Issuu on Google+

Uniersidade Federal da Fronteira Sul Campus Cerro Largo

Vitamina B1

Acadêmica:Jaqueline Pinheiro Andres Disciplina:TICs no Ensino de Ciências Professor:Márcio Martins Powerpoint Templates

Page 1


Características Gerais: Nome Trivial:

Vitamina B1

Outros Nomes:

Tiamina

Fórmula química:

C12H17ClN4OS·HCl

Alimentos ricos em Vitamina B1:

Ervilhas, feijões, pão integral, fiambre, gema de ovo, figado, rins, nozes, cereais, carne de porco.

Características Físicas: Forma:

Sólido, pó

Solubilidade:

Solúvel em água

Massa molar:

337,3 g/mole

Ponto de Ebulição:

248 °C

Ponto de Fusão:

100°C

Nome IUPAC: 2-[3-[(4-amino-2-metilpirimidin-5-il) metil]-4Powerpoint Templates metil-tiazol-5-il] etanol

Page 2


Descrição: Também conhecida como Tiamina, a vitamina B1 desempenha importante papel na manutenção de nosso sistema nervoso, muscular e do coração, bem como na regularidade do crescimento do corpo humano e do metabolismo. A vitamina B1 possui ação antiberibérica (beribéri é uma doença provocada pelo fungo Penicillium citreonigrun, que libera uma toxina que inibe a absorção de vitamina B1 pelo organismo, levando a fraqueza muscular e dificuldades respiratórias) e antineuritica. Powerpoint Templates

Page 3


Além destes, a vitamina B1 nos apresenta vários outros benefícios, como ajuda na digestão, principalmente de carboidratos, gorduras e proteínas; aumenta a disposição mental; alivia dores dentárias decorrentes de operações (como a extração de um dente); é benéfica no tratamento da herpes-zóster. Por ser uma vitamina pertencente ao complexo B (grupo de vitaminas hidrossolúveis, isto é, solúveis em água), excessos geralmente não são armazenados, sendo excretados (principalmente pela urina), necessitando assim de sua reposição diária, diferente da vitamina A, uma vitamina lipossolúvel e que se acumula bastante facilmente em nosso corpo. Powerpoint Templates

Page 4


Deficiência: As duas principais doenças relativas à deficiência em tiamina são o beribéri (prevalecente no Oriente) e o síndroma de Korsakoff. Existem três tipos de beribéri: o beribéri seco, uma polineuropatia com grave perda de massa muscular; o beribéri úmido com edema, anorexia, fraqueza muscular, confusão mental e finalmente falha cardíaca; e o beribéri infantil, no qual os sintomas de vômitos, convulsões, distensão abdominal e anorexia aparecem de repente e podem ser seguidos por morte por falha cardíaca. O beribéri foi em tempos endêmico em países onde o arroz polido constituía uma grande parte da dieta, especialmente no sudoeste asiático. Hoje em dia, muitos países fortificam o arroz e outros grãos de cereais de forma a substituir os nutrientes perdidos durante o processamento. Powerpoint Templates

Page 6


Vitamina B1