Page 1

Tutorial Professor / Tutor / Administrador Senar-Rio

Moodle


Tutorial

Moodle |2

Ambiente de trabalho Esta é a tela de entrada da Plataforma Moodle de Ensino a distância do Curso “Agentes de Desenvolvimento Rural do Senar-Rio”

O primeiro passo é acessar o ambiente de estudo

Digite a senha para ter acesso ao ambiente administrativo do site


Tutorial

Moodle |3

TELA PRINCIPAL Depois de inserir a sua senha de acesso, você será direcionado a tela principal, onde constam duas áreas de trabalho: uma com a área administrativa (lado esquerdo do monitor), a outra, com o conteúdo do curso (relação dos cursos disponíveis).

Área Administrativa em que só o administrador poderá acessar

Relação dos cursos disponíveis em andamento

TELA DO CURSO Para ter acesso à tela de administração do Curso o professor deverá clicar no curso para qual deseja administrar


Tutorial

Moodle |4

Esta é a área administrativa do Curso

7- Exibe o Conteúdo programático do curso/disciplinas. Esse conteúdo só é visualizado após a inserção da disciplina

1 - Exibe lista de participantes do curso

Habilitando esse botão, vc poderá personalizar toda essa tela, a seu critério

2- Exibe lista de usuários que acessaram o site nos últimos 5 mi nutos

5- Módulos 6- Recursos

3- Exibe atalho das atividades utilizadas na disciplina. Esse atalho poderá ser personalizado a critério do prof.

4- No menu “Administração” você encontrará os seguintes recursos: 1. ativar edição: ativa ou desativa a função de edição 2. configurações: ferramenta que possibilita montar e configurar um curso 3. designar funções: permite definir a função que cada desempenhará na plataforma moodle 4. grupos: permite criar grupos de trabalho e agrupamento 5. backups: permite criar cópias de segurança do material da disciplina 6. restaurar: permite restaurar uma cópia de segurança (backup) 7. importar : permite importar para dentro da plataforma arquivos que estejam fora do ambiente moodle 8. reconfigurar: permite reconfigurar tudo 9. relatórios: permite gerar relatórios de atividades 10. perguntas: permite editar questões que poderão ser posteriormente utilizadas na atividade “questionário” 11. escalas: é uma modalidade de avaliação, que permite ao prof avaliar o aluno utilizando frases curtas 12. arquivos: permite gerenciar arquivos utilizados no curso 13. notas: sistema que permite ao professor atribuir e gerenciar as notas dos alunos

1- Participantes Clicando no link “participantes”, uma nova tela aparecerá com a relação de todos os participante do curso


Tutorial

Moodle |5

Clicando sobre o nome do participante aparecerá o perfil dele

Permite editar as informações que serão disponibilizadas no perfil.

O estudante poderá postar textos cronologicamente (semelhante a um diário)

Permite visualizar os dados cadastrados pelo usuário

Permite acompanhar as atividades do curso no formato relatório

Relaciona a função do usuário comparativamente ao curso Permite acompanhar as mensagens dos fóruns

2- Usuários online Relaciona todos os usuários que acessaram o site nos últimos 5 minutos. Ao clicar no usuário você terá acesso rápido ao perfil do ái


Tutorial

Moodle |6

3 Atividades Esse menu de atalho exibe algumas atividades que foram separadas para o Curso ADR, contudo o Moodle oferece, ao total, 12 atividades que podem ser inseridas no curso, conforme critérios adotados pelo professor.

Veremos a forma de se trabalhar com essas atividades.

3.1 Base de dados: Banco de dados do Moodle permite que alunos e professores criem um banco de dados para armazenamento de dados, sejam eles documentos, mídias, URL’s, números, textos, etc. A organização pode ser feita por meio de tabela, mas isso pode ser alterado de acordo com a preferência do usuário. Além disso, os dados armazenados na tabela podem ser ligados uns aos outros, tornando sua utilização mais dinâmica.

Criar novo banco de dados Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “Base de Dados”


Tutorial

Moodle |7

Nome do banco de dados

Uma breve descrição do banco

Data de início da validade do banco Data fim da validade do banco Nº de itens obrigatórios a ser em enviados. A atividade não será considerada completa se não for enviada essa quantidade O nº Maximo de itens a ser enviado Determine se o usuário pode fazer comentários sobre cada item. Determine se o prof. deverá aprovar antes o envio de itens. Isto é útil em caso de conteúdos ofensivos

Data inicio da visualização do banco Data fim da visualização do banco O nº de itens enviados, antes da visualização das atividades - Nenhum grupo Informe a - Grupos Separados: os documentos estarão visíveis apenas para os quantidade de membros deste grupo. As mensagens artigos RSS e os participantes de outros grupos não são visíveis.

- Grupos Visíveis: usuário pode participar apenas das atividades do seu grupo e pode ver as atividades e os participantes dos demais grupos. Visível ou não aos alunos

3.2 Chat (Bate papo): O chat permite a realização de uma discussão textual entre alunos/alunos ou alunos/professor, sem a necessidade de esperar por uma resposta demorada, como é o caso do fórum, por ser executada em tempo real. É muito utilizado como tira dúvidas. Para que seja proveitoso esse recurso, recomenda-se que o numero de participantes seja em torno de 10. Não se pode esperar uma discussão muito profunda, tampouco bem fundamentada em um chat quando se tem mais de 10 participantes, devido ao tempo e a dificuldade de interagir. Se não houver uma pessoa de plantão, responsável pela interação com os usuários, essa atividade deverá ser realizada em dias e horários pré definidos. É possível criar uma sala privada de discussão para cada grupo e para cada disciplina, como, também, é possível armazenar (salvar) as conversar para posterior leitura com os alunos que não participaram do bate papo


Tutorial

Moodle |8

Dicas para o tutor: • •

Prepare uma pauta bem explicada antes de se reunir com os usuários. Dessa forma, conseguirá manter o foco do encontro. Estimule a interação entre os integrantes. O tutor deve incentivar através de outras ferramentas, a participação do usuário. Esse incentivo pode ser através de lembretes nos fóruns, ou até mesmo no envio de emails pessoais para os alunos.

Um chat pode ser encarado como uma peça de teatro, que, para surtir o efeito desejado, precisa ser bem encenada por seus atores: - O PROFESSOR: É o mediador do encontro e deve organizar a participação dos alunos, dando voz aos que desejam se manifestar e provocando a manifestação dos mais calados. - O ALUNO: É o sujeito da aprendizagem. Deve ler, analisar e refletir sobre o tema e expor sua posição diante dos colegas e do professor, e, mais do que isso, deve interagir com os participantes.

Vantagens • • •

Interação, por proporcionar o esclarecimento de dúvidas, discussões e criação de vínculos; Definição de tópicos para a discussão; Dinâmica colaborativa onde todos podem contribuir com a discussão em tempo real.

Criar uma nova sala de chat Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “Chat”

Dê um nome ao novo chat

Palavras de boas vindas e o objetivo do chat

Defina a data de realização do Chat

A mesma sala Chat pode ser repetida. Se desejar que o chat se repita é só marcar a freqüência

Quando ativamos essa função, o moodle automaticamente salva a conversa e disponibiliza aos participantes do curso. A opção “sim” permite aos estudantes, mesmo que não participem do chat naquele determinado dia, possam recorrer e acompanhar as discussões em outro momento.


Tutorial

Moodle |9

Para participar do chat, o aluno deverá acessar o menu de atalho “atividade”, no dia e hora marcado, previamente, pelo professor, e clicar em “chat”

Clique na opção “Chat”

Aparecerá uma tela contendo a relação de todos os chat criados. Clique no chat desejado


Tutorial

M o o d l e | 10

3.3 Escolha (Enquete) A atividade “escolha” tem a mesma função de uma Enquete.

Criar uma nova atividade escolha: Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “Escolha”

Preencha os campos da atividade “escolha”. Ao terminar os campos padrão, surgirão outros campos de escolha. Neles, o professor deverá definir as respostas, podendo utilizar 5 campos definidos pelo Moodle ou quantos achar necessário. Os espaços em branco não são considerados.


Tutorial

M o o d l e | 11

Dê um nome a nova enquete

Descrição da enquete

“limitar o nº de soluções permitidas” quando é habilitado pelo prof. serve para estabelecer uma quantidade de votos para cada opção. Ao atingir o número limite definido pelo prof., a opção ficará indisponível para os demais estudantes. Coloque aqui a pergunta

Se vc habilitou o item anterior (limitar o nº ...) o item limitar estará acessível para que vc determine a quantidade de votos. Por exemplo: Se o nº for 5, somente 5 usuários poderão marcar essa opção. Atingido esse limite a opção estará desabilitada para os demais usuários. Detalhe: Se o numero for zero isso significa que o usuário não poderá marcar a opção.

Pode ser definida a data que ficará disponível a enquete, com a data em que será aberta, o horário e a data de término.

Defina o layout da enquete, informando se as perguntas serão exibidas na horizontal ou na vertical

Determine se o usuário poderá editar a resposta

Defina se atividade estará Visível ou não aos alunos

Defina a forma de visualizar o resultado, ou seja, durante o processo em que ele está respondendo ou ao final da atividade.

- Nenhum grupo: não há separação em grupos; - Grupos separados: membros de grupos iguais interagem entre si, mas não com membros de outros grupos; -Grupos visíveis: eles não interagem, mas podem ver as mensagens de outros grupos.


Tutorial

M o o d l e | 12

Visualizar o resultado da atividade escolha (enquete)

3.4- Fóruns O fórum é uma interface que possibilita a interação e discussão entre os participantes do curso sobre um determinado assunto. As mensagens são estruturadas de forma hierárquica. O assinante do fórum é o usuário que recebe cópias das mensagens do fórum por email, enviadas 30 minutos após a postagem. Cabe ao prof. definir se os alunos serão ou não assinantes. O aluno poderá, também, decidir se quer ou não receber as mensagens postadas no fórum via email pessoal. A definição dos grupos é uma ação importante, pois permite ao professor escolher a maneira que os usuários irão utilizar o fórum. São basicamente três tipos de grupos: • • •

Nenhum grupo: não há separação em grupos; Grupos separados: membros de grupos iguais interagem entre si, mas não com membros de outros grupos; Grupos visíveis: eles não interagem, mas podem ver as mensagens de outros grupos.

Potencialidades Pedagógicas • • • • • •

Discussão de temáticas relativas ao curso; Reflexão mais aprofundada sobre um tema de estudo; Debate entre os participantes; Leituras mais aprofundadas e contribuição com sínteses mais elaboradas; Possibilitar ao estudante um tempo maior para reflexão e posterior postagem; Acesso a qualquer momento permitindo o debate plural de idéias e a crítica coletiva do grupo.

Tipos de Fórum É possível escolher entre os seguintes tipos de fórum no Moodle: • • •

Cada usuário inicia apenas UM NOVO tópico - Essa opção permite que cada participante possa abrir apenas um novo tópico, no entanto, todos podem responder livremente, sem limites Fórum Geral - Permite que os participantes possam inserir a quantidade de tópicos que desejarem; Fórum P e R (Pergunta e Resposta) - Permite ao professor elaborar perguntas no fórum para discussão, porém o aluno somente consegue visualizar as respostas dos outros participantes a partir do momento que este posta a sua própria resposta; Fórum de uma única discussão - Com esse fórum, o tópico aparece em uma única página. Este tipo de fórum é recomendado para organizar discussões com foco em um único tema.


Tutorial

M o o d l e | 13

Criar um novo fórum Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “Fórum”

De um nome ao novo fórum Quando o fórum não é obrigatório, os usuários podem escolher se querem ou não receber cópias do fórum por email. As opções são: - “não”: a opção de escolha ficará por conta do usuário -“sim para sempre” : o usuário não poderá cancelar a sua assinatura, estando obrigado a participar do fórum - “sim inicialmente”: serão inscritos inicialmente, mas caso queira cancelar a assinatura , poderá ser feito - “assinaturas não são autorizadas”: o usuário não terá a opção de escolher se quer ou não participar. A escolha ficará por conta do prof.

Escolha o tipo de monitoramento: - “Opcional”: o usuário escolhe se quer ou não monitorar o fórum, - “ativar”: o usuário pode monitorar as mensagens do fórum - “desativar” : o usuário não poderá monitorar as mensagens Defina o tamanho máximo dos anexos.

· UM NOVO tópico – permite abrir apenas um novo tópico, porém todos podem responder livremente. · P e R (perguntas e respostas) – tem o mesmo estilo de um questionário, porém só é possível visualizar as respostas dos Outros participantes, a partir do momento que este posta a sua própria resposta. · Fórum Gera l – permite que todos possam iniciar um novo tópico no momento que desejar. · Uma única discussão simples – O tópico do fórum aparece em uma única página, usado para organizar discussões breves.

O prof. deverá atribuir uma “nota” de avaliação, podendo ser qualitativa, a partir da criação de escalas Se desejar, estipule um prazo para execução e avaliação do fórum Determine se haverá limite de postagem, ou seja, os usuários serão impedidos de enviar mensagens depois de atingir um limite no número de mensagens enviadas, num dado período. Eles receberão avisos à medida que se aproximarem deste limite.

Defina se atividade estará Visível ou não aos alunos

- Nenhum grupo: não há separação em grupos; - Grupos separados: membros de grupos iguais interagem entre si, mas não com membros de outros grupos; -Grupos visíveis: eles não interagem, mas podem ver as mensagens de outros grupos.


Tutorial

M o o d l e | 14

Visualizar o Fórum Depois de criado o fórum, podemos visualizar as respostas dadas pelos estudantes ao tema proposto.

Configure a visualização das reposta do fórum.

Para responder um tópico clique no link responder, que será exibida a tela de edição. Para editar a sua resposta clique no link “editar” e, para excluí-la, clique “apagar”

Inserir um novo tópico de Discussão No fórum é possível que tanto professores, quanto alunos, possam adicionar tópicos para as discussões. Para criar um novo tópico no Moodle, basta clicar em "acrescentar um novo tópico".

Aqui o prof e o usuário têm a possibilidade de administrar a assinatura do fórum, obrigando a todos a serem assinantes, obter a relação dos assinantes ou cancelar a assinatura de algum usuário do fórum.


Tutorial

M o o d l e | 15

Dê um nome ao novo tema da discussão

Desenvolva o tema, com uma breve descrição ou pergunta

Escolha a melhor formatação: HTML, Txt. Wiki ou automático Encontre o arquivo que será anexado e coloque neste campo, se houver

Aqui o usuário poderá decidir se continua como assinante do fórum, recebendo as mensagens por email, ou se cancela a sua assinatura. Esse item só estará habilitado se o prof. no momento de configurar o fórum optar por permitir que o usuário decida sobre a Aqui o usuário poderá decidir se vai querer mandar o email para os assinantes assim que preencher o formulário ou se manterá o tempo estipulado pelo moodle, de 30 minutos

3.5 Glossário O glossário permite aos participantes do curso criar e atualizar um dicionário com definições de termos utilizados no curso. Ao colocar uma palavra no Glossário, o moodle permitirá criar automaticamente link nos textos que levam aos itens definidos no glossário.

Criar um novo glossário: Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “Glossário”


Tutorial

M o o d l e | 16

Dê um nome ao novo glossário

Breve descrição sobre o glossário Decida a quantidade de termo exibido por pagina Decida se o termo poderá sofrer repetição

Qualquer usuário poderá fazer qualquer comentário, se o prof. habilitar esse item O moodle cria uma versão otimizada para impressão Defina se os itens adicionados pelos usuários serão acrescentados automaticamente ao glossário ou se terão ter aprovação prévia do prof. Autorizar ou não o usuário a modificar os termos do glossário: - Sim: Os textos podem ser editados sempre. - Não: Os textos podem ser modificados apenas durante o período definido.

O moodle permite que você exporte itens a partir de Qualquer glossário secundário para o glossário principal do curso. Para que isto seja possível você deve definir um dos glossários do curso como glossário principal. Cada curso pode ter apenas um glossário principal e somente os professores tem permissão para atualizá-lo. Qualquer termo que apareça nos textos do curso e tenha definição no glossário terá automaticamente um link para a sua definição, se está opção estiver marcada. Se você não quiser que o texto tenha link, você deve adicionar os tags <nolink> e </nolink> entre o texto. Escolha o melhor layout para o seu glossário Habiltar ou não o uso de caracteres especiais como @$%, Habilitar ou não o menu de navegação por ordem alfabética Habilitar ou não a navegação de todos os itens de uma só vez. Se o glossário for considerado como uma tarefa a ser cumprida pelo aluno, esse item deverá ser habilitado, para que haja uma avaliação, conferindo nota à tarefa cumprida

Defina se atividade estará Visível ou não aos alunos

Acessar o glossário Clique no item glossários no menu atividades e em seguida no glossário desejado


Tutorial

M o o d l e | 17

Visualizar o glossário É possível visualizar os termos e seus significados por: ordem alfabética, categoria, data de inserção e por autor. É uma questão de escolha. Escolha a melhor opção.

Criar nova categoria Para criar uma categoria selecione a opção “por categoria”, em seguida a opção “editar categoria”

E por fim acrescentar categoria.

Dê um nome a nova categoria Defina se serão gerados links automáticos para os nomes das categorias. Atenção: os links são sensíveis as letras maiúsculas e minúsculas, e consideram apenas palavras inteiras.

Inserir um novo item ao glossário Clique na opção ”inserir novo item” e preencha o formulário com as informações pertinentes


Tutorial

M o o d l e | 18

Dê o nome ao novo termo

Coloque a definição do novo termo

Escolha a melhor formatação: HTML, Txt. Wiki ou automático Se você criou categoria s para o glossário aparecerão aqui

Encontre o arquivo que será anexado e coloque neste campo, se houver

Cada item do glossário pode ser associado a uma lista de palavras chave (ou aliases). Habilitar ou não o termo a essa lista. As palavras chave serão linkadas automaticamente ao mesmo item do glossário, em caso de criação automática de links Quando esta função estiver ativada é possível criar links automáticos, todas as vezes que o termo aparecer em textos do mesmo curso isto incluem mensagens em fóruns, materiais, sumários, etc.


Tutorial

M o o d l e | 19

3.6 Laboratório de Avaliação (workshop) O Moodle possui uma atividade denominada Laboratório de Avaliação (Workshop), que possibilita a realização do processo de avaliação feita pelo professor, auto-avaliação e a avaliação do professor, além de definir múltiplos critérios para a avaliação de uma determinada tarefa e atribuir pesos a cada critério, assim como, comentários para cada critério. Ao final do processo de avaliação, o aluno poderá visualizar suas notas de cada tarefa, agrupadas em um relatório final. O cálculo da nota final dos trabalhos é automático.


Tutorial

M o o d l e | 20

3.7 Lição A lição consiste em colocar o conteúdo do curso em páginas. Cada página normalmente termina com uma questão e algumas alternativas de resposta. Dependendo da resposta escolhida, o estudante poderá prosseguir para a lição seguinte ou poderá retornar para a mesma página.

Criar uma lição: Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “lição”

Defina o tempo limite, em minutos, de duração da lição (opcional)

Dê um nome a nova lição

Os exercícios não terão nota publicada pelo Moodle. Aqui vc deverá informar se avaliação terá exercícios ou não

Permite a definição de nota diferente. São permitidas notas positivas e negativas; Certo e errado, etc.

Uma lição pode ser lida e estudar mais de uma vez, se o prof. desejar Determine Critério para as notas, quando a tentativa de estudar a lição for mais de uma vez

Cada tela de uma lição permite a inserção de uma pergunta na parte inferior da tela. Em geral, é uma questão do tipo múltipla escolha e cada Resposta pode levar a uma página diferente. Aqui se estabelece, ao mesmo tempo, o número de alternativas de uma resposta e, simultaneamente, o número possível de desvios para outras telas.

Determine a nota máxima da lição. Se a nota for fixada em 0 a Lição não aparece na relação de Notas. Permite que o estudante vá acompanhando Sua evolução na Lição.

.


Tutorial Determine o número máximo de tentativas que um usuário tem para responder qualquer questão em uma lição.

M o o d l e | 21

Permite que o usuário reveja páginas já visitadas para alterar as respostas Mostra um botão de revisão, depois que uma resposta é assinalada incorretamente, permitindo ao usuário voltar para uma nova tentativa. Habilita o feedback para informar o desempenho do usuário ao cumprir a atividade

Determina a ação do aluno, assim que ele responder a questão da lição

Estabelece o número mínimo de questões que o usuário deve responder O valor padrão nesse item é sempre zero. Porém, se este parâmetro for fixado em um valor maior que o número de páginas na lição, então o final da lição é atingido quando todas as páginas tiverem sido mostradas.

A lição pode ser exibida no formato slide construída pelo moodle. Aqui você determina os itens para construir o layout, se vc habilitar esse item

Você poderá controlar o acesso a lição. Se você habilitar esse O acesso só permitido com o uso

Possibilita que a lição seja dependente do desempenho do aluno em outra lição que esteja no mesmo curso. Se as exigências de desempenho não forem atingidas, o aluno não terá acesso a esta lição O menu drop-down contém todas as atividades para este curso. Se uma estiver selecionada, então um link para esta atividade aparecerá no final da Lição.

Defina se atividade estará Visível ou não aos alunos


Tutorial

M o o d l e | 22

Inserir conteúdo O Moodle oferece uma relação de opções para inserir conteúdo à lição.

Importar questões: Permite importar questões de arquivos externos enviados para o ambiente, com o uso de um formulário.

Formato Gift: Suporta questões do tipo múltipla-escolha, verdadeiro / falso, resposta curta e questões numéricas, além de questões do tipo completar uma frase com uma palavra que está faltando.

Importar PowerPoint Antes de importar um arquivo PowerPoint, algumas ações deverão ser executadas. 1. Abra sua apresentação em PowerPoint; 2. Salve-a como uma Página Web (sem opções especiais); 3. Compacte em ZIP apenas a pasta contendo a apresentação; 4. Encontre o arquivo ZIP da apresentação e clique em Enviar este arquivo.


Tutorial

M o o d l e | 23

Inserir páginas com painel de navegação: Para lições com um fluxo usual, ou seja, para lições que tenham a estrutura descrita, esta página é a tela de abertura da lição (na visão dos estudantes).

Coloque aqui o título da página que pode ser neste caso, o título da própria lição.

Esta será a página de abertura da lição. Coloque aqui o objetivo da lição, as seções em que estão divididas e a forma de avaliação (com ou sem nota, número mínimo de questões a serem respondidas, etc.). Aqui é construído o índice da lição (textos que vão aparecer nos botões de navegação pelas seções da lição). Observe que há dois campos padrão para cada descrição/textos (variando seu número de 1 a 4).

Defina se os botões de navegação serão exibidas horizontalmente ou na vertical. Essa é uma opção de layout. Experimente e veja o resultado. Se não gostar volte para alterar. Texto do link 1: O nome da seção deve ser colocado aqui. Deverá ser um nome curto porque este será o texto que aparecerá no botão de navegação Defina o nome que será atribuído a primeira página da seção indicada no campo anterior. Como a lição pode estar em seu início de construção e não há ainda a primeira página pode-se deixar um nome provisório, como exemplo, próxima página. Se desejar alterar o nome da seção da pagina, volte, mais tarde, para corrigir a navegação.


Tutorial

M o o d l e | 24

Inserir páginas com questões: Página com questões é aquela página que contém texto, figuras, equações e, normalmente, termina com uma questão. Cada resposta a uma questão pode ter um texto que é mostrado se a resposta for escolhida. A próxima página é determinada pela lógica usada na construção da lição. Esta é a ordem vista pelo professor e esta ordem pode ser mudada, movendo as páginas para cima ou para baixo na tela de páginas da lição (só vista pelo professor). O número de alternativas de resposta pode variar de página para página. Por exemplo, uma página pode ter uma questão do tipo Verdadeiro / Falso e outra uma questão com quatro alternativas de resposta e uma delas correta. Por exemplo, para construção de uma página com questão do tipo “múltipla escolha” os campos descritos a seguir devem ser preenchidos:

Marque para informar que questão terá uma ou mais alternativas corretas. Coloque o título da página. Exemplo: sendo esta a primeira página da primeira seção, poderia colocar “seção001”. Aqui é possível colocar inclusive imagem, gráficos, etc. ou o texto da primeira página, da primeira lição.


Tutorial

M o o d l e | 25 Enunciado da primeira alternativa de resposta Feedback quando o estudante escolher esta resposta (este campo é opcional)

Avalie a performance da lição, ou seja, quanto vale esta lição?

Defina o nome que será atribuído a primeira página da seção indicada no campo anterior. Como a lição pode estar em seu início de construção e não há ainda a Para questões do tipo “múltipla escolha”, pelo menos duas questões terão quepode-se ser construídas. Após primeira página deixar um nome provisório, exemplo,clique próximano página. Se desejar preencher as alternativas (lembrando que o campo comentário 1 como é opcional), botão inseriralterar o nome para da seção da pagina, volte, mais tarde, para página com questões, na parte inferior da tela. Você será direcionado seguinte página: corrigir a navegação

3.8 Pesquisa de Avaliação Permite ao professor criar um questionário de avaliação do curso. O objetivo é desenvolver uma avaliação do percurso de aprendizagem online.

Criar uma nova Pesquisa de Avaliação Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “Pesquisa de Avaliação”


Tutorial

M o o d l e | 26

Dê um nome a nova pesquisa

• Nenhum grupo - não há divisão dos participantes do curso em grupos

• Grupos Separados - os participantes de cada grupo vêm Coloque uma breve introdução

apenas os outros membros deste grupo e os documentos e informações relacionados apenas a estes membros. As mensagens e os participantes de outros grupos não são visíveis.

• Grupos Visíveis - cada usuário pode participar apenas

das atividades do seu grupo, mas pode ver as atividades e os participantes dos demais grupos.

Pesquisa - ATTLS: Esta pesquisa é utilizada para avaliar o aprendizado online e offline dos estudantes. São 20 questões referentes à aprendizagem e reflexões críticas com relação à postura e atitude do estudante. Pesquisa – incidentes críticos: Esta é composta de cinco perguntas que são respondidas por extenso. Exemplo:


Tutorial

M o o d l e | 27

Pesquisa - COLLES: A pesquisa COLLES é dividida em três grupos, cada um referente a um tipo de avaliação relacionada a: 1- experiência efetiva; 2- expectativas e experiência efetiva; 3- expectativas. Tipos de questões da Pesquisa Colles:

· Relevância: Perguntas referentes à aprendizagem do estudante. · Reflexão Crítica: Perguntas críticas sobre a forma como se aprende. · Interatividade: Perguntas relacionadas à interação do estudante com os companheiros do grupo. · Apoio dos tutores: Perguntas simplificadas referentes ao ensino do professor e ao nível de entendimento do estudante. · Apoio dos colegas: Perguntas com relação à interação dos demais participantes do curso. · Compreensão: Perguntas referentes ao nível de assimilação de conteúdo por parte dos estudantes. Exemplo:

3.9 - Questionário Os Questionários no Moodle têm dois componentes principais: • •

Corpo do Questionário: É a parte vista pelos alunos depois que o Questionário é construído. Banco de Questões: armazena questões que serão utilizados nas lições. Funciona como um banco de dados

Um Questionário é construído transferindo-se questões do banco de questões para o Questionário. A transferência é feita manualmente ou de forma aleatória. Para se construir um Questionário, portanto, é necessário antes construir um banco de questões. Essas questões podem ser usadas em todos os Questionários de um curso e podem também ser compartilhadas por outros cursos.

Criar um novo questionário Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “Questionário”


Tutorial

M o o d l e | 28

Nome da questão Coloque o enunciado do Questionário. Essa Introdução deve ser clara e concisa.

Dia e hora em que o Questionário estará disponível para os alunos Dia e hora em que o Questionário deixará de estará disponível para os alunos

Pode-se estabelecer um intervalo de tempo entre uma e outras tentativas para responder o Questionário. Defina se o usuário verá todo o questionário em uma só tela, com rolamento vertical, ou se as perguntas serão colocadas em várias telas. O número de perguntas por tela é determinado pelo prof. Defina se o usuário pode tentar responder o questionário um número limitado ou ilimitado de vezes. Ao permitir mais de uma tentativa, o prof. definirá a nota final Caso permita ao estudante corrigir a resposta, com o modo adaptativo, pode-se impor uma penalidade Mostrar o questionário em uma janela segura: A janela segura tenta fornecer alguma segurança aos questionários (tornando cópia e fraude mais difíceis) restringindo algumas ações do navegador usado pelo estudante. - Senha necessária: É possível estabelecer uma senha para que o estudante tenha acesso ao questionário. - Requer endereço de rede: Pode-se restringir o acesso a um questionário especificando-se uma lista, separada por vírgulas, dos endereços IP completos ou parciais.

Realiza contagem de tempo, indicando o tempo restante para conclusão do questionário. Quando o tempo terminar as respostas serão enviadas ao moodle. Atenção: Se o usuário tentar enviar as respostas depois de terminado o tempo, de até 60 segundos, a nota será automaticamente zero. É possível decidir se a ordem das perguntas serão as mesmas para todos os usuários ou se serão apresentadas na ordem padrão do moodle. Se a opção for “sim”, então a nova tentativa terá o resultado da tentativa anterior. Para mostrar um questionário vazio, em cada tentativa, seleciona-se “não” para esta opção. Se a opção for “Sim” o usuário poderá tentar responder a mesma questão mais de uma vez, na mesma tentativa. Se responder incorreto ele poderá responder novamente com uma penalidade Este campo permite selecionar o número de algarismos decimais que serão apresentados na classificação de cada tentativa. Por exemplo: '0' significa que os números mostrados serão inteiros.

Caso os usuários estejam divididos em grupos, aqui se decide qual grupo destina-se o questionário Poderá deixar visível ou não, no período em que o prof. estiver elaborando o questionário.

É um texto mostrado ao usuário depois de responder o questionário. Por exemplo: Limite de notas: 100% / Feedback: Muito Bom Limite de notas: 40% / Feedback: você precisa se aprofundar mais nos estudos

Permite controlar “se e quando” os usuários podem rever suas tentativas · ao final da tentativa: Dentro de dois minutos, após a tentativa ser encerrada pelo usuário, clicando 'Enviar tudo e terminar'. · Mais tarde, enquanto ainda estiver aberto: Depois deste momento, e antes da data de fechamento do questionário. · Depois do questionário ser fechado: Após a data de fechamento do questionário ter passado. Se o questionário não tiver uma data de fechamento este evento nunca ocorrerá.


Tutorial

M o o d l e | 29

Banco de Questões Após a configuração do questionário, você poder visualizar o banco de questões com o questionário que você acabou de criar:

Observe que um banco de questões é construído e organizado por categorias como, por exemplo: assunto, capítulo, tema, etc. Isto facilita a localização das questões que forem criadas e estará à disposição de todas as disciplinas desse curso ou de outros.

Criar uma categoria Clique na opção categoria, que está localizada na barra superior da estrutura do banco

Descrição breve da categoria. Pai é a categoria na qual a pergunta será inserida. Se ainda não tiver sido criada nenhuma categoria, somente estará disponível o 'Topo' Nome da categoria.

Definir se a categoria deverá ser imediatamente publicada ou não.


Tutorial

M o o d l e | 30

Exportar Esta função permite exportar uma categoria completa de perguntas para um arquivo de texto. Ao clicar em Exportar o professor pode exportar as questões existentes para um arquivo de texto comum.

- MS QTI 2.0: será gerado um grupo de arquivos dentro de um único arquivo 'zip'. - XHTML: Exporta a categoria como uma única página com XHTML 'estrito'. Cada pergunta é colocada dentro da sua própria etiqueta <div>. Se quiser usar essa página, precisará pelo menos editar a etiqueta <form> no início da seção <body>, para que seja realizada alguma ação apropriada (por exemplo, enviar uma mensagem, usando 'mailto'). Importar

- Formato GIFT: é o formato de importação/exportação mais completo. Aceita - - Múltipla-Escolha, Falso-Verdadeiro, Resposta Breve, Associação e Questões Numéricas, bem como a inserção de _____ para a palavra que falta. Repare que as perguntas "Cloze" não são normalmente aceitas. Podem-se misturar vários tipos de perguntas num único arquivo e o formato também aceita comentários, nomes de perguntas, "feedback" e avaliações a nível de porcentagem - XML: exporta perguntas num formato XML simples. As perguntas assim exportadas podem ser importadas para outra categoria de perguntas, ou usadas em outros processos tais como transformações XSLT

Importar Ao clicar em Importar o professor pode receber questões presentes em seu computador para o curso.


Tutorial

Tipo de questões: O Moodle oferece essas opções de escolha para elaborar suas questões.

- Calculado: oferece uma maneira de criar questões com números com o uso de incógnitas que são substituídas por valores individuais quando é feita a tentativa do Questionário. - Descrição: A descrição é um texto de um questionário e não um tipo de questão. Nesse caso, o texto será usado como referência para as respostas de um grupo de questões. Vale ressaltar que ao usar uma descrição como enunciado para uma série de questões é importante não escolher a opção misturar perguntas, na configuração do questionário. - Dissertação: constrói questões em que o usuário poderá defender sua tese ou se posicionar - Associação: uma lista de sub-questões é apresentada, com uma lista de respostas. O aluno deve associar as respostas corretamente às questões correspondentes -resposta de preenchimento (cloze): consiste de uma passagem de texto que possui várias respostas inclusas, incluindo múltipla escolha, repostas curtas e de número.

M o o d l e | 31

- múltipla escolha: pode ter uma ou mais alternativas corretas - Resposta breve: Para esse tipo de questão a resposta deve ser uma palavra ou frase. Nesse caso podem existir diversas respostas corretas, com valores de avaliação diferentes. Dependendo do enunciado é possível atribuir valores parcialmente corretos para as respostas -numérica: Para esse tipo de questão é apresentado, como resposta, um valor numérico. Pode ter uma margem de erro para que as respostas contidas num intervalo sejam aceitas como corretas. Exemplo. Se a resposta for 30 com uma margem de erro 5, então todos os números entre 25 e 35 serão considerados corretos. - Aleatória de associação com respostas breves: Mistura questões do tipo resposta breve e associação, apresentando ao usuário de forma aleatória, sem ordem de apresentação -Verdadeiro/Falso: são apresentadas questões contendo uma única resposta: se não for falsa, será verdadeira.

Após elaborar as questões, siga até a parte inferior da tela (após optar pelo menos por duas escolhas) e clique em Salvar mudanças. Você será direcionado para a primeira tela do questionário: Observe que foi criada a questão “questão 01”, que será transferida para “questionário” (lado esquerdo da tela). Selecione essa questão (clicando no quadrado branco) e clique em Acrescentar ao questionário.


Tutorial

É possível visualizar o enunciado do questionário e a data limite para realização do mesmo, caso o professor defina essa data limite.

É possível ter acesso aos relatórios dos resultados dos questionários realizados pelos alunos com (sinopse, reavaliação, avaliação manual e análise de item).

M o o d l e | 32

É possível visualizar o questionário como será visto pelo estudante Inclusive podendo testar as questões para verificar se as respostas estão corretamente formuladas. É possível ter acesso à tela de edição, de forma, que permita alterar dados.

3.10 - SCORM/AICC

(Shareable Content Object Reference Model)

Esta atividade permite que o docente faça upload de um pacote SCORM ou AICC para incluir no curso. O SCORM é um conjunto de especificações que, quando aplicadas a um conteúdo de um curso, produz objetos de aprendizagem (LO’s) pequenos e reutilizáveis, o que permite, inclusive, incorporar pacotes de cursos já prontos que podem ser adquiridos no mercado (exemplos: cursos prontos sobre informática, editores de texto, web e internet, cursos técnicos, etc.). Ao criar um curso em scorm temos a possibilidade de criar conteúdos e atividades de forma mais customizadas, por exemplo utilizando o flash ou html. Para se criar um pacote scorm é preciso obter um programa que converta todas as páginas nesse padrão, existem programas pagos, como o Lectora e outros gratuitos, o Reload por exemplo.

3.11 Tarefas Existem quatro tipos de tarefas, dentro do Moodle: 1-Modalidade avançada de carregamento de arquivos: Permite que o usuário envie mais de um arquivo, de qualquer tipo (arquivo texto, imagem, zip. etc.). 2- Texto online: requer que os usuários editem um texto utilizando recursos habituais de edição. O prof. poderá avaliá-las na rede e mesmo incluir comentários ou mudanças. 3- Envio de arquivo único: permite que cada estudante envie um único arquivo, de qualquer tipo. Pode ser um arquivo de texto, uma imagem ou qualquer outro arquivo que você possa solicitar. 4- Atividade offline: Esta atividade pode ser realizada em algum lugar da rede ou mesmo presencial. Os estudantes podem ver a descrição da tarefa, mas não podem enviar arquivos. Quanto ao processo de avaliação funciona normalmente e os estudantes receberão a notificação de suas notas.


Tutorial

M o o d l e | 33

Criar nova tarefa Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “Tarefas”, escolher a tarefa desejada.

Para analisar a atividade tarefas, exemplificaremos com o item “texto online”. Nessa tarefa o aluno deverá cumprir uma tarefa solicitada pelo professor (exemplo redações, projetos, relatórios, imagens, etc.) e publicar o material para que o professor tenha acesso e faça a devida avaliação.

Nome da tarefa Coloque o enunciado explicando como deve ser cumprida a tarefa.

Dê nota a tarefa Determine o período em que tarefa estará disponível Estipule uma data para a entrega da tarefa

Se habilitado, os professores serão avisados por correio eletrônico sempre que os estudantes adicionarem ou atualizarem um documento enviado. Defina se atividade estará

Informe ao moodle será haverá bloqueio para impedir a entrega fora do prazo Se você ativar esta opção, os alunos poderão enviar novas versões da mesma tarefa depois avaliada. Isto é útil quando o professor quer encorajar os alunos a melhorar os resultados ou quando é previsto um processo de avaliação interativo, com sucessivas revisões. Esta opção não é útil nas Tarefas Off-line Se esta opção for selecionada, o envio original será copiado no campo de comentário durante a avaliação, ficando mais fácil fazer comentários no texto (talvez usando uma cor diferente) ou editar o texto original.

Visível ou não aos alunos - Nenhum grupo: não há separação em grupos; -- Grupos separados: membros de grupos iguais interagem entre si, mas não com membros de outros grupos; -Grupos visíveis: eles não interagem, mas podem ver as mensagens de outros grupos.


Tutorial

M o o d l e | 34

3.12 WIKI: Permite aos participantes uma interação colaborativa numa página web, de modo que possam construir coletivamente um determinado conteúdo.

Criar novo wiki Basta clicar em “Acrescentar atividade” e no item “Wiki”

Nome do novo wiki

Faça a descrição

- Nenhum grupo: não há separação em grupos; -- Grupos separados: membros de grupos iguais interagem entre si, mas não com membros de outros grupos; -Grupos visíveis: eles não interagem, mas podem ver as mensagens de outros grupos. Defina se atividade estará Visível ou não aos alunos


Tutorial

M o o d l e | 35

4 Administração A área administrativa do curso é composta por 13 ações importantes. Veremos, a seguir, como trabalhar com cada uma.

4.1

Ativar /Desativar Edição

Antes de qualquer ação, o professor deverá clicar no item “ativar edição” para que qualquer alteração na área administrativa seja de fato efetuada O primeiro passo é ativar a “edição”

4.2 Configuração O item Configurações será utilizado para inserir ou alterar as informações do curso.


Tutorial

M o o d l e | 36

Inserir o nome completo do curso

Uma legenda ou uma abreviatura se nome do curso for muito extenso.

Poderá escrever uma mensagem de boas vindas ou até um pequeno texto introdutório

Representa o número de tópicos que utilizará no curso/disciplina, ou seja, representa as janelas que irão configurar na coluna central da página.

Refere-se aos formatos das semanas ou temas. · Semanal – é organizada em unidades correspondentes a semana, com definição de datas de início e fim. Em cada semana poderá incluir as suas atividades e/ou recursos. · Tópicos – Semelhante ao formato semanal, porém, as unidades lógicas divididas são por temas ou assuntos. Não tem limite temporal pré-definido. · Social – Este formato é muito utilizado em contextos de grupos de pesquisa, estudos permanentes, etc.

Escolher se as notas e os relatórios de atividades serão visualizados ou não Escolher o tema a ser utilizado no curso

Decidir se o curso aceita inscrição ou se a mesma só será efetuada pelo professor

Definir se a inscrição para o curso terá um prazo e se esse prazo será informado ou não ao aluno - Nenhum grupo: não há separação em grupos; -- Grupos separados: membros de grupos iguais interagem entre si, mas não com membros de outros grupos; -Grupos visíveis: eles não interagem, mas podem ver as mensagens de outros grupos. Defina como o curso será disponibilizado, se será acessado ou não pelo usuário, mesmo que o curso já tenha sido formado

Você pode permitir o acesso de visitantes ao seu curso, clicando no link "Acessar como Visitante" na tela de acesso. Os visitantes terão, SEMPRE, permissão limitada à leitura, ou seja, não podem interferir ativamente no curso, enviar mensagens ao fórum, etc.

Defina o idioma que será utilizado no curso

O código de inscrição impede o acesso de pessoas não autorizadas. Se você deixar este campo em branco, qualquer usuário registrado no site poderá inscrever-se no curso. Se você definir um código de inscrição, cada aluno terá que inseri no formulário de ingresso só na primeira vez em que entrar no curso.


Tutorial

M o o d l e | 37

4.3 Designar Funções: Permite adicionar (inscrever) participante e definir qual o seu papel na disciplina (administrador, moderador, tutor, estudante e/ou visitante). Esta tarefa poderá ser desempenhada pelos docentes ou pelos próprios alunos.

Escolher qual a função que deseja designar, por exemplo, estudante


Tutorial

M o o d l e | 38

Finalize utilizando as setas de movimentação para adicionar ou remover os alunos

4.4 Grupos: É possível desenvolver trabalhos separando os alunos por diferentes grupos e, se necessário, permitir o acompanhamento e as orientações do tutor aos seus respectivos grupos, viabilizando uma maior interatividade e proximidade entre as pessoas. A opção de criação de grupos no Moodle possibilita a organização dos alunos em pequenos grupos para o desenvolvimento de atividades no curso, ou mesmo para a divisão dos grupos por tutor. Para isso, o professor precisará criar as equipes para, em seguida, importar os participantes. Além de criar os grupos, o professor poderá obter informações sobre os dados dos estudantes registrados. Os professores são exibidos na lista de participantes, porém com um símbolo para diferenciá-los dos estudantes. A configuração dos tipos de grupo é feita em dois níveis: 1. Configuração geral do curso: O tipo de grupo definido a nível de configuração de curso é a opção padrão para todas as atividades do curso 2. Configuração de cada atividade: Todas as atividades que aceitam configuração da modalidade de acesso dos grupos podem ter o seu tipo de grupo configurado em modo independente. Esta configuração da atividade será ignorada se a configuração geral do curso "forçar o tipo de grupo".

Criar grupos:


Tutorial

M o o d l e | 39

Defina o nome do grupo

Breve descrição do grupo. Podese usar também uma imagem.

Permite disponibilizar uma imagem que identifique ou represente o grupo.

Permite aos usuários se inscreverem no curso, normalmente existe uma chave para todo o curso definida na configuração do curso. Entretanto, se você definir uma chave de inscrição a um determinado grupo o usuário não só entrará no curso, mas também se tornará automaticamente membro deste grupo.

Você acabou de criar um grupo, agora é preciso definir os participantes que irão compor o grupo.

Esta coluna mostra todos os grupos existentes no curso

Esta coluna mostra os membros que compõem o grupo em questão

Selecionando em adicionar ou remover pessoas, abrirá uma tela com duas colunas. Uma coluna informa os nomes das pessoas que já fazem parte do grupo e outra os potenciais membros.


Tutorial

M o o d l e | 40

4.5 Backup: Backup é um arquivo em formato zip contendo apenas dados do curso com os materiais e informações dos participantes. Permite criar cópias de segurança do curso.

Criar um novo backup Clique na opção BACKUP no bloco de administração.


Tutorial

M o o d l e | 41

Mantenha a opção Curso. Assim serão registrados todos os usuários estudantes do curso. Mantenha a opção Não. Isto permite que os registros de acesso (que ocupam espaço considerável para armazenamento) sejam descartados da cópia de segurança. Mantenha a opção Sim. Aqui você mantém todos os arquivos enviados pelos usuários ao curso.

Mantenha a opção Sim. Aqui você mantém o material do curso.

Marque as atribuições que foram determinadas para as funções, de modo que se faça backup dessas funções também. Clique em continuar para ter acesso à outra página com um resumo de todo o material do curso. Depois clique novamente em continuar. Dependendo do material a ser armazenado esta operação pode demorar alguns minutos.

Na próxima tela serão mostrados os arquivos do curso, com as informações compactadas em um arquivo zip.

4.6 Restaurar: Permite ao professor a possibilidade de restaurar a último backup realizado do curso. Por exemplo, no caso de algum item muito importante ser excluído, ele pode ser recuperado, uma vez que se tenha feito o backup. Por isso, recomenda-se realizar backup semanalmente. Para restaurar clique na opção RESTAURAR.


Tutorial

M o o d l e | 42

Clique na opção RESTAURAR no bloco de administração.

4.7 Importar: Permite importar um curso que você lecionou ou algum material de outro curso que você produziu.


Tutorial

M o o d l e | 43

Aqui você escolhe um curso do qual foi tutor/professor e que no momento não está sendo ministrado.

Escolhido o curso, clique em usar este curso.

Localize o grupo para qual deseja importar

Na tela seguinte, é preciso marcar os materiais e atividades que desejará importar e clique em continuar. Por fim, clique novamente em continuar e os materiais e atividades escolhidas serão importadas.

4.8- Reconfigurar Permite que o professor esvazie os dados de um curso ou de um usuário, sem apagar as atividades e outras configurações. Saiba que fazendo isto estes dados serão cancelados para sempre!


Tutorial

M o o d l e | 44

4.9- Relatório: O relatório apresenta qual a participação ou atuação de um ou mais estudantes dentro do curso. O Moodle permite uma filtragem mais abrangente de dados, apresentando as informações que os professores precisam acompanhar. Entre essas opções é possível escolher o curso, os grupos, participante (todos ou apenas um), data específica (todas ou apenas uma), atividades específicas (todas ou algumas), ações (todas ou algumas), dentre outras opções. Esses dados podem ser apresentados na própria página ou fazer o download em formatos (pdf, doc ou excel).

Para filtrar os dados, basta clicar em obter logs, que terá acesso ao relatório de participação dos estudantes.

4.10 Perguntas: Permite criar perguntas (escolha, seleção, desenvolvimento, etc.). Esse item também pode ser encontrado na atividade de um curso (veja o detalhamento no item 3)


Tutorial

M o o d l e | 45

4.11- Escalas Os professores podem criar escalas (níveis) e critérios de avaliação a serem utilizados nas atividades do curso. Níveis ou escalas podem ser usados para qualificar os Fóruns, Glossários e Tarefas. As escalas são meios de verificar a performance de um aluno, atribuindo notas para as atividades propostas. Como padrão a escala é apresentada em 2 escalas: numérica e não-numérica (avaliação por Forma de Saber Conectado ou Destacado). A escala numérica pode variar entre o máximo de 100 ou 10 e o mínimo de 1. Porém nem sempre o professor quer utilizar esse tipo de escala. Ele pode querer utilizar uma escala em que o máximo é 40, ou ainda utilizar letras, atribuindo para cada uma delas parâmetros por ele criados, ou ainda ele pode querer definir em palavras a avaliação como ruim, bom, ótimo, etc. Tudo isso é possível. O título de uma escala deve ser uma frase que a identifique com precisão porque o título aparece como item do menu de seleção do tipo de escala de avaliação. Este título também é usado como link à página de ajuda correspondente. Uma escala é definida por uma lista de valores ordenada, do mais negativo ao mais positivo, separados por vírgulas. Por exemplo: Insuficiente, Sofrível, Bom, Ótimo, Excelente As escalas devem incluir uma boa descrição dos critérios e de como deve ser utilizada. Esta descrição é visualizada nas páginas de ajuda correspondentes. O administrador do site pode definir algumas escalas como "Standard" para que elas sejam disponíveis em todos os cursos. A escala não numérica permite as seguintes opções de avaliação: 1-Mostra sobretudo saber DESTACADO, 2-Igualmente DESTACADO 3-CONECTADO 4-Mostra sobretudo saber CONECTADO.


Tutorial

M o o d l e | 46

Atenção: Uma vez utilizada a escala em alguma atividade, não será possível editá-la, apenas trocar o nome e as descrições. Veja:

Para inserir uma nova escala você devera clicar no botão adicionar nova escala.

O nome da escala deve ser uma frase que a identifica claramente. Esse nome irá aparecer na escala como seleção, listas e como botões

A escala é definida como uma lista hierárquica de valores, de negativo para positivo, separados por vírgulas. Ela pode ser numero ou não. Exemplo 1 0, 0.1,0.2,0.3... 0.9 9, 9.1,9.2,9.3... 9.9 Exemplo 2 péssimo, razoável, bom, muito bom, excelente

Deve incluir uma boa descrição do que eles significam e como eles devem ser usados. Esta descrição aparecerá em páginas de ajuda para professores e alunos. Exemplo: -atividade offline (para as provas presenciais); - entrega de arquivo único (para cada um dos 13 trabalhos que foram entregues pelos alunos). 70% para as provas e 30% para os trabalhos.


Tutorial

M o o d l e | 47

4.12- Arquivos Criar diretório e inserir arquivo: Vamos começar por criar diretórios, que são pastas, nos quais podemos inserir arquivos para partilhar com os estudantes. Esta opção apresenta todos os arquivos da disciplina/curso. É possível editar, eliminar ou acrescentar novo arquivo. Essa funcionalidade é útil para armazenar material de apoio às aulas. O professor pode inserir arquivos associados à disciplina e organizar por pastas. Clique na opção arquivo no menu administração. Esta página apresenta uma possível área de diretórios.

Para criar uma pasta (diretório), pressione o botão criar um diretório. Em seguida atribua um nome, a sua escolha, e pressione o botão criar.

Vale destacar que durante a nomenclatura, o Moodle assume o padrão de internet para os nomes de pastas, ou seja, caso um nome contenha espaços ou mesmo caracteres especiais, serão ignorados ou sublinhados.

Enviar Arquivo:

1 Para inserir um arquivo no diretório, o professor deverá selecionar o diretório para o qual deseja enviar o arquivo (um texto, uma imagem, um vídeo, etc.).

2 Clique no botão “enviar um arquivo”.


Tutorial

M o o d l e | 48

3 Procure o arquivo no local onde está armazenado e clique em enviar este arquivo

Movendo arquivos para dentro de uma pasta: O professor tem o domínio de mudar o arquivo de lugar dentro do menu Arquivo e mover para outras pastas. Para modificar um arquivo de lugar, localize o(s) arquivo(s) que pretende mover. Depois clique sobre a caixa de seleção, em seguida selecione a opção “Mover para outra pasta”. Ao selecionar o arquivo que você deseja mover, surgirá uma mensagem no topo informando a quantidade de arquivos selecionados.

x

Para finalizar, selecione a pasta na qual será guardado o arquivo e clique no botão “Mover os arquivos para cá”. A partir disto, os arquivos serão transferidos para o novo diretório.


Tutorial

M o o d l e | 49

x

Cancelar Completamente: O professor poderá ter a necessidade de remover (excluir) um ou mais arquivos. Para isso, basta selecionar o arquivo e clicar em “cancelar completamente”. Será direcionado para uma nova tela que aparecerá uma caixa de confirmação dos arquivos que serão excluídos.

Criar um arquivo zip (compactar arquivo): Outra possibilidade dentro do menu “arquivo” é a opção de compactação. Esta permite que o professor possa comprimir um arquivo ou vários arquivos, facilitando o download. Para compactar um arquivo, basta selecionar o arquivo e depois clicar no item “criar um arquivo zip”.

4.13 Notas As atividades que podem ser sujeitas a avaliação são: Lição, SCORM/AICC, Testes e Trabalhos. No Moodle há dois tipos de notas: numérica e escala (explicado anteriormente). A primeira atribui valores numéricos de avaliação como 0 (zero) a 10, por exemplo. Sendo zero a nota mínima e 10 a nota máxima. A segunda atribui categorias conceituais como Bom, Regular, Ruim etc. A nota numérica pode ser exibida de duas formas: números e letras. A exibição numérica é o padrão do Moodle, ou seja, se o aluno tiver nota 8, será exibido o valor 8. Já a exibição em letras é uma representação textual das notas numéricas. Para isso é necessário definir para cada intervalo de nota numérica a letra ou texto correspondente. Exemplo: 0 – 4 Reprovado 5 – 8 Aprovado 9 -10 Aprovado com Louvor


Tutorial

M o o d l e | 50

Pela definição, o termo reprovado corresponde a escala de 0 a 4. Aprovado, de 5 a 8. Aprovado com Louvor de 9 a 10. Essa configuração deve ser feita no Moodle. A definição da escala é feita em percentagem no sistema Moodle. Por exemplo, reprovado corresponde a escala de 0 a 4. Já no Moodle a configuração deve ficara de 0% a 40%.

Como configurar: A configuração de nota pode ser feita a nível global do ambiente do Moodle ou em nível de um determinado curso. Essa configuração pode ser aplicada a todas as avaliações do curso. Nesse tutorial aplicamos apenas na nota final. Para aplicar em outras avaliações, basta seguir o mesmo procedimento. Para exibir a avaliação de notas dos alunos, basta clicar no Box “administração”, no item “notas”

Na página seguinte serão exibidas as avaliações dos alunos,com as notas aplicadas.

O professor poderá alterar a exibição das notas como, por exemplo, de valor numérico para letras (A, B, C...) ou texto que denote a performance do aluno (ótimo, bom, regular, aprovado, reprovado...). Para configurar o modo de exibição e aplicação das notas, o professor deverá seguir os seguintes passos: Há várias opções: Letra exibe apenas o texto ou letra de intervalo de cada nota. Letra (real) exibe o texto da nota acompanhado do valor numérico. Letra (percentagem) exibe o texto da nota acompanhado do valor numérico.


Tutorial

M o o d l e | 51

4.14 Cancelar minha inscrição Possibilita cancelar a inscrição no curso ou disciplina

5 MÓDULOS: O moodle oferece módulos que o prof. ou administrador poderá inserir no ambiente para potencializar o curso. A relação é apresentado no menu denominado Box:


Tutorial

M o o d l e | 52

Para o curso ADR foram inseridos os seguintes módulos que serão analisados a seguir Calendários Próximos eventos Mensagens

5.1 CALENDÁRIOS Apresenta a agenda da disciplina/curso no estilo de eventos que podem ser: - Eventos Globais: Eventos postados pelo Administrador do Moodle e que será visualizado por todos os usuários. - Eventos do Curso: Eventos agendados pelo professor do curso direcionados para os estudantes. - Eventos do grupo: Eventos agendados pelo professor do curso, direcionado ao grupo já criado. É possível existir evento para grupos individualizados. - Eventos do usuário: Eventos agendados tanto pelo professor quanto pelos estudantes do curso. Servirá para criar sua própria agenda e poderá ser visualizado em qualquer lugar no Moodle.

Para incluir um evento no calendário, clique sobre o mês, por exemplo: fevereiro. Você será direcionado para uma página nova, que possibilitará a edição dos eventos.


Tutorial

M o o d l e | 53

Para começar a editar seu evento, clique no botão “novo evento”. Aqui Você escolherá se o tipo de evento (usuário, de um grupo específico ou do curso)

5.2 Próximos eventos: O módulo próximo evento, está vinculado diretamente com o calendário, fica evidenciado nesse modulo os eventos postados no calendário.


Tutorial

M o o d l e | 54

ATENÇÃO: Caso possua mais de um curso, aparecerão todos os eventos reunidos em uma única página.

5.3 Mensagens: Outros módulos O conteúdo e as atividades curso pode ser construídas, utilizando módulos pré definidos pelo moodle, conforme critério do professor, para atingir os objetivos do curso. Vejas alguns módulos que o moodle oferece:

Atividades Recentes: Apresenta as últimas atividades realizadas no ambiente. A inclusão das atividades é efetuada de forma automática. É importante ressaltar que a visualização das atividades pelos outros participantes, favorece uma atmosfera de colaboração.

Buscar nos fóruns: Serve para procurar por uma palavra-chave já postada nos fóruns que estão abertos. Para ativar esse módulo, é preciso “ativar a edição”, e ao abrir o módulo “BOX”, selecionar o item “buscar nos fóruns”.

Últimas Notícias: Serve para publicações de avisos. Ao clicar no link “acrescentar um novo tópico”, que se localiza logo abaixo do nome desse módulo, é aberta uma nova tela para digitação da notícia ou aviso que ela será pública e postada no fórum de noticias. Vale lembrar que nesse item o professor também pode postar arquivos como anexo.


Tutorial

M o o d l e | 55

Blog: A utilização do blog é importante para construção do conhecimento, uma vez que este possibilita que seus autores expressem suas opiniões de forma simples e que posteriormente seja dada continuidade na elaboração do conteúdo. O acesso ao blog pode ser através do box de tags, que esta relacionado a qualquer assunto sinalizado pelos usuários (para isso é preciso que este box seja disponibilizado pelo professor no curso), ou através do seu perfil, na aba “blog”. Ao acessar a área onde é possível fazer a leitura de textos publicados em blogs presentes no Moodle, a caixa “menu do blog” lhe permite navegar através dos textos ou escrever seus próprios textos.

6 Recursos

Tutorial Moodle para professor  

manual para professores e administradores da plataforma de ensino a distancia Moodle

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you