Page 1

Poema do microfilme João Bernardo Na hora calma Meu pensamento esquece o pensamento, Minha alma não tem alma. Se existo é um erro eu o saber. Se acordo Parece que erro. Sinto que não sei. Nada quero nem tenho nem recordo. Não tenho ser nem lei. Lapso da consciência entre ilusões, Fantasmas me limitam e me contêm. Sim, sou eu, eu mesmo, tal qual resultei de tudo, Espécie de acessório ou sobresselente próprio, Arredores irregulares da minha emoção sincera, Sou eu aqui em mim, sou eu.

Sonho. Não Sei quem Sou- Fernado Pessoa + Sim, sou eu, eu mesmo, tal qual resultei de tudo- Álvaro de Campos (Fernando Pessoa)

Poema auto retracto portefolio  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you