Issuu on Google+

Ano II - Edição nº 04 - Feira de Santana - BA - Janeiro/2012

2012 começa com onda de assaltos a bancos A primeira edição de 2012 vem às ruas de Feira de Santana recheada de informação e com muitas novidades nas mais diversas áreas do conhecimento, mantendo o compromisso firmado com o leitor de ser um periódico preocupado com o conteúdo, a plástica e a métrica. O Almanaque de Janeiro vai tratar, por exemplo, de segurança pública, abordando a serie de assaltos a bancos registrados no interior da Bahia, que deixaram populações de várias cidades em pânico e traça um retrato, em preto e branco, da violência crescente no sertão nordestino .

Juazeiro da Bahia, uma cidade de muitas belezas

Além de tudo isso, temos também um passeio fotográfico pelos muitos caminhos de Juazeiro. O Fotógrafo J. Angelo Pinto passou três dias captando com sua câmera os mistérios da cidade que fica às margens do "Velho Chico". Nas artes plásticas a diversidade de dois artistas feirenses, com quadros belíssimos de "Chico do Flamboyant" e desenhos feitos por Paulo Maia, quando tinha apenas 8 anos de idade e já demonstrava nos primeiros traços o talento de um autodidata. Reféns no assalto ao Banco do Brasil da cidade de Castro Alves

Na área de saúde, você sabe o que é Quiropraxia e pra que serve esta parte da medicina? Dr. Ariel Souza fala sobre os ótimos resultados obtidos no tratamento de pessoas com cefaleia do tipo tensional e na prevenção de alterações da coluna. Também reservamos uma matéria especial para você, mulher, saber como dizer "xô celulite" neste verão, com um tratamento simples e muita disposição. Este mês você também vai poder saber o que causa o mau hálito e como resolver este incômodo. E descobrir qual a ligação entre a tireoide e a depressão. Mas o Almanaque não pára por aí.

Quadro do artista plástico «Chico do Flamboyant»

Velashape tem ótimo resultado no tratamento da celulite

Deixe-se embriagar pela coluna DiVino, assinada pelo sommelier Luiz Carlos Alves Fernandes, que neste número fala das especialidades do vinho branco. Garimpando assuntos que possam interessar aos mais diversos públicos que formam o leque de leitores do Almanaque, vamos seguindo mês a mês, como se estivéssemos lapidando um pequeno diamante encontrado na natureza, escondido entre pedras e cascalhos de um caudaloso rio. Tudo isso para deixar a sua leitura de férias ainda mais leve, pois nossa missão é promover o entretenimento, o conhecimento e o encantamento que torna a simples visão de um pôr-do-sol, um espetáculo único e inesquecível.


2

Janeiro/2012

Começar um ano novo é mais ou menos como colocar o pé numa trilha que ainda não foi aberta. O caminho só existe depois que é caminhado. Por isso, estamos começando 2012 ainda cheios de esperanças, envoltos em acontecimentos mundiais que aos poucos nos levam a crer que uma nova ordem está se estabelecendo, não só na Europa, onde a turbulência econômica sacode nações até então robustas - financeiramente - como também aqui no Brasil. Em nossa cidade, o ano também começa com transformações. E o Almanaque, apesar das férias, vai às ruas pela primeira vez em 2012 para continuar informando o leitor sobre a movimentação nesta metrópole de mais de meio milhão de habitantes, que também se rende aos apelos do verão e se transfere para as cidades litorâneas temporariamente. Entretanto, o que se nota é que apesar deste movimento, Feira continua com sua vida agitada, suas ruas com trânsito forte, comércio em bom ritmo, bares e restaurantes bem freqüentados. E esse é um bom sinal. Forte indício de que, o ano é novo, as propostas são novas, mas a cidade por si só já está circulando nos trilhos do tempo sem precisar estancar suas ações de trabalho, de desenvolvimento, afinal de contas, as indústrias continuam produzindo; o homem do campo continua plantando e colhendo; o comerciante mantém sua loja funcionando no centro comercial. Uma grande cidade dá sinais de suas dimensões com trabalho. Uma cidade grande, só com problemas. 2012 está só no começo. E o Almanaque espera que cheguemos a dezembro com a certeza de que o amor de todos por Feira de Santana é imenso. Porque eterna mesmo só a esperança.

Boa leitura, Um forte abraço,

Desde pequena, minha mãe sempre me ensinou a não ter medo das coisas. Seja da natureza, como os trovões que gritavam em meus ouvidos, ou daquele bicho estranho que caminhava perto dos meus pés. Ela me dizia: "Eles são menores que você... A gente só pode ter medo do que é maior do que nós." Cresci ouvindo essa frase, e hoje entendo que ela queria que eu fosse corajosa. Não deixe que seus medos sejam maiores que você. Tenha coragem para enfrentar cada situação, pois quando você supera as coisas que te perturbam você cresce e se sente mais forte.

Lais Schwartz "Bendito quem inventou o belo truque do calendário, pois o bom da segunda-feira, do dia 1º do mês e de cada ano novo é que nos dão a impressão de que a vida não continua, mas apenas recomeça"... (Mário Quintana) Fantástico saber que podemos recomeçar sempre...portanto...Sonhe, tente, abraçe, pense, corra, ame, brinque, dance, escreva, cante, estude, trabalhe, conheça novas pessoas, viaje, pule, beije, grite, mergulhe... Não importa o que faça, apenas viva !

Luizza Schwartz


Janeiro/2012

3

Quadrilhas fazem a festa nos bancos do interior Os assaltantes não se intimidam com a polícia e roubam o quanto podem dos bancos das cidades interioranas As quadrilhas de assalto a banco começaram o ano de 2012 espalhando terror pelo território baiano. Só até o fechamento desta edição, dez ações criminosas contra agências bancárias já haviam sido registradas em toda a Bahia, em diferentes regiões do Estado, com o registro de inocentes feridos pelos próprios bandidos. Nenhum dos marginais foi alcançado pela lei até agora, o que mostra o desaparelhamento e o despreparo da força policial para lidar com o crime organizado. No primeiro grande assalto a banco do ano, no município de Castro Alves, seis homens e uma mulher invadiram a cidade em dois veículos, renderam os policiais na delegacia, inutilizando a única viatura policial com tiros de escopeta e fuzil nos pneus e no motor. Depois, rumaram para a agência do Banco do Brasil, onde doze clientes aguardavam atendimento. Todos, inclusive o gerente e o sub-gerente, foram feitos reféns. Alguns foram amarrados nas camionetes do lado de fora, enquanto o cofre era saqueado. Toda a ação do banco durou 40 minutos e foi registrada por um cinegrafista amador. As imagens puderam ser acompanhadas via internet e mostram também o momento em que a mulher faz disparos com um fuzil. Um deles acerta um rapaz que estava dentro de um ônibus coletivo, estacionado na praça em frente ao banco. Na saída, com vários malotes de dinheiro, a quadrilha deixa a cidade atirando para o alto, como bandoleiros. "Foi o momento mais tenso da minha vida", conta Edmilson Fonseca, que fez o registro das imagens. OUTRAS AÇÕES Na mesma semana, outros bancos também foram roubados em cidades baianas, como no sul da Bahia, no município de Ubatã. Na região de Feira de Santana, as agências do Banco do Brasil de Santanópolis e Água Fria foram arrombadas por homens fortemente armados, comandados por uma mulher. O grupo chegou primeiro em Santanópolis, por volta de uma e meia da manhã, rendeu um guarda municipal que estava na praça da cidade e o dono de um parque de diversões. Com um maçarico, arrombaram dois caixas eletrônicos e fugiram. Na fuga, passaram pela cidade de Água Fria, a 20 quilômetros de Santanópolis, e invadiram a agência. Usando o mesmo tipo de equipamento, arrombaram dois caixas eletrônicos. Os gerentes dos bancos não quiseram informar quanto havia em cada terminal violado pelos bandidos, que encontraram facilidade para agir em função do baixo número de policiais nestas cidades. Em Santanópolis existiam apenas um policial civil e dois militares de plantão na cidade na hora do roubo. No município vizinho, dois civis e quatro militares. "Eu preciso de mais do que o dobro para tentar proteger a cidade", revelou a delegada Maristela Almeida.

Bandidos fizeram reféns que viveram momentos de terror em Castro Alves.


4

Janeiro/2012

Distúrbios na Tireóide

Dor-de-cabeça: livre-se desse problema!

A tireoide é uma glândula que fica localizada na parte da frente do pescoço, envolvendo a traqueia e que produz dois hormônios: a tiroxina, ou T4, e a triiodotironina, conhecida como T3. Esses hormônios desempenham um papel importante para regular o metabolismo do corpo humano e também do funcionamento cognitivo. Quando a tireóide não funciona adequadamente pode causar graves distúrbios. O hipertireoidismo (excesso de hormônio), acelera o metabolismo, causando sintomas como sudorese, palpitações, diarréia, perda de peso, taquicardia, agitação e ansiedade. O hipotireoidismo (redução ou falta de hormônio) pode causar fadiga física, ganho de peso, lentidão, prisão de ventre, bem como depressão, dificuldade de concentração e problemas de memória. Muitos fatores podem afetar o funcionamento da glândula tireoide, mas existem pesquisas que já comprovam a interferência da alteração hormonal em pacientes com problemas psiquiátricos como a depressão e a ansiedade. Segundo a psiquiatra Ana Virginia Paiva Damasceno, é possível a observação de níveis anormais de hormônios tireoideanos no sangue de pacientes depressivos, ou ansiosos. "Algumas vezes o uso de hormônios dá resultados positivos no tratamento desses pacientes, principalmente na melhora da disposição e energia física, memória, capacidade de concentração", revelou a médica.

Dor de cabeça é um sintoma, não uma doença. É raro uma dor de cabeça ser o sintoma de uma doença grave, mas dores de cabeça freqüentes e intensas podem ser exaustivas e afetar a vida cotidiana. É definida como a presença da sensação dolorosa na cabeça, pescoço e face. Ela pode vir acompanhada de mal-estar geral, náuseas e fotofobia (aversão a luz). Existem vários tipos diferentes de dor de cabeça sendo que as mais comuns são as primárias. As cefaléias, nome científico das dores de cabeça, podem ser primárias ou secundárias. As cefaléias primárias são aquelas causadas por distúrbios bioquímicos do próprio cérebro que levam à dor por mau funcionamento de neurotransmissores e/ou seus receptores. Existem três tipos mais comuns: a enxaqueca, cefaléia do tipo tensional e a dor de cabeça em salvas. A mais comum delas, a cefaléia do tipo tensional, tem relação direta com tensões na coluna cervical. Estresse, problemas visuais e tensão muscular são fatores diretamente relacionados à dor de cabeça. Desalinhamentos nas vértebras do pescoço causam dor, restrição de movimento, injúrias aos tecidos moles (discos e nervos) e tensão muscular. Além disso, esses desalinhamentos provocam irritação direta às meninges - tecidos que protegem a medula. Essa irritação é uma causa comum das dores de cabeça. Em 1998, Hack e cols. relataram uma nova descoberta anatômica: pontes de tecido conectivo estabelecem uma ligação direta entre músculos do pescoço e a membrana protetora do cérebro e da medula espinhal. Essa descoberta sugere uma provável conexão do tipo causa e efeito entre dores de cabeça e disfunções da coluna cervical. Em outro estudo, Mitchell e cols. (2000) descreveram ligamentos do pescoço, conectados à base do crânio, nunca antes relatados. Essa descoberta tem implicações para a terapia manual no tratamento de dores de cabeça cervicogênicas (de origem cervical), causadas por ligamentos danificados. A Quiropraxia, profissão da área da saúde que se dedica ao diagnóstico, tratamento e prevenção dos distúrbios neuro-músculo-esqueléticos, tem demonstrado ótimos resultados no tratamento de pessoas com cefaléia do tipo tensional. Redução do número e intensidade das crises, diminuição considerável do uso de medicação para dor e melhora da qualidade de vida tem sido algumas das vantagens relatadas pelos pacientes com essa queixa álgica. Além de tratar o problema, a Quiropraxia também previne demais alterações em sua coluna, lhe proporcionando saúde e bem-estar. Com uma visão vitalista, a Quiropraxia tem como objetivo tratar a causa do problema, diminuindo ou até eliminando os sintomas. O objetivo principal é o de oferecer saúde e não o de tratar doenças. Viva bem com a coluna que você tem! A Quiropraxia é uma forma de tratamento que visa eliminar a causa do problema. A dor é um sinal de que alguma coisa em seu corpo não está bem. Quanto antes o tratamento começar, mais rápida será a melhora dos sintomas e retorno as suas atividades diárias. Não deixe que o problema se instale. A prevenção é o melhor remédio! Consulte um quiropraxista e faça uma avaliação. Para maiores informações visite o site www.quiropraxia.org.br. CLÍNICA DA COLUNA - Av. Sampaio, 1120. Centro Médico Sawaya - sala 1103. Tel.: (75) 3226-2961 Feira de Santana - BA.

CLÍNICA GERAL CIRURGIA INTERNAMENTO VACINAÇÃO PET SHOP ESTÉTICA ANIMAL HOSPEDAGEM TRANSPORTE

obichoclinicaveterinaria@hotmail.com

Av. Getúlio Vargas, 2.451 (75) 3622-5117

Rua Geminiano Costa, 188-B (75) 3623-3187


Janeiro/2012

Neste verão diga: “XÔ CELULITE”

A especialista Denise Freitas Ozores recomenda o Velashape para as mulheres se livrarem do mal da celulite Estamos na estação mais badalada do ano e, na Bahia, verão é sinônimo de corpos lindos curtindo o sol escaldante do litoral. Mas nem sempre é assim, pelo menos para boa parte das mulheres que sofrem com um problema antigo: a celulite. Os furinhos causam a maior vergonha. A celulite surge por conta de nódulos de gordura que se formam na região subcutânea. Eles impedem a oxigenação e a nutrição celular, causando o aspecto de casca de laranja na pele. "As causas são as mais diversas, como genética, o sedentarismo, a alimentação inadequada e o uso de anticoncepcionais. É multifatorial", explica a dermatologista Denise Freitas Ozores. As alterações hormonais tornam as mulheres mais suscetíveis ao problema que, além do desconforto estético, pode trazer dor, inchaços nas pernas e problemas de ordem psicológica. Os tratamento estéticos, em geral, oferecem ótimo resultados. Mas todos eles precisam ser combinados a uma boa alimentação e a, prática regular de exercícios físicos. De acordo com a especialista, a celulite atinge nove entre cada dez mulheres ocidentais, deixando ondulações nas pernas, nas coxas, no bumbum e, às vezes, até na barriga, a depender do grau. Celulite de grau 1 Como é: ela só aparece quando você pressiona a pele. Surgem gominhos que lembram a casca de laranja. Como tratar: as alterações na dieta costumam surtir efeitos notáveis neste tipo de celulite. Evite bebidas gasosas (não só refrigerantes, mas água com gás também). Sal demais também é prejudicial, porque aumenta a retenção de líquidos e prejudica a circulação do sangue. Celulite de grau 2 Como é: a aparência de casca de laranja é suave, mas salta aos olhos sem que haja necessidade de pressionar a pele. Como tratar: além das mudanças na dieta, sessões de carboxiterapia são o melhor antídoto contra este tipo de celulite. O tratamento é dividido por área: o especialista injeta gás carbônico sob a pele, que é renovada. Você precisa de, pelo menos, dez sessões de uma hora cada. Massagem modeladora: quebra as moléculas de gordura que estão causando o problema. É seguida por uma drenagem, que elimina essa substância pela urina. A circulação sangüínea também é estimulada, evitando a formação de novas celulites. O mínimo de dez sessões é recomendado. Acompanhado de atividade física 3 vezes por semana por uma hora. Celulites de grau 3 Como é: normalmente, as celulites de grau 3 provocam o famoso efeito casca de laranja e causam a sensação de peso nas pernas, além de atingir o bumbum. Surgem, principalmente, nas pessoas que sofrem com o sobrepeso. Como tratar: só os tratamentos estéticos não fazem efeito nestes casos, que exigem também uma dieta rigorosa para controle do peso, além de exercícios físicos regulares. "Aqui na Delineare nós temos o Velashape, um aparelho que reúne três tecnologias: a radiofreqüência, o infravermelho e o ultrassom. Elas combinadas quebram a flacidez e a gordura. São necessárias 10 sessões, inicialmente duas vezes por semana, e depois é preciso fazer a manutenção com drenagem linfática, uma massagem suave para a drenagem do sangue, melhorando o retorno venoso. Também utilizando a mesoterapia, com micro injeções direto no local da celulite com enzimas, que quebram a gordura. E a carboxiterapia, que é a injeção de co2 (gás carbônico) no tecido subcutâneo", enfatizou Denise Ozores. Celulites de grau 4 Como é: trata-se da mais grave de todas as celulites, provocando deformidade no contorno do corpo e está diretamente associada aos casos de obesidade. Como tratar: você precisa aliar todos os métodos,

incluindo dieta balanceada, exercícios físicos e mas-sagens. Reduzindo o peso, os tratamentos começam a dar resultado mais rapidamente. De acordo com a especialista Denise Ozores, há um creme da linha ortomolecular usado na drenagem que dá ótimo resultado aliado ao tratamento. "Se a cliente segue passo a passo todo o tratamento, nós temos uma eficácia que vai de 60 a 90%. Então, neste verão, praticamente todas as mulheres poderão dizer 'xô celulite' e curtir as praias sem nenhum constrangimento", salientou.

Velashape em ação

Dra. Denise Ozores da Delineare: “Velashape é um sucesso”.

Jet Ski,Banana-Boat, equipamentos náuticos, motos e carros importados.

Jet Ski - Sea Doo GTS a partir de R$ 33 mil

5

Rua São Domingos, 910 - Capuchinhos Feira de Santana - BA Fone: (75) 3622-4240


6

Janeiro/2012

Higiene bucal é fundamental para evitar mau hálito A halitose ou mau hálito não é uma doença e sim, um sinal ou sintoma de que algo no organismo está em desequilíbrio, que deve ser identificado e tratado. Existem muitas causas para a alteração do hálito e, em aproximadamente 90% dos casos, a origem dessa alteração é bucal. A boca é um ecossistema no qual vivem centenas de espécies de bactérias com diferentes necessidades nutricionais. Quando essa flora digere proteínas, podem ser liberadas substâncias que têm mau cheiro. A halitose em geral é um problema de saúde com consequências sociais e econômicas, morais e psicoafetivas tão sérias que aflige, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), aproximadamente 40% da população mundial. O mau hálito costuma não ser percebido pelos portadores do distúrbio, mas chega a provocar repulsa nas pessoas que se relacionam com eles. A halitose geralmente está associada à existência de cáries e a má higiene bucal. Outras importantes causas são má conservação dos dentes, inflamação das gengivas, pedaços de

alimentos retidos entre os dentes e abscessos. O ressecamento da boca, desidratação, estresse, uso de medicamentos, placa bacteriana na língua, consumo excessivo de álcool e infecções como amigdalites ou sinusites também podem provocar o mau hálito. Seja qual for a causa da halitose a higiene bucal é fundamental para o sucesso do tratamento, além da eliminação da sua respectiva causa. Ë imperativo que além da escovação e do uso do fio dental promova-se a periódica limpeza da língua após as refeições e ao deitar, evitando o acúmulo de bactérias. Consultas odontológicas devem ser feitas periodicamente, principalmente quando o paciente for portador de várias restaurações, próteses fixas ou adesivas, pois as mesmas podem estar com áreas que retenham restos de alimentos. A higiene bucal adquire relevância na prevenção da halitose. Se o seu mau hálito persistir mesmo após uma boa escovação e o uso do fio dental, consulte seu dentista, já que isso pode ser a indicação da existência de um problema mais sério. Só o dentista poderá dizer se você tem gengivite, boca seca ou excesso de placa bacteriana, que são algumas prováveis causas do mau hálito, ou encaminhar o paciente ao médico especialista para um diagnóstico.

Um belo sorriso transforma o mundo. e

cia

Ortodontia e Clínica Geral

RESTAURAÇÕES EXTRAÇÕES CLAREAMENTO PRÓTESES TRATAMENTO DE CANAL

Atendimento com hora marcada

Qualidade com custo popular

Rua Barão do Rio Branco, 1.131 - Centro - Fone: 3226-9889 (Em frente ao Girafa’s)


Janeiro/2012

« Colonoscopia « Duplex Scan - A ultrassonografia dos Vasos Sanguíneos « Endoscopia Digestiva Alta « Escleroterapia de Pequenas Varizes « Ligadura Elástica das Hemorróidas « Manometria Anorretal « Pequenas Cirurgias « pH Metria e Manometria Esofágica « Procedimentos em Angiologia « Retossigmoidoscopia Rígida / Flexível « Ultrassonografia Anorretal « Ultrassonografia Geral Av. Getúlio Vargas, 854 e 844- Ed Meddi e Ed. Medical Service- 5º andar Fone: (75) 3603-5800 / Fax (75) 3603-5828 www.idad.com.br

7


8

Janeiro/2012

JUAZEIRO pelas lentes de J. Angelo Pinto Durante três dias o fotógrafo J. Angelo Pinto fotografou o município de Juazeiro, no norte do estado da Bahia, implantado à margem direita do Velho Chico. Juazeiro situa-se no ponto exato onde ocorria o cruzamento de duas importantes e estratégicas estradas do interior do Brasil. A primeira, fluvial, representada pelo Rio São Francisco, integrando o norte ao sul. A segunda, um caminho das Bandeiras. Somente no fim do século XVII, à sombra protetora da árvore do sertão, o Juazeiro, começa a surgir o que hoje se constitui num dos mais importantes núcleos urbanos do interior nordestino. A cidade de Juazeiro localiza-se à margem direita do Rio São Francisco, ligada à cidade de Petrolina em Pernambuco, pela Ponte Presidente Dutra. Apesar de estar no interior do continente, Juazeiro possui algumas ilhas devido ao rio São Franscisco. A “Ilha do Rodeadouro”, localizada a 12 km de distância do centro de Juazeiro, é uma das mais frequentadas da região, com praias de areias brancas e excelentes para banho. Com uma razoável infraestrutura a ilha possui barracas onde os visitantes podem degustar os mais variados pratos da região. Há também espaço para camping, onde as pessoas podem passar os fins de semana usufruindo as belezas naturais do local. A travessia pode ser feita através de barcos localizados às margens do rio São Francisco.Durante o percurso as pessoas curtem música ao vivo enquanto contemplam as paisagens naturais do Velho Chico. A “Ilha do Fogo” está localizada no centro da ponte Presidente Eurico Gaspar Dutra, marca da divisa entre os Estados da Bahia (Juazeiro) e Pernambuco (Petrolina). Possui uma área praiana com terreno acidentado, formado por uma rocha única, de aproximadamente 20 m de altura, onde está fixado um Cruzeiro. A “Ilha Culpe o Vento” é deserta e ideal para prática de camping selvagem. O acesso é feito pela rodovia BA-210, que liga Juazeiro a Curaçá, aproximadamente 15 km até o local da travessia que é feita por barcos localizados às margens do rio. O turismo em Juazeiro ainda é bastante tímido. Contudo, vem recebendo investimentos destinados ao desenvolvimento da zona turística dos Lagos do São Francisco. E entre as atrações turísticas da cidade pode-se destacar a orla fluvial, o navio "Vaporzinho", o Museu do São Francisco, a Ponte Presidente Dutra, o Parque da Lagoa do Calu, a Estátua Nego D'água, o Lago e Hidroelétrica de Sobradinho e as vinícolas da região. A orla fluvial é muito movimentada. Apresenta uma rede de bares e restaurantes onde se pode apreciar a beleza do rio São Francisco. O Vaporzinho foi o primeiro navio a vapor que navegou no Velho Chico. Localizado na orla fluvial da cidade, é um monumento que homenageia os navegantes e a navegação que foram o eixo fundamental para o desenvolvimento da cidade. O Museu do São Francisco, recentemente foi restaurado e apresenta um acervo rico da história da cidade e do rio São Francisco. A Ponte Presidente Dutra, construída para ligar as cidades de Juazeiro-BA à Petrolina-PE, O Parque da Lagoa de Calú é um parque multimodal de lazer e entretenimento. O Lago de Sobradinho, o maior lago artificial da América Latina e uma das maiores hidrelétricas do Brasil, sendo a maior do estado da Bahia, fica no rio São Francisco e cercada pelos municípios de Casa Nova, Pilão Arcado, Remanso, Sento Sé e Sobradinho, que foram inundados pelo enchimento da lago. Equivalente à distância entre Brasília e Salvador, a Hidrovia do São Francisco é, sem dúvida, a mais econômica forma de ligação entre o Centro-Sul e o Nordeste. Há muito tempo o Rio São Francisco ocupa lugar de destaque no transporte nacional. Texto e Fotos: J. Angelo Pinto

33

s o An

PEDREIRA RIO BRANCO Av. Miguel Pinto Santana - Nova Esperança

(75) 3604-7400


Janeiro/2012

9

VINHOS BRANCOS Calor pede vinho leve... Já é verão! Nada como um branco geladinho nos dias mais quentes. Dias de calor combinam com bebidas leves e refrescantes. Cervejas uma boa pedida; mas, nada melhor que um vinho branco, resfriado para ser degustado como aperitivo ou na mesa, acompanhado de uma suave comida (ou petisco). Uma safra de brancos, leves e frescos está à espera do consumidor, oferecendo grande variedade de marcas, com qualidade e preço para todos os bolsos. A maior parte das marcas postas à venda é de vinhos novos que devem ser consumidos em pouco tempo. Mas, há também, para os apreciadores de vinhos encorpados, amadurecidos, requintados e de grande longevidade (uma minoria). Apesar de serem mais frágeis e de durarem menos que tintos e brancos amadurecidos em toneis de carvalho, os BRANCOS, JOVENS E LEVES, trazem a vivacidade do frescor da juventude. Alguns deles se destacam pelo aroma suave, que lembra flores, ervas ou frutas, e pela acidez acentuada, características geralmente refrescantes e agradáveis. E, é exatamente nesse segmento - o dos vinhos de consumo diário - que o apreciador de brancos deverá concentrar inicialmente sua atenção. Há rótulos para todos os gostos, desde os mais baratos até os mais finos, raros e caros. Os produtores do novo mundo (Califórnia, Nova Zelândia, Austrália, Chile, Argentina e Brasil) elaboram excelentes produtos neste segmento - vinhos para o consumo diário - ofuscando os tradicionais alemães, espanhóis, portugueses, franceses e italianos (velho mundo). Quando for comprar um vinho branco jovem, mais simples, lembre-se que está adquirindo um produto para uso imediato. Portanto, escolha sempre as safras mais recentes e evite estocar o vinho (consumo rápido). Os vinhos brancos em geral devem ser servidos gelados, entre 7 e 13 graus centígrados. Os mais jovens e os espumantes podem ser mais resfriados (7 graus), e os mais encorpados (ou envelhecidos) devem estar na faixa de 12 graus. Por ser leve, este tipo vinho combina muito bem, em termos gerais, com comidas leves, mais adequadas a climas quentes, como saladas, carnes brancas (aves) peixes e frutos do mar. Recomendado também para massas leves e molhos suaves (brancos). Os vinhos brancos, de maneira geral, combinam com quase todos os tipos de queijos. Por sua acidez eles ajudam na limpeza bucal. Boas férias, calor, sol, praia e - por que não - um brinde com uma taça de um vivo e refrescante branco. SAÚDE! Por: Dr. Luiz Carlos Alves Fernandes Sommelier

E

Tudo em documentação de veículos PARE Rua A, nº 35-A, Conjunto Jomafa, Feira de Santana-BA

Fones: (75) 3221-9494 / (75) 3614-7599 / (75) 3485-3378


10 Janeiro/2012 Escolha o Restaurante, anuncie sua empresa nos jogos americanos e deixe muita gente com รกgua na boca.

o

ANUNCIE COM: OBRA DE ARTE (75) 9200-4552 (75) 8109-3733


Janeiro/2012

11

Obras de arte do artista plรกstico Francisco Flaviano Santos - Chico do Flamboyant

Desenhos do artista plรกstico Paulo Maia


12

Janeiro/2012

Fernando Pessoa

75 3225-8594

. Rua do Equador, 111 - Kalil창ndia - Feira - BA


Jornal Almanaque