Page 1

ANO VIII - Nº 170

BRASÍLIA - DF - 15

A

21

DE SETEMBRO DE

2011

“AGNELO É TRAPALHÃO” Nove meses à frente do governo do Distrito Federal, Agnelo Queiroz mostra baixos índices de aprovação e até a desconfiança da população, após ter seus bens pessoais bloqueados pela Justiça Federal. Atualmente ele está sendo processado por “improbidade administrativa”. O atual governador do DF é réu de processo sobre irregularidades em gastos para a realização dos Jogos Pan-Americanos de 2007, ocorridas quando ele era ministro do Esporte. Triste sina de Brasília: que já viu o governador José Roberto Arruda ser preso pela Polícia Federal e afastado do poder, acusado de chefiar esquema de propinas denominado de Mensalão do DEM. Aliás, em entrevista ao Portal Imprensa, em passado recente, o famoso jornalista esportivo Juca Kfouri (foto ao lado) disse que “o Agnelo é uma decepção completa. Um trapalhão!” Será que a declaração do jornalista foi profética? Desde então, Agnelo continua sendo uma chacota, agora em blogs de Brasília. PÁGINAS 4 E 5

VEJA MAIS

REITOR

DA UNB PROPÕE CONTRATO EMERGENCIAL

SINAL

VERDE PARA AS MUDANÇAS NO DETRAN

O diretor do Detran- DF fez um balanço de sua gestão à frente da autarquia. Segundo ele, o órgão está passando por uma ampla reestruturação, com objetivo de seguir as normas estabelecidas pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF). Um dos seus maiores desafios é superar a defasagem no número de agentes de trânsito. PÁGINA 6

O reitor José Geraldo de Sousa Junior, da Universidade de Brasília, propôs ao governo do Distrito Federal assumir a obra da Unidade de Ensino e Docência do campus de Ceilândia. Para isso, o reitor planeja realizar uma licitação emergencial para a conclusão do prédio, que já começou. PÁGINA 5

Poucos médicos para atendimento à população no Hospital Regional do Paranoá

O SOFRIMENTO DOS QUE

ESPERAM POR UM MÉDICO

A história é antiga. Dor e humilhação fazem parte do drama vivido diariamente por pacientes que procuram atendimento na rede pública de Saúde do DF, com a falta de médicos nos pronto-socorros. No Hospital Regional do Paranoá então a situação é das mais graves. PÁGINA 8

GOIÁS QUER

FIRMAR PARCERIA COM CHINESES

MOVIMENTO

PREVENÇÃO ÀS DROGAS

SERÁ TEMA DE PALESTRAS

O secretário de Justiça do DF, Alírio Neto, ministrou aula inaugural do Curso de Extensão na Formação de Palestrantes na Prevenção ao Uso Indevido de Álcool e Outras Drogas, no Palácio do Buriti. Quarenta pessoas, entre servidores e representantes da sociedade civil, serão capacitadas para dar palestras nas escolas da rede pública e particular do DF. PÁGINA 6

PARA CONCRETIZAR O SONHO JK

Realizado o evento "Movimento Brasília 100 anos", de caráter suprapartidário e envolvendo vários segmentos da sociedade, para resgatar o "sonho de Brasília", expressão cunhada por JK para qualificar a capital que, segundo projeto original, teria melhor qualidade de vida. PÁGINA 3

“Fazer dos empresários chineses parceiros preferenciais deve ser o caminho do Estado de Goiás, que busca recursos para seu desenvolvimento”, disse o governador Marconi Perillo (PSDB), em viagem à China, no Fórum Econômico Mundial. PÁGINA 7

FIQUE

Na China, Marconi e autoridades analisam projetos

EM DIA COM A NOTÍCIA Acesse o site www.jornaldascidadesdf.com.br. Além de ler o jornal, você fica bem-informado de tudo o que está acontecendo no DF, no Brasil e no mundo. ........................................................................................................... Acesse também o blog www.palanquecapital e acompanhe os acontecimentos dos bastidores da política do Distrito Federal.


OPINIÃO

BRASÍLIA - DF, 15 A 21DE SETEMBRO DE 2011

E DITORIAL

Frase da Semana

O INFERNO ASTRAL DE AGNELO

O

tempo fechou definitivamente para o governador do Dis trito Federal, Agnelo Queiroz, como mostra o Jornal das Cidades nesta edição. O chefe do Poder Executivo deve justificativas sobre uma série de acontecimentos que vem manchando o seu nome junto à opinião pública. A começar na época em que ocupava o Ministério dos Esportes. O deputado federal Izalci Lucas, ao receber resposta do Ministério sobre requerimentos explicando convênios do Programa Segundo Tempo com ONGs do Distrito Federal, não tem dúvidas sobre os "indícios de irregularidades, suspeita de uso de notas fiscais falsas e, ainda, de que havia uma quadrilha formada para desviar recursos públicos". Agnelo poderia explicar porque o Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou e manteve a decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no Rio de Janeiro, que bloqueou os seus bens imóveis. O bloqueio foi requerido pelo Ministério Público Federal do Rio, que acusa o governador de supostas irregularidades em gastos para a realização dos Jogos PanAmericanos de 2007, quando era ministro do Esporte. Um período turbulento na vida do petista, diga-se. Mais problemas para Sua Excelência resolver. A procuradora-geral de Justiça do DF, Eunice Pereira Amorim Carvalhido, pediu à Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília, que investigue o governador. De acordo com Eunice existe denúncia de que a empresa M.Brasil teria doado R$ 300 mil ao comitê eleitoral de Agnelo em 2010. As suspeitas foram enviadas ao MPDF pelas deputadas distritais Celina Leão (PMN) e Liliane Roriz (PRTB). É um mar de lama que promete atragar o navio dos petistas. E bem antes do que se imagina. É o que retrata o jornalista Mino Pedrosa, no seu blog "Quid Novi". Com apurado senso de investigação, Mino traz informações que comprometem inclusive o vice-governador, o peemedebista Tadeu Filippelli. No blog, o jornalista menciona, por exemplo, a existência de um relatório que aponta o Banco Regional de Brasília (BRB) com empréstimos de riscos contraídos por sua diretoria, da ordem de R$ 500 milhões. Mino afirma que a instituição irá sofrer intervenção do Banco Central e do Ministério da Fazenda. É redundância afirmar, mas cabe ao chefe do Palácio do Buriti dar explicações (plausíveis) ao povo do Distrito Federal. Antes que sua permanência no poder esteja irremediavelmente perdida.

A RTIGO

TUDO NÃO PASSA DE VAIDADE Por Valber Diniz* Na edição passada deste jornal, uma matéria chamou a atenção da cidade - as promessas de campanha, as conversas de pé de ouvido e os discursos inflamados dos palanques nos quais os ganhadores do pleito prometeram que iriam resolver tudo. Nada além de palavras que o vento conduziu para longe. A população espera há 40 anos por um milagre. Um milagre que possa nos devolver a dignidade ao ver sonhos antigos realizados. Poderíamos ficar aqui horas a fio descerrando as nossas agruras, mas vamos enumerar alguns mais relevantes: o primeiro diz respeito a nossa questão fundiária, pois, somos uma cidade sem eira nem beira, sem lenço e sem documento; e assim viveremos por um bom tempo. A guerra é financeira e o dinheiro tem de ser divido. Ninguém quer perder. Outro problema grave diz respeito às creches para que nossas mulheres possam trabalhar com tranquilidade. Promessas e mais promessas, matérias de jornal, mobilizações sociais e nada, absolutamente nada acontece. E a tão sonhada expansão? Pioneiros ficaram sem seus lotes ou casas, porque perderam seus direitos para os apadrinhados dos governantes anteriores. Hoje vivem sem um teto ou pagam juros absurdos em financiamentos para garantir suas moradias. Mas tem mais, muito mais. Tem a revitalização da avenida, a questão da segurança, melhorias na saúde, o transporte caótico, enfim, o drama do Paranoá e de seus vizinhos é uma novela de péssimo gosto. E ninguém virá em um espaço de tempo curto para nos ajudar. Ninguém! Mas por que isso não se concretiza? A resposta a essa pergunta nefasta vem de uma palavra só e que a Bíblia traduz com mestria em Eclesiastes 1, "...tudo é vaidade." E é mesmo. Durante essses anos todos vimos os nossos líderes engalfinharem-se por míseros votos. Cada um querendo ser o dono da verdade e o salvador do Paranoá. Nessa guerra de egos e mentiras, quem perde é a comunidade que tanto luta e tanto quer uma vida digna. Mas, os senhores "probos" da vida pública optam por se individualizarem e com isso pulverizar os votos. O resultado dessa miserável condição é o enfraquecimento de lideranças políticas, dizimação dos partidos, distribuição desigual dos eleitores e esquecimento. Total e pleno esquecimento. Enquanto os cargos são disputados a tapas, beijos e armações impensáveis, a cidade vive os dias mais delicados. Pinta-se um meio-fio com tinta à base d'água, fazse uma festinha aqui e outra ali, varre-se as ruas - empurrando o lixo para debaixo do tapete - e os pontos relevantes vão ficando às escuras. Até quando? É essa a nossa indignação. Precisamos de líderes unidos e que tenham em comum a cidade e suas dores, líderes que cuidem de seu povo e que os mantenham sob a ótica da proteção do Estado e que façam, pelo menos, o mínimo (possível). Enquanto a democracia não for vivida a plenos pulmões, teremos "gestores públicos" rindo de nossa cara, desvalorizando o nosso voto e aproveitadores sentados em poltronas confortáveis gastando o dinheiro público de forma irresponsável, leviana e, muitas vezes, criminosa. Depois do caldo entornado, não adianta rezar nem tentar ensinar. -" Inês é morta" e ainda assim viveremos à espera de um milagre. Mas é bom que se diga que os tempos estão mudando e, aqueles que acreditam que podem enganar a população a vida inteira, é melhor colocarem as barbas e os valores tortos de molho, pois o Velho Mundo nos dá exemplos do que é capaz um povo descontente. Aliás, povo unido é como água, quando resolve romper barreiras nada a detém. *Valber Diniz é jornalista e morador da cidade

Esta é uma publicação da: Media One Comunicação e Editora Ltda CNPJ: 04.676.116/0001-04 - Inscrição Estadual: 07.426.563/001-40 Diretor Presidente: José Rodrigues Alves Diretor Financeiro: José Luiz de Brito Jornalista Responsável: Emílio de Faria - DRT 239.723-72 nº 9728 Editor-executivo: Carlos Alberto Pacheco - MTB nº 14.652-SP Jornalistas: Marcos Medanha e Odirlei Ribeiro Colaboradores: Agnaldo Nunes da Silva, Maria das Graças Silva Pinto Assessoria Jurídica: Dr. Marcondes Paiva - (61) 8407-1986 Diretor comercial: J. Rodrigues - 3369-4480 - 9633-8091

“Política é como nuvem. Você olha e ela esta de um jeito. Olha de novo e ela já mudou.”

(Magalhães Pinto)

POR ODIRLEI RIBEIRO

COISAS

ESTRANHAS

Está acontecendo algo estranho em uma administração do Distrito Federal. Há funcionários que estão superaborrecidos com algumas decisões. Um certo gestor que têm tomado algumas medidas pra lá de esquisitas. Ele exonera alguns funcionários e depois nomeia com cargo de salário menor. A intenção dessa medida é repassar o cargo de maior salário para pessoas de seu convívio ou ligadas a ele politicamente. Aqui vai uma pergunta: filho(a) de criação caracteriza nepotismo?

NUVEM

NEGRA

Nesta singela administração existe uma nuvem negra passando por lá. Mas como existem algumas pessoas do bem, elas se unem e fazem várias preces para que esta nuvem desapareça. Um conselho desse colunista: façam as suas preces, rezem ou orem, não importa seu credo. Esse expediente é mais que necessário para essas nuvens escuras se transformarem em chuvas, espantando a seca no Distrito Federal.

CARTA I

Não chamem para tomar um chá na mesma mesa o presidente do PT do Paranoá/Itapoã, Manoel Messias, e o diretor da Regional de Ensino do Paranoá, Ricardo Pacheco. Em uma carta intitulada "Presidente da Zonal do Paranoá Ddsconhece ética", que está em poder deste colunista, Ricardo classifica Manoel como "covarde e traiçoeiro".

CARTA II

Segundo Pacheco descreve na carta, Manoel Messias discursou para uma platéia de cerca de 50 filiados em um evento da juventude do PT-Paranoá no último dia 11. E, segundo Pacheco, sem a sua presença. Pacheco relata que Manoel o acusou categoricamente de ser o responsável pela morte de uma criança eletrocutada em uma escola do Paranoá, no último dia 8, e que suas declarações na imprensa foram mentirosas. Parece que nessa história o caldo entornou de vez. Com a palavra, o presidente do PT-Paranoá e região, Manoel Messias.

ACORDA TADEU! I

SEM

FESTA

SEM

ÁRVORE

Os administradores regionais não estão satisfeitos com uma decisão tomada em reunião ocorrida na última quarta-feira, dia 14, na Coordenadoria das Cidades. Não haverá mais as festas de fim de ano, como havia em gestões anteriores. Agora tudo será concentrado na Esplanada dos Ministérios. Alguns administradores ficaram aborrecidos com essa história. Isso porque os gestores já estavam prometendo uma grande festa de final de ano em suas comunidades. Nesse caso, cabe aquele velho ditado: manda quem pode e obedece quem tem juízo. Desempregado ninguém quer ficar. Outra medida que também não agradou os administradores nessa reunião foi a limitação de árvores de Natal nas cidades. Serão "apenas" duas árvores para cada localidade. Um deles fez a seguinte pergunta. "Como vou iluminar a minha imensa cidade"? Pelo jeito, ele vai ter de se virar com esses apetrechos.

NÃO

AGRADA

I

Parece que esses primeiros oito meses de gestão do governador Agnelo Queiroz não estão agradando o brasiliense. Em recente pesquisa realizada pelo instituto Mark/CH, seu nível de rejeição anda alto. De acordo com os números, Agnelo já lidera os índices de rejeição, com 18,1% dos entrevistados, em caso de hipotética eleição para o governo, seguido dos ex-governadores Joaquim Roriz (14,6%) e José Roberto Arruda (10,4%). A ex-governadora Maria Abadia, com 6%, está em quarto lugar. O levantamento, feito entre os dias 4 e 7 deste mês, com 1026 entrevistados, revela que o exercício do governo é desgastante. Parece que alguma coisa anda errada no reino vermelho.

NÃO

AGRADA

II

O mau desempenho de Agnelo já anima antigos adversários políticos. O Instituto Mark percorreu 27 cidades e/ou regiões administrativas. Os números indicam que se a eleição para o governo do DF fosse hoje, Joaquim Roriz (PSC) venceria o governador Agnelo Queiroz (PT). Na pesquisa espontânea, Roriz soma 10,6% contra 9,2%; na estimulada, há 22,6% contra 15% de Agnelo, que também fica atrás de Cristovam (PDT), com 17,4%. Quem diria que o Arruda e Roriz "ressuscitaram" de maneira tão rápida.

Numa manhã dessas, o supersecretário de governo e deputado federal Paulo Tadeu afirmou, em entrevista a uma emissora de TV, que o governo do Distrito Federal estava falido. Não é bem assim. O cofre do GDF está abarrotado. O orçamento passa dos R$ 3 bilhões. Olha secretário, eu acho que está faltando outra coisa. É o mesmo caso do motorista que dirige mal e coloca a culpa no carro quando, na verdade, o problema está entre o banco e o volante. Entenderam?

ACORDA TADEU! II

Na mesma entrevista, o supersecretário foi categórico. Segundo ele, agora, os administradores serão cobrados. Esse colunista conversou com um administrador que não quis se identificar. Esse gestou admitiu a dificuldade em fazer alguma coisa neste governo. "Se o Executivo nos desse condições de trabalho, muita coisa já teríamos feito", revela. Ele retrata a situação com uma frase do velho oeste. "E o mesmo que o policial ganhar uma arma e não receber as munições. Isto é o que está acontecendo neste governo", completa.

SERVIÇO INCOMPLETO A iniciativa é louvável. Na Rodoviária do Plano, a Secretaria de Transportes do DF implantou um serviço de informações ao usuário, com 107 monitores instalados em painéis posicionados ao lado de cada baia de embarque. Várias notícias do Brasil e do mundo são transmitidas, mas faltam as informações mais essenciais: os horários de partida de cada linha urbana. Será que o GDF tem receio de colocar os horários e as empresas não os cumprirem? Serviços como esse, em algumas capitais do Pais, mostram aos usuários quando os ônibus partem e chegam no terminal. Mas, em Brasília, parece que nessa área ronda o medo.

A coluna está aberta a sugestões de pauta, reclamações, críticas, informações, colaborações. Basta entrar em contato através do e-mail: jornaldascidadesdf@gmail.com e também pelo fone (61) 33695066 (fotos também serão aceitas). As colaborações devem conter nome completo, contato e RG. O leitor que desejar falar direto com o colunista pode enviar e-mail para jornaldascidadesdf@gmail.com.

O CONGRESSO DO PT E OS CONSERVADORES Por Bruno Lima Rocha Se dentre a ala conservadora da política brasileira houve um grande vitorioso no 4º Congresso Extraordinário do Partido dos Trabalhadores (realizado em Brasília, entre os dias 2 a 4 de setembro), este foi o atual prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. Incentivado por antigas raposas da política brasileira, o aliado de Guilherme Afif Domingos e Kátia Abreu executa seu plano de criar um partido tampão, o Partido Social Democrático (o PSD) e abrir uma cunha entre o bloco oposicionista e a ala direita do governo. Trata-se assim, de mais um partido de direita com potencial para compor a base aliada e fortalecer o modelo do presidencialismo de coalizão orçamentária.

Não estou a inventar nada, apenas concluo o óbvio a partir do documento de Resolução Política do PT, página 22, nas últimas duas linhas do penúltimo parágrafo. Eis o texto: "Nossos adversários serão as agremiações que representam o bloco conservador, formado pelo PSDB, pelo DEM e o PPS, com os quais não faremos chapas". Sinal dos tempos. O bloco conservador do Brasil, durante o período da Assembléia Nacional Constituinte, autodenominou-se de Centrão. Naquele momento histórico, o Partido dos Trabalhadores recusa-se a assinar a Constituição justamente em função das manobras deste conjunto de forças. Hoje, tempos vindouros, é o PT que denomina seus aliados da direita

Jornalista responsável pelas cidades do Entorno: Marina Durães (61) 8161-3235 Administração, Redação e Publicidade: Av. Com. - Qd. 31 - Conj. 23 - Lt. 4 - Sl. 201 - Paranoá - Brasília-DF - CEP: 71573.100 Telefones: (61) 3369-5066 - (61) 8443-7138 - 3369-4480 Fotolito e Impressão: Gráfica Alô Brasília - (61) 3335-9200 ! Circulação da Edição Impressa: Paranoá, Itapoã, Bairro Alto Colorado, Sobradinho, Planaltina, Varjão, São Sebastião, Jardim Botânico, Lago Sul, Lago Norte, Asa Norte, Asa Sul, Cruzeiro, Guará, Sudoeste, Sia, Câmara Federal e Legislativa, Senado Federal, Ministérios, Autarquias do Governo Federal, Secretarias do GDF e todas as administrações. ! Prefeituras Municipais do Goiás: Alvorado do Norte, Simolândia, Buritinópolis, Mambaí, Damianópolis, Posse,, São Domingos, Divinópolis,Jaciara, Nova Roma, Campos Belos, Monte Alegre, Terezina de Goiás, Cavalcante,São João D’Aliança, Alto Paraíso, Água Fria, Águas Lindas, Padre Bernardo, Cocalzinho, Corumbá, Pirinópolis, Valparaizo, Novo Gama, Cidade Ocidental, Luziânia, Cristalina. ! Prefeituras Municipais de Minas Gerais: Cabeceira Grande, Unaí, Paracatu, Arinos, Buritis de Minas.

de Centro. Já a outra direita composta por PSDB, DEM e PPS (que também o são), torna-se o único bloco conservador. Desta forma, a legenda de José Dirceu e Antonio Palocci executa uma pirueta conceitual digna das revisões históricas representadas pelo pior período do stalinismo. O pragmatismo político retroalimenta um conceito errôneo, lavando o discurso. Tudo começa com a idéia, equivocada por sinal, de "progressista", como se o desenvolvimento de forças produtivas tivesse alguma relação intrínseca com a socialização de recursos e poder. Não tem. Mas, aberta essa brecha, aí entram todos os que compõem o - de fato, desde um ponto de vista do capitalismo nacional - melhor go-

verno da história deste país. Lá estão os latifundiários (e o louvor da presidenta ao agronegócio e o modelo exportador), os capitães da indústria (quando até o presidente da FIESP concorre eleitoralmente por um partido "socialista") e os bancos operando no país (gerando o maior lucro acumulado da história da nação). Todos estes setores da direita econômica brasileira estão politicamente sobre-representados no governo de Dilma. Aberta a porteira, na base aliada para as eleições municipais de 2014, o PSD será muito bem vindo! *Bruno Lima Rocha é jornalista, mestre e doutor em ciência política. Concentra seu trabalho em várias áreas, entre elas as de movimentos populares e organizações políticas.

ENVIE SUAS CRÍTICAS, SUGESTÕES, OPINIÕES, DENÚNCIAS, CARTAS E ARTIGOS , PARA OS NOSSOS ENDEREÇOS ELETRÔNICOS. jornaldascidadesdf@gmail.com imprensajornaldascidadesdf@gmail.com

VISITE O NOSSO SITE E FIQUE ATUALIZADO

www.jornaldascidadesdf.com.br AS OPINIÕES EMITIDAS NOS ARTIGOS E NAS MATÉRIAS ASSINADAS NÃO EXPRESSAM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL. É PERMITIDA A REPRODUÇÃO DAS MATÉRIAS PUBLICADAS DESDE QUE A FONTE SEJA CITADA.


POLÍTICA

BRASÍLIA - DF, 15 A 21 DE SETEMBRO DE 2011

E VENTO

PALANQUE

CAPITAL

Por J. Rodrigues

Cinco cidades aguardam o funcionamento dos espaços esportivos

ABERTURA

DE VILAS OLÍMPICAS

I

O Ministério Público do Distrito Federal cobrou do governo a abertura das vilas olímpicas de Santa Maria, Recanto das Emas, Brazlândia, Riacho Fundo I e Gama, que estão com as instalações prontas, mas ainda não abriram as portas para a população. O procurador distrital dos Direitos do Cidadão, Valdenor Queiroz, e o promotor de Justiça Cláudio Henrique Portela se reuniram na sexta-feira, dia 9, com o secretário de Esportes, Célio René Trindade para tratar do assunto.

ABERTURA Autoridades presentes apoiam ações governamentais que possam trazer uma nova dinâmica ào crescimento da cidade

PROJETO

VISA MELHORAR CAPITAL PARA O FUTURO Objetivo do movimento é resgatar o “sonho de Brasília” - expressão cunhada pelo ex-presidente JK. A coordenação é do deputado Izalci Lucas Por Odirlei Ribeiro a noite de segunda-fei ra (12) foi realizado o evento denominado "Movimento Brasília 100 anos", de caráter suprapartidário e inter-religioso, que envolve todos os segmentos da sociedade do DF, organizados em grupos, e sob coordenação de educadores e instituições do ensino superior. O objetivo é resgatar o "sonho de Brasília" - expressão cunhada por Juscelino Kubitschek para qualificar a capital que, segundo projeto original, seria de máxima qualidade de vida. O evento é coordenado pelo deputado federal Izalci

N

Lucas (PR). Em discurso, ele disse que a sociedade deveria participar mais das decisões governamentais e que o poder público precisa aperfeiçoar as suas ações. Ele citou, como exemplo, as secretarias de governo que não funcionam de forma coesa. "Precisamos de ações para melhorar a nossa cidade. Todas as áreas consideradas essenciais devem funcionar", disse o deputado. Outro que falou do projeto foi o senador Cristovam Buarque (PDT). Segundo o parlamentar, Brasília tem de ser uma indústria tecnológica e referência na área no Brasil e no mundo. E disse mais: a

sociedade e as autoridades públicas que atuam em parceria representam um avanço para a democracia do País. "Brasília precisa de pessoas comprometidas que coloquem nossa capital nos trilhos. Essa iniciativa é um começo", ressaltou. O projeto Brasília 100 anos vai percorrer todas as cidades-satélites. Graças à parceria com instituições de ensino privadas, algumas universidades vão conhecer as demandas de cada região e leválas até os órgãos públicos para viabilizar as soluções. Sindicatos, igrejas e outros segmentos da cidade também irão participar do projeto.

ANIVERSÁRIO - O evento foi comemorado no dia do aniversário do fundador de Brasília, o ex-presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira. Se estivesse vivo, completaria 109 anos. Segundo Cristovam, dois presidentes estão marcados de maneira positiva na memória. São eles JK e Getúlio Vargas. Para o deputado Izalci, Juscelino foi um grande estadista e deixou belo exemplo para a classe política. A neta do expresidente, Ana Cristina Kubitscheck, frisou que o Memorial JK é do povo brasileiro e de,r Brasília e agradeceu todas as homenagens feitas a seu avô.

Segundo o secretário, falta a contratação de empresas de vigilância e de manutenção, além de professores de Educação Física e salva-vidas, mas os processos de licitação já estão em andamento. Ele lembrou ainda que, com as instalações prontas, é preciso pensar em projetos, junto com a população, para que as vilas possam ser utilizadas da me-

II

lhor forma possível. Portela destacou a importância de abrir essas vilas para a comunidade, para diminuir a criminalidade nas cidades do DF, já que muitos jovens não têm o que fazer no turno contrário das aulas. Até o momento, apenas as vilas olímpicas de três cidades foram inauguradas: Samambaia, Ceilândia e São Sebastião.

FRENTE PARLAMENTAR

DO

TRÂNSITO

No último dia 13, o deputado Joe Valle (PSB) convocou os colegas, em sessão ordinária, para o lançamento, neste dia 19 (segunda-feira), na Câmara Legislativa, da Frente Parlamentar do Trânsito. O distrital justificou a criação da Frente em virtude do crescente número de acidentes de trânsito no DF, "que vitimam muitos jovens em idade produtiva". O parlamentar explicou que o grupo deve atuar nos moldes do Frente Nacional, que existe no Congresso Nacional. Há apoio dos deputados quanto à proposta de Joe Valle.

PROJETO PARABÓLICA EM CEILÂNDIA No último dia 13, o deputado Raad Massouh (DEM) pediu apoio da Câmara Legislativa ao projeto Parabólica dos alunos do Centro de Ensino Médio (CEM) 1 de Sobradinho. Segundo ele, disse que no ano passado, na votação da Lei Orçamentária para o exercício de 2011, apresentou

emenda no valor de R$ 100 mil para a aquisição dos equipamentos e fomento das necessidades de produção e divulgação dos programas interativos previstos. No entanto, os recursos orçamentários ainda não foram liberados pelo GDF, prejudicando os alunos de Sobradinho.

TUCANOS ESTÃO DE OLHO EM 2014

A LERTA

Na segunda-feira, dia 13, o PSDB-DF realizou evento em uma churrascaria da cidade. O partido já se articula para o pleito de 2014. Um dos presentes foi o ex-deputado distrital Raimundo Ribeiro. Segundo alguns caciques tucanos, a sigla vai lançar candidato próprio ao Buriti em 2014. Segundo alguns militantes, o partido não quer cometer o

AGACIEL: DISTORÇÕES

NO PROGRAMA DO LEITE

As mudanças propostas para o programa de distribuição de leite às famílias carentes do DF devem ser discutidas com todo o cuidado e atenção que o assunto merece. Essa preocupação foi tema do discurso de terça-feira (13) do deputado Agaciel Maia (PTC). Entre os pontos que mais incomodam o deputado está a substituição do sistema atual de distribuição de leite por cartão magnético. A medida, segundo Agaciel, poderia gerar distorções, tais como a venda do cartão por pessoas beneficiadas ou a aquisição de bebidas alcoólicas ao invés do leite, em prejuízo das crianças. ESTACIONAMENTOS - Agaciel Maia criticou, mais uma vez, a liminar obtida por shoppings do DF que suspendeu a aplicação da lei de sua iniciativa que isenta os consumidores do DF do pagamento de estacionamentos nos shoppings e hipermercados. "Tenho a sensação de que toda lei aprovada por essa Casa em benefício dos consumidores ou da população carente local é considerada inconstitucional. Mas quando a lei diz respeito aos interesses de grandes grupos econômicos não há inconstitucionalidade", ressaltou. Os deputados Chico Vigilante (PT) e Olair Francisco (PTdoB) concordaram com Agaciel e o incentivaram a lutar até o Supremo Tribunal Federal pela aplicação da lei de isenção dos estacionamentos. MARCO LEGAL - O deputado Joe Valle (PSB) informou que tem mantido reuniões com os produtores de leite do DF e com representantes do Executivo e garantiu a Agaciel que em

DE VILAS OLÍMPICAS

PONTO Dr. Michel: retaliações

DEPUTADO

SE SENTE AMEAÇADO POR PETISTAS

Agacial: sistema de distribuição do leite pode ser desvirtuado breve será encaminhado à Câmara Legislativa um marco legal sobre a distribuição de leite para a população carente do DF. CAPACITAÇÃO - Com a realização da Copa do Mundo de 2014, o DF deverá desenvolver cursos de qualificação profissional de trabalhadores para que estes ocupem as 120 mil vagas a serem abertas no mercado de trabalho local em função do evento esportivo. Caso contrário, essas vagas serão ocupadas por trabalhadores vindos de outros estados. O alerta foi feito no dia 14 pelo deputado Agaciel. Segundo ele, o setor de serviços é res-

ponsável por cerca de 93% do Produto Interno Bruto (PIB) do Distrito Federal, conforme dados apresentados pela Fecomércio. Agaciel ressaltou que o crescimento econômico da capital federal nos últimos anos devese diretamente à abertura de vagas no serviço público, por meio de concursos. De acordo com o deputado, para que os índices econômicos locais continuem em alta, é necessário que haja a imediata criação de cursos de capacitação profissional voltados para a prestação de serviços também na iniciativa privada.

No dia 13, terça-feira, o deputado Dr. Michel (PSL) ocupou a tribuna da Câmara, em sessão ordinária, para reclamar que um grupo de petistas teria ameaçado com retaliações colegas do partido que estariam apoiando projetos de sua iniciativa, com ações no Conselho de Ética. Dr. Michel confessou estar "estarrecido" com aquela postura. Ele ressaltou que, como membro do PSL, integra a base do governo. "Faço parte da aliança e sempre estou ajudando o PT no governo. Se meus projetos são bons, eles devem ser apoiados também", defendeu, cobrando lealdade dos petistas. Em um aparte, o deputado Chico Vigilante (PT), líder do bloco PT/PRB, manifestou solidariedade a Dr. Michel. "Temos orgulho do seu apoio e da aliança que construímos em favor de Brasília, que é para durar pelo menos uns oito anos", declarou Vigilante, garantindo que o seu partido não apoia aquele tipo de atitude por quaisquer filiados.

PARA

mesmo erro de 2010, quando preferiram apoiar a candidatura de Joaquim Roriz. Segundo eles, o PSDB é forte o suficiente para caminhar com suas próprias pernas. Uma coisa, porém, é certa: parece que a oposição não aprendeu a lição. O grupo continua mais desunido que nunca e não consegue encontrara tão sonhada unidade.

OLAIR FRANCISCO

Na briga por uma cadeira na Câmara Legislativa, o deputado Olair Francisco (PT do B) levou a melhor sobre sua colega de partido, a pastora Lilian Brunelli. A ação, julgada no Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), foi baseada em denúncia apresentada por Lilian. Olair foi acusado de compra de votos. A justiça deu razão ao deputado em desfavor da pastora, que acusava o empresário de dar sapatos e cimento em troca de votos.


C I D A D E

BRASÍLIA - DF, 12 A

NOTÍCIAS DO CIRCO

FOTO: DIVULGAÇÃO

“AGNELO É T

Com seus bens pessoais bloqueados pela Justiça e marcado pela desconfia altíssimo nível de rejeição, registrado em recente pesquisa de opinião. Em disse que “Agnelo é uma decepção completa. Um trapalhão!” Será qu jornalista pode ser conferida no seguinte endereço: http://portalimpre

FOGO

DESTRÓI SANTUÁRIOS

O Corpo de Bombeiros Militar montou uma força-tarefa para combater os incêndios florestais no Distrito Federal, que atingem principalmente o Jardim Botânico, a Floresta Nacional e na Reserva da Aeronáutica. Além do quantitativo normal dos grupamentos, cerca de 600 militares, três aviões, dois helicópteros, 29 viaturas, carros-pipa e o avião Air Tractor AT-802F, aeronave que entrou em ação no último dia 9, são utilizados para combater o fogo. De acordo com o tenente-coronel do CBMDF, Toni Monteiro, mais de 10 mil hectares do Distrito Federal já foram consumidos pelas chamas desde o início do ano. A quantidade representa cerca de 2.500 focos de incêndio em todo o território.

REMOÇÃO

SUSPENSA EM

Em cumprimento à decisão proferida no dia 14 pelo presidente do Tribunal Regional Federal da Primeira Região, desembargador Orlindo Menezes, o GDF comunica a interrupção das remoções de edificações no Setor Habitacional Arniqueiras. A suspensão será por tempo indeterminado até

RODOVIÁRIA

ARNIQUEIRAS

que o desembargador avalie o mérito sem que haja prejuízo, tanto para moradores quanto para o GDF. Vale ressaltar que permanecem proibidas novas construções no Setor. Os casos de descumprimento cabem notificação ou mesmo ordem demolitória.

PRESTA SERVIÇOS

Desde o dia 12, está funcionando na Rodoviária do Plano Piloto um novo serviço de informação ao usuário. Foram instalados 107 monitores de 40 polegadas cada um, contendo informações sobre as linhas de ônibus e a localização dos boxes. Esse serviço faz parte das ações da Secretaria de Transportes do Distrito Federal para que os passageiros tenham mais informações. Os painéis possuem espaço reservado para a transmissão de notícias das cidades, do Brasil e exterior.

ESCOLA

DESTACA-SE NO

ENEM

O Centro de Ensino Médio Setor Leste, na Asa Sul, é a escola pública do Distrito Federal melhor colocada no Enem realizado em 2010. Os alunos da instituição estudam em um espaço amplo, constituído de dois blocos de salas de aula, academia de ginástica, ginásio, laboratórios, horta, auditório, sala de dança, piscina aquecida e quadras de esporte. Além disso, são realizadas atividades extracurriculares como música, teatro, artes, aulas de circo, ginástica olímpica e natação. Os estudantes também têm aulas regulares de disciplinas de inglês, francês e espanhol. A unidade tem 1,5 mil alunos e uma equipe de 96 professores.

CASA COR BRASÍLIA 2011 No último dia 13 foi inaugurada a edição 2011 da Casa Cor Brasília, eleita no último ano a melhor mostra Casa Cor do País com a presença das organizadoras Eliane Martins, Moema Leão e Sheila Podestá Martins. Várias autoridades marcaram presença como o vice-governador Tadeu Filippe-

DIA MUNDIAL

lli. Com 65 ambientes, 97 profissionais participantes e área construída de 17 mil metros quadrados, o principal evento de decoração da capital do país comemora edição de 20 anos evidenciando a sustentabilidade e o uso da tecnologia no cotidiano.

DA

LIMPEZA

Neste dia 17, o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Distrito Federal (Seac/DF) realiza, em parceria com a Federação Nacional das Empresas de Limpeza Ambiental, a "IV Ação Nacional Febrac - Limpeza Ambiental no Parque Ecológico Olhos d'Água. O evento acontecerá simultaneamente nas principais capitais do País, na data em que se comemora o Dia Mundial da Limpeza (Clean Up Day).

OBRAS DO VLP NO GAMA COMEÇARAM A Administração Regional do Gama informa à população que a derrubada de eucaliptos na entrada da cidade, em execução, é necessária e importante para a construção do Veículo Leve sobre Pneus (VLP). As obras já iniciaram e a retirada das árvores está prevista no projeto. O eucalipto não é árvore nativa do cerrado, portanto não há restrições quanto a sua remoção. Além disto, será feita uma

compensação ambiental. O VLP prevê a construção de corredores para ônibus em 42 quilômetros de extensão no Eixo Sul de Brasília, ligando Santa Maria, Gama, Park Way e o Entorno Sul ao Plano Piloto. A ideia é reduzir de 90 minutos para 40 o tempo de viagem e também o número de pessoas que utilizam carros para ir ao trabalho.

Jornalista e radialista Juca Kfouri

Da Redação o falar de Agnelo Queiroz, o famo so jornalista Juca Kfouri disse que "o Agnelo é uma decepção completa. Um trapalhão!" A entrevista de Juca foi concedida ao Portal Imprensa em passado recente. Parece que essa declaração do jornalista foi profética. Pois, hoje, o petista Agnelo Queiroz continua sendo chacota, desta vez de blogs em Brasília. Há nove meses à frente do governo do Distrito Federal, Agnelo mostra baixos índices de aprovação e até a desconfiança da população após ter seus bens pessoais bloqueados pela Justiça Federal, atualmente ele está sendo processado por "improbidade administrativa". Será que o povão sabe que Agnelo tem os seus bens bloqueados pela Justiça, e corre o risco de perder o mandato? Triste sina de Brasília: que já viu o governador José Roberto Arruda ser

A

Agnelo Queiroz: “Uma decepção completa. Um trapalhão!”, segundo Kfouri preso pela Polícia Federal e afastado mente foi enganada, desta vez ao vodo poder, acusado de chefiar esque- tar no petista. Tanta inaptidão ao Burima de propinas denominado de Men- ti demonstrada por Agnelo, já promosalão do DEM. E com Agnelo no go- ve o surgimento de espaço político a verno? Escândalos, falta de pulso e em- futuros candidatos à corrida eleitoral penho no comando do GDF deixam a ao governo do DF, para um pleito que impressão de que a população nova- somente acontecerá em 2014.

BENS

PESSOAIS DE AGNELO BLOQUEADOS PELA JUSTIÇA

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou e manteve a decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no Rio de Janeiro, que bloqueou bens imóveis do governador do DF, Agnelo Queiroz. O bloqueio foi requerido pelo Ministério Público Federal, que acusa o governador de supostas irregularidades em gastos para a realização dos Jogos Pan-Americanos de 2007, quando Agnelo era mi-

nistro do Esporte. Na ação, o MPF relata que o custo do aluguel de 1.490 apartamentos da Vila do Pan cresceu 62% sobre o orçamento inicial (de R$ 15,4 milhões, pelo valor de mercado, para R$ 25 milhões), como demonstra relatório do Tribunal de Contas da União (TCU). O MPF informou que o réu está sujeito às penas fixadas na lei de improbidade administrativa: ressarcimento do dano, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos,

pagamento de multa e proibição de contratar temporariamente com o poder público. A ação foi proposta pelo procurador da República Édson Abdon Filho e tramita na 21ª Vara Federal do Rio de Janeiro. O desembargador Castro Meira, do STJ, decidiu que apenas o salário do governador está liberado, bens imóveis e outros valores que não sejam remuneração do cargo ficam portanto bloqueados.

“GOVERNADOR

É ENQUADRADO PELO SOLDADO PM JOÃO DIAS”

O blog Quid Novi, do jornalista Mino Pedrosa, noticia que "o soldado João Dias faz Batalhão bater continência, enquadra autoridades e até o governador do DF Agnelo Queiroz". A notícia repercute em outros blogs. Conforme revelou Pedrosa, "o Ministério Público do Distrito Federal entrou no caso do acerto de contas entre policiais e empresários que disputavam espaço no Governo do DF, que veio à tona, revelado pelo Quidnovi, no final do mês passado. O assunto veio à baila depois de uma briga entre

policiais, numa padaria no bairro do Sudoeste em Brasília. Foi em alguns depoimentos colhidos pelo NCOC (Núcleo de Combate às Organizações Criminosas) que o MP chegou à seguinte história: João Dias Ferreira foi à residência do secretário de Saúde Rafael Barbosa e num escândalo reclamou a saída do diretor da Corretora do BRB Manoel Tavares, um grão mestre maçon membro a Loja Grande Oriente". E o blogueiro revela ainda que "o secretário de Saúde telefonou para o presidente da

Codeplan Miguel Lucena, e pediu para que recebesse João Dias que tudo estaria resolvido. Lucena fez o que o secretário pediu: marcou o encontro na Padaria do Sudoeste. Apareceram também para reunião o doleiro Fayed, o advogado Marcelo Toledo e Luiz Cláudio, amigo de Toledo. O que eles não contavam, é que o PM João Dias havia combinado com oficiais do 7º Batalhão, colocado todos de prontidão, para levar o caso à 3ª Delegacia de Polícia. Eram 08 viaturas à disposição do soldado”.

NOVAS

DENÚNCIAS NO MPDF

Também a procuradora-geral de Justiça do DF, Eunice Pereira Amorim Carvalhido, pediu à Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília, que investigue o governador Agnelo Queiroz. De acordo com Eunice Carvalhido existe uma denúncia de que a empresa M.Brasil teria doado R$ 300 mil ao comitê eleitoral de Agnelo Queiroz, no ano passado. A M.Brasil é registrada em nome de um motoboy e de um sargento do Corpo de Bombeiros da Bahia. Ao todo, a empresa teria doado R$ 650 mil para as campanhas petistas nas eleições do ano passado. As suspeitas foram enviadas ao MPDF pelas deputadas distritais Celina Leão (PMN) e Liliane Roriz (PRTB). Segundo Eunice Carvalhido, "há indícios suficientes para a instauração de investigação". A procuradora decidiu então encaminhar o assunto para a PGR por entender que a competência para processar e julgar o governador do DF é do Superior Tribunal de Justiça (STJ).


DE SETEMBRO DE

POLÍTICA

2011

TRAPALHÃO”

P NIVERSIDADE

ça popular, o governador Agnelo Queiroz vira chacota política. Agnelo tem entrevista à imprensa, o atento jornalista esportivo Juca Kfouri, certa vez, as palavras de Kfouri foram certeiras e proféticas? Essa declaração do nsa.uol.com.br/portal/ultimas_noticias/2005/02/15/imprensa5530.shtml

IZALCI QUER ESCLARECIMENTOS SOBRE ANDAMENTO DA OPERAÇÃO SHAOLIN O deputado federal Izalci Lucas (PR) enviou, junto com a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, requerimento de informações ao Ministério da Justiça, sobre o andamento da Operação Shaolin que investiga desvio de dinheiro público no Ministério dos Esportes, através do "Programa Segundo Tempo". Além disso, o deputado avaliará as respostas que recebeu do Ministério dos Esportes aos 20 requerimentos sobre os convênios do Programa Segundo Tempo com organizações não governamentais (ONG's) do Distrito Federal. "Com a resposta de que todas as ONG's tiveram as contas rejeitadas, só reforça os indícios de irregularidades, suspeita de uso de notas fiscais falsas e, ainda, de que havia uma quadrilha formada para desviar recursos públicos", observa. O deputado relata que o que motivou os pedidos de explicações em 20 requerimentos ao Ministério dos Esportes, foi uma denúncia que recebeu de que a ONG Cata-Ventos foi idealizada pelo então deputado distrital, Paulo Tadeu (PT), que a organização era coordenada, de acordo com documentos anexados à denuncia, pelo cunhado do parlamentar, tinha como presidente um irmão de Paulo Tadeu e como diretor financeiro um outro irmão do parlamentar. A denúncia diz que a Cata-Ventos é um exemplo de apadrinhamento político para facilitar a liberação de recursos federais. Outro fato apontado é que a ONG Cata-Ventos além de famili-

ar, é constituída também por pessoas que à época integravam o gabinete parlamentar de Paulo Tadeu, e que assinaram o estatuto da ONG. A ONG Cata-Ventos foi declarada em 2003, uma entidade de utilidade pública por um Projeto de Lei, de autoria do então deputado distrital e líder do PT na Câmara Legislativa (CLDF), Paulo Tadeu, hoje secretário de governo do GDF. Izalci explica que à época, o Projeto de Lei foi vetado pelo governador, mas o veto foi derrubado na CLDF e, com isso, o Projeto foi sancionado como Lei 3.219/03, pelo então presidente da Casa, deputado Benício Tavares (PMDB). “IMORAL ” - "É totalmente imoral o Paulo Tadeu pegar um projeto dele, de interesse pessoal e aprovar um título de utilidade pública a uma ONG dele. Isso é imoral, é falta de decoro parlamentar e agora com as contas reprovadas torna-se mais imoral ainda", avalia Izalci. Do ponto de vista jurídico, Izalci esclarece que após a entrega dos documentos, que comprovam a rejeição das contas, cabe uma ação de reparação e restituição dos recursos desviados, aos cofres públicos. "Ao final da ação ainda há implicações administrativas no sentido de tornar inelegíveis tanto Paulo Tadeu, quanto Agnelo Queiroz", ressalta Izalci. A GNELO - A investigação aponta um provável envolvimento do governador Agnelo Queiroz num esquema, quando era ministro dos esportes. O documento seguiu com seis perguntas direcionadas e, ainda, com o pedido da cópia do inquérito policial, que teve início na Polícia Civil (PCDF), e depois enviado à

REITOR

DA UNB QUER LICITAÇÃO EMERGENCIAL

“A população precisa saber a verdade”, avisa Izalci (PR) não atrapalhar as investigaPolícia Federal. Izalci explicou que o reque- ções. Ora, nesse ritmo as inrimento tem base no artigo vestigações serão concluídas 50, parágrafo 2º, da Consti- quando o crime estiver prestuição Federal, com os arti- crito". Na sua avaliação, a apuragos 115 e 116 do Regimento Interno da Câmara dos De- ção policial da Operação Shaputados, que diz que a recusa olin, sofreu uma interferênou o não atendimento das in- cia política para que a Polícia formações no prazo de 30 dias Civil não concluísse as invesimplica em crime de respon- tigações. "Se eu não receber a Opesabilidade. As respostas não atenderam ração Shaolin, vou à Justiça, nenhum dos pedidos e, le- porque a Constituição me gavantaram uma curiosidade: rante acesso a isso", declara "Nessa altura do campeonato Izalci. "É uma situação gradisseram que não podem en- ve, que envolve crimes e vou tregar cópia do inquérito para fundo nisso", avisa.

GOVERNO AGNELO PERDE SENADOR Depois de muito reclamar de desprezo recebido do petista Agnelo Queiroz, a executiva regional do PDT no Distrito Federal decidiu deixar a base política do governo local. Com a saída do partido, Agnelo perde oficialmente, além de um deputado federal e um distrital, também a aliança de um senador, Cristovam Buarque, político emblemático, com bagagem política e histórica, que transferia legitimidade. Embora, o PDT não vá para a oposição, "por enquanto", entretanto adotará desde já uma posição independente em relação às demandas do governo Agnelo. Tal decisão dos pedetistas vem anexada a uma série de justificativas, entre as quais, listou a executiva regional: ausência de diálogo com o PDT; falta de sinais indicando o cumprimento do "novo caminho" proposto na campanha eleitoral; uso de cargos públicos para acomodar as tendências de partidos e parlamentares individualmente, sacrificando as finalidades do serviço público as quais o governo deveria servir; prioridades conservadoras concentradas em obras, no lugar de valorizar a qualidade dos serviços

públicos e das políticas sociais; sinais de dominação de um dos 11 partidos integrantes da frente "novo caminho" sobre os demais, na definição dos rumos do governo. A decisão do PDT foi tomada depois do governador Agnelo, pela segunda vez, indicar o titular da Secretaria de Educação sem consultar o partido e o senador Cristovam Buarque, ex-reitor de uma das principais universidades federais do país, a Universidade de Brasília (UnB). O senador também é considerado uma das principais liderança do PDT no DF mas no país. O distrital Israel Batista, que tem cargos no Executivo, foi a única voz destoante, contra o desligamento do partido, dentro da executiva e já entrou com recurso no diretório local. O deputado indicou Glauco Rojas como secretário de Trabalho e Marcos Woortmann como administrador do Lago Norte. A decisão pela saída foi divulgada através de nota à imprensa, com as assinaturas do presidente da executiva, Georges Michel; da tesoureira, Eroídes Lessa; do secretário-geral, Max Ribeiro; do senador Cristovam Buarque;

Souza Júnior: parceria é fruto de uma agenda que está sendo formalizada com a Secretaria de Obras do Distrito Federal

Cristovam Buarque pressiona e encerra aliança do PDT e do deputado federal Antônio Reguffe, que defende esta atitude desde o começo do governo Agnelo. FORA, AGNELO - Sentindose humilhado “com o descaso político” de Agnelo com o PDT, Buarque passou a tratar o governo com ironia. Pergun-

tado sobre o atual cenário político brasiliense, o senado respondeu à imprensa: “Não acredito que o Paulo Tadeu, secretário de Governo do DF, vá deixar o cargo. Quem me parece estar deixando o governo é Agnelo Queiroz”.

Da Redação O reitor José Geraldo de Sousa Junior, da Universidade de Brasília, propôs ao governo do Distrito Federal assumir a obra da Unidade de Ensino e Docência do campus de Ceilândia. Para isso, o reitor planeja realizar uma licitação emergencial para a conclusão do prédio, que já começou a ser usado pelos estudantes. Os oito laboratórios e o auditório estão prontos, mas o segundo piso ainda está fechado. O secretário de Obras do DF, Oto Guimarães, concordou com a proposta da universidade. Agora, cabe a ele traçar metas para a conclusão da construção e definir cronograma para inauguração dessas novas instalações pela UnB. Após fechamento do acordo com o GDF, a UnB fará o contrato emergencial com uma construtora para finalizar a obra até 25 de dezembro. "Essa parceria será fruto de uma agenda que já está sendo formalizada com o secretário de Obras, há várias semanas, e atende às reivindicações dos estudantes", ressalta o reitor. "Com a UnB à frente da obra, estabelecemos melhor a relação entre o ritmo dos trabalhos e as necessidades acadêmicas, mantendo a parceria com o GDF e assegurando o ensino aos nossos alunos". "Nossa intenção é garantir a realização dos cursos de verão", declara a diretora da UnB Ceilândia, Diana Pinho. Segundo ela, até agora a falta de espaço impediu que algumas matérias optativas fossem oferecidas. Com a conclusão do prédio, as matérias seriam oferecidas para cursos de verão em janeiro de 2012. P RAZO DE ENTREGA - O campus UnB Ceilândia prevê dois blocos de salas e um módulo de serviços e alimentação. Os blocos eram de responsabilidade do GDF, que contratou em 2008 a UniEngenharia. O prazo de entrega era em 2009, mas

depois de sucessivos atrasos, o governo decidiu rescindir o contrato com a empresa há duas semanas. Com a UnB assumindo a finalização do primeiro prédio, o GDF deve fazer uma nova licitação em 60 dias para concluir o segundo bloco, que vai abrigar a maioria das salas de aula. A meta é terminar tudo antes de março, quando começa o primeiro semestre letivo de 2012. "Com esse acordo, vamos também acertar com o governo um sistema de compensações, principalmente em melhorias na área ao redor do campus", afirma o reitor. O chefe de gabinete da Reitoria, Davi Diniz, diz que a contratação emergencial só poderia ser feita pela UnB. "A situação dos alunos hoje caracteriza uma emergência na universidade", afirma. Caso o GDF fizesse isso, poderia enfrentar questionamentos da empresa que iniciou a construção. "A universidade sozinha não possui recursos suficientes para assumir a finalização dos dois prédios". A Reitoria também está acelerando as obras do módulo de serviços e comércio, que deverá ter lojas de xerox e alimentação. A previsão é que esse módulo esteja pronto até dezembro. Também, a administração da universidade já procura uma residência nos arredores do campus para servir de moradia estudantil. "O prédio do Gama ficou pronto sob a responsabilidade da UnB. Não confiamos mais no governo", diz a estudante Juliane Alves, do curso de saúde coletiva. Os alunos vêm participando do processo de negociação com o Executivo. Na última reunião sobre a obras, dois representantes do movimento estudantil participaram das discussões entre a universidade e o governo. "Tudo isso faz parte do processo compartilhado de acompanhamento da gestão", afirmou o reitor.


SEGURANÇA

BRASÍLIA - DF, 12 A 21 DE SETEMBRO DE 2011

T RÂNSITO

SINAL VERDE PARA AS

MUDANÇAS NO DETRAN Autarquia passa por um processo de reestruturação. A diretriz básica é fazer com que o órgão funcione dentro das normas do Tribunal de Contas

Por Odir Ribeiro epois de ser atacado qua se que diariamente e con tinuar com a difícil tarefa de colocar o Detran-DF em um novo caminho, fora das negociatas, de contratos e licitações suspeitas, o diretor José Alves Bezerra ganhou a confiança do governador Agnelo Queiroz, que lhe fez uma única recomendação: continue com a limpeza. Em uma entrevista exclusiva ao Jornal das Cidades, Bezerra revela as inúmeras dificuldades que enfrentou para tentar fazer o Detran funcionar de forma correta. Segundo ele, a autarquia está passando por um processo de reestruturação, sobretudo no que se diz a respeito a contratos emergenciais. Bezerra promete que em poucos meses não haverá qualquer serviço prestado com contratos emergenciais. Ele reconhece que a situação está longe do ideal, mas muita coisa está melhorando e a tendência é melhorar muito mais. Atualmente, o Detran opera com cinco contratos emergenciais porque não é possível eliminar um contrato para funcionamento de semáforos, pardais e emissão de carteira de habilitação. “Essa reestruturação que estamos fazendo é para que o departamento funcione de acordo com as normas do Tribunal de Contas do

D

Distrito Federal (TCDF),” frisou. Um dos exemplos é a contenção de gastos. De acordo com Bezerra, se uma cópia de documento custava 13 centavos, hoje o valor caiu para 3 centavos. Uma redução de quase 90%. Um dos desafios do diretor, funcionário de carreira há 28 anos, é a defasagem no número de agentes de trânsito. São cerca de 120 divididos em três turnos - muito pouco para uma frota de veículos com mais de 1,5 milhão de carros. Para amenizar esse problema, ele anunciou que, em breve, vai lançar um edital para contratar servidores por meio de concurso público. Serão oferecidas cem vagas para contração imediata e mais 300 de cadastro reserva. Outra providência tomada por Bezerra foi a nomeação de funcionários de carreira do próprio órgão para ocupar cargos de chefia. Em sua opinião, a iniciativa ajuda a entidade a ser mais eficiente. “O atendimento ao público melhorou muito com essa nova filosofia. Agora, os processos andam com mais rapidez,” revela o dirigente. Nos corredores do Detran, alguns funcionários revelaram que Bezerra gosta de acompanhar as atividades de perto, inclusive fiscalizar se as pinturas das faixas de pedestre estão corretas. E acompanha também

PM

Na noite do dia 11, uma equipe de policiais do Tático Operacional Rodoviário (TOR) realizava um ponto de bloqueio no Km 06 da DF-290 quando abordou três pessoas que estavam em um Fiat/Uno. Na revista, nada de ilegal foi encontrado com o trio. Porém, no interior do veículo, havia uma carabina calibre 22 com dois carregadores e uma pistola calibre 380 com dois carregadores e 30 munições. O trio foi encaminhado à delegacia para registro da ocorrência. O TOR é composto pelos cabos Eliomar, Fabiano Ribeiro, soldados Pacheco, Wescley e Gleisel.

PRESO

Bezerra: atendimento melhorou com adoção de nova filosofia o trabalho dos agentes nas blit- rar o funcionamento da autarze. Mesmo com as limitações, quia: o Detran terá mais um o órgão procura intensificar o local de depósito de veículos cumprimento da lei seca e na cidade do Paranoá. A memuitos motoristas que insistem dida facilitará a ação dos fisem beber e dirigir tem tido cais, pois haverá um espaço adequado para guardar os carsuas CNHs cassadas. Outra medida deve melho- ros apreendidos.

C HAGA SOCIAL

ALUNOS E PAIS UNEM-SE POR UMA BRASÍLIA SEM PEDOFILIA

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania fez o lançamento oficial do projeto Brasília sem Pedofilia, na manhã do dia 12, segunda-feira, no Sesc da Ceilândia. Para o evento foram convidadas mais de 400 crianças e adolescentes de escolas públicas da cidade. "É preciso que todos se unam contra esse mal que assola nossas crianças. Nós da secretaria de Justiça estamos fazendo a nossa parte, mas é preciso a participação e a colaboração de todos, do governo e da sociedade", alertou o secretário adjunto, Jefferson Ribeiro. Segundo o subsecretário de Promoção dos Direitos Humanos, Todi Moreno, as palestras nas escolas fazem parte da primeira etapa do projeto que vai contemplar ainda a distribuição de material sobre a pedofilia em lugares estratégicos, como lan houses. "Queremos promover com esse projeto uma mudança de comportamento na sociedade, por isso estamos agindo e dando o primeiro passo", explica. Durante o lançamento do projeto, os alunos com idade entre nove e dez anos participaram de atividades recreativas com palhaço e mágico para

Evento reuniu crianças e adolescentes de escolas públicas deixá-las tranquilas e descontraídas para ouvir as importantes informações. As crianças assistiram a uma palestra com o policial civil Mário Gil, que explicou de forma didática para a idade deles todos os perigos envolvendo a pedofilia e a exploração sexual de menores. "Vocês precisam saber o que é a pedofilia, como ela acontece, onde ela está e, principalmente, como denunciar o agressor, pois so-

mente com conhecimento é que poderão se defender", disse Mário Gil. O projeto já existe desde maio deste ano e consiste em ministrar palestras em escolas públicas e privadas com o objetivo de alertar pais, alunos e professores dos perigos da pedofilia e da violência sexual contra crianças e adolescentes. Até o momento, já foram realizadas 46 palestras para mais de 6.100 ouvintes.

V ERGONHA

AO

INVÉS DE COMÉRCIO, UM BURACO QUE ACUMULA LIXO A área destinada à feira Quituart, na QI 9 do Lago Norte, está abandonada há oito anos. No lugar de um comércio, com produtos diversificados, está um buraco, onde o mato cresce e o lixo se acumula. Com a chegada das chuvas, o local pode acumular água e se tornar um criadouro do mosquito da dengue. Cavar o buraco foi o primeiro passo para construir a feira, mas a obra logo foi embargada por ação popular movida por 17 moradores da região. Eles reclamavam que o prédio seria usado para moradia, e a altura estaria fora dos padrões. Os cooperados da Quituart negam as reclamações, e enquanto a justiça não decide, eles trabalham em galpão provisório. O buraco que fica ao lado de um supermercado, foi cer-

cado pelo Departamento de Estrados de Rodagem (DRE) por ser perigoso. Mas os entulhos continuam a ser despejados, reclama o morador da região José Dantas, 57 anos. "Deviam aterrar esse espaço, só serve pra ter lixo e água, quando chove". Dantas mora há sete anos no Lago Norte e disse que quando chegou as pessoas já comentavam sobre o assunto. "Seria muito mais arrumadinho se a Quiuart ficasse aí, não incomodaria e seria bom para mundo", comenta o funcionário público. Os cooperados da feira também acreditam que a construção da sede traria benefícios para moradores e artesãos. A diretora presidente Sulamita Perfeito diz que acompanha o processo e fará o possível para que seja aprovado. "Eles entra-

APREENDE CARABINA E PISTOLAS

ram contra o projeto arquitetônico, então vamos rever as coisas, e tentar ver se podemos mudar o projeto. A gente é flexível, queremos executar as obras", afirma a diretora. Sulamita defende que além de ser uma opção de lazer para as pessoas, a feira também gera emprego e renda. "Tem gente que vive daquilo, e cada box gera dois ou três empregos". A cooperativa possui 65 integrantes, mesmo sem ocuparem a sede definitiva, eles pagam taxas. No espaço provisório da Quituart, existem 30 boxes. Sem a construção do prédio, 35 artesãos não podem trabalhar. "A expectativa é ter um espaço maior, perfeito e normal para oferecer um bom trabalho e um pouco mais de conforto aos clientes", diz a diretora.

IFB REALIZA

ENCONTRO EM SÃO SEBASTIÃO No dia 1° de setembro, o Instituto Federal de Brasília (IFB) realizou a terceira audiência pública em São Sebastião, visando apresentar à comunidade os resultados alcançados nas duas edições anteriores. A sessão ocorreu no Centro de Ensino Médio 01 e reuniu estudantes, representantes populares e da comunidade em geral. Nas audiências anteriores, os representantes do IFB realizaram uma consulta pública com a população para ouvir quais os cursos presentes no catálogo nacional do Ministério da Educação a própria comunidade gostaria que fossem oferecidos pela unidade. A partir dessa consulta e com base em outros métodos de pesquisa foram escolhidos os eixos, os cursos e, por consequência, a vocação do campus que será construído na cidade. A audiência contou com a participação do Reitor do IFB, Wilson Conciani, do representante da diretoria regional de ensino, Paulo Viana, do diretor do CEM Miguel Arcanjo, Adriano Ferreira dos Santos, e do diretor do campus São Sebastião, Gustavo Filice de Barros, que conduziu a apresentação dos trabalhos. A comunidade, que se mostrou bastante interessada e participou ativamente das três audiências realizadas, espera, com muita expectativa, o início das atividades do campus. Para o morador de São Sebastião, Kaoka Ovídio, que atua como presidente comunitário do Bairro São José, a vinda do IFB para a cidadeveio em uma boa hora. "Nós precisamos ocupar os nossos jovens, por isso sabemos da importância que este projeto representa para nós. O oferecimento de cursos profissionalizantes, além de deixar os jovens longe das drogas, trará uma nova perspectiva de futuro para eles", aposta Ovídio. O professor Francisco Neri conta que a vinda do IFB para São Sebastião será uma ganho de qualidade, não só na educação, mas também na vida dos moradores. "A maior parte da população da nossa cidade é de adolescentes, e eles precisam deslocar-se diariamente até o plano piloto em busca de um ensino de qualidade. Só de deixar de fazer esse trajeto, já será um grande ganho para toda a população". Neri também aprovou a condução do processo de criação do campus.

APÓS ATIRAR EM VIA PÚBLICA

No dia 12, por volta das 21 horas, policiais militares do Grupo Tático Operacional (Gtop 41) prenderam um homem que efetuou vários disparos em via pública com duas armas de fogo em São Sebastião. Equipes do 21º BPM chegaram à Rua 51A do Bairro Central e foram informadas por moradores onde morava o autor. Ele tentou fugir pulando os muros das residências vizinhas, mas a po-

NO PARANOÁ,

lícia já havia fechado o cerco. O fugitivo foi detido pela equipe do Gtop 41. Com ele foi encontrado dois revólveres calibre 38. Havia, também, seis munições deflagradas em frente a casa. O autor dos disparos responderá novamente pelo mesmo crime e por disparo em via pública. Participaram da ocorrência: Gtop 41 composto pelos sargentos Milton Alves e Diógenes e pelo cabo Wittemberg apoiados pela demais equipe do 21º BPM.

FLAGRANTE DE DROGAS

No último dia 8, Dayani Ferreira da Silva, 23 anos, foi presa em flagrante e dois adolescentes, ambos de 17 anos, apreendidos também em flagrante por volta das 22h30 em uma residência na Quadra 21, na cidade do Paranoá. No local, os policiais civis encontraram três porções de substância entorpecente. A autuada foi recolhida à Penitenciária Feminina do DF e os adolescentes encaminhados à DCA.

APREENSÃO

DE PÁSSAROS NO ITAPOÃ

No dia 12, policiais do Grupamento Tático Operacional (GTA) do Batalhão de Policia Militar Ambiental passavam por uma rua do condomínio Del Lago, no Itapoã, quando perceberam que na sacada de uma residência havia alguns pássaros engaiolados. Os policiais perguntaram ao

TRAFICANTE

DE

morador da casa se ele tinha autorização para criação das aves. Como a resposta foi negativa os policiais apreenderam quatro trinca-ferros, um azulão, uma graúna, um sabiá, oito gaiolas e uma armadilha para capturar os pássaros. Compõe o GTA os sargentos Pedro, Luciano Lima, Robert e cabo A. Vicente.

14

ANOS É DETIDO

Policiais militares flagraram, na tarde do dia 14, um adolescente de 14 anos que já possuía várias passagens por tráfico de drogas, no momento em que ele tentava esconder 17 tabletes de maconha dentro de um cano na QNN 5, em Ceilândia. A equipe, formada pelos sargentos Bonina e Jorge e pelo cabo Ermano, conduziu o jovem para a Delegacia da Criança e do Adolescente, onde, segundo os policiais, o detido já registrara outras várias passagens pelo mesmo tipo de crime.

CRACK

PERTO DA

No último dia 13, por volta de 11 da manhã, os policiais militares soldados Emmanoel e Cristino, ambos integrantes do 6º batalhão (Batalhão Esplanada), foram informados por uma senhora sobre pessoas usando drogas no estacionamento inferior do shopping Conjunto Nacional. Os policiais encontraram o grupo e fizeram uma abordagem. Foi encon-

RODOVIÁRIA trado com dois menores de idade nove pedras de crack e certa quantia em dinheiro. Os menores informaram aos policiais que vendiam a droga. Eles foram conduzidos à DCA onde foram autuados por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas. Já se tornou rótina esse tipo de ocorrência em áreas próximas à Rodoviária do Plano Piloto.


E S T A D O

BRASÍLIA - DF, 12 A 21 DE SETEMBRO DE 2011

Á SIA FOTO: MARCOS VILAS BOAS - ASSESSORIA

GOIÁS EM FOCO POR MARINA DURÃES FOTO: MAIS GOIÁS

ESTATAL

Marconi cumprimenta Jiabao: encontro poderá servir de ensinamento para elaboração de projetos e busca de financiamentos

GOIÁS PODERÁ FIRMAR PARCERIA COM A CHINA

Em Dailan, governador Marconi Perillo participou de debate com o premiê do governo, Wen Jiabao. O encontro reuniu lideranças do planeta

N

o último dia 14, o gover nador Marconi Perillo deu início à sua participação na prévia do Fórum Econômico Mundial, em Dalian, no nordeste da China. Aberto pelo premiê chinês, Wen Jiabao, o encontro reúne lideranças políticas e econômicas de todo o planeta. O primeiro ministro, que é uma das lideranças mais consistentes hoje no avanço da China para abertura do mercado, debateu com os participantes soluções na economia, nas finanças, na administração pública e na política. Tudo isso foi recebido pelo governador Marconi Perillo como ensinamento para a elaboração de

projetos e busca de financiamentos e parcerias para Goiás. Durante todo o dia em Dalian, lembrando que há uma diferença de fuso horário de 11 horas em relação a Brasília, Marconi participou de debate sobre a economia chinesa, outro sobre enfretamento de crises, comandado pelo japonês que liderou a recuperação das áreas atingidas por tsunamis no Japão, e de discussões sobre o planejamento das grandes potências. A segurança sobre recursos naturais foi outro tema que contou com a participação do governador nesta quarta-feira. Ao falar aos empresários, o governador destacou que "não

poderia ficar parado em seu Estado, esperando as coisas acontecerem no mundo e deixando as oportunidades passarem". Ao final dos compromissos do dia 14, o governador fez uma proposta ao administrador do Fórum, Klaus Schwab, de trazer o evento para Goiás em 2013 ou 2015 para discutir a América Latina. O Fórum, que é uma espécie de clube do qual fazem parte os empresários mais poderosos do mundo, é uma vitrine para saber como vai a economia mundial. Uma oportunidade para saber onde as coisas estão funcionando, onde se pode entrar com investimen-

C ERRADO

JOSÉ ELITON PRESTIGIA EVENTO DO MINISTÉRIO PÚBLICO No dia 12, o governador em exercício José Eliton de Figuerêdo Júnior prestigiou, a abertura do seminário O Futuro do Cerrado em Goiás, promovido pelo Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente do Ministério Público de Goiás (MP/ GO). Segundo o governador, as ações voltadas para a manutenção do equilíbrio ambiental em Goiás, com destaque para a preservação do bioma cerrado, estão entre as prioridades do governo Marconi Perillo, o que tem garantido ao Estado "o pioneirismo na proteção ambiental", frente aos demais. "De todos os estados da federação brasileira, Goiás hoje está à frente neste quesito. Nós temos uma preocupação muito forte com o meio ambiente de Goiás e, obviamente, com o desenvolvimento, já que temos a meta de atingir, no próximo ano, o PIB de 100 bilhões de reais - processo que deve ser coordenado e conjugado com a garantia de preservação do meio ambiente", afirmou. Exteriorizando a preocupação específica do governo com o cerrado, José Eliton enalteceu as políticas públicas que têm sido colocadas em prática, no Estado, por meio da Semarh. "O cerrado é segundo maior bioma da nação brasileira e nós temos um complexo ecológico muito forte que precisa ser preserva-

Eliton e ministra Izabella: preocupações com o meio ambiente do.", disse o governador. CERRADO - Segundo o procurador-geral de Justiça, Benedito Torres Neto, o Ministério Público é um "defensor do meio ambiente" e, por isso, foi o proponente do seminário. "Existe uma defesa hoje da caatinga, da Amazônia legal, enfim, de todas essas regiões, enquanto que o Cerrado continua sendo devastado. Então, temos que trabalhar no sentido de melhorar essa situação", assertiu o procurador. Para Benedito, os governos federal e estadual devem estimular a criação e estruturação

de novas unidades de conservação além das já existentes. "Na história de Goiás, os dois últimos parques nacionais que foram criados ainda o foram na época de Juscelino Kubitschek, ou seja, precisamos estimular a criação de novas áreas", complementou. Foram palestrantes do seminário a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, o senador Demóstenes Torres e a deputada federal Marina Sant'anna. O secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Leonardo Vilela, também participou do evento.

tos, onde há boas perspectivas de importações e exportações e onde se pode buscar parceiros para viabilizar projetos no Estado de Goiás. Na missão à China, Marconi Perillo está acompanhado do secretário de Indústria e Comércio, Alexandre Baldy, que foi hoje a Pequim para atender a duas montadoras de automóveis que estão interessadas em instalar seus negócios em Goiás. A participação de Marconi no Fórum continuou na quinta (15) e sexta-feira (16). Depois de Dalian, o governador vai a Pequim e ao município de Xangai, coração industrial do País, para conhecer o VLT.

JARDEL SEBBA LANÇA A GENDA LEGISLATIVA

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jardel Sebba (PSDB), recebeu das mãos do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Pedro Alves de Oliveira, na manhã de terça-feira, 13, a Agenda Legislativa da Indústria Goiana 2011. O evento de lançamento da agenda aconteceu na sede da Fieg e teve a presença de diversas autoridades e lideranças do setor produtivo e dos deputados Daniel Messac (PSDB), Francisco Júnior (PSD), Hildo do Candango (PTB), Cláudio Meirelles (PR), José Vitti (PRTB) e Elias Júnior (PMN). Também participaram do encontro secretários de Estado. A Agenda é um documento elaborado em um contexto de cooperação e parceria entre a Federação e a Assembleia Legislativa. Na edição 2011, destaca-se a preocupação dos segmentos produtivos goianos com projetos de lei referentes às áreas tributária e ambiental. O documento seleciona os projetos de lei mais relevantes, sobre os quais as lideranças empresariais se posicionam para apoiar, aperfeiçoar e complementar, sobretudo aqueles cuja essência se refere a benefícios para as atividades econômicas e ao contexto social. Segundo o presidente da Fieg, os posicionamentos podem recomendar a rejeição de propostas que, por natureza ou conteúdo, representem ameaças ou prejuízos para a atividade econômica e o desenvolvimento social.

PROMETE MUITAS OBRAS

A Saneago chega aos 44 anos de existência com muitos recursos e obras por todo o Estado de Goiás. Quem garante isso é o presidente da empresa goiana de saneamento, Nilson Freire. Segundo o dirigente, há 36 obras no interior de Goiás, avaliadas em R$ 1,1 bilhão. "Estamos investindo quase 700 milhões só em Goiânia; vamos contrair novos empréstimos junto ao BNDES e buscamos novos recursos para concretizar investimentos de R$ 2,5 bilhões em saneamento no Estado", adiantou Freire.

CIDADE

GANHARÁ MEIO-FIO E SARJETA

Luziânia será beneficiada com a construção de meiofio e sarjeta. As obras vão atender oito setores da cidade e estão orçadas em R$ 547.866,98. O trabalho é uma articulação da Agência Goiana de Desenvolvimento Regional (AGDR) junto à Caixa Econômica Federal (CEF). Cerca de 90% dos recursos são provenientes da União, através do Minis-

PAC

DO

ENTORNO

tério das Cidades, e contrapartida de 10% do Tesouro Estadual. O contrato foi celebrado em 2008 e só agora retomado. O presidente da AGDR, Wilter Coelho, destaca o empenho da Agência para essa retomada. As obras eram reivindicações antigas da população local. O edital de licitação das obras será publicado nos próximos dias.

TERÁ

R$ 2,5

BI

O Plano de Ações e Investimentos que o Governo de Goiás apresentará, em data ainda não definida, ao governo federal para a criação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Entorno, prevê investimentos de cerca de R$ 2,5 bilhões em cinco frentes: saúde, educação, segurança pública, infraestrutura e saneamento, distribuídos em 12 cidades. As

principais demandas e projetos listados pelas pastas já estão na Central de Planejamento da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), que está elaborando o Plano. O documento será entregue à ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, pelo governador Marconi, assim que for marcada uma nova reunião para dar continuidade à elaboração do PAC do Entorno.

TRANSPARÊNCIA

NA PRODUÇÃO

Em visita à Conferência Internacional de Confinadores, em Goiânia, o secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Antônio Flávio de Lima, defendeu transparência nas ações da cadeia produtiva. Produtores, industriais, prestadores de serviços, fornecedores de insumos e pesquisadores reunidos para conhecer melhor um dos setores da economia mais em evidência no País constituíram o

GO-050

público que acompanhou a fala do secretário. "Precisamos de mais transparência em toda a cadeia produtiva. Adotar essa postura vai possibilitar atingir mercados que agreguem mais valor ao nosso produto, assegurando mercados já conquistados", reforçou Lima. O secretário voltou a defender a aprovação do novo Código Florestal, que ainda coleciona críticas, sem obter avanços significativos.

SERÁ RECUPERADA

O governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), deu início às obras de recuperação da rodovia GO-050, que liga Trindade ao município de Campestre. Orçada em R$ 6 milhões, a reconstrução dos 24 quilômetros da rodovia faz parte do Programa Rodovida e vai beneficiar todos os municípios da região. Junto com o secretário da Região Metropolitana, Jânio Darrot, o vice-presidente da Agetop, Adriano Rodrigues de Oliveira, assinou a ordem de serviço autorizando as máquinas a começarem as obras.


CIDADES

BRASÍLIA - DF, 12 A 21 DE SETEMBRO DE 2011

D ESCASO

S

ERVIÇO

Atendimento é feito por meio de horas extras de profissionais

PROCURAM-SE MÉDICOS PARA TRABALHAR NO SAMU

Instituição hospitalar sofre com a falta de médicos e fila de espera é um pesadelo real para crianças, jovens e idosos

PACIENTES ESPERAM HORAS

POR UM ATENDIMENTO

Hospital do Paranoá exibe mazelas da rede pública de saúde: escassez de profissionais traz agonia a inúmeras pessoas que sofrem na fila

A

história é antiga, mas o drama do atendimento em hospitais públicos é novo para cada paciente que deixa de ser atendido por falta de médicos nas emergências do Distrito Federal. No último dia 12, dezenas de pessoas se prejudicaram com a escassez de profissionais no Hospital Regional do Paranoá. Segundo relatos ouvidos pelo Correio Braziliense, o fluxo de atendimento na emergência já não era bom no início da manhã. Por volta de 10h40, a chamada de novos pacientes

COMUNIDADE

IRÁ LIMPAR LAGO PARANOÁ

De 19 a 23 de outubro, quando os níveis das águas estiverem em seu mais baixo nível do ano (999,5m), mergulhadores, estudantes, atletas, canoeiros, técnicos e máquinas do GDF promoverão o "flushing", a limpeza das bordas e fundo do Lago Paranoá. O envolvimento da comunidade neste processo, que ocorre anualmente, tem como objetivo alertar a sociedade sobre a importância da ação coletiva em defesa dos recursos hídricos do DF. O evento está sendo organizado pelo Grupo de Acompanhamento das Cotas do Lago Paranoá - Companhia Energética de Brasília (CEB), Caesb, Marinha, Secretaria de Turismo, Diretoria de Vigilância Ambiental em Saúde, Comitê de Bacia do Paranoá e Ibram, sob a coordenação da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF (Adasa) e deverá ampliar ao máximo a participação da população e, em especial, de alunos das escolas próximas às nascentes contribuintes do Lago Paranoá. Servidora da Superintendência de Recursos Hídricos da Adasa e coordenadora do evento, Fabiana Xavier, salienta que a participação dos estudantes é uma garantia de que, informados, eles se transformarão em indutores da educação ambiental junto às suas famílias. E os adultos que participarem do evento se envolverão nas discussões sobre os riscos que assombram o futuro do Lago Paranoá como o assoreamento e a qualidade de suas águas, salienta. O "flushing" (limpeza do Lago) ocorre sempre nesta época, quando a lâmina de água estará em seu mais baixo nível. Este ano, segundo programado pela agência, o evento ocorrerá quando a cota estiver em 999,5 m. Segundo os biólogos, além da limpeza mecânica das bordas e fundo do lago, espera-se uma melhoria na qualidade das águas pelo processo de renovação, como ocorreu em anos anteriores.

simplesmente parou. A fila não andou nem para idosos e gestantes. À tarde, apenas um dos três médicos que deveriam estar na unidade atendia o público. Os outros dois estavam de licença e não havia substitutos. A frentista Clara Nunes Lopes da Silva, 25 anos, espera um filho e, por ser hipertensa, a gravidez é considerada de risco. Entre 8h50 e 18h, ela aguardou em vão na porta da emergência. Nem sequer a pressão foi aferida. "A gente não consegue nem

falar com os diretores ou chefes de equipe. Estão sempre em uma reunião. Ninguém faz nada. É uma grande palhaçada", protestou. DIABETES - Com a aposentada Maria Vitória da Silva, 65 anos, a história foi semelhante. Diabética e hipertensa, ela pretendia ser atendida para dar fim à tremedeira intensa nas mãos. "Isso não é coisa que se faça com seres humanos. Não tem mais para onde ir. Vou ficar esperando", revoltou-se. A recepcionista do hospi-

tal, que preferiu não se identificar, confirmou que o quadro médico estava reduzido e completou dizendo que o único clínico geral disponível atendia casos prioritários, como, por exemplo, um presidiário supostamente baleado. Ela não soube dizer quantas pessoas formavam a lista de espera. A reportagem do jornal procurou o chefe de equipe ou algum diretor do hospital para explicar os motivos dos transtornos na emergência, mas ninguém foi localizado.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) tem um forte potencial para agilizar o atendimento dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Mas a falta de médicos prestando socorro à população e de motoristas para dirigir as ambulâncias, em casos de emergência, é a principal queixa dos servidores no Distrito Federal. Cerca de 12% dos casos urgentes não são atendidos por falta de médicos e motoristas. O atendimento é feito principalmente por meio de horas extras de médicos que cumprem seus horários contratuais, atendendo hospitais e fazendo horas adicionais no Samu. Há seis anos o setor funciona com o quadro de funcionários incompleto. Segundo o gerente do SamuDF, Rodrigo Caselli, para atender de forma eficaz a demanda local, seriam necessários pelo menos 106 médicos no quadro permanente de funcionários. Atualmente, cerca de 80 médicos estão disponíveis. "Há apenas oito médicos lotados no Samu", afirmou Caselli. "O restante não são nossos, e como trabalham por hora extra, lotados em outras regionais, eles não têm obrigação de comparecer sempre ao atendimento móvel. Tem dias que temos apenas uma unidade de suporte avançado rodando, por falta de médicos", alertou o gerente. O levantamento realizado pelo Samu informou que atu-

am hoje nas ruas do Distrito Federal 25 unidades ambulatórias para os serviços de suporte básico; cinco de suporte avançado com UTI; nove motocicletas e dois helicópteros, adquiridos por convênio com a Polícia Rodoviária Federal e o Corpo de Bombeiros. "Deveríamos ter nas ruas 30 unidades de suporte básico, oito de avançado e 14 motocicletas. Mas o restante desses equipamentos estão parados justamente por falta de pessoal", apontou o gerente da Samu-DF. Além da falta de médicos, o gerente do Samu revela que seriam necessários cerca de 316 motoristas para desempenhar um trabalho ideal no DF. Contudo, conta apenas com 240, que também trabalham na base de hora extra. "Nosso quadro é muito flutuante,tem dias que os médicos e motoristas vêm, e outros que não, e não temos como cobrar algo diferente deles, já que fazem a hora contratual com suas regionais", ressaltou. Mesmo com a contratação neste mês de mais 1.221 servidores, até então, a Secretaria de Saúde não havia informado quantos médicos seriam disponibilizados para o Samu, mas garantiu que o atendimento móvel receberá mais servidores.O Samu realiza o atendimento de urgência em qualquer lugar. O socorro é feito após chamada gratuita, no telefone 192..


Jornal das Cidades Edição 170  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you