Issuu on Google+


Opinião

PUBLICAÇÃO

ALIANÇA ARTES GRÁFICAS LTDA.

Rua Pedro Miranda Campos, 891 - CEP 18285-000 - Cesário Lange - SP TELEFAX (15) 3246-1132

Miguel Arcanjo Corrêa JORNALISTA RESPONSÁVEL REG. MTB - 58.980/SP

Diléa Maria da Silva

Registrado no Cartório de Títulos e Documentos de Tatuí, sob nº 12216/97 COLABORADORES

Fábio Borri, Geraldo de Camargo Barros, Gilberto Radicce, Isabel de Miranda, João José Corrêa Sampaio, Murilo de Camargo Barros, Pe. Luiz Carlos de Oliveira, Luiz de Almeida Marins Filho, Fernando Siqueira e Tiago Miranda.

REDAÇÃO - e-mail: dilea@jornalalianca.com.br

TERÇA-FEIRA

30 DE ABRIL DE 2013

Editorial A valorização do trabalho Um grande pesquisador da alma humana, interessado em estudar os sentimentos alimentados no íntimo de cada ser, resolveu iniciar sua busca junto àqueles que estavam em pleno exercício de suas profissões. Dirigiu-se, então, a um edifício em construção e ali permaneceu por algum tempo a observar cada um daqueles que, de uma forma ou de outra, faziam com que um amontoado de materiais fossem tomando forma de um arranha-céu. Depois de observar cuidadosamente, aproximou-se de um dos pedreiros que empurrava um carrinho de mão, cheio de pedras e lhe perguntou: Poderia me dizer o que está fazendo? O pedreiro, com acentuada irritação, devolveu-lhe outra pergunta: O senhor não está vendo que estou carregando pedras? O pesquisador andou mais alguns metros e inquiriu a outro trabalhador que, como o anterior, também empurrava um carrinho repleto de pedras: Posso saber o que você está fazendo? O interpelado respondeu com presteza: Estou trabalhando, afinal, preciso prover meu próprio sustento e da minha família. Mais alguns passos e o estudioso acercou-se de outro trabalhador e lhe fez a mesma pergunta. O funcionário soltou cuidadosamente o carrinho de pedras no chão, levantou os olhos para contemplar o edifício que já contava com vários pisos e, com brilho no olhar, que refletia seu entusiasmo, falou: Ah, meu amigo! eu estou ajudando a construir este majestoso edifício! Neste relato singelo, encontramos motivos de profundas reflexões acerca do trabalho.

Todas as matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores.

Em primeiro lugar, devemos entender que o trabalho não é castigo: é bênção. Deve, por isso mesmo, ser executado com prazer. E o meio de conseguirmos isso consiste em reduzir o quanto possível o cunho egoístico de que o mesmo se reveste em nosso meio. O trabalho é lei da natureza, mediante a qual o homem forja o próprio progresso, desenvolvendo as possibilidades do meio ambiente em que se situa, ampliando os recursos de preservação da vida. Desde as imperiosas necessidades de comer e beber, defender-se das intempéries até os processos de garantia e preservação da espécie, o homem se vê compelido à obediência à Lei do trabalho. O trabalho, no entanto, não se restringe apenas ao esforço de ordem material, física mas, também, intelectual, pelo labor desenvolvido, objetivando as manifestações da cultura, do conhecimento, da arte, da ciência. Dessa forma, meditemos no valor do trabalho, ainda que tenhamos que enfrentar tantas vezes um superior mal humorado, um subalterno relapso, porque as Leis Divinas nos situam exatamente onde necessitamos. No lugar certo, com as pessoas certas, no momento exato. Convém que observemos a natureza e busquemos imitá-la, florescendo e produzindo frutos onde Deus nos plantou. E, se alguém nos perguntar o que estamos fazendo, pensemos bem antes de responder, pois da nossa resposta depende a avaliação que as leis maiores farão de nós. Será que estamos trabalhando com o objetivo de enriquecer somente os bolsos, ou pensamos em enriquecer também o cérebro e o coração?

Segurança

Novo comandante assume a Polícia Militar de Cesário Lange

Novo comandante afirma que PM deve continuar sem mudanças

A

Polícia Militar de Cesário Lange conta com novo comandante. Desde o dia 26 de março o 3º Sargento PM Leandro Gobato assumiu o setor. Segundo Gobato, a mudança

acontecerá somente com o comandante. “O meu antecessor 2° sargento Rogério Pires Arruda, deixou a casa em ordem, por isso, não haverá mudanças, vou apenas dar continuidade naquilo que já foi iniciado por ele que soube tra-

balhar muito bem nessa cidade”, comentou. Antes de trabalhar em Cesário Lange, o 3º Sargento trabalhou na Guarda Municipal de Tatuí, o que o incentivou a entrar na Polícia Militar e já na PM serviu

Por Diléa Silva as cidades de Porto Feliz, Sorocaba e Tatuí. De acordo com ele a sua transferência para a cidade de Cesário Lange foi de ordem superior. Atualmente o 2º sargento Rogério está trabalhando em Tatuí, com a mesma graduação.

Crédito da foto: Diléa Silva

PÁG. 02 JORNAL ALIANÇA

2º Sargento Rogério de Arruda Pires e o 3º Sargento Leandro Gobato

Política

Prefeito Ramiro de Campos assina mais dois convênios para Cesário Lange

Verbas de R$ 180 e R$ 200 mil serão destinadas a infraestrutura

P

or indicação do deputado Roberto Morais, o prefeito municipal Ramiro de Campos de Cesário Lange,

assinou mais dois convênios com o governo do estado de São Paulo. A parceria foi assinada no Palácio dos Bandeirantes no

dia 11 de abril em evento com a presença do governador Geraldo Alckimin em São Paulo. Os convênios preveem recursos de R$

Por Diléa Silva 180 mil para aquisição de uma retroescavadeira e R$ 200 mil para a pavimentação asfáltica na Rua Camargo Barros.

Prefeito Ramiro de Campos, governador Geraldo Alckimin e o deputado Roberto Morais


JORNAL ALIANÇA

Cidade 03 TERÇA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2013

VENDE-SE

Lote de 600 m² localizado na Rua Vereador Alberto Martins Ribeiro no Bairro Haras do Sul em Cesário Lange. 15 m de frente 40 m de fundo. R$ 65 mil DECRETO Nº 2670 /2013 De 06 de Março de 2013 “Dispõe sobre a composição da VISA - Vigilância Sanitária do Município de Cesário Lange, e dá outras providências”. O Prefeito do Município de Cesário Lange, Estado de São Paulo, usando de suas atribuições legais, D E C R E T A:Art. 1º - Ficam nomeados para compor a equipe da VISA-Vigilância Sanitária do Município de Cesário Lange, as pessoas abaixo relacionadas: I- Ângela Elizabete de Paula- Diretora da VISA- Cat. Profissional/Cargo-Função Enfermeira Padrão- CPF – 122. 924.108-69-Carga horária 20 horas. II- Dr. Dionísio de Souza Neto – Cat. Profissional – Médico Veterinário – CPF nº 278.368.91895 – Cargo e Função – CRMV 18926-carga horária semanal 20 horas; III- Viviane Cristina Bertola Denadai Oliveira– Cat. Profissional – Farmacêutica-CPF 163.188.348-85 - carga horária-20 horas; IV- Luma Evelin Silva Ferreira-Cat. Profissional- Fiscal da VISA- CPF 389.397.648-54-carga horária 40 horas; V- Fernanda Pereira de Moraes - Cat. Profissional –Arquiteta – CPF – 282.678.798-54- carga horária 20 horas; VI- Juliano Aparecio Ribeiro -Cat. Profissional- Fiscal da Visa-CPF 2.66.786.278-30 – carga horária 40 horas; Art. 2º - Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação. Cesário Lange, 06 de março de 2013. RAMIRO DE CAMPOS Prefeito Municipal Publicado em livros próprios e publicado mediante afixação no quadro de publicações instalado no átrio desta Prefeitura Municipal, na data supra. ANDRÉIA CRISTINA PAIS LEITE Resp/Exp/ Secretaria


JORNAL ALIANÇA

04 Cidade TERÇA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2013

Prefeitura Municipal de Conchas Rua Minas Gerais, 707- Cep. 18570-000 - Centro - Conchas / SP. CNPJ: 46.634.119/0001-17 -  (14) 3845-8011 / Fax (14) 3845-8012 email:administracao@conchas.sp.gov.br

AVISO DE LICITAÇÃO - Acha-se aberto Licitação na Modalidade de Pregão Presencial sob Nº 13/2013.

- Objeto: Contratação de serviços médicos na especialidade de ultrassonografia, aos usuários do Sistema Único de Saúde.

EDITAL DE PROCLAMAS Livro D-6, Fls. 072 termo nº 3.368. Faço saber que pretendem se CASAR e apresentaram-me, os documentos exigidos pelo artigo 1.525, inciso I, III e IV do Código Civil Brasileiro, os pretendes. ADAUTO APARECIDO RIBEIRO e KELLY REGINA FALCÃO DE SOUZA. Ele, brasileiro, pedreiro, divorciado, com 34 (trinta e quatro) anos de idade, natural de Registro SP, nascido aos três de maio de mil novecentos e setenta e oito (03/05/1978), residente e domiciliado neste município, na Rua Joaquim Rodrigues de Paula, s/nº - Distrito Fazenda Velha; filho de JOAQUIM RIBEIRO e NATALIA PEREIRA RUIVO. Ela, brasileira, do lar, solteiro, com 25 (vinte e cinco) anos de idade, natural de Capão Bonito SP, nascida no dia quatro de outubro de mil novecentos e oitenta e sete (04/10/1987), residente e domiciliada neste município, na Rua Antônio Gonçalves de Medeiros, n° 23 - Distrito Fazenda Velha; filha de RODOLFO RODRIGUES DE SOUZA e NADIR PIRES FACÃO. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. Lavro o presente para ser afixado neste cartório no lugar de praxe e publicado pela imprensa local e pelo Registro Civil de residência da pretendente. Cesário Lange, 23 de Abril de 2013 Mauro Rodrigues Duarte - Substituto. Livro D-6, Fls. 099 termo nº 3.369. Faço saber que pretendem se CASAR e apresentaram-me, os documentos exigidos pelo artigo 1.525, inciso I, III e IV do Código Civil Brasileiro, os pretendes. JONA PIO e LUANA BARROS DOROTEU. Ele, brasileiro, lavrador, divorciado, com 39 (trinta e nove) anos de idade, natural de Cesário Lange SP, nascido aos vinte e oito de dezembro de mil novecentos e setenta e três (28/12/1973), residente e domiciliado neste município, na Rua Marta Rodrigues de Paula, nº 70 - Distrito Fazenda Velha; filho de IZIDORO PIO e BENEDITA BENTO GONÇALVES PIO. Ela, brasileira, do lar, solteira, com 30 (trinta) anos de idade, natural de Pão de Açúcar AL, nascida no dia doze de stembro de mil novecentos e oitenta e dois (12/09/1982), residente e domiciliada neste município, na Rua Marta Rodrigues de Paula, n° 70 - Distrito Fazenda Velha; filha de JOSÉ DOROTEU NETO e CLEIDE CARDOZO BARROS. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. Lavro o presente para ser afixado neste cartório no lugar de praxe e publicado pela imprensa local e pelo Registro Civil de residência da pretendente. Cesário Lange, 24 de Abril de 2013 Mauro Rodrigues Duarte - Substituto. Livro D-6, Fls. 100 termo nº 3.370. Faço saber que pretendem se CASAR e apresentaram ao Oficial do Registro Civil de Tatuí SP, os documentos exigidos pelo artigo 1.525, inciso I, III e IV do Código Civil Brasileiro, os pretendes. MARCELO DA SILVA PROENÇA e DANIELA APARECIDA MARTINS. Ele, brasileiro, solteiro, engenheiro, natural de Maracaju - MS, nascido em primeiro de julho de mil novecentos e setenta e seis (01/07/1976), residente e domiciliado no município de Tatuí SP, na Rua Industrial Camila Vanni, nº 109 - Jardim Palmira; filho de MARIO LUIZ DA SILVA PROENÇA e ZEFERINAGALEANO PROENÇA. Ela, brasileira, solteira, professora, natural de São Caetano do Sul SP, nascida aos treze de outubro de mil novecentos e oitenta e um (13/10/1981), residente e domiciliada em Cesário Lange SP, na Rua Pedro Miranda Campos, nº 1497 - Centro; filha de JOSÉ MARIA MARTINS e LUIZA RIBEIRO MARTINS. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. Lavro o presente para ser afixado neste cartório no lugar de praxe e publicado pela imprensa local e pelo Registro Civil de residência da pretendente. Cesário Lange, 26 de Abril de 2013 Mauro Rodrigues Duarte - Substituto.

- Os interessados poderão adquirir o edital acessando o site da Prefeitura www.conchas.sp.gov.br ou requisitar através do email: pmclicitacao@conchas.sp.gov.br. - O credenciamento e a entrega dos envelopes n°01-proposta comercial e n°02-documentos de habilitação deverão ser entregues no Setor de Licitações da Prefeitura, localizado à Rua Minas Gerais, nº 707 - Centro Conchas – SP, às 09h00min do dia 09/05/2013. Telefone p/ contato: (14) 3845-8011/8014. Odirlei Reis - Prefeito Municipal


JORNAL ALIANÇA

Região 05 TERÇA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2013

DECRETO Nº. 2681/2013 De 15 de abril de 2013 . “Dispõe sobre procedimentos a serem tomados para adoção de medidas de vigilância sanitária e epidemiológica, voltada à contenção de dengue e ao controle de seu vetor, com potencial de crescimento ou de disseminação que represente risco ou ameaça à saúde pública, no que concerne a indivíduos, grupos populacionais e ambiente”. RAMIRO DE CAMPOS, Prefeito do Município de Cesário Lange, Estado de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica Município e, CONSIDERANDO o dever do Estado de garantir a saúde da população; CONSIDERANDO que a Dengue representa atualmente um grande problema de saúde pública para as cidades brasileiras; CONSIDERANDO a grande capacidade dispersiva do mosquito transmissor da dengue; CONSIDERANDO que aproximadamente 80% dos criadouros do Aedes aegypti estão dentro das residências; CONSIDERANDO que todos os esforços de controle pode ser comprometido quando os Agentes de Saúde se deparam com a impossibilidade de penetrar nos recintos; DECRETA: Art. 1º Permanentemente para prevenir e buscar banir do Município de Cesário Lange qualquer ameaça de doença ou agravos à saúde com potencial de crescimento ou de disseminação, de forma a representar risco ou ameaça à saúde pública, no que concerne a indivíduos, grupos populacionais e ambiente, deverá os Agentes da Vigilância Sanitária e Agentes de Saúde, executar as medidas necessárias para o controle da doença e combate ao seu vetor, nos termos do que está previsto nos artigos 11, 12 e 13 da Lei Federal nº 6.259, de 30 de Outubro de 1975, e dos artigos 6ª, I, “a” e “b” e 18, IV, “a” e “b”, da Lei Federal nº 8.080, de 19 de Setembro de 1990, sem prejuízo das demais normas pertinentes. Art. 2º Dentre as medidas de prevenção que poderão ser tomadas pelos Fiscais Sanitários e Agentes

de Saúdes: I - o ingresso forçado em imóveis particulares, nos casos de recusa ou de ausência de pessoa que possa abrir a porta para o Agente Sanitário quando isso se mostrar fundamental para a contenção da doença ou do agravo à saúde; II - a obrigatoriedade das imobiliárias permitirem o acesso aos agentes sanitários para vistoria nos imóveis sob sua responsabilidade; III - outras medidas que auxiliem, de qualquer forma, na contenção da doença. Art. 3º As medidas de prevenção de que trata o art. 2º será dada pelo Secretario Municipal de Saúde do Município de Cesário Lange, através de Portaria a ser publicada no Diário de Grande Circulação no Município e, deverá conter: I - a declaração de que a doença e/ou índices de infestação pelo vetor e transmissor atingiu os níveis que caracterizam perigo público iminente e necessitam de medidas imediatas de vigilância sanitária e epidemiológica; II - os elementos fáticos que demonstrem a necessidade da adoção das medidas indicadas; III - as medidas a serem tomadas para a contenção da doença; IV - os indivíduos, grupos, áreas ou ambientes que estarão sujeitos às medidas sanitárias e epidemiológicas determinadas; V - os fundamentos teóricos que justificam a escolha das medidas de vigilância sanitária e epidemiológica; VI - o dia, os dias ou o período em que as medidas sanitárias e epidemiológicas estarão sendo adotadas e o tipo de ação que poderá ser realizada pelo agente público; VII - as condições de realização da ação de vigilância sanitária e epidemiológica, com detalhamento sobre os procedimentos que deverão ser tomados pelo agente público, desde o inicio até o término da ação. Art. 4º A recusa no atendimento das determinações sanitárias estabelecidas pelo Secretário Municipal da Saúde do Município de Cesário Lange constitui crime de desobediência e infração sanitária, puníveis, respectivamente, na forma do Decreto- Lei

AE5 - Aplicação com Recursos do FUNDEB Município: Prefeitura Municipal de Conchas

Período: 1º Trimestre

RECEITAS DO FUNDEB

RETENÇÕES AO FUNDEB

Prev. Inicial Para o Exercício Receitas de Transferências Receitas de Aplic. Financeiras Total da Receita

Exerc��cio: 2013

Prev. Inicial Para o Exercício

Arrecadação até o Período

9.133.000,00 9.133.000,00

4.205.000,00

2.252.379,99 1.860,23 2.254.240,22

Transferências Receb.

TOTAL

9.133.000,00

2.254.240,22

MAGISTÉRIO (60%)

5.479.800,00

1.352.544,13

Despesa Empenhada (até o Período) Valor %

%

Despesa Liquidada (até o Período) Valor

DESPESAS TOTAIS

100,00 60,28 39,72

Retenções

2.252.379,99 Diferença (Recebido - Retido): (GANHO)

DESPESAS COM RECURSOS DO FUNDEB

Prev. Inicial (para o Exercício) Valor 9.133.000,00 5.505.000,00 3.628.000,00

1.120.250,99

APURAÇÃO DO RESULTADO DO FUNDEB ATÉ O PERÍODO

APLICAÇÕES MÍNIMAS OBRIGATÓRIAS

TOTAL MAGISTÉRIO OUTRAS

Retido Até o Período

1.610.653,95 1.397.759,33 212.894,62

71,45 62,01 9,44

1.120.250,99 1.132.129,00

Despesa Paga (até o Período) Valor

%

%

1.550.653,65 1.337.759,03 212.894,62

68,79 59,34 9,44

1.494.424,50 1.296.484,44 197.940,06

66,29 57,51 8,78

1.550.653,65 1.337.759,03 212.894,62

68,79 59,34 9,44

1.494.424,50 1.296.484,44 197.940,06

66,29 57,51 8,78

DESPESAS LÍQUIDAS TOTAL MAGISTÉRIO OUTRAS

1.610.653,95 1.397.759,33 212.894,62

71,45 62,01 9,44

Aplicação dos Recursos no Fundeb

AE3 - Aplicação dos Recursos Próprios em Ensino Período: 1º Trimestre

Município: Prefeitura Municipal de Conchas

Exercicío: 2013

RECEITA DE IMPOSTOS Previsão Inicial Proprios Transferências da União Transferencias do Estado Total Retenções ao FUNDEB Receitas Líquidas

APLICAÇÃO MÍNIMA CONSTITUCIONAL

Arrecadação até o Período

3.850.000,00

561.217,62

11.550.000,00 9.475.000,00 24.875.000,00 4.205.000,00 20.670.000,00

2.673.234,93 2.928.511,96 6.162.964,51 1.120.250,99 5.042.713,52

Para o Exercício (Prev. Inicial)

TOTAL (25%)

6.218.750,00

DESPESAS PRÓPRIAS EM EDUCAÇÃO

Dotação Inicial (para o Exercício)

Despesa Empenhada (até o Período)

%

6.393.000,00 1.186.000,00 1.002.000,00 4.205.000,00

25,70 4,77 4,03 16,90

1.540.741,13

Despesa Paga (até o Período)

Valor

%

Valor

%

Valor

%

1.788.452,98 268.952,88 399.249,11 1.120.250,99

29,02 4,36 6,48 18,18

1.788.452,98 268.952,88 399.249,11 1.120.250,99

29,02 4,36 6,48 18,18

1.717.291,06 242.450,81 354.589,26 1.120.250,99

27,86 3,93 5,75 18,18

TOTAL

1.860,23

0,03

1.860,23

0,03

1.860,23

0,03

(-) Ganhos de Aplicações Financeiras

1.860,23

0,03

1.860,23

0,03

1.860,23

0,03

-

-

-

-

-

-

28,99 4,36 6,45 18,18

1.786.592,75 268.952,88 397.388,88 1.120.250,99

28,99 4,36 6,45 18,18

1.715.430,83 242.450,81 352.729,03 1.120.250,99

27,83 3,93 5,72 18,18

TOTAL EDUCAÇÃO INFANTIL ENSINO FUNDAMENTAL RETENÇÕES AO FUNDEB

Valor

Despesa Liquidada (até o Período)

Até o Período (Arrecadação)

FUNDEB RETIDO E NÃO APLICADO

DESPESAS TOTAIS

DEDUÇÕES

DESPESAS LÍQUIDAS TOTAL EDUCAÇÃO INFANTIL ENSINO FUNDAMENTAL RETENÇÕES AO FUNDEB

-

-

1.786.592,75 268.952,88 397.388,88 1.120.250,99

Aplicação dos Recursos Próprios no Ensino

nº 2.848/1940, na Lei Estadual nº 10.083/98 e na forma da Lei Federal nº 6.437/77, sem prejuízo da possibilidade da execução forçada da determinação, bem como de aplicação das demais sanções administrativas, civis e penais cabíveis. Parágrafo Único - Na apuração da infração sanitária serão adotados os procedimentos estabelecidos pela Lei Estadual nº 10.083/98 e na forma da Lei Federal nº 6.437/77, sem prejuízo das demais medidas procedimentais estabelecidas neste Decreto. Art. 5º Sempre que for verificada a impossibilidade, por motivo de ausência dos moradores no domicílio, o agente público deixará notificação de que se dirigirá ao imóvel novamente no prazo de 24 (vinte e quatro) horas para nova vistoria. § 1º Havendo insucesso após tal período, o Agente de Saúde poderá proceder ao ingresso forçado no imóvel, ocasião em que estará acompanhando de força policial, para efetivação das medidas determinadas de prevenção e controle do vetor da Dengue, devendo para tanto lavrar Auto de Infração e Ingresso Forçado nos termos do artigo 7º deste decreto. § 2º Na ocorrência da situação prevista no parágrafo anterior, o Agente de Saúde deverá estar acompanhado por um técnico habilitado em abertura de portas e cadeados, que deverá recolocar as fechaduras depois de realizada a ação. Art. 6º Para os casos de constatação de abandono ou recusa em permitir o ingresso do Agente de Saúde, nos imóveis suspeitos de terem foco de vetores, para o ingresso forçado o Agente de Saúde lavrará Auto de Infração e Ingresso Forçado, nos termos do artigo 7º desta lei. § 1º A situação de abandono do imóvel será constatada pelo Agende Saúde e descrita no Auto de Infração e Ingresso Forçado previsto no artigo seguinte. § 2º O morador que se recusar a permitir a entrada do Agente de Saúde em seu imóvel deverá assinar o recebimento da notificação de recusa da visita. § 3º Em caso de recusa em receber a notificação citada no § 2º o Agente de Saúde e uma testemunha deverão assinar a notificação. Art. 7º Sempre que houver a necessidade de ingresso forçado em domicílios particulares, a autoridade sanitária, no exercício da ação de vigilância, lavrará, no local em que for verificada a recusa do morador ou a impossibilidade do ingresso por motivos de abandono ou ausência de pessoas que possam abrir a porta, um Auto de Infração e Ingresso Forçado, no local da infração ou na sede da repartição sanitária, que conterá: I - o nome do infrator e/ou seu domicílio, residência e os demais elementos necessários à sua qualificação civil, quando houver; II - o local, a data e a hora da lavratura do auto de infração e ingresso forçado, a descrição do ocorrido, a menção do dispositivo legal ou regulamentar transgredido e os dizeres: PARA A PROTEÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA REALIZA-SE O INGRESSO FORÇADO; III - a pena a que está o sujeito o infrator; IV - a declaração do autuado de que está ciente e de que responderá pelo fato administrativa e penalmente; VI - a assinatura do autuado, ou no caso de ausência ou recusa, a de duas testemunhas e a do autuante; VII - o prazo para defesa ou impugnação do Auto de Infração e Ingresso Forçado, quando cabível. § 1º Havendo recusa do infrator em assinar o auto, será feita, neste, a menção do ato. § 2º O Agente de Saúde é responsável pelas declarações que fizer no Auto de Infração e Ingresso Forçado, sendo passível de punição, por falta grave, em caso de falsidade ou de omissão dolosa. § 3º Sempre que se mostrar necessário, o Agente Sanitário deverá requerer o auxílio à autoridade policial que tiver jurisdição sobre o local, que adotará ainda as medidas necessárias para a instauração do competente inquérito penal para apurar o crime cometido, quando cabível. Art. 8ª – Este decreto em vigor na data de sua publicação. Cesário Lange, 15 de abril de 2013. RAMIRO DE CAMPOS Prefeito Municipal Registrado em Livros próprios da Secretaria e publicado mediante afixação no quadro de publicações instalado no átrio desta Prefeitura Municipal, na data supra. ANDRÉIA CRISTINA PAIS LEITE Resp/Exp/ Secretaria


JORNAL ALIANÇA

06 Região TERÇA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2013

Jumirim

Tatuí

Definidas etapas para implantação do Centro de Hemodiálise em Tatuí

Saúde realiza UTI sera a primeira beneficiada palestra em com o sistema de filtragem escola da cidade M cimento do serviço de hemodiálise na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da própria Santa Casa, que contemplará os pacientes em estado grave, em especial, os que sofreram acidentes que comprometeram o rim ou tem comprometimento das funções renais. “Trata-se de um atendimento que hoje não é realizado e certamente poderá salvar muitas vidas”, explicou Barusso. Uma análise técnica acompanhada de medição será realizada já na próxima semana para averiguar o espaço necessário para instalação dos equipamentos de dialise. Após a instalação do sistema, um ambulatório será implantado no local, através de parceria entre os profissionais da

área médica, Prefeitura e Santa Casa. O projeto já está em fase de elaboração. Enquanto isso, Manu e sua equipe articular junto ao Ministério da Saúde e a DRS – Divisão Regional de Saúde – de Sorocaba, o credenciamento para o atendimento gratuito dos pacientes assistidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), que hoje precisam se deslocar a outras cidades. “Demos a largada a esse projeto ambicioso e de indiscutível abrangência social. Queremos dar mais dignidade e conforto aos pacientes que sofrem com problemas renais. São estágios iniciais de uma negociação demorada, mas que, com muita obstinação e força de vontade, irá desembocar

Hemodiálise A hemodiálise é um tratamento que consiste na remoção do líquido e substâncias tóxicas do sangue como se fosse um rim artificial. É o processo de filtragem e depuração de substâncias indesejáveis do sangue como a creatinina e a uréia. A hemodiálise é uma terapia de substituição renal realizada em pacientes portadores de insuficiência renal crônica ou aguda, já que nesses casos o organismo não consegue eliminar tais substâncias devido à falência dos mecanismos excretores renais.

Tietê

N

a quinta-feira, 18, a Câmara Municipal de Tietê derrubou dois vetos a pedido do poder executivo, no uso de suas atribuições legais. Ambas leis são de autoria do prefeito Manoel David enquanto ocupou a cadeira de vereador que sancionou as Leis 3.207/2010 e 3.231/2011, A Lei 3.207/2010 institui a isenção de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para os proprietários ou possuidores de um único imóvel, portadores de deficiência. A concessão da isenção depende da comprovação de renda familiar mensal de até três salários mínimos. Os proprietários ou possuidores que comprovarem manter sob sua

Por Melise Scomparim dependência econômica, pessoa portadora de deficiência residente no imóvel, também podem fazer uso da Lei. A comprovação da deficiência deverá ser feita através de atestado médico emitido pela Prefeitura do Município de Tietê e apresentados na prefeitura até o final deste ano. Foi sancionada também a Lei 3.231/2011 que dispõe sobre alteração de denominação da rua “Antonio Foltran” para rua “Josué Cancian”, com inicio na Rodovia Estadual Cornélio Pires, numa extensão de 797 metros. O motivo da mudança é a duplicidade de ruas com o mesmo nome, já havendo uma via Antonio Foltran no Bairro Jardim de Alá.

Cerquilho

Saúde prorroga Campanha contra a Gripe

A

Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi prorrogada até o dia 10 de maio. De acordo com a Vigilancia Epidemiológica (VE) de Cerquilho, devido aos números de doses aplicadas da vacina contra Influenza estarem abaixo do esperado em todo o país, a

Por Comunicação PM campanha foi prorrogada. “No entanto, quanto mais cedo as pessoas procurarem os Postos de Saúde para se vacinarem, será melhor, pois sabemos que a proteção só ocorrerá 15 dias após a vacinação”. Em Cerquilho, até o dia 20 de abril, foram aplicadas 2.596 doses, um percentual de 41% .

Crédito da foto: Comunicação Tatuí

Lei isenta do IPTU portadores de deficiência

Tatuí inicia implantação de Centro de Hemodiálise. Primeira etapa do serviço será destinada aos pacientes da UTI

Conchas

Odirlei Reis participa de cerimônia de Dispensa do Serviço Militar

A solenidade foi conduzida pelo 1º Tenente Adelson Ferreira

N

a manhã de quinta-feira, dia 25 de abril, na Câmara Municipal de Conchas, aconteceu a cerimônia de entrega da Certificação de Dispensa de Incorporação. A solenidade foi conduzida pelo 1º Tenente Adelson Ferreira, delegado da 12ª Delegacia de Serviço Militar/14ª CSM de

Botucatu e por 3 atiradores do TG (Tiro da Guerra) da mesma cidade. Estavam presentes o Prefeito Municipal de Conchas e Presidente da Junta de Serviço Militar, Odirlei Reis, o presidente da Câmara, Miguel Elias Chaguri e os vereadores Miguel Mir Neto, Antônio Domingues de O. Júnior, Luiz Antonio Neder Filho e Eu-

gênio Luiz de Oliveira. Durante a cerimônia, o prefeito Odirlei Reis parabenizou os 32 jovens presentes e falou sobre a importância do ato e que, apesar da obrigação do alistamento, é um dever e compromisso de todos, como cidadãos, estar em dia com o serviço militar. No final da solenidade, as

Por Daniela Fioretto autoridades entregaram os certificados aos jovens. É importante ressaltar que o serviço militar é obrigatório aos jovens no ano em que completam 18 anos. Esse documento é necessário para que eles possam prestar concursos públicos, para o ingresso na universidade e também para tirar passaporte.

Crédito da foto: Comunicação PM

A

Secretaria Municipal de Saúde de Jumirim realizou no dia 18 de abril na escola Jefferson palestras para todos os estudantes sobre a prevenção de Álcool, drogas e tabaco. A palestra foi desenvolvida e ministrada por Andreia Civitella da IEC (Informação Educação e Comunicação em Saúde) de Jumirim e no período da manhã contou com a presença da Enfermeira da Vigilância Epidemiológica Denise Cuziol. O crescente consumo de drogas (e suas terríveis consequências) tornou-se um dos problemas mais graves da nossa civilização contemporânea. A cada dia que passa, aumenta assustadoramente o número de pessoas que delas se tornam dependentes e que são por elas lentamente destruídas. A palavra “drogas” desencadeia uma infinidade de associações, além de englobar uma enorme classe de produtos capazes de alterar o estado de consciência e de provocar dependência física e psíquica naqueles que dela se utilizam. Muitos são os fatores que levam à dependência, fatores culturais onde o indivíduo é valorizado

Por Loren Ipsum pelo que tem e não pelo que é, pois vivemos numa cultura capitalista, consumista, onde o “descartável” se faz presente. No dia a dia, tudo se torna descartável: as relações, os compromissos, há uma ausência de responsabilidades. O caráter está deteriorado. E aí vem a responsabilidade da grande formadora ou deformadora das personalidades: a família. Certos valores são desenvolvidos na família e, se isso não acontecer, ficará o vazio daquilo que não foi desenvolvido (vazio que poderá ser preenchido com a droga). É sabido que a prevenção do álcool e drogas é o caminho mais certo para a diminuição de dependentes no futuro. É mostrar ao jovem que ele é capaz e que dizer “não” não será fácil, mas será correto. A situação nacional e estadual é muito complicada no combate as drogas e por isso se torna cada vez mais imprescindível os trabalhos com a prevenção. A Secretaria de Saúde de Jumirim agradece a Escola Jefferson que abriu suas portas e a seus profissionais pelo trabalho. Secretaria Municipal de Saúde de Jumirim trabalhando para um futuro ainda melhor!

ais um projeto do plano de governo do prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, começa a ser estruturado a partir da próxima segunda-feira, 29. Trata-se do Centro de Hemodiálise que teve suas etapas de implantação definidas em reunião realizada na última quinta-feira, 25, no gabinete do chefe do Executivo. Participaram do encontro, o próprio Manu, o secretário municipal de Saúde, José Luiz Barusso, a provedora da Santa Casa de Tatuí, Naneti Walti de Lima, além dos médicos nefrologistas Alcir Weiller Ferrari e Alessandra Bonilha Gonçalves. O primeiro passo para a implantação do projeto será o forne-

Por Alexandre Scalise na implantação de um centro especializado no tratamento de rins”, argumentou o prefeito.


JORNAL ALIANÇA

Opinião 07 TERÇA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2013

Comunicação

A lição do rato

Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo no tipo de comida que haveria ali. Ao descobrir que era ratoeira ficou aterrorizado. Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos: - Há ratoeira na casa, ratoeira na casa! A galinha disse: - Desculpe-me Sr. rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda. O rato foi até o porco e: - Há ratoeira na casa, ratoeira! - Desculpe-me Sr. rato, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser orar. Fique tranqüilo que o Sr. será lembrado nas minhas orações. O rato dirigiu-se à vaca e: - Há ratoeira na casa! - O que? ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não! Então o rato voltou para casa abatido, para encarar a ratoeira. Naquela noite, ouviu-se um barulho, como o da ratoeira pegando sua vítima.. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego. No escuro, ela não percebeu que a ratoeira havia pego a cauda de uma cobra venenosa. E a cobra picou a mulher.. O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha. O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingre-

diente principal. Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los, o fazendeiro matou o porco. A mulher não melhorou e acabou morrendo. Muita gente veio para o funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo. Moral da História: Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que quando há uma ratoeira na casa, toda fazenda corre risco. O problema de um... é problema de todos! Assim começamos a coluna de hoje com a seguinte reflexão..Qual tem sido a sua resposta mediante os problemas que surgem? Quantas vezes não nos colocamos como o rato da vez, precisando da ajuda de tantos e ficamos sós, abandonados na caminhada. É hora e tempo de refletir! Na última semana voltando da viagem com meus pais de Recife (viagem que recomendo a vocês leitores, para não sair da recordação) tive a grande oportunidade de terminar a leitura do livro A Cabana. Confesso que vinha estendendo há algum tempo a leitura, mas é um livro surpreendente do começo ao fim, que nos leva a refletir: qual a imagem que temos de Deus, quem é Deus para cada um de nós e faz-nos ter a certeza de que podemos caminhas sobre

Tiago José Vieira de Miranda

Geraldo de Camargo Barros as águas, sim, e como podemos caminhar sobre elas. As férias deste ano me levaram a muitas reflexões e algumas delas quero compartilhar com vocês, acho que um sonho compartilhado torna-se por si só a possibilidade de ser uma nova possibilidade de novos acertos acontecerem e erros serem prevenidos. Lembra que no inicio do ano lancei um desafio neste espaço para comunicarmos a nós mesmos sonhos e metas a serem alcançadas em curto, médio e longo prazo? Como estão as respostas? Como estão os encontros com cada um de vocês mesmos? Só poderemos saber quando estamos conseguindo alcançar os objetivos que traçamos quando deixarmos para trás as amarras que nos prendem num passado que pode nos martirizar por “Xs” motivos. 2013 é um ano que a comunicação, percebo eu, tem acontecido de forma muito mais instantânea que em outros tempos. E isso é bom! Estamos no 4º mês do ano e te pergunto: já parou pra perceber quantas coisas aconteceram na nossa sociedade? Quantas mudanças tivemos em diversas estruturas de diversas hierarquias: religiosa, política, tecnológica, social como um todo? E aí você pensa: ah mudou, mas não me atingiu em nada? Não seja como os bichos que não ouviram o ratinho que sabiamente tentou avisar para que não fossem pegos de sur-

O Pensador do atual, as sucessivas bandas que aqui atuaram, fizeram suas retretas e alegraram inúmeros corações. A igreja, também na praça, teve suas metamorfoses. Foi um gracioso templo, sem a grandiosidade do atual, mas com uma estética bem adequada às devoções da sua época. Porque até as devoções se transformam. Onde estará a devoção beata e inquieta das Filhas de Maria de outrora? Ou a devoção sisuda e meditativa das irmandades masculinas? O velho prédio da prefeitura foi reformado, mas mantém o seu estilo original, mostrando-nos um pouco das feições das construções de outrora. No prédio na esquina da igreja com o calçadão já funcionou por muito tempo o Cine São José, com sua magia inigualável. Dizem os antigos que, para o espanto dos incrédulos e o encanto inocente dos sonhadores, nesse cinema aconteceu um fato surrealista, quando a atriz Ingrid Bergman, que estrelava o clássico

presa.. Mas que adiantou?! Claro que nos afeta, somos frutos de uma sociedade que depende de nossas ações (ou omissões) para que as coisas aconteçam ou não. Prova disso é gratificante ver o número de jovens e cidadãos inúmeros que cada vez mais tem colocado a boca no trombone e se manifestado em favor de seus direitos (graças a Deus!). Cada vez temos uma sociedade menos acomodada com erros que vem se arrastando há tempos e a justiça acontecendo e todos podendo viver dignamente, no seu espaço. Aí você pode me dizer.. Outros já fazem, por que vou me mexer pra tentar mudar alguma coisa?! Sabe aquele sonho ou princípio que você sempre sonhou para você ou alguém?! Só poderá sair do sonho se arregaçarmos as mangas, ninguém vai morder a ratoeira dos seus problemas para tentar te ajudar se você não tiver iniciativas para isso. Mack (personagem do livro que recomendei acima), não se conformou na sua história e foi buscar onde as forças tinham acabado, energia para superar os problemas, vencer as barreiras, proporcionar-se nova vida. Recomece se preciso, quando sentir que a água estiver te afogando, tenha fé, segura na mão do seu Deus e levanta, ande, é só o começo das repostas que você pode dar a si mesmo que pode ser um vencedor e tanto. Que venha um lindo maio a todos nós!

Gilberto Radicce

A aura da Rua do Comércio

Quem passa pela rua do Comércio desconhece que essa via tem sua própria aura e esconde muitas das nossas mais gratas tradições. Ali, por muito tempo funcionaram lojas, bares e armazéns tradicionais, a maioria dos quais deixou-nos saudosas recordações. E destes estabelecimentos restam ainda a Loja da Linda, O Bar do Negão, o Bar do Agenor e a Casa Floriano, mas que não resistiram totalmente às mudanças dos tempos. Mas estão ali confirmando um passado nostálgico e romântico de uma geração que aos poucos cede seu lugar à tirania do tempo. O bar do João, na esquina da praça, é outro herói dessa resistência de um passado que se foi, mas teima em mostrar, através das sombras, as suas luzes. A praça já teve outras estéticas que, hoje emudecidas, ocultam a origem de muitas famílias, formadas após muitos namoros ali secretamente iniciados. E no coreto, bem diferente

Fala Padre

Casa Blanca, apaixonou-se por um assistente na platéia e, abandonando o filme, teve com ele um prolongado idílio. No cemitério, nas noites enluaradas de sexta-feira, duas almas solitárias saiam dos seus túmulos para cultuar os seus mútuos amores, proibidos pelas famílias quando ainda vivas. Lendas como estas povoavam a imaginação coletiva, sempre dando o seu crédito aos contadores de casos daquela época. Destes casos fantásticos, pelo menos um ainda pode ser verificado. Segundo o contador deste caso, nas noites de 3 de maio, encerradas as comemorações de aniversário da cidade na praça Adolfo Testa, a Rua do Comércio é tomada pelos seus antepassados, que saem do Inconsciente Coletivo do nosso povo, e retornam, por algumas horas, à vida de outrora. Então, com a imaginação mais criativa e aguçada, poderemos ver o prefeito Teté na porta da Prefeitura, ou mesmo assistir a uma missa

sendo oficiada pelo padre Adolfo Testa. No coreto, Chiquinho de Matos estará regendo uma das primeiras bandas da cidade, e Eugênio Mimi vende as pipocas produzidas em seu carrinho. João do Bar estará altivo como um imperador vendendo doces e cervejas em seu bar, como se vendesse preciosos tesouros. Na farmácia de Mário Mori, um jovem aprendiz de farmacêutico, glória da família Vasconcelos Leite, estará iniciando a sua bem sucedida vida nesse ramo de atividade. Os armazéns do Davi, do Dito Floriano e do Dito Camargo abrirão suas portas, esperando os seus pacientes fregueses. Poderemos telefonar para Tatuí, usando os serviços de telefonia pública gerenciado pela popular Ivanira. Os açougues do Adélio e do Tozinho estarão à sua disposição e a sapataria do Joãozico consertará solas de sapato por preços módicos.Das padarias do Elói e do Tereziano sairá o cheirinho característico do pão ali produzido. No bar e barbearia do Negão, o freguês poderá fazer barba ou cabelo tomando seu refrigerante.E no bar do Gentil ou no do Astor, saborearemos os seus tradicionais lanches e salgadinhos.Os ônibus que transitam de Cesário Lange a Tatuí serão do empresário Souza, e, coroando este desfile de realismo fantástico, seresteiros do passado interpretam músicas românticas de Carlos Galhardo,Orlando Silva e Francisco Alves. Quem sair na noite de 3 de maio para desfrutar dessas magias da Rua do Comércio e nada ver, não se decepcione, pois pode ser apenas uma metáfora nostálgica da nossa imaginação, em busca dos encantos dos tempos perdidos, e que não voltam mais.

Eu tenho muito orgulho de ter vivido no meio de meu povo e dele não vou esquecer jamais, me sinto tão à vontade de falar sobre a minha terra, vale a pena colher todos os tipos de fatos e concluí-los, numa bela história e todas verídicas, esse é o meu propósito único, não quero que o meu pessoal se desligue de nossas tradições, aquele que viveu antigamente, tem que estar bem presente em nossas saudades, assim como o vivo que nos acompanha em nossos passos hoje!, o prazer de estarmos juntos sempre será o mesmo, eu pretendo persuadir os atuais a exercerem a sua plenitude correta, “estar de bem com o presente e nunca ignorar o passado”... O que imaginei ter na vida, consegui e pouca coisa ficou pra trás, das minhas aventuras, a mais cruel foi aquela que aconteceu em l957, quando arrumei a mala e parti para a nossa capital, já tinha um bom emprego e dentro de um visual bastante econômico, também estudaria, na verdade aquilo que eu estava fazendo, não passava de sonhos daquela juventude disposta em faturar muito e sobressair em seus estudos, pra nossas mentes fervorosas, isso com certeza seria uma etapa essencial de nossas vidas, quase que deu certo, antes eu ficava extasiado com as belezas de Tatuí, seus clubes, suas escolas, industrial e ginásio, cinemas, etc., São Paulo atraiu-me como um amor a primeira vista, após os horários cumpridos, eu ficava dominado pelos luminosos da cidade, seus prédios e toda a sua majestade, seus cinemas cheios de muito glamour, seus magazines que iam noites à fora trabalhando, suas lanchonetes e os seus diferentes tipos de comestíveis... Muitos de nossos antigos lembram da chácara do Dorázio, o pai de Milton, lá moravam Vicentinho e Jorge, os primos de Mamede, todos netos de Nhá Lau, mãe de Zarta do Nito, mas esses meninos sumiram de Cesário Lange, deixaram-nos sem notícias, quando estive em São Paulo, amigos me acolheram em seu apartamento, ficava na São João, depois mudei para um residencial na Marechal Deodoro, por ali haviam grandes comércios, o teatro São Pedro

era bem próximo, ótimas padarias, restaurantes, pizzarias, sorveterias, pastelarias e cafés, numa dessas noites, avistei uma carinha conhecida, cheguei até ela me apresentei e como foi prazeroso aquele momento!, era o Vicentinho muito bem trajado, totalmente modificado nos seus trejeitos, aquela sua companhia dava-me um realce todo especial nesse meu convívio com a grande capital, embora tivéssemos costumes diferentes, sempre arrumávamos um jeito de assimilarmos às nossas coisas, nas segundas eu o acompanhava até o Jóquei Clube de São Paulo, para as corridas dos cavalos, ele era um fanático apostador, na certa ganhava alguma coisa, eu já pendia dos lados dos teatros, dos bons filmes, dos museus e das fantásticas noites paulistanas, isso quando havia dinheiro nos bolsos e não era sempre que essa coisa acontecia... Eu nunca perguntei de sua profissão, não interferíamos no nosso particular e assim fomos vivendo dias felizes dentro de um São Paulo magnífico, acho que muitos de nossos mistérios sobre a cidade, muitos deles foram descobertos e foram tantos, que esquecemos os demais, mas ontem quando olhávamos a TV, o meu querido par pedia incessantemente, que eu mudasse os canais, todos bem podres, decepcionantes!, o país perdeu o seu brio e censuras não existem, por mais adultos bem considerados, na maioria das vezes nos coramos de vergonha, antigamente havia respeito e deduzíamos que no futuro as nossas coisas iriam melhorar muito, mas aí veio aquela vontade de contar dos grandes filmes tão românticos, de coloridos tão lindos, daquelas enormes telas, o foco de minha TV é grande e nem sempre está cheio, já tem um bom tempo de vida e sei lá porque razão muitos dos documentários só aparecem pela metade e eu fico “puto da vida”, mas eu vou continuando dando asas ao meu saudoso, acho que o presente de minha terra não pode sustentar tudo aquilo que foi desejado, mas nem por isso ela perde o seu brilho, graças a seus múltiplos raios de luz, que somos nós, cesariolangenses de alma, corpo e coração.



Jornal Aliança - Edição 533 - Caderno 1