Issuu on Google+

ANO VIII - Nº 158 - BRASÍLIA - DF - 6 A 12 DE JUNHO DE 2011

META DO GDF É

ERRADICAR A MISÉRIA FOTO: ROBERTO BARROSO

No dia 7de junho, o governador Agnelo Queiroz lançou o plano "Brasília sem Miséria". O objetivo é instituir políticas de transferência de renda, formação de mão-deobra qualificada e garantia de acesso da população a serviços públicos de qualidade, para erradicar a pobreza extrema no Distrito Federal. O plano segue a diretriz do governo federal, que lançou, no dia 2, o Brasil sem Miséria. PÁGINA 4 FOTO: LAILSON DAMÁSIO

FOTO: DIVULGAÇÃO

FOTO: DIVULGAÇÃO

PARTIDO FAZ 2 VARJÃO ELEGE DELEGADOS ANOS NO DF QUE IRÃO INTEGRAR FÓRUM

Marconi cumprimenta presidentes de assembleias que chegam para o almoço

GOVERNADOR APOIA O PODER LEGISLATIVO

O Partido Pátria Livre do Distrito Federal (PPL-DF) realizou, no último dia 3, uma plenária para comemorar os dois anos de fundação da sigla. Segundo o seu presidente, Marco Antônio Campanella (foto), o PPL tem papel importante com as discussões nos interesses do País. PÁGINA 3 FOTO: DIVULGAÇÃO

O governador de Goiás, Marconi Perillo, recebeu no Palácio das Esmeraldas para um almoço o presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, Luiz Schafer Tchê (PDT-RN), e o colegiado de presidentes das Assembleias Legislativas de oito Estados. PÁGINA 7

O administrador do Varjão, José Maria Martins, em conjunto com os coordenadores do Orçamento Participativo empossou, no dia 4, sete delegados e dois suplentes eleitos pela comunidade para integrar fórum que definirá as diretrizes do orçamento do DF para a região. PÁGINA 4

POLÍCIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL INVESTE EM TECNOLOGIA

O investimento total chegou a R$ 25 milhões e abrangeu a compra de um sistema constituído por diversos acessórios, dispositivos, equipamentos, sistemas eletrônicos e computacionais (hardware e software), ou seja, um sistema global. A grande novidade é a nova ferramenta tecnológica , o Afis, que possibilitou um salto fantástico nos resultados das perícias referentes à impressão digital. PÁGINA 6 FOTO: ROBERTO BARROSO

CÂMARA DESTACA A IMPORTÂNCIA

DA IMPRENSA PARA A COMUNIDADE NO PARANOÁ O Dia da Liberdade FOTO: J. RODRIGUES

de Imprensa foi comemorado no dia 6, com sessão solene no plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal. A data foi comemorada internacionalmente no dia 3 de maio. A sessão foi presidida pela deputada distrital e jornalista Liliane Roriz (PRTB). PÁGINA 3

HÁ GRANDE PRODUTIVIDADE

O Jornal das Cidades entrevistou com exclusividade o secretário da Agricultura (foto), Lúcio Valadão. Na entrevista, Valadão enalteceu a Agrobrasília, comentou sobre a regularização de terras agrícolas e falou sobre o potencial agrícola do Paranoá no cultivo de grãos, hortaliças e frutíferas, além da pecuária. PÁGINA 5

AGNELO DÁ POSSE A NOVO TITULAR DA SEGURANÇA

No dia 6, o governador Agnelo Queiroz deu posse ao secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar. A cerimônia ocorreu na seccional Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. "Sandro Avelar não deixa dúvidas de que a condução da secretaria será exemplar. Ele tem experiência e profundo amor pelo DF", destacou Agnelo. PÁGINA 6


OPINIÃO

BRASÍLIA - DF, 6 A 12 DE JUNHO DE 2011

E DITORIAL

BOAS PRÁTICAS NO CAMPO

Melhorar a qualidade dos produtos agropecuários, garantir condições adequadas de trabalho nas propriedades rurais e preservar o meio ambiente. Essas são as metas do Programa Nacional de Fomento às Boas Práticas Agropecuárias. A ação está sendo desenvolvida pelos ministérios da Agricultura, Meio Ambiente e Trabalho, além da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em parceria com o setor produtivo. O programa foi instituído pela Portaria Interministerial nº 36, publicada no Diário Oficial da União de quarta-feira (26 de janeiro último). E objetiva o desenvolvimento de políticas públicas de apoio à adoção de boas práticas agropecuárias em propriedades rurais. Busca, ainda, a promoção de eventos de divulgação e capacitação de técnicos e produtores. Os órgãos envolvidos vão formar um comitê gestor que será responsável pela implantação do programa em todo o Brasil. Cada órgão terá 60 dias para propor um plano de ação operacional. As propostas serão articuladas com as ações em curso nas instituições participantes. As técnicas de boas práticas agropecuárias são fundamentadas na melhoria na gestão de propriedades, uso racional de insumos e recursos hídricos, controle sanitário e ações de bem-estar animal. Essas ações garantem um produto final mais competitivo, resultado de um sistema de produção sustentável, o que gera alimentos seguros. A difusão das Boas Práticas Agropecuárias tem a vantagem de diminuir a quantidade de resíduos de agrotóxicos nos produtos e incentivar a produção mais sustentável, com o aumento do emprego de produtos orgânicos. Paranoá possui terreno fértil para a adoção das Boas Práticas. É uma das regiões com maior área rural, contando com grandes culturas, como feijão, milho e soja; hortaliças e frutíferas, como manga e limão, além da pecuária bovina, suína e caprina, e da avicultura. A cidade possui uma gama de núcleos rurais e conta com escolas, postos de saúde e assistência técnica da Emater. Portanto, as condições são propiciais para a instituição desse quilate no Paranoá. Vamos aguardar, apenas e tão somente, a vontade política.

A RTIGO QUAL MODELO IDEAL PARA A SAÚDE ? *Maria Fátima de Sousa O Distrito Federal não cumpre os preceitos constitucionais do Sistema Único de Saúde (SUS) há décadas, quando fez a opção por não assegurar o acesso, com qualidade, resolutivo e contínuo às ações e serviços públicos de saúde, preferindo contratar os serviços do setor privado, a chamada terceirização de serviços essenciais, a exemplo de serviços de informática, exames de laboratório, segurança. As evidências disso são o crescente número de ações judiciais pleiteando medicamentos, internação, leito de UTI e outras ações e serviços. Não há um modelo de atenção à saúde que deixe clara a forma de organização e funcionamento do sistema e serviços de saúde. Qual é a porta de entrada do sistema? Quais são os serviços onde os indivíduos, famílias e comunidades serão vinculadas? Qual é o plano de integração da rede básica, com as unidades de referência (ambulatórios de especialidades, hospitais), quais são as metas, os recursos e as ações prioritárias que coordenaram (ordenaram) os planos regionais e por consequência o Plano Distrital de Saúde? Não há um modelo de gerência/gestão onde a administração de serviços deixe explícita sua forma organizativa/operacional da rede de atenção à saúde. Há autonomia das regionais de saúde? Os dirigentes das unidades de saúde (básica, ambulatórios especializados, hospitais) foram escolhidos segundo um perfil de habilidades e competências para administrar as unidades de saúde? Os profissionais estão no lugar certo fazendo as coisas certas? Sabe-se quantos médicos, enfermeiros, odontológos, farmacêuticos, assistentes sociais, e outros existem no DF, mas esses profissionais historicamente foram destinados a "trabalhar" em lugares sem uma definição prévia das necessidades de saúde das regionais de saúde. Ou seja, qual o perfil epidemiológico, social e cultural dessas regiões e, consequentemente, quais os serviços necessários e profissionais capacitados para atuarem nesses territórios? A violência, o uso das drogas e a dengue constituem "epidemia" de problemas de saúde pública que necessitam ser urgentemente enfrentados. Como a população vem ajudando o DF a "diminuir" esses problemas? Quais os mecanismos de participação social orgânico ou mobilizatório, para que no cotidiano cada indivíduo, família e comunidade sintam-se contribuindo na melhoria das condições de sua própria saúde e vida? Nessa direção, explicitar o caminho da reconstrução do SUSDF faz-se necessário. E com isso, não basta visitar os hospitais e apontar medidas emergenciais, essas como o próprio nome sinaliza são ações de curto prazo, diminuem o "caos", mas não edificam um modelo de atenção à saúde das famílias no DF. Modelo esse orientado pela Estratégia Saúde da Família. Onde a saúde começa em saúde, com a presença massiva dos Agentes Comunitários de Saúde - ACS. Essas estratégias vinculadas em redes integradas de atenção e gestão (unidades ambulatoriais e hospitalares). Isso exige uma ação política, não construção de Unidades de Pronto Atendimento-UPAS, somente. Por isso é urgente e necessário que um governo democrático e progressista possa investir em: 1. Ampliar a cobertura do PSF em no mínimo 70% em todas as regionais de saúde, com prioridade para áreas de maior exclusão social, entre elas os condomínios Pôr do Sol e Sol Nascente de Ceilândia. 2. Revitalizar as Unidades Básicas de Saúde, de forma que as mesmas possam se articular em redes integradas a outras unidades de Apoio às Equipes do PSF, a exemplo dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família - NASF, Centros de Apoio Psicossocial CAPS, Atenção Domiciliar AD; Pressional, e outros. 3. Investir na formação dos ACS como sujeitos estratégicos à continuidade e qualidade do cuidado à saúde de cada micro-área por eles "adscrita", sobretudo com o projeto de Inclusão Digital, assegurando aproximação entre os demais profissionais das equipes do PSF, qualificando seu processo de trabalho e diminuindo a distância entre eles. 4. Definir para cada região de saúde, um coordenador da rede da Atenção Primaria à Saúde - APS, com foco a atitude nas diretrizes e bases organizativas do PSF para apoiar a estruturação e o desenvolvimento de rede integrada de atenção à saúde, orientada por plano de metas e resultados previstos a curto, médio e longo prazo. 5. Investir na parceria com Instituições de Ensino Superior para desenhar, desenvolver e monitorar, um Plano Estratégico (PE) de capacitação e educação permanente em saúde para os profissionais envolvidos na rede de atenção à saúde e na gestão da APS, prioritariamente 6. Pactuar com os dirigentes de cada região de saúde, metas de saúde, condicionando aos repasses de recursos de várias naturezas (financeiro, humano, físico). Pactos orientados pelas prioridades segundo maior exclusão social (situações de vulnerabilidade). 7. Incentivar as equipes de saúde da família (PSF) e de sua rede de apoio (NASF, CAPS, AD) ao aumento salarial, qualificação e outros benefícios segundo os ganhos de saúde e vida em seus territórios trabalhados. Quanto mais saúde, maior os investimentos. Por meio de estratégias de monitoramento e avaliação das ações implantadas/implementadas. Se o conjunto dessas idéias não se converter em prática, continuaremos perguntando qual o modelo de atenção à saúde das famílias para o Distrito Federal. Cuidar do pronto atendimento ou promover a saúde de cada cidadã/cidadão brasiliense? Maria Fátima de Sousa é professora do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências da Saúde da UnB

Frase da Semana

"A política... há muito tempo deixou de ser ciência do bom governo e, em vez disso, tornou-se arte da conquista e da conservação do poder." (Luciano Bianciardi)

POR DIRLEI DIRLEI RIBEIRO RIBEIRO POROO

COMERCIANTES NA BRONCA I

Os empresários da cidade estão na bronca com a CEB e que, pela segunda vez, faz manutenção na rede de alta tensão em plena segunda-feira, dando um enorme prejuízo as comerciantes. Pior de tudo: a CEB não consegue informar a tempo todos os comerciantes sobre os detalhes da manutenção. Segundo um empresário ouvido pela coluna, em dias de manutenção ele chega amargar um prejuízo de R$ 10 mil.

CAMPANHA CONTRA A PÓLIO II

COMERCIANTES NA BRONCA II

A vacina, em gotas, é gratuita e os pais só precisam apresentar a caderneta de vacinação. Neste ano, a expectativa da Secretaria de Saúde é que 200 mil crianças sejam imunizadas. Esse número corresponde a 95% de todas as crianças menores de cinco anos do DF. Com a campanha, o Brasil pretende se manter na condição de País onde a poliomielite foi erradicada. O último caso registrado data de 1990.

O administrador do Paranoá Garibel esteve no local e ouviu a bronca dos empresários. Em situações como essa, o certo era haver uma maior interação dos poderes para que esse tipo de fato fosse contornado de maneira mais eficiente. Mas, na verdade, nesse caso o administrador nada pode fazer a não ser a ouvir a revolta dos comerciantes da cidade.

DEMOROU, GARIBEL! 1

CAMPANHA CONTRA A PÓLIO

I

A primeira etapa da Campanha de Vacinação contra a Poliomielite tem início no dia 18 de junho. Por todo o DF serão espalhados 330 postos de vacinação em hospitais, centros e postos de saúde, escolas, shoppings, supermercados e postos volantes, abertos das 8h às 17h. A campanha acontece há 32 anos e tem como objetivo vacinar as crianças de até cinco anos de idade.

MMA NO PARANOÁ I

Em mais uma missão, nosso Agente Querubim presenciou uma cena surreal. Há cerca de duas semanas, dois dirigentes do alto escalão do PT-Paranoá chegaram às vias de fato em uma reunião realizada no CedepParanoá. Se não fosse a turma do "deixa disso", o fato teria ganhado contornos graves. Essas ilustres figuras, hoje, são as peças mais importantes do Partido dos Trabalhadores no Paranoá.

Na última quarta feira, 9, moradores da Quadra 19 do Paranoá foram surpreendidos com uma visita inesperada. Durante o período da manhã, o administrador regional doParanoá, Professor Garibel, visitou todas as casas da Quadra 19 e conversou com a comunidade. As visitas fazem parte de um programa da Administração Regional do Paranoá, intitulado "Administração de Porta em Porta"

MMA NO PARANOÁ II

DEMOROU, GARIBEL! 1I

Dizem que o começo e o motivo dessa desinteligência entre os dirigentes deveramse à transferência de uma funcionária que, segundo o nosso agente Querubim, era o "agente infiltrado" que fa-

A visita objetiva promover o diálogo direto entre a comunidade e a administração. As visitas sempre contam com a presença do administrador e de uma equipe de funcionários que anotam as demandas dos moradores. Os paranaoenses querem resultados práticos dessa iniciativa e que a ação não fique no mero "blá, blá, blá".

zia o papel de leva-e-traz. E por esse motivo foi transferida do órgão público onde trabalhava e um dos envolvidos, não satisfeito com a transferência da sua afilhada, queria partir para o "MMA"

MMA NO PARANOÁ III

Nosso agente apurou que depois dessa sessão de luta ao ar livre o todo poderoso dirigente acenou com uma lista tríplice de desafetos e que vai fazer de tudo para enfraquecer essas três lideranças que, segundo ele, o atrapalham bastante. Ao que parece, no final de toda essa história, a tradição petista do "fogo amigo" vai entrar em cena. Nessa arte, o PT regional é professor em imitar. Até parece história de português.

DEMOROU, GARIBEL! 1II

O professor Garibel garante que visitará uma quadra da cidade por semana, sempre às quartas feiras pela manhã. "Vou passar de casa em casa", prometeu. Vai visitar mesmo, administrador? "Quero conversar e saber os anseios e necessidades de cada morador". Aproveite, então, e compre um caderno de umas 200 páginas para anotar as reclamações.

NOVO ÁLBUM

A dupla Marcos & Myguel, após passar três anos em São Paulo, está de volta na cidade! Eles estão tocando nas melhores casas de show sertanejo de Brasília. A dupla lança seu novo álbum "Ana". Contatos e informações no fone 8489-9358.E-mail Marcosemyguel.sertanejo@hotmail.com.

ZÉ COLMÉIA E CATATAU

A moda das alcunhas está pegando e chegou com tudo na administração do Itapoã. Segundo o nosso Agente Querubim, dizem que lá tem uma dupla digna de desenho animado. Nos corredores da Administração do Itapoã, a dupla já faz sucesso onde o Zé Colméia não dispensa o Catatau. O apelido foi colocado devido à diferença de estatura - enquanto um parece anão, o outro é grande e forte como um urso. Só precisamos saber quem está se fartando mel.

IBRAM

PRORROGA CONCURSO

Foi prorrogado por mais dois anos o prazo de validade do concurso público para provimento de vagas de nível médio e superior do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do DF (Ibram). O novo prazo - divulgado na quarta-feira, dia 8, no Diário Oficial do DF, começa a ser contado a partir do dia 21 de agosto.

RESPONSABILIDADE

Um recado aos aspones, professores e afins: um verdadeiro jornalismo se faz ouvindo os dois lados e com muita responsabilidade. A política dessa coluna comunga com a do Jornal das Cidades, ou seja, tem responsabilidade ao vincular qualquer notícia. Então, nenhuma denúncia é veiculada sem ser apurada, sem ter provas irrefutáveis. Não é à toa que os últimos dois processos movidos contra o jornal foram devidamente arquivados pela Justiça. Uma coisa é certa, aspones, professores e afins. Nos dias de hoje, com a tecnologia existente nos quatro cantos do mundo, nada passa despercebido perante aos olhos da sociedade.

A coluna está aberta a sugestões de pauta, reclamações, críticas, informações, colaborações. Basta entrar em contato através do e-mail: jornaldascidadesdf@gmail.com e também pelo fone (61) 33695066 (fotos também serão aceitas). As colaborações devem conter nome completo, contato e RG. O leitor que desejar falar direto com o colunista pode enviar e-mail para jornaldascidadesdf@gmail.com.

C ARTA DO LEITOR MATO NA PAISAGEM

Não gostaria aqui de bater na mesma tecla. Está ficando até desagradável tocar nesse assunto. Mas, quando nós vamos ver Paranoá sem o mato que continua a dominar a paisagem? É uma medida simples que não requer esforço, nem tampouco habilidade. Apenas vontade política. O Jornal das Cidades já divulgou em suas páginas o problema, com riqueza de detalhes, inclusive. Senhor administrador, mãos à obra. De novo! André Oliveira Morador do Paranoá - DF

E

X

P

VANDALISMO DAS PICHAÇÕES REVITALIZAÇÃO

URGENTE

Infelizmente, as pichações são uma verdadeira praga que tomou conta das grandes cidades. Todas as regiões administrativas do Distrito Federal não escaparam da fúria desses vândalos. Paranoá, por exemplo, sofre com esse atentado contra o patrimônio público e privado. Estamos reféns desse pessoal, que age na calada da noite. E a Polícia parece impotente em prendê-los. Até onde nós vamos parar?

Lá se vão seis meses e nada de obras. As calçadas da Avenida Paranoá até agora não foram revitalizadas. Espero que eu não tenha jogado meu voto fora. Espero, também, que providências sejam tomadas o mais rápido possível para melhorar a nossa cidade. Confio no administrador Garibel e em sua equipe. Atenção: nosso querido Paranoá não agüenta tanto descaso. Desejo boa sorte e espero mais seis meses.

Maria Cristina Souza Moradora do Paranoá - DF

Arnaldo Moreira Morador da Quadra 09 - Paranoá (DF)

E

D

Esta é uma publicação da: Media One Comunicação e Editora Ltda CNPJ: 04.676.116/0001-04 - Inscrição Estadual: 07.426.563/001-40 Diretor Presidente: José Rodrigues Alves Diretor Financeiro: José Luiz de Brito Jornalista Responsável: Emílio de Faria - DRT 239.723-72 nº 9728 Editor-executivo: Carlos Alberto Pacheco - MTB nº 14.652-SP Repórter: Odirlei Ribeiro Colaboradores: Agnaldo Nunes da Silva, Maria das Graças Silva Pinto Assessoria Jurídica: Dr. Marcondes Paiva - (61) 8407-1986 Diretora de marketing: Élita Lima (61) 8485-9692 - 3369-4480 Representante Comercial nas Prefeituras: Marina Durães (62) 9916-2561 Administração, Redação e Publicidade: Av. Comercial - Quadra 31 -

AS OPINIÕES EMITIDAS NOS ARTIGOS E NAS MATÉRIAS ASSINADAS NÃO EXPRESSAM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL. É PERMITIDA A REPRODUÇÃO DAS MATÉRIAS PUBLICADAS DESDE QUE A FONTE SEJA CITADA.

I

E

N

T

E

Conjunto 23 - Lote 4 - Sala 201 - Paranoá - Brasília-DF - CEP: 71573.100 Telefones: (61) 3369-5066 - (61) 8443-7138 - 3369-4480 Fotolito e Impressão: F. Câmara Gráfica ! Circulação da Edição Impressa: Paranoá, Itapoã, Bairro Alto Colorado, Sobradinho, Planaltina, Varjão, São Sebastião, Jardim Botânico, Lago Sul, Lago Norte, Asa Norte, Asa Sul, Cruzeiro, Guará, Sudoeste, Sia, Câmara Federal e Legislativa, Senado Federal, Ministérios, Autarquias do Governo Federal, Secretarias do GDF. ! Prefeituras Municipais do Goiás: Alvorado do Norte, Simolândia, Buritinópolis, Mambaí, Damianópolis, Posse,, São Domingos, Divinópolis,Jaciara, Nova Roma, Campos Belos, Monte Alegre, Terezina de Goiás, Cavalcante,São João D’Aliança, Alto Paraíso, Água Fria, Águas Lindas, Padre Bernardo, Cocalzinho, Corumbá, Pirinópolis, Valparaizo, Novo Gama, Cidade Ocidental, Luziânia, Cristalina. ! Prefeituras Municipais de Minas Gerais: Cabeceira Grande, Unaí, Paracatu, Arinos, Buritis de Minas.

ENVIE SUAS CRÍTICAS, SUGESTÕES, OPINIÕES, DENÚNCIAS, CARTAS E ARTIGOS , PARA OS NOSSOS ENDEREÇOS ELETRÔNICOS. jornaldascidadesdf@gmail.com imprensajornaldascidadesdf@gmail.com

V ISITE O NOSSO SITE www.jornaldascidadesdf.com.br E FIQUE ATUALIZADO E-mail: jornaldascidades@gmail.com


POLÍTICA

BRASÍLIA - DF, 6 A 12 DE JUNHO DE 2011

A NIVERSÁRIO

PALANQUE

CAPITAL

ACORDO

Marco Campanella discursa para a seleta plateia: papel importante do PPL com as discussões de interesse do País

PARTIDO COMEMORA DOIS ANOS DE FUNDAÇÃO NO DF

Evento aconteceu no Setor Militar Urbano, em Brasília, e contou com a presença de toda a executiva da sigla, presidentes de zonais e filiados

O Partido Pátria Livre do Distrito Federal (PPL-DF) realizou, no dia 3, uma plenária para comemorar os dois anos de fundação da sigla. O evento aconteceu no Clube Pandiá Calógeras, no Setor Militar Urbano (SMU) e contou com a presença de toda a executiva do partido, presidentes de zonais, filiados partidários, além das presenças ilustres da deputada federal, Erika Kokay (PT), do administrador do Cruzeiro Salin Siddartha, do secretário de Trabalho do DF, Glauco Rojas e do vice-governador, Tadeu Filippelli. A principal notícia durante a cerimônia foi o anúncio da meta alcançada pelo PPL junto ao Tribunal Superior Eleitoral. Segundo o secretário de Organização, Roberto Bittencourt, que par-

I

ticipou da reunião da Executiva em São Paulo, o PPL conta com 527.149 mil assinaturas homologadas junto ao TSE, superando as 500 mil necessárias para o registro do Tribunal. Destaques para os Estados de São Paulo (198 mil), Rio Grande do Sul (82 mil), Ceará (70 mil) e o Rio de Janeiro (58 mil). Atualmente no DF - que já conseguiu o registro eleitoral - são 8.200 assinaturas homologadas no Tribunal Regional Eleitoral e mais 3.400 estão em processo de certificação nos cartórios. A meta da Executiva do PPL-DF é que sejam homologadas mais de 21 mil assinaturas em Brasília e Regiões do Entorno. Nas últimas duas semanas, mais de 10 mil assinaturas foram colhidas

e, que agora, serão analisadas junto aos cartórios e no TSE. O presidente do PPL-DF, Marco Antonio Campanella, trito Federal. "O PPL tem um papel importante com as discussões nos interesses do País e com os nossos trabalhadores. No Distrito Federal, sabemos que os problemas acumulados ao longo dos últimos anos são preocupantes, com modelos de gestão que visavam a terceirização e a privatização. A ausência governamental com políticas públicas e de desenvolvimento foi um marco negativo dos últimos governos. Temos a tarefa e o dever em contribuir com o Governo Agnelo Queiroz. Vamos valorizar o desenvolvimento de Brasília e do Entorno". Campanella, que também é o Diretor do Transporte

Urbano do Distrito Federal (DFTrans), garantiu investimentos e fiscalização no transporte público, além de assegurar o compromisso com as reivindicações com a categoria dos rodoviários. Alguns pontos foram destacados durante a plenária. A crise com o ministro-chefe da Casa Civil, Antônio Palocci, a situação econômica brasileira e o fantasma das privatizações foi o tom de preocupação do Partido Pátria Livre na plenária. Durante a semana, o governo anunciou a privatização de aeroportos "no coração do país" - Guarulhos, Viracopos e Brasília, os mais rentáveis. Genial "parceria" deixa a Infraero por baixo com 49%. "Um passo equivocado da presidenta Dilma Rousseff", lamentou Bittencourt.

Por J. Rodrigues

DE COOPERAÇÃO

A Câmara Legislativa recebe na tarde do dia 9 a visita do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PTRS). O deputado federal vai assinar, junto com o presidente do Legislativo local, deputado Patrício (PT), acordo de cooperação entre as duas instituições. A assinatura está marcada para as 15 horas no plenário da Casa. O acordo tem como objetivo promover "o intercâmbio, a pesquisa e a cooperação téc-

nico-científica, social, histórica, artística e cultural, visando ao desenvolvimento e à modernização institucional". Para o presidente Patrício, a CLDF só tem a ganhar com a cooperação: "A Câmara dos Deputados tem mais experiência e temos muito a aprender com esse intercâmbio. Uma das ferramentas que tenho intenção de implementar aqui, até o fim do meu mandato como presidente, é a digitalização do processo legislativo".

DENÚNCIA

A deputada Celina Leão (PMN) criticou na quarta-feira (8), em plenário, o governo do Distrito Federal por permitir que seguranças façam o pré-atendimento de pacientes no Hospital do Paranoá. Segundo a parlamentar, uma reportagem da TV Record denunciou o fato na manhã do dia 8."É uma vergonha”, disse. A Saúde nunca esteve tão ruim no Distrito Federal. Essa atuação dos seguranças é desvio de função e omissão por parte do diretor do hospital, que justificou a atuação dos vigilantes por falta de pessoal", afirmou Celina.A deputada Liliane Roriz (PRTB) endossou as críticas à

Saúde no DF e disse que o governador não respeita a bancada oposicionista. "Hoje, o governador nos chamou de palhaças, mas é o governador que está fazendo a população de palhaço com sua falta de gestão", ressaltou a distrital.

PROJETO

MPRENSA

INCENTIVA USO DE BICICLETAS

Durante a sessão, Liliane homenageou o jornalista Mário Eugênio, assassinado em 1984

CÂMARA

DESTACA PAPEL DO JORNALISMO PARA A SOCIEDADE Da Redação O Dia da Liberdade de Imprensa foi comemorado na última segunda-feira, dia 6, com sessão solene no plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal. A data foi comemorada internacionalmente no dia 3 de maio. A sessão foi presidida pela deputada distrital e jornalista Liliane Roriz (PRTB). Em seu discurso de abertura, a parlamentar destacou a importância da livre circulação de informações para o bom funcionamento de uma sociedade democrática. "O jornalismo sério modifica a vida das pessoas. E para isso é importante que o jornalismo incomode", ressaltou a parlamentar, que denunciou ainda que os jornais comunitários do DF estejam sendo cerceados pelo governo local.

A deputada Celina Leão (PMN) também criticou a "mordaça" que o GDF instalou na imprensa ao negar verbas publicitárias a jornais de oposição. "É fundamental trazer a tona o que está acontecendo hoje. O que há é uma mídia sustentada pelo governo. Defendo uma divisão igualitária da verba de publicidade estatal". Durante a sessão solene, Liliane Roriz homenageou o jornalista Mário Eugênio, assassinado por investigar crimes realizados por policiais em 1984, e o jornalista Renato Riella, responsável pela cobertura e investigação do crime a frente do jornal Correio Braziliense. "Esse foi um fato muito marcante em Brasília. O enterro de Maior Eugênio foi o segundo mais concorrido da capital, perdendo

apenas para o de Juscelino Kubitschek", relembrou Riella. M ÍDIA COMUNITÁRIA – O grupo Media One Comunicação também foi homenageado na solenidade pelos relevantes serviços prestado à comunidade do Distrito Federal. Esse é mais um reconhecimento do papel da mídia comunitária, já que os jornais de grande circulação não conseguem alcançar a todas as camadas da sociedade. Ainda de acordo com a deputada Liliane, vai ser criada uma frente parlamentar para debater todas essas questões. "É obrigação de o governo tratar todos os veículos de comunicação de maneira igualitária. A verba de publicidade governamental tem de alcançar todos," declarou a parlamentar.

A Comissão de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo (CDESCTMAT) aprovou dez projetos de lei em sua reunião na quarta-feira, dia 8. Os membros da comissão aprovaram ainda 53 indicações legislativas com pedidos de ações ao Poder Executivo. Dentre as propostas apreciadas, destaque para o PL 596/2007, do presidente da CDESCTMAT, deputado Roney Nemer (PMDB), que obriga a instalação de bicicletários em todo o Distrito Federal. De acordo com o relator da proposta, deputado Joe Valle (PSB), o projeto é um importante incentivo ao uso de bicicletas como meio de transporte. "Não ter um local seguro para estacionar as bicicletas dificulta seu uso por parte da população, que teme danos e roubos". Os bicicletários devem ser instalados em agências bancárias, empresas públicas, estações do metrô e escolas públicas. Já Olair Francisco (PTdoB), em seu parecer sobre o PL 151/2011, de autoria do distrital Prof. Israel Batista (PDT), destacou o caráter de incentivo à ciência e tecnologia da proposta que obriga a administração pública do DF a utilizar papel reciclado. "O aumento da demanda por esse tipo de produto tem impacto no investimento em tecnologia para a sua produção em grande escala", observou Olair.

PARLAMENTARES

CRITICAM

PARLAMENTARES

CRITICAM

GDF I I

PARLAMENTARES

CRITICAM

GDF III

A partir de um discurso do deputado Dr. Michel (PSL), reclamando que não havia espaço reservado para distritais na posse do novo secretário de Segurança, diversos parlamentares aproveitaram o gancho para tecer críticas ao relacionamento do

GDF I

GDF com a Câmara Legislativa. "É uma gafe do cerimonial do GDF que vem se repetindo. Nós também não somos convidados para os eventos do Executivo, há sempre lugar para os secretários, mas não para os parlamentares", enfatizou Dr. Michel.

Já o presidente da Câmara Legislativa, deputado Patrício (PT), ressaltou que o governo "errou" e que a responsabilidade é do governador Agnelo, que deve responder por seu cerimonial. "Exigimos desculpas", disse Patrício. Durante a sessão ordinária, o deputado Chico Vigilante (PT) chegou a ligar para o chefe de gabinete do governador, Cláudio Monteiro, que pediu desculpas em nome de Agnelo. O presidente não aceitou as desculpas e exigiu que o próprio governador se retrate.

Washington Mesquita (PSDB) solidarizou-se com Dr. Michel e disse que o tratamento dispensado aos parlamentares tem sido "triste" e "vergonhoso". "Há uma distância muito grande entre os dois Poderes. Nós estamos fazendo nossa parte, já aprovamos 20 projetos do Executivo e apreciamos 40 vetos". O deputado Washigton defende um tratamento igualitário entre o Executivo e o Legislativo.


CIDADES

BRASÍLIA - DF, 6 A 12 DE JUNHO DE 2011

P ROBLEMA SOCIAL

FESTA

Governador Agnelo lançou programa que segue a diretriz do governo federal, resultado de uma ação interssetorial

SERÁ O FIM DA EXTREMA POBREZA NA CAPITAL? Plano “Brasília sem Miséria” irá instituir políticas de transferência de renda, formação de mão-de-obra e acesso aos serviços públicos

No dia 7, o governador Agnelo Queiroz lançou o plano "Brasília sem Miséria". O objetivo é instituir políticas de transferência de renda, formação de mão-de-obra qualificada e garantia de acesso da população a serviços públicos de qualidade, para erradicar a pobreza extrema no Distrito Federal. O plano segue a diretriz do governo federal, que lançou, no dia 2, o Brasil sem Miséria. "Nosso plano é resultado de uma ação interssetorial", disse o governador, lembrando o comitê contra a miséria, instalado em março e que agrega onze órgãos do governo do Distrito Federal. "Não podemos

esperar que as pessoas nos procurem. O governo é que precisa ir ao encontro dessas famílias. Temos de ser mais governo para quem mais precisa de governo, que é a população mais pobre", completou Agnelo Queiroz. Na ocasião, o governador também assinou um projeto de lei que estabelece o Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal, para identificar pessoas extremamente pobres no DF. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estão nesse grupo famílias com renda per capita de até R$ 70 por mês, incluídos os subsídios

dos programas sociais do governo. Aproximadamente 8,5% da população brasileira está nessa situação, num total de 16,2 milhões de pessoas. No Distrito Federal, que tem 2,57 milhões de habitantes, o IBGE identificou 46,6 mil pessoas (1,4% da população), em 12 mil domicílios, vivendo abaixo da linha da pobreza. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda do DF (Sedest) encomendou ao Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) uma pesquisa para mapear quantas famílias passam o mês com até R$ 70 por pessoa, sem

V ARJÃO

FÓRUM DEFINIRÁ DIRETRIZES

O administrador do Varjão, José Maria Martins, em conjunto com os coordenadores do Orçamento Participativo empossou, no sábado, dia 4, sete delegados e dois suplentes eleitos pela comunidade, para integrar o Fórum que ajudará a definir as diretrizes do orçamento do DF para a região. A posse ocorreu na sede da Administração Regional. Delegados e suplentes do Varjão, eleitos em plenária, onde compareceram cerca de 80 pessoas, terão a tarefa de defender as propostas discutidas e apresentadas pela comunidade que destacou temas relevantes para o crescimento da cidade, como as ações que visam o desenvolvimento social, esporte e lazer; educação, saúde, segurança e transporte; setor econômico e meio ambiente; urbanização, energia e saneamento. Os delegados eleitos pelo Varjão são os seguintes: Ana

Sete delegados e dois suplentes foram eleitos pela comunidade Carla Borges, João Alexandre suplentes. Eles vão se reunir de Lima, Maria dos Reis, Jo- em data ainda a ser agendaana Regina, Francisco Gerô- da para dar encaminhamennimo, Soares Alves e Sabrina to aos procedimentos de parBatista; e Cristina Batista e ticipação no Orçamento ParDagoberto Rodrigues são os ticipativo do DF.

levar em consideração os repasses do Bolsa Família. O levantamento encontrou 93 mil famílias, sete vezes mais. A ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campelo, acredita que o GDF pode ser o primeiro governo a extinguir a miséria no país. "O Distrito Federal saiu à frente de vários estados e tem uma chance grande de ser o pioneiro a atingir a nossa meta", avaliou a ministra. "Os governadores serão os nossos parceiros nesse esforço de olhar para a parcela mais vulnerável da população, onde a pobreza é mais resistente", declarou Tereza Campelo.

CRESCIMENTO

EMPREGO EM TURISMO NO

DO

DF

A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) anunciou, no dia 8, os resultados do estudo “O Emprego do Turismo no DF e o Perfil da Mão de Obra Ocupada nesse Setor”. O estudo, realizado com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Secretaria de urismo (Setur) apresentou os números do setor em 2009, quando o DF registrou 23.588 empregos formais, cerca de 3,8% dos empregos gerados em todas as áreas. No campo das Atividades Características do Turismo, o Distrito Federal obteve entre 2002 e 2009 um avanço de 48%, em relação ao emprego formal, o que significa 7,7 mil novos empregos.Esse crescimento está acima da média do Centro-Oeste, que é de 38%, e da média nacional - 36%. Os empregos gerados no DF representam 2,6% dos números do País e 34% da região. No Centro-Oeste, o número de empregos no período só foi menor do que o de Goiás, que registrou 26,5 mil empregos formais.

EDITAL DE CITAÇÃO. (PRAZO DE 30 DIAS) JUIZO DA VARA CIVIL DA CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANOÁ. Nº DE LAUDAS 1/1. JUIZO DE DIREITO DA VARA CIVIL DO PARANOÁ-DF. A Drª. CATARINA DE MACEDO LIMA E CORREA, Juíza de Direito Substituta em exercício na Vara Civil do Paranoá-DF, FAZ SABER a todos quantos virem o presente edital ou dele tiverem conhecimento que, neste Juízo da Vara Civil do Paranoá-DF, com sede na Quadra 03, área Especial, lote 2, Paranoá-DF, tramita ação MONITÓRIA, Processo nº 2010.08.1.001061-0, proposta por JOSÉ DOS REIS DE OLIVEIRA COMERCIO DE ALIMENTOS - ME, contra RAIMUNDO AUGUSTO VITOR DA SILVA, sendo o presente para a CITAÇÃO de RAIMUNDO AUGUSTO VITOR DA SILVA,, CPF nº 848.566.021-87, RG 1.724.242 SSP/DF, que se encontra em local ignorado, para que tome ciência do ajuizamento da ação supradescrita e de que o prazo para pagar a quantia reclamada, no valor de R$ 750,46 (setecentos e cinqüenta reais quarenta e seis centavos) ou opor embargos é de 15 (quinze) dias , contados a partir do término do prazo do presente edital sob pena de conversão do mandado monitório em mandado executivo, prosseguindo-se então na execução por quantia certa, nos moldes dos artigos 646 e seguintes do Código de Processo Civil. O réu fica também fica intimado, por meio deste, de que, em caso de pagamento, estará isento de custas judiciais e honorários advocatícios (art.1102 "c" § 1º, do CPC) e de que a simples manifestação de pretensão de cumprir a obrigação ou pedido de envio dos autos ao contador, pendente ou não de decisão judicial, não interrompem o prazo de embargos a ação monitória ou da conversão prevista no caput do artigo 1102 "c" do Código de Processo Civil. E para que não possa no futuro alegar ignorância expediu-se o presente edital, em obediência a decisão de fl. 81, a seguir transcrito: "J" DECISÃO Defiro a citação por edital da parte Ré, pois esgotados os meios disponíveis para informar o juízo sobre a sua atual localização, deixando patente o fato de que ele , efetivamente, se encontra em local ignorado, nos termos do inciso II, do artigo 231, do código de Processo Civil. Fixo o prazo do edital em 30 dias. Atente-se a parte autora para a necessidade de observância do prazo estipulado no art. 232, inciso III, do Código de Processo Civil, a fim de evitar eventual nulidade. Intime-se. Paranoá, segunda Feira, 25/04/2011 as 17h06. Catarina de Macedo Lima e Correa, Juíza de Direito Substituta". O presente edital vai devidamente assinado, publicado e afixado uma cópia em lugar de costume, como determina a lei. Paranoá-DF, sexta-feira, 29/04/2011 as 14h11. Eu, Josias D'Dolival Junior, Diretor de Secretaria, o conferi. CATARINA DE MACEDO LIMA E CORREA. Juíza de Direito.

AGRÍCOLA EM

De tradição agropecuária, São Sebastião está realizando a XVII Exposição Agropecuária com o tradicional torneiro leiteiro. Até domingo, 12, estão programadas palestras técnicas, encontro de violeiros, vaquejada, cavalgada, concurso de receitas e exposição de alimentos produzidos da região. O público também poderá assistir a shows e conferir a Praça da Agricultura Familiar, que terá ven-

SÃO SEBASTIÃO da de derivados do leite, da mandioca e da cana. O tão esperado torneio leiteiro é uma forma de incentivar e valorizar os produtores da região. O torneio irá premiar a vaca que produzir a maior quantidade de leite até sábado. São Sebastião se destaca como uma das grandes bacias leiteiras do DF e é sede de uma cooperativa que industrializa cerca de 10 mil litros de leite por dia.

INVASÕES NA VILA DNOCS

A Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) e a Agência de Fiscalização (Agefis) terminam a oitava operação de realocação da Vila Dnocs. Ao todo, foram removidas 52 edificações e realizadas duas mudanças durante o dia. A ação durou cerca de seis horas. Desde o dia 10 de maio, o Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo realiza operações de erradicação da Vila Dnocs, em Sobradinho. Participaram da ação 90 servidores da Seops / Sudesa, Agefis, Polícia Militar, Terracap, Caesb, CEB, SLU e Codhab. Nas sete primeiras operações 94 edificações foram retiradas e 40 famílias realocadas, com um total de 146 barracos de invasão derrubados e 42 mudanças.

NOVA

FEIRA DE PRODUTOS ORGÂNICOS

A partir da última quintafeira, dia 9, os consumidores de produtos orgânicos do Distrito Federal terão uma nova opção de compra. Será inaugurada no final da Asa Norte a "Feira Orgânica da Estação Biológica", que funcionará nas tardes de quinta-feira. A feira conta com novos produtores

orgânicos. Os itens comercializados serão hortaliças, grãos, frutas e processados. Os vendedores desta feira não utilizam nem agrotóxicos e nem adubos químicos sintéticos. Junto às plantas cultivadas estão sendo replantadas espécies florestais, o que ajuda a preservação do meio ambiente.

DELEGADOS TOMAM POSSE NO LAGO SUL

No último dia 4, oito delegados e um suplente eleitos por 95 membros da comunidade do Lago Sul tomaram posse no auditório da Administração Regional do Lago Sul. Os escolhidos foram selecionados durante a 1ª Plenária do Orçamento Participativo do Lago Sul, realizada em 17 de maio. Eles representarão os moradores da região nas decisões sobre as prioridades do Lago Sul. Isabela Guerra foi eleita delegada de desenvolvimento urbano. Ela pretende apresentar projetos que melhorem a pavimentação da vias e reforcem a segurança pública. A delegada propõe ainda ação como a implantação da coleta seletiva de lixo e o reforço nas redes de águas pluviais para evitar alagamentos pelas chuvas.

MELHORIAS NA DF-079

No último dia 6, o governador Agnelo Queiroz lançou a segunda etapa das obras na DF-079, que trarão melhorias aos moradores e motoristas que passam ou residem na região de Águas Claras, Park Way, Arniqueiras, Núcleo Bandeirante e Riacho Fundo. Na primeira etapa, foram duplicados seis quilômetros da rodovia que corta Águas Claras e o Park Way, ligando o Núcleo Bandeirante e a EPTG. Nesta segunda fase será construída uma nova ponte sobre o Córrego Vereda da Cruz, dando continuidade à duplicação da rodovia e à restauração da pavimentação da via antiga. A previsão é que as obras sejam entregues em 180 dias e o custo será de R$ 5,9 milhões.

EDITAL DE CITAÇÃO. (PRAZO DE 30 DIAS) JUIZO DA VARA CIVIL DA CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANOÁ. Nº DE LAUDAS 1/1. JUIZO DE DIREITO DA VARA CIVIL DO PARANOÁ-DF. A Drª. CATARINA DE MACEDO LIMA E CORREA, Juíza de Direito Substituta em exercício na Vara Civil do Paranoá-DF, FAZ SABER a todos quantos virem o presente edital ou dele tiverem conhecimento que, neste Juízo da Vara Civil do Paranoá-DF, com sede na Quadra 03, área Especial, lote 2, Paranoá-DF, tramita ação MONITÓRIA , Processo nº 2010.08.1.001066-9, proposta por JOSÉ DOS REIS DE OLIVEIRA COMERCIO DE ALIMENTOS ME, contra KENEDY JULIO LEMOS, sendo o presente para a CITAÇÃO de KENEDY JULIO LEMOS, CPF nº 931.634.446-87, RG 12.583.614 SSP/DF, que se encontra em local ignorado, para que tome ciência do ajuizamento da ação supradescrita e de que o prazo para pagar a quantia reclamada, no valor de R$ 977,44 (novecentos e setenta e sete reais e quarenta e quatro centavos) ou opor embargos é de 15 (quinze) dias , contados a partir do término do prazo do presente edital, sob pena de conversão do mandado monitório em mandado executivo, prosseguindo-se então na execução por quantia certa, nos moldes dos artigos 646 e seguintes do Código de Processo Civil. O réu fica também fica intimado, por meio deste, de que, em caso de pagamento, estará isento de custas judiciais e honorários advocatícios (art.1102 "c" § 1º, do CPC) e de que a simples manifestação de pretensão de cumprir a obrigação ou pedido de envio dos autos ao contador, pendente ou não de decisão judicial, não interrompem o prazo de embargos a ação monitória ou da conversão prevista no caput do artigo 1102 "c" do Código de Processo Civil. E para que não possa no futuro alegar ignorância expediu-se o presente edital, em obediência a decisão de fl. 81, a seguir transcrito: "|/J/ DECISÃO Defiro a citação por edital da parte Ré, pois esgotados os meios disponíveis para informar o juízo sobre a sua atual localização, deixando patente o fato de que ele , efetivamente, se encontra em local ignorado, nos termos do inciso II, do artigo 231, do código de Processo Civil. Fixo o prazo do edital em 30 dias. Atente-se a parte autora para a necessidade de observância do prazo estipulado no art. 232, inciso III, do Código de Processo Civil, a fim de evitar eventual nulidade. Intime-se. Paranoá, segunda Feira, 25/04/2011 as 17h05. Catarina de Macedo Lima e Correa, Juíza de Direito Substituta". O presente edital vai devidamente assinado, publicado e afixado uma cópia em lugar de costume, como determina a lei. Paranoá-DF, sexta-feira, 29/04/2011 as 13h55. Eu, Josias D'Dolival Junior, Diretor de Secretaria, o conferi. CATARINA DE MACEDO LIMA E CORREA. Juíza de Direito.


G E R A L

BRASÍLIA - DF, 6 A 12 DE JUNHO DE 2011

E NTREVISTA

PRODUÇÃO DO PARANOÁ É UMA DAS MAIS ALTAS DO PAÍS Segundo o secretário da Agricultura do DF, cidade possui excepcional aptidão para o desenvolvimento de atividades agropecuárias Por Carlos Pacheco

Na última quinta-feira, dia 9, o Jornal das Cidades entrevistou com exclusividade o secretário da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Distrito Federal (Seapa), Lúcio Taveira Valadão. Paulista de Ribeirão Preto, Valadão é engenheiro agrônomo graduado pela Universidade de Brasília (UnB) e mestre em Irrigação e Drenagem pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Atuou como extensionista rural e pesquisador durante seis anos na Empresa de Pesquisa, Assistência e Extensão de Mato Grosso do Sul (Empaer-MS). É extensionista da EmaterDF desde 1986, onde ocupou cargos de supervisor do escritório local do PAD-DF, entre outras atribuições. Nessa entrevista, o secretário enfatizou que a última edição da Agrobrasília valorizou a atividade do agricultor familiar, inclusive com a realização de negócios e obtenção de crédito para financiar a produção. Sobre a questão da regularização das terras agrícolas, Valadão foi enfático: "Já foram entregues diversos contratos de concessão de uso. Essa é uma contribuição importante para que o processo de desenvolvimento rural avance". O secretário enalteceu o potencial do Paranoá no cultivo de grãos, hortaliças e frutíferas, além da pecuária, afirmando que o "Distrito Federal dispõe de uma das melhores redes de assistência técnica e extensão rural do Brasil". Confira a entrevista a seguir:

O

FRIO CHEGOU

A chegada do inverno favorece o aumento de casos de doenças respiratórias, como a pneumonia. Estimase que no Brasil há 2,1 milhões de casos de pneumonia registrados, sendo considerada a principal causa de internação hospitalar. Para evitar a doença, é essencial que a população tome alguns cuidados, como: procurar aten-

dimento médico caso apresente os principais sintomas (febre alta, tosse, dor no tórax, falta de ar e falta de apetite), manter a higiene das mãos, evitar ambientes fechados em dias frios, e usar roupas adequadas (casacos, toucas e luvas). Idosos e crianças devem ter atenção redobrada, pois podem contrair a doença mais facilmente.

VACINA CONTRA A GRIPE

A prevenção é o melhor remédio contra a gripe. Para proteger a saúde de toda a família, a vacinação é essencial. Composta por três tipos de vírus causadores da gripe, a vacina deste ano é trivalente. Com uma única aplicação, ela tem a capacidade de imunizar contra o H1NI e proteger contra os outros dois tipos mais comuns de vírus causadores da gripe no Hemisfério Sul (H3N2 e B). Para quem está fora da faixa etária e das especificações para o acesso gratuito à vacina, a rede privada disponibiliza doses como é o caso do Exame Medicina Diagnóstica

que já está com as agendas abertas para vacinação desde o início de março. A vacina, que apresenta até 90% de eficácia e tem efeitos protetores depois de 14 dias - em média, deve ser ministrada em qualquer idade ou sexo.

IMUNIZAÇÃO DE HOMENS CONTRA O HPV Secretário Valadão enalteceu potencial agrícola do Paranoá

Jornal das Cidades – Qual é a princi- regularizada, o agricultor tem garan- ral e no âmbito nacional, quais as pal contribuição da última edição da tia jurídica e pode realizar seus inves- medidas serão necessárias para proAgrobrasília para o segmento no Dis- timentos com maior segurança. Acre- mover a atividade da agricultura fatrito Federal, especialmente a agri- dito que as medidas já adotadas farão miliar? com que o processo de regularização LV - O Distrito Federal dispõe de cultura familiar? avance com a segurança necessária e uma das melhores redes de assistênLúcio Valadão - O agricultor famialcance todos aqueles que ocupam cia técnica e extensão rural do Brasil. liar do Distrito Federal e do Entorno puderam, na última edição da AgroBra- terras públicas rurais e enquadrem-se Esse é um bom exemplo a ser seguinos critérios legais do em outras regiões. Por outro lado sília, visitar o Espaestabelecidos. existem diversas políticas públicas ço de Valorização da para a agricultura familiar que podem Agricultura Familiar, JS - Região admi- ter a sua aplicação ampliada. Dois DF DISPÕE DE UMA onde estavam exnistrativa de grande exemplos disso são o Programa de postas diversas tecprodução agrícola, Aquisição de Alimentos e o Programa DAS MELHORES REDES nologias para produa cidade-satélite do de Alimentação Escolar. Em ambos é ção animal e vegetal, Paranoá possui ex- possível adquirir produtos diretamenDE ASSISTÊNCIA além produtos artetensas áreas de mi- te do agricultor familiar para atender sanais e da agroindúslho e soja, hortaliças as compras governamentais. Nesse TÉCNICA E EXTENSÃO tria. Além disso, foi e frutíferas como sentido, a Secretaria de Agricultura possível realizar nem a n g a e l i m ã o , está atuando para ampliar as compras RURAL NO PAÍS. UM gócios na área de além da pecuária diretas e dessa forma inserir um maiequipamentos e mábovina, suína e ca- or número de agricultores no mercaBOM EXEMPLO A SER quinas utilizando o prina, e da avicultu- do local. crédito do Pronaf ra... SEGUIDO Mais Alimentos, que LV - A região adJS - Qual é a sua análise sobre o é bastante favorável ministrativa do Paratexto do Código Ambiental que será aos agricultores familiares, pois financia noá possui grande parte das áreas ruapreciado pelo Senado? máquinas e equipamentos com juros de LV - O Código Florestal busca con2% ao ano. Nos diversos campos de- rais do DF. Nela está inserida parte monstrativos instalados estavam presen- da bacia do Rio Preto que possui mais ciliar os interesses ambientais e o uso tes técnicos da Emater-DF que apresen- de 120 mil hectares de terras e, em dos recursos naturais, especialmente tavam as explicações necessárias e ori- sua maioria, com grande aptidão para o solo, para a produção de alimentos. Em um País com a entavam os agricultores na aplicação das o desenvolvimento dimensão do Brasil e tecnologias em suas condições, bem de atividades agrop e c u á r i a s . N e s s a com suas peculiaricomo os custos envolvidos e os serviços N A REGIÃO DO área destacam-se a dades regionais e lonecessários. produção de soja, cais essa não é uma PARANOÁ ESTÁ tarefa fácil. AcrediJS – Segundo dados recentes do milho, feijão, hortaliças, a suinocultura, to que o debate para IBGE, O Distrito Federal possui INSTALADO UM a avicultura e a prose chegar a uma pro69% do território classificado como posta que promova zona rural e mais de 80% das pro- dução de leite. Além MOINHO DE TRIGO QUE a conservação e prepriedades têm menos de 20 hecta- desses cultivos e criações, destaca-se a servação ambiental, FARINHA DE PRODUZ res. No entanto, perdura ainda a a g r o i n d ú s t r i a . N a e adequada do ponfalta de regularização dos imóveis. TRIGO DE EXCELENTE to de vista da proO fato não emperra o desenvolvi- região está instalado um moinho de trigo dução, deve ser calmento do DF? QUALIDADE que produz farinha cada em parâmetros LV - O processo de regularização de trigo de excelentécnicos de forma a da ocupação das terras públicas rurais não comprometer o de propriedade do GDF já foi iniciado te qualidade. As propela Terracap e pela Secretaria de dutividades obtidas nas diversas ativi- meio ambiente para as próximas geraAgricultura. Já foram entregues diver- dades estão entre as mais altas do País ções e também trazer a sustentabilisos contratos de concessão de uso. e o nível tecnológico empregado é dade ambiental das explorações. Em geral, o agricultor é sensível à questão Essa é uma contribuição importante muito bom. ambiental, porém é necessário invespara que o processo de desenvolviJS – No contexto da capital fedetir mais em informação. mento rural avance. Com a ocupação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a aplicação da vacina contra o HPV (papilomavírus humano) em homens com faixa etária entre 9 e 26 anos. A medida foi aprovada após um estudo americano que comprovou que o uso da vacina pode reduzir em 90% os casos de lesões nas genitais masculinas. A infecção pelo HPV está relacionada a cerca de 40% dos casos de câncer de pênis e a 30% ou 40% dos casos de câncer anal em homens. Um estudo realizado no Brasil, México e Estados Unidos mostrou que 50% dos homens pesquisados têm o vírus HPV. A vacina contra o papilomavírus é aplicada em três doses e é recomendada para que garotos sejam imunizados antes do início da vida sexual. A vacina está disponível no Exame Medicina Diagnóstica.

ALERTA

PARA OS FUMANTES

O cigarro é a principal causa de mortes por doenças respiratórias no Brasil. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), de cada dez homens que morrem por enfisema pulmonar ou bronquite crônica, oito são fumantes e, de cada dez mulheres, seis óbitos são causados pelo tabagismo. No cenário mundial, a estimativa é maior ainda: só neste ano, o tabaco pode ma-

CORAÇÃO

tar quase 6 milhões de pessoas, entre elas 600 mil fumantes passivos. Os números não vão parar de crescer, alerta a Organização Mundial da Saúde (OMS). Até 2030, o cigarro pode tirar a vida de 8 milhões de pessoas ao ano. O fumo está relacionado à origem de tumores malignos em oito órgãos: boca, laringe, pâncreas, rins e bexiga, colo do útero e esôfago, além do pulmão.

FRAGILIZADO

A saúde cardiovascular feminina está mais frágil do que a dos homens. Uma pesquisa do Hospital do Coração (HCor) apontou que a incidência de infarto caiu nos homens, mas aumentou nas mulheres, uma estimativa de 3,8% em 2010. A American Heart Association (AHA) considera alguns fatores de risco, como as doenças autoimunes (lúpus e artrite reumatoide), complicações na gravidez (diabetes gestacional, hipertensão e depressão), uso de anticoncepcionais.

ATENDIMENTO

AOS PEQUENOS

Para a alegria das crianças e a tranquilidade dos pais, o Exame Medicina Diagnóstica conta com espaços dirigidos ao atendimento pediátrico, em ambientes coloridos, decorados e com muitos brinquedos. Nas unidades Asa Sul (716 Sul) e Sudoeste, o espaço é em forma de um castelo, com o objetivo de despertar a imaginação dos pequenos. Ao final de cada exame, a criança recebe um "Certifi-

cado de Coragem", kit com lanchinho e chocolate quente na cantina. Tudo isso para que os pequenos se sintam confortáveis e relaxados, e para que, distraídos, não pensem no medo da agulha. O espaço de atendimento infantil conta com profissionais experientes, que já trabalharam em área pediátrica de hospitais e possuem habilidade para realizar a coleta na primeira tentativa.

*Flávia Segatto é especialista em Patologia Clínica do Exame Medicina Diagnóstica. CRM 10.897/DF


C I D A D E

BRASÍLIA - DF, 6 A 12 DE JUNHO DE 2011

S EGURANÇA

CSI CANDANGA ADOTA TECNOLOGIA DE PONTA Com investimento pesado em sistemas eletrônicos, Instituto de Identificação da Polícia Civil do DF é visto como modelo dentro e fora do País O investimento total, cerca de R$ 25 milhões, abrangeu a compra de um sistema que se constitui por diversos acessórios, dispositivos, equipamentos, sistemas eletrônicos e computacionais (hardware e software), um sistema global. A partir desse equipamento, o I.I. realiza a captura eletrônica de imagens biométricas e coleta eletrônica de dados biográficos e de qualificação pessoal. Possui em seu arquivo digital todos os dados de todas as pessoas já identificadas no DF. Hoje, toda a identificação é feita digitalmente. Isso possibilita que os peritos em impressão digital possam utilizar dessa ferramenta de alta tecnologia para auxiliar a investigação criminal por meio da coleta de impressões digitais na cena do crime e posterior inserção desses fragmentos de impressão no sistema, com a busca em um banco de dados de aproximadamente 37 milhões de impressões digitais. Segundo o diretor-adjunto, Nadiel Dias da Costa, "dos trabalhos realizados no Instituto de Identificação, 90% são trabalhos técnico-periciais voltados para a área de identificação humana, as perícias papiloscópicas, necropapiloscópicas e de representação facial humana, apenas 10% do serviço hoje é referente à confecção de carteiras de identidade". A grande novidade é a nova ferramenta tecnológica, o Afis, que possibilitou um pulo nos resultados das perícias referentes à impressão digital. Antes o I.I. conseguia indicar à autoridade policial um suspeito em 3,5 % dos locais periciados. Hoje, atingimos a marca de 25% Uma média de 700% de crescimento no resultado de nossas perícias. Mas o equipamento não trabalha sozinho. Ele pesquisa um fragmento de local de crime, após ter sido trabalhado pelos peritos papiloscopistas, no banco digital do Instituto de Identificação, e traz ao perito os prováveis donos daquela impressão. É o perito que analisa

PRESOS

SÃO ACUSADOS DE ROUBO EM SÃO SEBASTIÃO

Dois homens foram presos na noite do dia 8, em São Sebastião, acusados de roubo. A vítima informou as características dos autores a policiais militares do Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL) que conseguiram prender os acusados nas proximidades dos bairros Tradicional e Vila do Boa. Com eles, os policiais encontraram um revólver calibre 32 usado no crime. Todos foram autuados pelo crime de roubo. Participaram da prisão: Cabo Mendes e soldados Queiroz e Reges com apoio do GTOp 41.

HOMEM

ARMADO EM FESTA JUNINA É PRESO NO PARANOÁ

Rede de dados da Polícia Civil: sistema constituído por diversos dispositivos e equipamentos

Na noite do dia 5, a equipe do Gtop 40 (Grupo Tático Operacional) do Paranoá recebeu uma ligação anônima, informando sobre um homem armado em uma festa junina, na Quadra 26, detalhando também as suas roupas. Os policiais militares foram a pé e conseguiram encontrar o suspeito. Com ele foi localizado um revólver calibre 38 com a numeração raspada. O homem foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. Participaram da ação: sargento P. Santos e soldados Uberlan e Rivaroli.

APREENDIDO

COM 500 GRAMAS DE MACONHA NO VARJÃO

Vários tipos de material também são periciados Perícia de representação facial humana o resultado da consulta e defi- portáteis, os PDAs (Personal perícia de representação facine, exatamente, de quem é o Digital Asistent) que é uma al humana que abrange o rededo que está presente numa espécie de computador por- trato falado, feito utilizando os arma, por exemplo, envolvida tátil. Ele compara as impres- softwares mais modernos, a num crime. sões digitais do suspeito com prosoprografia e arte forense. A outra novidade é o labo- o banco de dados da polícia, O instituto também é o resratório de perícias papiloscó- identificando a pessoa e pes- ponsável pelas perícias em picas, um investimento de quisando os mandados de pri- necropapiloscopia. Todos os mais de um milhão de reais são. Na prática a polícia vai cadáveres que entram no IML em equipamentos que permi- poder identificar pessoas con- são identificados pelo Institutem revelar impressões em denadas pela justiça sem pre- to de Identificação. Muitos materiais que antes passavam cisar levá-las à delegacia. casos de tentativa de fraudes despercebidas. Com esse equipamento a a seguros são solucionados por Todo e qualquer crime que polícia ganha em veracidade já essa seção que conta também tem corpo de delito é impor- que pode confirmar no local da com as perícias especiais, em tante, muitas vezes as pessoas abordagem a autenticidade dos cadáveres de difícil identificanão tem idéia de que um sim- documentos apresentados e ção, como por exemplo, carples carro furtado pode forne- em eficácia da diligência polici- bonizados. Muito importante cer informações muito impor- al, além de poder identificar fo- em acidentes de massa, devitantes para uma investigação. ragidos, diz o Ricardo Viana, do à necessidade da identifiJunto com esse equipamen- delegado da 4ª DP do DF. cação e destinação final dos to o I.I. está utilizando, nas Além da perícia referente corpos independente do estáoperações policiais, unidades à impressão digital, temos a gio de decomposição.

No início da noite do dia 5, policias militares apreenderam no Varjão aproximadamente 500 gramas de maconha com um menor que conduzia uma moto furtada. A apreensão ocorreu após abordagem em uma barreira policial (blitz) na Avenida Central da cidade. Após os policiais terem encontrado a droga, o adolescente disse que tinha furtado a moto no próprio Var-

jão. Ele ele teria adquirido a droga na área do Plano Piloto. O infrator, de 16 anos, que já tem cinco passagens pela DCA, foi autuado pelos atos infracionais análogos aos crimes de tráfico e furto. Participaram da ocorrência o subtenente Jurandir Marques, sargentos Israel Oliveira, Pereira, Paulo Leite, cabo Osmar Santos, soldados Ricardo, Lemos, M. Carvalho e Feitosa.

HOMEM

É DETIDO PORTANDO DROGAS NA ASA NORTE

Na manhã do dia 4, a equipe formada pelo sargento Amarildo e pelo soldado Silva Carvalho passava pelo eixo W da Asa Norte quando viu dois homens no interior de um Fiat Uno em atitude suspeita. Feita a abor-

dagem, os homens encontraram com o motorista quatro selos de LSD, duas porções de cocaína, uma porção de maconha e R$ 102. O condutor foi autuado por porte ilegal de substância entorpecente.

P OSSE

DF TEM NOVO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA No último dia 6, o governador Agnelo Queiroz deu posse ao secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Sandro Avelar. A cerimônia ocorreu no auditório da seccional Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF). "Sandro Avelar não deixa dúvidas de que a condução da Secretaria de Segurança Pública será exemplar. Ele tem experiência, dedicação, capacidade de diálogo e profundo amor pelo Distrito Federal", destacou Agnelo. "Os grandes desafios de sua gestão serão combater o tráfico de drogas e implantar o policiamento comunitário. Para isso, pode contar com nossa total confiança e terá toda a liberdade para desenvolver seu trabalho e preparar sua equipe", completou o governador. Em seu discurso de posse, Avelar afirmou estar consciente da importância da Secretaria de Segurança Pública para a população do DF. "Segurança pública é tarefa para profissionais e não para aventureiros. Essa determinação do governo para que busquemos inces-

santemente o profissionalismo deixa todos nós honrados", avaliou. "Vamos desenvolver um trabalho republicano sem apadrinhar ninguém e sem perseguir ninguém. Meu compromisso com esse governo é o de trazer de volta a paz social ao Distrito Federal", acrescentou Sandro Avelar. O secretário revelou ainda que a prioridade de sua gestão é atuar de forma integrada com o Judiciário, para evitar que falhas nas investigações dificultem a punição de criminosos. "Realizar um trabalho integrado e sempre dentro da legalidade torna mais eficiente as ações da Secretaria. É preciso dialogar e procurar um caminho comum, de consenso. Diálogo e transparência são características que nós vamos carregar o tempo todo", explicou Avelar. O presidente da OAB-DF, advogado Francisco Caputo, acrescentou: "Sandro se destaca pela sua postura ética, integridade, espírito democrático e pendão para o diálogo". A cerimônia, muito prestigiada, lotou o auditório da OAB com representantes da Polícia Federal, Ministério Público, Ju-

APREENSÃO ESPLANADA

DE CRACK EM PLENA DOS MINISTÉRIOS

Na madrugada do dia 9, por volta de meia-noite e meia, PMs do 6º Batalhão (Batalhão Esplanada) passavam próximo à Rodoviária de Brasília quando suspeitaram de duas pessoas que estavam no gramado. Ao se aproximarem, um deles (suspeitos) tentou despistar os policiais, jogando no chão três porções de crack. Após a abordagem, foi encontrado mais quatro pequenas pedras da droga, R$ 56,65 em espécie, duas facas com lâmina serrilhada e dois cachimbos artesanais para uso do entorpecente. Diante disso, os dois foram levados à 5ª DP, onde um deles foi autuado e o outro, liberado. Participaram da ocorrência: sargentos J. Silva, Jucelino e soldado Carlos Alves. Avelar: combate ao tráfico e policiamento comunitário diciário, além de advogados e representantes de órgãos da segurança pública do DF. Estiveram presentes na solenidade, o vice-governador Tadeu Filippelli, o secretárioexecutivo do Ministério da Justiça, Luiz Paulo Barreto, o vicepresidente da Câmara Legisla-

tiva do DF, deputado Dr. Michel, a procuradora-geral de Justiça do DF, Eunice Carvalhido, o juiz assistente da presidência do Tribunal de Justiça do DF, Eduardo Rosas, e os ministros Benedito Gonçalves e Hamilton Carvalhido, ambos do Superior Tribunal de Justiça.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA DE FUNDAÇÃO, APROVAÇÃO DE ESTATUTO, ELEIÇÃO E POSSE A Comissão Pró-Escola de Formação Política Florestan Fernandes, convoca todos o interessados na temática formação política para ASSEMBLEIA DE FUNDAÇÃO DA ESCOLA DE FORMAÇÃO POLITICA FLORESTAN FERNANDES, no dia 27 de junho de 2011, no Auditório da CUTDF, SDS, Ed. Venancio IV, Sub-Solo, às 19 horas em primeira e única convocação com a seguinte pauta: 1 – apresentação dos objetivos da Escola; 2 – aprovação dos estatutos; 3 – eleição da primeira diretoria; 4 – posse da diretoria eleita; 4 – aprovação da contribuição social e, 4 - plano bianual de gestão. Assina: José Luiz do Nascimento Sóter, pela Comissão Pró-Escola de Formação Politica Florestan Fernandes José Sóter Coordenador Executivo Abraço Nacional Secretário Geral FNDC 61-99648439


ESTADO

BRASÍLIA - DF, 6 A 12 DE JUNHO DE 2011

L EGISLATIVO

GOIÁS EM FOCO

POR MARINA DURÃES

LDO

DEVERÁ SER APROVADA EM JUNHO

Relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que deverá ser aprovada ainda neste mês, no mais tardar no início de julho, o deputado estadual Lincoln Tejota (PTdoB) manifestou a sua convicção de que o Plano Plurianual (PPA) para 2012-2015 será bastante eficiente. "Quero cumprimentar desde já o secretário de Gestão e Planejamento, Giuseppe Vecci, pelo trabalho que vem realizando com vistas à adequação do PPA goiano ao PPA federal". Para Tejota, são im-

portantes as ações de Vecci com vistas à elaboração dos programas que farão parte do PPA do Estado para 2012-2015.

RECADASTRAMENTO I

Foi assinado na tarde de quinta-feira, dia 9, no Auditório Costa Lima, na Assembleia Legislativa o acordo de colaboração firmado entre a Assembleia e o Tribunal Regional Eleitoral, para a instalação de mais um posto de atendimento ao eleitor para o recadastramento biométrico. Assinaram o acordo o presidente do TRE, desembargador Rogério Arédio Ferreira e da Assembleia Legislativa, deputado Jardel Sebba.

RECADASTRAMENTO II

Chefe do Executivo goiano recebeu no Palácio das Esmeraldas para um almoço o colegiado de presidentes de assembleias

MARCONI PERILLO APOIA UM PARLAMENTO FORTE Governador de Goiás reconheceu a importância do legislador e garantiu apoio institucional e pessoal à luta pelo fortalecimento do Poder No último dia 9, o governador Marconi Perillo recebeu no Palácio das Esmeraldas, para um almoço de confraternização, o presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, Luiz Schafer Tchê (PDT-RN), e o colegiado de presidentes das Assembleias Legislativas de oito Estados. Os deputados foram liderados pelo presidente do legislativo goiano, Jardel Sebba (PSDB). O senador Cyro Miranda (PSDB) também prestigiou o encontro. Os políticos estão em Goiânia para participar da 14ª Reunião do Colegiado dos Presidentes das Assembleias Legislativas. Em sua saudação, o governador reconheceu a importân-

cia da atuação parlamentar e garantiu apoio institucional e pessoal à luta pelo fortalecimento do Legislativo. "Nos últimos anos foram suprimidas muitas ou quase todas as autonomias do Legislativo. Eu fui senador e vi cada prerrogativa se esvair pelos nossos dedos ao longo dos quatro anos em que lá estive", afirmou. O governador lembrou aos deputados a necessidade do que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) chama de "refundação da federação", lembrando que a União retém hoje 73% dos impostos e repassa aos Estados e municípios apenas 27%. "Peço apenas aos senhores deputados que, ao lutar por maior autonomia do

Legislativo, não se esqueçam de trabalhar também por maior autonomia, especialmente financeira e fiscal, para os Estados", enfatizou. Marconi falou do respeito que nutre pelo Legislativo e lembrou com carinho os três mandatos legislativos já exercidos (deputado estadual, federal, e senador). "Conheci os dois lados e sempre procurei valorizar o Legislativo. E é importante fazê-lo agora, quando estou em condições de apoiar sua luta por independência". O governador frisou que tão logo soube da visita dos parlamentares a Goiás fez questão de recebê-los no Palácio das Esmeraldas e lembrou a todos seu bom relacionamento e o reconhecimento

da base aliada, bem como o carinho e amizade pessoal que mantém com o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Jardel Sebba. AUTORIDADES - Estiveram presentes o presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais e deputado estadual do Acre, Luis Tchê (PDT); o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais e presidente do Colegiado de presidentes de Assembléias Legislativas do Brasil, deputado Dinis Pinheiro (PSDB); e os presidentes da Assembleia Legislativa do Maranhão e Pernambuco, deputados Arnaldo Mello (PMDB) e Guilherme Uchôa (PDT), respectivamente, entre outras autoridades.

E NERGIA

HOMENAGEM

QUER TOMBAMENTO DEFINITIVO DA U SINA DO J AÓ Durante a solenidade, arquitetos da Celg apresentaram um vídeo mostrando a atual situação da usina e uma maquete eletrônica de como será o museu. O vicegovernador e presidente da Celg,, José Eliton Figuerêdo, pontuou que a Usina do Jaó é pioneira da pedra fundamental de Goiânia. "O tombamento definitivo e criação do Museu da Energia resgata a memória relacionada à energia e setor energético. Essa iniciativa transfere para gerações futuras o legado cultural e histórico de Goiás", argumentou. Ele informou que a Celg é parceira neste projeto.

Eliton (esq.): usina é pioneira da pedra fundamental de Goiânia

gador acredita que identificação biométrica do eleitor é uma forma completamente segura para se evitar fraudes, pois as impressões digitais são únicas. "Com essa nova forma de identificação, o processo eleitoral se tornará totalmente informatizado, de ponta a ponta, além de seguro", ressaltou.

A JOSÉ

ELITON

O vice-governador de Goiás e presidente da Celg, José Eliton Figuerêdo, será homenageado neste sábado, 11, às 14 horas, no aniversário de cinco anos da ONG+Ação. O evento acontece na Assembleia Legislativa. Segundo os organizadores, este é um reconhecimento pelos relevantes serviços prestados por José Eliton às atividades desenvolvidas pela organização. Ele vai receber um certificado de voluntário e uma placa personalizada de agradecimento.

NOVA

ABORDAGEM DO PLANO

O Plano Plurianual 2012/ 2015 do governo estadual, que começa a ser elaborado, deve ter uma nova abordagem, que prevê foco no cidadão e nos resultados. A recomendação foi feita pelo secretário de Gestão e Planejamento, Giuseppe Vecci,

ENTREGA

durante reunião com representantes dos órgãos estaduais, no auditório do 9º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira. A reunião foi o primeiro passo para a elaboração do Plano, que deve ser encaminhado à Assembleia até o dia 30 de agosto.

DE VIATURAS NO INTERIOR

Representando o governador Marconi Perillo, o deputado estadual José Vitti (PRTB) realizou, no último dia 3, a entrega de 13 viaturas para a 5ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), que

SENADORA

C ELG

A Celg D e o Ministério Público aguardam parecer da Agência Goiana de Cultura Pedro Ludovico TeixeiraAgepel para a transformação da Usina do Jaó no Museu da Energia. Foi assinado na manhã do dia 9 um documento pedindo o tombamento definitivo do local, que representa um marco histórico de Goiás. O evento ocorreu na sede do MP em Goiânia. O chefe de gabinete da Agepel, Ney Borges, informou que a partir de agora será realizado estudo técnico sobre a unidade e a solicitação de tombamento vai ser encaminhada para o Conselho Estadual de Cultura. É o conselho que emite parecer sobre o assunto e em seguida o encaminha para a sanção do governador. O projeto final do museu será apresentado pela Celg, assim que esse processo seja concluído. O acervo da nova unidade cultural também será fornecido pela empresa. A Usina do Jaó, conhecida como Usina de Força, forneceu energia elétrica entre os anos de 1937 e 1945. Ela foi fundamental para a transferência da capital goiana da cidade de Goiás para Goiânia. Em 1945 uma enchente do Rio Meia Ponte a destruiu. Embora esteja em ruínas, a central hidroelétrica manteve sua estrutura em bom estado. A construção possui o estilo arquitetônico art nouveau.

O presidente do TREGO comemora o fato de Goiânia ter sido escolhida pelo TSE para o recadastramento biométrico dos eleitores. "É um reconhecimento e uma grande honra, para nós. Os goianos devem comemorar este fato histórico e nos ajudar neste desafio," ressaltou. O desembar-

usará os veículos no patrulhamento ostensivo urbano nos municípios de Indiara (5), Acreúna (4), Edéia (2), Edealina (1) e Jandaia (1). A solenidade ocorreu em Indiara, beneficiada com cinco viaturas.

CRITICA

A senadora Lúcia Vânia (PSDB) afirmou que a Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), recriada pelo governo federal, está completamente esvaziada. "Após anos e muito esforço pela sua recriação e pela garantia de fundos orçamentários que possibilitassem seu res-

SUDECO

surgimento, somos surpreendidos por um decreto que cria uma Sudeco estruturalmente deficiente e operacionalmente limitada", salienta a senadora, relatora da reativação nas Comissões de Desenvolvimento Regional e Turismo, de Assuntos Econômicos e de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado.


PUBLICIDADE

BRASÍLIA - DF, 6 A 12 DE JUNHO DE 2011


Jornal das Cidades Edição 158