Page 1

FUNDADOR: J.C. GUTIERREZ DIRETORA RESPONSÁVEL: ACÁCIA GUTIERREZ

11 A 17 DE MAIO DE 2018 Ano XVII * Nº 699

Divulgação

Bruno Covas visita Fundação Dom Bosco

O

prefeito Bruno Covas dedicou boa parte de sua manhã de quarta-feira (9) a visitar a sede da Obra Social Dom Bosco, com a presença do Padre Rosalvino Morán, em Itaquera. Página 3

AV. MARIA LUIZA AMERICANO, Nº 947 TELEFONES: 2748-0418 rededejornaisleste@terra.com.br

PONTO DE VISTA

A Carta de 1937 e o duplo grau de jurisdição Por Almir Pazzianotto

PÁGINA 2


Itaquera em Notícias

Anuncie: 2748-0418

EDITORIAL

Prefeitura revisará algumas ciclovias E está corretíssimo! De preferência se fizer uma consulta pública. O prefeito Bruno Covas (PSDB), disse em entrevista à emissora de rádio Jovem Pan, que vai desativar ciclovias que não têm uso e admitiu que o serviço de zeladoria na capital paulista “não está a contento”. Covas afirmou ter encomendado um estudo ao secretário municipal dos Transportes, João

Octaviano, para mapear o uso das ciclovias na cidade. Como bem disse, as ciclofaixas foram implantadas como ‘’orégano em pizza’’. “Há a necessidade de transformação de algumas ciclofaixas em ciclovias, de implantar outras para fazer interligação no sistema e de desativar algumas que não têm nenhum uso”, vem alegando o prefeito. O levantamento foi iniciado pelo ex-secretário

ARTIGO I

da pasta, Sérgio Avelleda, hoje chefe de gabinete da Prefeitura, e será concluído em meados de junho.“Vamos discutir com a população onde vamos implantar novas ciclovias para dar racionalidade ao sistema, ligando algumas que não têm ligação hoje. Vamos poder desativar algumas que só incomodam a população”, vem afirmando o tucano.

Prof. Dr. Marco A. Stanojev Pereira

A Cruz e a Espada Eu compreendo que quando estamos em estado de graça, nossa vontade é gritar para os quatro cantos do mundo a experiência vivida no intúito, quando este é o intúito, de dividir com todos nossa alegria, e no campo da fé vemos isso acontecer com todos os neófitos e prosélitos de todas as religiões, de todos os tempos. Vimos isso acontecer com os discípulos de Jesus, o mesmo que ensinou a máxima: “Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam; pois esta é a Lei e os Profetas”, documentada por Mateus em seu Evangelho no Capítulo 7, Versículo 12. Ora, quem adota a fé Cristã, admitindo Jesus o Cristo Salvador prometido como orientador moral, independentemente do credo abraçado, como é possível conceber atitudes tomadas pelos que se intutulam seus representantes na Terra, se é que este cargo possa existir na Terra entre a humanidade falha, que vão contra os princípios, por exemplo, desta máxima citada? Como podemos admitir que a título de pregação da palavra divina, o pregador ignore o direito do outro e, por

exemplo, crie uma rádio pirata que funciona ilegalmente, ou seja, infringe as leis vigentes do país. Entre muitos outros absurdos que se tem visto realizar em nome da fé, perpetradas em crimes nefastos contra a saúde mental e espiritual dos seus adeptos, aquela que subjulga a crença de uma pessoa ou grupo, que a desdenha, persegue, ridiculariza, e até mesmo usa a força para destrui-la, com base em uma noção criminosa de uma pretensa superioridade e posse da verdade, impetrada na cabeça de néscios por seus representantes tolazes, é uma das mais vistas nos dias de hoje. Primeiro devemos conhecer a verdade sobre os fatos, para depois tomar uma posição. Esquecem-se estas religiões e seus adeptos, que hoje pensam são os portadores da Verdade, que também foram perseguidos, implacavelmente, pela religião que até então era a dominante. Sentiram na pele o peso da ignominia, da vergonha e da falsidade jogadas contra seus rostos. Viram os sequases algozes perseguirem suas famílias, destruirem seus templos, violarem seus ítens sagrados, simplesmente

ARTIGO II

porque o fanatismo inculto do agressor não compreende o diferente. Não compreende que esta Verdade que segue como cego e que tanto o orgulha, sentimento este que é como o espinho que deixamos crescer em nosso coração, é apenas um pedaço do espelho que se partiu, que nossa humanidade ainda não está apta a conhecer por inteiro, como não estava há 2000 anos, quando Pilatos perguntou para Jesus o que era a Verdade. Respeitemos para ser-mos respeitados, o que nos remete a outra máxima da Moral Cristã: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo,” registrada por Marcos em seu Evangelho no Capítulo 12, Versículo 31. Se em nenhum momento colocamos estas máximas da Moral Cristã em ação, seja na convivência familiar, no meio religioso que vivemos, no ambiente profissional que executamos, nas atividades políticas que desempenhamos, não podemos ser classificados de maneira alguma como cristãos, ao contrário, somos hipócritas, somos os anticristãos que se utilizam da roupagem Cristã para ganhar o mundo, e logo perder a alma.

*Júlio César Cardoso

Essa turma pensa que pode peitar o Judiciário Parlamentar não pode exercer advocacia enquanto está na função legislativa, seja a favor ou contra os interesses do Estado. Com esse entendimento, a juíza federal Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, negou nesta segunda-feira (23/4) que o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) fosse reconhecido como advogado do ex-presidente Lula. Inconformado, o suplente de deputado reagiu assim: “Essa juíza me proibiu de entrar na condição de advogado do presidente Lula. Então, vou impetrar o mandado para assegurar a minha prerrogativa de visitar meus clientes”. Damous se faz de idiota e tenta dar um carteiraço na Justiça. O suplente de deputado sabe que em qualquer presídio existe regra para visitação

do preso. Lula é um preso comum à luz da Constituição Federal. Ele não pode ter tratamento que não seja igual aos demais apenados do país. O PT tenta espetacularizar a prisão de Lula sob a deformação ótica de crime sem prova e de preso político, em flagrante desrespeito ao Poder Judiciário, cujas decisões as pessoas civilizadas acatam, não obstante possam não concordar com elas. Ao contrário do suplente de deputado e de outros parvajolas petistas e comunistas que ameaçam processar a responsável juíza Carolina Moura Lebbos, quem deveriam ser processados seriam Wadih Damous e todos aqueles políticos mequetrefes que insistem no despautério da tese da condenação sem prova e de preso político.

A juíza merece todo o nosso respeito, pois o exercício parlamentar é incompatível com o concomitante trabalho advocatício, por óbvias razões. O parlamentar não pode se ausentar do Parlamento, em qualquer tempo, para ir dar assistência ao um cliente. É a mesma coisa que um parlamentar médico ter de interromper o seu horário no Parlamento para ir ao hospital fazer uma cirurgia. Essa turma petista e comunista - que pretendia eternizar, no país, a corrupção para fins de locupletamento, abortada e comprovada pela Lava-Jato - precisa tomar uma drástica lição não só do Judiciário. Para isso, a volta dos militares é necessária. *Bacharel em Direito e servidor federal aposentado

Rede de Jornais Leste Ltda. CNPJ 03.939.099/0001-80 Circulação: São Paulo - SP

Diretora Responsável: Acácia Gutierrez MTb 35.004 Fundador: José Carlos Gutierrez Diretora Administrativa: Mª J.de Lima Gutierrez Redação e Reportagem: Acácia Gutierrez e Moacyr Minerbo. Diagramação e Arte: Daniela Lima Deptº Jurídico: Antonio Luiz L. do A. Furlam

Colaboradores: Júlio César Cardoso, Marco A. Stanojev Pereira e Almir Pazzianotto Pinto. Redação: av. Maria Luiza Americano, nº 947 - Jardim Nª Srª do Carmo - Cep: 08275-001 -São Paulo - SP Fone: (11) 2748-0418 E-mail: rededejornaisleste@terra.com.br Impressão: Gráfica Pana Fone: 3209-3538

Nossa equipe de Vendas é formada por profissionais autônomos e freelancer que trabalham por edição e com isso não possuem nenhum vínculo empregatício com nossa empresa. As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal, sendo de inteira responsabilidade de quem as subscrevem. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa - Filiado à Ajorleste - Associação dos Jornais da Zona Leste, AJORB - Associação de Jornais de Bairro de São Paulo e à Rede de Jornais Leste Ltda.

Ed. 699 * 11 a 17 de maio de 2018

PONTO DE VISTA

Almir Pazzianotto Pinto

A Carta de 1937 e o duplo grau de jurisdição A Carta Constitucional de 10 de novembro de1937, redigida por Francisco Campos por determinação de Getúlio Vargas para justificar a implantação da ditadura do Estado Novo (1937-1945), pertence à esfera da ficção jurídica. Como disse o autor em entrevista, o documento nunca foi posto à prova, ficando “em suspenso desde o dia da sua outorga”. De valor exclusivamente histórico, segundo Francisco Campos, “entrou para o imenso material que, tendo sido ou podendo ser jurídico, deixou de o ser ou não chegou a ser jurídico por não haver adquirido ou perdido vigência”. E inegável, porém, que a Carta de 1937 serviu de lastro a boas codificações, como o Código de Processo Civil de 1939, o Código Penal de 1940, o Código de Processo Penal de 1941, a Lei de Introdução ao Código Civil de 1942 e a Consolidação das Leis do Trabalho de 1943, baixados mediante decretos-leis. Segundo a Carta, o Poder Judiciário era integrado pelo Supremo Tribunal Federal, juízes e tribunais dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios, e juízes e tribunais militares (artigo 90). A existência de Tribunais de Apelação estaduais completava a tripartição dos poderes dos estados membros dos Estados Unidos do Brasil. Prescrevia a Norma autoritária que cada Estado decretaria a própria Constituição e, no papel, disporia de Poder Legislativo, de Poder Executivo e de Poder Judiciário composto por juízes de Direito e Tribunal de Apelação, mais tarde denominado Tribunal de Justiça (artigos 3º, 21, 50, 90). Da decisão do juiz de Direito ou proferida pelo Tribunal do Júri, caberia recurso de apelação (Código de Processo Penal, artigo 593). A sentença condenatória de primeiro grau, mesmo recorrível, teria dupla consequência, “ser o réu preso ou conservado na prisão, assim nas infrações inafiançáveis, como nas afiançáveis enquanto não prestar fiança” e “ser o nome do réu lançado no rol dos culpados” (artigo 393). Por determinação do Código, o réu não poderia “apelar sem recolher-se

à prisão, ou prestar fiança”, salvo se fosse ”primário e de bons antecedentes, assim reconhecido na sentença condenatória, ou condenado por crime de que se livre solto” (artigo 594). A Constituição de 1946 preservou o STF, os juízes tribunais militares e a Justiça dos Estados, mas criou o Tribunal Federal de Recursos (TFR), juízes e Tribunais Eleitorais e os juízes e Tribunais do Trabalho (artigo 94). Ao TFR competia o julgamento de mandados de segurança quando a autoridade coatora fosse ministro de Estado, o próprio Tribunal ou o seu presidente e, em grau de recurso, causas decididas em primeira instância quando a União fosse interessada como autora, ré, assistente ou opoente, exceto nas de falência; ou tratando-se de crimes cometidos em detrimento de bens, serviço, ou dos interesses da União (artigo 104). Dotado de competência relativa a interesses da União e a atos de autoridades federais, o TFR era inacessível a recursos impetrados contra decisões de juízes e tribunais estaduais, salvo quando denegatórias de habeas corpus ou proferidas em mandado de segurança, sendo federal a autoridade apontada como coatora. A Constituição de 1967 (Emenda nº 1/69) não dilatou o campo de ação do TRF. Foi mantido com alterações de pouco alcance, introduzidas com o objetivo de tornar claras as respectivas atribuições. Inspirada pelo desejo de produzir algo diferente e espetacular, a Assembleia Nacional Constituinte de 1986 deu à luz a Constituição de 1988, obra típica da imaginação surrealista. Com 30 anos de vida já é vítima de senilidade avançada. Converteu-se em manancial de insegurança jurídica, entrave à vida normal do País e obstáculo à retomada do desenvolvimento. Entre outras novidades, rompeu com o princípio do duplo grau de jurisdição ao criar, para substituir o TRF, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o recurso especial, destinado a rever as causas decididas em única ou última instância, pelos Tribunais Regionais Federais ou pelos tribunais dos

Estados, do Distrito Federal e Territórios (artigo 105, III). Em síntese, permitiu que processos julgados em segunda instância, em Tribunais de Justiça (estaduais) tivessem acesso à terceira e quarta instâncias. No Processo Judiciário do Trabalho a presença do Tribunal Superior do Trabalho justifica-se pela necessidade de uniformização das decisões proferidas em 24 Tribunais Regionais. São órgãos integrados dentro do sistema judiciário federal. Na justiça comum estadual, não. Entre Tribunais de Justiça dos Estados inexiste ligação, porque guardam independência entre si. A decisão em segundo grau, em ação penal, era definitiva, cabendo, unicamente, pedido de revisão dos processos findos. O mesmo sucedia com acórdão proferido em ação civil. O Código de Processo Prnal em vigor (Decreto-Lei nº 3.689, de 3/10/1941) determina, no artigo 593, caber apelação, no prazo de cinco dias, das sentenças definitivas de condenação ou absolvição, proferidas por juiz singular, e das decisões do Tribunal do Júri. Assim foi até surgirem o STJ, e o recurso especial previsto no artigo 105, III, impetrável quando a decisão contrariar lei federal, negar-lhe vigência ou der à lei federal interpretação divergente da que lhe houver atribuído outro tribunal (letras a, b, c). Adicionem-se as garantias constitucionais relativas ao devido processo legal, ao contraditório, à produção de provas, ao princípio da presunção de inocência até o trânsito em julgado de sentença condenatória, para se entender o porquê da confusão em matéria de recursos. A experiência aponta para a necessidade de se reduzir, por emenda constitucional, a redação do inciso III do artigo 105 da Constituição, eliminando o cabimento do recurso especial de decisões proferidas pelos Tribunais de Justiça dos Estados, do Distrito Federal e de hoje inexistentes Territórios. O STJ e os jurisdicionados agradecerão. *Advogado. Foi Ministro do Trabalho e presidente do Tribunal Superior do Trabalho. “O Estado”, 04/05/2018, pág. A-2

HABITAÇÃO

ZL de SP terá 2,7 mil imóveis pelo Minha Casa, Minha Vida Residenciais serão construídos em terrenos desapropriados nos bairros de São Mateus e Itaim Paulista

Os investimentos virão dos Governos Municipal, Estadual e Federal. O Ministério das Cidades, o Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo assinaram um acordo para contratação de 2.726 moradias pelo programa habitacional Minha Casa Minha Vida. As novas unidades habitacionais farão parte do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC. As moradias serão construídas em dois bairros da Zona Leste da capital, em terrenos desapropriados pela Prefeitura: 2.126 em quatro empreendimentos localizados em São Mateus e outas 600 no Itaim Paulista.

Divulgação

2

As unidades contarão com aporte de até R$ 96 mil por unidade do Governo Federal, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida; R$ 28 mil por unidade do Governo Estadual, pela Casa Paulista; e R$ 10 mil por unidade da Prefeitura de São Paulo


Itaquera em Notícias

Ed. 699 * 11 a 17 de maio de 2018

3

Anuncie: 2748-0418

POLÍTICA

Secretaria Especial de Comunicação

Bruno Covas visita a Obra Social Dom Bosco

O prefeito Bruno Covas visitou na manhã desta quarta-feira (9) a sede da Obra Social Dom Bosco em Itaquera, em especial as obras da paróquia Nossa Senhora Aparecida arquitetada pelo engenheiro Adilson da Silva, percorrendo as suas instalações, muito afável e sorridente, conversou e trocou ideias com os alunos presentes. A organização é referência na região promovendo a formação integral de crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos e famílias por meio de parceria com a Prefeitura de São Paulo. Durante a visita, que também contou com a participação dos secretários municipais Aline Cardoso (Trabalho), Cid Torquato (Pessoa com Deficiência), Eloísa Arruda (Direitos Humanos) e José Castro (Assistência Social), o prefeito conheceu as salas onde pessoas com idades variadas entre 15 e 59 anos são capacitadas em cursos profissionalizantes que são promovidos semestralmente nos Centros de Desenvolvimento Social e Produtivo para Adolescentes, Jovens e Adultos (CEDESP). Segundo o fundador da organização, padre Rosalvino Morán Vinãyo, a história da Obra Social Dom Bosco tem uma ligação muito forte com a família do prefeito Bruno Covas. “Seus avós {Lila e Mário Covas} me auxiliaram muito quando cheguei em Itaquera em 1981 para cuidar da juventude da Zona Leste. Eu não tinha muito o que fazer e oferecer, mas eles foram os propulsores e incentivadores dessa obra que hoje é um modelo não só para Itaquera”, destaca. São mais de 40 cursos nas áreas de confeiteiro, padeiro, cozinheiro industrial, desenhista mecânico, mecânico de usinagem convencional, figurinista, editor de vídeo, editor de projetos visuais gráficos, eletricista instalador predial de baixa tensão, marceneiro, reparador de computador, operador em linha

de montagem de equipamentos eletroeletrônicos, pedreiro, entre outros cursos. “Algumas empresas vem buscar nossos alunos que ainda nem finalizaram os cursos como o pessoal da mecânica, da marcenaria e da mecatrônica onde a procura e a demanda é muito grande. Além disso, também temos os alunos que viram empreendedores”, finaliza o padre. Além dos cursos profissionalizantes, a organização também possui outras parcerias com a Prefeitura de São Paulo em serviços como Centro para Crianças e Adolescentes (CCA), Núcleo de Convivência de Idosos (NCI), Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (SAICA), Medidas Socioeducativas em Meio Aberto (MSE) e o Circo Social. Os cursos são direcionados à pessoas de famílias que vivem em situação de risco e vulnerabilidade social na região, e os interessados em participar das próximas turmas devem comparecer com o RG na rua Álvaro de Mendonça, 456 – Itaquera, de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h, ou aos sábados, das 8h às 16h, para retirar a ficha de inscrição. Candidatos beneficiados ou com perfil de recebimento dos programas de transferência de renda, como o Bolsa Família, e residentes em Itaquera terão prioridade no processo. Samba da Leandro e a Travessia da Fé O prefeito Bruno Covas tem um estreito relacionamento com Itaquera, com a Escola de Samba Leandro de Itaquera e com a Obra Social Dom Bosco. No carnaval de 2002, a Leandro prestou uma homenagem póstuma à Mário Covas, seu avô, saindo no Sambódromo com o samba tema “Mário Covas, São Paulo, Brasil, Meu orgulho, Meu amor de autoria de Medonha, hoje assessor da vereadora Sandra Tadeu. Bruno Covas, seu tio Zuzinha (hoje vereador), seu irmão Gustavo, sua

Fotos: Divulgação

Organização é referência no atendimento a crianças, adolescentes, adultos e idosos na região

Prefeito e Padre Rosalvino ladeado por convidados na visita na Obra Social Dom Bosco Prefeito visita a cozinha da Obra Social Dom Bosco em Itaquera

Prefeito Bruno Covas entre as alunas de balé da Obra Social Dom Bosco Prefeito Regional de Itaquera Jacinto Reyes, Cristiane Vitale e o Prefeito de Guaianases Chiquinho 90 mãe Renata, sua avó Lila Covas e a diretoria do PSDB, saíram no sambódromo entre os 3200 figurantes da Leandro em glorioso e impecável desfile. A Leandro ficou em 6º lugar naquele ano de 2002, pois, vieram descobrir que entre os jurados havia “alguns petistas” que segundo o presidente Leandro Alves Martins, “sacanearam a Leandro, merecíamos o primeiro lugar”, disse. Já a Travessia da Fé foi idealizada pelo padre Rosalvino no ano de 2001 para dar apoio espiritual ao então governador Mário Covas Junior, que estava hospitalizado padecendo de um câncer. Desde então o padre Rosalvino e um grupo de peregrinos realizam todos os anos a caminhada motivada pela fé e gratidão a Nossa Sra. Aparecida, onde já é costume os peregrinos serem recebidos no Santuário pela esposa do

governador (na 18ª Travessia da Fé foram recebidos pela primeira Dama Lu Alckmin) e pelo pároco local, onde o padre Rosalvino encerra a peregrinação com uma missa solene abençoando a todos os presente e orando pela alma de seu amigo Mário, que o chamava de “Santo padre.”

Prefeito Bruno Covas com o líder da chapa 140 Antônio Pereira da Silva

Prefeito Bruno Covas e Padre Rosalvino ladeados pelos assessores da vereadora Sandra Tadeu

Prefeito Bruno Covas e Padre Rosalvino e o secretário Cid Torquato

HOMENAGEM

A homenageada do “Dia das Mães”

Leo Branco

Past-Master Adnan Neser, Venerável Mestre Mário Mustaro e Delegado do GM, Francisco Ortali

Origem A mais antiga comemoração do dia das mães é mitológica. Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos Deuses. Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada pela ativista Ann Maria Reeves Jarvis, que fundou em 1858 os Mothers Days Works Clubs com o objetivo de diminuir a mortalidade de crianças em

Leo Branco

Leo Branco

famílias de trabalhadores. Jarvis organizou em 1865 o Mother’s Friendship Days (dias de amizade para as mães). Reconhecida como idealizadora do Dia das Mães na sua forma atual, a metodista Anna Jarvis, que em 12 de maio de 1907, dois anos após a morte de sua mãe, criou um memorial à Ela e iniciou uma campanha para que o “Dia das Mães” fosse um feriado reconhecido. Ela obteve sucesso ao torná-lo reconhecido nos Estados Unidos em 9 de maio de 1914, instalando o segundo domingo do mês de maio como Dia das Mães. No Brasil, coube à Associação Cristã de Moços do Rio Grande do Sul (ACM-RS) a iniciativa da comemoração. A data foi trazida ao Brasil pelo então Secretário-geral da instituição, Frank Long. A primeira celebração no país ocorreu em 12 de maio de 1918, em Porto Alegre. Aos poucos, a festividade foi se espalhando pelo país e, em 1932, o então presidente Getúlio Vargas, a pedido das feministas da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino, oficializou a data no segundo domingo de maio. A iniciativa fazia parte da estratégia das feministas de valorizar a importância das mulheres na sociedade, animadas com as perspectivas que se abriram a partir da conquista do direito de votar, em fevereiro do mesmo ano. Em 1947, Dom Jaime de Barros Câmara, Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, determinou que essa data fizesse parte também no calendário oficial da Igreja Católica.

Lino Giavarotti

Leo Branco

Dia 28 de abril, a Augusta e Respeitável Loja Maçônica “Luzes do Oriente” 357, em sessão especial abriu suas portas para receber o público profano para a comemoração do “Dia das Mães”. Idealizado pelo Mestre Maçom Grau 33º, o médico Antônio Carlos da Silva, uma ritualística especial com o fito de homenagear todas as mães do Brasil, através da pessoa de Maria Angela Manzione Giavarotti, doadora de um de seus rins para salvar a vida de seu filho. A abertura dos trabalhos se deu com a explanação inicial estabelecendo uma relação com a mãe : “ Que o homem sempre admirou e amou as flores! Seu cultivo nos jardins ou nos vasos dentro de casa decora e alegra o ambiente. A antiga linguagem das flores ainda vive através dos costumes de oferta-las como sinal de afeto, simpatia ou desejo de felicidades. Por sua beleza, inspiram obras literárias, poéticas e musicais, e servem de tema a grandes pintores. Acreditamos que todos os dias são dias das mães, porque é justamente no dia a dia que as mães constroem essa imagem de criadora, tão agradável aos olhos de Deus, que as vezes oferece à algumas mulheres a oportunidade de dar a vida paras eu próprio filho! Todos os dias são dias das mães, mas, hoje é o dia que dedicamos para falar delas, para refletirmos juntos sobre o papel da mulher, como o primeiro elemento dentro da magia da criação, aquela que se debruça noite a dentro na proteção de seus filhos.”

Leo Branco

Loja Maçônica “Luzes do Oriente” homenageia as mães

A homenageada Maria Angela Manzione Giavarotti com os filhos Thais e Daniel As mães dariam suas vidas, pelas vidas dos filhos. Dariam também um pedaço de si para que a saúde do filho fosse restabelecida. Apesar da intenção repleta de verdade e paixão, poucas vezes as mães têm a oportunidade de salvar a vida de um filho, com certeza anseio de todas as mães. Na presença de doenças incuráveis dos filhos, seguem a sina dramática da Virgem Maria, que acompanhou o calvário de Jesus, em quietude sofredora, aceitando os desígnios do Senhor. Ela em sua santidade, com a força transformadora do amor de Mãe, com certeza trocaria sua vida pela de Jesus, mudando o rumo da história. Mas nossa mãe celestial mostrou resignação no sofrimento, por que tudo já fora revelado a Ela, e assim seria feito, pela graça de Deus e pelo bem da humanidade. Deus ofereceu a uma mulher a oportunidade de salvar a vida de seu filho. A excepcionalidade dessa ocorrência marcou sua existência e de sua família. Um filho veio ao mundo num parto difícil, portador de doença congênita, que se tornou crônica e permeou toda sua infância, adolescência e maturidade. Sua mãe, com a força que só as mães podem ter, com a graça da fé e do amor, cuidou, tratou e o acolheu, fortalecendo o sopro de vida que restava ao menino. Com resignação de quem confia, com mãos firmes, caminhou com a criança até a idade adulta, que nesse tempo, com a saúde combalida, precisou de tratamento mais agressivo para manter sua vida. Um transplante era a solução, e a mão divina preparou essa mãe, deu-lhe a revelação como o anjo à Maria Santíssima, e prenhe de luz, dentre tantos testes, em tantas pessoas, ela foi a escolhida para ser a doadora. O sucesso do procedimento e a retomada da saúde do filho, nos faz refletir sobre esses destinos e, nos maravilhar pelo desígnio dessa mãe, de poder através da doação de parte de seu corpo, pela segunda vez dar a luz ao seu filho. Num parto extemporâneo, expôs a essência de ser mãe, promovendo o surpreendente renascimento e a união indissolúvel dos tecidos e espíritos, em corpos diferentes. As mães têm o poder de dar a vida aos filhos, e realizarem quantos partos forem necessários, para confirmarem o pacto natural e divino que têm com a Criação. As mães, benditas mães, incansáveis guardiãs das almas dos filhos, sabem pelos anjos, que seus corpos a elas não pertencem. Os filhos são presentes temporários, enriquecedores, gerados e criados na diversidade da alma humana, que só elas sabem acolher, abençoar e proteger, com paciência, tolerância e amor Maternos. Que aqui nesse dia, o relato sobre a experiência de vida da Sra. Maria Angela Manzione Giavarotti e de seu filho Daniel, sejam além de homenagem, um toque inspirador para todas mulheres, mães, e futuras mães, para que desfrutem da maternidade como uma dádiva Divina, sutil, abençoada e determinante da felicidade das famílias.

*Anna Marie Jarvis Fundadora do Dia das Mães. Ela nasceu em 1 de maio de 1864. Ela morre aos 84 anos de idade.*


4

Itaquera em Notícias

Anuncie: 2748-0418

GIRO NOS BAIRROS

GIRO NOS BAIRROS

CTA São Mateus abriga imigrantes venezuelanos

Ed. 699 * 11 a 17 de maio de 2018

GIRO NOS BAIRROS

GIRO NOS BAIRROS

Equipe de poda executa serviço na Rua Senador Maynarde

Divulgação

Divulgação

O prefeito de São Paulo visitou A equipe de poda de árvore da Preno domingo, 6 de maio, o Centro feitura Regional São Mateus finalizou o Temporário de Acolhimento (CTA) serviço de poda de uma árvore localizada São Mateus, que, desde 6 de abril, na Rua Senador Maynarde Gomes, no acolhe imigrantes venezuelanos. As Jardim 9 de Julho. secretarias municipais de Assistência Os pedidos de poda e remoção podem e Desenvolvimento Social, Direitos ser realizados via SAC junto à Regional Humanos e Cidadania, Trabalho e O primeiro grupo de 161 venezuelanos recebeu CPF e São Mateus e estão sendo priorizadas Empreendedorismo, Saúde, Edu- Carteira de Trabalho brasileiros. A Rede Cidadã, em as espécies que estão com maior risco. cação e Relações Internacionais parceria com a SMADS, promoveu a capacitação de Por esse motivo, é importante que os 66 pessoas para o Programa Trabalho Novo trabalham em conjunto no atendimunícipes aguardem que o engenheiro mento, prestando apoio institucional, agrônomo faça a vistoria, a partir daí é prevenindo o agravamento da situação de emergência e também dando suporte para que essa realizado um laudo que é publicado em população tenha o máximo de autonomia. Diário Oficial e o serviço é liberado para A Prefeitura, atendendo aos pedidos do Governo Federal e do Alto Comissariado das execução. Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), aceitou participar do programa solidário de Outros pedidos podem ser realizados acolhimento à população venezuelana vinda das cidades de Boa Vista e Pacaraima, em Rona Praça de Atendimento da Prefeitura raima. Atualmente, a cidade de São Paulo acolhe 220 imigrantes venezuelanos nesta situação, Regional São Mateus, Avenida Ragueb Para podar árvores, o serviço pode ser sendo que 59 deles chegaram ao município nesta sexta-feira (4). São 183 no CTA São Mateus, Chohfi, 1400, pelo telefone 156 ou pela solicitado junto à Prefeitura Regional 28 no CTA Butantã e nove mulheres no Centro de Acolhida para Imigrantes Penha (CAI). internet, no site da Prefeitura de São Em cooperação com o setor privado, a Prefeitura busca empresas que necessitem de pessoas Paulo (www.capital.sp.gov.br). que falem espanhol ou que tenham interesse em contratar a mão de obra relacionada às qualificações identificadas nos imigrantes. Centro de Referência Os imigrantes que chegam à capital também podem ser atendidos em mais de sete idiomas (português, espanhol, francês, inglês, árabe, crioule, suahili, lingala, entre outros) O auditório do teatro do CEU Jambeiro estava lotado para no Centro de Referência e Atendimento apreciar a Noite Solene na última sexta-feira (4) para Imigrantes (CRAI), administrado pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos Orquestra Asaph, com o e Cidadania (SMDH). O serviço funciona maestro Michel Lima de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, na Rua Japurá, nº 234, Bela Vista, Zona Central, ofertando orientação para regularização migratória, assessoria jurídica (em parceria com a Defensoria Pública da União), encaminhamentos para serviços públicos especializados nas áreas de trabalho, assistência social, Prefeito Regional de Guaianases, saúde, moradia e educação. A equipe tamAntonio Eduardo Santos bém atende vítimas de violações em direitos humanos, em especial de trabalho análogo à A abertura do aniversário de 157 anos de escravidão. A pasta ainda conta com o projeto Guaianases, intitulada Noite Solene, acontePortas Abertas: Português para Imigrantes ceu na noite desta última sexta-feira (04/05), A Subprefeitura de Ermelino Matarazzo – em que são oferecidos cursos em escolas no CEU Jambeiro, e contou com diversas segue a todo o vapor na limpeza do Córrego municipais estruturados em módulos, com apresentações musicais, homenagens e bolo Mongaguá, demanda contínua da região de material didático próprio e aberto para imide aniversário. Ermelino Matarazzo. grantes de todas as nacionalidades. Para abrir o evento a orquestra Asaph

Limpeza em Ermelino no córrego Mongaguá

A antiga “Praça da Toco’’, na Vila Matilde recebe feira de artesanato

Divulgação

Evento acontece das 10 às 18h A praça é uma das mais conhecidas da cidade e estourou seu sucesso nos anos de 1970 e 1980. Então, anote o endereço: Praça Vereador João Aparecido de Paula (Praça da antiga discoteca Toco) Rua Dona Matilde – Vila Matilde

Desde o último domingo, daqui em diante, a Praça Vereador João Aparecido de Paula, popularmente conhecida como Praça da Toco, receberá “Feira de Arte e Artesanato” organizada pela Prefeitura Regional Penha. A feira acontece aos domingos, das 10h às 18h, com a venda de produtos artesanais para presentes e comidinhas. O projeto semanal pretende virar o ponto dos artesãos cadastrados pela regional na região da Vila Matilde. Regularmente, a presença de brinquedos infláveis e/ou apresentações artísticas irão incrementar a feira que promete ser um sucesso. Vale lembrar que além da Praça na Rua Dona Matilde, a PRPenha organiza outras feiras de arte e artesanato em diferentes locais, dias e horários: As quintas, sextas e sábados - das 9 às 17h – Largo do Rosário; Aos domingos – Feira Pueblo Andino - das 9 às 18h – Largo do Rosário; Aos domingos e feriados - das 9 às 18h – Parque Linear Tiquatira.

Tapa-buraco e reforma na Cidade Tirandentes

CEU Jambeiro em apresentação de jazz

Os homenageados da noite foram: Marcelo Jeneci, Cantor e compositor; Adriano Vicentini – Prodígio, Rapper, compositor e grafiteiro; Michel Lima, Maestro e educador; Airton, presidente vitalício do Grêmio Botafogo; João Paulo de Alencar - Tody_one, Artista plástico, educador, escultor; Professora Lucimeire Cabral de Santana, Diretora Regional de Educação – Guaianases; Paulo de Souza - Tio do Quebra Queixo; Francisco Braga da Silva - Chicão, Barbeiro antigo de Guaianases; Luzinete da Conceição, Proprietária da Escola Caleb de Cabelereiro; Patrícia Machado, Presidente da Associação Futura Geração. Ao final da solenidade todas as pessoas que prestigiaram o evento foram convidadas para comer o bolo do aniversário de Guaianases.

Prefeitura Regional marca presença em Reunião do Rotary Club Vila Carrão

Evento aconteceu na noite de 8 de Maio e a Prefeitura Regional Aricanduva/ Formosa/Carrão recebeu homenagem

A convite do Rotary Club de São Paulo - Vila Carrão a Prefeitura Regional Aricanduva/ Formosa/Carrão esteve presente no evento que reuniu vários membros da Diretoria Rotaryana para homenagear empresas, instituições e personalidades locais, que se destacaram em suas atividades em prol da Associação Benção de Paz cujo principal trabalho filantrópico é o Projeto José de Anchieta. Na ocasião representada por Jurandir Junqueira a Prefeitura Regional Aricanduva/Formosa/ Carrão, foi homenageada por seus esforços que ajudaram a realização da 2ª Corrida Mobilize-Se - evento voltado à arrecadar recursos destinados ao Projeto José de Anchieta. A Presidente do Rotary Club de São Paulo - Vila Carrão - Solaine Meneguello Bim ressaltou e agradeceu a importância da parceria de todos que juntos com o Rotary Club Vila Carrão, ajudaram a realizar a corrida beneficente. Divulgação

emocionou tocando o Hino Nacional, juntamente, com o posicionamento da Patrulha Mirim, que ao final recitou seu juramento. Durante a Noite Solene o Prefeito Regional Guaianases, Antonio Eduardo Santos, declarou que o tema do aniversário de Guaianases deste ano é “Torcendo por Guaianases, esse é o meu time”. No o ano passado o tema tratava a questão do lixo em Guaianases, e que segundo ele já obtiveram resultados positivos, pois comparando com o ano passado foram reduzidos 405 toneladas recolhidas das ruas de Guaianases. Já a Diretora Regional de Educação Guaianases, Professora Lucimeire Cabral de Santana, falou da importância deste evento, principalmente, por exibir algumas das atividades que existem nos CEU’s e nas unidades de educação “Temos que valorizar o que temos de melhor no bairro” completa Lucimeire. Também se apresentaram nessa noite o Projeto Guri com o coral, o poeta Waterloo Silva, ginástica rítmica e jazz do CEU Jambeiro, zumba do CEU Lajeado e o coral da Academia Estudantil de Letras Elias Shammas.

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Abertura do aniversário de 157 anos de Guaianases

Divulgação

Divulgação

A Subprefeitura de Cidade Tiradentes segue a todo o vapor com as demandas da região neste mês de maio:

Equipe Reforma de Passeio (7/5) na Avenida Souza Ramos

Equipe da Tapa Buraco trabalhando (7/5) na Rua Inácio Monteiro

Prefeito Regional de Aricanduva Jurandir Junqueira recebe homenagem em nome da Prefeitura Regional


Itaquera em Notícias

Ed. 699 * 11 a 17 de maio de 2018

Anuncie: 2748-0418

PÁGINA DA FAMÍLIA PÁGINA DA FAMÍLIA PÁGINA DA FAMÍLIA PÁGINA DA FAMÍLIA PÁGINA DA FAMÍLIA MATERNIDADE

HORÓSCOPO

Gêmeos - 21/05 a 20/06 Algumas situações dão nos nervos, porém, a reação irritada é a pior possível, porque só agrega complicação a um cenário que não precisa mais. Procure saídas concretas e práticas, isso sim vai ajudar bastante. É assim.

Salve-se

quem puder Esta obra conta a verdadeira história de um período conturbado pelo qual passou o povo brasileiro, desde os tempos da ditadura militar até o presente, onde uma sucessão de fatos moldaram um cenário acobertado por mentiras que davam mostra de que tudo “estava bem”, representação utópica de uma das classes mais hipócritas na conformação societária, quando por debaixo do pano a realidade era totalmente o extremo! O autor, José Carlos Gutierrez, em sua quinta obra nos mostra o quanto é difícil viver em um mundo pervertido pelos políticos do poder.

Especialistas dão dicas de como se preparar à volta ao trabalho Divulgação

Touro - 21/04 a 20/05 Em algum momento se tornará necessário por a mão no bolso e fazer alguns investimentos, porque é assim que o progresso continuará em marcha. Não se melindre com isso nem nutra inseguranças, a necessidade é essa.

Brasil...

Fim da licença: como lidar?

Áries - 21/03 a 20/04 Sentimentos não precisam de maiores explicações, pois, a não ser que você cultive um espírito poético, para explicar o inexplicável, melhor apenas sentir os sentimentos sem os sobrecarregar com explicações inúteis.

Câncer - 21/06 a 21/07 Oculte seus dilemas, porque ninguém conseguiria entender a natureza desses. Melhor ocultá-los para não ter de se explicar diante de uma plateia que está prestando atenção a questões completamente diferentes.

Shopping Aricanduva

Leão - 22/07 a 22/08 Ainda que acontecerem discórdias e desentendimentos, isso não há de servir para você avaliar o andamento de tudo que pretende realizar. As pessoas se desentendem mesmo, porém, são coisas passageiras e superficiais. Virgem - 23/08 a 22/09 As conversas são muito boas e infundem entusiasmo, porém, o caminho da realização ainda é distante. Por isso, cuide para não dar o dito pelo feito, mantendo os pés firmes na terra e avaliando tudo com prudência. Libra - 23/09 a 22/10 Talvez você não consiga, neste momento, entender tudo que está envolvido agora. Porém, sua alma pressente haver muito mais do que percebe e isso é suficiente para andar com cautela, prestando atenção em tudo. Escorpião - 23/10 a 21/11 Cuide para não ceder ao impulso de se precipitar, porque a urgência não é uma boa orientadora nesta parte do caminho. Seria melhor você ponderar todos e cada um dos movimentos planejados e fazer tudo com calma. Sagitário - 22/11 a 21/12 Você percebe claramente quando alguém mente, mas em determinados casos você nem se importa com isso, desde que as mentiras beneficiem seus planos. Há vantagens e desvantagens envolvidas nessa atitude. Capricórnio - 22/12 a 20/01 Está tudo combinado entre as pessoas envolvidas, mas ninguém combinou quem vai assumir a responsabilidade de organizar a bagunça que ficar para trás. Cuide para que se preste atenção nisso, ou vai sobrar para você. Aquário - 21/01 a 19/02 Faça o que tiver de fazer em nome do bem-estar da maior quantidade possível de pessoas e, se for necessário, deixe de lado temporariamente a satisfação de desejos particulares. O bem dos outros é seu bem também. Peixes - 20/02 a 20/03 Sabendo tudo que você sabe, tendo passado por todas as experiências que estão na sua bagagem de sabedoria, que razão haveria agora para se deixar abater por dúvidas e dilemas? A despeito dessas, seguir em frente.

CULINÁRIA SAUDÁVEL

Em geladeira, a validade do leite materno é de 12h, já em congelador, de até 15 dias - consulte um especialista

a mãe vai voltar para ele. De tal maneira, o sentimento de culpa e angústia de ambos vão se apaziguando. Outro fator importante para confortar as mães na volta ao trabalho é o apoio dos avós e do pai da criança. Confiar em outras pessoas para cuidar do bebê é uma tarefa difícil, já que muitas vezes a mãe acredita que ninguém melhor do que ela para esta função. No entanto, eles também são capazes de proteger sem danos. O suporte dessas pessoas acalenta tanto a mãe, que aprendeu a confiar nos cuidados desses familiares, quanto o bebê, que já tem um vínculo com eles, sentindo-se mais seguro. A continuidade da amamentação neste período de volta ao trabalho também é algo que deve começar a ser organizado previamente. “A constituição brasileira concede às mulheres que estão voltando de licença o período de até uma hora para as mamadas até o bebê completar seis meses. Contudo, é muito difícil conciliar os horários do bebê com os do trabalho. Então, é importante extrair o leite ao longo do dia com bombinhas manuais ou automáticas e armazená-lo em geladeira. Este leite extraído deve ser armazenado em vidro estéril e rotulado com informações de data e hora. Em geladeira, a validade é de 12h, em congelador, de até 15 dias.

Divulgação

Arroz com brócolis rápido de fazer

A venda nas melhores livrarias em todo o Brasil

Nos dias de hoje, grande parte das mulheres exerce dois papeis: mãe e profissional. Este binômio não é fácil, mas é possível se souber lidar com alguns desafios, sendo o principal deles a volta da licença maternidade. Para a psicólogos, ao trabalho após um período dedicado exclusivamente ao bebê pode gerar sofrimento às mamães, pois é importante se lembrar do quanto você gosta de executar o trabalho, dos colegas e da possibilidade de distrair-se com outros assuntos. É preciso se conectar novamente com outros papéis, além do maternal e entender que todos podem coexistir. Conversar sempre com o bebê, falando sobre a necessidade de ausência e que retornará todos os dias, pode ajudar na preparação para quando chegar o fim da licença maternidade. Um dos momentos mais difíceis será quando for sair de casa para ir trabalhar. É comum o sentimento de culpa e a sensação de estar abandonando o bebê. Resistir ao chorinho de separação que o filho pode manifestar ao ver a mãe se afastando é um dos momentos mais complicados. Mas, esta situação é um processo adaptativo e a cada dia ficará mais fácil essa separação, pois a mãe verá que vai encontrar o bebê bem, assim como ele também saberá que

13 DE MAIO

Moacyr Victor Minerbo

Dia das Maravilhosas Mães

INGREDIENTES 2 xícaras de arroz; 1/2 pacote de frango a passarinho temperado; 1/2 cabeça de brócolis pequena; 1 cenoura média ralada; milho verde a gosto; cebolinha picada; óleo ou azeite para dourar. MODO DE PREPARO Em uma panela, frite o frango a passarinho e reserve; Pique o brócolis em pequenos pedaços e dê uma pré cozida nele e reserve; Aguarde a secagem da água por completo e acrescente milho verde; Refogue o arroz com óleo e tempero da sua preferência, coloque a água; e junte a cenoura, o brócolis, o frango e a cebolinha picada; Caso necessário, acrescente mais tempero.

5

Este é o dia daquela pessoa fundamental para nossa existência. Da concepção ao parto, da educação aos seus últimos dias... Ela tem a capacidade de ouvir o silêncio. Adivinhar sentimentos. Encontrar a palavra certa nos momentos incertos. Nos fortalecer quando tudo ao nosso redor parece ruir. Sabedoria emprestada dos deuses para nos proteger e amparar. Sua existência é em si um ato de amor. Gerar, cuidar, nutrir. Amar, amar, amar... Amar com um amor incondicional que nada espera em troca. Afeto desmedido e incontido,

Mãe é um ser infinito


8

Anuncie: 2748-0418

Itaquera em Notícias

Ed. 699 * 11 a 17 de maio de 2018

CULTURA E LAZER

mente, podemos dizer que as delícias oferecidas são feitas com o carinho dos melhores artesãos da culinária para você! No melhor estilo ítalo-brasileiro, a Pastelândia Jacu-Pêssego apresenta massas tradicionais, como também inovações, pois a Pastelândia, além de tudo, ouve todos os seus clientes e suas sugestões. Venha experimentar as delícias da Pastelândia, que está presente em diversos países, sendo uma das maiores e melhores lojas de fast food! Se você ainda não conhece, não sabe o que está perdendo. Se você já conhece, o que está esperando para fazer uma nova visitinha? Praça de Alimentação do Carrefour. Av. Jacu-Pêssego, 1.200 Itaquera. Funciona todos os dias 8 às 22h. Aceita-se vários cartões de crédito e débito, inclusive Hipercard e Carrefour. Tel: 2522-9101.

Iniciativa contempla estratégias no ambiente digital e programação especial nos 19 museus da rede ao longo do ano; primeira ação homenageia o Dia Internacional dos Museus e terá “ingresso solidário”: quem doar uma peça de roupa para a Campanha do Agasalho irá receber um exemplar do Passaporte dos Museus Quem já tem o hábito de visitar museus vai gostar da novidade. E quem tem vontade de incluir esse passeio na rotina vai ganhar mais um motivo a partir do dia 18 de maio. Na próxima sexta-feira, a Secretaria da Cultura do Estado lança a ação “É Dia de Museu”, campanha para apresentar ao público a diversidade da programação dos museus paulistas, que vai muito além das visitas expositivas. O marco de lançamento da campanha - Dia Internacional dos Museus - terá programação especial na rede dos museus da Secretaria da Cultura, naqueles que integram o Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), além de ação em parceria com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo. A entrada em todos os museus será gratuita e os visitantes serão convidados a contribuir com o “ingresso solidário”,

que consiste na doação de uma peça de roupa para a Campanha do Agasalho. Em troca, vão receber um exemplar do Passaporte dos Museus, que garante uma entrada gratuita em cada um dos museus da Secretaria. Uma tiragem de 10 mil exemplares exclusiva para a ação será distribuída por ordem de chegada. Site permanente e ampliação do conhecimento A programação dos museus na data poderá se conferida em página permanente desenvolvida especialmente para a ação (http://cultura. sp.gov.br/diademuseu). Posteriormente, o site será atualizado tanto com as atividades que já fazem parte do calendário dos museus quanto com as informações das próximas edições da campanha “É Dia de Museu”. “Os museus da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo possuem acervos e ati-

Divulgação

Feliz Dia das Mães da Pastelândia para todas as mamães, vovós e futuras mamães!!! São os mais sinceros votos da equipe de colaboradores que estão sempre prontos a atender com muito carinho a todos. Além de muita simpatia e atendimento diferenciado, os mais deliciosos pastéis só poderiam estar na maior franquia do mundo! Traga sua família, presenteie sua mãe e tenha uma refeição segura, que atende aos mais exigentes paladares. Conheça os nossos grelhados. O Chopp da Brahma, é uma ótima sugestão para acompanhar os salgados e seus pastéis especiais, além das opções doces. Em tempos de cuidados com a saúde, nada como ter a oportunidade de experimentar uma massa de pastel sem gordura trans, não é mesmo? A massa é feita artesanal-

Campanha “É Dia de Museu”

A grandeza de um país não se mede pela sua extensão, mas pela dignidade do seu povo

ROSPO E SAPABELA

Gisele Turteltaub

Divulgação

Pastelândia e o Dia das Mães, uma data para lá de convidativa!

vidades que permitem aprendizado e diversão, muitos com entrada livre ou ingressos com valores acessíveis - sem contar a gratuidade que ocorre na maior parte da rede aos sábados. Com essa campanha, queremos facilitar ainda mais o acesso do público à progra-

mação de atividades e ampliar o acesso à cultura. Museus não são somente locais de preservação de memória, mas também de criação de memórias pessoais, intransferíveis e inesquecíveis”, explica o Secretário da Cultura do Estado, Romildo Campello.

Edição 699  
Edição 699  
Advertisement