Page 1

RIO PARANAÍBA 25 de Fevereiro a 12 de Março de 2014 ANO II nº 23

GRATUITO

www.araucaria.net.br

O que será do Carnaval de Rio Paranaíba? Comércio está pouco otimista e às vésperas do início dos dias de folia não há sinal da presença de turistas na cidade. CarnaRio este ano deverá ser mais caseiro. Pág.3

ADAMA já tem terreno para construir abrigo Pág 2

Em entrevista, Maycon Cristian de Souza fala sobre a polêmica do bloco Os Piniquêro Pág 2

Morte de Jaime Silva comove os rio paranaibanos. Diversas homenagens foram feitas ao ex-prefeito e uma multidão deu o último adeus a Jaime. Pág 3

Manutenção de computadores Venda de peças e acessórios de informática

(34) 3855-3303

9936-3033

9680-8447

Rua Capitão Franklin de Castro, 615 - Centro

DISK - TÁXI JOSÉ MARIA

(34) 9696-8384

Rua João Leandro, 555

Refrigeração e topa tudo

Venda e instalação de ar condicionado split (34) 9975-3964 Rua João Leandro, 545 - Centro - Rio Paranaíba

Materiais para Construção Av. dos Cafeicultores, 70 - Novo Rio (próx. à Cooxupé) - Rio Paranaíba

SORTEIO: 08/03

Imóveis para venda: Lote, com 250,00 m² no Bairro Jardim Primavera, na quadra 32-A, lote 09, medindo 10,00m. de frente e 25,00m. de fundo. Lote com 490m2, murado, na Rua dos Cravos, no Bairro Mansões do Lago, o melhor bairro residencial de São Gotardo. Lote com 300m², no Loteamento Geraldo Marques, próximo à Agência da wolks. em São Gotardo.

(34) 3855-8100 / 9128-1959

Rua Atanásio José Gonçalves, 231- Centro - Rio Paranaíba www.imoveistani.com.br

Peças, freio, óleo, filtros, correias, rolamentos, bateria, motor e acessórios

(34) 3671-5050

Em breve, inauguração da nova loja! (34) 3855-1989

Igor Silva inaugura nova loja da Via Digital Pág 4

Projetos - Cálculos estruturais- Financiamento da CEF Administração de obras - Compra e venda de imóveis

(34) 3855-1130

9661-1015 9814-3471 9256-9070 8854-1660 8405-8585 dia e noite

Sindicato dos Produtores Rurais adquire terreno para a construção de um parque de exposições Pág 5

Faça revisão em seu veículo regularmente (34) 3855-8407 8818-8407 / 9981-8407 NOVO ENDEREÇO:

Rua Joaquim Lopes da Silva, 100 Junto à oficina mecânica


25 de Fevereiro a 12 de Março de 2014

JORNAL DO POVO 2

RIO PARANAÍBA

EXCLUSIVO: Maycon fala sobre a situação do bloco Os Piniquêro no carnaval

Rio Paranaíba está mais próxima a ter uma unidade da Embrapa

Uma comitiva esteve em Brasília no dia 20 de fevereiro para reunir-se com o Ministro de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antonio Andrade, para tratar da criação de uma unidade da Embrapa em Rio Paranaíba. Participaram da reunião o Deputado Federal Reginaldo Lopes (PT/MG); o engenheiro do INCRA/MG, Sr. Nilton Alves de Oliveira, o diretor-geral do campus de Rio Paranaíba da UFV, Frederico Garcia Pinto, o prefeito de Rio Paranaíba, Marcio Antonio Pereira, o presidente da Câmara de Vereadorees de RP, José Efigênio Ribeiro, o prefeito de Serra do Salitre, Dr. João Vicente Ferreira e seu vice, Elço Mauro Escriboni; o prefeito de São Gotardo,

A reunião aconteceu em Brasilia no dia 20

Seiji Sekita e seu vice, Carlos Camargo; os vereadores de São Gotardo, Claudionor A. dos Santos, Celio Martins e José Geraldo Vieira, o engenheiro agrônomo da Emater-MG do escritório de São Gotardo, Lener Castro e o representante do secretário de agricultura de Minas Gerais, Rafael. O Ministro manifestou entusiasmo com a ideia. De acordo com as informações de Nilton Alves de Oliveira, a Embrapa enviará nos pórximos dias uma equipe à região para conhecer e estudar o desenho da criação de núcleo voltado para hortaliças, com possibilidade de extensão para (Da esq. p/ dir) Nilton Alves de Oliveira, Antonio Andrade e Frederico Garcia Pinto

Rua Capitão Franklin de Castro, 829 Rio Paranaíba - MG

outras culturas. A equipe se reunirá com lideranças políticas da região, membros do CRP-UFV, Sebrae, Emater-MG, cooperativas e produtores rurais. O professor Frederico sugeriu que a unidade seja abrigada pelo Campus, já que dispõe de terreno adequado, o que exclui a necessidade de investimentos públicos para aquisição de terreno. Já o deputado Reginaldo Lopes comprometeuse a fazer a gestão, junto ao secretário-executivo do Ministério da Educação e ex -reitor da UFV, Luiz Claudio Costa, para conseguir recursos do MEC para a instalação da infra-estrutura para o núcleo da Embrapa no Campus. No dia 20 de março, o ministro Antonio Andrade, acompanhado de Luiz Claudio Costa e Reginaldo Lopes, virá a Rio Paranaíba para a assinatura do protocolo para a efetivação do projeto da unidade.

Ricardo Mendes

(34) 3855-1469

Orientação precisa na hora da compra! Rua Capitão Franklin de Castro, 2055 - Novo Rio - Rio Paranaíba

ADAMA já tem terreno para construir canil em Rio Paranaíba

Foi votado na Câmara no dia 18 de fevereiro o Projeto de Lei nº 002/2014 de autoria do Poder Executivo que prevê a doação de um terreno para a Associação dos Defensores e Amigos do Meio Ambiente – ADAMA. O espaço da quadra 9 no loteamento Prado tem 3.800 m² e fica próximo ao pátio de máquinas da Prefeitura Municipal. A Câmara Municipal recebeu um número expressivo de moradores do município interessados principalmente na votação deste Projeto de Lei. O Projeto de Lei foi aprovado por oito votos favoráveis e a ADAMA tem até 24 meses para dar início a construção do abrigo, com o risco de devolução do terreno ao município. Uma moradora se manifetou contr a construção do abrigo naquele local, pelo barulho que os cães do canil fariam. O promotor público Dr. José Geraldo de Oliveira Silva Rocha acompanhou a reunião e também manifestou-se, com a votação já

encerrada. Ele agradeceu o prefeito Márcio Antonio Pereira pelo projeto e também aos vereadores que foram favoráveis a doação. Disse ainda que entende os problemas relatados pela moradora, mas que reclamações aconteceriam em qualquer lugar onde fosse escolhido o terreno para a finalidade da ADAMA. “Eu me compadeço das questões pessoais da moradora, mas quero destacar que o Ministério Público, junto a Juíza Tainá e a ADAMA solicitou há meses um terreno para a sede e o abrigo e passamos uma dificuldade muito grande para conseguir um imóvel adequado”. Ele ressaltou também a importância do trabalho que será feito pela associação. “É questão de valor social, é um benefício para toda a população de Rio Paranaíba. É preciso lembrar que a associação tem fins ambientais de uma forma ampla, é uma entidade de defesa do meio ambiente de Rio Paranaíba que possui uma infinidade de questões a serem traba-

lhadas. A ADAMA será um braço direito do Ministério Público nessas questões”. A juíza, Drª Tainá Silveira Cruvinel não participou da reunião, mas foi representada pela Drª Polyana Pacelly de Souza Borges. Segundo a presidente da ADAMA, Fabiana Rocha de Castro, o próximo passo é desenvolver o projeto do abrigo. “Agora com o terreno definido vamos buscar parcerias para o desenvolvimento do projeto para começarmos a construção o quanto antes, que é a questão de maior urgência”, disse. Sobre a verba necessária para a realização do projeto, Fabiana explicou que a ADAMA receberá alguns repasses do Fórum. “Nós fizemos um cadastro junto ao Fórum, que irá fazer repasses de verbas oriundas de pagamentos de multas ambientais, por exemplo. A ADAMA já possui uma pequena quantia em conta e temos também algumas previsões de repasses que acontecerão em breve”.

O Jornal do Povo publicou na edição anterior sobre a saída do bloco Os Piniquêro do CarnaRio 2014. A redação procurou um dos organizadores do bloco, Maycon Cristian de Paiva Souza para entender o que aconteceu .

Maycon Cristian de Paiva Souza

Jornal do Povo: Maycon, a Prefeitura Municipal negou o alvará para a realização do evento que o Bloco tradicionalmente faz aqui na cidade. Qual foi a justificativa apresentada? Maycon: Em novembro nós já tínhamos procurado o diretor de Cultura, o Alemmar, para falar sobre a organização do Carnaval de 2014, pois para um evento do tamanho que o bloco faz, precisamos nos programar com antecedência. Na época ele disse que havia conversado com o prefeito e que ainda não tinham decidido se o carnaval aconteceria. E então nós nem fizemos nenhuma programação, pois se não houvesse carnaval não teria porque fazer festa dos Piniquêro. Em janeiro houve alguns boatos de que o Carnaval aconteceria, nós procuramos o responsável pela Comissão que havia se formado, falamos com o Alemmar e com o Rogério Rocha, secretário de administração, para solicitar o alvará e começar a organizar o bloco, pois sem a licença não dava para programar o evento. Aí eles já nos disseram que não iriam conceder o alvará para o local, que seria próximo a Rações Pereira. Nós até já havíamos consultado a Polícia Militar sobre o espaço, que não fez nenhum questionamento. E nós não entendemos porque então, a prefeitura não cederia a licença. Jornal do Povo: E isso tudo foi feito por escrito? Maycon: Não, até aí foi tudo verbalmente. No dia 27 de janeiro protocolamos o pedido do alvará por escrito no SIAT, solicitando resposta dentro de 48 horas, pois a malharia que confecciona os abadás só receberia pedidos até o dia 30. E já no dia 28 de janeiro nós recebemos a resposta em ofício do gabinete do prefeito que somente cederiam o alvará se o evento fosse realizado no pátio de máquinas ou num raio de 200 metros do local da festa principal. Nós analisamos e não encontramos nenhum lugar que atendesse a essa condição. E por isso resolvemos suspender o evento, pois o pátio de máquinas não suporta uma festa de carnaval, por ser totalmente inadequado. A finalidade daquele espaço é outra, não há nenhuma segurança ali para uma grande aglomeração de pessoas. A questão da falta de tempo também pesou na decisão, pois a prefeitura divulgou que faria o carnaval faltando menos de um mês para a data. Jornal do Povo: Foi a primeira vez que vocês encontraram dificuldades para a realização do evento do bloco? Maycon: Em 2013 nós organizamos a 11ª edição do carnaval com o bloco Os Piniquêro. Desde o ano pas-

sado nós começamos a ter dificuldade com o Executivo, devido ao local. Eles impuseram pra nós a cobrança do alvará do local onde nós realizamos o evento. Não fomos contrários em pagar, mas nós queríamos pagar o valor justo. Jornal do Povo: qual foi o valor cobrado? Maycon: A princípio, em janeiro do ano passado a Prefeitura quis cobrar R$ 30.000,00 para que o bloco pudesse fazer sua participação no CarnaRio. Fomos chamados para uma reunião onde foi imposta essa cobrança para que o bloco pudesse continuar com a realização do evento que já estava programado. Na época já tínhamos vendido em torno de 3.000 abadás. O chefe do executivo não pode cobrar da maneira como ele acha que deve, tem que respeitar as leis. Existe um código tributário no município e lá consta o valor da taxa de ocupação de um imóvel público, que era o nosso caso, pois utilizaríamos uma parte do Parque de Exposições. Nós fizemos a conta da área que seria utilizada para o evento do bloco e seria de aproximadamente 6.000 m² e fazendo a conta daria R$ 3.200,00, de valor proporcional. Com isso nós já tentamos uma ação judicial, pela cobrança do valor arbitrário por parte da Administração. Quando falamos para a Comissão do Carnaval sobre o valor correto da área de acordo com o código tributário, eles fizeram um cálculo sobre a área total do Parque, que dava uma taxa no valor de R$ 13.481,34. Ou seja, queriam nos cobrar espaços que nem seriam utilizados. Jornal do Povo: e o valor foi pago? Maycon: Como já estávamos às vésperas do Carnaval e a pressão em cima do Heuler era muito grande para que fosse pago o valor que a Prefeitura queria, nós demos um cheque no valor de R$ 13.000,00 nas mãos do assessor jurídico da Prefeitura como caução, enquanto a ação não fosse decidida. Mas quando demos o cheque, também já havíamos depositado em juízo o valor de R$ 3.200,00 que era o justo. E agora estamos esperando a ação se desenrolar. Se a justiça achar que nós temos que pagar o valor cobrado pela prefeitura nós vamos pagar, mas se a decisão for pelos R$ 3.200,00 o depósito já está lá e a justiça vai liberar o valor para quem é devido. Jornal do Povo: Você acha que esse é o motivo da não liberação do alvará para Os Piniquêro este ano? Maycon: Pode ser por esse motivo sim, mas como a ação ainda está correndo, não estamos devendo nada. Acho que eles não analisaram a questão do movimen-

to do comércio e sim somente as questões políticas. Todo mundo sabe que como vereador daqui, não sou aliado ao prefeito, mas não faço oposição ao progresso da cidade. Nós questionamos sim os atos irregulares da Administração, pois é o nosso dever, mas as coisas que são boas para o município eu tenho apoiado, quem conhece o meu trabalho aqui na Câmara sabe disso. Jornal do Povo: você acha que o Bloco é relevante para o carnaval de Rio Paranaíba? Maycon: São doze anos que trabalhamos procurando melhorar as nossas festas. Saímos de uma festa de carro de som para um show de Thaeme & Thiago que na época eram sucesso no Brasil inteiro. Ano passado o bloco trouxe ao carnaval para o show da dupla mais de 5 mil pessoas, pois vendemos ingressos avulsos. Mas de abadas do Bloco vendidos nós tivemos 4.100 pessoas. Com o sucesso do ano passado, já tínhamos um pré-contrato com uma grande banda para este carnaval. Sem o alvará, tivemos que desistir. É isso que o bloco agrega ao Carnaval de Rio Paranaíba. Através do bloco nós divulgamos o nome de Rio Paranaíba por todo o Brasil. Jornal do Povo: Com mais gente vindo para o carnaval de Rio Paranaíba, o comércio local também ganha com o movimento? Maycon: Com certeza. Eu quero que o carnaval este ano seja bom, que seja uma festa tranquila, mas o público vai diminuir e quem perde com isso é a população. O dinheiro que gira no carnaval não é um dinheiro de pessoas do município. Claro, elas também consomem no Carnaval, mas o turista precisa se hospedar, ele come nos restaurantes, ele precisa abastecer o carro e tem também outras necessidades. É um dinheiro a mais que se espalha pelo comércio. Ano passado nós fizemos uma média, cada turista que veio para ficar todos os dias de festa deixou aqui em média R$ 1.000,00 por pessoa. Só o bloco gera 60 empregos para os dias de evento, cuja renda de cada um vai parar no comércio da cidade, fora hotel que a gente reserva para os fornecedores que vem de fora. Jornal do Povo: E para o próximo ano, teremos o bloco Os Piniquêro? Maycon: Se tudo continuar da forma que está, possivelmente não haverá a participação do bloco de novo. Agora, se as ideias mudarem, se a forma de pensar da Administração mudar, nós somos parceiros número um para ajudar a organizar o carnaval. Sempre houve participação dos blocos na organização do carnaval, esse ano ninguém foi chamado. Nós temos doze anos de bloco, acredito que temos certa experiência com o evento. Nós não queremos apenas organizar o nosso evento, mas sim, trazer mais pessoas pra cá e aquecer a economia do município.


25 de Fevereiro a 12 de Março de 2014

JORNAL DO POVO 3

RIO PARANAÍBA

Morte de Jaime Silva comove os rio paranaibanos O ex-prefeito de Rio Paranaíba, Jaime Silva (65), faleceu às 10 horas da manhã de domingo (23). Jaime estava no Hospital do Câncer de Barretos e sofreu um infarto após uma sessão de hemodiálise. Ele estava se recuperando de uma cirurgia para a retirada de um tumor no esôfago. A pedido do próprio Jaime, o corpo foi velado na Câmara Municipal de Vereadores. Centenas de pessoas passaram pelo plenário para se despedir de Jaime. O sepultamento aconteceu ao meio-dia desta segunda-feira (24), no Cemitério Municipal de Rio Paranaíba. Antes, familiares e amigos de Jaime fizeram uma homenagem em frente a casa do ex-prefeito, o que comoveu muito quem estava presente. A celebração de corpo presente lotou a Igreja Matriz e após a missa, uma multidão seguiu até o cemitério. Jaime foi um grande líder político e teve quatro mandatos na Administração do município. A primeira gestão foi de 1977 a 1983, uma eleição que trouxe muita esperança aos rio paranaibanos. Ele desenvolveu melhorias na comunidade nos setores de saúde e educação e criou os bairros Novo Rio e São Francisco. Segundo relato do historiador José Resende de Vargas, o Varguinhas, em seu livro “Rio Paranaíba: 250 anos de história”, foi na época de sua primeira gestão que a agricultura teve um grande desenvolvimento, pelas áreas cultivadas da Padap e o setor de comércio e serviços tiveram também um grande crescimento. O Posto de Resfriamento de Leite e a Fabrica de Queijos também foram implantados nesse período. “Valeu a pena viver para assistir essa metamorfose. Jaime soube desempenhar o seu papel de gestor do município, numa época de tantas dificuldades. A expectativa inicial passava-se a ser uma realidade. Dotado de uma vontade férrea em realizar algo, de seu gabinete instalado em vetusto casarão, posicionou-se em atitude de realizador. Rio Paranaíba não podia mais assistir passivamente, vendo as coisas acontecerem. Às vezes até sujeito a crítica dado ao seu arrojo, pois até então era uma apatia de fazer dó. A cidade era rica só de tradições. [...] Para o seu programa de trabalho, era preciso descobrir os meios e os recursos. Vontade não lhe faltava. Dentro da sua simplicidade, modéstia e idealismo era preciso realizar.

Ao criar o slogan ‘Rio Paranaíba merece amor’, estava afirmando seu acendrado desejo de recuperar o grande tempo perdido”. (trecho do livro de Varguinhas) Jaime Silva recebeu pelo primeiro mandato a comenda “Enxada de Ouro” pelo reconhecimento e gratidão pelo progresso da cidade. Nessa gestão foram implantadas as principais infra -estruturas que permitiram o desenvolvimento de Rio Paranaíba em diversos seguimentos. Seu segundo mandato aconteceu de 1988 e 1993, quando houve uma grande renovação na Câmara Municipal. Nesse período foram realizadas obras muito significativas para a cidade, como a construção do Hospital Municipal Dona Maria Conceição F. Valério, dois postos de saúde na cidade e quatro no interior, construção do atual Fórum e também a Praça de Esportes. Foras construídas ainda doze escolas rurais e a E. M. Dr. Adiron Gonçalves Boaventura, os prédios da E. E. Pe. Goulart e E. M. Tancredo Neves. A aquisição das ações da S/A. Rádio Clube Paranaíba que a transformou na “Fundação José Resende Vargas de Rádio” também aconteceu pelas mão de Jaime Silva em seu segundo mandato. Em 2004, por decisão judicial, Jaime assumiu o cargo de prefeito para terminar a gestão 2001/2004. Em período tumultuado, adequou o quadro de funcionários públicos para diminuir despesas e cumprir a legislação. Foi reeleito para a gestão de 2005/2008, sendo o único prefeito de Rio Paranaíba com quatro mandatos. Novas obras de infra-estrutura foram realizadas, como instalação de energia elétrica para 367 pequenas propriedades rurais, construção da nova estação Rodoviária da cidade e aquisições de vários veículos para os diversos setores carentes do município. Um dos maiores feitos de Jaime Silva em seu último mandato foi, com certeza, a implantação do campus da Universidade Federal de Viçosa em Rio Paranaíba. Ao lado de Nilton Alves de Oliveira, Jaime ignorou as críticas e batalhou para que o sonho se tornasse realidade. A posse do primeiro diretor do campus da UFV em Rio Paranaíba, professor Liovando Marciano da Costa, aconteceu no dia 04 de julho de 2006, na sede da UFV em Viçosa e foi presidida pelo Reitor, professor Carlos Siqueyuki Sediyama. Para a cerimônia, partiu de Rio Paranaíba uma delegação chefiada por Jaime Silva e por Nilton. A implantação do Campus é um feito de Jaime que ficará por décadas contribuindo para o desenvolvimento do município e da região.

“Rio Paranaíba perde um dos seus mais ilustres filhos. O Jaime é uma referência, desde que iniciou seu mandato, ele dedicou a sua vida a administração pública ” (Marcelo Barbosa, vice-prefeito de Rio Paranaíba) “A cidade toda está muito sensibilizada com a morte do Jaime, que foi uma pessoa que trouxe muitos benefícios para a nossa cidade, para o nosso povo. Se hoje nós temos aqui uma universidade federal foi o empenho dele. Foi ele que trouxe a Universidade Federal de Viçosa que movimentou e desenvolveu muito a cidade”. (Marcio Antonio Pereira, prefeito de Rio Paranaíba) “Perdemos um grande amigo. Jaime era para mim um amigo do peito. Como prefeito, ele nunca disse não pra mim na época em que eu era vereador. Tudo o que fiz como vereador foi através de Jaime.” (Itamar Alves de Oliveira, exvereador) “O legado que o Jaime deixou foi a própria construção de Rio Paranaíba. Ele mostrou que Rio Paranaíba existe não só para a própria a população, mas para todo o Brasil.” (Ney Luiz Garcia, ex-vereador) “Jaime Silva foi um marco do desenvolvimento da nossa cidade. Nós lamentamos muito o seu falecimento, pois todos nós devemos obrigação com o Jaime Silva e eu tenho muita fé que lá no céu ele vai continuar olhando pela nossa cidade, pois ele realmente foi uma pessoa batalhadora e compromissada com o social. (Lino Gaspar, empresário) “Se hoje nós temos uma universidade multicampi é por causa do Jaime. Ele com certeza ensinou o que é ser um homem vencedor” (Frederico Garcia Pinto, diretor da UFV-CRP) “Este é um momento muito triste, pois Rio Paranaíba representa muito para esta cidade. Essa multidão de pessoas está com o mesmo sentimento, pois além de político ele era uma pessoa muito admirada ” (Nilton Silva Boaventura, diretor administrativo do Sindicato dos Prod. Rurais)

Comércio está pouco otimista e às vésperas do início dos dias de folia não há sinal da presença de turistas na cidade. CarnaRio este ano deverá ser mais caseiro.

Faltando menos de uma semana para o início do Carnaval o clima em Rio Paranaíba é pouco otimista. O comércio já começa a sentir que esse não será um evento típico dos anos anteriores e os comentários listam uma série de fatores para isso. A maior parte dos tradicionais blocos de carnaval da cidade não irá participar esse ano e muitos universitários não estarão por aqui por conta das férias. O bloco mais famoso de Rio Paranaíba, Os Piniquêro anunciou no início do mês que por falta de apoio estava suspenso o evento que realizavam há mais de dez anos. A Divisão de Cultura do município divulgou no dia 04 de fevereiro a programação para os dias de folia. A Avenida Pau Terra, batizada de Avenida do Samba no ano passado foi trocada por outro local. Embora o carnaval de rua tradicional sempre ter sido realizado na rua principal da cidade, a festa será realizada nas proximidades do centro, na Rua João Barbosa de Barros. Segundo o diretor de cultura Alemmar Silva de Oliveira, este ano a prefeitura está apostando em um carnaval mais caseiro. “Nós pensamos em fazer um carnaval mais voltado para a família, porque era isso que o povo de Rio Paranaíba estava pedindo. O Carnaval lá em cima não agradou a população, era longe, difícil acesso, apesar da grande estrutura montada”, afirmou ele. Porém, o comércio

de Rio Paranaíba não está satisfeito. Vários setores comerciais da cidade tinham um bom retorno financeiro com a realização do carnaval pelo alto número de turistas que consumiam e utilizavam serviços na cidade. No setor hoteleiro não há procura. Segundo Willian Nunes Duarte, recepcionista de um hotel da cidade dias antes do carnaval já não havia mais vaga. “O hotel lotava dias antes de começar o carnaval e este ano não temos nenhuma reserva ainda. Até a tarifa que costumava ser mais alta para esse período permanece com o valor de dias comuns”, conta. Para Lucio Resende, proprietário de uma imobiliária, essa é uma situação diferente dos anos anteriores. “Até o momento não tem procura de casa e não aluguei nada ainda para o carnaval. A saída do bloco Os Piniquêro, que é a marca do carnaval de Rio Paranaíba, sem querer menosprezar os outros blocos, atrapalhou a festa. Eles faziam o movimento e já trouxeram muita gente pra cá, o que não vai acontecer agora. A ação da polícia no carnaval de 2013 também foi um abuso, quem foi punido não volta mais”, afirma Lucio. O taxista José Gonçalves de Resende, o Nenzinho, conta que a família tinha até o ano passado uma renda extra nos carnavais, pois alugavam três casas para turistas. “Meus filhos alugavam as casas e passavam os dias de carnaval co-

nosco, pois era uma boa renda extra. Além dos aluguéis, quando o carnaval era aqui na rua do centro, eles usavam a minha garagem para vender bebida. Esse ano ninguém nos procurou, até ligamos para o pessoal que tinha alugado as casas no ano passado e eles disseram que iriam passar o feriadão em outro lugar. O carnaval sem Os Piniquêro é que nem doce sem açúcar”, disse. Outros blocos também vão ficar de fora nesta edição. O rio paranaibano Alex Junior de S o u z a disse que participa a muitos anos do carnaval na cidade, mas acha que a tradição pode se perder. “Desde o ano passado quando a festa foi transferida para a Avenida do Samba o CarnaRio começou a perder sua tradição”. Ele conta também que o bloco em que participa perdeu parte dos integrantes. “Eu faço parte do bloco Os Bródim e esse ano vamos fazer uma festa privada com metade dos integrantes que nós tínhamos, pois uma parte do bloco era de pessoas de fora da cidade e que este ano não virá. Nem pudemos fazer abadá, pois quando a prefeitura divulgou que o evento aconteceria não conseguimos nenhuma malharia que produzisse as camisetas. Essa

falta de planejamento prejudicou bastante os blocos”, afirma. No setor alimentício a expectativa também está baixa. Douglas Dorneles Figueiredo está no ramo de supermercados há pouco tempo e não pode fazer um comparativo. “No carnaval passado nós ainda não tínhamos o supermercado, então não posso comparar. Nós compramos mais bebida que é o produto mais vendido nessa época, mas não sabemos se é pouco ou muito. Acho que o evento deveria ter sido programado com mais antecedência”. Já Farlem S. Rocha Júnior declara que a expectativa é a mais baixa dos últimos anos. “Esse ano não esperamos um aumento muito considerável nas vendas, pois já não terá o bloco principal e foi pouco tempo para divulgação. Quando começaram a divulgar todo mundo já havia se programado para fazer alguma coisa até mesmo fora da cidade. Mesmo os universitários que sempre foram muito animados para o evento não estão falando em ficar aqui esse ano. Acho que não só o comércio, mas toda a população vai sentir falta dos foliões. Espero que no ano que vem seja diferente”, disse.

“Carnaval sem Os Piniquêro é que nem doce sem açúcar” (Nenzinho)

O sócio-proprietário de um restaurante de Rio Paranaíba, Carlos Raimundo da Cruz, costumava contratar mais pessoas para trabalhar nos cinco dias de carnaval, mas ainda não chamou ninguém para o feriadão. “Não há uma expectativa financeira muito favorável para o comércio. Eu vejo que nós vamos ter um carnaval com menos presença de foliões de outras cidades, será um carnaval mais doméstico, com a nossa população. É possível que o pessoal de Carmo ou São Gotardo que são cidades mais próximas e que não tem tradição possam sim nos visitar, mas virão a noite pra participar da folia e depois voltam para as suas casas. Não permanecendo aqui ao longo do dia, evidentemente não vão fazer aqui suas refeições, não vão se hospedar, então não vai ter o movimento dos anos anteriores”. Para ele, três fatores contribuíram para a falta de turistas. “A indefinição se teria Carnaval ou não acabou fazendo com que as pessoas fizessem outros planos. Há também a questão do rigor que houve o ano passado por parte da polícia, o que eu concordo, pois acho que foram ações preventivas, mas muita gente não gostou”. Carlos destaca que a falta de presença de representantes dos blocos e dos comércios nas reuniões da organização do carnaval também foi um ponto importante. “Um ponto muito significativo é que nas reuniões em que o carnaval foi discutido ninguém

do comércio ou dos blocos foi convidado a participar. Eu ouvi a leitura da ata de uma reunião no rádio e não me lembro de terem citado um representante de bloco e nós sabemos que os blocos trazem essa grande massa de jovens que vem para o Carnaval. Eles vem por causa dessas festas que são realizadas a parte. Uma simples apresentação de bandas por si só não atrai os jovens, eles gostam é das festas que os blocos promovem. Mas um ponto muito positivo do carnaval que estão organizando este ano é a apresentação da Banda Santa Cecília, com marchinhas para lembrar dos velhos carnavais. Para nós que temos acima de cinquenta anos e somos meio saudosistas, é uma oportunidade de resgatar isso”, declara Carlos. No grupo mais movimentado de Rio Paranaíba na rede social Facebook o carnaval não é o assunto das postagens. Natália Tartarine sempre marcou presença nos carnavais da cidade, mas este ano vai ficar em sua cidade de origem. “Dos quatro anos que moro em Rio Paranaíba este é o primeiro carnaval que não vou participar. Mesmo estando de férias, se tivesse uma boa festa programada, nós viajaríamos para casa agora e voltaríamos para o carnaval. Só que sem os blocos não só eu, mas muitos universitários acabaram desistindo do carnaval daqui”.


25 de fevereiro a 12 de março de 2014

JORNAL DO POVO 4

VARIEDADES

Dezenas de pessoas passaram pela inauguração da academia Elias Fitness que abriu as portas no dia 15 de fevereiro. O espaço da academia ocupa dois pisos de um novo prédio localizado na Rua Capitão Franklin de Castro ao lado do Banco do Brasil e foi dividido para melhor atender as necessidades das aulas oferecidas. Além de praticar musculação em aparelhos novos e modernos, os alunos também podem matricular-se nas aulas de pilates, spinning, zumba, jump, balé infantil, karatê, treinamento funcional e jiu-jitsu, tudo acompanhado por instrutores capacitados. O ambiente ficou muito agradável para os praticantes, já que as grandes portas e janelas garantem um espaço com boa iluminação e bem arejado. O espaço reservado para esteira é único: fica numa área externa de frente para a rua, onde é possível ver grande parte do município. É uma vista inspiradora para uma caminhada ou corrida. O horário de funcionamento também está deixando os alunos satisfeitos, pois a academia fica aberta das 6 da manhã às 10 horas da noite e não fecha para almoço. O empreendimento leva o nome do proprietário Elias Galvão, rio paranaibano já conhecido pelos adeptos da atividade física, pois trabalhou por muito tempo como instrutor.

(34) 3855-3333 Rua Capitão Franklin de Castro, 583 Tire suas dúvidas sobre a tão temida CÁRIE “Cárie” é outra forma de se denominar a deterioração do dente. Ela é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo - o que se come, como se cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental. A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes se deteriorarem. Embora a cárie seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie incluem:

Cárie coronária O tipo mais comum que ocorre tanto em crianças como em adultos, a cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes. Cárie radicular À medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente,

estas áreas expostas se deterioram facilmente. Como posso ajudar a evitar a cárie? • Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva. • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar e controlar

problemas. • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido. • Utilize produtos que contenham flúor, incluindo o creme dental. • Certifique-se de que a água que seus filhos, ou criançcas, bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários. • Troque sua escova dental a cada três meses ou sempre que elas perderem sua forma original. Lembre-se também de trocá-la sempre que tiver um resfriado, gripe, infecção na boca ou dor de garganta, a fim de evitar recontaminações. Fonte: Colgate

Consultório

Odontológico

Dr. José Ribeiro da Silva Filho Cirurgião Dentista CRO-MG: 35.874

(34) 3855-1409

Rua Boaventura, 15 - 2º andar - Centro - Rio Paranaíba - MG

Igor Silva inaugura nova loja da Via Digital

A Via Digital de Rio Paranaíba já inaugurou sua nova loja. Localizada na Rua Franklin de Castro a loja dispõe de um espaço super moderno e conta com toda a linha de telefones celulares e acessórios além de produtos de informática. O proprietário da loja, Igor silva, falou sobre as novidades.

Jornal do Povo: Igor, quanto tempo levou para que a loja ficasse pronta? Igor: Foram sete meses de trabalho, pois primeiro fizemos uma pesquisa de campo para ver a demanda de Rio Paranaíba. Tivemos que cumprir uma série de exigências da direção da VIVO e graças a Deus eles viram um potencial no nosso trabalho e liberaram a marca para a loja. Enquanto isso fomos preparando o espaço do novo empreendimento. JP: Nesta nova loja você não vende só planos da Vivo, celulares e acessórios mas também produtos de informática, não é mesmo? Igor: Sim,eu sou formado em análise de sistemas e muitos clientes me cobravam isso, pois existe uma carência disso na cidade. Mas observo que a tecnologia hoje está muito interligada, os meios de acesso a informação são variados. Um smartphone hoje é quase um computador, sem contar que a Vivo oferece também planos para internet. Então unimos isso tudo e o resultado é uma loja carinhosamente preparada para os nossos clientes. JP: A loja nova ficou muito diferenciada. Que público você pretende atender aqui? Igor: Existe uma classificação de estrelas para lojas da Vivo como existe para hotéis. Existe somente uma loja 5 estrelas no Brasil e fica em BH e a nossa está classificada com 4 estrelas. Mas isso não quer dizer que temos em mente um público específico. Qualquer pessoa que entrar aqui na Via Digital será muito bem recebida. Eu sempre tive uma boa parte de meus clientes da zona rural e eu quero que eles se sintam confortáveis aqui na loja nova também. JP: E que produtos você está oferecendo? Igor: Aqui tem dos celulares e câmeras digitais das mais baratas até aquelas com preço um pouco mais elevado. Temos tablets, notebooks, computadores de mesa, impressoras, acessórios de informática e telefonia. Há uma grande variedade de produtos. E tudo isso aliada a grande tecnologia de cobertura da Vivo. Aqui em Rio Paranaíba nós temos a cobertura 3G Plus e estamos a caminho da 4G. Rio Paranaíba mesmo sendo uma cidade pequena terá uma tecnologia de grande porte acessível e de alta qualidade. Há vários planos disponíveis, é só vir até a loja e conferir. JP: E para telefonia rural? Igor: Posso dizer que eu atendo 70% do público da zona rural de Rio Paranaíba. Existe alguns lugares que realmente o sinal não é tão forte, então nós temos aqui aparelhos e antenas que podem amplificar esse sinal para ter uma comunicação de maior qualidade. E quanto a Internet, hoje a Vivo consegue colocar sinal em praticamente 100% do interior do município. JP: Quanto a facilidade de pagamento, o que a Via Digital oferece? Igor: Aqui é muito fácil comprar. Nós aceitamos cartão de crédito, cheque ou também podemos emitir boleto bancário. E tudo bem parcelado, a nossa financeira pode dividir a compra em até 24 vezes. Então o crediário é bem facilitado.

(34) 3855-2122

Informe Publicitário

Informe Publicitário

Rua Capitão Franklin de Castro Centro - Rio Paranaíba

Confira algumas dicas com a nutricionista Kenia Souza para não fazer feio no Carnaval No Carnaval é comum que as pessoas não se preocupem muito com a alimentação. Os adeptos a bebidas alcoólicas acabam consumindo álcool exageradamente e os horários de refeição ficam irregulares, sem contar a ressaca. Mas algumas precauções precisam ser tomadas para aproveitar bem os cinco dias de folia. O Jornal do Povo conversou com a nutricionista Kenia Souza, que preparou algumas dicas aos foliões. JP: Kenia, muitas vezes os prontos-socorros dos hospitais ficam cheios durante o Carnaval, ou por desidratação ou pelo excessivo consumo de álcool, entre outros motivos relacionados. Por que é tão difícil se cuidar nos dias de folia? Kenia: Durante o Carnaval, muita gente extrapola os limites do corpo e acaba sofrendo no fim do feriadão, devido a poucas horas de sono, muita agitação e álcool e guloseimas em excesso. Não há maneiras milagrosas de melhorar o organismo, mas a dieta adequada desempenha um papel importante nesse jogo. JP: Que importância tem a água nesse período? Kenia: O consumo de água de ser aumentado, já que o corpo está desidratado. O ideal é beber em media de 2 a 3 litros de água por dia.

Além da água deve-se consumir água de coco, sucos naturais de frutas e chás, pois além de estarmos ingerindo líquidos estarão suprindo a falta de minerais JP: Que cuidados devem ser tomados com a ingestão de bebida alcoólica? Kenia: Beber com moderação, mas se for beber álcool, intercale água ou suco de fruta entre um gole e outro; que alem de hidratar o corpo não acumula toxinas do álcool no organismo. JP: É importante comer bem? Que alimentos podem fornecer bastante energia para quem vai encarar uma festa de carnaval? Kenia: Sim, por isso devemos: - Comer a cada três horas; - Ingerir pequenas porções em várias refeições diárias; - Evitar carnes e lanches gordurosos; - Não ficar sem comer para emagrecer; - Leve barras de cereais; - Mantenha o estômago com algum alimento, mas não exagere. - Não coma em lugares sem higiene adequada; JP: Tem alguma receitinha pra curar a ressaca? Kenia: Suco de couve, laranja e mel. Anota aí: 1 folha de couve (bem lavada) 2 laranjas 2 colheres de sopa de mel

1 copo de água Gelo Bata tudo no liquidificador e pronto! A couve é importante na recuperação e funcionamento do fígado e do metabolismo celular, além excelente fonte de ferro, potássio e vitamina C. JP: E para o pós carnaval, o que você sugere para que o organismo volte a rotina? Kenia: Beba mais líquidos, a água mantém a hidratação em dia, evita a retenção de líquidos e garante o pleno funcionamento do organismo. Os sucos também são ótimos aliados, assim como a água de coco. Já os refrigerantes, que são considerados curadores de ressaca, devem ser evitados. É preciso comer algo mais leve. Uma salada de alface com cenoura, beterraba, pepino e tomate é uma ótima opção. Para completar, prepare um peixe cozido com um toque de limão e use pouco sal. O sódio presente no sal faz com que você retenha mais líquido, o que acaba resultando em inchaço.Evite também os alimentos industrializados, por conter mais colesterol e sódio, além de conservante, corante e, em alguns casos, açúcar, os industrializados são mais pesados. Por isso, enquanto seu organismo se recupera da folia, é melhor apostar nos alimentos crus, como alface, agrião, couve, rúcula, cenoura, beterraba ralada, pepino e tomate.


25 de Fevereiro a 12 de março de 2014

JORNAL DO POVO 5

RIO PARANAÍBA

Sindicado dos Produtores Rurais compra terreno para parque de exposições

ajuda dos professores, estarão montando o projeto”, explicou. O Sindicato também estará em busca de fechar parcerias com o poder público municipal, estadual e federal. O diretor administrativo citou uma série de benefícios que o novo parque trará para a população. “Eventos, como Festa da Rádio, do Fazendeiro, Congados, Feiras, terão um local adequado para serem realizadas”, destacou. A área de oito hectares foi comprada com recursos próprios do Sindicato, e custou R$300.000,00 (trezentos mil reais). O atual Parque de Exposições de Rio Paranaíba, foi cedido à empresa Empa, no período de asfaltamento da MG-230.

O presidente da Agência para o Desenvolvimento Econômico e Social de Rio Paranaíba, Alexandre Marques, renunciou ao cargo na assembleia geral que aconteceu no dia 21 de fevereiro. Na oportunidade uma nova eleição poderia ter sido feita, mas não houve apresentação de nenhuma chapa candidata.

Segundo Alexandre, agência estava impossibilitada de continuar o trabalho que desenvolvia há 8 anos por falta de recursos. Até o início da sua gestão, em abril de 2013, a Prefeitura Municipal repassava uma subvenção a Adesrio no valor de R$ 1.200,00, mensais, porém tal repasse foi cortado. “Após protocolar alguns ofícios e não logrando êxito, fui

até o gabinete do Prefeito para que o mesmo me desse um parecer quanto a continuidade do repasse. O prefeito juntamente com seu secretário me disse que não faria sentido nos repassar esta subvenção uma vez que tinha um secretário de desenvolvimento dentro da Prefeitura que representava o município”. A Adesrio realizou mais de 200 cursos de ca-

pacitação em parceria com o SENAR. Mais de 2.500 pessoas participaram dos diversos cursos de forma gratuita. Ainda segundo Alexandre, nos próximos dias inicia-se o processo para fechamento legal da Agência. O terreno que pertence à adesrio deverá ser devolvido ao Município.

Nove membros devem ser eleitos para o Conselho Tutelar Está aberto o edital que abre o processo de escolha de nove membros do Conselho Tutelar de Rio Paranaíba, para efeito tampão (exercício 2014/2016), sendo dois titulares e sete suplentes. As inscrições poderão ser feitas de 20 de Fevereiro a 06 de Março, das 12 às 18 horas, na sede do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA de Rio Parana-

íba/MG, na Avenida João Mendes da Rocha, 380, Bairro Novo Rio. O processo de escolha será feito em quatro etapas: Prova Objetiva sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA Lei 8.069/90; Incluindo na prova objetiva um estudo de caso; Avaliação Psicológica mediante emissão de laudo realizada profissional habilitado; Eleição através de voto direto e secreto;

e Curso de capacitação sobre a Legislação e Política de atendimento a criança e ao adolescente. O promotor do Ministério Público José Geraldo de Oliveira Silva Rocha convoca as pessoas a participar da eleição. “Eu gostaria de convocar pessoas que tem disposição para trabalhar com crianças e adolescentes ou que esteja com boa vontade, que participem desse processo. Vá até a

sede da Prefeitura, tome ciência dos termos do edital, dos conteúdos da prova, que é muito simples, não tem nada demais. E depois na fase de eleição, peça voto àquelas pessoas que sabem que você pode vir a fazer um bom trabalho, pois você efetivamente vai estar contribuindo para a questão dos menores aqui da Comarca de Rio Paranaíba”.

Problemas na comunidade ou no bairro onde você mora? Fale com o Jornal do Povo: (34) 3855-1832 janapazza@gmail.com

Thaís Flávia - Paranaíba Maximus

ETERNIDADE

Reflexão

O Sindicato dos Produtores Rurais de Rio Paranaíba acaba de adquirir um terreno para a construção de um Parque de Exposições na cidade. A compra foi oficializada na última semana. O terreno fica na saída da MG-230 (sentido Rio Paranaíba/Serra do Salitre), próximo ao trevo que está sendo construído. A área total tem oito hectares. O diretor administrativo do Sindicato, Nilton Silva Boaventura, explicou a localização do terreno: “Fica na saída de Rio Paranaíba, próximo ao Hospital em construção”, disse ele. Agora o próximo passo, segundo Nilton, é o desenvolvimento do projeto, que se dará em parceria com a UFV. “Alunos do curso de Engenharia Civil em estágio, juntamente com a

ADESRIO está sem diretoria e deve fechar

O que eu tenho não me pertence, embora faça parte de mim. Tudo o que tenho foi um dia emprestado pelo Criador para que eu possa dividir com aqueles que entram na minha vida. Ninguém cruza nosso caminho por acaso e nós não entramos na vida de alguém sem nenhuma razão. Há muito o que dar e o que receber; há muito o que aprender, com experiências boas ou negativas. É isso... tente ver as coisas negativas que te acontecem com como algo que aconteceu por uma razão precisa. E não se lamente pelo ocorrido; além de não servir de nada reclamar, isso vai vendar seus olhos para continuar o caminho. Quando você não consegue tirar da cabeça que alguém te feriu, está somente reavivando a ferida, tornando-a muitas vezes bem maior do que era no início. Nem sempre as pessoas te ferem voluntariamente. Muitas vezes é você quem se sente ferido e a pessoa nem mesmo percebeu; e você se sente decepcionado porque aquela pessoa não correspondeu às suas expectativas. Às suas expectativas!!! E sabe-se lá quais eram as expectativas do outro? Você se decepciona e decepciona também. Mas, claro, é bem mais fácil pensar nas coisas que te atingem. Quando alguém te disser que te magoou sem intenção, acredite nele! Vai te fazer bem. Assim talvez ele poderá entender quando você o magoar e, sinceramente, disser que “foi sem querer”. Dê de você mesmo o quanto puder! Sabe, quando você se for, a única coisa que vai deixar é a lembrança do que fez aqui. Seja bom, tente dar sempre o primeiro passo, nunca negue uma ajuda ao seu alcance, perdoe e dê de você mesmo. Seja uma bênção! Deus não vem em pessoa para abençoar, Ele usa os que estão aqui dispostos a cumprir essa missão. Todos nós podemos ser Anjos! A eternidade está nas mãos de todos nós. Viva de maneira que quando você se for, muito de você ainda fique naqueles que tiveram a boa ventura de te encontrar. Autor: Letícia Thompson

JORNAL DO POVO ISSN: 2317-5362 Jornalista Responsável:

Janaína Pazza MTB/PR 8244 Projeto gráfico, diagramação e redação: Janaína Pazza Tiragem: 1.000 unidades

Circulação: Rio Paranaíba Impressão: Diário do Comércio Distribuição gratuita Contato: (34) 3855-1832 / 9163-1456 Rua Dona Maria Terta, 64 casa 03 janapazza@gmail.com

ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM A OPINIÃO DO JORNAL.


25 de fevereiro a 12 de março de 2014

Enquanto você me critica, eu tô no meu caminho. RAUL SEIXAS

Social

JORNAL DO POVO 6

infame

Estava pensando em parar de beber... Mas parar de pensar é bem mais fácil!

O lindo sorriso de Lívia Maria, com dois aninhos, filha de Mauro e Juliana, em foto de Fabinho Otoni

A jornalista e editora do Jornal do Povo Janaína Pazza, que participou do II Ciclo de Debates de Jornalismo Opinativo da UFU - Universidade Federal de Uberlândia. O evento aconteceu no dia 10 de fevereiro. Com ela na foto, Raphael dos Anjos, apresentador do programa Balanço Geral e o professor do curso de comunicação da UFU, Dr. Marcelo Marques.

Pacotes nacionais e internacionais Passagens aéreas nacionais e internacionais Reservas de hotéis Cruzeiros marítimos Passaportes e vistos consulares.

Toda a graça de Maria Luiza, completando quatro meses. Ela é filha de Valdinei e Marcia Maria. Foto de Fabinho Otoni.

(34)3671-4587 3671-2967 3671-2895

“Seu sonho, nossa realidade desde 2.000!”

Rua Cel. Frederico Coelho, 187 - Centro, São Gotardo-MG

Sabrina Cake Designer O garotão da foto é Miguel Eduardo, que fez 1 aninho. Ele é filho de Natalia e Eduardo. A foto é de Fabinho Otoni.

Faça sua encomenda! (34) 3855-2042 (34) 9190-6731

(34) 3855-1808 Rua Capitão Franklin de Castro , 429 - F

DISK PIZZAS E SANDUÍCHES

(34) 3855-2090 VIVO: 9955-6927 TIM: 9154-9825

Bolos, bombons, bem-casados e tortas finas para casamentos e aniversários

Jornal do Povo #23  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you