Page 1

Campus: Rebouças Curso: Comunicação Social – Jornalismo Período: 6º Disciplina Empreendedorismo

ENTREVISTA COM EMPREENDEDOR NOME DO EMPREENDEDOR: IVAN DE SOUZA CARDOSO EMPREENDIMENTO: SOUZA APARTMENTS (ALUGUEL DE APARTAMENTOS POR TEMPORADA) SITE: WWW.SOUZAAPARTMENTS.COM

OBS: Este é meu próprio empreendimento, portanto elaborei as perguntas e as respondi eu mesmo.

Aluno: Ivan de Souza Cardoso Matrícula: 200501182538 Rio de Janeiro, 13 de abril de 2010.


01) Qual é o nome de seu empreendimento e por que você o escolheu? Souza Apartments, trata-se de um portal de aluguel de apartamentos por temporada. O escolhi porque, durante os anos em que venho trabalhado com turismo, vi a necessidade do turista por hospedagem mais barata que a dos hotéis, porém, com o mesmo conforto e encontrei no aluguel por temporada essa oportunidade. Obtive muitos contatos de pessoas que possuem apartamentos para alugar e decidi assim oferecê-los em meu site. 02) Então, trata-se de um empreendimento informal ou de uma empresa legalizada? É um trabalho informal. Atuo como corretor, mas sou autônomo, não possuo CRESCI. No entanto, por isso uso meus dados pessoais na hora de redigir contratos de locação, por exemplo. O negócio é meu, portanto a responsabilidade também é minha. 03) Há quanto tempo você vem trabalhando com a Souza Apartments? Aproximadamente meio ano. Não é muito tempo, mas já pude obter resultados significativos uma vez que iniciei o trabalho tendo um bom conhecimento de mercado. Pude trabalhar pontos que me fizessem ser um pouco mais que apenas “mais um peixinho no aquário”. 04) Quais pontos, por exemplo? Meu site está traduzido em cinco idiomas ao invés do básico inglês, espanhol, português. Tenho parceria com guias de turismo e posso oferecer aos meus clientes que estão vindo a passeio excursões pelo Rio. Aliás, tenho parceria com hotéis e agências de viagem de outros estados para que indiquem meus apartamentos e, em troca, lhes dou uma comissão. Vi que muitas empresas do ramo careciam desses pontos tão importantes e decidi, assim, oferecê-los. 05) E como funciona então o lucro da empresa? Você recebe comissão por cada apartamento alugado? Trabalho com “overprice”, ou seja, o dono ou corretor do apartamento me passa o preço e eu aplico um pequeno percentual por cima na hora de oferecêlo ao cliente. Esse percentual é o meu lucro. Claro que, por segurança, peço um sinal de 50% para reservar um apartamento seja por uma semana, uma quinzena ou um mês, exatamente como funciona em um hotel. E quando o cliente chega, lhe peço uma caução e a devolvo no final do aluguel caso o imóvel esteja conforme lhe foi entregue. 06) Você está satisfeito com o negócio ou pretende montar um novo empreendimento?


Pretendo no momento continuar desenvolvendo meu negócio. Afinal, não faz muito tempo que o iniciei, portanto, ainda há muito a se fazer. No momento, estou dando ênfase a troca de links e parcerias para assim divulgar a Souza Apartments em todos os meios possíveis e também outras formas de pagamento que facilitem a vida do cliente, tais como pay-pal e depósito em contas de outros países. Estou satisfeito com meu negócio, ao menos tem dado para pagar o aluguel e a universidade, mas quero fazê-lo crescer mais e mais. 07) Houveram muitas dificuldades na hora de montar o empreendimento? Como você fez para superá-las? A maior dificuldade foi não ter pedidos assim que o negócio começou e o site foi ao ar. Sem muitas parcerias, sem anúncios atualizados constantemente em sites de aluguéis e sem um bom posicionamento no Google por meio do adwords, os clientes nunca chegarão até você. Portanto, passei os dois primeiros meses praticamente com a caixa de emails zerada e o telefone sem tocar. No entanto, aproveitei esse período ocioso para desenvolver essas ferramentas necessárias para fazer o negócio crescer e agora sim os pedidos começaram a chegar. 08) E de onde vieram os recursos para montar o empreendimento? Você possui um capital de giro? Antes trabalhava com carteira assinada e vinha juntando dinheiro há algum tempo para aplicá-lo em alguma coisa e decidi fazê-lo nesse negócio. E como não foi necessário um valor muito alto para dar início a esse trabalho – com menos de R$ 500,00 já havia providenciado todas as ferramentas, tais como telefones, internet, servidores de hospedagem, publicidade online, cartões de apresentação e etc – pude iniciá-lo sem riscos. E ainda me sobrou bastante do montante que economizei ao longo dos anos, poderia então considerá-lo um capital de giro, por que não? 09) De maneira que você desenvolveu o empreendimento sozinho? Ou teve apoio de algum sócio, órgão estatal ou mesmo do Sebrae? O fiz sozinho e assim é melhor. Não precisei de ajuda do Sebrae porque já sabia os caminhos para meu negócio ser bem sucedido. 10) E este foi seu primeiro empreendimento ou já havia desenvolvido algum outro negócio antes? Sim, havia desenvolvido um negócio em sociedade há alguns anos. Nada tinha a ver com apartamentos, tratava-se de uma loja de manicure especializada em confeccionar unhas estilizadas. Mas, devido a algumas desavenças internas, o negócio terminou antes mesmo de começar.

Entrevista com Empreendedor - Trabalho de AV1 de Empreendedorismo  

Entrevista com Empreendedor - Trabalho de AV1 de Empreendedorismo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you