Issuu on Google+


Atitudes Nobres "

!

!

"Nenhum credo além de Cristo; Nenhum livro além da Bíblia" Depoimentos de ex alunos da Escola da Bíblia na Vila Guilherme em comemoração aos 10 anos de atividade.

Organização da Obra João Cruz, professor da Escola da Bíblia www.escoladabiblia.net


Sumário "

!

!

Depoimentos..............................................5 Pedi Por Razão .........................................7 Deus Fala Comigo ................................17 Eu Descobri A Verdade......................29 Por Um Descuido..................................43 Eu Já Sou Religiosa..............................47 A Escola da Bíblia.................................53 Um Convite à Restauração.............59


Depoimentos "

!

!

Olá, é com grande prazer que compartilhamos com você alguns depoimentos de alunos e ex alunos da Escola da Bíblia. Estes depoimentos concedidos foram e transcritos na íntegra, excetuando-se as correções. Quatro ex alunos da Escola da Bíblia abrem o coração e contam sobre si mesmos, seu passado religioso, o encontro com a Palavra de Deus na Escola da Bíblia e incentivam outros tanto a estudarem a Bíblia como colocar em prática o que aprenderam. Os depoimentos foram tematizados de acordo com o conteúdo dos mesmos. O irmão Haroldo, atualmente morando em Taubaté, foi respondido por Deus e lhe concedeu razão. É um testemunho forte e edificante. As irmãs Eliane e Silene falam da experiência de terem passado por várias denominações sem encontrar a verdade da Palavra nem nos ensinamentos nem tampouco nas ações dos religiosos. Na Escola da Bíblia elas encontraram tudo o que estavam buscando e muito mais. Finalmente o irmão Fábio Vasconcelos fala sobre o seu encontro com a verdade como na parábola que Jesus


Uma Atitude Nobre

conta sobre um homem que encontrou um tesouro de grande valor e se desfez de tudo para conquistar o maior tesouro de todos. O Fábio também fala sobre o seu progresso no evangelho, de aluno a professor da Escola da Bíblia. Finalmente eu mesmo conto mais uma história. Ela começa com a minha mãe e a história dela abençoou e abençoa muitas famílias. Oramos para que estes exemplos vivos apresentados ajude você a identificar-se com estas experiências reais de vida e venha procurar as respostas na Palavra de Deus estudando na Escola da Bíblia. Esta obra é incompleta, pois gostaria de contar também a sua história de encontro com a verdade libertadora que está em Cristo Jesus. Sei que você gostaria de fazer a vontade de Deus, para tanto, precisa conhecer a doutrina. Venha para a Escola da Bíblia ver se falamos da parte de Deus ou de nós mesmos (Jo 7:17; 8:32). Aceite o desafio, venha e veja…

6………


Pedi Por Razão "

!

!

Meu nome é Haroldo Luis dos Reis, tenho 45 anos e hoje sou uma pessoa realizada porque mudei a minha vida. Quer dizer, quem mudou a minha vida foi Cristo. Tive um problema muito sério com álcool, vivi mais de 25 anos no alcoolismo, nas drogas e na prostituição. Hoje, como disse, sou uma pessoa realizada porque encontrei Cristo, o verdadeiro Cristo. Não digo numa igreja, porque para mim não é uma igreja que é o certo. Pois no mundo procuramos conhecer várias igrejas, mas hoje busco conhecer Cristo, esta é a minha finalidade, este é o meu objetivo: conhecer a Cristo e o que Ele quer que eu faça para que eu possa viver mais feliz ainda. Na minha vida do alcoolismo e drogas, eu vou contar desde o começo. Eu tive uma família muito conturbada. Meu pai bebia, minha mãe jogava baralho, enfim, era uma vida muito complicada. Eu comecei a minha vida com o alcoolismo, quer dizer, não só com o alcoolismo, mas eu comecei a conhecer as drogas e prostituição com 13 anos de idade. Fumei por causa do meu ambiente, dos amiguinhos, meus pais fumavam. Eu


Uma Atitude Nobre

estava influenciado pelo meu meio, achava que tinha que ser igual àquelas pessoas. Aos 13 anos me prostituí e peguei uma doença venérea de uma mulher. Hoje agradeço a Deus que não era AIDS, porque eu estaria morto. Eu achava que era dono do meu nariz. Eu me aprofundei porque relaxei e conhecia um Cristo de parede, de barro de porcelana, como a minha própria família conhece até hoje. Não conhecia aquele Cristo do qual eu falei no começo para vocês. Este foi o Cristo que me libertou. Graças a Deus fazem 5 anos que parei de beber e, na minha vida no alcoolismo eu cheguei, como muitas pessoas dizem, no fundo do poço. Porque eu cheguei a beber dois litros de pinga por dia, cheguei a beber álcool com água, perfume; cheguei a morar em baixo de ponte, passei em albergues, fui preso. Cheguei a casar, mas a minha vida não tinha uma sustentação, um elo de buscar ser feliz e não tinha um objetivo. Perdi minha esposa. O único objetivo era o momento, a algazarra, a vida passageira. Até os meus 35 anos eu vivi para mim não tendo um objetivo de vida e, graças a Deus, tinha dentro do meu coração, mesmo que de uma forma errada e que eu mesmo não conhecia. Mesmo assim sempre busquei a Cristo. Por que de uma forma errada? Porque eu passei por 11 casas de recuperação evangélicas, pentecostais que não pregam o verdadeiro Cristo que eu hoje busco estudando, tendo consciência de quem é Cristo. Não é aquela emoção, mas hoje, verdadeiramente, eu procuro viver a Cristo mesmo com todas as dificuldades com todos os meus erros. Na questão do álcool, que me prejudicou por minha vida toda, graças a Deus foi numa casa de 8………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

recuperação, mesmo pregando de maneiras erradas, dentro de mim acredito que Jesus sabia o que eu buscava e precisava. Por isso fazem 5 anos e meio que deixei de tudo aquilo. Não foi fácil! É muito triste como se vê por aí. Ver pais de famílias, pessoas jovens, pessoas de idade nas ruas. Eu vivia desta maneira, não tinha objetivos. Hoje, graças a Deus, eu tenho muita coisa. Tenho minha casa, meu carro, uma situação financeira estável. Tenho o principal: dignidade e respeito por mim mesmo. Mas quando você está no alcoolismo, drogas e prostituição, você não tem moral, não tem respeito por si mesmo. Para conseguir isso, foram mais de 10 anos da minha vida lutando, dando tristezas, não só a minha tristeza, não via a minha mãe chorando, mas o meu irmão, que via esta situação, um dia me perguntou: “Por que você não morre? Porque pelo menos você dá desgosto para a mãe uma vez só”. Então, hoje, olhando para trás, tudo que passou, toda tristeza que não via, mas vivia, dou graças a Deus. Muitos conselhos, não ouvia, hoje se ouve a palavra de Deus e diz-se que não entende, que é complicado. Nós não queremos ver, não queremos ouvir, são muitas desculpas. Complicados somos nós que não queremos aceitar, não queremos ver que a verdade é uma só e essa se chama Cristo. Quando você se entrega ao álcool, quando você se entrega a sua própria vidinha, seu próprio umbigo, então as coisas ficam mais difíceis. Mas quando você vê que tem um Deus que te criou e te deu uma vida, não vai pela conversa que muitos falam. Tem muitas coisas que não conhecemos ou reconhecemos e por isso falamos besteira por causa disso. Digo, então, de experiência própria: se você quer conhecer, experimentar uma vida no álcool, nas drogas, não faça essa besteira. Não experimentem. Quem quer se livrar, eu ………9


Uma Atitude Nobre

consegui. Lutem! Sejam perseverantes, batalhem. Porque se você não fizer, ninguém vai fazer por você. Não foi fácil, pois, como disse, estava fundo nisso. Nas drogas, cheguei a fumar maconha, crack, cheirar cocaína. É para onde os vícios levam uma pessoa. Tudo o que eu sonhava foi destruído pelo álcool, pelas drogas. Eu não tinha motivação. Passei vários perigos de morte. Apanhei várias vezes e precisei até ser hospitalizado. Vi a morte. Deus me livrou tantas vezes que eu nem sei. Até tentaram colocar fogo em mim alcoolizado. Eu não tinha significado na vida. Não dava valor a nada. Perdi muita coisa, mas hoje talvez eu possa ajudar as pessoas com o que eu passei. Nada do que aconteceu comigo importa, importa que eu aprendi. Se foi triste, já passou. Hoje agradeço porque Deus, nos momentos mais tristes, estava comigo. Eu não tinha consciência, mas hoje eu tenho e posso agradecer. Se alguém ainda se acha dono do seu nariz, como eu pensava, tome cuidado. A coisa mais específica que me fez mudar foi que Deus é quem arrumou um jeito de me colocar nos trilhos. Quando ouvi sua palavra, amei. Tinha dentro do meu coração que Deus era meu pai, que me amava. Alguns pensam que simplesmente tomei vergonha na cara, mas eu olhei para mim mesmo, lá do fundo do poço, e falei: chega! Foi um ultimato. Falei com Deus: “Senhor, esta é a 11º casa de recuperação que passo, fazem mais de 20 anos que vivo sofrendo. Tenho certeza que tudo de maravilhoso que fez, não foi para eu sofrer a vida inteira. Então, se for para eu sair daqui, desta casa de recuperação, para sofrer mais uma vez, que eu não acorde amanhã cedo. Me ajude”. Eu 10………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

estava em cima do monte, orando e jejuando a Deus. Eu também pedi por razão e não só emoção. Eu não pedia com fé antes, eu não queria resolver, mas agora vejo que naquela ocasião, eu pedi com fé. Eu cheguei a um ponto de acreditar que nunca mais pararia de beber. Acreditava que eu morreria numa sarjeta. Hoje, graças a Deus, estou livre. Nunca mais tive vontade de beber. Confesso que ainda tive vontade de fumar, mas ficou só no pensamento. Quando eu era viciado, ficava muito angustiado, mas também não tinha paz de espírito. Antes só o cheiro da bebida em alguém me dava vontade. Eu acredito que fui curado. Tô limpo! Hoje tenho um cunhado que tem bar e para ir na casa da minha mãe eu tenho que passar por dentro do bar. Graças a Deus não sinto mais vontade. Antes se o bar ficasse 10 km de distância, eu ia mesmo à pé. Mas tudo foi graças a Deus. Hoje o cigarro e o álcool me dão náuseas. Mas quando se está dentro disto tudo, fica impregnado. A luta é muito dura. É claro que tem muita gente que não tem Cristo e tem casa, emprego, dinheiro, mas ter coisas não é o meu objetivo. Hoje, uma coisa que sei é que fazem 5 anos que estou vivendo, que nasci de novo. O Meu Passado Religioso Minha vida foi uma bagunça. Conheci, como de praxe, santos para cá, santos para lá. Minha avó, avô, mãe, todos eram devotos de santos. Meu avô ficou no meio termo, era da Adventista. Conheci muitas igrejas, conheci a ………11


Uma Atitude Nobre

umbanda e hoje vejo umas coisas estranhas nos rituais das igrejas mesmo a católica e pentecostal. Na umbanda eles usam muito espiritismo, que o espírito fala tal coisa, vai abençoar. Nas igrejas pentecostais eles dizem que é o Espírito Santo. No meu entender Ele de fato ele fala só que em cima da Palavra de Deus. Hoje muitos usam como pretexto falar pelo Espírito Santo para dar novas doutrinas. O Espírito Santo é a Palavra de Deus, isto é, o Novo Testamento, e não novas doutrinas. O homem com seu intelecto faz misturas e a própria Bíblia explica isso. Foi quando vi que tinha várias coisas erradas. Nas 11 casas de recuperação que passei, todas evangélicas, todas têm sistemas próprios. A única coisa similar entre elas é que pregam muito o Velho Testamento. Eles dão mais doutrinas humanas. Tiram a passagem do contexto para pregar e dizem que foi Deus quem disse. Sei que se pegar um trecho, você acaba fazendo coisas erradas. Eles não pregam todo o Velho Testamento, pois há castigos prescritos por ele que eles não adotam. Notei que ninguém quer viver Levíticos e Deuteronômio. Buscam leis subjetivas para as mulheres não cortarem o cabelo, para o homem andar de terno e gravata mesmo no calor. São doutrinas humanas, parece um farisaísmo. Reconheço que todas aquelas emoções apresentadas, as músicas tocadas, tudo é muito gostoso, doce, mas será que é aquilo tudo o que Deus quer? Fiz campanhas de jejum, de madrugada, mas nada foi um milagre sobrenatural, ele abençoou meu esforço. A gente tem é que buscar a perfeição e ser santo, sim. Qualquer que busca os seus objetivos, alcança. Eu não tenho uma certeza 12………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

sobrenatural, a minha certeza de que o que eu estou fazendo agora é a paz que sinto em Cristo. Dentro das denominações que passei, sentia um desconforto e de que alguma coisa não estava certa. Quando você está parado, fora dos cultos, músicas e ambientes que eram criados, tudo era muito humano, só coisa material, não fala muito sobre o espiritual. Não me importa ter carro zero. A Escola da Bíblia na Minha Vida Conheci a Escola da Bíblia de uma forma engraçada. Tinha um rádio velho e naquele auge religioso queria ser pastor, missionário, fazer um curso de teologia, ainda hoje quero evangelizar, mas hoje compreendo que precisamos saber ler a Bíblia antes disso. Estava em casa com meu radinho velho, estava fazendo um curso de evangelismo numa igreja na Av. Guapira, cheguei mais cedo em casa o rádio pegava muito mal. Ouvi sobre a Escola da Bíblia1 , anotei o número, e ouvi o programa meio por cima. Fui no escritório da Escola da Bíblia e conheci o João e o Fábio, professores da Escola. Pensei que era uma igreja pentecostal também, nem tinha ideia. Eu não tinha nenhum discernimento entre as muitas denominações. No meu pensamento, Cristo é um só e não tinha que ter separação em denominações, placas, sociedades. Deveríamos ter só Cristo e nós deveríamos ser a igreja. Hoje ve-se que há uma disputa por igreja tal, 1

Naquela época havia um programa chamado: “A Escola da Bíblia no Ar” de Maio de 2006 a Janeiro de 2007. ………13


Uma Atitude Nobre

missionário, pastor, etc. Cristo é a cabeça e nós os membros. Eu não sabia nem o que era denominacionalismo. Cada um tem sua regra, doutrinas, estatutos e muita coisa humana. Estava com um pé cá e outro lá. Comecei a fazer os cursos, fui frequentando e os meus olhos foram abrindo. Quando pedi a Cristo por razão e não emoção, eu comecei a ser respondido na Escola da Bíblia. Como eu disse um dia numa vinheta do rádio do programa da Escola da Bíblia e muitos acharam engraçado: a Escola da Bíblia não tem firulas. Muitos querem coisas sobrenaturais, mas não podem entender. Deus quer que entendamos através de coisas simples e não pelo sobrenatural e ficção científica. A Palavra foi escrita de uma maneira simples e não sobrenatural. Os Estudos na Escola da Bíblia Tudo tem seu começo, meio e fim. Levou um tempo para eu degustar os ensinamentos. É como se estivesse com tanta porcaria no estômago, que precisei tempo. Eu achava, no começo, que os estudos eram até muito rápidos. Eu estava acostumado a ficar até quase duas horas ouvindo o pastor na denominação, mas comecei a ver que na Escola da Bíblia era bem objetivo, era um ponta pé inicial. Os pastores que ouvia falavam de si mesmo. Na Escola da Bíblia falava da Palavra de Deus. As pessoas são diferentes, mas como eu vinha do catolicismo, umbanda, pentecostalismo, demorou um pouco para eu chegar. A gente quer saber mais, aí fora foram me enrolando. A pessoa vai falando e elas vão usar isso como fazem os 14………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

adivinhos. Muitos religiosos são tão perseverantes no erro e isto os leva a fazer loucuras. Eu tinha pedido por razão e aprendi na Escola da Bíblia a ser objetivo na Palavra. Falar onde a Bíblia fala, como dizem. Quando se fala de si, claro que se fala muito tempo. Na Escola da Bíblia não falavam sobre opiniões e sim da Palavra, por isso a objetividade. A gente tem que levar tempo é para meditar e não só falar. Encontrei a objetividade não do homem, mas de Deus. Isso me transformou. Hoje se eu sentar para assistir um culto daquelas igrejas que eu ia, vou sentir como se houvessem formigas e não vou conseguir ficar 5 minutos lá ouvindo. É muito sobrenatural criado pelo homem. Hoje eu não consigo assistir uma novela, é muito humano. Vejo a mesma coisa naqueles ensinamentos que colocam no pedestal o homem. Hoje se fazem muitos ‘shows’. Show �� coisa de homens. Incentivo Gostaria que qualquer pessoa que realmente quer aprender procurem a Escola da Bíblia. Na parábola do semeador vemos que o semeador saiu a semear e uma parte caiu a beira do caminho e as aves vieram e levaram a semente. As aves representam nosso inimigo. Pode ser uma pessoa que se diz de Deus e não quer que você estude a Bíblia. Muitos lêem a Bíblia, como um pastor amigo meu, e não se perguntam sobre estas diferenças de caminhos. Ele ………15


Uma Atitude Nobre

muda de igreja e parece que o ministério dele é esse, mudar de igreja. Por que não questiona sobre estas diferenças entre todas as denominações. Hoje aprendi, na Escola da Bíblia, que existe sim um caminho, uma verdade e uma vida e isto está só em Jesus.

16………


Deus Fala Comigo "

!

!

Meu nome é Eliane, sou casada com Francisco, tenho uma filha de 7 anos. Vim de Maceió para São Paulo fazem 5 anos e não pretendo voltar para lá. Gosto de morar aqui. Meus pais não tinham religião, foi difícil, porque nunca foram de sentar para falar de Deus ou uma crença qualquer. Só a minha avó que era religiosa quando eu tinha uns 8 ou 9 anos. Nunca gostei de imagem, reza e coisas assim, desde pequena. Ia com a minha avó na igreja dela, era uma igreja pentecostal e eu tinha medo principalmente quando eu via as pessoas se manifestarem, mas foi onde eu comecei a ouvir falar de igreja e alguma coisa de Deus e ter contato com pessoas que falavam de Deus. Depois, na minha adolescência, não fui a nenhuma igreja mais. Quando eu tinha cerca de 17 anos, eu fui numa outra igreja com uma vizinha. Eu já namorava com o Francisco e nosso namoro era muito atribulado. Lá aceitei Jesus levantando a mão, fizeram uma oração “em mim” e assim já era considerada como parte do corpo de Cristo daquela denominação. Fiquei lá por 3 meses.


Uma Atitude Nobre

Lá eu frequentava as reuniões, só que chegou um tempo em que não dava para eu ficar mais porque toda vez que eu ia lá as pessoas chegavam me oferecendo roupas. Eles queriam mudar só o meu exterior. Nunca ninguém falou da palavra de Deus para mim, nunca me ensinaram da Palavra, o que eu sabia da Palavra era só o que era pregado lá no púlpito enquanto a gente estava lá. Muitas vezes que eu estava lá, eles começavam falar em línguas estranhas, eu até gostava e queria sentir o que eles sentiam, mas nunca senti. Eu ficava triste porque queria falar em línguas, queria ser como eles e eu não era. Assim deixei de ir e fui me afastando, afastando, até que, como dizem eles, me desviei. Depois eu comecei ir numa outra denominação. Eu já morava com o Francisco, não era casada, mas já morava com ele. A mãe dele frequentava uma outra denominação e lá eu ia junto com ela, pois ela precisava de uma pessoa para se apoiar enquanto andava e tinha que trazer ela de volta também. Assim eu ficava lá escutando e ouvi mais um pouco da Palavra de Deus. Eu já tinha o desejo de saber mais da Palavra de Deus. Eu lia a Bíblia e não entendia e passei muito tempo sem entender. Eu gostava de ouvir e aprender, naquele tempo achava que era certo o que eles estavam falando para a minha vida, pois eu não conhecia o que a Palavra de Deus falava realmente. Eu nunca tinha estudado. Aquela igreja também não oferecia um estudo. Ainda numa outra ocasião, conheci um casal e cheguei a frequentar a igreja deles e apresentei minha filha depois do seu nascimento. Fui algumas vezes mas não me 18………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

identifiquei. Fiquei sem frequentar até que cheguei em São Paulo. Chegando conheci a família do Francisco que são católicos até hoje e assim conheci a igreja católica. Eu não conhecia, só ia em casamentos. Tinha ido uma vez e achei muito estranho, me senti muito mal, tinha muita imagem, não me identificava desde pequena de ficar falando com imagens. Lembro até hoje que tinha uma estátua bem grande representando Jesus bem de frente para as pessoas e eu não conseguia levantar a cabeça e ficar vendo, me sentia mal. Fui duas vezes com a tia do Francisco, não estava me sentindo bem e não fui mais. Conheci uma outra igreja aqui em São Paulo que até hoje não sei o nome dela. Era num local bem escondido, no porão. Conheci através de uma pessoa com quem trabalhava. O casamento estava bem atribulado e eu fui para aquela denominação e minha vida complicou-se mesmo, ficou de cabeça para baixo, o que não estava bom, ficou pior. Aconteceram coisas que poucas pessoas sabem até hoje. Graças a Deus, isto é passado e aprendizado que passei. Naquela denominação escondida, tive uma confiança entre eu e Deus, mas era o Deus daquela igreja. Eu confiei na pessoa, era uma pastora, a denominação era totalmente dirigida por uma mulher. Era uma igreja que se dizia pentecostal. Eu comecei a andar lá, meu casamento estava todo destruído, meu marido estava com problemas de dependência química, a gente não se relacionava bem e através do que eu estava passando com ele, não tinha mais carinho, afeto. A gente brigava, se ‘esculhanbava’, a gente só não chegou a se agredir. Eu não tinha maldade para com ………19


Uma Atitude Nobre

ele, o amava e queria só criar minha filha, mas não tinha condições por causa das palavras que falamos um ao outro, através das atitudes, foram muitas mágoas. Nisso um homem de onde eu trabalhava começou a me paquerar e cheguei a sair com aquela pessoa. Falei isso para a pastora daquela denominação. Fui para a igreja tentar um casamento, tentar ver como Deus iria me ajudar. Pensava que estar na igreja Deus iria ajudar, porque desde os 13 anos que namorava com o Francisco, já estava com 25 anos de idade e todo este tempo vivendo juntos, eu não queria separar, mas a situação que a gente estava, não tinha como conviver, não tinha respeito. Conviver com aquela pessoa sabendo que o que aquela pessoa falava para você não tinha como ficar do lado dela mais. Depois de chegar ao ponto de sair com outra pessoa, coisa que nunca pensei em fazer… O meu primeiro namorado foi o Francisco, eu não tinha conhecido outro homem. Cheguei a me confessar com a pastora que isso aconteceu na minha vida e falei de tudo o que estava acontecendo no meu casamento, no meu relacionamento com o Francisco, morando juntos. A pastora falou que Deus ia tirar o Francisco da minha vida porque Deus não queria ver a mulher sofrendo e que Deus ia preparar o homem para mim. Quando comecei a falar do meu casamento, sobre aquele homem que nem tinha contato mais, já tinha evitado, pois tinha medo e aquele homem era casado. Nem pensava em ter um casamento, morar junto com aquela pessoa. Indo naquela denominação, falando da minha vida pessoal, do meu casamento e falando daquele homem para a pastora, ela falou para eu ir atrás daquele homem casado, porque Deus estava me dando aquela pessoa. Estava só confessando um erro, sabendo que tinha feito uma coisa errada e ela se 20………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

aproveitou para dizer que era Deus que estava me dando aquela pessoa para tirar o Francisco da minha vida. E eu confiei nisso. Hoje não gosto nem de falar porque eu tenho vergonha de tão ‘burra’ que eu fui. Eu não me acho muito inteligente, mas chegar ao ponto de ver que eu fui tão ‘burra’ porque ele era uma pessoa casada e achar que era Deus que estava me dando? Eu confiei porque achava que Deus pode fazer tudo, que ia separar ele da sua mulher e dar a mim. O meu pensamento era esse, que eu ia ser feliz, não que estivesse amando, apaixonada, jogando tudo para o ar, mas é que eu achava que estava confiando em Deus, da forma que estava entregando tudo ali. Estava confiando numa pessoa que se dizia religiosa, uma pessoa crente, que dizia transmitir tudo de Deus, eu não a via de outra forma por não conhecer a Palavra de Deus, então eu confiei. E eu fiz tudo o que ela mandou eu fazer. Fui atrás, me relacionei, cheguei a gostar daquela pessoa. Deus tirou o Francisco da minha vida, não suportava o Francisco perto de mim nenhum momento e fui ficando com um sentimento cada vez mais terrível. O sentimento que tinha pelo Francisco era no máximo como uma mãe, uma amiga, mas como mulher eu não tinha mais sentimento por ele. Chegou a separação, ele foi morar num lugar e eu com meus pais. Foi nesta época que descobri que a tal pastora não era uma pessoa de Deus. Ela era estelionataria, ela usou meus cartões de crédito, fez compras. Meus documentos, CPF, RG, estavam nas mãos dela, me fez fazer empréstimo e até hoje devo no banco por causa dela, ela enganou outras pessoas também e comecei a juntar uma coisa com outra e notei que ela não agia conforme Deus. Fiquei muito mal quando descobri. Já estava separada, tinha começado um ………21


Uma Atitude Nobre

relacionamento com uma pessoa casada e que continuava casada. Foi muito complicado porque desabou tudo, perdi tudo o que já não tinha por causa dela. Percebi muitas outras coisas. Como Conheci a Escola da Bíblia E uma vez até falei para ela: - Irmã, ali tem estudo gratuito - era a Escola da Bíblia. Ela falou: - Ali não, ali não pode porque eles são seita, mas lá em Santana tem uma escola Batista que dá curso com uma pequena taxa. Na verdade naquela denominação que era uma seita. Foi lá que comecei uma amizade com a Silene, mas também foi lá que fomos enganadas. Era eu e a Silene, uma amiga que frequentava lá também, mas a pastora não deixou a gente estudar na Escola da Bíblia. Depois que me afastei daquela pastora, a Silene conheceu a Teca que era professora no Colégio Ruy Barbosa, a Teca falou com o Fábio, professor na Escola da Bíblia, e ele preencheu uma ficha e logo começamos a estudar. Frequentando as aulas, começamos aprender juntas a Palavra. Combinamos de não falar nada que tinha acontecido em nossas vidas, que só iríamos ouvir os ensinamentos e aprender. Não queríamos falar nada porque tínhamos sido enganadas por ter falado sobre as nossas vidas para outros e usando a Palavra de Deus nos enganaram, assim, tinha medo de estudar e ser enganada de novo.

22………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

Lembro muitas vezes que a gente estava estudando com o João e o Fábio, que a passagem lida falava alguma coisa que tinha relação com aquela igreja da falsa profeta, a gente começava rir uma para a outra e os professores olhavam para a gente e não entendiam, mas a gente sabia do que a gente estava rindo. E assim a gente foi levando até um tempo em que a gente começou a falar o que aconteceu e como era naquela denominação e o que a tal pastora falava e o quanto ela distorceu a Palavra de Deus. A gente foi aprendendo e na Escola da Bíblia foi onde eu aprendi mesmo! Comecei a ler e a entender, foi depois do estudo na Escola da Bíblia. Vi Deus falando. Comecei a ler o Novo Testamento e pensava nas coisas de Jesus, mas eu não tinha um contato diário com a Palavra, lia como fosse um livro para terminar e pronto. Viva o momento, não tinha vontade de ler mais porque já tinha lido. Hoje, fazem 5 anos de batismo, comecei a entender que a Bíblia não é um livro que a gente tem que ler, mas que tem que estudar. É uma lição a cada e toda vez que leio aprendo. Antes eu lia como uma história e que depois saía da minha mente, não ficava nada para praticar. No desafio de ler o Novo Testamento em 40 dias, não consegui, porque eu comecei a estudar e em 40 dias não dá para estudar. A gente já estava estudando quando aprendemos que deveríamos frequentar a igreja. Só que a gente não sabia que a Escola da Bíblia ensina sobre a igreja. Fomos numa outra denominação, pois já éramos batizadas na seita daquela pastora. Queríamos frequentar a igreja, mas chegando naquela denominação que fomos procurar, notamos que, de acordo com o que tínhamos visto na Bíblia, estava fora do que ela ensina. Eu falei: ………23


Uma Atitude Nobre

- Silene, aqui não é também. - E agora - perguntou a Silene. A gente não vai frequentar em nenhum lugar? Onde vamos? Saímos de lá tristes. Foi quando a Silene teve a ideia de perguntar para o Fábio. Ela disse: - Se eles ensinam, se falam da Palavra de Deus, eles têm que ter um lugar onde eles frequentam. O Fábio falou e mesmo a gente não sendo batizadas corretamente, começamos a frequentar aos cultos e continuamos a estudar. Os estudos eram muito fáceis. Se eu fosse fazer o estudo hoje, acho que seria mais fácil. Porém, quando a gente não tem um estudo certo, é um estudo totalmente diferente. Estudando a gente vê que não tem muita noção, que falta conhecimento. Mesmo sendo religiosa, não conhecia a Bíblia. Conheci a Bíblia, na verdade, foi na Escola da Bíblia através do estudo, e ainda estou conhecendo. Foi quando estudei na Escola da Bíblia sobre o batismo é que posso dizer que me converti. Um dia me decidi ser batizada numa pregação do João Cruz. Naquele momento Deus começou a falar comigo. Era um dia de eleição, primeiro turno da eleição presidencial. Estava muito frio naquele dia, não tinha me preparado, mas como senti a Palavra falando comigo, decidi me batizar. Poderia não ter feito, porque a Silena não estava, tínhamos o pensamento de nos batizar no mesmo dia, ela tinha ido para Itaquera, mas era o que eu queria já que não tinha me batizado conforme a Bíblia. Eu já tinha sido batizada na 24………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

denominação da pastora. Teve uma leitura sobre os dons espirituais, nem um estudo teve, eu achava que estava fazendo a coisa certa, mas se soubesse que não estava fazendo a coisa certa, não teria entrado. Não saí nada feliz, pois pensei que ia falar em línguas e não vi nada disso. Ela dizia que a gente teria que falar em línguas, e eu até queria, afinal dizia que era de Deus. Nunca saiu nada. Minhas pernas tremiam pela ansiedade e veja agora que não era nada do Espírito Santo. A Silene foi batizada no segundo turno da eleição. Meu Incentivo Para Estudar na Escola da Bíblia Para quem não conhece a Bíblia, não tem afinidade com a Palavra, eu incentivo que estudem na Escola da Bíblia. Hoje vejo que Deus fala comigo, que Ele me escuta, sabe o que eu sinto. Incentivo o estudo para saber quem é Deus de verdade. Muitas vezes as pessoas não querem compromisso com Jesus, mas através do estudo prepara a pessoa. A palavra de Deus é como uma espada que separa a alma do espírito. Mesmo que eu não compreenda tudo, sinto que a Palavra me separa do mundo. Vejo coisas que eu fazia e não me vejo fazendo nunca mais. Estava entregue àquilo, mas Deus me libertou de tudo. Eu clamava, pedia e até chorava. Não tinha confiança em ninguém para contar meus problemas, foi aí que Deus entrou na minha vida. Entreguei minha vida a Jesus determinada. Eu não queria pecar, mas não sabia o que fazer. Finalmente, Deus foi mudando minha vida. Sempre que pensava em família, era eu o Francisco e a minha filha. Queria um marido cristão, que fosse fiel que ………25


Uma Atitude Nobre

estivesse disposto a servir ao Senhor. Só me vinha o Francisco no pensamento. Um dia ele me ligou e perguntou: - Você já tá casada? - Não - respondi. - Tá me esperando - ele perguntou meio brincando. - Estou! - disse para ele. Ele até se assustou. - Você ‘tá zuando’ - ele disse. Mas eu sabia que ele já não estava mais com a mulher que ele morava quando me deixou, sabia que ele estava morando com a mãe dele lá em Alagoas e foi nessa hora que aproveitei. Aí eu disse: - É sério! Se for você mesmo, se Deus quiser que eu case com você, você vai ter que mudar. Vai ter que casar, batizar, andar com Deus. Agora entreguei minha vida a Jesus. Não quero uma vida que eu vá para igreja e você vá para outro lugar. Aquela foi a primeira conversa que tive com ele sobre isso e foi por telefone. E ele aceitou. Ele nem acreditou muito, mas aceitou. Ele também queria voltar comigo. E assim começamos a namorar por telefone. Ele me perguntava se eu o amava e eu dizia que sim. Foi uma luta para voltarmos, tudo lutou contra, mas deixei nas mãos de Deus. Levantava de madrugada e sempre Deus me deu a resposta. Pois já tinha percebido que Jesus levantava de madrugada para falar com Deus. Falava com minha filha que à noite a gente ia ‘pro monte’. Ela ficava acordada até meia noite, íamos para sala, ela orava e eu também orava. Tenho muita fé em Deus porque vi Deus agir quando eu pedia de madrugada. Eu também não tinha como orar de dia morando com meus pais e irmãos. Se eu pegasse a 26………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

Bíblia para ler, meu pai transformava em debate. Por isso orava de madrugada, assim foi mais fácil. Agora estou com o Francisco, nos casamos e ele se batizou. Temos enfrentado dificuldades, Deus tem mostrado que nos ama muito e tem nos feito aprender a amar e praticar o fruto do amor.

………27


Eu Descobri A Verdade "

!

!

Meu nome é Silene, sou casada e tenho dois filhos e um neto. Moro na Vila Sabrina, trabalho como auxiliar de educação numa creche e gosto muito. Ajudo a cuidar dos bebês lá. Graças a Deus, porque acho que é uma das coisas que Deus tem feito em minha vida, pois eu não tinha muita paciência com as pessoas, com crianças e Ele tem me transformado e testado bastante. Minhas Origens Meus pais, graças a Deus, ainda estão vivos e estão bem. Eu não tive base religiosa nenhuma, eles ensinaram a gente ser católicos não paraticantes, porque nem eles paraticam. Mas eu fui batizada quando criança na igreja católica e incentivada a fazer catecismo por duas vezes, meio obrigada, mas não terminei nenhuma das vezes. Conheci outras religiões através dos meus pais que ofereciam nossa casa, a cozinha principalmente, como terreiro de umbanda. A casa foi usada várias vezes para


Uma Atitude Nobre

desenvolver trabalhos. Muitas vezes nós, quando éramos crianças, não podíamos participar, outras vezes éramos obrigados a participar porque muitas vezes as entidades eram crianças que baixavam no corpo daquelas pessoas. Eles nos diziam que ia ser legal, que vinha um espírito que era criança, falava como criança e que vinha comer doce junto com a gente e, várias vezes aconteceu isso mesmo. Eu não posso falar por meus irmãos, mas eu tinha muito medo. No momento e depois eu ficava pensando muito sobre isso. Por isso digo que não tive base nenhuma. Conheci também o budismo que tinha os mantras, isto é, frases repetitivas para ficar recitando. Minha mãe frequentou um tempo. Minha mãe também foi em igrejas pentecostais mas só para conhecer. Seicho-No-Ie também conhecemos, mas não como igreja ou religião, mas como filosofia de vida. Foi isso o que passaram para ela e isso ela passou para gente. Procurar por religiões sempre partiu da minha mãe. Porém ela começava a frequentar e ensinava a gente, mas desistia logo. Ela até ia bem, tinha até uma certa transformação na vida dela, mas ela logo não ia mais. Eu soube pela minha avó, mãe dela, que aos 15 anos minha mãe fez um voto com uma entidade, ela se preparou para receber este espírito que chamava de ‘cabocla’ e ela tinha até roupa daquilo. Ela tinha ido no sentido de livrar meu avô, pai dela, do alcoolismo. O sacrifício que ela fazia era tanto que ela pulava a janela para ir. Ela fazia escondido dos meus avós que não podiam saber nem minha bisavó, mãe do meu avô, podia saber. A partir daí eu percebi que as coisas não andavam bem na vida dela desde então. As coisas não andavam bem nas escolhas que ela fazia, nos problemas com os filhos, etc. Acho que tudo por causa desta entrega, 30………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

daquele pacto que ela fez. Várias vezes eu fui junto com a minha avó a alguns lugares, minha avó queria saber porque minha mãe passava por problemas de depressão. Ela acreditava que tudo foi a partir daquele pacto. Várias vezes a gente escutou que ela teria que fazer um outro sacrifício para se livrar da entidade. Ela fez um sacrifício para entrar e que não podia fazer simplesmente o que fez: queimar a roupa do ‘santo’, como eles chamam, e quebrar a imagem. Quando minha avó sugeria isso para ela, ela se negava e se nega até hoje. Meu pai raramente entra numa igreja, seja igreja católica ou qualquer outra igreja. Inclusive ele não me levou quando me casei. Me casei na igreja católica e ele não me levou no altar. Quem me levou foi o meu ‘padrinho’. Por conta disso, da falta de base de conhecer e ser apresentada por eles à Deus, como eu acredito hoje que são os pais que devem ensinar o caminho para os filhos, eu cometi muitos erros. Buscando soluções, buscando ajuda em lugares errados. Eu já participei de cultos a espíritos, umbanda, candomblé, por causa da saúde do meu filho me levaram num lugar que era do candomblé para que ele fosse benzido e pudesse ser curado. Segundo a médium de lá, eu teria que desenvolver a minha mediunidade, por conta da herança da minha mãe e meu filho teria que desenvolver a dele, quando ele tivesse idade suficiente. Ela dizia que ele também tinha um ‘dom’, como eles chamavam. Não gostei a partir daí, porque eu não queria desenvolver um ‘dom’ por conta da saúde do meu filho, não porque eu não o amava, mas eu não ia sacrificar a minha vida e a dele e fazer

………31


Uma Atitude Nobre

um pacto por conta de coisas que eu não conhecia. Tanto que eu não falo com ele sobre isso. Fui a muitas denominações: Assembléia, Batista Renovada, Bíblica da Paz, Renascer. Fui em cultos e quando criança, eu tinha uns 7 ou 8 anos, conheci a denominação Deus é Amor com a minha avó. O que mais me chamava a atenção eram as coisas que eu via e não concordava. Começava a frequentar e via coisas que não me agradavam. Nunca gostei de louvor com ritmos de axé, pagode, etc. Não gostava de shows e gritarias que se fazem muito. Falar em línguas, pois aprendi que seria batizada nas águas e depois seria batizada no Espírito Santo e o sinal seria falar em línguas estranhas que eu também tinha dúvidas porque eu não entendia o que estavam falando e isso não me cativou eu achava estranho. Mas como eu estava buscando soluções para minha vida conjugal, sentimental, buscando ajuda para os meu filho mais velho, o que foi o meu maior incentivo na busca de Jesus. Não que o meu casamento e o meu outro filho sejam menos importantes. Mas foi pelo meu filho mais velho para a libertação das drogas, coisa que descobri muito cedo, quando ele tinha 14 anos. Eu desconfiava, me falavam sobre os lugares que ele estava e com algumas pessoas. Algumas vezes fui atrás, usei de violência para levá-lo para casa e muitas vezes eu não fui porque não tinha mais coragem de ver a situação e não poder fazer nada, então eu fui buscar ajuda. Eu trabalhava numa escola na Vila Guilherme como inspetora de alunos e lá um dia chorando muito fui abordada no portão por uma mãe de duas alunas que se 32………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

denominava pastora de uma igreja e, acho que aquele foi o maior erro que cometi, buscando em lugares errados. As denominações foram erradas também, mas não foi tão prejudicial quanto foi esta última. Ela se apresentou como pastora de uma igreja, orou por mim, começou a frequentar minha casa, saber da minha vida. Comecei a frequentar onde ela dizia ser uma igreja, era num porão úmido num fundo de uma cas onde uma parte era o quarto dela e outra parte era a tal igreja onde ela fazia os cultos. Ela dizia que era uma igreja pentecostal ramificação da Universal. Ela tinha frequentado a Universal em Manaus e tinha aprendido lá e, quando veio para São Paulo, abriu a tal igreja. Comecei ir nos cultos, nas reuniões de oração. Faziam-se muitos votos e campanhas e eu dei muita ajuda financeira no sentido de dar muito dinheiro mesmo através da exploração do meu ponto fraco, o problema com meu filho mais velho. Ela me manipulou muito. Em cada campanha e votos eu tinha que dar uma contribuição em dinheiro e não era uma contribuição baixa. Posso afirmar que contribuí, na verdade tive um prejuízo de mais de 5 mil reais e ainda levei outras pessoas para lá. Além das coisas com que servia. Ela dizia que ia para o monte todo sábado e ela dizia não ter dinheiro e passava lá em casa e eu dava dinheiro para ela; eu entrava no limite para dar o dinheiro para ela. Faltava gás na casa dela e eu comparava o gás e meu marido levava. Faltava comida e eu dava e, nisso, ela ia frequentando minha casa conhecendo outras pessoas da minha família e amigos. Alguns amigos foram envolvidos também na mesma conversa que eu fui. Ela estudava o ponto fraco da gente para tirar proveito. Hoje ………33


Uma Atitude Nobre

entendo que era isso que ela fazia. Acabei contribuindo para que ela prejudicasse algumas pessoas financeiramente, porque também faziam votos e campanhas como eu e foram empregando dinheiro. Eu morava na Escola e em frente da Escola da Bíblia. Um dia estávamos no ponto de ônibus, eu, ela, as filhas e a Eliane minha amiga. Nós vimos a faixa: “Escola da Bíblia, ensinos gratuitos”. Eu e a Eliane perguntamos se poderíamos estudar a Bíblia naquela Escola. Ela disse que não porque era de outra denominação que iriam ensinar segundo a interpretação do homem e que a gente tivesse paciência que ela ia nos levar para estudar na Betel, a qual não cheguei a conhecer. E que não era para gente ir de jeito nenhum. Eu fui manipulada por ela. Ela tem o dom de manipular e envolver as pessoas. Ela proibiu a gente de conversar com qualquer pessoa da Escola da Bíblia e que não era para gente procurar de jeito nenhum, porque a gente não podia ‘misturar as coisas’. Ela proibiu até mesmo ouvir programas religiosos de rádio e TV. Era só com ela. Eu comecei a perceber que tinha algo estranho porque tudo o que ela falava comigo, mesmo sobre meus filhos e marido, eu não podia conversar com eles. Então eu achava contraditório o que ela falava, porque na Palavra de Deus a gente entende que a família é com quem a gente tem que conversar. Eu vejo a família como uma equipe e eu não podia compartilhar com eles nada, tanto que meu marido veio saber a pouco tempo atrás que eu me envolvi a ponto de entregar todo aquele dinheiro. Percebi que além de pessoas amigas, ela se infiltrou na minha família entre meus pais e irmãos. Ela foi o pivô de uma separação muito 34………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

grande na minha família porque começou a frequentar a casa dos meus pais, fazia cultos, orações e fazia revelações. Tanto que, até o começo de 2010, eu tinha três irmãos morando em Manaus que ela os mandou para lá. Ela tinha um envolvimento muito grande usando a Palavra de Deus para enganar. Ela se dizia ser o ‘pombo correio’ de Deus dizendo: “Deus mandou falar para vocês que vocês têm que ir para Manaus que é lá que vocês vão crescer, fazer a vida lá”. Ela separou a minha família, mesmo com todos os problemas, éramos unidos. Ela dizia que foi Deus quem mandou. Um dos meus irmãos voltou no começo deste ano. Ele deixou filha aqui, separou da mulher para ir para lá, ficou três anos, mas voltou e agora está com a mulher novamente. Eu achava que tinha coisas erradas não só por ela não deixar eu estudar na Escola da Bíblia, mas também porque o que acontecia na casa dos meus pais eles não podiam contar para mim e o que acontecia na minha casa eu não podia contar para os meus pais. Ela me proibiu de ver meus pais e proibiu os meus pais de virem me ver. Pouco antes da última vez que eu fui no culto lá, eu fiz uma pesquisa. Fui atrás das pessoas que tinham saído da tal igreja e todos tinham saído por motivos financeiros, por terem perdido muito dinheiro para ela. Aí eu comecei a me afastar. Numa ocasião, no último culto que fui, ela me chamou de canto e disse que eu não era mais bem vinda no culto e que eu não fosse mais à igreja dela, para que eu procurasse outro lugar para congregar. Amém por isso, agradeço muito a Deus por isso, por ela ter tido aquela iniciativa. Eu acho que era isso que eu precisava. Porque, ………35


Uma Atitude Nobre

por mais que eu estivesse descobrindo as coisas contra ela, ela usou a minha fé em Deus, em Jesus, para me manipular. Se fez necessário a expulsão e a proibição de frequentar aos cultos lá. Ela tinha muitas outras proibições. Por exemplo, não podia usar esmalte vermelho e roupas vermelhas. Foi isso que me levou para a Escola da Bíblia, a cor vermelha do esmalte da Teca. Como Comecei a Estudar na Escola da Bíblia A Teca trabalhava na mesma escola que eu. Morei na escola em qual trabalhava por 11 anos. Um dia vi a professora Teca usando um esmalte vermelho e e sabendo que ela ia na igreja perguntei: - Professora, eu sei que você vai na igreja. Lá pode usar esmalte vermelho? Ela perguntou: - Por que? Por que não poderia? - questionou ela. - Porque na igreja onde eu ia não pode usar roupa vermelha, esmalte vermelho. - expliquei. Não podia várias coisas, mas tudo o que a gente usava na cor vermelha ela dizia que a gente estava vestindo de “pomba gira”. A professora Teca não pôde se aprofundar, mas lembrou que o sangue nosso e de Jesus era vermelho e que a cor não tinha implicação nenhuma dentro da Palavra de Deus. Então ela me perguntou: - Você não quer fazer o estudo da Bíblia na Escola da Bíblia? - Eu quero - respondi. E disse que gostaria que a Eliane fosse também. A Eliane era uma amiga que também sofreu na mão daquela pastora. Várias coisas que aconteceram na vida dela 36………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

também foram pela manipulação daquela pessoa que se dizia pastora. A única coisa boa que eu trouxe daquela denominação foi a minha irmã Eliane a quem eu amo. Acho que tinha que passar por aquilo para conhecer a Eliane. A pastora tentou até nos separar usando fofoca, dizendo que eu falava mal da Eliane e vice e versa. Então o Fábio, professor da Escola da Bíblia, foi na escola onde eu morava e trabalhava e fez uma ficha para a gente estudar. Os Estudos da Bíblia Nos estudos da Bíblia eu comecei a perceber muitas coisas diferentes que eu tinha aprendido até então. Nas denominações eu percebo que eles pregam muito o Velho Testamento, eles usam muito a lei e muitos castigos, aquele lado repressor. Eu via Deus como um carrasco mesmo, porque era isso o que eles ensinavam. Quando aprendi que a partir de Jesus tudo foi transformado e que a gente estava vivendo a época da graça e que Jesus veio trazer tudo de bom para nós, isso me cativou, me incentivou e me deu mais vontade de aprender. Hoje sou muito agradecida por ter nascido na época da graça. Então foi uma das coisas que eu gostei demais de saber: que o Velho Testamento nos serviu de guia e que a gente tira muitas lições de lá, mas que a partir de Jesus muitas coisas foram transformadas para melhor. Isso foi muito bom! Foi uma das mais maravilhosas descobertas que fiz. Tanto que eu não fiz um só curso, mas já fiz dois: Os Princípios Básicos da Fé e O Espírito Santo, este segundo foi o que me levou ao batismo.

………37


Uma Atitude Nobre

Eu descobri a verdade por mais que doa em todos os sentidos. A gente aprende desde criança a sempre falar a verdade, por mais que doa, por mais que seja difícil. Contar a verdade e acertar a verdade, mas que é melhor do que viver enganado. Viveria tudo de novo para conhecer a verdade, isto é o mais importante: é conhecer a verdade. Os professores da Escola da Bíblia são ótimos, explicam muito bem. O método de ensino e as apostilas ajudam muito. Até hoje, para eu poder ensinar alguém, todo aquele material que eu tenho ajuda muito. É de fácil entendimento. Mas uma coisa é certa, você tem que ter vontade de aprender e conhecer. Porque já vi pessoas começarem a descobrir a verdade e desistirem, pois querem continuar no engano. Lembro que quando comecei. Junto comigo estudavam outros dois alunos da Escola da Bíblia. Um deles era ‘pastor’, diz que prega a palavra de Deus até hoje. Ele parou por não concordar com a verdade. Ele fez cerca de três aulas. Uma colega que começou comigo naquela época, estudou com o João, comigo e com o Fábio. Eu lembro de uma fala dela que me disse que tinha um pouco de medo. Medo do que? De conhecer a verdade e de ter que mudar tudo o que conhece e acredita até hoje, medo de ter que mudar. Nos estudos e devocionais, até mesmo de reuniões femininas e vigília, ela viu uma coisa totalmente diferente do que conhece. Ela não conhece a verdade e busca por emoção. Tem pessoa que busca isso. Eu mesmo era assim, a frase que me definia era: “Sou feita de emoção. A minha emoção é à flor da pela”.

38………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

Eu buscava muito a emoção, era muito emotiva em todos os sentidos: no casamento, com meus filhos e com minha escolhas. Essa emoção me levava à explosão, eu não era razão de jeito nenhum. Eu seguia o coração, não era uma coisa que era unida: mente e coração. O que eu sentia no coração eu fazia. Ainda bem que eu não senti no coração um enfarto. Ainda hoje quando ouço falar de Jesus, eu me emociono, sim. Porque é uma pessoa que aprendi a amar. Então quando se fala dEle, da vida dEle, do que Ele quer para nós, eu me emociono. Mas a emoção vem acompanhada da razão. Hoje procuro fazer tudo com razão, porque aprendi através da Palavra de Deus que o amor não é sentimento, é decisão. A partir do momento que o amor deixa de ser sentimento eu decido amar o meu próximo, meu marido, meus filhos incondicionalmente, independente dos defeitos das pessoas. Então hoje estou mais acompanhada da razão. Jesus tem me transformado neste sentido. O emocional à flor da pele me fez cometer muitos erros, me fez fazer escolhas erradas seguindo o coração. Por mais que sinta uma coisa no coração hoje, peço para Jesus me ajudar, peço oração para os irmãos, converso antes buscando conselhos. Antes não. Com certeza ia seguir meu coração. Se hoje não conhecesse Jesus, se não tivesse aprendido com Ele, eu não estaria dando este testemunho, eu não estaria casada, não estaria me dedicando ao problema do meu filho, eu já teria tomado uma atitude drástica. Diante de tantos problemas, Jesus me ensina a não desistir. Eu não tenho desistido das pessoas. Se fosse seguir o coração, eu estaria perdida e teria perdido a minha família.

………39


Uma Atitude Nobre

Voltando a falar dos estudos eu achei que era muito diferente dos ensinamentos denominacionais e das outras religiões. Tinha aprendido coisas erradas sobre o batismo e sobre o Espírito Santo. Tinha sede de conhecer e ser batizada no Espírito Santo. Já isso era muito diferente do que eu tinha aprendido. Também da importância de Jesus de Jesus de que Ele veio para tornar as coisas de mais fácil entendimento. As pessoas não valorizam o ato de Jesus e tudo o que Ele fez. Nas denominações eu não tinha aprendido da vida de Jesus, da importância dEle. Eu tinha outra visão da Palavra de Deus. Eu conhecia um Deus que castigava, não que Ele não castigue, mas aprendi que Ele é um pai que disciplina, como nossos pais fizeram conosco. Meu pai me dava cada sermão que era melhor eu levar uma surra. Eu chorava muito mais, as palavras dele ficavam martelando na minha cabeça. Mas o que Deus fez para nós hoje eu aprendi por causa dos estudos na Escola da Bíblia. Não que eu não tema a Deus, eu temo! Mas agora eu tenho uma visão diferente. Sei que Ele é o Pai que nos ama incondicionalmente. Incentivo Para Estudarem na Escola da Bíblia Meu incentivo para as pessoas estudarem é: não demorem! Tenham boa vontade para aprender. Tenham coragem! Eu penso em muitas pessoas que começaram e pararam. Aí precisa coragem! Pois, como eu disse, as pessoas têm medo de conhecer a verdade. Eu penso em mim mesmo. Quando perguntei para o meu filho sobre o uso de drogas, eu fiquei com medo de saber a verdade. Eu sabia, mas ao perguntar, foi doído demais ouvir a resposta. Por mais que doa, é a verdade. As pessoas não querem 40………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

conhecer a verdade, porque a verdade dói, e as pessoas querem do seu jeito, porque é mais fácil. Se eu fizesse a minha vontade, eu teria voltado para a casa dos meus pais, teria comida pronta, roupa lavada, trabalharia para mim mesmo, passearia, conheceria outras pessoas sem compromisso e nem pensaria em filhos nem nada. Mas eu não fui chamada para fazer a minha vontade e sim para obedecer a verdade, mesmo que doa. As pessoas precisam saber do grande amor de Cristo e o que Ele sofreu pela verdade em benefício de todo mundo. Meu filho mais novo, mesmo sem ter muito conhecimento, depois de assistir no cinema o filme “A Paixão de Cristo”, chegou em casa com os olhos inchados de chorar. Ele voltou e me disse: - Olha mãe, sinceramente, e ainda falam que Ele vai voltar? Eu sendo Ele, eu não voltava aqui nunca mais. Ele veio uma vez, só fez o bem e fizeram o que fizeram com Ele. Eu não voltava nunca mais! Então, sofrer pela verdade, não é nada! As pessoas precisam se dar esta chance. Você não estará dando esta chance para Jesus e sim para você mesmo. A gente não sabe quanto tempo a gente tem ainda então é bom começar logo. Eu tenho me preocupado com meu marido, meus filhos, meus pais, minha nora, meus amigos. Eu não cheguei e aceitei Jesus simplesmente, não levantei a mão e me tornei cristã. Eu aprendi a vontade de Deus e fiz o que Ele queria. Agora eu gostaria de ter o prazer de começar e ir até o batismo ensinando uma pessoa como ser obediente.

………41


Uma Atitude Nobre

Ser cristã não é fácil. Uma vez falaram para mim que antes de eu ser de Cristo, satanás me via como uma foto 3x4. Conforme eu fui aprendendo, ouvindo a verdade da Palavra e obedecendo, a minha foto foi aumentando. Hoje deve ser um poster. Ficou mais fácil satanás me ver. Não é fácil ser cristã, mas vale a pena!

42………


Por Um Descuido "

!

!

O meu nome é Fábio M. Vasconcelos. Sou secretário e professor da Escola da Bíblia desde fevereiro de 2001. Mas, antes de conhecer a Escola da Bíblia e iniciar meus estudos – em 17 julho de 2000 – tive uma vasta e, sobretudo, confusa experiência religiosa. Quando criança fui “conduzido” ao espiritismo, devido ao envolvimento de minha mãe com o candomblé. Aprendi a ser supersticioso e temente a imagens de escultura. Minha mente foi acostumando-se com todas essas práticas. Porém, entre os meus 18 e 20 anos de idade, individualmente, passei a refletir melhor sobre tudo o que havia aprendido e, aos poucos, fui deixando algumas práticas e crenças de lado, pois considerava sem sentido. Nesta época a minha irmã freqüentava uma denominação e, insistentemente, falava sobre Jesus para mim. Quase todas as noites ela entrava no meu quarto e resumia tudo aquilo que ouvira nos “cultos”. Sobre o rico e Lázaro, sobre Abraão, etc.


Uma Atitude Nobre

Ela conseguiu convencer a mim e nossa mãe a irmos aos cultos. E, por incrível que pareça, eu conseguia discernir o que era correto, ou seja, da Bíblia, e o que fazia parte de mais uma facção religiosa. Pois, 90% do que eu vi e ouvi era voltado às doutrinas humanas. Um detalhe interessante é que na época eu não possuía nenhuma Bíblia para concluir isto. Bastava ver e ouvir apenas parte dos absurdos para constatar! Naquela mesma denominação eu ganhei uma Bíblia de presente, por sinal a mesma que cheguei a levar algumas vezes para estudar na Escola da Bíblia. Com o tempo minha irmã, minha mãe e eu simplesmente deixamos de frequentar aquela denominação devido às suas práticas estranhas e contraditórias – e olha que o mais estudioso e pesquisador da Bíblia era eu! Passei por outras denominações evangélicas. Por muitas, na verdade, incluindo as seitas. Uma após a outra e inclusive fui batizado numa delas. Eu orava e pedia constantemente ao SENHOR que me mostrasse a Verdade, pois, em todas as “igrejas” que visitava eu lidava com ensinos e práticas carnais e opostas ao que eu lia na Palavra de DEUS. A maior e melhor Bênção que eu havia recebido, até então, foi a minha Bíblia! Sem saber eu agia como os irmãos de Beréia (At17:10,11). Porque examinava tudo o que ouvia. E, somando o bom senso com o conhecimento das Escrituras Sagradas, sinceramente, eu não poderia aceitar qualquer doutrina!

44………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

Pensava nas milhares de “igrejas” existentes, mas, ao mesmo tempo, sentia um vazio imenso dentro de mim devido ao fato de nelas ouvir sobre Jesus, O Espírito Santo, contribuições financeiras, “promessas”, etc. em desacordo com o que a Palavra de DEUS ensina. Muitas vezes cheguei a comparar isto com as épocas em que fui a shows de rock. Porque eram momentos de muita adrenalina, gritaria, etc. seguido de um vazio causado pelas ilusões. Comparo justamente desta maneira porque num show de rock as pessoas vão, se aglomeram, reverenciam seus ídolos, manifestam suas emoções e saem sem se conhecer. Muitas empolgadas em, ainda, conseguir mais dinheiro para investir nos próximos shows... Como mencionei: eu orava e pedia sempre ao SENHOR para me apresentar a Verdade. Eu lia a minha Bíblia e mantinha a prática de orar, baseado no que Jesus ensina. De fato, pedi muito a DEUS para conhecer a Verdade. Em julho de 2000 eu caminhava de Santana para o bairro de Vila Constança – o qual eu morava – e, por um “descuido”, eu errei uma rua e fui andando pela Avenida Conceição. Era uma sexta-feira. Para ser mais exato, era 14 de julho de 2000. De repente passei em frente de um mercado e notei uma placa com os dizeres: “Escola da Bíblia – cursos Bíblicos gratuitos”. Achei estranho mas telefonei no mesmo dia, obtive todas as informações possíveis e marquei meus estudos para a segunda-feira seguinte. Desconfiado como ………45


Uma Atitude Nobre

sempre fui, desde o início das aulas, iniciadas com o professor Manoel Chaves, eu fazia perguntas, muito bem elaboradas e, para a minha surpresa, elas eram respondidas com a Bíblia aberta e de acordo com o contexto Bíblico. Penso comigo até hoje: “que descuido!” Este descuido ao qual me refiro foi a resposta de DEUS às minhas orações em busca da Verdade. Atualmente ainda sou um dos professores da Escola da Bíblia. Formado em Teologia em 2005 pela SerCris (Campo Grande – MS) e muito satisfeito por fazer parte destes, exatos, 10 anos. Cumprindo o que o apóstolo Paulo escreveu em 1Tm4:16: “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo quanto aos teus ouvintes”. Conhecer e estudar na Escola da Bíblia mudou, radicalmente, a minha vida para Melhor! Posso afirmar, com toda certeza e convicção que eu conheci Jesus e a Sua vontade para a Sua igreja. Atuando ainda como ministro do Evangelho, pregador e professor voluntário na Escola da Bíblia eu deixo um incentivo e um desafio para você: “Estude na Escola da Bíblia, com o coração aberto e disposto a aprender. Pratique a Palavra de DEUS – se esforce e se policie se necessário – e usufrua da liberdade que apenas o SENHOR Jesus oferece” (Gl5:1; Jo8:31,32) Um forte abraço e, até a próxima aula! 46………


Eu Já Sou Religiosa "

!

!

O nome da minha mãe é Izaura. Os meus avós mudaram-se de Minas para o Paraná numa época em que o Governo do Estado estava incentivando a migração para as terras vermelhas do interior do Estado do Paraná. Eles se mudaram para Ivaiporã, uma cidadezinha perto de Maringá. Minha mãe se casou muito nova e, com uma vida muito difícil e depois do segundo filho, mudaram-se para Curitiba, a capital do Estado. Em Curitiba já moravam algumas tias por parte do meu pai. Foi em Curitiba que eu nasci. Era o terceiro filho e agora estou bem no meio. Você já sabe em quantos irmãos somos? Meus pais eram agricultores, mas logo precisaram aprender novas profissões para continuarem morando em Curitiba. Meu pai se tornou um soldador. Minha mãe facilmente se tornou uma cozinheira e salgadeira. Ela trabalhou por muitos anos numa lanchonete no centro da cidade. Por causa de amigos conterrâneos, meu pai se envolveu com o alcoolismo. Ele sempre foi um bom homem, calmo, pacato, mas as más companhias sempre corrompem os bons costumes. Quando um homem se


Uma Atitude Nobre

envolve com coisas erradas, logo toda a família sofre, principalmente as mulheres, pois logo sobram todas as responsabilidades para elas: os filhos, as contas, a escola, a vida social, etc. Neste tempo já éramos em 4 crianças. Minha mãe era muito nova ainda, mas já tomava muitos remédios. Na lanchonete ela tinha muitos fregueses costumases. Um dia trabalhando na lanchonete um dos seus fregueses perguntou: - A senhora não gostaria de estudar a Bíblia? - Não - respondeu ela - eu sou católica. Não sei qual o pensamento dela naquele momento, mas graças a Deus o homem teve uma excelente resposta para dar: - É para católico mesmo que a gente está oferecendo os cursos. Ela aceitou estudar por correspondência e começou a fazer o curso “O Que a Bíblia Diz?”. Meus pais realmente eram católicos e eram praticantes. Hoje ainda meu pai conta que ele ia na missa até bêbado e como ninguém conversa, quase ninguém se conhece, ninguém notava. No final do curso por correspondência havia uma pergunta. Perguntava se a pessoa gostaria de receber uma visita em casa. Minha mãe marcou que sim e um tempo depois ela recebeu mesmo a visita em casa. Não lembro quem foi o primeiro a visitar nossa casa, mas um homem ficou em nossa memória. Era um homem alto, loiro, olhos claros e com um sotaque diferente. Era o nosso primeiro

48………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

contato com um missionário americano. Ele era professor da Escola da Bíblia de Curitiba. Todos os sábados lá estava aquele homem com sua Bíblia e seu projetor de slides coloridos ensinando “O Eterno Propósito”. Um tempo que a gente só tinha ouvido falar de TV em cores. Naqueles dias minha mãe fazia em casa o que ela estava acostumada a fazer na lanchonete: bolos, salgadinhos e chá preto. Bem, não sei se ela fazia chá preto na lanchonete, mas até hoje, sempre que tomo chá preto, lembro daquelas aulas. Minha mãe estava bem dedicada aos estudos da Bíblia e a partir daquele tempo sua vida começou a mudar, mas era só metade da mudança que estava para acontecer, pois a outra metade vivia embriagada. Sim, era o meu pai. Ele evitava os estudos bíblicos. Toda vez que aquele homem alto que mal passava pela nossa porta de entrada chegava, meu pai saía. Talvez poucas vezes ele participou dos estudos. Ele não sabia o que estava perdendo: bolos e salgados com chá preto, além dos estudos da Bíblia, é claro! Ela estudou até que a convidaram a conhecer um grupo de pessoas que já tinham estudado a Bíblia e tinham aprendido sobre o Caminho, a Verdade e a Vida. Na primeira vez nós, então crianças, fomos com ela. Era um ambiente surpreendente. Eu e meus irmãos mal tínhamos roupa para aquele ambiente, na verdade para qualquer ambiente. Ma fomos recebidos tão bem e nunca tínhamos sentido aquele tipo de amor. Tudo era uma novidade, a aulinha para as crianças como nós era um espetáculo. Nunca tínhamos visto aquilo, afinal na igreja católica não ………49


Uma Atitude Nobre

davam atenção para uma família pobre, não tinha aulinha para crianças. Me parece que meus irmãos mais velhos já tinham começado a catequese, mas não era nada parecido. Na igreja tinha diversão, alegria e amor. Meu pai ficou em casa ou foi para a igreja católica, não sei. Na outra semana eu e meus irmãos tivemos uma surpresa. Meus pais discutiram e decidiram que dois iriam com ela e dois iriam com ele. Os que foram com ele foram obrigado a ir. Frequentando naquele grupo de pessoas que estudavam a Bíblia, aprendemos a cantar. Eram cânticos alegres e de louvores a Deus. Aprendemos a orar e a ler a Bíblia. Minha mãe começou a juntar seus filhos todas as noites e cantávamos e orávamos sentados na sua cama. Meu pai ficava na parte de baixo da casa. Cada vez que estávamos cantando ele aumentava o som da televisão (minha irmã teima comigo que era um rádio - mas coitada, ela é mais velha que eu e não lembra direito). Com o tempo, o som foi baixando gradativamente. Mais um tempo se passou e meu pai começou a passar em frente à porta do quarto. Depois, ele tinha esquecido alguma coisa lá onde estávamos. Um dia ele estava sentado do lado da minha m��e enquanto cantávamos. No final de cada noite de devocional tínhamos uma oração. Naquela noite que meu pai estava lá, o Edinho, meu irmão mais novo naquela época, disse para meu pai: - Pai, o senhor não gostaria de orar? Ele tentou escapar dizendo que não sabia orar, mas todos nós explicamos como era natural a oração. Finalmente o convencemos e ele começou a orar. No meio da oração ele 50………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

começou a chorar compulsivamente. Costumo dizer que meu pai começou a orar naquela noite e até hoje ele não parou mais. O Edinho, o caçulinha da mamãe, aproveitou o momento e pediu para o meu pai: - Pai, o senhor promete que não vai mais beber? - Prometo - respondeu meu pai. Minha mãe sempre fez salgadinhos. Um segredo da massa de pastel que ela fazia era pinga. Ela sempre tinha um litro na geladeira. Para mim hoje parece que foi o dia seguinte da promessa do meu pai que ele iria parar de beber, mas ele pegou aquela garrafa e, como num filme, a vida começou a rodar em câmera lenta. Meus olhos acompanharam todo o trajeto da garrafa saindo da geladeira até a boca do meu pai. De repente ele cuspiu tudo na pia e jogou o resto fora. Que alívio! Um outro dia estávamos indo para a igreja e meu irmão mais velho que ficou atrás chegou correndo até nos alcançar. Ele anunciou exausto e excitado: - Mãe, o pai vem aí atrás. Ele vai na igreja com a gente! - Ajam normalmente - instruiu minha mãe. Desde então, até hoje, uns trinta anos depois, toda nossa família vai à igreja todos os domingos. Alguns anos depois, quando eu já era adolescente, depois de estudar a Bíblia, fui batizado por meu pai. Meu nome é João Cruz. Depois de mais algum tempo estudando, hoje fazem cerca de 20 anos que sou professor da Escola da Bíblia.

………51


A Escola da Bíblia "

!

!

A Escola da Bíblia começou na Vila Guilherme no ano de 2000. A missão da Escola da Bíblia é ensinar a Palavra de Deus. O que é a Escola da Bíblia? A Escola da Bíblia é uma entidade sem fins lucrativos mantida por cristãos interessados na proclamação do Evangelho puro, simples e profundo. São pessoas que um dia já estudaram a Bíblia e querem compartilhar esta mesma benção com outros como você. Por isso podemos oferecer para você estudos gratuitos. Qual é a Missão da Escola da Bíblia? A missão da Escola da Bíblia é trazer as pessoas de volta à Bíblia por acreditar que ela é a Palavra de Deus e a única autoridade religiosa para humanidade. O compromisso da Escola da Bíblia é ensinar gratuitamente a Bíblia e não doutrinas religiosas fora dela.


Uma Atitude Nobre

Nosso compromisso é com Deus e sua Palavra pura. O apóstolo Paulo ensinou: "Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes" (1 Tm 4:16) Queremos nos salvar, para tanto, precisamos ter uma doutrina pura para nós e nossos ouvintes. De Qual Ministério é a Escola da Bíblia? O ministério da Escola da Bíblia é ensinar a Palavra de Deus de forma simples e profunda e gratuita. Entendendo que ministério significa serviço, nosso serviço é levar as pessoas até Jesus para ouvi-lo e para praticar a sua Palavra. “Não somos os únicos cristãos, mas unicamente discípulos de Cristo”. Quando Foi Fundada a Escola da Bíblia? O Apóstolo Paulo ao enfrentar religiosos que tinham o coração duro como pedra, usou um lugar chamado “Escola de Tirano” para ensinar a Palavra de Deus aos discípulos fiéis. Esta foi a primeira Escola que ensinava a Bíblia. Vendo a grande confusão religiosa de hoje, também temos um lugar para “falar onde a Bíblia fala e calar onde ela cala”. Ele ensinava as Escrituras gratuitamente, ou seja, não comercializava a Palavra de Deus: "Durante três meses, Paulo freqüentou a sinagoga, onde falava ousadamente, dissertando e persuadindo com respeito ao reino de Deus. Visto que alguns deles se mostravam empedernidos e 54………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

descrentes, falando mal do Caminho diante da multidão, Paulo, apartando-se deles, separou os discípulos, passando a discorrer diariamente na escola de Tirano" (Atos 19:8, 9). "Porque nós não estamos, como tantos outros, mercadejando a palavra de Deus; antes, em Cristo é que falamos na presença de Deus, com sinceridade e da parte do próprio Deus" (2 Co 2:17). A Escola da Bíblia está na Vila Guilherme há 10 anos também ensinando a Bíblia gratuitamente a exemplo dos homens de Deus do passado. Como Se Inscrever Para Estudar na Escola da Bíblia? Para se inscrever e estudar na Escola da Bíblia é muito fácil. Você pode se inscrever através da internet (www.escoladabiblia.net), através do telefone (2909-5631) e pessoalmente na Av. Conceição, 1400 - Vila Guilherme. Todos os cursos são gratuitos. Para Quem São os Cursos da Escola da Bíblia? Todos os cursos são livres. Temos alunos de todas as crenças e religiões. Inclusive líderes e pastores. Os cursos da Escola da Bíblia são para você que tem interesse em saber mais sobre a vontade de Deus. Quais São os Cursos da Escola da Bíblia?

………55


Uma Atitude Nobre

Temos vários cursos bíblicos onde centenas de pessoas estudam a Bíblia conosco anualmente. Mas nosso principal material é a Bíblia e você já deve ter uma, não é mesmo? Começando pelo curso: Princípios Básicos da Fé, o qual é fundamental para você aprender a estudar a Bíblia por si mesmo, adquirir ou aumentar o seu conhecimento de Deus e crescimento espiritual. As aulas são ministradas uma vez por semana dentro de um período de uma hora e meia por aula. Inscreva-se hoje mesmo na Escola da Bíblia! Os estudos são totalmente gratuitos, mas as vagas são limitadas… Seja nobre e venha examinar, juntamente conosco, se as coisas são realmente assim: "Ora, estes de Beréia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim" (At 17:11). A igreja de Cristo A Escola da Bíblia não tem nenhum vínculo com nenhuma denominação ou com uma igreja. Mas é claro que a Escola da Bíblia acredita e prega sobre a igreja. O compromisso da Escola da Bíblia é com a igreja de Cristo e não com denominações. Para saber se a sua igreja é de Cristo (todas deveriam ser), faça as perguntas que ensinamos na Escola da Bíblia (pense na ‘igreja’ que você freqüenta e responda a estas perguntas): Quem é o fundador da igreja? Qual a data da fundação da igreja? 56………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

Qual a doutrina da igreja? Quantos presbíteros tem em cada congregação? Qual o meio para se entrar na igreja? Qual o plano da salvação pregado pela igreja? Para conhecer as respostas a estas e outras perguntas, venha estudar na Escola da Bíblia. Depois, compare se as respostas estão na Bíblia e se a sua igreja está obedecendo o que a Bíblia diz. Caso contrário, faça como o apóstolo Paulo: aparte-se (At 19:9).

………57


Um Convite à Restauração "

!

!

Jesus diz em Apocalipse: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas”. Está na hora das igrejas começarem a ouvir as palavras de Jesus inspiradas pelo Espírito Santo aos santos apóstolos. Já começou a contagem final dos últimos tempos. O tempo não pára e qualquer momento desses Jesus virá e com justiça tomará vingança contra quem não conhece a Deus e não obedece ao evangelho (2 Ts 1:7, 8). Agora que você já conhece a Escola da Bíblia, está na hora de abrir seu ouvido e deixar a Palavra de Deus penetrar no seu coração. Como se diz: tenha coragem! A Escola da Bíblia ensina somente a Bíblia e "Nenhum credo além de Cristo; Nenhum livro além da Bíblia". O apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, descreve bem os acontecimentos dos últimos dias: “O Espírito de Deus diz claramente que, nos últimos tempos, alguns abandonarão a fé. Eles darão atenção a espíritos enganadores e a


Uma Atitude Nobre

ensinamentos que vêm de demônios. Esses ensinamentos são espalhados por pessoas hipócritas e mentirosas, pessoas cuja consciência está morta como se tivesse sido queimada com ferro em brasa. Essas pessoas ensinam que é errado casar e que é errado comer certos alimentos. Mas Deus criou esses alimentos para que aqueles que crêem e conhecem a verdade os comam depois de terem feito uma oração de agradecimento (1 Tm 4:1-3). Nosso papel é pregar a mensagem insistentemente a todo o tempo mesmo que sejam poucos, inclusive os religiosos, que ainda estão dando ouvidos à verdade. O quadro da fé tem a imagem distorcida quando os que se dizem filhos de Deus começam a seguir os seus próprios desejos, cercam-se de mestres que lhes ensina o que querem ouvir e dão atenção às lendas que os pastores contam. E você? É fácil dizer que seu coração é de Deus e ficar conformado mesmo vendo os erros ser cometidos. A Escola da Bíblia não está conformada e prega a Bíblia: “Pregue a mensagem e insista em anunciá-la, seja no tempo certo ou não. Procure convencer, repreenda, anime e ensine com toda a paciência e doutrina. Pois vai chegar o tempo em que as pessoas não vão dar atenção ao verdadeiro ensinamento, mas seguirão os seus próprios desejos. E arranjarão para si mesmas uma porção de mestres, que vão dizer a elas o que elas querem ouvir. Essas pessoas deixarão de ouvir a verdade para dar atenção às lendas. Mas você, seja moderado em todas as situações. Suporte o 60………


Depoimentos de Ex Alunos da Escola da Bíblia

sofrimento, faça o trabalho de um pregador do evangelho e cumpra bem o seu dever de servo de Deus” (2 Tm 4:2-5). O apóstolo Paulo enfrentou corações de pedra. Não seja você hoje como os religiosos daquele tempo. Como restaurar alguém que perdeu o foco e desviou para mensagens que não estão na Bíblia: “Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens” (Mt 5:13). Venha estudar e depois de estudar, venha participar da restauração da igreja que Jesus edificou.

………61


Atitudes-Nobres