Page 1

JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

www.facebook.com/jackpot.portugal 1


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

OS LIVROS DA ANITA Estreia 2ª Feira um novo espaço no JACKPOT que promete dar que falar e comentar... O que abordará? Talvez o importante e o superficial, ou nem por isso.

N

NÃO ESQUECER! ÀS 2ªS FEIRAS NO JACKPOT! www.facebook.com/jackpot.portugal 2


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

INTERVALO

2ªs Feiras com NUNO OLIVEIRA Há dias assim, diz a música e bem. Eu? Bem eu estou precisamente nesses dias.

Faltam exactamente 10 minutos para publicar, e nem uma linha escrita. A semana foi muito intensa, tão intensa que não deixou margem de manobra para rigorosamente mais nada que não fosse trabalho. Podem alguns imaginar que lamento, mas não é bem o caso, sou viciado no trabalho praticamente desde que nasci, e só assim me sinto verdadeiramente realizado. Este vício é tão forte que por vezes esquecemos tudo o que nos rodeia. Entramos horas a fio num mundo só nosso, imaginário muitas vezes, criado por mim sempre, com um sabor tão intenso que nos amarra para a vida. Gostaria de possuir um vocabulário rico em adjectivos para poder descrever este meu vício assumido. Acreditem que fui esforçado na procura de alguns.

www.facebook.com/jackpot.portugal 3


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

No entanto o mesmo trabalho que me consome todas as energias, tem por vezes algumas compensações inacreditáveis, das quais eu nunca esquecerei, passem os anos que passarem. E ultimamente têm acontecido algumas, à primeira vista tão insignificantes ao olhar comum, mas que enchem a alma. Quando publicar o vídeo eles saberão identificar de imediato, é, e será um momento só nosso, perdoem o egoísmo pois é verdadeiramente intransmissível. De todas as cores, feitas de chocolate e leite, as Pintarolas dispensariam facilmente qualquer tipo de publicidade, é que elas contêm de facto um sabor tão intenso, tão viciante, que quando elas acabam achamos sempre o pacote minimalista. Fosse assim tão intenso e duradouro o sabor da vida… Fiquem lá com o vídeo a tentar lembrar o sabor das Pintarolas, pois eu vou acabar de comer o segundo tubo, a culpa é da Maria João Azevedo, e do Marco Ribeiro.

www.facebook.com/jackpot.portugal 4


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

QUEM DIRIA?!

2ªs Feiras com ANA DUARTE

Hoje escreverei sobre Herman José von Krippahl. Nasceu em Lisboa a 19 de Março de 1954, filho de mãe portuguesa e pai alemão. Inicia a sua vida artística na década de 70, como participante na banda In-Clave, banda residente no programa “No tempo em que você nasceu”, dirigida por Pedro Osório. É obrigado pela PIDE a interromper a sua carreira, pressionado para se naturalizar português e cumprir a vida militar ou a ir para a Alemanha, como alemão. Opta pela nacionalidade alemã e ingressa num curso superior em Munique. O 25 de Abril dá-lhe a oportunidade de regressar a Portugal, onde se estreia no teatro na peça “Uma no cravo outra na Ditadura”. Do teatro passa para a televisão pelas mãos de Nicolau Breyner, obtendo o seu primeiro grande sucesso com “Sr Feliz e Sr Contente”. É na televisão e como humorista que se notabiliza, embora tenha alcançado algum sucesso na música ligeira, com “Saca o Saca Rolhas” que obtém um disco de ouro e com a “Canção do Beijinho”. Em 1983, alcança ainda o 2º lugar no Festival da Canção com “A cor do teu batom”. Considera-se o 3º maior humorista em Portugal, depois de Vasco Santana e António Silva. Criou inúmeras personagens de que todos temos memória e que nos arrancaram boas gargalhadas. Quem não se lembra de Tony Silva (o creador de toda a música Ró), José Estebes, Diácono Remédios, Maximiana e Nelo e Idália?? Polémico e censurado nas suas criações, considera que Portugal ainda não é uma democracia. O programa Humor de Perdição é suspenso em 1987 pelo Conselho de Administração da RTP, aquando da criação da “personagem histórica” www.facebook.com/jackpot.portugal 5


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Rainha Santa Isabel. Em 1996, deixa o programa “Parabéns”, após a censura da rubrica “Última Ceia” que juntou 100.000 assinaturas a reclamar a proibição daquela rábula, regressando à televisão em 1997 com Herman Enciclopédia e novas personagens como Melga e Mike, que satiriza as televendas. Em 2003, é acusado formalmente no processo Casa Pia, mas a queixa é arquivada, após Herman provar que na data referida pelo Ministério Público estava no Brasil, a serviço da SIC. Nos seus talk-shows, gaba-se de trazer a Portugal grandes artistas a custo zero, como Diana Krall, Tony Bennet, Sting e Júlio Iglésias. Nos seus entrevistados preferidos internacionais, destaca Fernanda Montenegro, Elton John e Júlio Iglésias. Nos nacionais, dá relevo a Cavaco Silva e José Hermano Saraiva. Considera que o seu pior entrevistado foi Mark Knopfler vocalista da extinta banda Dire Straits, que só respondia Yes, No e Perhaps. Amado por uns e odiado por outros, é inequívoca a importância das suas sátiras num Portugal recém saído de uma ditadura e todos nos lembramos de rir com as suas personagens, acima de tudo porque podíamos finalmente e publicamente rir de nós próprios e da nossa história, sem que isso significasse desprezá-la. Pessoalmente, se me perguntassem se Herman é o melhor humorista português, responderia NO. Se a seguir me perguntassem se é um bom humorista, diria YES. E finalmente se me perguntassem se o convidaria para animar a minha festa de anos, responderia PERHAPS. Depois disto, oxalá ele nunca venha a ser amigo do Japckpot, sob pena de eu passar a ser a pior cronista de que há memória. Em vídeo, deixo-vos a “censurada” Rainha Santa Isabel e atrevo-me a dizer que só por isto… não havia nexexidade.

www.facebook.com/jackpot.portugal 6


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

"MMS" QUE NOS CHEGARAM DE ALGUNS PERSONAGENS DESCONHECIDOS QUE SONHAM COM O JACKPOT

www.facebook.com/jackpot.portugal 7


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

COMO FAZEMOS QUESTÃO DE QUE NÃO VOS FALTE NADA, FOMOS AO ENCONTRO DE ALGUNS PERSONAGENS E PEDIMOS-LHES AUTÓGRAFOS PARA CADA UM DE VÓS. (BASTA COLOCAR O VOSSO NOME NAS IMAGENS E IMPRIMIR. NINGUÉM DUVIDARÁ)

QUEM É AMIGO? O JACKPOT, CLARO!

(O AUTÓGRAFO DO MICHAEL JACKSON FOI CONSEGUIDO ATRAVÉS DE UM ANJO QUE COLABORA CONNOSCO NAS HORAS VAGAS) www.facebook.com/jackpot.portugal 8


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

AO VIVO…E A CORES

2ªs Feiras com PEDRO DAVID

Hoje, apetece-me falar de uma banda que fez parte da minha infância e que faz parte da minha vida e que foi crescendo como eu, ao longo dos tempos. Hoje apetece-me falar dos BON JOVI e de um senhor nascido em 2 de março de 1962, que é o líder e vocalista da banda, Jon Bon Jovi (John Francis Bongiovi Jr.), começou a tocar violão e guitarra aos sete anos, quando aprendeu músicas de Elton John. Aos 13 anos, Jon Bon Jovi teve sua primeira experiência com gravação. A música gravada foi "We Wish You a Merry Christmas", de Meco Monardo e Daniel Oriolo, em um disco de Natal de Star Wars, Christmas in the Stars, produzido pelo produtor musical Tony Bongiovi, seu primo. Em 1983 Jon gravou a música "Runaway" com músicos contratados, conhecidos como "The All Star Review", com Tim Pierce na guitarra, Roy Bittan nos teclados, Frankie La Rocka na bateria e Hugh McDonald no baixo. A canção se tornou um sucesso imediato no verão de 1983. Foi a partir dessa altura, 1983, que Bon Jovi passou a ser uma banda. Uma banda de hard rock, que até hoje, já foram vendeu mais de 130 milhões de cópias de seus trabalhos. Em turnês, o grupo já passou pelos cinco continentes. O grupo é o pioneiro do estilo "MTV Unplugged. Uma das curiosidades desta banda foi o facto de Jon Bom Jovi, não querer e ter sido contra a inclusão, em 1986, de um dos seus maiores êxitos, no álbum Slippery When Wet, falo claramente de "Livin' on a Prayer", que se tornaria um dos maiores sucessos da banda e do rock em www.facebook.com/jackpot.portugal 9


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

todos os tempos. O videoclip da música é o mais exibido da história da MTV. Jon Bom Jovi, bem pode agradecer ao esforço de Sambora em convencer o vocalista sobre o potencial da musica e dessa forma o ter incluído no álbum. Muitos foram os sucessos, ao longo destas quase 3 décadas de existência, da banda. Hits como: 1986: "You Give Love a Bad Name", "Wanted Dead or Alive", "Never Say Goodbye", Livin' on a Prayer"; 1992: Keep the Faith, "Always"; 1994: "Always", "Someday I'll Be Saturday Night" (musica que teve de ser retirada da MTV Brasil, para poder dar oportunidade a outros hits de chegarem ao topo!); 1995: "This Ain't a Love Song" e "These Days"; 2000: It's My Life"( considerado um dos maiores hits da história do grupo), "Say It Isn't So", "Thank You for Loving Me". E é com este hit de 2000, escolhido pela minha irmã (sem saber que é a minha musica preferida), que me quero despedir destas crónicas. A musica encaixa-se neste conteúdo porque apesar de gostar estar entre vós, a minha primeira prioridade: IT`S MY LIFE!!!! Espero que gostem e obrigado pelo vosso carinho! Até breve…..

www.facebook.com/jackpot.portugal 10


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

MUITO GOSTAMOS DE VOS COLOCAR A PAR DA EVOLUÇÃO DOS MAIS FAMOSOS ARITSTAS DOS "OUTROS TEMPOS". DESTA FORMA, ACREDITAMOS, CONSEGUIMOS QUE TODOS SE SINTAM MELHOR, AO PERCEBEREM QUE, AFINAL, QUEM TEM DINHEIRO PARA "COMPRAS REJUVENESCEDORAS" TAMBÉM ENVELHECE, QUER QUEIRA QUER NÃO.

PAMELA ANDERSON / AVRIL LAVIGNE / ELTON JOHN

www.facebook.com/jackpot.portugal 11


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

O JACKPOT CONTINUA A CRESCER

MUITO OBRIGADO A TODOS OS QUE TÊM PARTILHADO O QUE PUBLICAMOS E QUE FAZEM QUESTÃO DE CONVIDAR AMIGOS A JUNTAREM-SE A NÓS. LEMBREM-SE, NO ENTANTO, QUE SÓ TEM ACESSO A TUDO O QUE O JACKPOT PUBLICA QUEM FAZ GOSTO NA PRÓPRIA PÁGINA. LEMBREM ISSO, POR FAVOR! www.facebook.com/jackpot.portugal 12


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

NO BELICHE COM...

"JOE COCKER"

JACKPOT - Joe, sem perder tempo... É verdade que foste ao "Ídolos" e o Manuel Moura dos Santos disse que tu eras muito, muito azeiteirolas? "JOE COCKER" - Ei, man, o people exagera! O que aconteceu foi que a Bárbara Guimarães não gostou do meu "dress code" e disse que era importante ter um cinto mais ao estilo do Abrunhosa ou, no mínimo, uma camisa verde garrida, como as do Tony Carreira. E eu concordo com ela, embora só aos domingos. JACKPOT - Mas não ficaste chateado por teres sido eliminado na primeira fase, e logo tu que até já vendeste mais discos na "Feira da Ladra" do que eles todos juntos no "Continente"?! Sentiste-te humilhado? "JOE COCKER" - Look, eu fui ao "Ídolos" exactamente para ser humilhado, porque, quando me ouço, até eu acho que me falta muita coisa... ou tudo. JACKPOT - O quê?! Acho que não estou a ouvir bem... Tu, o quê?! "JOE COCKER" - See,... Eu nunca entendi como a minha voz conseguiu fazer tanta gente comprar discos meus, já que nem eu me consigo ouvir, mesmo... JACKPOT - Estás a brincar, certo?! Só podes! "JOE COCKER" - No, mam! Cheguei à conclusão de que só o júri do "Ídolos" percebe de música no mundo, porque foram os únicos a assumir que não canto nada, nada de nada. Fiquei feliz por finalmente ter pessoas a dizerem-me na cara que, com esta voz, devo passar a vida a beber bagaço. E é verdade. Para a semana vou ao "Querido, mudei a casa". Quero ver se me arranjam o T25. www.facebook.com/jackpot.portugal 13


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

QUEREMOS FAZER MAIS E MELHOR

ESTAMOS CONSTANTEMENTE A APRESENTAR NOVAS IDEIAS PORQUE É EXPERIMENTANDO QUE APRENDEMOS A ENCONTRAR O MELHOR CAMINHO. ENTENDEMOS QUE O JACKPOT, SENDO JÁ O MAIOR ESPAÇO DE PARTILHA DE CONTEÚDOS DO PASSADO NA INTERNET, NECESSITA DE ALTERAÇÕES CONSTANTES, SEJA COM A INCLUSÃO DE NOVAS CRÓNICAS OU ADAPTAÇÃO DO QUE JÁ PUBLICAMOS COM REGULARIDADE. POR FALAR NISSO, A CRÓNICA "A MINHA CONDIÇÃO" PASSARÁ A SER PUBLICADA ÀS 4ªS FEIRAS.

www.facebook.com/jackpot.portugal 14


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

E COMO O JACKPOT NÃO É SÓ MÚSICA, APESAR DE TAMBÉM TER MUITA, APROVEITAMOS PARA FAZER RELEMBRAR MUITOS DAQUELES FAMOSOS QUE VÍAMOS E OUVIAMOS, NÃO SÓ NOS "OUTROS TEMPOS". AQUELES QUE, MESMO FORA DO ACTIVO, CONTINUAM A MERECER QUE LHES DISPENSEMOS ATENÇÃO, EM JEITO DE RECORDAÇÃO.

LEMBRAM-SE DELES... ASSIM?

www.facebook.com/jackpot.portugal 15


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

LEMBRAS-TE DO QUE MAIS GRAVAVAS NESTAS CASSETES? E QUAL ERA O GÉNERO DE FILMES QUE MAIS PROCURAVAS NO TEU VÍDEOCLUBE?

QUAL ERA O PROGRAM DE RÁDIO A QUE MAIS RECORRIAS PARA ARRANJAR MANEIRA DE GRAVAR AS CANÇÕES QUE TE APETECIAM OUVIR VEZES SEM CONTA? E QUANTAS VEZES GRAVASTE POR CIMA? www.facebook.com/jackpot.portugal 16


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

NA SÉRIE ONDE FUI FELIZ

3ªs Feiras com SOFIA CRUZ

" O Fim do Domingo" As tarde de domingo eram sempre passadas na casa dos meus avós maternos. Íamos visitá-los nesse dia porque moravam muito loooooonge de mim (eu no Porto, eles... em Ermesinde...)! Íamos pela Areosa (qual auto-estrada), Alto da Maia e... Quintal dos morangueiros da minha avó. O beijinho era rápido e as brincadeiras com o "bando de pardais" dos meus primos compridas e completas. Livres! Éramos todos tão livres! Mais tarde, da soleira da porta da cozinha, a doce voz da minha avó chamava para as torradas e para o chá; normalmente, já em dengosos finais de tarde. Sem compreendermos, era o princípio do fim do domingo mas sem o remate... O tal remate - vamos lá ver se fui a única a viver isto - era a chegada das 18:30/19:00, em frente à TV antiga dos meus avós, comendo torradas e ouvindo... O genérico do MacGyver. Bem... Como explicar isto por palavras?... Caros saudosistas: eu nunca gostei do MacGyver! Nem era por ser menina e não me importar rigorosamente nada em "como-fazer-uma-bomba-comuma-pastilha-elástica-e-uma-borracha"; era apenas porque... era o www.facebook.com/jackpot.portugal 17


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Remate do fim-de-semana! Era saber que "Oh não!, amanhã já vou para as aulas outra vez!" Era uma sensação agridoce porque... Bem, eu até gostava da figura do Richard Dean Anderson (que menina não gostava?!) mas este genérico, esta melodia nos meus ouvidos ainda me faz retornar ao (nostálgico?) final de um dia de domingo - e não, para mim nunca foi como a Gal Costa canta! Saudades... Muitas saudades dos meus domingos ao ar livre num quintal pintalgado do vermelho dos morangos, do cheiro das torradas e aroma e infusão de chá... Ok, saudades dos sacos de plásticos que MacGyver transformava em pára-quedas... (sorrisos) Ps: menos mal! Os domingos, antes de deitar... Tínhamos o Alf! Sempre nos fazia rir antes das 8 da manhã de segunda-feira!

www.facebook.com/jackpot.portugal 18


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

NAIF

3ªs Feiras com DIAMANTINO LEITE "Porto no Algarve"

Nos anos 90 a noite do Porto tinha férias na Pascoa. Nessa altura quase todos os bares e discotecas iam para o Algarve, mais precisamente para Albufeira. Durante duas semanas sair em Albufeira era quase igual a sair no Porto. Só mudava o clima e o nome dos bares e discotecas. E todos os dias tínhamos os DJ’s, os porteiros e o restante staff das casas do Norte em festas nos bares e discos algarvias. O ritmo era alucinante, com festas todos os dias e a escolha era sempre difícil… Nessa altura juntávamos um grupo de amigos e metíamos na mala os calções de praia e o Guronsan. Sendo que a famosa pastilha efervescente era bem mais utilizado… O dia começava quando acordávamos, normalmente nunca antes das seis da tarde. Depois escolhíamos o restaurante para uma refeição, que tinha a particularidade de servir de pequeno-almoço, almoço, lanche e jantar.

www.facebook.com/jackpot.portugal 19


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

O café era servido no Alabastro e o digestivo começava a servir de tónico para o resto da noite. Os bares do centro de Albufeira eram evitados para não encontrar os habituais ingleses e a noite continuava no Capitulo para acabar no IRS. Sair em Albufeira, na Pascoa, era encontrar os amigos de todos os dias e continuar a saber as últimas novidades do Porto. Quem andava com quem, quem tinha acabado e quais eram as últimas contratações da nossa discoteca preferida. As melhores noites que passei no Algarve foram sem duvida no Capitulo, na Praia da Oura. Mas lembro também a loucura da Locomia e o nascer do Sol na IRS. Sendo uma autentica road trip, esses tempos serviram para fortalecer amizades e ter historias para contar para o resto da vida. As saudades que eu tenho "desse" Algarve na Pascoa!

www.facebook.com/jackpot.portugal 20


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

CRAVO E CANELA

4ªs Feiras com MARIA DUARTE "Louco Amor"

Sim, leram bem o título... E não, não me enganei. Não estou a falar da novela que a tvi estreou esta semana, mas sim da que a TV Globo estreou há cerca de 30 anos... Mas sim, admito, foi graças ao título que resolvi escrever sobre "Louco Amor"... a da Globo! Era muito pequenina quando a novela passou em Portugal, mas ainda me lembro de ter medo da terrível Renata DuMont (Tereza Rachel), do amor proibido que encantava os espectadores entre Patrícia (Bruna Lombardi, no auge da sua etérea beleza), a jovem rica, filha de Renata, e Luís Carlos (Fábio Júnior), o filho da empregada e o triângulo amoroso com a ambiciosa Claudia (Gloria Pires) - curiosamente, na vida real, Fábio Júnior era casado com Glória Pires - e, acima de tudo, do divertidíssimo casal Edgar (José Lewgoy), um excêntrico ricaço e Gisela (Lady Francisco), uma atrapalhada manicure. Recordo-me, inclusive, de um anúncio a uma revista de decoração, que dava na nossa televisão, naquela época, em que pegaram nas vozes (ou imitação, vá-se lá saber) de ambos, terminando com a frase característica de Edgar: "E eu não sei?" Entre todas estas minhas crónicas, fica o saudosismo... Se me disserem, com toda a razão, que, naquele tempo, é que se faziam grandes novelas, que paravam o País, a única resposta que tenho a dar é anuir com a cabeça e, parafraseando o Edgar, dizer: "E eu não sei?" www.facebook.com/jackpot.portugal 21


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

HÁ IMAGENS E PERSONAGENS DO MUNDO DA FANTASIA QUE FICAM PARA SEMPRE, E NÓS FAZEMOS QUESTÃO DE NÃO OS ESQUECER. HÁ QUE RELEMBRAR. HÁ QUE RECORDAR. NO JACKPOT, UM DOS NOSSOS PRINCIPAIS PRAZERES É VASCULHAR AS CAPAS DOS DISCOS QUE COMPRAMOS OU QUE VÍAMOS NAS MONTRAS.

ISTO SEM ESQUECER DE RELEMBRAR QUANTOS ANOS PASSARAM DESDE QUE UMA DETERMINADA CANÇÃO FOI Nº 1. FAZÊMO-LO DIARIAMENTE.

www.facebook.com/jackpot.portugal 22


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

APRECIAMOS O "A PRETO E BRANCO", PORQUE - HÁ QUE SUBLINAR - NEM SEMPRE VÍAMOS TUDO A CORES... FOSSE NA TELEVISÃO, NOS JORNAIS, NAS REVISTAS...

www.facebook.com/jackpot.portugal 23


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

TENS SAUDADES DO TEMPO DE ESCOLA?

SAUDADES DA PRIMÁRIA, PREPARATÓRIA OU DA SECUNDÁRIA?

www.facebook.com/jackpot.portugal 24


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

LUSITANA PAIXÃO

4ªs Feiras com HÉLDER FERRÃO “Nucha”

De todas as crónicas que escrevi até á data de hoje para o Jackpot, nenhuma delas foi dedicada a uma mulher, ou a uma artista feminina, se quiserem… E porque há uma primeira vez para (quase) tudo, eis que vos trago uma querida cantora de seu nome Cristina Isabel Baldaia Trindade, ou simplesmente “Nucha”, se não estiverem com disposição para complicar muito as coisas. Enquanto petiz, em 1979, com os seus singelos 13 anos de idade, já se podia ver a nossa Nucha a dar os primeiros passos na música. Ainda com voz de porcelana, era já frequente vê-la atuar em bares e, mais impressionante, raras não eram as vezes que a ouvíamos a dar a sua voz a anúncios publicitários na rádio e na televisão. Portanto tínhamos artista e a sua carreira estava lançada. Embora muitos anos mais tarde viesse a aparecer na televisão como apresentadora do programa “Casados de Fresco”, a música esteve para si sempre em primeiríssimo lugar. Por isso, com apenas 16 anos, criou o seu primeiro projeto musical, desta feita um Duo composto por ela própria e por “Marité” (Maria Leon). O projeto foi batizado de …“KutchiKutchi”, e se estão á espera que eu faça uma piada com este nome, desenganem-se! Para mim ele não faz nem deixa de me fazer cócegas na barriga; Mas pelos vistos, na altura, parece que as fez às orelhas do público que as ouviam; Daí, apenas ao fim de um ano de existência, o Duo ter integrado o espetáculo do famoso Fernando Pereira. Nucha e o seu “KutchiKutchi” percorreu o país de Norte a Sul, e até mesmo as comunidades portuguesas de países vizinhos não escaparam às suas “cócegas”. www.facebook.com/jackpot.portugal 25


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Durante estes dois anos, período que demorou a tournée de Fernando Pereira, a cantora chegou também a integrar o corpo de coros de Rui Veloso, e foi pouco tempo depois, em 1988, que decidiu apostar numa carreira a solo. Já chegava de andar “debaixo do braço” dos outros. Era chegada a hora da nossa Nucha voar sozinha! E fê-lo. Nucha participou em tudo o que eram Festivais, e num deles, na Figueira da Foz, conquistou o Prémio Nacional da Música, prémio que lhe garantiu a participação no Festival CESME realizado na Turquia onde representou Portugal com uma música tão nossa, tão…portuguesa: “It Will Never Be The Same”. Os seus compatriotas derramaram lágrimas ao som de cada palavra… “Sempre, Há Sempre Alguém” é, provavelmente, o seu tema mais conhecido, e foi com ele que a cantora venceu o Festival da Canção. Esta vitória garantiu-lhe lugar no Festival Eurovisão em Zagreb em 1990 de onde trouxe um honroso 20º lugar de recordação. Haveria ainda muito a dizer sobre a nossa Nucha. Salientar talvez que, nesse mesmo ano, ganhou um prémio de Hollywood “International Market Festival Echanges of Cultural Events”, e talvez também referir que foi muito aplaudida num país muito pouco habituado a visitas de artistas portuguesas na altura; Falo nada mais, nada menos, do que a Finlândia. Bem... penso que não me deva alongar mais… porque o “resto” é “história” que ainda hoje a Nucha continua a escrever… Esta semana fico-me por aqui, mas se estão com pena de me ver ir embora… animem-se, porque nem tudo está perdido! É que não me vou sem antes dar um “KutchiKutchi” a cada um de vocês!!

www.facebook.com/jackpot.portugal 26


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Há quem o considere um génio, principalmente em termos de marketing, e quem o ache um anticristo de primeira linha, sem pudor. Na verdade, goste-se ou não (e a grande maioria não gosta), Marlyn Manson, graças às suas extravagancias, conseguiu transformar-se numa marca importante, principalmente para a indústria do espectáculo. Já agora, uma pergunta? - Onde andará ele? Será que enriqueceu tanto que, agora, estarfá a gozar férias eternas num paraíso qualquer, mesmo tendo conquistado milhões à conta do "inferno"?! www.facebook.com/jackpot.portugal 27


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

À BORLA

De quando em quando com FRANCISCO MOREIRA "Concertos que nunca deveríamos ter perdido"

O Jackpot, a partir de hoje, tem o prazer de seleccionar e apresentar alguns dos melhores concertos de artistas que nos acompanharam ao longo de décadas, graças aos hinos com que deram mais brilho à nossa banda sonora. Entendemos começar com um dos mais famosos grupos de sempre e com um espectáculo que atravessa todos os seus grandes e inúmeros sucessos. Um espectáculo único que, sublinhamos, gostando-se mais ou menos, merece ser visto do princípio ao fim... e com o som mais alto. Sem necessidade de bilhete e devidamente instalados, DIVIRTAMSE!

www.facebook.com/jackpot.portugal 28


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

A COR DOS TROCOS

5ªs Feiras com MAURÍCIO PINHEIRO “Cartas de Amor”

“Cartas de amor, quem as não tem?” - Cantava Tony de Matos, o último dos grandes cantores românticos. Também as recebi, pois claro. E escrevi. Muitas. Mas hoje quero partilhar convosco um momento em particular, já longínquo. Foi em finais de Maio de 1979, a meio de um namoro que havia de terminar em casamento. Foram quatro dias de ausência física mas de enorme riqueza para a amada ausente que viveu, tal como eu já o fizera antes, alguns dos mais belos dias da sua vida. Na altura não havia telemóveis e, portanto, a única forma de contacto era por carta. Vai daí, por 5 escudos, toca a mandar cartas de apoio e de incentivo. www.facebook.com/jackpot.portugal 29


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Já não sei muito bem o que escrevi em cada uma dessas cartas. Só sei que, invariavelmente, terminavam com um simples e sentido “AMO-TE”. Se o fizesse hoje, por ser verdade, haveria de terminar da mesma forma. O certo é que, pela módica quantia de 5 escudos (2,5 cêntimos), era possível dar asas aos sentimentos e escarrapachar tudo num papel que, do outro lado, haveria de encontrar alguém ávido de notícias e de carinhos à distância. Tantas e tantas histórias eram levadas e trazidas por um pequeno selo… Hoje tudo é mais fácil e mais imediato. Temos o telemóvel, o SMS, o e-mail, o Skype… Tudo formas de escrever, de dizer, de mostrar o que sentimos, até com “fotografias a mexer”. Mas será a mesma coisa? Terá a tecnologia o mesmo valor eterno de uma carta, escrita pelo próprio punho? E tu? Há quanto tempo não lambes um selo para enviar uma carta de amor? Se quiseres, ainda podes. Um selo custa só 32 cêntimos… Beijos e abraços e até para a semana.

www.facebook.com/jackpot.portugal 30


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

MEXEMOS DIARIAMENTE COM A MEMÓRIA, RECORRENDO, POR EXEMPLO, A IMAGENS QUE NOS SÃO FAMILIARES, IMAGENS QUE DESPERTAM RECORDAÇÕES, UMAS MAIS INTERESSANTES DO QUE OUTRAS MAS, MUITO PROVAVELMENTE, TODAS ELAS ÚNICAS E COM EPISÓDIOS QUE NÃO NOS DEIXARAM INDIFERENTES.

QUEM TEVE ESTE MODELO DE "CASIO", O QUAL VOLTOU A ESTAR NA MODA?

QUEM NÃO TEVE OU AINDA TEM UM DESTES "PANINHOS"? POIS, TODOS OS VIMOS PASSAREM-NOS PELAS MÃOS, CERTO?! www.facebook.com/jackpot.portugal 31


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

OS NOSSOS SARRABISCOS (emprestados = sacados em alguma lado na Internet) CONTINUAM A MERECER DESTAQUE DIARIAMENTE. SE FAZEM RIR? NÃO SABEMOS. MAS ACREDITAMOS QUE FARÃO SORRIR, NO MÍNIMO.

TEMOS MAIS PARA APRESENTAR... DIARIAMENTE.

www.facebook.com/jackpot.portugal 32


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

REDACÇÃO

Por JOSÉ ARAÚJO (DJ e Locutor M80) "PARABÉNS AO BONO VOX!"

Quero partilhar hoje convosco uma história inesquecível, do meu tempo de teenager. Estávamos em 1982 ano de Festival Vilar de Mouros, e no cartaz estavam os punk rockers ingleses Stranglers,e da cidade dos Beatles os Eco and the Bunnymen. Da Irlanda vinham uns miúdos U2. Eu, influenciado pelos meus vizinhos e amigos mais velhos, já gostava dos Stranglers, pela fúria punk de No More Heroes (1977) e o encantamento dos recentes êxitos Golden Brown (1981) La Folie (1982) Strange Little Girl (1982).

www.facebook.com/jackpot.portugal 33


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Já conhecia a banda de Ian McCulloch, mas não ligava muito, só mais tarde tive tempo para lhes dar mais atenção. Mas de quem eu gostava era dos U2, I will follow do disco estreia Boy (1980) e "Gloria" do 2º disco October (81) conquistaram-me para sempre. Poder vê-los estava à distancia de 600 quilómetros, nessa altura morava em Lisboa, longe demais para os meus pais deixarem que partisse nessa aventura com os amigos e vizinhos mais velhos, os meus 13 quase 14 anos eram curtos para tal... O que este puto sofreu. Outras oportunidades viriam ao longos dos anos, mas por ou por outro motivo, foi preciso passar quase 3 décadas para que pudesse finalmente ver ao vivo aquela que ainda hoje é a minha banda favorita. Mas valeu a pena, e espero repetir. E quem sabe um dia não terei a oportunidade de estar com eles pessoalmente, quem sabe...

www.facebook.com/jackpot.portugal 34


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

PLATINA

5ªs Feiras com JOSÉ GONÇALVES

Eis-nos de “Regresso ao Futuro”... – ups, lá estou eu a meter-me com a Liliana –, isto é, a 1985, ano de estreia daquela saga, de descobertas “lá em cima”, com a detecção do famigerado buraco do ozono, e “lá em baixo”, com a localização dos destroços do Titanic, da subida ao poder do homem da mancha vermelha na cabeça, que mudaria o mundo com a ‘Glasnost’ e a ‘Perestroika’, o ano em que nasceu CR7 e em que chegaram aqueles polígonos que tínhamos que encaixar sucessivamente, nesse jogo em que uma ou duas gerações se viciaram... sim, o Tetris, claro! Apesar da concorrência do projecto (“banda” seria epíteto menos adequado) USA FOR AFRICA, que marcou indelevelmente o ano de 1985 com o celebérrimo “We Are The World”, sobraria ainda espaço no panorama musical para o lançamento de um álbum de excepção, de outra das bandas que hão-de sempre integrar o meu rol de favoritas – seguramente sem me meter em “apuros” (tradução literal do nome deles), ou não trouxesse um álbum que vendeu 30 milhões de cópias, escolhi hoje falar-vos de “Brothers in Arms”, dos DIRE STRAITS. Decisivo para o estrondoso êxito deste disco foi, claro está, o incontornável “Money for Nothing” – quantos de nós, ainda antes de existir qualquer espécie de “Guitar Hero”, não segurámos e dedilhámos imaginariamente o ‘riff’ na guitarra com que KNOPFLER www.facebook.com/jackpot.portugal 35


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

tantas vezes fez a sua inconfundível magia? E não nos lembramos todos do espanto com que vimos um dos primeiros tele-discos (não lhes chamávamos ‘videoclips’...) com animação computorizada onde, por obra de mais uma das “ironias do destino”, se criticava a MTV numa música que viria, afinal, a ser o “hino” de lançamento da MTV Europe? Mas o disco que impulsionou decisivamente o mercado dos CD’s deu ainda “mais músicas à música”, nos melodiosos acordes “metálicos” e na batida constante da saudade de “So Far Away”, no simples mas ultra-eficaz ‘rock’n roll’ que dá cor à história de Johnny, cantor “do metro” que tudo toca em “Walk of Life”, ou no saxofone de “Your Latest Trick”, cujas palavras me transportam para as ruas semidesertas das madrugadas nova-iorquinas dos filmes. Como o próprio nome do álbum denuncia, “Brothers in Arms” fala também de guerra (intrigava-me qual... a das Malvinas, ao que parece): ao som de flautas e da hipnótica percussão em “Ride Across the River”, no tom vagamente ‘country’ – ou não fossem os DIRE STRAITS uma das mais americanas das bandas britânicas... – de “The Man’s Too Strong” e também no tema que lhe emprestou o nome, onde uma letra quase murmurada e um notável trabalho de guitarra tornam a guerra num ‘slow’, a todos os títulos... belo! Três quartos de hora de muito boa música ficam completos com os declarados ‘blues’ de “One World” e a beleza tranquila dos acordes da guitarra de “Why Worry”, cuja metade instrumental diria “desenhada” para, sobretudo ao vivo, ilustrar o virtuosismo da banda. E é a esperança desse tema, quando parece vir aí outra vez o bom tempo, que surge mesmo a propósito para terminar por hoje: ‘there should be sunshine after rain’... portanto, porquê preocuparem-se? P’rá semana há mais!

www.facebook.com/jackpot.portugal 36


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

MUITOS NOS DIZEM QUE ESTA COLECÇÃO CONTINUA A SER UM SUCESSO, MESMO TANTOS ANOS DEPOIS DO "SEU TEMPO". SERÁ PORQUE ESTÃO SEMPRE ACTUAIS? (Ufa! Já arranjamos mais uma série deles. Estavam a esgotar.)

"AMAR É... SEGUIR E COMENTAR O JACKPOT!"

ALGUÉM NOS SUGERE OUTRAS COLECÇÕES?

www.facebook.com/jackpot.portugal 37


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

LACA & BRILHANTINA

5ªs Feiras com SUSANA LAPA

Michael Hutchense Morrer jovem, viver intensamente e deixar um cadáver bonito era o lema de James Dean, mas muito facilmente se aplica a Michael Hutchense, lider dos INXS. E se ele era lindo.... Ai meu Deus! Um dos suspiros mais monumentais do mundo me saiu agora do peito e desapertou-me o botão da blusa (opps, tenho que usar coisas mais largas). Desperdício, é o que vos digo! Um verdadeiro desperdício! Por tua causa comecei a olhar para Homens de cabelo comprido e ondulado com outros olhinhos, e até desenvolvi uma paixonite por um amigo do meu mano, que tinha um cabelinho igual ao teu, e que também não era nada de se deitar fora!Tanto talento, tanta beleza que estupidamente desapareceram com um cinto e uma maçaneta de porta, em circunstâncias ainda hoje dúbias. Eras um grande maluco, ó Michael!! Desta vez a coisa saiu-te furada, para grande pena minha e da tua legião de fãs em todo o mundo. www.facebook.com/jackpot.portugal 38


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Falemos agora de coisas quase tão lindas como ele, a sua música. Cantou das baladas mais bonitas que ouvi até hoje, "Need You Tonight" era assim uma coisa sem explicação, mas "Never Tear Us Apart" escrita para a sua namorada da altura, Michelle Bennett, é das músicas mais bonitas que já ouvi. Deixo-vos com a sua versão ao vivo, verdadeiramente de arrepiar. Beijinhos, abraços e outras manifestações de carinho, e um grande suspiro de saudades depois de ver o vídeo com que vos deixo....

www.facebook.com/jackpot.portugal 39


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

QUE SAPATILHAS TE DEIXARAM MAIS SAUDADES? USÁVA-LAS TODOS OS "SANTOS" DIAS?

COLECCIONASTE MATRÍCULAS... EM CADERNOS ESCOLARES?

www.facebook.com/jackpot.portugal 40


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

DIAS de NAMORO

3ªs, 5ªs e Sábado com KIKO "Aquelas Bandeiras"

Faço parte dos milhões de pessoas que ficaram a conhecer os U2 numa tarde de sábado através da RTP. Sim, no "Live Aid" de 1985, directamente de Wembley. Não me sintonizei por isso, pois nunca tinha ouvida falar deles. Sintonizeime porque não tinha comando nem 200 canais e porque, ouvi dizer, iam passar por lá umas bandas que curtia: Simple Minds, Status Quo, George Michael, Paul Young e mais uns tantos... E, já agora, porque não tinha mais nada para fazer. Felizmente, acrescentei imediatamente após. Que bandeiras seriam aquelas que, no meio de 90 mil pessoas, nos entravam pela televisão a dentro? Brancas e com a letra "U" colada a um "2". Publicidade não era certamente, mesmo sendo. (e que bem que os U2 esgalharam esta campanha, precisamente na altura em que estavam a caminho de "fecharem o tasco") Alguém reparou na forma como eles - os "desconhecidos" Irlandeses usaram e abusaram do tempo de antena que Bob Geldof lhes deu? Alguém reparou que recorreram a refrões de canções de outros para chamar os ouvidos para as deles?

www.facebook.com/jackpot.portugal 41


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

É, os U2, e principalmente Bono Vox, deram-se ao luxo de fazer uma "mise en scene" inspirada e inspiradora, inclusive copiando Elvis, como tantos ainda fazem hoje. E funcionou. Se funcionou! Foi a correr apanhar o autocarro para comprar todos os discos disponíveis na "Palladium". (que inculto musical eu era!) É, desde esse dia, os U2 transformaram-se na banda Nº1 e sem que alguma vez tivesse havido a aproximação de um Nº 2. Organizei com o "U2 Fan Club Portugal" a ida a Alvalade, em 1993, (o melhor concerto da minha vida, mesmo "sabendo-o" de "fio a pavio", à conta de umas "VHS" que me foram disponibilizadas), fumei no "Coliseu" enquanto via "Ruttle and Hum", fiz uma versão (pessoal) de "One" (juntando-lhe a minha voz, falada) e pu-la a tocar na "minha" rádio de então com alta rotação, e por aí fora... O mais interessante, mesmo não o sendo (porque é uma autêntica parvoíce), foi ter bilhetes para todos os concertos posteriores dos U2 em Portugal e nunca ter voltado a ir vê-los ao vivo. Como!? Porquê? Não sei. Talvez me desculpe com a frase: "nunca devemos voltar aos locais onde fomos felizes." E, se assim é, fico feliz com tudo o que vou vendo, lendo e observando... Porque a minha paixão pelos U2 é daquelas "coisas" que pretendo guardar para sempre, mesmo quando ouço um ou outro "Lemon" a tentar azedar o meu gosto por eles. Parabéns Bono. E continua a dar Vox, apesar dos 52 que hoje completas. Continua(em) a inspirar-nos com a mesma magia daquelas bandeiras, as tais que continuam a fazer toda a diferença, mesmo 27 anos depois.

www.facebook.com/jackpot.portugal 42


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

MAIORES DE 18

6ªs Feiras com LILIANA AMARAL

Já no rescaldo de uma férias “bem boas”, venho vos falar sobre um filme que tem a ver com praia! Mas desta vez não significa relaxar nem pouco mais ou menos! Estreou bem antes de eu ter nascido e confesso que por “miáufa” nunca vi! Terror não é para mim... "O Tubarão – 1975" Uma jovem é encontrada morta na beira da praia, possivelmente por um ataque de tubarão. O Xerife Brody (Roy Scheider) tenta fechar a praia mas por estar perto do dia 4 de julho (o dia que dá mais lucro na cidade) o Presidente não permite. Entretanto, mais uma criança é atacada e morta e supostamente o tubarão acaba por ser apanhado por um conjunto de Pescadores que se junta para receberem uma recompensa. Assim que o tubarão é capturado e entregue ao especialista este percebe que não se trata do animal em questão, uma vez que o que provocou os ferimentos nas vitimas anteriores, tem uma mandíbula maior do que o que foi capturado. Assim que se apercebem que o Tubarão Assassino ainda está á solta pela praia, o Xerife e o

www.facebook.com/jackpot.portugal 43


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Especialista alertam mais uma vez o Presidente da Cidade para interditar a praia no feriado mas, mais uma vez este não lhes dá ouvidos e o tubarão acaba por fazer mais uma vitima, aterrorizando turistas e moradores. O Xerife parte então com um cientista e um pescador louco o suficiente, para tentarem localizar o verdadeiro perigo. Tubarão ( Jaws) é um filme de terror e suspense, realizado por Steven Spielberg (gosto) e baseado no romance homónimo de Peter Benchley. Conta com Roy Scheider, Robert Shaw e Richard Dreyfuss nos principais papéis. A banda sonora do filme é de John Williams. Arrecadou os Óscares de Melhor Edição, Melhor Música Original e Melhor Som e esteve ainda nomeado para Melhor filme. O filme teve mais três sequelas, mas sem a participação de Spielberg... que pena! Tubarão 2 (1978), Tubarão 3 (1983) e Tubarão 4 – A Vingança em 1987. E agora que se aproxima a época balnear, pensem bem antes de se fazerem ao Mar de Francelos... é que há lá com cada “Tubarão”!!

www.facebook.com/jackpot.portugal 44


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

ADORAMOS DESTACAR OS TELEDISCOS QUE MAIS MARCARAM A NOSSA JUEVENTUDE. E, JÁ AGORA, NÃO OS PODENDO TOCAR NA JACKPOT MAGAZINE, APRESENTAMOS AS CAPAS DOS DISCOS (VINIL) ONDE ESTAVAM ESSAS CANÇÕES QUE OUVÍAMOS E CONTINUAMOS A OUVIR REPETIDAMENTE.

E, POR FALAR EM CANÇÕES, TENTAMOS SEMPRE ESCOLHER AQUELAS QUE, IMAGINAMOS, IRÃO DESPOLETAR INÚMERAS RECORDAÇÕES, AQUELAS QUE, EVENTUALMENTE, ASSOCIAREMOS A UMA DETERMINADA IDADE E/OU ACONTECIMENTO. TEMOS CONSEGUIDO?

QUEM SE LEMBRA, POR EXEMPLO, DESTAS CAPAS? MAS NA VERSÃO ORIGINAL, OU SEJA EM VINIL...! www.facebook.com/jackpot.portugal 45


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

QUAL FOI O PRIMEIRO SINGLE QUE COMPRASTE?

E QUAL FOI O TEU PRIMEIRO LP?

E MAXI-SINGLE, COMPRASTE ALGUM?

www.facebook.com/jackpot.portugal 46


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

EI, QUE XUNGA!

6ªs Feiras com ELISABETE SOARES

Começo por agradecer do fundo do coração, ao meu querido Francisco Moreira pela sugestão deste vídeo. É sempre bom ter amigos que nos ajudam a ficar mais depressivos do que aquilo que já estamos. (risos) Um verdadeiro Hit dos anos 80 é que vos trago hoje. Quem se lembra do “fantabulástico” Fancy? Um homem (??!!!???) bonito, talentoso, com uma presença em palco de fazer inveja ao próprio Emanuel (também este, uma verdadeira animação nos espectáculos que faz). Este vídeo mostra exactamente todos esses pormenores. Só não vê esses atributos no Fancy quem for cego. (Risos) Lamento muito não ter ficado com o seu número de telefone, quando estivemos juntos na tropa em 1926 (eu era costureira e o Fancy apanhava os alfinetes que caiam no chão.). É que se tivesse ficado com o número, ia ligar-lhe com toda a certeza, para ficar a saber qual a cor do batom que o rapaz traz nas “beiçolas”… é que www.facebook.com/jackpot.portugal 47


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

aquela cor ficava mesmo bem com a camisola verde florescente com bolinhas da mesma cor que vesti hoje. (Risos) O que dizer mais deste marmanjo? Não faço a mínima ideia! Isto é tão bom e tem tanta qualidade que o "tico e o teco" resolveram dançar e não estão para mais conversas. (risos) A título de curiosidade: Alguém sabe se existe algum grau de parentesco entre o Fancy e o José Castelo Branco? (risos)

Saudações Musicais.

www.facebook.com/jackpot.portugal 48


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

EM BREVE... OS QUEEN MERECERÃO UM GRANDE DESTAQUE NO JACKPOT.

O QUE FAREMOS? HMMM! ALGO ORIGINAL, SÓ AINDA NÃO SABEMOS O QUÊ. (RISOS)

www.facebook.com/jackpot.portugal 49


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

JOGAVAS NO TOTOBOLA? E ACERTAVAS EM MAIS DO QUE 8 RESULTADOS, OU NEM POR ISSO?

GASTAVAS DINHEIRO NAS CAUTELAS?

RIFAS, SIM OU NÃO?

CHEGASTE A GANHAR ALGUM PRÉMIO DE JEITO? O QUE GANHASTE? E TENS NOÇÃO DE TUDO O QUE GASTASTE ATÉ AGORA? www.facebook.com/jackpot.portugal 50


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

QUINQUILHARIA

4ªs Feiras com EDUARDO CARVALHO

Às vezes sabe bem escrever à sexta até porque é o meu dia favorito e como tal acontece esta é a minha desculpa pelo atraso desta semana. Ora bem hoje vamos fazer uns fimezinhos ou até mesmo só captar momentos da nossa vida! Quando pegamos numa camara de filmar e começamos a registar tudo aquilo que queremos mesmo sem grande conteúdo, se guardaram as cassetes vão ver que passados uns anos damos um valor enorme a essas imagens. Eu falo em cassetes porque visitamos o ano de 1985. Até esta data as camaras de filmar eram grandes, algumas pesadas e nada confortáveis para transportar nas viagens de férias ou de fim-de-semana! www.facebook.com/jackpot.portugal 51


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

A Sony através do formato 8mm lança para o mercado a Handycam! O primeiro modelo, CCD M8, que atualmente está completamente ultrapassado era na altura um modelo compacto… Verdade é uma, os anos passam e os tamanhos diminuem como toda a gente sabe. Sistema analógico, fitas magnéticas, imagem simpática e a bela tecnologia CCD. Tudo isto numa camara, como o nome indica, é só pegar e andar! Mesmo ainda dentro deste formato, as camaras Vídeo 8 prolongaram-se até aos anos 90 e eram várias as marcas a fabricarem-nas. Acredito que muitos de vós possuam belas recordações em Vídeo 8, daqueles que nos deixam com um sorriso inevitável… Recordar os filhos em bebés, as férias de sonho nos anos 80, momentos importantes da nossa história! Ai, ai…nostalgia Não se esqueçam de um pormenor… As cassetes têm de estar bem guardadas por causa da humidade e de alguns campos magnéticos marotos…senão perdem-se grandes riquezas captadas ao pormenor, mesmo sendo por amadores.

www.facebook.com/jackpot.portugal 52


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

PLAY

6ªs Feiras com PAULO TERRÃO

“Quando uma voz solta mil vozes” Bom dia é um bom tema para começar hoje, porque sempre associei a voz desta Senhora a um despertador mágico, e vou tentar explicar-me! Quando se ouve Barbra Streisand, despertamos para qualquer coisa boa… Quando se sente como ela sente, “acordamos” para qualquer coisa boa… Quando se “lê” o que ela canta, deixamos em “modo de repetição” vezes sem conta, porque nela não há um estilo rotulado, apenas um fluir de uma voz que hipnotiza sem querer… Com esta ultima frase baralhei um bocado as contas…então se hipnotiza…adormecemos novamente?!...Claro que sim, mas não é isso que acontece sempre? Não entramos em sono profundo, mas ficamos ali num limbo mágico sem timing, apenas ouvindo até que um fade out qualquer nos faça esfregar os olhos, abanar a cabeça e…acordar! Se me perguntarem qual o concerto que não perdia de maneira nenhuma, diria logo: Barbra Streisand…(e já perdi tantos, mas sinceramente não tenho possibilidades de correr o mundo, por isso aguardo que um dia ela venha cá)… www.facebook.com/jackpot.portugal 53


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Ela não podia ser outra coisa senão o que é, porque é uma espécie de “açúcar” que veste a musica de uma forma única…São inúmeras as ideias que ela me transmite, e a voz é de tal maneira doce que qualquer musica se torna numa espécie de hino… Tenho uma curiosidade enorme em saber quem são as pessoas que vão assistir aos seus concertos…adorava observar quem GOSTA de Barbra Streisand, porque certamente são pessoas que mantêm sonhos…e ela ajuda a recria-los de uma forma sublime! O tema que escolhi é um de mil, porque são todos bonitos, tentei encontrar qualquer coisa mais actual de uma Cantora intemporal, que será, a meu ver, uma versão feminina de grandes vozes masculinas que ficaram para sempre: Tony Bennett, Frank Sinatra, Charles Aznavour… Barbra Streisand É o som que tenho como despertador no meu telemóvel, e garanto-vos que acordo sempre meio “adocicado”, talvez meio melado, mas bem disposto! Tentem, é tão fácil! Nem que seja apenas um dia! É bonito e sabe bem: sabe a doce! E se pudesse haver uma musica de fundo que escutássemos o dia todo (isto é mesmo impossível de acontecer, mas era a melhor invenção de sempre! Teríamos banda sonora para o nosso dia a dia…), Barbra Streisand seria uma boa escolha…o dia ia ser tranquilo, certamente…e quem não gostasse, e preferisse a intranquilidade, escolhia outro cantor…mas certamente iria ter uma curiosidade enorme em relação à calma que aquelas pessoas transmitiam…porque estavam a escutar esta Senhora em som de fundo!.... Sejam tranquilos, porque um pouquinho de “açúcar” no nosso dia a dia afasta as coisas azedas, e aí não temos relógio, temos um “DESPERTADOR” para o dia todo, porque julgo que andamos a precisar muito de…despertar! E se for com Barbra Streisand, melhor! www.facebook.com/jackpot.portugal 54


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

BOLA de ESPELHOS

6ªs Feiras com DJ NUNO COSTA

Mais uma semana a chegar ao fim...e temos também mais um grande tema de Stardust, para recordar só mesmo aqui no JACKPOT. Stardust foi uma colaboração dos produtores Thomas Bangalter, Alan Braxe, e o vocalista Benjamin Diamond. O projeto é conhecido pela faixa “Music Sounds Better With You” de 1998. A música utiliza um sample de 1981 da música “Fate” de Chaka Khan, gravado na Daft House, onde Bangalter, um dos grandes produtores do duo Daft Punk grava suas canções. Thomas e Braxe criaram o instrumental, que Diamond cantou por cima. A música chegou ao segundo lugar das paradas dos singles da Inglaterra e passou cerca de 2 semanas no primeiro lugar na Billboard Hot Dance Music/ Club Play Chart nos Estados Unidos em agosto de 1998. Espero que tenham gostado e relembrado este tema. Remember, No Music, No Life!!!

DJ NUNO COSTA www.facebook.com/jackpot.portugal 55


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

HÁ DISCOS QUE FICAM PARA SEMPRE. E SÃO ESSES DISCOS QUE FAZEMOS QUESTÃO DE RECUPERAR. É BOM RECORDAR. MAS, COMO COSTUMAMOS DIZER, NEM SÓ DE DISCOS VIVE O JACKPOT. TEMOS SEMPRE ALGO "NOVO" PARA ACRESCENTAR, SEJA ATRAVÉS DAS IMAGENS OU DAS PALAVRAS.

QUANTAS VEZES TIVESTE VONTADE DE CONDUZIR UM IGUAL, MAS COM OUTRA COR? VÁ, O DO FUTRE NÃO É OPÇÃO. (risos) www.facebook.com/jackpot.portugal 56


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

ALGUÉM TEVE UM "FRAQUINHO" POR ESTA SENHORA?

www.facebook.com/jackpot.portugal 57


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

HÁ ROSTOS QUE JAMAIS ESQUECEREMOS ...E MUITOS DELES, QUANDO DAMOS DE CARAS COM ELES, SENTIMO-NOS IMPELIDOS A PERGUNTAR ONDE ESTARÃO, O QUE ESTARÃO A FAZER, SE AINDA SERÃO VIVOS, ETC. E ISSO ACONTECE PORQUE SE TRATAM DE ROSTOS QUE, MESMO EM FICÇÃO, ENTRARAM-NOS PELA CASA DENTRO E FIZEREM "PARTE DE NÓS". TANTOS ANOS DEPOIS, AO RELEMBRÁ-LOS, SENTIMOS SAUDADES.

SAUDADES? MUITAS? www.facebook.com/jackpot.portugal 58


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

NO JACKPOT, NO QUE TOCA A TELEDISCOS, TEMOS VÁRIAS FORMAS DE OS APRESENTAR. SEJA COM OS "SLOWS", "RELVADO" OU "GIRA-DISCOS", ARRANJAMOS MANEIRA DE VOS DAR MÚSICA TODOS OS DIAS, E A QUALQUER HORA. A MÚSICA ESTÁ SEMPRE PRESENTE NO JACKPOT.

AS GRANDES CANÇÕES DO PASSADO TOCAM NO JACKPOT

AS GRANDES ACTUAÇÕES AO VIVO REPETEM-SE NO JACKPOT

AS GRANDES BALADAS DO PASSADO SENTEM-SE NO JACKPOT www.facebook.com/jackpot.portugal 59


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

QUEM ADOROU OU ADORA PREFAB SPROUT? E QUANTOS DOS DISCOS DOS QUE AQUI APRESENTAMOS TE PASSARAM PELAS MテグS? TENS ALGUM DELES?

www.facebook.com/jackpot.portugal 60


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

BOLA DE TRAPOS

Sábados com PAULO NOGUEIRA

Com o Europeu à porta e um grupo muito difícil, ou não será? Todos os Portugueses esperam que este rapaz faça um pequeno milagre, ganhar o Campeonato da Europa. Com uma época de encher o olho em Madrid, onde foi campeão pelo Real, conquistando o campeonato apenas à melhor equipa alguma vez vista, foi obra, mas o Europeu é outro tipo de peixe, nem sempre a melhor equipa ganha, nem sempre os melhores jogadores são as vedetas...continuo a achar que um Europeu devia ser jogado em Setembro ou Outubro, quando os melhores jogadores estão frescos e não terrivelmente cansados, depois de épocas fatigantes ao serviço dos seus clubes, mesmo assim vamos acreditar e se um Ronaldo aparecer a 90 % talvez, mas só talvez venha o fim de Junho e todos seremos uma nação em festa. FORÇA PORTUGALLLLLLLLLLL!

www.facebook.com/jackpot.portugal 61


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

O QUE TE PRENDIA À TELEVISÃO NA JUVENTUDE?

www.facebook.com/jackpot.portugal 62


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

HEIDI

Sábados com ALEXANDRA BORGES “Mãe Querida…Mãe Querida…”

Como amanhã é dia da mãe não poderia deixar de escrever esta crónica. Sim, já sei o que estão a dizer: -“O Dia da Mãe foi no Domingo passado.” “Esta um bocadinho atrasada”. (risos) E sabem o que eu vos respondo?: – “Não dizem que o Natal é quando o homem quer? Então o dia da Mãe é quando EU quero (risos) e se eu digo que é amanhã, é porque é amanhã… ou melhor até digo mais é TODOS os dias. (risos) Há lembranças boas que ficam para sempre na memória, sejam elas pequenos instantes ou grandes ocasiões e muitas vezes os anos passam e elas continuam ali a acompanhar-nos nos bons momentos e nos menos bons. E sempre que se avizinha o Verão, há lembranças que me aquecem o coração, o querido mês de Agosto que quer fizesse sol ou chuva deslocávamo-nos no nosso transporte privado (comboio) [mas como sempre fomos muito amigos do amigo dávamos boleia a quem quisesse e pagasse bilhete (risos)] para a praia da Granja aquela www.facebook.com/jackpot.portugal 63


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

que fica entre a Aguda e Espinho e que só por acaso é a terra da minha mãe. Na altura em que eu media menos de metro e meio e o areal era o triplo do que é agora, não havia ASAE e podíamos comer aquelas bolas de Berlim maravilhosas vendidas no café da praia ou do homem que passeava na praia apregoando “Olha a Bola de Berlim”(risos) e a toalha de praia servia para fazer de capa à superherói para saltarmos do arranha-céus imaginários (pedras) para salvar os inocentes fantasmas e cairmos estatelados na areia quente e rir às gargalhadas sem saber lá muito bem de quê e passava assim os meus dias de férias em família. Que boas recordações e que saudades… As mães são assim, estão lá mesmo quando temos a mania que sabemos tudo, mas a verdade é que muitas vezes não damos valor porque estão sempre lá e nos amam tal como somos e estão sempre orgulhosas de nós. Carregam-nos durante 9 meses na barriga (para quem não se lembrar de vir mais cedo a este mundo) e depois carregam-nos o resto da vida seja de uma maneira mais directa ou indirecta. Sim, elas não são perfeitas e muitas vezes anda-se à “turra e à massa” e nós somos perfeitos? Ou será que andamos todos sempre a tentar ser e dar o nosso melhor sem muitas vezes o conseguirmos fazer? Para esta crónica trouxe um desenho animado perfeito para o Dia da Mãe, principalmente o refrão da sua música, sabem quem é? Vais-te embora mamã? Não me deixes aqui Adeus mamã Pensaremos em ti E tu vais recordar www.facebook.com/jackpot.portugal 64


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Como eu gosto de ti. Sim, é isso mesmo é o Marco, um desenho animado que levou muitos miúdos e graúdos às lágrimas e se ainda hoje alguém vir provavelmente terá a mesma reacção. (risos) A história do Marco um menino Genovês de 13 anos que vive com os pais e irmão, por motivos de problemas financeiros a mãe vê-se obrigada a emigrar para a Argentina. Inicialmente têm contacto regular mas de repente deixam de ter notícias dela e Marco muito triste, preocupado e não aguentando a sua ausência, decide ir procura-la. É em 52 episódios que acompanhamos as aventuras de Marco para encontrar a sua mãe Ana. Marco dos Apeninos aos Andes é uma adaptação do Livro “Coração” de 1886 escrito pelo italiano Edmundo de Amicis dando uma visão sobre a emigração italiana que ocorreu no século XIX, foi adaptado em desenho animado pela japonesa Nippon Animation em 1976, e teve estreia em Portugal na RTP em Maio de 1977 mais precisamente no dia 22, só não sei a que horas (risos). Partilho convosco o genérico do Marco, que só pela música se sente o quanto deprimente estes desenhos-animados eram. (risos) Deixo-vos com muitos risos, sorrisos e sem lágrimas, cá estarei de volta daqui a 15 dias para recordar os desenhos animados de outros tempos, não se esqueçam de se sentirem felizes.

Nota Importantíssima: Na Alemanha o dia da mãe é no 2º domingo do mês de Maio, o que significa que se alguém na Alemanha me ler eu não estou fora do tempo, afinal amanhã há um país em que é o Dia da Mãe. (gargalhadas)

www.facebook.com/jackpot.portugal 65


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

TEMOS SEMPRE MUITO PARA MOSTRAR

TEMOS SEMPRE MUITO PARA RECORDAR

TEMOS 3 DÉCADAS DE BANDA SONORA, TODOS OS DIAS. E É POR ISSO QUE O JACKPOT É O MAIOR ESPAÇO DE PARTILHA DE CONTEÚDOS DO PASSADO NA INTERNET.

www.facebook.com/jackpot.portugal 66


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

DIAS de NAMORO

3ªs, 5ªs e Sábado com KIKO "A idade da Parvoíce"

Isto de se ser "teenager" inconsciente, na verdade, além das vantagens, também é um mar de episódios que chegam a envergonhar-nos, mesmo que uns anos depois. Cá vai uma das maiores paranoias que tive lá para os 15 ou 16 anos de idade - a tal idade da parvoeira quase completa, por, talvez, se estar quase no auge da transição para o "dono do meu nariz", e por haver muita pressa em lá se chegar... (Se, ao menos, soubesse o que sei hoje!) Então não é que dei comigo a pintar cruzes pretas nas paredes do quarto e a escrever palavras relacionadas com a morte em cadernos A4, daqueles com capa preta?! A dada altura, pintei o meu quarto todo de branco para, de seguida, o poder decorar (mal, mal e mal) com algumas cruzes pretas (ainda por cima) a tinta de esmalte, gerando um resultado ridículo. A minha mãe punha as mãos à cabeça mas deixava-me "andar", pois via que não passava de um "dar nas vistas". Por outro lado, e contrariando esse meus cizentismo, esse foi um dos melhores anos da minha juventude. Posso dizer que "curti bué"! O que fiz de mais bizarro, na verdade (e até me envergonha), foi começar a escrever uma espécie de testamento (O que tinha eu para deixar além de uns LP's riscados?!) onde, além de distribuir os meus (queridos) pertences pela família e amigos mais chegados, fazia questão www.facebook.com/jackpot.portugal 67


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

de exigir que, no meu funeral, só fossem (mas fossem!) tocadas canções do António Variações. O quê?!?! Sim, tal e qual, e sem tirar nem pôr. Ridículo. (ponto) Lembro-me de passar horas a fazer um imenso esforço para chorar lágrimas verdadeiras (lá no meu quarto), imaginando como seria a minha morte... (Que Deus me tenha perdoado!) Sim, também cheguei a recorrer a (apenas) indumentária de cor preta, e por aí fora... (Será que alguém passou por este papel ridículo, só para parecer diferente?!) O mais bizarro é que cheguei a ter definida a estratégia para colocar um ponto final na minha vida. (nunca o faria, por falta de coragem) Influenciado pelos vários filmes trágicos (suicídios) verdadeiros que via ao fundo da minha rua, na linha do comboio, entendi que a morte mais rápida seria atirar-me para a frente de um dos "Rápidos" da altura, os mesmo que transformavam em lâminas os pregos que colocava em cima dos carris. (deve ter sido uma terapia inventada por mim) Não menos (ridiculamente) interessante, era ter estas "lutas mentais" com alguma regularidade (tipo uma vez por mês), as quais me passavam rapidamente ao vislumbre de um "rabo de saia" ou na hora de ligar a televisão. É, isto de se ter "tudo" e não ter nada para se fazer, por vezes, nessas idades da "precocidade", dá nisto, ou seja: em parvoíce levada ao expoente máximo.

www.facebook.com/jackpot.portugal 68


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

A MINHA CONDIÇÃO

Sábados com MANUELA CERQUEIRA “Ich bin ein Berliner”

No final da Segunda Guerra Mundial, tornou-se perceptível a profunda divisão entre o mundo ocidental, liderado pelos EUA e o bloco de leste, liderado pela União Soviética. Em 1946, num discurso proferido em Fulton, Winston Churchill, o então Primeiro-Ministro inglês, aludia à “Cortina de Ferro” que, estendendo-se de “Stettin, no Báltico a Trieste, no Adriático”, dividia política e ideologicamente a Europa e o Mundo, divisão que marcou todo o período da Guerra Fria. Com o agudizar do clima de tensão, a Alemanha e, em particular, a sua capital, Berlim, passaram a ser o palco privilegiado da confrontação entre as duas superpotências, que viria a culminar com a construção do Muro de Berlim, em Agosto de 1961. O muro passou a ser o símbolo de um novo mundo bipolar, que assim se manteve por mais de duas décadas. Menos de dois anos depois da construção do muro, em Junho de 1963, o Presidente dos EUA visitou Berlim e, num dos seus mais notáveis discursos, Kennedy afirmou: “All free men, wherever they may live, are citizens of Berlin, and, therefore, as a free man, I take pride in the words "Ich bin ein Berliner!" Desta forma, o Presidente da América pretendia demonstrar a sua solidariedade para com a população residente em Berlim Ocidental, que se tinha tornado um enclave dentro da Alemanha Oriental, a República Democrática da Alemanha. www.facebook.com/jackpot.portugal 69


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

Os berlinenses não sabiam, mas seriam precisos mais vinte e seis anos para que o muro caísse e os alemães pudessem unir-se novamente. A chegada de Mikhail Gorbatchev pôs em marcha o princípio do fim do bloco soviético. A Perestroika e, sobretudo a Glasnost, as duas ideiaschave da política defendida pelo novo líder da URSS, tornar-se-iam o motor de uma transformação irreversível que culminaria com a queda do Muro de Berlim, a 9 Novembro de 1989. Naquele dia, naquela noite, foram muitos os alemães que pularam o muro e pularam de alegria. Nesse dia, nessa noite, o muro deixou de ser, para os berlinenses e para os alemães, a intransponível barreira que durante mais de um quarto de século tinha separado famílias e amigos. Naquele muro, ninguém mais morreria, ninguém mais ficaria preso no arame farpado… E perante aquelas imagens de pura felicidade que chegavam até nós através da televisão, pudemos ver a vida de milhares de pessoas a mudar, pudemos assistir ao início de uma nova página na História da Alemanha, da Europa, do Mundo… Naquele dia, naquela noite, também nós, todos nós, homens livres, fomos, orgulhosamente, cidadãos de Berlim. E, por certo, bem cá dentro, ecoaram de novo as palavras de John Kennedy: “Ich bin ein Berliner!” Em Outubro de 1990, com a assinatura do Tratado de Reunificação, a Alemanha passou a ser, de novo, uma só. Os tempos que se seguiram não foram fáceis, mas o mais importante estava feito. O Muro de Berlim, símbolo de um mundo dividido, tinha sido derrubado pela vontade de um povo que se manteve sempre unido…

ESTA CRÓNICA PASSARÁ PARA AS 4ªS FEIRAS... E JÁ PARA A SEMANA.

www.facebook.com/jackpot.portugal 70


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

E COMO TRATAMOS A SAUDADE COM RESPEITO... MAS POR TU, Nテグ NOS INIBIMOS DE SUBLINHAR QUE FAZEMOS QUESTテグ DE RECORDAR MUITOS DOS QUE PREENCHERAM E CONTINUAM A PREENCHER A BANDA SONORA DA NOSSA VIDA...

FICARテグ PARA SEMPRE. www.facebook.com/jackpot.portugal 71


JACKPOT MAGAZINE O melhor do passado... HOJE!

PARA A SEMANA,... SE Nテグ NOS ESQUECERMOS, IREMOS DESTACAR COISAS COMO ESTAS:

M UI

www.facebook.com/jackpot.portugal 72

JACKPOT MAGAZINE Nº6  

O melhor do passado... HOJE!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you