Page 1

em

jb folhas o informativo do jardim botânico

novembro /dezembro 2012 | ano 8 | nº47 distribuição gratuita

Jardim Botânico Horto | Gávea | Humaitá

Férias no Jardim Botânico Com a chegada do verão, é hora de aproveitar a programação boa e diferente do bairro  (Páginas 4 e 5)

Cineasta à beira do caminho  Depois de lançar dois filmes esse ano, Breno Silveira busca descanso no verde do JB.  (Página 7)

Bloco da Pracinha  Carnaval para crianças na Pio XI será no dia 2 de fevereiro  (Página 3)


Editorial  Um convite ao ócio

Expediente

Caro Leitor, A cada edição você lê nas mais variadas colunas de nosso jornal que o Jardim Botânico é ótimo para morar e agradável para trabalhar. Desta vez, fazemos a você um convite ao ócio. Se o custo de vida no Rio de Janeiro é o mais caro do mundo e não sobra dinheiro para viajar, por que não curtir as férias aqui mesmo? Não faltam cartões postais. Na matéria de capa dessa edição, destacamos passeios, caminhadas e pausas para a leitura, para um bom papo com os amigos ou para contemplar obras e arte e da natureza, com direito a lanche, refresco ou a um lauto jantar. Você não vai acreditar em tudo que é possível ver e fazer sem a pressão do tempo, bem pertinho de casa e até de graça! Confira alguns destes prazeres nas páginas 4 e 5. E se o assunto é férias, a coluna Folhas do Jardim vem recheada de sugestões de colônias para a criançada, das tradicionais às inovadoras. A turma miúda, aliás, já tem encontro marcado com a folia: o Bloco da Pracinha, que concentra mas não sa,i no dia 2 de fevereiro, como você verá também na página 3. E para que ninguém esqueça que a época é de festa, o JB em Folhas propõe o Natal do Desapego na coluna Cidadania, com a qual incita a todos o exercício da doação. Participe! Nós somos mesmo privilegiados! De nossa parte, vamos seguir os conselhos do sociólogo italiano Domenico de Masi e buscar a essência do ócio criativo (associado à criatividade, à liberdade e à arte) em janeiro e fevereiro. Feliz Natal e um Ano Novo cheio boas novidades. Nos vemos em 2013!

Christina Martins e Betina Dowsley

CLASSIFICADOS

AULAS DE PIANO – professora formada na França, com mais de 10 anos de experiência, especializada em aulas para

CHRIS MARTINS

crianças a partir de 4 anos. Em domicílio ou na Rua Pacheco Leão. Béatrice: 2512-1940

O JB em Folhas é uma publicação bimestral, editada pelo Armazém Comunicação Projetos Jornalísticos Ltda. www.armazemcomunica.com.br Editora Responsável: Christina Martins (Mtb 15185 -RJ) Redação: Betina Dowsley Projeto Gráfico: Paulo Pelá - www.bolaoito.com.br Revisão: Carla Paes Leme Impressão: CMYK Gráfica - 2581-8406 Estagiária de Redação: Sheila Gomes Fotos da Capa: Chris Martins Tiragem: 5.000 exemplares Telefone: 3798-2418 e-mail: jbemfolhas@armazemcomunica.com.br site: www.jbemfolhas.inf.br

Telefones úteis Bombeiros 193 / 3399-1234 Cedae (água e esgoto) 195 / 0800 281195 CEG (emergência) 0800 240197 CET-Rio 2286- 8010 Comlurb 2204-9999 Defesa Civil 199 / 2576-5665 Disque-Denúncia 2253-1177 Disque-Luz (Iluminação urbana) 2535-5151 Disque-Barulho e Patrulha Ambiental 2503-2795 Guarda Municipal 153 Light 0800 210196 15ª DP 2332-2871 Polícia Militar 190 Subprefeitura da Zona Sul 2274-4049 / 2511-0501 Vigilância Sanitária 2503-2280 Tele-Dengue 3553-4025 Tele-gripe 0800 2810 100 Procon 151 Atendimento ao Cidadão 1746

Distribuição: Agência dos Correios da rua Jardim Botânico, Bibi Sucos, Cavídeo, Jardim Botânico, Parque Lage, bancas de jornais, galerias e prédios comer­ciais do Jardim Botânico.

Cara do JB  Jaime Reis Filho O próprio patrão define Jaime Reis Filho como “Bombril”, porque tem “mil e uma utilidades”. Com 53 anos, 23 deles trabalhando como chaveiro na Speed Bike, Jaime se vira nos trinta. Conserta fechadura, faz chave e outros serviços extras, como consertar mala de viagem. Mas quando chega janeiro, o chaveiro só tem uma palavra na cabeça: carnaval. Titular absoluto do repique do Suvaco do Cristo, ele encara um revezamento entre o ofício na Speed Bike e os ensaios do bloco que correm pela cidade até o domingo antes do carnaval, quando o Suvaco faz seu desfile ocupando toda a rua Jardim Botânico. Com o apoio dos mestres Filipão e Tião Belo, Jaime sai há 20 anos na agremiação, mesmo não morando na comunidade do Dona Marta, onde o bloco se fez. “Sou da Rocinha e quando entrei tinha uma diferença. Mas hoje todo mundo é irmão e já fui até tocar em Portugal com o bloco”, lembra Jaime.

Cidadania

NATAL DO DESAPEGO - A proximidade do Natal sempre nos leva a refletir sobre nossas verdadeiras necessidades e metas para o novo ano. O JB em Folhas aproveita a ocasião e convida moradores, trabalhadores e amigos do bairro

a participarem do Natal do Desapego. Podem ser doados brinquedos, livros, roupas, aparelhos ortopédicos, eletrodomésticos e computadores (em funcionamento), alimentos não perecíveis e remédios dentro do prazo de validade, material de limpeza e de higiene pessoal – vale tudo! Nem a distância é desculpa para não doar. Não faltam instituições que aceitam doações aqui mesmo no Jardim Botânico. Confira no site da AMA-JB quem recebe o quê e onde: http://www.amajb.org.br/2010/02/relacao-das-entidades-do-bairro-que-podem-receber-doacoes/. 2


Folhas do Jardim  Arte para crianças As crianças têm diversão garantida nas férias no JB. Não bastassem os parques e praças, nesta época há colônias de férias das mais criativas. Ainda em dezembro, começa a colônia “Férias na Floresta”, do www.molequemateiro. com.br, que divide sua programação entre os parques Lage e da Catacumba, na Lagoa, com atividades lúdicas e esportivas, instigando atitudes que contribuem para preservar o meio DIVULGAÇÃO

ambiente. No Lunático, “Arte nas Férias” combina várias manifestações artísticas, que estimulam a criatividade, a expressão e a socializa-

Jardim Botânico do Rio de Janeiro e sua biodi-

Com isso, a aplicação da determinação do TCU

ção. Em janeiro, há turmas de teatro, acrobacia

versidade. Veja o regulamento do concurso em

que favorecia a própria União fica suspensa por

aérea e de solo para crianças de 3 a 10 anos.

www.jbrj.gov.br/divulga/Regulamento_Concur-

prazo indeterminado. Pelo visto, o impasse, que

Confira em www.lunaticocafeecultura.com. A

so_Fotografia_2012.doc.

se arrasta desde os anos 1980, ainda está lon-

Escola de Artes Visuais promove todos os anos

ge de acabar. Será que o presidente do Jardim

4 a 12 anos (foto). A colônia dura todo o mês

Folia na pracinha com data marcada

de janeiro, mas as inscrições podem ser feitas

Anote na agenda: dia 2 de fevereiro tem concen-

questão fundiária do parque seja resolvida de

para cada semana separadamente. A equipe

tração na Praça Pio XI. Das 10h às 14h, acontece

uma vez por todas?

explora diferentes meios e materiais, como

a 7ª edição do Bloco da Pracinha, promovido pelo

tinta, giz pastel e lápis carvão. Saiba mais em

site www.amigasdapracinha.com.br. Totalmente

O que vem por aí...

www.eavparquelage.rj.gov.br. Outras colônias

direcionado ao público infantil, o evento oferece

Um novo polo gastronômico desponta no bairro.

tradicionais no bairro são o Ateliê da Floresta,

oficina de customização de fantasias, enquanto o

As cercanias da esquina das ruas Lopes Quintas

comandado por Rosa Geszti no Jardim Botânico

grupo Meninas do Nós ataca na bateria, coman-

e Visconde de Carandaí, onde já ficam o Loren-

do Rio de Janeiro (2527-4215), e a Gato Mia

dada por Wellington Alves e com participação

zo Bistrô e a Casa Carandaí, ganhará em breve

(www.gatomia.com), no Tabladinho.

especial da cantora Barbara Lau.

novos concorrentes. A casa onde funcionou o

Inscrições abertas para concurso de fotografia

União x União no JBRJ O Tribunal de Contas da União (TCU) deter-

promovido no quesito gastronomia, mas nin-

A Associação de Amigos do Jardim Botânico

minou, em setembro, a suspensão da regu-

guém da casa confirma as mudanças por vir.

(AAJB) está com inscrições abertas para seu

larização fundiária das áreas tombadas ou

XIV Concurso de Fotografia. Os interessados de-

de preservação ambiental do Jardim Botânico

vem inscrever suas obras fotográficas pelo site

do Rio de Janeiro, mas a Advocacia Geral da

Happy hour no Opinião Pública

www.aajb.dedoverde.com.br até 16 de novem-

União (AGU) entrou com recurso contra a de-

Quem gosta de boa música tem programa cer-

bro de 2012. As inscrições são gratuitas e os

cisão anterior, que fixava prazos e regras para

to às sextas-feiras no Opinião Pública, onde o

participantes devem retratar exclusivamente o

a retirada das famílias que vivem no parque.

músico Mário Toledo apresenta o Jazz Life, na

Botânico do Rio de Janeiro, Liszt Vieira, terá de ameaçar deixar o cargo novamente para que a

Baukurs está passando por reforma e abrirá em breve como restaurante. Já o bar Tocão deve ser

happy hour das 18h às 21h. No repertório estão obras de Thelonius Monk, Charlie Parker, Duke Ellington e Jobim & Bonfá, dentre outros monstros do jazz. O espaço, um misto de café e livraria, oferece um cardápio especial à noite e já virou point cultural no badalado quarteirão da rua Maria Angélica.

ABBR – AMIL ANTONIO CARLOS IGLESIAS

o “Fazendo arte no parque” para crianças de

A pergunta que não quer calar: como fica a situação do prédio da Amil dentro da ABBR diante da compra da operadora de saúde pelo grupo americano UnitedHealth? 3


FOTOS: CHRIS MARTINS

Sombra e água fresca no JB

4

Lugar calmo para morar e inspirador para o tra-

Se além de amante da natureza você tam-

servar a paisagem e refrescar-se com uma água

balho. Essas são as melhores traduções que os

bém adora as artes, vá ao Parque Lage. Dá para

de coco ou um chopp geladinho em um de seus

moradores do Jardim Botânico encontram para

passar o dia todo ali entre trilhas, lagos, caver-

quiosques. Aqueles que buscam um pouco mais

o bairro. Mas, e quando as férias chegam, o

nas e até um aquário! Há várias áreas para pi-

de tranquilidade correm para o Horto, sendo que

que fazer? Viajar, ir à praia, trancar-se em ca-

quenique, mas quem não quiser carregar sua

os mais determinados conseguem alcançar a

sa... Calma! Dá para curtir o dolce far niente

própria cestinha pode apelar para o café dentro

Vista Chinesa! Quem acorda cedo está acostu-

aqui mesmo.

do casarão da Escola de Artes Visuais, que ofe-

mado a ver o movimento de subida a partir das

O primeiro lugar que nos vem à mente é o

rece café da manhã, lanches e almoço. De suas

6h da manhã. Entre os mais animados estão a

Jardim Botânico, claro! Esta, sem dúvida, é uma

mesas à borda da piscina é possível admirar

jornalista Lu Fraga, que corre com um grupo de

ótima oportunidade de fazer o que milhares

as obras de arte de alunos, professores e ex-

amigos pelo Alto JB, e a publicitária e empresária

de turistas brasileiros e estrangeiros fazem o

professores da EAV. Mas vá sem pressa, as filas

de marketing cultural Marcela Bronstein (na foto

ano inteiro: passear pelo parque sem maiores

para o café da manhã, por exemplo, costumam

na página ao lado de camiseta cor de rosa), que

pretensões, descobrir novas espécies da nossa

começar cedo.

encara a subida de bicicleta. Nos finais de sema-

flora ou simplesmente contemplar a natureza.

Realmente, não faltam opções para passeios

na, o número de pessoas aumenta. Em comum,

Se bater aquela fome inesperada, há duas bo-

ao ar livre por aqui. Bastante procurada para

elas têm a vontade de ouvir melhor o canto dos

as opções para uma pausa agradável perto do

uma boa caminhada ou para andar de bicicleta

pássaros e de aproveitar as temperaturas mais

Espaço Tom Jobim, que conferem um charme a

e skate – com ou sem fins esportivos –, a orla

amenas da região. E, se à beira do caminho tiver

mais ao lugar.

da Lagoa Rodrigo de Freitas é perfeita para ob-

uma cachoeira, aí o dia fica perfeito!


FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

Da esquerda para a direita: Bibi, o casarão do Parque Lage, o novo Joia Carioca, Gisela Fiúza no Paxeco Bar e Marcela Bronstein e amigos.

Mesmo sem estar nos momentos de lazer, é

queijos, geleias e massas da delicatessen.

nião de amigos, como costuma fazer o casal Flá-

possível conciliar a caminhada com as obrigações

Quando o calor aperta, a melhor pedida é um

vio Soares e Gisela Fiúza (na foto com amigos).

do dia a dia. Uma ida ao banco, à farmácia ou ao

suco no Bibi, onde podemos sentar ao lado das

Atualmente, um dos points mais agitados do

supermercado pode virar um agradável passeio

atrizes Nathalia Dill e Camila Pitanga. “Nem a

bairro é o bar e restaurante Joia Carioca (antigo

com direito a pausa para se entregar à leitura ou

abertura de um concorrente, quase em frente a

Jóia), que depois de uma repaginada na decoração

simplesmente à contemplação. Caso as praças do

nosso estabelecimento diminuiu nossa frequên-

e mudança de cardápio (foto na página ao lado)

bairro estejam abafadas demais, é só apelar para

cia”, destaca Carlos Alberto, gerente da lancho-

está sempre com fila na porta. Outro que viu seu

uma livraria, como faz quase diariamente o cineas-

nete desde sua abertura há 11 anos.

movimento crescer recentemente é o bar Sonho

À noite, todos os caminhos apontam para os

Lindo, na esquina da rua Frei Leandro com a JB. O

bons restaurantes do bairro. Nos arredores da

boteco ampliou seus domínios para muito além

Uma novidade acolhedora foi instalada nos fun-

rua Maria Angélica, há pizzas, ceviches, guaca-

do balcão e de suas mesas internas e espalha-se

dos da Casa Carandaí. Charmoso, o lugar oferece

mole e restaurantes premiados. Já na região da

pelos dois lados da rua, seguindo o sucesso do Re-

café da manhã, almoço e lanches ao longo do dia.

Lopes Quintas e da Pacheco Leão, o destaque fi-

bouças, na rua ao lado. Os dois bares são uma boa

E o melhor, podem-se levar para casa muitos dos

ca por conta do céu aberto do Paxeco Bar, ideal

prova de que luxo e simplicidade podem conviver

sabores maravilhosos desfrutados ali, como pães,

para namorar, mas sempre pronto para uma reu-

lado a lado na mais perfeita harmonia.

ta Eduardo Coutinho, na Ponte de Tábuas; ou para os inúmeros cafés, que se espalham pelo bairro.

5


JBF Indica

Clarice Assad no domingo, dia 25, às 19h, fechando a programação no Espaço Tom Jobim.

Festival Villa-Lobos no JBRJ A 50ª edição do Festival Villa-Lobos, que

Panorama 2012 no Parque Lage

acontecerá em novembro, terá parte de

Em novembro, o Festival Panorama 2012 vai

sua programação no Jardim Botânico do

aportar na Escola de Artes Visuais do Parque

Rio de Janeiro. A música, claro, estará no

Lage. Entre os dias 3 e 11, quatro projetos ar-

centro das atenções, seja em contação de

tísticos (propostas de instalações, performan-

histórias, filmes ou em apresentações ao

ces e outros tipos de intervenções que traba-

vivo no parque. Os destaques são os shows

lhem na fronteira do corpo e das artes visuais)

de Yamandú Costa e Renato Borghetti, dia

pensados ou adaptados para os espaços da

16, sexta-feira, às 20h; a homenagem de

Escola e do Parque estarão expostos no local.

Monarco, Teresa Cristina e Paulão 7 cordas

A iniciativa é uma parceria do festival com a

a Paulinho da Viola, no sábado, dia 24, às

Secretaria de Estado de Cultura, à qual a EAV

20h; e o Duo Assad com participação de

é vinculada.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Por dentro do forró Além do filme “Gonzaga: de pai para filho”, outra maneira de saber mais sobre o forró é ler “O fole roncou! Uma história do forró”. O livro reconstitui a trajetória desse estilo musical por meio de episódios marcantes das vidas artística e pessoal de Gonzagão, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, Genival Lacerda e outros. A partir de mais de 80 entrevistas e documentos inéditos, os jornalistas Carlos Marcelo e Rosualdo Rodrigues percorrem a trajetória do gênero dos anos 1930 aos dias atuais, ressaltando ainda a importância de artistas como Elba Ramalho, Alceu Valença e Fagner; e destacando o surgimento do forró eletrônico, no Ceará, e o

Flagrante 

CALÇADAS Para curtir melhor as férias passeando pelo bairro, boas calçadas são fundamentais. Tomando de exemplo as do quarteirão mais famoso do bairro, o JB em Folhas constatou uma enorme diferença: do lado do Jardim Botânico do Rio de Janeiro temos uma calçada limpa e bem cuidada; do lado do Jockey Club Brasileiro, o calçamento é irregular e está sempre coberto de folhas e de lixo. Não pode! 6

FOTOS: CHRIS MARTINS

forró universitário, em São Paulo.


JOÃO LINHARES

Ilustre Morador  Pouca gente sabe que o cineasta Breno Silveira mora há 14 anos aqui no Jardim Botânico. A maior parte das pessoas só o descobriu morador há coisa de sete ou oito anos, durante a edição do filme “Dois filhos de Francisco”, quando ‘perturbou’ a vizinhança tocando ininterruptamente as músicas da dupla Zezé de Camargo e Luciano. Na verdade, ele mesmo assume que foi só a partir dessa época que realmente passou a curtir e circular mais pelo bairro. Foi a Praça Pio XI, com sua tranquilidade, que primeiro o cativou. Aos poucos, ele se viu encantado por todo o bairro, do Jardim Botânico à Lagoa, de bicicleta ou a pé, passando pelos bares e restaurantes “à beira do caminho”, pegando carona no título de seu filme

Jardim Botânico é o trânsito. Infelizmente, a

ro, dos porteiros e da turma do “mercadinho”

estrelado por João Miguel e lançado em agos-

principal via do bairro virou passagem e já de-

Afonso Celso também é um prazer à parte para

to deste ano.

monstra sinais de saturação. É preciso diminuir

Breno. Mesmo com as filhas já crescidas, a pra-

o número de ônibus em circulação! – alerta.

cinha continua sendo importante em sua vida

- Aqui tem tudo: mato, pracinha, bar, restaurante... A única coisa que me entristece no

Cruzar com os rostos conhecidos do jornalei-

e ele admira a movimentação das pessoas no replantio ou na organização de eventos ali. Ele curte especialmente o Carnaval e a Festa Juni-

BRENO SILVEIRA

na e acredita que, após um período de crescimento exagerado, as festas encontraram o tamanho adequado, respeitando os moradores e as características do local. Crescimento, aliás, é uma coisa que lhe desperta preocupação, especialmente o dos prédios na região: “Há casas tão bonitas, todas elas carregadas de histórias. É uma pena que estejam desaparecendo aos poucos”, observa. Outro motivo de lamento foi o fechamento do Posto Shell. Breno se diz órfão do estabelecimento, que estava sempre aberto, 24h por dia, onde ele sacava dinheiro e matava a fome na madrugada com um bom cachorro-quente. Em outubro, Breno Silveira lançou outro filme: “Gonzaga: de pai para filho”, sobre o Rei do Baião. Quando perguntado sobre seu próximo projeto, ele afirma que pretende ficar mais em casa e aproveitar a proximidade da mata e a vista do Corcovado para pensar no que virá. Mas ninguém precisa imaginar que seu próximo filme será rodado no Jardim Botânico. Ele avisa que prefere manter as filmagens à distância e preservar a paz de seu cantinho favorito. - As filmagens costumam durar dois meses, mas a idealização, a concepção, a discussão e

CHRIS MARTINS

a edição podem levar anos. Prefiro aproveitar o clima mais fresco e agradável daqui nestas outras etapas. 7


PRÓXIMA EDIÇÃO março/abril 2013. RESERVE JÁ O SEU ESPAÇO: 3798-2418

JBemFolhas 47  

Informativo do Jardim Botânico