Issuu on Google+

Ministério da Cultura e Funarte

apresentam

&RQÀUDDQRVVD SURJUDPDomR

.BSÎPt"CSJMt.BJPt+VOIP Galpão Gamboa 2012


Ministério da Cultura apresenta

.BSÎPt"CSJMt.BJPt+VOIP (BMQÍP(BNCPB 2012


ROTA GAM continuidade BOA då à programaç ão artística do G alpão Gambo a com uma sÊri e de atraçþes relacionadas às artes cênic as (teatro adulto , infantil e da nça).

tåculos Após os espe ÀQDLVGH RV QRWXUQRVD rå uma ve semana, ha ão especial programaç a e festas com com shows ais m s re ba os parceria d e. cos da cidad característi

No que se refere a Teatro, selecionamos espetĂĄculos de companhias de repertĂłrio FRPDĂ€QDOLGDGHGH promover uma visĂŁo mais ampla das escolhas artĂ­sticas de cada grupo.

Em maio, fa remos uma intervenção no entorno do Galpão Gam boa criando uma rota ar tística em vårios po ntos importantes do bairro.

ISSO É SÓ A PRIMEIRA P ARTE

de e A qualida o nos o ecletism para a orientaram rupos g escolha dos com as o rd co a e que, d ticas, Ă­s er suas caract um o ĂŁ er ov prom e a cena recorte sobr al. tu a a oc ri ca

OA GAMB ROTA o d te faz par RA, U T L U PRO-C fomento as a de elo program s promovido p a ic n a ĂŞ r C u ult Artes rio da C MinistĂŠ NARTE. U F ea


Este sou eu

Meu nome: onde eu moro e-mail gostaria de assistir no Galpão

e o meu autógrafo Preencha seus dados e apresente este passaporte quando voltar para assistir à programação do ROTA GAMBOA. Você ganhará um desconto de 20% na compra dos próximos ingressos. (Válido apenas para 01 pessoa. Desconto não cumulativo.)


TEATRO

ém ingu

N

Direção de Alex Cassal.

,9

, 10, 11 e 18

falou

eria ue s

q

rç de ma

o

dias

8

Na elogiada comédia carioca Ninguém falou que seria fácil os atores Felipe Rocha, Renato Linhares e Stella Rabello dão forma a uma trama escrita quase aos olhos da platéia, desvendando a dramaturgia em cena. Relações em constante transformação num jogo de amarelinha para adultos. Espetáculo ácido e afetuoso, a comédia Ninguém falou que seria fácil, de Felipe Rocha, com direção de Alex Cassal, ganhou elogios da crítica carioca, sendo indicada para os Prêmios Shell e APTR (ambos na categoria texto) e Prêmio Questão de Crítica (nas categorias espetáculo, texto, direção e elenco).

fácil


dia 15

Ele precis

a começa

de

março

Texto e atuação de Felipe Rocha. Depois de estrear em 2008 e se apresentar em quase todas as regiões do Brasil, o bem-humorado espetáculo que fala do uso da imaginação e da tentativa de realização dos desejos guardados faz nova temporada no Rio de Janeiro. Num tom intimista e convidativo, o ator Felipe Rocha recebe o público oferecendo café e conversando com os espectadores. Ali já se estabelece o clima simples e direto de Ele precisa começar. A direção do espetáculo é uma parceria de Alex Cassal com o próprio Felipe, que também é autor do texto.

r


Dois monólogos curtos interpretados por Felipe Rocha e Alex Cassal. Um texto do próprio Cassal, outro do escritor Sérgio Sant’anna, dirigidos por Clara Kutner e por Felipe Rocha, respectivamente. Em 2009, Alex Cassal e Felipe Rocha participaram do projeto “Estúdios” em Lisboa, em que artistas brasileiros e portugueses se encontraram para criar três espetáculos apoiados na improvisação, na dramaturgia colaborativa e na subversão das regras teatrais. Na mesma ocasião, cada artista apresentou-se com um monólogo na mostra “Cartões de visita”, realizada em uma piscina desativada em Lisboa. A reunião de dois destes monólogos resultou no espetáculo 02 histórias. 17

i

h 02

as

ri stó

arç o

dias

e 16

m de

2m Fogu onólogos da etes M aravi lha


1º d

o

e

Repertório Companhia Atores de Laura

ltéri

rço

Adu

ma

, 30, 31 de 29

e abril

Adultério é um espetáculo inspirado no universo do autor teatral Luigi Pirandello e apresenta diferentes abordagens sobre a infidelidade. O enredo utiliza o tema do adultério como pano de fundo de uma estrutura dramatúrgica construída por histórias que originam novas tramas num processo contínuo que se desenvolve ao longo de todo o espetáculo, convidando o espectador permanentemente à reflexão sobre o que é realidade e o que é representação. A peça da Companhia Atores de Laura, surgiu durante exercícios feitos pelo grupo para treinamento e pesquisa, com propostas do diretor Daniel Herz.


Inquieto

e8

s 5, 6, 7 dia

coração

de a l br i

om logo c he Monó ec i rdo R Edua O monólogo Inquieto Coração, com dramaturgia e atuação de Eduardo Rieche, dirigido por Henrique Tavares, é um mergulho nas reflexões de Santo Agostinho, escritor e teólogo do século IV, sobre os prazeres, necessidades e angústias do ser humano. O texto de Inquieto Coração foi elaborado a partir da adaptação de quatro das principais obras: “Confissões”, “A Cidade de Deus”, “A Trindade” e “Solilóquios”. Os trabalhos foram produzidos depois da ordenação de Agostinho a bispo de Hipona (na atual Argélia), função que exerceu por quase 40 anos.


i6NIPNFNOÍPQPEFBCSJSNÍPEBTVBQBMBWSB EP DPOUSÈSJPOÍPÏVNIPNFN ÏVN.BNVUFw O espetáculo traça um paralelo com o espelho de Alice e fala da deformidade do ser humano diante de uma sociedade repressora e deficiente; do consumismo exacerbado; da alienação violenta de uma geração sem perspectiva e da precocidade infantil. Com um humor corrosivo, ele é narrado por Isadora, uma garota perversa e extremamente inteligente que trancada em seu quarto, inventa uma história – a história de Leon. Direção de Inez Viana, texto de Jô Bilac, com: Debora Lamm, Ricardo Souzedo, Diogo Camargos, Iano Salomão, Zé Wendell, Junior Dantas, Luiz Antonio Fortes, Juliane Bodini, Jefferson Schroeder e Inez Viana. 14, 15, 19

Ma

mu

d

ea

c. Jô Bila É. e d o t Tex OND ório OM t r e p e R

b r il

tes

0, 21 e 22

12,

,2

, 13


6,

27, 28 e 29

dias

2

nças mbra a h c on na As C Quader de ri l de ab

Ariano Suassuna Grande sucesso de público e crítica em duas temporadas no Rio de Janeiro, As Conchambranças de Quaderna, de Ariano Suassuna, direção de Inez Viana, o espetáculo, que já foi visto por mais de 8 mil pessoas, reúne duas peças numa só, ligadas por um mesmo narrador, Dom Pedro Diniz Quaderna, personagem principal do famoso romance de Suassuna, ‘d’A Pedra do Reino’. (se escreve assim mesmo). O elenco, Leonardo Bricio, Dani Barros/Claudia Ventura, Débora Lamm, Ricardo Souzedo, Iano Salomão, Diogo Camargos, Zé Wendel, Junior Dantas e Viviane Câmara, se reunem para contar as duas histórias, ambas narradas por Quaderna.


Considerando a excelência dramatúrgica e atualidade do texto, a montagem se propõe a estender a obra de Augusto Boal, bem como apresentar a temática do exílio (não só na ditadura brasileira, mas também latino-americana), especialmente às novas gerações, valorizando a memória nacional. Para provocar esse debate, a peça traz em cena três casais de distintas classes sociais e ideologias, obrigados a conviver no mesmo espaço físico e enfrentar suas diferenças e a falta de liberdade. Com direção de Paulo José, Murro em Ponta de Faca, foi o primeiro texto de Augusto Boal montado em território brasileiro, durante seu exílio forçado. Trinta anos depois da primeira montagem, novamente com o mesmo diretor. No elenco, Gabriel Gorosit, Laura Haddad, Erica Migon, Sidy Correa, Abilio Ramo e Nena Inoue. 12, 13, 19,

5,

d

dirigido por Paulo José

, 26 e 27

M em urro de ponta fac a em aio

20

6,


ho e

oe

1,

2e

tern

3 de j u n h

o

o

O fil dias

Com 3 indicações ao prêmio Shell 2011

31 de ma i

A Companhia Atores de Laura coloca em foco a obra de um dos grandes autores contemporâneos brasileiros: Cristovão Tezza. Utilizando sua obra de maior repercussão até hoje, O Filho Eterno, os Atores de Laura dão continuidade ao trabalho de pesquisa desenvolvido ao longo de seus 19 anos de trabalho ininterruptos no cenário teatral carioca e brasileiro. Os Atores de Laura buscam em O Filho Eterno um novo rumo de pesquisa ao adaptar uma história literária para o universo teatral. Novas possibilidades na busca de interpretações extra-cotidianas. Indicado ao Prêmio Shell 2011 Melhor Ator (Charles Fricks), Melhor Iluminação (Aurélio di Simoni), Categoria Especial (Márcia Rubin).


MURAL Desde 2003, Rafo espalha pelo Brasil seu personagens, que nasceram na Zona Norte do Rio – berço de diversas expressões típicas da cidade. Na época, Rafo trabalhava em seu projeto final da faculdade de Design e entrou em contato com os artistas a fim de uma parceria: eles transformariam suas obras em Tipografia e Rafo transformaria em fontes a serem espalhadas pela internet. Em pouco tempo, os cartazes se espalharam por todo o Rio de Janeiro. Na sexta-feira dia 10 de março, Rafo chega à Gamboa e estreia seu mural em uma festa que promete agitar a zona portuária.

RAFO


d

8 e1

INFANTIL

10, 11, 17 ias

Lasanh

a e Rav ioli in Casa

b ri

l

24, 2 5

o

A dupla Ana Barroso e Mônica Biel, de março desde 1990, trabalha para o público in31 de març e fantil com espetáculos que resultam de uma pesquisa em torno da literatura dos contos ida mec de fadas. Em cena, mostram o processo de Bela Ador Ravioli e criação de uma peça: a dedicação e prazer, A Lasanha r a liberdade de pensamento e seus resultados. po e dia 1º de a Os erros e acertos de uma dupla de palhaços que tem a cumplicidade e o prazer de estar no palco. Inúmeros personagens interpretados por estas duas atrizes, utilizando diversos recursos, como máscaras, bonecos, fantoches, figurinos, adereços, músicas e, principalmente, um jogo aberto e participativo.

Lasanha e Ravioli


dias

, 14 e 15 7, 8

heira

rral ta Bo

A Ga

ril de ab

e2

di

as

21, 22, 28

9

Fabulic e

s

de

abril

Cia de repertório de teatro musical

Fabulices traz para os palcos uma “repaginada” nas fábulas mais populares. A fábula trata de atitudes humanas, como a disputa entre fortes e fracos, a esperteza, a ganância, a gratidão, o ser bondoso, o não ser tolo. A partir da idéia de “harmonizar as diferenças”, tão cultuada hoje em dia, Marcela Galvão e Marcio Miranda mostram a garotada as lições que podemos aprender ao conhecermos o outro. A Gata Borralheira que nesta versão usa e abusa de ritmos brasileiros – com músicas originalmente compostas por Marco Rodrigo (a Fada dos Santos canta para Dulcinéia um samba de roda e a apoteose final se torna um carnaval ao ritmo do Olodum). Dramaturgia adaptada por Marcello Caridade - essas histórias enchendo o palco de humor, trazendo a narrativa para terras tupiniquins.


2, 3, 9,

10

dia

Só voa qu

em tenta

de junho

De volta ao Galpão!

Peça infantil criada a partir do conto homónimo de Luciana Fontenelle. Ao contar histórias, os atores apresentam Pandolfo e Vitória. Pandolfo é um gato de rua, morador do bairro de Santa Teresa. Um dia, vê cair diante de si uma garça moribunda, por ter mergulhado na poluída Lagoa Rodrigo de Freitas. Logo antes de morrer ela pede ao gato um favor: que guarde e cuide de seu ovo e da pequena garça que dele sairá e aí se desenvolve a história. A montagem faz uso de recursos sensoriais tornando o pequeno público parte integrante da cena. No elenco Daniel Leuback, Gustavo Di Mello, Luciana Fontenelle, Marcela Coelho. Direção de Amanda Paiva.


16 e 17 as

di

se ponê a cam d o c g i d as a O mé esa eng c n o a pri nh de j u

dias 23 e 2 4

Cindere

la Bras

ileira

de j un h o

O Médico Caponês e a Princesa Engasgada é a teatralização do conto medieval que deu origem à peça de Moli`ere “Médico à Força”, conta a aventura que um camponês enfrenta ao se ver, de uma hora para a outra, tendo que curar não só a Princesa, engasgada com uma espinha de peixe, como todos os doentes do reino. A astúcia e o acaso são seus aliados. A Cinderela Brasileira adapta o conto de Sílvio Romero. Este conta a história da princesa Maria do Brasil que nasce

Companhia de teatro medieval com a cobra enrolada no pescoço, a qual além de sua irmã, é sua melhor amiga e lhe ajuda a se desvencilhar de um rei horrível que quer se casar com Maria. A princesa foge para um novo mundo onde co-nhece seu amor.


DANCA ‘

A Focus Cia. de Dança, alcança grande sucesso de crítica e público com o seu mais recente espetáculo As canções que você dançou pra mim, dirigido e coreografado por Alex Neoral. Quatro casais são embalados por um grande “potpourri” com 72 canções interpretadas pelo grande cantor e compositor Roberto Carlos. Músicas que marcaram épocas e que já se tornaram clássicos da MPB aparecem agora como mote principal para mais uma produção da Focus. É um espetáculo para todas as idades, para qualquer pessoa, em qualquer tempo, onde a dança e a música aparecem num casamento perfeito e só nos resta sentarmos, assistirmos, ouvirmos e vivermos mais “tantas emoções”. ,2 s 22 3, 24 dia

e2

As ca nçõe danço s que você u para mim 5

de

março

embala dos Rei Rob ao som do erto Car los


ROTAS Maio Módulo que nomeia a programação, ROT A GAMBOA vai trabalhar com o entorno deste bairro que dá nome ao nosso GALPÃO. Quem conhece, sabe que aqui existem luga res genuínos, históricos, peculiares, bucólicos e, mais importante, profundamente cênicos. Procuramos sublinhar estes espaços e, dent ro de caminhos dramatúrgicos diferenciados , (serão TRÊS ROTAS criadas para o mês de maio)Convidaremos artistas e coletivos dos mais diversos segmentos para traçar estes percursos dramatúrgicos, inserções na JHRJUDÀDORFDO


SHOW E FESTA O Galpão revela a Gamboa como pouso para músicos e bandas da cidade No dia 10/03 depois da peça Ninguém Falou que seria Fácil abriremos a pista da Laje com o DJ Zé Otávio que apresenta o seu set Matancera Sonora, uma discotecagem diversificada, essencialmente baseada em balanços da pesada: latin jazz - indian vibes - sambalanço hully gully - rare grooves - tropicalia beats - boogaloo - sleazy sounds - funky edits - black soul - rhythm n’ blues - gafieira universal e outras milongas mais...

RA

No dia 17/03 a presença super especial da banda Tono anima a festa da Laje junto aos petiscos da Biliscada. A banda reúne alguns dos melhores talentos da nova geração de músicos, produtores e compositores da atual cena carioca, produzindo uma sonoridade brasileira, contemporânea e sem fronteiras. Da maneira irreverente de se vestirem à poesia repleta de humor, Tono vai animar a nossa noite de sábado!

GAMBO

dia 17/03 tem show do TONO!!


BARES nel

* Gra

ense

car *Bra he

*Enc

uiça

ing ndo L

ioca

Car chego

n *Aco

tapé

*Pon

Da baixada à Zona Sul, o Galpão Gamboa busca a interseção entre os cariocas e nada mais “daqui” que as comidas de boteco. Por isso, Biliscada convida, aos sábados e domingos, estes bares a fazerem parte de nossa programação. Cada semana uma opção diferente, com duas coisas em comum: qualidade e preço baixo.


COMO CHEGAR

Linhas de Ă´nibus:

170: Gavea - Rodoviåria 127: Copacabana - Rodoviåria 175: Central - Recreio 261: Praça Xv - Marechal Hermes 322: Castelo – Ribeira

Taxis:

$JEBEFEP4BNCB 2568-6683 1POUVBM 2520-7696 e 3294-6650 +# 2178-4000 / 2501-3026

340: Vila Kosmos – Praça Xv 350: Iraja – Passeio 355: Tiradentes – Madureira 376: Pavuna – Praça Xv

5ĂˆYJ 3622-2000 5ĂˆYJIST 2126-8787


DIÁRIO DE BORDO Ingressos antecipados: Pequena Central: Rua Conde de Irajá, 98 Botafogo - De 3ª à 5ª, das 10h às 16h. Galpão Gamboa: Rua da Gamboa, 279 Gamboa - De 3ª à domingo, das 10h às 16h Horários: Espetáculos Adultos: Quinta à Sábado às 21h. Domingo às 20h. Os espetáculos infantis são às 17h aos sábados e 16h aos domingos.

Os ingressos custam de 5 à 10 reais.


ROTA GAMBOA Produtores: Fernando Libonati e Marco Nanini

Curador: César Augusto

Produtora Executiva: Carolina Tavares

Curadora de Bares: Regina Libonati

Programadora Visual: Isabela Taylor

Assistente de Curadoria: Raquel André

Fotógrafo: Cabéra

Assessoria de Imprensa: RPM Comunicação

Conteúdo de Web: Janeiro Conteúdo

Coordenador Técnico: Roberto Mota

Administrador: Thiago Libonati

Controller: Ana Lúcia Aló Rodrigues

EQUIPE GALPÃO Diretora Operacional: Eliane Lax

Produtor: Igor Biond

Gerente Operacional: Hugo Madureira

Sub-gerente: Gustavo Di Mello

Gerente Área Social: Cristina Gioseffi

Professora de Yoga: Cristina Gioseffi

Professores de Muay Thai: Alexandre Farias, Luciano Porto e Rafael da Silva

Professor de Jiu Jitsu: Gutenberg Rocha

Professora de Danças Étnicas: Zuleika de Castro

Professor de Canto / Coral: Maestro Denison Sá

Zelador: Paulo Roberto da Silva

Auxiliar de Serviços Gerais: Fernando Elias

Bomboniere: Rosely da Silva e Márcia Suely da Silva

Apoio:

Realização:


Este projeto foi contemplado pela Fundação Nacional de Artes – FUNARTE no edital Prêmio Procultura de Estímulo ao Circo, Dança e Teatro 2010.



Passaporte Rota Gamboa | Mar/Mai/2012