Page 1

PROIBIDA A REPRODUÇÃO


PROIBIDA A REPRODUÇÃO


PROIBIDA A REPRODUÇÃO EDIR MACEDO

1ª edição

Rio de Janeiro 2014


PROIBIDA A REPRODUÇÃO Copyright © 2014 Autor Edir Macedo Direção Geral Sérgio Lima Coordenadora de Produções Editoriais Vera Léa Camelo Direção de Conteúdo Vanessa Lampert Editor F Gustav Schmid Projeto Gráfico Handerson Theodoro Capa Rafael Brum Diagramação Handerson Theodoro e Verônica Gottgtroy Revisão Rosemeri Melgaço M141p Macedo, Edir – Meditações diárias O pão nosso para 365 dias / Edir Macedo - 1ª ed. Rio de Janeiro: Unipro Editora, 2014. 384.; il.; 23cm. ISBN 978-85-7140-703-9 1. Devoções. 2. Bíblia - Meditações. 3. Literatura devocional. I. Título CDD 242 2ª reimpressão

Tiragem: 70mil

Estrada Adhemar Bebiano 3.610 Inhaúma – CEP: 20766-720 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3296-9300 sac@unipro.com.br www.unipro.com.br Pão nosso para 365 dias Código para pedidos: 703-9 Caixa Postal: 264 Rio de Janeiro - RJ CEP: 20001-970 Proibida a reprodução total ou parcial. Os infratores serão punidos na forma da lei.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 01/JAN. - FELIZ ANO NOVO? ........................................................................................................................ 02/JAN. - VENÇA OS MAUS PENSAMENTOS ............................................................................. 03/JAN. - CONFIANÇA .......................................................................................................................................... 04/JAN. - IMAGEM DO MAL X IMAGEM DO BEM .............................................................. 05/JAN. - O PÃO NOSSO DE CADA DIA ............................................................................................ 06/JAN. - CONFESSAR E ABANDONAR ............................................................................................ 07/JAN. - EXERCÍCIO DE FÉ ........................................................................................................................... 08/JAN. - SOCORRO BEM PRESENTE ................................................................................................. 09/JAN. - EM NADA DUVIDANDO ........................................................................................................ 10/JAN. - O SEGREDO DA ETERNA JUVENTUDE ................................................................ 11/JAN. - PARA VENCER OS DESAFIOS ........................................................................................... 12/JAN. - DUVIDE DA DÚVIDA ................................................................................................................ 13/JAN. - FORÇA PARA VENCER ............................................................................................................. 14/JAN. - 4 PASSOS PARA VENCER A ANSIEDADE ............................................................ 15/JAN. - COMO SE TORNAR AMIGO DE DEUS? ............................................................... 16/JAN. - SIGA AS INSTRUÇÕES ............................................................................................................... 17/JAN. - ACENDA A LUZ ................................................................................................................................. 18/JAN. - RELACIONAMENTO ÍNTIMO .......................................................................................... 19/JAN. - RECEITA PARA PROSPERAR .............................................................................................. 20/JAN. - NAS TRIBULAÇÕES ....................................................................................................................... 21/JAN. - ONDE ESTÁ SEU TESOURO? .............................................................................................. 22/JAN. - O BOM COMBATE .......................................................................................................................... 23/JAN. - SEJA INDEPENDENTE ............................................................................................................... 24/JAN. - REMÉDIO CONTRA ANSIEDADE ................................................................................ 25/JAN. - COMO SE LIVRAR DO PESO .............................................................................................. 26/JAN. - UMA REVELAÇÃO ......................................................................................................................... 27/JAN. - COLUNA DA FÉ .................................................................................................................................. 28/JAN. - VIDA ABUNDANTE ...................................................................................................................... 29/JAN. - ACREDITA OU CRÊ? .................................................................................................................... 30/JAN. - CLAME ......................................................................................................................................................... 31/JAN. - EXERCÍCIO DO PERDÃO ....................................................................................................... 01/FEV. - NÃO SOFRA SOZINHO ............................................................................................................. 02/FEV. - MEDO DE QUEM? ........................................................................................................................... 03/FEV. - A ALEGRIA .............................................................................................................................................. 04/FEV. - VERDADEIRO AMIGO .............................................................................................................. 05/FEV. - MELHOR DO QUE O HERÓI DE GUERRA ........................................................ 06/FEV - TESOURO PARTICULAR .......................................................................................................... 07/FEV. - O SEU ÚNICO TEMPO ............................................................................................................... 08/FEV. - GRANDE OPORTUNIDADE ................................................................................................ 09/FEV. - QUEM É O CULPADO?................................................................................................................ 10/FEV. - DÍVIDA PAGA ...................................................................................................................................... 11/FEV. - IDEIA FIXA .............................................................................................................................................. 12/FEV. - NÃO SE ESQUEÇA DAS PRIORIDADES ................................................................. 13/FEV. - PROCESSO DO MILAGRE ......................................................................................................

1º DIA 2º DIA 3º DIA 4º DIA 5º DIA 6º DIA 7º DIA 8º DIA 9º DIA 10º DIA 11º DIA 12º DIA 13º DIA 14º DIA 15º DIA 16º DIA 17º DIA 18º DIA 19º DIA 20º DIA 21º DIA 22º DIA 23º DIA 24º DIA 25º DIA 26º DIA 27º DIA 28º DIA 29º DIA 30º DIA 31º DIA 32º DIA 33º DIA 34º DIA 35º DIA 36º DIA 37º DIA 38º DIA 39º DIA 40º DIA 41º DIA 42º DIA 43º DIA 44º DIA


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 14/FEV. - DEPENDER DA ÁRVORE ....................................................................................................... 15/FEV. - SIGA A ORDEM DE DEUS .................................................................................................... 16/FEV. - NÃO ADMINISTRE PROBLEMAS ................................................................................ 17/FEV. - SEJA UMA AUTORIDADE .................................................................................................... 18/FEV. - ORAÇÃO DE FÉ ................................................................................................................................ 19/FEV. - OS FORTES E OS FRACOS .................................................................................................... 20/FEV. - QUEM SUPORTA? .......................................................................................................................... 21/FEV. - NÃO AMALDIÇOE ........................................................................................................................ 22/FEV. - PORQUE ME VISTE, CRESTE? ......................................................................................... 23/FEV. - NÃO SEJA DESEQUILIBRADO ........................................................................................ 24/FEV. - SABER OU SENTIR? ..................................................................................................................... 25/FEV. - SÓ PARA CONQUISTADOR ............................................................................................... 26/FEV. - A QUEM VOCÊ VAI OUVIR? ............................................................................................ 27/FEV. - A MAIOR REVELAÇÃO ........................................................................................................... 28/FEV. - PARA QUE SEU PROGRESSO SEJA VISÍVEL ................................................... 01/MAR. - COMO OUVIR A VOZ DE DEUS? ............................................................................ 02/MAR. - PARA VOLTAR ............................................................................................................................... 03/MAR. - HORA DE ACORDAR ............................................................................................................. 04/MAR. - FESTA SEM FIM ............................................................................................................................ 05/MAR. - NECESSIDADE DE ATUALIZAÇÃO ..................................................................... 06/MAR. - BATALHA GANHA .................................................................................................................... 07/MAR. - A GUERRA DECLARADA ................................................................................................. 08/MAR. - A SUA RESPONSABILIDADE ......................................................................................... 09/MAR. - NELE TUDO SUBSISTE ........................................................................................................ 10/MAR. - QUANDO TODOS DIZEM QUE NÃO VAI DAR CERTO ................ 11/MAR. - NEUTRALIZADOR DA FÉ ................................................................................................ 12/MAR. - PRAZO DE VALIDADE ......................................................................................................... 13/MAR. - E QUANDO A PROMESSA DEMORA A SE CUMPRIR? ................... 14/MAR. - TEMER O QUÊ? ............................................................................................................................ 15/MAR. - BRAÇOS E PÉS DA FÉ ............................................................................................................ 16/MAR. - NÃO SE ESQUEÇA ..................................................................................................................... 17/MAR. - NEM SEMPRE ORAR RESOLVE .................................................................................. 18/MAR. - AMOR E ÓDIO ............................................................................................................................... 19/MAR. - A FÉ QUE FUNCIONA .......................................................................................................... 20/MAR. - O ARREPENDIMENTO ........................................................................................................ 21/MAR. - A FOFOCA .......................................................................................................................................... 22/MAR. - CERTEZA OU DÚVIDA? ..................................................................................................... 23/MAR. - O TERROR DA AMEAÇA ................................................................................................... 24/MAR. - A LEI DA FÉ ....................................................................................................................................... 25/MAR. - VENCEDOR X PERDEDOR ............................................................................................. 26/MAR. - NÃO ESPERE PELOS OUTROS ................................................................................... 27/MAR. - CABEÇA, CAUDA OU PERDIÇÃO ETERNA? ............................................. 28/MAR. - SOPA DE MINHOCA ............................................................................................................... 29/MAR. - RETROCEDER, NUNCA! .................................................................................................... 30/MAR. - ASSOVIAR E CHUPAR CANA ....................................................................................... 31/MAR. - EIS-ME AQUI ................................................................................................................................... 01/ABR. - SERVOS DA VERDADE ........................................................................................................... 02/ABR - EM QUEM CONFIAR? ............................................................................................................... 03/ABR. - ATÉ QUANDO? ............................................................................................................................... 04/ABR. - O SEGREDO DA VIDA ............................................................................................................ 05/ABR. - TUDO COOPERA .........................................................................................................................

45º DIA 46º DIA 47º DIA 48º DIA 49º DIA 50º DIA 51º DIA 52º DIA 53º DIA 54º DIA 55º DIA 56º DIA 57º DIA 58º DIA 59º DIA 60º DIA 61º DIA 62º DIA 63º DIA 64º DIA 65º DIA 66º DIA 67º DIA 68º DIA 69º DIA 70º DIA 71º DIA 72º DIA 73º DIA 74º DIA 75º DIA 76º DIA 77º DIA 78º DIA 79º DIA 80º DIA 81º DIA 82º DIA 83º DIA 84º DIA 85º DIA 86º DIA 87º DIA 88º DIA 89º DIA 90º DIA 91º DIA 92º DIA 93º DIA 94º DIA 95º DIA


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 06/ABR. - BOA CONSCIÊNCIA ................................................................................................................... 07/ABR. - É VOCÊ QUEM DÁ LUGAR ................................................................................................ 08/ABR. - EIS O MELHOR AUXÍLIO ...................................................................................................... 09/ABR. - ESPÍRITO DE PODER ................................................................................................................. 10/ABR. - COISA NOVA ....................................................................................................................................... 11/ABR. - GUIA NO DESERTO .................................................................................................................... 12/ABR. - EIA! ................................................................................................................................................................. 13/ABR. - FÉ É E NÃO É! ..................................................................................................................................... 14/ABR. - O PACTO .................................................................................................................................................. 15/ABR. - A PROPOSTA ....................................................................................................................................... 16/ABR. - GRITOS VAZIOS .............................................................................................................................. 17/ABR. - ENTREGAR ............................................................................................................................................ 18/ABR. - RECADO DO ALTÍSSIMO A SEU POVO .............................................................. 19/ABR. - BATALHA ENTRE O PODEROSO E O FRACO .............................................. 20/ABR. - FÚRIA DA FÉ ....................................................................................................................................... 21/ABR. - SERVO .......................................................................................................................................................... 22/ABR. - CRITÉRIO DA RESPOSTA DE DEUS ......................................................................... 23/ABR. - AGRADAR A QUEM? ................................................................................................................. 24/ABR. - TRANSFORMANDO O MAL EM BEM ................................................................... 25/ABR. - HUMILHADO PARA A GLÓRIA .................................................................................... 26/ABR. - QUERO PORQUE QUERO! .................................................................................................. 27/ABR. - BEM SIMPLES ..................................................................................................................................... 28/ABR. - A FÉ CRIANÇA .................................................................................................................................. 29/ABR. - VOCÊ NÃO É UM FRACASSADO ................................................................................ 30/ABR. - NOVA VIDA .......................................................................................................................................... 01/MAI. - SEGREDO DO SUCESSO ........................................................................................................ 02/MAI. - DE UMA VEZ POR TODAS .................................................................................................. 03/MAI. - NÃO É RELIGIÃO ........................................................................................................................... 04/MAI. - DIFÍCIL? TEM CERTEZA? .................................................................................................... 05/MAI. - SEM VERGONHA ........................................................................................................................... 06/MAI. - NÃO DIGA QUE NINGUÉM AVISOU ..................................................................... 07/MAI. - CANSADO NA GUERRA ........................................................................................................ 08/MAI. - OS ÚLTIMOS E OS PRIMEIROS ...................................................................................... 09/MAI. - CONTAMINAÇÃO ........................................................................................................................ 10/MAI. - QUEM É O GRANDE .................................................................................................................. 11/MAI. - ELE NUNCA VAI SE ESQUECER ................................................................................... 12/MAI. - SITUAÇÃO CAÓTICA ............................................................................................................... 13/MAI. - A BOA PARTE ..................................................................................................................................... 14/MAI. - A ORDEM DOS FATORES ..................................................................................................... 15/MAI. - FUJA DAS ABOBRINHAS ..................................................................................................... 16/MAI. - A CASA DE DEUS ........................................................................................................................... 17/MAI. - O DESEJO DE DEUS ..................................................................................................................... 18/MAI. - NÃO ESTÁS LONGE ..................................................................................................................... 19/MAI. - MÃO FORTE ......................................................................................................................................... 20/MAI. - COMO? ....................................................................................................................................................... 21/MAI. - O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI? .................................................................. 22/MAI. - PARA QUÊ? ............................................................................................................................................ 23/MAI. - PASSO A PASSO ................................................................................................................................ 24/MAI. - A SUA FORÇA ..................................................................................................................................... 25/MAI. - VENTO FORTE .................................................................................................................................. 26/MAI. - FICAR PARA TITIA ......................................................................................................................

96º DIA 97º DIA 98º DIA 99º DIA 100º DIA 101º DIA 102º DIA 103º DIA 104º DIA 105º DIA 106º DIA 107º DIA 108º DIA 109º DIA 110º DIA 111º DIA 112º DIA 113º DIA 114º DIA 115º DIA 116º DIA 117º DIA 118º DIA 119º DIA 120º DIA 121º DIA 122º DIA 123º DIA 124º DIA 125º DIA 126º DIA 127º DIA 128º DIA 129º DIA 130º DIA 131º DIA 132º DIA 133º DIA 134º DIA 135º DIA 136º DIA 137º DIA 138º DIA 139º DIA 140º DIA 141º DIA 142º DIA 143º DIA 144º DIA 145º DIA 146º DIA


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 27/MAI. - TUDO OU NADA ............................................................................................................................. 28/MAI. - CADA UM NA SUA ........................................................................................................................ 29/MAI. - COMBATE DIÁRIO ........................................................................................................................ 30/MAI. - A FAVOR DOS VIVOS ................................................................................................................. 31/MAI. - FAZENDO LIMONADA ............................................................................................................ 01/JUN. - A PRESENÇA DE DEUS ............................................................................................................. 02/JUN. - VIVOS E VIGILANTES ................................................................................................................ 03/JUN. - CUIDADO COM AS ATITUDES ....................................................................................... 04/JUN. - É SÓ O COMEÇO .............................................................................................................................. 05/JUN. - NADA É MAIS IMPORTANTE ............................................................................................ 06/JUN. - O GRANDE PRIVILÉGIO ......................................................................................................... 07/JUN. - VOCÊ É CAPAZ DE AVALIAR ............................................................................................ 08/JUN. - MEXERIQUEIROS ............................................................................................................................ 09/JUN. - PROCURE O BEM ............................................................................................................................ 10/JUN. - PODER NA FRAQUEZA ............................................................................................................ 11/JUN. - O SENHOR DOS EXÉRCITOS ........................................................................................... 12/JUN. - INVISTA NA SALVAÇÃO ETERNA ............................................................................... 13/JUN. - ESTÁ ESCRITO .................................................................................................................................... 14/JUN. - COMPRADOS ....................................................................................................................................... 15/JUN. - FORÇA PARA ADQUIRIR RIQUEZAS ...................................................................... 16/JUN. - MUITAS VOZES ................................................................................................................................. 17/JUN. - INDEFINIDO ......................................................................................................................................... 18/JUN. - SEGREDO DA AUSÊNCIA DE MEDOS .................................................................... 19/JUN. - IMATURIDADE .................................................................................................................................. 20/JUN. - PASSA BOIADA ................................................................................................................................... 21/JUN. - O ANTÍDOTO ...................................................................................................................................... 22/JUN. - LEVANTA E VAI ................................................................................................................................. 23/JUN. - ACORDADOS, VIGILANTES E SÓBRIOS .............................................................. 24/JUN. - REVOLTA DO JUSTO ................................................................................................................... 25/JUN. - O GRITO DE DEUS ......................................................................................................................... 26/JUN. - VEREDICTO ........................................................................................................................................... 27/JUN. - MANEJAR, NÃO DECORAR ................................................................................................. 28/JUN. - SOBRE A ROCHA ............................................................................................................................. 29/JUN. - QUER VER O BEM? ........................................................................................................................ 30/JUN. - DE FÉ EM FÉ .......................................................................................................................................... 01/JUL. - A VONTADE DE DEUS ................................................................................................................ 02/JUL. - COMO ALCANÇAR A MATURIDADE ESPIRITUAL? ............................... 03/JUL. - TUDO POR TUDO ........................................................................................................................... 04/JUL. - CHORANDO NO DESERTO .................................................................................................. 05/JUL. - A PERFEITA SEPARAÇÃO ....................................................................................................... 06/JUL. - ROSTO DE PEDRA ........................................................................................................................... 07/JUL. - A REALIDADE ...................................................................................................................................... 08/JUL. - PARA VOCÊ ............................................................................................................................................. 09/JUL. - A GUERRA SEM TRÉGUA ....................................................................................................... 10/JUL. - ABRA OS OLHOS ............................................................................................................................... 11/JUL. - COMO CRER EM SI MESMO ................................................................................................ 12/JUL. - CONTINUE FIRME .......................................................................................................................... 13/JUL. - JÁ ERA ............................................................................................................................................................ 14/JUL. - QUANDO PASSARES ..................................................................................................................... 15/JUL. - FÁCIL DE ENTENDER .................................................................................................................. 16/JUL. - ESPLÊNDIDO! .......................................................................................................................................

147º DIA 148º DIA 149º DIA 150º DIA 151º DIA 152º DIA 153º DIA 154º DIA 155º DIA 156º DIA 157º DIA 158º DIA 159º DIA 160º DIA 161º DIA 162º DIA 163º DIA 164º DIA 165º DIA 166º DIA 167º DIA 168º DIA 169º DIA 170º DIA 171º DIA 172º DIA 173º DIA 174º DIA 175º DIA 176º DIA 177º DIA 178º DIA 179º DIA 180º DIA 181º DIA 182º DIA 183º DIA 184º DIA 185º DIA 186º DIA 187º DIA 188º DIA 189º DIA 190º DIA 191º DIA 192º DIA 193º DIA 194º DIA 195º DIA 196º DIA 197º DIA


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 17/JUL. - PARA TODA A VIDA ................................................................................................................. 18/JUL. - AOS INJUSTIÇADOS ................................................................................................................. 19/JUL. - NÃO TEM JEITINHO ................................................................................................................. 20/JUL. - ELE JÁ PROMETEU ..................................................................................................................... 21/JUL. - PENSAMENTOS ALTOS ......................................................................................................... 22/JUL. - OLHOS E OUVIDOS ................................................................................................................... 23/JUL. - FORA DO BARCO ......................................................................................................................... 24/JUL. - TUDO COMPLETO ..................................................................................................................... 25/JUL. - O AMOR ................................................................................................................................................... 26/JUL. - DERROTE O INIMIGO ............................................................................................................ 27/JUL. - CONVITE AOS CANSADOS .............................................................................................. 28/JUL. - A PORÇÃO DE CADA DIA .................................................................................................. 29/JUL. - MEDITAR DIA E NOITE ......................................................................................................... 30/JUL. - LAVANDO ROUPA ....................................................................................................................... 31/JUL. - TOMAR DECISÕES ...................................................................................................................... 01/AGO. - CORAGEM EM AÇÃO ........................................................................................................... 02/AGO. - ESPÍRITO EXCELENTE ........................................................................................................ 03/AGO. - O DIA DA LIBERDADE ......................................................................................................... 04/AGO. - ORAÇÃO DE UM REVOLTADO ................................................................................. 05/AGO. - REINO DA LUZ ............................................................................................................................. 06/AGO. - QUE TODOS RECONHEÇAM ...................................................................................... 07/AGO. - IMPOSSÍVEL AGRADAR ................................................................................................... 08/AGO. - POR QUE ESTÁ PROSTRADO ASSIM? ............................................................... 09/AGO. - TODO DIA, TODO DIA ....................................................................................................... 10/AGO. - VOCÊ QUER ESSE PODER? ............................................................................................. 11/AGO. - DIA PERFEITO ............................................................................................................................... 12/AGO. - USE A INTELIGÊNCIA ......................................................................................................... 13/AGO. - APENAS AO VENCEDOR .................................................................................................. 14/AGO. - A BASE .................................................................................................................................................... 15/AGO. - ENDIREITE A SUA VIDA ................................................................................................... 16/AGO. - NECESSIDADE VITAL ......................................................................................................... 17/AGO. - EM MILHARES DE ANOS, NENHUMA CAIU ........................................... 18/AGO. - LIVRES NA TRIBULAÇÃO ............................................................................................... 19/AGO. - PROTEÇÃO DA FÉ .................................................................................................................... 20/AGO. - O FERMENTO ................................................................................................................................ 21/AGO. - IRRITANTE ........................................................................................................................................ 22/AGO. - VOCÊ NÃO PODE IR ............................................................................................................. 23/AGO. - A RAZÃO DA BÊNÇÃO ....................................................................................................... 24/AGO. - INSTANTANEAMENTE ....................................................................................................... 25/AGO. - FIRMEZA ............................................................................................................................................. 26/AGO. - SONO TRANQUILO ............................................................................................................... 27/AGO. - PROLONGAR OS DIAS NA TERRA PROMETIDA ................................. 28/AGO. - SEJA FELIZ .......................................................................................................................................... 29/AGO. - VIOLÊNCIA DA FÉ ATREVIDA .................................................................................. 30/AGO. - SOZINHO? .......................................................................................................................................... 31/AGO. - VOCÊ NÃO É A VÍTIMA .................................................................................................... 01/SET. - ABSOLUTA NECESSIDADE ................................................................................................ 02/SET. - É A SUA FÉ ............................................................................................................................................. 03/SET. - SEM FACILIDADE ......................................................................................................................... 04/SET. - OS DOIS CAMINHOS ................................................................................................................ 05/SET. - O ESPÍRITO DE QUEM CRÊ ..............................................................................................

198º DIA 199º DIA 200º DIA 201º DIA 202º DIA 203º DIA 204º DIA 205º DIA 206º DIA 207º DIA 208º DIA 209º DIA 210º DIA 211º DIA 212º DIA 213º DIA 214º DIA 215º DIA 216º DIA 217º DIA 218º DIA 219º DIA 220º DIA 221º DIA 222º DIA 223º DIA 224º DIA 225º DIA 226º DIA 227º DIA 228º DIA 229º DIA 230º DIA 231º DIA 232º DIA 233º DIA 234º DIA 235º DIA 236º DIA 237º DIA 238º DIA 239º DIA 240º DIA 241º DIA 242º DIA 243º DIA 244º DIA 245º DIA 246º DIA 247º DIA 248º DIA


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 06/SET. - GUARDE O QUE RECEBEU ................................................................................................... 07/SET. - DIA DA DEPENDÊNCIA ............................................................................................................ 08/SET. - O CERTINHO ......................................................................................................................................... 09/SET. - ELOGIO PERIGOSO ....................................................................................................................... 10/SET. - VOCÊ É PERITO? ............................................................................................................................... 11/SET. - AS DUAS FONTES ............................................................................................................................. 12/SET. - CARA DE PAU ....................................................................................................................................... 13/SET. - DECISÃO FIRME ................................................................................................................................ 14/SET. - TOME MUITO CUIDADO ....................................................................................................... 15/SET. - NEM UM POUCO FÁCIL ........................................................................................................... 16/SET. - NÃO SUBESTIME ............................................................................................................................... 17/SET. - BENDITA TRIBULAÇÃO ........................................................................................................... 18/SET. - QUANDO VEM A AMEAÇA ................................................................................................. 19/SET. - POVO SALVO PELO SENHOR ............................................................................................. 20/SET. - DEFINIDO ................................................................................................................................................. 21/SET. - O REVOLTADO .................................................................................................................................... 22/SET. - COMO DIZ A ESCRITURA ..................................................................................................... 23/SET. - ARMAMENTO PESADO ........................................................................................................... 24/SET. - NÃO SE DEIXE DOMINAR ..................................................................................................... 25/SET. - O GRANDE DIA .................................................................................................................................. 26/SET. - ESPERAR CONTRA A ESPERANÇA ............................................................................ 27/SET. - CRÊ SOMENTE .................................................................................................................................... 28/SET. - PRIVILEGIADOS ................................................................................................................................ 29/SET. - LIMPEZA .................................................................................................................................................... 30/SET. - FUTURO ..................................................................................................................................................... 01/OUT. - DICA PARA LER MELHOR A BÍBLIA ...................................................................... 02/OUT. - COMO LIDAR COM ISSO? .................................................................................................. 03/OUT. - PARA SER PRÓSPERO EM TUDO .............................................................................. 04/OUT. - PASSO A PASSO PARA UMA NOVA VIDA ........................................................ 05/OUT. - FÉ FAJUTA ............................................................................................................................................. 06/OUT. - SEPARADOS POR DEUS ......................................................................................................... 07/OUT. - DE ONDE VOCÊ VEIO ............................................................................................................. 08/OUT. - CORRUPÇÃO EXTERIOR ..................................................................................................... 09/OUT. - HONRE A PALAVRA ................................................................................................................... 10/OUT. - O QUE DEUS NOS PEDE ........................................................................................................ 11/OUT. - CONVOCADO PARA O EXÉRCITO DO ALTÍSSIMO ............................ 12/OUT. - POR QUE VOCÊ AINDA NÃO É GRANDE? ..................................................... 13/OUT. - QUEM É O VENCEDOR? ....................................................................................................... 14/OUT. - A MENTE DE CRISTO ............................................................................................................... 15/OUT. - QUER PAZ E JUSTIÇA? ......................................................................................................... 16/OUT. - DA MANEIRA CERTA ............................................................................................................... 17/OUT. - NÃO SEM META .............................................................................................................................. 18/OUT. - ABUNDÂNCIA E POBREZA ............................................................................................... 19/OUT. - O MELHOR PERFUME QUE VOCÊ PODE USAR ..................................... 20/OUT. - PARECE QUE VOCÊ ESTÁ SONHANDO ............................................................. 21/OUT. - VAI TUDO BEM? ............................................................................................................................. 22/OUT. - PARA QUEM PRECISA DE FORÇAS ......................................................................... 23/OUT. - NA TERRA DO CONTRÁRIO ........................................................................................... 24/OUT. - CONDUTA EXEMPLAR ......................................................................................................... 25/OUT. - O QUE VOCÊ QUER QUE ELE FAÇA? ................................................................... 26/OUT. - SE VOCÊ QUER JUSTIÇA, APRENDA ....................................................................

249º DIA 250º DIA 251º DIA 252º DIA 253º DIA 254º DIA 255º DIA 256º DIA 257º DIA 258º DIA 259º DIA 260º DIA 261º DIA 262º DIA 263º DIA 264º DIA 265º DIA 266º DIA 267º DIA 268º DIA 269º DIA 270º DIA 271º DIA 272º DIA 273º DIA 274º DIA 275º DIA 276º DIA 277º DIA 278º DIA 279º DIA 280º DIA 281º DIA 282º DIA 283º DIA 284º DIA 285º DIA 286º DIA 287º DIA 288º DIA 289º DIA 290º DIA 291º DIA 292º DIA 293º DIA 294º DIA 295º DIA 296º DIA 297º DIA 298º DIA 299º DIA


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 27/OUT. - NÃO INTERESSA COMO ....................................................................................................... 28/OUT. - NEM TODOS SERÃO SALVOS ......................................................................................... 29/OUT. - O QUE É PACIÊNCIA?................................................................................................................. 30/OUT. - FAVOR DE QUEM? ........................................................................................................................ 31/OUT. - NOVOS COSTUMES DO MUNDO .............................................................................. 1/NOV. - NÃO SEJAMOS BURROS ........................................................................................................... 2/NOV. - O QUE VOCÊ PODE FAZER PELOS QUE MORRERAM? .................... 3/NOV. - MESMO NO MEIO DA GUERRA ..................................................................................... 4/NOV. - PERFEITO AOS OLHOS DE DEUS .................................................................................. 5/NOV. - O SEGREDO DO SUCESSO DE DAVI .......................................................................... 6/NOV. - DIGA-ME COM QUEM ANDAS ........................................................................................ 7/NOV. - CONTRA A MORTE ........................................................................................................................ 8/NOV. - A RETA JUSTIÇA ................................................................................................................................ 9/NOV. - A QUEM QUER SER DIGNO ............................................................................................... 10/NOV. - OS DIAS SÃO MAUS .................................................................................................................... 11/NOV. - CURTINDO O SOFRIMENTO .......................................................................................... 12/NOV. - CAUSA E CONSEQUÊNCIA ............................................................................................... 13/NOV. - NÃO ADIANTA SE DISTRAIR .......................................................................................... 14/NOV. - SEM RESERVAS ................................................................................................................................. 15/NOV. - QUAL É A SUA ESCOLHA? .................................................................................................. 16/NOV. - OLHANDO FIRMEMENTE ................................................................................................. 17/NOV. - DEUS NÃO QUIS OUVIR ...................................................................................................... 18/NOV. - SAIBA QUEM ESTÁ NO BARCO ................................................................................... 19/NOV. - AJA COM CORAGEM ................................................................................................................ 20/NOV. - O OLHAR DE DEUS ..................................................................................................................... 21/NOV. - PARA O REINO DE DEUS ..................................................................................................... 22/NOV. - O DESAFIO ............................................................................................................................................ 23/NOV. - O ESQUECIDO .................................................................................................................................. 24/NOV. - OS TRÊS PASSOS ............................................................................................................................. 25/NOV. - REPRIMA AS LÁGRIMAS ..................................................................................................... 26/NOV. - HOLOFOTES ....................................................................................................................................... 27/NOV. - PARA VENCER O MUNDO ................................................................................................ 28/NOV. - IMITADORES ..................................................................................................................................... 29/NOV. - USE O SEU ESCUDO .................................................................................................................. 30/NOV. - OS ESPINHEIROS ........................................................................................................................... 01/DEZ. - AS OVELHAS DO REBANHO ............................................................................................ 02/DEZ. - DICA DE UM ANJO ...................................................................................................................... 03/DEZ. - ALGUNS RECADOS DE DEUS ......................................................................................... 04/DEZ. - TRANQUILIDADE E CONFIANÇA ............................................................................ 05/DEZ. - SEM ALÇA ............................................................................................................................................... 06/DEZ. - SACRIFICARÃO? ............................................................................................................................. 07/DEZ. - RECONSTRUÇÃO ........................................................................................................................... 08/DEZ. - A CONFIANÇA IRRESTRITA ............................................................................................. 09/DEZ. - ASSIM AGE QUEM REALMENTE CRÊ ................................................................... 10/DEZ. - FALSA IMPRESSÃO ....................................................................................................................... 11/DEZ. - SENHOR, MESMO? ....................................................................................................................... 12/DEZ. - HONRANDO AO SEU SENHOR ..................................................................................... 13/DEZ. - O PODER DA DETERMINAÇÃO ................................................................................... 14/DEZ. - PACTO ETERNO .............................................................................................................................. 15/DEZ. - VOCÊ SE SENTE SOZINHO? .............................................................................................. 16/DEZ. - A LIBERTAÇÃO DEFINITIVA ............................................................................................

300º DIA 301º DIA 302º DIA 303º DIA 304º DIA 305º DIA 306º DIA 307º DIA 308º DIA 309º DIA 310º DIA 311º DIA 312º DIA 313º DIA 314º DIA 315º DIA 316º DIA 317º DIA 318º DIA 319º DIA 320º DIA 321º DIA 322º DIA 323º DIA 324º DIA 325º DIA 326º DIA 327º DIA 328º DIA 329º DIA 330º DIA 331º DIA 332º DIA 333º DIA 334º DIA 335º DIA 336º DIA 337º DIA 338º DIA 339º DIA 340º DIA 341º DIA 342º DIA 343º DIA 344º DIA 345º DIA 346º DIA 347º DIA 348º DIA 349º DIA 350º DIA


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 17/DEZ. - ONDE MORA A LUZ .................................................................................................................... 18/DEZ. - CUIDADO COM A BOCA ....................................................................................................... 19/DEZ. - A IRA DE DEUS ................................................................................................................................... 20/DEZ. - A RESTITUIÇÃO ................................................................................................................................ 21/DEZ. - VOCÊ ESTÁ EM UMA SITUAÇÃO RUIM? ............................................................ 22/DEZ. - EM QUE VOCÊ TEM PENSADO? ................................................................................... 23/DEZ. - O SEGREDO DO NOSSO TRABALHO ...................................................................... 24/DEZ. - QUEM MANDOU? .......................................................................................................................... 25/DEZ. - COMEMORAR O QUÊ? ............................................................................................................. 26/DEZ. - A MAIOR DE TODAS AS GUERRAS ........................................................................... 27/DEZ. - RECEITA PARA O NOVO ANO DAR CERTO ................................................... 28/DEZ. - PREPARANDO UM NOVO ANO .................................................................................... 29/DEZ. - ENQUANTO DORMEM ............................................................................................................. 30/DEZ. - O NOVO PACTO ................................................................................................................................ 31/DEZ. - PREPARANDO O FIM ................................................................................................................. CONTINUE ALIMENTANDO SEU ESPÍRITO

351º DIA 352º DIA 353º DIA 354º DIA 355º DIA 356º DIA 357º DIA 358º DIA 359º DIA 360º DIA 361º DIA 362º DIA 363º DIA 364º DIA 365º DIA


PROIBIDA A REPRODUÇÃO

Introdução

Há tempos tenho a ideia de fazer um livro que aborde as necessidades diárias e as respostas da Palavra. Percebo que muitos não têm o hábito de meditar na Palavra de Deus, outros não o fazem todos os dias. Mas os problemas vêm diariamente. Todos os dias você ouve conselhos, palavras de derrota, palavras de conformismo que podem matar seu espírito. Se a sua vida não for dirigida pela Palavra de Deus, será dirigida por essas palavras. E a escolha sobre qual palavra irá guiar a sua vida é exclusivamente sua. Algumas mensagens foram tiradas na íntegra do meu blog, outras foram adaptadas para este livro, mas a maioria é inédita, feita exclusivamente para que você tenha um alimento sólido para iniciar seu dia. A leitura das mensagens pode ser feita a qualquer horário, embora seja sempre melhor pela manhã, para levá-las na mente durante seu dia. Escolha um local bem iluminado, faça uma oração pedindo a Deus que lhe dê entendimento e oriente sua leitura. Recomendo que confira os versículos em sua Bíblia e mantenha um diário para anotar em que aquela palavra lhe foi útil. Assim, você será capaz de acompanhar o seu progresso. O segredo do desenvolvimento espiritual é a perseverança na prática da Palavra. Não adianta apenas ler se não praticar as orientações que recebeu. Mas se colocá-las em prática, esteja certo de que sua vida não será a mesma. Que este livro o auxilie a ler a Bíblia e a entender melhor tudo aquilo que Deus prometeu. Enquanto estiver aplicando esses ensinamentos, deixe seu comentário em meu blog bispomacedo.com.br contando como tem sido sua experiência de meditação diária na Palavra de Deus. Seja abençoado em o Nome do Senhor Jesus. Bispo Macedo


PROIBIDA A REPRODUÇÃO


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 1º DIA 1 de jan.

Feliz ano novo? “Pois disseste: O SENHOR é o meu refúgio. Fizeste do Altíssimo a tua morada. Nenhum mal te sucederá, praga nenhuma chegará à tua tenda.” (Salmos 91.9,10)

Não adianta dizer que desejo que você tenha um ano novo maravilhoso. Posso até desejar, mas sabemos que este mundo está caminhando para o fim e se aproxima a volta de Jesus. Cada ano será, inevitavelmente, pior do que o anterior. Para garantir que será guardado do mal que este mundo está sofrendo, é necessário ter um pacto com Deus. Está escrito que nenhum mal sobrevirá àquele que habita no esconderijo do Altíssimo. Faça dEle o seu refúgio. Faça dEle a sua proteção, o seu santuário. Refugie-se em Sua presença e creia na promessa feita pelo Deus que não pode mentir: “Nenhum mal te sucederá, praga nenhuma chegará à tua tenda”. Inicie este ano na presença de Deus. Tudo o que começa bem, termina bem. Ainda que o mundo esteja caindo ao seu redor, você terá paz dentro de si. Ainda que este ano, para o mundo, seja pior do que o anterior, haverá bênçãos abundantes na vida daqueles que têm sido fiéis a Deus e feito dEle a sua morada. Essa certeza de que você está seguro é a fé consciente. A fé que faz passar por tempestades, por vendavais. Essa fé sustenta nos momentos mais cruéis, é consistente e faz manter a confiança de que, aconteça o que acontecer, você estará seguro.

Escolha habitar no esconderijo do Altíssimo e garanta um novo ano de vitórias.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 2º DIA 2 de jan.

Vença os maus pensamentos “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.” (Filipenses 4.8)

Analise seus pensamentos. Tudo o que ocupa sua mente se encaixa nesses critérios? Mantenha em sua mente apenas o que for verdadeiro, justo, puro, bom, etc. A salvação não é fácil. Para conservá-la é preciso estar consciente de que fomos salvos, estamos salvos e seremos salvos – se permanecermos fiéis até o fim. Não há como permanecer fiel até o fim sem vencer os maus pensamentos. Quando o Senhor Jesus fala em porta estreita e caminho apertado (em Mateus 7.14), mostra quão difícil é a Salvação. Mas somente diante das tentações, desertos e desafios podemos entender o peso de Suas palavras. Um dos segredos para a manutenção da Salvação é a oração em espírito. Ela deve ser feita imediatamente após surgirem os maus pensamentos. Instantaneamente, sem palavras, na mente, e com toda a força, há de se expulsá-los, usando o nome de Jesus. Se não os resistimos de imediato, eles ganham força, ameaçam a boa consciência e, consequentemente, a Salvação. Por isso, a reação, por meio de breve oração mental, tem de ser imediata. Pensamentos são inevitáveis. Os positivos devem ser curtidos e alimentados. Os maus devem ser banidos, ainda que tenham a aparência de bons e pareçam fazer sentido. Não podemos impedi-los de vir, mas temos poder e autoridade para repreendê-los.

A partir de hoje, vigie seus pensamentos. E mantenha em sua mente apenas aquilo que é bom, puro, respeitável e verdadeiro.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 3º DIA 3 de jan.

Confiança “Esperei confiantemente pelo SENHOR; Ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro.” (Salmos 40.1)

Confiança é a segurança íntima com que se faz alguma coisa. Segurança que traz tranquilidade com relação à resposta. É a firmeza de ânimo que devemos possuir quando vivemos pela fé. Não importa a dificuldade que você passe neste dia, nem o que possa acontecer daqui para diante. Você tem a promessa de que será ouvido quando clamar e confiar. Com Deus não existe o “confiar desconfiando”. Ou confiamos com todas as nossas forças, ou não confiamos. É tudo ou nada. A partir de hoje, faça dessa prática uma constante em sua vida. “De manhã, SENHOR, ouves a minha voz; de manhã te apresento a minha oração e fico esperando.” (Salmos 5.3). Davi orava e ficava aguardando. Quando você telefona a alguém e pede que lhe traga algo, como se comporta? Provavelmente, se arruma e aguarda a encomenda. Essa mesma confiança na resposta Davi tinha em relação a Deus. Por que é tão mais fácil confiar em homens, que são falhos, do que em Deus, que jamais falhará? Para agradar a Deus, faça como Davi, que esperou confiantemente, mesmo antes de saber que tinha sido ouvido. Essa é a confiança que não se abala com o que vê ou ouve. Essa é a confiança que não tem a ver com sentimento. Essa firmeza de ânimo nos sustenta até a vitória.

Deus é o único digno de sua confiança. Creia que Ele já ouviu o seu clamor.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 4º DIA 4 de jan.

Imagem do mal x Imagem do Bem “O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal; porque a boca fala do que está cheio o coração.” (Lucas 6.45)

Quem fala o que é bom semeia o que é bom e colhe o que é bom. Quem fala o que é mau semeia o que é mau e colhe o que é mau. Satanás é espírito. Trabalha com a palavra na boca de seus filhos; palavras de dúvida, de medo, de preocupação, de estímulos para o mal, de terror, para derrubar. Deus é Espírito. E diz que todo o cuidado na pronúncia das palavras é pouco, porque elas carregam bênçãos ou maldições. Deus trabalha com a Palavra na boca de Seus filhos; Palavras de fé, de edificação, de exortação, de consolo, de estímulo para o bem, para erguer do pó o desvalido. Hoje – e para sempre – cuide as suas palavras. Antes de falar, conte até dez. Sua palavra vai produzir vida ou morte. Quando fala uma palavra de vida para alguém, essa palavra é para você também; quando fala uma palavra de morte para alguém, essa palavra é para você também. Seus lábios honram mais as trevas do que a Luz? Confessam mais as ações do mal do que do bem? Sua vida é reflexo da palavra que você tem confessado. Aprenda a semear palavras que vão ao encontro de sua necessidade: “eu creio”, “eu vou conseguir”, “eu não tenho medo”, “vou continuar até conseguir”. Essa é a fé que faz levantar os caídos, que dá vista aos cegos. Na boca dos filhos de Deus, as palavras são espírito e vida. (João 6.63)

Sua vida é reflexo da palavra que você tem confessado.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 5º DIA 5 de jan.

O Pão nosso de cada dia “Eu irei adiante de ti, endireitarei os caminhos tortuosos, quebrarei as portas de bronze e despedaçarei as trancas de ferro; dar-te-ei os tesouros escondidos e as riquezas encobertas, para que saibas que Eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome.” (Isaías 45.2,3)

Esta Promessa passa mais do que esperança; Transmite força, ânimo, coragem, fé. Sobretudo, VIDA. Sim, o Próprio Espírito da Vida. Para quem crê. Dispensa interpretação. Mas depende de convicção. Beba e curta o Espírito de Seu Autor.

Deus promete ir adiante de você, endireitar o que estiver torto, liberar seu caminho e lhe prosperar. Diante disso, o que temer?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 6º DIA 6 de jan.

Confessar e abandonar “Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo.” (1 João 2.1)

Cair em tentação não significa necessariamente perder o Espírito Santo. Manter-se no pecado resistindo à Voz dEle, isso sim, pode ser fatal. Quem mesmo batizado com o Espírito Santo, nunca teve deslizes na vida? Ninguém, salvo o Senhor Jesus. Se cair em tentação, confesse o pecado e abandone-o imedia­tamente. Todos somos passíveis de erros, mesmo selados com o Espírito Santo. Afinal de contas, somos casas de barro. Porém, todos os selados têm a direção do Espírito alertando quanto à permanência no pecado. Caso não haja o arrependimento imediato, isso significa seguir “apagando o Espírito”. Os não batizados com o Espírito Santo não têm o discernimento espiritual. Por conta disso, são mais vulneráveis aos ataques do mal. Daí a razão de se investir forte no recebimento do Espírito Santo para manter-se são e salvo.

Não se mantenha na prática do erro. Você tem um Advogado, que defenderá sua causa se você abandonar o pecado.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 7º DIA 7 de jan.

Exercício de fé “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em Mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; Eu venci o mundo.” (João 16.33)

O Senhor Jesus nos garante paz, mas essa paz é interior; vem da confiança nEle. Ele nunca nos prometeu a ausência de problemas. Você vence um problema, logo outra dificuldade aparece, pronta para ser vencida. Deus nunca vai permitir que você seja perfeitamente feliz, pois se você não tiver problema algum, vai relaxar na fé. Enquanto estiver neste mundo, você vai ter problemas. O que o Senhor Jesus nos deixa claro é que nossa alegria deve estar em saber que Ele venceu o mundo. Se estamos com Ele, obviamente também venceremos o mundo. Porém, não há como vencer se não houver guerra. A guerra existe para possibilitar a vitória. Só vence quem luta, não quem se entrega aos problemas e à acomodação. Quem é de Deus e vive nessa luta constante contra os problemas, não é espiritualmente sedentário. Assim como os competidores esportivos estão sempre exercitando seus músculos para manter o título, o combatente da fé jamais fica sedentário. Luta, sacrifica, e mantém a sua salvação.

Tenha bom ânimo, veja os problemas como uma oportunidade de exercitar sua fé e vencer.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 8º DIA 8 de jan.

Socorro bem presente “O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.” (Salmos 46.11)

Se Deus é o seu refúgio, se Ele é a sua fortaleza, você não precisa temer os problemas, por maiores e piores que eles sejam. Se a sua vida está totalmente no Altar, se Ele é o seu refúgio, o seu esconderijo, você está protegido. “Deus é nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. Portanto, não temeremos, ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares, ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam. Há um rio, cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; jamais será abalada (...) Aquietai-vos e sabei que Eu sou Deus.” (Salmos 46.1-5;10) Ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem, ainda que as águas tumultuem, o rio do Espírito Santo corre tranquilo no santuário e Deus promete estar conosco. Cabe àquele que crê obedecer à ordem do Senhor: “Aquietai-vos e sabei que Eu sou Deus”.

Aquiete seu coração hoje e creia que Deus está com você, confie no que Ele prometeu: aquele que O tem como refúgio, tem nEle socorro e proteção.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 9º DIA 9 de jan.

Em nada duvidando “Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa; homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos.” (Tiago 1.6-8)

Preocupações, ansiedades e medos são sentimentos gerados pelas dúvidas. Qualquer um deles é capaz de travar ou atrasar um projeto pessoal. O Espírito Santo tem sido comigo, porém, nos meus cinquenta anos de convertido, nunca consegui Sua ajuda enquanto manifestei preocupação, ansiedade ou medo. Esses são sinais claros de dúvidas. E o que duvida é como as ondas do mar, jamais se firma. A Palavra de Deus é bem clara: se você quer alcançar alguma coisa de Deus, mantenha-se firme, em nada duvidando. É necessário manter firmeza de fé, pois a resposta depende da sua certeza e confiança nEle. A reação de Deus depende da ação da fé. Isto é, depende da certeza de que Ele fará o que prometeu que faria, segundo a Sua vontade. Não adianta ser religioso, caridoso, fiel e fervoroso em algumas coisas, se não se despojar das preocupações, ansiedades ou do medo de não conseguir. Mas como se despojar desses sentimentos? Como alcançar essa firmeza de fé? Simples: com atitude. Quando fizer sua oração hoje, lute contra as suas dúvidas e escolha crer. Sim, crer é uma decisão.

Decida crer e manter-se firme na sua fé. Caminhe, a partir de hoje, pela fé, e veja os resultados.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 10º DIA 10 de jan.

O segredo da eterna juventude “Não sabes, não ouviste que o Eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem Se cansa, nem Se fatiga? Não se pode esquadrinhar o Seu entendimento. Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.” (Isaías 40.28-31)

É natural se cansar. Não apenas pelo esforço de alguma atividade, mas também pelos problemas e lutas do dia a dia. Mas Deus não se cansa, não se fatiga. Ele não se cansará de lutar a causa do Seu povo. Cheios do Espírito de Deus, os que esperam nEle serão como Ele: não se cansarão, nem se fatigarão, não importando quanto corram, não importando quantos anos tenham ou quão alto voem. Para eles, há a promessa de multiplicação das forças. Sem Deus, até os moços caem exaustos. Com Deus, as forças se renovam, independentemente da idade. Se você está cansado, lembre-se desta Palavra. A força não vem dos seus músculos, da sua juventude ou mesmo da sua saúde. A força vem do Espírito e é isso que você pode receber hoje, pois já lhe foi prometido. Ele é o segredo da eterna juventude.

Suas forças são renovadas e multiplicadas agora.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 11º DIA 11 de jan.

Para vencer os desafios “Mas buscai primeiramente o Reino de Deus e Sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6.33)

A cada novo dia, novos problemas. Não bastassem os do dia anterior, ainda não resolvidos, outros desafios aparecem. Eles devem ser enfrentados e vencidos, sem dúvida. Há a vontade de resolver os problemas circunstanciais, pois eles gritam alto. Gritam, pois não querem que você ouça a verdade que os fará perder as forças. Porém, o Senhor Jesus nos revelou o segredo que o fará alcançar o que necessita. O conselho é claro e dirigido aos ansiosos para resolver as necessidades deste mundo: busque, primeiro o Reino de Deus e a Sua justiça. Buscar o Reino de Deus e Sua justiça é buscar o próprio Espírito de Deus. Não importa os problemas que você tem enfrentado, use a cabeça e priorize sua vida espiritual. Ao alcançar esse Tesouro, todas as outras conquistas acontecerão naturalmente, a seu tempo. Ainda que em meio às turbulências, fixe sua atenção nesse conselho, esqueça o grito dos problemas à sua volta. Em vez de pensar em todas as dificuldades e impossibilidades da vida, mantenha seus pensamentos ligados em Deus, fixos na Palavra que traz Vida. Todas as coisas serão acrescentadas. Todas. Sem exceção.

Busque primeiro as conquistas espirituais e as respostas serão acrescentadas à sua vida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 12º DIA 12 de jan.

Duvide da dúvida “... O deus deste mundo cegou os pensamentos dos incrédulos para que não lhes resplandeça a luz do Evangelho da Glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.” (2 Coríntios 4.4)

Paulo disse que o deus deste mundo tem cegado a mente dos incrédulos para não compreenderem o Evangelho. Eu vou além: os espíritos imundos têm impedido os povos de exercitar o raciocínio nos pensamentos de Deus. Normalmente, as pessoas têm preguiça de pensar. Querem tudo mastigado. Isso tem dificultado muito sua libertação. É preciso resistir no pensamento! Devemos duvidar dos pensamentos de dúvida; duvidar do medo e duvidar da preocupação, fundamentados no que Deus falou e está escrito. Mente, intelecto, razão ou entendimento é o lugar de decisão. Decisão entre escolher e obedecer ao Bem ou ao mal. Quando se decide obedecer à Palavra do Bem, o mal é neutralizado. Por conta disso, o mal tem investido forte para tentar impedir que os pensamentos de Deus cheguem ao intelecto humano. Sabe que se isso acontecer a pessoa será livre da sua prisão, depressão ou seja lá o que for. Jesus disse: “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8.32) O conhecer se dá na mente. Se quisesse Sua verdade no coração, diria: sentireis a verdade...

Questione os pensamentos de dúvida, escolha crer.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 13º DIA 13 de jan.

Força para vencer

“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável. Não me repulses da Tua presença, nem me retires o Teu Santo Espírito. Restitui-me a alegria da Tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário. Então, ensinarei aos transgressores os Teus caminhos, e os pecadores se converterão a Ti.” (Salmos 51.10-13)

Davi foi perdoado após essa oração, pois Deus viu nele sincero arrependimento. Ao receber o perdão e ter restituída a alegria da salvação, ele pede: “sustenta-me com um espírito voluntário”. O que sustenta e evita a reincidência no erro é aprender a dar. Para se manter firme, há que se desenvolver espírito generoso, que não pensa em si mesmo, que se alegra em ensinar, em ajudar, em dar. Quem não olha para o seu próprio umbigo, para suas próprias vontades, quem não olha para seus próprios interesses e prazeres, não tropeça, pois mantém os olhos fixos no caminho, no alvo. O espírito voluntário é um espírito inabalável. O coração generoso é um coração puro. A sorte de Jó foi mudada quando ele orava por seus amigos (Jó 42.10). Quando deixou de se preocupar consigo mesmo e obedeceu a Deus, voltando seus olhos para quem precisava, Jó passou a pensar como Deus. Deus não pensa em si mesmo. Se pensasse, ninguém mais existiria. “Se Deus pensasse apenas em Si mesmo e para Si recolhesse o Seu espírito e o Seu sopro, toda a carne juntamente expiraria, e o homem voltaria para o pó”. (Jó 34.14,15) Busque desenvolver esse espírito voluntário. Faça dessa oração de Davi a sua própria oração hoje. E Deus o sustentará.

Busque ter um coração puro e um espírito inabalável.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 14º DIA 14 de jan.

4 passos para vencer a ansiedade “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.” (Filipenses 4.6)

1 - Não seja ansioso por nada, nem para receber o Espírito Santo! 2 - Apresente sua petição a Deus, seja pela oração, seja pela súplica e, 3 - Aguarde, espere e creia sem cobranças de si mesmo e de Deus a resposta. 4 - Dados estes três passos, manifeste sua fé. Imagine-se respondido. Dê graças a Deus, louve Seu Nome, enfim, mantenha-se em estado alegre de quem já recebeu o pedido. Se você fizer sua parte, o Senhor Jesus fará a dEle; Se não fizer agora, fará daqui a pouco; Se não fizer daqui a pouco, fará mais tarde.. Se não fizer mais tarde ou hoje, fará amanhã… Se não fizer amanhã, fará depois de amanhã… Mantenha-se nesse ritmo de espera confiante. Enquanto isso, as ansiedades, preocupações e medos desaparecerão. Você não tem ideia do quão rápido seu sonho se realizará!

Siga esses passos e tenha a vida realizada, em o Nome do Senhor Jesus Cristo!


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 15º DIA 15 de jan.

Como se tornar amigo de Deus? “Vós sois Meus amigos, se fazeis o que Eu vos mando.” (João 15.14)

O segredo para conquistar a amizade de Deus: obediência. A obediência mede sua fé; ninguém obedece a alguém em quem não acredita. Deus se referiu a Abraão como “Meu amigo” (Isaías 41.8) por ter visto nele essa obediência. Desde que se casou, ele tinha o sonho de ter um filho. O casal já era de idade avançada quando conseguiu o que tanto queria. Poucos anos depois, sem explicação alguma, Deus lhe diz para pegar o filho, caminhar três dias ao monte Moriá e sacrificar a criança para Ele. Assim acontecem as provas; surgem sem explicação e exigem resposta da nossa fé. A Bíblia não diz que Abraão reclamou. É óbvio que dentro dele havia uma dor quase insuportável. Ele teve três dias para andar até o Monte Moriá; teve três dias para desistir. Cada passo era um parto. Iria retalhar o sonho que demorou mais de meio século para alcançar. Mas obedeceu. Abraão foi provado em seus limites e foi aprovado por Deus ao sacrificar seu sonho. Uma fé sem limites também traz milagres sem limites. Na hora H, Deus o impediu de matar a criança, pois viu em sua determinação uma fé maior que o sentimento. Nem a dor o impediu de crer. Essa é a fé que trouxe a Abraão mais do que ele jamais sonhou. Ele só queria um filho, mas seu novo Amigo lhe jurou: “Certamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus (...) a tua descen­ dência possuirá a terra de seus inimigos, nela serão benditas todas as nações da terra, porquanto obedeceste à Minha voz.” (Gênesis 22.17,18)

Ninguém nunca perdeu por obedecer a Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 16º DIA 16 de jan.

Siga as instruções “Servireis ao SENHOR, vosso Deus, e Ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e tirará do vosso meio as enfermidades.” (Êxodo 23.25)

Moisés recebeu essa orientação de Deus e a repetiu aos filhos de Israel. Porém, havia uma condição: a promessa seria válida apenas para aqueles que servissem ao Senhor. Isto é, quem servisse ao Senhor não apenas teria suas necessidades supridas, mas também seria curado de suas enfermidades. Se você serve a Deus, deve saber que já tem essas bênçãos garantidas. São suas por direito. Essa é a vontade de Deus, que Ele deixou registrada desde o princípio. É muito importante que sigamos essas instruções e tenhamos uma fé simples, uma fé criança. Esse tipo de fé tem pureza e essa pureza traz bene­ fícios indizíveis, faz milagres impossíveis. Uma fé sincera é uma consciência pura. Algo sublime diante do Altíssimo. Como Ele mesmo disse: “Da boca dos pequeninos e crianças de peito tiraste perfeito louvor” (Mateus 21.16). Deus se agrada desse louvor; o louvor dos pequeninos. Quando apresen­ tamos uma fé criança, essa fé de pequeninos, sincera, inocente, pura, somos abençoados. Ela é pura porque não dá espaço para dúvida. Essa fé pura ouve, aceita e crê, porque sabe que a palavra que ela está ouvindo é a Palavra de Deus.

Siga as instruções da Palavra, aceitando com a pureza de uma criança.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 17º DIA 17 de jan.

Acenda a luz “São os teus olhos a lâmpada do teu corpo; se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; mas, se forem maus, o teu corpo ficará em trevas.” (Lucas 11.34)

A malícia é o tipo de pecado que mata aos pouquinhos. Enquanto a pessoa se nutrir de má intenção, jamais terá a atenção Divina. Adianta fidelidade nos dízimos e malícia no coração? Não seria isso tentativa de agradar a Deus e ao diabo? É possível o mal-intencionado ser visitado por Deus? Esse tem sido um dos maiores ENTRAVES na vida de muita gente religiosa; veem tudo com maus olhos… Veem o pastor com malícia, veem as ofertas com malícia, veem as demais pessoas com malícia… O conselho de Jesus é claro: mantenha seus olhos bons, para que você ande sempre na luz. Quem anda em trevas, não enxerga nada, nunca chega a lugar algum. “Repara, pois, que a luz que há em ti não sejam trevas.” (Lucas 11.35) Nada mais errado do que uma luz que é escuridão.

Seus olhos são a luz do seu corpo. Elimine de seus olhos toda a malícia, para andar na luz.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 18º DIA 18 de jan.

Relacionamento íntimo “Agrada-te do SENHOR, e Ele satisfará os desejos do teu coração.” (Salmos 37.4)

Essa dica preciosa foi revelada profeticamente pelo salmista e rei Davi. O que mais pode agradar ao Senhor, senão um relacionamento diário, íntimo e profundo com Ele? Foi justamente com esse objetivo, o de ter esse tipo de relacionamento, que Deus criou o ser humano. Quando desenvolvemos esse relacionamento com Ele, nossos desejos se aproximam aos desejos dEle. Andamos de acordo com Sua vontade e, por isso, temos a garantia de que nossos desejos serão satisfeitos. Não os desejos do coração corrupto e carnal, mas os desejos de um coração segundo o coração de Deus. Os desejos do novo coração. Por isso sua prioridade deve ser buscar o Espírito de Deus. Só quem nasce do Espírito recebe um novo coração; coração segundo o coração de Deus; coração que sente os sentimentos de Deus; coração sedento pelos perdidos… “Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne.” (Ezequiel 36.26)

Para agradar a Deus, desenvolva um relacionamento com Ele por meio do Espírito Santo. Essa deve ser sua prioridade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 19º DIA 19 de jan.

Receita para prosperar “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo, ceifaremos, se não houvermos desfalecido.” (Gálatas 6.9)

As necessidades diárias desviam nossos olhos para nosso próprio umbigo. O que interessa ao homem hoje são as suas contas, os seus problemas, a sua vida, a sua família, o seu futuro, os seus sonhos, a sua dor, o seu interesse, o seu, o seu, o seu... No natal, as propagandas o levaram a querer dar presentes, a querer dar feliz natal, a querer dar cartões... por que, depois de janeiro, resolveu que não era mais hora de dar? Generosidade com data marcada não é generosidade. Não cansemos de fazer o bem. Não importa se somos correspondidos ou não, se somos compreendidos ou não. A Palavra de Deus diz que ceifaremos. Se não desistirmos, colheremos aquilo que temos plantado. Em outra ocasião, diz: “A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado.” (Provérbios 11.25) Isto é, quem dá, recebe. Se você quiser prosperar, deve ser generoso. Se você quiser matar sua sede, deve dar de beber a alguém. Se quiser amor, deve amar. Se quiser atenção, deve dar atenção. Você não receberá o que não der. É uma lei fixa de Deus. A natureza funciona assim. Quem planta, colhe. E você só colhe aquilo que plantar.

Plante aquilo que você quer colher.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 20º DIA 20 de jan.

Nas tribulações “…gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.” (Romanos 5.2-4)

Ou seja, da mesma forma como devemos alegrar-nos na esperança da glória de Deus, também devemos alegrar-nos nos problemas cotidianos. São eles que nos ensinam, na prática, a perseverança, as experiências de fé e a conservar nossa esperança. Isso significa materialização da fé sobrenatural. São os desertos que amadurecem e preparam os servos de Deus. Se Jesus teve de ser levado ao deserto pelo Espírito Santo para ser preparado, como nós haveremos de evitá-lo? A fé não é ferramenta apenas de conquistas gloriosas, mas também de defesa nas dificuldades.

Quando estiver no deserto, aproveite para exercitar a sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 21º DIA 21 de jan.

Onde está seu tesouro? “Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.” (Mateus 6.21)

O valor do homem é definido pelo tipo do objeto que ele ama e a que se consagra. Onde estiver o seu tesouro, aí estará a sua vida. Se o seu tesouro é Jesus, então a sua vida é toda dedicada a Ele, nada e ninguém poderá atingir o seu coração. Pois se o seu tesouro é Jesus, seu coração está em Jesus. Quem poderá tocar nele? Mas se o seu tesouro estiver nas coisas perecíveis, ou no marido, na esposa, no filho ou em sua própria reputação, então seu coração estará nessas coisas. Quando isso for atacado, seu coração será atingido. Por essa razão, nos foi dito: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.” (Provérbios 4.23) A verdade é que quando colocamos a nossa vida em Deus, com sinceridade, fazendo dEle o nosso tesouro, recebemos o retorno: “Mas buscai primeiramente o Reino de Deus e sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6.33)

Seja sábio e faça do Senhor Jesus o seu tesouro, para que sua vida e seu coração estejam guardados.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 22º DIA 22 de jan.

O bom combate “Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado...” (1 Timóteo 6.12)

O bom combate da fé é resistir às dúvidas; resistir às palavras negativas; resistir às palavras que nos colocam para baixo. Se você dá ouvidos a uma palavra mal colocada, diminui dentro de si a certeza de Deus. Se deixar essa semente maligna ficar no coração, ela vai crescer e multiplicar. Rejeite a palavra negativa, pois sua vida depende da sua fé. A fé é o que nos faz tomar posse da vida eterna. Por isso, temos de protegê-la, blindá-la. Isso é muito sério. A fé é como a bateria de um celular, se não estiver conectada ao carregador, vai acabando. Não é necessário estar dentro da igreja carregá-la, basta manter os pensamentos ligados em Deus, em Suas promessas. Assim, estará automaticamente protegendo, blindando a sua fé – e a bateria não se esgotará. Mas se der ouvidos a conversas fiadas, sua bateria se gastará e você terá de fazer um esforço maior para que seja carregada novamente. Proteja sua fé, mais que sua família, mais que seus filhos, mais que tudo. Sua vida depende da sua fé; essa fé tem de estar pura, sem qualquer má consciência, para trazer frutos, não apenas para benefícios aqui na Terra, mas também – e principalmente – para a eternidade.

Proteja a sua fé, acima de qualquer outra coisa.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 23º DIA 23 de jan.

Seja independente “Porém vai só, age e sê forte; do contrário, Deus te faria cair diante do inimigo, porque Deus tem força para ajudar e para fazer cair.” (2 Crônicas 25.8)

Você não depende das orações do pastor, não depende de guia espiritual, não depende de ninguém, além de Deus, para conseguir vencer suas lutas. Não espere por ninguém. Vai só, age e sê forte. A coragem é o pré-requisito para ter Deus ao nosso lado nas batalhas. Deus não é Deus de covardes, mas de corajosos; corajosos porque sabem em quem têm crido. Graças a Deus pelas guerras, porque elas revelam os covardes e os corajosos. É a guerra que mostra de que lado você está; a guerra mostra qual é o lado que você escolheu. Quem é de Deus não teme a nada, não teme a guerra, não foge da batalha. Sabe que para ganhar a guerra deve agir e depender somente de Deus. Agir, ir só e ser forte. Essa é a receita para receber a ajuda de Deus, manter-se de pé diante do inimigo e conquistar a vitória.

Não dependa de ninguém além de Deus e de sua atitude para conquistar a vitória.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 24º DIA 24 de jan.

Remédio contra ansiedade “...não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer, nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir.” (Lucas 12.22)

Há pessoas que estão constantemente na igreja e ainda não receberam resposta para suas orações. Oram, jejuam, recebem orações e ainda assim continuam com os mesmos problemas. Pensam: “Deus me abandonou, pois eu já orei tanto, já fiz tudo aquilo que tinha que fazer e ainda continuo na mesma situação...” Por que isso acontece? Está escrito: “Não andeis ansiosos...” O que acontece quando uma pessoa está com um problema ou uma grande aflição e a resposta demora? A pessoa se torna ansiosa. Ansiedade é sinônimo de dúvida, de falta de fé. Uma ação constante do mal na mente da pessoa. Por isso, embora ore, jejue ou fique 24 horas na igreja, continua com o pensamento fixo no problema e, assim, a sua fé se torna infrutífera. A dúvida é uma característica das trevas e a fé é a luz. Que comunhão pode haver entre as trevas e a luz? Não adianta demonstrar fé se ainda abriga a dúvida em seu coração, pois ela neutraliza a sua fé. Dar ouvidos à dúvida é dar ouvidos à palavra de satanás. Quando for orar, não se fixe no seu problema, entregue esse problema. Você já fez o que tinha que fazer, como espera alcançar alguma coisa sem confiar? Sem crer, como ser respondido? Enquanto ficar pensando no marido ou no filho, nem eles nem você receberão coisa alguma. Não se atemorize nem se inquiete. Esta é a solução para qualquer tipo de problema.

Combata a ansiedade, ela neutraliza a sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 25º DIA 25 de jan.

Como se livrar do peso “... desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta.” (Hebreus 12.1)

Temos obrigação de nos desembaraçar do peso que provoca dúvida. A dúvida é a mãe de todas as desgraças que existem na face da terra. Qualquer atitude que você tomar com dúvida, será errada. Porém, na fé, até mesmo a decisão errada se torna certa. Faça um bem a si mesmo: desembarace-se desse problema que traz consigo. Votos não cumpridos, mágoas, inseguranças, medo, malícia, desconfiança. Livre-se desses problemas, pois são pesos que você tem carregado e que atrasam sua caminhada. Pegue todos os envelopes que tem em casa, de votos que não conseguiu cumprir, peça perdão a Deus pelo voto precipitado e devolva. Uma vez que se livrou daquela dívida, sua fé fica desembaraçada. Você não pode mais ser acusado pelo diabo ou por sua consciência. Se você tem sua vida embaraçada por sentimentos de mágoa contra terceiros, precisa se ver livre desses sentimentos. Têm sido uma âncora que o impede de sair do lugar. Peça perdão, ore pela pessoa que o magoou. Ainda que seja difícil, faça. Você tem que fazer alguma coisa para se desembaraçar dessa maldição. O mesmo vale para a malícia, a desconfiança, os maus olhos. Se esforce para olhar apenas o lado bom das pessoas. Qual é o peso que tem embaraçado seus passos? Livre-se dele hoje.

Livre-se hoje desse peso que o impede de avançar.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 26º DIA 26 de jan.

Uma Revelação “Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus.” (1 Coríntios 1.18)

Incrédulos e crentes relaxados não têm acesso à fé reveladora. Esta tem sido loucura para os que se perdem. Como uma energia celestial, a fé não vem do nada, não se aprende na escola e muito menos se nasce com ela; antes, é uma dádiva de Deus aos sinceros e humildes de espírito que têm atenção para com a Sua Palavra (veja em Romanos 10.17). Mas, não tenha dúvida, ela é uma revelação Divina. Entenda essa Palavra: Quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do SENHOR? (Isaías 53.1) Ou seja, quem foi habilitado a crer senão aquele a quem foi revelado? Revelado o quê? O braço do Senhor! O Seu poder… Quantos querem crer e não conseguem? A Revelação da loucura da fé só é concedida a gente sincera e humilde de espírito; gente que, apesar de muitos pecados, ainda assim, tem sincero desejo de deixá-los. Não fique triste ou abatido; não busque piedade de ninguém por meio de confissões negativas. Antes, alegre-se por já ter recebido a Revelação da Fé e mantenha-se firme na guerra, porque a sua vitória está mais perto do que você imagina. Que o Senhor Jesus seja glorificado na sua vida!

Seja humilde e sincero e se mantenha firme na guerra. A você a fé foi revelada.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 27º DIA 27 de jaN.

Coluna da Fé “O SENHOR ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite.” (Êxodo 13.21)

Deus permite dúvidas, medos, maus pensamentos, tentações e demais dificuldades como permitiu aos filhos de Israel ao passarem pelo deserto rumo à Terra Prometida. Em compensação, da mesma forma como Ele ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem… e durante a noite, numa coluna de fogo, também continua guiando os obstinados com a Coluna da Fé, revelação dos escolhidos. Audácia, decisão, coragem, determinação, intrepidez, arrojo e, sobretudo, obstinação são o mínimo que o Senhor dos Exércitos espera dos que almejam tomar posse do PRÊMIO da Salvação. Portanto, não perca a visão da Coluna da Fé neste deserto! Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite. (Êxodo 13.22) Da mesma forma, Ele nunca se apartará daqueles que O seguem. Acima de tudo o que você tem sentido de ruim, você também tem visto e percebido a Coluna da Fé ardendo no seu íntimo, não é mesmo? Então, não desvie a visão para as picuinhas que estão embaixo! Deus é contigo!

Jamais perca a visão da Coluna da Fé neste deserto.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 28º DIA 28 de jan.

Vida abundante “Se permanecerdes em Mim, e as Minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito.” (João 15.7)

Se você quiser ter seus pedidos respondidos por Deus, deve manter-se ligado a Ele. Permaneça nEle e certifique-se de que a Palavra dEle permaneça em você. Isto é, não permita que a dúvida se instale em seu coração. Se você submeter os seus pensamentos e o seu coração ao que está escrito na Palavra de Deus, coisas grandiosas e gloriosas ocorrerão na sua vida. O que Deus mais deseja é que você tenha vida em abundância, não uma vidinha medíocre, de miséria e sofrimento. Ele disse: “Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância.” (João 10.10) Há inúmeras promessas de Deus para cada um de nós. Só que para cada promessa há uma condição, um preço a se pagar. Apresente sua fé, sua confiança, de toda a sua alma e com as suas forças. Quando há uma entrega absoluta, total e irrestrita, vem da parte de Deus um retorno, uma resposta, e a vida abundante da qual Ele é o doador. É aí que acontecem grandes conquistas na vida.

Submeta seus pensamentos e seu coração ao que está escrito na Palavra de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 29º DIA 29 de jan.

Acredita ou Crê? “Se alguém tem sede, venha a Mim e beba. Quem crer em Mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva”. (João 7.37,38)

A maioria não faz ideia da diferença entre acreditar e crer. Quantos têm sido enganados por terem acreditado na Bíblia e não crido nela? Acreditado em Jesus e não crido nEle? Acreditar e crer soam quase a mesma coisa na linguagem atual, mas nos escritos originais do N. Testamento, o grego, o verbo crer significa muito além. Acreditar é como dar um voto de crédito por algum tempo; crer é como dar um voto de crédito por todo o tempo. Podemos dizer que acreditar é namorar sem compromisso. Crer é casar sem direito a divórcio. Em termos bíblicos, crer envolve dedicação total da vida à pessoa em quem se crê; significa honrar a palavra empenhada no compromisso assumido no Altar até a morte. Muitas pessoas têm acreditado em Jesus, mas não crido nEle. Estão mais preocupadas em receber do que dar; receber o Espírito Santo, receber paz, receber alegria, receber nova vida, receber, receber e receber… Crer em Jesus exige renúncia total da vida. Que tipo de relacionamento você tem tido com Ele? Crido ou acreditado nEle? Não adianta tentar iludi-Lo, porque Ele conhece bem o seu íntimo. Sabe se você só quer namorar, flertar, ficar ou ser amante; mas conhece também os que querem compromisso por toda a eternidade.

Assuma um compromisso com Jesus e honre a palavra empenhada.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 30º DIA 30 de jan.

Clame “Clamou este aflito, e o SENHOR o ouviu e o livrou de todas as suas tribulações (...) Provai e vede que o SENHOR é bom; bem-aventurado o homem que nEle se refugia.” (Salmos 34.6;8)

Observe que primeiro o aflito teve de clamar para, então, ser atendido e ver-se livre de todas as suas tribulações. Muitos estão dispostos a se humilhar diante dos homens, pedindo ajuda, mas não têm disposição para se humilhar diante de Deus. É por isso que se machucam neste mundo. Porém, aquele que se humilhar diante do seu Criador será atendido. Ele atende ao clamor do aflito. Qual o problema que você tem vivido? Tem dificuldades financeiras e vive rodeado de dívidas? Vem sofrendo com uma enfermidade e não vê solução? Todas as vezes que a pessoa, independentemente de sua religião, sexo, cor, idade, classe social ou nacionalidade, clama, Ele responde. Não tem mistério nem barreiras, é simples e fácil. Eis dois recados do Altíssimo aos aflitos: “Invoca-Me no dia da angústia; Eu te livrarei, e tu Me glorificarás.” (Salmos 50.15) “Invoca-Me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes.” (Jeremias 33.3) Faça essa prova, creia, e verá a bondade de Deus. Se refugie nEle, esconda-se nEle e você será feliz. Não é mágica, nem acontece do dia para a noite. Mas essa é a única garantia que você pode ter de se ver livre de todas as suas aflições: clame, creia e verá.

Clame a Deus, se humilhe diante dEle.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 31º DIA 31 de jan.

Exercício do Perdão “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens [as suas ofensas], tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas.” (Mateus 6.14,15)

O perdão de Deus depende do nosso perdão. Mas como perdoar se não sinto vontade, se não consigo esquecer o mal que me foi feito? Como posso obrigar meu coração a perdoar? Não pode. Ninguém consegue controlar os impulsos do coração. Ele é rebelde contra Deus, quanto mais conosco! Como então obedecer ao Senhor Jesus e perdoar? O coração pode ser o que for, mas ele jamais controla a razão quando a pessoa é decidida. Use seu intelecto e ore por quem o feriu. Mencione seu nome diante de Deus, peça-Lhe para abençoá-la e coisas desse tipo… Mesmo que o coração grite, esperneie e sinta ódio, o importante é você usar a razão, o intelecto e OBEDECER à palavra de Jesus e pronunciar palavras de bênçãos à outra pessoa. É óbvio que o Espírito Santo, mediante esse esforço de fé, removerá os sentimentos do seu coração. Você fica livre do câncer da alma para receber o perdão de Deus, o batismo com o Espírito Santo, a salvação e todas as demais bênçãos que Ele prometeu.

A mágoa só faz mal a você. Obedeça à palavra de Jesus, perdoe e colha os resultados dessa atitude.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 32º DIA

1 de FEV.

Não sofra sozinho “Buscai o SENHOR e o Seu Poder; buscai perpetuamente a Sua presença.” (1 Crônicas 16.11)

Deus espera que O busquemos. Quantos pais gostariam de ajudar seus filhos, mas não podem, pois já são adultos e não os ouvem? O filho quer fazer o que bem entende com sua vida e, por isso, não dá satisfação à mãe ou ao pai. Porém, se depois de sofrer muito, o filho pede ajuda ao pai, então, ele pode auxiliá-lo, dar conselhos, buscar uma saída para aquele filho. Assim é com Deus. Ele fica esperando que Seus filhos se voltem para Ele, para que, então, possa responder e ajudar. Não sofra sozinho, não culpe a Deus pelos seus infortúnios. Quem sabe Ele esteja apenas esperando que você se volte para Ele, ouça as Suas palavras e as obedeça. E se você já tem feito isso, continue buscando. A orientação é clara: “buscai perpetuamente a Sua presença”. Não um tempo. Não dois tempos. Não três tempos. Mas todo tempo. Para que seja possível viver neste mundo, nunca podemos deixar de buscar a presença de Deus. Devemos buscá-Lo perpetuamente se quisermos: Sua ajuda perpetuamente; Sua resposta perpetuamente; Sua atenção perpetuamente. Isso é o que Ele está disposto a nos oferecer.

Busque a presença de Deus para receber Sua ajuda.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 33º DIA

2 de FEV.

Medo de quem? “Eu, Eu sou Aquele que vos consola; quem, pois, és tu, para que temas o homem, que é mortal, ou o filho do homem, que não passa de erva?” (Isaías 51.12)

Deus é maior que qualquer pessoa, que qualquer problema. Muitos entendem isso na teoria, mas na prática, temem os credores, temem os invejosos, temem as ameaças, temem os que têm ódio. Se soubessem o tamanho da força e do poder do Deus a Quem dizem servir, jamais temeriam. Quem pensamos que somos para temer um mortal, se temos a nosso favor o Imortal? Como ousamos ter medo? Quem não O conhece até pode temer, é natural, mas quem vive pela fé tem uma ordem bem clara a seguir: “Porque assim o SENHOR me disse, tendo forte a mão sobre mim, e me advertiu que não andasse pelo caminho deste povo, dizendo: Não chameis conjuração a tudo quanto este povo chama conjuração; não temais o que ele teme, nem tomeis isso por temível. Ao SENHOR dos Exércitos, a Ele santificai; seja Ele o vosso temor, seja Ele o vosso espanto.” (Isaías 8.11-13) Nossos inimigos, sim, têm muito a temer. O nosso Deus é o poderoso, grande, magnífico, terrível. Aqueles que são dEle, podem dizer, com toda segurança: “O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo? O SENHOR é a fortaleza da minha vida; a quem temerei?” (Salmos 27.1) No entanto, só pode ter essa segurança aquele que fez de Deus a fortaleza de sua vida. Se Ele é sua luz, salvação e fortaleza, então de que você terá medo? Mas se você tem medo, faça dEle hoje sua luz, salvação e fortaleza. Creia nisso, e estará seguro.

Não tenha medo. Deus é sua fortaleza e salvação.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 34º DIA

3 de FEV.

A alegria “Com efeito, grandes coisas fez o SENHOR por nós; por isso, estamos alegres.” (Salmos 126.3)

É fácil se esquecer das grandes coisas que Deus fez por nós. Somente o fato de Ele ter dado Seu Filho para nos garantir vida já seria suficiente para nos manter alegres. No entanto, Ele nos ensina a viver pela fé, nos mostra Sua misericórdia, nos oferece Seu Espírito, a paz interior, nos consola, nos dá sono tranquilo, certeza de vitória, vida abundante e salvação da nossa alma. Devemos pedir a Deus o que queremos, sim; devemos cobrar o cumprimento de suas promessas, também, obviamente. Mas não podemos nos esquecer de ser gratos pelo que Ele já fez, pelo que Ele tem feito e também pelo que Ele fará – pois esse é um passo de fé. Pense hoje em todas as coisas que Deus lhe fez. Agradeça pelo que Ele tem feito em sua vida. Agradeça até mesmo pelos problemas que têm permitido a você se aproximar mais de Deus e conhecê-Lo melhor. Agradeça pelas perseguições, pelas tribulações. Agradeça pelo livramento que Ele vai lhe dar. Você perceberá uma alegria inexplicável em seu interior. Não é uma alegria comum, prazer momentâneo ou coisa parecida. Essa alegria nada tem a ver com as deste mundo. Antes, é alegria inexplicável, gozo singular, que só quem experimenta sabe o que é, mas não sabe explicar. É o sinal do Espírito de Deus. O prazer de ser chamado de filho pelo Pai compensa qualquer tribulação. Essa é a alegria que ninguém pode tirar.

Seja grato pelo que Deus fez em sua vida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 35º DIA

4 de FEV.

Verdadeiro amigo “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de Meu Pai, vos tenho dado a conhecer.” (João 15.15)

Quando obedecemos às Suas palavras, somos considerados amigos de Deus. Os grandes homens de fé foram, acima de tudo, amigos de Deus. O próprio Senhor Jesus fez dos Seus discípulos amigos. Andava, sentava-se à mesa e orava com eles... É assim que Deus nos vê, e é dessa maneira que deseja conviver conosco. Nada está oculto aos Seus amigos. Ele não nos esconde nada. Uma amizade é, sobretudo, uma relação de parceria. Manter essa parceria nos faz ter acesso a todas as coisas que o Filho de Deus ouviu do Pai, afinal de contas, também nos tornamos filhos. Filhos e amigos. Não mais amigos do mundo, que nunca nos deu nada de bom. Amigo do mundo significa inimigo de Deus. Amigo de Deus significa inimigo do mundo. Se você é amigo de Deus, quem prevalecerá como inimigo? Quando usa a ferramenta chamada fé, você se associa automaticamente com o Espírito de Deus. Você se torna parceiro de Deus e Ele se torna seu provedor. Ele provê inspirações, direção, força, coragem, ânimo. Quando eu ouço a voz do Espírito Santo; quando dou atenção à inspiração que Ele me dá, executo o Seu conselho e tomo posse daquilo que Ele quer que eu tome posse.

Mantenha essa parceria para ter acesso ao que o Filho de Deus ouviu do Pai.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 36º DIA

5 de FEV.

Melhor do que o herói de guerra “Melhor é o longânimo do que o herói da guerra, e o que domina o seu espírito, do que o que toma uma cidade.” (Provérbios 16.32)

O trânsito estressante, as crianças que não param de gritar, o colega que fez um trabalho malfeito, o cliente grosseiro, o funcionário preguiçoso... o que não faltam são motivos para irritação. Por essa razão, a indústria ganha rios de dinheiro com calmantes. É mais fácil tomar uma cidade na guerra do que dominar seu próprio espírito. O seu espírito é, sim, capaz de se dominar. Quando mais forte do que os desejos do coração, o espírito humano é capaz de controlar suas vontades e impulsos. Como mantê-lo mais forte do que o coração? A resposta está em uma palavra: decisão. Decida não se deixar levar pela irritação. Decida não ser mais controlado pelo nervosismo. Decida não ser escravo dos seus impulsos. Decida não ser acorrentado pelos vícios. Decida não cair em tentação. Decida ser mais forte do que aquilo que o tem feito tropeçar. Fortaleça o seu espírito se ligando ao Espírito de Deus. Essa conexão faz com que você tenha forças para vencer o que quer que pareça maior do que você. O que for difícil demais para você fazer sozinho, Ele fará por você. Um passo seu, um passo de Deus. Assim, o que domina seu espírito, inevitavelmente, conquistará qualquer cidade. Com seu espírito controlado, será muito mais fácil resolver qualquer problema.

Conecte seu espírito ao Espírito de Deus e aprenda a dominar seus impulsos.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 37º DIA

6 de FEV.

Tesouro particular “Eles serão para Mim particular tesouro, naquele dia que prepararei, diz o SENHOR dos Exércitos; poupá-los-ei como um homem poupa a seu filho que o serve. Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o perverso, entre o que serve a Deus e o que não O serve.” (Malaquias 3.17,18)

Talvez você tenha acordado se sentindo a menor das criaturas. Fraco, falho, cansado, desvalorizado, desprezado. Não importa o que você pensa a seu respeito. Não importa o que os outros dizem de você. Deus, o Supremo Criador, Soberano Senhor dos Céus e de todo o Universo, diz que você é Seu Tesouro Particular. Quem pode dizer o contrário? Ele, que é dono de todas as riquezas do Universo, que conhece todas as pedras preciosas e que não se deslumbra com riqueza alguma, vê em você o seu Particular Tesouro. Pense bem. Para ser considerado Tesouro Particular do Criador, tem de ser algo muito mais valioso do que toda a Sua criação. Você é esse Tesouro Particular; será poupado, como um pai poupa a seu filho que o serve. E todos verão a diferença entre você, justo, e os perversos. Entre o que serve a Deus e o que não serve. Esteja bem seguro disso e não se preocupe com o que os outros falam ou pensam a seu respeito. Continue a servi-Lo, mantenha seu foco e siga em frente. Sempre que ouvir de alguém alguma crítica ou palavra negativa sobre você, lembre-se do que o seu Criador, o seu Pai disse a seu respeito: você é o Tesouro Particular dEle.

Ignore críticas e maus pensamentos e firme sua mente no que Deus disse a seu respeito: para Ele, você é Particular Tesouro.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 38º DIA

7 de FEV.

O seu único tempo “Quem somente observa o vento nunca semeará, e o que olha para as nuvens nunca segará.” (Eclesiastes 11.4)

Se as condições são favoráveis, a pessoa se apoia nelas, deixa Deus em segundo plano e há grande probabilidade de fracasso. Se as condições são desfavoráveis, a pessoa se sente insegura, tem medo de agir e estará fadada ao fracasso. Já quem resolve semear pela fé, e colher pela fé, isto é, agir independentemente das circunstâncias ou das condições, alcançará sucesso de uma maneira ou de outra. A vida exige decisão; exige ação. Olhar para as circunstâncias, para as condições, nos impede de colocar em prática a fé sobrenatural. Ao agir pela fé, mesmo o que poderia dar errado, dá certo. Essa é a certeza daquele que vive pela fé. Ele agrada a Deus, por isso, tem o seu futuro garantido. Não depende do vento para semear; não depende das nuvens para colher. Simplesmente vai e age. Simplesmente crê. A insegurança desaparece; a autossuficiência se enfraquece. Só o que fica é a certeza de que Deus dá a garantia. Ele é maior que o vento; mais Alto que as nuvens. Quem está com Ele não tem medo de plantar, porque tem certeza da colheita. Se esperar “o tempo certo”, nunca semeará, nunca colherá. O tempo é agora. O hoje é sua única certeza. O Senhor Jesus nos ensina a viver um dia por vez: “Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal” (Mateus 6.34). Seu futuro depende de você andar com certeza hoje. Plantar hoje o que quer colher amanhã. E viver o agora, sem se prender ao passado; sem se inquietar com o amanhã. Um dia por vez. Um degrau de cada vez. Assim é que se chega no topo.

Faça hoje o seu melhor.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 39º DIA

8 de FEV.

Grande oportunidade “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR; como a alva, a sua vinda é certa; e Ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.” (Oséias 6.3)

Você tem meditado na Palavra de Deus diariamente. Tem conversado com Ele em suas orações. Tem sido sincero, procurado manter a consciência limpa e aprendeu a usar a sua fé. Assim, vai conhecendo a Deus, paulatinamente. Dia após dia sua intimidade com Ele aumenta e vocês constroem o relacionamento para a eternidade. Confiança, fidelidade, fé. Você nunca imaginou que seria possível estar tão perto de Deus. Mantenha essa chama acesa. “Prosseguir em conhecer ao Senhor” é manter vivo o interesse nesse relacionamento. Entender a vontade dEle e executá-la, levar outras pessoas a conhecê-Lo e a ter Vida. A promessa também é um aviso: a vinda do Senhor Jesus é tão certa quanto o fato de que o sol nascerá no outro dia. Creiam ou não, ela acontecerá. Nada é tão prioritário. Conhecer e prosseguir em conhecer ao Senhor lhe dará a possibilidade de recebê-Lo dentro de você na pessoa do Espírito Santo. Assim como a chuva serôdia vem fora de sua estação, Sua vinda também pegará a muitos de surpresa. Porém, aqueles que têm prosseguido em conhecê-Lo estarão também preparados para subir com Ele. É a sua chance.

Aproveite a oportunidade de conhecer o Senhor e se preparar, pois Sua vinda é certa.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 40º DIA

9 de FEV.

Quem é o culpado? “Acaso, anularás tu, de fato, o Meu juízo? Ou Me condenarás, para te justificares?” (Jó 40.8)

Muitos têm condenado Deus para se justificarem. Colocam nEle a responsabilidade por sua falta de fé ou mesmo por seus erros. Perguntam por que Ele permitiu isso ou aquilo, acreditam que Ele prova as pessoas com doenças ou miséria. Vivem uma vida irregular, vivem mergulhados em dúvidas, vivem com base em uma visão natural e, quando recebem a consequência natural, acham que a culpa é de Deus. Foi a atitude de Adão, quando culpou Eva e também Deus por sua queda: “foi a mulher que Tu me deste como esposa” (Gênesis 3.12), no entanto, ela não o obrigou a desobedecer. A escolha foi dele. Se planta o mal, como colher o bem? Se recebe algo ruim, como culpar a Fonte do bem? A sua escolha hoje determina sua colheita amanhã. Não adianta condenar Deus para se justificar. Assuma a responsabilidade. Não se justifique apontando terceiros. Assuma os resultados de suas escolhas, se arrependa, peça perdão. Faça novas escolhas. Cada um receberá a recompensa de suas próprias obras.

Assuma a responsabilidade e faça a sua parte para que Deus o justifique.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 41º DIA

10 de FEV.

Dívida paga “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3.16)

Não importa o que você já fez. Senhor Jesus pagou o seu pecado com o Seu próprio sangue. Talvez você não entenda que Ele pagou a dívida que você tinha para com Deus. Quando a pessoa aceita Jesus como seu Senhor e Salvador, está assumindo que não tem condições de pagar a dívida, mas que Ele, o seu Senhor, pagou toda a dívida. Ela não existe mais. E está escrito que Ele levou sobre Si as nossas dores, nossas enfermidades e nosso sofrimento (Isaías 53.4). Portanto, aceitar enfermidades e acusações seria aceitar a cobrança de uma dívida que já foi quitada. Quem aceitaria isso? Ao ser cobrado de uma dívida já paga, qualquer um se revoltaria. É necessário obedecer à Palavra de Deus para estar com o “nome limpo” diante de Deus: o nome no Livro da Vida. Não adianta achar que por aceitá-Lo e ter seus pecados perdoados, amanhã pode continuar vivendo uma vida irregular. “Não peques mais, para que te não suceda coisa pior.” (João 5.14) A garantia do nome limpo é manter a consciência limpa. O Senhor pagou por sua liberdade definitiva. O sangue do Senhor Jesus tem o poder curativo e libertador da sua alma. Por causa da obediência do Senhor Jesus à Lei, Ele pôde ser sacrificado no calvário e comprar com seu próprio sangue todos os que O aceitam como Senhor e Salvador e reivindicam a redenção. Assim, quando alguém toma essa decisão pela fé, passa a ser propriedade exclusiva de Deus.

Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus (Romanos 8.1)


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 42º DIA

11 de FEV.

Ideia fixa “Pensai nas coisas lá do alto, não das que são aqui da terra.” (Colossenses 3.2)

Muitos vivem com pensamento fixo nas coisas aqui da terra. Na palavra do médico, em uma situação desesperadora, na sensação de que não tem jeito, em uma palavra de dúvida... Não são poucos os que fracassam por causa disso. De que adianta dizer que tem fé enquanto o que tem ocupado sua mente são as dúvidas? Você só conseguirá manter ativa a fé que dá resultado se a sua mente estiver ocupada com os pensamentos de Deus. As coisas aqui da terra desaparecem, se deterioram. Os problemas que tínhamos ontem já não temos hoje, e os que temos hoje, desaparecerão amanhã. Temos de lutar, sim, buscar o melhor desta terra, que nos foi prometido. No entanto, nossos pensamentos têm de estar nas coisas lá do alto. Se você mantém seu pensamento naquilo que viu na TV, no jornal, no rádio, na internet... enfim, se você permite que essas informações ocupem a sua mente, será impossível viver pela fé. Claro, vivemos neste mundo, é natural se informar, sentir fome, sede, trabalhar, querer ter uma vida de qualidade. Mas tenha clara consciência de que isso tudo é perecível. A única coisa que iremos levar depois da morte é a nossa alma, e a nossa salvação, se a mantivermos.

Para viver pela fé, mantenha sua mente focada nas coisas de Deus, e não nas situações do dia a dia.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 43º DIA

12 de FEV.

Não se esqueça das prioridades “Enviei-lhes mensageiros a dizer: Estou fazendo grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria a obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco?” (Neemias 6.3)

Todos os dias somos bombardeados por sugestões e propostas. Se não nos mantivermos focados naquilo que realmente é importante, pereceremos. Neemias recebeu um convite de seus inimigos para conversar e aparentemente resolver os problemas. No entanto, ele percebeu a cilada e mandou lhes dizer que tinha coisa mais importante a fazer. Esteja atento aos convites e propostas que você recebe. Fuja das ciladas, não tenha medo de dizer não, de se focar naquilo que Deus já o mandou fazer. Às vezes a proposta nem parece ruim, mas se vai desviá-lo da orientação de Deus, é uma cilada. Neemias estava liderando a reconstrução dos muros de Jerusalém e os seus inimigos queriam impedi-lo de continuar a obra. Quando você trabalha para reconstruir a sua vida ou manter-se firme na fé, o mal vai tentar desviar sua atenção para impedi-lo de continuar a obra. Mantenha o foco na sua prioridade: fazer a vontade de Deus. Não se desvie do seu objetivo. A queda não vem de uma hora para outra. Ela é um processo. Esteja atento para cortar o mal pela raiz, assim que o identificar. Se você está bem, dobre a sua atenção. É nesse momento que as ciladas disfarçadas de propostas inocentes aparecem. Propostas que de inocentes não têm nada. Mantenha os olhos fixos no seu objetivo. E não se permita desviar dele.

Estabeleça as prioridades em sua vida e tome cuidado com as propostas do inimigo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 44º DIA

13 de FEV.

Processo do milagre “... se ouvires atentamente a VOZ DO SENHOR, teu Deus, para guardar e cumprir todos os Seus mandamentos que eu te ordeno hoje, também o SENHOR exaltar-te-á sobre todas as nações da Terra.” (Deuteronômio 28.1)

Se você ouve a voz de Deus, isto é, pratica a Sua Palavra, Ele promete exaltá-lo sobre todas as nações da Terra. Ninguém mais o segura. Não importa se tem cultura ou se não tem cultura; não importa se fala bem ou se fala mal; não importa a cor de sua pele ou sua idade; não importa nada, porque Deus é com você. Mesmo quando tudo parece estar dando errado, saiba que tudo dá certo para quem se coloca nas mãos de Deus; para quem obedece a Sua Palavra. Ele dá o conhecimento, a sabedoria que ninguém tem. Ele dirigirá seus passos e você conseguirá andar, mesmo se estiver no escuro. O Espírito de Deus estará em você se mantiver os pensamentos nEle e não neste mundo; se mantiver a certeza de que Ele cumprirá cada uma de Suas promessas, independentemente do que você vê agora. É assim que se processa o milagre. Não importa o que você está vendo. “Bem-aventurados os que não viram e creram” (João 20.29), diz o Senhor Jesus. Creram porque acreditaram na Palavra. Acreditaram na Palavra porque mantinham uma fé pura, como crianças diante do Pai. Entendiam que o mais importante não é saber o que está ou não acontecendo, mas saber em que você está ou não crendo.

O mais importante não é saber o que está acontecendo, mas saber em que você está crendo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 45º DIA

14 de FEV.

Depender da Árvore “Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em Mim, e Eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem Mim nada podeis fazer.” (João 15.5)

Um ramo que não permanece na árvore, seca. Seca porque não há mais nele a seiva. Jesus é a videira. A seiva é o Espírito Santo. Quando você se percebe como esse ramo que necessita da Seiva e da Árvore para viver, entende que sem Ele nada pode fazer. Ao se dar conta de sua condição de ramo, de sua condição de servo, você começa a ver sob outra perspectiva. Sem Ele, você não pode fazer nada, não pode resolver nada, não pode sustentar nada. Assim, o mais importante é permanecer nEle, ligado ao Tronco, recebendo a Seiva que lhe dá vida, para produzir frutos. O ramo não sobrevive sozinho. O ramo não dá frutos de si mesmo. O ramo não é de uma espécie diferente da Árvore. Só consegue dar frutos aquele que não insiste em ir para a terra criar suas próprias raízes, dependendo de sua própria força. Para se permitir ser enxertado nessa Videira, é necessário soltar suas próprias raízes e confiar na Árvore que lhe dará vida. Você depende única e exclusivamente da Árvore. Então, dará frutos. Frutos de caráter, que mostram que você e a Árvore são um só. Alimentado pela Seiva, o ramo é capaz de dar frutos que alimentem a muitos. Ele é forte porque a Árvore é forte. Seus frutos são saudáveis porque a Árvore é saudável. Tenha isso em mente a partir de hoje. Se você for um ramo, você não depende mais de si mesmo. Depende da Árvore que o sustenta. Em vez de se preocupar com o que você tem a fazer, se preocupe em permanecer em Jesus. Porque sem Ele, você não pode fazer nada. Não porque é proibido, mas porque não conseguirá.

Seja um ramo da Videira e não dependa mais de si mesmo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 46º DIA

15 de FEV.

Siga a ordem de Deus “Não to mandei Eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.” (Josué 1.9)

Deus mandou que Josué fosse forte e corajoso. Josué não deveria temer, nem se espantar, porque o Senhor estaria com ele em todos os lugares e situações. Essa mesma ordem é dada a todo aquele que se dispõe a servi-Lo. Tão importante que, por três vezes consecutivas, o Senhor ordenou a Josué ser forte e corajoso. A conquista da Terra Prometida exigia firmeza de caráter e determinação. Assim também é nos dias de hoje. Vigie suas palavras e seus pensamentos. Viver reclamando, resmungando, com dó de si mesmo, não o levará a conquistar coisa alguma. Deus não faz parceria com fracos e covardes. Ele só conta com fortes e corajosos. Definidos na fé, determinados no que querem e obstinados em seus ideais. Isso significa ser forte. Isso é a fé em prática. Já a coragem, exige manter posição na frente de batalha, independentemente das circunstâncias. Apesar de ter sido escolhido pelo próprio Deus para liderar o povo, Josué tinha de obedecer a essa ordem Divina para ser bem-sucedido. Tudo aquilo que Deus havia prometido dependia de Josué ter fé e coragem. Fé para acreditar em si mesmo e, sobretudo, em Deus. E coragem, para colocar essa fé em prática. Tudo aquilo que Deus lhe tem prometido depende de você ter fé e coragem. A coragem só vem com a confiança. Se você não tem essas características, esteja livre para pedir a Deus que lhe dê coragem e que aumente a sua fé. E, então, aja.

Deus só faz parceria com fortes e corajosos, definidos na fé, determinados no que querem e obstinados em seus ideais. Isso é a fé em prática.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 47º DIA

16 de FEV.

Não administre problemas “Pois não desprezou, nem abominou a dor do aflito, nem ocultou dele o rosto, mas o ouviu, quando Lhe gritou por socorro.” (Salmos 22.24)

Deus não esconde o rosto quando o aflito busca por socorro. Ele vê sua aflição e a leva a sério. Porém, só pode acolher aquele que O invoca com todas as suas forças, mesmo que sejam poucas. O grito por socorro vem quando não se aguenta mais. Quando o fardo está pesado demais para suportar. Enquanto tentar administrar seus problemas com suas próprias forças, não conseguirá gritar por socorro. Esse grito pode ser silencioso, do fundo da sua alma, mas ele tem de existir. O grito da entrega, da confiança. O grito da sede de justiça, da sede de salvação. O grito silencioso da oração sincera dos aflitos, dos humilhados. O grito de quem não aguenta mais. Compartilhe com Ele aquilo que oprime a sua alma. Faça hoje uma oração sincera entregando a Deus todas as situações que o afligem, que você não tem conseguido resolver. Se você entregou sua vida nas mãos de Deus, o auxílio dEle está à sua disposição. Nosso Deus é Fiel, está presente com os aflitos. Ele espera somente que eles O invoquem de todo coração, com todas as forças e entendimento para, então, responder. Para, então, se mostrar forte na vida daqueles que creem.

Deus não esconde o rosto daquele que busca por socorro com todas as suas forças.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 48º DIA

17 de FEV.

Seja uma autoridade “Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano. Não obstante, alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem, e sim porque o vosso nome está arrolado nos céus.” (Lucas 10.19-20)

Quando se torna filho de Deus, você se torna um príncipe, uma princesa de Deus. Você recebe a mesma autoridade que tinha Adão, a mesma autoridade que tinha Noé, a mesma autoridade que tinha Abraão e que tem Jesus. Você se torna um embaixador de Jesus aqui na Terra, uma autoridade de Deus aqui na Terra. Agora você entende por que somos audaciosos para desafiar todo o mal. Quando você é esse príncipe de Deus aqui na Terra, aqueles probleminhas que são enormes aos seus olhos se tornam nada. A autoridade de Deus passa a estar com você, não apenas na igreja, mas em todos os lugares em que você estiver. Quando tem essa autoridade de Deus, você não mais se curva diante dos problemas, por piores que sejam. Enfrenta até mesmo a morte, pois sabe de Quem você é e quem você é. A pessoa que tem o Espírito Santo deixa de ser religiosa. Deixa de ser espírita, deixa de ser católica, deixa de ser evangélica. Ela não tem nada a ver com religião, ela tem a ver com o seu Senhor. Sua vida deixa de ficar na dependência dos outros ou da sorte. Você faz o seu destino, através do seu relacionamento com Deus. A escolha é sua: quer resolver o problema ou ser a própria bênção? Se resolve um problema hoje, amanhã vai ter outro problema. Mas quem tem autoridade, pisa nos problemas dia após dia, até o fim da sua vida.

Escolha ser a própria bênção, tendo o Espírito Santo para se tornar uma autoridade de Deus na Terra.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 49º DIA

18 de FEV.

Oração de fé “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que Se torna galardoador dos que O buscam.” (Hebreus 11.6)

O que é uma oração de fé? Não se trata de gritarias lançadas ao vento. Nem de palavras bonitas, repetições vazias, eloquência e postura corporal. Por conta de sua sublime ação, a oração de fé envolve pureza de espírito e humildade. Requer sincera expressão do que há escondido no mais profundo da alma. Transparência total. Exige fé. Absoluta certeza. Certeza de ser ouvido; certeza do que se quer. Quando se está vivendo nos seus direitos, não é difícil cobrar do Justo Juiz o cumprimento de Suas promessas. Até porque a fé explode quando se apresenta queixas justas. O Senhor Deus sabe disso. Mesmo que todos os exércitos do inferno se unam para interceptar a resposta, ainda assim, será em vão. Mande uma palavra, e meu servo será curado – disse o oficial romano para Jesus. Uma única palavra vinda do Trono de Deus já é suficiente. Imagine mais de oito mil promessas! Porém, há que se crer. Há que se acreditar. Há que obedecer. O fiel tem deveres e responsabilidades para com a Palavra de Deus, sim. Mas também tem direitos e privilégios quanto às Suas promessas. Por conta disso, você pode apresentar suas queixas por meio da oração sincera. E tenha certeza da resposta.

Do justificado pela fé para o Justo Juiz: a oração. Do Justo Juiz para o obediente fiel: a resposta.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 50º DIA

19 de FEV.

Os fortes e os fracos “Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.” (2 Coríntios 4.18)

O emotivo é fraco. Indefinido nas decisões, indefinido na fé. É escravo da opinião alheia. Isso o tem feito infeliz, mesmo crendo em Deus. O nascido do Espírito vive a fé racional, dispensa visões, sentimentos e emoções. Crê para ver e não precisa ver para crer. Isto é loucura? Certamente, para o mundo secular. Não para o mundo da fé, o Reino do Espírito de Deus. Só o nascido de novo pode ver o Reino do Espírito de Deus (João 3.3). Só os nascidos de Deus estão aptos para vencer a guerra da salvação, porque usam a fé sobrenatural. Já o nascido da emoção, não vive a fé sobrenatural. Por conta disso, não tem coragem para assumir compromisso sério com Deus, negar sua própria vontade, tomar a cruz e segui-Lo. Antes, é, literalmente, covarde. Ao menor som dos tambores de guerra, foge. Não tem coragem para dizer não ao pecado e enfrentar as injustiças. Sua fé emotiva o torna tímido diante dos parentes, amigos e conhecidos. O mesmo não acontece com o nascido de Deus. Sua fé é sólida, alicerçada, fundamentada na Palavra. Não está nem aí para a opinião alheia… E se todos o abandonarem por causa de sua fé, aí é que ele se torna mais forte. Não se importe com o que dizem. Não se assuste com a guerra. Siga em frente e saiba em Quem você tem crido. “Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (1 Coríntios 2.14)

O nascido de Deus não se assusta com a guerra, pois sabe em Quem tem crido.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 51º DIA

20 de FEV.

Quem suporta? “O espírito firme sustém o homem na sua doença, mas o espírito abatido, quem o pode suportar?” (Provérbios 18.14)

A pessoa de espírito abatido vive desanimada, só vê o lado ruim das coisas e reclama por tudo. Todo problema, para ela, atinge proporções assustadoras. Sua negatividade vem da dúvida. Como a fé traz vida, a dúvida traz morte. Enquanto a fé estimula sonhos e levanta a autoestima, a dúvida envenena sonhos, esperanças e traz depressão. O exército de Saul tremeu diante das ameaças do gigante Golias. Todos os dias ele gritava palavras de derrota ao exército de Israel. “Todos os israelitas, vendo aquele homem, fugiam de diante dele, e temiam grandemente, e diziam uns aos outros: Vistes aquele homem que subiu? Pois subiu para afrontar a Israel.” (1 Samuel 17.24-25) Davi não tinha força física, mas seu espírito era firme. Ao ouvir as ameaças, sua reação foi: “Quem é, pois, esse incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?” (1 Samuel 17.26). Enquanto eles se viam como “exército de Israel”, Davi os via como “exército do Deus vivo”, isto é, reconhecia que a afronta era contra o próprio Deus. Então, decidiu ir à batalha. A firmeza de espírito de Davi vinha da certeza de que Deus estava com ele. Qualquer que seja a dificuldade, essa firmeza sustenta a pessoa. O espírito abatido transformou valentes soldados em frouxos. Um garoto, pastor de ovelhas, venceu a batalha. Venceu porque tinha o espírito firme. Enquanto você olhar para o tamanho do problema, não sairá do lugar. Mude sua reação aos problemas. Firme seu espírito. O que se levanta contra quem é de Deus, se levanta contra o próprio Deus.

Mude sua reação diante dos problemas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 52º DIA

21 de FEV.

Não amaldiçoe “Abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis.” (Romanos 12.14)

Assim como há autoridade na palavra de bênção, também há autoridade na palavra de maldição. O Senhor Jesus ensinou: “Amai os vossos inimigos, fazei o bem aos que vos odeiam; bendizei aos que vos maldizem, orai pelos que vos caluniam. Ao que te bate numa face, oferece-lhe também a outra; e, ao que tirar a tua capa, deixa-o levar também a túnica; dá a todo o que te pede; e, se alguém levar o que é teu, não entres em demanda. Como quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles. Se amais os que vos amam, qual é a vossa recompensa? Porque até os pecadores amam aos que os amam. Se fizerdes o bem aos que vos fazem o bem, qual é a vossa recompensa? Até os pecadores fazem isso. E, se emprestais àqueles de quem esperais receber, qual é a vossa recompensa? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para receberem outro tanto. Amai, porém, os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai, sem esperar nenhuma paga; será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo. Pois Ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede misericordiosos, como também é misericordioso vosso Pai.” (Lucas 6.27-36) Se abençoarmos quem nos persegue e amarmos nossos inimigos, a injustiça prevalecerá? De forma alguma! “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A Mim pertence a vingança; Eu é que retribuirei, diz o Senhor”. (Romanos 12.19) Entregamos a Deus o direito de pleitear nossa causa, e isso é confiança. A justiça quem faz é o Juiz. Aqueles que estão em trevas já plantaram a própria maldição.

Deixe a vingança para o Único digno de ser temido.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 53º DIA

22 de FEV.

Porque Me viste, creste? “Bem-aventurados os que não viram e creram.” (João 20.29)

O que os olhos não veem, o coração não sente. Quanto menos o coração sente, mais o intelecto é exercitado. Quando os olhos veem, o coração sente. Quanto mais o coração sente, menos a inteligência é exercitada. Os mais inteligentes são os que menos perdem tempo com sentimentos. A vida espiritual é dependente dos olhos espirituais. Jesus perguntou a Tomé: “Porque Me viste, creste?” Hoje, essa mesma pergunta Ele faria aos crentes incrédulos: “Porque sentiram, creram? Será que a sua crença em Mim está fundamentada em sentimentos? E a Palavra que saiu da Minha boca, não tem valor?”. Pois bem, atente para este conselho: “Bem-aventurados os que não viram e creram”. Essa é a razão da infelicidade de muitos. Sua crença em Deus tem sido de acordo com os sentimentos do coração. É por isso que nada dá certo em suas vidas. Como crianças, vivem na base da emoção. Envelhecem fisicamente, mas o raciocínio permanece infantil. “Repousará sobre Ele o Espírito do SENHOR, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do SENHOR.” (Isaías 11.2) Alguém consegue enxergar nessa Palavra algum espírito de sentimento?

Os mais inteligentes são aqueles que menos perdem tempo com sentimentos.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 54º DIA

23 de FEV.

Não seja desequilibrado “Não sejas demasiadamente justo, nem exageradamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo? Não sejas demasiadamente perverso, nem sejas louco; por que morrerias fora do teu tempo?” (Eclesiastes 7.16,17)

Muitos têm se frustrado na fé por se exceder na sua justiça. Isto é, na sua maneira de ver e julgar as coisas. Qualquer picuinha alheia já é motivo de crítica e escândalo. Tudo é levado na ponta da faca... Para tais pessoas a mais inocente brincadeira já é motivo de escândalo. Elas se esquecem que, apesar de não pertencer ao mundo, ainda assim, vivem nele. E por conta disso não se pode nem exigir muito dos outros nem de si mesmas. Manter cobranças excessivas em relação a si mesmo ou aos outros é caminho fácil para abandonar a fé. Somos humanos, vivemos em um mundo imperfeito. Nossa parte é o esforço, sinceridade e transparência. Fazer o nosso melhor para Ele, com equilíbrio. “Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na Minha presença e sê perfeito.” (Gênesis 17.1) Isto é, nos tornamos perfeitos aos Seus olhos pelo esforço de andar em Sua presença, porque Ele é o Deus Todo-Poderoso. Se andarmos em Sua presença, Ele nos verá perfeitos. A justiça não é nossa, mas dEle.

Tenha equilíbrio, faça o seu melhor e não exija demais de si mesmo ou dos outros.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 55º DIA

24 de FEV.

Saber ou sentir? “… sei em Quem tenho crido...” (2 Timóteo 1.12)

Muita gente sustenta a fé aquecida pelo cobertor da emoção; outras, pela frieza da tradição. Há também os que não fedem nem cheiram; são os mornos. Entretanto, contrariando as sensações da fé religiosa, surge a fé inteligente. Fé que pensa, pesa, medita e avalia. Esta fé crê que Deus não pode mentir nem revogar o que prometeu. Que Ele fará exatamente como prometeu. Tal qualidade de fé não atenta para as circunstâncias, não olha para trás, nem para os lados. Sempre vai em frente, custe o que custar. A exemplo disso, o apóstolo Paulo usava sua fé inteligente combinando com os pensamentos de Deus. E deixou um precioso conselho: “uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo…” (Filipenses 3.13,14) A Timóteo, disse: “… sei em quem tenho crido e estou certo de que Ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele Dia.” (2 Timóteo 1.12) Ele sabia e não sentia em Quem estava crendo. E você leitor? Tem sabido (intelecto) ou tem sentido (coração) em Quem tem crido?

Vá em frente, custe o que custar, não atente para as circunstâncias, não olhe para trás.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 56º DIA

25 de FEV.

Só para conquistador “Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus sofre violência, e os violentos se apoderam dele pela força.” (Mateus 11.12; Versão Reina-Valera em português)

Numa tradução mais leve, o mesmo texto, que ensina a posse do Reino de Deus, diz: “Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele.” Quem raciocina percebe logo a tremenda diferença entre a tradução mais fácil, mole e leve e o texto original, que é difícil, duro e pesado. Esforço não é suficiente. O importante é se apoderar do Reino dos Céus. Para tanto, tem de ter consciência das dificuldades naturais. É guerra! Para se apoderar do Reino dos Céus, é preciso vencer o reino do inferno. Obrigatoriamente tem de vencer. Ou melhor, conquistar. O conquistador não é um aventureiro e o aventureiro não é um conquistador. Enquanto o aventureiro tenta, o conquistador conquista. O conquistador se distingue por sua determinação. Sua natureza é idealista. Obstinado na sua crença. Perseverante na sua fé. Firme e consistente na sua posição. A morte não o assusta. Está pronto para sacrificar tudo por aquilo que acredita. O conquistador é obediente. Disciplinado, mas violento. Não sente pena de fazer o que tem de ser feito. Não dá a mínima para a opinião alheia. Suas emoções são servas de sua razão. O Espírito de Deus está à procura de gente assim.

O Reino dos Céus sofre violência porque só conquistadores se apoderam dele.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 57º DIA

26 de FEV.

A quem você vai ouvir? “Se ouvires a voz do SENHOR, teu Deus, virão sobre ti e te alcançarão todas essas bênçãos.” (Deuteronômio 28.2)

Aprendi que aquele a quem obedecemos é o nosso senhor. Se obedecemos ao pecado, ele se torna nosso senhor e amarra as promessas Divinas. Se obedecemos à Palavra de Deus, então Jesus é o nosso Senhor e Suas promessas nos perseguirão. Por mais difícil que seja, por mais sacrifício que exija, vale a pena dar ouvidos à Palavra de Deus, pois se temos que ter um senhor, que seja o melhor Senhor. Creio não haver nada mais valioso neste mundo do que a certeza da salvação da alma. Não foi, não é e nem será fácil combater o bom combate e guardar a fé. Porém, a compaixão Divina nos achou. Qual o segredo da conquista e manutenção da salvação? Obediência à Palavra de Deus. Tenho vivido isso há cinquenta anos. Nessa longa caminhada, cada dia carregava minha cruz de sacrifícios. Foi difícil, mas nada além da capacidade de suportar. Até porque, minha salvação sempre foi o mais importante. Não poderia cochilar de forma nenhuma. Todo e qualquer sacrifício por ela vale a pena. Manter a consciência limpa, seguir em frente sem olhar para trás é fundamental no alicerce da fé. Pela fé no Senhor Jesus Cristo, achei o tesouro escondido e alcancei a salvação. Mas ela só estará garantida se assim permanecer até a morte.

Escolha obedecer irrestritamente à Palavra de Deus, para garantir a sua salvação.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 58º DIA

27 de FEV.

A maior revelação “Quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do SENHOR?” (Isaías 53.1)

Os milagres foram realizados. O poder de Deus, através da fé, manifestou-se maravilhosamente. Mas alguns não creram. E por que não creram? Porque a fé não lhes havia sido revelada. E por que não lhes foi revelada? Porque se achavam sábios e instruídos. Estes creram que a sabedoria e a instrução dispensavam a fé. Aos olhos deles, fé era para ignorantes e analfabetos. Para Deus, a fé é revelação para os pequeninos. Quem são os pequeninos? Adultos que se fazem crianças mediante o ensino da Palavra de Deus. São os verdadeiros humildes de espírito. Quem lhes revela o poder de Deus, o braço do SENHOR ou a fé? O Espírito de Deus. Como o SENHOR vê os que não creem? Ele os considera geração incrédula e perversa. Há salvação para os tais? Enquanto se mantiverem sábios e instruídos aos próprios olhos, não receberão a fé. E sem fé não há salvação para ninguém. “Naquela hora, exultou Jesus no Espírito Santo e exclamou: Graças Te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do Teu agrado.” (Lucas 10.21)

Torne-se como criança diante de Deus, em pureza de fé e humildade de espírito, e Ele lhe revelará o Seu poder.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 59º DIA

28 de FEV.

Para que seu progresso seja visível “Medita estas coisas e nelas sê diligente, para que o teu progresso a todos seja manifesto.” (1 Timóteo 4.15)

Você tem lido a Palavra de Deus todos esses dias. No entanto, apenas ler não é suficiente. Temos também meditado nos versículos escolhidos, buscando extrair deles o alimento para nosso espírito. Não basta apenas encher-se de conhecimento. Isso não resolverá a sua vida, nem fará com que se aproxime mais de Deus. O espírito religioso (em todas as religiões, inclusive a evangélica) tem impedido suas vítimas de meditar na Palavra de Deus. Ele as faz pensar que o vasto conhecimento e a decoreba de versículos bíblicos são suficientes para agradar o Altíssimo. No entanto, os versículos decorados não farão nada por você nos momentos de dificuldade. Isso porque a decoreba leva a palavra ao coração, não ao espírito. Para que a Palavra penetre no espírito e surta efeito, é necessário o uso da razão, da mente, da análise racional, que é a meditação. No entanto, não adianta apenas meditar e não praticar. Diligente é aquele que se aplica, se dedica, se esforça. O sentido é de “entregar-se inteiramente”. Paulo aconselha a Timóteo a meditar, refletir muito na Palavra que ele tinha recebido, e também a se aplicar, se entregar inteiramente a ela, se esforçando, trabalhando para colocá-la em prática. Só por meio da meditação a Palavra se torna viva. Só por meio da prática dedicada todos verão o seu progresso. Isso é viver a fé.

Mais do que simplesmente ler, reflita sobre o que tem lido e pratique, para que seu progresso seja visível.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 60º DIA

1 de MAR.

Como ouvir a voz de Deus? “Achei-me em espírito, no dia do Senhor, e ouvi, por detrás de mim, grande voz, como de trombeta.” (Apocalipse 1.10)

Num domingo, o apóstolo João achava-se em espírito. Seus pensamentos viajavam com os pensamentos de Deus. Meditava nas Palavras de Jesus e nos fatos relacionados a Ele. Seus ensinamentos, Suas promessas, Sua glória… De repente, ouviu Grande Voz. Muitos esperam ouvir a voz de Deus audivelmente, com os ouvidos humanos. Por isso, acabam se confundindo, dando ouvidos a espíritos enganadores ou a vozes humanas. Isso não é estar em espírito. A voz humana se ouve com ouvidos físicos. A voz Divina é espiritual e se ouve com ouvidos espirituais. Do Espírito de Deus para o espírito humano. Mas como estar em estado espiritual para ouvir a voz de Deus? Quando o intelecto medita na Palavra de Deus. Apesar de ser alta como de trombeta, somente João ouviu aquela Grande Voz, pois ela só era audível aos que estavam em espírito. Assim é com todos os que se acham em espírito. Só estes ouvem a voz de Deus. Ouvem e obedecem.

Não ouça a voz dos problemas, mantenha-se em espírito, medite na Palavra de Deus e ouvirá a Sua voz.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 61º DIA

2 de MAR.

Para voltar “... Voltai-vos para Mim, e Eu Me voltarei para vós, diz o SENHOR dos Exércitos.” (Malaquias 3.7)

Para voltar é preciso reconhecer que está desviado. Desviado da fé consciente. Fé consciente envolve obediência à Palavra, fidelidade e amor. Muitos têm fé, mas não têm compromisso sério com o SENHOR. Tratam-No como amante. Nos apertos, oram. Quando dá vontade, vão à igreja cumprir uma obrigação. De vez em quando leem a Bíblia. Mas a preguiça é tanta que nem meditam. Logo, logo bate o sono e desistem. Para os filhos de Jacó, Ele disse: “Desde os dias de vossos pais, vos desviastes da Minha Palavra. Voltai-vos para Mim, e Eu Me voltarei para vós outros. Como haveremos de voltar? Roubará o homem a Deus? Mas, vós Me roubais! Em que Te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.” A Lei dos dízimos e ofertas é anterior à Lei de Moisés e o Senhor Jesus nunca a revogou. (Gênesis 14.20; Mateus 23.23) Dízimo simboliza fidelidade. São os primeiros 10%, as primícias. Oferta simboliza amor. É voluntária e espontânea. Na falta dos dízimos e ofertas há ausência de fidelidade e amor do servo para com Seu SENHOR, o que dá direito ao devorador de assumir o controle do ladrão. São cristãos? Teoricamente, sim. Mas, na prática, nada têm a ver com o Senhor Jesus. Honrar ao Senhor com as primícias e as ofertas espontâneas é atitude de verdadeiro servo.

Reconheça sua situação espiritual diante de Deus e mantenha a sua fidelidade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 62º DIA

3 de MAR.

Hora de acordar “E digo isto a vós outros que conheceis o tempo: já é hora de vos despertardes do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto do que quando no princípio cremos.” (Romanos 13.11)

A cada dia que passa a nossa salvação está mais próxima. Seja a vinda de Jesus ou o dia de nossa morte, cada novo dia é menos um dia. Uma bomba-relógio está ligada. E a maioria simplesmente ignora e segue dormindo, indiferente. Nós, porém, conhecemos o tempo. Não podemos nos permitir cair nesse sono da morte. Quem dorme esse sono, perde tempo com picuinhas, distrai-se facilmente com as coisas deste mundo. Quem dorme esse sono, gasta horas preciosas em entretenimento inútil, ou falando mal dos outros, ou mesmo olhando tudo com maus olhos. Aqueles que dormem o sono da morte eterna não querem abrir mão de seus hábitos errados, querem permanecer agarrados às suas mágoas, não aceitam perdoar nem sacrificar. Caíram por questões sentimentais, amor ao dinheiro ou orgulho ferido. E esse orgulho adormece a fé. Na sua maior dor e aflição, o rei Davi clamou: “Atenta para mim, responde-me, SENHOR Deus meu! Ilumina-me os olhos, para que eu não durma o sono da morte.” (Salmos 13.3) Quem não dormiu esse sono, deve vigiar e manter sua fé pura, seus olhos iluminados, tendo a plena consciência de que a salvação está a cada dia mais próxima. Quem tem humildade para reconhecer que está dormindo na fé, já está na hora de despertar. Simplesmente abra os olhos enquanto você está vivo. Ainda há tempo de resgatar a sua salvação.

Tenha consciência de que a sua salvação está a cada dia mais próxima e não perca tempo com bobagens.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 63º DIA

4 de MAR.

Festa sem fim “No último dia, o grande dia da festa, levantou-se Jesus e exclamou: Se alguém tem sede, venha a Mim e beba.” (João 7.37)

Poderia ter sido no primeiro dia; ou outro qualquer, mas foi no último Dia, O GRANDE DIA DA FESTA que Jesus Se levantou e exclamou… Há duas formas de exclamar: gritar revoltado contra uma situação ou gritar em tom louvável a outra. Jesus deve ter misturado revolta com alegria; revolta por ver Seu povo iludido com tão pouco e alegria por apresentar uma proposta de festa sem último dia. Ele, Jesus, começou aquele povo com Seu amigo Abraão, Fez-lhe promessas magníficas, mas… Por ter perdido a visão da fé, o povo perdeu também a fé na visão. Contentava-se com uma miserável alegria naquele dia. Ao exclamar, Se alguém tem sede, venha a Mim e beba… Jesus estava dizendo: “se alguém quer algo para fazê-lo feliz para sempre, venha a Mim… Beba da Minha água, do Meu Espírito... Isso fará de seu último dia de festa, o primeiro da eternidade. Farei nascer nele uma Fonte, Fonte para jorrar Rios de Água da Vida, Rios de risos gloriosos e eternos”. Quem são os convidados? Os nobres? Os grandes? Os poderosos deste mundo? Não! Apenas os cansados, os sobrecarregados, os tristes e abatidos; os enjoados e enfadados de festas fúteis; os vazios, sedentos e aflitos… Aqueles que lamentam a fama, sucesso, dinheiro e prazeres mil que não satisfazem o clamor íntimo. Beba da Água de Jesus e receba vida nova. O Espírito Santo envolve você AGORA.

… e o seu coração se alegrará, e a sua alegria ninguém poderá tirar. (João 16.22)


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 64º DIA

5 de MAR.

Necessidade de atualização “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12.2)

Não devemos nos conformar com este século, isto é, não devemos nos adaptar aos modismos deste mundo. Pelo contrário, ao sermos resgatados pelo Senhor Jesus, nossa mente tem de ser totalmente renovada, para que possamos nos transformar, nascer de novo e experimentar a vontade de Deus, que é boa, agradável e perfeita. Novas ideias, novas convicções, novos princípios, novos valores, novas metas, novos interesses, novas prioridades, novo entendimento... tudo torna-se novo para aquele que, inconformado com este mundo, deseja experimentar a vontade de Deus. A renovação da mente diz respeito à necessidade de atualizarmos nosso espírito, e mostra onde se processa a transformação. A mente conformada com o mundo, envelhece. É preguiçosa, não se atualiza, segue a correnteza e nunca verá a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Não se adapte aos costumes deste mundo, atualize seu espírito de acordo com a Palavra de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 65º DIA

6 de MAR.

Batalha ganha “Eis, agora, o SENHOR me conservou em vida, como prometeu; quarenta e cinco anos há desde que o SENHOR falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e, já agora, sou de oitenta e cinco anos. Estou forte ainda hoje como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força naquele dia, tal ainda agora para o combate, tanto para sair a ele como para voltar.” (Josué 14.10,11)

Calebe tinha a promessa de Deus de que a terra de Hebrom seria dele “em herança perpétua” (Josué 14.9). Diante de tal promessa, poderia alegar que já era velho e que tinha o direito de herdar aquela terra. Direito adquirido. Promessa do próprio Deus. No entanto, não se acomodou. Ele mesmo queria arrancar a terra dos seus inimigos, pois sabia que Deus era com ele. Enquanto muitos jovens fogem da batalha, o velho Calebe pediu para ir à guerra. A força de Calebe permaneceu a mesma por quarenta e cinco anos porque não estava em seus músculos, mas em sua fé. Na dependência de Deus, não teve medo. Partiu para cima, pois sabia que aquela era uma batalha ganha. “Agora, pois, dá-me este monte de que o SENHOR falou naquele dia, pois, naquele dia, ouviste que lá estavam os anaquins e grandes e fortes cidades; o SENHOR, porventura, será comigo, para os desapossar, como prometeu.” (Josué 14.12) Essa era a sua força. A sua fé no Deus que não mente. Sua revolta era sustentada nessa certeza. Mal podia esperar para ver Deus cumprir a promessa. Foi, lutou, e conquistou. Essa é a confiança e a disposição que Deus espera que manifestemos em meio aos problemas. Se Ele é conosco e já prometeu a vitória, por que não partir para a batalha?

Não se limite por suas condições humanas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 66º DIA

7 de MAR.

A guerra declarada “(...)Apregoai guerra santa e suscitai os valentes; cheguem-se, subam todos os homens de guerra. Forjai espadas das vossas relhas de arado e lanças, das vossas podadeiras; diga o fraco: Eu sou forte.” (Joel 3.9,10)

O soar das trombetas convocava os guerreiros à guerra. Queiram os covardes, descrentes, medrosos, religiosos – ou curiosos – ou não queiram, a guerra invisível está declarada. Guerra do Bem contra o mal. Não há como fugir ou esconder-se dela. Não é uma batalha esporádica, mas, uma guerra constante contra o inferno, a começar de agora. Os fortes são perseverantes. A vitória de cada um depende da sua perseverança até o fim. Para os tais não há acordo com o diabo e seus anjos. Sem essa de esperar que se você não mexer com eles, eles também não vão mexer com você… Ou você toma a armadura de Deus e parte com tudo para cima deles e os vence, ou você fica se defendendo de seus ataques mortais até ser atingido. A ordem é: resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. (Tiago 4.7) Jesus não veio para nos ensinar cânticos de louvor. E o Espírito Santo tampouco veio para nos ensinar línguas. O Senhor Jesus veio para destruir as obras do diabo (veja em 1 João 3.8). Isso mesmo! Ele veio para destruir as obras do diabo! Esse é o pão nosso de cada dia. Ou melhor, a nossa guerra de cada dia.

Não há como fugir dessa batalha, a vitória de cada um depende da sua perseverança até o fim, sem acordo com o inimigo. Parta para cima e vença!


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 67º DIA

8 de MAR.

A sua responsabilidade “Dessarte, não pode haver judeu nem grego; nem escravo nem liberto; nem homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, também sois descendentes de Abraão e herdeiros segundo a promessa.” (Gálatas 3.28,29)

Quando deixa de ser filho do mundo e passa a ser de Deus, você deixa de ter a natureza deste mundo. As divisões que existem aqui não existem espiritualmente. Não há patrão, não há empregado, não há branco, não há negro, não há mulher, não há homem. Todos somos um, todos representamos o Senhor Jesus. Tanto a mulher quanto o homem têm a mesma identidade, a mesma estrutura espiritual diante de Deus: filho. Sem distinção de gênero. Ao se tornar filho de Deus, você se torna a imagem de Jesus e passa a ser Jesus onde quer que você vá. Jesus nunca foi negativo; nunca foi desanimado; nunca foi religioso. Jesus nunca julgou os pecadores, mas não teve meias palavras para desmascarar os hipócritas. Jesus é transparente. Ele é o que é. Não finge, não dissimula. Nunca teve medo de dizer o que tinha de ser dito. Ele se dedicou a ensinar, a fazer discípulos. Ele enfrentou a perseguição. Perdoou aqueles que O agrediram. “Aquele que diz que permanece nEle, esse deve também andar assim como Ele andou” (I João 2.6). Quando se torna filho de Deus, tem que mostrar o caráter de Jesus. Você é um Jesus onde quer que você vá. Em sua casa, no trabalho, em qualquer lugar. Se dentro de você está o Espírito de Jesus, você assume a identidade dEle.

Você tem sido Jesus em sua casa? Você tem sido Jesus em sua família? Tem sido Jesus em seu trabalho? Essa é a sua responsabilidade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 68º DIA

9 de MAR.

Nele tudo subsiste “Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste.” (Colossenses 1.17)

Quando a pessoa crê em Jesus, sem fingimento, ela mergulha de cabeça, alma e espírito na prática da Palavra. Uma vez submergida nesse tipo de fé, então todas as coisas na sua vida permanecem. Casamento, estudo, empresa, família, paz, vida e, sobretudo, sua salvação. Em Jesus TUDO subsiste. Tudo permanece. Quando se está nEle, a pessoa torna-se uma fonte. Em Jesus, não há chance nenhuma de a fonte secar. Mas quando não se está em Jesus, há desânimo; frieza na fé; fracassos e muitas justificativas e “culpados” da queda. Quando não se está em Jesus, qualquer coisinha ou ventinho de problema é motivo para abandonar a fé. Mas quando se está em Jesus, picuinhas, coisinhas e probleminhas são sempre motivos para as reações da fé. Porque o Próprio Espírito da fé, em Jesus, resiste a aceitar qualquer sintoma de desânimo. Antes, aproveita os reveses da vida para reagir de forma positiva. Não há a mínima chance dos que estão em Jesus desistirem da fé ou abandoná-la. Quando estamos em Jesus, o Seu Espírito, por conta de Sua natureza, não deixa ninguém secar na fé. Impossível! Nem o diabo, nem o mundo, nem os que odeiam nossa fé, nem fofoca, nem doença, nem marido, nem mulher, nem filhos, nem pai, nem mãe, nem falta de dinheiro, nada, absolutamente, pode influenciar para deixar Jesus. Porque quando se crê nEle, de acordo com as Escrituras, há um jorrar Rios de risos, de certeza, de convicção, de vida… Qualquer notícia, seja boa ou má, será motivo para ativar o poder da fé que há na fonte. É o Oceano do Espírito Santo em nós. Por isso, em Jesus tudo subsiste para sempre.

Permaneça em Jesus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 69º DIA

10 de MAR.

Quando todos dizem que não vai dar certo “Porque todos eles procuravam atemorizar-nos, dizendo: As suas mãos largarão a obra, e não se efetuará. Agora, pois, ó Deus, fortalece as minhas mãos.” (Neemias 6.9)

Quando você começa a fazer algo grande, logo surgem os profetas da derrota. Eles dão opinião mesmo quando não são chamados. Isso quando não se levantam situações para colocar medo e fazê-lo parar. Você começa a se sentir pressionado. As vozes que lhe dizem que você não vai conseguir, que você não vai aguentar, aumentam de volume. Em situações normais, você cederia. Você duvidaria. Você temeria. No entanto, há uma certeza queimando dentro de você. A certeza de que Deus está no controle. Ele fortalece as suas mãos, e você sabe que vai conseguir. Não existe impossível. Não há barreira intransponível. As suas forças se renovam, suas mãos pegam ainda mais firme e agora é uma questão de honra. É vencer ou vencer. Sabe que, se obedecer e for em frente, em breve os profetas da derrota terão de se calar. Terão de admitir que você conseguiu. E conseguiu porque Deus estava ao seu lado. Por saber disso, você não deixa que essas palavras de derrota entrem em seu coração. Não dá ouvidos. A tentativa de lhe atemorizar só prova o desespero do inimigo. É a propaganda da sua vitória. Ninguém chuta cachorro morto. Deus fortalece suas mãos e você vai para cima. Avança, sem medo. A obra será completada, quer queiram, quer não. É questão de honra. É vencer ou vencer. E você vence. É o resultado inevitável da fé.

Vá em frente e não dê ouvidos às palavras de derrota. Não tem opção, é vencer ou vencer.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 70º DIA

11 de MAR.

Neutralizador da fé “Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós.” (1 Pedro 5.7)

Quando a pessoa se torna ansiosa, ela fica refém da dúvida, fica refém do medo e, é claro, fica aflita. Nesse estado de espírito, é impossível tomar posse dos benefícios da fé. A fé sobrenatural é uma energia positiva, a dúvida é uma energia negativa, que neutraliza a ação da fé. Quem se deixa levar por esse estado não alcança coisa alguma, pois a ansiedade, que é uma dúvida disfarçada, tem neutralizado a sua fé. E sem fé é impossível agradar a Deus e conquistar seus benefícios. Guarde seu coração de maus pensamentos, das contaminações deste mundo, daquilo que vem contra a sua fé. Ele tem cuidado de você. Lance sobre Ele toda a sua ansiedade. Sua fé é o o que permite a sua comunicação com Deus, não a deixe se contaminar com a dúvida. Arme-se das ferramentas da fé, da confiança, da certeza de que Deus vai realizar aquilo que Ele prometeu que realizaria. Você vai se alimentar da Palavra de Deus e, assim, tomar posse de Suas promessas. Plante, faça o que tem de ser feito, mas confie que Ele vai realizar seus sonhos. Elimine a dúvida. Você entregou nas mãos de Deus, então, está nas mãos dEle. Por que o medo? Não fique preocupado ou aflito. Se entregou, espere a solução. E confie.

Elimine a dúvida e confie. A ansiedade neutraliza o poder da fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 71º DIA

12 de MAR.

Prazo de validade “Deste aos meus dias o comprimento de alguns palmos; à Tua presença, o prazo da minha vida é nada. Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é pura vaidade. Com efeito, passa o homem como uma sombra; em vão se inquieta; amontoa tesouros e não sabe quem os levará. E eu, Senhor, que espero? Tu és a minha esperança.” (Salmos 39.5-7)

A vida passa em um piscar de olhos. Diante da eternidade, o prazo da nossa vida é nada. Toda a inquietação da vida é inútil. O homem morre e os herdeiros ficam brigando para, depois, jogar tudo fora. Sua esperança não pode estar em resolver seus problemas. Sua esperança não pode estar em amontoar riquezas. Tudo passa. Diante dessa realidade, como não se preocupar com a salvação de sua alma? Como não se preocupar com a vida eterna? Não importa qual é sua idade hoje. Já nascemos com prazo de validade. Eu sei que hoje você tem um amontoado de questões para resolver. Sei que há situações urgentes, sei que talvez você tenha recebido um ultimato. No entanto, preciso lhe avisar que você já recebeu outro ultimato, no dia em que nasceu. A morte é uma certeza. Pode ser hoje, pode ser amanhã, pode ser daqui a cinquenta anos. Mas ela virá. A pergunta que você deve responder para si mesmo hoje é: Para onde vai a sua alma? Se você tem certeza de sua salvação, deve desenvolvê-la. Mantenha sua fé em alta, seu relacionamento firme com Deus. Se sua resposta é “não sei”, ainda há tempo. Quando a pessoa morre, sua alma irá para onde ela escolheu. Se aqui na vida ela vive para a injustiça, então não pode esperar passar a eternidade em um lugar de justiça.

Você tem, hoje, a oportunidade de escolher onde irá passar a eternidade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 72º DIA

13 de MAR.

E quando a promessa demora a se cumprir? “…a visão ainda está para cumprir-se no tempo determinado, mas se apressa para o fim e não falhará; se tardar, espera-o, porque, certamente, virá, não tardará.” (Habacuque 2.3)

Essa palavra se aplica às promessas de Deus para os que creem. Você crê nisso? Esse “esperar” não é uma esperança vaga, é uma espera de certeza. A espera que aguarda aquilo que sabe que vai receber. A espera que o leva a se preparar para receber o que foi prometido. Qual tem sido a tática do mal? Ele conhece nossas necessidades. Por conta disso, tem usado seus filhos para suscitar ansiedades nos corações dos eleitos. Quando é que você vai casar? Tem namorado? Quando vai resolver isso? Será que você vai conseguir? Com isso, muitos enfraquecem na fé. O próximo ataque tenta lançar dúvidas quanto às promessas de Deus. E por aí vai... Não se engane. Você acha que nosso Senhor falhará conosco? Seria Ele incapaz de suprir as necessidades dos súditos de Seu Reino? Só um louco é capaz de pensar isso! Esmere-se em agradar a Deus, e Ele satisfará os desejos do seu novo coração. Fique firme e conserve sua fé, porque no tempo de Deus nunca há atraso, nem antecipação. Tudo acontece, exatamente, na hora certa. E, quando menos se espera, lá está você realizado.

Seja abençoado em o Nome do Senhor Jesus Cristo e realize seus sonhos no tempo de Seu Pai.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 73º DIA

14 de MAR.

Temer o quê? “Porque Eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que Eu te ajudo.” (Isaías 41.13)

Não há o que temer quando se vive pela fé nas promessas de Deus. Porém, só os nascidos do Espírito conseguem viver pela fé. E quando eles enfrentam problemas aparentemente insolúveis, o Eterno e Amoroso Pai logo entra em ação e garante: “Mas tu, ó Israel, servo Meu, tu, Jacó, a quem elegi, descendente de Abraão, Meu amigo, tu, a quem tomei das extremidades da terra, e chamei dos seus cantos mais remotos, e a quem disse: Tu és o Meu servo, Eu te escolhi e não te rejeitei, não temas, porque Eu sou contigo; não te assombres, porque Eu sou o teu Deus; Eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a Minha destra fiel. Eis que envergonhados e confundidos serão todos os que estão indignados contra ti; serão reduzidos a nada, e os que contendem contigo perecerão. Aos que pelejam contra ti, buscá-los-ás, porém não os acharás; serão reduzidos a nada e a coisa de nenhum valor os que fazem guerra contra ti. Porque Eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que Eu te ajudo.” (Isaías 41.8-13)

Você tem a ajuda do próprio Deus! Por que se preocupar?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 74º DIA

15 de MAR.

Braços e pés da fé “Porque o SENHOR, vosso Deus, fez secar as águas do Jordão diante de vós, até que passásseis, como o SENHOR, vosso Deus, fez ao mar Vermelho, ao qual secou perante nós, até que passamos. Para que todos os povos da terra conheçam que a mão do SENHOR é forte, a fim de que temais ao SENHOR, vosso Deus, todos os dias.” (Josué 4.23,24)

Quando Moisés ergueu a vara, o vento começou a soprar e dividiu as águas do Mar Vermelho. Israel atravessou aquele Mar a pé enxuto; mas, ao baixar a vara, as águas voltaram ao lugar e afogaram o exército egípcio (Êxodo 14.16-30). Isso definiu o livramento de Israel da escravidão egípcia. Na travessia do Rio Jordão, não foram os braços da fé de Josué que operaram o milagre, mas seus pés obedientes juntamente com os de Israel. Nessa travessia, Israel tomou posse da Terra Prometida. Significa dizer que não basta o cristão ficar livre da escravidão do pecado; é preciso deixar o deserto da miséria e avançar na posse da sua Terra Prometida. É preciso dar passos de fé em qualquer conquista. A Terra Prometida trata de todas as promessas feitas pelo SENHOR na Sua Palavra; sobretudo a posse da Vida Eterna. Os passos da fé exigem que se molhem os pés para avançar. Os passos da fé exigem sacrifícios. Sacrifícios de obediência à Palavra de Deus.

O cumprimento das Profecias depende de se ter coragem de obedecer a Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 75º DIA

16 de MAR.

Não se esqueça “Assim será a palavra que sair da Minha boca: não voltará para Mim vazia, mas fará o que Me apraz e prosperará naquilo para que a designei.” (Isaías 55.11)

A palavra que sai da boca de Deus irá se cumprir. Toda palavra que sai da boca de Deus se cumpre. Não há palavra inútil, vazia e infrutífera vinda de Deus. Ele não fala nada “da boca pra fora”, nada para agradar um e outro. Tudo o que Ele diz tem um propósito, tem um porquê. Ele trabalha com a palavra. E honra a sua Palavra. Por isso, podemos confiar que Ele fará aquilo que prometeu. Podemos confiar em cada uma de Suas promessas. Podemos confiar em tudo o que Ele diz. Não é como os seres humanos, que ora dizem A, ora se contradizem com B. Nem faz promessas ao vento. A Palavra que sai da boca de Deus prospera, multiplica. Ele tem plena consciência do que quer para nós. Ele sabe exatamente do que você precisa. Você tem lido e ouvido as promessas de Deus para a sua vida. Não permita que nada desvie seus pés do Caminho. Não permita que nada desvie seus olhos do foco. Mantenha sua fé, sua confiança. E não se esqueça de agradecer, neste momento, pela resposta que, pela fé, você já recebeu.

Toda palavra que sai da boca de Deus se cumpre.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 76º DIA

17 de MAR.

Nem sempre orar resolve “Disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a Mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.” (Êxodo 14.15)

Não era momento de orar. Atrás, o exército de Faraó; à frente, o Mar Vermelho. O momento exigia ação. Há momentos em que você precisa orar, meditar na Palavra de Deus e jejuar para conhecer a vontade de Deus e saber como agir. Porém, há momentos em que você tem de tomar atitude. Saiba usar a sua fé de acordo com o seu momento. Não ore quando tem de tomar atitude, nem tome atitude sem ter certeza da vontade de Deus. Nesse caso, é melhor orar e esperar a direção Divina. Quando não sabemos o que Deus quer de nós, é obrigatória a nossa oração. Mas quando sabemos o que é a vontade de Deus, não adianta oração. Deus deu a promessa para Josué: “Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como Eu prometi a Moisés.” (Josué 1.3) Com aquela convicção firme e forte, partiu para cima dos seus inimigos. Imagine se, na hora de enfrentar seus inimigos, ele se ajoelhasse e orasse: “oh, Deus, me ajude a vencer esses inimigos”. Jamais venceria! Ele teve de avançar, não era hora de orar. Era hora de executar a vontade de Deus. Qual é o momento que você está enfrentando? Qual é o sonho que você quer realizar? Se tem a convicção da vontade de Deus, parta para cima, com atitudes de coragem que vão mostrar a certeza que está dentro de você. Há pessoas que morrem sem ver as promessas de Deus se cumprirem, por falta de atitude da fé. Você precisa saber o momento certo para orar e esperar. Ou para agir e contar com o Espírito de Deus. Ou, então, para fazer os dois ao mesmo tempo: Orar e agir.

O que o momento que você está vivendo exige da sua fé?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 77º DIA

18 de MAR.

Amor e ódio “Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia.” (João 15.19)

Há dois tipos de pessoas no mundo: os nascidos do mundo e os nascidos do Espírito de Deus. Os nascidos do mundo possuem o espírito do mundo; os nascidos de Deus possuem o Espírito de Deus. Os filhos do mundo odeiam os filhos de Deus porque são possuídos pelo espírito do mundo. Jesus disse: “Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, Me odiou a Mim” (João 15.18). Esse ódio só existe porque são filhos do mundo, filhos de Satanás. É possível os nascidos do Espírito Santo odiarem? Podem até se irar diante das circunstâncias, mas nunca, jamais e em tempo algum odiar. O ódio cristão se dá apenas em relação às injustiças e pecados. Nunca a seres humanos. O ódio às pessoas só existe por conta da presença de Satanás. Mesmo odiados pelos filhos do mundo, o que nos conforta é a certeza absoluta de que: 1º - Não somos do mundo; Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu… 2º - Fomos escolhidos do mundo pelo Próprio Senhor Jesus. …como, todavia, não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia. (João 15.18,19) Só os que têm o Espírito de Deus possuem a certeza de terem sido separados do mundo.

Não se entristeça com perseguições, o mundo odeia aqueles que não são do mundo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 78º DIA

19 de MAR.

A fé que funciona “Ele creu no SENHOR, e isso lhe foi imputado para justiça.” (Gênesis 15.6)

A crença que você tem é o poder de Deus dentro de você. Essa fé funciona aliada ao raciocínio. Você sabe que Deus pode tudo. Sabe que está escrito que Ele está com você. Então raciocina: “Se Deus é comigo, não preciso ter medo dessa situação, nem ficar tímido diante das adversidades”. Você reflete no que está escrito na Palavra de Deus. Não repete versos decorados. Isso até um papagaio é capaz de fazer. Muitos religiosos recitam o primeiro versículo do salmo 23 “O Senhor é o meu pastor; nada me faltará”, mas tudo lhes falta. Falta, pois não creem. Creem da boca para fora. Se o Senhor é o seu pastor, nada vai lhe faltar. Se faltar, é porque o Senhor não tem sido o seu pastor. Mas se o Senhor é seu pastor e algo ainda lhe falta, então você vai até Ele e cobra: “Senhor, o Senhor é meu pastor, está escrito aqui que nada falta às suas ovelhas. Sou sua ovelha, isso e aquilo estão me faltando. Não está de acordo com a Sua Palavra”. Então, Ele honra essa ousadia, porque essa ousadia nada mais é do que reação de fé. Da mesma forma um dizimista pode cobrar. Está escrito em Malaquias 3.10: “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida”. Quando o dizimista olha para a sua vida, ele tem de ver os céus abertos e bênçãos sem medida. É o que diz a Palavra. E quem crê tem o direito de cobrar.

Quando você raciocina e se coloca como quem crê, pode cobrar de Deus o cumprimento de Suas promessas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 79º DIA

20 de MAR.

O arrependimento “Eu, Eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de Mim e dos teus pecados não Me lembro.” (Isaías 43.25)

Diante do verdadeiro arrependimento, o perdão é imediato. Arrependimento não é remorso. Remorso é apenas um sentimento de tristeza momentânea ou vergonha por algum erro cometido. Sem atitude alguma em relação ao erro. Isso faz com que seja fácil cometê-lo novamente. Já o arrependimento é marcado, principalmente, pela atitude. Pelo sacrifício de abandonar o erro. O arrependido tem nojo do que fez e não quer tornar a fazê-lo. Nega sua própria vontade para fugir do pecado. Para esses, o perdão é garantido, pois misericórdia e justiça fazem parte do caráter de Deus. Ele, que conhece todas as coisas e de Quem nada está oculto, escolhe se esquecer dos pecados daquele que se arrepende. “Quem, ó Deus, é semelhante a Ti, que perdoas a iniquidade e te esqueces da transgressão do restante da Tua herança? O SENHOR não retém a Sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia. Tornará a ter compaixão de nós; pisará aos pés as nossas iniquidades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar.” (Miqueias 7.18,19)

O perdão é garantido para aquele que apresenta sincero arrependimento.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 80º DIA

21 de MAR.

A fofoca “A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto.” (Provérbios 18.21)

Onde há pessoas há o “disse me disse”, fofocas, intrigas, críticas, e coisa e tal. Não importa se são adultos, jovens ou até crianças. A língua sempre vai trabalhar. Na maioria das vezes, para o mal. Na igreja não é diferente. Mesmo entre os supostamente espirituais. Oram, rezam, fazem preces e, logo em seguida, criticam os demais. Usam a língua tanto para o bem quanto para o mal. Com ela tentam servir a Deus, mas, com certeza, servem ao diabo. Como administrá-la só para o bem? Como defender-se da língua alheia? Só há um caminho: o da fé. A fé sem coração, sem sentimentos… Quando ouvir vozes que não estejam de acordo com a Palavra de Deus, isto é, vozes produtoras de dúvidas, mal estar, medos, preocupações, enfim, vozes que estressam, imediatamente há que se mandá-las para o quinto dos infernos. Os da fé sem sentimentos não julgam segundo a aparência, não dão atenção às coisas visíveis, não são receptíveis às coisas que vêm deste mundo tenebroso. Antes, FIRMAM SEUS PENSAMENTOS E SEUS PASSOS NAS PROMESSAS DE DEUS. Não se interessam por abobrinhas, picuinhas e muito menos pelas opiniões alheias. Não se preocupam com a sua imagem, com o que vão dizer, etc. Sejam sábios, meus caros; blindem a sua fé com o poder da Palavra de Deus, desprezando os sentimentos. Não deem crédito a comentários que tirem a sua paz. Sejam espertos e pratiquem este conselho: “…não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.” (2 Coríntios 4.18) Não se interesse por abobrinhas, blinde sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 81º DIA

22 de MAR.

Certeza ou dúvida? “Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem.” (Hebreus 11.1)

Como a fé carrega autoridade de Deus para livrar os que creem, também a dúvida traz em si autoridade do mal para escravizar os que não creem. Por isso, só há plenitude de vida quando há exercício da fé sobrenatural. A vida vivida na base da fé barra quaisquer problemas espirituais. Insônia, medo, nervosismo, depressão, vícios, angústia, constantes dores de cabeça, desejos de suicídio, complexos, fracassos sentimentais e insegurança são sintomas da ação do espírito da dúvida. Quantos bons negócios têm sido desperdiçados por conta de incertezas? Quantos casamentos têm sido destruídos por conta de desconfianças do nada? Quantas tragédias acontecem devido às dúvidas nas decisões? Só a fé praticada neutraliza a ação mortal das dúvidas do cotidiano. Nada a ver com religião praticada. Fé é a autoridade de Deus para ser usada contra toda ação do mal. Na fé não há incertezas, medos, traumas ou fraquezas. Antes, há a mais absoluta certeza de onde se quer chegar. Mas… Quem vive na dúvida espera pela sorte. E enquanto não vem é o azar que ocupa o seu lugar. Sorte e azar nascem na mesma fonte, a vida passa e não há futuro promissor para suas vítimas. A dúvida é a mulher do mal, a mãe dos fracassados. Seu objetivo é espalhar terror, destruição e morte. Já a fé transforma o presente e projeta o futuro. É a autoridade Divina para vencer o mal. Mas há que exercitá-la.

A vida na base da fé é a garantia de proteção contra o mal.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 82º DIA

23 de MAR.

O terror da ameaça “Então, vieram alguns que avisaram a Josafá, dizendo: Grande multidão vem contra ti dalém do mar e da Síria; eis que já estão em Hazazom-Tamar, que é En-Gedi. Então, Josafá teve medo e se pôs a buscar ao SENHOR; e apregoou jejum em todo o Judá.” (2 Crônicas 20.2,3)

Josafá, rei de Judá, foi pego de surpresa quando seus ministros trouxeram a notícia de que inimigos ferozes haviam se unido para invadir sua nação. E o pior, já estavam próximos de Jerusalém. A reação imediata foi de medo. O sentimento era de inquietação desesperadora. Não estava preparado para a guerra e nem tempo hábil havia para preparar-se. Só quem já viveu ou está vivendo sob ameaças de morte pode avaliar aquela situação. Quantas vezes, hoje, somos invadidos pelo mesmo tipo de pavor? O espírito do terror cega suas vítimas ao ponto de impedi-las de verem luz no final do túnel. Mas, quero alertá-los: os fatos nem sempre condizem com aquilo que se ouve falar. Quantos tomam decisões precipitadas sem saber que a situação não era exatamente como se estava pensando? Diante daquele quadro, conhecendo a história de seus pais, suas conquistas pela fé no Deus de Israel, Josafá não titubeou e se dispôs a buscar ajuda do Alto. A resposta de Deus a Josafá é a mesma que Ele dá aos que O buscam hoje, em reação ao terror da ameaça: “Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, mas de Deus” (2 Crônicas 20.15). Não importa o tamanho da ameaça, nosso Deus é infinitamente maior. E Ele vai na frente nesta batalha, para lhe dar livramento.

Não se deixe levar pelo pavor. Busque a Deus, pois a batalha é Dele, e Ele lhe dará livramento.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 83º DIA

24 de MAR.

A lei da fé “Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber aonde ia.” (Hebreus 11.8)

Nem todos os que dizem ser da fé possuem fé. E há os que dizem não ter mais fé e, de fato, a têm. Apesar de a fé ter seus mistérios e segredos, uma coisa é certa: quem é da fé não sente. Toma atitude, obedece. Atitudes que não dependem do que sentem. Trata-se de pura obediência. Obediência pela fé. É a obediência que mostra, determina e caracteriza a fé. Veja o exemplo de fé dado por Jesus: “Um homem tinha dois filhos. Chegando-se ao primeiro, disse: filho, vai hoje trabalhar na vinha. Ele respondeu: Sim, senhor; porém não foi. Dirigindo-se ao segundo, disse-lhe o mesmo. Mas este respondeu: Não quero; depois, arrependido, foi. Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram: O segundo. Declarou-lhes Jesus: Em verdade vos digo que ladrões e meretrizes vos precedem no Reino de Deus” (Mateus 21.28-31). Quer dizer, quando malfeitores obedecem à Palavra de Deus chegam primeiro ao Reino de Deus do que muitos “da fé”. O mesmo também se deu com Abraão: “Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber aonde ia” (Hebreus 11.8). Note que sua fé era seguida por obediência. Abraão acreditou na promessa e partiu sem saber aonde ia... A maioria “cristã” tem carregado uma vida amaldiçoada porque acredita na Palavra de Deus, mas não A obedece. Desobediência foi, é e continua sendo a causa da maldição. Não há manifestação de fé sem obediência, assim como não há obediência sem atitude de fé.

É a obediência que mostra, determina e caracteriza a fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 84º DIA

25 de MAR.

Vencedor x Perdedor “O vencedor herdará estas coisas, e Eu lhe serei Deus, e ele Me será filho.” (Apocalipse 21.7)

Ninguém se torna vencedor ou perdedor sem ter competido. Como conquistador, o vencedor não está nem aí para a sorte. Antes, ele sabe que a conquista do troféu depende exclusivamente do seu desempenho pessoal, de sua dedicação total e de sacrifícios pesados. Acompanhe a vida dos vencedores esportistas e você verá que cada um deles treina até seis horas diárias. Somem-se a isso dietas rigorosas, distância de baladas e “amigos” inconvenientes. Tudo por conta da glória de uma medalha perecível. Se contassem com a sorte, não treinariam. Ficariam de papo pro ar até o dia da decisão. Mas os sábios, os que têm visão da Grandeza do Senhor Deus, sacrificam pela glória infinita, incorruptível e eterna. Veja algumas das razões para conquistá-la: 1 - “Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus.” (Apocalipse 2.7); 2 - “O vencedor de nenhum modo sofrerá dano da segunda morte.” (Apocalipse 2.11); 3 - “O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida; pelo contrário, confessarei o seu nome diante de Meu Pai e diante dos Seus anjos.” (Apocalipse 3.5); 4 - “Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se Comigo no Meu Trono, assim como também Eu venci e Me sentei com Meu Pai no Seu trono.” (Apocalipse 3.21)

Vale a pena se esforçar, sacrificar e se dedicar integralmente à busca da glória eterna.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 85º DIA

26 de MAR.

Não espere pelos outros “Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que Meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares.” (Josué 1.7)

Não adianta querer ser grande e pensar pequeno. Não adianta também querer ser grande da noite para o dia. É a lei da natureza instituída pelo Criador. Não adianta ser parceiro de Deus e depender de terceiros; ser parceiro de Deus e contar com a ajuda dos outros não é viver pela fé. Querer não é poder. Se querer fosse poder este mundo seria um mar de rosas, pois, quem não quer ser saudável, próspero, ter família e ser feliz? Entre querer e poder há um enorme deserto a atravessar. Essa travessia começa com um primeiro passo: Determinação e firmeza de pensamento; Pensamento de acordo com os pensamentos de Deus. Em cada passo manter a mente fixa no mesmo conselho de Deus a Josué: Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que Meu servo Moisés te ordenou – segundo o pensamento de Deus –; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares. (Josué 1.7) Avançar e crer que se Ele prometeu, cumprirá. Isso é viver pela fé; é depender de Deus. Quem vive um pacto com Deus não conta com outros. Ou o Espírito do Deus Altíssimo é com você ou Ele não é. Se você crê com todas as suas forças, então Ele lhe dá certeza de que você é Seu parceiro. Tome atitude, coloque em prática a inspiração dada, faça o que está ao seu alcance e aguarde Sua resposta.

Dependa apenas de Deus e de si mesmo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 86º DIA

27 de MAR.

Cabeça, cauda ou perdição eterna? “O SENHOR te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir.” (Deuteronômio 28.13)

O SENHOR Deus prometeu fazer de Seu povo cabeça e não cauda. Não significa dizer que todos seriam cabeça. Cabeça seriam os que cressem. Creriam os revelados. Revelados seriam os pequeninos. Pequeninos seriam os obedientes à Sua Palavra. Não é por força nem por violência que as Promessas são cumpridas. Mas pelo Espírito de Deus que serve aos que O servem com a obediência. Somente os servos obedientes são colocados sobre o muito. “Disse-lhe o senhor: muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.” (Mateus 25.21) A condição para ser cabeça é servir ao SENHOR e obedecer a Sua direção de forma incondicional: “e só estarás em cima e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir.” (Deuteronômio 28.13) Pode o servo desobediente ser honrado? Se o desobediente é desonrado, imagine o rebelde! A parábola dos talentos aponta o destino do servo mau (leia em Mateus 25.14-30). É justo o Senhor confiar Suas promessas ao servo infiel? Por outro lado, é possível o servo fiel e obediente ser desonrado pelo Senhor da Justiça?

Se quiser ser cabeça e não cauda, sirva ao Senhor e obedeça à Sua direção de forma incondicional.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 87º DIA

28 de MAR.

Sopa de minhoca “...desde os dias de João Batista até agora, se faz violência na conquista do Reino dos céus, e pela força se apoderam dele.” (Mateus 11.12; Versão Almeida Revista e Corrigida)

Assim como é impossível manter o casamento sem o sacrifício do casal, também é impossível manter um pacto com Deus sem o sacrifício pessoal. Sacrifício de renúncia a si mesmo, sacrifício do peso da cruz e sacrifício de andar nas pegadas de Jesus dia após dia até a morte. Pacto, aliança, parceria ou casamento exige entrega, dedicação e fidelidade. Além do Calvário, o Senhor Jesus continua sacrificando ao tolerar nossas falhas e fraquezas diárias. De nossa parte tem de haver abnegação da vontade própria, suportar a cruz da rejeição dos filhos do mundo e andar nas pisadas dEle dia após dia. É fácil? Não, não é. Mas quem prometeu facilidade na conquista do Reino dos Céus? Jesus adverte que a porta é estreita, o caminho é apertado e poucos chegam lá (Mateus 7.14). Portanto, quem acha que Jesus já sacrificou e que não tem necessidade de sacrificar também vai para o inferno, mesmo crendo em Jesus. O Reino dos Céus não é para indolentes, preguiçosos ou para quem quer facilidades. Quem quiser moleza que tome sopa de minhoca.

É impossível manter um pacto com Deus sem o sacrifício pessoal.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 88º DIA

29 de MAR.

Retroceder, nunca! “Todavia, o Meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a Minha alma.” (Hebreus 10.38)

Creio que Deus permite certas situações porque tem objetivos mais adiante. É o que acontece na vida de todos os Seus seguidores. Quem enfrenta a batalha, enfrenta com a certeza de que não está sozinho. E de que verá o cumprimento da promessa. Quem assume a batalha, avançando, sem dar bola para o medo, receberá vida. A vida que se vive pela fé é a verdadeira vida. O resto é resto. Por isso, quem fugir da guerra é considerado desertor, covarde e indigno de herdar o Reino de Deus. Se retroceder, não pode, de maneira alguma, agradar a Deus. E nada pode esperar dEle. Desistir não é opção. Não importa o que aconteça, jamais olharemos para trás. Nosso Deus é o Todo-Poderoso, que fez e continua fazendo maravilhas. Está conosco e nos manda ser fortes e corajosos. Nos alerta a jamais retroceder; e sempre, até o fim, viver pela nossa fé. É tudo ou nada. É vencer ou vencer. “Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma.” (Hebreus 10.39)

Mantenha-se firme, enfrente a batalha até o fim, se quiser ter vida aqui neste mundo e na Eternidade. Desistir não é opção.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 89º DIA

30 de MAR.

Assoviar e chupar cana “E estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo...” (Efésios 2.5)

Do ponto de vista espiritual, todos os humanos vivos para desfrutar o pecado estão mortos para Deus (Efésios 2.1-4); e todos os humanos mortos para o pecado estão vivos para desfrutar a presença do Espírito de Deus, conforme o texto: “…e, juntamente com o Senhor Jesus, foram ressuscitados, e os fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus…” (Efésios 2.6) Quem está vivo para curtir este mundo está morto para curtir o vindouro; e quem está morto para curtir este mundo já ressuscitou para curtir a eternidade juntamente com o Senhor Jesus. Uma coisa é certa: Ninguém pode estar vivo e morto ao mesmo tempo. Ou se está vivo para Deus e morto para este mundo, ou se está morto para Deus e vivo para este mundo. Conciliar a fé vivendo no Reino da Luz (justiça) com o reino das trevas (injustiça) é impossível. Tanto como é impossível assoviar e chupar cana ao mesmo tempo.

Só quem aceita morrer para este mundo é capaz de viver no Reino da Luz.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 90º DIA

31 de MAR.

Eis-me aqui “Depois disto, ouvi a voz do SENHOR, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por Nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim.” (Isaías 6.8)

Deus não chama quem não crê. Não perde tempo com incrédulos, arro­ gantes e desobedientes. Ele chama apenas os que dizem: eis-me aqui. Foi assim no passado, é assim no presente e sempre será assim no futuro. Abraão ouviu a Voz de Deus e obedeceu; Moisés também ouviu e obedeceu; Josué ouviu e obedeceu; Gideão ouviu e obedeceu. Isaías ouviu e obedeceu. Pedro, Tiago, João, Paulo e todos os demais chamados também obedeceram. Todos, os que nEle confiaram, obedeceram. Refletindo sobre cada um deles, pergunto: Qual deles teve prejuízo ou se deu mal em obedecer à direção Divina? Nenhum. Será que essa Voz se calou? Será que Deus se cansou de chamar? Quando não houver mais ninguém, neste mundo, disposto a obedecê-Lo, então Sua Voz se calará. Neste momento, enquanto você lê este texto, o Espírito de Deus o chama pelo seu nome. E aí? Vai tapar o ouvido à Voz de Deus? Qual tem sido seu lucro, nesta vida que você tem vivido? O Espírito Santo o chama AGORA! Aproveite este momento de aflição, procure um cantinho, mesmo que seja um banheiro, e responda: EIS-ME AQUI, ESPÍRITO SANTO, QUE QUERES QUE EU FAÇA? E quando você menos esperar, o Espírito Santo vai lhe responder pessoalmente. Aguarde. “Não foi você que Me escolheu; pelo contrário, fui Eu que o escolhi para que vá e dê fruto e que esse fruto não se perca. Isso a fim de que o Pai lhe dê tudo o que pedir em Meu nome.” (João 15.16)

Ninguém jamais teve prejuízo ao obedecer a voz de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 91º DIA

1 de ABR.

Servos da Verdade “Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nEle: Se vós permanecerdes na Minha Palavra, sois verdadeiramente Meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8.31,32)

Se a verdade liberta, a mentira aprisiona. Muitos cristãos se emocionam com a verdade e até sentem a verdade... Mas nunca conheceram a Verdade. Para conhecê-la é necessário, primeiro, crer nEle. Depois, permanecer na Palavra dEle. “Santifica-os na verdade; a Tua Palavra é a Verdade.” (João 17.17) Separados para Deus seriam os praticantes da Palavra de Deus. Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por Mim. (João 14.6) Jesus é a verdade. Quem dá as costas à verdade, dá as costas a Jesus. É necessário fazer uma escolha. Aqueles que optam por Deus, automaticamente dão as costas a mentira, malícia, adultério, roubo, entre outras coisas opostas à Verdade e à Justiça. Qual a diferença entre o servo mentiroso e o servo de Satanás? Nenhuma. Jesus disse aos hipócritas: “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos… Quando o diabo profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.” (João 8.44) Prisioneiros da mentira, filhos do diabo. Palavras duras, mas palavras da verdade. A verdade libertadora. O servo de Deus fala a verdade, vive na Verdade, serve à Verdade enquanto o mundo vive na mentira, serve à mentira. Claro que deveríamos esperar perseguições. Assim como os servos da Verdade sempre estarão à vontade com a verdade, os servos da mentira sempre odiarão a Verdade.

Somos servos da verdade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO l92º DIA 2 de ABR.

Em quem confiar? “Uns confiam em carros, outros, em cavalos; nós, porém, nos gloriaremos em o nome do SENHOR, nosso Deus. Eles se encurvam e caem; nós, porém, nos levantamos e nos mantemos de pé.” (Salmos 20.7,8)

Pela confiança que temos em Deus, nos mantemos de pé. Enquanto aqueles que confiam em suas próprias condições, se encurvam diante dos problemas e caem, nós somos sustentados pelo resultado da nossa atitude de fé. Claro que eles caem. Os que confiam nas condições humanas estão sujeitos às condições humanas. Sua fé é que vai determinar o que se realizará em sua vida. Mantenha firme sua confiança em Deus, e você terá a garantia de vitória, seja qual for a situação enfrentada. Ainda que aumente a intensidade do fogo dentro da fornalha em que você foi lançado; ainda que você esteja em uma cova com leões famintos; ainda que você seja encurralado pelo inimigo diante do mar, você permanecerá de pé e a vitória será inevitável. A fé sobrenatural provoca a resposta sobrenatural. Agora, se decidir andar por aquilo que vê, confiando em suas condições, colocando sua fé apenas em suas forças, é delas que você dependerá. O resultado, então, será natural. Quem depende apenas do natural não pode esperar que aconteça o sobrenatural. A fé é loucura. É confiar no que não se vê. É crer no que ainda não veio à existência. É a força capaz de nos manter de pé.

Mantenha firme sua confiança em Deus. A fé sobrenatural provoca a resposta sobrenatural.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 93º DIA

3 de ABR.

Até quando? “Até quando, Senhor? Esquecer-te-ás de mim para sempre? Até quando ocultarás de mim o rosto? Até quando estarei eu relutando dentro de minha alma, com tristeza no coração cada dia? Até quando se erguerá contra mim o meu inimigo?” (Salmos 13.1,2)

Davi estava tão ansioso que chega a imaginar que Deus o esqueceu. “Até quando, Senhor? Esquecer-Te-ás de mim para sempre?” Não é exatamente isso que, às vezes, se dá com os servos de Deus? “Até quando ocultarás de mim o rosto? Até quando estarei eu relutando dentro de minha alma, com tristeza no coração cada dia?” Até quando, também perguntamos, temos de resistir às angústias sem a resposta Divina? “Até quando se erguerá contra mim o meu inimigo?” Quatro vezes ele pergunta “Até quando?”. Davi estava exausto. Mas faz, em seguida, uma declaração de confiança. Não acredita que, sozinho, conseguirá manter-se firme. Antes do término do clamor, no entanto, foi ouvido. Tanto que encerra o Salmo louvando: “No tocante a mim, confio na Tua graça; regozije-se o meu coração na Tua salvação. Cantarei ao Senhor, porquanto me tem feito muito bem.” (Salmos 13.5,6) A oração de Davi foi sincera. Ele não aguentava mais, então, disse que não aguentava mais. Achava que tinha sido esquecido, então, perguntou a Deus se ele seria esquecido para sempre. Deus o respondeu com a certeza da salvação. E ele, sincero, O louvou. O sincero rasga a alma, joga limpo, não disfarça e nem esconde a sua real intenção. Ele é o que é. Sim, sim; não, não. Posição bem definida diante dos seres humanos e de Deus. Quanto maior a sinceridade, mais pura a fé. Por isso, sempre há resposta aos sinceros.

Rasgue sua alma diante de Deus. E será respondido.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO l94º DIA 4 de ABR.

O Segredo da Vida “Então, Jesus lhe perguntou: Que está escrito na Lei? Como interpretas? A isto ele respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Então, Jesus lhe disse: Respondeste corretamente; faze isto e viverás.” (Lucas 10.26-28)

Repare na resposta que Jesus deu ao intérprete da Lei. Ele afirmou que o segredo da vida – e da vida eterna – é executar esses dois mandamentos, sendo que o primeiro, diz: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento.” A palavra “todo” aparece quatro vezes nesse trecho, mostrado que o segredo é se aplicar 100%, intensamente. Você não divide a sua fé. Não divide as forças amando um pouquinho a Deus aqui e dando atenção à ansiedade ali ou ao medo acolá. Você O ama 100%. Você confia 100%. Você crê 100%. Você se entrega 100%. As respostas que queremos de Deus dependem disso. Quando você coloca todo o seu coração, toda a sua alma, todo seu entendimento, todas as suas forças, sobra algum espaço para dúvida? É claro que não. Assim, colhe os frutos da sua fé.

Quando você se entrega por inteiro a Deus, não sobra espaço para dúvida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 95º DIA

5 de ABR.

Tudo coopera “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o Seu propósito.” (Romanos 8.28)

Na Mão de Deus ou na Sua dependência, tudo o que acontece na vida será para o MELHOR. É difícil entender isso quando se vivencia dificuldades; quando se acha em meio às tempestades; quando os exames clínicos eliminam as últimas esperanças de vida; quando há perda de um grande amor; quando todos os sonhos se evaporam da noite para o dia. Mas quando se ouve a Voz do Espírito de Deus no mais profundo da alma, as piores notícias, os piores momentos, enfim, todo o mal se dissolve como as trevas diante da luz. Essa convicção íntima testifica com o nosso espírito “que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus...” (Romanos 8.28). Então, vestido dessa armadura, venha o que vier, aconteça o que acontecer, NADA, ABSOLUTAMENTE, NADA, SERÁ de acordo com a vontade dos inimigos. Por pior que sejam as tormentas, os conselhos dos amigos de Jó, os exames médicos, a perda do grande amor, ainda assim, mais cedo ou mais tarde, verificar-se-á que tudo o que aconteceu foi para o bem. Ou melhor, para o melhor. JESUS GARANTE aos Seus seguidores: “Eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mateus 28.20).

Na Mão de Deus ou na Sua dependência, tudo o que acontece na vida será para MELHOR.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO l96º DIA 6 de ABR.

Boa consciência “Mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé.” (1 Timóteo 1.19)

Quem quiser se firmar na fé tem de manter a boa consciência. Para tanto, há que sacrificar os impulsos, paixões e interesses que nada têm a ver com Deus. O erro gera a má consciência. A má consciência gera a acusação. A acusação gera a dúvida. A dúvida neutraliza a fé. Daí a naufragar, é questão de tempo. Quem decide abrir mão do que causa a má consciência, enche-se de certeza. É imediato. A boa consciência traz paz. A paz da salvação da alma. A consciência limpa garante a paz que excede todo o entendimento. A paz que nos permite um sono tranquilo. A paz que nos ajuda a atravessar desertos e tempestades. Porém, há que se esforçar para mantê-la, como fazia o apóstolo Paulo: “Por isso, também me esforço por ter sempre consciência pura diante de Deus e dos homens.” (Atos 24.16)

Para permanecer sempre firme, mantenha sua consciência limpa diante de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 97º DIA

7 de ABR.

É você quem dá lugar “Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo.” (Efésios 4.26,27)

É natural que tenhamos momentos de ira. Deus sabe disso. No entanto, nos alerta para que façamos a escolha certa nesses momentos. Você tem o poder de dar ou não lugar ao diabo. Fazer a escolha com a razão, não com o coração. O coração quer brigar, o coração quer vingança, o coração quer ofender, o coração quer guardar mágoa. A razão, no entanto, sabe que ceder aos apelos do coração raivoso leva, inevitavelmente, ao pecado. É dar lugar ao diabo. Abrir a porta e oferecer-lhe um assento. Oferecer assento ao causador daquilo que fez com que você se irasse. Isso parece inteligente? De modo algum! Sabendo disso, sua ira passa a ser direcionada ao causador do problema. Você decide obedecer a Palavra de Deus. Se o caso exige perdão, você perdoa. Se exige arrependimento, você se arrepende. Se exige vigilância, você vigia. Assim, fecha a porta no nariz do diabo. Faz a escolha certa. E mantém a consciência limpa.

Nos momentos de ira, use a razão. E o mal não encontrará brecha para entrar.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO l98º DIA 8 de ABR.

Eis o melhor auxílio “Não confieis em príncipes, nem nos filhos dos homens, em quem não há salvação. Sai-lhes o espírito, e eles tornam ao pó; nesse mesmo dia, perecem todos os seus desígnios. Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, cuja esperança está no SENHOR, seu Deus, que fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e mantém para sempre a Sua fidelidade. Que faz justiça aos oprimidos e dá pão aos que têm fome.” (Salmos 146.3-7)

Entre confiar em homens, por mais importantes que sejam, e confiar em Deus, não pense duas vezes: confie em Deus. Nele, encontramos não apenas proteção e solução para nossos problemas. Nele encontramos a salvação da nossa alma. Ele é o criador de todas as coisas, capaz de fazer tudo do que você precisa e muito mais, que você sequer conseguiria imaginar. “O SENHOR liberta os encarcerados. O SENHOR abre os olhos aos cegos, o SENHOR levanta os abatidos, o SENHOR ama os justos. O SENHOR guarda o peregrino, ampara o órfão e a viúva, porém transtorna o caminho dos ímpios.” (Salmos 146.7-9) A fidelidade de Deus não tem prazo de validade. Ele é fiel aos que são fiéis a Ele. Ama os justos, porque Ele é justo. Nele você encontra a verdadeira segurança. Não há segurança longe da dependência de Deus. Não há proteção longe de Seus braços. Não há liberdade longe de Sua voz. Não há visão longe de Sua Palavra. Tenha o Deus de Jacó como seu auxílio e coloque sua esperança no Senhor que criou todas as coisas e que mantém para sempre Sua fidelidade. Não há nada impossível para Ele.

É muito mais seguro confiar em Alguém que é fiel, justo e que vive para sempre.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 99º DIA

9 de ABR.

Espírito de poder “Porque Deus não nos tem dado o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de autodisciplina.” (2 Timóteo 1.7; Versão Reina-Valera em Português)

O Espírito Santo é Espírito de Poder e não espírito de covardia. Quem tem o Espírito de Deus, tem o caráter de Deus. Não pode aceitar ser covarde. É claro que nem todos têm tido disposição para expor a própria vida pela fé. Mas há alguns que excedem. Não medem esforços no sacrifício da sua vida por aquilo que creem. Poder, amor e autodisciplina são características recebidas por quem tem esse mesmo Espírito. A exemplo dos gaditas que ajudaram Davi, diz a Bíblia que eram “homens valentes, homens de guerra para pelejar, armados de escudo e lança; seu rosto era como de leões, e eram eles ligeiros como gazelas sobre os montes... O menor valia por cem homens, e o maior, por mil” (1 Crônicas 12.8;14). O menor deles valia por cem soldados treinados. Cada um deles era um exército. Eram mais do que soldados normais. Não aceitavam ser qualquer um. Deus não economizou em poder aos fiéis do passado e nem o faz no presente. Ele tem armado Seus filhos de tal forma que não há chance de os inimigos prevalecerem. “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas...” (2 Coríntios 10.4) Os nascidos do Espírito de Deus nunca perdem. As supostas perdas, fracassos, frustrações e decepções nada mais são do que o preparo da Tropa de Elite do Espírito de Deus. Tudo coopera para o bem deles! Tudo… Quando ganham, se alegram. Quando perdem, lá na frente, descobrem que ganharam também.

Se você é de Deus, recebeu Espírito de Poder, não de covardia.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 100º DIA

10 de ABR.

Coisa nova “Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço coisa nova, que está saindo à luz; porventura, não o percebeis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo.” (Isaías 43.18,19)

Só percebe o que ainda não saiu à luz aquele que vive pela fé. Que não vive pelo que vê. Aquele que crê e confia em Deus não se prende ao passado; não considera as coisas antigas. Não fique voltando ao passado, quer sejam lembranças boas ou ruins. Não considere as palavras de derrota que ouviu. Não considere os medos e traumas antigos. Eis que o nosso Deus faz coisa nova, e só quem crê, percebe. Não sente, percebe. Não considere o deserto, pois haverá um caminho. Não considere o ermo, pois Rios de Água Viva correrão no meio dele. Novas expectativas, novas possibilidades, nova capacidade, nova realidade. Ele faz coisa nova, que está saindo à luz. Logo, logo, será visível a todos. Mas apenas os que crerem perceberão. Apenas os que crerem se beneficiarão de sua fé. Deus está fazendo coisa nova. Como você não percebe? Como ignora os sinais? O maior sinal de Deus é a fé dentro de você.

Esqueça o passado, perceba as coisas novas que Deus está fazendo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 101º DIA

11 de ABR.

Guia no deserto “Como também no deserto, onde vistes que o SENHOR, vosso Deus, nele vos levou, como um homem leva a seu filho, por todo o caminho pelo qual andastes, até chegardes a este lugar.” (Deuteronômio 1.31)

Não importa quantas lutas enfrentamos nos desertos da vida. Há a certeza de que o nosso Deus nos tem guiado por todo o caminho, como um pai leva a seu filho. Até chegarmos, Ele nos guiará. Quando anda com seu pai, o filho sabe que não precisará se preocupar com nada. Ele está seguro, protegido. Sabe que conta com a vigilância de alguém muito mais forte do que ele. Claro, nunca é fácil. Nem é possível atravessar o deserto de maneira descuidada. No entanto, sabendo que é o pai quem o guia, qual filho não ficaria tranquilo? Qual tranquilidade deveria ser maior: a de uma criança que sabe que o pai o guia ou a de uma pessoa que sabe que é guiada por Deus? Deserto, por si só, não é um lugar fácil. São os momentos difíceis que passamos, são as lutas, as perseguições, as horas de agonia. Suportamos coisas que jamais imaginamos poder suportar. Descobrimos forças onde antes só encontraríamos vontade de desistir. Aprendemos a confiar no Pai, pois ou olhamos para Ele e O seguimos até as águas, até o lugar de descanso, ou nos perdemos e morremos no deserto. Qual é sua escolha?

Os filhos de Deus devem confiar nEle quando passarem por desertos, pois Ele é quem os guia até a Terra Prometida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 102º DIA

12 de ABR.

Eia! “Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Eia! Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela.” (Números 13.30)

Aquele povo viu o impossível. Como se fosse pouco ser tirado da escravidão, eles viram o mar se abrir e o atravessaram. Viram como Deus os guiou com uma coluna de fogo à noite, aquecendo e iluminando a fria e escura noite do deserto. E com uma coluna de nuvem durante o dia, trazendo sombra e amenizando o sol escaldante. Viram água brotar da rocha; viram o maná caindo do céu. Receberam a Lei de Deus e Suas promessas. Tinham dEle a garantia de que tomariam posse da Terra Prometida. No entanto, ao chegarem lá, se assustaram com o que seus olhos viram. Os habitantes da terra eram aparentemente mais fortes e numerosos. Acreditaram no que seus olhos viram e seus corações sentiram, e não na Palavra que Deus lhes falara. Apenas Josué e Calebe viram diferente; viram com os olhos da fé. Viram com os olhos de Deus. Se Deus era com eles, não importava a quantidade de inimigos que teriam de enfrentar. Se Deus era com eles, não importava o tamanho dos problemas. Calebe fez calar a voz da dúvida e levantou a voz da fé, sacudindo aquele povo: EIA! Acordem! Vamos lá, lutemos! Certamente prevaleceremos. Prevaleceremos porque Deus é conosco. Prevaleceremos porque não estamos sujeitos às circunstâncias naturais, mas às sobrenaturais. A voz da certeza. A voz da fé. O povo não deu ouvidos, escolheu seguir o medo. Decidiu ser guiado por seus olhos naturais. Resultado: quem duvidou, morreu no deserto. Os únicos que entraram na Terra Prometida foram os dois únicos que creram.

Porque viram com os olhos da fé, colheram os benefícios da fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 103º DIA

13 de ABR.

Fé é e não é! “Então, disse Jesus ao centurião: Vai-te, e seja feito conforme a tua fé. E, naquela mesma hora, o servo foi curado.” (Mateus 8.13)

Fé é certeza absoluta; É razão; É inteligência; É convicção de que Deus cumprirá o que prometeu; A fé não surge do nada; Não vem por sorte, nem cai do céu como a chuva; Vem pela ação do Espírito de Deus, Para quem ouve a Sua Palavra, E pratica; A fé não consola a viúva, o órfão ou o enlutado; Mas remove a sua dor e as tristezas; Não mata a fome do faminto, Nem dá casa ao morador de rua; “Mas o levanta do pó e, de morador de rua, o exalta, para fazê-lo assentar-se entre os príncipes de Deus, para herdar o Trono de Glória”. (1 Samuel 2.8) Da forma como vem a fé, Também vem a coragem para executá-la; Fé e coragem caminham juntas porque vêm do Espírito Santo. Fé não é emoção; Não é sentimento; Não é sensação de bem-estar. FÉ É VIDA!

...visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá pela fé. (Romanos 1.17)


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 104º DIA

14 de ABR.

O Pacto “O SENHOR me livrará também de toda obra maligna e me levará salvo para o Seu reino celestial. A Ele, glória pelos séculos dos séculos. Amém!” (2 Timóteo 4.18)

Não há o que temer. Quando se tem um compromisso com Deus, há proteção e livramento. Podem fazer o que for. Não tem inveja, olho grande, não tem nada que possa prejudicar aquele que fez um pacto com Deus. Não importa qual obra maligna for feita, aquele que tem um pacto com Deus tem a proteção. Corpo fechado. Será livre do mal neste mundo e ainda tem a promessa da salvação eterna. Mas como fazer esse pacto? Como manter-se nele? A resposta é: sacrifício. Não sacrifício de animais, não sacrifício que não custe nada. Sacrifício diário, renúncia da própria vontade. Entrega completa de vida. Dia após dia. Negar a si mesmo. Carregar a cruz. O pacto deve ser mantido. Mantido com esforço. Mantido com sacrifício diário da sua própria carne. Não sofrimento físico, mas renúncia da velha vida. A vida que não se quer mais, mas pela qual o coração ainda clama. Não tem outra saída. Não há omelete sem quebrar os ovos. Não há Salvação sem fé sacrificial. Não há Pacto sem sacrifício das partes, do Criador e da criatura. Que casamento sobrevive sem o sacrifício do casal? Que aliança sobrevive sem o sacrifício dos envolvidos? Quem pode tomar o Cálice da Nova Aliança do Sangue de Jesus sem o sacrifício pessoal? Só há uma porta; porta estreita; caminho apertado. Sem facilidade. Sem moleza. Mas com a promessa da entrada no Reino Eterno. Promessa feita por Quem não pode mentir. Promessa pela qual nossa alma suspira diariamente. Que faz todo sacrifício valer a pena. Não importa qual obra maligna foi feita, aquele que tem um pacto com Deus tem a proteção.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 105º DIA

15 de ABR.

A Proposta “Vê que proponho, hoje, a vida e o bem, a morte e o mal.” (Deuteronômio 30.15)

Até hoje, Deus faz essa proposta. Não é apenas uma proposta para o futuro. Não é uma proposta exclusiva para a vida eterna, mas para definir a sua vida hoje. A quem escolhe praticar a Palavra de Deus, está reservado o bem. Está reservado porque a Palavra é boa; e se é boa, seu fruto natural é o bem e a vida. A quem escolhe ouvir o coração e praticar suas vontades e impulsos, está reservado o mal. Está reservado porque o coração é mau, seu fruto natural é o mal e a morte. O Senhor nos avisa, para que ninguém seja enganado pelo próprio coração. Se fizer a escolha certa, colherá bons frutos. Se fizer a escolha errada, colherá maus frutos. Essa proposta nos é feita dia após dia. Em todos os momentos difíceis, em todas as escolhas que fazemos, temos o direito de escolher se aceitaremos a proposta de Deus e viveremos em obediência à Sua Palavra, ou se seguiremos nosso coração e viveremos uma vida desgraçada. A vida e o bem ou a morte e o mal, qual você escolhe?

Deus nos faz uma proposta hoje. Faça a sua escolha de modo consciente.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 106º DIA

16 de ABR.

Gritos vazios “Só gritos vazios Deus não ouvirá, nem atentará para eles o Todo-Poderoso. Jó, ainda que dizes que não O vês, a tua causa está diante dEle; por isso, espera nEle.” (Jó 35.13,14)

Gritos vazios são gritos de dúvida. Clamor religioso. Vãs repetições. Reclamação sem atitude. Para se comunicar com Deus, a linguagem é da fé. Ainda que você não O veja, coloque sua causa diante dEle. Se a sua causa está diante dEle, então espere nEle, e certamente será ouvido. Essa é a simplicidade da fé. Se a sua causa está diante dEle, qual é a razão de continuar no desespero? Só há desespero se há dúvida. Se tem certeza de que sua causa está com o Justo Juiz, não há razão de se desesperar. Deus não responde a quem clama duvidando. Não que Ele não queira, apenas é impossível se comunicar sem o canal da fé. A linguagem de Deus. Quando as suas dúvidas estão em alta, sua fé está em baixa. Quando sua fé está em alta, automaticamente suas dúvidas são derrubadas. Fé e dúvida não podem ocupar o mesmo espaço. Para ser respondido, creia. Não espere sentir que está crendo. Você pode até sentir o contrário. Pode até sentir medo, pode até sentir que duvida. Mas decida crer. Já falamos sobre isso, mas nunca é demais lembrar: a fé é uma decisão consciente, não um sentimento. É uma revelação dada a quem tem sede. A sede é decidir contra o que sente, contra o que vê. Confesse aquilo que crê. Mantenha-se firme na promessa. Use seu raciocínio, não seus sentimentos. Agarre-se ao que você decidiu, ignore o que sente. Aos poucos, perceberá a força em seu espírito. Essa é a fé. Sua causa está diante dEle. Creia. A fé é o que dará firmeza ao seu clamor.

Se você está com medo, dúvida ou desespero, falta fé. Não espere sentir, decida crer.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 107º DIA

17 de ABR.

Entregar “Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nEle e o mais Ele fará.” (Salmos 37.5)

Entregar e ficar segurando uma pontinha, não é entregar. Entregar e ficar se preocupando a toda hora, não é entregar. Entregar e perder o sono pelo que se entregou não é entregar. Não se engane. Ou entrega, ou não entrega. Aquele que entrega, confia. Entrega porque crê. Entrega porque sabe em Quem tem crido. Quem entrega sabe que Deus é confiável o suficiente para receber algo tão importante quanto o seu caminho. Deixe a ansiedade de lado. Não se preocupe com o dia de amanhã. Siga os passos ensinados pelo Espírito Santo neste versículo. Coloque seu dia de hoje nas mãos de Deus; confie nEle e creia que o mais – TUDO o mais – Ele mesmo fará.

Quem entrega sabe que Deus é suficientemente confiável para receber algo tão importante quanto o seu caminho, a sua vida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 108º DIA

18 de ABR.

Recado do Altíssimo a Seu povo “Levantai os olhos para os céus e olhai para a terra embaixo, porque os céus desaparecerão como a fumaça, e a terra envelhecerá como um vestido, e os seus moradores morrerão como mosquitos, mas a Minha salvação durará para sempre, e a Minha justiça não será anulada. Ouvi-Me, vós que conheceis a justiça, vós, povo em cujo coração está a Minha lei; não temais o opróbrio dos homens, nem vos turbeis por causa das suas injúrias. Porque a traça os roerá como a um vestido, e o bicho os comerá como à lã; mas a Minha justiça durará para sempre, e a Minha salvação, para todas as gerações.” (Isaías 51.6-8)

Tudo passa, inevitavelmente. Todos os problemas, perseguições, inimigos, injúrias, vergonhas, injustiças e tribulações passarão. Apenas duas coisas que podemos alcançar hoje durarão para sempre: a salvação e a justiça. Promessas do Deus Vivo, feitas diretamente ao povo em cujo coração está a Lei dEle. Ao povo justificado pela fé, que se empenha em andar em Seus caminhos. Ao povo que busca continuamente a Sua justiça. Não precisamos temer. Tudo passa, menos a Palavra que sai da boca de Deus. Sua justiça jamais será anulada.

Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. Absorva o Espírito dessa Palavra. E se encha de força e coragem.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 109º DIA

19 de ABR.

Batalha entre o poderoso e o fraco “Clamou Asa ao SENHOR, seu Deus, e disse: SENHOR, além de Ti não há quem possa socorrer numa batalha entre o poderoso e o fraco; ajuda-nos, pois, SENHOR, nosso Deus, porque em Ti confiamos e no Teu nome viemos contra esta multidão. SENHOR, Tu és o nosso Deus, não prevaleça contra Ti o homem.” (2 Crônicas 14.11)

O exército do rei Asa tinha quinhentos e oitenta mil homens armados com arcos e lanças. No entanto, subiu contra ele o rei da Etiópia, com um exército de um milhão de homens e trezentos carros. Um milhão contra quinhentos e oitenta mil. Asa, então, fez a melhor escolha. Recorreu a Deus em oração sincera e humilde. Sua oração serve hoje de modelo para as lutas que enfrentamos. Asa reconheceu que além de Deus não havia ninguém que pudesse socorrer em uma batalha entre o poderoso e o fraco. Ainda hoje vemos poderosos se levantando para tentar barrar aqueles que são de Deus. Mas os inteligentes sabem que têm em Quem confiar. Quando os inimigos forem maiores, mais poderosos e mais numerosos, a oportunidade de Deus mostrar seu poder é ainda maior. Asa confiou em Deus e foi à guerra em nome dEle. Seja qual for a sua guerra, reconheça que ninguém, além de Deus, pode socorrê-lo. Peça a ajuda de Deus, confie nEle e não tenha medo. Vá à guerra em o nome de Jesus. Na batalha entre o poderoso e o fraco, recorra ao Todo-Poderoso. Asa e seu exército surpreendentemente venceram o exército Etíope e aniquilaram seus inimigos. Quando assume o nome dEle, você assume a identidade dEle. Assim, quem lutar contra você, O enfrentará. E uma coisa é certa: não há quem possa prevalecer contra Deus.

Recorra a Deus em suas lutas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 110º DIA

20 de ABR.

Fúria da fé “Ai, senhor meu! Se o SENHOR é conosco, por que nos sobreveio tudo isto? E que é feito de todas as Suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o SENHOR subir do Egito?” (Juízes 6.13)

Israel era o retrato do fracasso. Seu pavor do inimigo o fez morar em cavernas e abrigos nos montes. No pouco tempo de paz, semeava. Mas, na colheita, os inimigos vinham com tudo. Como gafanhotos, destruíam toda a colheita. Não houve alternativa para Israel senão clamar ao Deus de seus pais. E o Altíssimo escolheu Gideão para libertar Suas primícias. Interessante observar o critério usado pelo Senhor para escolher Seus servos. Gideão era o homem mais revoltado de Israel. Seu ódio aos inimigos gerou a revolta. (Não devemos odiar pessoas, mas os espíritos imundos que as têm usado. Gideão não tinha tal discernimento.) Mas não sabia como tirar proveito dessa revolta, como usar essa energia. Foi aí que o Anjo do Senhor lhe apareceu e lhe deu uma palavra. Ao ouvir do Anjo que o Senhor era com ele, imediatamente, mostrando sua indignação, respondeu: “Ai, senhor meu! Se o SENHOR é conosco, por que nos sobreveio tudo isto? E que é feito de todas as Suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o SENHOR subir do Egito?”. Em vez de ser repreendido por sua audácia, o Anjo confirmou sua chamada: “Vai nessa tua força e livra Israel da mão dos midianitas; porventura, não te enviei Eu?” (Juízes 6.14). Quer dizer: a fúria de Gideão era a sua força.

O Senhor tem permitido o levante dos inimigos para que a fúria da nossa fé venha manifestar-se. Assim, Ele pode nos enviar para a vitória.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 111º DIA

21 de ABR.

Servo “Ainda mais desprezível me farei e me humilharei aos meus olhos...” (2 Samuel 6.22)

Assim respondeu Davi à repreensão de sua esposa Mical. Ela se indignou ao ver seu esposo, o rei de Israel, dançando no meio do povo, como se não fosse nenhum nobre. Davi sabia que estava diante do Rei dos Reis. Sabia que, diante dEle, o rei não era nada. O servo de Deus não se preocupa com sua reputação diante dos homens. Não se preocupa em manter uma imagem de nobreza. Não se preocupa em dizer palavras que agradem aos ouvidos. O servo de Deus preocupa-se em servir a Deus. Serve obedecendo, seguindo sua Lei, crendo na Sua Palavra. O servo não se importa se, por fazer o que é certo, é desprezado pelos homens. O que ele quer é ser aceito por seu Senhor. Diante de Deus, não se importa em se fazer desprezível e se humilhar aos seus próprios olhos. Sabe que é apenas servo. As vitórias que alcança são de seu Senhor, logo, não se vangloria delas. Faz questão de que, por elas, seu Senhor seja louvado. Assim, o servo é cada vez mais honrado, pois o Senhor promete: “aos que Me honram, honrarei...” (1 Samuel 2.30). Quanto aos que buscam as honras deste mundo e se curvam ao que o mundo lhes propõe, querendo se exaltar aos seus próprios olhos, não são servos. Antes, são orgulhosos e têm desprezado ao Senhor. A esses, o Senhor avisa, no mesmo versículo: “aos que Me honram, honrarei, porém os que Me desprezam, serão desmerecidos” (1 Samuel 2.30).

Não se preocupe se o mundo lhe despreza. Preocupe-se em servir ao seu Senhor, e Ele o honrará.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 112º DIA

22 de ABR.

Critério da resposta de Deus “Agrada-te do SENHOR, e Ele satisfará os desejos do teu coração.” (Salmos 37.4)

Qual o critério usado pelo Espírito Santo para agradar aos Seus? Ele agrada aos que Lhe agradam. Esse é o critério de Deus. É a lei fixa que rege o relacionamento com Ele. A vida de cada um depende do senhor que se escolhe. Não depende de Deus ou de outros. Não depende da sorte. Não depende dos astros. Não depende do destino traçado. Essa conversa de destino é lorota. Não depende de escolaridade, beleza, força ou dinheiro. Depende de obediência. Se há obediência à Palavra de Deus, a bênção é inevitável. Se não há obediência, a maldição é inevitável. (Leia Deuteronômio 28.) Obediência a Deus se resume na prática da fé na Bíblia Sagrada. Claro, essa prática de fé exige sacrifícios. Do contrário, este mundo seria maravilhoso, já que todos têm fé. Mas poucos a praticam. Os crentes creem na Palavra, mas um mínimo a obedece. Por isso são crentes fracassados. Obediência a Deus foi o segredo de Abraão. Ele não fez nenhum milagre, nenhuma maravilha… Peregrinou por muitas terras. Autêntico nômade. Mesmo assim, por onde o Senhor o encaminhava, ele obedecia. Seu nome deveria ser Abraão Obediente. Não foi à toa que o Senhor o escolheu. Ele não escolhe desobedientes e rebeldes. “Era Abraão já idoso, bem avançado em anos; e o SENHOR EM TUDO o havia abençoado.” (Gênesis 24.1)

Obedeça à Palavra de Deus para ser abençoado em tudo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 113º DIA

23 de ABR.

Agradar a quem? “Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo.” (Gálatas 1.10)

Quem procura agradar a homens, não é servo de Cristo. Os servos de Cristo, inevitavelmente, desagradarão a muitos. Não pregamos facilidades. O Caminho é de sacrifício, de renúncia. Desagradável àqueles que querem apenas mamão com açúcar. Muitos ainda procuram o favor dos homens. Acreditam que precisam que a opinião alheia lhes seja favorável. Esperam o tapinha nas costas, querem consultar os vizinhos e amigos para saber o que acham do que decidiram. Queira o favor de Deus. Favor não apenas para o dia de hoje, mas favor para o futuro. Favor para a eternidade. Quem agrada a Deus, desagrada ao mundo. Quem agrada ao mundo, desagrada a Deus. Não se pode servir a Deus e ao mundo. Ou se ama o mundo ou se ama a Deus. Ou serve ao mundo, ou serve a Deus. Não estranhe se o mundo lhe odeia. Não queira agradá-lo. Sempre haverá separação entre a luz e as trevas. E caberá a cada um decidir de qual lado ficar.

Quem quiser agradar ao mundo, irá desagradar a Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 114º DIA

24 de ABR.

Transformando o mal em bem “Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem, para fazer, como vedes agora, que se conserve muita gente em vida.” (Gênesis 50.20)

Isso é o que acontece com os servos de Deus. Quando alguém tenta lhes fazer mal, Deus transforma o mal em bem e ainda beneficia outras pessoas. Ele não traz o mal, mas aproveita todas as situações para abençoar os que creem. Por isso não tememos. Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Romanos 8.28). Os invejosos irmãos de José o venderam como escravo. Intentaram o mal contra ele. Mas Deus o tornou em bem para salvar muita gente. A intenção da pessoa pode até ser ruim, mas porque você está em Deus, Ele converte a maldição em bênção. Bênção reservada àqueles que creem e obedecem à Sua Palavra. Essa é mais uma das maravilhas reservadas com exclusividade para aqueles que escolhem o caminho da fidelidade. Não precisamos temer coisa alguma; tudo o que vier a nós, terá resultado positivo. Não significa que deixaremos de lutar ou que nos acomodaremos e aceitaremos os problemas. Mil vezes não! Mas temos essa segurança de que, com Deus, até o que era para dar errado, dá certo. É isso que temos visto, dia após dia.

Não precisamos temer coisa alguma, nosso Deus torna a maldição em bênção.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 115º DIA

25 de ABR.

Humilhado para a glória “Assim diz o SENHOR: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em Me conhecer e saber que Eu Sou o SENHOR e faço misericórdia, juízo e justiça na terra; porque destas coisas Me agrado, diz o SENHOR.” (Jeremias 9.23,24)

Ninguém é coisa alguma neste mundo. A criatura humana só pode considerar-se alguma coisa se conhecer o Senhor. Para tanto é preciso ser humilde ou estar humilhado. O conhecimento do Senhor é a única coisa que justifica a glória humana. O resto é resto e com o tempo desaparece. Não é sábio trilhar o caminho do orgulho, sob pena de acabar na rua da amargura. Aprender tal lição constitui-se enorme desafio que, por conta da natureza humana, cada um tem de aprender sozinho. O único jeito de o ser humano reconhecer o máximo de sua insignificância é quando está em aperto. Nesse caso, todos chegam rapidinho ao fundo do poço da humilhação e vergonha. Assim sendo, não há alternativa senão render-se à humildade. Ao contrário do que se pensa, Deus não é responsável por nossas desven­turas. Antes, nós mesmos colhemos os frutos do que semeamos. É verdade que Ele tem permitido chegarmos ao nosso fundo de poço. É que a compaixão Divina tem deixado nossa natureza ensinar o caminho da humildade, já que, por conta do orgulho, não damos ouvidos à Sua Palavra. A humilhação dos sofrimentos conduz a alma à humildade e, consequentemente, à honra. Isso se recorrermos ao Criador. Um felizardo reconheceu o sofrimento como porta de entrada da salvação e confessou: “Foi-me bom ter passado pela aflição, para que aprendesse a Tua Palavra.” (Salmos 119.71)

Seja humilde para conhecer a Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 116º DIA

26 de ABR.

Quero porque quero! “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.” (Gálatas 6.7)

Quero o batismo com o Espírito Santo, mas também quero curtir “as alegrias da carne”: impossível; Quero uma nova vida, mas não quero abrir mão das baladas da vida noturna: impossível; Quero o cumprimento da profecia: vida com abundância, mas também quero continuar sendo “livre” para fazer o que me convém: impossível; Quero tomar posse da minha Terra Prometida, mas não quero atravessar o rio Jordão, nem ultrapassar as muralhas de Jericó e muito menos enfrentar os demais intrusos que lá estão: impossível; Quero me formar, mas não quero estudar: impossível; Quero ganhar dinheiro e ter vida tranquila, mas não quero trabalhar muito: impossível; Quero me casar e ser feliz, mas não quero seguir os conselhos de Deus e obedecer a Sua Palavra: impossível; Quero viver pela fé, mas não quero sacrificar: impossível; Quero ter tudo, mas não quero pagar o preço: impossível; Quero colher muito, mas não quero plantar: impossível. Quero fazer omelete, mas não quero quebrar os ovos: impossível.

Ninguém faz Deus de bobo; aquilo que o homem plantar, isso também colherá. Porque o que planta para a sua própria carne da carne colherá maldição; mas o que planta para o Espírito de Deus do Espírito de Deus colherá a vida eterna. (Gálatas 6.7, 8 linguagem pessoal)


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 117º DIA

27 de ABR.

Bem simples “Porque este mandamento que, hoje, te ordeno não é demasiado difícil, nem está longe de ti. Não está nos céus, para dizeres: Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? Nem está além do mar, para dizeres: Quem passará por nós além do mar que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? Pois esta Palavra está mui perto de ti, na tua boca e no teu coração, para a cumprires.” (Deuteronômio 30.11-14)

A Palavra de Deus é simples. Simples para os simples. Difícil, só para os enrolados, que não querem se submeter. Para os humildes e interessados, totalmente praticável. Não requer habilidades especiais ou superpoderes. Não requer ajuda de santos e mediadores. Não tem “ah, eu não consigo”. “Ah, é muito difícil”. Não é. Melhor assumir “Não quero me esforçar” ou “Não estou disposto”. A Palavra não é difícil. Não é difícil, pois não depende de terceiros. A Palavra está perto, está dentro de você. Sua consciência acusa quando você se desvia dela. Quando a cumpre, a paz vem, como consequência da obediência. Há um árbitro em seu coração. Nada pode ser mais simples do que isso. Se obedece, recebe. Se não obedece, não recebe. Toma lá, dá cá. O caminho é, sim, difícil, mas a Palavra é simples. E simples também é o ato de obedecer. Não dê desculpas para o que você não quer fazer. Se é preciso renunciar alguma coisa, renuncie. Se é preciso se esforçar, se esforce. O resultado vale a pena. Vale a pena porque é Eterno. A Palavra está aí, para ser cumprida, praticada. Não é uma palavra mágica que funciona sem esforço. É Palavra Viva, exige cumprimento diário. Sem desculpas esfarrapadas.

Não dificulte o que é simples.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 118º DIA

28 de ABR.

A fé criança “Em verdade vos digo: Quem não receber o reino de Deus como uma criança de maneira alguma entrará nele.” (Lucas 18.17)

Não é infantilidade. É simplicidade. A criança bem pequena está disposta a obedecer à voz do seu pai. Obedece porque acredita; acredita porque depende dele; depende dele porque sabe que é pequena. Acredita que nele encontrará todas as respostas. Por isso, pergunta tudo. Quer saber tudo. Quer entender. Inocente, acredita em tudo o que ele diz. Jamais imagina que o pai ou a mãe possam machucá-la. Tanto é que os pais devem orientá-la a não falar com estranhos. A não confiar em qualquer um. Se ela não confiasse com tanta facilidade, não precisaria dessa orientação. Quando os pais falam, ela não duvida. Está sempre aberta a aprender e quer colocar em prática imediatamente o que o adulto lhe ensinou. Sua mente é uma esponja, pronta para absorver tudo o que lhe é ensinado. É assim que devemos receber o Reino de Deus. Sem dúvidas, sem desconfianças. O Senhor Jesus é claro: quem não receber o Reino de Deus como uma criança, de maneira alguma entrará nele. Não é opcional. É a única maneira. Abandonar a malícia. Malícia dos desconfiados. Malícia dos religiosos. Malícia dos fofoqueiros. E receber o Reino de Deus como criança. Com a pureza de criança. Com a inocência e simplicidade de uma criança. É necessário se humilhar diante de Deus em busca desse novo coração. Se não fosse possível, Ele não pediria.

Só poderemos entrar no Reino de Deus se formos simples como uma criança.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 119º DIA

29 de ABR.

Você não é um fracassado “Perto está o SENHOR de todos os que O invocam, de todos os que O invocam em verdade. Ele acode à vontade dos que O temem; atende-lhes o clamor e os salva.” (Salmos 145.18,19)

Talvez você se considere um fracassado. Porém, dentro de você há um poder. Dentro de você há uma energia que emana de Deus. A fé é como um raiozinho que sai do trono de Deus e vem para cada um de nós. Você pode ter fracassado em algumas lutas; porém, enquanto tiver esse poder dentro de você, há condições de prevalecer. O melhor momento para mudar qualquer situação é agora. No fundo do poço, você não tem para onde escapar. Você não tem com quem contar. Você só pode contar consigo mesmo e, sobretudo, com Deus. No fundo do poço você só tem um lugar para olhar: para o alto. Quando não se pode contar com ninguém, só existe uma saída. Imagine-se olhando para o alto e gritando por socorro. É nessa situação privilegiada que você se encontra. Privilegiada porque é o melhor momento para fazer parceria com Deus. Ele está perto para ouvir o clamor, atender e salvar. Porém, só pode agir se houver um clamor da sua parte. Esse é o momento de mudar a situação. Os que ainda estão descendo o poço, se iludem, pensando que podem contar com alguém; pensando que podem contar com a força de seu braço. Só no fundo do poço se reconhece que ninguém mais pode ajudar, a não ser o Espírito de Deus. Clame. Invoque a Deus. Você não está invocando um deus qualquer. Ele quer mudar sua história, mas só pode fazê-lo quando você se liga com Ele. A fé, por menor que seja, é mais poderosa do que todas as dúvidas. É o poder que liga você ao trono de Deus.

Aproveite a sua chance e invoque a Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 120º DIA

30 de ABR.

Nova vida “E há de acontecer, ó casa da Judá, ó casa de Israel, que, assim como fostes maldição entre as nações, assim vos salvarei, e sereis bênção; não temais, e sejam fortes as vossas mãos.” (Zacarias 8.13)

Nicodemos levava uma vida religiosa impecável, mas ouviu do Senhor Jesus: “Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3.3). Parecia absurdo. “Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?” (João 3.4). O entendimento de Nicodemos ainda era estritamente carnal. O Senhor Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus” (João 3.5). O novo nascimento não é simples mudança de hábitos ou de religião, é uma profunda transformação do caráter. Uma nova pessoa. Novo coração; novo pensamento; nova visão de vida. Um filho de Deus, com a natureza do Pai. Isso apenas o Espírito de Deus pode fazer. Por isso, há de se buscá-Lo com todas as forças. Assim, quem era maldição passa a ser bênção. Não simplesmente abençoado, mas a própria bênção. Seu caráter muda; cedo ou tarde será considerado o melhor filho; um cidadão honrado; o modelo de pai; uma mãe extraordinária; a esposa ideal; o marido exemplar; um profissional excelente. É o maior milagre que um ser humano pode alcançar. E está à disposição de quem crer. De quem se dispuser a entregar sua vida em troca de uma nova vida. Nascer não é fácil. Crescer, também não. Mas a promessa é para quem decide abraçar essa nova chance e começar de novo. Não mais do seu jeito, mas do jeito de Deus.

A promessa está à disposição de quem se entregar.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 121º DIA

1 de MAIO

Segredo do sucesso “Mas isto lhes ordenei, dizendo: Dai ouvidos à Minha voz, e Eu serei o vosso Deus, e vós sereis o Meu povo; andai em todo o caminho que Eu vos ordeno, para que vos vá bem. Mas não deram ouvidos, nem atenderam, porém andaram nos seus próprios conselhos e na dureza do seu coração maligno; andaram para trás e não para diante.” (Jeremias 7.23,24)

Quem nos garante que faremos as melhores escolhas? Ninguém. Não enquanto estivermos sozinhos. Porém, o Espírito de Deus é capaz de nos orientar em todas as decisões. Em nosso intelecto, uma voz suave nos dá certeza ou avisa: “por esse caminho, não”. Como diz a Profecia: “Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele.” (Isaías 30.21) A Palavra de Deus nos faz saber Sua vontade. Nos faz entender Seus pensamentos. Quem dá ouvidos à voz de Deus, isto é, quem obedece à Sua Palavra, anda para diante. Enfrenta lutas, mas conquista. Sua segurança está em Deus, suas decisões são baseadas nos conselhos de Deus. Quem não dá ouvidos à voz de Deus, isto é, quem não obedece à Sua Palavra, anda para trás. Pode até conquistar alguma coisa, mas não consegue reter tudo. Sua segurança está em si mesmo, no dinheiro, nos amigos, na família. Suas decisões são baseadas nos conselhos dos outros ou em seus próprios conselhos. Não tem coragem de depender de Deus. Essa é a dureza de seu coração maligno. Maligno e burro. O segredo do sucesso não poderia estar mais claro: ““Dai ouvidos à Minha voz, e Eu serei o vosso Deus, e vós sereis o Meu povo”.

Quem dá ouvidos à voz de Deus, anda para frente.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 122º DIA

2 de MAIO

De uma vez por todas “Jamais digas: Por que foram os dias passados melhores do que estes? Pois não é sábio perguntar assim.” (Eclesiastes 7.10)

Olhe para frente. De uma vez por todas: olhe para frente! Enquanto você se prende ao passado, o relógio corre. Corre, pois o tempo é implacável. A oportunidade de fazer algo novo se escoa entre seus dedos. Não vai mudar o passado. Não vai trazer de volta o que não existe mais. É burrice julgar o passado melhor que o presente. Sábio é plantar hoje o que é bom, para colher no futuro o que é melhor ainda. Existem duas maneiras de olhar para o passado. A primeira é relembrar, se torturando com fato de ele não existir mais, se torturando com as coisas boas ou ruins que aconteceram. Isso o faz escravo das lembranças, escravo de suas emoções. Emoções que foram responsáveis pelos fracassos do passado. Ou pela situação lastimável em que você ficou depois. Imobilizado em um tempo que não existe. A segunda maneira é absorver lições do que passou e trazê-las para o presente, como aprendizado. Se algo foi bom, amém. Guarde as lições daquilo e siga em frente. Viverá algo ainda melhor. Se foi ruim, já aconteceu – e já acabou. Resolva dentro de você, perdoe, esqueça. Feche a porta. Vire a página. Quando pensa no passado, sua mente se transporta para o passado. Como dar um passo se o seu corpo está em um lugar e sua mente, em outro? A fé olha pra frente. Quando Moisés morreu, Deus foi direto: “Moisés, Meu servo, é morto; dispõe-te, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que Eu dou aos filhos de Israel” (Josué 1.2). Moisés morreu. O passado passou. Dispõe-te, agora, porque ainda há muito a ser feito.

A fé olha para frente.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 123º DIA

3 de MAIO

Não é religião “Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã.” (Tiago 1.26)

O Senhor Jesus não criou uma religião. Ele instituiu o Reino de Deus. As pessoas que compõem tal Reino, ou Igreja, vivem sujeitas ao senhorio de Jesus. Vivem o padrão da justiça do Reino de Deus. Como um corpo, Ele é O Cabeça, e Seus discípulos, os membros. Esse Corpo possui Um só Espírito, o Espírito Santo; um só coração, o novo coração; uma só mente, a mente de Cristo; um só pensamento, o pensamento da Palavra de Deus; uma só fé, a fé sobrenatural; um só caráter, o caráter de Deus; uma só direção, a direção do Espírito de Jesus. Ninguém que está fora deste Corpo, pertence ao Senhor Jesus. Não adianta confessá-Lo como Senhor, e não obedecê-Lo; invocá-Lo, e não ouvi-Lo; frequentar uma instituição chamada de igreja, e não se comportar como diz a Bíblia. Para fazer parte dEle ou do Seu Corpo, só nascendo da água e do Espírito Santo. Qualquer corpo estranho Neste Corpo, cedo ou tarde será vomitado, a exemplo da comida estragada ingerida. Atritos, fofocas, maus olhos, preconceitos, críticas por parte de alguém que se diz cristão, na realidade, são alguns dos sinais da carnalidade existente nos religiosos. Não no Reino de Deus ou na Sua Igreja. Ser cristão é ser possuído e dirigido pelo Espírito de Cristo. Leia, medite e tire as suas próprias conclusões, neste texto do apóstolo Paulo aos recémcristãos que viviam em Roma: “Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dEle.” (Romanos 8.9) Seja realmente membro desse Corpo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 124º DIA

4 de MAIO

Difícil? Tem certeza? “Acaso, para o SENHOR há coisa demasiadamente difícil?” (Gênesis 18.14)

Por alguma razão, somos treinados a ver dificuldades em tudo. O mundo dirige nosso olhar para o que é negativo, complicado, problemático. Não por acaso, os que se destacam neste mundo são os que conseguem ver possibilidades onde todos só veem impossibilidades. Revistas querem ouvir suas ideias, reportagens e mais reportagens mostram o pensamento admirável do homem que acreditou no impossível e foi em frente quando todos disseram que ele não iria conseguir. Divulgam isso como se fosse novidade. Como se fosse uma coisa extraordinária. Enquanto, de Gênesis a Apocalipse, é isso o que Deus vem tentando ensinar, há milhares de anos. Se para o homem que se esforça e crê em si mesmo nada parece impossível, visto que alcança o objetivo que se determina a alcançar, imagine para o homem que crê em si mesmo e crê em um Deus que pode todas as coisas? E crê que Deus está com ele, disposto a ajudá-lo a vencer. O que pode ser impossível? Há alguma coisa difícil demais para o Deus Todo-Poderoso? É claro que não! Há alguma coisa difícil demais para aquele que O tem a seu lado? De jeito nenhum! Crer em Deus e crer em si mesmo é a receita para eliminar todas as impossibilidades. Se alguém tem que conseguir, por que não pode ser você? “Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas.” (Lucas 1.37)

Creia em Deus e creia em si mesmo. Você já tem a promessa dEle, escolha crer nas possibilidades, não nas impossibilidades.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 125º DIA

5 de MAIO

Sem vergonha “Os soberbos zombam continuamente de mim; todavia, não me afasto da Tua lei.” (Salmos 119.51)

É natural que os que não creem não entendam os que creem. Zombam, como se tivéssemos de nos envergonhar da Palavra de Deus. O inteligente sabe que muito mais vale agradar a Deus que agradar aos homens. Esses mesmos que hoje zombam, não têm paz, não dormem à noite, têm um vazio que só eles conhecem e que escondem atrás de piadas. Outra classe de soberbos vive dentro das igrejas, e tenta fazer os sinceros se sentirem tolos, dizendo que a coisa “não é bem assim”. Vivem há anos remando dentro da igreja. Remam a esmo, como bem entendem, esperando que o cumprimento das promessas caia do céu, como mágica. Só poderão ser ajudados quando assumirem que precisam de ajuda. O Senhor Jesus só pode salvar aquele que se considera perdido. O humilde, o sincero. Aquele que é perseguido por causa da Palavra de Deus, vive pela Palavra de Deus. Não se afasta da Palavra que tanto ama. Ama porque sabe em Quem tem crido. Aquele que crê assume sua fé e colhe os frutos da promessa. Vai em frente, custe o que custar; doa a quem doer. Não se deixa intimidar por ninguém. “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê.” (Romanos 1.16) Como ter vergonha do poder de Deus? Como ter vergonha do que salva o perdido? Os soberbos, os zombadores, que fiquem na sua ignorância. Os que zombaram de Davi ganharam alguma coisa? Davi, no entanto, teve seu reinado abençoado por Deus, venceu batalhas, destruiu exércitos, alcançou vitórias inacreditáveis e ainda morreu em paz, com a certeza da salvação.

Vá em frente, custe o que custar, doa a quem doer.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 126º DIA

6 de MAIO

Não diga que ninguém avisou “Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. Pois vim causar divisão entre o homem e seu pai; entre a filha e sua mãe e entre a nora e sua sogra. Assim, os inimigos do homem serão os da sua própria casa.” (Mateus 10.34-36)

O Senhor Jesus veio para mostrar a verdade. Não se espante se as decepções vierem dos mais próximos. Quanto mais próximos, mais emocionalmente ligados. Quanto mais emocionalmente ligados, mais fácil de nos abalar. Por isso, blinde seu coração. O mal vai sempre tentar atingir usando os mais próximos. Deus também tenta alcançar usando os mais próximos. A divisão visível é reflexo da divisão espiritual. A guerra visível é sombra da guerra invisível; a guerra espiritual. A espada é a Palavra de Deus. Ela faz divisão clara entre o certo e o errado e cria atritos entre a verdade e o que não quer ouvir a verdade. Os que creem não pertencem mais a este mundo. O mundo vai odiar o que não é do mundo. A paz que nos foi prometida é a paz de espírito. Do lado de fora, nos foi prometida a guerra. Que cada um pegue a espada que lhe foi dada e não fique chateado pelas perseguições e decepções que sofrer. “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a Mim não é digno de Mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a Mim não é digno de Mim; e quem não toma a sua cruz e vem após Mim não é digno de Mim.” (Mateus 10.37,38) Não é deixar de amar os outros ou de se importar com eles, mas estabelecer prioridades. Mais importante do que agradar aos outros é agradar a Deus. Mais importante do que o que os outros pensam, é o que Ele pensa. Tomar a cruz é colocá-Lo em primeiro lugar. Sacrificar os afetos deste mundo pelo amor de Deus. Quem for inteligente, cedo ou tarde, acabará seguindo.

A guerra é espiritual.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 127º DIA

7 de MAIO

Cansado na guerra “Vindo Gideão ao Jordão, passou com os trezentos homens que com ele estavam, cansados mas ainda perseguindo.” (Juízes 8.4)

“Cansados, mas ainda perseguindo”, essa é a disposição daqueles que foram chamados por Deus. A guerra é diária, mas temos a promessa da vitória. E nessa promessa, mantemos a força na batalha. Mesmo cansados, não desistimos. Mesmo cansados, nos mantemos firmes na fé, firmes na promessa e na prática da Palavra. Cansados, mas ainda perseguindo. Perseguindo a vitória; perseguindo os objetivos; perseguindo a resposta; perseguindo os inimigos. Atentos à batalha, mesmo quando parece que não vamos suportar. Suportamos, pois não estamos sozinhos. Não estamos sozinhos porque fizemos um pacto. Uma aliança com Aquele que nos prometeu, desde o começo: “E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mateus 28.20). Então, ao que se mantém firme nessa fé, cumpre-se a Palavra que diz: “Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam” (Isaías 40.29-31).

Mesmo cansado, não desista. Mantenha-se firme e suas forças se renovarão. Deus mesmo as multiplicará, pela sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 128º DIA

8 de MAIO

Os últimos e os primeiros “Toma o que é teu e vai-te; pois quero dar a este último tanto quanto a ti. Porventura, não me é lícito fazer o que quero do que é meu? Ou são maus os teus olhos porque eu sou bom? Assim, os últimos serão primeiros, e os primeiros serão últimos [porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos].” (Mateus 20.14-16)

Não há injustiça no Reino de Deus. O Senhor Jesus comparou o Reino dos Céus a um homem que saiu de madrugada e combinou com os trabalhadores de sua vinha um valor pelo trabalho. Horas mais tarde, encontrou outros na praça e os chamou também para trabalhar. Mais algumas horas depois, chamou outros. Quase no final do dia, contratou mais um grupo. Na hora de receberem o salário, começou pelos últimos. Todos receberam o mesmo. Os que estavam há mais tempo reclamaram, achavam que mereciam mais. Receberam o puxão de orelha descrito nos versículos de hoje. Os desprezados eram humildes, sabiam que estavam ali sem merecer. Já os que estavam trabalhando desde a madrugada, acharam que mereciam alguma coisa e sua arrogância os deixou por último. Há quem acredite que o muito tempo de igreja o fez merecedor. Outros, pensam que por terem chegado há pouco tempo, não merecem coisa alguma. Mas o Reino de Deus não é dado por merecimento. O Reino é de Deus, não nosso. E só é conquistado pela fé. Devemos dar o nosso melhor, e não contar com o tempo de igreja ou com nossos conhecimentos bíblicos. Manter a fé viva. A obediência. Todos os que se dispuseram e obedeceram foram recompensados. Os que achavam que mereciam mais, acabaram rece­ bendo por último. Já os que entenderam que estavam ali porque o seu senhor era bom, e não porque mereciam, foram honrados e receberam primeiro. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. É pela fé, não por méritos.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 129º DIA

9 de MAIO

Contaminação “O que sai do homem, isso é o que o contamina. Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem.” (Marcos 7.20-23)

O coração produz os piores venenos. Tudo o que há de pior neste mundo tem origem no coração humano. Quem se preocupa com as práticas religiosas e acha mais importante não fazer isso ou aquilo, mas insiste em deixar o coração livre para dirigir sua vida, não sabe a armadilha em que está caindo. Quem tenta se firmar na fé apenas cuidando em manter uma aparência cristã, cedo ou tarde vai cair. A matriz de tudo aquilo que contamina o homem é o coração. O coração é o centro das emoções, dos sentimentos. Ele é inconstante, é rebelde, é corrupto. Se você não conseguir dominar as suas emoções, elas dominarão a sua vida. E se elas dominarem a sua vida, você estará perdido. Ao contrário do que o mundo prega, seguir o coração é a pior besteira que alguém pode fazer. “De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a Tua Palavra” (Salmos 119.9). Isso não vale só para os jovens, não. Observar seu caminho segundo a Palavra de Deus é a maneira mais segura de se manter puro e, consequentemente, salvo. Tenha você a idade que tiver.

Se quiser se contaminar com o que há de pior neste mundo, siga seu coração. Se quiser conservar puro o seu caminho, pratique a Palavra de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 130º DIA

10 de MAIO

Quem é o grande “E lhes disse: Quem receber esta criança em Meu nome a Mim Me recebe; e quem receber a Mim recebe Aquele que Me enviou; porque aquele que entre vós for o menor de todos, esse é que é grande.” (Lucas 9.48)

O enviado é representante de quem o enviou. Quem recebe o insignificante a quem o Senhor Jesus enviou, recebe o Senhor Jesus. Quem despreza o insignificante a quem o Senhor Jesus enviou, despreza também o Senhor Jesus. Essa é a lógica do Reino de Deus. Ninguém é grande diante dEle. O arrogante traz a glória para si. Como alguém poderá ver Deus na vida desse? Faz questão de anunciar seus próprios méritos. Enche a boca e estufa o peito, como se fosse alguma coisa. Acha que é alguma coisa. É visto como se fosse alguma coisa. Mas para o Senhor, qual a utilidade de um servo que vai em nome de si mesmo? Nenhuma. Já quem assume sua insignificância, será honrado por Ele, por permitir que Ele seja visto. Quando olharem para o insignificante, verão a Deus. Porque ninguém tão insignificante seria capaz de fazer o que ele faz, de estar onde ele está, de dizer o que ele diz, se Deus não estivesse com ele. Humanamente falando, ele não teria condições. Pequeno, desprezível, insignificante. Como esse cidadão está onde está? Como faz as coisas que faz? Deus escolhe os menores, os pequenos valentes, dispostos a serem escolhidos para confundir o mundo e mostrar o seu Deus, não seus méritos. “Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus.” (1 Coríntios 1.27-29)

Deus só é visível na vida dos humildes.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 131º DIA

11 de MAIO

Ele nunca vai se esquecer “Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, Eu, todavia, não Me esquecerei de ti.” (Isaías 49.15)

O filho pode ser o maior facínora, preso e desprezado pela sociedade, mas a mãe estará lá para visitá-lo. Ou pelo menos, essa é a teoria. Hoje, se multiplicam casos de mães jogando seus filhos na lata do lixo, bebês esquecidos em carros fechados, crianças que nascem frutos da miséria ou mesmo frutos do egoísmo. No entanto, na época de Isaías, as mães eram o maior referencial de amor que se podia ter. Era impensável que uma mãe se esquecesse do bebê recém-nascido. Minha mãe teve muitos filhos, mas, mesmo assim, nunca se esqueceu de nenhum. Mesmo com todas as dificuldades que enfrentamos, sempre pudemos contar com ela. Mas ainda que ela tivesse se esquecido de mim, Deus jamais se esqueceria. Somente nEle encontramos esse amor. Um filho pode virar as costas para os pais, uma mãe pode se esquecer de seu bebê, um pai pode rejeitar seu filho, o marido pode desprezar sua mulher, a namorada pode abandonar seu namorado, qualquer ser humano pode se decepcionar com outro. Mas Deus nunca se esquecerá de você. Não importa quantas vezes você foi desprezado ou rejeitado. Não importa o que disseram de você. Sequer importa o que você pensa a seu respeito. Ele jamais se esquece dos que O buscam. Da alma sincera e aflita que O procura. Seu amor é maior que o amor da melhor mãe, de pai, de amigo, de marido, de filho, de esposa... Com Ele você sempre poderá contar.

Conte com Deus em qualquer situação, pois Ele nunca se esquece de você.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 132º DIA

12 de MAIO

Situação caótica “Porque assim diz o SENHOR, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e a estabeleceu; que não a criou para ser um caos, mas para ser habitada: Eu sou o SENHOR, e não há outro.” (Isaías 45.18)

Tudo na vida do servo deve apontar para o seu Senhor. Deus não criou sua vida para ser um caos, mas para ser habitada; boa o suficiente para se viver. Deus não criou sua família para ser um caos, mas para ser habitada; um verdadeiro lar, harmonioso, de paz, de alegria. Deus é Deus de ordem, de disciplina. Ele não cria coisas inúteis; Ele não cria coisas ruins. Ele não cria nada que cause transtorno. Ele não o criou para viver no caos. Se há o caos, é porque Deus não está ali. Se Deus está ali, então você não deve aceitar o caos. Use a sua fé para trazer as coisas para onde elas devem estar. Para onde Deus prometeu que elas estariam. O caos é anomalia no Reino de Deus, não pertence a Ele e não deve ser encarado com naturalidade, mas com revolta. A revolta de quem vê algo no lugar em que não deveria estar. A revolta de quem vê injustiça onde deveria reinar a justiça. A revolta que traz ordem ao caos. Que faz com que aquilo que Deus fez volte a ter a marca de Quem fez.

Não aceite o caos, pois a sua vida deve ser reflexo dAquele que a criou, e nEle não há desordem, não há injustiça.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 133º DIA

13 de MAIO

A boa parte “Tinha ela uma irmã, chamada Maria, e esta quedava-se assentada aos pés do Senhor a ouvir-Lhe os ensinamentos. Marta agitava-se de um lado para outro, ocupada em muitos serviços. Então, se aproximou de Jesus e disse: Senhor, não te importas de que minha irmã tenha deixado que eu fique a servir sozinha? Ordena-lhe, pois, que venha ajudar-me. Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.” (Lucas 10.39-42)

O Senhor Jesus não deu a menor bola para o estresse de Marta. Ignorou o fato de que ela estava fazendo as coisas da casa para servi-Lo. Entre ouvir os ensinamentos e servir a Ele com suas obras, ela escolheu as obras. Queria agradá-Lo. Queria ser reconhecida por aquilo que estava fazendo. Sua irmã, Maria, se esqueceu de todo o resto. Só queria ouvi-Lo e aprender Seus ensinamentos. Ela queria aprender. Queria ser quem Ele queria que ela se tornasse. E foi justamente ela quem O agradou, pois queria o que Ele queria. Ele queria ensinar. Queria levar as pessoas ao Reino de Deus. Queria mudar seus pensamentos. Ela queria aprender. Queria entrar no Reino de Deus. Queria mudar seus pensamentos. Pouco é necessário. Ou mesmo uma só coisa: ouvir Seus ensinamentos. Praticando a Palavra de Deus, será possível realizar todo o resto. Para que a inquietação? Para que a preocupação? A quem escolher a boa parte, esta jamais lhe será tirada.

Escolha ouvir a Palavra de Deus, aprender e praticar. Inquietações e preocupações são absolutamente desnecessárias.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 134º DIA

14 de MAIO

A ordem dos fatores “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tiago 4.7)

A ordem é clara. Porém, muitos têm invertido esse conselho. Resistem à voz de Deus, se sujeitam ao diabo e recebem um abraço dele. Quem se sujeita a Deus, resiste ao diabo, porque obedece. Obedece, resistindo a si mesmo, aos apelos do seu coração, aos apelos do mal, aos apelos do mundo. Resiste às suas vontades, resiste ao próprio medo, resiste à dúvida. Sujeita-se à Palavra, crendo incondicionalmente. Recebe poder e autoridade do próprio Deus. Usa a sua fé, usa a sua força. Torna-se corajoso por crer na Palavra de Deus. Transforma-se em soldado forte do exército do Deus Vivo, capaz de abater qualquer inimigo pela força de sua fé. Torna-se a imagem do próprio Deus, um representante do Senhor Jesus, munido de procuração para falar em Seu nome. Ao ver o servo de Deus revestido de tal autoridade, que conseguiu por obediência ao seu Senhor, a única coisa que resta ao diabo é fugir, com o rabo entre as pernas.

O que dizer mais? Sujeite-se à Palavra de Deus, resista ao diabo e ele não terá outra escolha senão fugir de você.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 135º DIA

15 de MAIO

Fuja das abobrinhas “E repele as questões insensatas e absurdas, pois sabes que só engendram contendas.” (2 Timóteo 2.23)

Eis um conselho muito ignorado. Um conselho milenar. Há muita abobrinha neste mundo. Existem pessoas cujo prazer é discutir inutilmente. Pelo visto, é um problema antigo. O conselho de Paulo a Timóteo deveria ser escrito no espelho do banheiro, para ser lembrado logo no início do dia. Repele as questões insensatas e absurdas. Elas só criam discussões e problemas. Só levam a bate boca inútil. Seja a respeito de alguém, seja a respeito de acontecimentos, de fatos, de suposições, da Palavra de Deus e mesmo da fé. Inútil discutir com quem não quer aprender. É gastar tempo precioso, que poderia ser usado para ensinar aos sinceros. O apóstolo Paulo aconselha Timóteo a evitar as abobrinhas e não jogar seu tempo no lixo: “Recomenda estas coisas. Dá testemunho solene a todos perante Deus, para que evitem contendas de palavras que para nada aproveitam, exceto para a subversão dos ouvintes. Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Palavra da Verdade. Evita, igualmente, os falatórios inúteis e profanos, pois os que deles usam passarão a impiedade ainda maior.” (2 Timóteo 2.14-16) No livro anterior, também havia dado conselho semelhante: “E tu, ó Timóteo, guarda o que te foi confiado, evitando os falatórios inúteis e profanos e as contradições do saber, como falsamente lhe chamam, pois alguns, professando-o, se desviaram da fé” (1 Timóteo 6.20-21). Tamanha insistência deve ter bom motivo. Mantenha sua fé pura. Guarde o que lhe foi confiado. Sigamos o sábio conselho milenar.

Evite falatórios inúteis.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 136º DIA

16 de MAIO

A casa de Deus “Esperastes o muito, e eis que veio a ser pouco, e esse pouco, quando o trouxestes para casa, Eu com um assopro o dissipei. Por quê? – diz o SENHOR dos Exércitos; por causa da Minha casa, que permanece em ruínas, ao passo que cada um de vós corre por causa de sua própria casa.” (Ageu 1.9)

Quantas vezes vimos isso acontecer? A pessoa espera o muito, mas acaba sem nada. Seu salário parece ir para um saco furado. O dinheiro não dá para nada, as brigas em casa não têm fim. Problemas em cima de problemas. As preocupações aumentam e a pessoa corre para lá e para cá, tentando resolver alguma coisa. Na época do profeta Ageu, o Templo estava em ruínas e o povo ia deixando a reconstrução para depois. Hoje acontece o mesmo. Preocupados com as necessidades diárias, com os problemas que crescem ou envolvidos em distrações, muitos deixam as coisas de Deus para depois. Orar para buscar direção? Não dá tempo, resolvo sozinho. Ir à igreja? Não vai dar, chegou um cliente de última hora. Ou estou com sono, trabalhei a semana inteira. Dar o dízimo? Com tantos compromissos assumidos com as pessoas, não sei se vai sobrar dinheiro. Deus tem realmente que vir em primeiro lugar? Não dá para esperar o muito quando se dedica tão pouco a Deus. Já vimos que dependemos dEle para tudo e que, sem Ele, nada podemos fazer. Logo, se fizermos as coisas sem considerá-Lo, como esperar algo positivo? Ninguém dava a mínima para o Templo. Todos corriam por sua própria casa. A casa de Deus continuava sendo tratada de qualquer jeito. Quem era a prioridade na vida daquelas pessoas? Elas mesmas, é claro. A prioridade é o que recebe sua maior atenção.

Coloque os interesses de Deus em primeiro lugar.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 137º DIA

17 de MAIO

O desejo de Deus “Porque, quanto ao SENHOR, Seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-Se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dEle…” (2 Crônicas 16.9)

Imagine Deus, ávido para se mostrar forte na vida de alguém. Buscando, ininterruptamente, passando os olhos por toda a Terra, na tentativa de encontrar alguém que tenha o coração totalmente dEle. Se fosse fácil encontrar, Ele não precisaria procurar tanto, passando os olhos por toda a Terra. Na primeira olhada, já encontraria. Se não era fácil naquele tempo, imagine agora? No entanto, Ele continua a procurar. Ele quer se mostrar forte na vida de alguém. Já pensou nisso? Deus quer se mostrar forte na sua vida. Essa é a vontade dEle. Mas para isso, o seu coração tem de ser totalmente dEle. Totalmente é totalmente. Não é 90% dele e um pedaço para a sua mãe, um pedaço para o seu filho, um pedaço para o seu dinheiro... Não! É totalmente dEle. Totalmente entregue à Sua vontade. Com o próprio Deus querendo se mostrar forte na sua vida, quem vai segurar? Aí, pode ter certeza, vai arrebentar!

Deus está procurando pessoas com coração totalmente dEle, para se mostrar forte na vida delas. Veja que oportunidade!


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 138º DIA

18 de MAIO

Não estás longe “Disse-Lhe o escriba: Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que Ele é o único, e não há outro senão Ele, e que amar a Deus de todo o coração e de todo o entendimento e de toda a força, e amar ao próximo como a si mesmo excede a todos os holocaustos e sacrifícios. Vendo Jesus que ele havia respondido sabiamente, declarou-lhe: Não estás longe do reino de Deus.” (Marcos 12.32-34)

Ele entendeu o que Jesus disse. Conhecia bem a Palavra e compreendeu toda a teoria. Era religioso e deu uma resposta sábia. E o Senhor Jesus lhe disse que ele não estava longe do Reino de Deus. Se não estava longe, é porque não estava dentro. Mesmo com todas as qualidades religiosas, aquele escriba ainda não estava no Reino de Deus. Ele entendia que amar a Deus de todo o coração e de todo o entendimento e de toda a força e amar ao próximo como a si mesmo valia muito mais do que qualquer ritual religioso, mas se realmente praticasse isso, já estaria dentro do Reino. Conhecer é o primeiro passo. Entender é meio caminho andado. Mas só se entra no Reino de Deus quando a Palavra deixa de ser teoria e passa a ser prática de vida. Dia a dia. De fé em fé. Nos momentos difíceis. Nos momentos felizes. Nos momentos que exigem reação imediata. Nos momentos em que nossa fé é provada. É na prática que o “amar a Deus de todo o coração, de todo o entendimento e de toda a força e ao próximo como a si mesmo” habilita alguém para o Reino de Deus. A prática, dia após dia, sem desistir, sem desanimar é que fará com que você deixe de estar longe e passe a estar dentro do Reino de Deus. E se você já está dentro, vigie. Fique atento para não perder o seu lugar.

Não adianta ser religioso e conhecer a teoria, o que realmente vale é praticar aquilo que aprendeu.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 139º DIA

19 de MAIO

Mão forte “Eu sei, porém, que o rei do Egito não vos deixará ir se não for obrigado por mão forte.” (Êxodo 3.19)

Quanto maior a conquista, mais renhida é a luta e maior o sacrifício. Quanto maior o sonho, mais exigente é o sacrifício para sua realização. Esse ensino vem do Alto. A libertação dos hebreus do Egito era um sonho quase impossível. Os filhos de Israel eram a grande fonte de riqueza e opulência egípcia. Riqueza à custa de sua escravidão. Deixá-los livres significava perda irreparável. Quando o Senhor enviou Moisés, avisou: “Eu sei, porém, que o rei do Egito não vos deixará ir se não for obrigado por mão forte” (Êxodo 3.19). Como libertar os escravos do mal sem o uso obrigatório de Mão Forte? Isto é, sem luta, sem guerra, sem sacrifício ou sem a violência da fé? É possível usar a fé sem violentar os costumes religiosos? É possível usar a fé sem violentar a vontade da carne? Por isso, a fé é certeza, é convicção. Ela exige firmeza porque é natural da fé enfrentar oposição. Se é fé, haverá força contrária para tentar criar dúvida. No entanto, a Mão Forte é firme. É firme na certeza. É firme na convicção do que tem de ser feito. E o que tem de ser feito, tem se ser feito, independentemente do que se sente, olhando exclusivamente para o alvo. Para conquistar alguma coisa neste mundo, é preciso sacrifício. Coragem, luta, esforço, trabalho. Da mesma forma, os benefícios do Mundo Sobrenatural exigem a violência da fé sobrenatural. Não tem moleza. Quem crê, vai; quem não crê, fica.

A fé exige firmeza, certeza, convicção inabalável. O mal não cederá se não for obrigado por Mão Forte.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 140º DIA

20 de MAIO

Como? “Se te fatigas correndo com homens que vão a pé, como poderás competir com os que vão a cavalo? Se em terra de paz não te sentes seguro, que farás na floresta do Jordão?” (Jeremias 12.5)

Se nas coisas terrenas é fracassado, como será nas coisas espirituais? Como alcançará o Reino dos Céus se não houver decisão, violência e arrojo? Se nas pequenas coisas, o mal já consegue derrubá-lo, como pode enfrentar desafios maiores? Como querer ser grande se continua se curvando à insegurança? Como conquistar coisas maiores se não aprender a ser fiel no pouco? Como quer mais se não tem fé para lidar com o que recebeu? Há uma enorme diferença entre ser religioso e ser conquistador. O religioso espera que as promessas caiam como chuva do céu. O conquistador assume sua fé e parte para o tudo ou nada. Ou Deus é ou não é. Ele se sente seguro mesmo no meio da guerra. Não tem medo, mesmo na cova dos leões. Mantém-se firme, ainda que se aumente o fogo da fornalha. Vai para cima, mesmo que um gigante armado o ameace. Não fica se lamentando ou confessando derrota. Se sente medo, ignora e age pela fé, apesar do medo. Assim, compete com quem for; se sente seguro onde estiver.

Se nas coisas terrenas é fracassado, como será nas coisas espirituais? O conquistador assume sua fé e parte para o tudo ou nada.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 141º DIA

21 de MAIO

O que você está fazendo aqui? “Ouvindo-o Elias, envolveu o rosto no seu manto e, saindo, pôs-se à entrada da caverna. Eis que lhe veio uma Voz e lhe disse: Que fazes aqui, Elias? Ele respondeu: Tenho sido em extremo zeloso pelo SENHOR, Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram a Tua aliança, derribaram os Teus altares e mataram os Teus profetas à espada; e eu fiquei só, e procuram tirar-me a vida. Disse-lhe o SENHOR: Vai, volta ao teu caminho para o deserto de Damasco e, em chegando lá, unge a Hazael rei sobre a Síria.” (1 Reis 19.13-15)

Depois de ter desafiado os 450 profetas de Baal e ter visto o Senhor responder com fogo do céu; depois de ter orado para que chovesse e ter sido respondido com grande chuva após anos de seca; Elias deu ouvidos a um mensageiro de Jezabel, que o ameaçou por ele ter matado os profetas de Baal. Mesmo depois de tudo o que fez, Elias teve medo das ameaças de Jezabel e fugiu. (1 Reis 19.3). Deus o encontrou escondido em uma caverna. Ao ouvir a Voz de Deus, imediatamente ele saiu da caverna e ouviu: “O que você está fazendo aqui, Elias?” Obviamente, o Senhor já sabia da ameaça, mas não deu a mínima. Elias tenta se justificar e diz que foi ameaçado de morte. Deus, novamente, ignora. Em outras palavras, diz: “volte para o caminho, faça o que Eu mando e Eu cuido das ameaças”. O Senhor não puniu Elias por aquele momento de dúvida. Não o puniu por ter se escondido na caverna. Mas o mandou sair e o trouxe de volta à realidade. À realidade da fé. A melhor maneira de se esconder da ameaça é obedecer. “O SENHOR é bom, é fortaleza no dia da angústia e conhece os que nEle se refugiam.” (Naum 1.7)

O valente sai da caverna e se refugia em Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 142º DIA

22 de MAIO

Para quê? “E eis que Estou convosco todos os dias até à consumação do século.” (Mateus 28.20)

O momento decisivo de toda batalha é aquele em que parece que não tem mais jeito. O céu se fecha, o inimigo aperta o cerco, o medo aumenta, a ameaça avança. Então, nos lembramos de que não estamos sozinhos. Uma voz suave, porém firme, ecoa dentro de nós: E eis que Estou convosco todos os dias até à consumação do século (Mateus 28.20). Para quê Ele prometeu estar conosco? Para assistir nossa derrota? Não! Mil vezes, não!!!... Ele está conosco para garantir o cumprimento de cada uma de Suas promessas! Isto é, garantir a vitória daqueles que têm a convicção do cumprimento de cada uma delas. A certeza de que a Palavra é verdadeira e não pode mentir. Ele empenhou sua Palavra, então ela se cumprirá. Quando damos ouvidos à voz da fé honramos a Deus e humilhamos o inferno. É melhor morrer na fé do que viver na dúvida. Melhor ainda é viver na fé, pela fé e de fé em fé!

Dê ouvidos à voz da fé para humilhar o inferno e honrar a Deus em cada uma das batalhas que enfrentar.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 143º DIA

23 de MAIO

Passo a passo “Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como Eu prometi a Moisés.” (Josué 1.3)

A profecia estava dada. Porém, toda promessa é condicionada a uma atitude. Ele deu a terra, mas restringiu a conquista à atitude de Josué: todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado. Isto é, o passo teria de ser dado. A cada passo, uma batalha. A cada batalha, uma vitória. A cada passo, uma conquista. Sem dar um passo, sem conquista. Enquanto Josué avançou, conquistou. Quando parou, parou também de conquistar. Fé é movimento. Fé é ação. Exige ação. Fé inerte não é fé. Fé sem obras é fé morta. Analise sempre as condições do cumprimento da promessa: “Se quiseres e me ouvires, comereis o melhor desta terra”; “Só estarás em cima e não debaixo se cumprires os mandamentos e estatutos”; “Se atentamente ouvires a voz de Deus, virão sobre ti essas bênçãos”; “Se perdoardes aos homens seus pecados, também vosso Pai vos perdoará”; “Se creres, verás a glória de Deus”. Aqueles que se dispõem a cumprir as exigências da profecia, verão a promessa se cumprir. Os que ficarem sentados esperando que o cumprimento da Palavra caia do céu sem que precisem dar passo algum, ficarão chupando o dedo.

Fé é atitude. Fé é movimento. Não fique parado esperando que as bênçãos caiam do céu. Leia as cláusulas do contrato e cumpra as condições da promessa.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 144º DIA

24 de MAIO

A sua força “Sede fortes e corajosos, não temais, nem vos assusteis por causa do rei da Assíria, nem por causa de toda a multidão que está com ele; porque Um há conosco maior do que o que está com ele. Com ele está o braço de carne, mas conosco, o SENHOR, nosso Deus, para nos ajudar e para guerrear nossas guerras.” (2 Crônicas 32.7,8)

Com essas palavras, o rei Ezequias animou seu povo. Não eram meras palavras de encorajamento, mas verdades imbuídas de profunda certeza. Leia essas palavras, pois elas são direcionadas a você, hoje. Receba a força do Espírito que as inspirou. Entenda essa verdade. Não importa o tamanho do seu problema. Não importa quão numerosa é a multidão que você precisa enfrentar. Não tenha medo, pois conosco está o Senhor, nosso Deus. Não apenas para nos ajudar, mas para guerrear nossas guerras. Para guerrear nossas guerras. Você não está sozinho. Seja forte e corajoso. Há Alguém com você maior do que todos os seus problemas, do que todos os seus adversários. Eles contam apenas com sua própria força. A força humana é limitada. A força do mal também é limitada. Mas a força de Deus, que está dentro de você, não tem limites. Quando você exerce a sua fé e Ele faz a Sua parte, não existem barreiras, não existem limites. Essa força já está dentro de você. Leia novamente o recado de Deus para hoje. E nunca mais se esqueça.

Não tenha medo, pois conosco está o Senhor, nosso Deus. Não apenas para nos ajudar, mas para guerrear nossas guerras.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 145º DIA

25 de MAIO

Vento forte “De que te serve repetires os Meus preceitos e teres nos lábios a Minha aliança, uma vez que aborreces a disciplina e rejeitas as Minhas palavras?” (Salmos 50.16,17)

Já vimos que os benefícios da fé acontecem por conta da obediência à Palavra. Mas a obediência é uma atitude, não sentimento. Vimos também que fé é atitude, movimento. Quando andamos na fé, o Espírito de Deus nos move. Então, não há medo, dúvida, ansiedade ou preocupação. Antes, há certeza, convicção, determinação e coragem para agir a direção Divina. Essa química da fé combina com o Espírito. Andar em Espírito é andar na fé ou em movimento. De nada adianta ter conhecimentos bíblicos e não tomar atitude. Não é suficiente nem para a salvação da alma, nem para as conquistas materiais. Muitos ignoram essa verdade. Para os tais o Senhor manda o seguinte recado: De que te serve repetires os Meus preceitos e teres nos lábios a Minha aliança, uma vez que aborreces a disciplina e rejeitas as Minhas palavras? (Salmos 50.16,17) O possuído pelo Espírito é guiado como por um Vento impetuoso. É obediente. Por conta disso, o Espírito Santo o inspira, ele pratica e conquista sua Terra Prometida. Deus prometeu Canaã a Abraão e aos seus descendentes. Mas as promessas não acontecem de forma automática. Há que se tomar posse delas. Entre a promessa o seu cumprimento existe um caminho a percorrer. É pela ação da fé que se toma posse das promessas. A salvação da alma não é diferente. Fomos salvos, estamos salvos e seremos salvos se perseverarmos na fé. Se continuarmos vivendo de fé em fé, tomando atitudes, seguindo a direção do Espírito.

As promessas Divinas não acontecem de forma automática. Há que se tomar posse delas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 146º DIA

26 de MAIO

Ficar para titia “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.” (Salmos 1.1)

A ansiedade existe porque o mal persevera em sugerir dúvidas, medos e preocupações. Em seguida sugere soluções rápidas através de conselhos “amigos”. Como fez na casa construída sobre a areia. “Você ainda não casou? Iiii… tá mal! Cuidado pra não ficar pra titia!...” Essa e outras tantas situações vivenciadas motivam o medo de Deus não responder às orações. O tempo passa e a ansiedade aumenta. E o pior: turbinada por pessoas usadas pelo mal. Por isso, a necessidade de se investir na atitude de fé diária. Só ela dissipa dúvidas, medos e ansiedades. A Pedro Jesus disse: “Arreda, Satanás!” (Mateus 16.23). Amigos, jamais esqueçam uma coisa: quem está mal sempre será usado pelo mal para disseminar o mal. Fuja dessa gente! Mesmo tendo aparência de ser de Deus! Fuja – e já! Não permita que façam seus ouvidos de penico, corrompendo sua boa fé com blá, blá, blás… Use sua capacidade de raciocínio e nunca se deixe levar pelas dúvidas dos outros.

Quem está mal será usado pelo mal para disseminar o mal. Fique alerta, use sua capacidade de raciocínio e não se deixe levar pelas dúvidas dos outros.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 147º DIA

27 de MAIO

Tudo ou nada “Depois destes acontecimentos, veio a palavra do SENHOR a Abrão, numa visão, e disse: Não temas, Abrão, Eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande. Respondeu Abrão: SENHOR Deus, que me haverás de dar, se continuo sem filhos e o herdeiro da minha casa é o damasceno Eliézer? Disse mais Abrão: A mim não me concedeste descendência, e um servo nascido na minha casa será o meu herdeiro.” (Gênesis 15.1-3)

Ao ouvir de Deus: “Eu sou teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande”, a maioria cairia de joelhos, transbordando de emoção, e diria: “Aleluia!” Mas Abraão usou sua inteligência. Não, não estava tudo bem. O que Deus queria dizer com “galardão”? Presente? Que presente? Se o que ele mais queria não havia recebido! Desafiou a Deus com sua resposta. Na vida de cada cristão verdadeiro há um dia em que se tem de tomar uma decisão pragmática: ou Deus é ou Deus não é! É tudo ou nada! Vida ou morte! O que não se pode é ficar num “chove e não molha”! Se você não tomar uma atitude de revolta contra essa situação, nada vai mudar! Só você pode resolver isso. Até quando temos de ficar administrando problemas que sabemos não ser de Deus? Há momentos em que não há outra saída: Ou é ou não é! Ou somos de Deus ou não somos! Ou Ele é conosco ou não é! Como saber? Só testando a Sua Palavra! Ele não viu desrespeito em Abraão, não o fulminou com um raio. Pelo contrário! Se agradou da sinceridade. Tal atitude motivou Deus a fazer um pacto com Abraão. A situação difícil exige um desafio, uma prova. Uma atitude de fé. Tal atitude exclui os hipócritas e separa os escolhidos. Eis aí o caminho da solução para quem é de Deus!

Ou Deus é conosco ou não é!


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 148º DIA

28 de MAIO

Cada um na sua “Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus. De modo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. Ora, o que planta e o que rega são um; e cada um receberá o seu galardão, segundo o seu próprio trabalho. Porque de Deus somos cooperadores; lavoura de Deus, edifício de Deus sois vós.” (1 Coríntios 3.6-9)

Deus tem providenciado todas as condições necessárias para Seu povo conquistar a Terra Prometida. Ele dá o crescimento. Ele nos tem dado Sua Palavra, Seu Espírito e Seu Nome. O que mais precisamos? Com essas ferramentas nada é impossível mesmo. É óbvio que Sua Palavra, Seu Espírito e Seu Nome não funcionam sem a participação de quem nEle crê. Afinal de contas, de Deus somos cooperadores. Se ninguém plantar, se ninguém regar, não haverá o que colher. Isto é, Deus não fará nada na sua vida sem a sua cooperação! Moisés não orou enquanto estava diante do Mar Vermelho! Ele clamou!... E resposta de Deus foi: por que clamas a Mim? Diga aos filhos de Israel que marchem!... (Êxodo 14.15) Talvez você esteja orando, jejuando e esperando Deus fazer alguma coisa. Quando a Palavra de Deus diz “espera em Deus”, esse “esperar” não significa ficar sentado, imóvel, inerte. Significa depositar nEle a nossa esperança, a nossa confiança. Crer que dEle virá a vitória. Mas agir em cima dessa crença. Deus nunca vai fazer a parte que cabe a você, assim como você jamais fará a parte que cabe a Ele!

Somos parceiros de Deus. Cooperadores. Peça a Deus que lhe revele a Sua vontade e lhe dê coragem para executá-la. E vá em frente.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 149º DIA

29 de MAIO

Combate diário “Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado...” (1 Timóteo 6.12)

Sabemos que a vida não depende da sorte, de oportunidades, de dinheiro ou mesmo de estudo. A vida só depende da fé. A grande dificuldade está em manter-se na fé. Esse é o combate que devemos combater, dia após dia. Não basta ter fé por algum tempo. É preciso vivê-la a cada momento. Por conta disso, é necessário se investir nela dia após dia, todo o tempo. Como? Mantendo a mente ocupada com as coisas de Deus. Há quem cumpra seus “votos” com Deus aos domingos pela manhã. Logo em seguida, relaxa na fé, por ter cumprido sua obrigação religiosa. O adversário da fé se afasta quando ela está em alta. Mas ao vê-la apagada ou relaxada, imediatamente avança contra sua vítima. Quando a guerra lá fora está violenta e os problemas avançam, devemos usar a nossa fé para combatê-los. Porém, quando há tranquilidade aparente, aí é que devemos nos manter mais atentos. A manutenção da fé é diária. Não podemos relaxar um só instante. Compre um carro zero quilômetro. Deixe esse carro na garagem por anos, sem manutenção, sem trocar a gasolina. Agora, em um momento de emergência, tente usar esse carro. Acha que conseguirá fazê-lo funcionar? Assim também é com a fé. Com o agravante de que ela é necessária para a salvação da sua alma, para tomar posse da vida eterna. Observe que os problemas, as emergências, só surgem quando a fé está em baixa ou flácida. Não é verdade? Por isso o Espírito Santo nos ensina a combater o bom combate.

Não relaxe em sua fé. Exercite e faça a manutenção dela, dia após dia, para não ser pego de surpresa.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 150º DIA

30 de MAIO

A favor dos vivos “Quando vos disserem: Consultai os necromantes e os adivinhos, que chilreiam e murmuram, acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos? À Lei e ao Testemunho! Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva.” (Isaías 8.19,20)

Pode ser o maior sábio deste mundo, mas aquele que vive no pecado, está morto espiritualmente. Isso é o que diz a Palavra de Deus. Os vivos são aqueles que ouvem e praticam a Palavra de Deus. De quem os vivos ouvirão o conselho? Da Palavra de seu Deus ou dos mortos deste mundo? Deus, no texto Bíblico de hoje, é bem claro: se não buscarem a resposta na Palavra de Deus e em sua fé (à Lei e ao Testemunho!) não alcançarão sequer a salvação da alma. Porque não deram ouvidos ao que de mais precioso tinham. O mais precioso é o Espírito da Palavra. A favor dos vivos, consulta-se o Deus Vivo. Não significa que não possamos conviver com incrédulos e trabalhar com eles. Porém, entre o conselho de um “sábio” deste mundo e o conselho que vem do trono do Deus Vivo, não tenha dúvidas. Vai na sua fé e não se importe com o que os outros pensam ou deixam de pensar; com o que dizem ou deixam de dizer. Não importa a opinião do mundo a respeito de nada. Os que são da fé não se deixam pautar pela opinião dos “especialistas”, nem pela opinião da imprensa, nem pelo senso comum. Fazem questão de ser diferentes, de pensar fora dos moldes deste mundo. A favor dos vivos, consulta-se o Deus Vivo. Só assim é possível viver pela fé.

Entre a Palavra de Deus e os conselhos deste mundo, não pense duas vezes: à Lei e ao Testemunho!


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 151º DIA

31 de MAIO

Fazendo limonada “Então, Ele me disse: A Minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte.” (2 Coríntios 12.9,10)

Enganam-se os inimigos da fé, ao pensar que angústias e tribulações diminuirão nossa confiança no Deus de Abraão, de Isaque e de Israel. Pelo contrário, do limão aprendemos a fazer limonada; da fraqueza tiramos forças… de forma que quando estamos fracos, aí é que somos fortes. O Espírito Santo é conosco da mesma forma como foi com nossos pais na fé. Sabemos que nos momentos de dificuldade, de perseguição e de fraqueza, o poder de Deus se manifesta. E a força que nos sustenta é nossa fé, não nosso braço, nem o braço de mais ninguém. Contamos com Deus e com nossa fé, que nos liga a Ele. Então não importa se nos sentimos fracos ou se nos sentimos fortes. Sabemos em quem temos crido e estamos bem certos de que Ele é poderoso e fiel para cumprir Sua Palavra. Além disso, cremos na promessa de que qualquer tribulação é momentânea, e que, pela manhã, virá a alegria: “Ao anoitecer pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30.5).

Nada diminui nossa confiança em Deus. Tiramos forças da fraqueza e fazemos do limão uma bela limonada.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 152º DIA

1 de JUN.

A presença de Deus “Eu disse na minha pressa: estou excluído da Tua presença. Não obstante, ouviste minha súplice voz, quando clamei por Teu socorro.” (Salmos 31.22)

Quantas vezes, no desespero, na pressa, já acreditamos estar excluídos da presença de Deus? Muitos acreditam que, por não estarem sentindo a presença de Deus, Ele não está com eles. No entanto, não é necessário sentir Sua presença para saber que Ele está conosco. No texto bíblico de hoje, Davi reconheceu que foi precipitado ao julgar que Deus o havia abandonado. Porém, quando clamou por socorro, foi ouvido. Somente quando Deus o atendeu, ele percebeu que não estava sozinho. Não estava sozinho, pois Deus nunca abandona aquele que O busca. Não importa o que você esteja sentindo neste momento. Pode estar em paz, pode estar na maior angústia, pode estar mergulhado em ansiedade, em medo, em desespero. Pode não saber o que fazer. Pode ter aberto o livro procurando uma resposta. Aqui está sua resposta: Deus está aí, com você. Mesmo que você se sinta sozinho ou rejeitado, aproveite este momento e procure um lugar isolado para clamar por Seu socorro, com suas palavras, do seu jeito. Você será atendido. E saberá que não estava sozinho.

Aproveite a oportunidade para clamar por socorro e conhecer a presença de Deus, sentindo ou não, pois não tem a ver com sentimento.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 153º DIA

2 de JUN.

Vivos e vigilantes “Salva-me, ó Deus, porque as águas me sobem até à alma.” (Salmos 69.1)

Os inimigos de Davi nunca lhe deram descanso. Isso o obrigava a manter sua fé em constante atividade. A maioria dos salmos de Davi reflete seu sofrimento. “Estou atolado em profundo lamaçal, que não dá pé; estou nas profundezas das águas, e a corrente me submerge. Estou cansado de clamar, secou-se-me a garganta; os meus olhos desfalecem de tanto esperar por meu Deus. São mais que os cabelos da cabeça os que, sem razão, me odeiam; são poderosos os meus destruidores, os que com falsos motivos são meus inimigos; por isso, tenho de restituir o que não furtei.” (Salmos 69.2-4) Os primeiros versículos deste Salmo refletem claramente um de seus momentos de angústia. Contudo, Davi não vacilou na fé nem perdeu sua confiança em Deus. Já seu filho Salomão não viveu a situação do pai. Ele confessa o bem-estar de sua alma, dizendo: “o Senhor, meu Deus, me tem dado descanso de todos os lados; não há nem inimigo, nem adversidade alguma” (1 Reis 5.4). Ao contrário de seu pai, que se manteve firme até o fim, Salomão se afastou de Deus e perdeu a bênção que havia conquistado. Quanto maior e melhor é o estado de bem-estar social e espiritual, maior o risco de se acomodar na fé e perder tudo. Quanto mais intenso é o estado de lutas e provações, mais requerida é a fé e a dependência de Deus.

A oportunidade de lutar e exercitar nossa fé nos mantém firmes na confiança e na dependência de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 154º DIA

3 de JUN.

Cuidado com as atitudes “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento e não comeceis a dizer entre vós mesmos: Temos por pai a Abraão; porque eu vos afirmo que destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão.” (Lucas 3.8)

Em outras palavras, grande coisa ser filho de Abraão! Não se apoiem nisso. Não adianta ter conhecimento bíblico e não conhecer a Deus; não adianta ter aparência de religioso e não conhecer a Deus; não adianta ter nome de vivo, mas estar morto. O arrependimento dá frutos. Frutos de atitudes contrárias ao que se fazia no passado. Atitudes que separam os filhos dos bastardos. Suas atitudes e seus frutos determinarão seu futuro. Não Deus. Ele deixou bem claro: “A justiça do justo não o livrará no dia da sua transgressão; quanto à perversidade do perverso, não cairá por ela, no dia em que se converter da sua perversidade; nem o justo pela justiça poderá viver no dia em que pecar. Quando Eu disser ao justo que, certamente, viverá, e ele, confiando na sua justiça, praticar iniquidade, não Me virão à memória todas as suas justiças, mas na sua iniquidade, que pratica, ele morrerá. Quando Eu também disser ao perverso: Certamente, morrerás; se ele se converter do seu pecado, e fizer juízo e justiça, e restituir esse perverso o penhor, e pagar o furtado, e andar nos estatutos da vida, e não praticar iniquidade, certamente, viverá; não morrerá. De todos os seus pecados que cometeu não se fará memória contra ele; juízo e justiça fez; certamente, viverá.” (Ezequiel 33.12-16) Resumo: “Desviando-se o justo da sua justiça e praticando iniquidade, morrerá nela. E, convertendo-se o perverso da sua perversidade e fazendo juízo e justiça, por isto mesmo viverá.” (Ezequiel 33.18,19)

Suas atitudes constroem seu futuro.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 155º DIA

4 de JUN.

É só o começo... “Então, disse o SENHOR a Josué: Hoje, começarei a engrandecer-te perante os olhos de todo o Israel, para que saibam que, como fui com Moisés, assim serei contigo.” (Josué 3.7)

Não era suficiente Josué dizer ao povo que Deus era com ele. O povo teria que ver que Deus era com Josué. Não é suficiente ter nome de cristão, a sua vida tem de mostrar Jesus. Essa é a vontade de Deus. Ele quer engrandecer aqueles que são Seus, para que todos saibam que Ele é com Seus filhos. Para que todos O vejam na vida daqueles que O servem. Para que Deus começasse a engrandecer Josué, ele teve que crer que Deus era com ele e agir de acordo com essa fé. Teve coragem de obedecer. Não teve medo de sacrificar. Sacrificar inclusive a sua reputação, pois foi para o tudo ou nada. Se Deus não fosse com ele, ele seria envergonhado. Se Deus não honrasse Sua palavra, Josué estaria perdido. Mas Ele creu. Sabia que Deus não podia mentir. Por causa de sua obediência, viu o Jordão se abrir. Por causa de sua obediência, viu as muralhas de Jericó caírem. Por causa de sua obediência, viu os inimigos serem dizimados. Por causa de sua obediência, viu o impossível acontecer. Aquilo que a incredulidade de seus companheiros não o deixou ver na juventude ele viu, quarenta anos depois, quando foi possível agir de acordo com sua fé. Aquilo em que sempre creu, finalmente conseguiu ver. Não desistiu. Não considerou o tempo passado. Deus o engrandeceu porque ele creu. E ele não se tornou grande da noite para o dia, Deus começou a engrandecê-lo ali. Começou com a abertura do rio Jordão. Para o povo, era extraordinário. Para Deus, era só o começo.

Deus quer começar a engrandecer você hoje.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 156º DIA

5 de JUN.

Nada é mais importante “Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, amando o SENHOR, teu Deus, dando ouvidos à Sua voz e apegando-te a Ele; pois disto depende a tua vida e a tua longevidade; para que habites na terra que o SENHOR, sob juramento, prometeu dar a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó.” (Deuteronômio 30.19,20)

Além de relembrar a proposta que fez: vida e morte; bênção e maldição; e de dar a dica: escolhe, pois, a vida; Deus ensina como fazer para escolher a vida. Você escolhe a vida amando o Senhor. Mas como amar? Amar não é sentir alguma coisa por Ele. Amar é agir de acordo com a importância que Ele tem para você. Como amar? “Dando ouvidos à Sua voz”, isto é, você mostra que ama ao ouvir o que Ele diz. Mais que escutar, ouvir. Dar ouvidos. Obedecer. Seguir. Praticar Suas palavras. E apegue-se a Ele. Não apenas se aproxime, mas se apegue. Dependa dEle. Siga, incondicionalmente. Pois disto depende a tua vida. É mais sério do que você pensava. Sua vida depende de seguir esse conselho. Conselho de amigo. Escolha, pois, a vida, se você quer viver. Empenhe-se em conhecê-Lo, empenhe-se em ter intimidade com Ele, empenhe-se em desenvolver essa parceria, empenhe-se em agradá-Lo. Sua vida depende disso. Neste mundo e na Eternidade. Nada é mais importante.

A proposta está, novamente, diante de você, com as instruções de uso. Empenhe-se nessa escolha, dia a dia, pois sua vida depende disso.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 157º DIA

6 de JUN.

O grande privilégio “Porque quem sou eu, e quem é o meu povo para que pudéssemos dar voluntariamente estas coisas? Porque tudo vem de Ti e das Tuas mãos to damos. Porque somos estranhos diante de Ti e peregrinos como todos os nossos pais; como a sombra são os nossos dias sobre a terra, e não temos permanência. SENHOR, nosso Deus, toda esta abundância que preparamos para te edificar uma casa ao Teu santo nome vem da Tua mão e é toda tua. Bem sei, meu Deus, que Tu provas os corações e que da sinceridade te agradas; eu também, na sinceridade de meu coração, dei voluntariamente todas estas coisas; acabo de ver com alegria que o Teu povo, que se acha aqui, te faz ofertas voluntariamente.” (1 Crônicas 29.14-17)

A oração de Davi ao recolher as ofertas para o Templo mostra qual deve ser a disposição do ofertante. Nada podemos dar a Deus que já não venha dEle. Vem dEle o nosso tempo. Vem dEle nossa força. Vem dEle nosso trabalho. Vem dEle nosso dinheiro. Vem dEle nossa família. Vem dEle a nossa vida. Mas eis o segredo: “Tu provas os corações e da sinceridade te agradas”. Deus não nos pede nada para tirar de nós, mas para provar os corações. Toda oferta que se oferece a Deus revela o que está no coração do ofertante e mostra o seu relacionamento com Ele. Por meio da oferta a Deus, a pessoa transmite amor, dedicação e consideração. Por meio da oferta a Deus, é capaz de provar a sinceridade de seu coração. É um privilégio que poucos entendem. Poucos sabem o significado de dar e receber de Deus. A Bíblia está repleta de exemplos, tanto de pessoas simples quanto de pessoas ricas que experimentaram a alegria de poder oferecer algo para Deus. A começar por sua própria vida.

Aproveite esse privilégio.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 158º DIA

7 de JUN.

Você é capaz de avaliar “Aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura.” (Hebreus 10.22)

Não se brinca com a salvação da alma. Não se leva a salvação na flauta. Não se pode tentar conciliar a fé viva no Deus vivo com uma vida compactuada com este mundo. Não se pode dividir a vida. O Senhor Jesus disse: “Não podeis servir a dois senhores”. Você escolhe o senhor a quem vai servir. Se a sua escolha é servir a Deus, então todas as suas demais escolhas deverão ser fiéis a esse princípio. Através da sua fé inteligente você decidirá sua vida eterna. Com sua inteligência, você analisa, pensa, raciocina, pesa e avalia. Se determinada coisa não é boa, se vai manchar a sua consciência, então fuja dela. Se analisar e perceber que determinada coisa fará bem à sua consciência, então vá na sua fé. Nossa fé depende da nossa boa consciência. Se nos falta a boa consciência, também nos falta a fé. Tendo boa consciência, sua fé aflora e você toma posse do que quer. Mantenhamos a nossa fé pura, para que tomemos posse das promessas que nos foram feitas. Com o coração sincero, em plena certeza de fé e tendo o coração purificado de má consciência e o corpo lavado pela Palavra de Deus, temos condições de nos aproximar do santuário e intrepidez para entrar nele. Nada nos acusa. Nada nos oprime. Essa é a força capaz de conquistar as promessas.

Mantenha sua fé pura, para que seja possível fazer as escolhas certas e decidir a sua vida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 159º DIA

8 de JUN.

Mexeriqueiros “O mexeriqueiro revela o segredo; portanto, não te metas com quem muito abre os lábios.” (Provérbios 20.19)

Essas pessoas estão em qualquer lugar. Onde há pessoas, há mexericos. Muitos já fizeram disso um hábito. Falam inconsequentemente, sem pensar. O conselho do Espírito de Deus é claro: “não te metas com quem muito abre os lábios”. Mantenha distância. Assim como fala hoje de outro para você, amanhã falará de você para outro. E talvez nem seja por mal. Muitos acreditam naquilo que proclamam, quer seja verdade, quer não. Repetem tantas vezes a mesma história, que, para eles, torna-se verdade absoluta. Distribuem informações por aí como se fossem um jornal diário. Não importa se o fazem por bem ou por mal. Tais pessoas não são confiáveis. Mantenha a pureza de seus olhos, a pureza de sua fé. Pureza que lhe garante conexão direta com o Espírito de Deus. Escolha as informações que chegam até você. Escolha as conversas de que você fará parte. Não ajude o mexeriqueiro a pecar. Os da fé não julgam segundo a aparência, não são receptivos a informações inúteis, não dão atenção ao que veem e ouvem. Antes, mantêm o foco em agradar a Deus e fazer Sua vontade. Não se interessam por abobrinhas e picuinhas. Não estão nem aí se vão ser vistos como chatos ou antissociais por não participarem das conversas de mexeriqueiros. Preservam a sua fé.

Mantenha distância do mexeriqueiro. Assim como fala hoje de outro para você, amanhã falará de você para outro.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 160º DIA

9 de JUN.

Procure o bem “Quem procura o bem alcança favor, mas ao que corre atrás do mal, este lhe sobrevirá.” (Provérbios 11.27)

Ninguém em sã consciência corre atrás do mal. Porém, talvez você esteja correndo atrás do mal sem perceber. Mal é tudo aquilo que o afasta do bem; é tudo aquilo que vai contra a disciplina do Reino de Deus. Você colherá o que plantar. Se busca o mal, a injustiça, ainda que para o seu próprio benefício, receberá o mal – não apenas o mal que você buscou. E se o seu alvo for sempre o bem – ainda que, em algum momento, não o beneficie – inevitavelmente alcançará o bem – não apenas o bem que você procurou. Se desejar o mal a outra pessoa, certamente alcançará o mal – para você. Por isso, a necessidade de perdoar. Por isso, a necessidade de pedir perdão. Por isso, a necessidade de obedecer. Por isso, a necessidade de sacrificar. Por isso, a necessidade de manter os bons olhos. Por isso, a necessidade de desejar o bem até mesmo para os que desejam o nosso mal. Receberemos o que buscamos. Não há como fugir dessa lei. Quem procura aproximar-se de Deus e de Sua Justiça, encontrará Deus e Sua Justiça. Não existe nada mais claro do que isso. É o resumo de toda a Palavra de Deus: Quem dá, recebe; quem planta, colhe. E só se colhe aquilo que se planta. Não queira plantar milho e colher maçã. Enquanto procurar o bem, alcançará favor. Mas se correr atrás do mal, não reclame quando o mal vier.

A responsabilidade é integralmente sua: se busca o mal, o mal vem a você. Se busca o bem, o bem o encontrará.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 161º DIA

10 de JUN.

Poder na fraqueza “Então, Ele me disse: A Minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza (...)” (2 Coríntios 12.9)

Quem vive pela fé caminha na contramão do mundo. A lógica da fé cristã é diferente da lógica deste mundo. Quem tentar conciliar a fé sobrenatural e a lógica deste mundo não chegará a lugar nenhum. O Senhor Jesus garantiu ao primeiro, o último lugar, e ao último, o primeiro lugar. O maior será servo dos menores. Quem quiser salvar sua vida, perdê-la-á; mas, quem perder sua vida pela causa Divina, salvá-la-á. Até o poder de Deus se aperfeiçoa na fraqueza. Diante disso, Paulo notou que suas debilidades eram sinais de sua força. Agigantado nessa fé, ele confessou: “De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte” (2 Coríntios 12. 9,10). Com as humilhações, Paulo aprendeu que os humilhados serão exaltados e os exaltados, humilhados. No Reino de Deus, quem quer ganhar, perde, e quem não se importa em perder, ganha. O oposto das regras do mundo. Portanto, se você se sente enfraquecido, humilhado ou fracassado, saiba que é sinal do poder de Deus se aperfeiçoando na sua fraqueza.

Levante-se, sacuda a poeira e vá em frente porque Deus é contigo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 162º DIA

11 de JUN.

O Senhor dos Exércitos “... eu, porém, vou contra ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado.” (1 Samuel 17.45)

Senhor - Diz respeito ao Deus Criador, o Todo-Poderoso; Dos Exércitos - Um número incontável de soldados que, por conta de sua lealdade incondicional, abraçam a causa do Comandante Eterno. Um exército segue normas rígidas de obediência incondicional, disciplina, ordem, respeito, hierarquia e submissão. Todos têm de submeter-se às regras, do maior ao menor, sem exceção. Se no exército de um país exige-se rigorosa disciplina, imagine no exército do Senhor dos Exércitos! Todos têm de ter o mesmo Espírito, o mesmo Caráter da Justiça e da fé. Conduzidos pelo Senhor dos Exércitos, avançam contra os exércitos da injustiça – o inferno. Não há como ficar de fora dessa guerra; não há como se excluir dela. Todos, sem exceção, estão de um lado ou de outro. Quem não faz parte do exército do Senhor dos Exércitos, o faz do exército inimigo. Ou é com o Senhor Deus dos Exércitos ou é contra Ele. O Senhor dos Exércitos está tocando a trombeta e convocando os escolhidos para lutarem contra a injustiça. Quem quer fazer parte do exército do Senhor dos Exércitos? É necessário abandonar as fileiras da injustiça, fechar os ouvidos à voz do pecado, ouvir e obedecer, exclusivamente, à voz do Senhor dos Exércitos. Quem integra o exército do Senhor dos Exércitos? É mais fácil descobrir quem não faz parte dele. Não conta com covardes, incrédulos, abomináveis, assassinos, impuros, feiticeiros, idólatras e mentirosos. Porque estes são comandados pelo senhor da injustiça: Satanás. “A parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte.” (Apocalipse. 21.8)

De que lado você está?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 163º DIA

12 de JUN.

Invista na salvação eterna “Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?” (Mateus 16.26)

Se você foi selado com o Espírito de Deus e está absolutamente certo da sua salvação, então, corra em busca da realização de seu sonho material ou sentimental. Mas, se há um mínimo de dúvida com respeito à sua salvação eterna, então, dê prioridade a isso. É o mais importante para você. O que você aproveita se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Você pode até aproveitar a vida regalada por algum tempo, mas nunca por toda a eternidade! Garanta a salvação eterna. Invista em sua alma. Quando se realiza esse sonho espiritual, todos os demais sonhos se realizam, de forma natural, com o tempo. Está escrito: “Buscai, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a Sua justiça, e todas as demais coisas serão acrescentadas” (Mateus 6.33). Muitos têm cometido o erro de não observar esse conselho. Por conta disso, têm fixado a fé, primeiro, nas conquistas sentimentais e materiais. Esquecem que a conquista espiritual alicerça a fé para todas as demais conquistas. Perseguir um sonho qualquer antes do espiritual é como correr atrás do vento. Há quem o faça com sucesso, mas o mesmo não é sustentável. Por conta disso, há frustração. E quem já está salvo, deve atentar, diariamente, para outro conselho: “desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor” (Filipenses 2.12). Não permita que a correria do dia a dia o desvie de seu foco. De que adianta ganhar o mundo inteiro e perder a alma? O sábio ganha almas. Mas, primeiro, a sua própria.

A conquista espiritual alicerça a fé para todas as demais conquistas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 164º DIA

13 de JUN.

Está escrito “Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que procede da boca de Deus.” (Mateus 4.4)

Jesus foi levado pelo Espírito Santo ao deserto, para ser tentado pelo diabo. Depois de quarenta dias e quarenta noites de jejum, no limite de suas forças, teve fome. O diabo não se aproximou dEle enquanto Ele estava forte. A tentação veio quando Seu corpo sentiu fome. Quando Sua alma clamou por alimento. “Então, o tentador, aproximando-se, Lhe disse: Se és filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães” (Mateus 4.3). No auge da necessidade, o diabo apareceu com uma solução fácil e rápida. É sempre assim. No auge da aflição, surge uma proposta de solução rápida e fácil para responder aos anseios do coração. Se o Senhor Jesus cedesse, estaríamos perdidos. No entanto, apesar de Seu corpo estar fraco, Seu Espírito estava forte. Em Sua resposta, entendemos o porquê: “Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que procede da boca de Deus”. A Palavra de Deus era Seu alimento. Ela O fazia forte. Ela era Sua necessidade. Sua prioridade. Em outras palavras, Ele disse: “Meu corpo quer pão, mas Eu mando, não meu corpo. E Eu quero a Palavra de Deus, não a sua palavra”. Ele desprezou a palavra do diabo. Desprezou a voz da sua própria vontade. Desprezou o apelo de sua alma, de seu corpo. Conheça o que está escrito. Despreze a palavra de dúvida. Despreze a palavra do diabo e creia na Palavra de Deus. Despreze a voz de sua alma. Despreze a voz do seu coração. Despreze os apelos que querem levá-lo ao mais profundo abismo. Mantenha seu espírito firme na Palavra que o alimenta.

Mantenha seu espírito firme na Palavra e não ceda aos apelos do seu coração.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 165º DIA

14 de JUN.

Comprados “Por preço fostes comprados; não vos torneis escravos de homens.” (1 Coríntios 7.23)

Não dependa de ninguém. Não espere ajuda dos homens. Não tire sua confiança de Deus para depositá-la nas mãos de um amigo, de um parente, do patrão, de um político... Não dirija sua vida com base na opinião alheia. Aquele de quem você ouvir a voz será seu senhor. Não aceite comer na mão de ninguém. De homem algum, por mais capacitado que pareça. Muito menos das dúvidas. Pequenos erros, grandes dúvidas. É assim que o mal trabalha. Ele tem usado picuinhas e as fantasiado de pecados quase imperdoáveis. E fica martelando na cabeça da vítima todo o tempo, em especial quando se busca Deus. Acusações e mais acusações. O sangue do Senhor Jesus foi o preço para nos tirar da condição de escravos do inferno para a futura condição de reis e sacerdotes para Deus. Ele já pagou o preço pela sua liberdade. Se você crê nEle, seu problema agora é dEle. Sua vida é dEle. Perante o Pai você está limpo, lavado e purificado pelo sangue dEle. Então, não dê ouvidos à acusação de ninguém! “…fostes comprados; não vos torneis escravos de homens” (1 Coríntios 7.23) ...Nem das dúvidas!

Não aceite comer na mão de ninguém, não dê ouvidos às dúvidas. Seja servo de Deus, não escravo das dúvidas ou dos homens.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 166º DIA

15 de JUN.

Força para adquirir riquezas “Não digas, pois, no teu coração: a minha força e o poder do meu braço me adquiriram estas riquezas. Antes, te lembrarás do SENHOR, teu Deus, porque é Ele o que te dá força para adquirires riquezas; para confirmar a Sua aliança, que, sob juramento, prometeu a teus pais, como hoje se vê.” (Deuteronômio 8.17,18)

Muitos só se lembram de Deus nas dificuldades. Quando o sofrimento os alcança, correm para Ele. No entanto, quando tudo está bem, acham-se autossuficientes. Isso não é inteligente. Os cuidados do dia a dia acabam por fazer com que alguns se esqueçam da participação de Deus no que conquistaram. É muito fácil olhar para suas conquistas e pensar que são resultado de seu esforço. Afinal de contas, você se esforçou. Tem se esforçado todos esses dias, meses e anos. Porém, essas conquistas não terão estabilidade sem a parceria do Espírito de Deus. E por “riquezas” não entenda apenas dinheiro. Quantos dão as costas para Deus por causa de um casamento? Quantos se esquecem do que Ele fez e, com suas próprias mãos, transformam o que era bênção em maldição? Se você depende de Deus, então reconheça Deus em seus caminhos. Reconheça Deus em todas as suas conquistas. Não confie na sua própria força e não queira depender apenas do poder do seu braço. Seja lá o que você estiver empreendendo hoje, não se vanglorie naquilo que adquirir. Mantenha a sua humildade e dê a honra a Deus. Só assim é possível garantir a tão sonhada estabilidade.

Seja lá o que você estiver empreendendo hoje, mantenha a sua humildade e dê a honra a Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 167º DIA

16 de JUN.

Muitas vozes “Há, sem dúvida, muitos tipos de vozes no mundo; nenhum deles, contudo, sem sentido.” (1 Coríntios 14.10)

Existem trilhões de vozes neste mundo. As vozes interiores, as vozes do mal, as vozes da mídia, as vozes das outras pessoas... Todas elas competindo por sua atenção. Você se torna um somatório de vozes. Um somatório de ideias do mundo. Na maior parte das vezes, o sentido é apenas colocar você mais para baixo. Vozes de dúvida que se vestem de “vozes de cautela”. Vozes de medo. Vozes de angústia. A sua própria voz. Quanto mais você confessa o fracasso, mais o fracasso aumenta. Esteja certo disso. Ao se aproximar de alguém de confiança, você conta seus problemas, desabafa suas dores. Mesmo com boa intenção, aquela pessoa lhe traz mensagens que somarão mais dúvidas. Você fica cada vez mais perdido em tantos conselhos. Na igreja, você ouve a Palavra de Deus. Por momentos, se esquece das vozes deste mundo. A mensagem de fé afasta as dúvidas. A fé desperta dentro de você. Começa a acreditar em si próprio e em Deus. Começa a ficar forte. As dúvidas diminuem, o nível de fé sobe. É um bem estar muito grande. Mas não resolve, se ao sair dali você der ouvidos novamente à confusão de vozes e esquecer a voz de Deus. A voz da fé. A voz que diz: “não temas”. A voz que diz: “estou contigo”. “A voz que diz: “sê forte e corajoso”. A voz que diz: “Eu te farei conquistar”.

Sempre existirão muitas vozes no mundo, mas você deve dar ouvidos apenas à voz de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 168º DIA

17 de JUN.

INDefinido “Então, Elias se chegou a todo o povo e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR é Deus, segui-O; se é Baal, segui-o.” (1 Reis 18.21)

O povo estava dividido. Indeciso entre seguir a Deus ou a Baal. Por conta disso, o país estava enfrentando uma seca terrível há cerca de três anos. Revoltado, Elias chamou os profetas de Baal a um desafio. E o povo a uma definição. O que não pode é ficar em cima do muro, meio barro, meio tijolo. “Acender uma vela para Deus e outra para o diabo” não funciona no Reino de Deus. Quem faz isso, na verdade, está acendendo duas velas para o diabo. O indefinido não sabe onde quer chegar, não tem visão, nem entendimento da vontade de Deus para sua vida. Sua maneira de ser é indeterminada. Nem sim, nem não. Como Deus irá usar alguém indeciso? Os seguidores do Senhor Jesus têm de viver de fé em fé. Porém, os indecisos ou indefinidos vivem de indecisão em indecisão. Inclusive nas escolhas mais insignificantes do dia a dia. E no que deveriam agir a fé, ficam à espera de mágicas Divinas. De que adianta crer em Deus e não assumir sua crença de forma clara, objetiva e incisiva diante do mundo e do inferno? Procure na Bíblia uma única pessoa usada pelo Espírito Santo que tenha sido indefinida no caráter e na fé. O definido na fé sabe que Deus é com ele e que, por isso, até o que era para dar errado, vai dar certo. Toma suas decisões com base na fé inteligente. Sabe que seu sucesso depende de sua atitude de fé, não de sorte.

O que impede você de ir em frente e agir de acordo com sua fé?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 169º DIA

18 de JUN.

Segredo da ausência de medos “Tornou-lhe o SENHOR: Já que Eu estou contigo, ferirás os midianitas como se fossem um só homem.” (Juízes 6.16)

O rico tem medo de ficar pobre, e o pobre, de não ter como sustentar a família. Os oprimidos têm medo do escuro, de alturas, de elevador, de não vencer etapas escolares, etc. Os saudáveis têm medo de ficar doente, e os doentes, medo de morrer; solteiros têm medo da solidão. Os religiosos têm medo de ir para o inferno; traíras têm medo de serem descobertos; malfeitores têm medo de serem presos. De alguma forma, o medo está presente na vida de todos. Uns mais, outros menos. Mas todos carregam tal sentimento. Até mesmo os mais próximos de Deus tinham seus medos. Abraão teve medo de ser morto por causa de sua mulher; com Isaque não foi diferente; Jacó fugiu com medo de seu irmão Esaú; Moisés fugiu do Egito com medo de Faraó; Gideão temeu destruir o altar de seu pai durante o dia; Davi teve coragem para enfrentar Golias, mas fugiu de seu filho Absalão; o grande profeta Elias temeu as ameaças de Jezabel e fugiu para o deserto. Em toda a história da humanidade, O Único que não teve medo foi Jesus. Enfrentou opositores e a morte sem esboçar qualquer receio. Por quê? Porque estava cheio do Espírito Santo. Estar cheio do Espírito de Deus significa estar vazio de medo. Como é possível estar cheio do Espírito de Deus? Quando a mente é 100% ocupada com os pensamentos de Deus, Sua Palavra. Aí está a razão da ordem: “...enchei-vos do Espírito” (Efésios 5.18). Cheio do Espírito significa ausência de toda e qualquer influência deste mundo. Inclusive de seus medos, ameaças e terrores.

Ocupe sua mente com os pensamentos de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 170º DIA

19 de JUN.

Imaturidade “Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, e sim como a carnais, como a crianças em Cristo.” (1 Coríntios 3.1)

É difícil controlar os impulsos das crianças quando querem coisas fora de hora. Muitas se tornam malcriadas. Suas emoções sempre estão à flor da pele. Não pensam, não medem consequências, não têm noção de perigo… Assim são os imaturos na fé. Acreditam que Papai do céu tem de atender suas petições na hora, independentemente de Sua vontade. Querem porque querem, na hora que querem. E ainda ameaçam abandonar fé. Como se o Senhor Deus dependesse deles. Outros têm investido na construção de verdadeiros castelos de problemas. Quando conseguem ter acesso à fé querem usá-la como varinha mágica para resolvê-los da noite para o dia. Até gostariam de ter compromisso com Deus, mas sem responsabilidade. Como manter um pacto sem fidelidade, sem disciplina? Como ser cristão sem carregar a cruz? Sem sacrificar? Fazem birra quando alguém fala em renunciar à própria vontade. Querem que Deus seja como eles acham que Deus deve ser. Chegam a dizer: “Deus para mim é assim...”, como se existisse um deus diferente para cada cristão. Terão de passar pelos desertos necessários e aprender a exercitar sua fé. Mas o amadurecimento vai depender da humildade. Humildade de ouvir e obedecer. Vai depender da inteligência desenvolvida e das emoções controladas. Samuel era uma criança quando Deus o chamou. Sua resposta a Deus marcou o início de sua vida de homem espiritual, mesmo sendo tão jovem. E deve ser copiada por todo aquele que quiser amadurecer na fé: “Fala, Senhor, porque o Teu servo ouve.” (1 Samuel 3.10)

Procure o amadurecimento espiritual.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 171º DIA

20 de JUN.

Passa boiada “Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.” (Mateus 7.13,14)

Que diferença há entre uma porta estreita e a outra larga? A porta estreita é apertada, tornando difícil o acesso por meio dela. A porta larga é como uma porteira: passa boi, passa boiada sem atropelo, sem nenhuma dificuldade em sua travessia. Pois é… Jesus é a Porta Estreita; Satanás é a porta larga. Os seguidores de Jesus têm a maior dificuldade para segui-Lo, têm de sacrificar os desejos do coração, manter a cruz nos ombros 24 horas por dia, sem direito a férias, feriados, nada… Sacrifício, sacrifício e sacrifício. Ou seja, fidelidade, integridade, dignidade, enfim, caráter cristão. Nos dias atuais, quem está interessado nisso? Por isso essa Porta é estreita. Mas, os que amam a justiça e perseveram nela, ao atravessar essa Porta, imediatamente acham a vida, por toda a eternidade. Os seguidores de Satanás não encontram qualquer dificuldade para segui-lo. Não importa religião ou denominação evangélica. É proibido proibir, não há qualquer exigência de sacrifício, vale tudo, inclusive passar por cima dos outros. A liberdade é sagrada, com direito à libertinagem. Essa porta é beeem mais larga; passagem de livre acesso. Ninguém é de ninguém. Mas, após sua travessia, imediatamente vem o despenhadeiro do inferno.

E alguém Lhe perguntou: Senhor, são poucos os que são salvos? Respondeu-lhes: Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois Eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão. (Lucas 13.23,24)


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 172º DIA

21 de JUN.

O antídoto “Então Jesus lhes respondeu: Ide e anunciai a João o que vistes e ouvistes: os cegos veem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados e aos pobres, anuncia-se-lhes o evangelho.” (Lucas 7.22)

Cada problema tem sua solução. Cada veneno tem seu antídoto. Jesus listou aos discípulos de João Batista vários problemas e suas soluções; os sofredores e seus sonhos realizados. Aos cegos, a visão; Aos coxos, a capacidade de andar; Aos leprosos, a purificação; Aos surdos, a audição; Aos mortos, a ressurreição, a vida; Aos pobres, o evangelho. O evangelho é o antídoto para a pobreza. Pobreza não apenas econômica; pobreza de entendimento, pobreza de alma. O pensamento pobre torna-se rico pelo evangelho; a mente pequena é ampliada pela prática da Palavra de Deus; o entendimento miserável é aberto e passa a dar frutos. Não há como anunciar a Palavra do Rei dos Reis e continuar na miséria. A mudança é tão profunda que transforma o financeiramente pobre em rico. Não rico como os que ganham na loteria e torram tudo em poucos anos (estes continuam com o pensamento pobre); rico, como os que já nasceram ricos. Pensamento rico. Capaz de conquistar o que determinar. Espírito rico. Dono da maior de todas as riquezas: a salvação da alma. A mente do próprio Deus dentro de si.

Pois quem conheceu a mente do Senhor, que O possa instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo. (1 Coríntios 2.16)


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 173º DIA

22 de JUN.

Levanta e vai “Levanta-te, toma o teu leito e vai…” (Mateus 9.6)

Situação terrível é ter provado os manjares da vida e, depois, viver de suas migalhas. Assim deve ser com os que um dia participaram da alegria da salvação, mas, devido aos cuidados do mundo, perderam de vista os valores espirituais. “Ah, bispo! Quero voltar, mas não tenho forças. Ore por mim.” Como se oração fosse resolver seu problema. Não, não vai. Que tipo de oração vai impor atitude? Que tipo de oração vai obrigar o caído se levantar? Jesus deu ordem ao paralítico: Levanta-te, toma o teu leito e vai… (Mateus 9.6) Ele não orou. Apenas mandou levantar, tomar o leito e ir para casa. Levantar, tomar e ir são atitudes individuais. Obediência exige ação pessoal. Não queira ser carregado com sua cruz. Não aceite ser indolente e acomodado na fé. Impossível alcançar os céus sem abrir mão do mundo. Oração de terceiros não faz mágica e não o coloca de novo nos trilhos da fé. Nos trilhos da fé se sobe com o próprio esforço, com seus pés e mãos. Com seu sacrifício pessoal. A sua oração sincera diante de Deus tem muito mais força do que você imagina. Sua atitude e disposição em obedecer e seguir apesar das dificuldades é que determinarão o resultado que irá alcançar.

Tome atitude, não espere por ninguém, não dependa de ninguém. Seja sincero diante de Deus. É essa fé que lhe trará forças para se manter nos trilhos.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 174º DIA

23 de JUN.

Acordados, vigilantes e sóbrios “Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios.” (1 Tessalonicenses 5.6)

Muitos estão dormindo. Preocupados com as coisas deste mundo, desviam a atenção do que é realmente importante. Dormem o sono da ansiedade; dormem o sono das distrações; dormem o sono da religiosidade; dormem o sono da acomodação. Dormem o sono da morte. Vigiar significa manter-se atento. Não distraído. O vigilante sabe que a qualquer momento pode acontecer algo importante. Ele não quer ser pego de surpresa. Ser sóbrio significa ser moderado, equilibrado. Usa-se muito essa palavra em oposição a bêbado. Muitos vivem embriagados com a alegria temporária deste mundo. Sobriedade é equilíbrio. Desse equilíbrio depende a nossa salvação. O equilibrado não é emocionalmente descontrolado. Ele pensa, analisa. Não se deixa levar pelo coração, pelas mágoas, pelas dúvidas, pela raiva, pela fofoca, pelo ciúme. O sóbrio, vigilante e desperto às vezes engole sapos, para não ser distraído por eles. Escolhe não manchar a consciência e, para isso, muitas vezes tem de dar a outra face. Perdoa, não porque a outra pessoa mereça, mas para manter-se limpo diante de Deus. Olha com bons olhos, não por ingenuidade, mas para manter seu coração puro diante do seu Senhor. Perfeitamente acordados, atentos e raciocinando. É assim que o Espírito Santo aconselha que vivamos, para não sermos pegos de surpresa quando o Senhor Jesus voltar ou quando a morte chegar.

Mantenha-se sóbrio e vigilante, para não dormir o sono que leva à morte espiritual.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 175º DIA

24 de JUN.

Revolta do justo “Deus é justo juiz, Deus que sente indignação todos os dias.” (Salmos 7.11)

Por conta de Sua natureza espiritual, Jesus era Um Revoltado. E não poderia ser diferente. Afinal de contas, por ser possuído pelo Espírito da Justiça não se inclinaria ao reinado do espírito da injustiça. Todas as pessoas possuídas pelo Espírito de Deus carregam em si a revolta contra os espíritos da corrupção espiritual e moral. É inadmissível ter o Espírito de Deus e, ao mesmo tempo, estar sujeito às injustiças que, no fundo, procedem do inferno. A permissão Divina não é sinal de Sua vontade. Deus tem permitido a ação dos inimigos da justiça para que Seus filhos venham se revoltar, lutar e prevalecer contra eles. Isso despertará a fé dos sinceros. Fará com que vejam que há Um Deus Vivo e Poderoso pronto para livrá-los. Foi assim no passado. A Terra Prometida não foi um brinde. Apesar de estar garantida, ela teve de ser violentada. Isto é, sua conquista custou muitas vidas. Porém, à medida que os filhos de Israel davam um passo, se apoderavam daquele espaço. A presença de Deus com eles não significava que a jornada seria fácil, apenas que a vitória era certa. Hoje em dia, não é diferente. Comigo não tem sido diferente. Tão certo como Deus existe, sei que Ele é comigo. Porém, nunca, jamais e em tempo algum encontrei facilidades no meu caminho. Há muitos anos, num belo dia, até reclamei: Senhor, tudo tem sido muito difícil para mim. Tu sabes por quem luto e não Te está oculto os meus objetivos. Por que tantas barreiras de injustiças? Naquele mesmo instante, o Espírito Santo respondeu: a luta é grande, mas a vitória é certa.

A presença de Deus não significa facilidade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 176º DIA

25 de JUN.

O grito de Deus “Sabereis que Eu sou o SENHOR, quando Eu abrir a vossa sepultura e vos fizer sair dela, ó povo meu. Porei em vós o Meu Espírito, e vivereis, e vos estabelecerei na vossa própria terra. Então, sabereis que Eu, o SENHOR, disse isto e o fiz, diz o SENHOR.” (Ezequiel 37.13,14)

Quem vive afastado de Deus está morto e não sabe. Espiritualmente morto e enterrado. Não importa a fé ou religião professada, se a pessoa é escrava do pecado, já está morta. Isso explica a infelicidade humana. Explica a situação da humanidade. O espírito do pecado a mantém refém de sua cegueira, orgulho e vaidade. “Como ovelhas são postos na sepultura; a morte é o seu pastor; eles descem diretamente para a cova, onde a sua formosura se consome; a sepultura é o lugar em que habitam” (Salmo 49.14). Mas, o Grito do Eterno continua ecoando pelos quatro cantos da Terra: “Sabereis que Eu sou o SENHOR, quando Eu abrir a vossa sepultura e vos fizer sair dela, ó povo Meu” (Ezequiel 37.13). Ele abre a sepultura dos que ouvem e atendem à Sua Voz, Sua Ordem, Sua Palavra… Ele dá a vida, o Seu Espírito, e estabelece Seu povo na terra da promessa. Ele diz e Ele faz. A Palavra que sair de Sua boca, certamente se cumprirá. E então saberão que Ele é o SENHOR.

Deus promete dar vida a todo aquele que ouve e atende à Sua Palavra.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 177º DIA

26 de JUN.

Veredicto “O SENHOR afastou as sentenças que eram contra ti e lançou fora o teu inimigo. O Rei de Israel, o SENHOR, está no meio de ti; tu já não verás mal algum.” (Sofonias 3.15)

A promessa diz que não veremos mais mal algum. Mesmo que o mal ainda seja visível, não tem mais domínio sobre a vida do que crê. Sua condição atual, pela fé, é de absolvido, para quem não há mais condenação. Não há mais espaço para o mal; Eis a Palavra que liberta; A Palavra que transforma; A Palavra que fortalece. Fortalece quando há a convicção firme de que ela não falha. Não importa o que você vê, Importa apenas em que você crê. É a sua fé que vai determinar o que será ou não visível amanhã; Ela traz à luz o que ainda não existe. O nosso inimigo não tem mais direito algum sobre os que são de Deus; As sentenças já foram afastadas; Você foi perdoado, absolvido; Está livre. Agora caminha com o Rei de Israel.

Creia na Palavra que liberta e não dê mais ouvidos às acusações e ao medo da sentença.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 178º DIA

27 de JUN.

Manejar, não decorar “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Palavra da Verdade.” (2 Timóteo 2.15)

A Bíblia não é para ser decorada, mas manejada. Isto é, executada, praticada. Suas revelações não são para causar sensação de bem-estar na sua leitura. Mas para capacitar na guerra contra o inferno. Nada dá mais prazer ao diabo do que assistir a crentes viciados em Bíblia. Gente que não se preocupa em colocá-la em prática, mas apenas em curtir suas mensagens maravilhosas e aprender mais, mais e mais… Só para ter o orgulho de saber mais que os demais. A Palavra de Deus contém orientações para discípulos. E discípulo é o praticante dos ensinamentos de seu mestre. A leitura bíblica é excelente alimento para o espírito. Mas se não for praticada gera hipocrisia. Os escribas eram assim. Eram os copiadores oficiais da Bíblia. Conheciam a Lei, os Mandamentos e as Profecias como ninguém, mas não os praticavam. Jesus os definiu como hipócritas, guias cegos, serpentes, raça de víboras. E acrescentou julgamento prévio para eles: “Como escapareis da condenação do inferno?” (Veja o discurso completo de Jesus contra os hipócritas em Mateus 23.1-35.) Quantos crentes têm sido anestesiados por conhecimentos bíblicos? Pessoas sedentas apenas em aprender e não praticar os pensamentos de Deus… Sabe por quê? Porque odeiam o sacrifício! Gostam do sacrifício na leitura porque não custa nada. Mas odeiam sacrificar na sua prática. A falta da prática anestesia o poder da fé. Por isso, muitos são chamados, mas poucos são os escolhidos...

Exercite a sua fé, pratique a Palavra de Deus para poder se apresentar a Deus aprovado, sem ter de que se envergonhar.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 179º DIA

28 de JUN.

Sobre a Rocha “Todo aquele que vem a Mim, e ouve as Minhas palavras, e as pratica, Eu vos mostrarei a quem é semelhante. É semelhante a um homem que, edificando uma casa, cavou, abriu profunda vala e lançou o alicerce sobre a rocha; e, vindo a enchente, arrojou-se o rio contra aquela casa e não a pôde abalar, por ter sido bem construída.” (Lucas 6.47,48)

Todos nós estamos edificando uma casa: nossa vida. O principal de uma casa é o alicerce, é o que vai sustentá-la quando ela se erguer. O Senhor Jesus compara essa etapa importante da construção a praticar Suas Palavras. Praticar a Palavra de Deus é alicerçar sua vida sobre a Rocha. É a garantia de não ser abalado pelas dificuldades da vida. O homem prudente do texto bíblico de hoje abriu profunda vala para encontrar a rocha. Obedecer não é fácil. Exige esforço, e talvez o resultado não apareça tão rápido. Exige paciência, perseverança, exige fé e coragem. Quem olhava de fora, via apenas um buraco. “Essa casa nunca fica pronta?” O vizinho construiu mais rápido: “Mas o que ouve e não pratica é semelhante a um homem que edificou uma casa sobre a terra sem alicerces, e, arrojando-se o rio contra ela, logo desabou; e aconteceu que foi grande a ruína daquela casa” (Lucas 6.49). O religioso é essa casa sem alicerces. Construída sobre as emoções, sobre a facilidade, sobre a empolgação de seu coração. Uma vida construída sem obediência à Palavra é inconstante. Inconstante como o próprio coração que a construiu. Quando os problemas vêm, aquele que anda de acordo com o seu coração desmorona. Já aquele que ouve a Palavra de Deus e A pratica mantém-se firme, inabalável.

Obedeça à Palavra em que você tem meditado.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 180º DIA

29 de JUN.

Quer ver o bem? “Quem é o homem que ama a vida e quer longevidade para ver o bem? Refreia a língua do mal e os lábios de falarem dolosamente. Aparta-te do mal e pratica o que é bom; procura a paz e empenha-te por alcançá-la. Os olhos do SENHOR repousam sobre os justos, e os Seus ouvidos estão abertos ao seu clamor.” (Salmos 34.12-15)

Todo mundo quer viver para ver o bem. Quem realmente ama a sua vida – ou quer uma vida que mereça ser amada – deve seguir o conselho do texto bíblico de hoje. “Refreia a língua do mal e os lábios de falarem dolosamente” é pensar antes de falar. Não confesse coisas negativas a seu respeito ou a respeito dos outros. Não use sua boca para comentários maldosos. “Aparta-te do mal e pratica o que é bom”, afastar-se do mal é evitar tudo aquilo que não tem a ver com Deus e que não provém da fé. É uma atitude consciente, um esforço racional para se afastar do mal e praticar o que é bom. De nada adianta simplesmente se afastar do mal e não tomar atitude para praticar o bem. “Procura a paz e empenha-te por alcançá-la” significa se esforçar para manter um ambiente de paz, dentro do que for possível. Não procurar problemas, não alimentar discussões e brigas. Se há algo para perdoar, você vai se esforçar e perdoar. Se precisa pedir perdão, então fará o esforço de pedir perdão. Se não tem obedecido, se esforçará para obedecer, se tem sido infiel, seu esforço será ser fiel, se há brigas dentro de casa, você vai se esforçar para que, da sua parte, haja paz, etc. Tudo isso, é claro, é válido para aqueles que desejam ver o bem. Que desejam ter a vida que Deus lhes prometeu. Eles sabem que o esforço será recompensado.

Siga esses conselhos para ver o bem.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 181º DIA

30 de JUN.

De fé em fé “Visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé.” (Romanos 1.17)

Viver pela fé é viver na dependência do Espírito de Deus. É olhar para frente, sempre; É desprezar os momentos tristes do passado e partir para frente; É tomar posse da promessa de que Deus é O mesmo ontem, hoje e para sempre; De que, assim como Ele foi no passado com Seus fiéis, Ele o é para com os fiéis de hoje; É ser surdo às vozes que ecoam no mundo, aos conselhos de tolos, especialmente, daqueles que nada têm a ver com a fé viva no Deus Vivo; É desprezar as opiniões alheias e abastecer a alma com a opinião de Deus; É duvidar das dúvidas; Desafiar medos; Dar banana podre para os sentimentos idiotas do coração; É definir-se como aliado de Deus, definitivamente; É aplicar o conselho Divino: “… uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão…” (Filipenses 3.13)

Viva pela fé. De fé em fé, desprezando opiniões alheias, definindo-se como aliado de Deus, esquecendo o passado e indo em frente.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 182º DIA

1 de JUl.

A vontade de Deus “Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais.” (Jeremias 29.11)

Os pensamentos de Deus são os melhores. No entanto, não é por saber que Deus tem projetos para nosso futuro que ficaremos parados esperando que caiam do céu. Ou que ficaremos cheios de dúvida, sem saber para qual lado ir, com medo de não ser aquela a vontade de Deus. Há muitos que buscam “profetisas” com espírito de adivinhação, para saber se tal e tal coisa são da vontade de Deus. Posso adiantar que não é vontade de Deus que você viva pela cabeça dos outros. Não é vontade de Deus que procure mediadores para saber a vontade dEle. A vontade de Deus está expressa em Sua Palavra. “Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância”; “Eu sou o Senhor que te sara”, “o homem não se estabelece pela perversidade” e “Meu justo viverá pela fé”. É assim que o filho de Deus se move: pela fé. O Espírito de Deus coloca dentro dele uma inspiração, uma ideia, um pensamento. Coloca também uma certeza de que é aquilo que ele tem de fazer. Agarrado nessa certeza e movido por ela, o filho de Deus vai em frente. Vai em frente, pois sabe que vontade de Deus é soberana, e ela se realizará. A sua obrigação é fazer suas escolhas movido pela fé, sem que a dúvida paralise sua vida. A sua obrigação é crer, sem duvidar, até o fim, apoiado na Palavra de Deus, que é a vontade expressa dEle para todos os seus filhos. Seus pensamentos a seu respeito são de paz e não de mal, para dar um futuro digno, uma vida abundante. De posse dessa promessa, levante-se para conquistar.

A vontade de Deus é que você viva pela fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 183º DIA

2 de JUl.

Como alcançar a maturidade espiritual? “Irmãos, não sejais meninos no juízo; na malícia, sim, sede crianças; quanto ao juízo, sede homens amadurecidos.” (1 Coríntios 14.20)

Eis a descrição do filho de Deus: criança na malícia, maduro no modo de pensar. Amadurecido o suficiente para julgar o que é certo e o que é errado e para fazer as coisas de maneira racional. No entanto, criança na malícia, isto é, com a consciência pura e os olhos bons. No processo de amadurecimento da fé, não se pode perder de vista esses dois aspectos. O amadurecido na malícia não pode fazer parte do Reino de Deus, pois o Reino de Deus não é reino de malícia. Já quem é criança no juízo, é emocional e fatalmente irá escorregar para fora do Reino de Deus. Mas como alcançar a maturidade na fé? O pastor não vai dar maturidade para você. O Espírito Santo não vai dar maturidade para você. O que vai dar maturidade para você são os desertos, as tribulações, os problemas que você vai ter de enfrentar sozinho. Se mantiver sua fé firme, quanto mais desertos enfrentar, mais madura estará a sua fé. Quanto mais desertos enfrentar e mantiver a fé, mais amadurecida, mais experiente estará a sua fé. Pronta para enfrentar novos desafios e alcançar o Reino de Deus.

Mantenha-se firme no deserto, mantenha sua fé nas dificuldades, pois assim conseguirá amadurecer a sua fé e se manter no Reino de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 184º DIA

3 de JUl.

Tudo por tudo “Em verdade vos digo que ninguém há que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou mãe, ou pai, ou filhos, ou campos por amor de Mim e por amor do Evangelho, que não receba, já no presente, o cêntuplo de casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições; e, no mundo por vir, a vida eterna.” (Marcos 10.29,30)

Quem estiver disposto a receber a Plenitude de Deus tem que estar disposto a Lhe dar a plenitude de sua vida. É Tudo por tudo. Não seria justo receber tudo e dar apenas parte. Não seria justo exigir mundos e fundos, mas entregar apenas uma vida de práticas religiosas vazias. Quem entregou a plenitude de sua vida, receberá a Plenitude de Deus ainda nesta vida e, também, depois da morte. O Senhor Jesus não aplica aqui linguagem figurada. Ele estava realmente falando daqueles que renunciam todas essas coisas por amor dEle e por amor do Evangelho. O Deus de Abraão não é comparável a nada que existe ou venha a existir neste mundo. Quando se fala em sacrifício, entrega da vida, renúncia total e coisas dessa natureza, muitos pensam que há algo de extremo valor para se “trocar” com o Senhor Deus. O que era mais precioso para o Senhor: a obediência de Abraão ou o seu Isaque? Claro que era a obediência dele! Mas Deus pediu Isaque para provar a obediência de Abraão. Dizer que entregou a vida é uma coisa; renunciar à vida irregular, às reações ruins, ao pecado, às amizades inadequadas e a todo o resto é outra completamente diferente. É a ação que vai provar suas palavras. Fazendo isso, é IMPOSSÍVEL O JUSTO SENHOR NÃO DAR O RETORNO.

É tudo por tudo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 185º DIA

4 de JUl.

Chorando no deserto “Tendo-se acabado a água do odre, colocou ela o menino debaixo de um dos arbustos e, afastando-se, foi sentar-se defronte, à distância de um tiro de arco; porque dizia: Assim, não verei morrer o menino; e, sentando-se em frente dele, levantou a voz e chorou. Deus, porém, ouviu a voz do menino; e o Anjo de Deus chamou do céu a Agar e lhe disse: Que tens, Agar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino, daí onde está.” (Gênesis 21.15-17)

Agar estava com seu filho Ismael no deserto. Quando seus recursos acabaram, ela jogou a toalha. “Levantou a voz e chorou” mostra que seu choro não foi um choro discreto. Porém, o Anjo de Deus não passou a mão em sua cabeça. Pelo contrário, suas primeiras palavras para ela foram: “Que tens, Agar?”. Ele não ficou sensibilizado com o chororô de Agar. Ignorou aquele drama todo. O que chamou Sua atenção foi a voz do menino. Deus ouviu sua voz porque ele era descendente de Abraão. E como a promessa feita a Abraão se estenderia para toda a sua descendência, Deus ouviu a voz do garoto. Cremos que, diante da circunstância, Ismael se viu no direito de cobrar a promessa do Deus de seu pai. Isso é fé. Era tudo ou nada. Carregado por sua mãe sentimental, que só olhava para a situação, ele não teria chance alguma. Então, dali onde ele estava, deixado para morrer debaixo do arbusto, em silêncio, fez ouvir a sua voz. Deus não ouviu a voz do sentimento de Agar, mas ouviu a voz da fé de Ismael. Você pode não ter força alguma; pode não ter com quem contar; pode não ter mais perspectiva nenhuma, mas dentro de você existe uma força: a sua fé. A única força capaz de mover a mão de Deus. Ele não ouviu o choro de Agar, mas ouviu a fé de Ismael.

Não tente sensibilizar Deus. Ele não age por nossas dores, mas pela nossa fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 186º DIA

5 de JUl.

A perfeita separação “Porque a Palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito (...)” (Hebreus 4.12)

A Palavra de Deus é capaz de dividir alma e espírito. Dividir alma e espírito é fazer perfeita separação entre emoção e razão. Separar emoção e razão é necessário para aprender a viver pela fé inteligente. Usar a razão, sem emoção, é imprescindível para obedecer à Palavra de Deus. Mas para que a Palavra seja capaz de penetrar até ao ponto de dividir alma e espírito, é necessário estar em espírito e meditar nessa Palavra. Assim, ela penetra no mais profundo de nosso interior e nos dá condições de vencer qualquer guerra: “Quanto amo a Tua lei! É a minha meditação, todo o dia! Os Teus mandamentos me fazem mais sábio que os meus inimigos. Porque, aqueles, eu os tenho sempre comigo” (Salmos 119.97,98). A sabedoria do salmista não vinha de seus recursos humanos, mas da meditação na Palavra de Deus. Meditar na Palavra todos os dias, não buscando a sabedoria de teólogos e doutores da Lei, mas buscando a sabedoria do Espírito da Palavra. O Espírito que faz a Palavra ser viva. O Espírito que traz vida através da Palavra, não apenas conhecimento. Assim você conseguirá alimentar sua mente e dominar suas emoções, para manter sua fé firme e ativa.

Medite diariamente na Palavra de Deus para uma fé operante.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 187º DIA

6 de JUl.

Rosto de pedra “Porque o SENHOR Deus me ajudou, pelo que não me senti envergonhado; por isso, fiz meu rosto como um seixo e sei que não serei envergonhado.” (Isaías 50.7)

O cristão de verdade oferece a outra face, mas faz seu rosto como uma pedra. Não é mole. Não se entrega ao medo. Quem anda em obediência à Palavra de Deus sabe que está amparado pelo Espírito da Palavra. Endurece o rosto, se mantém firme. Firme, pois sabe que não será envergonhado. Não permite que seu coração sinta vergonha, pois tudo o que faz, faz pela fé. O valente que enfrenta a tempestade; que caminha sobre o mar quando ouve o chamado; o valente que não foge dos leões; o valente que não evita a fornalha; o valente que, armado com uma pedra, vai para cima do soldado gigante; o valente com coragem para sair do deserto; o valente com coragem para dar ordem ao sol; o valente com coragem para enfrentar reis; o valente com coragem de dar ordem a uma árvore. Sabe que não será envergonhado, porque anda pela fé. Vive pela fé. Se move pela fé. Sua fé é o ar que ele respira. É o oxigênio que o mantém vivo. Sua fé não olha para as circunstâncias, não conta com a sabedoria humana e não permite que seu coração sinta vergonha. Decide não alimentar os sentimentos que o colocariam para baixo. Reage com a cara de pedra da fé. Porque sabe que não será envergonhado. Não sentirá vergonha porque sabe Quem o tem ajudado. Quem o ferir, sofrerá as consequências de ferir uma pedra, ainda que não sinta na hora. Se o valente que vive pela fé se mantiver firme e fizer o que é certo, doa a quem doer, jamais será desamparado.

O valente é firme, endurece o rosto e não tem medo de ser envergonhado por fazer o que é certo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 188º DIA

7 de JUl.

A realidade “Ele respondeu: Não temas, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles.” (2 Reis 6.16)

O moço de Eliseu estava apavorado. Tropas, cavalos e carros do exército da Síria cercavam a cidade para prender o profeta, que respondeu: “Não temas, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. Orou Eliseu e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos para que veja. O SENHOR abriu os olhos do moço, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu” (2 Reis 6.16,17). Deus lhe abriu os olhos para que ele visse a realidade. O que você vê com seus olhos físicos não é real. A realidade só pode ser vista com os olhos da fé. Olhos que veem o invisível. Olhos que materializam o que se crê. O moço de Eliseu precisou ver para acreditar. No entanto, o Senhor Jesus afirma que felizes são os que não viram e creram (João 20.29). Sempre que estiver no meio de uma batalha, saiba que não há razão para temer. Por mais numerosos que sejam os nossos inimigos, mais são os que estão com os filhos de Deus do que os que estão contra eles. Porque maior é O que está conosco do que o que está contra nós. Essa é a realidade.

Maior é O que está ao seu lado do que aqueles que estão contra você. Use os olhos da fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 189º DIA

8 de JUl.

Para você “Assim diz o Alto, o Sublime, o que habita a eternidade, O qual tem o nome de Santo: habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos.” (Isaías 57.15)

O Rei que desce do seu trono para encontrar o abatido de espírito. Para encontrá-lo no escuro de seu quarto. Para encontrá-lo na rua. Para encontrá-lo em uma cela úmida. Para encontrá-lo aí, onde você está. Para habitar com você. Habitar, não para chorar com você, não para curtir sua dor, mas para lhe dar força. Vivificar seu espírito. Vivificar seu coração. Trazer solução. Quem disse que seus pecados o impedem de chegar a Deus? Mentira! Se fosse assim, quem chegaria a Ele para ser salvo? Ele veio para salvar o perdido e dar vida aos abatidos de espírito. Ele veio para você, assim como veio para mim! A verdadeira humildade, a humildade de espírito, mantém aberta a porta de acesso ao Trono do Altíssimo. Que maravilha de promessa! Não é promessa humana. Suas palavras carregam em si Seu caráter, Sua Divindade, Seu Poder, Sua Autoridade. Ele não pode mentir e nem demorar no cumprimento de Sua promessa. É pra já! Creia e receba a resposta.

Você não está abandonado à própria sorte. O Altíssimo ouviu o seu clamor.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 190º DIA

9 de JUl.

A guerra sem trégua “Disse o SENHOR a Josué: Não os temas, porque nas tuas mãos os entreguei; nenhum deles te poderá resistir.” (Josué 10.8)

Deus não deu uma palavra de emoção. Na guerra não tem emoção. Ou mata ou morre. Ou vence ou é vencido. A fé é arma da batalha diária em qualquer situação. Arma na guerra contra o mal. Arma na guerra contra nosso eu. No Reino de Deus não se entra com mero esforço temporário. Não se iluda! Se não empregarmos todas as nossas forças, se não violentarmos 100% do nosso eu, ficaremos de fora. Deus disse a Josué que nenhum mal poderia resistir, mas ter a promessa não o liberou da batalha. Para se apoderar do Reino dos Céus tem de cair dentro de todo o coração e de todo o entendimento e com todas as forças. Inclusive, na versão Revista e Corrigida de João Ferreira de Almeida, diz: “...se faz violência ao Reino dos céus, e pela força se apoderam dele” (Mateus 11.12). Você vai ficar parado, esperando, até quando? Se você é sincero e quer se apoderar do Reino dos Céus, largue o violino, pegue firme na espada e a mantenha em mãos todo o tempo. Sua salvação depende do uso da espada do Espírito até a morte. Estamos permanentemente em guerra contra o inferno. Não há paz, acordo ou armistício com ele. É vida ou morte.

“E o Deus da paz, em breve, esmagará debaixo dos vossos pés a Satanás.” (Romanos 16.20) Sem delicadeza.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 191º DIA

10 de JUl.

Abra os olhos “Ergue-te, levanta o rapaz, segura-o pela mão, porque Eu farei dele um grande povo. Abrindo-lhe Deus os olhos, viu ela um poço de água, e, indo a ele, encheu de água o odre, e deu de beber ao rapaz.” (Gênesis 21.18,19)

Note que a Palavra não diz que Deus criou um poço no deserto. Diz que Deus abriu os olhos de Agar. Isto é o poço já estava lá. Ele estava lá o tempo todo. A solução para os problemas de Agar estava diante de seus olhos, mas enquanto ela ficou olhando para sua situação, para suas condições, pensando em seus problemas, não conseguiu ver o poço. É o que acontece com quem fixa a atenção no problema. Torna-se cego, pois não usa a sua fé. Olha com os olhos naturais e, por causa da ansiedade, nem o que é natural consegue ver. Não enxerga um palmo adiante do nariz, por isso, se desespera. Os olhos que você deve usar são os olhos da fé. Deus conhece a sua situação e conhece o caminho para tirá-lo do deserto. Sabe de que você necessita. Quem anda pelos olhos da fé, confia nEle. Entrega a Ele o seu caminho e obedece às instruções de seu Senhor. Assim, é capaz de raciocinar claramente, mesmo nas piores tempestades. É capaz de ver o que antes não podia ver. Sabe que, se Deus prometeu cuidar, Ele vai cuidar. Não se desespera, não se descontrola. Em vez de se desesperar, olha ao redor e procura o poço, pois sabe que a solução existe. Sabe que pode contar com Deus. Crê no que está escrito. Aprende a usar a sua fé e, porque crê, consegue ver o que está diante de seus olhos.

Abra seus olhos. Não dependa de sua limitada visão humana. Use a visão da fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 192º DIA

11 de JUl.

Como crer em si mesmo “Tu, pois, cinge os lombos, dispõe-te e dize-lhes tudo quanto Eu te mandar; não te espantes diante deles, para que Eu não te infunda espanto na sua presença.” (Jeremias 1.17)

Quando Deus o chamou, Jeremias não acreditava em si mesmo. Muito jovem, recebeu de Deus a incumbência de falar contra reis, príncipes e sacerdotes do seu povo. “Então, Lhe disse eu: Ah, SENHOR Deus! Eis que não sei falar, porque não passo de uma criança. Mas o SENHOR me disse: Não digas: Não passo de uma criança; porque a todos a quem Eu te enviar irás; e tudo quanto Eu te mandar falarás. Não temas diante deles, porque Eu sou contigo para te livrar, diz o SENHOR. Depois, estendeu o SENHOR a mão, tocou-me na boca e o SENHOR me disse: Eis que ponho na tua boca as Minhas palavras.” (Jeremias 1.6-9) Deus deixou claro a Jeremias que havia uma parceria entre eles. Ele não precisava temer porque Deus estava com ele. Deus até colocaria em sua boca as palavras certas. Jeremias não poderia mais se dar ao luxo de não acreditar em si mesmo, pois Deus estava acreditando nele. Se o próprio Deus acreditava nele, quem era ele para não acreditar? Por crer em Deus, Jeremias obedeceu e creu em si mesmo. Mesmo que ainda se sentisse como criança, se sentisse inseguro, decidiu crer no que Deus lhe falou. Alicerçado naquela fé, agiu conforme o pacto que havia feito com Deus. Por conta dessa parceria estabelecida entre Deus e Jeremias, ele sacrificou sua insegurança.

Se Deus acredita em você, quem você pensa que é para não acreditar?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 193º DIA

12 de JUl.

Continue firme “Mas sede fortes, e não desfaleçam as vossas mãos, porque a vossa obra terá recompensa.” (2 Crônicas 15.7)

Essa é a promessa de Deus para você, não apenas no dia de hoje, mas em todos os dias da sua fidelidade. Sim, da sua fidelidade. A parceria com Deus exige atitude de nossa parte e a primeira prova de confiança é a fidelidade. É assim no casamento, é assim também no relacionamento com Deus. Manter-se fiel ao seu primeiro compromisso. Guardar a palavra empenhada. Essa é a atitude de ambas as partes desse pacto. Deus promete ser fiel à sua Palavra e exige de nós o esforço em manter a nossa palavra. Seja forte, mantenha-se firme nessa fé, nesse pacto. Deus garante aqui que a sua obra terá recompensa. Seu esforço terá recompensa. O trabalho de suas mãos em fazer a vontade dEle terá recompensa. Mesmo que pareça difícil, mesmo que a luta seja dura, mesmo que o mundo se volte contra você. Seja forte. Não desfaleçam as suas mãos. Continue agindo. Não desanime. Não dê ouvidos às vozes negativas, às vozes do mal. Mesmo às vozes daqueles que dizem querer o seu bem, mas que vão contra aquilo em que você crê. Agarre-se firme à promessa. A recompensa é maior do que você pode imaginar.

Não desanime. Mantenha-se firme e continue fazendo o que você sabe ser o certo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 194º DIA

13 de JUl.

Já era “Eis que poderão suscitar contendas, mas não procederá de Mim; quem conspira contra ti cairá diante de ti.” (Isaías 54.15)

Quem vive pela fé tem essa garantia. Deus avisa que poderão se levantar problemas. Poderão surgir contendas. Poderão surgir pessoas contra você, até mesmo conspirações e acusações graves, mas Ele avisa que essas contendas não virão dEle. Por isso, aquele que ousar conspirar contra o servo de Deus, cairá diante dele. Isso é muito forte! Quem conspira o faz às escondidas, sem que possamos nos defender. Distorce nossas palavras e cria uma armadilha. Mas Deus defende aqueles que são dEle. Mesmo que o conspirador tente armar ciladas, cairá diante de você. Quem se levanta contra o servo de Deus, se levanta contra o próprio Deus. Se você tem servido a Deus e andado de acordo com a Sua Palavra, não há o que temer. Por isso, não dê ao problema um poder que ele não tem. Não permita que tire sua paz, que tire seu sono. Leia novamente o versículo de hoje. Medite nele. Se tem praticado o que temos ensinado, essa promessa é para você. Os problemas podem ter a aparência que for, podem fazer a careta que quiserem fazer, eles vão cair. Um a um, eles vão cair.

Mantenha firme a sua fé, vá para cima e já era. Cedo ou tarde, você vai ver o que você crê.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 195º DIA

14 de JUl.

Quando passares “Quando passares pelas águas, Eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.” (Isaías 43.2)

A promessa não diz “se passares”; a promessa diz “quando passares”. Isto é, está explícito que passaremos por dificuldades. Mas nos assegura: quando passarmos por essas dificuldades, elas não nos prejudicarão. Esta é a promessa: Ele será com você no meio das dificuldades. Passará pelas águas, mas Deus será com você. Ele será com você, em todos os momentos, mesmo os mais difíceis. Passará pelos rios, precisará nadar contra a correnteza, assumir sua fé, contra o pensamento deste mundo, contra o pensamento dos religiosos. Mas os rios não submergirão a sua fé, você sairá ileso. Passará pelo fogo, por situações que provarão a sua fé. Momentos em que você se sentirá sozinho. Será jogado na fornalha por manter sua fé. Mas a chama sequer arderá em você, muito menos o queimará. No entanto, essa promessa maravilhosa é apenas para aqueles que creem. Para os que se mantêm firmes nesse espírito. Vale a pena perseverar.

O Espírito de Deus avisou que você passaria por tribulações, mas também anunciou a sua vitória.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 196º DIA

15 de JUl.

Fácil de entender “O SENHOR está convosco, enquanto vós estais com Ele; se O buscardes, Ele se deixará achar; porém, se O deixardes, vos deixará.” (2 Crônicas 15.2)

O versículo de hoje é autoexplicativo. Não sei por que as religiões dificultam tanto as explicações da Palavra de Deus. Provavelmente, é estratégia do mal para que ninguém entenda nada e a Palavra pareça apenas algo muito bonito, mas complicado. No entanto, o que há de complicado nisso? Não poderia ser mais fácil de entender: Deus está com você enquanto você estiver com Ele. Isto é, se você não estiver com Ele, obviamente, Ele não estará com você. O chamado de Deus é para todos, mas Ele só pode estar com aqueles que estão com Ele, porque Ele é justo. Estando com Ele, você tem direito a todas as promessas que Ele fez. Isso ninguém pode impedir. Depois, diz que se você O buscar, Ele se deixará achar. Isto é, se você O buscar, é certo que O achará, porque Ele se deixará achar. Ele permitirá que você O encontre, não importa quem você seja ou o que tenha feito. Note que a condição para encontrá-Lo não é ter faculdade de teologia, não é ter este ou aquele tempo de igreja; não é ter este ou aquele passado. A condição para encontrá-Lo é buscar. Não é simples? Porém – há aqui mais uma condição – se você O deixar, Ele também deixará você. Não porque Ele quer, mas porque respeita sua vontade.

A Palavra é simples. Esteja com Deus e Ele estará com você.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 197º DIA

16 de JUl.

Esplêndido! “Maravilhavam-se sobremaneira, dizendo: tudo Ele tem feito esplendidamente bem; não somente faz ouvir os surdos, como falar os mudos.” (Marcos 7.37)

Deus não faz nada de qualquer jeito. Tudo Ele faz esplendidamente bem. O povo se maravilhou ao ver o que Ele fazia, e assim também nos maravilhamos hoje, ao ver o que Ele faz. No entanto, o que Ele faz só é maravilhoso porque Seu caráter é maravilhoso. Tudo Ele faz esplendidamente bem, em virtude de Quem Ele é. Aquele que busca conhecer a Deus e se interessa por quem Ele é, não apenas pelo que Ele tem a oferecer, certamente se maravilhará muito mais. E, por se tornar Seu filho, agirá também como Ele age. O filho de Deus não faz nada de qualquer jeito. Tudo ele faz esplendidamente bem, pois procura agradar ao Pai. O caráter de Deus é perfeito; Ele é justo; Ele é digno de toda a nossa confiança; podemos descansar ao Lhe entregar a nossa vida. Ele é fiel; Ele é forte; Ele é misericordioso; Ele é nosso verdadeiro Herói, que promete nos defender e ser por nós em todas as situações. Tudo Ele faz esplendidamente bem, pois não conseguiria fazer menos. Ele não faz nada de qualquer jeito, não faz nada pela metade. Tudo o que Ele faz é perfeito. Assim tem de ser na vida daquele que vive pela fé no Deus Vivo. Tem de haver diferença entre a sua vida e a vida daquele que não serve a Deus.

O Deus a quem você serve faz tudo esplendidamente bem.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 198º DIA

17 de JUl.

Para toda a vida “Porque a Mim se apegou com amor, Eu o livrarei; pô-lo-ei a salvo, porque conhece o Meu nome. Ele Me invocará, e Eu lhe responderei; na sua angústia Eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei. Saciá-lo-ei com longevidade e lhe mostrarei a Minha salvação.” (Salmos 91.14-16)

Se apegar, conhecer e invocar. Três atitudes que garantem essa promessa gloriosa. “Se apegar com amor” é se entregar. O amor sacrificial. Quem se apega a Deus por meio dessa entrega, terá livramento. Por conhecê-Lo, estará seguro; será respondido quando O invocar; será livre da angústia. O que se entregou a Deus e escolheu depender dEle terá uma vida longa, nada lhe faltará. E, no final dessa longa e vitoriosa jornada, o Senhor ainda promete a salvação eterna. Essa é a jornada preparada para você, caro leitor: livramento, resposta, proteção, prosperidade, vitória e salvação. A promessa cobre todas as áreas da vida, em todas as fases da vida. Vale a pena lutar por esse Tesouro que ninguém poderá tirar. Essa promessa é para os valentes; que não se apegaram com interesse; que não se apegaram com emoção; que não se apegaram com medo do inferno; mas que se apegaram com amor. Eles se apegaram a ponto de entregar, de sacrificar a própria vida pelo Autor da promessa.

Medite novamente nesses versículos e, a partir de hoje, se empenhe nas três atitudes e assuma cada uma dessas promessas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 199º DIA

18 de JUl.

Aos injustiçados “Não fará Deus justiça aos Seus escolhidos, que a Ele clamam dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los? Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?” (Lucas 18.7,8)

O Senhor Jesus contou a história da viúva que foi atendida por um juiz iníquo. Um juiz que não temia a Deus atendeu ao clamor de uma viúva, apenas para se livrar da importunação. Se esse homem iníquo fez justiça à viúva que clamava, como Deus, que é justo juiz, deixaria de atender seus filhos? Ele depressa lhes fará justiça. Ainda que a defesa pareça demorada, não tenha medo de insistir, como a viúva fez. Lucas afirma que essa era uma parábola sobre “o dever de orar sempre e nunca esmorecer” (Lucas 18.1). Para nunca esmorecer, é necessário se manter firme na fé. Firme na fé, mesmo diante das dificuldades. Firme na fé, mesmo diante da aparente demora. Firme na fé, contra as dúvidas e ansiedades. Seu dever hoje e sempre é orar e nunca esmorecer. Insista, como a viúva que dizia: “julga a minha causa contra o meu adversário”. Se ela, que tratava com um juiz mau não desistiu, como você, que trata com o Justo Juiz, seu Pai e Amigo, desistirá? Jamais!

Ore sempre e nunca esmoreça, pois a resposta virá.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 200º DIA

19 de JUl.

Não tem jeitinho “O que anda em integridade será salvo, mas o perverso em seus caminhos cairá logo.” (Provérbios 28.18)

O perverso dá sempre um jeitinho para conseguir o que quer. Tudo o que faz é para se beneficiar e agradar seu coração. Para ele, não parece tão errado. Confia em sua esperteza, em seu braço. Se faz passar por servo de Deus. Diz que procura fazer Sua vontade. No entanto, em vez de permanecer em espírito para saber a vontade de Deus, insiste em adequar a vontade dEle à sua. Será que a vontade de Deus é tão complicada assim? Será que precisa dar um jeitinho aqui ou ali para então executá-la? “E disse-lhes ainda: Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição” (Marcos 7.9). O religioso dá um jeitinho para fazer as coisas à sua maneira e não obedecer a Deus. Cria suas próprias regras e às vezes engana a si mesmo para não precisar sacrificar sua vontade. O que anda em integridade muitas vezes é visto como “bobo”, mas a Palavra de Deus garante que este é que será salvo. Salvo não apenas das ciladas do mundo. A lábia e o jeitinho podem salvar o perverso de alguma encrenca deste mundo, mas jamais lhe darão a salvação da alma. O íntegro escolhe pensar nas coisas de Deus e depender dEle. Estar em espírito é cultivar os pensamentos Divinos. Sacrifica sua vontade para obedecer a Deus. Assim, é capaz de conhecer a vontade de Deus e executá-la, de acordo com Sua Palavra. Verá as promessas de Deus se cumprirem em sua vida aqui na Terra e alcançará a vida eterna. Quem lhe parece ser o mais inteligente?

Ande em integridade, não ceda ao “jeitinho” ou às facilidades deste mundo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 201º DIA

20 de JUl.

Ele já prometeu “Um só homem dentre vós perseguirá mil, pois o SENHOR, vosso Deus, é quem peleja por vós, como já vos prometeu.” (Josué 23.10)

Por isso, não importa quantos vêm contra você. Não importa quão fortes e poderosos seus problemas aparentam ser. A promessa é que Deus guerreará por você, como já vimos nos dias anteriores. Ele mesmo prometeu isso aos que creem, aos que permanecem fiéis a Ele e praticam Suas palavras. O próprio Deus guerreará por nós; mesmo que sejamos fracos e inexpressivos aos olhos do mundo, já somos vencedores de qualquer guerra em que o nosso Senhor estiver. Mas Ele só estará por nós se permanecermos na disciplina do Reino de Deus. Essa promessa é para os que são fiéis e se esforçam para andar de fé em fé. Essa promessa é exclusiva para aqueles que creem, que se entregam 100% a Deus e obedecem à Sua Palavra. Obedecem com integridade de espírito. Obedecem com todas as suas forças, pois querem fazer parte deste Reino. Se você é um desses, hoje é o dia de se lembrar de que você, com Deus, é capaz de perseguir mil e sair vitorioso. Hoje é o dia de se lembrar de todas as promessas que Ele já fez. Essa é a fé que transforma meninos em gigantes.

Hoje é o dia de se lembrar de todas as promessas que Deus fez.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 202º DIA

21 de JUl.

Pensamentos altos “Porque os Meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os Meus caminhos, diz o SENHOR, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os Meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os Meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.” (Isaías 55.8,9)

A mente humana, mesmo do mais inteligente dos homens, é limitada. Limitada porque o ser humano é limitado. Tudo o que podemos pensar e imaginar não se compara ao pensamento de Deus. Todos os caminhos que podemos traçar para nosso futuro não se comparam aos caminhos de Deus. É por isso que podemos depositar toda a nossa confiança no Altíssimo. Seja lá o que você planejou, não é melhor do que o que Ele planejou. E o que Ele planejou é infalível. Tudo o que Deus planeja para aqueles que creem, se cumpre. Toda a Palavra que sai de Sua boca prospera. Quem se entrega nessa confiança, vê o que jamais imaginou ver. O pensamento humano é pequeno, a visão humana natural é limitada. Mas a sobrenatural vê o impossível. Não sabemos o que é melhor para nós. Não conhecemos o que Ele conhece. Para os que não creem, isso é motivo para ansiedade e medo. Porém, para os que creem, isso é motivo de alegria. Não conhecemos, não sabemos, mas temos ao nosso lado Aquele que sabe de todas as coisas, conhece todas as coisas e quer o nosso bem. Essa certeza motiva a entrega de corpo, alma e espírito, sabendo que, sem sombra de dúvida, os pensamentos dEle se materializarão em nossa vida. E que nada – absolutamente nada – será capaz de modificar o que Ele preparou.

Os pensamentos de Deus são mais altos do que os seus. O que Ele tem para você é inimaginável.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 203º DIA

22 de JUl.

Olhos e ouvidos “(...) o que tapa os ouvidos, para não ouvir falar de homicídios, e fecha os olhos, para não ver o mal, este habitará nas alturas; as fortalezas das rochas serão o seu alto refúgio, o seu pão lhe será dado, as suas águas serão certas.” (Isaías 33.15,16)

Duas escolhas esse homem bem-aventurado fez: tapou os ouvidos para não ouvir falar de homicídios e fechou os olhos para não ver o mal. Isto é, escolheu fugir daquilo que não lhe traria bem algum. Fechou olhos e ouvidos. Guardou seu coração, blindou sua fé. O mesmo devemos fazer no dia de hoje. Os olhos e ouvidos guardam a porta do coração e de nosso intelecto. Porta que podemos abrir para o bem ou para o mal. É nossa responsabilidade definir quem pode e quem não pode entrar por essa porta. Seu espírito e seu coração se alimentam daquilo que você vê e ouve. Por isso, selecione bem. Se anda cansado, desanimado, exausto, se arrastando pela vida; se tudo parece difícil e pesado, talvez o problema esteja naquilo que você tem deixado entrar em seus olhos e ouvidos. Palavras de dúvida; palavras de desânimo; atitudes ruins dos outros; interpretações que sua mente faz dessas atitudes. Pare, agora mesmo. Selecione o que entra pelos seus olhos e pelos seus ouvidos. Abra mão da visão e audição das coisas deste mundo. Se faça de surdo e cego para aquilo que quer desviar seu foco. A promessa para o que não deixa entrar qualquer lixo por seus olhos e ouvidos é uma vida tranquila e de paz, uma vida de segurança e certeza, uma vida de necessidades supridas e proteção. Uma vida mais perto de Deus.

Feche os olhos e os ouvidos para o mal, pelo bem da sua salvação.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 204º DIA

23 de JUl.

Fora do barco “E Ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as águas e foi ter com Jesus. Reparando, porém, na força do vento, teve medo; e, começando a submergir, gritou: Salva-me, Senhor! E, prontamente, Jesus, estendendo a mão, tomou-o e lhe disse: Homem de pequena fé, por que duvidaste?” (Mateus 14.29-31)

Em um ímpeto de fé, Pedro obedeceu à ordem de Jesus e começou a caminhar sobre as águas. No entanto, ao reparar na força do vento, teve medo. Pedro prestou atenção nas dificuldades. Atenção é a “ação de aplicar o espírito a alguma coisa”1. Pedro aplicou o espírito na força do vento e deixou de aplicar o espírito na Palavra que Jesus lhe deu. Se você tem buscado a Deus, já ouviu o chamado de Jesus. Já deu o primeiro – e mais difícil – passo. Já saiu do barco. Já está caminhando sobre as águas. É a sua fé que vai mantê-lo em pé, caminhando até o Alvo. Cabe a você aplicar seu espírito no Senhor Jesus, ignorando a força do vento. Não há alternativa para quem já está caminhando sobre as águas, longe do barco; caminhando pela Palavra do Senhor Jesus. Ou você mantém a fé e continua a caminhada, ou duvida e submerge. É vida ou morte. Vida, pela fé. Morte, pela dúvida. Essa escolha tem de ser feita todos os dias. Cada passo é tão importante quanto o primeiro. Aplique seu espírito na Palavra de Deus. Os ventos se farão audíveis; tentarão chamar sua atenção. Mantenha-se firme na obediência. Um passo de cada vez. O vento prova a sua fé. Mas aquele que crê não desvia seu foco. Aplica o espírito nAquele que o chamou. nAquele que disse “Vem”.

Lembre-se: você já está sobre as águas. Fonte: Dicionário Michaelis. Verbete: “Atenção”.

1


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 205º DIA

24 de JUl.

Tudo completo “Estou plenamente certo de que Aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus.” (Filipenses 1.6)

Deus não faz nada pela metade. A obra que Ele começou em sua vida, Ele vai completar. Desde que você permaneça atento à manutenção da sua fé, praticando o que aprender, a obra será concluída. Ninguém tem maior interesse em que isso aconteça do que o próprio Espírito de Deus. “Eis que Eu estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores (...) te não desampararei, até cumprir Eu aquilo que te hei referido” (Gênesis 28.15). Guardado e protegido por Deus, cabe a você a manutenção de sua fé. Por exemplo, tomando cuidado com palavras ditas ou dúvidas sopradas no pensamento. A reconstrução do Templo foi interrompida por muitos anos com palavras de desânimo, de ameaça e conselhos de derrota: “Então, as gentes da terra desanimaram o povo de Judá, inquietando-o no edificar; alugaram contra eles conselheiros para frustrarem o seu plano, todos os dias de Ciro, rei da Pérsia, até ao reinado de Dario, rei da Pérsia” (Esdras 4.4,5). Na reconstrução dos muros de Jerusalém, o exemplo do que é necessário para completar a reconstrução da vida: “Assim trabalhávamos na obra; e metade empunhava as lanças desde o raiar do dia até ao sair das estrelas. (...) cada um se deitava com as armas à sua direita” (Neemias 4.21;23). Atentos. Vigilantes. Firmes e decididos naquilo que determinaram. Assim se concluiu tudo o que Deus prometeu que seria concluído. Assim se completará a obra de Deus em sua vida.

“Mas sede fortes, e não desfaleçam as vossas mãos, porque a vossa obra terá recompensa.” (2 Crônicas 15.7) Inclusive a maior: a recompensa eterna.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 206º DIA

25 de JUl.

O amor “O Meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como Eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos.” (João 15.12,13)

O amor, para o mundo, é mero sentimento. Porém, o amor de que o Senhor Jesus fala é uma atitude consciente e voluntária. Não é um manda­ mento para que gostemos uns dos outros, mas “ameis uns aos outros, assim como eu vos amei”. E explica, então, o amor com que Ele nos amou: “dar a própria vida em favor dos seus amigos”. Amar, para Deus, é sinônimo de sacrificar. Por ignorar o verdadeiro sentido do amor, hoje as pessoas casam e descasam procurando um relacionamento em que não precisem sacrificar. Impossível! “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela (...) Assim também os maridos devem amar a sua mulher como ao próprio corpo. Quem ama a esposa a si mesmo se ama. Porque ninguém jamais odiou a própria carne; antes, a alimenta e dela cuida, como também Cristo o faz com a igreja.” (Efésios 5.25;28,29) Esse é o verdadeiro amor. É esse cuidado que sustenta um casamento por uma vida inteira. E que sustenta nosso relacionamento com Deus. O amor sacrificial com que Jesus nos amou. O amor que entrega sua própria vida, seus interesses, sua vontade. O amor que é paciente, que não arde em ciúmes, não se conduz inconvenientemente, não procura seus interesses, não se alegra com a injustiça. Leia 1 Coríntios 13.4-8 e diga se o amor descrito ali é um sentimento. Mil vezes não! É uma atitude do espírito, com total controle emocional. É o amor que Deus tem por cada um de nós e que devemos manifestar também.

Aprenda a amar de verdade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 207º DIA

26 de JUl.

Derrote o inimigo “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.” (Efésios 6.11,12)

Nossa luta não é contra as pessoas. Nossa luta é espiritual, contra os espíritos malignos que são responsáveis pelas desgraças do mundo. Miséria, doenças, separações, tragédias... todas essas coisas são causadas pelo mal. Em uma escala menos visível, as dúvidas, o medo, a ansiedade, a insegurança e os maus pensamentos também são fruto de atuação maligna. Esses espíritos criam situações ruins usando outras pessoas, que estão sob o domínio deles, para que, ao vê-las, você se volte contra elas. Sopram em seu ouvido pensamentos de ódio, de vingança, de raiva, de mágoa. Ao aceitá-los, acreditando que aquela pessoa é sua inimiga, você faz a vontade do seu real inimigo. As maiores vítimas das forças espirituais do mal são as pessoas boas. Essas são os alvos prioritários. Sujar o coração daqueles que são bons, especialmente dos que são de Deus, traz resultados importantes para o reino das trevas. Então, seja inteligente e não caia na cilada do seu inimigo. Quando o mal lhe apontar um ser humano como inimigo, por pior que aparente ser, ore por essa pessoa. Peça a Deus para abençoá-la, pois para ser abençoada ela precisará se livrar do mal que a influencia. E você se vingará, apontando suas armas para seu verdadeiro inimigo: o inimigo espiritual, que contava em fazer com que você caísse na rede.

Seja sábio: sua luta não é contra nenhum ser humano.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 208º DIA

27 de JUl.

Convite aos cansados “Vinde a Mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei.” (Mateus 11.28)

Seus traumas do passado têm se somado aos problemas do presente. Essa carga pesada tem neutralizado suas forças. É como se você estivesse atolado e completamente indefeso diante do mundo. Muitos têm se rendido e se deixado levar pelas correntezas da vida. Outros, pensado na morte. Se esse é o quadro de sua vida e quer uma solução agora, então faça isso também agora: vá ao banheiro ou a um lugar reservado, feche a porta, dobre os joelhos e fale baixinho com Deus. “Oh, Deus, reconheço que nada mereço de Ti. Mas, o Senhor mesmo disse: Venham a Mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e Eu os aliviarei. Eu tenho andado cansado, sobrecarregado e preciso de alívio agora. Se o Senhor existe mesmo e essa promessa veio da Tua boca, então, em o Nome de Jesus, me responda agora!!!” Em seguida, não diga mais nada. Apenas, espere um minuto só pela resposta. A Sombra do Altíssimo envolverá seu ser e quando você se levantar, sua vida nunca mais será a mesma. Aceite esse convite, não importa o que esteja acontecendo ao seu redor. O que você precisa é de alívio em sua alma. E é exatamente isso que Ele promete. Creia e absorva esse Espírito.

Receba o alívio imediato.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 209º DIA

28 de JUl.

A porção de cada dia “Disse o SENHOR a Moisés: Eis que Eu farei chover para vós pão do céu; e o povo sairá e recolherá diariamente a porção de cada dia, para que Eu ponha à prova se anda na Minha lei ou não.” (Êxodo 16.4)

Não adianta depender de Deus hoje e não depender amanhã. Não adianta obedecer à Palavra de Deus hoje e não obedecer amanhã. É dia após dia. Busque a cada dia. Trabalhe um pouco a cada dia. Não adianta recolher hoje, para a semana inteira, aquilo que é feito para se recolher todos os dias. Deus deu o maná para que o povo aprendesse a depender dEle e de seu trabalho. O maná não surgiu na mesa de cada família. Ele tinha de ser colhido, diariamente, preparado e consumido no mesmo dia. E, no dia seguinte, todos sabiam que ele cairia novamente, e que teriam de recolher novamente. Assim continua sendo. Fazemos um pouco do que temos que fazer, todos os dias, em relação ao que queremos. Se você não fizer nada em relação aos seus objetivos todos os dias, sabendo que terá o que recolher todos os dias, não alcançará a Terra Prometida. O maná foi dado para que o povo soubesse que nem só de pão viveria, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus. A Palavra já foi dada. É por ela que você vive. Faça, todos os dias, algo para tomar posse daquilo que você já recebeu de Deus. O povo recebia seu sustento em porções, recolhia apenas o que podia comer. Se deixasse para o dia seguinte, estragava. O que você tem de fazer hoje, não pode deixar para amanhã. Como tem meditado na Palavra de Deus a cada dia e já consegue ver os resultados, tudo o que fizer, diligentemente, a cada dia, trará resultados.

Faça um pouco a cada dia em relação àquilo que você crê.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 210º DIA

29 de JUl.

Meditar dia e noite “Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido.” (Josué 1.8)

O segredo para prosperar e ser bem-sucedido em tudo que planejar é praticar a Palavra de Deus. Deus orientou Josué a não cessar de falar da Palavra de Deus e também a meditar na Palavra dia e noite com o objetivo de praticá-la. Fazer tudo aquilo que está escrito. Executar o que aprendeu, não apenas ajuntar conhecimento teórico. Executar, porque a Palavra viva é a Palavra praticada. Falar das coisas de Deus o tempo todo e meditar na Palavra dia e noite são atitudes constantes. O tempo todo; dia e noite; sem espaço para pensamentos negativos e dúvidas. Sua boca confessa apenas o que vem de Deus; seus pensamentos se ocupam apenas com os pensamentos de Deus, suas mãos trabalham apenas em função do que é de Deus, seus pés andam pelo caminho traçado por Deus. Impossível se desviar ou se esfriar assim. O resultado dessa dedicação e entrega é certo: caminho próspero e abençoado. Não há como ser diferente. Reforçando que isso não pode ser feito de maneira religiosa, isto é, mecanicamente. Não! Aplique todo seu espírito e suas forças em conhecer a Deus e saber Sua vontade. Pratique o que aprender, sabendo que a transformação da sua vida ocorre de dentro para fora. Ser cristão não é ter aparência de cristão. Ser cristão é manifestar o caráter de Cristo. Vigie suas palavras e seus pensamentos hoje. Se você quer ser bem-sucedido no que fizer, tenha o cuidado de fazer segundo o que está escrito.

Mantenha sua mente focada na Palavra de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 211º DIA

30 de JUl.

Lavando roupa “Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes, e jamais falte o óleo sobre a tua cabeça.” (Eclesiastes 9.8)

Vivemos em um mundo enlameado pelo pecado, mas devemos manter nossas vestes limpas. Manter-nos puros em um mundo impuro. Para que isso seja possível, é necessário ter os olhos fixos na Palavra de Deus, negando nossa própria vontade para fazer a vontade dEle. Esteja atento às suas escolhas hoje. Ao receber uma fechada no trânsito, em vez de brigar, escolha não reagir e, em sua mente, abençoe o motorista imprudente. Ao ser desprezado no trabalho, escolha não sujar seu coração com mágoa e, em sua mente, abençoe quem o desprezou. Ao ser ofendido, perseguido, ultrajado, faça o mesmo. Às vezes é necessário engolir o sapo, se esse for o preço para manter sua salvação. O óleo sobre a cabeça é o Espírito Santo, que deve dirigir seus passos. Busque o Espírito Santo, esteja você onde estiver. Também aqui há uma questão de escolha. Em vez de perder seu tempo com inutilidades na internet e na televisão, mantenha sua comunhão com Deus. Peça perdão, perdoe, medite na Palavra de Deus, pratique o que aprendeu. Mantenha consciência limpa, coração puro, permaneça cheio do Espírito Santo, com alegria e paz. Ou encha-se de dúvidas, informações inúteis, maus olhos, pessimismo, ansiedade e depressão. A escolha é sua e será feita ao longo deste dia. Abra os olhos.

Saiba fazer suas escolhas com inteligência. Suas vestes devem permanecer limpas e mantê-las assim é sua responsabilidade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 212º DIA

31 de JUl.

Tomar decisões “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.” (Mateus 5.37)

O filho de Deus deve ter uma posição bem definida diante dos seres humanos e de Deus. Por falta desse comportamento ético, a maioria dos supostos cristãos não vive a fé pura. A insinceridade deles acende a chama da dúvida. E, consequentemente, não há conquista. A Palavra de Deus diz que nosso falar deve ser sim, sim; não, não. Isto é, deve-se ter certeza e tomar uma decisão segura. Quer seja sim, quer seja não, você tem que decidir com certeza. Peça direção de Deus e jamais aja na dúvida. Não fique entre o sim e o não, pois seja lá qual for a sua decisão, se não for tomada na certeza, na fé bem definida, fatalmente dará errado. Não existe meio termo. Ou é ou não é. A fé é um instrumento poderoso para combater indecisões, porque ela exige definição. Se a sua certeza se abala com o desenrolar das situações, com os ventos que sopram ou com qualquer dificuldade que surja pelo caminho, essa certeza é puro sentimento. A certeza da fé não se abala. Ela é alimentada pela confiança na Palavra de Deus, que dá certeza para decidir e também para continuar. A vida é feita de decisões. Você terá de aprender a dizer “não” quando, lá no fundo, uma voz suave lhe traz a certeza de que essa é a resposta certa. O mesmo acontece com o “sim”. Não fique em cima do muro para agradar a uns e outros. Se há alguma dúvida, consulte a Deus. Busque nEle a resposta. Ele deixa claro a Sua vontade para cada um de nós. Se O buscarmos, não haverá dúvida alguma.

Peça direção de Deus e jamais aja na dúvida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 213º DIA

1 de AGO.

Coragem em ação “Então, Josué falou ao SENHOR, no dia em que o SENHOR entregou os amorreus nas mãos dos filhos de Israel; e disse na presença dos Israelitas: Sol, detém-te em Gibeão, e tu, lua, no vale de Aijalom. E o sol se deteve, e a lua parou até que o povo se vingou de seus inimigos. Não está isto escrito no Livro dos Justos? O sol, pois, se deteve no meio do céu e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro.” (Josué 10.12,13)

O sol já estava alto e a batalha ainda não havia chegado ao fim. Na época, obviamente, não havia luz elétrica nem arma de fogo, uma batalha no escuro era situação que Josué precisava evitar. Várias vezes o Senhor ordenou a Josué: “sê forte e corajoso”. Era hora de praticar. Josué não fez uma oração silenciosa. Ele sabia que Deus já havia entregado os inimigos em suas mãos. Sem nem pensar muito na loucura de sua atitude, deu uma ordem ao sol e à lua. E o povo viu o sol parar de se mover. Hoje sabemos que quem parou foi a Terra, não o sol ou a lua. Isto é, mesmo sem falar as palavras certas, sua fé moveu a mão de Deus para alcançar o resultado que ele queria. Ele não teve medo de falar na frente do exército inteiro. Tamanha era a sua certeza, que correu o risco de ser descredibilizado caso nada acontecesse. Mas ele sabia que aconteceria o que determinou. É assim que você deve se portar frente aos problemas. Se a situação parece impossível, use sua coragem e determine o que irá acontecer. E irá acontecer de acordo com a sua fé. Ainda que suas palavras nem sejam as melhores, as mais bonitas ou as mais corretas. Ainda que você nem entenda do que está falando. Sua atitude de fé move a mão de Deus.

Determine o resultado que você deseja.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 214º DIA

2 de AGO.

Espírito excelente “Então, o mesmo Daniel se distinguiu destes presidentes e sátrapas, porque nele havia um espírito excelente; e o rei pensava em estabelecê-lo sobre todo o reino.” (Daniel 6.3)

Daniel se distinguiu dos demais porque temia a Deus. Sua prioridade era agradar e obedecer ao seu Senhor. Quando o Espírito de Deus habita em alguém, há, de forma natural, o caráter que excede aos demais, que não O têm. É o caráter de Deus. Porém, o “espírito excelente” de que o versículo de hoje fala era espírito do próprio Daniel. Esse é o caráter do servo de Deus. Em tudo o que faz, faz o melhor. Os inimigos tiveram inveja e procuraram ocasião para acusá-lo, mas não conseguiram encontrar “porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum erro nem culpa” (Daniel 6.4), assim, tiveram que partir para a injustiça. E, como bem sabemos, Deus defende os Seus. Assim foi com Daniel. E assim será com todo aquele que manifestar esse caráter e essa fidelidade. A fidelidade a Deus e a dedicação em fazer o melhor em absolutamente tudo, sem deixar espaço para acusação dos invejosos, é responsabilidade sua, não de Deus. Essa é a sua parte no acordo. A parte de Deus é providenciar tudo para que você tenha uma vida abundante e seja estabelecido sobre o reino, como aconteceu com Daniel.

O servo de Deus em tudo o que faz, faz o melhor.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 215º DIA

3 de AGO.

O dia da liberdade “Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica, quem os condenará? (...)” (Romanos 8.33,34)

O justo juiz defende Seus filhos. Se entregou sua vida ao Senhor Jesus e se arrependeu de seus erros, ninguém pode acusá-lo, ninguém pode condená-lo. Só quem condena o réu é o juiz. Se o Juiz lhe absolveu, como alguém ainda pode condená-lo? Impossível! Por isso, não aceite acusações do diabo. Não aceite acusações em sua mente. Não aceite acusações nem de si mesmo. Deus perdoou você; quem é você para não se perdoar? “Mas como saber se fui perdoado, Bispo?” Não importa o que você já fez, se você reconheceu o erro e se houve arrependimento sincero, creia: você já está lavado no sangue do Senhor Jesus, que sofreu em seu lugar, para que você não precisasse mais sofrer. A Palavra de Deus afirma isso, e Ele não pode mentir. Essa é a paz exclusiva dos filhos de Deus. A certeza da absolvição para aqueles que não eram justos, mas foram justificados por Deus, por meio da fé. Ainda que alguém consiga colocá-lo atrás de grades físicas, certamente nunca mais conseguirá aprisionar a sua alma. Pode se alegrar: o dia da sua liberdade chegou. Seja livre, em o nome de Jesus.

Você já foi perdoado, não aceite acusação.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 216º DIA

4 de AGO.

Oração de um revoltado “Elevo a Deus a minha voz e clamo, elevo a Deus a minha voz, para que me atenda. No dia da minha angústia, procuro o Senhor; erguem-se as minhas mãos durante a noite e não se cansam; a minha alma recusa a consolar-se.” (Salmos 77.1,2)

Eis uma oração que tem resposta certa. O salmista clama para ser atendido. Ele tem certeza de que será atendido. O canal de comunicação com Deus, que é a fé, está forte e operante. O salmista também afirma que suas mãos se erguem durante a noite e não se cansam. Ele não desiste de buscar socorro em Deus. Quer ser atendido. Lembra a viúva que clamava ao juiz iníquo para que julgasse a sua causa. O salmista não aceita desistir. Sua alma recusa a consolar-se, ele se recusa a se conformar com a situação. Ele não aceita o conforto emocional temporário. Faz questão de se manter na revolta. Sua oração é de um revoltado. Angustiado, passando por situação difícil, não se abate, não desmorona. Pelo contrário, ergue suas mãos e busca consolo no Altíssimo. Esteja certo de que sempre que manifestar essa qualidade de fé, essa revolta de quem tem certeza de que serve ao Deus vivo e poderoso e que, por isso, não aceita ficar sem resposta, será atendido. Talvez o problema que originou a angústia não desapareça de imediato, mas a angústia certamente desaparecerá e dará lugar não ao consolo emocional, mas à certeza. A plena certeza de fé, que materializa o invisível.

Na angústia, use o poder da revolta.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 217º DIA

5 de AGO.

Reino da Luz “De novo, lhes falava Jesus, dizendo: Eu sou a Luz do mundo; quem Me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida.” (João 8.12)

Quer dizer: quem não Me segue, andará nas trevas. Nas trevas, não se enxerga nada. Nas trevas, há medo, insegurança, ansiedade, hesitação. Assim está o mundo. Cegos guiando outros cegos. Clima de instabilidade, de insegurança, de caos. Muitos querem se ver livres dessa escuridão. Fazem qualquer coisa para se libertar das trevas. Esses precisam ser alcançados pelos que são da luz, para que tenham chance de ter a luz da vida. Porém, nem todos os que andam nas trevas se interessam pela luz. Aqueles que preferem rastejar pelas sombras jamais se sentirão à vontade com a luz. “A luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más.” (João 3.19) Esses odeiam a luz e, porque odeiam a luz, odeiam todos aqueles que têm a luz. Porque o que está neles é das trevas. Por isso há clara diferença entre o que serve a Deus e o que não O serve. Nítida diferença. Tem que ser assim. Você não pode seguir a Jesus e andar nas trevas. Não pode seguir a Jesus e viver cheio de medo, de ansiedade. Se você segue a Jesus, tem a luz da vida. Na luz, não há o que temer, pois tudo está claro, visível. Quem segue ao Senhor Jesus está seguro. Se não há essa diferença, busque se aproximar da luz, por meio da fé. Se já é nítida essa diferença, mantenha sua fé em alta, para que as trevas da dúvida não possam sequer se aproximar.

Quem segue o Senhor Jesus tem a luz da vida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 218º DIA

6 de AGO.

Que todos reconheçam “Acabou-se, pois, o muro aos vinte e cinco dias do mês de elul, em cinquenta e dois dias. Sucedeu que, ouvindo-o todos os nossos inimigos, temeram todos os gentios nossos circunvizinhos e decaíram muito no seu próprio conceito; porque reconheceram que por intervenção de nosso Deus é que fizemos esta obra.” (Neemias 6.15,16)

Depois de suportar todas as afrontas, perseguições e desprezo dos inimigos, o povo de Israel finalmente concluiu a reconstrução do muro de Jerusalém. O momento em que a obra ficou pronta foi tão impactante que os inimigos tiveram que engolir as palavras de derrota que disseram contra o povo. Tiveram que reconhecer que a obra foi feita por intervenção de Deus. Se tivesse sido fácil, como reconheceriam? Como seria vista a intervenção Divina? A resistência que você tem enfrentado e as dificuldades que se levantam em seu caminho servirão para mostrar o poder de Deus. Não que Ele crie essas dificuldades, mas permite que aconteçam para provar sua fé. Uma vez provada e aprovada, fica claro para todos os que observam que você não fez nada sozinho. Não importa o que essas pessoas pensem ou deixem de pensar, não importa em que acreditem ou deixem de acreditar, todos os que zombaram terão de reconhecer a força e o poder de Deus. Terão de reconhecer a intervenção dEle. Por essa razão, desanimar ou desistir da guerra não deve ser opção. Risque a palavra “desistir” de seu vocabulário. Neemias sempre soube que a obra seria concluída, pois contava com Deus para isso. Siga seu exemplo.

Tenha certeza da sua vitória.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 219º DIA

7 de AGO.

Impossível agradar “Pois veio João Batista, não comendo pão, nem bebendo vinho, e dizeis: tem demônio! Veio o Filho do Homem, comendo e bebendo, e dizeis: Eis aí um glutão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores!” (Lucas 7.33,34)

Não queira agradar a todo mundo. Impossível conseguir a simpatia de todos, principalmente quando você opta por fazer o que é certo; por andar na justiça em um mundo injusto; por querer ser reto em um mundo torto. Não se importe com a opinião dos outros a seu respeito, desde que você esteja obedecendo a Deus e vivendo pela fé. O Senhor Jesus sofreu isso na pele. Viu religiosos que criticavam João Batista O criticarem também. Foi acusado de glutão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores. Em certo momento, foi acusado de ter demônios e até de expulsar demônios pelo poder de belzebu. Imagine se Ele se importasse com a opinião dos que, mesmo se dizendo de Deus, tinham um espírito contrário ao Espírito de Deus? Quem é de Deus não julga precipitadamente pelo que ouviu falar ou pelas aparências. Quem é de Deus, conhece a Deus. Quem conhece a Deus, reconhece aqueles que são de Deus. Se em você está a Palavra de Deus, cedo ou tarde sua voz será ouvida por quem precisa, pois o sedento dará ouvidos ao que Deus diz. Queira agradar somente a Ele e pode ter certeza de que Ele nunca o deixará na mão. É Deus quem vai justificá-lo, não sua própria defesa. Quem está predisposto pelo mal a julgá-lo mal não irá mudar de ideia por nada que você possa fazer. Mas quando Deus justificar você, ninguém poderá resistir.

Empenhe-se em agradar a Deus e não se preocupe com o julgamento alheio.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 220º DIA

8 de AGO.

Por que está prostrado assim? “Então, disse o SENHOR a Josué: Levanta-te! Por que estás prostrado assim sobre o rosto?” (Josué 7.10)

A ordem de Deus foi direta. Levante, Josué! Por que está prostrado assim sobre o rosto? Dá para perceber a indignação de Deus com aquela atitude. Josué estava se sentindo derrotado, sem entender por que havia perdido uma batalha, sendo que Deus prometera estar com ele. Deus responde ordenando que ele se levantasse e deixasse de lado o sentimento. Perderam a batalha porque desobedeceram. Não andaram de acordo com o que Ele dissera, logo, foram derrotados. Simples. A vitória está condicionada à obediência. Se tirassem do meio do povo as coisas condenadas, venceriam todas as guerras. A direção de Deus, então, foi, em outras palavras: levante, pare de se lamentar e vá fazer alguma coisa para reparar essa situação. Se o erro entrou no acampamento, tire o erro do acampamento. Deus mandou Josué parar com as lamúrias e partir para a ação. Se você está prostrado, levante-se agora! Por que está prostrado sobre o rosto se pode se levantar e resolver essa situação agora? Se o problema foi um erro, se arrependa, peça perdão e não volte a praticá-lo, não se torture pelo que passou. Se o problema foi dúvida, insegurança, hesitação; então fortaleça a sua fé e volte à batalha. Analise sua situação e não se permita ficar prostrado. Quando há revolta, há resposta. Quando há o exercício da fé, há resposta. Quando há prostração e lamentações de derrota, há a revolta de Deus e a resposta é: “por que está prostrado? Levante-se e faça o que é certo!”

Não fique prostrado. Aja a sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 221º DIA

9 de AGO.

Todo dia, todo dia “(...) pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível.” (Mateus 17.20)

As lutas são diárias. Se não contra os problemas externos, contra nosso eu. Há uma batalha acontecendo sem trégua. Por isso, a fé deve ser colo­ cada em prática diariamente. Como o músculo que deve ser exercitado para evitar sua atrofia, assim também é a fé. Deve ser exercitada diariamente, para não atrofiar. A fé é o canal de comunicação com Deus. Esse canal deve estar limpo e desimpedido para que possa ser eficiente. Assim como você é obrigado a lidar com seus problemas diariamente, deve também lidar com sua fé diariamente. Não tente resolver os problemas na força do seu braço. Não tente fugir de seus problemas aceitando convites para eventos que não os resolverão. Não busque se anestesiar com substâncias que lhe trarão mais problemas do que alívio. Você só vai aprender a usar a sua fé usando a sua fé, então não espere instruções do pastor, do bispo ou de qualquer autoridade espiritual. Você tem a chave para destrancar os seus caminhos. Está dentro de você. Pode ser do tamanho do minúsculo grão de mostarda, ela é poderosa. Basta crer e não duvidar. O Senhor Jesus é claro ao dizer que nada nos seria impossível. Ele não abriu exceções aqui. Nada é nada. Vá na sua fé e derrube as muralhas de hoje. Amanhã, novas muralhas serão derrubadas. Se não for uma muralha inteira, será um tijolo por vez. A fé não desiste, não desanima, não pensa “e se...”. A fé tem certeza. “Se não foi hoje, vai ser amanhã. Mas se Deus é comigo, eu vou conseguir.”

Sua fé é a chave para destrancar seus caminhos.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 222º DIA

10 de AGO.

Você quer esse poder? “Mas, a todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no Seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” (João 1.12,13)

Nem todos os seres humanos são filhos de Deus. Filhos de Deus são apenas os nascidos de Deus. Sem nenhuma interferência humana. Da mesma forma como o Espírito de Deus gerou Jesus, Ele continua gerando Seus filhos. “Pois, todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.” (Romanos 8.14) Em outras palavras: filhos de Deus são apenas os guiados pelo Seu Espírito. Quem não é guiado pelo Espírito de Deus não é Seu filho. O filho obedece à direção do Pai. Mas, os filhos do mundo insistem em dizer que todos são filhos de Deus. Não seja enganado. O filho tem as características do pai. Por serem guiados pelo Espírito de Deus, os filhos de Deus têm características próprias dEle. São: “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio” (Gálatas 5.22,23). Se você não é filho de Deus, tem agora a oportunidade de receber poder para se tornar filho de Deus. Não importa se você teve ou não pai na infância, se conheceu ou não seu pai biológico, se ele foi bom ou mau para você. Tem agora a oportunidade de ser filho do melhor Pai do mundo e experimentar o que é ser amado de verdade por seu Pai. E se você é filho de Deus e não tem se deixado guiar pelo Espírito de Deus, que tipo de filho você é? Se você é filho de Deus e não tem as características do Pai, que tipo de filho você é? As melhores e maiores promessas do Pai estão reservadas aos filhos.

Aproveite a oportunidade de se tornar um filho de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 223º DIA

11 de AGO.

Dia perfeito “Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” (Provérbios 4.18)

Conforme se passam os dias na presença de Deus, somos moldados. Crescemos, nos fortalecemos na fé e, paulatinamente, dia após dia, nossa vida vai se desenvolvendo e brilhando neste mundo de escuridão. A vida do filho de Deus não fica perfeita da noite para o dia. Não há uma mágica que fará você dormir com a vida toda esculhambada e acordar com tudo arrumado, organizado, sem ter movido uma palha. Não! É preciso sacri­f ício. É preciso esforço. Há que se colocar a Palavra de Deus em prática, negar a si mesmo, tomar sua cruz e seguir o Senhor Jesus. Sacrifício, sacrifício, sacrifício. Três níveis de sacrifício indispensáveis para iluminar a vereda do justo. É na perseverança que seu caminho se iluminará, dia após dia, até ser dia perfeito. Até que a luz tenha eliminado toda escuridão. Mantenha-se na luz, persevere na luz, pois seu caminho brilhará mais e mais, até que tudo em você seja luz. Não sem esforço. Não sem lutas. Não sem ter de levantar e lutar para que a vida que antes era uma esculhambação seja organizada conforme Deus determinou. A vitória Ele já deu. Ele é a luz que ilumina a sua vida. Ele é Aquele que faz o dia perfeito. É a sua motivação para perseverar.

A luz vai brilhar mais e mais na sua vida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 224º DIA

12 de AGO.

Use a inteligência “Sentindo grande sede, clamou ao SENHOR e disse: Por intermédio do Teu servo deste esta grande salvação; morrerei eu, agora, de sede e cairei nas mãos destes incircuncisos? Então, o SENHOR fendeu a cavidade que estava em Leí, e dela saiu água; tendo Sansão bebido, recobrou alento e reviveu (...)” (Juízes 15.18,19)

Sansão sabia que tinha sido usado por Deus para vencer seus inimigos. Exausto, após matar sozinho mil homens, sentiu muita sede a ponto de achar que morreria. Então, se revoltou. Como, depois de tudo o que acontecera, ele agora morreria de sede e seria presa fácil para seus inimigos? Quando você estiver fraco, nos momentos de necessidade, lembre-se do que já foi prometido. Das promessas de força, de vida, de vitória. Sansão tinha a promessa de que livraria Israel dos Filisteus. Então como cairia nas mãos deles? Por isso, ele cobrou de Deus. A revolta de Sansão era resultado de sua fé. Ele usou sua inteligência. Não fazia sentido ter matado mil inimigos e, em seguida, fraco de sede, ser pego pelos inimigos. Se fosse para morrer, não teria tido o livramento! Use a sua cabeça. Se fosse para você ser derrotado, Deus não o teria resgatado. Por causa dessa manifestação de fé, Deus fez o impossível. Fez brotar água no meio do deserto apenas para matar a sede de seu servo que clamou. Esse é o nosso Deus. Se for necessário sair água de uma pedra, é o que acontecerá. Se for necessário cair fogo do céu, é o que acontecerá. Se for necessário parar a rotação da Terra, mantendo, mesmo assim, o equilíbrio da natureza, é o que acontecerá. A chave para resolver seus problemas está em suas mãos.

Não tenha receio de cobrar o cumprimento das promessas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 225º DIA

13 de AGO.

Apenas ao vencedor “Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no Meu trono, assim como também Eu venci e Me sentei com Meu Pai no Seu trono.” (Apocalipse 3.21)

Muitos buscam a glória deste mundo. Fazem o que podem e o que não podem para consegui-la. Passam por cima dos outros, trapaceiam, jogam sujo. Alguns atletas utilizam substâncias proibidas para conseguir o primeiro lugar no pódio. Porém, toda a glória deste mundo desaparece. Civilizações riquíssimas que tiveram homens poderosos sentados no trono com honras de rei, estão, hoje, sob a terra. São encontradas em escavações, já em ruínas. Completamente mortas, enterradas, destruídas. Porém, há uma glória que jamais será destruída. Jamais desaparecerá. Esta glória não pode ser alcançada com suborno, com jogo sujo, jeitinho ou passando por cima dos outros. Pelo contrário, para se tornar vencedor nesta competição, é preciso ser o último. É preciso ser o menor. Para sentar-se no trono, é necessário servir, não ser servido. É preciso sacrificar. Quem se habitua a “vencer” nos moldes corruptos deste mundo, jamais conseguirá vencer para conquistar a eternidade. Os que se julgam “espertos” neste mundo são os mais burros. Burros, pois jamais alcançarão a vida eterna. A vida eterna é reservada para os puros de coração. É reservada para os valentes de consciência limpa. É reservada para aqueles que só desejam servir ao seu Rei. A estes, está reservada uma coroa incorruptível. Está reservado um lugar no trono do Senhor Jesus. Essa glória não é para inflar egos humanos, mas para dar lugar de honra àquele que nunca fez a menor questão de ser honrado por seus méritos, mas sempre buscou a honra do seu Senhor.

Lute para ser contado entre os vencedores.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 226º DIA

14 de AGO.

A base “Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas.” (Mateus 7.12)

Antes de pensar no que fulano deixou de fazer por você, pense no que você tem deixado de fazer pelos outros (o fulano, inclusive). Aqui, novamente, temos a base de todo o cristianismo: se você quer receber, você primeiro tem que dar. Esse é o resumo da Palavra de Deus. Se quiser ser respeitado, você primeiro deve respeitar. Sendo respeitado ou não, sua obrigação é demonstrar respeito sempre. Se quiser ser bem tratado, deve tratar bem. Se quiser que sua esposa (ou seu marido) seja fiel, você deve ser fiel também. Se quiser que o governo não roube, você deve pagar seus impostos. Se quiser contar com Deus, deve ser alguém com quem Ele possa contar. É toma lá, dá cá. Se colocar no lugar dos outros e fazer pelos outros (por Deus, inclusive) aquilo que gostaria que fizessem por você deve ser uma regra a ser aplicada não apenas hoje, mas em todos os dias da sua vida. Não ofender, pois você não gostaria de ser ofendido. Não julgar, pois você não gostaria de ser julgado. Não mentir, pois você não gostaria que mentissem para você. Não odiar, pois você não gostaria de ser odiado. Não roubar, pois você não gostaria de ser roubado. Perceba que não há aqui um “porém”. Não se abre exceções, dizendo que se a pessoa merecer, você pode dizer isso ou aquilo, ou pode fazer isso ou aquilo. Não! Isso não diz respeito à outra pessoa. Isso diz respeito às atitudes que você toma para manter a sua fé em alta, manter sua comunicação com Deus e manter a sua salvação. É questão de inteligência.

Faça pelos outros o que gostaria que fizessem por você.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 227º DIA

15 de AGO.

Endireite a sua vida “Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-O em todos os teus caminhos e Ele endireitará as tuas veredas.” (Provérbios 3.5,6)

Confiar em Deus e reconhecê-Lo em todos os seus caminhos é o segredo para endireitar a sua vida. Isto é, se você não confiar em Deus e não O reconhecer em seus caminhos, pode se esforçar o quanto for para fazer as coisas confiando em sua própria capacidade, vai sempre dar com os burros n’água. Por isso, o alerta para não se apoiar em seu próprio entendimento. Usando a inteligência, é fácil compreender esse provérbio. Deus sabe todas as coisas, conhece todas as coisas e tem total capacidade de dirigir nossos passos. O que sabemos nós, diante do entendimento dEle? Logo, o mais inteligente é confiar a Ele o nosso caminho, e não em nosso entendimento. Reconhecê-Lo em seus caminhos é colocá-Lo à frente de tudo. Enxergar sua vida com olhos espirituais. Não pensar que algo aconteceu por acaso ou pela capacidade de suas mãos. Não olhar para as vitórias e achar que foi seu próprio braço que as alcançou. Confiar nEle em todos os momentos e não achar que consegue fazer algo melhor do que Deus somente por ter um par de braços e pernas visíveis. Esse é um convite. Faça prova disso hoje. Confie em Deus de todo o seu coração, coloque sua vida totalmente nas mãos dEle e O reconheça em seus caminhos. Você certamente verá tudo se endireitar.

Reconheça Deus em seus caminhos, confie nEle e creia nessa promessa.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 228º DIA

16 de AGO.

Necessidade vital “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que se torna galardoador dos que O buscam.” (Hebreus 11.6)

Por isso o assunto “fé” é tão importante e nunca se esgota. Sem fé é impossível agradar a Deus, pois ela é o único canal de comunicação com o Altíssimo. As bênçãos de Deus jamais vêm por meio de compaixão, de sentimentos ou de sensações. As bênçãos de Deus só vêm por meio da fé. Quem crê recebe, quem não crê, não recebe. E para que recebamos as bênçãos de Deus diariamente, temos que crer diariamente. Por essa razão é absolutamente necessário aprender a exercitar essa fé, mantê-la operante e forte. É nosso único meio de comunicação com Deus. A firme convicção de que Ele recompensa aqueles que O buscam. Recompensa com a resposta às orações; recompensa com Sua presença; recompensa com o Seu Espírito; recompensa com a vida eterna. Fé não é sinônimo de religião. Fé não é sinônimo de meramente acreditar em Deus. Fé é uma certeza, uma firme convicção, que não vem de emoções, mas do entendimento da Palavra de Deus. A fé é uma revelação do Espírito Santo para os sinceros, os sedentos. Se você tem essa fé, você tem vida. Se não tem essa fé, tem a oportunidade de recebê-la, se houver em você essa vontade intensa, a sede de alcançar tal tesouro. Esse tesouro é a força que nos faz saber que todas as coisas cooperam para o bem dos que amam a Deus. É a força que nos faz saber que Deus está conosco para guerrear nossas guerras, mesmo quando nos sentimos fracos e abatidos. É a certeza que nos fortalece, que nos renova, que nos sustenta. Para ser respondido diariamente, você tem de crer diariamente.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 229º DIA

17 de AGO.

Em milhares de anos, nenhuma caiu “(...) e vós bem sabeis de todo o vosso coração e de toda a vossa alma que nem uma só promessa caiu de todas as boas palavras que falou de vós o SENHOR, vosso Deus; todas vos sobrevieram, nem uma delas falhou.” (Josué 23.14)

Nenhuma promessa falhou até hoje na vida daqueles que creem. Nem uma só. E não será hoje que alguma irá falhar. Todas as promessas se cumpriram e continuarão a se cumprir na sua vida, desde que você se mantenha com sua fé em atividade. Creia, sem duvidar. Cobre de Deus o que Ele prometeu. E confie em todo tempo. Mesmo quando vierem os momentos de aparente tranquilidade, mesmo quando você já tiver conquistado a maior parte daquilo que buscou por tanto tempo, continue a agir a sua fé como no início. Não permita o esfriamento, não se permita viver por outra coisa que não seja a sua fé. Porque está escrito que o justo viveria pela fé. É isso que Deus espera. E é sua responsabilidade manter essa chama acesa. Manter a chama acesa para garantir o cumprimento de todas as promessas. Todas as promessas já estão programadas para se cumprir na vida daquele que crê. Mas as promessas apenas se cumprirão se a pessoa permanecer na prática da Palavra de Deus e mantiver a comunicação direta com Ele. Ainda que você já tenha alcançado a maioria das promessas, não se esqueça: a principal e maior de todas, você só receberá no final da sua vida.

Todas as promessas se cumprem na vida daquele que crê. Mantenha-se firme até o fim.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 230º DIA

18 de AGO.

Livres na tribulação “Então se chegou Nabucodonosor à porta da fornalha sobremaneira acesa, falou e disse: Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, servos do Deus Altíssimo, saí e vinde! Então, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego saíram do meio do fogo.” (Daniel 3.26)

Deus não nos livra das tribulações, mas nos livra na tribulação. Ele não me livrou de ser levado para a prisão, mas me livrou na prisão. Deus permite que passemos por momentos difíceis e pelo vale da sombra da morte, porém, se mantivermos nossa fé em alta, sem dar ouvidos para as dúvidas, Ele sempre nos resgata. Temos que manter a certeza de que nosso Deus não pode falhar. Entre dar ouvidos à Sua voz ou à voz deste mundo, devemos ficar com a Palavra dEle, sem sombra de dúvidas. O diabo, uma vez sabendo que Deus não pode falhar, procura lançar dúvidas e medos, para que tenhamos fé em suas palavras de derrota e não na Palavra de Deus. Imagina tamanho absurdo? Trocar a fé na Palavra infalível do Deus vivo pela fé na palavra mentirosa de um derrotado? A palavra de dúvida se vale da sua capacidade de crer. Se você crer na dúvida, ela se fortalece e, pelas suas próprias mãos, você derruba tudo o que vinha construindo com sua fé. No entanto, quando mantém a confiança, mesmo no meio da fornalha sobremaneira acesa, tanto você quanto todos os que estiverem ao redor verão o livramento do seu Deus.

Há um recado do Senhor Jesus para você hoje: “Não te disse Eu que, se creres, verás a glória de Deus?” (João 11.40)


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 231º DIA

19 de AGO.

Proteção da fé “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis.” (Efésios 6.13)

A armadura provida por Deus para os cidadãos do Seu Reino é instrumento de ataque e defesa contra as armadilhas do reino das trevas. A ordem é usar toda a armadura de Deus. Não parte da mesma! Cada peça da armadura de Deus tem a sua função específica. Nenhuma é mais ou menos importante que a outra. A falta de uma peça qualquer pode significar uma brecha fatal na guerra contra o mal. Nenhum soldado vai para a guerra apenas com parte da armadura. Falo assim porque há cristãos usando ativamente alguns elementos da armadura, mas relaxando no uso de outros. Leia Efésios 6.14-17 e medite nos itens que compõem a armadura Divina: “Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus.” Revestidos dessa armadura, temos condições de resistir no dia mau. Esse dia mau vem para todos. São as tribulações, as perseguições que exigem o máximo de nossa fé. Resistindo, não pela força do nosso braço, mas pela prática da Palavra de Deus, seremos capazes de vencer tudo e permanecer inabaláveis. Nada neste mundo pode dar tamanha resistência espiritual. Somente quem construiu sua estrutura na Rocha, que é Jesus, pode ter a segurança de que vencerá tudo e permanecerá inabalável. Esse é o vencedor.

Use toda a armadura de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 232º DIA

20 de AGO.

O fermento “E Jesus lhes disse: Vede e acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus.” (Mateus 16.6)

Jesus disse: “Cuidado com o fermento dos fariseus”. Numa linguagem atual, significa: Cuidado com os “irmaus”! Eles sempre surgem com uma conversinha, aparentemente cristã, para pegar desprevenidos os sinceros e novatos na fé, mas em seguida destilam seu veneno farisaico tentando semear a dúvida ou maus olhos. São frios ou mornos. Não querem sacrificar pela própria salvação. Mas estão sempre prontos para tentar neutralizar o calor da fé alheia. Seu objetivo é transformar outros em hipócritas à sua imagem e semelhança. E quando os sinceros abrem a boca, os irmaus os chamam de ingênuos e dizem que eles são assim porque ainda são imaturos. Logo você pode notar que seus assuntos são diferentes e nunca estimulam a fé. Ao contrário, promovem as dúvidas. Dúvidas no interior somadas às dúvidas do exterior, vinda dos mensageiros do inferno. Eles lançam malícias nas doutrinas aprendidas e que surtiram efeito no passado. Usam versículos bíblicos de forma equivocada para fortalecer as dúvidas, enfim, fazem o que o diabo fez com Jesus no deserto. Tentam, tentam e tentam com palavras sensíveis, cheias de emoção e dúvidas. Muito cuidado ao lidar com os irmaus. São mais perigosos do que os incrédulos assumidos. Como sepulcros caiados, eles esperam com paciência para tragar os sinceros e puros na fé. A consciência deles já está cauterizada, não estão abertos a aprender. Mantenha distância; vigie; siga a sua fé e não a cabeça alheia. Todo o cuidado é pouco.

Cuidado com os irmaus, mantenha distância de quem tenta minar a sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 233º DIA

21 de AGO.

Irritante “Descansa no SENHOR e espera nEle, não te irrites por causa do homem que prospera em seu caminho, por causa do que leva a cabo os seus maus desígnios. Deixa a ira, abandona o furor; não te impacientes; certamente, isso acabará mal.” (Salmos 37.7,8)

É, sem dúvida, irritante ver pessoas praticando o mal. Mais irritante ainda é ver isso entre aqueles que se dizem de Deus. A maldade tem se alastrado pelo mundo de tal maneira que a cada dia acontecem mais e mais situações que nos provocam esse tipo de indignação. Porém, não podemos nos impacientar com isso. Deus orienta você a manter o autocontrole nesses momentos e não se irritar por causa daquele que prospera em seu mau caminho. “Deixa a ira, abandona o furor, não te impacientes” pode ser um conselho difícil de ser praticado quando o sangue ferve. No entanto, se não fosse possível, Ele não nos pediria para fazer. Mas por que Deus nos pede isso? Porque Ele quer que o mal prevaleça? Mil vezes não! Ele nos pede isso para que Ele possa fazer justiça. Se nos indignarmos contra a pessoa e nos impacientarmos pelo fato de ela continuar praticando injustiça, desviaremos nossa atenção do verdadeiro inimigo (o espírito maligno que criou a situação). Deixando a ira, confiaremos em Deus, entregando a Ele a solução desse caso. Ele, então, fará a justiça prevalecer.

Mantenha o autocontrole e confie em Deus, para que a justiça prevaleça.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 234º DIA

22 de AGO.

Você não pode ir “Saul disse a Davi: Contra o filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu és ainda moço, e ele, guerreiro desde a sua mocidade. Respondeu Davi a Saul: (...) O teu servo matou tanto o leão como o urso; este incircunciso filisteu será como um deles, porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo. Disse mais Davi: o SENHOR me livrou das garras do leão e das do urso; Ele me livrará das mãos deste filisteu.” (1 Samuel 17.33,34; 36,37)

Ao se alistar para o desafio, Davi ouviu um “NÃO” do próprio rei: “Contra o filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu és ainda moço, e ele, guerreiro desde a sua mocidade” (1 Samuel 17.33). E se Davi tivesse se intimidado? Mas a afronta contra o EXÉRCITO DO DEUS VIVO gerou em Davi uma grande revolta. Ele tinha certeza de que Deus era com ele e que, por isso, ele venceria. Davi não tinha experiência na função. Ele era um menino, pastor de ovelhas. Como prevaleceria na guerra contra um soldado gigante, com anos de experiência? Golias era um verdadeiro herói de guerra. Ao dizer não, Saul mostrou a Davi o tamanho do problema. No entanto, Davi não se abateu. Sua resposta mostrou a Fonte de sua coragem: “O SENHOR me livrou das garras do leão e das do urso; Ele me livrará das mãos deste filisteu” (1 Samuel 17.37). Isto é, Deus é O que ganha a batalha, sua coragem fará de você apenas o instrumento para a vitória. Não se intimide. Siga em frente, a vitória virá do próprio Deus. Sua parte é crer, depender dEle e agir, de acordo com a direção que receber de Seu Espírito. Essa direção vem em forma de certeza. De plena convicção do que é o certo a se fazer.

Use a sua fé e não se intimide.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 235º DIA

23 de AGO.

A razão da bênção “O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; a apregoar o ano aceitável do SENHOR...” (Isaías 61.1,2)

Quando Deus abençoa uma pessoa, não é para que essa pessoa venha a curtir a bênção e guardá-la para si. Não! É para que essa criatura venha a ser usada para abençoar outras pessoas. Deus não abençoa a pessoa egoísta. A proposta de Deus envolve disseminar o evangelho, disseminar a bênção, disseminar a Palavra, não reter. Quando Ele cura, não é apenas para a pessoa viver mais. Mas para servir como testemunha para os demais enfermos e doentes. Quando Ele enriquece, não é para ostentar a riqueza, mas para ser usada também em favor dos pobres e oprimidos. Quer na evangelização, quer nas obras sociais. Divida com outras pessoas aquilo que Deus lhe tem dado. Essa é a finalidade da bênção de Deus na sua vida. Quem pensa em seu semelhante, pensa como Deus. Temos o direito de ser abençoados, porém, essas bênçãos não são para ajudar apenas a nossa família, mas para ajudar outras pessoas, o máximo possível. Essa é a lei da vida. É o que Jesus disse: “Dai e ser-vos-á dado”. Muitas pessoas reclamam que não conseguem ser abençoadas. Não conseguem porque são dizimistas, são ofertantes, mas só pensam em si mesmas. Querem ser abençoadas, mas não pensam nos outros. Por isso, não desenvolvem tanto quanto gostariam. Pense no seu semelhante, queira ajudar aqueles que precisam e certamente você irá arrebentar.

Queira ser abençoado para abençoar outras pessoas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 236º DIA

24 de AGO.

Instantaneamente “E disse-lhes: Vinde após Mim, e Eu vos farei pescadores de homens. Então, eles deixaram imediatamente as redes e O seguiram. Passando adiante, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e chamou-os. Então, eles, no mesmo instante, deixando o barco e seu pai, O seguiram.” (Mateus 4.19-22)

Ao ouvir a Palavra de Deus, você deve agir imediatamente. Perceba que no mesmo instante em que Jesus os chamou, os discípulos deixaram o barco e seu pai e o seguiram. Eles agiram instantaneamente. Sacrificaram a família e o seu ganha-pão. Não pensaram duas vezes; não hesitaram. A fé é como um raio. A certeza deve ser seguida instantaneamente, pois se não há dúvidas, por que hesitar? O precipitado age instantaneamente, mas movido pelo impulso de seu coração. Já o definido na fé, age instantaneamente, movido pelo impulso do espírito; a certeza dada pela Palavra de Deus. Porque crê, ele age. Ainda que precise sacrificar o que lhe é mais importante, ainda que precise contrariar o mundo inteiro. A reação da fé é instantânea. Jesus não os chamou duas vezes. Se você ouve a Palavra de Deus e crê, então tome imediatamente a atitude que a sua fé o impulsiona a tomar. Faça isso hoje e também todas as vezes em que tiver essa certeza firme dentro de você, apontando o caminho a seguir e a direção a tomar. Deus está com você. Qualquer atitude tomada pela fé, terá resultado positivo por causa da fé.

Ao ouvir a Palavra de Deus e ser movido pela fé, não hesite. Tome a atitude exigida pela sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 237º DIA

25 de AGO.

Firmeza “Tu, SENHOR, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em Ti.” (Isaías 26.3)

Manter o propósito firme é manter a firmeza da fé. Independentemente do que estiver acontecendo em sua vida hoje, mantenha seu propósito firme. Tanto de meditar na Palavra de Deus, quanto de obedecer à direção do Espírito Santo, ou mesmo de continuar em uma decisão acertada. Seja qual for seu propósito, mantenha-se firme nele. Seu coração irá espernear. Aqueles que não têm a visão da fé tentarão fazê-lo desistir. Sua vontade será contrária ao que você determinou. O sentimento o levará a crer que seja lá qual for o seu propósito, ele é impossível de ser levado a termo. Mas se o que você decidiu é justo, correto diante da Lei de Deus e diante da lei dos homens, vá em frente. Sem vacilar. Independentemente do que sente, independentemente do que dizem. Mantenha-se firme no propósito de desenvolver um relacionamento com Deus; mantenha-se firme no propósito de desenvolver sua intimidade com o Altíssimo. Não é fácil ir contra a correnteza deste mundo, mas a promessa é sublime. Vá em frente, ainda que o coração diga o contrário, pois Deus o conservará em paz. Se você lutar contra a sua vontade perversa e covarde, terá paz. Porém, se ceder ao impulso de fugir, de se esconder ou de desistir da fé, não espere paz. A paz interior vem como resultado da fé e da confiança em Deus. Confiança que agrada a Ele e que garante a manutenção dessa parceria.

Mantenha seu propósito firme.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 238º DIA

26 de AGO.

Sono tranquilo “Quando te deitares, não temerás; deitar-te-ás e o teu sono será suave.” (Provérbios 3.24)

A paz de uma consciência limpa. A paz da confiança no Deus vivo. Um sono suave e tranquilo neste mundo turbulento nem sempre é possível para os filhos do mundo. E muitos filhos de Deus têm cedido ao medo, à ansiedade, dando espaço para pensamentos de dúvida que lhes tiram o sono. O dia seguinte, portanto, é ainda pior. Sem dormir direito, não conseguem se concentrar. Sem concentração, vivem irritados ou são mal compreendidos. Seguem andando em círculos. Círculos que fazem em torno de seus próprios problemas. Não há saída, pois quanto mais se preocupam, mais poder dão a esses problemas. E mais eles lhes tiram o sono. Essa situação perdura pelo tempo que a pessoa quiser. Quem desejar curtir seus problemas e suas dores, poderá fazê-lo tanto quanto suportar. Porém, quando se revoltar contra essa situação e quiser sair desse círculo maldito, pode entregar suas dores e sua ansiedade nas mãos dAquele que é capaz de resolvê-las. O Único capaz de resolvê-las. Então, receberá força, tranquilidade e direção. Não andará mais em círculos, mas em um Caminho reto, do qual não se desviará nem para a esquerda, nem para a direita. Mesmo com os piores problemas e dilemas, você pode dormir em paz, ter um sono suave e uma vida digna. Pode ter alegria a ponto de ninguém conseguir entender como você consegue sorrir mesmo quando é injustiçado. Deus é seu advogado e seu Juiz.

Você pode dormir bem a partir de hoje.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 239º DIA

27 de AGO.

Prolongar os dias na Terra Prometida “Andareis em todo o caminho que vos manda o SENHOR, vosso Deus, para que vivais, bem vos suceda, e prolongueis os dias na terra que haveis de possuir.” (Deuteronômio 5.33)

Se quisermos vida e se quisermos alcançar as promessas, devemos andar em TODO o caminho que nos manda o Senhor. Não é praticar algumas coisas e negligenciar outras. Devemos andar em integridade, na disciplina do Espírito Santo, no caminho da obediência. Mais difícil do que entrar na Terra Prometida, isto é, alcançar o cumprimento das promessas de Deus, é prolongar os dias nessa terra. Estabelecer o que se conquistou. Para isso, é necessário se manter na obediência. “Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu” (Hebreus 11.8). É pela fé que se obedece. Sem fé, não há obediência, pois como obedecer sem crer? Como obedecer sem plena convicção do resultado da obediência? Ou sem plena certeza da autoridade dAquele a quem se deve obediência? Por isso a necessidade de se manter a fé em constante atividade. Por isso a necessidade de lutar diariamente contra as dúvidas e eliminar as palavras negativas do seu vocabulário. O exercício da fé é a única garantia de permanência na vontade de Deus.

Lute contra as dúvidas, é necessário ter uma fé ativa para obedecer a Palavra de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 240º DIA

28 de AGO.

Seja feliz “Então, disse Jesus a Seus discípulos: Se alguém quer vir após Mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-Me.” (Mateus 16.24)

Quem quiser ser feliz tem de começar sua vida com o Criador da felici­ dade. Ele diz: “Quem quiser vir após Mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me.” Esse é o princípio da felicidade. Primeiro, entrega incondicional da vida ao Senhor Jesus Cristo. Segundo, abandonar o caminho errado. Terceiro, colocar em prática Suas orientações escritas na Bíblia Sagrada. É fácil? Não, não é. Mas, pior e mais sacrificante é colher os frutos das escolhas erradas por toda a vida. Afinal de contas, quem consegue fazer o certo de forma apressada? Fugir do sacrifício fará com que você seja sacrificado por suas escolhas equivocadas, feitas por conta do coração, da desobediência ou teimosia. Quem não se entrega a Deus, se entrega ao diabo. Não tem meio termo. Quem não sacrifica, acaba sacrificado. A vida pela fé só é possível na base do sacrifício, da renúncia. A vida pelos desejos do coração não necessita de esforço, mas leva ao sofrimento. A vida de sacrifício com o Senhor Jesus, no entanto, remove todo sofrimento, toda dor, toda amargura. Renuncia-se àquilo que, inevitavelmente, no futuro traria dor e angústia. Logo, não há perda alguma, não há o que temer, nem com que se preocupar. É o princípio e a garantia de eterna e absoluta felicidade.

Quem quiser ser feliz deve se aliar ao Criador da felicidade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 241º DIA

29 de AGO.

Violência da Fé Atrevida “E o Deus de Paz, em breve, esmagará debaixo dos vossos pés a satanás (...)” (Romanos 16.20)

A fé que pensa é atrevida, é violenta, é louca, é sobrenatural. Violenta porque não se conforma em crer no Deus de Abraão e viver como Lázaro; violenta porque se recusa crer no Deus de Moisés e ainda viver como escravo dos egípcios; violenta porque rejeita crer no Deus de Josué e não se apossar de Suas promessas; violenta porque não admite crer no Deus de Gideão, ser chamado de irmão e estar sujeito às humilhações dos inimigos; violenta porque se crê que o Deus de Davi é o mesmo, jamais vai permitir que novos Golias prevaleçam. Violenta porque se o Filho dEle já despojou os principados e potestades, então não admite que estes tenham mais domínio; violenta porque violenta meu ser por inteiro para apoderar-me do Reino dos Céus; violenta porque, apesar de Ele Ser o Deus da Paz, prometeu que esmagaria debaixo dos nossos pés a Satanás; violenta porque está permanentemente revoltada e em guerra contra as forças das trevas. A violência da fé que raciocina é contra o mundo e o mundo contra quem a possui. Por isso, quem a possui constitui-se amigo de Deus e inimigo do diabo. “Portanto, quem quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” (Tiago 4.4)

E você quer ser amigo de quem?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 242º DIA

30 de AGO.

Sozinho? “Olha à minha direita e vê, pois não há quem me reconheça, nenhum lugar de refúgio, ninguém que por mim se interesse. A ti clamo, SENHOR, e digo: Tu és o meu refúgio, o meu quinhão na terra dos viventes.” (Salmos 142.4,5)

Em alguns momentos ficamos sozinhos. Não podemos contar com ninguém; não há quem se interesse por nossos problemas; não há ninguém que se interesse por nós. Os fracos se decepcionam e se vitimizam. Os fortes fazem como Davi: se voltam para Deus e decidem confiar somente nEle. Se ninguém mais se interessa por você, Ele se interessa. Ele se importa. Ele está atento ao seu clamor. Atende àqueles que fazem dEle seu único refúgio. Que não esperam pelos outros, que não se refugiam em mais ninguém, que não têm outro recurso. Ele jamais nos decepcionará. Ao contrário dos seres humanos, Ele não erra, não comete injustiças, não se engana. É o Único digno de toda a sua confiança. Deposite sobre Ele as suas expectativas e busque nEle a sua direção. Busque nEle todas as respostas. Busque nEle o seu amparo. Busque nEle sua proteção. Aproveite os momentos de deserto, de aparente solidão e desamparo e faça dEle o seu socorro. Você não está sozinho. Não importa o que você sinta, Deus nunca se afasta daqueles que se voltam para Ele. Sentindo a presença dEle ou não, creia no que Ele prometeu. Ele prometeu que estaria conosco todos os dias. Se Ele prometeu estar com você, Ele está com você. Ele é o seu refúgio, Ele é o melhor que alguém pode ter.

Com Deus, você nunca está sozinho.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 243º DIA

31 de AGO.

Você não é a vítima “Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.” (Gênesis 4.7)

Ninguém é obrigado a cair em tentação. Ninguém cai em tentação sem querer. O pecado jaz à porta. O seu desejo será contra você e é sua responsabilidade parar, pensar e dominar suas emoções, seu desejo. Ninguém é levado a cometer algum erro sem que tenha tido oportunidade de escolher. Por essa razão, é importante permanecer atento às suas atitudes e reações. É importante andar em espírito para conseguir controlar suas emoções. Caso contrário, o desejo do pecado será contra você o tempo inteiro e você não conseguirá se controlar. Mas a responsabilidade continua sendo sua. Caim ouviu de Deus o que lemos no versículo de hoje. Ele não tinha o Espírito Santo, mas, Deus disse que ele tinha a responsabilidade de dominar o desejo do pecado. Isto é, dominar-se é possível até mesmo para o homem natural. Havia em Caim a força para evitar o mal. Ele poderia escolher. Caim escolheu matar seu irmão por inveja. E colheu maldição como resultado de sua atitude. O que parecia mais fácil, ceder ao desejo do pecado, criou dificuldades para Caim pelo resto de sua vida. Sempre que for tentado, você tem a possibilidade de escolher não cair em tentação. “Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia. Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.” (1 Coríntios 10.12,13)

Você tem força para resistir à tentação.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 244º DIA

1 de SET.

Absoluta necessidade “Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.” (Hebreus 10.36)

O inferno sabe que é impossível impedir o povo de Deus de tomar posse de Suas promessas; trata-se do cumprimento da Palavra de Deus mediante a manifestação da fé. Por conta disso, o mal tem criado obstáculos para retardar o cumprimento dessas promessas, isto é, para impedir que o povo de Deus manifeste a fé, ou persevere nessa fé fazendo a vontade de Deus. A tática do mal é criar situações para atrasar a conquista do povo de Deus. Contra isso, as armas da fé são: perseverança e paciência. Perseverar significa não mudar de intenção ou de orientação, manter-se firme até a vitória final. Já a paciência não permite reclamações, murmúrios, etc. Independentemente das dificuldades, sabe que irá conquistar. O perseverante jamais se deixa levar pelas dificuldades. Antes, ele as usa como degraus da sua conquista. Tanto a conquista material quanto a espiritual necessitam da mesma determinação. Há de se ter paciência e perseverança para realizar um sonho material e o mesmo se dá no plano espiritual. Se na conquista do sonho material, que é menor e mais insignificante, já não há firmeza de fé, quanto mais na conquista do Reino dos Céus, que é o sonho espiritual! A perseverança é uma necessidade. Não é item opcional. Ela é necessária para se fazer a vontade de Deus; e fazer a vontade de Deus é necessário para alcançar a promessa. Todas as promessas, inclusive a de salvação da alma. Nas palavras do Senhor Jesus: “Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.” (Mateus 24.13)

Use as dificuldades como degraus da sua conquista.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 245º DIA

2 de SET.

É a sua fé “Então, lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz.” (Lucas 8.48)

Você pensa que está sofrendo porque é um carma, uma cruz, uma provação. Você pensa que está sendo punido. Há uma porção de baboseiras, de mitos que nada têm a ver com a fé e que neutralizam a sua crença. Por isso, se vê engessado na situação desesperadora que está vivendo. Dessa maneira, não há como a fé ser eficaz, pois você fica na dúvida se é realmente injusto aquele sofrimento. Que pai provaria ou puniria seu filho com uma doença? Por pior que fosse seu filho, você teria coragem de colocar nele um câncer para que ele aprendesse alguma coisa? Teria coragem de deixá-lo passando fome, mendigando, na sarjeta? Teria coragem de fazer com que ele chegasse ao ponto de querer se matar? Mil vezes não! Se nós, sendo humanos e pecadores, jamais faríamos algo assim, por que achar que Deus, perfeito, misericordioso e justo, faria esse tipo de coisa? As tribulações e provações que a Palavra de Deus disse que teríamos, são os sofrimentos por conta do evangelho. Quando você é desprezado por servir a Jesus, quando você é perseguido aparentemente sem causa, as dificuldades da caminhada. O resto é resto. As situações desesperadoras devem ser enfrentadas com a fúria da fé. A certeza de que não foi isso o que Deus destinou a seus filhos. Jesus nunca disse não aos que foram até Ele, mas correspondeu de acordo com a fé que manifestaram. É a sua fé que vai salvá-lo. Na época de Jesus, as pessoas sabiam o que Ele era capaz de fazer e sabiam que Ele curava a todos. Por saberem do que Ele era capaz, elas criam. Você não sabe do que Ele é capaz?

Enfrente os problemas com a sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 246º DIA

3 de SET.

Sem facilidade “Sobrevindo fome à terra, além da primeira havida nos dias de Abraão, foi Isaque a Gerar, avistar-se com Abimeleque, rei dos filisteus. Apareceu-lhe o SENHOR e disse: Não desças ao Egito. Fica na terra que Eu te disser; habita nela, e serei contigo e te abençoarei...” (Gênesis 26.1-3)

Por causa da fome e extrema dificuldade, a intenção de Isaque era buscar sustento no Egito, já que era o lugar mais rico e fértil da terra naquela época, devido ao rio Nilo, quer dizer: facilidade. Humanamente falando, parecia fazer mais sentido ficar em um lugar mais fértil em tempos difíceis. Isaque havia pedido autorização ao rei Abimeleque para ficar em Gerar por algum tempo, porque estava convicto de que encontraria a solução no Egito. Porém, Deus lhe disse: “Fica nesta terra!” Ainda que essa ordem fosse, aparentemente, a mais incoerente, Isaque não pensou duas vezes antes de obedecer. Percebeu que a segurança da facilidade do Egito não era real. Só existe um lugar seguro em que possamos prosperar. Esse lugar se chama “VONTADE DE DEUS”. Isaque obedeceu e semeou entre os inimigos e, no mesmo ano, colheu cento por um. Algo impossível aos olhos humanos, mas quando se usa a semente da obediência, os frutos são surpreendentes e abundantes.

Mesmo que haja alguma alternativa mais fácil, a saída mais segura para qualquer situação difícil é SEMPRE obedecer a Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 247º DIA

4 de SET.

Os dois caminhos “Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma.” (Hebreus 10.39)

Quem é da fé não retrocede, não olha para trás. Não desanima, não desiste. Não olha para o clima, para a situação. Tem a chama da fé ardente dentro de si; a coluna de fogo que não se aparta daquele que crê. Só existem dois caminhos: andar pela fé ou retroceder. Salvação ou perdição. Quem não anda pela fé, retrocede para a perdição. A fé anda para frente. Quem não vive pela fé, retrocede, anda para trás. Espiritualmente, ninguém fica parado. Ou anda para frente, ou anda para trás. Vida ou morte. Bênção ou maldição. A coluna do meio nunca existiu no Reino de Deus. Se Deus disse que você pode fazer, então você pode fazer. Se Ele colocou em suas mãos algo e lhe deu coragem para executar, então execute. A coragem é manifesta na ação. Mesmo que pareça que você não tem a coragem, mas se tem a fé e age, a coragem desponta, porque já estava lá. Ela vem com a Palavra: “Sê forte e corajoso”. O Espírito da Palavra é o Espírito da coragem. Ele dá coragem para avançar, para conservação da alma, para a conquista da Terra Prometida. Ele dá coragem para os passos da fé, mas se os passos são de fé, devem ser dados, sentindo coragem ou não.

Só existem duas opções: ou se anda pela fé, ou se retrocede. Qual é sua escolha?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 248º DIA

5 de SET.

O espírito de quem crê “Porém, o Meu servo Calebe, visto que nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-Me, Eu o farei entrar a terra que espiou, e a sua descendência a possuirá.” (Números 14.24)

O espírito daquele que crê é diferente. Diferente do espírito desconfiado dos que não têm a visão da fé. Diferente do espírito medroso dos que não veem com olhos espirituais. Diferente do espírito maldoso daqueles que não andam na direção de Deus. Diferente do espírito malicioso dos que medem os outros pelo que eles próprios são. O espírito daquele que crê é forte. Suporta as lutas, vence as batalhas. E sabe que “Se cair, não ficará prostrado, porque o SENHOR o segura pela mão” (Salmos 37.24). Por isso, segue firme, confiando sempre nAquele que o chamou. O espírito daquele que crê não desiste. Não por si, mas pela Palavra que ouviu. Ele crê, por isso, se entrega totalmente. Por essa Palavra se lança na batalha; por essa Palavra jamais torna atrás. O espírito daquele que crê não permite dúvida. Seus pensamentos são puros, seus olhos são bons. Ele escolheu assim. O espírito daquele que crê o leva a escolher o que agrada a Deus. O espírito daquele que crê não entende o “não posso”; não vê nada “impossível”. O espírito daquele que crê só se esconde no esconderijo do Altíssimo, porque sabe que de lá ele ganha qualquer batalha. Protegido sob a sombra do Onipotente, ele guerreia sabendo que a vitória é certa. O espírito daquele que crê é o passaporte para a Terra Prometida; é o que o torna raridade diante dos olhos de Deus. O espírito daquele que crê faz com que seja chamado pelo nome para possuir aquilo em que ele creu.

Que o Senhor veja em você um espírito diferente dos demais.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 249º DIA

6 de SET.

Guarde o que recebeu “Venho sem demora. Conserva o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.” (Apocalipse 3.11)

Você recebeu a fé. Você recebeu o Espírito Santo. Você recebeu a salvação. Você recebeu a paz que só a presença de Deus pode trazer. Muito mais difícil do que receber é conservar o que recebeu, até o fim. Como conservar o que recebeu? Só uma palavra resume: sacrifício. Dia após dia negando não só a si mesmo, mas aos apelos do mundo. Aos apelos daquilo que é aparentemente bom e também aos apelos daquilo que é claramente mau. Negando aos apelos do nosso pior inimigo: o coração. Continuar buscando a presença de Deus e examinando a si mesmo, para ver se não há nenhuma raiz de amargura, nenhuma semente de dúvida. Não misturar vinho novo com vinho velho. Preservar o coração; preservar os olhos; preservar a mente escolhendo com inteligência aquilo que vai entrar pelos seus olhos e por seus ouvidos. Escolhendo com inteligência seu entretenimento, os sites, livros, revistas e jornais de que seu intelecto irá se alimentar. O sacrifício diário não é um sofrimento; o sacrifício diário é um exercício de renúncia consciente. Com o foco no alvo maior: a salvação da alma. O Senhor Jesus virá, sem demora. Não sabemos quando, mas estamos vivendo, certamente, o fim dos tempos. Ele virá e aqueles que conservaram o que receberam, serão levados ao Seu encontro na eternidade. No entanto, ainda que Ele retarde a Sua vinda, a morte virá a todos no tempo de sua vida. O critério de seleção será o mesmo. Quem guardou o que recebeu, entrará no descanso do Seu Senhor. Vale ou não vale o esforço?

A luta continua até o último dia.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 250º DIA

7 de SET.

Dia da dependência “De Deus dependem a minha salvação e a minha glória; estão em Deus a minha forte rocha e o meu refúgio.” (Salmos 62.7)

Hoje se comemora a independência do Brasil. No entanto, talvez você não tenha experimentado ainda a independência espiritual; a independência financeira; a independência emocional... Uma pessoa só se torna independente quando passa a depender totalmente de Deus. Enquanto quiser ser independente de Deus, será dependente. Dependente das circunstâncias; dependente de suas condições; dependente de sua formação acadêmica; dependente do pastor; dependente do governo; dependente do dinheiro; dependente de remédios; dependente de atenção; dependente de um relacionamento... Depender de Deus é depender da Palavra que nunca falha. Pautar sua vida exclusivamente por esse código de conduta. Servir ao seu Senhor com todas as suas forças. Entregar 100% de sua vida e decidir que ela não lhe pertence mais. Isso é loucura para o mundo. Sua segurança não está mais em seus bens, não está mais em ter um relacionamento, não está mais no dinheiro, no trabalho, na religião. Sua segurança está na Palavra de Deus. Está nEle o seu refúgio. Está nEle a sua salvação. É necessário fé e confiança de que Ele não falha e de que tudo coopera para o bem de quem se entregou. Há que se entregar a totalidade da vida para que haja o cumprimento da totalidade da promessa. Deus quer fazer com você essa parceria e derrubar muralhas, para isso, é necessário ser dependente dEle. Dependente dEle, e de mais ninguém.

A única maneira de ser independente é depender exclusivamente de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 251º DIA

8 de SET.

O certinho “Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.” (1 João 5.19)

Amigos, sejamos honestos: o que podemos esperar de um mundo que jaz no maligno? O mundo está morto, sepultado em seus delitos. Afastado da Vida, que é Deus. Desta forma, ele sempre será contrário aos que são de Deus, pois os de Deus e o mundo são opostos entre si. Hoje, o errado é o certo; e o certo é o errado. Quando veem os filhos de Deus andando na justiça, os filhos do mundo zombam. As propostas que vêm para os que são de Deus tentam tirá-los do Caminho da Justiça. São propostas de facilidade, propostas de “jeitinho”, propostas que vêm com o comentário “ah, é só uma vez na vida”. “Deus entende”. “Todo mundo faz”. As propostas virão. Travestidas de boas ideias, de excelentes negócios, de soluções rápidas, de “única opção”, de “é assim que as coisas são”. Não tenha vergonha de fazer o que é certo. Não se envergonhe de assumir a sua fé. Não tenha medo de ser visto como o bobo, o careta. Siga a sua fé. Não queira agradar a ninguém mais, somente a Deus. A sua consciência limpa não tem preço. Seguir ao Senhor Jesus implica em viver na contramão deste mundo. Não é à toa que a Palavra de Deus é bem enfática: “Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” (Tiago 4.4).

Não tenha vergonha de fazer o que é certo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 252º DIA

9 de SET.

Elogio perigoso “Como o crisol prova a prata, e o forno, o ouro, assim, o homem é provado pelos louvores que recebe.” (Provérbios 27.21)

Deus quer ser glorificado na sua vida. Suas promessas são de grandezas, prosperidade, bênçãos sem medida, vida abundante, sabedoria, etc. Logo, é esperado que, juntamente com as perseguições, também surjam elogios e admiração. Estes são, muitas vezes, mais perigosos do que os momentos de tribulação. Pois na tribulação, na perseguição, quem é da fé naturalmente se coloca na dependência de Deus, pois não pode contar com ninguém. Porém, nos momentos em que é elogiado, o coração humano pode se envaidecer. O ego inflado é perigoso. Sem perceber, a pessoa se esquece de Deus e passa a acreditar que é digna de toda aquela honra e glória. Passa a aceitar ser glorificada, em vez de glorificar a Deus. Nunca se esqueça de onde Deus o tirou. Nunca se esqueça de que tudo o que Ele lhe deu foi por Sua fidelidade. Nunca se esqueça de sua posição. Conquistador, aos olhos dos homens. Servo, aos olhos de Deus. Pode se alegrar com o fruto do seu trabalho e esforço, mas não permita que o orgulho encha seu coração. Fica o recado: “Guarda-te não te esqueças do SENHOR teu Deus, não cumprindo os Seus mandamentos, os Seus juízos e os Seus estatutos, que hoje te ordeno, para não suceder que, depois de teres comido e estiveres farto, depois de haveres edificado boas casas e morado nelas; depois de se multiplicarem os teus gados e os teus rebanhos, e se aumentar a tua prata e o teu ouro, e ser abundante tudo quanto tens, se eleve o teu coração e te esqueças do SENHOR, teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão.” (Deuteronômio 8.11-14)

Mantenha a sua humildade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 253º DIA

10 de SET.

Você é perito? “Vês a um homem perito na sua obra? Perante reis será posto; não entre a plebe.” (Provérbios 22.29)

O perito faz o melhor. Ele é raridade. O perito não fica reclamando, se sentindo injustiçado. O perito não faz nada de qualquer jeito. O perito não trabalha só pelo salário no final do mês. O perito não faz apenas o que tem vontade, mas o que sabe que tem de ser feito. O perito não tem preguiça. O perito tem fome de aprender; tem fome de ser útil. O perito nascido da água e do Espírito tem fome de crescer, não por ego ou por ganância, mas para que o seu Deus seja glorificado. Deus não faz nada de qualquer jeito. Os homens e mulheres que Ele escolheu na Bíblia não fizeram nada de qualquer jeito, caso contrário, não teriam vencido. Não mereceriam ter suas histórias contadas na Palavra de Deus. Quem é de Deus, se não trouxe um espírito excelente de fábrica, agora tem o Espírito de Excelência dentro de si. Tendo o Espírito de Excelência, não pode se acomodar em ser mais um. O perito em sua obra será posto perante reis. Isso é inevitável! Até porque, que rei não vai querer perto de si o melhor dos melhores? Quanto mais o Rei dos reis! “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida.” (Tiago 1.5) Busque o Dono de toda sabedoria. Busque a sabedoria que vem dEle, se esforce em fazer o melhor, em aprender mais, em ser o melhor. Essa atitude, na fé de quem sabe que recebeu a sabedoria do Alto, fará de você o instrumento ideal para mostrar a força do seu Deus.

Quem serve ao Rei dos reis tem obrigação de fazer o seu melhor, sempre.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 254º DIA

11 de SET.

As duas fontes “Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso? Acaso, meus irmãos, pode a figueira produzir azeitonas ou a videira, figos? Tampouco fonte de água salgada pode dar água doce.” (Tiago 3.11,12)

Há duas fontes de poder nesse mundo: a do Bem e a do mal. A fonte do Bem flui vida pelo Espírito de Deus e a do mal flui morte pelo espírito das trevas. As duas fontes são forças espirituais que têm agido neste mundo através de instrumentos humanos. O espírito necessita de corpo para se manifestar no mundo. Tanto o Espírito do Bem quanto o do mal, necessitam do corpo humano para se expressarem. Enquanto o Espírito de Deus procura pessoas de caráter para semear o bem entre as nações, o espírito do mal busca pessoas sem caráter para usá-las como pedófilos, assassinos, estupradores, corruptos, enfim, malfeitores para semear o mal entre as nações. Seu objetivo é fazer os povos desacreditarem da existência do Deus Justo, Santo e Misericordioso. A questão é: por que as forças malignas têm sido mais atuantes no mundo do que as benignas? Porque os obreiros do mal são a maioria no mundo. Já os obreiros do Bem, instrumentos do Espírito do Bem, são poucos. Porque poucos têm assumido compromisso com o Caminho, com a Verdade e com a Vida eterna. Assim, o mundo fica à mercê o espírito do mal. Não adianta apenas olhar para a atuação do mal neste mundo e sentir pesar, sentir tristeza, sentir medo ou mesmo sentir indignação. Nenhum sentimento resolverá o problema ou trará algum alívio àquele que sofre as consequências do mal. A maneira mais eficiente de neutralizar a ação do mal é por meio da ação do Espírito do Bem. Para isso, é imprescindível que os obreiros do bem não desistam da batalha e estejam sempre firmes, trabalhando para resgatar aqueles que se acham perdidos.

Com quem tem sido o seu compromisso?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 255º DIA

12 de SET.

Cara de pau “Agora, pois, suplicai o favor de Deus, que nos conceda a Sua graça; mas, com tais ofertas nas vossas mãos, aceitará Ele a vossa pessoa? – diz o SENHOR dos Exércitos.” (Malaquias 1.9)

Quando chegamos até Deus, vindo dos sofrimentos deste mundo, chegamos esfarrapados, sem nada para entregar além da nossa própria vida podre. A porcaria de vida que tínhamos antes de conhecê-Lo é nossa primeira oferta. Ele aceita a nossa vida, mesmo suja, esfarrapada, podre, desprezível, porque no estado lamentável em que nos encontrávamos, era o melhor que tínhamos para entregar. No entanto, assim que somos acolhidos, vamos entendendo o que mais temos a ofertar. Oferta é tudo o que fazemos para Deus. Não pode ser qualquer coisa, pois nosso Deus não é qualquer deus. Nossa obediência, nosso trabalho, o relacionamento com a esposa ou com o marido, a honestidade diante dos demais, nossos votos no Altar... ofertamos todos os dias, em todo lugar. Sabendo que somos servos e estamos aqui para servir. Sabendo que tudo é dEle e que nada temos que não possamos oferecer. Sabendo que, se nos entregamos, somos a própria oferta no Altar. Assim, como alguém pode ter coragem de oferecer qualquer coisa e suplicar o favor de Deus? É muita cara de pau. “Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável? – diz o SENHOR dos exércitos.” (Malaquias 1.8)

Se quer o melhor de Deus, não ofereça a Ele qualquer coisa.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 256º DIA

13 de SET.

Decisão firme “Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se.” (Daniel 1.8)

Daniel resolveu firmemente não se contaminar. Foi uma decisão racional, consciente. Ninguém o moveria daquela decisão, pois ele estava definido em sua fé. Convicto do que queria. Não se iludiu com as finas iguarias do rei, não quis agradar à sua carne; escolheu não agradar ao seu coração. Preferiu depender de Deus e se destacou, assim como seus amigos que fizeram o mesmo. “Em toda matéria de sabedoria e de inteligência sobre que o rei lhes fez perguntas, os achou dez vezes mais doutos do que todos os magos e encantadores que havia em todo o seu reino” (Daniel 1.20). Dez vezes mais. Mesmo sem comer das finas iguarias. Mesmo ingerindo apenas legumes e água. Sua força não vinha da comida, mas da sua fé. Porque decidiu firmemente não se contaminar, Daniel se destacou em tudo o que fez. Por sua fidelidade, se fez raro. Por sua fidelidade, conquistou a confiança do rei e conquistou também a confiança de Deus. Hoje, os nascidos de Deus devem ser assim. Firmes em suas decisões. Firmes em sua fé. Firmes na decisão de não se contaminar com as iguarias deste mundo, que enchem os olhos e o coração dos incautos. Como Deus não vai honrar esse tipo de fé? Como Deus não vai honrar uma fé que renuncia ao melhor que há neste mundo para não se contaminar? Assim como Ele correspondeu à fé de Seu servo Daniel, Ele corresponde, hoje, a todos que tomam essa mesma atitude de fé.

Seja firme em sua decisão de não se contaminar com as iguarias deste mundo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 257º DIA

14 de SET.

Tome muito cuidado “O SENHOR é bom para TODOS, e as Suas ternas misericórdias faz passar por todas as Suas obras.” (Salmos 145.9)

O fato é: o SENHOR Deus é a Fonte de todo o Bem. Sua vontade é abençoar a TODOS, tanto os que creem quanto os incrédulos. Como os incrédulos são impedidos de receber pela fé, então Ele quer usar os que creem para alcançar os que não creem. Assim, todos saberão que O SENHOR é bom para TODOS, e as Suas ternas misericórdias faz passar por todas as Suas obras (Salmos 145.9). Mas o SENHOR Deus odeia a avareza. Tanto que a iguala ao pecado da prostituição, do roubo e do homicídio. “Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem.” (Marcos 7.21-23) Ouro, pedras preciosas e dinheiro não são maus, mas o apego, desejo incontido e amor dedicado a eles constituem confiança, paixão e idolatria. Isto é altamente ofensivo ao SENHOR. Por conta disso, é raiz de todos os males (leia 1 Timóteo 6.10). Prosperar não é problema, pelo contrário, Deus promete prosperidade, no entanto, “...se as vossas riquezas prosperam, não ponhais nelas o coração” (Salmos 62.10). O Senhor Jesus alertou: Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui. (Lucas 12.15)

Não coloque o seu coração nas coisas que conquistar.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 258º DIA

15 de SET.

Nem um pouco fácil “Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos; levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a Sua vida se manifeste em nosso corpo.” (2 Coríntios 4.8-10)

Quando as lutas surgirem; quando o sacrifício for exigido; quando o esforço parecer difícil de suportar, lembre-se disso. Ninguém nunca disse que seria fácil. Pelo contrário. Atribulados, porém não angustiados – Os problemas virão. As perseguições, as pressões, as dificuldades da caminhada podem nos atribular, mas jamais podem nos angustiar. Perplexos, porém não desanimados – Podemos nos surpreender negativamente com alguma situação. Pode acontecer de nos decepcionarmos com alguém. Porém, nada disso tem poder para desanimar aquele que vive e respira a fé. Abatidos, porém não destruídos – Ainda que a perseguição seja tal que nos deixe exaustos a ponto de nos abater, jamais nos destruirá. Porque a nossa força vem da nossa fé. Nada abala aquele que está bem firmado na Palavra do Autor e Consumador da nossa fé. Levando sempre no corpo o morrer de Jesus – Sacrificando o que for necessário, dia após dia. Sacrificando seus desejos; sacrificando sua vontade; sacrificando sua vida em favor do que é certo. Para que também a Sua vida se manifeste em nosso corpo. – Para ter o privilégio de tonar-se habitação do Espírito do Altíssimo. Todas as dificuldades da caminhada valem a pena pelo Prêmio que nos é concedido. A vida, que vem com o Espírito da Vida. A vida abundante, aqui neste mundo; e a vida eterna, depois da morte.

Vale a pena suportar as lutas. Com Deus, a vitória é inevitável.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 259º DIA

16 de SET.

Não subestime “Visto que andamos por fé e não pelo que vemos.” (2 Coríntios 5.7)

Quem pensa que pode andar pela fé e por seus olhos naturais ao mesmo tempo está muito enganado. Ou andamos pela fé, ou pelo que vemos. As duas coisas não podem caminhar juntas. Ou dá crédito à palavra de dúvida, ou dá crédito à Palavra de Deus. As duas coisas ao mesmo tempo? Impossível! A fé exige exclusividade. O Espírito da fé não divide espaço com espírito de dúvida. Ou a mente está propícia a enxergar com os olhos da fé ou está propícia a enxergar com os olhos naturais. Não tem meio termo. Não tem meio lá, meio cá. Ou enxerga o impossível, ou não enxerga. Ou vê positivamente, ou vê negativamente. Ou é tijolo, ou é barro. As dificuldades do dia a dia nos forçam a olhar para as circunstâncias. Por isso mesmo é importante viver pela fé. Se você só usar sua fé nos momentos extremos, como se lembrará de usá-la quando uma situação surgir sem aviso? Você sempre vai usar o recurso que estiver mais acostumado a usar. Se for a fé, vai usar a fé. Se for a força do braço, vai usar a força do braço. Se for a ajuda de pessoas, vai usar a ajuda de pessoas. Seu primeiro recurso inevitavelmente será o que estiver à mão. Se estiver habituado a usar a fé nas pequenas coisas, a usará também nas grandes. Não subestime o poder do uso da fé inteligente. Não subestime o poder de andar pela fé. Não subestime a importância de olhar sempre com os olhos da fé. Não diz “Meu justo viverá pela sua fé somente dentro da igreja” ou “Meu justo viverá pela fé, menos quando a coisa for urgente”. Não! “O Meu justo viverá pela sua fé”. Em todo tempo. Em qualquer situação.

Crie o hábito de viver pela fé inteligente.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 260º DIA

17 de SET.

Bendita tribulação “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.” (Mateus 26.41)

A alegria das conquistas materiais tem causado verdadeira sensação de bem-estar. O relacionamento com Deus parece estar em dia. O cristão se sente mais animado, mais estimulado na fé e até propenso a fazer a obra de Deus. Mas quando as tribulações começam a dar sinais, a alegria dá lugar à tristeza, a euforia esfria e a fé dá vez a dúvidas e lamentos. A disposição de servir a Deus se apaga. Neste momento, sua confissão de fé é julgada. A cruz e o mundo ficam aguardando para onde ela vai pender. E é justamente aí que se define o tipo de fé que se tem. Deus não nos tem dado fé apenas para o sucesso espiritual e material, mas também para os supostos insucessos. No mundo da energia sobrenatural, tudo coopera para o bem, tanto os ganhos quanto as perdas. Afinal de contas, quem vive na dependência do Espírito Santo já morreu para este mundo. As lutas e dissabores enfrentados na Terra fazem parte do aprendizado do viver a vida pela fé. Salomão é um grande exemplo dos prejuízos causados pela ausência de tribulações. Nasceu para reinar sem qualquer problema. Ele foi poderosamente rico, não havia nada que sua alma desejasse e não fosse satisfeita. Nem inimigos tinha (1 Reis 5.4). A história registra que a ausência de problemas tornou-se o maior e mais grave adversário de Salomão. A sensação de felicidade pode se tornar o maior inimigo mortal do cristão, pois impõe relaxamento na fé e, consequentemente, frieza espiritual.

Agradeça pelas lutas que têm mantido sua fé viva e ativa. E quando os problemas diminuírem, aumente a vigilância.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 261º DIA

18 de SET.

Quando vem a ameaça “Porém, nós oramos ao nosso Deus e, como proteção, pusemos guarda contra eles, de dia e de noite.” (Neemias 4.9)

Quando o povo de Israel estava fechando as brechas dos muros de Jerusalém, os inimigos se revoltaram e se uniram para atacar a cidade. Exatamente como faz o exército do inferno nos dias atuais. Diante da ameaça, o povo não chorou, não se desesperou. Antes, agiu. “Porém, nós oramos ao nosso Deus e, como proteção, pusemos guarda contra eles, de dia e de noite”. Exatamente como os filhos de Deus devem fazer hoje. Você deve reagir assim quando for ameaçado pelo mal; quando vierem as tentações; quando vier a palavra de dúvida; a palavra de derrota; a palavra de desprezo. Apresente em oração a Deus a situação e mantenha vigilância. Colocar guarda é manter-se na fé, vigiando seus pensamentos e rejeitando, imediatamente, em o nome de Jesus, qualquer dúvida, qualquer pensamento maligno. Dia e noite alimente seu espírito, enchendo sua mente com a Palavra de Deus e mensagens que fortaleçam sua fé. Declare o contrário do que as sugestões do mal querem que você acredite. Pense em uma promessa que contrarie frontalmente a palavra de dúvida plantada em sua mente. Mantenha seu pensamento fixo nessa promessa todo o tempo. Dia e noite. A palavra de dúvida muitas vezes vem como se fosse um pensamento seu. “Eu não vou conseguir”; “é muito difícil para mim”; “eu não tenho forças”. Tome atitude contra qualquer pensamento negativo. Contra qualquer pensamento que ponha você para baixo. Reaja, imediatamente, usando a sua fé. Assim, os inimigos baterão em retirada.

Ao ser atacado, ore a Deus e monte guarda contra o mal.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 262º DIA

19 de SET.

Povo salvo pelo Senhor “Feliz és tu, ó Israel! Quem é como tu? Povo salvo pelo SENHOR, escudo que te socorre, espada que te dá alteza. Assim, os teus inimigos te são sujeitos, e tu pisarás os seus altos.” (Deuteronômio 33.29)

Essa é a voz da fé. Quando recebeu essa Palavra, Israel estava no deserto, às portas de guerrear com seus inimigos pela Terra Prometida. Se o povo de Israel olhasse com os olhos naturais, poderia se achar infeliz. Infeliz, porque depois de mais de quatrocentos anos de escravidão, estava andando em círculos há quarenta anos pelo deserto. E ainda estava no deserto. Enfrentaria guerras contra gigantes e povos acostumados a guerrear. No entanto, o povo era feliz. Feliz, pois era povo salvo pelo Senhor. Não importa, povo salvo pelo Senhor, se existem problemas aparentes. A sua felicidade vem da certeza da sua salvação. A sua felicidade vem do seu Senhor. O seu Senhor, que é seu escudo, que o protege. O seu Senhor, que o socorre nos momentos de aperto e aflição. O seu Senhor, que é recurso contra todo o mal. O seu Senhor, que é fiel em todas as suas promessas e que não desampara o aflito. A vida com Deus é maravilhosa, mesmo que haja problemas do lado de fora. A vida com Deus é feliz, mesmo com perseguições, tribulações e desertos. A vida com Deus é vida de segurança, de paz, de certeza. É vida de equilíbrio, é vida de disciplina, de ordem, de fortaleza. De certeza de que os inimigos já estão derrotados. Ainda que aparentemente sejam fortes, já estão derrotados. E a sua vitória é inevitável, por causa do seu Senhor, que tem sido espada e escudo. O seu Senhor, que dá a vitória.

Sua felicidade depende apenas de sua vida com Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 263º DIA

20 de SET.

Definido “Disse este: Deixa-me ir, pois já rompeu o dia. Respondeu Jacó: Não te deixarei ir se me não abençoares. Perguntou-lhe, pois: Como te chamas? Ele respondeu: Jacó. Então, disse: Já não te chamarás Jacó, e sim Israel, pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens e prevaleceste.” (Gênesis 32.26-28)

Como Jacó, ao lutar com Deus até ser a própria bênção. Como Eliseu, ao perseguir Elias até conseguir receber o Espírito do profeta (2 Reis 2.1-14). Como Rute, ao se determinar a não abandonar Noemi (Rute 1.16,17). Nada afasta o definido de sua determinação. Determinação de crer na promessa. Determinação de ver o impossível. O impossível só é visto na vida daquele que não desiste. Na vida daquele que é obstinado naquilo que crê. Ainda que haja luta; ainda que ouça um “não”; ainda que seja desprezado; ainda que pareça não ter saída; ainda que não tenha para onde fugir. O definido não desiste do seu objetivo, pois sabe que o que busca é de acordo com a vontade de Deus. Ele tem certeza. Se você é definido, não se deixa levar pelo medo. Não deixa a oportunidade passar sem que seja abençoado. Luta, até o último instante, para mudar a sua história. Luta, porque sabe que Deus está com você e que Ele mesmo prometeu. Luta, pois confia nAquele que fez a promessa. Sabe da fidelidade dEle, por essa razão, permanece fiel. O definido é fiel. Não toca naquilo que pertence a Deus. Não aceita não ter nada a oferecer. O definido não foge da guerra. O definido não se acomoda, não busca facilidade. Deus nunca disse que seria fácil, mas Ele disse que estaria conosco. O definido crê nisso e, por esta certeza, avança.

O impossível só é visto na vida daquele que não desiste.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 264º DIA

21 de SET.

O revoltado “Ainda hoje a minha queixa é de um revoltado, apesar de a minha mão reprimir o meu gemido.” (Jó 23.2)

A revolta é uma energia. Serve para o bem ou para o mal, depende de quem a dirige. A maioria das pessoas revoltadas tem usado essa força para o mal. O jovem revoltado com problemas familiares descamba para as drogas e até para a criminalidade. A pessoa num beco sem saída usa sua revolta para acabar com sua vida. O traído usa sua revolta para se vingar de quem o traiu. Assim sendo, cada um usa sua revolta como combustível para queimar. O revoltado é inconsequente quando usa sua força para o mal. Por conta disso, ele tem assumido sua posição de perdido e exteriorizado sua revolta em forma de ódio. Imagine essa revolta a serviço de Deus! O resultado será exteriorizar o ódio contra as forças espirituais do mal, causadoras das injustiças. Com a direção Divina, esse poder não só vai reverter a própria situação, mas de toda a coletividade. Ou seja, a revolta, quando usada em parceria com Deus, promove o bem estar pessoal e dos familiares. Como? Permitindo-se ser possuído pelo Espírito de Deus. Faça um teste. Coloque sua revolta a serviço de Deus. Sua revolta vai despertar a fé pura e você vai arrebentar!

Use a sua revolta a serviço de Deus. Quando bem direcionada, ela é uma arma poderosa.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 265º DIA

22 de SET.

Como diz a Escritura “Quem crer em Mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.” (João 7.38)

Quantos anos você tem crido em Deus e a sua vida tem sido uma vergonha, uma porcaria? Você acredita em Deus desde pequeno, mas o Deus que lhe foi apresentado foi um deus de sentimento; uma imagem de Jesus caído; uma imagem feita para sensibilizar as pessoas. Pessoas sensibilizadas são fracas espiritualmente; a fé sensível não funciona. A fé passiva não alcança coisa alguma. A verdadeira fé é o Espírito de Deus. Quem crê no Senhor Jesus com a verdadeira fé, do seu interior vão correr palavras de vida; palavras que vão salvar as pessoas desesperadas; palavras que vão levantar os caídos; palavras que vão dar vida às pessoas que estão mortas; palavras que vão trazer espírito para as pessoas que não têm espírito. É crer no Senhor Jesus como diz a Escritura – e não como diz o bispo, pastor, cardeal, padre ou a religião A ou B, não! Mas crer em Jesus como diz a Palavra de Deus. Essa é a fé inteligente, uma fé que tem suporte; uma fé que tem fundamento na Palavra de Deus. Fé não é sentimento. Fé não é emoção. Fé é Espírito. Fé é certeza de que Deus vai fazer o que prometeu. É somente por meio dessa fé viva que será possível mudar aquilo que ainda não mudou em sua vida. E os rios de água viva, que foram prometidos àquele que crê, fluirão de dentro de você para trazer vida a você mesmo e a todos quantos estiverem em seu caminho.

Exercite essa fé viva para conquistar esta promessa.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 266º DIA

23 de SET.

Armamento pesado “Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a Quem tens afrontado.” (1 Samuel 17.45)

A fé que vê o que ninguém mais vê. Que não dá bola para o impossível. Pelo contrário, o impossível é o combustível da fé. A oportunidade de mostrar a força do seu Deus. Não permite ansiedade ou medo. Mantém firme a sua confiança. Ao enfrentar o gigante Golias, o jovem Davi sabia que o fato de ser humanamente impossível sair vitorioso daquele duelo faria com que a vitória sobrenatural fosse indiscutível. Tanto que enfrentou o gigante com palavras desproporcionais à sua condição humana, que certamente o fizeram gargalhar, antes de cair morto pelas mãos do jovem pastor: “Hoje, mesmo, o SENHOR te entregará nas minhas mãos; ferir-te-ei, tirar-te-ei a cabeça e os cadáveres do arraial dos filisteus darei, hoje mesmo, às aves dos céus e às bestas-feras da terra; e toda a terra saberá que há Deus em Israel. Saberá toda esta multidão que o SENHOR salva, não com espada, nem com lança; porque do SENHOR é a guerra, e Ele vos entregará nas nossas mãos” (1 Samuel 17.46,47). Davi foi para o tudo ou nada, armado apenas com uma pedra, uma funda e sua fé. Era vida ou morte. A fé é armamento pesado à nossa disposição. A fé é capaz de fazer o impossível; de materializar o invisível. A fé é capaz de derrubar barreiras, fortalecer o fraco, curar o enfermo, prosperar o miserável, reintegrar o delinquente, salvar o perdido. Davi foi armado com a certeza de que Deus era com ele e lhe daria a vitória. Davi foi armado com a convicção de sua fé.

Use a sua coragem e vá em frente, armado com a sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 267º DIA

24 de SET.

Não se deixe dominar “Fogem os perversos, sem que ninguém os persiga; mas o justo é intrépido como o leão.” (Provérbios 28.1)

A dúvida traz o medo. A sensação de insegurança, de incerteza, cria o pavor. Ao menor sinal de dificuldade, muitos fogem. Fogem da ameaça que sequer existe ainda. No entanto, o justo é intrépido como o leão. Não foge. Não se acovarda. Não se amedronta. Não que ele, por si só, não tenha medo. Ele sente medo, mas não se deixa dominar por ele. Age e enfrenta, apesar do medo, firmado na confiança nAquele em quem ele crê. Parte para o ataque contra o inferno justamente para não ser atacado pelo mal. Deixa bem definido de que lado está. E o seu Deus lhe dá a vitória. Essa confiança é a base de sua segurança. Essa confiança é o segredo de sua coragem, de sua intrepidez, de sua força, de sua ousadia. Essa confiança vem de sua parceria com Deus. Parceria que se estabeleceu quando decidiu firmar um compromisso sério com Deus; um pacto; um casamento. Se você também tem esse compromisso com Deus, e tem sido fiel a ele, por que se deixar levar pelo medo? É você quem escolhe por qual força será guiado. Se der crédito ao medo, será arrastado pela correnteza implacável do medo. Fugirá, sem que ninguém o persiga. Fugirá, pela simples sensação de perigo. Mas se der crédito à Palavra de Deus, saberá que: “Caiam mil ao teu lado, e dez mil, à tua direita; tu não serás atingido. Somente com os teus olhos contemplarás e verás o castigo dos ímpios. Pois disseste: O SENHOR é o meu refúgio. Fizeste do Altíssimo a tua morada.” (Salmos 91.7-9)

Não se deixe dominar pelo medo, lembre-se do seu pacto com Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 268º DIA

25 de SET.

O grande dia “Acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as consequências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo, e para que aquele dia não venha sobre vós repentinamente, como um laço.” (Lucas 21.34)

“Aquele dia” é o grande dia da vinda de Jesus. Para esse dia, temos de nos preparar, mantendo nossa fé em alta. Ele não fala apenas dos pecados mais “cabeludos” como orgia e embriaguez, antes, pede que cuidemos para não nos sobrecarregarmos com as consequências das preocupações deste mundo. Preocupação gera medo, dúvida, ansiedade e desespero, que invalidam a fé. A fé é o único canal de comunicação com Deus. Quem se sobrecarrega com esses sentimentos, inevitavelmente se afasta dEle, ainda que permaneça na igreja. Esses venenos surgem como sementes de preocupação. Palavras que se tornam pensamentos; pensamentos que despertam questionamentos; questionamentos que se tornam dúvidas; dúvidas que sufocam a fé e criam raízes; raízes de ansiedade, que sobrecarregam o coração com preocupações. Preocupações que saem pela boca em forma de novas sementes, para contaminar a outros. A pessoa assim vive o inferno dentro de si. Enquanto não lutar com as armas da fé, vai viver de preocupação em preocupação. Então, a volta de Jesus lhe será laço, não alegria. E se não conseguiu manter-se na fé em tempos de paz, como o conseguirá na grande tribulação? A hora é agora, meu amigo. Procure um lugar isolado e desabafe com Deus. Rasgue a sua alma. Ele mesmo convida: “Vinde a Mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei.” (Mateus 11.28)

Cuide para que aquele dia seja de alegria. Dia de, finalmente, encontrar-se com o Seu Senhor.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 269º DIA

26 de SET.

Esperar contra a esperança “Abraão, esperando contra a esperança, creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência.” (Romanos 4.18)

Eis a descrição da fé sobrenatural: Abraão, esperando contra a esperança, creu, segundo a Palavra que ouviu de Deus. Ele não tinha mais esperança aos olhos humanos, no entanto, a certeza do cumprimento da Palavra de Deus o fazia esperar até mesmo contra a esperança. A esperança era o que suas emoções diziam... elas o faziam ver a situação. No entanto, Abraão creu e esperou contra a esperança. Por ter ouvido de Deus que seria pai de muitas nações, Ele creu. Ignorou a sua condição, pois já era idoso, assim como sua esposa. Ele já tinha o corpo amortecido, não teria condições de gerar uma criança, muito menos sua esposa teria tal condição. No entanto, ele sabia que nada poderia limitar o seu Deus. Se Ele prometeu, é porque cumprirá. Esse foi o raciocínio de Abraão. Raciocínio daquele que vive pela fé inteligente. Não há nada mais sensato do que crer na Palavra que sai da boca de Deus, ainda que seja preciso deixar de acreditar no que seus olhos veem, no que suas mãos tocam, no que seus ouvidos ouvem ou nas sensações que você tem. Não há nada mais certo do que a Palavra que sai do trono de Deus. Se Ele disse que vai ser assim, então vai ser assim. Não há sentido em duvidar. É insanidade pensar que pode ser diferente. Se Ele prometeu, então pode colocar nisso a sua confiança.

Espere contra a esperança, creia independentemente do sentimento.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 270º DIA

27 de SET.

Crê somente “Falava Ele ainda, quando veio uma pessoa da casa do chefe da sinagoga, dizendo: Tua filha já está morta, não incomodes mais o Mestre. Mas Jesus, ouvindo isto, lhe disse: Não temas, crê somente, e ela será salva.” (Lucas 8.49,50)

O cidadão interrompeu a Palavra do Senhor Jesus para levar uma palavra do inferno a Jairo, chefe da sinagoga, que esperava que o Senhor curasse sua filha. A palavra era de morte. Era de desânimo. Era definitiva. Acabou. Não tem mais jeito. Não adianta. Não vai dar certo. Desista. Esqueça. Já era. O Senhor Jesus ignorou a palavra de derrota. Não respondeu ao portador das más notícias. Não deu crédito algum à palavra de quem não tinha a visão da fé sobrenatural. Sua resposta foi para Jairo. Não temas, crê somente. Em outras palavras, não dê ouvidos à palavra de dúvida. Deixe o coração de lado. Ignore o que você vê ou ouve. CRÊ, SOMENTE. E vai acontecer o que você jamais imaginou ser possível. Jairo obedeceu. Ele creu. Independentemente da situação, ele creu. Deixou o coração de lado e se agarrou à Palavra de Jesus. À voz da fé sobrenatural. Por conta dessa atitude, sua filha ressuscitou. Ainda que você ouça a pior palavra, contrária àquilo que Deus já lhe prometeu; ainda que seja de alguém próximo (o espírito de porco que mandou Jairo desistir era de sua própria casa), lembre-se de que a Palavra de Jesus continua a mesma para todo aquele que firma sua fé em Suas promessas. “Não temas, crê somente.”

Deixe de lado o coração e creia exclusivamente no que Deus prometeu.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 271º DIA

28 de SET.

Privilegiados “Disse-lhe Jesus: Porque Me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram.” (João 20.29)

Somos mais privilegiados que os discípulos que viram Jesus face a face e conviveram com Ele durante os três anos de Seu ministério; somos mais privilegiados do que os próprios anjos, porque eles viram e veem o Senhor. Nós, no entanto, não O vimos, mas cremos. O profeta Isaías teve a visão de Deus assentado sobre um alto e sublime trono. Viu também que Serafins sobrevoavam o trono e glorificavam o Altíssimo (veja em Isaías 6.1-7). Aqui temos as únicas informações bíblicas sobre essa classe de anjos. Com assistência direta ao Santíssimo, eles parecem ocupar a posição mais relevante entre os seres angelicais. Por outro lado, na Sua carta endereçada à igreja em Laodiceia o Senhor Jesus faz uma das promessas mais magníficas para o vencedor: sentar-se com Ele no trono, da mesma forma como Ele está sentado no trono com Seu Pai (Apocalipse 3.21). Para a igreja em Filadélfia diz: fá-lo-ei coluna no santuário do Meu Deus, e daí jamais sairá (Apocalipse 3.12). A posição final dos vencedores será infinitamente mais relevante do que a dos seres celestiais de maior grandeza. É bom lembrar que vencedor aqui não se trata do que foi salvo “pelo gongo”. Ou seja, aqueles que foram salvos imediatamente antes da morte. Não! Mil vezes, não! Estes serão salvos. Mas o galardão da glória está prometido apenas para os que lutaram e venceram. Vencedor é o que enfrentou dificuldades na sua jornada da fé. Suportou afrontas, injustiças, dores, calúnias e perseguições pela causa do Senhor e permaneceu fiel até o fim!

Nossa fé nos torna privilegiados diante do Altíssimo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 272º DIA

29 de SET.

Limpeza “Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a Palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma.” (Tiago 1.21)

Um dos pré-requisitos para que a Palavra seja eficaz na sua vida é deixar de lado toda impureza e acúmulo de maldade e não apenas ouvir e decorar, mas acolher com mansidão a Palavra implantada em nós. Quem acolhe com mansidão a Palavra obedece à Palavra. Quem acolhe com mansidão a Palavra, guarda a Palavra e dela não mais se esquece. Quem acolhe com mansidão a Palavra dá importância absoluta à Palavra e dela não se desvia. Acolher com mansidão, não com arrogância. Não achando que sabe alguma coisa. Acolher com a disposição da criança que quer aprender. Rejeitando toda maldade, toda malícia. Recebendo e acolhendo com mansidão a Palavra que vem da boca de Deus. Se a Palavra de Deus nos aconselha a nos livrar de toda impureza e acúmulo de maldade, é porque é possível. Quando você nasceu, os olhos eram puros, o entendimento era limpo, pois não conhecia nada. Depois, no decorrer dos anos, a malícia entrou no coração, fazendo ver tudo com olhos de maldade. Hoje, muitos veem tudo com desconfiança, exceto o que a mídia despeja diariamente em nossas casas. A isso, infelizmente, acolhem sem filtro algum. Livrar-se da malícia é uma escolha consciente. Acolher, com mansidão, a Palavra em nós implantada, meditando, buscando o entendimento do Espírito Santo, é essencial para a nossa salvação. Essencial, pois a fé vem pela Palavra de Deus. E sem fé ninguém será salvo.

Comece a exercitar conscientemente isso a partir de hoje e veja a diferença em sua vida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 273º DIA

30 de SET.

Futuro “Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.” (Apocalipse 21.3,4)

Todas as perseguições; todas as injustiças sofridas; toda a luta contra nossa carne; tudo aquilo a que tivemos de renunciar; tudo o que precisamos suportar. Tudo. Absolutamente tudo vale a pena por essa promessa. O nosso futuro, se permanecermos fiéis. O nosso futuro, se permanecermos firmes; se não nos deixarmos levar pelas ilusões deste mundo; pelas ilusões do coração. O nosso futuro, se nossa fé permanecer viva. Se mantivermos consciência limpa e coração puro. Futuro sem dor, sem morte, sem memória do sofrimento. Uma eternidade na presença de Deus, sem sombra de mal. Uma eternidade. Esse é o presente reservado aos que permanecerem fiéis até o fim. Os que sacrificaram durante os poucos anos que viveram neste mundo, terão recompensa eterna. Por outro lado, os que escolheram fazer a vontade de seu próprio coração, encontrarão sofrimento eterno, não por vontade de Deus, mas por escolha própria. Os que escolheram viver com Deus neste mundo, terão o privilégio de continuar a viver com Ele por toda a eternidade. O descanso de toda a guerra enfrentada na terra. O prêmio do vencedor. O prêmio do valente. Podemos ter uma prévia dessa paz interior quando recebemos o Espírito Santo. É o próprio Deus dentro de nós. Mas nada do que já experimentamos nesta vida, por mais glorioso que seja, se compara ao que nos espera. Ao que Deus tem preparado para Seus filhos.

Que esta palavra renove suas forças.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 274º DIA

1 de OUT.

Dica para ler melhor a Bíblia “(...) prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” (Filipenses 3.14)

Na leitura apressada da Bíblia, as palavras-chave são desperdiçadas, o que causa cansaço e perda de interesse, tornando a libertação ainda mais difícil. Ao meditar na Palavra de Deus, deve-se levar em conta o contexto e as palavras-chave. Vamos exercitar isso hoje. Paulo tinha perfeita consciência da grandeza de ser filho de Deus. Considerou isso como a mais alta e mais excelente condição dos nascidos do Espírito. Ele investia todas as suas forças, todo o seu entendimento e toda a sua vida nessa fé. E confessou: “(...) prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3.14). Soberana Vocação: Trata-se de alguém chamado, escolhido e regenerado (nascido de novo) para assumir a imagem do Altíssimo neste mundo. Somente o Autor da Vida e Autoridade Suprema dos Céus e do Universo tem poder para eleger a criatura inferior (ser humano) à condição de filho de Deus (superior). Neste outro versículo, mais um termo chama atenção: “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus…” (I Pedro 2.9) Raça eleita: É obra exclusiva do Espírito de Deus. Infelizmente, nem todos os que têm confessado a fé cristã possuem o privilégio da soberana vocação e são considerados raça eleita. Contudo, os nascidos do Espírito de Deus, os que têm perseverado na fé para a conquista do prêmio da condição de raça eleita, soberana vocação ou filho de Deus sabem que “temos, porém, Este Tesouro em vasos de barro, para que a Excelência do Poder seja de Deus, e não de nós” (2 Coríntios 4.7). Este tesouro é o próprio Espírito de Deus. Ao meditar na Palavra de Deus, esteja atento aos termos principais.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 275º DIA

2 de OUT.

Como lidar com isso? “Todas as coisas são puras para os puros; todavia, para os impuros e descrentes, nada é puro. Porque tanto a mente como a consciência deles estão corrompidas. No tocante a Deus, professam conhecê-Lo; entretanto, O negam por suas obras; é por isso que são abomináveis, desobedientes e reprovados para toda boa obra.” (Tito 1.15,16)

Para os puros, tudo é puro. O puro não julga com malícia, não olha com maus olhos, não critica com base na aparência. Deus espera que sejamos puros, como Ele é puro. No entanto, muitos que se dizem cristãos agem de maneira contrária. Suas obras mostram que eles não conhecem a Deus. Estão dentro das igrejas, mas já se corromperam. A mente corrompida vê sujeira em tudo, porque olha tudo através de seus olhos sujos, de sua mente suja. Cuidado para não se contaminar com essas pessoas. Não se ofenda nem se magoe quando for vítima de olhares, comentários ou mesmo injustiças desse tipo de gente. O que mais poderia esperar de impuros, descrentes, com mente e consciência corrompidas? O que esperar dos irmaus hipócritas, que a própria Bíblia chama de abomináveis, desobedientes e reprovados para toda boa obra? Se você se magoar ou se ofender, corromperá seu coração e será como um deles. Então, o mal que dirige essas mentes corrompidas terá vencido. Dê o troco orando por essas pessoas, vencendo o mal com o bem. Perdoe, alegre-se por ser atacado sem culpa. Coloque nas mãos de Deus e se afaste dos irmaus, o quanto puder. Conservar-se puro é a maior vingança contra esse tipo de espírito do inferno. Acima de tudo, examine a si mesmo. Se você é um irmau que vê malícia em tudo e todos, que o versículo de hoje abra seus olhos enquanto há tempo.

Vigie os seus olhos e guarde seu coração. Conserve sua pureza, pois dela depende a sua salvação.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 276º DIA

3 de OUT.

Para ser próspero em tudo “O SENHOR, porém, era com José, e lhe foi benigno, e lhe deu mercê perante o carcereiro; o qual confiou às mãos de José todos os presos que estavam no cárcere; e ele fazia tudo quanto se devia fazer ali. E nenhum cuidado tinha o carcereiro de todas as coisas que estavam nas mãos de José, porquanto o SENHOR era com ele, e tudo o que ele fazia o SENHOR prosperava.” (Gênesis 39.21-23)

A parte de José era fazer o seu melhor; a de Deus era prosperar tudo o que ele fazia. Mas ele tinha que fazer para que Deus pudesse prosperar. Como Deus prosperaria tudo o que ele fizesse se José não fizesse nada? Mas José não fazia de qualquer jeito. Ele fazia o seu melhor. Fazia tudo o que tinha de ser feito, ainda que o carcereiro não mandasse. José era confiável, o carcereiro não se preocupava com nada que havia colocado em sua mão e nem precisava mandá-lo fazer alguma coisa. Sabia que tudo o que estivesse nas mãos de José seria feito da melhor maneira possível. O carcereiro via o Deus de José por meio das atitudes de José. Assim deve ser hoje, pois Deus é o mesmo. Ele continua prosperando Seus servos que fazem tudo quanto devem fazer onde estão, para que Ele seja visto por meio das atitudes de Seus servos. Não adianta esperar que as pessoas vejam Deus por meio de suas palavras. Suas palavras não valem nada se não agir como um filho de Deus. Não importa onde você esteja, não importa quem seja seu patrão ou como seja o seu trabalho. José se destacou na prisão! Ele poderia ter desanimado por ter ido parar em um lugar daqueles. No entanto, mesmo na prisão, Deus estava com ele. Crendo nisso, não se tornou rebelde, nem desistiu da sua salvação. Ele continuou fiel a Deus e obteve os benefícios dessa fidelidade.

Continue fiel a Deus em qualquer situação, fazendo o seu melhor onde estiver.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 277º DIA

4 de OUT.

Passo a passo para uma nova vida “No sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.” (Efésios 4.22-24)

Depois de entregar sua vida a Deus e decidir andar em Seus caminhos, é necessário nascer de novo para viver pela fé. Para viver pela fé há que se ter uma nova mente, um novo coração, uma nova forma de pensar, um caráter segundo o caráter de Deus. Deus é Espírito. A comunicação com Ele é do Espírito de Deus para o espírito humano. E, pela fé, do espírito humano para o Espírito de Deus. Isso obriga o uso do nosso intelecto, e não do nosso coração. Aqueles que creem; aqueles que buscam o novo nascimento; aqueles que buscam ser como Deus quer que sejam; e aqueles que buscam crescer na fé têm no texto bíblico de hoje um passo a passo para alcançar essa nova vida que nos foi prometida. Para conseguir se livrar da velha criatura, que se tornou imagem e semelhança do engano e do erro, o Espírito Santo orienta a desistir da antiga forma de agir, pensar e sentir. Depois, o passo essencial: “vos renoveis no espírito do vosso entendimento”, isto é, mudar a forma de pensar. Um novo entendimento. A fé que pensa, colocada em prática. É onde começa a nova vida. Se a mente não mudar, nada mais muda. Só depois de ter a mente transformada, desenvolvendo seus pensamentos de acordo com os pensamentos de Deus, é possível se revestir da nova criatura, criada à imagem e semelhança dEle, na justiça e na retidão que vêm da prática da Palavra de Deus.

A chave para a nova vida é desenvolver seus pensamentos de acordo com os pensamentos de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 278º DIA

5 de OUT.

Fé fajuta “E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, não duvidou, por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus, estando plenamente convicto de que Ele era poderoso para cumprir o que prometera.” (Romanos 4.19-21)

Uma coisa é ter fé, outra coisa é viver pela fé. Possuir fé por algum tempo não garante o cumprimento das Promessas. É fé avulsa, fajuta e descompromissada. Fé em determinados momentos ou quando a situação exige pode até conquistar algum tipo de bênção. Mas jamais o direito de ser a própria bênção. É como se a pessoa casada se lembrasse de seu cônjuge apenas quando está perto dele. Porém, na distância, acha espaço para traí-lo. Quer dizer: é casada, mas não vive seu casamento. Assim também é o que tem fé, mas não vive pela fé. Viver pela fé é viver na dependência de Deus; É crer que Ele fará o que prometeu que faria; É esperar que Ele cumpra o que tem prometido na Palavra; A exemplo de Abraão, que manteve a fé mesmo quando não havia esperança — Sara, sua mulher, era estéril e tinha idade avançada para ser mãe. Mas, por viver pela fé na Promessa, Abraão seguia confiando no Autor da mesma. Como posso viver pela fé? Somente recebendo o Espírito Santo isso é possível. Pois Ele é a Chama Ardente que não deixa a fé se apagar.

Busque o Espírito Santo para conseguir essa firmeza de fé e alcançar o direito de ser a própria Bênção.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 279º DIA

6 de OUT.

Separados por Deus “Ser-me-eis santos, porque Eu, o SENHOR, sou santo e separei-vos dos povos, para serdes Meus.” (Levítico 20.26)

Clara distinção entre os que são de Deus e os que não são. Santo significa “separado”. Separado da injustiça. Separado deste mundo perverso. Deus é santo. Ele nos separou para que fôssemos Seus, à Sua imagem e semelhança. Santos, como Ele é santo. Não há injustiça nEle. Não há maldade nEle. Também não há nEle malícia, nem desordem, nem engano, nem mentira, nem crueldade, nem arrogância. Ele é justo; Ele é puro; Ele é bom; Ele é verdadeiro. Ele é misericordioso, atende aos humildes e os salva. Ele não dá as costas aos que O buscam. Ele não desiste dos que perseveram. Ele é santo e nos separou para sermos como Ele. Justos, disciplinados, puros, bons, verdadeiros, misericordiosos, atentos aos humildes, sensíveis à voz do aflito, sinceros, dispostos e perseverantes. Isso é o que nos separa do mundo podre, perverso, egoísta e orgulhoso em que vivemos. As escolhas que fazemos diante de cada situação devem levar em conta o fato de que Ele quer que sejamos Seus. Por amor ao Senhor, que é santo e nos separou, também nós nos separamos, escolhendo o que Lhe agrada, pois somos Seus.

Que seus pensamentos e suas atitudes o mantenham separado da maldade deste mundo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 280º DIA

7 de OUT.

De onde você veio “Porque a porção do SENHOR é o Seu povo; Jacó é a parte da Sua herança. Achou-o numa terra deserta e num ermo solitário povoado de uivos; rodeou-o e cuidou dele, guardou-o como a menina dos olhos.” (Deuteronômio 32.9,10)

Lembre-se de onde Deus o tirou. Uma terra deserta. Um ermo solitário povoado de uivos. Lugar de medo, de solidão, de vazio. Deus cuidou de você; Ele guardou a sua vida como alguém que protege sua própria pupila. A menina dos olhos de Deus. Ele reservou para você o melhor. Vida. E vida em abundância. Muito mais do que você jamais poderia imaginar ou pedir. Muito mais do que você esperava Ele quis dar. Você entregou a Ele a sua vida. Uma vida podre, desgraçada, destruída, que não valia mais nada. Em troca, Ele lhe deu uma nova vida. Uma vida limpa, sólida, abençoada, cheia de possibilidades que você jamais imaginou. Uma vida que você não merecia. Mesmo assim, Ele lhe deu. Porque você deu sua vida a Ele, Ele deu Sua vida a você. Nunca se esqueça de onde Deus o tirou. Nunca se esqueça de que Ele o colocou no lugar em que você está hoje. Nunca se esqueça da razão de Ele tê-lo colocado no lugar em que você está hoje. Ele o colocou aí para que você O representasse. Não deixe de ser o representante do seu Senhor onde você estiver, honrando o Seu nome com as suas atitudes de justiça e de integridade. Agradeça o que Ele fez por você. Agradeça com suas atitudes.

Nunca se esqueça de onde Deus o encontrou e demonstre sua gratidão representando bem a Ele onde você estiver.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 281º DIA

8 de OUT.

Corrupção exterior “Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia.” (2 Coríntios 4.16)

Nas guerras entre exterior e interior, alma e espírito, sempre há o vencedor, que decide o destino final da alma. Nem sempre o Espírito de Deus vence a carne. Isso porque a carne, o exterior, a alma ou o coração — tudo dá no mesmo — não está sujeita à lei (vontade de Deus), nem mesmo pode estar! (Romanos 8.7) Entretanto, as corrupções do homem exterior, ou seja, as obras da carne, não têm poder para impedir que os valores espirituais do homem interior sejam anulados. Só se a pessoa quiser… Porque o homem interior dispõe de muitos recursos para neutralizar o homem exterior. Confissão de pecados, arrependimento, oração, jejum, pano de saco, enfim... Meios para se levantar não faltam. A pessoa comete um erro e o mal começa acusá-la com insistência. Sua consciência dói. Sabe que está errada. O que fazer? Deixar-se levar pelo desânimo ou usar das ferramentas da fé para se reerguer? Ciente do perdão mediante confissão sincera, ela age e, imediatamente, recebe o perdão pela fé. A partir de então, toma atitude de retornar ao estado original de paz com Deus, pelo abandono do pecado e do passado. Por isso, fraqueza da carne não desanima quem tem sincero compromisso em seguir a Deus. Caso isso tenha acontecido com você, veja como uma oportunidade de vencer a carne e amadurecer na fé. Uma vez vencido o erro, você se tornará ainda mais forte e firme com Deus. Essa é a fé prática, que nada tem a ver com sentimentos. Apenas obediência.

Não desanime com as acusações, pois Deus já nos deu as ferramentas para a manutenção da nossa salvação.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 282º DIA

9 de OUT.

Honre a palavra “Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã; antes, é a vossa vida; e, por esta mesma palavra, prolongareis os dias na terra à qual, passando o Jordão, ides para a possuir.” (Deuteronômio 32.47)

Quem vive segundo a Palavra de Deus, vive segundo a vontade dEle. A

Palavra de Deus demonstra o caráter de Deus. Ele só fala a verdade porque dentro dEle só há verdade. A palavra de alguém demonstra o caráter desse alguém. Quando uma pessoa fala, o que há dentro dela é exposto através da sua palavra. E se ela não cumpre, fica manifesto o seu mau caráter. Deus trabalha com a Palavra e exige que os Seus filhos honrem a palavra. Como filhos de Deus, temos de levar nossa palavra a sério assim como Ele leva Sua palavra a sério. Mesmo nas coisas triviais. Se eu marco um compromisso, chego no mínimo 15 minutos antes. Levo em conta o trânsito e todos os demais percalços que possa ter pelo caminho. Se você chegar atrasado, não vai mais me encontrar. Se eu posso cumprir a minha palavra, por que não vou exigir que você cumpra a sua? Atrasar pagamentos a prazo também é sinal de que você não tem dado importância à sua palavra. Se você sabia que não ia dar, por que comprou a prazo? São coisas pequeninas que espelham o que há dentro da pessoa. Os filhos das trevas é que agem assim. Eles é que são mentirosos, fingidos, dissimulados. Mas quem é de Deus, honra a sua palavra. Em tudo. Chova ou faça sol. Excepcionalmente, por um acidente, a pessoa pode falhar, mas não é algo normal. O normal dela é honrar os seus compromissos. Pequenas coisas que mostram o caráter da pessoa que se compromete com a outra. Ora, como Deus honra a Palavra dEle, Ele quer que nós honremos a nossa palavra. Esse é o caráter de Deus e de Seus filhos.

Honre a sua palavra não apenas para com Deus, mas para com o seu semelhante.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 283º DIA

10 de OUT.

O que Deus nos pede “Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.” (Miquéias 6.8)

Três comportamentos que o Senhor pede de Seus filhos: 1 - Que pratiquem a justiça: Deus é justiça. O que Ele pede aqui não é uma justiça teórica, mas a prática da justiça. Dia após dia, aprendendo com Ele a exercer a verdadeira justiça, que vem por meio da fé racional. 2 - Que amem a misericórdia: Amar a misericórdia é não apenas querer a misericórdia para si, mas também ser misericordioso para com o próximo. Olhar com bons olhos, sempre buscar um ângulo positivo ou ao menos neutro (isso também evita cometer injustiça e nos aproxima do item 1). 3 - Que andem humildemente com o seu Deus: O orgulhoso jamais conseguirá andar com Deus, pois o orgulho é uma das características do diabo, foi uma das razões para a sua queda. O humilde é capaz de negar a si mesmo para seguir a Jesus. Ele sacrifica o que for necessário para agradar ao Senhor. O humilde sabe que não merece coisa alguma e sua maior alegria é poder ser uma ferramenta nas mãos de seu Deus. Já viu uma ferramenta orgulhosa? Eu nunca vi. Note que esses três comportamentos não são ocasionais ou teóricos. A ordem é praticá-los dia após dia, andar continuamente assim a ponto de tais comportamentos passarem a fazer parte do caráter de quem os pratica. Ao se esforçar para se manter na prática desses três pontos-chave, certamente será mais fácil praticar todo o restante da Palavra de Deus, até o que ainda lhe parece difícil.

Pratique esses três itens básicos que Deus pede de todos nós.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 284º DIA

11 de OUT.

Convocado para o exército do Altíssimo “Bendizei ao SENHOR, todos os Seus exércitos, vós, ministros Seus, que fazeis a Sua vontade.” (Salmos 103.21)

Um exército se caracteriza pelas normas rígidas de disciplina, de obediência incondicional, de ordem, de respeito, hierarquia e submissão. Quando um jovem vai ao exército já sabe de antemão que tem de se integrar à disciplina rígida contida ali. Em um exército, todos, sem exceção, têm de se submeter às regras. Na guerra, se o sargento na frente de batalha ordenar que seus soldados executem uma determinada missão e um deles desobedecer, toda tropa é colocada em risco. A vitória pode escorrer das mãos como água. O exército exige uma disciplina por conta do objetivo, que é vencer as suas batalhas. No exército de Deus não é diferente. Todos têm que ter o mesmo espírito; todos têm que ter o mesmo caráter; todos têm que ter o caráter da justiça e da fé; do contrário, o Senhor dos Exércitos não pode contar com eles. Ele lidera aqueles – e somente aqueles – que vivem dentro de uma disciplina; uma disciplina espiritual; uma disciplina de obediência, de submissão; uma disciplina tal que não deixa dúvida de que aquele soldado é verdadeiramente um soldado de Deus que faz a vontade dEle. O Reino de Deus é um exército de mulheres e homens munidos de uma só fé, de um só Espírito, com um só objetivo; o objetivo do Senhor dos Exércitos. Esse exército aumenta dia após dia, para que Ele possa vencer neste mundo as injustiças e implantar nos corações o Reino de Deus. Quem está disposto a ser forte, corajoso, assumir seu papel nessa batalha, colocando em prática o que tem aprendido?

Você é chamado a integrar as fileiras do exército do Senhor dos Exércitos.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 285º DIA

12 de OUT.

Por que você ainda não é grande? “Ia Davi crescendo em poder cada vez mais, porque o SENHOR dos Exércitos era com ele.” (1 Crônicas 11.9)

A criança necessita de disciplina para crescer. Depois, terá de amadurecer para alcançar a idade adulta e conquistar seus objetivos. Assim também é na fé. Ainda muito jovem, Davi foi ungido para ser rei de Israel. Mas só assumiu o trono muitos anos depois. Durante esse tempo, enfrentou desafios para que se tornasse o grande rei. Davi foi crescendo em poder dia após dia. Infantil na fé é aquela pessoa que pensa que é possível ser grande da noite para o dia. Deus não vai fazer uma mágica para que você arrebente no dia seguinte. Há que se ter perseverança para alcançar a maturidade no tempo certo. A bem da verdade, ninguém nasce grande. Nós temos que ter visão grande, mas precisamos crescer e investir no desenvolvimento da nossa fé. Humildade, perseverança, confiança e fé são ingredientes necessários para sobreviver a essa caminhada. Tempo de igreja não define a maturidade. Se o seu interesse em ser grande é meramente egoísta, provavelmente você não o será tão cedo. No entanto, se o seu interesse em crescer é que a glória de Deus seja vista na sua vida, certamente você será preparado para coisas maiores do que possa imaginar. “O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro no Líbano. Plantados na Casa do SENHOR, florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice darão ainda frutos, serão cheios de seiva e de verdor, para anunciar que o SENHOR é reto. Ele é a minha rocha e nEle não há injustiça.” (Salmos 92.12-15) Não há limites de idade para dar frutos quando se está plantado dentro da vontade de Deus. Crescerá, florescerá e até mesmo na velhice dará frutos para anunciar a justiça do Senhor.

Cresça na perseverança, na confiança e na fé, para dar frutos até a velhice.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 286º DIA

13 de OUT.

Quem é o vencedor? “O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida; pelo contrário, confessarei o seu nome diante de Meu Pai e diante dos Seus anjos.” (Apocalipse 3.5)

Em todas as cartas apocalípticas o Senhor Jesus fala do vencedor. O vencedor é aquele que persevera até o fim. Se você não for uma pessoa constante, sua fé não vai funcionar. Essa é uma atitude que você pode tomar ao lutar contra os pensamentos negativos, contra a vontade de desistir e contra o desânimo, apegando-se à Palavra de Deus. Não espere mágica de Deus. Temos o dever de orar sempre e nunca desanimar. Não se deixe abater pensando que você é fraco e o mal é forte. Você não é fraco, o diabo é que é fraco. Ele é um derrotado. Porém, se você esmorece, ele se torna forte e você, fraco. Tudo depende da sua reação diante dos problemas e das situações adversas. Se sabe que Deus está com você e que por isso você é vencedor, independentemente das dificuldades e da aparência do mal, você inevitavelmente irá vencer. Se viver pela fé, pela convicção, pela certeza, confessando apenas o que é positivo, crendo em cada uma das promessas e agindo pelo cumprimento delas, obedecendo a Deus, você estará inscrito no Livro da Vida, no rol dos vencedores de quem Jesus falou. Não há dúvida alguma disso.

Você não é fraco, porém a sua força está no uso que faz da sua fé perseverante.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 287º DIA

14 de OUT.

A Mente de Cristo “Pois quem conheceu a mente do Senhor, que O possa instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo.” (1 Coríntios 2.16)

Como negar o efeito transformador de caráter quando se possui a Mente de Cristo? Não é questão de ser ou não religioso, nem de pertencer a uma determinada denominação; mas trata-se de nova mente, nova vida, nova criatura, novo homem. O homem natural dá lugar ao homem espiritual; o homem egoísta dá lugar ao homem generoso; o homem malicioso dá lugar ao homem bondoso. A mudança é brutal em todos os aspectos. Porém, a mais acentuada diz respeito aos relacionamentos, tanto em relação aos familiares e amigos, como em relação aos inimigos. Veja a Mente de Jesus no Seu ensino: “Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem” (Mateus 5.43,44). E na Sua prática: “Contudo, Jesus dizia: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lucas 23.34). Quem estaria disposto a amar os inimigos e perdoar seus assassinos, se não tivesse a Mente de Cristo ou o Espírito de Cristo? Referindo-se a si mesmo e aos cristãos em Corinto, Paulo garante: “Nós, porém, temos a mente de Cristo” (1 Coríntios 2.16). E o leitor amigo também tem a Mente de Cristo?

Analise suas atitudes e pensamentos e responda honestamente a essa pergunta.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 288º DIA

15 de OUT.

Quer paz e justiça? “Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR, o teu Deus, que te ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deves andar. Ah! Se tivesses dado ouvidos aos Meus mandamentos! Então, seria a tua paz como um rio, e a tua justiça, como as ondas do mar.” (Isaías 48.17,18)

Depois dos pais, os professores são os que mais conhecem a experiência de ver alguém se dar mal por não ter seguido os seus ensinamentos. Estão interessados no desenvolvimento de seus alunos, porém muitas vezes veem potenciais desperdiçados por não terem dado ouvidos às suas orientações. São os que conseguem ter uma ideia do que Deus passa neste mundo em que poucos O ouvem. O Espírito de Deus nos ensina o que é útil. Ele nos guia pelo caminho em que devemos andar. Ele é o Professor dos professores. Dar ouvidos aos Seus ensinamentos não significa seguir uma religião, mas pautar a sua vida, o seu comportamento e seus pensamentos na Palavra de Deus. Buscar o Espírito de Deus para que o Professor esteja dentro de nós, ensinando, guiando e nos conduzindo de acordo com Seus pensamentos. Dá cabeçada por aí quem não dá ouvidos aos ensinamentos dEle e prefere ouvir os ensinamentos inúteis deste mundo ou os conselhos do seu próprio coração corrupto. Esses são os cabeçudos, teimosos. No entanto, quem obedece às Suas palavras tem como resultado a paz, como um rio; a justiça, como as ondas do mar.

Busque ter dentro de você o Espírito de Deus e dê ouvidos aos Seus ensinamentos.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 289º DIA

16 de OUT.

Da maneira certa “Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível.” (1 Coríntios 9.24, 25)

Todos correm. Há os que correm com ansiedade; há os que correm com dúvida; há os que correm com malícia; há os que correm por correr; há os que correm de qualquer maneira. Nós, porém, temos um objetivo. Quem correr de qualquer maneira, não alcançará o prêmio da Eternidade. “Correi de tal maneira que o alcanceis.” A corrida deve ser feita da maneira certa para alcançar o prêmio. E qual é essa maneira? O apóstolo Paulo dá a dica logo em seguida, mantendo ainda a comparação com o atleta: o domínio próprio. A disciplina. Saber controlar os impulsos, as vontades... O Espírito Santo nos dá essa capacidade de maneira sobrenatural, mas o próprio espírito humano já tem essa capacidade de maneira natural. Caso contrário, nenhum atleta sem o Espírito Santo conseguiria se dominar. Sacrificar a própria vontade é um poder que está em suas mãos. Poder de transformar a sua vida; poder de conseguir o auxílio sobrenatural do Espírito de Deus em qualquer situação. Apenas a partir desse primeiro passo é que Ele começa a fazer o impossível acontecer. A competição está correndo. Competimos não com os outros atletas, mas competimos com nós mesmos. Lutamos contra nossos próprios impulsos; lutamos contra nosso eu; lutamos contra nossa vontade. Negamos nossa vontade a cada passo para abraçar a vontade do Senhor Jesus. E, assim, de fé em fé, de luta em luta, de corrida em corrida, alcançaremos a coroa incorruptível. A vida eterna.

Aplique-se como um atleta à corrida diária da fé, pela salvação da sua alma.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 290º DIA

17 de OUT.

Não sem meta “Assim corro também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar. Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado.” (1 Coríntios 9.26,27)

O apóstolo Paulo obviamente não fala em “esmurrar o corpo” de maneira literal, mas para exemplificar o sacrifício diário que fazia ao negar a si mesmo. Sua principal preocupação era com a sua salvação. Essa era a sua meta. E ele sabia que o sacrifício contínuo era absolutamente indispensável para alcançá-la. Sacrificar faria com que estivesse sempre focado e consciente de seu objetivo. As religiões são grandes corridas sem meta. Grandes lutas de golpes no ar. Desferem golpes de violino no meio da guerra. Usam a emoção em uma guerra espiritual em que é matar ou morrer. Deve-se ter consciência da necessidade de sacrificar diariamente por sua salvação. Sem sentimento. Andando pela fé, em obediência irrestrita à Palavra de Deus, sob a disciplina do Altíssimo. Muitos hoje correm sem meta; correm por tudo e por nada. Correm, sem sequer saber se a direção é certa, se irão alcançar alguma coisa. Sem meta em seu trabalho, nunca irá desenvolver seu trabalho. Sem meta em sua vida pessoal, nunca irá se desenvolver como pessoa. Sem meta em seu casamento, nunca irá desenvolver seu relacionamento. Sem meta em sua vida espiritual, nunca irá desenvolver a sua salvação. Quem não tem um objetivo definido, desfere golpes no ar. Quem corre sem meta inevitavelmente se cansa de correr. Ao se cansar, desiste. Ao desistir, desqualifica-se para alcançar a vitória. Defina suas metas para cada uma das áreas de sua vida. Defina o que quer vencer e o que quer alcançar ainda este ano. Pense no que precisa fazer para alcançar cada uma dessas metas. E, hoje mesmo, dê o primeiro passo.

Não corra sem meta. Não lute sem foco.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 291º DIA

18 de OUT.

Abundância e pobreza “Os planos do diligente tendem à abundância, mas a pressa excessiva, à pobreza.” (Provérbios 21.5)

O diligente é cuidadoso, disciplinado, aplicado, trabalhador. Seus planos tendem à abundância, porque são muito bem pensados e executados com cuidado e consciência. Consciência de fé, na certeza de que, ao perseverar, inevitavelmente alcançará a vida abundante que lhe foi prometida. Seu intelecto trabalha em cada etapa do processo. Ele corre os riscos necessários para o crescimento, mas sempre de forma consciente e racional. Por outro lado, a pressa excessiva tende à pobreza, porque não pensa. É emocional e suicida. Quer colher antes de plantar. E, se planta, não quer esperar o tempo da colheita. O diligente sacrifica, pois sabe que, para seus planos se concretizarem, ele precisa ter paciência e perseverança. Já quem tem pressa excessiva, não entende paciência e não consegue perseverar. Ansioso e inconstante, ele duvida ao primeiro sinal de demora. Reclama, resmunga e desiste se não recebe o que queria imediatamente. Não há como construir nada assim. Quem quer prosperar tem de trilhar o caminho estreito da disciplina. Caminho de sacrifício. Não é fácil, mas tudo depende do que você quer. Você quer abundância ou pobreza? A sua escolha diante dos desafios é que vai determinar o resultado que você alcançará.

Cuidado com a pressa excessiva e irracional. Use a cabeça e seja esse diligente abençoado.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 292º DIA

19 de OUT.

O melhor perfume que você pode usar “Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo (...)” (2 Coríntios 2.15)

Enquanto está no vidro, o perfume pode ser visto. Depois que é espalhado pelo corpo, você não o vê mais, mas pode sentir seu aroma. Os que são verdadeiramente de Deus exalam o perfume de Jesus. Não apenas na simpatia, não apenas na honradez, mas no seu caráter. O perfume de Jesus é exalado através daqueles que são corretos, que cumprem com seus deveres, que levam a sério o compromisso assumido com a sua palavra. Quem é de Deus tem esse caráter, tem esse perfume. Não adianta chegar à igreja, levantar as mãos, dizer que ama a Deus, ler a Bíblia, se lá fora não pagamos os compromissos em dia, não honramos a nossa palavra. De que adiantam louvores a Deus se o caráter é ruim? Quando a pessoa é de Deus, ela é correta nos seus negócios, no seu caráter, na sua maneira de ser. Quando a pessoa é de Deus, ela tem um perfume que mostra que ela é de Deus de fato e de verdade: seu caráter. Eu creio que Deus instituiu dízimos e ofertas justamente para provar esse caráter. Os dízimos são os primeiros frutos. Deus não precisa de dinheiro. Deus não precisa de nada. Mas quando instituiu os dízimos e as ofertas, Ele o fez para que nós venhamos provar a nós mesmos. Para que nós venhamos mostrar para Ele quem somos nós; se carregamos o selo da fidelidade ou se carregamos o selo da infidelidade. Porém, a fidelidade nos dízimos e nas ofertas é parte integrante de um caráter de acordo com o caráter de Deus. Não traz resultado se for fruto de um mero costume religioso ou formalidade vazia. Frequentar a igreja, dar ofertas, mas não honrar seus compromissos para com o semelhante não vale nada. Deus manda amar a Ele sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Como posso amar o meu próximo se eu o engano?

Analise o seu caráter à luz do caráter de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 293º DIA

20 de OUT.

Parece que você está sonhando “Quando o SENHOR restaurou a sorte de Sião, ficamos como quem sonha. Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de júbilo; então, entre as nações se dizia: Grandes coisas o SENHOR tem feito por eles.” (Salmos 126.1,2)

Quando Deus se manifesta na vida de alguém, há a verdadeira alegria. É como se estivesse sonhando; o impossível acontece. O impossível torna-se possível; o invisível torna-se visível. Todos os que virem a ação de Deus em sua vida terão de admitir as grandes coisas que Ele fez. A mudança da sua vida é capaz de dizer muito mais do que as suas palavras já disseram a seus amigos, familiares e a todos que lhe conhecem. Quem antes andava nas trevas, agora é a própria luz; quem antes vivia em depressão, agora tem a boca cheia de riso e é a própria alegria. Você se torna o exemplo daquilo que as outras pessoas querem se tornar. Você se transforma na melhor propaganda do que o poder de Deus pode fazer. Então, a sua vida pode glorificá-Lo e mostrar aquilo de que Ele é capaz. Quem sonha os sonhos de Deus se torna realizador de Sua vontade. Quem realiza a vontade de Deus recebe muito mais do que sonhou.

A mudança na sua vida fala muito mais do que as suas palavras já disseram.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 294º DIA

21 de OUT.

Vai tudo bem? “Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos Seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás e tudo te irá bem.” (Salmos 128.1,2)

Aquele que teme ao Senhor e anda nos Seus caminhos não precisa se preocupar. Ele tem a garantia de ser bem-sucedido em tudo aquilo que fizer. Por sua obediência a Deus, ele não vai errar. Por viver pela fé, até aquilo que era para dar errado, dará certo. O que teme ao Senhor leva em consideração a Sua Palavra. Não tem medo de homem algum, não se desespera com nenhuma situação. Não se desespera, pois crê. Sabe que está seguro e segue as orientações do Espírito de Deus. Por isso, faz o seu melhor em seu trabalho e recebe a recompensa. Recebe, inevitavelmente, pois Deus não fica como devedor de ninguém. A garantia da felicidade está na obediência daquele que crê incondicionalmente. Obediência e esforço, pois “do trabalho de suas mãos comerás”, isto é, ele tem de se esforçar, se dedicar, fazer o seu melhor, mas sem ansiedade, sabendo que o resultado positivo não virá da força de seu braço, mas da força de sua fé. Com sua vida inteiramente nas mãos de Deus, tudo irá bem e você será feliz. Diante dessa promessa, nenhuma dificuldade que surgir no dia de hoje terá o poder de impedir que tudo vá bem no final.

Andar no temor e na obediência a Deus é a única forma de garantir que tudo vá bem.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 295º DIA

22 de OUT.

Para quem precisa de forças “Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai, de Quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra, para que, segundo a riqueza da Sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o Seu Espírito no homem interior.” (Efésios 3.14-16)

Todos têm problemas. Não importa a sua religião ou situação espiritual. Ainda que o seu problema envolva sentimentos, como o amoroso, que é o mais comum, só tem um jeito: receber o Espírito de Deus. O Espírito Santo é a solução para qualquer problema; Ele muda a sua cabeça; Ele muda o seu coração. Ele dá a força para vencer e superar os traumas do passado. O Espírito Santo é o Espírito de Deus, que age em nosso interior e faz formar em nós um novo caráter a ponto de conseguirmos sobrepujar todas as barreiras, todas as dificuldades. Em tudo o que vem contra nós somos mais do que vencedores quando temos o Espírito de Deus. Você, que leu os livros da trilogia “Nada a Perder” e chorou junto comigo, viu as lutas que enfrentamos, viu que praticamente chegamos ao inferno. Mas por que conseguimos sair ilesos? Por causa do Espírito Santo. É Ele quem nos dá força e condições para vencermos os problemas que vêm contra nós, quaisquer que sejam eles. Você que está gemendo e quer realizar os seus sonhos, você que quer viver uma nova vida, tudo isso se resolve com a presença do Espírito Santo. Ele pode fazer você livre. O Espírito Santo é a solução para restaurar a família; o Espírito Santo é a solução para uma doença incurável; o Espírito Santo é a solução para todo tipo de problema. Como recebê-Lo? Entregue-se 100% a Ele. Quando coloca toda a sua força na busca do Espírito Santo, automaticamente o Espírito de Deus vem sobre você.

Busque com todas as forças o Espírito Santo e tenha condições para vencer.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 296º DIA

23 de OUT.

Na terra do contrário “Então, Pedro e os demais apóstolos afirmaram: Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens.” (Atos 5.29)

Por isso o Senhor Jesus afirmou que não veio trazer paz, mas espada. Os apóstolos foram interrogados pelo sumo sacerdote a respeito de terem desobedecido à ordem de não pregarem o Evangelho. Porém, haviam recebido uma ordem anterior a esta do próprio Senhor Jesus, para que pregassem o Evangelho a toda criatura. Entre obedecer a Deus e aos homens, não pense duas vezes. Entre corresponder às expectativas do mundo e corresponder às expectativas da Palavra de Deus, não pense duas vezes. Vale a pena sacrificar qualquer coisa pelo privilégio de ser filho de Deus. Vale a pena renunciar até mesmo à sua própria reputação entre aqueles que não creem. Entre seguir a palavra de um ser humano e a Palavra de Deus, não tenha receio de seguir a Palavra de Deus. Tenha coragem de remar contra a correnteza, de andar na contramão dos pensamentos do sistema, de contrariar o mundo inteiro por obediência à Palavra que liberta. Hoje, o certo é errado e o errado é certo. O mundo anda cada vez pior. Com isso, cada vez mais seremos obrigados a optar pelo que é contrário ao pensamento da maioria. Cada vez fica mais visível a diferença entre quem é de Deus e quem não é. Só quem assume a sua fé com inteligência consegue se manter firme em um mundo que anda de cabeça para baixo. A obediência a Deus acima de todas as coisas é o caminho mais árduo, mais estreito, mas difícil, mas também é o caminho de paz interior, de alegria que ninguém pode tirar. É o caminho dos benefícios eternos, da luz, da vitória e da certeza. É o único caminho que leva à vida.

Entre obedecer a Deus e aos homens, não pense duas vezes, obedeça a Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 297º DIA

24 de OUT.

Conduta exemplar “(...) torna-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.” (1 Timóteo 4.12)

Você quer servir ao Senhor e ser um exemplo de fé para as gerações futuras? Ou quer conquistar grandes benefícios pessoais e ser esquecido ao morrer? Servir ao Senhor Jesus não é, necessariamente, ser um pastor ou um missionário. Você pode servi-Lo onde estiver. Ao observarem sua vida correta e digna por causa de Jesus, as pessoas sentirão o perfume dEle em você. Isso já é servi-Lo. Ser padrão no procedimento, no amor, na fé, na pureza. Deus quer usá-lo entre seus conhecidos. Ele quer fazer de você luz no meio da escuridão deste mundo. Mais importante do que fazer a obra de Deus é pertencer a Deus. Seu procedimento falará por você. Você será exemplo vivo da Palavra de Deus. Em vez de ouvi-lo falar de alegria, as pessoas verão em você a alegria que elas querem ter. Em ver de ouvi-lo falar de paz, elas verão a paz em você, por meio de sua reação aos problemas. Em vez de ouvi-lo falar de fé, elas verão a sua atitude de fé. Em vez de ouvi-lo falar de amor, elas verão o seu amor por meio de suas atitudes de sacrifício, de renúncia, de misericórdia. Em vez de ouvi-lo falar de pureza, elas verão a pureza em você, olhando tudo e todos pelo melhor ângulo. Em vez de ouvi-lo falar de Jesus, elas verão Jesus em suas atitudes, em suas escolhas. Em vez de escolher um padrão do mundo para seguir, elas terão em você um padrão de comportamento que espelha tudo o que elas mesmas querem ser. E, ao segui-lo, acabarão por seguir Aquele a quem você segue. Assim é que se ganha uma alma sem palavra alguma.

Seja exemplo vivo da Palavra de Deus para que Ele seja visto por meio de seu procedimento.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 298º DIA

25 de OUT.

O que você quer que Ele faça? “Parou Jesus e disse: Chamai-o. Chamaram, então, o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, Ele te chama. Lançando de si a capa, levantou-se de um salto e foi ter com Jesus. Perguntou-lhe Jesus: Que queres que Eu te faça? Respondeu o cego: Mestre, que eu torne a ver. Então, Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E imediatamente tornou a ver e seguia a Jesus estrada fora.” (Marcos 10.49-52)

Um mendigo cego estava sentado à beira do caminho quando Jesus passou. Assim que soube que era Jesus, começou a chamá-lo, em alta voz, para ser ouvido. Depois de um tempo, Jesus parou e mandou que os discípulos o trouxessem. Ao ver o cego diante dEle, o Senhor perguntou o que ele queria. Ora, o rapaz era cego. Jesus já não sabia o que ele queria? Deus move todo poder que Ele tem em seu favor. Ele coloca à sua disposição o poder dEle para você viver uma vida nova. Mas, obviamente, para alcançar essa nova vida, você tem que fazer a sua parte. Você tem que dar um passo de fé. Não pode ficar sentado esperando que a bênção de Deus caia sobre você como a chuva. Não é assim que funciona. O cego estava sentado, mas assim que o Senhor o chamou, ele se levantou de um salto e foi ter com Jesus. Se permanecesse esperando sentado, nada aconteceria. O Senhor Jesus está chamando a todos os que creem. Ele sabe o que nós precisamos. Contudo, Ele quer ouvir a nossa oração. Por que Ele quer ouvir a nossa oração se já sabe o que nós vamos pedir? Porque Ele quer ver a manifestação da nossa fé. Você faz a sua parte, Deus vai fazer a dEle. É assim que funciona.

Diga ao Senhor o que você quer que Ele faça, Ele quer a expressão da sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 299º DIA

26 de OUT.

Se você quer justiça, aprenda: “Serás estabelecida em justiça, longe da opressão, porque já não temerás, e também do espanto, porque não chegará a ti. (Isaías 54.14)

A promessa está aí. Para vê-la se cumprir, é só manter a confiança, obedecer e vencer o medo, pela fé. Quando se tem um encontro com Deus, o medo perde espaço. O medo vem da ausência da convicção. Essa convicção só surge quando se tem um encontro pessoal com Deus e a fé nos é revelada. A fé é revelada aos que buscam, aos que se entregam. A esses, é revelada a certeza de que não importa o que digam ou o que aconteça, o que está escrito não pode mudar. Naquilo que Deus prometeu, Ele não volta atrás. Os que vivem pela fé têm absoluta certeza de que os olhos de Deus estão sobre sua vida. Por causa disso, por causa dessa certeza, não há mais medo. Ainda que haja perseguição, ainda que haja pressão, não haverá opressão. O medo e a dúvida trazem opressão. E quem não teme não é oprimido. Para esses, há a promessa de ser estabelecido em justiça. O espanto não chega até aquele que crê, pois a fé faz a blindagem. Não significa que o espanto não exista, ele só não chega perto daquele que se defende com o escudo da fé. Ainda que por fora existam guerras, situações amedrontadoras e quadros assustadores, por dentro existem a paz, a força, a segurança e a coragem que vêm pela fé. A sua vida não depende do dinheiro que você ganha, do seu diploma, do seu trabalho. A sua vida depende da sua fé.

Fortaleça a sua fé para combater o medo e se libertar de toda opressão.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 300º DIA

27 de OUT.

Não interessa como “Porém o SENHOR respondeu a Moisés: Ter-se-ia encurtado a mão do SENHOR? Agora mesmo, verás se se cumprirá ou não a Minha Palavra!” (Números 11.23)

Moisés estava questionando como seria possível dar carne a comer por um mês inteiro ao povo no deserto. Deus havia dito que isso aconteceria, mas Moisés perguntou como isso seria possível, pois era “uma multidão de seiscentos mil homens de pé” (Números 11.21,22). Não perca o seu tempo tentando adivinhar como a Palavra do Senhor se cumprirá. Apenas saiba que ela se cumprirá. Não perca seu tempo tentando dar para Deus opções de maneiras de cumprir a Sua Palavra. A Palavra se cumprirá. Não interessa como Ele vai fazer, o que importa é que Ele vai fazer. Essa é a fé. Moisés viu Deus fazer maravilhas no Egito para libertar o Seu povo das garras de Faraó. Moisés viu Deus abrir as águas do Mar Vermelho e o povo passar em terra seca, pelo meio do mar. Ele mesmo tinha visto as tábuas escritas pelo próprio Deus. Viu água brotar da rocha; viu pão cair do céu. Já havia visto muito “impossível” acontecer, mas, mesmo assim, perguntou-se “como” aquilo aconteceria. Não importa quantas experiências tenhamos tido com Deus, nossa fé deve ser constantemente exercitada para que jamais venhamos a duvidar do poder que Ele tem de trazer à existência o que não existe. A mão do Senhor não se encolheu. Ele continua capaz de fazer o que, para nós, parece impossível. Parece impossível para quem tem olhos naturais; olhos que não conseguem ver o sobrenatural. Mas o que vive pela fé não quer saber como Deus vai fazer. Simplesmente sabe que Ele vai fazer. Tem a plena certeza de que a Palavra se cumprirá.

Não pergunte como Deus vai fazer, simplesmente creia que Ele fará.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 301º DIA

28 de OUT.

Nem todos serão salvos “Porque, sendo livre de todos, fiz-me escravo de todos, a fim de ganhar o maior número possível. (...) Fiz-me fraco para com os fracos, com o fim de ganhar os fracos. Fiz-me tudo para com todos, com o fim de, por todos os modos, salvar alguns.” (1 Coríntios 9.19;22)

Todo o esforço de Paulo para com todos foi para salvar alguns. Ele tinha consciência de que nem todos seriam salvos. Esse é também nosso esforço nos dias de hoje: mostrar o Senhor Jesus a todos, mas sabendo que só salvaremos alguns. E quem será salvo? Só pode ser salvo aquele que se acha perdido e decide abrir mão de sua vida pela vida de Deus. Abrir mão de tudo. Abrir mão de sua vontade pela vontade de Deus; de sua independência, pela dependência de Deus; estabelecendo com Ele um pacto, uma aliança de entrega total, de sacrifício perfeito, de obediência à Sua Palavra. Somente os que aceitarem os termos do contrato é que terão direito à vida eterna. Se farão escolhidos os aprovados; se farão aprovados os que passarem na prova; passarão na prova aqueles que perseverarem até o fim; perseverarão até o fim aqueles que crerem; crerão aqueles que se entregarem. Nem todos, infelizmente. Nem todos ouvirão. Fomos chamados às ovelhas perdidas, pois não há como salvar a quem não se acha perdido. Todos querem os benefícios do resultado, mas nem todos estão dispostos a pagar o preço da caminhada. A porta estreita. O caminho apertado. Se esforce para estar entre os poucos que se farão escolhidos. Não há nada mais precioso.

Lute para estar entre os poucos que serão salvos.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 302º DIA

29 de OUT.

O que é paciência? “Eis que temos por felizes os que perseveraram firmes. Tendes ouvido da paciência de Jó e vistes que fim o Senhor lhe deu; porque o Senhor é cheio de terna misericórdia e compassivo.” (Tiago 5.11)

A paciência de Jó nada tem a ver com se conformar com o sofrimento, doenças e infortúnios. A paciência de Jó era a sua firme confiança em Deus. Jó não era um conformado. Ele passou pelas piores situações, sofrimentos, dores e infortúnios; ouviu palavras negativas de seus amigos, que tentavam convencê-lo de que ele estava passando por uma punição Divina. No entanto, Jó não aceitava. Ele queria uma resposta para a sua situação. Era um revoltado e não desistiria. Seus amigos tentavam fazê-lo se conformar, tentavam convencê-lo de que estava sofrendo por ter cometido muitos pecados. Ele, sem saber que todo aquele mal era causado pelo diabo, queria se apresentar diante de Deus para entender o porquê de tanto sofrimento. Queria encontrar a Deus para resolver a sua situação, pois confiava que alcançaria a resposta. “Acaso, segundo a grandeza de Seu poder, contenderia comigo? Não; antes, me atenderia.” (Jó 23.6) Seus amigos religiosos queriam que ele se acomodasse à situação, o julgavam e condenavam, sem, de fato, ajudá-lo. A religiosidade de seus amigos teria destruído Jó, se ele não se mantivesse firme e perseverante em sua confiança em Deus e revoltado contra a situação que vivia. Por sua perseverança, ele finalmente conseguiu ter um encontro com Deus e O conheceu. Conheceu também, por sua fé, a Sua misericórdia e compaixão. “Assim, abençoou o SENHOR o último estado de Jó mais do que o primeiro.” (Jó 42.12)

Mantenha-se perseverante em sua confiança para alcançar o melhor de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 303º DIA

30 de OUT.

Favor de quem? “Muitos buscam o favor daquele que governa, mas para o homem a justiça vem do Senhor.” (Provérbios 29.26)

Quem vive pela fé não pode depender dos favores do governo. Quem vive pela fé não pode depender dos favores de homem algum. Você pode, é claro, ter a ajuda de outras pessoas, mas depender, só de Deus e da sua fé. Abraão sabia disso. Diante de uma oferta do rei de Sodoma, ele teve uma atitude que serve de exemplo àquele que pretende continuar vivendo de sua fé. “Mas Abrão lhe respondeu: Levanto a mão ao SENHOR, o Deus Altíssimo, o que possui os céus e a terra, e juro que nada tomarei de tudo o que te pertence, nem um fio, nem uma correia de sandália, para que não digas: Eu enriqueci a Abrão.” (Gênesis 14.22,23) Não aceitar a oferta do rei de Sodoma não foi uma atitude de orgulho. Abraão simplesmente não quis facilidade. Não quis correr o risco da glória que era de Deus, por tê-lo enriquecido, fosse parar em outra pessoa. Mais tarde, certamente o rei de Sodoma poderia dizer: “Ah, Abrão? Ele está bem assim porque eu o ajudei”. Abrão dependia apenas de Deus. E queria que todos soubessem disso. Não há outra maneira de viver pela fé senão por meio da entrega total, da dependência exclusiva do Altíssimo. Quem depende exclusivamente de Deus está seguro. Não precisa temer mudança de governo, não precisa temer a opinião alheia. Basta se manter na disciplina da Palavra de Deus. Em todos os momentos, busque o favor de Deus — e apenas dEle. Depender de Sua justiça é a única garantia de prosperidade e independência.

Você pode até ter ajuda de outras pessoas, mas não dependa de mais ninguém além de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 304º DIA

31 de OUT.

NOVOS costumes do mundo “Não andeis nos costumes da gente que Eu lanço de diante de vós, porque fizeram todas estas coisas; por isso, Me aborreci deles.” (Levítico 20.23)

Não bastassem as outras festas pagãs disfarçadas de cristãs, como Natal e festa junina, de alguns anos para cá, o Halloween, ou “Dia das bruxas”, adaptação de uma festa pagã, passou a ser introduzido nas escolas brasileiras. Quando Deus libertou o povo de Israel da escravidão do Egito para o levar até a Terra Prometida, avisou que, se quisesse agradar a Ele, o Seu povo não deveria andar nos costumes dos povos pagãos. Ainda hoje muitos se esquecem desse alerta. Acham que por Deus ser amor, Ele aceitará que andem de qualquer jeito. No entanto, a Justiça de Deus permanece a mesma até os dias atuais. É impossível andar com Deus e manter os mesmos costumes dos filhos deste mundo. E isso não apenas com relação às festas e datas comemorativas, pois de nada adianta se afastar das festas pagãs, mas se manter nos costumes dos filhos deste mundo. Hoje em dia, o certo é errado e o errado é certo. Manter-se na prática da mentira, do roubo, do adultério, da fofoca, dos maus olhos e achar que mesmo assim será abençoado por Deus é loucura e burrice. Não se pode fazer a obra de Deus com as ferramentas do diabo. Só se anda no caminho de Deus por meio da obediência à Palavra de Deus. Só se mantém na Terra Prometida quem se mantém na prática da justiça. Longe das práticas deste mundo. Quando estabelecemos uma aliança com Deus, imediatamente rompemos com o mundo e com nossa natureza humana. A partir daí, a guerra pela salvação da nossa alma é travada dia após dia. Sem trégua.

É impossível andar com Deus e manter os costumes dos filhos deste mundo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 305º DIA

1 de NOV.

Não sejamos burros “Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as Minhas vistas, te darei conselho. Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem.” (Salmos 32.8,9)

O primeiro conselho já está aí: não seja burro, não seja teimoso; obedeça a Deus. Ele promete nos instruir e ensinar o caminho que devemos seguir. Obviamente, o caminho apontado por Deus é sempre o melhor caminho. Ainda que não seja um caminho fácil; ainda que seja caminho estreito; caminho de lutas; é o melhor caminho. Sendo assim, por que não obedecer? Quando andamos pelo caminho indicado por Deus, permanecemos sob Suas vistas. E sob Suas vistas, Ele nos dá conselho. Quem é inteligente, segue Seus conselhos. Quem é teimoso e desobediente, se faz burro. Ao contrário dos espíritos malignos, Deus não quer cavalos, mulas e burrinhos. Deus quer que Seus filhos usem a inteligência que Ele deu a todos. Todos têm inteligência, mas nem todos a utilizam. Todos têm a capacidade de obedecer sem a necessidade de serem obrigados a obedecer. Deus não obriga ninguém a nada. Ele espera que haja em você inteligência suficiente para sacrificar o que for necessário para segui-Lo. Sacrificar suas emoções, sua preguiça, sua tendência de fazer só o que tem vontade. Ele espera encontrar disposição para obedecê-Lo, abrindo mão dos antigos costumes, com humildade para continuar no caminho que Ele ensinar.

Use a sua inteligência, ande pelo caminho que Deus ensinar e obedeça Seus conselhos.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 306º DIA

2 de NOV.

O que você pode fazer pelos que morreram? “Disseram-lhe seus servos: Que é isto que fizeste? Pela criança viva jejuaste e choraste; porém, depois que ela morreu, te levantaste e comeste pão. Respondeu ele: Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se o SENHOR se compadecerá de mim, e continuará viva a criança? Porém, agora que é morta, por que jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim.” (2 Samuel 12.21-23)

Os costumes religiosos convencionaram o dia de hoje como o dia dos mortos, levando muitos a reviverem o luto e se emocionarem pelos que não estão mais aqui. Porém, isso não tem base bíblica. Quando recebeu a notícia da morte de seu filho, Davi parou de chorar, adorou a Deus e encerrou seu jejum. Sabendo que de nada adiantaria curtir o sofrimento, foi consolar sua esposa. Isso é fé inteligente. O que podemos fazer por nossos entes queridos, devemos fazer enquanto estiverem vivos. Nada podemos fazer nem pelos que estão no céu, nem pelos que estão no inferno, mas temos a oportunidade preciosa de fazer o melhor pelos que ainda estão neste mundo. Guarde seu coração. Não gaste energia lamentando o que passou. Aproveite para fazer o seu melhor pelos que estão nas trevas; para trazer salvação aos que se encontram perdidos; para cuidar de sua própria salvação; para trazer vida aos que ainda estão vivos fisicamente, mas mortos espiritualmente. Os que permanecem vivos para este mundo, mas estão mortos para Deus. “A outro disse Jesus: Segue-me! Ele, porém, respondeu: Permite-me ir primeiro sepultar meu pai. Mas Jesus insistiu: Deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos. Tu, porém, vai e prega o reino de Deus.” (Lucas 9.59,60)

Hoje você tem a oportunidade preciosa de fazer o melhor pelos que ainda estão ao seu lado.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 307º DIA

3 de NOV.

Mesmo no meio da guerra “Ainda que um exército se acampe contra mim, não se atemorizará o meu coração; e, se estourar contra mim a guerra, ainda assim terei confiança.” (Salmos 27.3)

Fácil confiar em Deus quando tudo está bem. Fácil confiar em Deus quando os inimigos estão longe. Mas a confiança que Davi manifesta aqui é a demonstração clara de sua fé. Sua falta de medo não vinha de nenhuma atitude heroica, mas de sua fé. Da certeza de que Deus era com ele. Mesmo no meio da guerra, mesmo ao sofrer uma decepção, mesmo quando parece que você está sozinho, mesmo quando parece que nada vai dar certo e as palavras negativas vêm de todos os lados, é necessário manter essa confiança e jamais se desesperar. Hoje você vê um probleminha aqui, outro ali e já sente medo. Ou então vê a dificuldade aumentar e já vem a dúvida: “onde está Deus?” A fé que se baseia naquilo que vê, não é fé. A fé que se baseia naquilo que sente, não é fé. A fé que se baseia nas emoções, não é fé. A fé que se baseia na situação, não é fé. A fé não se importa se o que está vendo é o contrário daquilo em que ela crê. A sua confiança não se baseia na sua condição humana, mas na Palavra de Deus. O apóstolo Paulo, dentro da prisão, disse: “Eu sei em Quem tenho crido” (2 Timóteo 1.12). No pior momento de sua vida, Jó também declarou: “Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra” (Jó 19.25). Quem crê em Deus e O conhece, sabe em Quem tem crido. Sabe que Ele vive e lhe dará vitória. Quem crê em Deus e O conhece não tem medo de manter a sua fé mesmo diante das piores batalhas.

Se você mantiver essa plena certeza de fé, é impossível Deus não corresponder.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 308º DIA

4 de NOV.

Perfeito aos olhos de Deus “Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na Minha presença e sê perfeito.” (Gênesis 17.1)

Você certamente já ouviu dizer que “ninguém é perfeito”. Porém, aquele que se esforça para andar na presença de Deus, ainda que seja pecador e imperfeito como qualquer ser humano, se torna perfeito aos olhos dEle. Não é fácil, mas é possível. Se eu decido  andar na Palavra de Deus, vou me esforçar para isso dia após dia. No entanto, se coloco na cabeça que é impossível viver dentro da Palavra de Deus porque “ninguém é perfeito”, para que vou me esforçar quando for tentado? Sozinhos, não conseguimos. Para isso existe o Espírito Santo. E essa é a misericórdia de Deus: dar-nos a oportunidade de, tendo o próprio Deus dentro de nós, resistir a toda investida do diabo. “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis.” (Efésios 6.13) Sacrificar a nossa vida é a única maneira de viver dentro da Palavra de Deus. Não significa que não vamos errar, mas nunca mais viveremos no erro. Andar na presença de Deus é andar no Caminho Perfeito. Ao sacrificar nossa vontade pela dEle, seremos perfeitos aos Seus olhos. Afinal de contas, “Este Mandamento que, hoje, te ordeno não é demasiado difícil, nem está longe de ti. Não está nos céus, para dizeres: Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? Nem está além do mar, para dizeres: Quem passará por nós além do mar que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? Pois esta palavra está mui perto de ti, na tua boca e no teu coração, para a cumprires” (Deuteronômio 30.11-14).

A Palavra de Deus é simples. Complicados somos nós, quando resistimos ao sacrifício.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 309º DIA

5 de NOV.

O segredo do sucesso de Davi “Escolhi o caminho da fidelidade e decidi-me pelos Teus juízos.” (Salmos 119.30)

Como escolher o caminho da fidelidade? Como se decidir pelos juízos de Deus? O caminho da fidelidade é o caminho da obediência. Todos os dias fazemos escolhas. Todos os dias tomamos decisões. Se baseamos essas decisões em nossa própria sabedoria ou em nossos sentimentos e impulsos do coração, escolhemos o caminho da sabedoria humana. No entanto, esse caminho não nos leva a lugar seguro. Se baseamos as decisões diárias na sabedoria da Palavra de Deus e no impulso da fé, ainda que contrarie a nossa vontade, ainda que contrarie os nossos medos, escolhemos o caminho da fidelidade. O caminho da obediência. No calor do momento, talvez pareça que você fez a escolha menos acertada. Talvez lhe digam que a decisão não foi a melhor, porque, humanamente falando, havia uma mais “sensata”. Porém, não há nada mais sensato do que viver pela fé. Não há nada mais sensato do que o caminho da fidelidade. Não é o caminho mais fácil, mas certamente é o mais recompensador. A fidelidade nos dízimos e nas ofertas, por exemplo, traz como consequência bênçãos sem medida e nos dá o direito de fazer prova com Deus (leia Malaquias 3.10,11). Principalmente quando a pessoa não espera ter dinheiro sobrando para ser dizimista, antes, separa os primeiros 10%, mesmo em dificuldades, por escolher o caminho da fidelidade. Fidelidade é consideração, é respeito, é a prova da verdadeira entrega. Quando sua vida está totalmente nas mãos de Deus, o que impede você de fazer a escolha certa?

Não tenha medo de fazer suas escolhas. Decida-se pelos juízos de Deus, escolha o caminho da fidelidade. Quando feita pela fé, qualquer decisão será acertada.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 310º DIA

6 de NOV.

Diga-me com quem andas... “Quem anda com os sábios será sábio, mas o companheiro dos insensatos se tornará mau.” (Provérbios 13.20)

Escolha bem aqueles com quem você anda. Claro que temos que conviver diariamente com todos os tipos de pessoa, e não devemos ser mal educados com ninguém. Porém, não é disso que fala o versículo de hoje. “Andar” e “ser companheiro” se referem a atitudes constantes. Companheiro é aquele que você escolhe para estar sempre com você. As companhias dão conselhos ou fazem comentários que podem influenciá-lo. Se andar com pessoas negativas, fatalmente aquela negatividade o contaminará. Se andar com pessoas da fé, certamente a sua própria fé será avivada. Você se torna um somatório das vozes que estão ao seu redor. Se as vozes forem de dúvida, você se contaminará com essa dúvida. Se conviver com pessoas acostumadas a julgar os outros, habituadas a exercitar os maus olhos, cedo ou tarde você também irá julgar os outros e cometer injustiças. A cada dia, você se nutre das palavras que ouve. Se essas palavras forem negativas, de dúvida, de malícia, de desconfiança, você se encherá do lixo trazido por elas e, em breve, esse lixo transbordará. Porém, se a sua companhia constante for a Palavra de Deus e o Espírito dessa Palavra, você se nutrirá da Palavra, se encherá da justiça e da misericórdia de Deus e transbordará sabedoria. O contato com pessoas que tenham o mesmo Espírito apenas reforçará isso.

Escolha muito bem aqueles com quem você anda. As companhias podem influenciar para o bem ou para o mal.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 311º DIA

7 de NOV.

Contra a morte “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” (Romanos 6.23)

O pecado gera a morte, porque primeiro gera dúvida; e a dúvida gera a morte. A fé, que é a convicção que vem pela Palavra de Deus, gera vida. A fé que Deus nos tem dado é para que nós tenhamos o comportamento e o caráter de acordo com a Palavra dEle. Mas existem regras que estabelecem o poder da fé. Uma vez que a dúvida é realçada, a sua fé fica caída, prostrada, desanimada. Esse é o problema da maioria dos cristãos, que creem em Deus, são fiéis a Deus, mas carregam dentro de si uma dúvida. Quando Adão e Eva pecaram, imediatamente veio a acusação em suas consciências e eles se esconderam de Deus (Gênesis 3.8-10). Eles se esconderam, acuados pelo medo, porque a má consciência era a dúvida instalada dentro deles. A dúvida é a mãe do medo, é a mãe da preocupação. A dúvida é a mãe dos filhos deste mundo. As dúvidas trazem medo, preocupação, depressão, ansiedades; as dúvidas geram intranquilidade, falta de paz, tristeza. Sobretudo, as dúvidas trazem o fracasso. Você deixa de acreditar em si mesmo, porque está em dúvidas. E se não acredita em si mesmo, a quem você vê, como vai crer em Deus, a quem não vê? A fé é o antídoto contra as dúvidas, contra a morte. Limpar a consciência, crer em si mesmo e fortalecer a sua fé combate todos os sintomas mortíferos da dúvida. A fé não é simples ferramenta para conquistar um sonho pessoal. A fé é o poder de Deus para que nós venhamos a conquistar o Reino dos céus, isto é, para que tenhamos acesso a tudo o que Deus é e a tudo o que Deus tem. Você pode usá-la hoje mesmo e transformar qualquer situação que tenha se levantado contra você.

Despreze a dúvida, a insegurança e o medo. Fortaleça a sua fé, para que possa ter verdadeira vida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 312º DIA

8 de NOV.

A reta justiça “Não julgueis segundo a aparência, e sim pela reta justiça.” (João 7.24)

Mas como não julgar segundo a aparência, se só podemos ver a aparência? A única maneira de julgar segundo a reta justiça é julgar de acordo com a Palavra de Deus. A reta justiça é a Palavra de Deus. O Senhor Jesus não estava autorizando acusações pessoais e, sim, nos orientando a analisar tudo de acordo com a Sua Palavra. Julgar atitudes, e não pessoas. Avaliar situações; avaliar as nossas reações para fazer as escolhas corretas. Não permitir que aquilo que não estiver de acordo com a Palavra de Deus permaneça em nossa vida. Não deixar coisas ruins em nosso meio, mas não julgar segundo o que vemos e, sim, sob a luz da Sua Palavra. Essa é a diferença entre o religioso e aquele que é de Deus. O religioso julga as pessoas. Aponta o dedo, despeja acusações. Vê o cisco no olho dos outros, mas ignora a trave que há no seu próprio olho. Quem é de Deus não está preocupado em acusar os outros, nem em interpretar o que vê. Sua mente está focada em obedecer a Deus e combater o bom combate da fé, dia após dia. Para isso, usa a sua inteligência. Analisa tudo, julga tudo sob a luz da Palavra de Deus. Se está de acordo com a Palavra, pode entrar em sua vida. Se não está de acordo com a Palavra, não pode entrar em sua vida. Se encontra alguém com aparência de cristão, mas que fala mal dos outros, aquele que é de Deus imediatamente se afasta. Não dá continuidade a conversas contrárias ao caráter de Deus. Se recebe uma proposta contrária à sua fé, aquele que é de Deus a analisa e rejeita, pois, para ele, muito mais importante é a sua salvação. Essa deve ser sua atitude neste mundo hostil. Mantenha-se atento para analisar tudo sob a luz da Palavra de Deus.

Saiba analisar pela Palavra de Deus, para se manter no caminho da justiça.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 313º DIA

9 de NOV.

A quem quer ser digno “Tens, contudo, em Sardes, umas poucas pessoas que não contaminaram as suas vestiduras e andarão de branco junto Comigo, pois são dignas” (Apocalipse 3.4)

Não é fácil não se contaminar. Tanto é que são poucas as pessoas que não se contaminam. Quem são essas que não se contaminam? Aquelas que se determinaram a permanecer longe da sujeira desse mundo. Que se determinaram a permanecer limpas. Essas são dignas. São honradas. São essas as pessoas que o Senhor Jesus considera nobres e dignas de andarem junto com Ele. Elas não são perfeitas, mas se esforçam, sacrificam para não se contaminar e manter sua dignidade diante de Deus. Ainda que tenham que negar aquilo que mais querem, ainda que precisem deixar pai, mãe, irmãos, casa, família e bens por amor dEle, elas fazem a escolha certa. Querem ser dignas. Querem manter suas vestes brancas. Sua consciência limpa diante de Deus. Não importa o que você já foi ou o que você já fez. A partir do momento em que se arrepende, entrega sua vida ao Senhor Jesus e decide ser uma nova criatura, você ganha uma nova chance para sacrificar pela sua salvação diariamente. Tal esforço nunca será em vão, meu amigo. Não tenha medo de sacrificar o que for preciso para estar entre esses poucos que andarão com o Senhor Jesus por toda a eternidade. Todo o resto passa. Todo o resto é pura ilusão. A única coisa pela qual vale a pena lutar dia após dia é a salvação da nossa alma. É poder andar de branco, ou seja, com a consciência limpa, com o Senhor Jesus dia após dia, aqui neste mundo e na eternidade.

Não desperdice a oportunidade de se tornar um dos poucos que escolheram não se contaminar.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 314º DIA

10 de NOV.

Os dias são maus “Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. (Efésios 5.15,16)

Já estamos no mês de novembro. Mais um ano está chegando ao fim. Talvez você já tenha desistido deste ano, planejando o próximo. No entanto, o sábio aproveita bem o tempo, não o desperdiça. Não despreza as últimas semanas do ano como se o ano já tivesse acabado. O sábio também não pensa que terá todo o tempo do mundo, não vive indisciplinadamente nem perde tempo com picuinhas. O sábio não perde tempo. Não joga fora minutos preciosos com dúvidas, acusações, desânimo ou ansiedade. O sábio entende que sua prioridade é a salvação de sua alma, é a vida espiritual. Ele sabe que os dias são maus e que, a cada dia que passa, o mundo piora. Ele vigia seus passos e seus pensamentos para que seu tempo seja bem aproveitado. Seja sábio nos dias que faltam para o ano acabar. Plante agora o que você quer colher amanhã. Plante sementes que darão frutos para a eternidade. Aproveite cada minuto do tempo que você recebeu de Deus. Mas não pense que “aproveitar” é o que o mundo prega. “Aproveitar” não é dar vazão aos seus desejos e fazer o que vier à cabeça. Mil vezes não! Aproveitar o tempo é valorizar a oportunidade que você recebeu de poder fazer a escolha certa: andar prudentemente, na disciplina da Palavra de Deus.

Seja sábio nos dias que faltam para o ano acabar. Plante agora o que você quer colher amanhã.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 315º DIA

11 de NOV.

Curtindo o sofrimento “Muito sofrimento terá de curtir o ímpio, mas o que confia no SENHOR, a misericórdia o assistirá.” (Salmos 32.10)

Se você está sofrendo e acha que isso é da vontade de Deus, tenho uma notícia para você: quem curte o sofrimento é o ímpio. Curte o sofrimento, pois não confia em Deus. Perde tempo dando cabeçada na parede, pois não quer recorrer ao Senhor. Porém, quem confia em Deus não tem que curtir o sofrimento; antes, tem acesso à misericórdia. Só curte sofrimento quem não conhece a Deus; só curte sofrimento quem não confia nEle. Quem confia faz uso da sua fé e conquista a misericórdia e o livramento. Porém, essa conquista não é passiva. Para alcançar qualquer coisa de Deus, é necessária a manifestação da fé. É absolutamente necessário que a confiança seja irrestrita. Se você diz que tem fé, mas manifesta dúvida, medo ou insegurança, a sua fé é inoperante. A fé não tem nada a ver com curtir sofrimento ou alimentar o medo. A fé é aguerrida, é corajosa, é impetuosa. A confiança enche o valente de certeza, de força e do poder para alcançar o sobrenatural. Esse é o dia a dia daquele que faz parte do exército do Senhor dos Exércitos. A preparação, a guerra, a vitória. O valente que toma posse do Reino dos Céus pela violência da fé aguerrida. Essa é a parte daquele que confia no Senhor.

Quem confia em Deus não tem que curtir o sofrimento.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 316º DIA

12 de NOV.

Causa e consequência “Mas ao SENHOR, vosso Deus, vos apegareis, como fizestes até ao dia de hoje; pois o SENHOR expulsou de diante de vós grandes e fortes nações; e, quanto a vós outros, ninguém vos resistiu até ao dia de hoje.” (Josué 23.8,9)

“Mas ao SENHOR, vosso Deus, vos apegareis, como fizestes até ao dia de hoje (...) Quanto a vós outros, ninguém vos resistiu até ao dia de hoje.” Há uma ligação entre se apegar a Deus e ninguém resistir ao que se apega a Deus. É causa e consequência. Se você se apegar a Deus, nenhum mal lhe resistirá. No entanto, a Palavra de Deus faz questão de ressaltar, duas vezes: “até ao dia de hoje”. Você vai enfrentar problemas, mas enquanto você se apegar a Deus, nenhum mal lhe resistirá. Até o dia de hoje, nenhum mal lhe resistiu, pois, até o dia de hoje, você se apegou a Deus. Amanhã nenhum mal lhe resistirá, se — e somente se — amanhã você se apegar a Deus. Dia após dia, a consequência seguirá a causa. Siga esse conselho do Espírito Santo. Apegar-se a Deus é confiar nEle, é se entregar a Ele, assumir um compromisso sério e indissolúvel com Ele, como um casamento. Dia após dia, cuide desse compromisso. Assim, Ele continuará a expulsar do seu caminho mesmo as maiores e mais fortes dificuldades.

Se quiser essa parceria com Deus, apegue-se a Ele dia após dia, não esmoreça.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 317º DIA

13 de NOV.

Não adianta se distrair “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em Mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; Eu venci o mundo.” (João 16.33)

Deus tem enviado Suas bênçãos, mas quem está pronto para recebê-las? Não há quem não precise ser abençoado. No entanto, a reação da maioria aos problemas impede a solução. Quem sente que o problema é grande demais para ser resolvido e se deixa levar por essa sensação, normalmente tenta distrair a cabeça para esquecer o que tem tirado sua paz. Sem saída, acredita que mergulhar na internet, em músicas, novelas, baladas ou vícios é suficiente para aliviar a angústia. Fugir não alivia a angústia. Fugir não alivia o problema. Fugir apenas mascara o problema. Você sente um bem-estar na hora, mas esse sentimento é enganador. Quando coloca a cabeça no travesseiro, tem que enfrentar seus pensamentos. Então, os problemas ficam gigantes aos seus olhos, pois você não sabe lutar contra eles. Não importa o tamanho dos problemas, a solução existe. No entanto, há que se ter fé para vencê-los. Sem a certeza de que eles serão eliminados, não há como vencer. E nessa guerra, ou você vence, ou é vencido. Não há meio termo. Se não há fé, há derrota. Se a fé é colocada em prática, há a vitória. Quando colocamos a fé em prática, passamos a pensar como Deus pensa: “No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo; Eu venci o mundo” (João 16.33). Em outras palavras, os problemas existem, mas eles não podem prevalecer. Distração não aumenta a sua fé. O que aumenta a sua fé é ouvir a Palavra de Deus. Assim, há condições de lutar. Os problemas continuam a existir, mas se tornam insignificantes. Eles deixam de nos assombrar e ficam debaixo de nossos pés. Não há dificuldade, não há problema que detenha aquele que vive pela fé. Quando você se concentra nessa batalha, é impossível Deus não corresponder.

Fugir só piora a situação; enfrente os problemas com a força da sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 318º DIA

14 de NOV.

Sem reservas “(…) aos que Me honram, honrarei (…)” (1 Samuel 2.30)

A resposta Divina é imediata. Ninguém tem mais interesse do que o próprio Deus em honrar aqueles que Lhe são fiéis. Mas a maioria dos crentes em Jesus não tem visto Sua Grandeza na vida. Por quê? “(…) porque, os que Me desprezam serão desmerecidos.” (1 Samuel 2.30) “Este povo honra-Me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim”, reclamou Jesus (Mateus 15.8; Marcos 7.6). A fé se torna infrutífera quando a honra dada a Deus é só da boca para fora. Quando há obediência a costumes religiosos, mas não há obediência à Palavra de Deus. “Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?”, questionou Jesus (Lucas 6.46). Em compensação, para os que sacrificam entes queridos, familiares, parentes, amizades, o mundo e, sobretudo, a própria vida pelo Senhor Jesus, a promessa é que Ele Se mostrará Todo-Poderoso. “Porque, quanto ao SENHOR, Seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-Se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dEle…”  (2 Crônicas 16.9) Ele passa Seus olhos por toda a terra procurando ardentemente uma vida na qual possa Se mostrar forte. Não importa a situação pela qual você está passando hoje, se o seu coração é totalmente dEle, sem reservas, Ele se mostrará forte em sua vida.

A resposta Divina é imediata na vida daqueles que têm o coração totalmente dEle.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 319º DIA

15 de NOV.

Qual é a sua escolha? “Se diligentemente obedeceres a Meus mandamentos que hoje vos ordeno, de amar o SENHOR, vosso Deus, e de O servir de todo o vosso coração e de toda a vossa alma, darei as chuvas da vossa terra a seu tempo, as primeiras e as últimas, para que recolhais o vosso cereal, e o vosso vinho, e o vosso azeite. Darei erva no vosso campo aos vossos gados, e comereis e vos fartareis.” (Deuteronômio 11.13-15)

A promessa Divina de que supriria as necessidades do Seu povo fartamente e abundantemente estava condicionada exclusivamente à obediência. Se houver obediência, há resposta da parte de Deus. Esse foi o critério usado pelo SENHOR para salvar os hebreus do anjo da morte no Egito, a obediência incondicional. Eles tinham de sacrificar um cordeiro, espargir o sangue nas ombreiras e verga da porta, assar a carne no fogo, comê-lo com pães asmos e ervas amargas. “Desta maneira o comereis: vestidos, sandálias nos pés e cajado na mão; comê-lo-eis depressa; é a Páscoa do SENHOR.” (Êxodo 12.11) A vida de cada família dependia de sua obediência a esse mandamento. Mais nada. Obediência: vida; Desobediência: morte. O mesmo critério se aplica nos dias de hoje, inclusive ao recebimento do Espírito Santo. Quem quiser recebê-Lo, primeiro tem de abrir mão das atitudes erradas. A partir desse esforço de fé recebe a visita do Senhor Jesus, que o batiza com o Espírito Santo. “Sabereis que Eu Sou o SENHOR, quando Eu abrir a vossa sepultura e vos fizer sair dela, ó povo Meu. Porei em vós o Meu Espírito, e vivereis…” (Ezequiel 37.13,14) Jesus já abriu as sepulturas. Os enterrados nos pecados têm de deixá-los e fugir depressa! Na fuga, encontrarão o Senhor Jesus. Obediência à Palavra de Deus significa livramento do anjo da morte e recebimento do Anjo da Vida; Qual é a sua escolha? Faça a sua parte e depois o Senhor fará a dEle.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 320º DIA

16 de NOV.

Olhando firmemente “Olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que Lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. Considerai, pois, atentamente, Aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra Si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma.” (Hebreus 12.2,3)

Ao olhar firmemente para o Senhor Jesus, você não permite que seus olhos se desviem. Não se permite ser iludido pela aparente força da oposição que se levanta. Olhando firmemente para o Autor e Consumador da nossa fé, conseguimos resistir a tudo. Nessa fé, nossas forças se renovam. Em troca da alegria que nos está proposta, isto é, da salvação da nossa alma, não fazemos caso das afrontas públicas que sofremos. “Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia. Lembrai-vos da palavra que Eu vos disse: não é o servo maior do que seu senhor. Se perseguiram a Mim, também perseguirão a vós outros; se guardaram a Minha Palavra, também guardarão a vossa.” (João 15.19,20) As religiões pintam um Jesus sofrido, que desperta a pena. Se tivéssemos que olhar para esse personagem, ele não nos inspiraria nada. Na verdade, nos inspiraria ainda mais desânimo e dor. Porém, o Senhor Jesus foi corajoso e forte do início ao fim, revoltado contra a incredulidade, revoltado contra a hipocrisia, revoltado contra a religiosidade vazia que não mudava a vida de ninguém. Ele se manteve firme em Sua missão pela certeza de que o que Ele tinha a fazer era muito mais importante e urgente. Ele não usou a emoção. Usou a fé, a certeza, a convicção. É no Jesus verdadeiro que, hoje, você deve se espelhar.

Ao enfrentar problemas e oposição, olhe firmemente para Jesus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 321º DIA

17 de NOV.

Deus não quis ouvir “Levantou-se, também, o rei de Moabe, Balaque, filho de Zipor, e pelejou contra Israel; mandou chamar Balaão; filho de Beor, para que vos amaldiçoasse. Porém, Eu não quis ouvir Balaão; e ele teve de vos abençoar; e, assim, vos livrei da sua mão.” (Josué 24.9,10)

O povo de Israel estava obedecendo a Deus, andando em Seus caminhos. Então, quando o rei inimigo tentou lançar uma maldição espiritual contra Israel, Deus transformou a tentativa de maldição em bênção. Quando você faz a sua parte na aliança firmada com Deus, isto é, se esforça em obedecer à Sua Palavra, pode contar com esse tipo de proteção. Não importa se alguém tentar amaldiçoá-lo, nem se você for vítima de inveja. O pacto que tem mantido com Deus faz com que Ele não queira ouvir a maldição e obrigue a maldição a se converter em bênção. Assim, quanto mais o amaldiçoarem, quanto mais inveja tiverem, mais abençoado você será. Por isso, a importância de se ter um pacto, uma aliança bem firmada com Deus no Altar. Ao entregar toda a sua vida a Ele e assumir o compromisso de obedecê-Lo, você se manterá sob a proteção Divina. Mais importante do que se preocupar com os problemas ou com quem o amaldiçoa, é se preocupar em agradar ao Deus que o abençoa e que pode livrá-lo das mãos de qualquer pessoa, de qualquer espírito, de qualquer problema. Deus não quis ouvir a maldição. Ele escolhe não ouvir o mal. Assim também seus filhos que escolhem não ouvir o mal, mas dão ouvidos única e exclusivamente à voz de Deus, serão livres da maldição do inimigo.

Cumpra a sua parte no pacto com Deus e até a maldição se transformará em bênção.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 322º DIA

18 de NOV.

Saiba Quem está no barco “Ora, levantou-se grande temporal de vento, e as ondas se arremessavam contra o barco, de modo que o mesmo já estava a encher-se de água. E Jesus estava na popa, dormindo sobre o travesseiro; eles O despertaram e Lhe disseram: Mestre, não te importa que pereçamos? E Ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Acalma-te, emudece! O vento se aquietou, e fez-se grande bonança. Então, lhes disse: Por que sois assim tímidos?! Como é que não tendes fé?” (Marcos 4.37-40)

Quando o barco dos discípulos ameaçava afundar pela tempestade, eles se desesperaram e acharam que iriam morrer. Não se deram conta de que o Senhor Jesus estava no barco. As palavras do Senhor Jesus são as mesmas para quem hoje treme de medo diante das dificuldades, sem se dar conta de que, se realmente colocou a sua vida nas mãos dEle, Ele está no barco. Então como não ter fé? Não olhe para o tamanho das ondas ou para o barulho do vento. Não olhe para o desespero dos outros, nem dê ouvidos a quem tenta colocar dúvida ou medo. Lembre-se de Quem está no barco. Se o Senhor Jesus realmente está em sua vida, como é que você não tem fé? Não se engane, se você manifesta medo, dúvida ou ansiedade, esses são sinais claros de falta de fé. Reaja contra esse sentimento! Use a fé consciente. Se você tem alguma dúvida da presença do Senhor Jesus no barco, pode convidá-Lo para entrar imediatamente. Convide o Senhor Jesus a participar dessa situação angustiante, convide o Senhor Jesus a tomar conta de sua vida. Tendo consciência de que Ele está ao seu lado, peça direção para fazer as escolhas certas e peça também coragem para executar a Sua vontade. Quando tiver certeza do que deve ser feito, aja nessa fé. Assim, pode vir a tempestade que for, você sempre terá paz de espírito para fazer o que tiver de ser feito.

Jesus está no barco. Como não ter plena confiança da vitória?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 323º DIA

19 de NOV.

Aja com coragem “Não to mandei Eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.” (Josué 1.9)

Deus não cumpre as promessas em nossa vida de acordo com nossos méritos, mas de acordo com a nossa fé. A fé exercitada, a fé assumida. Você tem uma fé grande em Deus. Tem atravessado desertos e mantido a sua fé. Tem sido jogado na cova dos leões e mantido a sua fé. Tem sido jogado na fornalha sete vezes mais quente, mas tem mantido a sua fé. Você tem tido fé para suportar os trancos da vida, as injustiças, as perseguições, as tribulações. Mas no que diz respeito às conquistas dos sonhos que você gostaria que fossem materializados em sua vida, sua fé não tem tido forças para alcançar. Por quê? O fato é que nem sempre temos coragem de colocar a fé em evidência. Precisamos ter coragem para executar a vontade de Deus. Precisamos ter coragem para realizar aquilo que Deus não vai fazer por nós, pois somos nós mesmos que temos de fazer. Deus não entregou a Terra Prometida de mão beijada. Ele disse a Josué que estaria com ele. Disse que Josué faria o povo entrar na Terra Prometida. No entanto, Josué precisaria ter coragem e lutar por aquilo que Deus havia prometido. Ele dá a promessa, mas tomar posse dessa promessa exige atitude. É assim que funciona a fé. Quando Ele nos dá a fé, espera que nós venhamos tomar atitudes de coragem para que aquela fé venha a ser materializada. Então, diante da atitude de coragem, aquela promessa se materializa na vida da pessoa que crê.

Tome atitudes de coragem para que a fé seja materializada.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 324º DIA

20 de NOV.

O olhar de Deus “Porque a Minha mão fez todas estas coisas, e todas vieram a existir, diz o SENHOR, mas o homem para quem olharei é este: o aflito e abatido de espírito e que treme da Minha Palavra.” (Isaías 66.2)

Ao contrário dos poderosos deste mundo, que olham apenas para aqueles que têm um nível social elevado, o Todo-Poderoso olha para o aflito e o abatido de espírito. Sem distinção de nível social, de raça, sexo ou cor da pele, o Senhor dos Senhores procura aqueles que levam Sua Palavra a sério. Aqueles que se entregam verdadeiramente. Ele não olha para os arrogantes, orgulhosos e preconceituosos deste mundo, ainda que se digam cristãos. Ele não olha para título, para tempo de igreja, para cargo ou aparência. A atenção de Deus é exclusiva para os humildes de espírito. Estes contam com Seu favor e Sua resposta. O Senhor Jesus andava no meio dos desprezados da sociedade, enquanto a elite religiosa O desprezava por isso. Aqui, no Antigo Testamento, Deus já mostrava qual era a Sua inclinação. Se você está aflito e abatido de espírito, saiba que os olhos de Deus já estão sobre você. É o melhor momento para falar com Ele e se entregar aos Seus cuidados. Não importa quem você é, de onde você veio ou o que você tem feito. Só o que importa é o que você quer fazer de agora para diante. Quem você quer ser? Aonde você quer chegar?

Deus não se importa com seu nível de escolaridade, com sua classe social ou com a cor da sua pele. Ele olha para o aflito e atende à sua oração.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 325º DIA

21 de NOV.

Para o Reino de Deus “(...) sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” (2 Timóteo 3.15-17)

Veja a importância do que você tem feito diariamente. Você tem meditado na Palavra que pode torná-lo sábio para a salvação pela fé. Você tem aprendido a analisar os versículos, entender seu significado e conhecer um pouco mais do Deus a quem você serve. Como servi-Lo sem conhecê-Lo? Quando o apóstolo Paulo fala da Escritura ser “útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça”, está falando de andar na disciplina do Reino de Deus. A Palavra de Deus nos ensina a isso. Ela nos tira da desordem de uma vida irregular e nos orienta na disciplina no Reino de Deus. A vida com Deus exige disciplina. Exige, não para nos dificultar o caminho. Não para nos atrapalhar de alguma forma, pelo contrário! Apesar de ser necessário sacrifício para se encaixar nessa disciplina, ela existe para o nosso bem. Precisamos dessa disciplina para ter condições de viver a vida abundante, de bênçãos sem medida que Ele promete. Precisamos dessa disciplina para poder administrar essa nova vida. Ela faz com que o homem de Deus e a mulher de Deus sejam perfeitos e perfeitamente habilitados para toda boa obra. Se você anda na disciplina da Palavra de Deus, já está perfeitamente habilitado para toda boa obra.

Medite na Palavra de Deus e ande em Sua disciplina para experimentar aquilo que Ele promete.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 326º DIA

22 de NOV.

O desafio “Tomou o manto que Elias lhe deixara cair, feriu as águas e disse: Onde está o SENHOR, Deus de Elias? Quando feriu ele as águas, elas se dividiram para um e outro lado, e Eliseu passou.” (2 Reis 2.14)

“Onde está o SENHOR, Deus de Elias?” Não foi um desafio de incredulidade. Eliseu tinha visto Elias abrir o Jordão com seu manto. Viu Elias subir aos céus diante de seus olhos. Sabia que o Deus de Elias estava com ele, então agiu a sua fé. É o desafio de quem sabe com Quem está falando. É um desafio de fé. Eliseu cobrou de Deus o que ele havia acabado de receber, pois tinha pedido a porção dobrada do espírito de Elias. Diante dos demais discípulos dos profetas, ele não teve medo de agir de acordo com aquilo em ele que cria. Se você tem andado de acordo com a Palavra de Deus, tem autoridade para fazer esse desafio. Eliseu não foi insolente; Eliseu invocou o nome do Senhor às margens do rio Jordão. Ele sabia que teria a resposta. Ele sabia que agora o Senhor, Deus de Elias, passaria a ser o seu Deus. Ele lutou por isso, insistiu em seguir Elias, ignorou a fé negativa dos seus companheiros. Ele lutou pelo que queria e agora era a hora de ver a materialização de sua crença. E ele estava certo. Ou é ou não é. Ou Deus é com você, meu amigo, ou Ele não é com você. Não aceite o mais ou menos. Não aceite crer em um Deus tão grande e viver uma vida tão mesquinha. Não aceite crer no Todo -Poderoso e viver escravo de uma doença, de um problema. Faça esse desafio. Cobre as promessas. Onde está o Deus de Abraão? Onde está o Deus de Elias? Onde está o Deus do pastor? Onde está o Deus do Bispo? Se Ele é o mesmo – e Sua Palavra diz que Ele não muda –, então as maravilhas que existiram no passado têm de continuar a existir hoje.

Faça esse desafio. Onde está o Deus de Elias? Ele vai se manifestar na sua vida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 327º DIA

23 de NOV.

O esquecido “Porque, se alguém é ouvinte da Palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência.” (Tiago 1.23,24)

Olha no espelho, gosta do que vê, depois segue seu caminho e nem se lembra de seu rosto. Assim é o que ouve a Palavra e não pratica. Acha legal, acha bonito, acha bacana, mas assim que sai da igreja (ou assim que fecha o livro) não se lembra mais. Não se lembra, porque mal prestou atenção. Não prestou atenção, porque não julgou importante. Ouve e entende de maneira superficial, religiosa. E acha que isso é suficiente. Use a cabeça. Se não praticar a Palavra, não verá resultado. Se não vir resultado, não culpe a igreja, o cristianismo ou a Bíblia. Versículos decorados não fazem mágica. Quem ouve e pratica, colhe os benefícios. Quem ouve e não pratica, apenas perde tempo. “Escolhi o caminho da fidelidade e decidi-me pelos Teus juízos” (Salmos 119.30). Quem escolhe o caminho da fidelidade, colhe os benefícios da fidelidade. Quem escolhe o caminho da infidelidade, colhe os frutos podres da infidelidade que plantou. Quem planta injustiça, colhe injustiça. Quem planta falsidade, colhe falsidade. Você nunca verá a Deus enquanto olhar seu próprio rosto no espelho. Você só verá a si mesmo. Enquanto ouvir a Palavra e não a praticar, estará olhando para si mesmo, centrado em seus problemas, em seu egoísmo e em sua forma de resolver as coisas. Mas se começar a colocar em prática tudo o que ouve, pode estar certo de que imediatamente será colocado sob a proteção do Altíssimo e passará a ter direito a todas as promessas.

Para conseguir alcançar qualquer coisa da Palavra de Deus, é necessário praticar.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 328º DIA

24 de NOV.

Os três passos “Ora, pois sê forte, Zorobabel, diz o SENHOR, e sê forte, Josué, filho de Jozadaque, o sumo sacerdote, e tu, todo o povo da terra, sê forte, diz o SENHOR e trabalhai, porque Eu sou convosco, diz o SENHOR dos Exércitos; segundo a palavra da aliança que fiz convosco, quando saístes do Egito, o Meu Espírito habita no meio de vós; não temais.” (Ageu 2.4,5)

Três ordens Deus dá àqueles que têm uma aliança com Ele: 1 - Sejam fortes. — Como já vimos, a nossa força está diretamente relacionada à nossa fé. E quando digo “fé”, obviamente, não quero dizer religião. Fé é certeza. A convicção que nos fortalece. Não interessa se você está se sentindo fraco. Não espere se sentir forte; decida ser forte, apoiando-se nessa fé. 2 - Trabalhem. — Muitos esperam que Deus faça alguma mágica. Esperam enriquecer sem precisar trabalhar. Ele diz “trabalhe, porque Eu estou com você”, isto é, se você trabalhar, verá resultados infinitamente superiores aos que você veria naturalmente. Mas é necessário trabalhar. Na verdade, a sua parceria com Deus lhe garante sociedade com Ele e a vitória, mas não isenta você do esforço necessário para desenvolver. Deus queria o Templo reconstruído, mas precisava do trabalho daqueles homens para isso. Deus faz parceria conosco; nós entramos com o trabalho, Ele entra com as condições e o resultado. 3 - Não tenham medo. — Segundo a palavra da aliança que Ele fez conosco, temos a garantia de que o Espírito de Deus habita no nosso meio de nós. E se o próprio Deus está conosco, o que temos a temer? Ele nos dá a certeza de que fará segundo a palavra da aliança que Ele fez conosco. Logo, é imprescindível ter uma aliança com Ele, para que Ele possa ter o que cumprir.

Certifique-se de que está seguindo esses passos e veja o resultado.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 329º DIA

25 de NOV.

Reprima as lágrimas “Assim diz o SENHOR: Reprime a tua voz de choro e as lágrimas de teus olhos; porque há recompensa para as tuas obras (...)” (Jeremias 31.16)

Chorar não resolve nada. Se chorar resolvesse alguma coisa, este mundo seria uma maravilha. Se Deus recompensasse o choro de alguém, não haveria mais problema algum no mundo. Quem nunca chorou? Quem nunca encheu de lágrimas o travesseiro? E quantas vezes chorar resolveu alguma coisa? Por que Deus ouviria o choro de uns e não ouviria o choro de outros? Ele seria injusto se fizesse tal coisa. Deus não é injusto. Haverá recompensa para as suas obras. Obras de justiça. Obras de fé, de obediência. Seu choro não vai mover a mão de Deus, mas sua fé vai. Deus é Espírito, a comunicação com Ele é estritamente espiritual, feita por meio da fé, da convicção. A sinceridade vale mais do que um caminhão de lágrimas. Um coração contrito, arrependido, é mais valioso do que choro convulsivo. Claro que em momentos de aflição podemos chorar, pois somos humanos e temos sentimentos. No entanto, você deve ter consciência de que, quer chore quer não, o que move a mão de Deus na sua direção é a sua fé, não as suas lágrimas. Sem fé, as lágrimas são inúteis. Mas sabendo que suas obras terão recompensa e tendo de Deus a ordem para reprimir a voz de choro, levante-se e parta para a guerra! Não perca mais tempo.

Pare de chorar, coloque a sua fé em ação, porque a atitude de fé traz a recompensa Divina.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 330º DIA

26 de NOV.

Holofotes “Fazei tudo sem murmurações nem contendas, para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo.” (Filipenses 2.14,15)

O filho de Deus não se concentra no que é ruim, seu foco está na Palavra de Deus, na ordem que recebeu. Tudo o que ele faz, faz para Deus. E confia em Sua Palavra. Por isso, não murmura, não vive reclamando, não se envolve em fofocas, nem cria problemas. Assim, ele se torna irrepreensível e inculpável, diferente dos filhos deste mundo. Se o mundo já estava pervertido e corrupto no tempo em que o apóstolo Paulo escreveu esse alerta, quanto mais nos dias de hoje. A diferença entre os que são de Deus e os que não são tem de ser ainda maior. É na luz que os perdidos encontram esperança, caminho e direção. Então, ainda que pareça inútil agir corretamente onde todos fazem o mal, lembre-se da sua missão. Um luzeiro no mundo de trevas. Mostrando, com suas atitudes, que é possível ser de Deus. Sem reclamações, sem murmurações, olhando tudo com os olhos da fé. Muitos que hoje o criticam, estão, secretamente, observando suas ações e reações. Um dia, quando precisarem de ajuda, certamente saberão onde procurar socorro. Por isso, não adianta tentar se esconder. “Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” (Mateus 5.14-16).

Seja luz hoje, por onde você for.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 331º DIA

27 de NOV.

Para vencer o mundo “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.” (1 João 5.4)

Para vencer o mundo, não é necessário ter dinheiro, posição social ou algum nível de escolaridade. Para vencer o deserto que é este mundo só há uma maneira: nascer de Deus, viver pela fé. O nascido de Deus vence o mundo, pois morreu para o mundo. Morreu para o mundo, pois hoje vive para Deus. Se você morreu para o mundo e nasceu de Deus, não se deixe abater pelo medo ou pela voz alta dos problemas. Deixe que os problemas gritem, olhe apenas para o Autor e Consumador da sua fé. Ele garantiu que venceríamos o mundo, então não acredite quando o mundo disser que você perdeu. Não acredite quando ouvir uma palavra de derrota ou de desânimo. A sua fé vence o mundo. Por essa razão, o mundo fará de tudo para minar a sua fé. Saiba identificar esses ataques e reaja fortalecendo a sua fé. Aprenda a fazer limonadas dos limões que surgirem em seu caminho. Você não fará limonadas se ficar reclamando dos limões, se concentrando no fato de que eles são azedos ou de que, na verdade, você precisava era de uma laranja. Deus permite os limões das injustiças, perseguições e tribulações para que aprendamos a fazer limonadas e possamos tirar proveito dessas experiências no futuro. Quando andamos de acordo com a Palavra de Deus mesmo em circunstâncias adversas, provamos a Deus que cremos nEle. Não cedemos às facilidades deste mundo, nem desistimos da nossa fé. Deus, então, se coloca na obrigação de nos livrar dos leões. Esse é o caminho para vencer.

Não importa a situação que você está enfrentando, se você nasceu de Deus, sua fé vence o mundo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 332º DIA

28 de NOV.

Imitadores “Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo nos amou e Se entregou a Si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave.” (Efésios 5.1,2)

Como você vai imitar alguém a quem você não conhece? Como se tornar imitador de Deus se você não souber como é o Seu caráter e Sua forma de agir? O filho que admira o pai, o imita. Há aqui a orientação de imitar a Deus e andar em amor. Mas esse amor não é o sentimento que o mundo diz que é amor. A explicação de como andar em amor vem logo em seguida: “andai em amor, como também Cristo nos amou”. E como Ele nos amou? “Se entregou a Si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus.” Assim, então, devemos andar. Esse é o amor com que temos de amar: sacrificar. Dar. Fazer o melhor pelos outros e para Deus. Entregar a própria vida, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave. O que Ele fez, nós devemos imitar. Sacrificar a nossa vontade, para que seja feita a vontade dEle. Nós devemos ser a própria oferta no Altar. A vida do ofertante é representada pela oferta porque ele tem de ser a maior oferta. Oferta viva. Sacrifício de aroma suave a Deus. Deixar a própria vida para que Ele viva em nós. Pois entregou a Sua própria vida para que pudéssemos viver. A base do cristianismo é essa troca. A base do cristianismo é a oferta. Oferta de Deus pela humanidade, oferta do homem pela vida eterna.

Entregue-se como oferta viva, sacrifício agradável a Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 333º DIA

29 de NOV.

Use o seu escudo “Embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno.” (Efésios 6.16)

A fé, além de arma de ataque, é escudo em nossa guerra diária. Embraçando SEMPRE o escudo da fé, podemos apagar TODOS os dardos inflamados do maligno. Não há momento em que a fé não possa ser usada. O escudo tem de estar sempre em nosso braço, sempre à mão, como recurso acessível. Qualquer palavra de dúvida lançada como dardo do inimigo é apagada com o escudo da fé. Qualquer palavra de derrota é apagada com o escudo da fé. Qualquer ameaça de problema insolúvel é apagada pelo uso do escudo da fé. Você crê. Você declara, em voz alta, aquilo em que você crê. Suas palavras são positivas, suas palavras são de esperança, de vitória, de consolo, de ousadia, de certeza. Você declara a promessa que recebeu. Você se agarra, firme, à certeza daquilo que está escrito. Daquilo que já lhe foi prometido. Você sabe em Quem tem crido. O tempo inteiro está usando os olhos da fé, a mente da fé, e torna-se um escudeiro habilidoso, que não apenas protege a si mesmo, mas também ensina outros a usarem seus próprios escudos. Não permita, portanto, que desânimo, medo, dúvida e ansiedade entrem em sua mente e encontrem lugar em seu coração. Use o escudo da fé, use a espada da Palavra de Deus e destrua, um a um, os pensamentos que querem destruí-lo.

Não se afaste nunca do escudo que pode guardá-lo até nos momentos em que ninguém está vendo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 334º DIA

30 de NOV.

Os espinheiros “A que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer.” (Lucas 8.14)

Os cuidados deste mundo são as situações que enfrentamos todos os dias. Elas surgem a todo instante e exigem a nossa atenção. A semente da Palavra de Deus pode ser sufocada por essas situações quando desviamos nossa atenção dela e passamos a nos concentrar nos problemas. E não somente neles, pois as riquezas e os prazeres da vida também podem desviar a nossa atenção. Essas coisas aparentemente boas podem ser como espinhos para sufocar a Palavra de Deus e, pouco a pouco, matar a sua fé. Note que a semente chegou a brotar, a crescer e até a dar frutos, porém esses frutos não chegam a amadurecer. Ou seja, tornam-se inúteis, mesmo tendo sido originados da boa semente da Palavra. Por isso, todo cuidado é pouco. Se esses espinheiros existem dentro de você, devem ser arrancados para que não sufoquem aquilo que poderia produzir frutos de mudança para a sua vida. Justamente os frutos que você quer. Justamente os frutos que poderiam ajudá-lo a lidar com esses problemas circunstanciais. Frutos que também poderiam servir para manter e administrar corretamente as riquezas adquiridas. Frutos que trariam deleites verdadeiros e duradouros, para substituir os prazeres passageiros deste mundo. Sacrifique sua vontade de se concentrar nos probleminhas circunstanciais ou de se levar pelos prazeres deste mundo. Invista na prática da Palavra de Deus, perseverando na fidelidade e na fé para que frutos amadurecidos possam ser colhidos no tempo certo.

Vigie, para que os espinheiros das preocupações e dos sentimentos não sufoquem a sua fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 335º DIA

1 de DEZ.

As ovelhas do rebanho “O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do Seu nome.” (Salmos 23.1-3)

O Senhor só é o pastor das ovelhas do Seu rebanho. “Vós não credes, porque não sois das Minhas ovelhas. As Minhas ovelhas ouvem a Minha voz; Eu as conheço, e elas Me seguem” (João 10.26,27). Assim se identifica quem faz parte do rebanho do Senhor. A ovelha que ouve a voz dEle e O segue, faz parte do rebanho. Mas quando a ovelha é desobediente, teimosa e rebelde, ela não pertence ao rebanho do Altíssimo. As ovelhas do rebanho do Senhor reconhecem a Sua voz porque O conhecem. E Ele reconhece como Suas ovelhas apenas as que ouvem a Sua voz e O seguem. Se não der ouvidos à voz do Senhor, você não pertence ao rebanho dEle. Se quiser pertencer ao Seu rebanho e ter o direito às maravilhas descritas no Salmo 23, deve ouvir a voz do Senhor e segui-Lo incondicionalmente. O que as ovelhas recebem em troca é grandioso. A ovelha, que O conhece, sabe o que esperar: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque Tu estás comigo; o Teu bordão e o Teu cajado me consolam. Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda. Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre.” (Salmos 23. 4-6) O Pastor confirma: “Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da Minha mão.” (João 10.28)

Ouça a voz do Senhor Jesus e obedeça à Sua Palavra, para ter os privilégios do rebanho do Altíssimo.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 336º DIA

2 de DEZ.

Dica de um anjo “Havendo-os levado fora, disse um deles: Livra-te, salva a tua vida; não olhes para trás, nem pares em toda a campina; foge para o monte, para que não pereças.” (Gênesis 19.17)

Dica para quem não quer se dar mal: não olhe para trás. Fuja para o monte e não pare pelo caminho. Vá para o lugar aparentemente mais difícil. Foi o que Ló ouviu de um anjo quando foi salvo da destruição de Sodoma e Gomorra. Para se libertar das amarras do mal e para salvar a nossa alma, não há dica mais preciosa. Trilhar o caminho do sacrifício, confiando na Palavra de Deus. E jamais olhar para trás. A mulher de Ló ignorou essa ordem, olhou para trás e transformou-se em uma estátua de sal (confira em Gênesis 19.26). A vida de quem olha para trás não anda para frente. Experimente andar para frente olhando para trás. Recordações dos fracassos passados trazem dúvidas e transformam qualquer sonho de liberdade em uma estátua de sal. A glória do passado também tem impedido muitas pessoas de conquistarem glórias maiores no presente. Liberte-se do passado de uma vez por todas, quer tenha sido ele bom ou ruim. Dê um passo de fé rumo ao monte, sem olhar para trás. Sem medo, sem sentimentalismo. O ano está terminando e você não pode aceitar entrar o novo ano carregando esqueletos do ano velho. Não pode aceitar entrar o novo ano com as mesmas expectativas, os mesmos sonhos. Ainda há tempo de correr para a frente, sem olhar para trás.

Não olhe para trás. Trilhe o caminho do sacrifício, confiando na Palavra de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 337º DIA

3 de DEZ.

Alguns recados de Deus “Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal” (Mateus 6.34)

Assim como não há sentido em se olhar para o passado e gastar suas energias com o que não pode mais ser mudado, também não tem sentido algum ficar ansioso pelo que ainda não aconteceu. Basta a cada dia seu próprio mal. Todos os dias temos batalhas a enfrentar. Todos os dias temos sementes a plantar. Cada dia você semeia o que gostaria de colher no futuro. O hoje é o único tempo que você tem. E hoje você tem o próprio Deus ao seu lado, em Quem você pode confiar. Não há razão, então, para ansiedade ou insegurança, não importa o problema que você enfrente. Há um recado do Senhor Jesus para você: “Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? (...) Buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu reino e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6.25;33) Certa vez, angustiado, Davi fez a oração que talvez você tenha feito hoje pela manhã: Ouve, SENHOR, a minha voz; eu clamo; compadece-Te de mim e responde-me. Em seguida, ele recebeu a resposta: Ao meu coração me ocorre: Buscai a Minha presença; buscarei, pois, SENHOR, a Tua presença. (Salmos 27.7,8) Davi queria a resposta de Deus, queria ter seu clamor atendido. Para isso, Deus precisava apenas que ele O buscasse. É o recado do Espírito Santo para você hoje: “Buscai a Minha presença.” É tudo o que você precisa para ter seu clamor respondido.

Busque agora mesmo a presença de Deus e receba a certeza da vitória.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 338º DIA

4 de DEZ.

Tranquilidade e confiança “Porque assim diz o SENHOR Deus, o Santo de Israel: Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranquilidade e na confiança, a vossa força, mas não o quisestes.” (Isaías 30.15)

O povo de Israel preferiu buscar a segurança humana e se associou aos egípcios sem a aprovação de Deus (Isaías 30.1,2). Muitas vezes a ansiedade e o desespero levam as pessoas a escolhas precipitadas. Transferem a segurança que deviam depositar em Deus para recursos deste mundo. Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação. – Para ser salvo, é necessário se converter, isto é, mudar de direção. Você andava no caminho errado, agora anda no caminho certo. Enganava, não engana mais. Mentia, agora diz a verdade. Adulterava, agora é fiel. Você deixa de andar nos seus próprios caminhos para andar no caminho indicado por Deus. Esse é o passo mais básico. O segundo passo é “sossegar”. Ninguém pode fazer isso por você. Sossegar é uma escolha que você só consegue fazer ao andar pela fé. Na tranquilidade e na confiança está a vossa força. – Na ansiedade e no medo está a sua fraqueza. A ansiedade drena suas forças, pois é a dúvida em ação. O antídoto para esses sentimentos é exercitar a tranquilidade e a confiança. A tranquilidade só pode ser alcançada através da fé em Deus e em si mesmo. A confiança em Deus e a tranquilidade, isto é, a certeza de que Ele fará o que prometeu, lhe dá força para lutar e vencer. Para que buscar ajuda dos egípcios? Para que se associar com incrédulos? Para que depender dos outros ou esperar que o seu socorro venha de terceiros? Deus é com você, meu amigo, e Ele quer ser o seu refúgio e o seu socorro. O seu Único recurso e a sua salvação.

Confie em Deus e fique tranquilo; essa é a força de que você tanto precisa.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 339º DIA

5 de DEZ.

Sem alça “Ai daquele que contende com o seu Criador! E não passa de um caco de barro entre outros cacos. Acaso, dirá o barro ao que lhe dá forma: Que fazes? Ou: A Tua obra não tem alça.” (Isaías 45.9)

Em vez de simplesmente obedecer à Palavra de Deus e se deixar moldar por Ele, muitos insistem em reclamar e achar que sabem mais do que Deus. Cuidado com aqueles que, mesmo estando dentro da igreja, tentam atrapalhar a sua fé lançando palavras de dúvida e de incredulidade, dizendo: “não é bem assim...”. Cuidado também para não se tornar um desses “vasos sem alça”. Diante da Palavra do Altíssimo, a única coisa inteligente a fazer é obedecer. Quem vive pela fé obedece. Questiona, sim, as informações deste mundo; não engole qualquer coisa que a mídia ou o senso comum oferecem. Não se acomoda a qualquer situação, questiona o discurso religioso que aponta miséria e doença como “carma” ou “provação”. No entanto, no tocante à Palavra de Deus, sua inteligência o faz constatar que não é possível saber mais do que seu Criador. Procura saber a vontade de Deus através de Sua Palavra e a executa, pela fé que lhe foi revelada. Se você está vivendo uma vida deformada pelo sofrimento, deformada pelo orgulho, deformada pelos anos e anos em que viveu na lama, na sujeira, na podridão deste mundo ou na podridão da hipocrisia; ou se você quer ser o vaso que Deus quer que você seja, tenha humildade para obedecer e ser moldado por Aquele que quer dar forma à sua vida. Ele sabe muito bem o que está fazendo.

Seja humilde, procure saber a vontade de Deus e a execute, pela fé. E confie, pois Ele sabe muito mais do que você.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 340º DIA

6 de DEZ.

Sacrificarão? “Tendo Sambalate ouvido que edificávamos o muro, ardeu em ira, e se indignou muito, e escarneceu dos judeus. Então, falou na presença de seus irmãos e do exército de Samaria e disse: Que fazem estes fracos judeus? Permitir-se-lhes-á isso? Sacrificarão? Darão cabo da obra num só dia? Renascerão, acaso, dos montões de pó as pedras que foram queimadas?” (Neemias 4.1,2)

Quando não consegue pegar você em um erro, o mal tenta ridicularizar sua capacidade. Tenta convencê-lo de que você não tem condições de estar onde está. As palavras de dúvida vêm, implacáveis. Palavras de desânimo, para colocar medo, para mostrar as impossibilidades, para gerar ansiedade e impedi-lo de sacrificar, isto é, de fazer a vontade de Deus. A atitude do povo de Israel diante daquela afronta foi continuar o trabalho. Neemias manteve a certeza de que a obra seria concluída e pediu a Deus que os defendesse. “Ouve, ó nosso Deus, pois estamos sendo desprezados”, ele pediu (Neemias 4.4). E conseguiram, de fato, terminar o muro. Sacrificarão? Sim! Sacrificaremos. Gostando os inimigos ou não gostando, não nos impedirão de sacrificar o que for necessário sacrificar, para corresponder à exigência da nossa fé. Os inimigos lançaram a palavra do mal, como uma flecha envenenada, na esperança de que entrasse no coração de alguém. A dúvida é isso. Uma flecha envenenada, que gera insegurança, que gera incerteza, que gera ansiedade, que gera medo, que mata a fé, aos poucos. Mas o valente do Exército do Deus Vivo tem seu coração blindado pela forte convicção daquilo que Deus prometeu e está escrito. Nada, absolutamente, o fará desistir. No máximo, tirará dele a oração de revolta, pedindo ao Pai que atente para a situação: “Ouve, ó nosso Deus, pois estamos sendo desprezados.”

Blinde seu coração contra as flechas da dúvida.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 341º DIA

7 de DEZ.

Reconstrução “Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai o vosso passado. Subi ao monte, trazei madeira e edificai a casa; dela Me agradarei e serei glorificado, diz o SENHOR.” (Ageu 1.7,8)

No livro de Ageu, vemos o interesse de Deus pela reconstrução do Templo. Deus fez com que o rei Dario mandasse o povo judeu, que estava exilado, de volta à sua terra. O povo voltou a Jerusalém e Deus imediatamente separou dois homens, Josué e Zorobabel, para dirigir a reconstrução do Templo. Por que Deus incitou os homens a reconstruir o Templo, se Ele mesmo afirma: “O céu é o Meu trono, e a terra, o estrado dos Meus pés; que casa Me edificareis vós? E qual é o lugar do Meu repouso?” (Isaías 66.1). Deus não habita em Templos feitos por homens. Deus mora dentro dos corações. A reconstrução do Templo é um símbolo da construção da vida de cada um. Esse era o objetivo da insistência de Deus: reconstruir a fé. Reconstruir um espaço onde estariam as pessoas unidas numa só fé, num só espírito, num só coração, num só lugar. Aquele lugar seria a referência de Deus. O Templo é o Altar de Deus, aonde as pessoas vão se encontrar com Ele. O que Ele queria era a reconstrução do relacionamento perdido. “Esperastes o muito, e eis que veio a ser pouco, e esse pouco, quando o trouxestes para casa, Eu com um assopro o dissipei. Por quê? – diz o SENHOR dos Exércitos; por causa da minha casa, que permanece em ruínas, ao passo que cada um de vós corre por causa de sua própria casa.” (Ageu 1.9) Não adianta querer cuidar da própria vida e deixar Deus do lado de fora. Quanto mais buscar estabelecer sua vida longe de um relacionamento com Deus, mais perdido você ficará. Não há vida sem Ele.

Deus quer reconstruir a sua vida. Não O deixe do lado de fora.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 342º DIA

8 de DEZ.

A confiança irrestrita “Não creiais no amigo, nem confieis no companheiro. Guarda a porta de tua boca àquela que reclina sobre o teu peito. Porque o filho despreza o pai, a filha se levanta contra a mãe, a nora, contra a sogra; os inimigos do homem são os da sua própria casa. Eu, porém, olharei para o SENHOR e esperarei no Deus da minha salvação; o meu Deus me ouvirá.” (Miquéias 7.5-7)

Não é que você deva esperar o mal de todos ou que não deva confiar em ninguém. Mas sua segurança não pode estar em nenhum ser humano, por mais próximo e digno de confiança que ele seja. O homem pode falhar. Até o parente mais chegado pode decepcioná-lo, mas Deus jamais o decepcionará. Confiança irrestrita só podemos ter nEle. O ser humano é falho e sujeito a erros. Portanto, quando alguém que você estimava o decepcionar ou desprezar, não guarde mágoa em seu coração. Olhe apenas para o Senhor; não olhe para as falhas daqueles que estão ao seu redor. É nEle que você deve esperar, se é realmente a Ele que você está servindo. A sua esperança deve estar exclusivamente em Deus. Não dependa da aprovação de ninguém, não se apoie em homem algum. Deus nunca despreza o que coloca nEle a sua confiança. Coloque nEle a sua confiança; coloque nEle a sua segurança. Entenda que as pessoas podem errar, podem falhar, podem decepcionar você, mas Deus jamais falhará. Ele é fiel e não deixa de cumprir nenhuma de Suas promessas na vida daqueles que O servem.

Só Deus pode receber sua confiança incondicional.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 343º DIA

9 de DEZ.

Assim age quem realmente crê “Porque assim diz o SENHOR, Deus de Israel: A farinha da tua panela não se acabará, e o azeite da tua botija não faltará, até ao dia em que o SENHOR fizer chover sobre a terra.” (1 Reis 17.14)

A terra passava por uma seca terrível, que durou anos. Aquela mulher era viúva, não tinha quem a sustentasse, e já havia perdido a esperança de dias melhores. Estava decidida a preparar o pouco de trigo e de azeite que tinha, comer com seu filho e esperar a morte. Quando o homem de Deus chegou, ensinou àquela viúva o caminho do sacrifício e da confiança. Pediu a ela que preparasse primeiro a comida para ele. Em troca, deu apenas uma Palavra. Era a Palavra de Deus. E ela creu. Ela não disse que creu. Vemos sua crença por meio da sua obediência. “Foi ela e fez segundo a palavra de Elias; assim, comeram ele, ela e a sua casa muitos dias. Da panela a farinha não se acabou, e da botija o azeite não faltou, segundo a palavra do SENHOR, por intermédio de Elias.” (1 Reis 17.15,16) Ela não tinha nada a perder. Aquela farinha e aquele azeite eram tudo o que ela tinha, mas não resolveriam o seu problema. Deus não pede nada para tirar algo de nós, Ele nos pede o que vai provar a nossa fé. Fica evidente que se crê quando há a obediência. Caso contrário, nossa atitude mostra a nós mesmos que nossa fé é inoperante. Se aquela mulher tivesse olhado Elias com maus olhos e lhe negasse o pouco que tinha, certamente teria morrido de fome com seu filho pouco tempo depois. Porém, como ela creu e obedeceu a direção do homem de Deus, viu o impossível se materializar em sua vida.

Deus quer cumprir a Palavra dele em sua vida. Tome uma atitude de fé mediante a Palavra que Ele lhe der.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 344º DIA

10 de DEZ.

Falsa impressão “Os néscios são mortos por seu desvio, e aos loucos a sua impressão de bem-estar os leva à perdição. Mas o que Me der ouvidos habitará seguro, tranquilo e sem temor do mal” (Provérbios 1.32-33)

Se você tem enfrentado lutas, dê graças a Deus por elas, pois as batalhas que enfrenta o livram da “impressão de bem-estar” que leva os loucos à perdição. Loucos, pois acreditam que estão bem e que não precisam de Deus. Loucos, pois não se preocupam com o futuro de sua alma. Loucos, pois acreditam que podem viver sem Deus, baseados em seus próprios conselhos ou nos conselhos deste mundo. A obediência à Palavra de Deus por meio da fé consciente traz sabedoria capaz de conduzir os homens de acordo com a vontade de Deus. A Palavra que sai da boca de Deus não tem o objetivo de limitar ou fanatizar o ser humano. Pelo contrário, ela traz vida. Ela traz liberdade e amplia a visão. É isso o que acontece quando você dá ouvidos a Deus. Quem dá ouvidos à Palavra de Deus, obedecendo e vivendo pela fé, habitará seguro, tranquilo e sem temer o mal. Nos dias em que vivemos, isso é um grande privilégio. A violência está por toda parte, o medo define a vida das pessoas. A ansiedade constante faz com que as palavras “tranquilidade” e “segurança” pareçam sonhos distantes, tesouros inalcançáveis. Porém, por meio da fé viva no Deus vivo, é possível alcançar esse tesouro.

Dê ouvidos à Palavra de Deus e receba a segurança e tranquilidade que vem por meio da fé.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 345º DIA

11 de DEZ.

Senhor, mesmo? “Por que Me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?” (Lucas 6.46)

Jesus só é senhor daqueles que O obedecem. O apóstolo Paulo explica da seguinte maneira: “Não sabeis que daquele a quem vos ofereceis como servos para obediência, desse mesmo a quem obedeceis sois servos, seja do pecado para a morte ou da obediência para a justiça?” (Romanos 6.16). Você se torna servo daquele a quem você se oferece para obedecer. Se obedece aos seus instintos, você é escravo dos seus instintos. Se obedece ao medo, torna-se escravo do medo. No tocante a Deus, ou você obedece ou desobedece. Não há meio termo. Se desobedece a Deus, obedece ao diabo. Se obedece a Deus, desobedece ao diabo. Os que fazem o que Jesus manda têm o direito de chamá-Lo de Senhor. Os que não fazem o que Ele manda, não são Seus servos. São servos de seus umbigos e, por tabela, servos de satanás. Se você tem resistido à Palavra de Deus por não querer largar um erro, por não querer sacrificar suas vontades, por não querer abrir mão de sua velha vida, de seus conceitos antigos, de sua imagem perante os outros, de sua religiosidade ou de suas preocupações e ansiedades, hoje tem a oportunidade de fazer a escolha certa, para que Jesus seja verdadeiramente o seu Senhor.

Seja coerente, suas palavras devem acompanhar suas atitudes. Se chama Jesus de Senhor, deve fazer o que Ele manda.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 346º DIA

12 de DEZ.

Honrando ao seu Senhor “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares.” (Provérbios 3.9,10)

A primeira coisa que você faz com o dinheiro que recebe geralmente é a que considera mais importante e urgente. Ninguém honra a alguém com seus bens e com a primeira parte de sua renda se esse alguém não for a pessoa mais importante de sua vida. É extremamente difícil manter-se fiel nos dízimos e nas ofertas quando não se coloca Deus em primeiro lugar. Por isso cremos que essa atitude manifesta a nossa fé. Ofertar não é simplesmente dar dinheiro para manter a obra da Deus. Deus não pede dízimos e ofertas pelo dinheiro, mas por aquilo que simbolizam. O dízimo representa o dizimista. Separado para Deus, pertencente ao Senhor, totalmente entregue no Altar, em símbolo de fidelidade e respeito. A oferta representa o ofertante, que entregou sua vida sem reservas, por amor e pela fé no Senhor Jesus. O ofertante que se entrega porque crê na Palavra que ouviu. Quando você se coloca como a própria oferta diante de Deus, passa a ter o direito de receber tudo o que Ele tem. É toma lá, dá cá. A lei fixa da qual ninguém pode fugir. Quem faz o que é bom, colhe o que é bom. Quem faz o que é mau, colhe o que é mau. Se honra a Deus com seus bens, se encherão fartamente os seus celeiros e transbordarão de vinho os seus lagares. Ter celeiros fartamente cheios é ser abençoado financeiramente. Ter lagares transbordando de vinho representa alegria abundante e duradoura. Isso apenas a verdadeira manifestação da fé é capaz de conquistar.

Uma vida de prosperidade e alegria que problema algum será capaz de tirar é promessa aos filhos de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 347º DIA

13 de DEZ.

O poder da determinação “Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que não se veem.” (Hebreus 11.1)

Em Marcos 5.25-34 encontramos a história de uma mulher desacreditada. Tudo o que se podia fazer foi feito, e... nenhum resultado. Doze anos de hemorragia diária pareciam uma eternidade. Médicos, remédios e até medicina alternativa haviam consumido todos os seus recursos, e... nada. Familiares, vizinhos e amigos não puderam ajudá-la; palavras de esperança e conforto não adiantaram. Mas alguém lhe falou de Jesus, suas forças foram recobradas, sua fé renasceu e ela agiu; em busca do Desconhecido Poderoso. Apesar da condição física extremamente debilitada, somada às dificuldades de viagem, ainda assim não a impediram de vencer as barreiras e chegar até Jesus. Nem mesmo a multidão ao redor dEle a fez desistir. Suas convicções eram tão fortes que, expondo ou não o seu problema, nada poderia impedi-la de receber o milagre; já havia determinado isso; “Se tão somente tocar na Sua roupa, serei curada.” E aconteceu! Exatamente como ela havia determinado. O Espírito de Deus está buscando gente determinada, convicta, decidida, arrojada, ousada, valente e corajosa para manifestar Suas Grandezas; gente que assuma a fé independentemente das dificuldades. Em cada milagre há uma guerra entre as convicções pessoais e as circunstâncias aparentes. Quem crê nas Promessas cobra de Quem prometeu; luta com as armas da fé e conquista, “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós as ideias de fraquezas” (2 Coríntios 10.4). Quem não crê tenta, experimenta, arrisca, aventura, ou conta com a sorte.

O Espírito de Deus está buscando gente que assuma a fé independentemente das dificuldades.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 348º DIA

14 de DEZ.

Pacto eterno “Inclinai vosso ouvido, e vinde a Mim; ouvi, e a vossa alma viverá; e farei convosco um pacto eterno (...)” (Isaías 55.3)

Criamos o hábito de ouvir o mundo, ouvir as circunstâncias, ouvir a voz que diz: “não posso”, “é impossível”, “é muito difícil”, “não vai dar certo”, “será?”, “duvido”, etc. No entanto, se você seguir o conselho do Espírito de Deus hoje, sua vida poderá mudar ainda este ano. Em vez de dar atenção às vozes deste mundo e às vozes de medo e dúvida que povoam sua mente, incline seu ouvido e ouça a voz de Deus. A voz da dúvida traz morte. Morte da alma. A voz de Deus traz vida. Vida eterna. A sua alma viverá. E o próprio Deus fará com você um pacto eterno. Pacto de fidelidade. Se você tem esse pacto com Deus, ele é eterno. Não tem prazo de validade; não expira; não caduca; não estraga; não apodrece. Com Deus, pacto feito é pacto cumprido. Você pode cobrar o cumprimento da promessa, porque Ele é fiel. Essa é uma atitude de fé. Ninguém cobra cumprimento de uma promessa em que não acredita. Se você ainda não fez esse pacto, faça agora. Dê atenção à Palavra de Deus, ouça o que Ele tem a dizer. E vá até Ele. O pacto só é feito com quem se dispõe a segui-Lo; com quem se dispõe a obedecê-Lo. Então, você terá vida. Vida abundante neste mundo; vida feliz e completa; e vida com Ele na eternidade.

O pacto com Deus é eterno. Não tem prazo de validade, você pode cobrar o cumprimento da promessa, porque Ele é fiel.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 349º DIA

15 de DEZ.

Você se sente sozinho? “E Aquele que Me enviou está comigo, não me deixou só, porque Eu faço sempre o que Lhe agrada.” (João 8.29)

Se você tem se esforçado para fazer sempre o que agrada a Deus, você não está sozinho. Ainda que se sinta sozinho, saiba que Deus está com você. Agora mesmo, neste momento, Ele está ao seu lado. Ele não deixa sozinhos os Seus filhos que fazem sempre o que Lhe agrada. Não dê atenção ao sentimento de solidão. Não alimente a sensação de tristeza. Use a sua fé para lutar contra esse sentimento. Use a sua convicção naquilo que está escrito. Buscando fazer sempre o que agrada a Deus, você tem a certeza de poder contar com Ele em todas as situações. O mundo pode se voltar contra você, seus parentes podem rejeitá-lo, seus amigos podem lhe virar as costas, mas você segue em frente, sabendo que não está sozinho e que a sua fidelidade a Quem o enviou será recompensada. Você tem a garantia da presença dEle dirigindo seus passos hoje. E, ao se manter nessa fé, tem também a garantia da presença dEle com você por toda a sua vida e por toda a eternidade. Isso vale qualquer luta. Qualquer dificuldade fica pequena diante dessa certeza gloriosa. Você tem parceria com o próprio Deus. Medite nessa afirmação, atentamente: você tem parceria com o único Deus, o Todo-Poderoso, o Criador de todo o universo.

Buscando fazer sempre o que agrada a Deus, você tem a certeza de poder contar com Ele em todas as situações.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 350º DIA

16 de DEZ.

A libertação definitiva “Chegando a Leí, os filisteus lhe saíram ao encontro, jubilando; porém o Espírito do SENHOR de tal maneira se apossou dele, que as cordas que tinha nos braços se tornaram como fios de linho queimados, e as suas amarraduras se desfizeram das suas mãos.” (Juízes 15.14)

Os inimigos estavam felicíssimos. Finalmente haviam capturado Sansão. Porém, a felicidade deles durou muito pouco. O Espírito do Senhor se apossou dele de tal maneira que aquilo que o prendia se tornou algo desprezível. A força de seus inimigos se tornou em fraqueza. O que estava amarrado se desfez. Facilmente ele se libertou. Quando o Espírito de Deus se apossa de uma pessoa, ela fica livre de todas as suas amarras. Sob a ação do Espírito Santo, não há nada que você não possa fazer, nada é impossível, nada é difícil, nada é mais forte do que você, porque nada é mais forte do que o Espírito de Deus. Assim, não há dificuldade que possa parar aquele que está cheio do Espírito Santo. Assim como os filisteus não puderam conter Sansão enquanto ele se manteve fiel a Deus, não há limitação alguma para aquele que tem o Espírito de Deus. Não há maldição, não há barreiras, não há insegurança capaz de segurar um filho de Deus, movido pela revolta legítima do Espírito. Revolta contra as amarras. Revolta contra aquilo que o mantém preso, que o mantém limitado enquanto o próprio Deus já o libertou. “Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.” (Gálatas 5.1) Quem decide se vai ou não se submeter ao jugo de escravidão é você mesmo. Se já foi liberto por Cristo, se já é filho de Deus, à primeira tentativa de ser amarrado pelo mal, surge a revolta do Espírito, que o faz despedaçar facilmente as cordas da escravidão.

Permanecer firme no Espírito Santo é a única garantia de libertação permanente.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 351º DIA

17 de DEZ.

Onde mora a luz “(...) Ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes. Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com Ele mora a luz.” (Daniel 2.21,22)

Deus pode transformar a vida daquele que está em trevas, pois com Ele mora a luz. A luz dEle está à disposição de todo aquele que O buscar. Quem está em trevas, sem conseguir enxergar perspectiva alguma para a sua vida, tem nEle a chance de encontrar luz para o seu caminho. Ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes. Sábio é aquele que reconhece que tem necessidade de Deus. Sábio é aquele que tem profundo respeito por Deus e reconhece sua necessidade de tê-Lo. Inteligente é o que crê. Inteligente é o que sabe que não sabe coisa alguma. A quem teme a Deus e crê em Suas promessas, Ele dá sabedoria e entendimento. Entendimento da Sua Palavra, para saber se conduzir na disciplina do Altíssimo e viver a vida que Ele promete a Seus filhos. A vida daquele que está na luz. Onde está a luz, não há lugar para escuridão. Na mente iluminada não há espaço para a escuridão das dúvidas, não há espaço para hesitação, medo ou desespero. Aquele que se mantém firme no esconderijo do Altíssimo tornase a própria luz. A luz deste mundo de trevas. A luz trazida do Pai das luzes. “Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em Quem não pode existir variação ou sombra de mudança.” (Tiago 1.17)

Torne-se a própria luz, fazendo uma aliança com o Pai das luzes.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 352º DIA

18 de DEZ.

Cuidado com a boca “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.” (Efésios 4.29)

O versículo de hoje é muito usado para alertar os cristãos a não falarem palavrão. No entanto, “palavra torpe” é muito mais do que palavrão ou palavras de baixo calão. Palavra torpe é toda palavra que não é boa para edificação. Palavras de dúvida, palavras negativas, palavras maliciosas, palavras depreciativas. Fale coisas boas, palavras que edificam, palavras de fé, conforme a necessidade – seus lábios não precisam se mover o tempo todo. Melhor falar palavras úteis do que falar palavra torpe. Mas é melhor não falar nada do que falar abobrinha. Que tal a partir de hoje limitar as palavras que saem de sua boca (ou de seu teclado, no caso das coisas que escrever na internet ou no celular) apenas àquilo que é positivo e capaz de edificar e transmitir graça aos que ouvem? Nada de transmitir desgraça. Esqueça as reclamações, as murmurações, as fofocas e as palavras negativas e de desânimo. Monitore suas palavras e seus pensamentos. Mantenha a mente fixa na Palavra de Deus. “Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.” (Filipenses 4.8)

Monitore seus pensamentos e limite suas palavras ao que for útil.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 353º DIA

19 de DEZ.

A ira de Deus “Orarás naquele dia: graças te dou, ó SENHOR, porque, ainda que Te iraste contra mim, a Tua ira se retirou e Tu me consolas.” (Isaías 12.1)

A ira de Deus se retira quando há arrependimento. Esse é o cristão que vive em paz. O Senhor o libertou, o transformou e fez dele a morada do Seu Santo Espírito. Esse tipo de cristão vive em paz com sua própria consciência. Pouquíssimos cristãos vivem assim, embora seja essa a vontade de Deus para todos os que se aproximam dEle. Em uma turma bem maior está o cristão que conhece a Bíblia e até frequenta a igreja, mas que, ainda assim, vive submetido ao engano. Sobre ele, permanece a ira de Deus. A ira de Deus não está sobre os que não conhecem a Verdade. A ira de Deus está sobre aqueles que conhecem a verdade, mas vivem a mentira. Deus é Verdade. Quem anda na verdade, obviamente está sujeito ao Senhor Jesus e vai colher os frutos dessa obediência. O diabo é o pai da mentira. Quem anda na mentira, está sujeito ao pai da mentira e colhe seus frutos. “Ninguém vos engane com palavras vãs; porque, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência” (Efésios 5.6). Que hoje cada um se analise à luz da Palavra de Deus. Se você está vivendo essa situação, olhe bem para a sua vida. Mude de atitude agora mesmo, sem deixar para amanhã, para que a ira de Deus seja removida de sua vida e você seja consolado pelo Espírito Santo. Só você pode se ajudar. Abandone a mentira e o pai da mentira. Não espere que a chuva de graça caia sobre a sua cabeça independentemente de você obedecer ou não. Há que se obedecer e viver sob a disciplina do Altíssimo para alcançar a salvação. É questão de vida ou morte.

A graça de Deus vem apenas sobre aqueles que obedecem.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 354º DIA 20 de DEZ.

A restituição “Restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo destruidor e pelo cortador, o Meu grande exército que enviei contra vós outros.” (Joel 2.25)

Os filhos da desobediência vivem sob a interferência desse exército de gafanhotos. Anos são consumidos rapidamente, como gafanhotos consomem plantações inteiras em poucos instantes. No entanto, a promessa aos que escolhem abandonar a desobediência e se voltam ao caminho da obediência, é de restituição de cada um desses anos consumidos. Àqueles que seguem fiéis à aliança que fizeram com Deus, todas as palavras que vêm do trono do Altíssimo são de multiplicação e abundância: “Em lugar da vossa vergonha, tereis dupla honra; em lugar da afronta, exultareis na vossa herança; por isso, na vossa terra possuireis o dobro e tereis perpétua alegria.” (Isaías 61.7) Restituição do que foi consumido pelo mal, dupla honra, herança, o dobro de posses e alegria eterna. Nada que venha do Deus Todo-Poderoso pode ser pequeno. Nada do que vem dEle pode ser mesquinho. Essas promessas são para os que creem, para os que creem e se submetem à Palavra do Altíssimo. Se você crê e tem obedecido, pode requerer diante de Deus o cumprimento dessa promessa. Pode ter de volta os anos consumidos pelo mal; anos em que você viveu longe da disciplina do Santo de Israel. Não aceite menos do que Deus tem prometido àqueles que servem a Ele.

Ao que escolhe o caminho da obediência há a promessa de bênçãos multiplicadas.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 355º DIA

21 de DEZ.

Você está em uma situação ruim? “Os patriarcas, invejosos de José, venderam-no para o Egito; mas Deus estava com ele e livrou-o de todas as suas aflições, concedendo-lhe também graça e sabedoria perante Faraó, rei do Egito, que o constituiu governador daquela nação e de toda a casa real.” (Atos 7.9,10)

De irmão rejeitado a escravo, de escravo a presidiário. Aparentemente, a situação de José estava apenas piorando. Parecia não haver mais saída. Porém, quando se está com o Rei dos reis, não há situação ruim. Mesmo na prisão, José se destacou e foi honrado. Não se revoltou contra Deus, não abateu o seu espírito. Manteve a sua confiança e experimentou o impossível. Como um escravo e ex-presidiário poderia ser elevado a um posto tão alto? É o que Deus faz. “Ele ergue do pó o desvalido e do monturo, o necessitado, para o assentar ao lado dos príncipes” (Salmos 113.7,8). Mesmo diante das situações adversas, aquele que é de Deus não desiste. Pode se revoltar contra a situação, mas nunca contra Deus. Mesmo no meio da prisão, ele é honrado. O filho de Deus se destaca positivamente onde estiver. Porque Deus é com ele, fará questão de mostrar que esse é o Seu escolhido. Ainda que você seja, para o mundo, o último dos últimos, como José, escravo e prisioneiro, não há limites para o que Deus pode fazer por meio de Seus filhos. “Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus.” (1 Coríntios 1.27-29)

Quando se está com o Rei dos reis, não há situação ruim. Até o que parece ruim se transforma em bênção.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 356º DIA

22 de DEZ.

Em que você tem pensado? “Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra.” (Colossenses 3.1,2)

Os versículos de hoje não nos orientam a viver alienados, mas a manter a mente pura. Estamos às vésperas da festa que dizem comemorar o nascimento de Jesus. No entanto, o que se vê nas ruas são pessoas irritadas, ansiosas por comprar presentes e itens para a ceia, superlotando lojas e supermercados. Quem está pensando nas coisas do Alto? Quem está buscando as coisas do Alto? Antes, estão buscando as coisas deste mundo. Por aí dá para se ter uma noção da hipocrisia dessa data, que tem origem pagã, embora venha disfarçada de cristã (se tiver curiosidade, pesquise a origem do natal). Pensar nas coisas do Alto é manter a mente pura. Manter os pensamentos ligados aos pensamentos de Deus. Viver pela fé e obediência à Palavra de Deus. Longe das picuinhas deste mundo. Em meio aos problemas, usar a fé para se livrar deles. Agir de acordo com a Palavra de Deus. Agir em confiança na Palavra dAquele que não pode mentir. Ande na contramão deste mundo, sem deixar que as preocupações do dia a dia roubem a sua fé. Medite diariamente na Palavra do Altíssimo, pratique aquilo que aprender, dia após dia, com a sua mente ligada nos interesses de Deus, dirigindo sua vida de acordo com a vontade dEle. Viva pela fé e blinde suas emoções contra o sentimentalismo e o consumismo típicos desta época do ano. O seu próximo ano será reflexo das escolhas que fizer hoje.

Mantenha a sua mente pura.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 357º DIA

23 de DEZ.

O segredo do nosso trabalho “Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados; dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.” (Lucas 6.37,38)

O senhor Jesus aqui deixou clara a maneira como Ele nos vê. Se eu julgo, serei julgado. Se não julgo, não serei julgado. Se eu condeno, serei condenado; se eu não condeno, não serei condenado. Se eu perdoo, serei perdoado; se eu não perdoo, não serei perdoado. Em outras palavras, toma lá, dá cá. O que eu der, vou receber. Se eu sou uma pessoa de caráter, vou ser beneficiado por esse bom caráter. Se eu tenho um mau caráter, serei prejudicado por meu mau caráter. Como sou com os outros, os outros serão comigo. Se eu faço o que agrada ao diabo, dou ao diabo permissão para desgraçar a minha vida. Se eu faço o que agrada a Deus, dou a Deus permissão para me abençoar. O Senhor Jesus fala em “dar”. Dar. Esse é o segredo da Universal. É o segredo do nosso trabalho. Estamos preocupados em dar, porque quanto mais damos, mais iremos receber. Como cobrar de Deus mudança em seu casamento se você não tem feito a sua parte? Se você não quer mudar antes que o outro mude? Como quer ser valorizado em seu trabalho se não faz o seu melhor? Se no trabalho você enrola, nenhuma oração será capaz de beneficiá-lo. Dar o seu melhor faz com que sua oração seja ouvida. Um trabalho feito de qualquer jeito, não dá a você crédito algum para pleitear justiça diante de Deus. Dê e você receberá. Dê o seu melhor e receberá o melhor de Deus. Ele não fica devendo a ninguém. Ele recompensa os que O servem.

O segredo da transformação da sua vida é aprender a dar. É a única forma de receber algo de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 358º DIA

24 de DEZ.

Quem mandou? “Quando vindes para comparecer perante Mim, quem requereu o só pisardes os Meus átrios? Não continueis a trazer ofertas vãs; o incenso é para Mim abominação, e também as Festas da Lua Nova, os sábados, e a convocação das congregações; não posso suportar iniquidade associada ao ajuntamento solene.” (Isaías 1.12,13)

No texto bíblico de hoje, Deus demonstra ter nojo de coisas que Ele próprio instituiu que Seu povo fizesse. Por quê? A primeira e a última frase dão a resposta a essa questão. “Quando vindes para comparecer perante mim, quem requereu o só pisardes os Meus átrios?” Em outras palavras, quem mandou vocês simplesmente virem à igreja? Quem disse a vocês que isso era suficiente para que Eu os aceitasse? “Não posso suportar iniquidade associada ao ajuntamento solene.” Deus odeia a hipocrisia. Por fora, o ajuntamento solene, todos com aparência de santidade; por dentro, toda sorte de malícia, maldade e pecados dos quais a pessoa não quer se livrar. Não adianta a frequência na igreja, não adianta dar dízimos, não adianta orar e ler a Bíblia se não praticar aquilo que o Senhor mandou que fizéssemos. “Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos Meus olhos; cessai de fazer o mal. Aprendei a fazer o bem; atendei à justiça, repreendei ao opressor; defendei o direito do órfão, pleiteai a causa das viúvas.” (Isaías 1.16,17) Muito mais do que fazer caridade, manifestar o caráter de Deus. Atender à justiça também é perdoar, livrar-se das mágoas, fazer o que é certo. Aprender a fazer o bem, fazer pelos outros o que gostaria que fizessem por você. Ser sincero, íntegro, de caráter ilibado, irrepreensível, fiel e justo. Sem o caráter de Cristo e a manifestação da fé, nada do que se poderia fazer para Deus tem sentido.

Se empenhe em manifestar o caráter de Cristo onde você estiver.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 359º DIA

25 de DEZ.

Comemorar o quê? “(...) este povo se aproxima de Mim e com a sua boca e com os seus lábios Me honra, mas o seu coração está longe de Mim, e o seu temor para Comigo consiste só em mandamentos de homens, que maquinalmente aprendeu (...)” (Isaías 29.13)

Hoje, para o mundo, é Natal. Não é uma festa originalmente cristã; foi absorvida pelo catolicismo, e a tradição se estendeu à maioria das igrejas evangélicas. A tradição faz as pessoas crerem em um tal “espírito natalino”, que traria coisas como união, fraternidade, etc. Todo mundo troca presentes e se reúne para cear. Mas no dia seguinte já estão brigando novamente. De que adiantam as festas? De que adianta o espírito natalino? Que espírito maligno é esse? As pessoas honram umas às outras com presentes, mas a Deus só honram da boca para fora. Quantas brigas não acontecem na noite de Natal? Quantas mortes? Quantas decepções? Muitos vão à igreja, oram, jejuam, enfim, fazem tudo aquilo que possa caracterizá-las como boas praticantes da religião. Entretanto, continuam distantes do Criador. E permanecerão distantes, não importa o quanto se esforcem em praticar os mandamentos mecanicamente. Deus não olha o nosso exterior, nossa religiosidade. Deus olha o nosso interior e se agrada da nossa sinceridade. O dia 25 de dezembro não é a data do aniversário de Jesus, mas, ainda que fosse, não há em nenhum lugar da Bíblia mandamento para festejarmos o nascimento de Cristo. No entanto, por todo o Texto Sagrado encontramos alertas para que cultivemos um coração puro e sincero e nos mantenhamos distantes da hipocrisia.

Deus não está minimamente interessado que se comemore o Natal; o que Ele quer é que você seja sincero e transparente diante dEle.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 360º DIA

26 de DEZ.

A maior de todas as guerras “E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. Então, o tentador, aproximando-se, Lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães. Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.”

(Mateus 4.2-4)

A cada proposta do mal, Jesus rebatia, dizendo: “Está escrito”, completando com a Palavra que destruía a palavra de dúvida. Por isso Ele tinha propriedade para dizer que o homem viverá da Palavra que procede da boca de Deus. Ainda hoje, o diabo sopra palavras de dúvida. A partir daí, a luta se desenrola dentro de você, contra você mesmo. A palavra que enfraquece chega ao fundo do seu coração. Aí está a maior guerra de cada um de nós. Mas quem usa a inteligência apela para a receita que Jesus nos ensinou. Ele venceu usando apenas a Palavra. A Palavra de Deus é o pensamento de Deus. Quando começa a usar o pensamento de Deus contra os pensamentos de dúvida, você começa a vencer. Deixe de pensar os pensamentos que o diabo tem soprado em sua mente e você verá a mudança na sua vida. A sua vida muda quando os seus pensamentos mudam. Você quer tomar posse de uma vida transformada? Pense os pensamentos de Deus. Para se manter firme e alcançar as promessas, deve-se lutar essa batalha diária, usando essa receita infalível que o Senhor Jesus ensinou. Os pensamentos de Deus, contra os pensamentos de dúvida. A convicção que nos move contra o medo que nos paralisa. Essa escolha só você pode fazer. Deve fazê-la hoje e a cada dia de sua vida, a cada novo passo que a fé exigir. A qual palavra você vai ouvir? A voz das trevas ou a voz de Deus?

Use a receita que Jesus nos ensinou: vença as dúvidas usando a Palavra de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 361º DIA

27 de DEZ.

Receita para o novo ano dar certo “Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.” (Miquéias 6.8)

Sua determinação em andar humildemente com Deus, obedecendo à Sua Palavra e andando em Seus caminhos garantirá que este ano termine bem e que tudo dê certo no próximo ano. Se seus pensamentos e suas atitudes não evoluírem, você continuará parado no mesmo lugar. Essa é a realidade. Em outra passagem, Moisés detalha melhor o que Deus quer de nós: “Agora, pois, ó Israel, que é que o SENHOR requer de ti? Não é que temas o SENHOR, teu Deus, e andes em todos os Seus caminhos, e O ames, e sirvas ao SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração e de toda a tua alma, para guardares os mandamentos do SENHOR e os Seus estatutos que hoje te ordeno, para o teu bem?” (Deuteronômio 10.12,13) Para o seu bem. Deus não exige obediência para dificultar nossa vida. Deus exige obediência para o nosso próprio bem. Porque é o único caminho para uma vida que valha a pena viver. Sem depressão, sem ansiedade, sem desespero, sem solidão. Vida de prosperidade, de paz interior, de alegria que ninguém poderá tirar. Quem não quer isso? Um próspero ano novo só é possível se você se mantiver firme nessa fé. Então, não desvie seus olhos do Alvo. Medite nesses versículos de hoje e os coloque em prática. Muito mais do que desejar (já que só desejar não adianta nada), siga esses passos para um ano novo feliz.

O que Deus pede de nós não é muito. Ele não pede para nos atrapalhar, mas para o nosso bem.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 362º DIA

28 de DEZ.

Preparando um novo ano “O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal; porque a boca fala do que está cheio o coração.” (Lucas 6.45)

Se suas palavras têm sido negativas, maldosas ou de dúvida é porque seu coração está cheio dessas coisas. E se o seu coração está cheio dessas coisas, é porque sua mente está cheia delas. A sua reação aos problemas, às situações e às atitudes dos outros é que vai mostrar se você tem confiado ou não em Deus. Se tem agido por sua própria sabedoria ou buscado a sabedoria do Alto. Se você age com egoísmo, se guarda mágoa, olha com maus olhos ou planeja vingança contra quem o prejudica, o que espera colher? Quem é de Deus pensa com os pensamentos de Deus. Se quiser colher coisas boas, terá de plantar coisas boas. E isso começa em sua mente. Deus nos dá os pensamentos dEle para que possamos praticá-los. A obra do Espírito de Deus acontece de dentro para fora. Não é um passe de mágica. Não vem na facilidade e não se mantém na facilidade. Se você faz uma lipoaspiração ou uma redução de estômago esperando ter um corpo esguio, mas não controla sua alimentação depois, vai engordar tudo novamente. O resultado da cirurgia pode ser maravilhoso por um tempo, mas não se mantém sem esforço, sem obediência à dieta prescrita pelo médico. Na vida espiritual é a mesma coisa. Se você faz o que não deve fazer, vai colher os frutos daquela desobediência. Um novo ano de prosperidade, paz e alegria depende de você manter a sua mente em sintonia com os pensamentos de Deus. Mudando a sua mente e mantendo a obediência à Palavra de Deus, você conseguirá o progresso que tanto deseja.

Para garantir um novo ano ainda melhor que o anterior, é necessário manter a mente em sintonia com os pensamentos de Deus.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 363º DIA

29 de DEZ.

Enquanto dormem “Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos Seus amados Ele o dá enquanto dormem.” (Salmos 127.1,2)

Nesta época do ano, muitos fazem planos para o próximo ano. Porém, entra ano, sai ano, e os problemas continuam ou aumentam. Nada do que você fizer lhe trará alguma mudança duradoura ou a realização de seus sonhos se Deus não estiver à frente. A Palavra de Deus diz claramente que se o Senhor não construir a sua vida, todo o seu trabalho em tentar construí-la será inútil. Se a sua segurança não estiver nEle, qualquer tentativa de segurança na força de seu próprio braço será inútil. Inútil também será se matar de trabalhar para conseguir prosperidade financeira. Até pode conseguir, mas a qualquer momento, tudo poderá desmoronar. Não há segurança longe de Deus. Aos seus amados, Ele dá o sustento enquanto dormem. Isso não significa que você não tenha que trabalhar. Pelo contrário, Deus só dá o sustento aos seus filhos enquanto dormem, porque eles obedecem às Suas palavras. Eles descansam em Deus. Ainda que fisicamente trabalhem tanto quanto os outros, têm energia de sobra, pois descansam na confiança do Altíssimo. Por confiarem nEle e dependerem dEle, o próprio Deus supre suas necessidades. Se você decidiu viver na dependência de Deus, então viva na dependência de Deus. Coloque Ele em primeiro lugar em sua vida, todos os dias, em todas as situações. Use a sua fé em todos os momentos, pois o justo viverá pela sua fé.

Coloque Deus em primeiro lugar em sua vida, todos os dias.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 364º DIA

30 de DEZ.

O novo pacto “Ninguém vos engane com palavras vãs; porque, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.” (Efésios 5.6)

Dificilmente se vê alguém falar sobre a ira de Deus. O assunto soa como

assombração nas igrejas. Parece que o medo de perder membros obriga pregadores a omitirem o assunto. Misericórdia, amor e a graça de Deus estão sempre em pauta nos púlpitos. São assuntos atraentes que satisfazem todos os públicos. Não incomodam ninguém. Nem ao inferno. Antes, sensibilizam e causam sensação de que o Deus-Papai do Céu, no final das contas, vai abrir a porta geral. É difícil imaginar a ira de Deus quando Sua própria Palavra diz que Ele é amor (1 João 4.8;16). Mas o fato é que Ele é tanto amor quanto justiça. E jamais tolera injustiça ou pecado. Quem conhece e crê na verdade, mas vive na mentira, está brincando de fé. Israel enfadava o SENHOR com pensamentos idiotas achando que a observância das tradições religiosas compensavam seus pecados. É o que tem acontecido entre muitos crentes. Pensam que o amor e a graça de Deus cancelam suas carnalidades. Esquecem que O SENHOR é longânimo e GRANDE em misericórdia, que perdoa a iniquidade e a transgressão, ainda que não inocenta o culpado (...) (Números 14.18) Que ninguém conte com a benevolência e compaixão de Deus para se manter no pecado, porque a ira de Deus se revela sobre todos os rebeldes, filhos da desobediência. Aproveite o final do ano para fazer um exame de sua consciência e firmar uma nova aliança com Deus. Na Universal, temos uma reunião na virada do ano em que participamos da Santa Ceia. É uma grande oportunidade para os escravos do pecado se libertarem e começarem uma nova vida.

Aproveite a oportunidade de fazer um pacto de viver na verdade.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO 365º DIA

31 de DEZ.

Preparando o fim “Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se. E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim. Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro], para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas.” (Apocalipse 22.11-14)

As pessoas se preocupam muito com o final do ano. Elas se planejam para esse fim, sabem que assim que um ano termina, outro começa, e querem se certificar de que o próximo ano será melhor que o primeiro. Porém, poucos notam outro fim. O mundo como o conhecemos, em breve, acabará. E, para muitos, o fim da própria vida chegará ainda antes. Todos caminhamos para o fim. Inevitável fim. Mas poucos são os que se preparam para o fim de uma vida e início de outra vida. Vida eterna. No céu, para os que viveram em obediência à Palavra de Deus; ou no inferno, para os que viveram em desobediência. O Senhor Jesus vem. Em breve, aqueles que negaram a si mesmos e viveram pela fé, se encontrarão com Ele nas nuvens. Se quisermos a vida eterna, devemos seguir praticando a justiça e nos santificando, isto é, nos separando deste mundo de injustiça, para receber o galardão que nos foi prometido. A eternidade com Deus. É por isso que faço questão de passar a virada de ano na presença de Deus. Não há nada mais valioso ou mais importante. Não há mais nada que me acompanhará até a eternidade. Medite no texto bíblico de hoje e faça a sua parte para assegurar seu direito de entrar pelas portas, como filho de Deus, na Cidade Santa, na Glória de Deus.

Hoje é o último dia do ano. Você sabe quando será o seu último dia neste mundo?


PROIBIDA A REPRODUÇÃO


PROIBIDA A REPRODUÇÃO

Continue alimentando seu espírito

Prezado leitor, Espero que a leitura diária deste livro tenha incentivado você a conhecer mais a Palavra de Deus. Se praticou o que aprendeu, certamente experimentou Seu poder transformador. Assim, gostaria de convidá-lo a ir direto à Fonte, de onde você poderá extrair um tesouro incalculável, não apenas durante um ano, mas por toda a sua vida. Para isso, sugiro algumas dicas. Escolha um local silencioso e iluminado. Tenha consigo, além de sua Bíblia, caneta e papel. É melhor que esteja sentado, pois conseguirá se manter mais atento durante a leitura. Lute contra o sono e o desânimo, o mal usa essas armas para evitar que você estreite seu relacionamento com Deus. Antes de abrir a Bíblia, faça uma oração sincera ao Espírito Santo para que ilumine e oriente sua leitura. Não se apoie em seus conhecimentos. Quanto mais se esvaziar de si mesmo e depender de Deus, maior será seu entendimento, pois será orientado pelo próprio Autor. Medite em cada versículo. Preste atenção especial aos verbos. Todo verbo exprime uma ação. Toda ação é importante. A pontuação também é muito importante. Por isso, a leitura deve ser pausada e analítica. Outro item essencial é saber o sujeito da ação. Quem estava falando naquele trecho bíblico? Para quem aquelas palavras estavam sendo ditas? Qual é o assunto principal? Ao se deparar com uma palavra desconhecida, não interrompa a leitura, anote a palavra e, em outra oportunidade, procure o significado no dicionário. Quando ler de novo, a passagem lhe parecerá mais clara. Não existe outro livro capaz de transformar pessoas fracas, deprimidas e desajustadas em pessoas fortes, alegres e úteis à sociedade. E, principalmente, em cidadãos dos Céus. Além de ser ajudado, você também poderá ajudar outras pessoas. Quem beber dessa Fonte, jamais terá sede. Quem se alimentar desse Pão, nunca mais sentirá fome. Deus o abençoe abundantemente.


PROIBIDA A REPRODUÇÃO


PROIBIDA A REPRODUÇÃO


PROIBIDA A REPRODUÇÃO

Estrada Adhemar Bebiano, 3.610 - Inhaúma CEP: 20766-720 Rio de Janeiro/RJ Tel: (21) 3296-9300

Profile for Jac Menezes

Pao nosso para 365 dias  

Pao nosso para 365 dias  

Advertisement