher estará no Itapoã a par tir de 9 de abril onde permanecerá por três semanas. As interessadas em realizar examesdevem portar documentos pessoais e comprovante de residência. Para fazer a mamograf ia, a paciente deve ter 40 anos ou mais e ter em mãos o pedido médico. O Papanicolau não possui pré-requisitos, mas é feito, preferencialmente, em mulheres que tenham se submetido a ele há mais de um ano. A Unidade, inaugurada em 8 de março pelo governador Agnelo Queiroz, já realizou mais de mil

exames entre ultrassonografias, mamografias e citológicos, também conhecidos como preventivos ou Papanicolau. Na primeira localidade onde atendeu, o Condomínio Pôr do Sol, em Ceilândia, foram feitos 1.176 exames, sendo 387 mamografias, 429 ultrassonografias e 360 preventivos. O caminhão da Saúde esteve na cidade entre 12 e 23 de março. Desde a segunda-feira (26), ele recebe a população feminina de Taquara, área rural de Planaltina. Os números, segundo Agnelo Queiroz, demonstram os benefícios da unidade itinerante. "O ca-

minhão facilita o acesso a exames para diagnosticar as doenças que mais matam as mulheres: o câncer de mama e o de colo do útero", destacou. Para fazer a mamografia, a paciente deve ter 40 anos ou mais e o pedido médico. O Papanicolau não possui pré-requisitos, mas é feito, preferencialmente, em mulheres que tenham se submetido a ele há mais de um ano. O atendimento é feito de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h. No início da manhã ou da tarde, são distribuídas as senhas de atendimento daquele turno.

PRÓPOLIS PODE SER USADA EM

TRATAMENTO DO SER HUMANO

Se você toma própolis ao menor sinal de dor de garganta, saiba que está usando este produto da forma correta, do ponto de vista das abelhas. Um estudo publicado recentemente mostra que os insetos usam a própolis em uma forma de automedicação. A própolis é uma mistura de cera com resinas de plantas, que é produzido normalmente por abelhas - selvagens ou domesticadas - e tem propriedades que protegem a colméia de fungos e bactérias. A pesquisa da Universidade do Estado da Carolina do Norte, nos EUA, publicada pela revista científ ica "PLoS One" mostra que a produção da substância aumenta em média 45% quando a colméia é atin-

gida por um tipo de fungo parasita. Se o fungo é de um tipo que não oferece perigo às abelhas, a produção de própolis continua normal. Além disto, as larvas infectadas pelo fungo são retiradas da colméia, mais um sinal do cuidado que as abelhas têm com a saúde da comunidade. A automedicação, no entanto, tem seus limites. Quando alguma bactéria infecta a colméia, o aumento na produção de própolis não é significativo - e a substância tem propriedades que ajudariam na defesa das abelhas. A descoberta pode ser útil para os criadores de abelha. "Historicamente, os criadores norte-americanos preferem colônias com menos resina, porque ela é

Própolis protege a colmeia grudenta e dificulta o trabalho", afirmou Michael Simone-Finstrom, autor do estudo, em material de divulgação. "Agora sabemos que vale a pena promover esta característica, porque oferece às abelhas alguma defesa natural", completou o pesquisador.

HEMOCENTRO VAI AO HRAS

A Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) iniciará, na próxima semana, a Coleta de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário no Hospital Regional da Asa Sul (Hras). O ser viço funcionará sob a coordenação da FHB, no Centro Obstétrico do hospital, facilitando, assim, os procedimentos para a realização da coleta. Desde o início do ano o Hemocentro, juntamente com a direção do Hras, se empenhou em destinar e adequar um espaço que foi equipado com computadores e refrigerador para registro das coletas que serão encaminhadas à FHB para processamento e armazenamento no tanque de Nitrogênio a – 80º C, por tempo indeterminado.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe sazonal ou gripe comum será feita entre os dias 5 e 25 de maio. A vacina utiliza as três cepas de vírus que mais circularam no país no ano anterior e, de acordo com o Ministério da Saúde, vai imunizar também contra a influenza A(H1N1) - gripe suína. O público-alvo da campanha inclui idosos (a partir de 60 anos), população indígena, crianças com idade a partir de 6 meses e menores de 2 anos, grávidas em qualquer perío-

do de gestação e profissionais de saúde. A pasta informou que, apesar dos casos de infecção e morte por H1N1 registrados nas regiões Norte e Nordeste em pleno verão brasileiro, não há previsão de antecipação da campanha. Dados do ministério indicam que, no ano passado, cerca de 25 milhões de pessoas foram vacinadas contra a gripe sazonal. Em 2011, assim como este ano, quem recebeu a vacina também ficou imunizado contra a gripe suína.

C ÂNCER

ESTUDOS MOSTRAM NOVA ARMA

Uma substância usada no controle do diabetes 2 deve se transformar em uma nova arma na luta contra o câncer. A metformina, presente em medicamentos de diversas marcas e indicada para diminuir a quantidade de açúcar no sangue, se revelou um potente agente no combate a tumores malignos de próstata, fígado, pâncreas e pele melanoma. Estudos sobre a eficácia da droga foram apresentados no fim de semana pela Associação Americana para Pesquisa do Câncer.

A TIVIDADE

ACADEMIAS

O mecanismo de ação da metformina ainda não foi completamente desvendado, mas os cientistas sabem que a substância está implicada na glicose, no reconhecimento do açúcar no organismo e em sua conversão para energia. Em todas as pesquisas divulgadas pela AACR, o princípio ativo interagiu com moléculas relacionadas à síntese de gorduras, evitando o crescimento desordenado das células tumorais, a principal característica de todos os tipos de câncer.

SERÃO INSTALADAS

Técnicos do Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde do DF e membros dos grupos de Terapias Integrativas (Lian Gong, automassagem e danças sênior e circulares) participaram das atividades comemorativas aos Dias Mundial da Atividade Físi-

ca e da Saúde. Durante o evento, foi anunciado pelos secretários, Jarbas Barbosa, de V igilância em Saúde, Helvécio Magalhães, de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, e Rafael Barbosa, a construção de cinco Academias da Saúde no DF.


SEGURANÇA

BRASÍLIA, DF - 2

A

9

DE ABRIL DE

20 12 201

D IREITOS HUMANOS

MENINOS E MENINAS DE

FOTO: J. RODRIGUES

RUA ACUSAM POLICIAIS

O FATO FOI LEVADO À COM ISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS DA CÂMARA DOS DEPUTADOS E É INVESTIGADO PELO MP

M

eninos e meninas que vivem nas ruas do DF acusam poli ciais militares de agressão física e sexual. As denúncias mobilizaram a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados e são semelhantes às investigadas pelo Ministério Público há pouco mais de três anos. A mais recente delas é de uma jovem moradora de rua, de 16 anos, que registrou um boletim de ocorrência, no início de março, acusando dois policiais militares de abuso sexual. Em um vídeo produzido pela vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, Érika Kokay (PT-DF), menores não identif icados acusam policiais de humilhação, espancamento e apropriação de pequenas quantias de dinheiro. Há relatos de abusos sexuais e a acusação de que policiais militares forçaram alguns jovens a se atirar da Ponte do Bragueto, de cerca de 4 metros de altura sobre o Lago Paranoá. Muitas vezes, com pés ou mãos atados. Juntamente com o vídeo, a parlamentar encaminhou um ofício ao secretário de Segurança, Sandro Avelar, no qual os nomes de dois policiais são mencionados. "Até hoje não tivemos ne-

ESTUDO

As queixas quanto à violência policial contra moradores de rua também estão registradas em um estudo financiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP) do governo do DF. Nenhum menor de idade, contudo, declarou ter sido alvo de violência sexual praticada por policiais. Dos 127 adolescentes ouvidos, 47% contaram ter sofrido algum tipo de violência. "Embora quase 8% desses tenham admitido abuso sexual, não temos rela-

FOTO: MARCELLO CASAL JR./ABR

Apesar do estrago, a motorista não teve ferimentos

CLÁUDIA LEITE BATE NO LAGO NORTE

Uma garota de 16 anos relatou toda a violência que sofreu dos policiais

nhum retorno da Corregedoria da PM [sobre as denúncias investigadas em 2008]. O que sabemos é que pelo menos um dos policiais denunciados continua atuando na rodoviária [do Plano Piloto, no centro da cidade]. E novas denúncias continuam chegando ao nosso conhecimento", disse uma educado-

ra social ligada ao Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra a Criança e o Adolescente, que pediu para não ser identif icada. Ela diz que conhece pelo menos 12 jovens (entre meninos e meninas) que relatam histórias de abuso sexual cometidos por policiais.

REGISTRA VIOLÊNCIA POLICIAL tos de que policiais tenham feito isso contra os adolescentes, mas sim cometido agressões físicas, verbais e psicológicas", diz a socióloga Bruna Gatti, uma das idealizadoras da pesquisa. Já entre os adultos, houve quem respondesse ter sido vítima de abuso sexual por policiais. A pesquisa não indica, porém, quando isso ocorreu. O presidente do Conselho Distrital de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Michel Platini, exige

apuração rigorosa das denúncias. "Parece haver um Estado paralelo, cujos agentes atuam na clandestinidade. São denúncias muito graves que, apesar das dif iculdades, precisam ser apuradas. Considerando os depoimentos, há muita violência acontecendo nas madrugadas de Brasília. Enquanto a cidade dorme alheia a tudo, as sessões de tortura acontecem." O corregedor-geral da PM do DF, coronel Francisco Carlos da Sil-

va Niño, afirma que a corporação não aceita qualquer tipo de abuso por parte de seus integrantes e que qualquer denúncia é investigada. Em entrevista à Agência Brasil, ele destaca que, muitas vezes, as próprias características da população de rua, como a falta de residência fixa ou de hábitos rotineiros, dif icultam a apuração policial. O coronel ressaltou que esse trabalho precisa ser rigoroso para evitar que um agente seja punido equivocadamente.

Por Marcos Mendanha Cláudia Leite, não a cantora, mas uma taxista do Paranoá, sobreviveu milagrosamente com pequenas escoriações no rosto quando, sozinha, ao volante do táxi de placa JHY-1216-DF, derrubou um poste de alta tensão numa curva sinuosa na rodovia DF005, no Lago Norte, na manhã do dia 3. "Tudo foi muito rápido, não me lembro de nada!", contou ela, que saiu caminhando do carro acidentado e logo depois foi socorrida por uma

MAIS

guarnição do Corpo de Bombeiros. O poste de concreto reforçado com barras de ferro foi destruído pelo impacto do carro, um Fiat Siena de cor prata. Apesar da gravidade, os fios de energia não se romperam e permaneceram suspensos. "Com o táxi eu sustentava minha família" comentou Cláudia, preocupada com o carro, mas aparentemente indiferente ao fato de ter escapado praticamente ilesa do acidente. "E agora! Acabei com o táxi, que era meu ganha-pão".

DOIS MORREM NA

Mais um acidente na DF 250, desta vez próximo ao Rio São Bartolomeu, vitimou fatalmente dois homens no começo da noite do dia 1º. Outras três vítimas ficaram feridas. Por volta das 19h, Uilton Santos da Silva perdeu o controle de seu Santana Quantum preto no km 12 da pista e capotou. O condutor e um dos caronas, Ualisson Santos de Sousa, morreram na hora.

SUSPEITO

DF 250

Elizeth Cardoso dos Santos, Luis Carlos Cardoso de Araújo e José Santos Ferreira da Silva também estavam no carro e foram socorridos por agentes da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) e pelo Corpo de Bombeiros. Os três foram encaminhados para o Hospital Regional do Paranoá e não correm risco de morte. A polícia não soube informar a idade dos envolvido, apenas que todos eram adultos.

DE ESTUPRO ESTÁ PRESO

Investigações da 6ª DP (Paranoá) encontraram material genético do pai de uma menina de nove meses, vítima de violência sexual. O agressor confessou o crime e já está preso. A denúncia de abuso foi feita pela babá da cri-

ança, que teria chamado o Conselho Tutelar depois de perceber escoriações no bebê. Segundo a polícia, os pais da menina viviam separados, mas passaram a morar juntos há 15 dias porque a mãe estaria com dificuldade financeira.


BRASÍLIA, DF - 2

A

9

DE ABRIL DE

C U LT U R A

20 12 201

P ROPOSTA

SECRETARIA PROPÕE CRIAR O SISTEMA DE CULTURA DO DF

N AS PARADAS

FOTO: ARQUIVO

O SECRETÁRIO HAMILTON PEREIRA ENTREGOU A PROPOSTA AOS DEPUTADOS DISTRITAIS EM REUNIÃO NA CLDF

O

secretário de Cultura do DF, Hamilton Pereira, apresentou, dia 27, na Comissão de Educação, Saúde e Cultura da Câmara Legislativa a proposta para criação do Sistema de Cultura do DF. Considerando que a cultura é um direito social básico e que é função do Estado atuar como fomentador cultural, a proposta prevê que o Sistema de Cultura do DF será coordenado pela Secretaria de Cultura do DF e composto por: Instâncias de articulação, pactuação e deliberação como: Conselho de Políticas Culturais do Distrito Federal, Conselho de Fomento à Cultura do Distrito Federal, e Conselhos Regionais de Cultura (CRCs), entre outros; Instrumentos de gestão como: Plano Decenal de Cultura do DF (PDCDF), Sistema de Financiamento à Cultura do DF (SFCDF), e Plano de Preservação e Valorização do Patrimônio (PPVP), entre outros; Sistemas Setoriais de Cultura como: Sistema de Patrimônio Cultural do DF e Sistema de Museus do DF, entre outros. Para que a proposta seja aprovada, a Secretaria de Cultura propôs à CLDF a realização de audiências públicas com a participação da sociedade, representada pelos movimentos culturais e pelos Con-

Todas as paradas de ônibus contam com um varal de livvros

LIVRO ESPERA

O secretairo de Cultura, Hamilton Pereira, prevê audiências públicas

selhos Regionais de Cultura (CRCs). Serão sete audiências públicas entre os dias 17 de abril e 05 de junho. Entre os pontos a serem debatidos estão o Sistema de Financiamento da Cultura (FAC, Lei de Incentivo, Orçamento, Emendas etc.); Sistema de Formação na Área de Cultura; Conselhos de Cultura; e Planos Distrital, Regionais e Setoriais de Cultura.

Após os debates, a Secretaria de Cultura e a CLDF vão elaborar, no período de 06 de junho a 15 de julho de 2012, um texto base do Projeto de Lei de criação do Sistema e do Plano de Cultura do DF. Após aprovado pelo jurídico, o texto será entregue ao governador Agnelo Queiroz, que o encaminhará para votação na Câmara Legislativa.

BRASÍLIA RECEBE “RIOS VOADORES”

Brasília recebe a exposição educacional do projeto Rios Voadores. Um dos objetivos da mostra é conscientizar e valorizar a importância da preser vação da Amazônia como essencial para as atividades econômicas do país (desde a agricultura até a indústria). A exposição traz fotografias, animações em telas de TV e vídeos para mostrar a valiosa contribuição da Floresta Amazônica para abastecer os recursos hídricos brasileiros. O ambientalista e idealizador do projeto Rios Voadores, Gérard Moss, disse à Agência Brasil que o projeto analisa por meio de amostras de vapor de água as massas de ar que provêm da Amazônia trazendo umidade para outras regiões do Brasil. “A região amazônica recircula água. Numa árvore grande, por exemplo, pode-se evaporar até mil litros de água por dia, então a bacia amazônica é uma bomba de água, ajuda a colocar essa água na atmosfera”, disse Moss. Gérard alertou que se

O projeto Rios Voadores está percorrendo todo o País

a sociedade não cuidar melhor do meio ambiente, poderá perder todos os benefícios que a região amazônica oferece. “Seria um prejuízo não só para a região amazônica, mas para o país inteiro e principalmente para a economia do pais. O Brasil é campeão em chuva. Não tem país no mundo que recebe camada de água tão favorável para produção de energia, agricultura e outros setores”, explicou. Nos últimos anos, Moss pilotou um avião monomotor seguindo e coletando as massas de ar na Floresta Amazônica. Após a coleta foram

feitos estudos por cientistas do Brasil com intuito de mapear e entender melhor o fenômeno. “O desmatamento da Amazônia é preocupante, considerando a contribuição das florestas no deslocamento de vapor de água, que é essencial para o ciclo das chuvas da cidade”, disse à Agência Brasil. Outro grande objetivo do projeto é seguir e monitorar a trajetória dos Rios Voadores procurando entender as consequências do desmatamento e das queimadas na Amazônia sobre o balanço hídrico do país e sua participação no panorama das mudanças climáticas.

CINEMA

POPULAR

O governo federal quer popularizar o cinema em áreas onde a população tem pouco ou nenhum acesso a esse tipo de entretenimento. A presidenta Dilma Rousseff publicou no Diário Oficial da União mensagem instituindo o Programa Cinema Perto de Você, destinado à ampliação, diversificação e descentralização do mercado de salas de exibição cinematográfica no Brasil e a estimular a exibição de filmes nacionais.

SEXTA DO REPENTE

A Casa do Cantador, realizou,dia 30, a primeira noite do projeto Sexta do Repente em 2012. O evento teve início as 20h, com apresentações de grandes astros da arte do repente. Para as cantorias desta primeira edição, foi convidado o declamador Donsílio Luiz e os repentistas João Neto e Chico Ivo, além dos poetas pernambucanos Ivanildo Vila Nova e Raimundo Caetano. Casa do Cantador DF fica na QNN 32, Área Especial, Ceilândia Sul. Contatos: 3378-5067/3378-4891

LEITOR NAS PARADAS

Administração Regional do Paranoá Implantou na cidade o Projeto de incentivo à leitura "Varal Cultural", que consiste na instalação de varais com livros em todas as paradas de ônibus. O Projeto leva aos pontos de ônibus da cidade livros de gêneros variados, disponíveis de forma gratuita a todos os moradores. Além dos livros, todas as paradas foram grafitadas e equipadas com rampas de acessibilidade. As pinturas grafitadas trazem temas relacionados à leitura e à educação. O objetivo é criar um ambi-

E

ente cultural, educativo e acessível a todos. Para levar ainda mais cultura aos pontos de ônibus, o projeto "Varal Cultural" promoverá apresentações artísticas culturais nas paradas. As apresentações ocorrerão em diversos pontos alternadamente, uma vez por mês em cada parada. Em média são disponibilizados em cada parada cerca de 50 livros, repostos diariamente. Além das reposições diárias, existem também as doações de moradores da cidade, que já entenderam a essência do projeto.

TNIA

GDF

LANÇA SELO DA IGUALDADE

O GDF lançou, no Palácio do Buriti, o selo "Brasília pela Igualdade Racial", de iniciativa da Secretaria de Igualdade Racial do Distrito Federal (Sepir/ DF). A marca de qualidade vai ser concedida aos empresários que incluírem em seus quadros de funcionários afrodescendentes ou integrantes de grupos minoritários como índios e ciganos. A iniciativa conta com o apoio da CDL. Representantes de nove órgãos do GDF assinaram ainda carta compromisso com o objetivo de assegurar que a pro-

moção da igualdade racial esteja entre as prioridades de cada pasta. O evento faz parte das comemorações do Dia Internacional de Combate ao Racismo e deve beneficiar mais da metade da população brasiliense, de acordo com a Amostragem de Percentual Étnico-Racial do Distrito Federal, promovida pela Companhia de Planejamento (Codeplan) e apresentada na solenidade. O estudo apontou que 57,5% dos moradores das 24 regiões administrativas pesquisadas declararamse negros ou pardos,


A G R I C U LLT TURA C A M P O

T

RITICULTURA

PLANTIO DO TRIGO IRRIGADO

BRASÍLIA, DF - 2

T

REINAMENTO

A

9

DE ABRIL DE

20 12 201

F OTO : D IVULGAÇÃO

DEVE SER INICIADO ESTE MÊS LAVOURAS

PLANTADAS ENTRE O DIA 1º E 20 DE MAIO TÊM SE OBSERVADO OS MAIORES RENDIMENTOS DE GRÃOS

O

período ideal para o plantio do trigo irrigado no Cerrado do Brasil Central (Minas Gerais, Goiás, oeste da Bahia, Distrito Federal e Mato Grosso) tem início em abril. Nos plantios realizados de 11 de abril a 31 de maio, a cultura atinge seus melhores resultados. A recomendação é feita pelo pesquisador Julio Cesar Albrecht, da Embrapa Cerrados (Planaltina-DF). As cultivares de trigo da Embrapa indicadas para o plantio irrigado no Cerrado são BRS 254, BRS 264, Embrapa 22 e Embrapa 42. Essas cultivares são plantadas em aproximadamente 90% da área cultivada com trigo irrigado no Brasil Central. Devem ser plantadas em áreas com altitudes superiores a 500 metros, em função principalmente das temperaturas e da umidade no ar. A BRS 264 classificada como trigo Pão, de ciclo precoce, em torno de 110 dias da emergência a colheita, enquanto as outras cultivares têm um ciclo em torno de 120 dias. A cultivar tem potencial para produzir em torno de 130 sacos por hectare. Em Minas Gerais e Goiás já se observou lavouras, irrigadas com pivô central, com produtividades de aproximadamente 127 sacos por hectare. A cultivar BRS 254 classificada como trigo Melhorador tem potencial para produzir em torno de 115 sacos por hectare. A Embrapa 22 e Embrapa 42 classificadas como trigo Melhorador têm potencial em torno de 105 sacos por hectare. Segundo o pesquisador, nas la-

F OTO : D IVULGAÇÃO

DER E SEAGRI TREINAM HOMENS

PARA OPERAR MÁQUINAS RURAIS

Funcionários do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) participaram, dia 03, na Granja do Ipê, de um treinamento para operar as novas máquinas adquiridas pela Secretaria de

P

vouras plantadas entre o dia primeiro e 20 de maio têm se observado os maiores rendimentos de grãos. Se o triticultor plantar nos primeiros dez dias da época indicada (do dia 11 até 20 de abril) é maior o risco da incidência de doenças causadas por fun-

gos, principalmente a brusone. “O agricultor terá que monitorar a lavoura diariamente e antecipar as aplicações preventivas com fungicidas recomendados conforme as indicações da Comissão Brasileira de Pesquisa de Trigo e Triticale”, alerta Albrecht.

F OTO : ROBERTO S TUCKERT F ILHO/PR

O PODER ESTÁ

NO CAMPO

Cerca de 6,5 milhões de estudantes serão beneficiados com o projeto

DILMA LANÇA O PRONACAMPO O governador Agnelo Queiroz, participou, no Palácio do Planalto, da cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Educação do Campo (Pronacampo), do governo federal. Idealizado a pedido da presidente Dilma Rousseff no ano passado, o programa foi desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC) para melhorar a qualidade da educação nas áreas rurais de todo

ARCERIA

AGRICULTORES A produtividade da lavoura irrigada no DF atinge em torno de 130 sacas por ha

o país. O governo federal vai oferecer apoio técnico e financeiro aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios por meio de convênios e da articulação entre os ministérios. "O Pronacampo irá honrar nosso compromisso em fazer do campo um elemento importante na trajetória de desenvolvimento econômico do país e geração de renda e igualdade de oportunidades às nossas

crianças e aos nossos jovens. Esse programa é um dos eixos estratégicos, pois não apenas tira pessoas da situação de miséria, mas também proporciona às gerações futuras a possibilidade de escolhas", ressaltou Dilma Rousseff. O Pronacampo irá funcionar sob quatro eixos principais: gestão e práticas pedagógicas, educação para jovens e adultos, educação profissional e tecnológica.

Quando José Canísio Maldaner se instalou em Brasília, em 1984, a vegetação de Cerrado reinava absoluta no DF. A dura vida nas lavouras da região de montanha no RS, o levara a se aventurar na nova fronteira agrícola do Planalto Central. Para plantar, Maldaner teve, antes, de derrubar a mata nativa com trator e correntão. As primeiras culturas penavam no solo pobre e ácido da região. "O produtor daqui tem tanta opção que planta e colhe o ano todo. Uma riqueza", diz. Os números comprovam o que diz o agricultor. Do campo brasiliense, brota a quinta maior produção agrícola do País, segundo o IBGE - há seis anos, ocupava a 24ª colocação. Dados de 2009, os mais recentes mostram que o chamado PIB da lavoura foi de R$ 541,7 milhões, superando 5.559 municípios - pelo território reduzido, Brasília entra no comparativo municipal.

A Fundação Banco do Brasil, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES e os parceiros Funatura, Instituto Federal de Brasília, Rede Terra e Ipoema, entregaram um barco, duas motos, gerador, fogão industrial, aparelhos gps (posicionamento por satélite), máquinas fotográficas, equipamento de mergulho e placas de sinalização ao Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA/DF), como parte do projeto Rio São Bartolomeu Vivo.

A

Agricultura e Desenvolvimento Rural do DF. A moto niveladora (foto) já vai ser testada na pavimentação da estrada que dá acesso a Granja do Ipê, unidade de treinamento da Seagri-DF.

RECEBEM AJUDA Para aquisição do material, a Fundação realizou investimento social de R$ 115 mil. Além disso, 40 produtores rurais que realizaram plantios de mudas do cerrado em suas propriedades no Ciclo 2011/ 2012 do projeto serão reconhecidos como "Amigos do São Bartolomeu". O envolvimento da comunidade na preservação do rio e da mata nativa é uma das premissas do Projeto, que visa reflorestar 1 milhão de mudas do Cerrado.

TENDIMENTO

COMEÇA FUNCIONAR MAIS UMA URDA Começou a funcionarmais uma Unidade de Recebimento e Distribuição de Alimentos (URDA) do GDF. O novo posto, localizado em Planaltina, receberá, todas as terças-feiras, frutas, legumes, verduras e outros produtos destinados ao Programa de Aquisição d e A l i m e n t o s ( PA A ) . Agricultores dos diver-

sos núcleos rurais da região administrativa de Planaltina passam a entregar sua produção na unidade, onde as instituições benef iciárias localizadas da cidade poderão buscar os alimentos. O posto é coordenado pela Emater-DF e Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seagri).


BRASÍLIA, DF - 2

A

9

DE ABRIL DE

VEÍCULOS

20 12 201

M EERCADO

G UERRA F OTO : D IVULGAÇÃO

F OTO : D IVULGAÇÃO

A JAC oficializou a chegada do J5 para ampliar a gama de produtos

O modelo diferencia do novo Pálio pelos faróis

FIAT ATACA COM O GRAND SIENA

CONTRA NOVIDADES RECEM CHEGADAS

MARÇO

TERMINA COM NOVIDADES NA PRAÇA

FIAT SIENA, TOYOTA, CAMRY, BMW SÉRIE 1, JAC 5 E COROLLA XRS CHEGAM ÀS REVENDAS COMO OPÇÕES

N

o mês de março, houve uma série de novidades no merca do nacional. A BMW renovou um de seus produtos mais vendidos, assim como faz a Fiat. A JAC ampliou sua gama de veículos, contando agora com um sedã médio. Já a Toyota apresentou a nova geração de seu top-de-linha e oferece uma versão esportiva para seu modelo mais demandado. No dia 12 de março, a BMW lançou a nova geração do Série 1 no mercado brasileiro. Especulado para ser produzido no País na futura fábrica da empresa, o doisvolumes chega à segunda linhagem completamente renovado, com estilo mais próximo das recentes criações da marca. Ele tem uma úni-

ca motorização de início: 1.6 turbo de 170 cv. As versões são a 118i Basic , a 118i Urban e a 118i Sport. Dois dias depois, a Toyota fez a apresentação de duas novidades. A primeira é a nova geração do sedã Camry, que tem estilo mais próximo da variação russa do que da americana. O motor V6 foi mantido, mas fala-se na importação também do 2.5 de quatro cilindros, para brigar com Chevrolet Malibu, Ford Fusion e Honda Accord. Além disso, o Corolla ganhou a especulada versão XRS, com visual mais apimentado e o conhecido 2.0 16v de 156 cv. No dia 19, a JAC oficializou a chegada do J5. Tantas vezes especulado e flagrado, o modelo

enf im desembarca no País para ampliar a gama de produtos da marca chinesa. Ele tm motor 1.5 16v VVT de 125 cv e itens como ar condicionado digital, rodas de 16 polegads, trio elétrico, freios ABS, airbag duplo, direção hidráulica, sensor de estacionamento e sistema de som com CD e MP3. Para completar, entre os dias 22 e 24 de março, a Fiat apresentou o Grand Siena. O modelo nada mais é que a nova geração do sedã compacto, feita sobre a plataforma do novo Palio. Ele ganha em porte e requinte e, de início, não terá motor 1.0, para dar espaço ao três-volumes atual. Este será mantido como Siena EL e fará a função do Siena Fire, que sai de cena.

HONDA FIT 2013 CHEGA ÀS

F OTO : D IVULGAÇÃO

Honda Fit chega com acessórios genuínos da fábrica preta ou acompanhando a cor do veículo. Além dessas novidades, a Honda Access disponibiliza tapetes de carpete ou borracha, soleira iluminada, bandeja do porta-malas, cinzeiro, rede de porta malas, kit de viva voz HFT e sensor ultra som. Na gama de itens externos são oferecidos aerofólio de teto,

defletor de chuva, protetor lateral de porta, sensor de estacionamento e protetor de cárter. Assim como em outros modelos, todos os acessórios da Honda Access produzidos para a linha do Honda Fit 2013 têm dois anos de garantia e podem ser encontrados e instalados em todas as concessionárias da rede no Brasil.

matizado Dualogic), o Grand Siena ganhou 14 cm a mais no comprimento e no entre-eixos, ficando com 4,29 m e 2,51 metros, respectivamente. A capacidade do porta-malas saltou de 500 l para 520 litros. Externamente, o modelo se diferencia do novo Palio pelos farois, grade frontal e entradas de ar. Internamente, o Grand Siena segue o mesmo padrão inaugurado pela segunda geração do hatch. Direção hidráulica, freios ABS e airbag duplo são oferecidos de fábrica em todas as versões.

U TILITÁRIO F OTO : D IVULGAÇÃO

Todas as versões vem com a mesma motorização

MOTOFAIR COM NOVO LINE UP DE ACESSÓRIOS EM MINAS O novo Honda Fit 2013 acaba de chegar às concessionárias e, junto com ele, também está disponível o novo line up de acessórios para personalização do modelo. Projetados pela Honda Access, divisão de acessórios genuínos da Honda, os itens desenvolvidos são voltados para design, comodidade e segurança dos proprietários. Para deixar o modelo mais esportivo foram criados dois novos itens internos para o monovolume: o kit de iluminação, que será composto por uma luz suave em led azul, e o sistema de rádio integrado com entrada USB, AM/FM/CD e entrada P2. Para a parte externa três itens são apresentados com novo design: o farol de neblina e a grade frontal e o protetor de parachoque, que será comercializado na cor

Batizado como Grand Siena, o sedã compacto da Fiat se transforma na linha 2013 para bater de frente com novidades recém-chegadas ao mercado, como Nissan Versa e Chevrolet Cobalt. Além da mudança de identidade, houve reposicionamento das configurações disponíveis na linha. A versão Fire sai de cena, enquanto a carroceria atual permanece à venda na versão EL com motor 1.0 e 1.4 flex. Disponível nas configurações Attractive 1.4 (transmissão manual) e Essence 1.6 (câmbio manual e auto-

Com o intuito de mostrar todos os diferenciais do seu lineup de motocicletas e reforçar o conceito de pilotagem com segurança, a Honda participou do Motofair 2012, que ocorreu entre os dias 29 de março e 1 de abril, no Expominas, Belo Horizonte (MG). O evento é considerado a maior feira do setor de duas rodas do Estado de Minas Gerais. Em uma área interna de 230 m2, os visitantes contaram com a exposição dos modelos nacionais e importados da marca, como os recentes lançamentos CBR 600F e CB 1000R, além de toda a tecnologia das motocicletas VFR 1200F e GL 1800 Gold Wing.

MITSUBISHI APRESENTA L200 TRITON A Mitsubishi apresentou a nova linha da picape L200 Triton. A principal novidade é que a marca descontinuou a versão Outldoor, derivada da antiga conf iguração do modelo, e que deu lugar a três novas configurações de entrada. A partir de agora o modelo conta com sete tipos de configuração sendo que a GLX, de entrada, sai por R$ 90.990 e a topo de linha HPE automática custa R$ 125.990. Exclusi-

va para frotistas há ainda a versão GL. Ela possue acabamento mais simples e preço mais em conta. Todas as versões chegam com a mesma motorização: 16V 3.2 a diesel com injeção eletrônica direta, turbo e intercooler. O carro é equipado com câmbio manual de cinco velocidades, além do sistema de tração Easy Select, que permite que o motorista escolha entre 4x2, 4x4 e 4x4 reduzida.


PUBLICID ADE PUBLICIDADE

BRASÍLIA, DF - 2

A

9

DE ABRIL DE

20 12 201

Jornal das Cidades Edição 181  
Advertisement