Page 1

Assembleia

18ª Sinodal Sínodo Vale do Itajaí Paróquias

Relatório das atividades do Sínodo Vale do Itajaí, referentes ao ano de 2013, para apreciação da 18ª Assembleia Sinodal.


Sínodo Vale do Itajaí

18ª Assembleia Sinodal Centro de Eventos Rodeio 12, Rodeio, 25 e 26 de abril de 2014.

RELATÓRIOS Paróquias do Setor 1 Paróquias do Setor 2 Paróquias do Setor 3 Paróquias do Setor 4 Paróquias do Setor 5


Sumário SETOR 1 Balneário Camboriú Bom Pastor de Navegantes Brusque - Bom Pastor Brusque - Martin Lutero Brusque - Unidos em Cristo Itajaí Itapema

4 5 6 7 8 9 10

SETOR 2 Blumenau Bom Pastor/Garcia Blumenau Centro Blumenau Fortaleza Gaspar Blumenau Itoupava Seca Blumenau Martin Luther/Progresso Blumenau Velha Blumenau Velha Central

12 13 14 15 16 17 19 20

SETOR 3 Bom Pastor/Fidélis Itoupava Central Itoupava Rega Vila Itoupava

22 24 25 26

SETOR 4 Badenfurt Paz Pomerode Apóstolo André Pomerode Apóstolo João Pomerode Apóstolo Paulo Pomerode São Lucas Pomerode São Marcos

28 29 30 31 33 35 36

SETOR 5 Apóstolos de Benedito Novo Benedito Novo Indaial Rio dos Cedros Timbó

39 40 42 43 44


Par贸quias do

Setor 1


Balneário Camboriú A Paróquia/Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Balneário Camboriú está inserida em um dos municípios que mais se desenvolvem em Santa Catarina. Tem expressão internacional e figura entre os destinos mais visitados no Brasil. Esta referência aumenta a responsabilidade da Paróquia em se fazer presente em meio a este desenvolvimento. As atividades paroquiais buscam a aproximação dos membros e, consequentemente, visa alcançar novas pessoas à comunidade de fé. ALEGRIAS A fiel pregação do Evangelho de nosso senhor Jesus Cristo. A forma harmoniosa e dedicada nas atividades dos departamentos. A frequência regular dos membros na vida comunitária. O respeito e a credibilidade da Paróquia no âmbito municipal. O crescente aumento do número de membros. A comprovação do êxito em adotar a contribuição voluntária. A excelente infraestrutura. A denominação “luterano (a)” é motivo de respeito e consideração popular. PREOCUPAÇÕES Os cuidados sempre presentes em estarem disponíveis os custos para manter a estrutura adequada e a crescente necessidade de estarmos atualizados nas mais diversas áreas. O zelo pela continuidade do bom andamento dos departamentos. A atenção para as necessidades dos membros. Atenção com o item “segurança” nas dependências e também quanto às exigências e normas no referido item nas leis pertinentes. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Proporcionar capacitação e formação às lideranças. Investir cada vez mais na auto-sustentabilidade. Buscar novos campos de ação e participação.

P. Valdim Utech Pres. Egon Neuwirth

4


Navegantes

Bom Pastor ALEGRIAS Ao longo deste último ano temos colhido bons frutos como paróquia recém-criada. O ano de 2013 foi um ano de cuidar dos devidos registros da Paróquia de Navegantes. No penúltimo dia do ano tesoureiro e presidente foram ao banco receber as primeiras folhas de cheque, sinalizando que toda parte burocrática estava em dia. Além disto, temos visto um engajamento grande por parte das lideranças em manter os trabalhos e caminhar cada vez mais juntos olhando com esperança e fé para o futuro. Existia ainda uma pendência sobre o terreno onde se encontra a Comunidade de Gravatá, porém, tal pendência foi resolvida. O terreno onde está o templo e o centro comunitário agora pertence à comunidade. PREOCUPAÇÕES Como na maioria das paróquias, existem preocupações financeiras. Recém-criada, a Paróquia Bom Pastor de Navegantes recebe auxílio financeiro da Paróquia de Itajaí e da Campanha Vai e Vem, que complementam a participação das duas comunidades em manter financeiramente a Paróquia. Ainda existe a preocupação sobre o/a futuro/a ministro/a, que deverá assumir os trabalhos a partir de 2014. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Como ações, tem-se pensando, reetido e discutido sobre a construção de salas comerciais no terreno da Comunidade de Gravatá, algo que toma cada vez mais corpo com a resolução das pendências com o terreno. Com esta construção, busca-se a auto-sustentabilidade financeira da Paróquia. Para que esta construção seja possível, conclamamos todas as paróquias/comunidades do Sínodo a destinarem uma ou mais ofertas locais para esta empreitada durante o ano de 2014. Além disto, outro desafio constante é a transferência de membros residentes em Navegantes para as comunidades locais. Algo que ainda encontra resistência por parte de muitas pessoas por algumas questões, entre elas, o cemitério. Por fim, continuaremos trabalhando junto aos membros sobre a responsabilidade de contribuição de cada membro para que sinais do Reino de Deus continuem visíveis por meio de nossas comunidades no município de Navegantes.

5

Pres. Gunter Jahn


Brusque

Bom Pastor ‘‘Se queremos pessoas excelentes e hábeis tanto para o governo secular como para o espiritual, cumpre deveras não nos poupemos empenho, faina e gastos na tarefa de ensinar e educar os nossos filhos, a fim de que possam prestar serviços a Deus e ao mundo”. (Lutero)

ALEGRIAS Na última reunião do presbitério em 2013 lançamos um olhar para trás e nos alegramos em perceber que o ano foi de muitas atividades e realizações. Bom é perceber o envolvimento voluntário de tantas pessoas na missão confiada à Igreja. Tivemos os festejos pelos 150 anos da Paróquia, 110 anos do Coro luterano, 80 anos da Festa de Maio, noite do Rodízio de Pizzas do Culto Infantil, noite do X-salada, 12º Reencontro de Casais, preparativos para a restauração do templo, Café da Diaconia do Grupo de Mulheres Luteranas, captação de recursos para a construção da quadra e banheiros no Centro Evangélico, além das atividades que já fazem parte da agenda dos diversos grupos. Sem dúvida, foi um ano especial, envolvente, de muito trabalho e histórico para a Paróquia. Em todas estas realizações percebe-se predominar nos membros e parceiros não o cansaço e desânimo, mas sim, o ânimo e a comunhão, mãos à massa, Igreja Viva. PREOCUPAÇÕES Voluntariado – Tendo em vista a demanda financeira, a necessidade de trabalho voluntário, a percepção de que não alcançamos a todas as pessoas, somada a fé de que temos potencial para ir mais longe, percebe-se a falta de mais “trabalhadores na seara”. Por isso, a Paróquia, através dos seus grupos, busca envolver e apaixonar novas pessoas para servir e evitar sobrecarregar as que já participam, inclusive doadores. Finanças - Além disso, receitas e despesas ocupam as nossas reuniões. Está cada vez mais difícil captar recursos para a manutenção da enorme e histórica estrutura. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Crescer o diálogo e aproximar-se de famílias que ingressam na Paróquia interessadas em ofícios. Ainda nos perguntamos como envolvê-los na hospitalidade dos grupos que já existem. Aproximar-se de membros que não estão contribuindo e conscientizá-los da relação entre fé, gratidão e compromisso. Intensificar o trabalho com os jovens e despertar mais lideranças para auxiliar neste trabalho. Restauração do Templo e do órgão de tubos. Realização de cultos na 3ª quarta-feira de cada mês. Agradecimentos: O sentimento de gratidão está bem presente em nossas orações, pois grandes coisas Deus têm feito por nós. Agradecemos ao Sínodo pela atenção dispensada e a todas as lideranças voluntárias que somam valor, serviço e identidade a esta Igreja. Agradecemos aos membros desta Igreja que contribuem direta ou indiretamente.

P. Claudio Siegfried, P. Edelcio Tônio Schefer Pres. Sergio Kuchenbecker

6


Brusque

Martin Lutero ALEGRIAS Ficamos muito contentes com a confirmação do contrato do Segundo Pastorado da Paróquia Martim Lutero. Chegada em 26 de dezembro de 2013 da Pastora Aline Danielle Stüewer e sua família. Também ficamos muito contentes que todas as comunidades de nossa Paróquia conseguiram manter em dia suas contribuições. Estamos gratos com o resultado obtido em nossas campanhas. PREOCUPAÇÕES Adaptação do segundo pastorado e sua família em nossa região. A dificuldade financeira dos locatários com a União Paroquial. A legalidade do trabalho dos nossos funcionários e voluntários de nossa Paróquia. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NO FUTURO Criação de um ponto de pregação no centro de Guabiruba. Intensificar o trabalho com o grupo de jovens e crianças do Culto Infantil. Aumentar campos de atividades nas comunidades.

7

P. Roland Brüggemann, Pa. Aline Danielle Stüewer Pres. Ciro Landeira


Brusque

Unidos em Cristo ALEGRIAS Criação do Segundo Pastorado - Comunidade de São João Batista. Trabalho conjunto das lideranças das comunidades e Paróquia, uma verdadeira equipe. Ótimo trabalho por parte dos orientadores do Culto Infantil. Evangelizações muito proveitosas. Aprovação do Estatuto e nova Diretoria em São João Batista - conolidação da Comunidade. Realização do primeiro Reencontro Paroquial de Casais. Culto da Reforma no Pavilhão da Fenarreco foi um sucesso, com a numerosa participação das crianças da Paróquia. PREOCUPAÇÕES Pouca participação de jovens nas atividades e cultos das Comunidades. Dificuldades das Comunidades em se adaptar às legislações, principalmente as novas legislações de segurança exigida pelo Corpo de Bombeiros. Aumento dos custos de manutenção da Paróquia com a criação do novo pastorado. O valor previsto para a Paróquia contribuir seria de R$1.500, hoje está ultrapassando os R$ 3.000. AÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO FUTURO Cativar novos membros. Reconquistar membros afastados. Programações para atrair jovens para a Igreja.

P. Hilton Jair Gorris, P. Arnaldo da Rocha Clemente Pres. Adilson Teucher

8


Itajaí ALEGRIAS O trabalho pastoral que anima e fortalece a participação dos membros nos cultos e nas demais atividades da Comunidade. (Oase, Lelut, Idosos, Jovens e Crianças) que é o fruto do planejamento estratégico que foi executado. Consolidação da formação da Paróquia de Navegantes. A boa participação de pessoas mais jovens nos cultos. O empenho e a participação dos grupos de Louvor. Reforma do Ponto de Pregação de Cordeiros. Trabalho com o grupo de Jovens e Culto Infantil. PREOCUPAÇÕES Continuar o trabalho junto aos membros contribuintes e os que estejam totalmente afastados para incentivar o retorno dos mesmos visando uma maior integração às atividades da Comunidade e aos Cultos. Continuidade das atividades do coral e dos grupos de louvor. Continuidade do fortalecimento do Ponto de Pregação de Cordeiros. Criar na Comunidade um olhar missionário para o futuro. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NO FUTURO Desenvolvimento de ações que possam fortalecer ainda mais os vários setores da Comunidade. Desenvolvimento de ações que visem o fortalecimento do coral e dos grupos de louvor. Continuidade das ações de planejamento e execução do plano de ações para construção da Igreja de Cordeiros. Intensificar os trabalhos missionários no bairro Cordeiros.

9

P. Marcos Butzke Pres. Heder Cassiano Moritz


Itapema “A vossa tristeza se converterá em alegrias” (João 16.20)

ALEGRIAS A boa participação nos cultos revela que as pessoas estão colocando no centro da vida de fé a comunhão com Deus e a dos “santos”. O reexo desta participação é percebido na superação da meta estabelecida para a Campanha Vai Vem. A Comunidade de Bombinhas teve a alegria de concluir a construção do Centro Comunitário Templo que foi dedicado em culto celebrado no dia 20.10.2013. Além disso, a formação dos grupos de da OASE-Maria, Estudo Bíblico e Canto tem trazido muitas alegrias. O trabalho diaconal na Paróquia vem se destacando a partir das campanhas de agasalho, do Leite e Lacre. A Comunidade de Itapema-Porto Belo conseguiu saldar a dívida contraída por ocasião da construção do templo. Estes motivos de alegrias fazem que sejamos gratos a Deus. PREOCUPAÇÕES Algumas preocupações causam tristeza e outras motivam o serviço. Neste momento desejamos apontar algumas das preocupações que nos levam a perceber que na seara do Senhor há necessidades que precisam ser supridas, sendo assim, destacamos: Como melhorar a interação dos grupos? Como comunicar melhor? Como motivar a responsabilidade de cada pessoa na dinâmica da contribuição voluntária? Como aprimorar as questões musicais? Como dar continuidade no processo de renovação das lideranças? Qual a maneira de melhorar a visitação? AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Para que nossas preocupações se transformem em alegrias é necessário promover o intercâmbio entre os grupos existentes na Paróquia, incentivar as pessoas a colocarem a serviço das comunidades seus dons musicais, fomentar a criação de grupos de canto, capacitar pessoas na área da música, promover a conscientização da Contribuição, melhorar a comunicação informando as realizações comunitárias e paroquiais aos membros e estabelecer um programa de visitação e promover um curso para presbíteros e lideranças.

P. Günter Bayerl Padilha Pres. Walter Montá

10


Par贸quias do

Setor 2


Blumenau

Bom Pastor/Garcia ALEGRIAS Sentir a proteção do nosso bondoso Deus e viver sob a sua bênção são momentos de gratidão e alegria. Esta força de Deus se concretiza nos membros participantes que deixam que a palavra de Deus fale a seus corações nos cultos, bem como, nos encontros dos grupos regulares de trabalho: Oase, JE, Culto InfantoJuvenil, Missão Criança, Casais, Dança Sênior, Terceira Idade, corais Misto e Masculino, conjunto musical e grupos de violão. Damos graças a Deus Pai, por esses dons a nós conferidos, e pelo tempo e espaço de comunhão, reexão e auxílio espiritual no decorrer do ano de 2013. A importância do trabalho com orientadores (as) do Missão Criança e Culto Infanto-Juvenil realizado pela catequista Sara Regina Hoppen nas oito paróquias da CEB-UPL. Um trabalho que visa a Educação Cristã Contínua que nos possibilita um maior conhecimento da palavra de Deus, de como ensinar e trabalhar com as crianças de forma simples as histórias bíblicas e os ensinamentos de Deus. Somos gratos a Deus por colocar ministros e ministras em nossas paróquias. A participação das crianças do Culto Infanto-Juvenil em cultos especiais, trazendo a mensagem cantada e declamada, foi uma forma de expressão de seu louvor e gratidão a Deus. Nota-se que esses cultos chamam a presença de pais, avós e familiares de outras igrejas cristãs. Realizamos oficinas e encontros que envolveram pais, crianças, adolescentes e jovens que promoveram momentos de alegria e comunhão; O apoio mútuo entre os grupos na Paróquia, principalmente nos momentos de decisões e encaminhamentos, fortaleceu lideranças na fé para continuar a missão de ensinar e trazer à comunidade a palavra de Deus pregada e cantada. Percebemos que compartilhar alegrias, preocupações e tristezas foram e são momentos que Deus agiu e age em nós por meio do Espírito Santo. Somos gratos a Deus e ao P. Horst Lümke pelos 14 anos em que atuou na Paróquia Bom Pastor/Garcia como “nosso pastor”. PREOCUPAÇÕES Afastamento de membros. Baixa frequência nos cultos. Inadimplência e contribuição voluntária. Estabilidade financeira e econômica para planejar as ações pastorais e missionárias nos próximos anos. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Formar uma equipe que abrace a causa da visitação a membros. Envolver mais pessoas nas atividades da Paróquia e obtendo como consequência o louvor e gratidão a Deus, celebrado em culto. Intensificar estudos bíblicos, estudo da palavra de Deus e vivência da fé nos diversos grupos existentes na Paróquia. Além das perspectivas em relação à chegada dos novos ministro e ministra, a desde de março/2014, queremos continuar estabelecendo relacionamentos fraternos, agradáveis e respeito mútuo entre nós e com outros. O mais importante é não se esquecer que Deus é soberano. Deus do amor, da graça, bondade e misericórdia. Bom é render graças ao Senhor!

12

P. Hércules Osvaldo Kehl, Pa. Mara Cristina Weber Kehl Pres. Ursula Hass


Blumenau

Centro

A Paróquia Luterana Blumenau Centro é umas das maiores paróquias da cidade de Blumenau. Sua história coincide com a vinda dos primeiros imigrantes luteranos ao Vale do Itajaí em 1.850. Dia 9 de agosto de 1857 o pastor Rudolph Oswald Hesse celebrou o primeiro culto, no então barracão dos imigrantes. Além de todos os serviços pastorais, o pastor Hesse foi incansável na educação e formação da nossa população. Hoje, são quase 6 mil membros batizados atendidos pelos pastores Valmor Weingartner e Gilson Ricardo Hoepfner. Além disso, a Paróquia é mantenedora da Escola Barão do Rio Branco, Lar e Residencial Elsbeth Koehler, Caritativa e Rádio Antena 1 – União FM. Conta ainda com as atividades extraparoquiais dos diáconos Clauder Sérgio Wutke Geike e Hildegard Amábile Mathies e do pastor Nilson Hermes Mathies. ALEGRIAS A Paróquia Blumenau Centro compartilha muitas alegrias. Os setores de trabalho, na sua maioria, têm trazido grandes frutos na vida comunitária. Entendemos que as atividades nos grupos é uma resposta à valorização da pregação e dos desafios como comunidade de Jesus Cristo, a partir do Evangelho. As comemorações dos 500 anos da Reforma Luterana também é motivo de grande alegria. Os ministros estão promovendo cultos-palestra sobre temas que envolvem os ensinamentos e as reexões de Lutero. Nos alegramos com a Sociedade Evangélica de Senhoras de Blumenau (Sesb) pela conclusão do tão sonhado Residencial Elsbeth Koehler. Um culto de dedicação e inauguração emocionou toda a comunidade e mostrou a força diaconal desta senhoras dedicadas a promover o bem-estar dos idosos. Agradecemos por todas as equipes de trabalho. Aos conselheiros, presbíteros, equipe da secretaria paroquial, diretorias da Paróquia, setores de trabalho, entidades e instituições que se dispõe com seus dons e talentos a promoverem vidas em comunhão. PREOCUPAÇÕES A educação cristã contínua ainda é foco de preocupação da Paróquia Blumenau Centro. É necessário rever toda a proposta de trabalho com crianças e adolescentes. A gestão financeira também é foco de preocupação. Por um lado trata-se de uma Paróquia que tem um alto custo de manutenção. O que demanda grande grau de preocupação. Por outro lado é necessário criar políticas mais claras com membros inadimplentes, a fim de que possam ter a oportunidade de voltar a contribuir com a Igreja e seus trabalhos missionários. O tema do ano veio de encontro à situação desta Paróquia. A Pastoral Urbana é tema constante de análise em Diretoria, setores de trabalho e cultos. Somos uma Igreja numa área totalmente urbana e com perfil de membros bastante diversificado. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO O Planejamento Estratégico já tem mostrado um série de caminhos. Os ministros e os setores de trabalho constantemente avaliam seus objetivos, metas e desafios. Questões como formação, comunicação e gestão administrativa tem sido prioridades transversais que perpassam todas as atividades da Paróquia. Não menos importante, a valorização do trabalho ministerial é algo que constantemente nos desafia e cria perspectivas para uma comunidade viva e atuante, priorizando um ambiente favorável e animador.

13

P. em. Valmor Weingärtner, P. Gilson Ricardo Hoepfner, Diác. Hildegard Amábile Mathies, P. Nilson Hermes Mathies, Diác. Clauder Sérgio Wutke Geike. Pres. Adriana de Paula Neumann


Blumenau

Fortaleza No ano de 2013 continuamos a tarefa delegada pelo nosso Senhor Jesus Cristo de levar o seu Evangelho adiante. Em todas as atividades e edificações sempre temos como pano de fundo a pregação, a convivência e a comunhão do povo de Deus. Dentro desse mundo contemporâneo necessitamos de muita criatividade, persistência e fé. ALEGRIAS Muitos membros que estão retornando à Comunidade e querendo deixar suas contribuições em dia. Manutenção de vários grupos para diferentes idades e interesses. Melhorias feitas nas instalações das três comunidades e casa pastoral. Renovação de lideranças. Realização de curso/seminário de Visitação e Visão Panorâmica do AT com o assessor de Formação do Sínodo, pastor Dr. Emilio Voigt. Ser uma Igreja séria que prega o Evangelho corretamente e administra retamente os sacramentos. Oficialização do CNPJ da Paróquia. PREOCUPAÇÕES Manutenção financeira das comunidades/Paróquia. A pouca participação ativa de jovens nas atividades e grupos. Preocupação futura com a possibilidades de taxação com impostos governamentais nas Igrejas por abusos de algumas instituições religiosas. O afastamento físico das pessoas entre si (principalmente jovens) pela facilidade da comunicação virtual. Sobretaxação nas arrecadações das comunidades. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Para o futuro queremos continuar sendo a Igreja de Jesus Cristo aqui na Paróquia e nas comunidades. Queremos enfrentar os desafios com muita serenidade e seriedade. Queremos colocar os nossos dons e tempo a serviço do Reino de Deus. Nem sempre é fácil. Queremos continuar nos aprofundando de conhecimento bíblico. Por isso nos alegramos com o Seminário da Visão Panorâmica do Novo Testamento, marcado para este ano. Também queremos formar oficialmente um grupo de visitação na Paróquia. Além disso, cada grupo desenvolve atividades especificas na sua área e com a maior criatividade possível. Que Deus nos capacite e dê disposição de tempo para servir sempre com muita alegria.

P. Sigfrid Baade Pres. Antônio Severino Tillmann

14


Gaspar

ALEGRIAS Trabalho com os grupos. Resolução da transferência de ministro. Resolução de não fazer mais tômbola na Paróquia. PREOCUPAÇÕES Ampliação do espaço físico comercial. Falta de participação de crianças e jovens na igreja. Membros inativos e não contribuintes. Confessionalidade, clareza quanto aos sacramentos. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NO FUTURO Visitações para estimular visitações. Adaptação ministerial. Adequação da infraestrutura.

15

P. Gilmar Finken Zacomelli Pres. Claudinei Venske


Blumenau

Itoupava Seca ALEGRIAS Boa frequência nos cultos. Dedicação abnegada e apaixonada de lideranças e colaboradores. Bom inter-relacionamento entre os setores/grupo. Continua surpreendendo o aumento do número de batismos. Reinício com êxito de grupo de jovens – JEIS. Criação de Grupo Instrumental. Passa-dia com famílias (agendado). Inovações acontecendo em todos os setores. PREOCUPAÇÕES Busca de equilíbrio financeiro entre receita e despesa. Recadastramento dos membros. Criação de pontos de pregação em bairros populosos em nosso entorno (Salto do Norte e Escola Agrícola). Formação de lideranças. Renovação e aumento do número de membros do Conselho Paroquial. Investimento em Marketing com profissionais do ramo. AÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Novas formas de arrecadação financeira. Trabalho mais intenso de conscientização e motivação dos membros em sua contribuição financeira. Planejamento Estratégico. Recadastramento.

P. Reinhard Antônio Koch, P. Renato Creutzberg, P. vol. Clovis Horst Lindner Pres. Ingo Gehrke

16


Blumenau

Martin Luther/Progresso As alegrias, preocupações e um olhar para o amanhã. Ontem Ele foi, hoje Ele é e, sempre será o único a quem buscamos na vivência das nossas três comunidades. Como foi nesses mais de 130 anos da Comunidade Martin Luther, quase 100 anos da Comunidade Evangelista Lucas, mais de 30 anos da Comunidade João Batista e 15 anos de Paróquia, o objetivo maior ainda é seguir esse Caminho, buscar em cada vivência, encontro, trabalho, louvor e serviço, essa Verdade. A Verdade do Reino de Deus, e o meio sempre foi, é e será, a fé em nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Saber-nos agraciados por Deus. Buscar constantemente viver ao lado de todos que estão ao lado, homens e mulheres, crianças, jovens e idosos, essa Vida em comunhão com Deus. No ano de 2013 tivemos muitas alegrias, mas todas essas poderíamos resumir numa palavra somente: acordar. Em cada ano que passou, o trabalho foi focado em reanimar o espírito entre nós, em acordar (lat accordare). Com um outro olhar, podemos ver mais a fundo todos os significados que essa palavra pode trazer em seu cerne. Acordar significa despertar alguém, interrompendo-lhe o sono. É isso que ao longo desses anos fizemos de forma insistente e contínua, oramos e vigiamos em comunhão, para despertarmos e nos manter acordados. O despertar é, e deve ser uma constante em toda vivência de comunidade. É muito fácil adormecer, ao longo dos anos, se acostumando com o barulho das ondas batendo no “casco do barco”. A palavra de ordem de Jesus no evangelho de Lucas 22.46 aos discípulos, quando voltou do Monte das Oliveiras, e os encontrou dormindo, também ecoa em nossos ouvidos: “Por que vocês estão dormindo? Levantem-se e orem para que não sejam tentados”. Assim, despertamos, levantamos e nos colocamos juntos em oração. É tão bonito ver esse despertar entre os grupos. Ver filhos e pais se integrando novamente no Culto Infantil e no seio da comunidade. Ver crianças nos cultos, se achegando ao altar com alegria como se estivessem sentandas no colo de Jesus, sem medo de serem repreendidas. Ver o grupo de jovens aumentando, não somente em número, mas em vivência de comunidade e louvor a Deus. Reconhecer e admirar como pessoas com anos de comunidade, mesmo com joelhos cansados e mãos calejadas, continuam com alegria e gratidão servindo e louvando a Deus. E, principalmente, como é maravilhoso ver todas essas gerações se misturando, se dando as mãos e se abraçando. Abraçando aí, não somente por hábito litúrgico, mas como forma de aproximar seus corações em fé, amor e gratidão a Deus, num mesmo ritmo e acorde. Houve um reavivamento grande nas nossas comunidades, o que antes parecia uma comunidade idosa, agora se apresenta em uma comunidade mais jovem e inclusiva, aonde todos encontram o seu lugar e sempre acolhem bem aos novos. Acordar também significa animar, avivar e excitar. Um dos desafios de nossas comunidades, nesses últimos anos, era buscar uma maior musicalidade em nosso louvor a Deus. A música acorda sentimentos, fé, paz, esperança, gratidão e amor. O ano de 2013 foi marcado por todos nós, como um ano também de reavivamento musical, já que conseguimos quase já no final do ano, acordar uma parceria com uma professora de música. Assim, com a presença dela em nosso meio, realizamos um grande sonho das nossas comunidades. Reavivar o louvor a Deus! Proporcionar o

17

Pa. Elaine Beatriz Fuchs Pres. Edgar Radünz


lapidar desse tão importante dom que Deus confiou com certeza a muitos de seus filhos em nossos meio, mas que nós, como comunidade, não tínhamos como desenvolver. Havia o espaço, havia a carência, havia a vontade, mas não havia um meio de conseguirmos preencher essa lacuna. Temos a certeza que Deus agiu, e que essas aulas de música vão em muito contribuir para continuarmos acordados, vigiando, orando e louvando a Deus com ainda mais alegria e gratidão. Bom ver que Deus sabe de nossas carências e, sempre nos mostra o caminho, oferece os meios e envia os instrumentos para melhor podermos o servir através dos dons que ele nos confiou. Assim como para apresentarmos uma boa música, todos os instrumentos precisam estar bem afinados, também para apresentarmos ou realizarmos um bom serviço a Deus, precisamos sempre buscar harmonizar, afinar, acordar a Palavra com o nosso agir. Constantemente, lembrar que o regente de toda essa orquestra de instrumentos, sons e acordes, é Cristo. Buscar e levar mais e mais, a mensagem da nova vida abundante e transformadora que Deus vem nos oferecer através de seu Filho. Esse é um constante desafio. Ajudar com que não somente os que estão já integrados no “ninho” das comunidades estejam e permaneçam acordados, mas também “os membros andorinhas” que anunciam o verão, e no despontar do inverno, voam em busca de outras alvoradas. Essa é uma preocupação sempre presente, o desafio de buscar esses membros afastados. Ao longo dos anos, foram feitas visitas, muitas, mas mesmo assim, algumas portas ainda estão fechadas. Ao lado, outra preocupação é sempre podermos achar meios de sustentabilidade mais harmoniosa, na qual a Paróquia não precise de festas e eventos para subsistir, mas possa se manter apenas pela contribuição/gratidão de seus membros. E, nesse ritmo e acorde serão realizadas todas as nossas ações futuras, para continuarmos acordados! Buscar sempre no ouvir da Palavra, o sopro do Espírito que nos afaste de todo o antônimo dessa palavra tão inspiradora do ano de 2013, ou seja, persistir contra o desacordar, adormecer, desafinar, desconcertar e do discordar. Em outro significado da palavra acordar está também o combinar e o ajustar, que insere outra busca constante em nossa vivência, de sempre através do diálogo fraterno e constante combinarmos e ajustarmos as prioridades de uma paróquia pequena, e o ritmo da caminhada de cada um de seus grupos. Rogamos constantemente em nossas orações, que Deus nos ajude e faça falarmos a mesma linguagem e entoemos o mesmo louvor às grandes obras que tem realizado em nossas comunidades. Aprender da leveza da água da Fonte da Vida a contornarmos as pedras maiores, lapidando as menores, que vão se assentando no fundo do rio, seguindo em frente, pois o nosso objetivo também é chegarmos no oceano da Eternidade. Acordar, a-cor-dar, dar a cor; dar uma nova cor na vida das pessoas que afastadas estão vivendo uma vida preto no branco, sem perspectiva, sem ânimo, sem comunhão, sem paz, sem amor, sem a música do Reino, que já entoa em nossos corações. Por tudo que fomos, somos e seremos sendo uma das comunidades de Cristo nesse mundo, damos somente a Deus a glória.

Pa. Elaine Beatriz Fuchs Pres. Edgar Radünz

18


Blumenau

Velha

"São três coisas que vão estragar a religião cristã: primeiro, o esquecimento dos benefícios que temos recebido através do evangelho. Segundo, a autosegurança, que já está grassando agora. Terceiro, a sabedoria deste mundo que quer organizar tudo dentro de um sistema seguro, pretendendo criar a paz universal através do planejamento humano que dispensa DEUS”. Martim Lutero. Em Cristo: Fé e Alegria.

ALEGRIAS Boa convivência entre ministro, Diretoria, conselheiros, grupos de trabalho e comunidade. Como pontos positivos em 2013, diante de tantas mudanças que acontecerem neste período, na Paróquia Luterana Blumenau Velha, ainda podemos citar todo o trabalho realizado e o apoio dos membros da Paróquia na reforma da casa pastoral. A atenção da CEB-UPL e Sínodo Vale do Itajaí na tranquila transição de desinstalação do ministro pastor emérito Irineu Valmor Wolf e da instalação do novo ministro pastor Anderson Ellwanger e sua família. Estamos todos alegres e agradecemos a Deus pela alegrias e o bom encaminhamento das ações. Aos poucos recuperando o equilíbrio financeiro da Paróquia. O ambiente tranquilo da secretaria, a participação dos membros da Paróquia e comunidade nos eventos, alegria de receber bem o membro, ter o tempo necessário para atende-lo bem e disposição de ouvi-lo. PREOCUPAÇÕES Consideramos como maior preocupação em 2013 as quedas nas contribuições do membros e a dificuldade de equilibrar e honrar os compromisso financeiros. A falta de compromisso dos membros, pois muitos aderiram as ideias mas não estiveram juntos na execução. A manutenção do patrimônio da Paróquia, ponto de pregação, pois são necessárias várias melhorias e consertos das estruturas edificadas, que precisam ser bem avaliadas, antes de excuta-las em função das dificuldades financeiras. O número de membros que contribuem vem caindo ano a ano, a última estatística feita pela tesouraria de nossa Paróquia apontou que em nove anos, 108 membros deixaram de contribuir. Diminuindo nossas receitas, porém, aumentam as despesas com manutenção de patrimônio, contribuição para Sínodo, campanhas da IECLB, AMA, entre tantas outras compromissos que temos que honrar. Hoje na ponta do lápis somente 87% ainda fica para a Paróquia administrar. A diminuição crescente das crianças no Culto Infantil e no Ensino Confirmatório em 2013 e a baixa participação dos jovens nas reuniões da Juventude. Paróquias da CEB-UPL não cumprem as regras, causando problemas para paróquias filiadas perante seus membros. Exemplos: Batismo, casamento e contribuições. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NO FUTURO As perspectivas para o futuro são de muito trabalho. Precisamos continuar buscando os membros de volta à comunidade, pois notamos que ano a ano, o número de membros ativos vêm diminuindo. Por isso, precisamos "CHAMAR" para ver o que pode ser modificado. Poucas vezes os membros são desafiados no que a Igreja num todo deve manter sempre acessa a "Chama". Na maior parte das vezes não damos oportunidade aos membros de apresentarem suas reivindicações pleitos e anseios. Normalmente, apenas os grupos de trabalho apresentam suas dificuldades e pedidos. Mais comprometimento com o Evangelho por parte das lideranças e dos membros. SER, PARTICIPAR, TESTEMUNHAR - Eu vivo comunidade (Tema: 2013).

19

P. Anderson Ellwanger Pres. Helga Koffke


Blumenau

Velha Central A Paróquia da Velha Central é constituída por 2059 pessoas batizadas. Realizamos cultos semanais; eventos tradicionais para preservar a tradição da culinária alemã; trabalhos em conjunto com a CEB e Sínodo; e ainda temos grupos de trabalho como a OASE, Trabalhos Manuais "Flores do Caminho", Casais, Jovens "JEVECE", Canto, Coral, Canto Coral Mirim, Culto Infantil, Ensino Confirmatório, Visitação, Missão Criança, Celebrando em Família e aulas de auta e violão gratuitas para todos que se sentirem vocacionados e animados a aprender, em especial os confirmandos do 1º e 2º anos. Vale ainda destacar que realizamos reuniões mensais com as lideranças destes grupos para preparar as atividades. Muitas são as preocupações que cercam o nosso cotidiano na Paróquia Velha Central. O mundo capitalista se tornou muito atrativo através da televisão, internet, shoppings centers, praias, atrações em clubes e jogos. Também estamos vivendo em um período em que o trabalho escraviza o ser humano. A "falta de tempo", o cansaço após o dia de trabalho, as baladas, as ofertas de lazer e o comodismo impedem as crianças, jovens, adultos e idosos de viverem em comunidade. Há também ofertas milagrosas de outras igrejas e seitas religiosas que, infelizmente, seduzem nossos membros, principalmente aqueles que passam por problemas familiares, de saúde, psicológicos e financeiros, a buscarem a cura e um resultado urgente e imediato para as suas dificuldades e sofrimentos. Por outro lado, percebemos como a palavra de Deus ainda age fortemente em nosso meio através destes grupos de trabalho ativos e diversificados, onde mostram dinamismo e criatividade em nossa Comunidade. Pessoas ainda amam, se dedicam, se comprometem e servem à Comunidade com seriedade e comunhão. A união e a amizade são características muito fortes que nos permitem ser uma Comunidade alegre e acolhedora. Somos uma Comunidade histórica, mas ao mesmo tempo buscamos a inovação através dos cultos (ex.: Culto de Tomé e Tríduo Pascal), dos trabalhos nos diversos grupos e das liturgias, com celebrações e cantos mais acolhedores. A presença do pastor conosco nos fortalece, pois encontramos esse estímulo na presença deste líder espiritual. Nossa localização é de fácil acesso, temos espaço físico adequado para os cursos e seminários de formação. A nossa perspectiva futura é continuar com as atividades que veem sendo realizadas até o momento e deram certo, investindo mais tempo e dedicação no trabalho com as crianças e jovens. Neste ano, faremos um trabalho diversificado com o Culto Infantil, pois além dos cultos, nossas crianças participarão de atividades lúdicas, teatrais, musicais e trabalhos manuais. Ainda queremos destacar, em nossa Comunidade, os mutirões que, devido à correria do dia a dia é algo do qual muitas vezes se torna raro em nossas igrejas, mas ainda presente, pois na realidade da Igreja do Caminho, os mutirões são muito fortes. A Igreja do Caminho é sinônimo da força de vontade e da perseverança; algo bonito de se ver e participar. São momentos constantes e muito alegres. Neste ano de 2013, várias foram as vezes que membros de toda a comunidade se reuniram com um só objetivo: “Tornar nossa Comunidade um ponto de referência, em termos de partilha, comunhão e lazer das famílias.” A nossa luta constante também será buscar membros afastados da Igreja e da fé cristã. Por este motivo estamos colocando em prática um novo sistema de contribuição, para tirar a ideia de "pagar a igreja" e ter um benefício em troca. O principal objetivo desta renovação é mostrar a importância da nossa Comunidade na educação cristã dos filhos e na formação familiar no meio de tantas ofertas que o mundo oferece para o afastamento da palavra de Deus. Assim, queremos olhar para o futuro com confiança e com ânimo renovado para servir a Deus e ao próximo. "Eduque a criança no caminho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele". Provérbios 22.6 "A esperança é o único bem comum a todas as pessoas; aqueles que nada mais têm ainda a possuem". Tales de Mileto

P. Ronei Odair Ponath Pres. Orlando Grahl

20


Par贸quias do

Setor 3


Bom Pastor/Fidélis

ALEGRIAS Missão Criança: quatro equipes, onde foram desenvolvidas visitas às famílias, culto temático e aniversários de batismo. Culto Infantil: quatro grupos, em média com 25 crianças em cada, totalizando 100 crianças, com encontros quinzenais, Acampadentro, participação de orientadores em formação sinodal. Ensino Confirmatório: três grupos, totalizando 24 crianças, com encontros semanais, retiro anual, participação em culto, campanha Confirmandos em Ação (OGA). Juventude Evangélica: três grupos ecumênicos: Fidélis, Serafim e Ribeirão Máximo, encontros mensais, participação no Acampamento da JE Sinodal, retiro na praia, participação no Congresso Sinodal de Jovens e jogos sinodais; Femuca; jovens envolvidos e atuantes na vida da comunidade. OASE: quatro grupos, totalizando 110 mulheres, com encontros quinzenais, e grupos de trabalhos manuais, Encontro Paroquial Dia das Mães, viagens de integração e acolhida de outros grupos, semana verde. Coral: três grupos que se reúnem semanalmente para ensaiar e participam ativamente nas celebrações, bem como em celebrações de outras igrejas e comunidades. Metais: um grupo que se reúne semanalmente para ensaiar, tendo por regente o pastor emérito Hanz Hermann Ziel. Instrumentais: vários grupos e pessoas aprendendo música e fazendo música nas comunidades, enriquecendo as celebrações; Idosos: três grupos que se reúnem quatro vezes ao ano, com celebrações, comunhão, brincadeiras e viagens. Diretorias e Presbitérios: são cinco grupos de diretorias, reúnem-se mensalmente, estudando o Guia do Presbitério e para planejar as atividades das comunidades e Paróquia; é realizada viagem de integração, onde cinco casais das diretorias das comunidades participam, fortalecendo o vínculo entre as comunidades. Pessoas com Deficiência: há um trabalho de visitação, distribuição de fraldas e culto celebrativo na Semana da Pessoa com Deficiência, com almoço gratuito às famílias com Pessoas com Deficiência. Batismo: Encontros de Pais e Padrinhos são bimensais. Noivos: São encontros individuais aos casais conforme vão sendo agendados os casamentos. Profissão de Fé: encontros trimestrais, com base no vídeo institucional, catecismo menor, diálogo, e com culto de Profissão de fé, onde é entregue uma lembrança deste ato, com acolhida e inclusão na vida comunitária. Escola Bíblica - Estudo Bíblico: são seis grupos, com encontros mensais. No tempo de Advento surgem mais seis grupos nas casas, com material de Advento. Grandes lideranças tem despertado deste trabalho.

P. Roni Roberto Balz Pres. Waldir Curt Woelfer

22


Festas e promoções: cada comunidade e grupos realizam suas promoções para sua sustentabilidade. Tem sido momentos de serviço, comunhão e testemunho. Curso: Realizamos em 4 etapas o Curso, assessorado pelo Sínodo, com temáticada Visitação; presença de 70 pessoas. Vale registrar grande número de visitas a doentes, enlutados, membros afastados, celebrações ecumênicas, palestras em escolas. PREOCUPAÇÕES A preocupação se estende sobre o alto custo que está se tornando para manter a contabilidade das comunidades; responsabilidade das diretorias junto à Receita Federal; pequenos trabalhos na comunidade, como jardineiro, que não possui notas, enfim, a parte administrativa referente ao governo que vem ano a ano aprimorando as leis e exigindo qualificação profissional de membros das diretorias. Ajustamento e adaptação dos espaços de festa segundo legislação fiscalizada pela vigilância sanitária; cursos de manipulação de alimentos, carteirinhas de saúde de quem serve nas festas. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NO FUTURO Projeto: o ponto de pregação de Luís Alves acontece em espaço público cedido. A participação tem sido boa: média 30 pessoas. São cultos mensais. Objetivo: adquirir espaço próprio para construção. Dificuldade: alto custo dos terrenos nesta cidade. Projeto: Música com crianças e jovens, disponibilizando professores para formação. Permanente trabalho junto aos membros com vistas à sua integração nas comunidades e comprometimento, bem como formação doutrinária diante do sincretismo religioso.

23

P. Roni Roberto Balz Pres. Waldir Curt Woelfer


Itoupava Central

ALEGRIAS O trabalho pastoral e de lideranças na Paróquia Evangélica de Itoupava Central é focado e dinâmico, anima e orienta as pessoas: crianças, adolescentes, jovens, adultos – mulheres e homens – idosos, para a vivência da fé em Jesus Cristo. Para tanto há diversos grupos que fomentam a comunhão, a participação, a reexão, a leitura e o estudo da Bíblia, a oração, o canto e o louvor, o testemunho e a ação. E isso muito nos alegra, pois há muitas pessoas que participam, servem com dons e talentos. São resultado e consequência do que Deus faz. Ele realiza a sua missão entre nós; continua a chamar, a integrar, a reunir, a santificar; faz viver em comunhão. Por isso, somos muito agradecidos. PREOCUPAÇÕES Também há angustias e preocupações. Pois, a nossa prática comunitária, nas diferentes atividades desenvolvidas, que leva o evangelho para as pessoas e fomenta a sua vivência no cotidiano, infelizmente alcança apenas uma parcela do grande contingente. Ainda assim, a oferta chega a grande maioria dos membros. Contudo, nem sempre é considerada, visto que muitos, devido à carga de trabalho semanal, escolhem outras prioridades, de lazer e entretenimento, que substituem, de certa forma, a vivência comunitária. Vive-se na ideia de que se pode escolher entre participar ou não. Isto tem como consequência a pouca valorização ou o quase total desconhecimento das diversas atividades desenvolvidas, bem como conduz os membros a não testemunhar sua fé em Deus em meio aos seus relacionamentos. Também afeta de maneira negativa a sustentabilidade financeira da missão de Deus entre nós. Há pouco interesse e pouca gratidão em contribuir. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Por isso, há muito trabalho ainda para ser realizado. Há necessidade de mais cooperadoras e cooperadores. Para tanto, ações já são desenvolvidas, como um melhor acompanhamento (informação e formação) das conselheiras e dos conselheiros dos setores da Paróquia; bem como um trabalho de visitação aos membros não participantes e não contribuintes. Além disso, também ações na comunicação e interação estão em andamento, bem como, está-se trabalhando para que cada família membro (casa) receba um jornal O Caminho. Ainda necessitamos de patrocinadores.

P. Mauri Schlösser, P. Renato Luiz Becker Pres. Helga Knaesel

24


Itoupava Rega

ALEGRIAS Realização da Assembleia Sinodal em Itoupava Rega II e a presença do pastor presidente da IECLB. Trabalho com crianças e o 3º Encontro Paroquial do Culto Infantil em Itoupava Rega I com 102 crianças. Seminário de Presbíteros em Itoupava Rega II e Braço do Sul. Trabalho com Idosos, “ Grupo Bom Humor” e os passeios para Velha Central e Joinville (SC). Retiro de Confirmandos, em outubro, no Hotel Fazenda Mundo Antigo. Dia das Mães, em Itoupava Rega I, com participação das três comunidades. Dia Mundial de Oração Interparoquial Itoupava Rega e Vila Itoupava, na Comunidade Três de Maio. Cultos de Ação de Graças – Festa da Colheita em Itoupava Rega I e II. Festa Anual em Braço do Sul, no último domingo de maio. Aprovação e registro dos estatutos das três comunidades. Reforma parcial da casa pastoral. Troca do veículo da Paróquia. PREOCUPAÇÕES Como alcançar mais pessoas para serem mais participativas nas atividades das comunidades e Paróquia. Troca do pastor foi uma preocupação em 2013. Preparar pessoas para assumir cargos no presbitério. Questões legais trabalhistas. Adequação de ambientes – igrejas e salões segundo as exigências legais. Maior comunicação e aproximação com os membros. O Jornal O Caminho que é entregue a cada família está sendo esse elo de contato mensal. Preparação de equipes de visitação para idosos e enfermos. Comunicação mais efetiva entre membros, presbitério e pastor. Incentivar lideranças para participar em seminários oferecidos em âmbito setorial e sinodal. Ter mais orientadoras/es para o Culto Infantil. Pensar para o futuro em um trabalho com jovens. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Continuar oferecendo seminários para as lideranças.

25

P. Fernando Wöhl Pres. Walmor Wehrmeister


Vila Itoupava

ALEGRIAS O resgate e a reintegração de membros afastados: uma ação conjunta da Diretoria Paroquial com as diretorias das comunidades Gustavo Adolfo e Cristo Libertador. Num clima fraterno este tra-balho de missão interna é assessorado poimênica e teologicamente pela pastora Taís e apoiado por um atendimento cuidadoso e competente da secretária paroquial Elisiana Klabunde. Setores de trabalho: Grupo de Idosos “Roda Alegre”. As atividades acontecem em sintonia entre pastora, as lideranças e o grupo de apoio proporcionando encontros alegres, criativos e dinâmicos. Os grupos de confirmandos, jovens ávidos por aprender e participar da vida da comunidade, vem enriquecer muitos cultos com leituras, dramatizações e cantos. O Culto Infantil, muito bem assessorado por coordenadoras experientes, envolvendo um grande número de crian-ças, trazendo atividades também para as famílias. Os grupos de OASE sempre dispostas a cola-borar com as suas comunidades, principalmente nas festas, mas também com doações. Os grupos de Estudo Bíblico, onde a Bíblia é a base de diálogo aberto e participativo. As festas das comunidades, momentos de confraternização da igreja e visitantes com base no esforço de todos, ressaltando o empenho das diretorias, juntamente com a grande equipe de conselheiros. O “Grupo de Canto Renascer”, sob a coordenação de Raul Zeplin, auxiliando a comunidade no louvor e adoração. Os cultos especiais com a participação de confirmandos e preparandos, das crianças do CI, os cultos de jubileu de Batismo e Confirmação, as diversas Bodas celebradas nas sociedades, os cultos ecumênicos no Hospital, a celebração dos 80 anos da OASE Marta Maria. A solidariedade e o cuidado dos membros uns com outros, em momentos de doença, luto e dor. A procura por ajuda poimênica em diálogos e visitas, algumas com Santa Ceia nas casas. O grande número de pessoas que se dispõem a colaborar com a sua comunidade/paróquia através de doações diversas. (Por exemplo: na faxina dos salões e igrejas e também financeiras). PREOCUPAÇÕES Os membros afastados, que muitas vezes não se julgam dignos de participar por estarem atrasados com a sua contribuição financeira. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Motivar um maior número de membros a participar de grupos já existentes. Reativar o Grupo de Casais. Reativar o trabalho com a Juventude Evangélica. Cultos no Hospital Misericórdia. Legalização dos estatutos das comunidades e seu CNPJ.

Pa. Dra. Taís Doriléa Kind Strelow Pres. Reinvald Dahlke

26


Par贸quias do

Setor 4


Badenfurt “Porque Deus já pôs Jesus Cristo como o único alicerce” (1 Co 3.11). A Paróquia Evangélica Luterana em Badenfurt neste ano de 2014 celebra os 150 anos da comunidade sede, a Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Badenfurt. As três comunidades que fazem parte da Paróquia certamente tem desafios diante de si, tais como ser igreja de Jesus Cristo na cidade. Porém, maior que os desafios é a promessa que sustenta nosso servir e nossa missão nos locais onde Deus plantou nossas comunidades, a saber, Jesus Cristo, nosso alicerce. ALEGRIAS Assim sendo, relatamos que no ano de 2013 entre as alegrias percebemos um acréscimo na participação de pessoas nas atividades das comunidades, incluindo a formação de um grupo de casais em nível paroquial, bem como a parceria com uma professora para ministrar aulas de música nas comunidades Badenfurt e Encano do Norte. Destacamos também as atividades marcantes com o Culto Infantil (Noite do Soninho em cada uma das comunidades e Passeio Paroquial no Dia das Crianças). Acrescentamos o lançamento da pedra fundamental e início da construção da capela mortuária em Salto Weissbach, climatização da igreja e adequação do salão e igreja em Encano do Norte segundo as normas da Defesa Civil, e em Badenfurt reforma da cozinha e sala de encontros do Culto Infantil, Ensino Confirmatório e JE. PREOCUPAÇÕES Entre as preocupações destacamos a baixa participação de membros nas questões administrativas e festas nas comunidades, sobrecarregando os membros que se engajam na vida comunitária. Também nos preocupam os problemas de relacionamento e conitos que surgem, minando o progresso do trabalho administrativo. Por fim, percebemos entre um grupo expressivo de membros não somente sua ausência nos cultos, mas sua inadimplência em ofertar. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Assim sendo, desejamos elaborar estratégias para agregar e motivar as pessoas a participarem da convivência comunitária. Desde cedo, entre jovens do Ensino Confirmatório e Juventude Evangélica, trabalhar com a questão das ofertas, enfatizar a visitação a membros afastados ou inadimplentes, e valorizar o trabalho de pessoas voluntárias mediante apresentação nos cultos com um pedido da bênção de Deus para o servir e missão que realizam.

P. Ms. Alexander Roberto Busch, Pa. Adriana Kuhn Busch Pres. Adalbert Roepcke

28


Paz A Paróquia da Paz, formada palas comunidades de Testo Salto e Itoupavazinha, iniciou a sua caminhada de paróquia independente em 2004, como resultado de um processo de reestruturação da então Paróquia de Badenfurt. Temos, portanto, uma história de 10 anos iniciada e conduzida pela convicção: “Somos Gente da Esperança”. A esperança e a fé no senhor da Igreja nos tem motivado a caminharmos com os “pés firmes neste chão” onde vivemos e testemunhamos. ALEGRIAS Se não temos feitos extraordinários a relatar compartilhamos com alegria que nos sentimos uma Paróquia na qual não temos maiores conitos. Um ótimo entrosamento entre as diversas lideranças nas duas comunidades. Ótimas equipes de coordenação nos diversos setores, destacando o Culto Infantil e a Juventude Evangélica. Destacando que os grupos de jovens (Juventude Evangélica e Juventude Mirim) acontecem em nível paroquial, o que favorece uma integração não só entre os jovens mas também entre as duas comunidades. Também os demais grupos (OASE, presbitérios, casais, grupo instrumental, grupo de canto...), mesmo no impedimento do pastor, acontecem de forma normal e com conteúdo, por causa das lideranças que abraçam a tarefa. PREOCUPAÇÕES Uma de nossas preocupações consiste em não conseguirmos envolver mais famílias do que desejaríamos nas atividades das comunidades. Há um aumento na participação, mas aquém do desejado. No aspecto financeiro ainda não encontramos dificuldades em manter em dia todos os compromissos da Paróquia, mas percebemos que está se tornando mais difícil. Ainda não descobrimos o jeito certo e fraterno de alcançarmos os membros que não tem se manifestado mais com a sua contribuição. Também nos preocupa o fato de as comunidades e paróquias estarem sendo chamadas para participar da construção da sede sinodal, quando estamos envolvidos com investimentos na construção da Casa da Comunidade em Testo Salto (iniciada a quatro anos e que deve levar mais uns três ou quatro anos para ser concluída) e Itoupavazinha investindo na adaptação de seu Centro Comunitário às exigências da Vigilância Sanitária. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NO FUTURO Estamos atentos às necessidades nas comunidades. Procuramos dar atenção especial aos grupos das comunidades, investimos nas pessoas que estão à frente das atividades. Vamos dar continuidade, paciente, mas com firmeza, aos investimentos também materiais, sem comprometer o aspecto da comunhão entre os membros. Afinal, “Somos Gente da Esperança, que caminha rumo ao Pai”.

29

P. Ivo Krueger Pres. Marcos Holz


Pomerode

Apóstolo André ALEGRIAS Temos muitas alegrias. O trabalho com o Culto Infantil, a visitação aos membros, a participação nos cultos. Estas e outras ações, bem como a atuação de nosso pastor nos dão muita alegria e resultam na significativa contribuição de nossos membros, que se sentem acolhidos e assistidos! Das alegrias fazem parte o aumento da participação nos cultos, o crescimento dos grupos de OASE e a participação nos estudos bíblicos. O engajamento dos membros é notório, quando por exemplo, constatamos a diminuição do grupo de membros não contribuintes. Numa linguagem contábil temos hoje apenas 12% de “inadimplentes”. PREOCUPAÇÕES Nossa preocupação constante é o fato de que cada vez menos pessoas querem dispor de seu tempo e dons para servir na Igreja, através do presbitério e outras lideranças. Também o trabalho com jovens preocupa: como atingí-los e cativá-los para se sentir parte e participar da comunidade de fé? Especialmente do período pós-confirmação até o casamento! As pessoas participam ativamente das celebrações, mas não gostam de se comprometer com “cargos”. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Nossa perspectiva para o futuro ainda é a mesma do ano passado. Nossa Paróquia está localizada no Distrito Industrial de Pomerode. Queremos acolher e incorporar às nossas comunidades os migrantes (missão urbana). Além desta, fortalecer os diversos grupos já existentes. A convivência nestes, fortalece para a comunhão no culto, celebração máxima da Igreja. Sobretudo, buscamos coerência entre o falar e agir, a fim de que mais do que a pregação, o Evangelho possa também ser uma prática entre nós.

P. Ademar Kroenke Pres. Jonas Rahn

30


Pomerode

Apóstolo João ALEGRIAS Inauguração da Igreja da Reconciliação, na Comunidade Cristo Redentor. O bom trabalho com o grupo da JEPOC (Jovens de Pomerode Centro), que vem crescendo em número de participantes. Um agradecimento especial aos líderes do grupo. A seriedade nas questões financeiras e administrativas da Paróquia e das duas comunidades. Os presbitérios merecem reconhecimento e gratidão pela dedicação e cuidado com os bens materiais e a vida da comunidade. A dedicação, desprendimento, empenho e serviço dos líderes nos grupos existentes nas comunidades (OASE, LELUT, Encontros de Comunhão, Culto Infantil, Missão Criança, Juventude Evangélica, Grupo de Sacristãos, conselheiros, presbíteros). A dedicação, disposição e alegria dos músicos e cantores nos cultos, bem como dos coralistas e da regente do Coral da Paz. O total êxito da tômbola. Especial agradecimento aos conselheiros, aos membros que colaboraram, as empresas que adquiriram blocos, ao presidente da Paróquia, Sr. Sírio Tribéss, que não mediu esforços em colocar todos os blocos que haviam retornado à secretaria. A reforma da casa pastoral onde reside a família do P. Dieter Juergen Thiel. A dedicação e simpatia das secretárias, que buscam atender muito bem os membros da Paróquia, os presbitérios e líderes, assim como os pastores. A boa participação e o interesse demonstrado pelos participantes dos grupos de Estudos Bíblicos. O mesmo também podemos afirmar sobre a participação nos vários outros grupos. Os participantes dos grupos interagem de forma ativa nos encontros. Espaços adequados para as atividades. Os presbitérios se preocupam com a boa estrutura física (salas, igrejas climatizadas, projetores, etc.). PREOCUPAÇÕES Observa-se uma constante diminuição de membros em termos numéricos e participativos. Apesar de termos tido também inúmeras novas inscrições de membros. A forte inuência das igrejas eletrônicas sobre os membros que não possuem uma boa estrutura doutrinária. Por exemplo, assistem cultos neopentecostais e chegam a contribuir com essas igrejas. Não possuem crivo bíblico para discernir entre o que é ou não verdadeiramente cristão. São levados, facilmente, pela ideologia da teologia da prosperidade, sendo enfeitiçados pelas promessas de prosperidade e saúde. Nesse mundo pós-moderno, as pessoas não querem mais assumir compromissos. Dificuldades para fechar o orçamento ordinário, pelo fato de muitos membros simplesmente não contribuírem financeiramente, apesar do incentivo constante às contribuições espontâneas. De que maneira, como Igreja, podemos auxiliar as pessoas a se prepararem para um tempo de aumento de doenças como câncer, ansiedade e depressão nesse mundo individualista, competitivo e estressante?

31

P. Rolf Roeder, P. Dieter Juergen Thiel Pres. Sírio Tribess


De que maneira, como Igreja, podemos conscientizar devidamente as pessoas dos riscos com a ingestão de agrotóxicos nos alimentos (5 kg por brasileiro por ano), que provocam, entre outras coisas, câncer, problemas neurológicos, mal formação fetal, transtorno de déficit de atenção, etc? Como enfrentar o aquecimento global com suas consequências? O que fazer diante do aumento crescente da violência? AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NO FUTURO Contato com os membros não contribuintes e não participantes (atualizar cadastros, visitação, verificação da situação desses membros, fazer maior uso do correio eletrônico, etc.). Maior incentivo à contribuição espontânea. Manter os bons trabalhos já existentes. Formar uma equipe maior para o Programa Missão Criança. Descobrir meios de inspirar, entusiasmar e cativar pessoas para uma vida com Jesus. Formação de um coral infanto-juvenil sob a regência da Sra. Marlene K. Thiel. Fazer um uso maior das tecnologias à disposição (Facebook, Twitter, Google+, etc.) para uma comunicação mais efetiva e como meio de evangelização.

P. Rolf Roeder, P. Dieter Juergen Thiel Pres. Sírio Tribess

32


Pomerode

Apóstolo Paulo ALEGRIAS Entre todas as alegrias experimentadas ao longo do ano, uma chama especial atenção: a disposição de um grande número de membros em engajar-se nas diferentes tarefas da vida comunitária. Este engajamento é expressão de comunhão e unidade. Assim, podemos mencionar o alto grau de comprometimento dos membros da Diretoria com as tarefas administrativas, inclusive doando de seu tempo para o atendimento na secretaria da comunidade. O comprometimento da Diretoria também resulta em um número baixíssimo de inadimplentes, um dos aspectos da ótima situação de sustentabilidade desta Comunidade. Outro momento de engajamento de muitos membros é na preparação e na organização de nossa festa anual (em janeiro) e nas demais promoções ao longo do ano. Alegria e gratidão também é o trabalho com crianças e jovens. Graças a uma liderança competente e empenhada, o trabalho com crianças tem crescido em quantidade e qualidade. A centralização dos encontros contribuiu para este crescimento e concentração de forças, além de permitir a divisão por faixa etária para um melhor atendimento das crianças. A cantata de Natal apresentada pelas crianças foi um dos momentos belos e marcantes do ano. O grupo de jovens da Comunidade merece grande destaque pelas inúmeras tarefas que assume na vida comunitária. Está presente na Diretoria da comunidade (inclusive na presidência!), nas promoções e na condução do trabalho com crianças. O grupo vocal da JE cativa a todos pela sua qualidade musical. Ponto alto da programação da juventude foi a excursão realizada a Gramado (Natal Luz) e a Cambará (Itambezinho) no final do ano. Marcante também é o empenho dos jovens em incluir em seu meio todos os confirmandos. Assim, realiza regularmente um retiro de integração com os mesmos. Outro grupo atuante e decisivo na vida comunitária é a OASE. Presente em todos os programas e engajadas em todas as promoções, as senhoras da OASE são esteio da Comunidade. Fazem importante trabalho de visitação na Comunidade e no Hospital. Ao longo do ano procuram o intercâmbio com outros grupos em nível sinodal. Em março de 2014 celebram o jubileu de 40 anos de existência abençoada. O projeto de música iniciado em 2012 recebe grande atenção e investimentos por parte da Comunidade. Crianças e adolescentes tem a oportunidade de aprender um instrumento musical (violão, auta e teclado), o que contribui em sua formação pessoal. Aos poucos, os diversos grupos de jovens instrumentistas, incluída a banda jovem, apresenta seus trabalhos nas celebrações e eventos da Comunidade. Outro investimento na área da música é o trabalho com o coral de adultos. Iniciado em 2012, evolui musicalmente e cativa a todos a louvar a Deus em cultos, bodas e eventos. Para dirigir o projeto de música, contamos com um professor muito engajado e competente, Leonardo Kamchen.

33

P. Dr. Paulo Afonso Butzke Pres. Elke Hornburg Michels


PREOCUPAÇÕES Nossa maior preocupação é de cada comunidade de nossa igreja: o desinteresse de uma grande parcela de membros, em todas as faixas etárias, pela vida comunitária. Também há preocupação com o aumento de exigências burocráticas por parte da Igreja e do Sínodo. O fato de não termos uma secretaria funcionando regularmente, sobrecarrega as lideranças. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Nosso objetivo principal é trabalhar continuamente para reverter o que apontamos como problema central e maior preocupação. Por isso, está planejada uma evangelização em maio com o objetivo de animar e chamar à fé viva. Motivado pela evangelização está sendo criado um grupo para visitar todos os membros, fazendo o convite para este evento. A expectativa é que o grupo continue realizando visitas ao longo do ano. Também desejamos continuar investindo no projeto de música, formando instrumentistas e capacitando a comunidade ao louvor. Além disso, há a previsão de investimentos na estrutura física. Um grande investimento está planejado para 2014: climatização da igreja e da casa comunitária, com o objetivo de torna-los mais receptivos e aconchegantes.

P. Dr. Paulo Afonso Butzke Pres. Elke Hornburg Michels

34


Pomerode

São Lucas ALEGRIAS A conclusão e dedicação da 2ª casa pastoral na Paróquia, em Testo Alto. Grupo Paroquial de Jovens, Banda Jovem, jovens que se farão presentes no Congresso Nacional da JE. Encontros e trabalho do Culto Infantil. Culto de aniversário de Batismo. Estudos Bíblicos fortalecidos, realização do Curso Panorâmico do Antigo Testamento. Grupos de OASE ativos e motivados. Mais um grupo de Casais. Presbíteros motivados e dedicados. Regimento Interno atualizado. Bom espírito de convivência entre lideranças, ministros e membros. PREOCUPAÇÕES Muitos membros apresentam baixa freqüência nos cultos. Individualismo, falta de compromisso. Inuência de outras formas de religiosidade. Membros que não contribuem com a Igreja. AÇOES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Continuar investindo no Culto Infantil e Juventude. Investir em canto e música. Lembrar as pessoas do temor e amor devidos a Deus (1º mandamento). Reforma nos templos para oferecer maior conforto aos membros. Ir em busca de membros afastados.

35

P. Aldo Beskow, Pa. Sinara Grellmann Kammers Pres. Adalbert Riemer


Pomerode

São Marcos ALEGRIAS É com grande satisfação que passamos a dissertar sobre este tópico. Devido à sinergia entre os ministros, presbíteros e as demais lideranças de nossa Paróquia e de nossas comunidades, bem como de todo o esforço dispensado, não faltam motivos que nos levem a louvar e a agradecer a Deus pela sua infinita bondade. Os grupos e setores de trabalho, por exemplo, estão funcionando bem. Após um período em que o trabalho entre os jovens e, sobretudo, as crianças esteve um pouco combalido, os mesmos têm apresentado um crescimento animador. Os jovens têm se envolvido mais em suas comunidades e participado das atividades sinodais a eles oferecidas; as crianças, por sua vez, a cada Culto Infantil, aparecem e participam em maior número. Também as orientadoras merecem especial atenção, pois, além de realizarem suas atividades com amor e afinco, participam periodicamente das formações e capacitações disponibilizadas pela Pastoral da Criança e Juventude do Sínodo Vale do Itajaí. Sendo assim, agregam dinamismo e qualidade aos assuntos com as crianças abordados. Estes dados nos animam muito, pois nos permitem contemplar uma promissora perspectiva de futuro, contrastando com a realidade de uma Igreja que, em âmbito nacional, apresenta sinais de “envelhecimento”. As OASE's, a cada dia que passa, parecem estar compreendendo mais e melhor a missão presente em seu lema: Comunhão, Testemunho e Serviço. Em seus encontros, além de meditarem sobre a palavra de Deus e buscarem a comunhão e o fortalecimento dos laços de amizade e companheirismo, buscam vivenciar, no dia a dia, os ensinamentos de Cristo, engajando-se em causas importantes, como as campanhas beneficentes ao Hospital e Maternidade Rio do Testo. Os grupos de Casais “Chama Ardente” e “Amar é viver” fomentam uma vivência familiar integral, na qual Deus é o terceiro “barbante” de um cordão, que é complementado pelo casal e pelos filhos, sustentando a família e mantendo-a unida. A partir do contato com esta (para muitos) “nova experiência”, pessoas, até pouco tempo afastadas da vida comunitária, vêm se (re)aproximando e contribuindo com seu tempo, seus tesouros e seus talentos na edificação e no fortalecimento do Reino de Deus. Muitos, inclusive, passaram a integrar os presbitérios e a Diretoria Paroquial. As contribuições normal e, sobretudo, voluntária também aumentaram significativamente neste último ano, aliviando o mais pesado fardo, que, até pouco tempo, “tirava o sono” das pessoas envolvidas com a Paróquia. Este “alívio” é uma amostragem clara de que, a partir do fomento da prática da contribuição voluntária, bem como da conscientização de que, por ser formada pelos membros, a Paróquia é sua responsabilidade, é possível não somente manter os trabalhos que já existem, como, também, ampliá-los e diversificá-los.

P. Adelsir Sturzbecher, Cat. Daniel Ricardo da P. Valdim Utech Costa Pres.Mario IlonaDickmann Feuerschuette Pres.

36


Cabe ressaltar que esta melhoria na situação financeira se deve ainda a outro fato muito positivo: nos últimos dois anos, a Paróquia São Marcos vem crescendo numericamente. Semanalmente, chegam pessoas oriundas de outras denominações religiosas, bem como membros afastados de paróquias da IECLB, que querem voltar a viver comunidade, buscando, para isto, um de nossos templos. Sinal de que todo o esforço e dedicação, sobretudo na parte litúrgica e nos ofícios, têm valido à pena. Nossas comunidades também estão mais unidas. Após ser criada de forma um pouco conturbada, nossa Paróquia convivia com um espírito de “competição” entre suas maiores comunidades, bem como com um claro sentimento de indiferença em relação à Paróquia. Hoje, após longos diálogos e algumas reformulações nos presbitérios, as antigas feridas parecem estar cicatrizadas e, em vez de competirem, as comunidades se amparam, compreendendo que a Paróquia é o chapéu sob o qual todas estão abrigadas. Por fim, gente nova tem se animado e vem aceitando o desafio de compor os presbitérios, trazendo, com isto, novas contribuições e reforçando aspectos, até então, carentes. PREOCUPAÇÕES Após externar tantos motivos de alegria, faz-se necessário reconhecer que, evidentemente, “nem tudo são ores”. Ainda hoje, o voluntariado encontra-se muito aquém do que é sonhado. A praticidade do “pagar para fazer”, tão comum na sociedade consumista em que vivemos, acaba acomodando também aos membros de nossas igrejas. Diante disto, ainda é bastante necessário conscientizar as pessoas de que as nossas comunidades são responsabilidade nossa. Que, como “donos da casa”, também precisamos nos preocupar com a sua manutenção. Facilmente, diante das dificuldades, reconhecemos que alguém precisa urgentemente colocar os “dons à serviço” e fazer alguma coisa; entretanto, como é de praxe, costumamos aguardar que alguém outro o faça. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Nossa Paróquia recém-completará 10 anos de fundação no início de maio. Como a maioria das paróquias jovens, ainda está em fase de estruturação. A maior lacuna, neste momento, consiste no fato de que nenhuma das casas dos ministros é de propriedade da Paróquia: uma está cedida pelo Hospital e Maternidade Rio do Testo; a outra, é alugada. Diante disto, o sonho que aos poucos vai se tornando próximo é a construção de, pelo menos, uma residência paroquial, livrando, desta forma, a Paróquia deste ônus chamado aluguel.

37

P. Adelsir Sturzbecher, Cat. Daniel Ricardo da Costa Pres. Mario Dickmann


Par贸quias do

Setor 5


Benedito Novo

Apóstolos

ALEGRIAS Aumento das contribuições. E também a entrada de novos membros. Está acontecendo um bom crescimento no número de membros e também a entrada de contribuições está surpreendendo. Pessoas que estão deixando em dia as suas contribuições, mas também novos membros que estão contribuindo pela primeira vez. Participação nos cultos. Notou-se, de uma forma geral, o aumento do número de pessoas nos cultos. Os incentivos pela participação dos casais, crianças do Culto Infantil, jovens, etc está se reetindo no número de pessoas presentes nos cultos. Diretorias ativas e preocupadas com seus membros. A assembleia lembra que também a boa participação das diretorias das comunidades na vida comunitária fazendo visitações aos membros está produzindo bons frutos. Algumas coisas mais que foram lembradas na assembleia: o trabalho voluntário; trabalho pastoral; trabalho com pessoas com deficiência (os quatro grupos da OASE acompanham 51 pessoas com alguma deficiência no âmbito da Paróquia. Fazendo campanhas, ajudando financeiramente pra quem precisa de algo, pagando consultas ou até fornecendo fraldas pra quem faz uso diário); culto de Jubileu de Prata e Ouro (Culto com homenagem pra quem faz bodas de prata ou de ouro de confirmação); homenagens aos casais que completam mais um ano de casado nos cultos (as datas dos casamentos são lembradas no culto. Os casais são convidados pelas diretorias anteriormente pra se fazerem presente nos cultos onde serão homenageados). E finalmente o bom trabalho com o Culto Infantil na Paróquia. Lembrou-se da boa equipe de professoras e professores de Culto Infantil que faz com que tenhamos a cada ano um encontro paroquial com mais crianças. PREOCUPAÇÕES Juventude. Temos três grupos de jovens na Paróquia, mas poderíamos ter muito mais jovens participando dos grupos. Os membros em atraso com contribuição (inadimplentes). Mesmo muitos tendo vindo acertar as suas contribuições ainda temos pessoas em atraso com as mesmas. Temos que ver como fazer pra que essas pessoas possam voltar a contribuir e também a participar mais da vida comunitária. É que muitos desses que estão em atraso também estão ausentes da vida comunitária. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NO FUTURO Visitar os membros que estão afastados da vida comunitária. É uma das prioridades e a assembleia viu que além do ministro também cabe à Diretoria ir ao encontro dos membros. Verificar o que podemos fazer pra que o membro possa participar mais ativamente da vida comunitária. Convidando e incentivando. Já está sendo feito muita coisa bonita (como convidar os que completam mais um ano de casado para os cultos) e queremos continuar a incentivar a participação dos membros nos cultos e na vida comunitária. Os investimentos das comunidades e Paróquia precisam continuar. Manter e adequar à estrutura construída nas comunidades e Paróquia conforme a legislação vigente. Decidimos que vamos continuar neste ano de 2014 a segunda casa pastoral. E que para isso será pedido o auxílio dos membros e também vamos fazer uma ação entre amigos no final de ano.

39

P. Vitorino Schram Pres. Ingo Wetzel


Benedito Novo “Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.” (Salmo 127.2). ALEGRIAS Planejamento Missionário realizado no mês de abril, sendo que parte deste planejamento já foi colocado em prática: reformulação do Boletim Informativo, participação nas redes sociais, inclusão da foto da Igreja Centro de Benedito Novo no calendário da JE Sinodal, investimento na música, entre outros. No relacionamento com o Sínodo sentimos comprometimento com as causas pastorais, comunitárias e paroquiais na orientação de uma caminhada em unidade. Agradecemos ao Sínodo por este investimento. Bom trabalho nos grupos: Culto Infantil, Ensino Confirmatório, Juventude Evangélica, OASE, Encontro de famílias, grupo de visitas, Coro e Coral juvenil, trabalhos manuais, casais... Transparência quanto às finanças das comunidades e Paróquia. Pregação fiel ao Evangelho de Jesus Cristo. A construção de um bom diálogo e união entre as comunidades e Paróquia, e um bom entendimento entre os presbitérios e ministros na corresponsabilidade de todas as ações e atividades. Fortalecimento do grupo de casais Reencontristas e a formação de mais um grupo. Surgimento de novas lideranças animadas e comprometidas com a vida comunitária, apesar de seus muitos afazeres na vida social e profissional. Há pessoas dispostas a cooperar, mas precisam ser buscadas, cativadas para se integrar. Zelo e cuidado de membros e presbitérios com as igrejas e espaços comunitários. PREOCUPAÇÕES Manutenção e cuidado com o bom andamento de atividades comunitárias e serviço dos departamentos. Manter a identidade luterana e postura ética em meio à diversidade religiosa que nos circunda. Manutenção, melhoria e adequações com o preventivo de incêndio das construções. Formação de lideranças permanente. Discursos negativos sobre o trabalho na Igreja de Jesus Cristo reprimem e espantam futuras lideranças. Como buscar membros afastados que não participam ativamente na comunidade e estão com a contribuição em aberto por muitos anos? Como mudar a cultura de que a Igreja não é uma prestadora de serviço, a qual só se busca quando há necessidades (falecimento, Batismo, confirmação, casamento...). Despertar o sentimento de pertença e responsabilidade? Como atingir e cativar os jovens na participação da comunidade de fé, especialmente do período depois da confirmação até o casamento?

P. Jorge Rucks Hirt, Pa. Louvani Kuhn Hirt Pres. Maurício Steffen

40


AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Almejamos uma Igreja com maior participação de seus membros nos cultos e demais atividades. Para isso precisamos continuar proporcionando um espaço de acolhimento e comprometimento de mais pessoas para esta ação. Fortalecer a convivência nos diversos grupos existentes, trazendo-os para a comunhão no culto. E que, o Evangelho possa ser prática do dia a dia. Buscar membros afastados da Igreja e da fé cristã para o convívio comunitário através do acolhimento e visitação, conscientizando-os da importância de sua participação e contribuição financeira. Continuação do trabalho e bom entendimento entre as comunidades e Paróquia. Continuar investindo na formação musical. Aumentar os voluntários no grupo de visitação. Comprometimento de mais membros e lideranças com a causa do Evangelho. Na formação de novas lideranças observar os critérios bíblicos, pois estes devem continuar sendo fundamentos da vida cristã. Intensificar maior participação dos membros nas assembleias das comunidades e Paróquia. Promover o Dia da Liderança, com pauta temática.

41

P. Jorge Rucks Hirt, Pa. Louvani Kuhn Hirt Pres. Maurício Steffen


Indaial

ALEGRIAS Bom resultado na Campanha Vai Vem. Pessoas motivadas com o curso (Não Me Desampares). Fomos agraciados com um prêmio em mercadorias, na promoção de Natal do CDL. Satisfação no trabalho bem realizado com pphmista Sergio Wruck Klippel, em nossa Paróquia. Alegria em conseguir os estatutos para as comunidades juntamente com a abertura dos CNPJs. PREOCUPAÇÕES A falta de colaboração das pessoas com seus dons a serviço da nossa Igreja. A falta de lideranças e pessoas motivadas a assumirem uma função. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NO FUTURO Atualização cadastral para melhor desempenho paroquial.

P. Edson Pilz, P. Guilherme Theodoro Fredrich, P. Sigefredo Kalk Pres. Eliane Rutzen

42


Rio dos Cedros

ALEGRIAS A boa participação das famílias nas celebrações. Aumento de números de membros. Celebrações c/ motivação específica: Missão Criança e Jubileu de Confirmação. O trabalho em grupos de atividade: Culto Infantil, Oase, casais e Estudo Bíblico. A boa infraestrutura com templos, centro comunitários e cemitérios. União entre Diretoria, presbitério e ministro. Desempenho do pastor nas comunidades, na comunicação e na visitação. Estabilidade econômica da Paróquia, comunidades e membros. Criação da página da Paróquia no jornal “O Caminho”. A reativação da Fundação Hospitalar Rio dos Cedros. PREOCUPAÇÕES Poucos jovens ativos na comunidade e JE. Sínodo distante de nossa Paróquia e comunidades - não recebemos visita na atual gestão. Demais campanhas com finalidade de arrecadar dinheiro junto aos membros. A maioria dos presbíteros não está conectada à rede mundial de computadores e não consegue acompanhar passos propostos pelos Sínodo. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO Continuar a crescer em fé, esperança e amor, atingindo todos os membros. Conseguir acolher bem os migrantes que vêm em busca de trabalho. Ter na graça de nosso Senhor Jesus Cristo a base para nosso ser comunidade, mesmo em meio a tanta tecnologia e modismo.

43

P. Rolf Baade Pres. Ademar Maas


Timbó

ALEGRIAS Fomos contemplados com muitas alegrias neste ano que passou, caminhamos de forma conjunta e participativa com as cinco comunidades que formam a Paróquia de Timbó. O que destacamos e mais nos deixa satisfeitos é o envolvimento e a evolução musical que acontece em nossa Paróquia. Temos corais, grupos de canto, banda, aulas oferecidas pela Paróquia, órgão de tubos que completa 50 anos em setembro e voluntários que ofertam seus dons fazendo música nos cultos. Com isso, despertamos vocações, usufruímos de boa música e de uma forma muito agradável louvamos a Deus. PREOCUPAÇÕES A crescente inadimplência. A dificuldade em motivar novas lideranças. Estamos inseridos num mercado religioso enorme. Dentro da IECLB temos uma pluralidade de linhas teológicas que os leigos tem dificuldade de entender (MEUC, PPL, Encontrão...). Com isso, no decorrer do tempo, o tamanho da nossa Igreja poderá diminuir e fazer com que percamos nossa identidade luterana. AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO FUTURO A Paróquia e as comunidades precisam fazer investimentos em novas lideranças, encontrar formas para motivar pessoas à participação e estudar alternativas para gerar receita visando a manutenção financeira, independente das contribuições de membros. Por exemplo, parcerias em construções de imóveis para aluguel.to Infantil.

P. Romeu Otto Hoepfner, P. Clodoaldo Kamke, P. Samuel Leitzke, Pa. Mirian Ratz, Cat. Edson Márcio Rodrigues Reginaldo Pres. Rolf Stoer Gude

44


Sínodo Vale do Itajaí Relatórios das Paróquias Direção P. Breno Carlos Willrich, pastor sinodal Sr. Rubens Olbrisch, presidente do Conselho Sinodal Coordenação e Revisão Tobias Mathies Organização P. Dr. Emilio Voigt Janaina Regina Baade Katilene Willms Labes Mara Andréia Brandes Vieira Mirian Beilfuss Rubia Magali Scheidt Projeto Gráfico © ascomsinodal Publicado pela Assessoria de Comunicação Social e Marketing Digital do Sínodo Vale do Itajaí Rua Amazonas, 131 - Ed. Luterano 89020-001 - Blumenau/SC Fone: (47) 3322-1364 www.luteranos.com.br/valedoitajai www.facebook.com/sinodovaledoitajai


Paróquia de Balneário Camboriú Balneário Camboriú Paróquia Brusque Bom Pastor – Centro Bairro Rio Branco João XXIII Rua Nova Trento Paróquia Brusque Martim Lutero Bateas Holstein Lorena Santa Terezinha Sternthal Paróquia Brusque Unidos em Cristo Claraíba Dom Joaquim Paquetá Santa Luzia São João Batista Paróquia de Itajaí Itajaí Cordeiros Paróquia em Itapema Bombinhas ItapemaPorto Belo Paróquia Paróquia Bom Pastor/Navegantes Gravatá Navegantes Blumenau Bom Pastor/Garcia Bom Pastor Um Paróquia Blumenau Centro Blumenau Centro Lar Elsbeth Kohler Paróquia Blumenau Fortaleza Alto Baú Fortaleza Alta Fortaleza Baixa Paróquia em Gaspar Gaspar Gaspar Alto Lagoa Paróquia Blumenau Itoupava Seca Itoupava Seca Paróquia Blumenau Martin Luther/Progresso Evangelista Lucas João Batista Martin Luther Paróquia Blumenau Velha Central Velha Água Verde Velha Central Velha Grande Velha Pequena Paróquia Bom Pastor/Fidelis Fidelis Itoupava Baixa Ribeirão Máximo Serafim Paróquia de Itoupava Central Alves Ramos Alvorada Estrada Carolina União Paróquia em Itoupava Rega Braço do Sul Itoupava Rega I Itoupava Rega II Paróquia em Vila Itoupava Cristo Libertador Gustavo Adolfo Escola Ella Eichstaedt Escola Willy Mueller Paróquia em Badenfurt Badenfurt Encano do Norte Salto Weissbach Salto do Norte Paróquia da Paz Itoupavazinha Testo Salto Paróquia Pomerode Apóstolo André Martin Luther Testo Central Vale do Selke Paróquia Pomerode Apóstolo João Cristo Redentor Pomerode Centro Paróquia Pomerode Apóstolo Paulo Pomerode Fundos Paróquia Pomerode São Lucas Rega Rega Alta Testo Alto Cristo Salvador Paróquia Pomerode São Marcos Cristo Bom Pastor Unidos em Cristo Wunderwald II Wunderwald Escola Paróquia Apóstolos de Benedito Novo Alto Benedito Alto Capivari Barra São João Benedito Alto Ribeirão Liberdade Salto Donner Serra São João Willy Mueller Alto Benedito Alto Capivari Barra São João Benedito Alto Ribeirão Liberdade Salto Donner Serra São João Alto Liberdade Paróquia de Benedito Novo Benedito Indaial Benedito Novo Alto Ribeirão dos Russos Baixo Santa Maria Kaspereit Ribeirão dos Russos Ribeirão Prochnow Santa Maria XV de Setembro Paróquia de Indaial Apiúna Apóstolo Paulo Arapongas Ascurra Encano Encano Central Indaial Mulde Warnow Alto Arapongas Polaquia Paróquia de Rio dos Cedros Alto Cedro Cedro Alto Rio Ada Rio dos Cedros

luteranos.com.br/valedoitajai facebook.com/sinodovaledoitajai

Rio Bonito Paróquia em Timbó Cristo Bom Pastor Cristo Redentor Mulde Alta Trindade Unidos em Cristo Capela 12 Apóstolos e Tiroleses Hospital e Maternidade OASE Hospital e Maternidade Rio do Texto Hospital Evangélico Maternidade Cônsul Carlos Renaux Hospital Santa Catarina Lar Elsbeth Koehler Centro de Educação Infantil Bom Pastor Colégio Cônsul Carlos Renaux Colégio Sinodal Doutor Blumenau Escola Barão do Rio Branco Unidade Barão - Benjamin Constant Jardim de Infância Princesa Isabel Centro de Eventos Lar Rodeio 12 Lar de Retiros Pommernland Emil Odebrecht Rádio Antena 1 - 96.5 FM Jornal O Caminho Culto Infantil Missão Criança Ensino Confirmatório Juventude Evangélica Diaconia OASE Legião Evangélica Luterana Pastoral da Pessoa Idosa Pastoral da Pessoa com deficiência Música e Liturgia Trabalho com Casais Contribuição Voluntária

Relatório das Paróquias  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you