Page 1

JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

O MELHOR DOS ANOS 70, 80 E 90... PARTILHADO POR QUEM OS VIVEU!

PARTILHE TAMBÉM O JACKPOT!

VAMOS CRESCER AINDA (E SEMPRE) MAIS! www.facebook.com/jackpot.portugal

2


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

SONHOS QUE SE REALIZAM A crónica de hoje, como o título sugere, é mais uma prova de que os sonhos realizam-se mesmo que não façamos muito para que tal aconteça, tal a sua pouca probabilidade de concretização. Sempre me considerei uma sortuda e este relato é só uma gotinha de tudo de bom que vem ter às minhas mãos, por obra e graça dessa coisa a que se chama destino. Em 1987 um rapazinho de origens portuguesas ganha um concurso de talentos de uma rádio local havaiana, com a interpretação de um tema de George Beson, “Nothing’s gonna change my love for you”. Glenn Medeiros tinha, então, 17 anos e eu era uma pré-adolescente com pouco mais do que 13 anos. Algum tempo depois de me “apaixonar” por este moreninho com voz mais doce que até à altura tinha entrado nos meus tímpanos, a Rádio Cidade, uma rádio local da minha cidade (Amadora), onde eu passava os meus dias, quer fisicamente, quer enquanto ouvinte assídua, lança um passatempo cujo prémio era nada mais nada menos do que jantar com o artista. Não me recordo dos contornos do passatempo, mas sei que não participei para não correr o risco de o meu sonho ser defraudado e ver outras meninas a concretizá-lo. No entanto, ganhei coragem para pedir autorização para estar presente no dia em que fosse entrevistado. Assim, nessa manhã de um sábado de Novembro lá fui eu, juntamente com a minha melhor amiga Ana para os estúdios da rádio. A pouca idade confere-nos uma leveza que mantém calmas e sem pensarmos muito em situações como estas. www.facebook.com/jackpot.portugal

3


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Não são todos os dias que uma rapariga portuguesa conhece um dos meninos do panorama musical internacional. Penso que o pouco tempo que esperámos por ele também ajudou a que os nervos não me invadissem. Lembro-me tão bem de ter pensado assim que o vi perto de mim: “Afinal é um miúdo como os meus colegas de liceu”. O Glenn não tinha tiques de vedeta. Era muito simples e afável. Oh e a sua voz a falar tão doce quanto a cantar. Não sei como não desmaiei quando trocámos duas ou três ou quatro palavras…. Só a minha amiga Ana sabe como fiquei depois. Foi muito tempo a conter a emoção… Um ano depois voltei a estar com ele e - Surprise, surprise! – ele recordava-se de mim. Nessa tarde não só tive oportunidade de pedir para que autografasse a foto tirada à porta da rádio no ano anterior, como ainda tiramos uma fotografia juntos. O mais engraçado é que tirando a minha amiga Ana, a minha irmã, primas e algumas amigas, não partilhei estes momentos com mais ninguém. Só mais tarde contei, humildemente, que tinha tido oportunidade de estar com o meu cantor preferido. Hoje, mais de vinte cinco anos depois, fui googlar o que era feito do Glenn. Ao que parece trocou as músicas pelo ensino. E agora vou ao youtube matar saudades da minha paixão de adolescência.

www.facebook.com/jackpot.portugal

4


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

AC/DC A história dos AC/DC, uma das bandas que inventou o Hard rock, começou em Sydney, na Austrália, em 1973, quando os irmãos Angus Young e Malcolm Young resolveram formar uma banda. A estreia dos AC/DC ocorreu na festa de ano novo de 1973 no clube noturno Sydney's Chequers. A formação inicial da banda era: Angus na guitarra solo, Malcolm na guitarra base, Colin Burgess na bateria, Van Knedt no baixo e Dave Evans nos vocais. A formação sofreu diversas alterações. Primeiro Colin Burgess saiu, sendo substituido por Ron Carpenter. Depois Larry Van Knedt saiu sendo substituido por Rob Bailey. Carpenter não durou muito e foi substituido por Russell Coleman, logo depois trocado por Peter Clark. Mas foi em 1974 que a banda iria ter o seu verdadeiro inicio no mundo musical. Bon Scott (vocais), Mark Evans (baixo) e Phil Rudd (bateria) entram na banda para completar a sua formação, e gravam um compacto que mais tarde seria o álbum de estreia da banda, "High Voltage", álbum este que fora gravado em apenas 10 dias. O segundo álbum, intitulado "T.N.T." é lançado em 1975 e em 1976 "Dirty Deeds Done Dirt Cheap". Em seguida, saem para a sua primeira tournée mundial, passando pela Inglaterra e outros países da Europa. O resultado foi excelente. Ambos os álbuns foram bem aceites pelos fãs e crítica especializada, fazendo com que a banda conseguisse a atenção dos media. Com o lançamento de "Let There Be Rock" em 1977, a banda passa por algumas mudanças: Mark Evans (baixo) sai da banda e dá lugar a Cliff Williams. Em 1978, a banda lança dois grandes sucessos: "Powerage" e "If You Want Blood". O ano de 1980 foi um ano de perda para os AC/DC, o vocalista Bon Scott morre, marcando para sempre a história da banda. Para substituir Bon Scott, Malcolm e Angus Young convidam Brian Johnson, e este passa a integrar a banda. Ainda em 1980, em homenagem a Bon Scott, a banda lança "Back in Black", www.facebook.com/jackpot.portugal

5


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

vendendo mais de 20 milhões de cópias só nos E.U.A.. “Back in Black” é hoje o segundo disco mais vendido da história (42 milhões de cópias) e sem duvida o álbum revelação da banda. O ano de 1981 trouxe mais mudanças. Após o lançamento de "For Those About to Rock (We Salute You)", Rudd foi substituído por Simon Wright. Ano após ano, os AC/DC continuavam a lançar álbuns. Em 1989, Simon deixou a banda para tocar com Ronnie James Dio e para o seu lugar entrou Chris Slade. Até o início dos anos 90, os AC/DC venderam mais de 80 milhões de álbuns em todo o mundo. No ano seguinte, a banda ganhou o Grammy de melhor álbum de Hard Rock com “The Razor's Edge”. O álbum “Ballbreaker” de 1995 contou com a volta do baterista Phil Rudd. Em novembro de 97 saiu uma box com 5 CD's, intitulado Bonfire, um tributo a Bon Scott. O mais recente álbum da banda foi lançado em 2000. O álbum intitulado"Stiff Upper Lip", chega ao primeiro lugar nos tops das rádios americanas, torna-se sucesso absoluto de vendas, e consegue inclusive chegar ao topo do pódio da Billboard. Em 2003, o álbum "Back in Time" é relançado e conquista o prémio da Associação da Indústria Fonográfica nos Estados Unidos, depois de ter vendido mais de 20 milhões de cópias. Em 2005, chega as lojas o DVD "Family Jewels" e os AC/DC anunciam o retorno aos estúdios. Assim, esta banda lendária tem como discografia: 1974 - High Voltage, 1975 - T. N. T., 1976 - High Voltage 1976 - Dirty Deeds Done Dirt Cheap, 1976 (relançado nos EUA em 1981), 1977 - Let There Be Rock, 1978 – Powerage, 1978 - If You Want Blood, 1979 - Highway to Hell, 1980 - Back In Black, 1981 - For Those About to Rock (We Salute You), 1983 - Flick of the Switch, 1984 - '74 Jailbreak, 1985 - Fly on the Wall, 1986 - Who Made Who, 1987 - Rare Rarer Rarities, 1988 - Blow Up Your Video, 1990 - The Razor's Edge, 1992 – Live, 1995 - Ballbreaker , 1997 – Bonfire, 2000 - Stiff Upper Lip e 2005 - Family Jewels. Passado todos estes anos, ainda nos continuam a deliciar com as suas atuações ao vivo. Sabia que: - Angus corre em palco o equivalente a cerca de 8 quilómetros? - Os AC/DC venderam cerca de 80 milhões de álbuns desde a existência da banda!? - A história do uniforme escolar de Angus surge porque, quando ele era jovem, mal chegava da escola, pegava na guitarra e saía para ir tocar, sem tirar o uniforme? - No dia 1 de outubro de 2004, uma rua de Melbourne, Corporation Lane, foi redenominada www.facebook.com/jackpot.portugal

6


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

para AC/DC Lane em homenagem à banda? E uma rua em Leganés, Espanha recebeu o nome de "Calle de AC/DC" no dia 2 de março de 2000? - As cinzas de Bon Scott foram enterradas no Freemantle Cemetery na Austrália? - A sigla AC/DC foi sugerida pela irmã de Angus quando a viu num eletrodoméstico? Ela achou que lhes assentava bem, pois AC/DC é o indicativo de corrente contínua e alternada. - O verdadeiro nome do Bon Scott é Ronald Belford? - O primeiro vocalista da banda foi Dave Evans, que gravou apenas um single, "Rockin' in the Parlour"/"Can I Sit Next to You Girl”? -Angus Young é hoje considerado o maior ícone do rock? - Bon Scott morreu afogado no seu próprio vómito, devido a uma grande bebedeira? - Depois da morte de Bon, a banda recebeu uma carta de um fã de 14 anos, dizendo que um tal Brian Johnson seria um bom substituto para Bon Scott? Após lerem a carta, Malcolm lembrou-se que a banda havia assistido a uma performance de Brian Johnson, e que na altura, Bon havia comentado sobre que grande cantor Brian Johnson era? E por causa disto, Brian foi mesmo escolhido para substituir Bon?

www.facebook.com/jackpot.portugal

7


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

8


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

A CASA DA BALBÚRDIA... Quando eu me ponho a pensar no tempo que vivi atrás, das coisas que tenho mais saudades, realmente são as comédias e as gargalhadas que soltava! Esta série é um exemplo disso! Sempre gostei de ver séries portuguesas, acho que tínhamos um elenco de atores maravilhosos, que nos prendiam ao écran, que nos faziam rir e chorar por mais, eram tempos em que tudo seria novidade e daí que também se viviam as coisas com outra intensidade! Lembro-me de ver esta família que para ganhar dinheiro, pois tinham que por as suas finanças em dia, aceitavam hóspedes ricos mas sem que a Dona da casa soubesse de tal! Então imaginam as confusões e historias enroladas que se via a cada episódio, mas o mordomo desta história era uma figura importante pois cabia-lhe a ele coordenar e tentar fazer com que fossem todos parentes distantes e que estariam ali só de passagem! Era um reboliço enorme pois a matriarca da casa não podia sequer saber do que se passava e era uma paródia o que se passava diariamente em todos os episódios! Gostava imenso ver este elenco a trabalhar, ria-me imenso e fazia-me tão bem, hoje sinto a falta de rir daquela forma e por isso fico sempre nostálgica quando volto atrás pois foram tempos em que era verdadeiramente feliz! Por hoje termino e volto sem falta para a semana trazendo um bocadinho mais desta época tão mágica e feliz! Até Terça-feira...

www.facebook.com/jackpot.portugal

9


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

10


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Bom dia, bom dia, Ontem tive um dia tão atarefado que nem tempo tive para esgalhar estas linhas. E agora, não tenho outro remédio, senão inventar qualquerr coisa em cima destes joelhos que Deus me deu e que seja minimamente do vosso / meu agrado. Ando com uma música na cabeça há uns dias, mas, infelizmente, não se enquadra no nosso espaço temporal. Eu e a minha mania dos timmings errados!!! "Portantos" vou ter que me desenrascar da melhor maneira que sei, e improvisar. Porque no improviso e na surpresa é que está o ganho! Ó se está!! Há improvisos tão bons! E por falar em bom, que tal umas dentadinhas de amor? Pois é, esta música tem um título que dá para os dois lados. Serão dentadinhas de amor, ou será que o amor morde? Eis a questão!! Enquanto pensamos se o amor morde e nos faz mal, ou nos dá dentadas e nos faz bem, vamo-nos divertindo e ouvindo esta música, que tanto me faz sorrir e sonhar! E desejar e esperar também, mas sempre tentando não enlouquecer! Beijinhos, abraços e outras manifestações de carinho mais ou menos próprias, a quem de direito,

www.facebook.com/jackpot.portugal

11


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

12


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

QUANTAS SEGUIDAS? É bem difícil parar. Mesmo quando já os músculos doem, uns breves momentos para recuperação do fôlego e... venha a próxima. Isto, claro, se ignorarmos quem não gosta. Que, quanto a mim, só pode ser porque nunca experimentou. Vá, recordem lá a primeira vez. Ainda se lembram? Eu - reconheço - achei meio estranho e pensei que ia ser uma seca. Mas foi só experimentar e fiquei taradinho! Ainda hoje, leio e releio cada uma d'«As lições do Tonecas» como se fosse a primeira vez. E vão umas quantas seguidas, quando não o calhamaço todo de enfiada. Ah pois, porque «As lições do Tonecas" não nasceram na RTP com o Luís Aleluia e o Morais e Castro, nos anos 90. Foi muito antes que as aulas de diferentes disciplinas, protagonizadas pelo irrequieto estudante - um verdadeiro hiperactivo, quando o distúrbio infantil ainda não estava na moda -, nos deliciaram. Foi mesmo ao longo de várias décadas, várias edições e publicações dispersas. O autor era José de Oliveira Cosme, que chegou a escrever também (pelo menos) um livro policial, mas sob o pseudónimo Jim O'Connor, cujas iniciais o "denunciavam". Aliás, é preciso mesmo recuar até muito cedo no Século XX para encontrar o início d'«As lições do Tonecas», que então passaram no Rádio Clube Português. Seja como for, datar o livro não é fácil, tal como é difícil ler apenas uma lição. Depois de se abrir o livro, parar só se alguém nos fechar as páginas! Ou se acabar o calhamaço. Riam-se com o original radiofónico de "Lição de Gramática" e "Lição sobre o Corpo Humano" (o som é sofrível, dependendo do computador, mas vale bem a pena), em que o próprio José de Oliveira Cosme interpretava o paciente professor. Ou leiam a "Primeira Lição de Gramática" e uma "Lição de Anatomia": http://www.classicosdaradio.com/licoesTonecas.htm E riam-se, riam-se mucho! www.facebook.com/jackpot.portugal

13


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

14


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

PÁSCOA Já aqui me assumi como católico praticante. Daí esta ser, para mim como para tantos milhões de pessoas em todo o mundo, a semana mais importante do ano. A Semana Maior, dizemos nós. Que culmina com a grande Festa da Páscoa da Ressurreição, no Domingo. Descansem que não vou aqui entrar em grandes questões religiosas. Nunca negando quem sou nem como sou... Desde há quase trinta anos, em boa hora, foi retomada na minha Paróquia de Aldoar a Visita Pascal, que todos conhecem como Compasso. No Domingo de Páscoa as cruzes levam a todas as casas o anúncio da Ressurreição de Jesus. E aí, nas casas, reúnem-se as famílias para receber festivamente a Cruz. Com toda a simpatia do mundo, frequentemente as pessoas nos convidam a comer ou a beber qualquer coisa. Uma amêndoa, uma fatia de pão-de-ló, uma b'jeca fresquinha, enfim... Imaginem o que seria, ao fim de algum tempo, se aceitássemos. Há também aqueles que nos recebem à porta, na rua, e aproveitam para beijar a Cruz a caminho de comprar a regueifa ou o jornal. E também acontecem situações, às vezes bem caricatas. Lembro-me particularmente duma, há uns bons vinte anos: Um vizinho bem conhecido, cujo estado normal não era, propriamente, estar sóbrio, recebeunos ao fundo das escadas de sua casa. E quis, obviamente, beijar a Cruz. Depois disso, gritou para a mulher que estava em casa: "Ó Maria, anda aqui dar um beijinho ao Jesus". E rematou solenemente: "É uma devoção do car****!..." Já ambos partiram. E eu imagino que Deus deve ter dado uma bela gargalhada quando os recebeu, no Céu. Sim, no Céu, porque era gente simples, humilde, mas da boa. www.facebook.com/jackpot.portugal

15


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Este Domingo há mais. E eu lá estarei, como sempre. E se houver alguma situação mais "especial", será bem-vinda. Porque, afinal, Páscoa é Alegria. É Vida... Uma Santa Páscoa para todos. Beijos e abraços e até para a semana.

www.facebook.com/jackpot.portugal

16


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

17


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

18


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

MUSEU NACIONAL DA IMPRENSA O Museu Nacional da Imprensa tem por missão inventariar e recuperar o património tipográfico e da imprensa do país, assim como promover atividades de dinamização cultural, numa perspetiva antropológica, educativa e turística. Tendo como lema “o prazer da cultura”, a missão do Museu inscreve-se também na valorização da história da imprensa e das artes gráficas, no contexto da evolução da sociedade. O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela lei do Mecenato Cultural. Está também reconhecida como instituição relevante para o desenvolvimento Científico e Tecnológico do País. Instalado na margem direita do Rio Douro, desde 1997, o Museu Nacional da Imprensa é o único museu-vivo da Península Ibérica. Possui um dos maiores patrimónios mundiais em artes gráficas, ainda em funcionamento, passível de ser manuseado pelos seus visitantes. Realiza, também, exposições temporárias ligadas a este tema e ao Cartoon. O Cartoon constitui um dos eixos do Museu, através da Galeria Internacional do Cartoon e do PortoCartoon – World Festival, realizado anualmente e considerado um dos maiores festivais de caricatura do mundo.

www.facebook.com/jackpot.portugal

19


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

O Museu Nacional da Imprensa abre as portas aos seus visitantes 365 dias por ano, entre as 15h e as 20h. "Num país onde a "cultura" que está fora das televisões tem pouca relevância pública, precisamos de ousar mudar a paisagem cultural, a partir de novos projectos e por dentro das próprias instituições culturais. Para tal, não basta que as elites se inquietem porque a Escola isto e o Governo aquilo. Todos teremos de mudar, mesmo as elites!, para que a Cultura possa ser mais mobilizadora do desenvolvimento sustentado que ambicionamos para o país. É neste quadro que o MUSEU NACIONAL DA IMPRENSA procura ser um museu diferente. Não pela diferença em si mesma, mas pelos resultados que persegue. Desde a inauguração, ocorrida em Abril de 1997, que perspetivamos a nossa atividade de forma a romper com o paradigma tradicional dos museus. O MNI abriu como o primeiro "museu vivo" do país, funciona 365 dias no ano e orienta a sua estratégia para a descentralização cultural e a internacionalização, numa linha de conquista de novos públicos."

www.facebook.com/jackpot.portugal

20


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

É PARA NÓS UM GRATO PRAZER TRAZERTRAZER-LHE AS MELHORES MEMÓRIAS DOS ANOS 70, 80 E 90 — POR ISSO AGRADECEMOS A QUEM NOS LÊ, COMENTA, PARTILHA... E FAZ PARTE DE NÓS! SE APRECIA O RESULTADO DAS (MUITAS) HORAS QUE DEDICAMOS A ESTE

SEU

ESPAÇO, AJUDEAJUDE-NOS A CHEGAR A

MAIS GENTE E A ALARGAR A “FAMÍLIA” DO JACKPOT.

CONVIDE OS SEUS AMIGOS A FAZEREM “GOSTO” NO JACKPOT!

Para tal, BASTA estar NA PÁGINA JACKPOT do FACEBOOK, ir a CRIAR PÚBLICO (em cima, lado direito, abrir a lista dos Amigos) e CONVIDAR quem acharem que gostaria de fazer parte desta nova FAMÍLIA que todos os dias, com empenho e carinho, tenta dar ainda mais sabor ao PASSADO.

Muito Obrigado... MESMO! www.facebook.com/jackpot.portugal

21

JACKPOT Magazine - 77, 21 Abr 2014  

JACKPOT Magazine - 77, 21 Abr 2014