Issuu on Google+

Dom Jo達o Carioca


CURSISTA: JANE CLEYDE DOS SANTOS BRITO PINHO TOCANTINÓPOLIS-TO.


A megera de Queluz Meu bem, você contagia o mundo com tanta beleza.

Fala logo o que quer. Já esqueceu do castiçal no toutiço?

Ah! Não. É que vim comunicar que vamos para o Brasil. O que? Estás maluco feito Tua mãe Dona Maria I? Eu não vou nem morta seu marmanjo.


Vindos de Portugal... Terra Ă  vista! Terra maravilhosa! E de bandeja...

Sejam bem vindos Ă  Salvador. 28 de janeiro de 1808


Logo partiram...

Vamos seguir para o Rio de Janeiro.


A corte portuguesa teve permanência no Brasil até 1821. O Brasil é um país Maravilhoso. Vou ficar por aqui.

...


Retorno ao país de origem Meu caro Dom Pedro, é chegada a hora de retornar para Portugal. Fique e assuma!

Está bem, penso que vou fazer muito por este país.


Sem perder a majestade. Pedro, não conte pra Ninguém, mais estou sendo pressionado a voltar para Portugal.

De onde vem essa pressão? Da artéria ou de Carlota?

Hum...

Não brinque com coisa séria. É o povo! A revolução! Quero sair como entrei. Poderoso!


Abaixo absolutismo! Viva constituição! Droga! Não é fácil dividir as decisões. Eu sozinho era a LEI.

Vou dar a ideia a meu filho Pedro de tornar esse pais Independente de Portugal, se não for feito por ele, outro o fará.


O GRITO DA INDEPENDÊNCIA. Independência ou morte?

Oh! Eu não quero morrer ! Precisa responder?

Então, vamos nos tornar independentes. VIVA O BRASIL! Ah!Ah! Ah! Ah!

HE!HE!

Hiin in in


PAZ...


Hq jane cleyde