Page 1

CARTA PROPOSTA

“Se queremos progredir, não devemos repetir a história, mas fazer uma história nova.” Mahatma Gandhi

1


A Nova Atitude. UNA-SE A NÓS!

Sabendo dos problemas enfrentados pela PUC e tendo-os vivido, surgimos com coragem de se unir em um grupo, o único deles realmente novo, para unir a faculdade numa política ACADÊMICA, não partidária. Unir nossas vozes e formar um grito.

Somos alunos insatisfeitos, honestos acima de tudo e trabalhando bem para o bem. Não estamos aqui para completar o C.A, mas para transbordá-lo. Hoje, assim como ontem, o C.A está limitado por gestões egoístas; vamos livrá-lo destes grilhões e dessa corrente que o amarra; numa corrente positiva em que cada aluno seja um de seus elos.

Somos humanistas; os estudantes são todos iguais e devem ser representados como tais. Como irmãos, sejamos livres. Sem viver como nossos pais, mas fazê-los orgulhosos de sermos seus filhos em Uma Nova Atitude. JAMAIS esquecer o passado, mas não tê-lo como norte; se o objetivo for o passado, andaremos para trás.

Você acha que está sendo representado???

Vivemos em constante mudança, essa é a lei da vida, o mundo ao nosso redor é reflexo das mudanças individuais e coletivas que alteram diretamente os nossos padrões, costumes e cotidiano. A sociedade e o pensamento das pessoas estão avançando, paradigmas estão sendo rompidos. Podemos citar aqui alguns dos acontecimentos recentes que ilustram esse momento: a permissão da marcha pela liberdade, o reconhecimento da União homoafetiva, as revoluções no Mundo Árabe, o Movimento estudantil no Chile. Até o sistema de avaliação da nossa faculdade vai mudar. E é nessa conjuntura que nós, alunos da Faculdade de Direito da PUC, precisamos reavaliar a relação que temos com o Centro Acadêmico e com o próprio Direito e ter a coragem e atitude para fazer acontecer a nossa mudança e criar uma nova história. O individualismo que caracteriza a sociedade contemporânea se reflete nas atitudes e políticas do Centro Acadêmico 22 de Agosto, atualmente marcado por um radicalismo político e pelo mero interesse em impor vontades particulares. A democracia resta desprotegida e os interesses e posicionamentos dos alunos deixam de ser representados.

2


A CHAPA una surge em meio a esse cenário, com uma proposta de mudança efetiva. Nós propomos uma nova atitude, onde o Centro Acadêmico se posicione a favor das necessidades de todos os estudantes, independentemente de suas opções políticas e ideológicas. Neste sentido, precisamos de União. É de extrema importância que cada necessidade, cada reivindicação e cada idéia de nossos alunos sejam levadas em consideração. Mais do que isso, propomos que o potencial de mudança do Centro Acadêmico seja retomado. Afinal, somos mais de cinco mil alunos que, estando todos unidos, podemos lutar pelos nossos interesses, e fazer muito mais do que imaginamos. Porém, precisamos de união. Com essa proposta em mente, a nossa gestão, ao invés de esperar que os estudantes venham até nós, irá até vocês. Para tanto, serão organizadas assembléias para discussão sobre os mais diversos temas de interesse dos estudantes, que poderão trazer suas demandas e propostas. Cumpre destacar que, em momento algum, nos engajaremos com partidos políticos, a nossa principal preocupação será o estudante da PUC e também colocar o Centro Acadêmico no seu devido lugar, ou seja, o lugar de destaque no âmbito nacional. Deste modo, nós elaboramos diversas propostas que transformarão e muito, o nosso dia a dia na Faculdade de Direito. E isso será realizado sempre através do diálogo e da união de todos os estudantes de Direito Nesse contexto, que tal não sermos mais os mesmos? Tenha uma nova atitude e UNAse a nós nessa luta por uma mudança efetiva.

Estrutura Distribuição de competências entre 9 (nove) departamentos cujas deliberações serão posteriormente enviadas a um conselho, formado por 5 (cinco) pessoas que votarão o deferimento ou indeferimento dos projetos. Caso indeferido determinado projeto, ocorrerá uma nova deliberação entre até 2 (dois) representantes do departamento e o conselho, até que se chegue a uma decisão por maioria absoluta. Plebiscitos e referendos serão exercidos sempre que necessários, como forma de respeitar a vontade dos estudantes de direito da PUC-SP, bem como a participação nas assembléias.

Departamentos e respectivas atribuições:

3


Acadêmico: organização de assembléias, palestras, encontros e congressos sobre temas variados do Direito e, também, de outras matérias. Debate sobre questões do ensino do Direito, até mesmo, no que tange à grade curricular do curso. das ONG’s: busca de parcerias com ONGS, a serem avaliadas e escolhidas conforme deliberação. Promoção de uma efetiva participação dos alunos em projetos sociais. Subdepartamento de Viagens (comissão composta entre a comissão de eventos, de assembléias e de cultura): organizar viagens culturais para os estudantes com palestras, aulas e entretenimento. de Cultura: Este departamento buscará promover eventos culturais e divulgar trabalhos dos alunos, a implantação de uma biblioteca atualizada na assistência judiciária (A.J), buscando, assim, sempre livros novos. Também iremos confeccionar jornais mensalmente com informações relevantes ao aluno da PUC, para dar espaço para que os alunos possam se expressar e publicar suas idéias e opiniões. da Assistência Judiciária: Tal departamento acompanhará efetivamente o andamento da Assistência Judiciária, objetivando promover uma maior atuação da mesma de Salas: Neste departamento iremos nos reunir com representantes de salas, a serem escolhidos, e a fim de solucionar problemas do dia-a-dia estudantil. de Eventos e Esportes: No aludido departamento organizaremos festas e outros eventos. Tentaremos também, uma eventual parceria com a Atlética, para a realização de ainda mais festas; de Estágios: No departamento em epígrafe vamos nos aproximar dos C.As de outras faculdades de Direito para fiscalização da lei do estágio, além de outros assuntos relevantes ao tema. de Movimentação Estudantil: Neste departamento vamos Comparecer e se fazer ouvir nos casos em que se julgar necessário, e lutar efetivamente pela abertura de contas da PUC. de Orçamento: Buscaremos, através deste departamento o auxilio ao tesoureiro no que tange à confecção dos balancetes e de formas de combater práticas financeira abusivas de determinados órgãos da faculdade (bandejão, Xerox, livraria e outros). Outros departamentos e subdepartamentos poderão ser formados ou dissolvidos, dependendo da necessidade do Centro Acadêmico.

4


Propostas: 1.

Implantar uma biblioteca do Centro Acadêmico dentro do espaço físico da Assistência Judiciária, espaço este que, atualmente, está em completo abandono. Para tanto, organizaremos campanhas de doação de livros atualizados, junto aos estudantes, professores, e outros colaboradores. Criaremos este espaço para auxiliar todos os estudantes da PUC que necessitem de livros de qualidade, bom estado e atualização. Buscaremos assim, um maior aproveitamento da Assistência Judiciária, propiciando um encontro diário dos estudantes com àquela.

2. Aproximação dos alunos do Direito da PUC por meio dos representantes de cada classe junto ao Centro Acadêmico. Tais representantes serão escolhidos mediante a vontade da classe. Os representantes escolhidos atuarão em conjunto com o Departamento de Salas. Essa Comissão agirá com o propósito de levar as questões relevantes, vividas pelo estudante da PUC para discussões junto ao Centro Acadêmico. Questões estas relativas à: praticas abusivas por parte dos professores, funcionários ou departamentos; reclamações diversas, projetos e outros.

3. Cervejadas semanais realizadas pelo Centro Acadêmico de Direito, buscando uma aproximação significativa entre todos os alunos em relação ao C.A. Festas que serão realizadas em um dia específico da semana a ser deliberado futuramente.

4. Busca de diálogo com outros Centros Acadêmicos com a possibilidade de maior união, promovendo uma tentativa reduzir o incomodo sonoro que atualmente atrapalha o decorrer das aulas ministradas no período noturno.

5. S.O.S Estágiário. Tentativa de aproximação do Centro Acadêmico de Direito da PUC com os Centros Acadêmicos de Diversas Faculdades de Direito, almejando a fiscalização da lei do Estágio. Tal fiscalização ocorrerá da seguinte forma: os estudantes realizarão possíveis denúncias anônimas junto ao Departamento de Estágio sobre práticas abusivas do empregador. Esta, por sua vez, entrará em contato com os Centros Acadêmicos das diversas faculdades para averiguar a veracidade de tal denúncia. Caso ela se prove verdadeira, os Centros Acadêmicos unidos denunciarão tal empregador junto ao Ministério Público, para que se realize uma vistoria. Além disso, será realizado um mural elencando os seguidores da lei. Se a aproximação entre os Centros Acadêmicos não se concretizar, o C.A 22 de agosto fiscalizará o seguimento da lei por 5


meio de formas de diálogo com os empregadores (notificações, contatos e outros). Mostrando-se essa medida ineficaz, em alguns casos, o C.A 22 de agosto realizará um plebiscito para averiguar a possibilidade de denunciar o empregador, junto ao Ministério público.

6. Abertura freqüente dos balanços financeiros, como forma de promover uma maior transparência e aproximação dos estudantes com o Centro Acadêmico 22 de agosto.

7. Promoveremos viagens, com o intuito de trazer ao aluno novos conhecimentos através de palestras ministradas em outros lugares, além de São Paulo. Com aulas e visitas a lugares com relevância no âmbito jurídico, histórico e outros, seguido de confraternizações à lá PUC-SP.

8. Júris simulados organizados pelo Centro Acadêmico de Direito, realizando, assim, uma tentativa de fazer com que os alunos aprimorem suas habilidades orais. Tentativa de realização dos Júris simulados no ambiente do TUCA e outros espaços físicos da PUC-SP.

9. Campeonatos de diversas modalidades (Truco, Poker, Xadrez) e também, campeonatos esportivos inter-classes.

10. Representar efetivamente os alunos bolsistas da PUC-SP, elaborando defesas contra práticas abusivas por parte da faculdade e órgãos concessores de bolsas.

11. Denunciar a prática de cobrança abusiva dos flanelinhas nas redondezas da PUC-SP. Também, tentativa de formar convênios com os estacionamentos ao redor da PUC-SP para uma mensalidade mais acessível e justa.

12. Retomar a força da assistência judiciária na sociedade, realizando melhorias que facilitem o trabalho dos advogados e acesso da população necessitada. Para tanto, será formada uma comissão específica para deliberar sobre melhorias e mudanças em tal órgão que ocorrerão por meio de parcerias com escritórios de advocacia, órgãos públicos, ONGs, psicólogos e outros. Promoveremos também, uma maior participação dos alunos junto à assistência judiciária, sendo tais alunos do Direito e de outros cursos. 6


13. Tentativa de aproximação com a Atlética, como forma de angariar mais atletas. Por meio dessa aproximação, também, tentaremos realizar um maior número de festas junto com tal associação.

14. Festas sazonais realizadas junto com outros centros-acadêmicos, como forma de aproximar os alunos de direito com os alunos de outros cursos. As festas organizadas pelo Centro Acadêmico, cervejada de início de ano e Cabaret, ocorrerão da melhor forma possível, além disso, tentaremos realizar outras festas, como forma de aproximar os alunos junto ao Centro Acadêmico, possibilitando, assim, um maior momento de lazer e confraternização.

15. Parceria com diversas ONGs, a serem avaliadas e escolhidas conforme deliberação, para ativar a função social do Centro Acadêmico e promover a reflexão do estudante por meio de sua efetiva participação em tais movimentos sociais.

16. Assembléias ordinárias a serem realizadas mensalmente em horários viáveis, possibilitando assim a participação de todos os estudantes. 17. Semana Cultural contando com a participação dos alunos e artistas, objetivando a integração através de tal movimento, engrandecendo a vida acadêmica do estudante de Direito.

7


Por fim.

O dia em que me matriculei no curso de Direito da PUC-SP foi um dia de muita dúvida na minha vida. Eu não sabia o que esperar dessa nova fase. Dúvida esta, que, também, me despertava muita esperança. Esperança de que um dia me tornaria alguém importante para a sociedade, esperança de que minha vida não seria em vão. Acredito que todos nós, estudantes da PUC-SP, pensamos desta maneira. Nós queremos uma vida feliz, temos planos para o amanhã e acreditamos que podemos tornar o mundo um lugar melhor para as pessoas que amamos. Neste momento, eu acredito nessa nova idéia. Acredito que a chapa UNA pode mudar os rumos da nossa faculdade e até da nossa sociedade, sendo um sonhador. Acredito em cada aluno da nossa faculdade, acredito que nós podemos nos unir, acredito que nós podemos mudar. Acima de tudo, eu acredito em você porque estamos aqui para o aluno, pelo aluno e com o aluno.

Palavras do presidente: Arthur de Almeida Pessoa.

UNA-SE a nós.

8


Membros Protocolados

Presidente: Arthur de Almeida Pessoa Vice-Presidente: Mateus Adriano de Jesus 2º Vice-Presidente: Bruno Barreto Mesiano Savastano Tesoureiro: Jean Carlo de Oliveira Penteado 2º Tesoureiro: Kaoê Vidor Cassiano Secretária Geral: Gabriela Santamaria Saber 2ª Secretária: Mariana Vitagliano Bitencourt

9

Carta proposta UNA  

Carta proposta una

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you