Page 1

ano 1 • n° 4 • AGOSTO de 2008

DISTRIBUÍDO NO ESPÍRITO SANTO

11

Entrevista 11

“DEUS CUROU-ME DA

AIDS”

De uma família de classe média envolvida com espiritismo, filho de compositor famoso e sobrinho de diretor da Rede Globo, Gilberto Legey conheceu o submundo do crime, foi condenado pela justiça e pela AIDS.

missões

3

A perseguição continua

igrejas

7

O mundo precisa Semav vem aí! de Jesus! Assembléia de Deus 3 mil pessoas por dia cometem suicídio

Grupo é proibido de pregar em parque público nos EUA

Missionário chegou a ser preso por falar e distribuir literatura no parque

6

Jovem, drible o “homem verde” Fomos criados para lutarmos, mesmo quando em nós não há força alguma ou motivo nobre para estarmos em pé...

Os dez países onde há mais perseguição aos cristãos

fique por dentro 4

desafio

em Porto Santana

Congresso Missionário

Assembléia de Deus em Jardim América

saúde 8 Chocolate protege diabéticos contra doenças cardíacas Uma xícara de chocolate amargo enriquecido pode ajudar a prevenir doenças cardíacas em diabéticos, segundo estudo de cientistas alemães

ética cristã

Servir: privilégio de poucos

9

Servir é para quem conhece a si mesmo e está seguro de sua identidade, a tal ponto que nada nem ninguém o diminui.


2

fale conosco: jornaletv@hotmail.com

Vitória, agosto de 2008

palavra do pastor

Divulgue sua empresa

neste jornal

Pr. Winter Rocha

3229-3332

Recuperando valores No capítulo quinze do evangelho de Lucas, mais conhecido como “a galeria dos perdidos e achados”, nós encontramos Jesus narrando algumas parábolas. Dentre elas, a parábola da dracma perdida. Nesta passagem, observamos uma mulher que havia perdido uma dracma (moeda da antiga Grécia) das dez que possuía e o que fez para recuperá-la. Jesus com certeza dá ênfase ao que se perdeu, porém, uma ênfase ainda maior da postura daquela mulher para recuperar o que havia perdido. A dracma representa aquilo que perdemos e que tem valor significativo para nossas vidas. A mulher é a figura da igreja de uma forma geral, e também de cada cristão individualmente, que pode ter perdido valores espirituais ou até mesmo ter sofrido um prejuízo em outras áreas da vida. Quando falamos de valores, como verdadeiros cristãos, entendemos que quando sofremos algum dano na área espiritual, as outras áreas da vida automaticamente são afetadas. E o que poderíamos destacar como perdas

espirituais? Por exemplo: Em se tratando do cristão, ele pode ter perdido a sua comunhão com Deus, a graça para uma vida de oração e consagração, o desejo de se dedicar às coisas de Deus, o amor pelas almas perdidas, a alegria da salvação - como Davi relata no salmo 51, a ousadia e intrepidez no Espírito para anunciar o evangelho, e quem sabe até o drástico fim de perder a sua fé. Só o que enumeramos até aqui já representa um prejuízo incalculável na vida espiritual de um cristão. Poderíamos ainda falar das perdas daí decorrentes, que seriam os valores morais, valores relacionados à família, valores éticos, e muitos outros que nos deixariam deprimidos só de pensar. Eu não sei, meu amado(a) leitor, o que você pode ter perdido de valor na sua vida. Mas Jesus nos ensina, através do exemplo daquela mulher, que é possível recuperar os valores perdidos. Veja agora quais foram os passos importantes que ela seguiu para a recuperação do seu bem valioso. Em primeiro lugar, segundo o texto de Lucas 15.8, ela ACENDEU A CANDEIA. A primeira atitude de al-

guém que procura algo é iluminar o máximo o ambiente para enxergar da melhor forma possível. A candeia, ou candelabro, é um sinal no mundo espiritual. Jesus disse que Ele é o candeeiro de ouro que anda no meio da igreja, na nossa casa, dentro de nós (Ap. 1:12-15). Onde existe a luz de Deus, as trevas não podem entrar, fazer visitação. E o que a luz faz? Revela a sujeira. Quando a luz é acesa, muitas sujeiras que estavam escondidas começam a aparecer. Então agora ela dá o segundo passo, ela VARRE A CASA. Ao tomar esta atitude, essa mulher teve a oportunidade de remover a sujeira indesejável - que talvez estivesse em sua casa há tanto tempo - facilitando assim a procura da dracma. Essa sujeira indesejável pode representar aquilo que está fora do padrão de Deus nas nossas vidas. O desejo de Deus é que limpemos da nossa vida tudo que não O agrada, e isso só é possível se nos voltarmos aos princípios da Palavra. A luz da Palavra de Deus dissipará da sua vida todas as trevas e o conduzirá por um lugar seguro. O terceiro passo foi PROCURAR COM DILIGENCIA.

Procurar com diligência significa ter dedicação, zelo e investir tempo na busca de algo. Há pessoas que procuram; porém de uma forma superficial, por isso não o encontram. Tão importante quanto à maneira de procurar é a importância daquilo que procuramos. Aquela mulher não estava procurando qualquer coisa; ela procurava algo que tinha uma representatividade para sua vida, um bem valioso. O que me chama ainda muito a atenção é que ela, segundo o texto, procurou “até achar”; isso é perseverança. Aqueles que desistem pelo caminho são os que não traçam uma meta para os seus objetivos. Ficam perdidos em meio às duvidas e queixas. Mas, como aquela mulher, levante-se agora mesmo, acenda a luz do Espírito Santo que há em você através da Sua Palavra, limpe toda a sua casa espiritual, procure diligentemente, dedicando-se dia e noite se for preciso, sem se preocupar com o trabalho que terá pela frente. Aí sim; o que você perdeu, seja qual for à área, será com a ajuda de Deus recuperado, em nome de Jesus. Que Deus te abençoe!

EXPEDIENTE É TEMPO DE VITÓRIA / EDITOR CHEFE:Winter Rocha / EDITOR ADJUNTO: José Dione / JORNALISTA: Jamile Teodoro / DIAGRAMAÇÃO: Abraão Coutinho / TEXTOS: Gilson Pereira / CORREÇÃO DE TEXTOS: Andressa Vargas / ARTE: Anderson Bispo / COMERCIAL : Patrício Pesse / (27) 3229 3332 • jornaletv@hotmail.com / COLABORADORES: Missões Portas Abertas, Pr. Erivaldo de Jesus, Andreia Torres, BBC Brasil / IMPRESSÃO: Parque Gráfico A Gazeta


3 Divulgue Divulgue

fale conosco: jornaletv@hotmail.com

missões pelo mundo

Vitória, agosto de 2008

sua suaempresa empresa Intolerância religiosa • Portas Abertas

Os dez países

neste nestejornal jornal

3229-3332 3229-3332

onde há mais perseguição aos cristãos 10. China

A China é um país grande com muitas contradições. Há cristãos que não têm a liberdade de culto, mas também há áreas onde a situação não é tão fechada. O governo quer garantir que não haja nenhuma instabilidade. Algumas vezes usam de cortesia, mas também há relatos de invasão de igrejas não registradas e de prisões. Um grande número de estrangeiros que vivem como missionários na China foram expulsos do país em 2007. Querem impedir que cristãos estrangeiros se engajem em atividades missionárias. Embora a situação na China seja diferente de uma região para outra, muitos cristãos continuam a ter dificuldade em praticar sua fé.

9. Uzbequistão

O governo do Uzbequistão aprovou uma legislação que restringe atividades como conversão, importação e disseminação de literatura religiosa e instrução religiosa particular. A lei proíbe ter mais de uma cópia de um livro cristão. As igrejas têm de obter registro, o que é muito difícil de conseguir. Como há poucas igrejas registradas, muitos cristãos têm de se reunir em casa, em segredo, sob ameaça de prisão por atividade religiosa ilegal. As batidas policiais são comuns e, com freqüência, levam à prisão, ao espancamento e à destruição da literatura cristã e de outros materiais. Os cristãos uzbequeses sofrem pressão para se converter ao islamismo. A mídia promove com regularidade debates contra os cristãos, e isso faz com que aumente a intolerância da sociedade.

8. Laos

O Laos é um Estado comunista com cerca de 100.000 protestantes e 45.000 católicos. Embora tenha havido algum progresso, a atitude do Estado em relação aos cristãos continua a

piorar em diversas áreas do norte do país. O governo considera os cristãos inimigos do Estado, em especial, ao serem passivos em relação às autoridades das províncias e distritos que continuam a restringir os direitos das minorias religiosas e étnicas. O regime limita e fecha igrejas, principalmente, nas zonas rurais. A igreja do Laos experimenta a pressão social contra convertidos que renunciam à adoração de espíritos malignos, há vigilância em todas as esferas por parte do Estado e da sociedade. Ainda há muita atividade não registrada, e a igreja parece crescer, a despeito da perseguição.

7. Afeganistão

O Afeganistão é uma república islâmica sem igrejas e com uma população cristã de cerca de 0,01%. Ainda há muita anarquia, e o governo central não controla todo o país. A liberdade religiosa declarada na constituição da nação continua a representar uma contradição, à medida que a lei islâmica é elevada à lei da terra. Embora a constituição garanta liberdade religiosa para os não-muçulmanos, a mesma constituição proíbe leis que sejam “contrárias às crenças e às prescrições da religião sagrada do islamismo”. Os estrangeiros pegos violando as regras são presos e, em geral, deportados. Os afegãos que se entregam a Cristo são pressionados pela família e pela sociedade. Os convertidos a Cristo sofrem contínuos abusos e intimidações verbais, espancamento, perda do emprego, prisão e, às vezes, até a morte.

6. Iêmen

A constituição iemenita garante liberdade religiosa, mas também declara que o islamismo é a religião oficial. O governo iemenita dá alguma liberdade para que os exilados vivam sua fé; todavia, os cidadãos iemenitas não podem se converter ao cristianismo

(nem a outras religiões). Os exmuçulmanos convertidos a outra fé podem enfrentar a pena de morte. Durante o ano passado, diversos cristãos convertidos foram presos e feridos fisicamente por causa de sua fé.

5. Butão

O budismo é a religião oficial do reino himalaio do Butão. Um líder-chave diz que há, aproximadamente, 13.000 cristãos no país. Oficialmente, a fé cristã não existe, e os cristãos não têm permissão para orar nem para celebrar sua fé em público. Os cristãos podem se reunir em família, mas não coletivamente com outras famílias cristãs. Nega-se visto de entrada no país para trabalhadores religiosos. As crianças cristãs são aceitas nas escolas, mas enfrentam discriminação, e há pressão constante para participar de festivais religiosos budistas. É quase impossível para os estudantes cristãos chegar ao ensino superior. Para os cristãos com emprego no governo, a discriminação é também um problema, já que há casos de cristãos demitidos de empregos no governo apenas por causa de sua fé. Baniu-se a importação de material religioso impresso, e apenas os textos religiosos budistas são permitidos no país. A perseguição vem principalmente da família, da comunidade e dos monges, que têm grande influência na sociedade.

4. República das Maldivas

No arquipélago da República das Maldivas, o islamismo é a religião oficial. O convertido pode perder a cidadania. É proibido praticar qualquer outra religião que não o islamismo, pois se considera essa religião um importante instrumento para estimular a união nacional e para manter o poder do governo. Por isso, é impossível abrir alguma igreja, embora permitam

que os estrangeiros pratiquem sua religião em particular, desde que não encorajem a participação dos cidadãos. Não se pode importar Bíblias e outros materiais cristãos, exceto uma cópia para uso pessoal. No país - um dos menos evangelizados da terra - há apenas um punhado de cristãos nativos, e eles vivem sua fé em total segredo por causa do controle social onipresente praticado por outros maldívios.

3. Irã

O islamismo é a religião oficial do Irã. Embora os cristãos sejam uma minoria religiosa reconhecida com liberdade religiosa garantida, eles relatam prisões, assédio e discriminação por causa da fé. Permite-se que a igreja armênia e a assíria ensinem os irmãos do campo na língua deles, mas é proibido ministrar para ex-mulçumanos (na língua farsi). Sob as severas leis iranianas de apostasia, qualquer mulçumano que deixe o islamismo e abrace outra religião enfrenta a pena de morte. O culto de muitas igrejas é monitorado pela polícia secreta. Os cristãos que são ativos nas igrejas ou no movimento dos grupos de células são pressionados. Eles são interrogados, detidos e, às vezes, presos e espancados. Indivíduos cristãos são oprimidos pela sociedade e pressionados pelas autoridades. Eles têm dificuldade em encontrar e manter um emprego e são despedidos com facilidade quando se torna conhecido que são cristãos. Em 2007, líderes de igrejas domésticas e cristãos ex-mulçumanos foram presos e interrogados por exercer atividades religiosas na privacidade de sua casa.

2. Arábia Saudita

Na Arábia Saudita, governada pela sharia, a condição deplorável da liberdade religiosa permaneceu inalterada. A conversão para outra religião, nesse reino

em que se aplica a interpretação rigorosa da lei islâmica, é punida com a morte, se o acusado não se retratar. O culto público não-mulçumano é proibido. Os fiéis não-mulçumanos que se envolvem nessas atividades correm o risco de sofrer detenção, prisão, açoitamento, deportação e, às vezes, tortura. Em 2007, como nos anos anteriores, diversos cristãos foram presos por seu envolvimento em atividades religiosas.

1. Coréia do Norte

A Coréia do Norte está no topo da lista pela sexta vez consecutiva. O governo trata de forma dura todos os oponentes, incluindo as pessoas envolvidas em práticas religiosas. O culto à personalidade desenvolveu-se em torno do líder do país, Kim Jong Il, e de seu pai, falecido há pouco tempo, e presidente fundador, Kim Il Sung. A população norte-coreana está separada e isolada do resto do mundo e depende do regime para suprir suas necessidades. Os norte-coreanos têm uma percepção muito difundida de que o cristianismo é “um elemento ruim” nesse país socialista. As autoridades nortecoreanas perseguem e matam brutalmente o povo de Deus. Os cristãos são espancados, presos, torturados ou mortos por causa de sua crença religiosa. Nossa fonte de informações estima que o número de cristãos clandestinos é de, pelo menos, 200.000, e é provável que haja de 400.000 a 500.000 cristãos na Coréia do Norte. Pelo menos, um quarto dos cristãos está preso em campos de prisioneiros políticos por causa da fé, lugares de onde raramente as pessoas saem vivas. A Coréia do Norte e a China freqüentemente promovem batidas com a finalidade de prender refugiados e aqueles que os ajudam. Entretanto, os cristãos são corajosos e sonham com a reabertura das igrejas de seus antepassados.


4 agosto de 2008 Vitória,

fale conosco: jornaletv@hotmail.com

f ique por dentro

Divulgue sua empresa

neste jornal

Pelo mundo • Folha Cristã

3229-3332

O mundo precisa de Jesus! 3000 pessoas por dia cometem suicídio no mundo Cerca de 3.000 pessoas por dia cometem suicídio no mundo, o que significa que a cada 30 segundos uma pessoa se mata, divulgou a Organização Mundial de Saúde (OMS). A agência da ONU disse, por ocasião do Dia Mundial para a Prevenção do Suicídio, que as estimativas revelam que, para cada pessoa que consegue se suicidar, 20 ou mais tentam sem sucesso. A OMS esti-

ma que a maioria dos mais de 1,1 milhão de suicídios a cada ano poderia ser prevista e evitada. Para isso, é necessário que o Estado adote medidas adequadas e garanta tratamento adequado às pessoas que sofrem de distúrbios mentais. Segundo a OMS, a média de suicídios aumentou 60% nos últimos 50 anos, em particular nos países em desenvolvimento. O suicídio é atualmente

uma das três principais causas de morte entre os jovens e adultos de 15 a 34 anos, embora a maioria dos casos aconteça entre pessoas de mais de 60 anos. A Organização lembra que cada suicídio ou tentativa provoca uma devastação emocional entre parentes e amigos, causando um impacto que pode perdurar por muitos anos. A OMS e a Associação Internacional para a Preven-

ção do Suicídio (AIPS) ressaltaram a importância de reforçar todos os programas para identificar e prevenir o comportamento suicida. As duas entidades buscam garantir que o suicídio “não continue sendo visto como um fenômeno-tabu, ou um resultado aceitável de crises pessoais ou sociais”, mas como “uma condição de saúde influenciada por um ambiente psicológico-social

e cultural de alto risco”. Em 2006, a OMS e a AIPS divulgaram pesquisas apontando que o fator que mais predispõe ao suicídio é a depressão, mas que muitos outros aumentam a propensão, como transtornos bipolares, abuso de drogas e álcool, esquizofrenia, antecedentes familiares, contextos socioeconômicos e educacionais pobres ou uma saúde física frágil.

Grupo é proibido de pregar em parque público nos EUA

O grupo evangelístico Judeus para Jesus entrou com um processo contra a cidade de Baía das Ostras, em Long Island (NY), depois que funcionários do governo impediram missionários de pregarem o evangelho em um parque público. Eles foram proibidos e ameaçados de prisão sob a alegação de ofender as pessoas presentes. Os missionários do grupo Judeus para Jesus estiveram em julho do ano passado no parque John J. Burns distribuindo folhetos evangelísticos quando foram confrontados

por funcionários de cidade e ouviram deles que não poderiam distribuir mais nada no local. Os funcionários também informaram que eles seriam presos se alguém se sentisse ofendido pelo evangelismo. Rick Nelson, presidente do Instituto de Liberdades americano, fez a defesa do ministério cristão. Um dos missionários chegou a ser preso por falar e distribuir literatura no parque sem permissão. Violação à liberdade de expressão Ele combate a alegação de que o grupo Judeus para

Jesus cause perturbação ou ofenda as pessoas enquanto testemunham ou pregam. “Quando o representante da cidade de Baía das Ostras determinou que iria expulsar os missionários, houve obviamente uma clara violação constitucional, que requer uma atitude nossa”, disse ele. Embora a cidade discutisse inicialmente se havia o direito de proibir o evangelismo no parque público, o tribunal absolveu o missionário de todas as acusações por considerá-las inconstitucionais. Segundo Nelson, o caso envia uma

forte mensagem aos governos locais para que reconheçam a lei. “Nós ainda temos a Primeira Emenda dos Estados Unidos que permite as pessoas de expressarem as suas visões de forma ampla”, disse o advogado. “E o governo não tem que assumir o papel de tentar expelir as pessoas simplesmente por-

que os lugares são públicos e porque, no entendimento deles, querem proteger a sensibilidade do público.” O advogado entende que o processo é uma forma de educar as autoridades de Baía das Ostras que tentaram restringir a livre pregação do evangelho. Fonte: One News Now


fale conosco: jornaletv@hotmail.com

Vit贸ria, junho de 2008

5


6

fale conosco: jornaletv@hotmail.com

Vitória, agosto de 2008

desafio

Divulgue sua empresa Thiago Bronzatto é um jovem estudante de 18 anos, de Mogi Guaçu, SP.

neste jornal

3229-3332

Jovem, drible o “homem verde” Fomos criados para lutarmos, mesmo quando em nós não há força alguma ou motivo nobre para estarmos em pé Nas Olimpíadas de Atenas, presenciamos um ato pra lá de extravagante. Cornelius Horan, 57 anos, tornou-se, mais uma vez, mundialmente conhecido. No GP da Inglaterra, em Silverstone, havia entrado no meio da pista com uma mensagem que conclamava o mundo à leitura bíblica. Naquela Olimpíada, o ex-padre irlandês repetiu a dose, só que dessa vez escolheu um brasileiro como alvo – Vanderlei Cordeiro de Lima. O maratonista, após liderar boa parte da prova, foi atropelado por Cornelius Horan que, de kilt e colete verde, impediu o brasileiro de prosseguir. Com isso, limitou-o a um mero terceiro lugar. De fato, esse ocorrido mexeu muito com a nossa nacionalidade, mas tão pouco com a nossa reflexão. Senti-me desafiado a avaliar o acontecido. Primeiramente, analisei-o sob uma ótica nacionalista. Depois tentei compreender Cornelius Horan; confesso que até imaginei-me trajado à sua maneira (que desastre para a moda!). Só

depois de muito pensar é que cheguei a algumas conclusões, as quais gostaria de compartilhar aqui. Conversando com vários jovens de minha idade, tenho percebido que o desânimo é a arma mais utilizada pelo inimigo como forma de desviar-nos do propósito eterno de DEUS – de ter comunhão com o homem. Frases como: “não consigo mais!”, “estou desmotivado!”, “não sinto mais prazer em ler a Bíblia e muito menos em orar!” são cada vez mais freqüentes em nossa juventude. Só de pensar que teremos que acordar cedo para a reunião ou deixar de fazer alguma coisa que gostamos – jogar bola, brincar de Barbie ou mesmo abandonar a nossa cama confortável – já nos dá um certo calafrio de desânimo. Não é mesmo? E quando pensamos em orar? “Aí é que piora! Falar com alguém que não posso ver nem tocar!” Por outro lado, quando fazemos outras coisas, sentimo-nos mais animados e dispostos. Por que será? Incrivelmente, a figura de Cornelius Horan tem to-

mado formas complexas na maratona que cada um de nós, jovens, percorre. Eu e você, por muitas vezes, encontramo-nos diante de um extenso percurso, aquele que, acreditamos, será o último a ser vencido por esta geração e que a fará, na reta de chegada, encontrar-se com Jesus nos céus, morar com Deus eternamente. A cada dia, somos como que impulsionados a tomar decisões, assumir responsabilidades e descobrir coisas novas. É uma maratona que todos nós, jovens, devemos trilhar, até mesmo porque nela descobriremos quem somos, donde viemos e para aonde iremos. Assim, basta um passo em falso e pronto!... Teremos uma drástica conseqüência no amanhã que tentamos construir. Talvez seja por isso que sofremos com a “crise de identidade”, “crise sentimental”, “crise de mesada”, “crise das espinhas” e, principalmente, a “crise do amanhã”. Não raro, Satanás tem invadido as nossas pistas e, com adornos religiosos e uma mensagem que parece divina, tenta convencer-nos de um “pit-stop” necessário. “Você é muito novo ainda para ficar sofrendo! Vá curtir a vida. Você só vai morrer daqui alguns longos anos mesmo.” É então que damos ouvidos a essa voz maligna. Afinal, em meio ao suor e ao desgaste desse percurso, seria muito mais proveitoso parar e descansar um pouquinho do que continuar sob um sol escaldante. Seria muito mais

interessante render-nos aos prazeres do mundo do que ficar correndo em busca da chegada que mal podemos ver ou de cuja existência mal temos certeza. A partir disso, somos agarrados por um sistema em que a preguiça não é chamada de preguiça e, sim, de “dar um tempo”. A nãoleitura bíblica é justificada pela falta de tempo. A oração, então, passa a ser apenas um elemento dos domingos. É dessa forma que vemos o tempo passar, e o que era para ser ouro transforma-se em uma medalha de bronze. O que era para ser empolgante, vívido, inexpugnável, tem sido domesticado e convertido a um símbolo de frustração, de desânimo, depressão e fraqueza. O pior de tudo é que estamos tão acomodados nesse sistema que mal tentamos driblá-lo. Apenas reagimos dizendo: “melhor do que nada!” Con-

tudo, somos como que alvos tangíveis da figura de Cornelius Horan. Estamos perdendo tempo e sendo atropelados por um homem de verde. Mas, jovem, acorde! Ainda há tempo de reverter a situação! Deus conta com você para realizar os seus sonhos em nossa geração. Não fomos criados para ser “zumbis vivos” nem definições pré-elaboradas de um super-homem invencível; antes, fomos criados para o prazer do desafio! Para lutarmos mesmo quando em nós não há força alguma ou motivo nobre para estarmos em pé. Você se lembra de como Jesus foi até o final por você? Então! Ele espera o mesmo de sua parte! “... jovens, vós sois fortes e tendes vencido o maligno.” Dê o sprint final e drible o homem de verde! Pois a chegada é a casa do Pai e lá há uma surpresa reservada para você. Siga em frente.


fale conosco: jornaletv@hotmail.com

Vitória, agosto de 2008

7

Divulgue gratuitamente

igrejas

o evento da sua igreja para o próximo mês nesta página: 3229-3332

Preletores Pr. Winter Rocha Ass. de Deus Nova Aliança Miss. Joane Bentes Gideões Missionários da Última Hora Conferencista da CPAD

Participação Musical Ass. de Deus Nova Alliança - Serra Pr. Winter e Alessandra Coreografia: aviva-me

Informações: 3226 - 4615 Igreja Assembléia de Deus em Jardim América Av. Engenheiro José Setã, 37 Traga 1 Kg de Alimento para o nordeste


8

fale conosco: jornaletv@hotmail.com

Vitória, agosto de 2008

saúde

Divulgue sua empresa

neste jornal

• BBC Brasil.com

3229-3332

Chocolate protege diabéticos contra doenças cardíacas O consumo de uma xícara de chocolate amargo enriquecido pode ajudar a prevenir doenças cardíacas em diabéticos, segundo um estudo conduzido por cientistas alemães.

Os flavonóides são encontrados no cacau e podem ajudar os diabéticos

O estudo, publicado na revista científica Journal of the American College of Cardiology, sugere que compostos conhecidos como f lavonóides, presentes no cacau, principal ingrediente do chocolate, seriam os responsáveis pela ação benéfica da bebida. Os f lavonóides impulsionam o aumento da produção de óxido nítrico - uma substância química produzida pelo corpo que atua no relaxamento e dilatação das artérias. Os cientistas ressaltaram que a função arterial é geralmente prejudicada pela diabetes por causa do alto nível de açúcar no sangue,

que impede a dilatação das artérias e pode resultar em um aumento na pressão arterial. De acordo com os resultados da pesquisa, o consumo de chocolate – considerado um alimento a ser evitado por pacientes diabéticos – enriquecido com f lavonóides, demonstrou ser eficaz na normalização das funções arteriais dos diabéticos, o que ajudaria a prevenir doenças cardíacas. Efeitos Para realizar o estudo, os cientistas alemães desenvolveram um tipo especial de chocolate com alta con-

centração de f lavonóides. A equipe testou os efeitos do consumo em um grupo de dez pacientes diabéticos, que tomaram um copo do chocolate enriquecido, três vezes ao dia, durante um mês. Os cientistas avaliaram os efeitos do consumo através da dilatação f luxomediada das artérias, um exame que registra as variações no f luxo sangüíneo. Segundo os resultados observados pela equipe, a habilidade de dilatação das artérias aumentou quase que imediatamente após o consumo da bebida. De acordo com a pesquisa, as artérias de uma pessoa normal são capazes de dilatar cerca de 5%. No caso dos pacientes diabéticos, essa capacidade foi registrada em 3,3% antes da ingestão da bebida. No entanto, duas horas depois de consumirem o chocolate, essa capacidade aumentou, em média, para 4,8%. Quando avaliados depois dos 30 dias, os pacientes demonstravam 4,1% de capacidade de dilatação mesmo antes de ingerir a bebida, e em média 5,7% quando avaliados depois de duas horas do consumo. “Nossa pesquisa demonstra que os f lavonóides podem ter um impacto importante como parte de uma dieta saudável na prevenção de complicações cardiovasculares em pacientes diabéticos”, disse

Malte Kelm, do Hospital Universitário de Aachen, que liderou o desenvolvimento do estudo.

oferecer potenciais benefícios para as pessoas com diabetes, mas, nesse estágio, não podemos aconselhar os pacientes a começar Alerta a tomar uma quantidade O pesquisador ressalta, no grande de chocolate quenentanto, que sua pesquisa te, pois a bebida pode ser não é sobre o chocolate, rica em açúcar e gordura”, mas sobre os f lavonóides. Um porta-voz da ONF Dia- disse. betes UK, que trabalha com “É preciso que mais pesquipacientes diabéticos, diz sas avaliem, a longo prazo, que os resultados do estu- os efeitos de consumir um do são “interessantes”, mas nível tão elevado de f lavoé preciso tomar cuidado. nóides”, alertou. “Os f lavonóides parecem

BCD RECORDS Passamos o seu vinil para CD, VHS para DVD e o seu K7 para CD. Gravamos o seu testemunho. Fazemos tratamento acústico em sua igreja. Informações: (27) 3045-7935 / 9868-4077


9 Divulgue

fale conosco: jornaletv@hotmail.com

ética cristã

Vitória, agosto de 2008

sua empresa

neste jornal

Ultimato • Ed René Kivitz

3229-3332

Servir: Privilégio de poucos Servir é para quem conhece a si mesmo e está seguro de sua identidade, a tal ponto que nada nem ninguém o diminui É natural do coração humano a busca de conforto, status, poder e tudo quanto vem agregado a estas realidades. Tiago, João e sua mãe foram até Jesus solicitar tais privilégios na consumação do reino de Deus. Jesus não disse nem que sim, nem que não, mas aproveitou para reforçar que o reino de Deus é reino de servos e, portanto, os servos são os verdadeiros governantes do mundo. No reino de Deus, o privilégio e o ônus de governar não é das “pessoas importantes”, mas dos servos; até porque, governar é servir. No reino de Deus, a maneira de governar não é exercendo domínio sobre os governados, mas servindo os governados; até porque, governar é servir. Na lógica do reino de Deus, o oposto também é verdadeiro: servir é governar. Para servir é necessário sair da zona de conforto, isto é, fazer o indesejado,

dedicar tempo para tarefas pouco atraentes, assumir responsabilidades desprezadas pela maioria, fazer “o trabalho sujo”, enfim fazer o que ninguém gosta de fazer. Para servir é necessário vencer o orgulho, isto é, se dispor a ser tratado como escravo, ter os direitos negligenciados, ser desprestigiado, sofrer injustiças, conviver com quase nenhum recon hec i mento, enfim, não se deixar diminuir pela maneira como as pessoas tratam os que consideram em posição inferior. Para servir, é necessário abrir mão dos próprios interesses, isto é, pensar no outro em primeiro lugar, ocupar-se mais em dar do que em receber, calar primeiro, perdoar sempre, pe-

dir perdão, enfim, fazer o possível para que os outros sejam beneficiados ainda que às custas de prejuízos e

danos pessoais. Não é por menos que em qualquer sociedade humana existem mais clientes

do que servos. Servir não é privilégio de muitos. Servir é para gente grande. Servir é para gente que conhece a si mesma e está segura de sua identidade, a tal ponto que nada nem ninguém o diminui. Servir é para gente que conhece o coração das gentes, de tal maneira que nada nem ninguém causa decepção suficiente para que o serviço seja abandonado. Servir é para quem conhece o amor, de tal maneira que desconhece preço elevado demais para que possa continuar servindo. Servir é para quem conhece o fim a que se pode chegar servindo e amando, de tal maneira que não é motivado pelo reconhecimento, a gratidão ou a recompensa, mas pelo próprio privilégio de servir. Servir é para gente parecida com Jesus. Servir é

para muito pouca gente. A comunidade cristã – a Igreja, pode e deve ser vista, portanto, como uma escola de servos. Uma escola onde aprendemos que somos portadores do DNA de Deus, dignidade que ninguém nos pode tirar. Uma escola onde aprendemos que, por mais desfigurado que esteja, todo ser humano carrega a imagem de Deus. Uma escola onde aprendemos a amar, e descobrimos que, se “não existe amor sem dor”, jamais se ama em vão. Uma escola onde aprendemos que “mais bem aventurada coisa é dar do que receber”. Servir é mesmo privilégio de poucos. De minha parte, preferiria ser servido. Mas aí teria de abrir de mão do reino de Deus. Teria de abrir mão de desfrutar do melhor de mim mesmo. Teria de abrir mão de você. Definitivamente, me custaria muito caro. Nesse caso, continuo na escola.


10

fale conosco: jornaletv@hotmail.com

Vitória, agosto de 2008

entrevista

Divulgue sua empresa

neste jornal

Testemunho do Pastor Gilberto Legey

3229-3332

“DEUS CUROU-ME DA AIDS”

De uma família de classe média envolvida com espiritismo, filho de compositor famoso e sobrinho de diretor da Rede Globo, Gilberto Legey conheceu o submundo do crime, foi condenado pela justiça e pela AIDS.

Nascido em 20/8/1962 e criado na Zona Sul do Rio de Janeiro. Venho de uma família de classe média toda voltada ao espiritismo. Sou filho de Marilu Scalzo Legey e Milton Pereira Legey (In Memorium), famoso compositor das décadas de 50 e 60, autor de várias músicas famosas, dentre elas: Fósforo Queimado, Rolei Rolei etc. Meu pai era irmão de Aloysio Legey, diretor de núcleo de vários programas da Rede Globo de televisão (Criança Esperança, Desfile das Escolas de Samba, Show da Virada etc.), do qual sou sobrinho e afilhado. Estudei em bons colégios, como o Colégio Santo Agostinho no Leblon/RJ, fiz Faculdade de Letras (Port/Ing) na Uni-

versidade Santa Úrsula em Larangeiras/RJ e academia de artes maciais (Jiu-Jitsu/ faixa-preta). Eu era o próprio playboy da Zona Sul. Aos 18 anos, herdei do meu avô materno uma construtora, Arthur Scalzo & Cia Ltda. Fiquei rico, tinha poder, mulheres, carros, viagens etc., e tudo mais que o mundo poderia oferecer de melhor. “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam” (Mateus 6:19) Aos 21 anos, devido às más companhias e aos falsos amigos, me tornei dependente químico e cheguei a usar todas as drogas, prin-

cipalmente a cocaína, tendo tido inclusive 3 overdoses. Com as drogas, vieram a perda de caráter, da personalidade, a prostituição e a falência. Para tentar não cair de padrão de vida, entrei na marginalidade e no mundo do crime, passando a comprar carros roubados, posteriormente roubando os próprios carros, emitindo cheques sem fundos, realizando golpes, homicídio e participando de falcatruas. Fui preso, julgado e condenado a 28 anos de reclusão pelos diversos crimes cometidos e os não cometidos também. Minha família toda se afastou de mim por desgosto e vergonha por tudo de ruim que eu fazia. Participei de diversas rebeliões, motins, greves de fome etc. Cumpri 8 anos em regime fechado em diversos presídios: Presídio Ary Franco (Água Santa), Instituto Penal Edgard Costa (Niterói), Presídio Hélio Gomes e Penitenciária Lemos Brito no extinto

Complexo Penitenciário da Frei Caneca/RJ e 4 anos em regime semi-aberto no Instituto Penal Plácido Sá Carvalho no Complexo Penitenciário de Gericinó/RJ. Lá deparei-me com o Diretor Paulo Roberto Rocha, que tinha sido meu aluno de defesa pessoal quando fez prova para o DESIPE. Ele foi um dos precursores a incentivar o convênio para usar a mão de obra carcerária para trabalhar nas ruas, e posteriormente assassinado na Av.Brasil. Em 1998, conheci a pessoa que me mostraria a palavra de Deus, e que hoje é a minha amada esposa e uma Varoa Valorosa, a Missionária Verônica Legey; que foi sábia e obediente ao Senhor Jesus, indo dentro do cárcere me evangelizar e me resgatar do lamaçal do pecado para o Reino de Deus.

“Mas depois de tantos pecados e orgias, colhi o que plantei”

o separe o homem.” (Mateus 19:6) Em 2001, como falei, foi feito um convênio entre a Secretaria de Justiça, a Fundação Santa Cabrini, a Secretaria de Administração Penitenciária e a CEDAE, pelo então Governador do RJ, Anthony Garotinho e o diretor da CEDAE/Zona Oeste na ocasião, Alcione Duarte. Consegui, então, um emprego digno onde trabalhei até Dezembro/2006 na CEDAE. “Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça” (Romanos 5: 20)

Tudo que aconteceu em minha vida foi por permissão de DEUS para um posterior plano de Salvação. Tudo é para engrandecer e exaltar o nome do Senhor Jesus! Mas, depois de tantos pecados e orgias, colhi o que plantei. Descobri que estava com AIDS. Passei 3 anos “Assim não são mais dois, tomando os coquetéis antimas uma só carne. Portan- retrovirais e cheguei a estar to, o que Deus ajuntou não em estado terminal. Par-


11 Divulgue

fale conosco: jornaletv@hotmail.com

Vitória, agosto de 2008

sua empresa

neste jornal

3229-3332 ticipei de uma campanha feita pelo Pastor Ricardo Barros de Belo Horizonte/ MG, que tem o Ministério da cura. “Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades, que sara todas as tuas enfermidades” (Salmos 103:3) Deus continua operando os mesmos milagres de 2000 anos atrás, DEUS CUROUME DA AIDS. Tenho os exames comprovando a cura. Basta aceitá-lo, arrepender-se, converter-se dos maus caminhos e ter Fé, pois

sem Fé é impossível agradar a Deus. Deus ainda me concedeu o dom do Ministério da Unção da Cura e Libertação. Temos sido usados como um canal de Bençãos por todos os lugares onde temos passado, dentro e fora do Estado. Hoje trabalho só para Deus, sou Ministro do Evangelho e congrego na Igreja Assembléia de Deus Pentecostal Ministério das Últimas Horas - Recreio dos Bandeirantes/RJ - Pr. Sérgio Luiz Ferreira Alves, um Homem de DEUS que me ungiu e me consagrou como Pastor.

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter

“Tudo que aconteceu em minha vida foi por permissão de DEUS” dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” (2 Crônicas 7:14)

“Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” (Hebreus 11:6) Fiquem todos na Paz de Cristo e DEUS vos abençoe e vos guarde! Um grande e forte abraço de fogo. Este é apenas um resumo das maravilhas que Deus fez na minha vida. Convites para pregações, testemunho, palestras sobre dependência química, DST (Doenças Sexualmen-

te Transmissíveis), congressos etc, entrem em contato: Pastor Gilberto Legey Tels.: (21)2406-2255 (21)9847-1444 E-mail: gilbertolegey@cooperadoresdedeus.com; gilbertolegey@oi.com.br MSN: gilbertoscalzolegey@hotmail.com


12 Vitória, agosto de 2008

empresas de Deus

fale conosco: jornaletv@hotmail.com

Divulgue sua suaempresa empresa Dê preferência às empresas que investem no Reino de Deus

neste neste jornal jornal

3229-3332


É Tempo de Vitória (4ª Edição) Agosto 2008  

O seu jornal Evangélico Edição 4

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you