Issuu on Google+

Escola Básica Álvaro Coutinho

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE Ciências Natureza / Naturais / Físico-Químicas

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Ano Lectivo 2011 / 2012 Agrupamento Vertical de Escolas, Álvaro Coutinho “O Magriço” – Penedono Homepage: http://www.eb23-penedono.rcts.pt/ Email: info@eb23-penedono.rcts.pt Tel: 254 50 90 10 Fax: 254 50 90 19


Ciência e Sociedade desenvolvem-se, constituindo uma teia de relações múltiplas e complexas. A sociedade de informação e do conhecimento em que vivemos apela à compreensão da Ciência, não apenas enquanto corpo de saberes, mas também enquanto instituição social. Questões de natureza científica com implicações sociais vêm à praça pública para discussão e os cidadãos são chamados a dar a sua opinião. A literacia científica é assim fundamental para o exercício pleno da cidadania. O desenvolvimento de um conjunto de competências que se revelam em diferentes domínios, tais como o conhecimento (substantivo, processual ou metodológico, epistemológico), o raciocínio, a comunicação e as atitudes, é essencial para a literacia científica. O desenvolvimento de competências nestes diferentes domínios exige o envolvimento do aluno no processo ensino aprendizagem, o que lhe é proporcionado pela vivência de experiências educativas diferenciadas. Estas vão de encontro, por um lado, aos seus interesses pessoais e, por outro, estão em conformidade com o que se passa à sua volta. De salientar que nem os domínios mencionados são compartimentos estanques ou isolados, nem as sugestões apresentadas esgotam um determinado domínio e nem existe sequencialidade e hierarquização entre eles. As competências não devem ser entendidas cada uma por si, mas no seu conjunto, desenvolvendo-se transversalmente, e em simultâneo, na exploração das experiências educativas.

Conhecimento Conhecimento substantivo - sugere-se a análise e discussão de evidências, situações problemáticas, que permitam ao aluno adquirir conhecimento científico apropriado, de modo a interpretar e compreender leis e modelos científicos, reconhecendo as limitações da Ciência e da Tecnologia na resolução de problemas, pessoais, sociais e ambientais. Conhecimento processual - pode ser vivenciado através da realização de pesquisa bibliográfica, observação, execução de experiências, individualmente ou em equipa, avaliação dos resultados obtidos, planeamento e realização de investigações, elaboração e interpretação de representações gráficas onde utilizem dados estatísticos e matemáticos. Conhecimento epistemológico - propõe-se a análise e debate de relatos de descobertas científicas, nos quais se evidenciem êxitos e fracassos, persistência e modos de trabalho de diferentes cientistas, influências da sociedade sobre a Ciência, possibilitando ao aluno confrontar, por um lado, as explicações científicas com as do senso comum, por outro, a ciência , a arte e a religião.


Raciocínio Sugerem-se, sempre que possível, situações de aprendizagem centradas na resolução de problemas, com interpretação de dados, formulação de problemas e de hipóteses, planeamento de investigações, previsão e avaliação de resultados, estabelecimento de comparações, realização de inferências, generalização e dedução. Tais situações devem promover o pensamento de uma forma criativa e crítica, relacionando evidências e explicações, confrontando diferentes perspectivas de interpretação científica, construindo e /ou analisando situações alternativas que exijam a proposta e a utilização de estratégias cognitivas diversificadas. Comunicação Propõem-se experiências educativas que incluem uso da linguagem científica, mediante a interpretação de fontes de informação diversas com distinção entre o essencial e o acessório, a utilização de modos diferentes de representar essa informação, a vivência de situações de debate que permitam o desenvolvimento das capacidades de exposição de ideias, defesa e argumentação, o poder de análise e de síntese e a produção de textos escritos e/ou orais onde se evidencie a estrutura lógica do texto em função da abordagem do assunto. Sugere-se que estas experiências educativas contemplem também a cooperação na partilha de informação, a apresentação dos resultados de pesquisa, utilizando, para o efeito, meios diversos, incluindo as novas tecnologias de informação e comunicação. Atitudes Apela-se para a implementação de experiências educativas onde o aluno desenvolva atitudes inerentes ao trabalho em Ciência, como sejam a curiosidade, a perseverança e a seriedade no trabalho, respeitando e questionando os resultados obtidos, a reflexão crítica sobre o trabalho efectuado, a flexibilidade para aceitar o erro e a incerteza, a reformulação do seu trabalho, o desenvolvimento do sentido estético, de modo a apreciar a beleza dos objectos e dos fenómenos físico-naturais, respeitando a ética e a sensibilidade para trabalhar em Ciência, avaliando o seu impacte na sociedade e no ambiente.


5º Ano Ciências da Natureza Competências a desenvolver • Capacidade de descobrir a ciência não só como produto, mas também como processo, e suas limitações e implicações na sociedade; • Capacidade de compreensão global da constituição da Terra nos seus aspectos complementares de biosfera, litosfera, hidrosfera e atmosfera; • Capacidade de reconhecer o papel importante da atmosfera terrestre para a vida da Terra; • Capacidade de planificar e realizar pequenas investigações que relacionem os constituintes da atmosfera com aspectos da vida na Terra; • Capacidade de identificar relações entre a diversidade de seres vivos, os seus comportamentos e a diversidade ambiental; • Capacidade de reconhecer que, dadas as dimensões das células, há necessidade de utilizar instrumentos adequados à sua observação; • Capacidade de utilizar critérios de classificação de materiais e de seres vivos; • Capacidade de explicar a dinâmica da Terra com base em fenómenos e transformações que ocorrem; • Capacidade de planificar e realizar investigações envolvendo a relação entre duas variáveis, mantendo as outras constantes; • Capacidade de compreender a importância de se questionar sobre transformações que ocorrem na Terra e de analisar as explicações dadas pela Ciência; • Capacidade de reconhecer que a intervenção humana é fundamental para se viver melhor na Terra; • Capacidade de compreensão da intervenção humana na Terra e de como ela pode afectar a qualidade da água, do solo e do ar, com implicações para a vida das pessoas; • Capacidade de discussão sobre a necessidade de utilização dos recursos hídricos e geológicos de uma forma sustentável; • Capacidade de identificar medidas a tomar para a exploração sustentável dos recursos; • Capacidade de planificar e implementar acções visando a protecção do ambiente, a preservação do património e o equilíbrio entre a Natureza e a Sociedade; • Capacidade de compreender como a Ciência e a Tecnologia têm contribuído para a melhoria da qualidade de vida; • Capacidade de manusear instrumentos simples de laboratório respeitando as normas gerais de segurança; • Capacidade de observar, ordenar observações, interpretar dados e tirar conclusões; • Capacidade de confiança, interesse, curiosidade, espírito de abertura e colaboração nas actividades de grupo; • Capacidade de expressão clara, oralmente e por escrito, utilizando adequadamente vocabulário específico de ciências da natureza

Itens avaliados

Peso na avaliação

Conhecimentos

65 %

- Manuseamento correcto do material;

Trabalho experimental 15 % e/ou Projectos

- Organização de documentos/ tarefas realizadas; - Registo de informações/ resultados; - Cumprimento e gestão do plano; - Apresentação dos trabalhos/ relatórios.

- Responsabilidade: (6%) • • • • • • •

Apresentação do material escolar; Respeito pelo material escolar; Cumprimento atempado das tarefas; Organização do material escolar; Comportamento; Assiduidade; Pontualidade.

- Empenho: (6%)

Atitudes 20 %

• Participação organizada e oportuna; • Persistência na realização das tarefas; • Rigor e cuidado na apresentação dos trabalhos.

- Autonomia: (4%) • Iniciativa; • Capacidade de realização; • Espírito crítico.

- Cooperação: (4%) • Partilhar saberes; • Partilhar materiais; • Entreajuda.


6º Ano Ciências da Natureza Competências a desenvolver •

Capacidade de relacionar a unidade do organismo com a interacção de diferentes sistemas de órgãos que asseguram a realização de funções essenciais à vida; Compreensão da função reprodutora e a sua importância na continuidade dos seres vivos;

Conhecimento e compreensão do corpo humano e das suas relações de interdependência com o ambiente;

Conhecimento e compreensão de formas de melhorar as condições de vida e conservar a saúde, através da prática de regras de higiene;

Capacidade de manusear instrumentos simples de laboratório respeitando as normas gerais de segurança;

Capacidade de observar, ordenar observações, interpretar dados e tirar conclusões;

Capacidade de confiança, interesse, curiosidade, espírito de abertura e colaboração nas actividades de grupo;

Capacidade de expressão clara, oralmente e por escrito, adequadamente vocabulário específico de ciências da natureza.

utilizando

Itens avaliados

Peso na avaliação

Conhecimentos

65 %

Trabalho experimental e/ou Projectos

• •

15 %

Manuseamento correcto do material; Organização de documentos/ tarefas realizadas; • Registo de informações/ resultados; • Cumprimento e gestão do plano; • Apresentação dos trabalhos/ relatórios.

- Responsabilidade: (6%) • • • • • • •

Apresentação do material escolar; Respeito pelo material escolar; Cumprimento atempado das tarefas; Organização do material escolar; Comportamento; Assiduidade; Pontualidade.

- Empenho: (6%)

Atitudes 20 %

• Participação organizada e oportuna; • Persistência na realização das tarefas; • Rigor e cuidado na apresentação dos trabalhos.

- Autonomia: (4%) • Iniciativa; • Capacidade de realização; • Espírito crítico.

- Cooperação: (4%) • Partilhar saberes; • Partilhar materiais; • Entreajuda.


7º Ano Ciências Naturais e Ciências Físico-Químicas Tema

Competências a desenvolver •

Terra, participando nos fluxos de energia e nas trocas de matéria. •

Itens avaliados

Peso na avaliação

Conhecimentos

65 %

Compreensão de que os seres vivos estão integrados no Sistema Reconhecimento

da

necessiade

de

trabalhar

com

unidades

específicas, tendo em conta as distâncias do Universo. •

Conhecimento sobre a caracterização do Universo e a interacção

Tema 1 – Terra no espaço

sistêmica entre componentes. •

Utilização de escalas adequadas para a representação do Sistema

Trabalho experimental e/ou Projectos

15 %

• Manuseamento correcto do material; • Organização de documentos/ tarefas realizadas; • Registo de informações/ resultados; • Cumprimento e gestão do plano; • Apresentação dos trabalhos/ relatórios.

Solar. •

- Responsabilidade: (6%)

Identificação de causas e de consequências dos movimentos dos

• • • • • • •

corpos celestes. •

Discussão sobre a importância do avanço científico e tecnológico no conhecimento sobre o Universo, o Sistema Solar e a Terra.

Reconhecimento de que novas idéias geralmente encontram oposição de outros indivíduos e grupos por razões sociais, políticas ou religiosas.

Apresentação do material escolar; Respeito pelo material escolar; Cumprimento atempado das tarefas; Organização do material escolar; Comportamento; Assiduidade; Pontualidade.

- Empenho: (6%)

Atitudes

20 %

• Participação organizada e oportuna; • Persistência na realização das tarefas; • Rigor e cuidado na apresentação dos trabalhos.

- Autonomia: (4%) • Iniciativa; • Capacidade de realização; • Espírito crítico.

- Cooperação: (4%) • Partilhar saberes; • Partilhar materiais; • Entreajuda.


8º Ano Ciências Naturais e Ciências Físico-Químicas Tema

Competências a desenvolver •

Tema 3 – Sustentabilidade na Terra.

• •

• •

• •

Reconhecimento de que a intervenção humana na Terra, ao nível da exploração, transformação e gestão dos recursos, exige conhecimento científico e tecnológico em diferentes áreas. Discussão sobre as implicações do progresso científico e tecnológico na rentabilização dos recursos. Compreensão de que a dinâmica dos ecossistemas resulta de uma interdependência entre seres vivos, materiais e processos. Compreensão de que o funcionamento dos ecossistemas depende de fenómenos envolvidos, de ciclos de matéria, de fluxos de energia e de actividade de seres vivos, em equilíbrio dinâmico. Reconhecimento da necessidade de tratamento de materiais residuais, para evitar a sua acumulação, considerando as dimensões econômicas, ambientais, políticas e éticas. Conhecimento das aplicações da tecnologia na música, nas telecomunicações, na pesquisa de novos materiais e no diagnóstico médico. Pesquisa sobre custos, benefícios e riscos das inovações cientificas e tecnológicas para os indivíduos, para a sociedade e para o ambiente. Reconhecimento da importância da criação de parques naturais e protecção das paisagens e da conservação da variabilidade das espécies para a manutenção da qualidade ambiental. Tomada de decisão face a assuntos que preocupam as sociedades, tendo em conta factores ambientais, econômicos e sociais. Divulgação de medidas que contribuam para a sustentabilidade na Terra.

Itens avaliados

Peso na avaliação

Conhecimentos

65 %

Trabalho experimental e/ou Projectos

15%

• Manuseamento correcto do material; • Organização de documentos/ tarefas realizadas; • Registo de informações/ resultados; • Cumprimento e gestão do plano; Apresentação dos trabalhos/ relatórios.

- Responsabilidade: (6%) • • • • • • •

Apresentação do material escolar; Respeito pelo material escolar; Cumprimento atempado das tarefas; Organização do material escolar; Comportamento; Assiduidade; Pontualidade.

- Empenho: (6%)

Atitudes 20 %

• Participação organizada e oportuna; • Persistência na realização das tarefas; • Rigor e cuidado na apresentação dos trabalhos.

- Autonomia: (4%) • Iniciativa; • Capacidade de realização; • Espírito crítico.

- Cooperação: (4%) • Partilhar saberes; • Partilhar materiais; • Entreajuda.


9º Ano Ciências Naturais e Ciências Físico-Químicas Tema

Competências a desenvolver •

comunitários que contribuam para a qualidade de vida. •

Discussão de assuntos polêmicos nas sociedades sobre os quais os

Tema 4 – Viver melhor na Terra.

cidadãos devem ter uma opinião fundamentada. •

Itens avaliados

Peso na avaliação

Conhecimentos

65 %

Discussão sobre a importância da aquisição de hábitos individuais e

Trabalho experimental e/ou Projectos

15 %

Compreensão de que o organismo humano está organizado segundo uma hierarquia de níveis que funcionam de modo integrado e

- Responsabilidade: (6%) • • • • • • •

desempenham funções específicas. •

• Manuseamento correcto do material; • Organização de documentos/ tarefas realizadas; • Registo de informações/ resultados; • Cumprimento e gestão do plano; Apresentação dos trabalhos/ relatórios.

Avaliação de aspectos de segurança associados, quer à utilização de aparelhos e equipamentos, quer a infra-estruturas e trânsito.

Apresentação do material escolar; Respeito pelo material escolar; Cumprimento atempado das tarefas; Organização do material escolar; Comportamento; Assiduidade; Pontualidade.

- Empenho: (6%) •

Reconhecimento da contribuição da química para a qualidade de vida, quer na explicação das propriedades dos materiais que nos

Atitudes

20 %

• Participação organizada e oportuna; • Persistência na realização das tarefas; • Rigor e cuidado na apresentação dos trabalhos.

- Autonomia: (4%)

rodeiam, quer na produção de novos materiais.

• Iniciativa; • Capacidade de realização; • Espírito crítico.

Avaliação e gestão de riscos e tomada de decisão face a assuntos que

- Cooperação: (4%)

preocupam as sociedades, tendo em conta factores ambientais, econômicos e sociais.

• Partilhar saberes; • Partilhar materiais; • Entreajuda.


Caracterização dos níveis Nível atribuído Nível 1 (0-19%)

Nível 2 (20 - 49% )

Nível 3 (50 - 69%)

Nível 4 (70 – 85%)

Nível 5 (86 -100%)

Perfil do aluno Um aluno ao qual é atribuído nível 1 de um modo geral: - Não identifica conceitos-chave, nem interpreta dados. - Não domina as técnicas utilizadas na realização de trabalhos experimentais. - Revela falta de interesse e empenho. - Apresenta falta de hábitos de trabalho. - Não faz os trabalhos de casa. - Não participa de forma positiva. - Não traz o material necessário à aula. - Tem falta de assiduidade e/ou pontualidade. Um aluno ao qual é atribuído nível 2 de um modo geral: - Ainda não identifica conceitos-chave, nem interpreta dados. - Domina com alguma dificuldade as técnicas utilizadas na realização de trabalhos experimentais. - Revela falta de interesse e empenho. - Apresenta falta de hábitos de trabalho. - Raramente faz os trabalhos de casa ou realiza de forma incorrecta. - Raramente participa de forma positiva. - Não traz o material necessário à aula. - Tem falta de assiduidade e/ou pontualidade. Um aluno ao qual é atribuído nível 3 de um modo geral: - Identifica conceitos-chave, interpreta dados e tira algumas conclusões/tira conclusões com alguma facilidade. - Domina as técnicas utilizadas na realização de trabalhos experimentais. - Revela interesse, organização e empenho. - Faz os trabalhos de casa regularmente. - Colabora com os colegas na realização das actividades Um aluno ao qual é atribuído nível 4 de um modo geral: - Identifica conceitos-chave, interpreta dados e tira conclusões com facilidade. - Domina com facilidade as técnicas utilizadas na realização de trabalhos experimentais. - Revela interesse, organização, empenho e participa espontaneamente. - Faz, correctamente, os trabalhos de casa. - Colabora activamente com os cole as na realização das actividades. Um aluno ao qual é atribuído nível 5 de um modo geral: - Identifica conceitos-chave, interpreta dados e tira conclusões com bastante facilidade. - Domina plenamente as técnicas utilizadas na realização de trabalhos experimentais. - Manifesta grande interesse, organização e empenhamento na vida escolar. - Faz, assídua e correctamente, os trabalhos de casa.

Com o intuito de uniformizar a avaliação realizada pelos docentes do Departamento de Ciências, elaborou-se uma “Grelha de Observação” (anexo I) na qual existem espaços para a realização de diversos registos que permitem avaliar o processo de aprendizagem do aluno. Esta Grelha de observação conjuntamente com a folha de cálculo em Excel de avaliação da turma (Anexo II) têm como objectivo, permitir aos docentes do Departamento realizar uma avaliação o mais objectiva e uniforme possível.


ANEXO I Grelha de Observação


( Fa: falta de atenção)

__º ___ Registos ___º Período (TPC: não fez trabalho de casa) (MC: mau comportamento)

Trabalhos de casa Dias Aluno 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30.

Falta de material

Participação

(FM: falta de material)

TA (teste não assinado)

Regras de conduta

organização


ANEXO II Tabela de cรกlculo (executada em Excel)


Critérios de avaliação de Ciências Naturais