Page 43

MANGUEIRA, PARANGOLÉ Amigo de Oiticica fala de sua aproximação com o artista e da presença do “branquelo” no morro

E

CARNAVAL

Em entrevista concedida a Felipe Scovino, o engenheiro Paulo Ramos recorda o primeiro contato com Hélio Oiticica na quadra da escola de samba da Mangueira e o convívio intenso que ambos tiveram no final da vida do artista. Parceiro de Oiticica, Paulo participou ativamente da produção dos Parangolés, sendo inclusive um dos “modelos” que protagonizam as clássicas imagens desse trabalho. Em seu depoimento, comenta o olhar de Oiticica sobre o morro e sua admiração pela arquitetura das “quebradas”. Fala da proximidade do artista com o mundo que se mantinha à margem da sociedade e relata a proibição de Oiticica e dos passistas da Mangueira de entrarem na exposição Opinião 65, no MAM/RJ. Felipe Scovino é pesquisador, curador independente e professor-adjunto do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. É autor dos livros Arquivo Contemporâneo (7Letras, 2009) e Cildo Meireles (Azougue, 2009).

Foto: Eny Miranda/Cia da Foto

43

Profile for Itaú Cultural

revista Oiticica - A Pureza É um Mito  

Oiticica - A Pureza É um Mito apresenta, entre outras coisas, a repercussão e o diálogo de sua obra com outras áreas de expressão. Há também...

revista Oiticica - A Pureza É um Mito  

Oiticica - A Pureza É um Mito apresenta, entre outras coisas, a repercussão e o diálogo de sua obra com outras áreas de expressão. Há também...