Page 1

JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

JÁ PARTILHASTE O JACKPOT COM OS TEUS AMIGOS?

HÁ QUEM VIVA A RECORDAR.

NÓS RECORDAMOS O QUE VIVEMOS.

-

PARA PODERMOS CRESCER AINDA MAIS... PRECISAMOS DE TI! www.facebook.com/jackpot.portugal

2


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

3


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

4


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

“CARRINHOS” O mundo dos carros de brincar – aqueles “pequenititos”, presumo eu, é uma espécie de local encantado na mente de qualquer criança. E era-o também no meu outro tempo, naquele dos meus 4, 5 e 6 anos de idade. Ai, que saudade! (É bom ter-se saudade, certo?!) As posses familiares não permitiam grandes investimentos em brinquedos, nem tão pouco existia uma oferta tão vasta e aprimorada como a que escorre pelos espaços comerciais que encontramos ao virar de cada esquina, neste 2013. Ter-se um brinquedo, era quase um luxo, por mais barato e “insignificante” que fosse esse exemplar. E não me lembro de ter entrado em quartos de outras crianças – as que tinham quartos “unipessoais” eram muito poucas, ou nenhumas. – e ter dado de caras com “n” brinquedos. Naqueles meados da década de 70, os brinquedos duravam muito tempo, mesmo muito, e os exemplares de maior “quilate”, convenhamos, apareciam quando se fazia anos ou quando o Pai Natal entendia visitar-nos. Sim, era assim. E, eventualmente, dávamos aos brinquedos o valor que as crianças de hoje já não dão… principalmente ao fim de 3 minutos, se tanto! Sim, eu sei! Os tempos são outros, e há brinquedos para todos os bolsos, sejam eles - os brinquedos. - Chineses ou Franceses... (Naquela altura brincávamos muito com exemplares Portugueses, dos em madeira, pintados com tinta "normal", comprados geralmente em festas e romarias.) www.facebook.com/jackpot.portugal

5


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Mas voltemos aos “carrinhos”, aqueles bem pequenos que, quase religiosamente, me eram oferecidos numa escolha demorada (só podia trazer um) no quiosque do café Embaixador, ali para os lados dos Aliados. Era regra que, em cada Domingo que lá fosse lanchar, seria presenteado com essa benesse em nome do "portar-me bem"... Mas mesmo sendo só um, ele, o tal, conseguia preencher e bem o resto da semana, ou mesmo das semanas que se seguiam. Era um prazer poder brincar com um brinquedo "novo a estrear", por mais pequenos que fosse. E era-o. Colecção?! Não, nada disso. Não tive assim tantos. Mas cada um deles foi especial, principalmente naquela parte do sonho… E como eu sonhava com o dia em que teria um carro verdadeiro, mesmo que fosse o menos bom exemplar de todos e por mais diferente que fosse daquelas miniaturas topo de gama. Saudade? Sim, e principalmente de brincar, como se o amanhã ainda fosse um dia demasiado longínquo para merecer qualquer tipo de preocupações ou deliberações. (sorrisos)

www.facebook.com/jackpot.portugal

6


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

JIM DIAMOND Bom dia, bom dia!!! Como é que eu ainda não me tinha lembrado deste pedaço de alguma coisa mas que concerteza não será de bom caminho? Deve ser a febre que me está a fazer delirar e o fez hoje passar-me de repente pela auto-estrada das minhas memórias. Eu hoje até vinha decidida a não escrever nada, pois sinto-me como se tivesse sido atropelada por 5 camiões TIR, mas parece que os meus dedos ganharam vida próxima quando o meu cérebro se lembrou deste senhor. De aspecto estranho, ar franzino e cabelo que faz lembrar pelo de rato, Jim Diamond fez-nos chorar baba e ranho ao som do seu I Should Have Known Better. É a típica música da dor de corno, mas que o raio da música é linda, lá isso é! Aqueles ai, ai, ai, ai, ai, como que se o estivessem a espancar, em calhando dispensavam-se... ou não!! Esta música é daquelas que nunca nos deixam e numa ou outra altura das nossas vidas, lá volta ela a soar nos nossos ouvidos. É que é mesmo linda!!!!! E os meus olhos já estão também eles a ganhar vida própria, mas deve ser da constipação! Beijinhos, abraços e outras manifestações de carinho,

www.facebook.com/jackpot.portugal

7


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

8


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

“FORMIGUINHA” As pessoas não se medem aos palmos mas se a mulher quer se pequenina como a sardinha eu cá tou lixada, já que não sou pequenina. Desde que me lembro como gente que pouco me importa a aparência das pessoas, talvez porque já vi pessoas muito bem vestidas que não tinham personalidade e muito bonitas que mais valia não abrir a boquinha e por outro lado vi pessoas com ar de arrumador de carros que eram excelentes seres humanos e na verdade como diz o ditado quem feio ama bonito lhe parece (será que o amor funciona como beber uns copos a mais?). Como eu costumo dizer há de tudo neste mundo e eu ainda só vi metade. Lembro me do tempo em que a palavra ainda tinha tanto valor quanto um documento escrito ou até mais, e a mentira era usada para enganar o papá e mamã a comprar aquele cão fabuloso raçado de pastor alemão que vimos na feira, mas isso eu não era bem mentir era mais contornar a situação, até porque dizer ao papá que a mamã disse que sim sem ainda não ter falado com ela não era mentir era uma previsão positiva de um futuro próximo (era uma veia escondida de médium). Por isso na próxima vida (já que nesta cresci demais) eu não quero ser pequenina como a sardinha mas como a formiguinha mas não é uma qualquer é a formiga fenómeno. A formiga fenómeno é uma criação e produção da dupla William Hanna e Joseph Barbera, nos anos 1965 e 1966 numa série 26 episódios.

www.facebook.com/jackpot.portugal

9


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Passou na RTP1 em 1984 na versão original com legendas em Português. Para quem não se lembra ou não viu estes desenhos animados a Formiga fenómeno é conforme diz o nome uma pequena formiga muito corajosa e com super poderes, não dispensa a sua boa forma física que faz ter uma força sobrenatural e tem uma criatividade extraordinária que para resolver as complicações que surgem e lutar contra os vilões. Digam lá se não é muito mais interessante ser como a formiguinha do que como a sardinha. E que tal trocar as mentiras pela coragem, e o mundo podia ser bem diferente. Recordar o passado é bom mas criar novas recordações ainda é melhor. Vamos criar novas recordações para o amanhã, e sejam felizes hoje (agora). Beijinhos

www.facebook.com/jackpot.portugal

10


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

11


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

12


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

“...EM 1990” Outro ano cheio de acontecimentos que, verdadeiramente, mudaram o mundo. Particularmente o meu mundo foi abalado logo em Fevereiro. Vindo do nada (ou talvez não, quem sabe…) eis que um fortíssimo ataque cardíaco deixou o meu progenitor com um pé na terra, outro no céu. Foram dias e dias de angústia até, finalmente, recebermos a boa notícia de que o pior tinha passado. Ao que se consta, safou-se porque foi mais inteligente que o filho e tinha deixado de fumar há uns bons anos… Graças a Deus, a muitos cuidados e a muita medicação, o Pinheirito ainda hoje nos brinda com a sua companhia e com o seu carisma. Por muitos e bons anos, esperamos todos. Por falar em carisma, muito importante foi a libertação de Nelson Mandela, ao fim de 28 anos de prisão, devido à sua luta contra o apartheid na África do Sul. Naturalmente eleito Presidente logo após o fim daquele regime de segregação racial, aquele de quem se poderia esperar uma atitude marcada pela vingança, revelou-se uma p e r s o n a l i d a d e extremamente tolerante e conciliadora, capaz de promover a reconciliação e a concórdia. A sua frase seguinte é, verdadeiramente, sintomática: “Ninguém nasce odiando outra pessoa por causa da cor da sua pele, da sua origem ou da sua religião. Para odiar, é preciso aprender. E, se podem aprender a odiar, as pessoas também podem aprender a amar”. São homens assim que mudam o mundo… Realce merece também o lançamento, a 24 de Abril, do Telescópio Espacial Hubble, colocado em órbita pelo vaivém Discovery. As primeiras imagens mostraram que o Hubble era “míope”. Tinha um grave www.facebook.com/jackpot.portugal

13


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

problema óptico, causado pelo facto de o seu espelho principal ser liso demais. E esta, hein? Já não se pode ser perfeito… A verdade é que, resolvido esse problema, ainda hoje o Hubble faz a delícia dos cientistas com as suas descobertas nas profundezas do Universo. Eu, que nem sou cientista, fico fascinado com essas descobertas e maravilhado com as fantásticas imagens que o Hubble nos proporciona. E não ficamos todos? Outro facto que haveria de mudar o mundo foi a invasão do Kuwait pelo Iraque, a 2 de Agosto. Esta invasão provocou uma forte reacção da Comunidade Internacional dando origem, pouco tempo depois, a uma intervenção militar liderada pelos Estados Unidos, naquela que ficou conhecida como a Guerra do Golfo. Tudo porque havia petróleo em jogo, digo eu. É que, em tantas outras situações em que se justificava uma pronta intervenção da tal Comunidade Internacional, até faz dó ver o mundo a “assobiar para o lado”… Cá pela Europa e um ano depois da queda do Muro de Berlim deu-se, a 3 de Outubro, a reunificação da Alemanha. Mais que a reunificação de um País, assim se punha fim à divisão da Europa em Ocidente e Bloco de Leste, abrindo caminho à unificação do Velho Continente. Um caminho bem difícil, como ainda hoje podemos constatar… Menos difícil, apesar de todos os contratempos, foi a construção do Túnel da Mancha, que liga a Inglaterra e a França. No primeiro dia de Dezembro, operários ingleses e franceses encontraram-se a meio do túnel, ligando os dois lados desta obra tão importante para a Europa. “Hi there”, disse um inglês. “O quê???”, terá dito um operário do lado francês… Para acabar, tenho que vos dar nota de um facto muito desagradável. Não é que a Marinha Real da Nova Zelândia acabou com a ração diária de Rum aos seus marujos? Lá como cá, as questões orçamentais a impor a sua lei. Mas o tempo por aquelas bandas é tão frio. Se quiserem, a gente manda daqui bagaço… Beijos e abraços e até para a semana.

www.facebook.com/jackpot.portugal

14


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

15


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal

16


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

CASA DA MÚSICA A Casa da Música foi construída junto da Rotunda da Boavista. O lugar onde está atualmente o edifício era usado para recolha e reparação dos carros elétricos que circulavam pela cidade do Porto. Aqui está um bom exemplo de uma belíssima peça de arquitetura, penso que poderia e deveria ter sido colocada num outro local da cidade onde pudesse melhor respirar e ser admirada. Apesar disso, não deixa de ser um verdadeiro ícone da arquitetura contemporânea, quer na forma, quer na função. A Casa da Música tem vindo a suscitar um largo número de opiniões. Todos os pareceres são unânimes na constatação de que o Porto se revitalizou nas comemorações que se elevaram em torno desta obra. Músicos, maestros, compositores manifestaram o seu reconhecimento pela qualidade do edifício, no que diz respeito aos seus atributos acústicos. A Casa da Música é a principal sala de concertos do Porto.Foi projetada pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas, como parte do evento Porto Capital Europeia da Cultura em 2001, no entanto a construção só ficou concluída em 2005, transformando-se imediatamente num ícone da cidade. Possui dois auditórios principais, embora outras áreas do edifício possam ser adaptadas para concertos ou espetáculos (oficinas, atividades educacionais, etc.). A Casa da Música está aí, com os seus defeitos e virtudes. Cabe-nos a nós, Portuenses em particular e aos Portugueses em geral, exigir que esta cumpra a missão para que foi construída, isto é, uma casa de todas as músicas sem elitismos e com ecletismo. Todas as obras que foram consideradas consensuais no seu

www.facebook.com/jackpot.portugal

17


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

tempo perderam valor com o passar dos anos, só aquelas que, goste-se ou não, romperam com a tradição e introduzem novidade e modernidade se tornam imortais e ajudaram a transformar os meios em que se encontram inseridas, melhorando a qualidade arquitetónica envolvente e a qualidade de vida. Só por isto a Casa da Música já está a cumprir o seu papel em relação ao futuro arquitetónico da zona da cidade onde foi implantada.

www.facebook.com/jackpot.portugal

18


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

O JACKPOT DÁ-NOS UM PRAZER IMENSO E ESTAMOS GRATOS POR NOS LEREM, COMENTAREM, PARTILHAREM... E FAZEREM PARTE DE NÓS. QUEREMOS MUITO QUE O RESULTADO DAS TANTAS HORAS QUE LHE DEDICAMOS CHEGUE AO MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEL. POR ISSO, SE APRECIA O QUE FAZEMOS TODOS OS DIAS, AJUDENOS A CHEGAR A MAIS GENTE. COMO? CONVIDE OS SEUS AMIGOS A FAZEREM GOSTO NO JACKPOT.

Se GOSTA do JACKPOT, CONVIDE os seus amigos a visitarem-nos e a FAZEREM GOSTO. Para tal, BASTA estar NA PÁGINA JACKPOT do FACEBOOK, ir a CRIAR PÚBLICO (em cima, lado direito, abrir a lista dos Amigos) e CONVIDAR quem acharem (se acharem!) que gostaria de fazer parte desta nova FAMÍLIA que, todos os dias, com empenho e carinho, tenta dar ainda mais sabor ao PASSADO.

Muito Obrigado... mesmo! www.facebook.com/jackpot.portugal

19

JACKPOT Magazine - 34, 03 Mar 2013  

JACKPOT Magazine - 34, 03 Mar 2013