Issuu on Google+

Mariotti Fotografia ESPECIAL

GUY BOURDIN JRDURAN ROBERT CAPA BOB WOLFENSON

EDITORA SKULL 8 DE DEZEMBRO 2014 - 1ª EDIÇÃO


Arte pĂşblica internacional

Existem vĂĄrios modelos de esculturas


Mariotti Fotografia

Índice Guy Bourdin ............................................ 04 JR Duran.................................................... 05 Robert Capa ............................................. 06 Bob Wolfenson ........................................ 07

»» Guy Bourdin: Tudo o que você tem que saber 1. Imagem: Revista Vouge a. Fonte: MSN - http://msn.lilianpacce.com.br/portfolio/guy-bourdin-portfolio/ »» Surrealismo registrado com luz 2. Imagem: Revista Vouge b. Fonte: Catraca Livre - http://catracalivre.folha.uol.com.br/2009/08/fotos-da-moda/ »» Biografia Jr. Duran 3. Imagem: Cauã Reymond -18ª edição da Revista Poder c. Fonte: Wikipedia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Jr._duran »» Guerra, luz e sombras de Robert Capa 4. Imagem: Soldado II Guerra Mundial d. Fonte: Wikipedia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Robert_Capa »» Bob Wolfenson 5. Imagem: Vouge Brasil e. Fonte: http://www.welovemodels.com/?p=28567

3


Mariotti Fotografia Guy Bourdin: Tudo o que você tem que saber Ele influencia nomes como David LaChapelle,Nick Knight e David Lynch. Até Madonna se rendeu a sua linguagem e foi processada pelo herdeiro Samuel por copiar fotos do pai em seu clipe “Hollywood”, de 2004. Contemporâneo de Helmut Newton, Guy Bourdin é menos pop que o colega mas muito mais cult. O fotógrafo e ilustrador francês nasceu em 1928, em Paris, e foi abandonado pela mãe um ano depois. Viveu no Senegal, recrutado pelo exército francês, onde começou a ter aulas de fotografia. Voltando a Paris, virou pupilo de ninguém menos do que Man Ray e logo foi escalado pela

4

“Vogue“ francesa para rechear as páginas da revista com seu imaginário pra lá de erótico. As páginas pra Bourdin eram duplas, recheadas de sexualidade e violência,fugindo do óbvio nas cenas cotidianas. Como

“Enquanto todos os anúncios são iguais, ele explora o olhar através de uma fechadura.” desenhista,tinha total liberdade para criar. Pensava exatamente no peso de cada elemento e fazia inúmeros rascunhos antes de fotografar. Para Shelly Verthime, especialista no artista – e uma das autoras do livro “A Message For

You” (sobre o universo criativo do artista e sua parceria profissional com a modelo Nicolle Meyer, também autora da publicação) – a singularidade do trabalho dele está “na composição, cores, jogo de real e irreal, mistério e surrealismo: “Enquanto todos os anúncios são iguais, ele explora o olhar através de uma fechadura”. Guy Bourdin se tornou referência em publicidade através dos anúncios da marca de sapatos Charles Jourdan, pra quem contribuiu durante 14 anos. Sua identidade é tão forte que é impossível alguém ter passado pelos anos 70 sem notar suas campanhas.☑

Surrealismo registrado com luz Bourdin passou boa parte de sua juventude vivendo o pós-guerra em Paris. Em 1954, entrou para a Vogue francesa, onde trabalhou por mais de 30 anos. Nos anos 1970, o fotógrafo já aparecia nas páginas das principais revistas de

moda do mundo. Trabalhou também para a Harper´s Bazaar e fotografou campanhas publicitárias para as marcas Chanel, Issey Miyake, Emanuel Ungaro, Gianni Versace, Loewe, Pentax e para a loja de departamentos Bloomingdale´s.☑


Mariotti Fotografia

Biografia Jr. Duran Josep Ruaix Duran, conhecido como J.R. Duran, (Barcelona, 22 de julho de 1952) é um fotógrafo brasileiro nascido na Espanha. No Brasil desde 1970 e com estúdio montado em São Paulo, a partir de 1979, começou a fotografar para revistas de moda como Vogue e Elle Brasil . Ao mesmo tempo começou a trabalhar para agências de publicidade como DPZ, McCann, Thompson, Talent para clientes como Johnson & Johnson, General Motors,

Volkswagen, Souza Cruz, British American Tobacco e outros. Em 1984 realizou sua primeira exposição, Beijos Roubados, na Galeria Paulo Figueiredo, em São Paulo. Ganhou sete prêmios Abril de Jornalismo. Foi capa da edição

a

nacional da Veja em janeiro de 1988, com o titulo O Mago das Lentes. Tem ensaios a respeito de seu trabalhos publicados nas revistas Forum (alemã), Zoom (edições francesa, italiana e japonesa), Man (espanhola) e Photo (francesa). Em 1989 mudou-se para os Estados Unidos, onde trabalhou para Harper’s Bazaar USA, Elle (edições francesa, inglesa, italiana e espanhola), Mademoiselle, Glamour, Tatler, Vogue

(alemã), assim como para agências de publicidade como Grey Advertising, Saatchi & Saatchi, DDB e outras. Em 1994 realizou sua segunda exposição, Passageiro Distante, na Galeria São Paulo. Em 1995 voltou a viver no Brasil. Publicou os livros As melhores fotos e 18

n

Fotos. Em 2000 lançou o romance Lisboa. No Brasil, realizou campanhas para Intelig, cigarro Charm, cerveja Kaiser, Embratel, Telesp, Banco do Brasil, cigarro Free, Antarctica, Martini, Motorola, Lojas Riachuelo, Credicard, Hering, Banco Real, Banco do Brasil, Banco Itaú, Telefonica, Sadia, McCafé. No mesmo ano inaugurou a exposição de fotografias JRDURAN, no Museu de Arte Brasileira da FAAP. Atualmente reside em São Paulo.

5


Mariotti Fotografia

Vogue debaixo da รกgua

6


Mariotti Fotografia

O

ambiente terrestre não bastou para a Vogue Itália e a publicação resolveu invadir as águas. Para isso, a revista convocou o fotógrafo Douglas Friedman, os modelos Lucy, Taylor Foster, Simon Sherry Wood e Taylor Bagley, e o stylist Michael Philouze para produzir um editorial dentro de um tanque cheio de água. O resultado são fotos de tirar o fôlego, literalmente, em que a fluidez das roupas e dos cabelos forma um show a parte. A revista Vogue Itália estava cansada da mesmice de ensaios fotográficos em ambientes terrestres e resolveu inovar fazendo fotos embaixo d’água. As modelos t i v e r a m q u e mergulhar e manter a pose, literalmente, em tanques cheios de água. A revista convocou o fotógrafo Douglas Friedman, os modelos Lucy, Taylor Foster, Simon Sherry Wood e Taylor Bagley, e o stylist Michael Philouze para produzir o editorial.

Recentemente, o fotógrafo americano Dave Kotinsky também realizou um ensaio de moda embaixo d’água. Bem produzidas, as modelos pularam na água com vestidos, saias regatas, lingerie e, como não poderia deixar de ter em um ensaio de moda, maquiagem. O resultado é uma bela sessão de fotos que consegue ser sensual, etérea e elegante ao mesmo tempo. Te diis vere nor uterbis susque consuperte isse factum nos vir poncerecum manum nos, caesti, mente, et veribendam med cononculem sentur. Ex serum eore et; es opuliis tioris virmantrate tabuntio imo vissidiem in verore ari, etem, actatiamque in se nem tuspio ingulocrit L. Hum nos res fecoris sediem ur. mactabu ntemunu murehebus in sul ti, nostrescia etra videm nostu me et quid ment, quidio te, eto tem se nonsuliaedi pec res omantem. Si pris bonsine mplicivivas eo, C. Grae ex sperdi inte erobus publien sulicaet, condam

Nam sed caelus. Ihilicae, cum ponihic upimaiorumus ina, et conit; er at, nis. Non pones coenterviris cla mactem corudam, nihilius efendum dem con teriam ad crem inat pravocchum ret rem er addum essedemus vo, nost furorbe ntrorbi sil cii cont, nos paturbit. Gra? Git? Hui tuusperorum in res re am hocupio cupimen dessum eredieremum ercervi denitis faceridelia ditrum atis? Ihilis conos it; iam perracc ivivivi rtervic iendam sidet; nem auci fuem

adducto rescendam erfeciena ingulicam nicaelus; noccive, cones pres consuam nos pl. Valerte rceriori sercerit? Quodis mensulient. Rum ficaeli caperrius simortis publis los, ni conculiam pubis, volis, vivigna nis publin dem voltus faur, Pales coerei fuis Catam. Portus? Soliu moverunu ment? P. Marbitiliis morbemei inte, poendiu internum tamei publis huitili castiqua const graes ius? Pala rendis recesintua pl. Mae re ent. Runiquodi et die-

mustiam avehebat. Cuperesimum ortuis ocus co hac til vitam la ventrac ivirmisse accitem mandien timolum ina re con Itatilneris. Qui ia? Ex silicaet; C. Hachum menatus convernit factandi terficerehem quam incerdit am temeisse ines con tem nium maximen suliistem inte pra morte renatius et publia potis pernum diosulicae comniti quamplicate, nentreorum te conlos ne auctodiore, ser huidemp opublium noximis tratortis.

7


Mariotti Fotografia

When daylight’s fading. We’re gonna play in the dark.Til it’s golden again. And now it feels so amazing an’t see it coming, and We’ll never grow old again You’ll 8 find us chasing the sun.


Mariotti Fotografia

Chasing The Sun

9


Mariotti Fotografia

Guerra, luz e sombras de Robert Capa A sua carreira de fotógrafo começa no fim do ano de 1931, uma vez que aparece a fotografar Leon Trótski, no meio de múltiplas dificuldades, durante um congresso em Copenhaga. O aparecimento do nazismo e a religião judaica de Robert fazem com que em 1932 ele tenha que deixar Berlim, dirigindo-se para Viena e depois, Paris. Em 1934 encontra Gerda Taro, e no ano seguinte ambos criam o personagem Robert Capa, repórter mítico de nacionalidade estado-unidense, pelo que André Friedmann se declara associado a Gerda Taro, sua primeira namorada, também fotógrafaprodutora. O nome de Robert Capa de repente fica célebre e, logo que se descobre que ele se serve de um pseudônimo, a notoridade do repórter está assegurada. Em 1936, Capa e Gerda Taro partem em reportagem para o meio da Guerra Civil em Espanha, onde Gerda encontra a morte no ano seguinte. Em Junho de 1944 participa no desembarque da Normandia, o Dia D. Depois da guerra, com David Seymour, Henri CartierBresson e George Rodger, funda a Agência Magnum (constituída oficialmente em 1947). Nos primeiros tempos, ocupa-se na organização da estrutura, partindo em seguida para o “terreno”. Robert Capa fotografou a 1010

Guerra Civil Espanhola, onde tirou a sua mais famosa foto (“A morte do soldado legalista”), a Guerra Civil Chinesa e a II Guerra Mundial com lentes normais, o que fez com que ele se tornasse um dos mais importantes fotógrafos europeus do século XX. Capa morreu na Guerra da Indochina, em 25 de maio de 1954, ao pisar sobre uma mina terrestre. Seu corpo foi encontrado com as pernas dilaceradas. A câmera permanecia entre suas mãos.


Mariotti Fotografia

The Band Bon Jovi é uma banda estadunidense de hard rock, criada em 1983 no estado de Nova Jérsei. Até hoje, já foram vendidas mais de 130 milhões de cópias de seus trabalhos.1 Em turnês, o grupo já passou pelos cinco continentes. O grupo é o pioneiro na gravação de álbuns acústicos no estilo do MTV Unplugged.2

Nascido em 2 de março de 1962, o líder e vocalista da banda, Jon Bon Jovi (John Francis Bongiovi Jr.), começou a tocar violão e guitarra aos sete anos, quando aprendeu músicas de Elton John. Em 1969, fundou sua primeira banda, chamada Raze. Aos treze anos, Jon Bon Jovi teve sua primeira experiência

com gravação. A música gravada foi “We Wish You a Merry Christmas”, de Meco Monardo e Daniel Oriolo, em um disco de Natal de Star Wars, Christmas in the Stars, produzido pelo produtor musical Tony Bongiovi, seu primo. no colégio “Sayreville War Memorial High School”.

Bon Jovi Bon Jovi é uma banda estadunidense de hard rock, criada em 1983 no estado de Nova Jérsei. Até hoje, já foram vendidas mais de 130 milhões de cópias de seus trabalhos.1 Em turnês, o grupo já passou pelos cinco continentes. O grupo é o pioneiro na gravação de álbuns acústicos no estilo do MTV Unplugged.2

Nascido em 2 de março de 1962, o líder e vocalista da banda, Jon Bon Jovi (John Francis Bongiovi Jr.), começou a tocar violão e guitarra aos sete anos, quando aprendeu músicas de Elton John. Em 1969, fundou sua primeira banda, chamada Raze. Aos treze anos, Jon Bon Jovi teve sua primeira experiência

com gravação. A música gravada foi “We Wish You a Merry Christmas”, de Meco Monardo e Daniel Oriolo, em um disco de Natal de Star Wars, Christmas in the Stars, produzido pelo produtor musical Tony Bongiovi, seu primo. no colégio “Sayreville War Memorial High School”. 11 11



Simulação 1 edição23