Issuu on Google+

ANO VIII - Nº 174

BRASÍLIA - DF - 11

A

17

DE NOVEMBRO DE

2011

AGNELO PERDEU CREDIBILIDADE

O governador Agnelo Queiroz (PT) está desacreditado por grande parte da população do Distrito Federal. Ao fim de apenas 10 meses de governo, 73,4% dos habitantes do DF faz uma gestão "ruim ou péssima". Além disso, por ser acusado de envolvimento em escândalo de desvio de dinheiro público, a maioria da população deseja o afastamento de Agnelo do governo, conforme pesquisa do instituto O&P Brasil. Sobre isso, o Jornal das Cidades foi às ruas e ouviu o povo: "Agnelo é um carade-pau!", declara o fiscal de trânsito Fábio Luiz de Souza, morador de Brazlândia. Já a dona de casa Maria Adenildes Alves de Souza, do Recanto das Emas, diz que "se eu pudesse já teria tirado o Agnelo do Palácio do Buriti". Na tarde de quarta-feira (9), os senadores Demóstenes Torres (DEM-GO), Agripino Maia (DEM-RN) e Álvaro Dias (PSDB-PR), acompanharam o presidente do DEM-DF, Alberto Fraga, e o presidente em exercício do PSDB-DF, Raimundo Ribeiro, que protocolaram na Câmara Legislativa do DF pedidos de impeachment (cassação de mandato) contra o Agnelo. Cinco pedidos foram protocolados. Com tantas denúncias, muita gente teme uma intervenção federal no DF. Leia mais nas páginas 4 e 5

...E ISTOÉ REVELA

NOVO ESCÂNDALO Segundo reportagem da revista semanal, edição 2192, nova testemunha surge na teia de ONGs que cerca o chefe do Palácio do Buriti. Hematologista com mais de 30 anos de serviço público, a médica Jussara Oliveira Santa Cruz de Almeida (foto) disse que foi usada no esquema de Agnelo de desvio de recursos do Esporte por meio dessas organizações e virou cúmplice. Jussara se viu arrolada pelo TCU e foi condenada a devolver à União mais de R$ 300 mil. Página 6

COMO A PRÁTICA

DE ESPORTE MUDA A VIDA DO JOVEM Entidade no Paranoá prova que as artes marciais transformam para melhor a vida de crianças e adultos, sob o comando do professor Ribamar Santos (foto). PÁGINA 7

Polícia apreendeu cartões clonados e celulares

TRIO DE ESTELIONATÁRIOS QUERIA AGIR ATÉ NA BAHIA

Policiais militares prenderam três clonadores de cartões de crédito que agiam no Itapoã e em parte do Distrito Federal. A ousadia dos bandidos não tinha limites: eles também pensavam em praticar o crime na Bahia. PÁGINA 7

Autoridades e várias lideranças comunitárias prestigiaram audiência pública

VALE DO AMANHECER PODE SER A 31ª REGIÃO ADMINISTRATIVA No dia 9, audiência pública promovida pelo deputado Agaciel Maia (PTC) na Câmara Legislativa discutiu a possibilidade do setor habitacional de Planaltina, que abriga 40 mil pessoas, ser dotado de infraestrutura urbana. "O Vale passará a ter orçamento próprio, pelo menos R$ 4 ou R$ 5 milhões por ano", defendeu Agaciel. O evento reuniu várias autoridades, entre elas os deputados Ailton Gomes, Olair Francisco e Eliana Pedrosa, o gerente regional do Vale do Amanhecer, Ademar Torres, e dos administradores regionais Janine Barbosa (São Sebastião), Marcinho (Santa Maria), e Nilvan Vasconcelos (Planaltina). PÁGINA 3

MARCONI:

OBRAS RODOVIÁRIAS SÃO A PRIORIDADE

O governador Marconi Perillo fez um balanço das ações na área de investimentos em infraestrutura, após lançamento da campanha contra a aftosa. PÁGINA 6

PRAZO DE RECASTRAMENTO DO PLANO “DF SEM MISÉRIA” ACABOU

A Câmara aprovou três projetos do Executivo que modificam leis do DF. As propostas foram votadas em dois turnos. O PL nº 624, por exemplo, acaba com o prazo para recadastramento no plano "DF sem miséria". PÁGINA 3


OPINIÃO

BRASÍLIA - DF, 11 A 17 DE NOVEMBRO DE 2011

E DITORIAL QUAL SERÁ O FUTURO DAS CIDADES?

Frase da Semana

N

o mês de outubro, o governo do Distrito Federal lançou os debates para discussão dos problemas das cidades-satélites e regiões administrativas. Trata-se da etapa local da Conferência Distrital das Cidades, que começou no dia 1º em São Sebastião, Jardim Botânico, Paranoá e Itapoã, e seguiu até o final do mês em todo o DF. No total, foram realizadas 33 conferências. Essa é uma excelente oportunidade para o morador se manifestar em face às prioridades necessárias que devem ser adotadas pelo GDF. Com o lema "Vamos pensar juntos a sua cidade", o objetivo dessas reuniões foi o de abrir espaço de participação da sociedade na formulação das políticas públicas, que interferem no traçado e na vida da cidade como um todo, por meio de um debate honesto em que os consensos e divergências serão colocados objetivamente. Os moradores do Paranoá e Itapoã se manifestaram e muito deles ratificaram aquelas medidas fundamentais que precisam ser aplicadas o mais rápido possível. O próprio Jornal das Cidades, como veículo a serviço da comunidade, já mostrou em várias matérias os vários problemas à espera de solução. Em uma dessas reuniões, o secretário-adjunto de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, Rafael Oliveira, ressaltou a importância da parceria do governo com as administrações regionais no sentido de sanar as distorções. Disse ele: "A cidade não é minha, não é da administração, é de vocês. Por isso, vocês têm direito de exigir, e o governo tem a obrigação de resolver. Estamos aqui para ouvir a comunidade, as reivindicações e depois avaliarmos cada situação". Nessas conferências, a população está se manifestando quanto à Lei de Uso e Ocupação do Solo, Código de Edificações, regularização fundiária e planejamento urbano. Não basta apenas se manifestar. É preciso cobrar ostensivamente o resultado prático dessas conferências, sobretudo as propostas que são colocadas ao governo. Até porque na Conferência Distrital das Cidades Extraordinária, prevista para dezembro, espera-se encontrar saídas para os problemas. Portanto, 2011 é um ano fundamental para o governo Agnelo sistematizar políticas públicas que promovam o desenvolvimento do Distrito Federal. Existem duas vertentes que, num determinado momento, cruzam-se no horizonte econômico: a responsabilidade social e a sustentabilidade das ações. No primeiro quesito, a população assume papel preponderante e decisivo nas ações e, no segundo, as medidas devem levar em contar as características do ambiente urbano. Como se vê o governo deve caminhar lado a lado com as associações comunitárias, entender-lhes as necessidades, ao mesmo tempo em que promove a preservação ambiental. É isso o que o mundo faz hoje. E o Brasil ainda derrapa...

A RTIGO AS FACETAS DO TRABALHO MÉDICO Por Armando Martinho Bardou Raggio* A medicina se encontra entre duas culturas: a humanística e a científica, assim já se reportava Charles Percy Snow à ambiguidade da profissão em seu livro "As duas culturas e um segundo olhar", publicado em 1959. Para um feiticeiro, um xamã ou um pajé, a doença é uma manifestação do sobrenatural. Tratar a doença é penetrar num mundo sombrio e desconhecido. No código de Hamurabi, 1700 antes de Cristo, se um médico abrisse um tumor, ou tratasse com faca uma ferida grave, ou curasse um olho doente, ele receberia dez siclos de prata, se o paciente fosse um homem livre; cinco siclos, se fosse um descendente de plebeus; dois siclos, se fosse um escravo. Montaigne, Moliére, Flaubert, Tostoi e inclusive Shaw se recusaram a endossar a idéia do médico como sacerdote. E, ao fazê-lo, humanizaram a profissão e ensinaram aos próprios médicos uma lição de humildade. Hoje a questão é saber se a medicina moderna, científica, que nasceu em fins do século 18 com o aparecimento da Anatomia Patológica, entre Morgani e Bichat, é ou não é individual. Na medida em que a medicina é ligada a uma economia capitalista, deve ser uma prática individual, individualista, reconhecendo unicamente a relação de mercado do médico com o doente, ignorando a dimensão global e coletiva da sociedade? Não, a medicina é uma prática social, que somente em um de seus aspectos é individualista, e valoriza as relações médico-pacientes. A medicina é uma estratégia biopolítica na mesma medida que o corpo é uma realidade biopolítica. O corpo humano foi o primeiro objeto socializado desde fins do século 18 e início do século 19, enquanto força de trabalho e força de produção. A Revolução Industrial, a aglomeração urbana, a falta de saneamento, o trabalho extenuante e as doenças transmissíveis determinavam a forma de adoecer no século 19. No Brasil de então, o trabalho escravo trazia a morte mais cedo e reduzia a esperança de vida ao nascer só comparável aos tempos de Cristo. Já na primeira metade do século 20, com o "fordismo" promovendo a expansão capitalista para a periferia, a industrialização também nos alcança para substituir o modelo agrário exportador brasileiro. E nós transitamos do mutualismo anarquista à previdência social, a partir de 1923 com a Lei Eloy Chaves, ao criar-se as Caixas e depois os Institutos de Aposentadoria e Pensão na República Nova. A 1ª e a 2ª Conferência Nacional de Saúde, em 1941 e 1950, indicariam a modernização do aparelho sanitário nacional, com a criação das secretarias estaduais de saúde e o desmembramento dos ministérios da Educação e da Saúde, em 1953. E dez anos depois, a 3ª Conferência Nacional, em1963, viria indicar a municipalização da saúde, sendo seus objetivos retomados pela 8ª Conferência, em 1986, e a Constituinte de 1988, com a criação do Sistema Único de Saúde, em 19 de setembro de 1990. Adoecer então, entre 1950 e 2000, já não seria das doenças infecto-parasitárias, mas dos "males da civilização", ou seja, das doenças crônico-degenerativas, com a maximização da esperança de vida ao nascer, superando os 70 anos no raiar do novo século. O avanço do capital no setor saúde atinge atualmente todo o mundo, com a produção se deslocando cada vez mais para o setor serviços, inclusive os serviços de saúde, e assim também no Brasil. O que significará o trabalho médico no século 21? O médico do nosso século terá que enfrentar as crescentes agressões da natureza; as persistentes doenças hereditárias e cada vez mais as doenças causadas pelas relações humanas e, como diria Freud, estas serão as mais difíceis de tratar, pois podem afetar toda a humanidade, agravadas pelo mal-estar da pós-modernidade, quando trocamos a segurança social por liberdade individual a qualquer custo. Ser médico no século 21 exigirá de cada um a capacidade de resolver problemas como na origem da nossa civilização, retomando o cuidado das pessoas, antes que elas se percam e se consumam, consumindo umas as outras! * Armando Martinho Bardou Raggio é paulista, especialista em Economia e Gestão da Saúde e em Medicina Preventiva e Saúde Pública e mestre em bioética pela Universidade de Brasília

Esta é uma publicação da: Media One Comunicação e Editora Ltda CNPJ: 04.676.116/0001-04 - Inscrição Estadual: 07.426.563/001-40 Diretor Presidente: José Rodrigues Alves Diretor Financeiro: José Luiz de Brito Jornalista Responsável: Emílio de Faria - DRT 239.723-72 nº 9728 Editor-executivo: Carlos Alberto Pacheco - MTB nº 14.652-SP Jornalistas: Marcos Medanha e Odirlei Ribeiro Colaboradores: Agnaldo Nunes da Silva, Maria das Graças Silva Pinto Assessoria Jurídica: Dr. Marcondes Paiva - (61) 8407-1986 Diretor comercial: J. Rodrigues - 3369-4480 - 9633-8091

“A cidadania não é atitude passiva, mas ação permanente, em favor da comunidade.”

(Tancredo Neves)

POR ODIR RIBEIRO

NOVA PASTA I

“VIGILANTE BÊBADO”

“Acho que o Chico Vigilante estava bêbado quando disse isso, uma vergonha para o povo de Brasília”, disse o presidente do DEM-DF, Alberto Fraga, a respeito do deputado distrital Chico Vigilante (PT) ter declarado à imprensa que “os pedidos de impeachment vão para o lixo”.

CADÁVER

AINDA CHORA

I

Um dos veteranos da Polícia Civil do DF, o carioca Onofre de Moraes (foto), assume o comando da corporação em meio de violenta crise no governo Agnelo. Onofre ocupará a cadeira de Mailine Alvarenga. Um dos mais experientes, Onofre combateu bandidos nos morros do Rio de Janeiro. Mas, a troca de comando da PCDF ocorre exatamente em momento de instabilidade moral no governo do DF, de graves denúncias de corrupção contra Agnelo.

CADÁVER

DUPLA

SERTANEJA

Uma nova dupla sertaneja está "balançando" as noites de Brasília. Quem já assistiu aos shows dos goianos Daniel e Poliana afirma que conseguem arrancar suspiros dos fãs. Os dois não negam suas raízes interioranas ao interpretar, por exemplo, o hit "Encantos de Goiás". Mais informações da dupla no www.facebook.com/PolianaeDaniel. E, em breve, a página www.polianaedaniel totalmente reformulada.

AINDA CHORA

II

Aliás, crise que teve embrião numa investigação da própria PCDF. Será que Onofrinho, novo chefe da polícia, vai desvendar o assassinato do agente Luiz Carlos Ferreira Soares, de codinome Clark, ex-comandado de Celso Ferro e que pertencia ao aparato da inteligência da própria PCDF?

TEM MAIS...

Segundo uma fonte ouvida pelo blog às versões até aqui apresentadas por Daniel Tavares, não vão durar muito tempo e que em breve alguns de seus depoimentos serão desmontados. Nós descobrimos que além dos vídeos gravados pela presidente da Comissão de Direitos Humanos, Celina Leão (PSD), a entrevista a uma emissora de televisão e outro que está em poder de Chico Vigilante (PT). Existem mais gravações só que são em áudios envolvendo Tavares, que já estão em poder da Polícia Federal. Pelo andar da carruagem, o caso Daniel Tavares está só no começo. Todos a postos...

FICA GARRINCHA! I

ASFALTO NO BOQUEIRÃO

No dia 11, o deputado Agaciel Maia participou de almoço com a comunidade do Núcleo Rural Boqueirão, no Paranoá, na residência do agricultor Hélio. Várias lideranças, autoridades locais e moradores estiveram presentes. A reivindicação era uma só: a colocação de asfalto na via de ligação do Paranoá até a Escola Classe Boqueirão, num total de quatro quilômetros. "Vou lutar para obtermos recursos no orçamento do governo para 2012, garantindo, assim, a realização dessa obra", prometeu Agaciel

O professor de educação física, Silvio Ricardo da Silva, indigna-se em face da mudança de denominação do estádio de futebol Mané Garrincha para Estádio Nacional de Brasília. Ele informa que vai fazer um movimento de protesto contra a mudança. "Caso todos tenham interesse, poderemos dar início a uma mobilização via internet (twitter, facebook, email etc.)", sugere Silva, que esboçou um nome - Movimento Fica Garrincha!.

Nova pasta II

Será que a carta de apoio ao governador Agnelo vem em forma de retribuição? Agora o que resta ao observador político é acompanhar as páginas do Diário Oficial de segundafeira. Não vai faltar suspense. De qualquer maneira, a nova pasta precisa desatar o nó da completa ilegalidade a que está mergulhada boa parte dos condomínios. Essa é uma cobrança pode ser feita pelos segmentos organizados da sociedade. Só mesmo a pressão dessas entidades para que o impasse seja resolvido.

E AGORA LUPI?

Os grandes jornais de circulação nacional estamparam em suas chamadas a "declaração de amor" que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, fez à presidente Dilma Rousseff, para escapar da saia justa que está respingando no seu partido, o PDT. Agora, ele precisar explicar denúncia da Folha de S. Paulo, de que teria ajudado a ONG de um colega de partido mesmo após a Polícia Federal abrir inquérito criminal para investigar suspeitas de irregularidades em convênio da entidade com a pasta, no valor de R$ 6,9 milhões.

UMA SEREIA NO JOÃO DO FRANGO

FICA GARRINCHA! II

O objetivo do movimento, segundo o professor, é reunir todos os que consideram "essa atitude inaceitável e ofensiva à história do futebol e do Brasil". E continua: "Manoel Francisco dos Santos, o Garrincha, foi um dos jogadores mais extraordinário do futebol mundial, um artista da bola, que representou como ninguém o estilo brasileiro de jogar, com seus dribles desconcertantes".

FEIRA

Na próxima segunda-feira, dia 7, deve sair publicada no Diário Oficial a criação da mais nova pasta do governo Agnelo Queiroz. Trata-se da Secretária de Condomínios. Com isso, sobe para 30 o número de pastas criadas pelo GDF. Mal foi a criada a secretaria e nos bastidores já sabe que ela vai ser dividida entre três partidos da base de apoio do governo na Câmara Legislativa, ou seja, o PMDB, PSL e o PTC do distrital Agaciel Maia. Inclusive quem propôs a criação foi o distrital.

RECONSTRUÍDA?

Quem era aquela bela loura que almoçava com duas amigas no Restaurante do João do Frango? Parecia uma sereia de olhos verdes. Um peixão de saia e com sotaque da Bahia... Uma moqueca de peixe com coco para ser saboreada à moda baiana. No meu canto fiquei a postos, de garfo e faca à mão, pronto para espetar o peixe.

CLASSIFICADO

Após ampla matéria produzida no Jornal das Cidades, vejam só que interessante: os próprios comerciantes da feira localizada na Avenida Comercial resolveram reconstruir seus boxes. Cadê a Administração Regional? Há muito que fazer, porém. Esperamos que a feira seja totalmente reformada e que dali surja outra estrutura digna dos consumidores. Detalhe: a iniciativa caberá aos comerciantes. E mais ninguém.

Filmes e gravações. Investigações com relatórios minuciosos. Os melhores profissionais da praça. Suspeita de infidelidade, localização de pessoas, descaminho etc. Sigilo absoluto. Telefone (61) 9981-7525 (para contato mande recado).

A coluna está aberta a sugestões de pauta, reclamações, críticas, informações, colaborações. Basta entrar em contato através do e-mail: jornaldascidadesdf@gmail.com e também pelo fone (61) 33695066 (fotos também serão aceitas). As colaborações devem conter nome completo, contato e RG. O leitor que desejar falar direto com o colunista pode enviar e-mail para jornaldascidadesdf@gmail.com.

A RTIGO Por Joe Valle* Leio apreensivo nos jornais notícias sobre a fome no mundo. Seis Milhões de pessoas morrem anualmente por falta de comida, ou seja, uma em cada sete pessoas em todo planeta passa fome. São dados do relatório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). O relatório concentra suas atenções aos povos africanos, duramente castigados pela fome. O Brasil, embora as pessoas tenham sido afetadas pelo aumento de preço dos alimentos, políticas públicas como a Bolsa Família ajudaram a reduzir o impacto, comenta Hélder Muteia, representante da FAO em nosso País. Aproveito o mote para divulgar uma recente vitória no combate a fome e

REFLEXÕES SOBRE O COMBATE À FOME miséria no Distrito Federal. O governador Agnello Queiroz sancionou a Lei que cria o Banco de Alimentos, primeiro projeto de minha autoria como deputado que agora virou Lei, instituindo o Programa de Coleta e Doação de Alimentos para famílias que apresentem estado de carência nutricional. É uma idéia simples, que será executada pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento e a CEASA do DF. Alimentos considerados fora dos padrões de comercialização serão reciclados e distribuídos à população carente. Os doadores serão os supermercados, co-

Jornalista responsável pelas cidades do Entorno: Marina Durães (61) 8161-3235 Administração, Redação e Publicidade: Av. Com. - Qd. 31 - Conj. 23 - Lt. 4 - Sl. 201 - Paranoá - Brasília-DF - CEP: 71573.100 Telefones: (61) 3369-5066 - (61) 8443-7138 - 3369-4480 Fotolito e Impressão: FC - Gráfica (61) 3356-7654 ! Circulação da Edição Impressa: Paranoá, Itapoã, Bairro Alto Colorado, Sobradinho, Planaltina, Varjão, São Sebastião, Jardim Botânico, Lago Sul, Lago Norte, Asa Norte, Asa Sul, Cruzeiro, Guará, Sudoeste, Sia, Câmara Federal e Legislativa, Senado Federal, Ministérios, Autarquias do Governo Federal, Secretarias do GDF e todas as administrações. ! Prefeituras Municipais do Goiás: Alvorado do Norte, Simolândia, Buritinópolis, Mambaí, Damianópolis, Posse,, São Domingos, Divinópolis,Jaciara, Nova Roma, Campos Belos, Monte Alegre, Terezina de Goiás, Cavalcante,São João D’Aliança, Alto Paraíso, Água Fria, Águas Lindas, Padre Bernardo, Cocalzinho, Corumbá, Pirinópolis, Valparaizo, Novo Gama, Cidade Ocidental, Luziânia, Cristalina. ! Prefeituras Municipais de Minas Gerais: Cabeceira Grande, Unaí, Paracatu, Arinos, Buritis de Minas.

zinhas industriais, sacolões e feiras. Entidades cadastradas ao programa farão a distribuição. Além do efeito social, promovendo a segurança alimentar e nutricional, o programa vai ainda combater o desperdício de alimentos no DF. E esse combate ao desperdício começa na orientação do produtor quanto a forma de embalar e transportar suas mercadorias. Recuperação e manutenção das estradas vicinais, esburacadas e perigosas. Para se ter uma idéia, só na área de orgânicos, a produção de frutas e verduras sem agrotóxicos fica por volta de 4 mil toneladas por ano. O desperdício e a falta de transporte representam 20% de prejuízo. Joe Valle é ambientalista e deputado distrital (PSB)

ENVIE SUAS CRÍTICAS, SUGESTÕES, OPINIÕES, DENÚNCIAS, CARTAS E ARTIGOS , PARA OS NOSSOS ENDEREÇOS ELETRÔNICOS. jornaldascidadesdf@gmail.com imprensajornaldascidadesdf@gmail.com

VISITE O NOSSO SITE E FIQUE ATUALIZADO

www.jornaldascidadesdf.com.br AS OPINIÕES EMITIDAS NOS ARTIGOS E NAS MATÉRIAS ASSINADAS NÃO EXPRESSAM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL. É PERMITIDA A REPRODUÇÃO DAS MATÉRIAS PUBLICADAS DESDE QUE A FONTE SEJA CITADA.


POLÍTICA

BRASÍLIA - DF, 11 A 17 DE NOVEMBRO DE 2011

A DMINISTRAÇÃO FOTO: MÁRCIO LENZA

PALANQUE

CAPITAL

Por J. Rodrigues

BATALHÃO RURAL DA POLÍCIA MILITAR

Deputado Agaciel Maia conduziu o encontro, que contou com a participação de distritais, administradores e líderes comunitários

RA DO VALE DO AMANHECER

É TEMA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA Localizado a 50 km do centro de Brasília, setor habitacional em Planaltina foi fundado pela caminhoneira Neiva Chaves Zelaya, a tia Neiva Da Redação or iniciativa do deputado Agaciel Maia (PTC), a Câ mara Legislativa realizou audiência pública na noite desta quarta-feira, dia 9, para discutir a criação da Região Administrativa do Vale do Amanhecer. Mais de 250 pessoas marcaram presença. O evento foi presidido pelo deputado Agaciel e reuniu diversas autoridades: os deputados Ailton Gomes, Olair Francisco e Eliana Pedrosa, além do gerente regional do Vale do Amanhecer, Ademar Torres, e dos administradores regionais de São Sebastião, Janine Barbosa, de Santa Maria, Marcinho, e de Planaltina, Nilvan Vasconcelos. Localizado a 50 quilômetros do centro de Brasília, o Setor Habitacional Vale do Amanhecer, em Planaltina, foi fundado pela caminhoneira e nor-

P

destina Neiva Chaves Zelaya, conhecida como Tia Neiva, que chegou ainda jovem na nova capital e, aqui, participou ativamente da construção de Brasília. Tia Neiva e seu grupo chegaram ao Vale no dia 9 de novembro de 1969. Hoje, o Vale do Amanhecer é uma pequena cidade que abriga cerca de 40 mil pessoas. Na opinião do deputado, "o governo precisa levar mais escolas, posto de saúde, transporte público, delegacia, policiamento e melhorias para a população. Com recursos próprios, a região poderá se desenvolver e a comunidade ganhar infraestrutura", argumentou Agaciel, que lembrou na abertura de seu discurso Tia Neiva. "Assim que cheguei a Brasília, em 1974, tive oportunidade de conhecer Tia Neiva e seu trabalho. Conhe-

ço hoje várias pessoas daqui e sabemos da necessidade da comunidade se tornar independente, pois o Vale passará a ter orçamento próprio, pelo menos, R$ 4 ou R$ 5 milhões por ano, e os moradores terão como cobrar de perto as benfeitorias que precisam". INDEPENDÊNCIA - Na Câmara Legislativa, o deputado Agaciel Maia apresentou proposta para a criação da região administrativa, lembrando que o Vale está completando 42 anos e que muitas outras cidades mais novas já são independentes, como é o caso do Itapoã, Jardim Botânico, Varjão e Vicente Pires. "Hoje quero ouvir a todos, pois a Câmara Legislativa está aqui. Quero conhecer todas as demandas e reivindicações da comunidade para que o Governo possa trazer educação, segurança, saúde e trans-

L EGISLATIVO

CÂMARA APROVA TRÊS PROJETOS DO EXECUTIVO Na quarta-feira, 9, a Câmara Legislativa aprovou três projetos de lei de autoria do Executivo que modificam leis do Distrito Federal. As propostas foram incluídas na ordem do dia e votadas em dois turnos com redação final. O PL nº 624/2011 foi um dos projetos aprovados nesta tarde e acaba com o prazo limite para recadastramento no plano para superação da extrema pobreza, o "DF sem miséria". O prazo terminaria no próximo dia 14 de novembro. Os deputados também aprovaram o PL nº 605/2011, que muda a legislação para estabelecer a aplicação de um exame de conhecimento específico para os candidatos ao cargo de conselheiro tutelar. A Câmara aprovou ainda o PL nº 530/2011 que trata da publicidade dos cadastros de programas habitacionais e dos programas sociais do DF. Uma das novas regras é a disponibilização dos cadastros em sites do governo, com atualização constante. REGIME FISCAL - Já no dia 10, os deputados distritais aprova-

FOTO: FABIO RIVAS/CLDF

Deputados aprovaram projetos como o “DF sem miséria” ram em sessão ordinária uma adequação da lei distrital nº 4.611/2011, que estabelece regime fiscal diferenciado para pequenas e microempresas, à legislação federal. O projeto de lei nº 630/2011, de autoria do Executivo, foi aprovado por unanimidade pelos deputados e beneficiará também os feirantes do Distrito Federal.

A proposta aprovada equipara as classificações de pequenas e microempresas de acordo com o faturamento anual, conforme estabelecido pela legislação federal. O projeto também estende o prazo de participação desses pequenos negócios no regime fiscal conhecido como "Simples Candango" até o final deste ano.

porte para o local. Temos que investir nos jovens, com cursos técnicos profissionalizantes. Essa é a maneira de não os deixarmos nas ruas, a mercê das drogas. E essa é minha grande bandeira", ressaltou o parlamentar lembrando a necessidade do Governo investir em cursos para o Menor Aprendiz. A deputada Eliana Pedrosa (PSD) aprovou a iniciativa. "A RA não será a solução para todos os problemas da cidade, mas sabemos que já começa, como disse o deputado Agaciel, com um orçamento. O deputado trouxe uma grande bagagem para a gente. É economista e sabe manejar. Ele teve uma grande idéia. O mundo só anda pra frente quando alguém tem uma idéia. Temos de chamar a imprensa, de fazer cartazes e faixas e de pressionar. E aí quero ver se o governo não cria a RA", comentou.

PATRÍCIO REDUZ GASTOS NO LEGISLATIVO

As despesas da Câmara Legislativa na gestão do deputado Patrício, entre janeiro e setembro deste ano, diminuíram em 9,5%. Uma economia média de R$ 16,8 milhões em relação ao mesmo período de 2110. Os números são do último Relatório Analítico de Acompanhamento da Execução Orçamentária da Câmara Legislativa do DF divulgado pela Coordenadoria de Planejamento e Elaboração Orçamentária da CLDF. Para Patrício, os dados comprovam o compromisso de uma gestão austera e transparente. "Com um trabalho intenso de redução de gastos, conquistamos, pela primeira vez, o menor índice desde que a LRF entrou em vigor. A população merece ver o dinheiro público bem aplicado”, destacou. Faltando apenas três meses para o término do exercício financeiro, as projeções confirmam a tendência de queda no volume de despesas liquidadas pela Casa e deverá ficar abaixo do registrado em 2010, que foi de R$ 252,1 milhões. Cerca de R$ 110 milhões da previsão orçamentária destinada à Câmara Legislativa em 2011 não deverá ser utilizada, ficando disponíveis para eventuais reprogramações na Lei Orçamentária Anual. No início desse mês, o secretário de Planejamento e Gestão, Edson Ronaldo Nascimento, logo que chegou para uma reunião com Patrício na presidência da Câmara, elogiou a gestão do deputado. "Esta gestão é um exemplo de responsabilidade fiscal e social. É um marco histórico do legislativo de Brasília", enalteceu. Tamanha economia rendeu a cessão dos recursos poupados pelo Legislativo para o Poder Executivo. "É importante que todos os poderes também façam esse mecanismo. Isso não impede que a sociedade fiscalize os gastos”, reforçou.

Para conter a grande quantidade de crimes praticados em regiões remotas do DF, o deputado Dr. Michel de Oliveira (PSL) aprovou lei na Câmara que cria o Batalhão Rural da Polícia Militar, visando aumentar a segurança na zona rural. Atualmente, a maioria das ocorrências nem mesmo são comunicadas pelas vítimas aos órgãos de segurança, devido à atual deficiência do aparato policial. As áreas mais problemáticas são aquelas localizadas na divisa com Goiás.

AGNELO É PRIMEIRA PÁGINA NA MÍDIA

Nas últimas semanas, o governador Agnelo Queiroz foi capa de reportagens de revistas nacionais por supostos desvios no Ministério do Esporte. Segundo a assessoria de Agnelo, as notícias são requentadas e, em breve, ele vai provar

toda a verdade. O chefe do Buriti disse ainda que não é citado em nenhum inquérito e as denúncias são vazias. Se cabe à imprensa apurar com os responsabilidade os fatos, ao governante a obrigação é provar a sua inocência.

BRIGA ACIRRADA PARA UMA VAGA NO TC A disputa para assumir ma vaga de conselheiro no Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) está intensa. Nos bastidores são citados os nomes dos deputados Dr. Michel (PSL), Wasny de Roure (PT) e até da diretora da Codeplan, Ivelise Longhi. Já os distritais Roney Nemer (PMDB) e o petista Chico Leite correm por fora. Parece que essa disputa ainda renderá muitos capítulos. O desfecho dessa briga é imprevisível e qualquer palpite agora seria, no mínimo, uma precipitação.

TENTATIVA

DE EXTORSÃO

Um fato lamentável aconteceu alguns dias atrás na Câmara Legislativa. O deputado Dr. Michel, um dos mais atuantes parlamentares da Casa, foi chantageado por um dos seus ex-correligionários. O motivo... Não se sabe ainda ao certo. Mas ele foi firme e disse que

SECRETARIA

DE

esse tipo de prática jamais será aceito em seu mandato. Infelizmente, a prática da chantagem é um fenômeno que está incrustado nos poderes constituídos. É preciso rigor na apuração dos fatos antes que qualquer homem seja uma vítima em potencial.

CONDOMÍNIOS

O GDF vai criar nos próximos dias uma nova secretaria de Estado, voltada exclusivamente para a regularização de condomínios. Com ela, o DF confirma a liderança entre as unidades da federação no número de secretarias: serão, agora, 34. O governo ainda não confirma, mas nos bastidores da Câmara a criação da nova secretaria é dada como certa. Profissionais com perfil técnico estão, inclusive, sendo selecionados para compor a equipe. O deputado distrital Agaciel Maia (foto) foi quem propôs a criação do órgão e deverá indicar o secretário.

PÁTRIA LIVRE

CONQUISTA DISTRITAL

O Partido da Pátria Livre (PPL) já tem o primeiro deputado distrital em suas fileiras. Trata-se de Wellington Luiz, ex-PSC. Ele assinou a ficha de filiação na última sexta-feira, dia 28. Segundo algumas fontes, a legenda ainda negocia

com dois distritais. Pode haver mais novidades na próxima semana. Além do PSD de Gilberto Kassab, o PPL quer arrebanhar mais distritais, tentando, ao menos, minimizar o rolo compressor petista na Casa.

BENFEITORIAS PARA

A

COPA

O deputado Israel Batista (PDT) considera três heranças positivas que, na opinião dele, a Copa do Mundo de 2014 deve deixar para a capital federal. Benfeitorias na infraestrutura da cidade, inserção de Brasília no circuito turístico nacional e a qualificação da mão-de-obra. Será que o deputado Israel combinou com o GDF? Contudo, Contudo, a prática não confirma a teoria. Afinal, muitas transformações do ponto de vista urbano precisam ainda acontecer, não é mesmo governador?

JUNTOS EM PROL DA

CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA O Ministério de Ciência e Tecnologia e a Secretaria de Ciência e Tecnologia do DF estão estudando a assinatura de tratados de cooperação institucional para o desenvolvimento do setor tecnológico do DF e a troca de experiências e projetos em âmbito nacional. O assunto foi tratado no último dia 1º durante encontro entre o ministro Aloisio Mercadante e o secretário de Ciência e Tecnologia do DF, Cristiano Araújo (foto). Na reunião, Cristiano também explicou ao ministro como andam os trâmites para a definitiva implementação do Parque Tecnológico Capital Digital (PTCD), que tem a previsão de seu edital para o início de 2012,

e outros projetos da secretaria, como o Ponto de Inclusão e o Conecta-DF, que prevê acesso gratuito à internet. Na reunião, Cristiano também explicou como andam os trâmites para a definitiva implementação do Parque Tecnológico Capital Digital (PTCD).


C I D A D E

BRASÍLIA - DF, 11 A 17

G OVERNO EM QUEDA

EVENTO DEBATE PROBLEMAS DAS CIDADES No dia 29, a Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano do DF (Sedhab) realizou oito conferências locais preparatórias para a Conferência Distrital das Cidades Extraordinária. Moradores de Santa Maria, Gama, Recanto das Emas, Riacho Fundo II, Brasília, Cruzeiro, Candangolândia e Sudoeste/Octogonal tiveram a oportunidade de debater sobre os problemas e as necessidades de cada localidade. A Conferência Distrital tem como lema "Vamos Pensar Juntos a sua Cidade" e está prevista para ocorrer em dezembro. Mais de 700 pessoas participaram das conferências em Santa Maria, Gama, Recanto das Emas e Riacho Fundo II. Em Santa Maria e Recanto das Emas, o destaque foi a questão das poligonais; no Gama, a lei de uso e ocupação do solo. Já no Riacho Fundo II, o foco foi a formação e a participação da comunidade nos conselhos.

CARAVANA AGITA SAMAMBAIA No último dia 30, em comemoração ao aniversário de Samambaia, a Secretaria de Esporte levou a Caravana Esportiva até a cidade. O projeto foi realizado no Centro Olímpico, na QR 119 e teve várias atividades recreativas para as crianças, como pula-pula e cama elástica, além de apresentações de karatê e de

bandas locais. Também foram disputadas as finais do campeonato de futebol society da cidade e a corrida de rua, que faz parte de um circuito realizado em todos os locais por onde passa a Caravana. O projeto contou com várias parcerias, entre elas Administrações Regionais e Federação de Atletismo do Distrito Federal.

FÓRUM EM ÁGUAS CLARAS

O presidente do Tribunal de Justiça do DF, desembargador Otávio Augusto Barbosa, autorizou, a abertura de licitação para contratação de empresa especializada em obras e serviços de engenharia para a construção do Fórum de Águas Claras. A Circunscrição Judiciária de Águas Claras foi criada por meio da Resolução N. 14/2010, que estabelece, para o novo Fórum, uma área de jurisdição correspondente às Regiões Administrativas de Águas Claras, Vicente Pires e Setor Complementar de Indústria e Abastecimento. O Fórum de Águas Claras trará inúmeros benefícios para a região, pois vai desafogar as Varas da Circunscrição Judiciária de Taguatinga.

AÇÃO

CONTRA PROPAGANDA IRREGULAR

Equipes da Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) percorreram 11 regiões administrativas, na manhã do dia 31, como parte da operação "Cidade Limpa", que combate propaganda irregular ao longo das vias. Ao todo, 379 faixas e um banner foram recolhidos. Eles foram levados a uma cooperativa de recicla-

gem, onde devem ser reaproveitados. A maior parte da propaganda ilegal foi removida em Vicente Pires: 112 faixas e um banner. Ao todo, 15 servidores da pasta participaram da ação, coordenada pelos diretores operacionais tenente Aguiar, capitão Alexandre e sargento Cotrim, além do chefe de equipe, tenente Ramos.

CINEMA E MÚSICA NO VARJÃO

Com o apoio da Administração Regional e Ministério da Cultura, o Instituto Casa da Vila apresentou no Varjão o projeto Cineshow com exibições de filmes de curtas e longas-metragens, além de shows com artistas brasilienses e da cidade. As apresentações aconteceram nos últimos dias 27 e 28, em frente à Escola Classe, na Praça da Quadra 07. A mostra misturou cinema e música e foi realizada em uma carreta palco dotada de toda infraestrutura de camarim, áudio e vídeo que disponibilizou para a comunidade acesso às obras cinematográficas brasileiras com a valorização da cultura local com apresentações de capoeira.

HOTÉIS

VÃO PARA O ESPAÇO

No dia 2, a Secretaria de Defesa Civil do DF realizou a implosão os edifícios dos hotéis das Nações e Alvorada, localizados no Setor Hoteleiro Sul, na área central de Brasília, sob a coordenação será feita pelos órgãos de Segurança do DF. Pelo menos 300 homens das Polícias Mi-

litar e Civil, Detran, Corpo de Bombeiros, Departamento de Armas, Munição e Explosivos, Defesa Civil, CEB, Caesb e Administração de Brasília fizeram a segurança de quem circula ou trabalha nas imediações dos edifícios. A implosão utilizou, ao todo, 500 quilos de dinamite.

Desacreditado, o governador Agnelo Queiroz (PT) é rejeitado por grande parte pudesse já teria tirado o Agnelo do Palácio do Buriti”, desabafa a dona de casa Ma de corrupção, Agnelo tem de defender-se na Câmara Legislativa de cinco pedidos Da Redação " ou rodoviário e filiado ao PT (Partido dos Trabalhadores) mas, diante dessa sujeira toda, vou me desfiliar do partido. Estou revoltado com o governo do PT. Nós, os rodoviários, temos de fazer uma passeata de protesto pelas ruas de Brasília para exigir a saída desse governo do PT. Muita gente votou pensando que haveria uma mudança para melhor. Mas, o Agnelo é um cara-de-pau quando aparece na televisão fazendo propaganda enganosa do seu governo...", declara o fiscal de trânsito Fábio Luiz de Souza, morador de Brazlândia. "Se eu pudesse já teria tirado o Agnelo do Palácio do Buriti, pois ele não fez nada em benefício do povo. Moro na Quadra 602 do Recanto das Emas e, perto da minha casa, o governo construiu uma unidade da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) que nunca foi inaugurada. Desde quando foi construída, essa UPA permanece fechada, sobrecarregando o posto de saúde mais próximo. Ou então, para não morrer, o povo tem de correr para o Hospital Regional do Gama. É muito sofrimento...", informa a dona-de-casa Maria Adenildes Alves de Souza. INDIGNAÇÃO - Desacreditado, inoperante e acusado de envolvimento com corrupção, o governador Agnelo (PT) provoca indignação e rejeição popular. O Jornal das Cidades ouviu o povo: nossa reportagem foi à Rodoviária local, no centro de Brasília, ponto de grande fluxo de pessoas, onde gravou vários depoimentos espontâneos da população sobre a gestão do atual governador do Distrito Federal, o petista Agnelo Queiroz. Em muitos desses depoimentos, emocionados, alguns dos entrevistados chegaram a dizer que se sentem lesados e enganados por terem votado em Agnelo e acreditado nos discursos eleitorais do petista e seus aliados políticos. Por exemplo, o fiscal de trânsito Fábio de Souza, membro de categoria dos rodoviários, falou até da sua disposição em sair às ruas liderando uma manifestação pública de protesto contra o governo Agnelo. Além das denúncias de corrupção, pesou nos depoimentos da maioria dos entrevistados também os problemas decorrentes do caos na Saúde do DF. "Parece que muito dinheiro público é desviado. Os políticos só vêm o lado deles próprios, ninguém quer saber dos problemas do povo. O Agnelo é médico e já deveria ter melhorado a situação dos hospitais públicos. Mas, só ouço falar de melhora da situação financeira dos donos de hospitais particulares", reclama a vendedora Ronicléia Albertina da Costa, de Samambaia Norte. Corrupção - O povo se mostra avesso a Agnelo principalmente devido às denúncias de envolvimento do governador com o policial militar João Dias desde a acusação de fraudes com dinheiro público através do Programa 2º Tempo, do Ministério do Esporte. Tais denúncias já provocaram a

S

prisão de João Dias pela Polícia Civil do DF e até a intervenção no Ministério do Esporte pela presidenta Dilma Roussef, com a demissão do ministro Orlando Silva. Pior: no passado, Orlando Silva tinha sucedido Agnelo no comando do ministério. Agora, o próprio Orlando Silva declara que João Dias foi apresentado a ele por Agnelo. Além disso, a Polícia Federal investiga suposto esquema de propinas na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) irrigado por fabricantes de remédios e laboratórios particulares, quando Agnelo era diretor desse órgão. Também, a presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa do DF, deputada distrital Celina Leão (PSD), entregou ao Ministério Público e à Polícia Federal o áudio da gravação que ela fez com o lobista Daniel Almeida Tavares, que diz ter pago propina ao governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), em 2008, quando ele era diretor da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). "Brasília não merece isso: outro escândalo. Mais um, depois do problemático governo Arruda! O Agnelo Queiroz tem de ser investigado por uma CPI", é o que deseja o autônomo Márcio Lima, de Ceilândia. "Primeiro, o Arruda foi preso e afastado do governo. Depois veio o Agnelo que, na campanha eleitoral, pediu voto dizendo ser Ficha Limpa. Parece até que Brasília é a Capital dos

Corruptos. Estou muito chateado porque confiei e votei no Agnelo!", comenta o vigilante Marco Aurélio de Souza, também de Ceilândia. O motorista de ônibus Roberval da Silva, de Taguatinga, desabafa: "é uma pouca vergonha... Uma podridão! É roubo e mais roubo na política! Os hospitais públicos estão abandonados, com gente doente deitada no chão. Agnelo é médico e a Saúde tá falida!". "Sou missionária evangélica e costumo orar pelas pessoas, inclusive pelos políticos. Eu amo todos eles. Mas, quando existe alguma coisa errada, Jesus Cristo conserta. O povo precisa ter fé em Deus!", prega a missionária Maria Dias, de Recanto das Emas. Já o motorista de ônibus Silvano José da Silva, de Recanto das Emas, se mostra descrente de tudo: "tem muito ladrão na política! As de- Agnelo está desacreditado pela maioria núncias todas vão acabar em pizza! Esse negócio de CPI Para a estudante Daniele da Conceição Monteiro de Lima, da não apura nada, não!". "Onde há fumaça há fogo! Samambaia, "Brasília não merece Tudo tem de ser apurado e to- nada disso e nem os brasilienses... dos os culpados punidos. Pes- É vergonhoso para a nossa capisoalmente acredito que o Ag- tal. De novo, nossa Capital ocunelo tem culpa no cartório. Na pa as páginas policiais dos jornais. época da eleição esses políti- Imagina o que, país a fora, nos cos aparecem mentindo e pe- Estados, as pessoas estão pensandindo voto. Infelizmente, o do da nossa Capital!". povo ainda não sabe votar e O motorista de ônibus Franacaba elegendo essas pessoas cisco Manoel da Silva, de Braque só denigrem a nossa Ca- zlândia, quer ver Agnelo cassapital", acredita o autônomo do: "agora, não tenho mais criWilson da Silva, de Samambaia. tério para votar, porque esse tal

VOCÊ AINDA ACREDITA NO GOVERNADOR AGNE O Jornal das Cidades ouviu o povo: nossa reportagem foi à Rodoviária de Brasília, no centro da cidade, ponto de grande fluxo de pessoas, onde gravou vários depoimentos espontâneos da população sobre a gestão do governador do DF. Além das denúncias de corrupção, pesou nos depoimentos da maioria dos entrevistados também os problemas decorrentes do caos na Saúde do DF.

Roberval - "É uma pouca vergonha... Uma podridão! É roubo e mais roubo na política! E os hospitais públicos estão abandonados...”

Ronicléia - "O governador Agnelo é médico e ele já deveria ter melhorado a situação dos hospitais públicos. Para onde vai todo o dinheiro da Saúde”.

Alessandra - “Moro no Girassol (GO), mas sou eleitora do DF. Votei no Agnelo e estou indignada com a corrupção no governo”

Silvano - "Tem muito ladrão na política! Mas, infelizmente, as denúncias todas vão acabar em pizza! Esse negócio de CPI na Câmara Legislativa não apura nada, não".

Wilson - "Onde há fumaça há fogo! tudo tem de ser apurado e os culpados punidos. Pessoalmente acredito que o Agnelo tem culpa”.

Daniele - “Bras merece isso e n brasilienses... Tu é vergonhoso par sa capital. De nov sília ocupa as pág liciais dos jornais

Maria - "Sou mis evangélica, costum pelas pessoas. Quan te alguma coisa err sus Cristo conserta. precisa ter fé em D


E NOVEMBRO DE

E

VENTO

Situação dos direitos humanos de meninos e meninas está na pauta

da população. “Se eu ia Adenildes. Acusado de impeachment

da população do Distrito Federal

LO

C I D A D E

2011

de Agnelo dizia ser Ficha Limpa!? Nasci aqui, sou filho de Brasília. O Agnelo merece ser cassado, igual ao José Arruda... Tudo da mesma panela!". A fiscal de ônibus Alessandra Vianna da Cunha, do Girassol (GO), disse “votei no Agnelo, mas estou indignada com a corrupção no governo”. Agnelo - Sobre a indignação popular, o Jornal das Cidades não conseguiu ouvir Agnelo. Assessores alegaram que ele é inocente das acusações.

QUEIROZ?

CINCO

PEDIDOS DE IMPEACHMENT CONTRA O GOVERNADOR AGNELO É sabido que a Câmara Legislativa do Distrito Federal nunca foi levada muito a sério pela população. E até os deputados distritais sabem disso. Nas ruas é comum pessoas comentarem que "na Câmara Legislativa tudo sempre acaba em pizza e em risos". Pois, "aquilo ali é uma Casa de Escândalos", esse o refrão popular que, caso fosse uma marchinha de Carnaval, seria bastante cantarolada em Brasília nas orgias de Momo, junto da campeã dos bailes carnavalescos "Mamãe, Eu Quero Mamar...". Na quinta-feira (10), novamente a Câmara não fugiu à conhecida regra: "jogou no lixo", como brincou o deputado distrital Chico Vigilante (PT), cinco pedidos de impeachment (cassação de mandato) protocolados com base em graves denúncias de corrupção contra Agnelo Queiroz, atual governador do DF. O fato aconteceu horas depois que os pedidos haviam sido formalmente protocolados pelos partidos DEM e PSDB, também pelo presidente do DEM-

Fraga: pedido de impeachment atende aos pressupostos da lei DF, Alberto Fraga, pelo presidente em exercício do PSDB-DF, Raimundo Ribeiro, e pelo advogado Rogério Dias Pereira. Na ocasião, estavam presentes três senadores da República: Demóstenes Torres (DEM-GO), Agripino Maia (DEM-RN), que é presidente nacional do seu partido, e Álvaro Dias (PSDB-PR). Da forma como descartou os pedidos, a Câmara desdenhou e "jogou no lixo" também

a Democracia. Cadê a Ordem dos Advogados de Brasil (OAB), que em épocas passadas foi atuante defensora da moralidade e combateu governos inescrupulosos de outrora? Será que a OAB ainda existe? Mandado - Agora, Fraga promete impetrar Mandado de Segurança para garantir o trâmite na Câmara do seu pedido de impeachment e o do DEM contra o governador Agnelo.

POPULAÇÃO INDIGNADA COM O GOVERNADOR Ao fim de apenas dez meses de governo, 73,4% dos moradores do Distrito Federal consideram que o governador Agnelo Queiroz (PT) faz uma administração "ruim ou péssima". Por ser suspeito de envolvimento no escândalo das propinas arrecadadas com verbas dos convênios com organizações não governamentais (ONGs), 63,7% dos moradores do DF querem que Agnelo se afaste do cargo enquanto estiver sob investigação da Polícia Civil - 33,4% acham que o afastamento deve ser definitivo; 30,3% querem o afastamento temporário, aceitando a volta ao cargo, se nada for comprovado.

Essas avaliações estão na pesquisa da O&P Brasil, empresa de pesquisa de Brasília que ouviu 900 habitantes do DF entre os últimos dias 4 e 7. A margem de erro da sondagem é de 3,3%. Só 10% dos pesquisados consideram o governo Agnelo "bom e ótimo"; para 18,9% a administração é "regular". Dos entrevistados, 67% desaprovam a gestão, 15% aprovam, e 15% nem aprovam nem desaprovam. Para 68% o governo está sendo "pior ou muito pior do que o esperado". A pesquisa da O&P também quis saber como se comportaria o eleitor se houvesse uma eleição hoje e Agnelo enfrentasse dois rivais que têm

biografias igualmente envolvidas em escândalos de corrupção. Agnelo teria 22% das intenções de voto, ante 39% de Roriz - com 35,8% rejeitando ambos. Arruda teria 35,6% das intenções de voto e Agnelo 21,8% - 39% não escolheriam nenhum dos dois. Nos últimos anos, o DF assistiu ao senador Joaquim Roriz renunciar ao cargo, em julho de 2007, para não ser cassado, e o então governador José Roberto Arruda se transformar no primeiro chefe de Executivo preso no exercício do cargo, em fevereiro de 2010, depois de protagonizar o escândalo do mensalão do DEM. Fonte: Blog Ricardo Noblat

DILMA ESTÁ PERDENDO PACIÊNCIA COM AGNELO

a não em os o isso a noso, Braas po-

Francisco - “O governador Agnelo merece ser cassado, como foi o Arruda. É tudo da mesma panela. Agora, não tenho mais critério para votar. Agnelo dizia ser Ficha Limpa.”

onária o orar o exisda, JeO povo us!".

Marco Aurélio - "Parece até que Brasília é a Capital dos Corruptos. Estou muito chateado porque confiei e votei no Agnelo!"

O PT nacional está diante de um sério impasse. O julgamento do processo do mensalão se aproxima, e o partido não pode sofrer novo dano à sua imagem, colandoa mais uma vez à corrupção, desta vez nos dias de hoje, aos olhos atuais da nação. O maior foco dos problemas do PT é o governador do DF, Agnelo Queiroz e seu rol de denúncias estampadas interminavelmente pela imprensa, qu o massacra como se fosse um fio sequencial da era do malfadado governador José Roberto Arruda. Agnelo paga por seu passado no Ministério do Esporte, paga pelo presente como governador - pela inação do governo - e paga também pelo futuiro, pelo que ainda não fez em matéria de obras e realizações em benefício da cidade. Arruda pelo menos lançou 2 mil obras. Seu governo lembra uma casa de vários donos, onde um manda mais que o outro, e ninguém obedece a nin-

guém. Agnelo sucumbe com uma figura frágil, amedrontada, indecisa, refugiando-se em ollhares sem direção. O PT nacional havia planejado para ele ser uma referência nacional da excelência da gestão,para apagar a imagem do mensalão. Brasilia seria o laboratório de uma nova elite administrativa para o partido que alimenta o plano-mestre de permanecer no poder federal por mais 20 anos, incluindo aí a reeleição de Dilma. Mas Agnelo faz tudo ao contrário: expõe o PT e vulgariza a memória do PCdoB. Não se consegue saber o que quer, para onde deseja ir, o que pretende dizer. Nem mesmo seus auxiliares mais intimos conseguem atinar sobre tanta tanta falta de foco. Sem externar o mínimo de brilho, Agnelo queda-se sem energia, sem agenda própria. Não é material escasso escasso para que marqueteiros experimentados consigam providenciar uma solução à base de nova roupagem e novo dis-

curso. A coisa é estrutural, vem de longe, expondo o tipo de politíca paroquial que se pratica no Distrito Federal. Atualmente, a voz mais ponderada que se ouve em Brasilia à cata de um termo de superação da crise é a de um senador goiano, Demóstenes Torres, que tenta contribuir abordando os pontos de maior gravidade, aqueles evitados pelos 3 senadores e os 8 deputados federais do DF -todos protegidos pelo código da ommertà (Márfia). A cloaca em que se tornou o Distrito Federal preocupa e muito a presidente Dilma, que já enviou seu ministro Gilberto Carvalho duas ou três vezes em missão de alerta ao governador Agnelo Queiroz para que mude o seu comportamento, sob pena da suspensão das transferências voluntárias da União que fazem do DF um ente privilegiado em recursos financeros. Esse dinheiro, porém, não aparece em benefício da população. Fonte: CartaPolis

CONFERÊNCIAS DISCUTEM POLÍTICA PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

O Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente do Distrito Federal (CDCA), órgão integrado em caráter paritário pelo governo e pela sociedade civil, começou a realizar uma série de seis conferências regionais que discutirão o tema "Mobilizando, implementando e monitorando a Política e o Plano Decenal de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no Distrito Federal". Além disso, vai eleger os delegados para a VIII Conferência Distrital, que acontecerá no primeiro semestre de 2012. O primeiro evento aconteceu em Sobradinho, no último dia 29, e o segundo na cidade do Gama no dia 9, no Centro de Ensino Médio 01 - EQ 18/21. Confira o calendário das

A

demais conferências:em São Sebastião (18), no Salão de Eventos do Centro Catequético Nossa Senhora Aparecida - Rua 48 - Lote 450 - Bairro Centro; em Ceilândia (19), no Centro Marista Circuito Jovem - QNN 30, Módulo B, Área Especial - Ceilândia Sul (Guariroba); em Samambaia (26), no Centro Social Escola Irmão Francisco Rivat - QS 502, Conjunto 9, Lote 1 - Samambaia Sul. A Regional de Brasília acontecerá em 2 de dezembro, no auditório da Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (Eape), no Setor de Grandes Áreas Sul, 907, conjunto A. As inscrições serão feitas no local, entre 8 e 10 horas.

RTESANATO

RECONHECIMENTO

E INCENTIVO PARA AUMENTAR A PRODUÇÃO De janeiro a outubro deste ano, a Secretaria de Trabalho (Setrab) recadastrou e regularizou a situação de mais 1,3 mil artesãos de todo o Distrito Federal, que receberam a Carteira do Artesão. O documento reconhece o profissional como autônomo, permite a emissão de notas fiscais das vendas e garante a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), além de possibilitar a contribuição para a Previdência Social. Outro benefício que o artesão tem com a carteira é o direito de expor mercadorias para venda em diversos locais por meio do projeto Rota do Artesanato, criado em 2007 pela Secretaria de Trabalho, e em eventos no DF ou em outros estados. O objetivo é aumentar o escoamento da produção, fator que é, muitas vezes, um problema para os ar-

S

tesãos, que nem sempre tem local para trabalhar. Mariza Sigaud, que trabalha com bijuterias e participa dos eventos da Rota, comemora os resultados obtidos com a Carteira do Artesão. "Eu só trabalho com artesanato. Depois que comecei a fazer parte do projeto, minha clientela e as vendas aumentaram bastante. E também passei a recolher a minha previdência social, que é muito importante", afirma. A artesã Vladia Pereira Victor, que trabalha com rosas de sianinha, crochê e bordado, tem a carteirinha há dois anos. "A iniciativa da Secretaria de Trabalho é boa, porque, além de trabalhar dentro da legalidade, podemos mostrar os nossos produtos em lugares diferentes", avalia. De acordo com a gerente de Artesanato da Setrab, Djane Gayoso, há atualmente seis mil artesãos cadastrados no DF.

ANEAMENTO

EVENTO DISCUTE RELAÇÕES DA CAESB COM O USUÁRIO

No dia 9, a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) realizou audiência pública para recolher subsídios com vistas ao aprimoramento de resolução que regerá as relações entre a Caesb e os usuários de água do DF. Esta será a primeira norma da Adasa que disciplinará os procedimentos da prestadora de serviços de água e esgotamento sanitário nos processos administrativos que corrigem as irregularidades cometidas pelos usuários. Até agora, todas as questões relacionadas à instauração de processo contra usuários ficavam a cargo do presta-

dor de serviço, que tratava o assunto como um procedimento interno. Os participantes da audiência apresentaram sugestões para análise e possível aproveitamento na formulação do texto final da resolução. Com a publicação do documento, o consumidor poderá contar com norma que condicionará a atuação da concessionária. A norma determinará a quem se deve recorrer e os prazos formais a serem atendidos. A norma especifica que, por exemplo, o usuário poderá apresentar defesa ao prestador de serviços por escrito em dez dias contados a partir da data da notificação.


PANORAMA

BRASÍLIA - DF, 11 A 17 DE NOVEMBRO DE 2011

O BRAS

N OVAS DENÚNCIAS

UMA ONG DA SAÚDE NO ESQUEMA DE AGNELO QUEIROZ Ex-colega do governador do DF, dona de entidade condenada pelo TCU, o acusa de jogá-la para dentro das fraudes do programa Segundo Tempo no Esporte

Por Claudio Dantas Sequeira ela primeira vez desde que foi revelado o esque ma montado pelo atual governador do DF, Agnelo Queiroz, no Ministério do Esporte, surge uma testemunha que não tem envolvimento político no caso. Hematologista com mais de 30 anos de serviço público, a médica Jussara Oliveira Santa Cruz de Almeida não é ligada a nenhum partido político, é bem-sucedida e reconhecida internacionalmente por seu trabalho com hemofílicos. Há dois anos, recebeu um certificado da Federação Internacional de Hemofílicos atestando proficiência na área. Este ano, porém, na condição de dirigente da Associação dos Voluntários, Pesquisadores e Portadores de Coagulopatias (Ajude-C), Jussara se viu arrolada pelo TCU, teve suas contas reprovadas e foi condenada a devolver à União mais de R$ 300 mil. Na semana passada, em entrevista à ISTOÉ, a hematologista abriu o jogo e explicou como tudo aconteceu. Disse que foi usada pelo esquema de Agnelo de desvio de recursos do Esporte por meio de ONGs e acabou virando sua cúmplice. “Tínhamos que cumprir uma série de requisitos, fazer licitações, prestar contas de pagamentos a fornecedores. Eles, então, me apresentaram ao João Dias, dizendo que ele poderia me ajudar”, afirma a médica. Ela e Agnelo, que também é médico, se conheceram nos tempos de residência no Hospital de Base, de Brasília. A amizade foi o que levou a médica a procurar o então ministro em busca de apoio para projetos envolvendo a prática esportiva no tratamento da hemofilia por meio da Ajude-C. A parceria começou em 2004, quando o Ministério apoiou a realização da I Olimpíada Latino-americana de Portadores de Coagolupatia. O programa deu certo. Quando lançou o Segundo Tempo, Jussara não teve dúvidas e recorreu novamente ao amigo ministro. A partir daí, começaram os problemas. Foi através de Agnelo que Jussara caiu na teia do esquema pilotado por João Dias. “O Agnelo pediu que eu procurasse o Rafael Barbosa (então secretário Nacional de Esporte Educacional e, até hoje, braço direito de Agnelo no governo do DF), que, por sua vez, me conduziu aos outros personagens do esquema.” A médica foi apresentada ao policial militar João Dias, durante um congresso de capacitação de gestores, por meio de outra funcionária do ministério, chamada Racilene Santiago, a Lene, esta indicada a Jussara por Rafael Barbosa. Logo depois, o policial militar a levou ao comerciante Miguel Santos Souza, responsável por criar empresas laranjas e recrutar ONGs fantasmas, conforme revelou ISTOÉ em sua última edição. Jussara Almeida conta que Miguel ficou responsável por toda a parte legal, organizando pregões de fachada e emitindo notas frias. “Ele chegou a levar o pregoeiro à sede do Hospital de Apoio. Eu falei que não tinha como pagar por

P

Governador de Goiás em Joviânia: ele pediu à sua equipe para planejar as obras rodoviárias para os anos de 2013 e 2014

MARCONI DIZ: PRIORIDADE É ATUAR NA INFRAESTRUTURA

Com nova revelação de revista semanal, o tempo fechou definitivamente para o governador aquilo tudo, mas ele disse para não me preocupar”, diz. As empresas que participaram da concorrência funcionavam no mesmo endereço, na 711 Norte. Quem venceu a licitação fraudulenta da Ajude-C foi a JG Comércio, a mesma que conseguiu contratos em cinco ministérios, no STF e nas Forças Armadas. “Quando o ministério liberava a verba, eu sacava para pagar o Miguel. Sempre paguei em cash. Quando ele não estava, eu entregava ao Júnior ”, como era conhecido Geraldo Nascimento de Andrade, o motorista de Miguel. O esquema para presta-

ção de contas era todo forjado, desde as notas fiscais até os contratos com entidades parceiras. Segundo Jussara, que conseguiu dois convênios num total de R$ 280 mil, João Dias arrumava tudo. Quando havia alguma pendência que o policial não conseguia resolver, a médica ligava diretamente para o ministro que, por sua vez, indicava Rafael. “Quando começou a dar problema na prestação de contas, eu os procurei novamente. O Rafael disse que não me preocupasse, pois tudo seria resolvido. Só que isso não aconteceu”, diz. O TCU acabou reprovando as

contas da ONG de Jussara. A médica não fala mais com Agnelo e lamenta que o programa Segundo Tempo tenha sido desvirtuado. Irritada com o fato de ter seu nome envolvido num esquema de fraudes, Jussara está disposta a confrontar o governador para confirmar suas declarações. A situação de Agnelo Queiroz é delicada. Ele é alvo de processo no STJ, de cinco pedidos de impeachment na Câmara Distrital e uma tentativa de abertura de CPI na Câmara dos Deputados. Agora, o novo testemunho pode levá-lo de vez ao cadafalso. Fonte: Revista IstoÉ

No último dia 31, o governador de Goiás, Marconi Perillo, fez hoje um balanço das ações do governo na área de investimentos em infraestrutura, e citou o programa Rodovida, de recuperação da malha rodoviária goiana. O balanço foi feito após a solenidade de lançamento da 2ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Febre Aftosa, no município de Joviânia. "Nós lançamos a primeira etapa de 4.081 quilômetros de reconstrução de 48 frentes de empresas que ganharam licitações. Nós temos obras em todos os cantos do Estado. Começamos agora em setembro, e não antes, porque tivemos que licitar e aprovar o Fundo de Transportes. Escolhemos as piores rodovias, é claro. No ano que vem vamos completar o que foi iniciado esse ano e vamos fazer mais dois mil quilômetros. Nós já temos o dinheiro em caixa para pagarmos as empresas", ressaltou. O governador já pediu à sua equipe para planejar as obras rodoviárias para os anos de 2013 e 2014. "Nesse caso terá uma diferença. As empresas que vão participar do Rodovida vão ficar encarregadas de realizar todas as obras de seus trechos, e se cair um bueiro ou uma ponte, a empresa fará o reparo sem que seja necessário realizar nova licitação", des-

tacou. Esse ano o Governo de Goiás está trabalhando em 12 rodovias que estavam com obras paralisadas. Marconi afirmou que está conseguindo junto ao BNDES um empréstimo de R$ 4,9 bilhões para que o Governo de Goiás possa sanar o problema da Celg. "O restante do dinheiro será destinado para obras de infraestrutura. Com isso vamos concluir as rodovias iniciadas e vamos construir outras 30", disse. O governador anunciou ainda para o próximo ano a liberação de R$ 130 milhões do programa Rodovida Urbano para ajudar os prefeitos com a pavimentação de ruas e avenidas dos municípios. PPP - O governador citou também os planos de investimentos em parceria com empresas privadas por meio da Parceria Público-Privada (PPP). "Eu já autorizei projetos para duplicação de outras quatro rodovias através de concessão, sem que o governo tenha que tirar um tostão de seus cofres", e completou dizendo que na área de saneamento, "o governo de Goiás terá R$ 1,3 bilhão de recursos privados para Aparecida de Goiânia, Anápolis, Trindade, Rio Verde e Jataí". Marconi está autorizando também projetos de universalização do serviço de coleta e tratamento de esgoto para 10 cidades do Entorno, no valor de R$ 3 bilhões.

E STRADAS

AGETOP PROMETE RECUPERAR MALHA VIÁRIA DO ESTADO Pontos críticos apontados em relatório elaborado pelos sindicatos rurais vão receber reparos e obras emergenciais da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) para permitir o escoamento da produção e a movimentação de veículos. Os engenheiros fiscais responsáveis pelos serviços de manutenção e conservação nas 20 regionais que compreendem a malha viária repassaram a relação às empresas do Programa Terceira Via, que foram notificadas a providenciar as intervenções dentro do prazo permitido para cada tipo de serviço. As informações foram repassadas à imprensa no dia 1º, durante entrevista coletiva do vice-presidente da Agetop, Adriano Oliveira, numa abordagem das reivindicações do setor rural durante encontro realizado há 15 dias na Federação da Agricultura de Goiás (Faeg). O secretário da Federação também esteve presente no encontro das 16 horas de hoje na sede da Agência. Até o final do ano, dependendo da intensidade das chuvas, todos os segmentos apon-

Velhos conhecidos - Jussara Oliveira Santa Cruz e Agnelo Queiroz se conhecem desde os tempos de residência no Hospital de Base, de Brasília de acordo com a reportagem

tados como críticos - assim entendidos trechos de rodovias que podem ter comprometidas as condições de tráfego - vão receber algum tipo de intervenção, segundo explicações do dirigente da agência. Este seria o compromisso da instituição com os produtores para evitar prejuízos e perdas maiores da produção agropecuária. A execução dos serviços pelas empresas será rotineiramente fiscalizada e controlada pelos engenheiros do órgão, dentro do objetivo de permitir a trafegabilidade constante nos trechos. INTERVENÇÕES - Três patrulhas, contendo patrolas, caminhões e veículos próprios para intervenções em rodovias estão sendo preparadas pela Diretoria de Manutenção e Operação da Agetop para proceder a ações emergenciais nas rodovias, por administração direta. Uma equipe vai ser instalada em Jataí para atender cerca de mil quilômetros de rodovias pavimentadas e não-pavimentadas da região sudoeste. Duas outras patrulhas estarão localizadas em Goiânia para atender as demais regiões do Estado.


E S T A D O

BRASÍLIA - DF, 11 A 17 DE NOVEMBRO DE 2011

E STELIONATO

DENÚNCIA ANÔNIMA GARANTE PRISÃO DE TRIO DE CLONADORES

A parceria entre o cidadão e a Polícia propiciou colocar atrás das grades bandidos que falsificavam cartões. Eles foram presos no Itapoã Por Odir Ribeiro o último dia 21 de outu bro, o sucesso em uma operação da Polícia Militar retratou com fidelidade como a população deve colaborar com o trabalho das autoridades públicas. Na manhã daquela sexta-feira, o primeiro-sargento Inácio e o soldado Félix Silva receberam uma informação de que três clonadores de cartões estavam no Itapoã e se preparavam para agir em parte do Distrito Federal. A ousadia dos bandidos ia mais longe: eles também pensavam em praticar o crime no interior da Bahia. Só que o plano do trio de estelionatários não deu certo. Mediante as informações, os policiais montaram uma blitz na DF-250. E sabendo das características do carro e dos indivíduos, Inácio e Félix prenderam em flagrante os clonadores. Com os três, os militares encontraram impressora, notebook, vários cartões clonados, produtos químicos para a confecção dos cartões, dois celulares e o veículo que estava em nome da mãe de um dos suspeitos. Todos foram encaminhados para a 6ª Delegacia de Polícia e atuados por estelionato e formação de quadrilha. Apesar do sucesso da operação, o aspecto negativo, segundo especialistas em segurança pública, é o fato de que

N

REVÓLVER

PLANALTINA

RECEPTAÇÃO E PORTE ILEGAL DE ARMA

Em cima da viatura, o resultado da ação policial: vários cartões clonados, celulares e produtos químicos para a confecção dos documentos. Bandidos foram encaminhados à 6ª DP estelionato é considerado um crime "brando". E os bandidos podem ganhar a liberdade e voltar à prática de crimes. O lado positivo da história é a integração entre polícia e cidadão. Os estelionatários só foram presos por causa de uma

denúncia anônima de uma pessoa que estranhou a movimentação do trio, denunciando-os às autoridades competentes. O sargento Inácio e o soldado Félix deram a devida resposta que se espera das forças policiais, ao capturar os es-

telionatários e colocá-los atrás das grades. Os policiais aprovam a parceria entre o cidadão de bem e as autoridades no combate á criminalidade do DF. E quem sai perdendo é sempre os que insistem em andar fora da lei.

CRUZADA

P ERSONAGEM DA SEMANA

CONTRA OS NARCÓTICOS NO DISTRITO FEDERAL

Professor Ribamar cercado por crianças: segundo ele, o seu trabalho já salvou muitas vidas

ELE RECUPERA JOVENS COM A

DISCIPLINA DAS ARTES MARCIAIS

Por Odir Ribeiro Muitos especialistas defendem que o esporte e é uma das melhores formas de educar o cidadão. Pois bem, é com esse objetivo que a Associação de Cultura de Arte Marcial e Similares (Ascams) trabalha com crianças, jovens e adultos nas cidades do Paranoá, Itapoã e Entorno do DF. Trata-se de entidade sem fins lucrativos que mostra as artes marciais como um caminho seguro para formar o cidadão. Quem comanda a Ascams é o professor e especialista em arte oriental Ribamar Santos, 46 anos. Ele ensina noções de kung-fu, wushu, defesa pessoal, boxe chinês e tai-chi-chuan. Ribamar é maranhense e escolheu o Paranoá para viver. E lá se vão trinta anos. Ele enfatiza que O professor ministra as suas aulas desde 1986,

É APREENDIDO EM

Dois homens foram detidos com uma arma de fogo no Setor Sul de Planaltina, por volta das 23h45 do último dia 9. Policiais militares patrulhavam a cidade quando viram um veículo GM/Celta com os dois suspeitos e resolveram abordálos. Na revista, foi encontrado um revólver calibre 38 com duas munições intactas. Os ocupantes do carro foram conduzidos à delegacia da área para registro do flagrante. Policiais responsáveis pela ocorrência: subtenente Sérgio, cabo Jesuíno e soldado Scartezini.

quando a cidade ainda se chamava Vila Paranoá. Ribamar transmite aos alunos a filosofia, a disciplina e o bem-estar proporcionados pelas artes marciais. "A violência não pode ser empregada em nenhuma hipótese. "O que eu passo às pessoas é o respeito ao próximo. "Isso vem em primeiro lugar," ressalta. O trabalho da associação já salvou muitas vidas. Devido aos conselhos do professor, muitos jovens e ex-alunos já abandonaram as drogas e até retomaram os estudos. Ribamar conhece bem a realidade da juventude, pois foi presidente do Conselho de Segurança do Paranoá entre os anos de 2008 a 2011. "Nesse período pude vivenciar o quanto os jovens precisam de projetos sociais," admite. Festival - A Ascams foi fundada em 2009. Os voluntários

da associação realizam há três anos o Festival da Semana das Crianças, um dia de lazer voltado para meninos e meninas. Esse ano, o evento foi realizado no dia 9 de outubro. As crianças se divertiram no pulapula, ganharam brinquedos e assistiram a várias palestras nas áreas de educação, saúde, segurança e noções de como se deve preservar o meio-ambiente. O festival reuniu 300 "pequenos" participantes. O professor Ribamar agradece os que apóiam o seu projeto - os comerciantes, a direção da Escola Classe 1, que faz parceria com o projeto Escola Aberta, e, em especial, os voluntários e coordenadores da Ascams pela dedicação e à Administração Regional do Paranoá. Mais informações sobre a atuação da entidade podem ser obtidas no telefone 9251-5314.

A Secretaria de Segurança Pública do DF realizou, no dia 27, o Fórum de Segurança Pública para Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas. Durante todo o dia, membros de diversas secretarias, do governo federal e da sociedade civil debateram ações relacionadas ao tema, como a Operação Marco Zero, o Panorama de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e o Plano Distrital de Enfrentamento ao Crack. Pioneiro no Brasil, o Plano Distrital servirá de base para a formulação da Política Nacional de Combate às Drogas. O plano visa conscientizar a sociedade sobre os problemas causados pelo uso de entorpecentes, especialmente o crack, e reuniu 15 secretarias do GDF e da Companhia de Planejamento do Distrito Federal. O secretário Sandro Avelar destacou a importância do trabalho entre as secretarias para o sucesso do programa. "Enquanto nós temos o papel de funcionar como o braço repressivo e, eventualmente, preventivo no combate às drogas, as demais secretarias têm, por exemplo, a função de dar tratamento ao usuário ou possibilitar que moradores em situação de rua possam se afastar do uso", explicou.

ABUSO

INFANTIL SE COMBATE COM A CONSCIENTIZAÇÃO

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania do GDF lançou a Blitz Contra a Pedofilia nos postos de combustível da Estrada Parque Taguatinga-Guará (EPTG). Para conscientizar a população, foram distribuídos aos clientes adesivos da campanha e folhetos informativos sobre o que é a pedofilia. Desde o início do ano, a Sejus já vem desenvolvendo o projeto Brasília sem Pedofilia, com palestras em escolas públicas e privadas. Com a blitz, a meta é alcançar um outro público. "Estas ações reforçam o trabalho de prevenção que já praticamos desde o início do ano com as palestras. Queremos levar esta mensagem e, principalmente, a informação a um número cada vez maior de pessoas e em locais diferentes", explicou o subsecretário de Direitos Humanos e coordenador da campanha, Todi Moreno. A Sejus planeja realizar a ação quinzenalmente, em pontos estratégicos da cidade, com maior fluxo de pessoas.

Duas ocorrências num mesmo dia, quarta-feira, 9, no Itapoã. Uma mulher foi presa por volta das 20 horas, na Quadra 57, do bairro Del Lago, pelo crime de receptação. A equipe do Grupo Tático Operacional (Gtop 40) foi informada, por meio de denúncia, de um possível roubo de uma moto. Os policiais conseguiram localizar o veículo. A ocupante foi presa e encaminhada à delegacia da área para registro. Os cabos De Carvalho, V. Martins e C. Morais participaram da ocorrência. PORTE ILEGAL - A equipe do Grupo Tático Operacional (Gtop 40), do 20º Batalhão, prendeu um homem

pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. O fato ocorreu à tarde, por volta das 13 horas, na Quadra 58 do Bairro Del Lago. Os policiais, que patrulhavam a área, viram um jovem em atitude suspeita. Na abordagem foi encontrado um revólver calibre 32 com duas munições intactas. O homem foi preso e encaminhado à delegacia. Policiais que integram o Gtop 40: sargento P. Santos, cabo Galuceir e soldados Rivaroli e Uberla. O trabalho da Polícia Militar tem sido constante nas principais localidades do Itapoã e também na vizinha Paranoá, sobretudo no combate ao tráfico de drogas e roubo de veículos.

TRAFICANTE PRESO EM SÃO SEBASTIÃO Na madrugada do dia 29, policiais militares de São Sebastião (21º BPM) prenderam um homem pelos crimes de tráfico de drogas e receptação. A equipe viu um veículo transitando com os faróis apagados Avenida Comercial e resolveu fazer a abordagem. Os PMs encontraram 25 gra-

mas de cocaína e balança de precisão. O homem foi preso e encaminhado à delegacia. Policiais responsáveis pela prisão: sargento Dalvo e soldado Ademilson, apoiados pela equipe do Gtop 41. (Grupo Tático Operacional de São Sebastião): sargentos Cipriano e Vinícius e cabo C. Martins.

APREENSÃO DE CRACK EM SOBRADINHO

Um homem foi preso na noite do último dia 30 acusado de tráfico de drogas. Policiais do Grupo Tático Operacional (GTOp 33) do 13º batalhão, em Sobradinho, desconfiaram do comportamento de dois homens no Condomínio Mansões e durante a abordagem encontraram com um deles seis pedras de crack e R$ 187 em dinheiro. O homem, de 19 anos, foi autuado pelo crime de tráfico de drogas. GTOp 33: subtenente Valtencir, cabo Carneiro e soldados Alysson, Xavier e Flávio.

HOMEM

SURPREENDIDO COM DROGAS

A equipe da Rotam Alfa 02 abordou, por volta das 19 horas do feriado de 2 de novembro, um homem que passava na Estância II em Planaltina. Durante a revista pessoal, os policiais encontraram 26 pedras de crack, além de R$ 150 em dinheiro provenientes da

venda de entorpecentes. O detido foi levado à delegacia da área, onde foi autuado pelo crime de tráfico de drogas. Equipe da Rotam Alfa 02: sargentos Emilison e Alves Ferreira, cabo C. Costa e soldado Assis. Apoio do Rotam de Comando.


S O C I A L

BRASÍLIA - DF, 11 A 17 DE NOVEMBRO DE 2011

Vânia Ladeira recebe Pró Arte

nos jardins de sua joalheria, no Bloco A da 213 Norte No dia 10 de outubro, as senhoras da Pró Arte de Brasília foram recepcionadas pela design de jóias e artista plástica Vânia Ladeira, em sua loja, no Bloco A da Quadra 213 Norte, para uma programação composta de desfile de jóias, palestra sobre Etiqueta e Elegância (proferida por Sílvia Seabra) e um fino coquetel. As peças, em ouro e em prata,trabalhadas com

esmero e adornadas com pedras preciosas e semipreciosas, encantaram as convidadas, tanto pelo bom gosto das criações, quanto pela exclusividade e variedade. A presidente da Pró Arte de Brasília, Carmen Minuzzi, ficou muito satisfeita com o sucesso do evento, tendo, inclusive, elogiado o belo trabalho da joalheira anfitriã e a interessante palestra de Sívia Seabra.

QUERIDOS

LEITORES,

O que se pede aos filhos é que simplesmente demonstrem seu amor aos seus pais, especialmente quando chegam à velhice, para que eles não se sintam isolados, invisíveis e, até, deslocados, num mundo moderno demais para quem já não tem a perspicácia, a destreza e os reflexos de 50, 60, 70 anos atrás. Nazareth Tunholi

Aurinete Leite, a aniversariante Jacira Abrantes e Maria Irene Leite Maia, comemorando no Piantella

A anfitriã, design de jóias Vânia Ladeira, ladeada pela palestrante da tarde, Sílvia Seabra , e pela presidente da Pró Arte de Brasília, Carmen Minuzzi, que apresentou para as sócias, uma das mais criativas profissionais joalheiras do DF

Guida Carvalho e Regina Moura, entre as amigas da Pró Arte, em tarde de desfile e palestra na Joalheria Vânia Ladeira

Giullyane Lemes Bittencourt, com a mãe Lúcia, ao receber a Medalha do Mérito JK, outorgada pela Academia de Letras e Música do Brasil, no Cerimonial de Natalício de JK, dia 12.09

Elizabet Garcia Campos, Maria José Santana, a aniversariante Gracia Cantanhede, Cosete Gebrin, Wanzenir Edler e esta colunista, na bela festa realizada na residência de Ana Rosa e Raul Sabóia, dia 14.09

Estilo

Elegância e descontração na recepção da design de jóias Vânia Ladeira, às senhoras da Pró Arte, dia 10.10

A design de jóias Vânia Ladeira, entre as modelos Bárbara e Daiane, que desfilaram com suas jóias, na recepção às senhoras da Pró Arte, dia 10.10, no Bloco A da 213 Norte

Rita Márcia apostou nas listras, caprichando no visual com brincos Vânia Ladeira

Jane Carol elegante, com padronagem felina, na recepção de Vânia Ladeira

Heloísa Helena Queiroz, com seu barrado floral, entre as de preto e branco

Carmen Minuzzi, de pantalona colorida, completou o look com transparência e cetim


Jornal das Cidades Edição 174