Issuu on Google+

INFECÇÕES RELACIONADAS À

PRINCIPAIS INFECÇÕES:

ASSISTÊNCIA EM SAÚDE

PNEUMONIAS HOSPITALARES, COMO AS ASSOCIADAS À VENTILAÇÃO MECÂNICA.

SÃO ELAS: SITIO CIRÚRGICO

A

pneumonia

hospitalar,

também

conhecida por pneumonia nosocomial, é aquela que se adquire entre as 48 horas após o internamento hospitalar até as 72 horas após a alta. Ela pode ser causada por vírus, fungos, bactérias ou protozoários que se instalam nos pulmões, diminuindo a quantidade de oxigênio e produzindo infecção respiratória.

Adquire-se invasivos.

durante

procedimentos

Tem como forma de prevenção: Infecções relacionadas à assistência a saúde (IRAS) são infecções cuja aquisição está relacionada a um procedimento assistencial ou a internamento. Uma assistência limpa é uma assistência segura.

Joias e acessórios do paciente devem ser removidas, fazer antissepsia do campo operatório.

Lavagem das mãos; Uso de luvas e capas; Realizar aspiração com luvas de procedimento, com cateter estéril, de uso único.


INFECÇÕES DO TRATO URINARIO

Selecionar material manutenção contínua.

Infecção do trato urinário (ITU) é a infecção

hospitalar

relacionada

a

procedimentos invasivos mais comuns,

Utilizar cateter possível.

com

do

cateter

de

Núbia Oliveira INFECÇÕES DA CORRENTE

menor

calibre

SANGUÍNEA ASSOCIADA A CATETER VENOSO

Utilizar técnica asséptica / material estéril. Os

compreendendo mais de 40% de todas as

cateteres

correlacionam

infecções adquiridas em instituições.

desenvolvimento

vasculares com de

maior infecção

que

se

risco

de

são

os

Cerca de 70% a 88% dos casos de ITU

cateteres venosos centrais e seu uso é

ocorrem

bastante frequente no ambiente hospitalar.

em

pacientes

submetidos

a

cateterismo vesical e 5% a 10% em pacientes

após

cistos

cópias

ou

procedimentos cirúrgicos com manipulação

PREVENÇÃO

do trato urinário. Lavagem das Mãos; Uso de Precauções Máximas de Barreira

PREVENÇÃO Garantir registro da inserção do cateter. Garantir a inserção por pessoas treinadas. Treinar pacientes e familiares. Higienizar as mãos. Revisar reBgularmente a necessidade.

Acadêmicos: Denise Camarço Jameson Viana Milla Cristhe Noemia Gabriele

para Passagem do Cateter Venoso Central; Fazer assepsia com clorexidina; Optar pelo acesso subclávio e evitar acesso femoral sempre que possível; Remover o cateter rapidamente quando ele não for mais necessário. O número do protocolo de envio é 23800247.



Infecções relacionadas à assistência em saúde