Issuu on Google+

portfolio| janaina castelo Trabalhos desenvolvidos no Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Cearรก (UFC) no decorrer dos anos 2009 a 2012.


sumário

introdução ao curso 4

5

6

8

10

12

14

16

projeto arquitetônico


sumĂĄrio

projeto urbanĂ­stico 18

20


arte permeável| fortaleza, brasil, 2009

1

2

3

O trabalho final da disciplina foi baseado no trabalho de um artista brasileiro chamado Helio Oiticica. A ideia que deu notoriedade ao trabalho desse artista foi de a arte não deveria ser apenas um objeto estático, mas sim que os usuários pudessem penetrar nas obras. Dessa maneira, o trabalho parte do princípio da explosão, simulando a imagem de uma janela e uma porta. Para o desenvolvimento do trabalho foram utilizadas placas de madeira de diferentes tamanhos e cores (amarelo, laranja e vermelho). elementos de composição tridimensional

Trabalho feito em parceria com Bruno Ramos, Fernanda Ribeiro, Jairo Alves, Jéssica Mota, Juliana Rocha, Lana Costa e Pedro Brilhante. 1 pintura das placas 2 ajuste de perspectiva 3 demonstração dos espaços permeáveis 4 vista frontal 5 vista à direita

4

4

5


mandala and typografhy| fortaleza, brazil, 2010

A proposta do primeiro trabalho era desenvolver uma composição a partir de algum caractere comum e utilizando conceitos da Gestalt. O trabalho foi realizado a partir de um módulo idealizado com a letra S esticada, copiada e espelhada em diversas posições diferentes. A partir de um estudo de bases tipográficas, o trabalho final propunha a idealização de uma fonte completa. Assim, a equipe utilizou o conceito de cheios e vazios. A Square Tape foi criada a partir de quadrados vazados por uma modulação de quadrados menores. Trabalho feito em parceria com Elton Sales.

elementos de programação visual

5


casa de praia| aquiraz, brasil, 2010

O projeto propõe uma residência na cidade de Aquiraz, próximo a uma praia bastante frequentada chamada Porto das Dunas. A casa desenvolvese linearmente, acompanhando a maior dimensão do lote. Por se tratar de uma casa em região litorânea, esta privilegia os espaços comuns, integrando-os no pavimento térreo. No entato, o espaço íntimo, naturalmente mais reservado, composto pelos dormitórios está no segundo pavimento. projeto arquitetônico 1

A

3 3 5

4

6

2

A

1

térreo 1:250

6

1 2 3 4 5 6

garagem cozinho serviços sala de jantar sala de estar área de lazer


A

7

8 9

10

9 A

pavimento superior 1:250

corte AA 1:250

11

9

12

7 suĂ­te 8 closet 9 banheiro 10 sala de estar 11 quarto solteiro 12 quarto duplo


igreja| fortaleza, brasil, 2010

O objetivo desse projeto era propor um novo edifício religioso para os moradores da comunidade do Mucuripe, pois já existe uma Igreja nesse mesmo terreno. No entanto, os seus espaços atuais não conseguem atender a demanda de usuários. Por se tratar de uma comunidade bastante consolidada na cidade de Fortaleza, um dos conceitos que nortearam o projeto foi a identificação com os moradores dessa região. Para tanto, foram utilizados como referência parâmetros da cultura local.

B

Além da função espiritual, a Igreja também possui uma função social. Assim, há também a proposta de um centro comunitário que pudesse oferecer serviços para os moradores do Mucuripe. B

projeto arquitetônico 2

5

3 2

5

A

5

4

5

A

A

A

térreo 1:250

B

8

B

1

pavimento superior 1:250


corte AA 1:250

corte BB 1:250

1 2 3 4 5 6

igreja sacristia administração memorial pátio catecismo


edifício multifamiliar| fortaleza, brasil, 2011

A ideia desse projeto era desenvolver um edifício multifamiliar na região do Alto da Balança na cidade de Fortaleza. O terreno escolhido é privilegiado pela proximidade com os principais bairros da cidade, bem como a vista para o Parque do Cocó de grande potencial paisagístico. Por esse motivo, era necessário o oferecimento de muitas unidades habitacionais para viabilizar a construção do empreendimento.

projeto arquitetônico 3

10

É importante ressaltar, as dificuldades impostas pela legislação, principalmente, pelo gabarito máximo que só permitia construções de até 36m. Além disso, o sítio também possuía um riacho, para sua preservação deveria ser respeitado um recuo de 15m. O conjunto é composto por três edifícios interligados com dez pavimentos. O conceito utilizado foi o de volumes bem marcados, conseguido pela soltura de um pavimento, que serviria como um terraço para observar a bela paisagem, como também um espaço comum para os moradores.


A

A

B

A

B

A

B

90m² apartmento 120m² apartmento (piso 2) 70m² apartmento

B

90m² apartment0 120m² apartmento (piso 1) 70m² apartmento

pavimento tipo 1 1:600

pavimento tipo 2 1:600

corte AA 1:600

corte BB 1:600


reciclando uma estrutura| fortaleza, brazil, 2011

O objetivo dessa disciplina era propor uma projeto de revitalização para uma praça na cidade de Fortaleza. Para atingir esse objetivo, cada aluno ficou responsável por trabalhar uma parte desta. No entanto, com o intuito de nortear o pensamento de intervenção foram discutidos e, posteriormente, escolhidos alguns conceitos, dentre os quais estava o de sustentabilidade. Dessa maneira, seria possível certa unidade no desenvolvimento dos projetos que seriam propostos, tendo em vista que cada aluno cumpriria um programa diferente. projeto arquitetônico 4

Assim, sedimentou-se o pilar da proposta desse projeto que seria a “reciclagem de uma estrutura”. A ideia consiste em aproveita o máximo possível da estrutura das rampas que hoje estão na praça, dando-lhes outra função. Nesse caso, pensou-se em um espaço para contemplação da natureza com bancos em “formato de arquibancada” e jardineiras. A vegetação escolhida é nativa, e facilmente encontrada nos viveiros da região. Esse espaço foi pensado a partir de volumes e planos em diferentes níveis para que o usuário tivesse a possibilidade observar a vegetação a partir de vários ângulos diferentes. Dessa maneira, busca-se alcançar o objetivo maior, que seria fomentar nas pessoas a consciência ecológica, tanto no que diz respeito à reciclagem de resíduos, como na preservação da vegetação.

12


edifício misto| fortaleza, brasil, 2012

O projeto dessa disciplina, que ainda está em desenvolvimento, consiste na elaboração de um edifício misto, ou seja, que congrega diferentes tipos usos: residencial e comercial. O terreno é localizado na região mais consolidada da cidade de Fortaleza conhecida como Aldeota. Um dos fatores relevantes é a proximidade com o Bosque Eudoro Correia, importante potencial paisagístico da cidade.

projeto arquitetônico 5

A proposta feita na etapa de estudo preliminar dispõe duas torres uma residencial e outra comercial com salas de escritório, cada uma com 16 pavimentos. Há uma grande oferta de diferentes tamanhos de apartamentos e de salas, na tentativa de atender a todos os tipos de demanda. Existe, ainda, uma espécie de “open mall” com diferentes tipos de lojas, no pavimento térreo e segundo pavimento. Uma das dificuldades impostas é a insolação, motivada pela localização do lote. Assim, para melhorar a qualidade de vida daqueles que utilizarão estes edifícios são propostos brises-solei para proteger as esquadrias nas fachadas mais prejudicadas. Os elementos de proteção do sol também são utilizados esteticamente ao serem dispostos em posições diferentes, proporcionando uma dinamicidade nessas fachadas.

14


fachada oeste

fachada sul

fachada leste

fachada norte


paisagismo da escola| fortaleza, brasil, 2012

O trabalho final da disciplina consistia em propor um novo projeto paisagístico para o Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Ceará. Uma das dificuldades do projeto era trabalhar com as diversas árvores de grande porte já existentes no terreno.

paisagismo

A principal característica do projeto é a criação de espaços de convivência diferenciados: espaço contemplativo, espaço social, espaço de conversas, etc. Os canteiros são geométricos e sua volumetria agrega riqueza ao projeto paisagístico, na medida em que trabalha com diferentes alturas e com posições, a partir das quais surgem os bancos e os espaços de convivência. Esse conceito geométrico foi disseminado por todo o espaço, excedendo os limites do pátio, já que esses não devem ser percebidos. Há a proposição de diversos equipamentos novos entendidos como importantes para melhorar o aprendizado dos alunos: anfi-teatro, estufa, bicletário e etc. Além disso, para facilitar a articulação dos usuários do Departamento de Arquitetura e Urbanismo e ajudar no ensino do paisagismo, também foi idealizada uma sinalização. Trabalho feito em parceria com Mariana Quezado e Paulo André Cavalcante.

16


4

centro acadêmico

6

banheiros

sala dos professores

10

5

3

acesso de pedestres

classrooms

salas de aula

1

2

biblioteca

acesso de pedestres administração auditório 9

7

8

masterplan 1:500

1. patio 2. anfiteatro 3. lanchonete 4. área de exibições 5. bibicletário 6. labotarório 7. jardim geométrico 8. estufa 9. área de relaxamento 10. caixa d’água

Jacaranda acutinifolia Jacarandá mimoso

max

sinalização geral

20m

med

TREE evergreen native

15m

min

6m

sinalização das espécies vegetais

sinalização para as lixeiras


habitação social| fortaleza, brasil, 2011

O primeiro projeto de intervenção urbana foi feito no Bairro Alto da Balança, especificamente para uma comunidade conhecida como Lagamar. Essa comunidade é caracterizada por uso, predominantemente, residencial com família de baixo poder aquisitivo que vivem em situações precárias. Pela proximidade com um riacho chamado Tauape, algumas casas são, inclusive, passíveis de alagamentos.

projeto urbanístico 1

Dessa maneira, o projeto tenta se adequar a realidade dessa comunidade, mas buscando a melhoria da qualidade de vida dos moradores. Para tanto, foram estudadas as situações de cada residência do local, sendo propostas algumas reformas, bem como algumas retiradas, cujos moradores seriam indenizados pela prefeitura ou alocados em edifícios residenciais em um terreno próximo. Além disso, alguns equipamentos vistos como necessários dada a distância de equipamentos semelhantes do Lagamar, dificultando o acesso de seus moradores, também foram idealizados na área de intervenção: escola e áreas verdes com equipamentos de lazer. Trabalho feito em parceria com Dorotheu Ximenes.

18

habitação tipo 1

habitação tipo 1

habitação tipo 2


lotes reformados

praça

lotes ampliados

edifĂ­cio residencial multifamiliar

lotes removidos

escola ampliada

lotes comprados lotes que permaneceram

masterplan 1:2000

locação dos novos equipamentos 1:2000


parque linear| fortaleza, brasil, 2011

A intervenção urbana desenvolvida nesse projeto foi a de um Parque Linear às margens de um importante riacho conhecido como Maceió, localizado na região do Mucuripe.

projeto urbanístico 2

Por se tratar de uma região em que os moradores vivem da atividade pesqueira, o conceito que norteou o projeto foi exatamente a cultura dos pescadores. Essa escolha foi motivada com o intuito de despertar um sentimento de apropriação que pudesse valorizar o Riacho Maceió, principal objeto da proposta, que, atualmente, encontra-se em situações precárias. Tal deliberação foi importante para todas as decisões do projeto, como o traçado, predominantemente curvo, que lembra a forma das velas das jangadas, nome dado a um tipo de barco largamente utilizado nessa região para esse tipo de atividade econômica. Além disso, a própria setorização do Parque, que se utiliza do contato com a orla marítima como um ponto de chegada, convidando os usuários para utilizarem seus diversos espaços. Há também, a escolha de materiais simples, sendo o principal, a madeira, largamente utilizada em vilas de pescadores. Trabalho feito em parceria com Cairo Barbosa, Mariana Quezado, Marina Rodrigues e Paulo André Barbosa.

20

sight 1:Contemplative zone (amphitheater and plateaus)

zona contemplativa

sight 2:Permaculture zone (museum, small urban planting and recycling station)

zona de permacultura

sight 3:Sports zone (physiotherapy an


masterplan 1:3000

setor esportivo

sight 3:Sports zone (physiotherapy and fitness equipment, body’s plaza, courts)

setor esportivo

sight 3:Sports zone (physiotherapy and fitness equipment, body’s plaza, courts)

setor infantil

sight 5: Children zone (playground, square of the sculptures)

1. área de pique nique 2. platôs 3. anfiteatro 4. área para eventual feira 5. sucatoteca 6. horta urbana comunitária 7. museu do riacho maceió 8. piéres flutuantes 9. quadras poliesportivas 11. campo de futebol 12. vôlei de praia 13. futebol de areia 14. administração/banheiros 15. praça corpo 16. equipamentos de ginástica 17. skate park de concreto 18. skate park de madeira 19. pista de bicicross 20. jardim sensorial 21. playground (0-4 anos) 22. playground (5-10 anos) 23. praça das esculturas


janaina castelo janacastelor@gmail.com +5585 87256365


janaina castelo - portfolio - português