Issuu on Google+

Itapeva, 14 de novembro de 2013

Editor-chefe: Kiko Carli Ano XII Edição 760

R$

DISE apreende 30 quilos de maconha

Caso das poltronas: Ex-presidente da Câmara fala sobre o processo

3,00

Chinchila conta o que seria o “esquema” proposto pelo vereador Jé Página 11

Móveis foram devolvidos em 2012 e estão na Escola Tereza Silveira Melo

O Ministério Público, através do promotor de Justiça, no uso de suas atribuições propôs uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa e pedido de declaração de nuli-

Na última sexta-feira (08), a Polícia Civil de Itapeva, através da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), prendeu dois homens acusados por tráfico de dro-

gas. Os indivíduos foram presos em Capão Bonito, quando vinham de São Paulo com destino a Itapeva carregando em mochilas 30 quilos de maconha. Página 02-B.

dade de ato administrativo contra o ex-prefeito Luiz Cavani, a ex-secretária da Educação Selma Bührer Cravo e o ex-presidente da Câmara, Paulo de la Rua Tarancón. Segundo o Ministério

Público R$ 145.980,00 foram gastos ilicitamente pela Prefeitura em benefício do Legislativo com verba desviada da Educação. Veja o que disse De la Rua. Página 07.

Prefeitura inaugura a Unidade de Saúde do Guarizinho

Áurea diz que o ideal seria uma acareação entre Jé e Chinchila O depoimento do ex-funcionário da Secretaria da Educação, Wagner Chinchila pode mudar os rumos da CEI. Após ouvirem o envolvido, os membros da Comissão tiveram acesso a informações que não tinham conhecimento. Inclusive, Wagner diz que foi chamado pelo vereador e presidente da CEI Jeferson Modesto para que fizessem um “esquema”. Página 11.

Revoltados com sorteio das casas, munícipes fazem abaixo assinado

Solange continua na presidência do PT

Munícipes que participaram do sorteio das casas do Itapeva F, ocorrido no Estádio Municipal na quinta-feira (07) estão revoltados. Segundo eles a justificativa seria de que em 2009 houve a inscrição para este sorteio e no ano passado refizeram as inscrições, agregando assim mais concorrentes. Página 09. No domingo (10) o Partido dos Trabalhadores (PT) convocou seus filiados para a eleição do presidente municipal nas dependências do Legislativo Ita-

pevense. Duas chapas concorreram e com 65 votos contra 59 do oponente, a professora Solange Bernadetti Penha continua no comando do PT. Página 13.

A Prefeitura de Itapeva promoveu no último sábado (09) solenidade de inauguração da Estratégia de Saúde da Família, no Guarizinho. A Unidade foi

toda reformada e recebeu investimentos de R$ 461.376,50, sendo R$ 200.000,00 em recursos federais e R$ 261.376,50 em recursos municipais. Pronuncia-

mento do prefeito em rede social sobre a utilização do convênio de R$ 200 mil pela administração anterior gerou polêmica. Páginas 12 e 13.

Morcegos são encontrados em forro da EMEI Flávia A EMEI Flávia Elsie Ferrari Lima paralisou as atividades na unidade para a retirada de morcegos frutíferos encontrados no forro da escola. Página 05-C.

Dia 20 de Novembro: Consciência Negra Em algumas cidades, o 20 de novembro é feriado pela comemoração ao Dia da Consciência Negra. Em Itapeva uma lei municipal alterou a data para ponto facultativo, principalmente devido ao comércio que alegava prejuízo. Aqui existe a Associação da Comunidade Negra, que tem por objetivo garantir à defesa dos direitos, preservação histórica e cultural, além da inclusão social dos afrodescendentes. Página 07-C.


2

14 de novembro de 2013

Editorial

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPEVA C.N.P.J. 46.634.358/0001-77

Pela culatra As acusações que culminaram com a exoneração do secretário da Educação professor Gustavo e do diretor Wagner Chinchila poderá trazer muitos dissabores aos autores da mesma, já que em depoimento na Delegacia e também na CEI da Educação o ex-diretor conseguiu mostrar que nada fez assim como o ex-secretário. Foi um linchamento político. Faltou dignidade para quem acusou, para o prefeito que não soube defender o seu indicado e ao partido e companheiros que viram o secretário naufragar sem tentar ao menos uma conversa, que poderia contornar todo o problema, já que em momento algum se discutiu a honestidade de Gustavo. No caso do Chinchila, a situação foi tão grave que chegaram a dizer que o mesmo guardava milhões em sua casa, o que já foi provado ser mais uma mentira. A situação começou a mudar assim que, ambos estive-

ram para depor na CEI, o Gustavo intimado pelo presidente, que curiosamente não convocou o diretor, que segundo Jé o teria ameaçado. Medo? De livre e espontânea vontade Wagner Chinchila se apresentou à CEI, quando o senhor presidente curtia férias no exterior e para a surpresa de alguns e não todos, disse que o vereador/presidente teria proposto ao mesmo um “esquema” e que o fato tinha testemunhas. E agora? Disse mais, ao afirmar que “teria” ouvido da boca do presidente, que outros secretários já estariam de esquema com o próprio. Seria verdade? Na realidade o que vemos e ouvimos é que parece que o tiro saiu pela culatra e novos e envolventes capítulos estão por vir nesta novela, a qual deveria ter um final feliz, que seria a punição de todo aquele que quer usar o cargo público em beneficio próprio, mas como estamos no país do Mensalão...

PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARIVAÍ GABINETE DO PREFEITO Rua Benedito Paulino Nogueira, 001 – CEP 18.425- 000 – Taquarivaí/SP E-mail: pmtaquarivai@bol.com.br - CNPJ 60.123.049/0001-63 Decreto n º 177/2013 - “Design a representante da Pr efeitura Municipal de Taquarivaí junto a Sec retaria de Direitos Humanos - SDH.” Decr eto nº 178/2013 - “Disp õe sobr e abertura de cr édito adicional suplementar par a o orçamento de 2013 e dá outras providênc ias.” Decr eto nº 179/2013 - “Disp õe sobr e abertura de cr édito adicional suplementar para o orçamento de 2013, e dá outras providênc ias.”

EDITAL DE CITAÇÃO - Prazo de30 dias. Processo nº0000909-33.2008.8.26.0270. O(A) Doutor(a) RODRIGO VIEIRA MURAT, MM. Juiz(a) de Direito da 3ª Vara Judicial, do ForoForo de Itapev a, da Comarca de de Itapeva, do Estado deSão Paulo, na forma da Lei, etc. FAZ SABER a(o) WAGNER ANTONIO RIBEIRO, R. Joao Pedro Pereira Carpes, 235, Jardim Nova Itapeva – CEP:18401-650, Itapev a-SP, CPF:292.700.268-17, RG:32979610, que lhe foiproposta uma açãodeBUSCA E APREENSÃOEMALIENAÇÃO FIDUCIÁRIApor parte de BANCO PANAMERICANOS.A., alegando em síntese: A autora celebrou com o Requerido, em 17/ 09/2007, Contrato de Aberturade Crédito com Alienação Fiduciária em Garantia nº000024243131, noprazo de 48 meses, vencendo a1ªaos 17/09/2007, acrescido, mensalmente de remuneraçãoe juros. Tal crédito se destinou à aquisição de: 01 veículo FIAT/UNO MILLE FIRE, gasolina, ano 2002/2203, placas DHV1135, cor branca. Tendo dedicado de cumprir as obrigações pactuadas em contrato desde17/10/2007, o Requeridof oi constituídoem mora, quedando-se inerte. O valor nesta data, da integralidade da dívida corresponde a R$ 15.994,62(31/01/2008). Encontrando-se o réu em lugar incerto enão sabido, f oi determinada a sua CITAÇÃO, por EDITAL, para os atos e termos da ação proposta e para que, no prazo LEGAL, quef luiráapós odecurso do prazo do presente edital, apresente resposta. Não sendo contestada a ação, presumir-se-ão aceitos, pelo(a)(s) ré(u)(s), como v erdadeiros, os f atos articulados pelo(a)(s) autor(a)(es). Será o presente edital, por extrato, af ixado e publicadonaf ormada Lei, sendo este Fórum localizadonaAvenida Paulina deMoraes, 444, Vila Ophélia – CEP:18400-818, Fone: (11) 3522-0444, Itapeva-SP.

Edital de: - Pregão: Nº. 147,153,155,156,157,158,159/ 2013 Acha-se aberta nesta Prefeitura a seguinte licitação: Pregão Presencial Nº 147/2013 Pregão Presencial Nº 147/13, do tipo Menor Preço – SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS, OBJETO: Aquisição de computadores, Nobreaks, Notebooks, Impressoras, para atender as necessidades das S ec ret arias Munic ipais. Credenciament o iníc io às 09h00min do dia 02/12/2013. O Edital completo disponível no Site:www.itapeva.sp.gov.br. Informações: pregao@itapeva.sp.gov.br ou fone(s) (15) 3526 8046 - 3522-1002 . Demais detalhes serão fornecidos na Seção de Compras, no horário normal de expediente sito à Praça Duque de Caxias, nº 22 – Centro - Itapeva –SP. Prefeitura Municipal de Itapeva, 14 de novembro de 2013. JOSÉ MARIA RIBEIRO – Pregoeiro Pregão Presencial Nº 153/2013 Pregão Presencial Nº 153/13, do tipo Menor Preço – SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS, OBJETO: Aquisição de gêneros alimentícios estocáveis, para atender as necessidades das Secretarias Municipais. Credenciamento início às 09h00min do dia 28/11/2013, no Núcleo de Tecnologia, sito á Rua Prof. Rivadávia Marques Junior n. 338. O E dit al c omplet o dis ponível no S it e: www.itapeva.sp.gov.br.  Informações: pregao@itapeva.sp.gov.br ou silmara@itapeva.sp.gov.br - fone(s) (15) 3522-1002 - 35268108. Demais detalhes serão fornecidos na Seção de Compras, no horário normal de expediente à Praça Duque de Caxias, nº 22 – Centro - Itapeva –SP. Prefeitura Municipal de Itapeva, 14 de novembro de 2013. SILMARA DE OLIVEIRA GARCEZ SANTOS – Pregoeira Pregão Presencial Nº 155/2013 Pregão Presencial Nº 155/13 do tipo Menor Preço, SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS – OBJETO: Locação de andaimes, ferramentas elétricas, para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação. Credenciamento início às 09h00min horas do dia 03/ 12/2013. O Edital completo disponível no Sit e:www.itapeva.sp.gov.br. Informações: pregao@itapeva.sp.gov.br ou sandra.compras@itapeva.sp.gov.br - fone(s) (15) 3522-1002 - 3526-8029. Demais detalhes serão fornecidos na Seção de Compras, no horário normal de expediente à Praça Duque de Caxias, nº 22 – Centro - Itapeva –SP. Prefeitura Municipal de Itapeva, 14 de novembro de 2013. SANDRA SOFIA DOMINGUES RIBEIRO – Pregoeira Pregão Presencial Nº 156/2013 Pregão Presencial Nº 156/13 do tipo Menor Preço – SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS, OBJETO: Aquisição de divisórias, revestimentos e bancos, para atender as necessidades da Secretaria

O Sebrae-SP desenvolveu o programa “Checkup Empresas”. Por meio de um questionário on-

AVISO DE PUBLICAÇÃO DO EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DA AGRICULTURA FAMILIAR N.º 01/2013 Prefeitura Municipal de Nova Campina torna público o EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DA AGRICULTURA FAMILIAR Nº 01/2013, para credenciamento de Grupos formais de Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares Rurais ou suas organizações, de abrangência local, regional e nacional, interessados em fornecer gêneros alimentícios destinados ao atendimento da clientela beneficiária do Programa Nacional de Alimentação Escolar, com fundamento no caput do art. 24 da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993, no art. 14 da Lei nº 11.947, de 16 de Junho de 2009, na Resolução/CD/FNDE nº 26/2013, e demais normas que regem a matéria. Data e Local para entrega dos envelopes: de 18 de novembro a 9 de dezembro 2013, das 09h às 16h, no Departamento de Compras situado à Avenida Luiz Pastore, nº 240 - Nova Campina – SP Tel: 15 3535 6100 – licitações@novacampina.sp.gov.br Abertura dos envelopes: 10 de dezembro 2013, às 09h no salão Nobre da Prefeitura Municipal de Nova Campina. Requisitos e/ou documentos: Os procedimentos para participação estão disponíveis no Edital de Chamada Pública n° 01/2013, que poderá ser acessado no endereço eletrônico: www.novacampina.sp.gov.br retirada sua cópia no Departamento de Compras da Prefeitura Municipal de Nova Campina.

Edital de: - Pregão: Nº. 154/2013 Acham-se aberta nesta Prefeitura a seguinte licitação: Pregão Presencial Nº 154/2013 Pregão Presencial Nº 154/13 do tipo Menor Preço, SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS – OBJETO: Aquisição de Alimentos Perecíveis, para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação. Credenciamento início às 09h00min horas do dia 29/ 11/2013, no Núcleo de Tecnologia, sito á Rua Prof. Rivadávia Marques Junior n. 338. O E dital completo dis ponível no S it e: www.itapeva.sp.gov.br. Informações: pregao@itapeva.sp.gov.br ou sandra.compras@itapeva.sp.gov.br - fone(s) (15) 3522-1002 - 3526-8029. Demais detalhes serão fornecidos na Seção de Compras, no horário normal de expediente à Praça Duque de Caxias, nº 22 – Centro - Itapeva –SP. Prefeitura Municipal de Itapeva, 14 de novembro de 2013. SANDRA SOFIA DOMINGUES RIBEIRO – Pregoeira

Pregão Presencial Nº 158/2013 Pregão Presencial Nº 158/13 do tipo Menor Preço, SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS - OBJETO: Aquisição de produtos hortifrutigranjeiros, para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação (Ensino Fundamental). Credenciamento início às 09h00min horas do dia 06/12/2013, no Núcleo de Tecnologia, sito á Rua Prof. Rivadávia Marques Junior n. 338. O Edital completo disponível no Sit e:- w w w. i ta pe va . sp. gov.br.   I nform a çõe s: pregao@itapeva.sp.gov.br ou pinhe@itapeva.sp.gov.br - fone(s) (15) 3522-1002 - 3526-8030. Demais detalhes serão fornecidos na Seção de Compras, no horário normal de expediente à Praça Duque de Caxias, nº 22 – Centro - Itapeva –SP. Prefeitura Municipal de Itapeva, 14 de novembro de 2013. JOSÉ CARLOS PIGNAGRANDI – Pregoeiro Pregão Presencial Nº 159/2013 Pregão Presencial Nº 159/13 do tipo Menor Preço, SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS - OBJETO: Aquisição de produtos hortifrutigranjeiros, para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação (Ensino Infantil). Credenciamento início às 09h00min horas do dia 09/12/2013, no Núcleo de Tecnologia, sito á Rua Prof. Rivadávia Marques Junior n. 338. O Edital completo disponível no Site:- ww w. itapeva. sp.gov.br.  Inform açõe s: pregao@itapeva.sp.gov.br ou pinhe@itapeva.sp.gov.br - fone(s) (15) 3522-1002 - 3526-8030. Demais detalhes serão fornecidos na Seção de Compras, no horário normal de expediente à Praça Duque de Caxias, nº 22 – Centro - Itapeva –SP. Prefeitura Municipal de Itapeva, 14 de novembro de 2013. JOSÉ CARLOS PIGNAGRANDI – Pregoeiro

Diagnóstico fica pronto na hora e lista pontos que precisam ser melhorados em gestão, finanças e mercado

Estado de São Paulo CNPJ 60.123. 072/0001-58

C.N.P.J. 46.634.358/0001-77

Pregão Presencial Nº 157/2013 Pregão Presencial Nº 157/13 do tipo Menor Preço – SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS, OBJETO: Serviço de manutenção de área verde, para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação. Credenciamento início às 09h00min do dia 05/12/2013. O Edital completo disponível no Site:- www.itapeva.sp.gov.br. Informações: pregao@itapeva.sp.gov.br ou silmara@itapeva.sp.gov.br - fone(s) (15) 3522-1002 - 3526-8108. Demais detalhes serão fornecidos na Seção de Compras, no horário normal de expediente à Praça Duque de Caxias, nº 22 – Centro - Itapeva –SP. Prefeitura Municipal de Itapeva, 14 de novembro de 2013. SILMARA DE OLIVEIRA GARCEZ SANTOS – Pregoeira

Sebrae-SP lança checkup online para avaliar empresas

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA CAMPINA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPEVA

Municipal. de Educação. Credenciamento início às 09h00min do dia 04/ 12/ 2013. O E dit al c omplet o dis ponível no S it e: www.itapeva.sp.gov.br. Informações: pregao@itapeva.sp.gov.br - fone(s) (15) 3522-1002 - 3526-8048. Demais detalhes serão fornecidos na Seção de Compras, no horário normal de expediente à Praça Duque de Caxias, nº 22 – Centro - Itapeva –SP. Prefeitura Municipal de Itapeva, 14 de novembro de 2013. LEONARDO DIAS DE OLIVEIRA – Pregoeiro

line, o sistema permite que empreendedores de todo o estado façam uma autoavaliação de seu negócio gratuitamente. Após completar todas as respostas, o empresário recebe indicações de como melhorar a gestão do empreendimento. “O ‘Checkup Empresa’ é uma forma rápida do empreendedor conhecer os problemas de seu negócio e buscar capacitação para solucioná-los”, explica Bruno Caetano, diretor-superintendente do Sebrae-SP. O “Checkup Empresa” funciona de maneira simples e é indicado para todos os ramos de atividade. Ao entrar na página, o em-

preendedor tem acesso a um questionário com perguntas sobre a situação da empresa nas áreas de gestão, finanças e mercado. Respondidas as questões, o sistema avalia os pontos fracos do negócio e lista uma série de soluções para os problemas identificados. Ao apresentar a relação de itens que precisam ser melhorados no

negócio, o “Checkup Empresa” informa ainda de que maneira o Sebrae-SP pode ajudar o empreendedor na capacitação e orientação para a solução dos pontos fracos. “Com o resultado direcionado, o empreendedor tem a possibilidade de procurar conhecimento naquilo que ele realmente precisa melhorar. Isso otimiza o tempo de resposta entre identificação dos gargalos e a melhoria nos resultados”, completou Bruno Caetano. Acesse o link: http:// checkupempresa.sebraesp.com.br/ Juliana Oliveira – Assessora de Imprensa

PREGÃO PRESENCIAL Nº 026/2013 TIPO M ENOR PREÇO, OBJETO: AQUISIÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE E LIMPEZA, A FIM DE ATENDER AS NECESSIDADES DO MUNICÍPIO DE NOVA CAMPINA. CREDENCIAMENTO, RECEBIM ENTO DOS ENVELOPES DA PROPOSTA DA HABILITAÇÃO: AS 09H00 DO DIA 03/12/2013. O EDITAL COMPLETO DISPONÍVEL NO SITE WWW.novacampina.sp.gov.br. Informações: compras@novacampina.sp.gov.br ou pregao@novacampina.sp.gov.br, fone (15)3535-6100. Demais detalhes serão fornecidos na Divisão de Compras/Licitações, no horário normal de expediente á Av. Luiz Pastore, 240, centro - Nova Campina/SP.

Indústria Gráfica IN Ltda - ME CNPJ: 15.017.953/0001-30 | Inscrição Estadual: 372.082.326.112 Rua Alfredo Moreira de Souza, 379 - Parque Industrial Fones: 3521-1386 | 3521-1176 E-mail: jornalitanews@ig.com.br | Site: www.grupoitanews.com.br

Editor-chefe: Kiko Carli Jornalista Responsável: Marcus Oliveira - MTB42240 Consultor Jurídico: Dr. Renato Jensen Rossi - OAB 234.554 Impressão: Gráfica IN (Registrada em Cartório sob nº 2470 em 26/08/2009) Tiragem: 3.000 exemplares | Registrado em Cartório sob nº 2474, no livro de matrículas de jornal no dia 17/09/2009. Adireção deste jornal não se responsabiliza por artigos assinados que não necessariamente expressam a opinião deste veículo. O jornal Ita News não é responsável pela qualidade, proveniência, veracidade e pontualidade das colocações dos anúncios classificados publicados em suas páginas, bem como os conteúdos de seus colunistas, os quais não possuem nenhum vínculo empregatício com a empresa. Circula em Buri, Capão Bonito, Guapiara, Itararé, Itapeva, Nova Campina, Ribeirão Branco, Ribeirão Grande, Riversul e Taquarivaí.


3

14 de novembro de 2013

Estamos de Olho Poltronas As acomodações no Plenário da Câmara Municipal de Itapeva têm gerado inúmeros comentários e pode trazer dissabores aos envolvidos. O valor de compra na época, mais de 100 mil pode ser comprado por 60% do mesmo valor, segundo o processo que tramita no Fórum local. Porém, segundo Paulo de la Rua as poltronas já foram devolvidas em 2012, ocupam o plenário da Escola Tereza Silveira Mello e o número comprado não é o mesmo que está no processo, pois quando do uso da Câmara sobraram 18 delas. De la Rua ainda disse que houve persseguição pessoal da promotoria. Qual será o final dessa novela?

Incompatível A saída do presidente da CEI da Educação é clamada por todas as pessoas que têm bom senso na Casa de Leis e na política de Itapeva. Como pode o senhor Jeferson Modesto (Jé) ser presidente de uma Comissão Especial de Inquérito, quando uma pessoa o acusa de ter lhe proposto um “esquema” na Secretaria da Educação? Para que o processo aconteça sem restrições ou perseguições o afastamento é necessário.

Incompatível II A CEI do Transporte já estava transitando no Ministério Público e não podemos entender o porquê do vereador Jé abrir uma CEI na Casa de Leis. Puro desperdício de dinheiro público e oportunismo mais uma vez. É como a história da FAI, rodeio, proteção aos animais e transporte urbano. É o verdadeiro Forrest Gump, o contador de histórias.

Futuro Quero ver quem é que vai pagar a conta de ter linchado

publicamente o professor Gustavo e também o Wagner Chinchila. Quem viver verá que o revés será duro, à altura do que foi feito com os mesmos.

Brincadeira O sorteio das casas populares não poderia de forma alguma paralisar o trabalho na Prefeitura e diversos pontos comerciais da cidade. Da próxima vez que armarem o circo para levar 9 mil pessoas para que apenas 200 comemorem, que o façam em um domingo para poupar aqueles que lutam para pagar seus funcionários em dia. Além de tudo é muito sofrimento para quem esteve no local. Uma péssima hora para se fazer política.

Vida real Áurea – “A minha preocupação quanto ao Roberto Comeron é que ele está falando a mesma coisa para todas as categorias, porque eu trabalho com o povão em meu escritório e o discurso é o mesmo. Nós queremos uma resposta, porque vai chegar o recesso e vão usar isso como desculpa”. A preocupação da vereadora é em função de muitas promessas de aumento para os funcionários municipais e que caso não ocorram pode ser gerado um grande problema para o ano que vem. A campanha terminou.

Onde está? “Eu recebi aqui um abaixo assinado dos sem tetos, porque eles estão querendo saber quando o prefeito vai fazer a entrega do prometido lote popular. O governador tem um projeto, o qual quer que a Prefeitura compre a área escriturada. O governo paga R$ 1 mil para a Prefeitura colocar água, luz e esgoto que é a infraestrutura e ainda mais R$ 6 mil para o morador

por Kiko Carli iniciar a construção da sua moradia, projeto melhor que esse não tem. Melhor que o Minha Casa Minha Vida”, disse a vereadora Áurea. Volto a repetir, a campanha terminou e não podemos mais gerar falsas ilusões ao povo. Se não existem condições de dar aos eleitores o que foi prometido, que se venha a público e falem a verdade para não gerar falsas expectativas a várias famílias.

Meu santo Margarido – “Quanto ao Formiga, eu já falei outras vezes que ele é iluminado, quem vê o Formiga não sabe que ele já aprovou uns cinco loteamentos populares em Itapeva”. Depois dessa afirmação tenho a certeza de que o vereador quando passar desta para melhor (espero que daqui a 100 anos) irá direto para o céu e nem passará pelo purgatório.

Meu santo II “Sobre o projeto do governador Geraldo Alckmin, que é loteamento urbanizado ele quer o número da matrícula do loteamento. A Prefeitura tem quase 50 alqueires no Kantian, que vai ter o Itapeva G, porque quem não tem dinheiro para pagar casas populares vai atrás do loteamento urbanizado do Formiga”. O nobre vereador já deu ao Formiga, que é o responsável pela criação de diversos Bairros de forma irregular, o poder de ser o dono do loteamento. Brincadeira não é vereador? Para que servem o prefeito e seus assessores e os representantes da Casa de Leis se o cidadão irá responder pelo loteamento?

Vamos cumprir Toni do Cofesa –“Na entrega das casas populares o prefeito Roberto fez mais promessas

porque ele falou das 1800 casas que vão ter, que o governo passado deixou em torno de 200 casas para entregar e ele em nove meses de mandato já está com 1800. São promessas as quais eu espero que ele realmente cumpra, porque quem estava lá ouviu isso. Falou também de lotes que vão ser a preços populares e esperamos que ele cumpra isso. Outra coisa que falou no início de seu discurso, que quem tem casas em nome próprio não vai pegar a do Itapeva F, então através de seu corpo jurídico e dos seus assessores ele também vai ajudar a fazer isso e nesse sentido estou pedindo que ele nos envie uma lista de todos os contemplados sorteados, de todos os suplentes e o prazo de entrega das casas para que possamos informar a população”. Esperamos que não sejam promessas ainda da campanha que terminou, já que é muita casa anunciada para pessoas que sonham com a moradia. Criar falsas expectativas é ruim para qualquer governo.

cela. O Wilmar avançou em alguns segmentos, o Cavani também e agora tem alguns segmentos que faltam o Roberto avançar. Se os demais tivessem feito tudo, não precisava do Roberto e ele prometeu rever algumas situações, que eu como vereador não concordava e que se resolva o problema da minoria. Em entrevista na rádio, há 10 dias ele estava contente, porque resolveu o problema dos psicólogos, que se adequou a uma lei federal a diminuição da carga horária. São 3 no meio de 4 mil funcionários, mas resolveu”. O problema são os outros mais de 4 mil, que esperam por uma remuneração adequada para o serviço prestado, que é consequência também de omissão dos governos anteriores. O ideal seria um trabalho de corte de gastos e reestruturação da máquina pública, fazendo com o enxugamento proporcionasse aos bons profissionais um ganho compatível com o mercado atual.

O óbvio

“Eu fico triste quando ouço um prefeito ir ao Facebook e sem conhecimento, ou ele tem conhecimento, dizer que a administração anterior desviou R$ 200 mil para a construção de um Posto de Saúde no Guarizinho e apenas levantou meia parede e que teve que colocar recurso próprio da Prefeitura deste ano para concluir a obra. Ele tem que nos mostrar qual é o secretário que desviou o dinheiro do Governo Federal para a construção do Posto se é isso que ele deu a entender no face, dizendo que pegou a administração, foi verificar a obra, tinha meia parede levantada e gastou R$ 200 mil e agora teve que gastar mais R$ 200 mil, isso é grave”, criticou Marmo Fogaça. Tanto nos preocupamos com a acusação, que nesta edição colocamos já a nova versão do prefeito, que de forma in-

Tião do Táxi – “Nós analisamos a administração pública na pessoa do prefeito sabendo que ele tem que ter a humidade, a sensibilidade e a coragem de chegar e falar a verdade para a população de Itapeva, principalmente aos mais carentes”. É o que também pedimos vereador, já que o clima de que todos terão sua casa própria pode ser revertido contra a atual administração. Não se pode antecipar algo que ainda não temos de concreto.

Todos erram Marmo – “Se cada prefeito fizer a sua parte... O salvador da pátria ainda está por existir. Tem no Brasil pessoas competentes e que conseguem fazer uma par-

Acusação

consequente postou essa bobagem nas redes sociais.

Acusação II “E o secretário de Planejamento se defende dizendo que não é assim e que o prefeito não soube explicar e está todo mundo cobrando a transparência. É irresponsabilidade do prefeito colocar uma notícia ao público a qual ele não tem conhecimento”, finalizou Marmo. Se os assessores não passam informações adequadas com certeza o prefeito passará ainda por muitas situações semelhantes e não adianta depois tentar tapar o sol com a peneira. A inocência foi tão grande, que foi postada publicamente e agora tem que desmentir. Está faltando assessoria competente ou então Roberto Comeron é um bonde sem freios. Qual a sua opção?

Nota 10 Para a equipe do PT, que comandou a eleição interna em nível municipal, estadual e federal. Muita lisura e respeito a todos foi a marca registrada.

Aviso Atenção associados da ACIAI, estão abertas as inscrições para nova gestão. Mais uma vez o fato estaria passando despercebido, mas aqui estamos para alertar o empresário que deve participar do pleito apoiando a direção atual ou montando uma nova chapa para concorrer. O importante é não se omitir.

Novidades O vereador do Solidariedade, Dr. Pedro Correa, foi a Brasília para buscar recursos e benefícios à população. Muitas novidades boas estão por vir.

Secretário de Obras é sabatinado na Câmara Atendendo requerimento proposto pelo vereador Marmo Fogaça e deliberado pelo Plenário o Secretário Municipal de Obras e Serviços José Alcir Zacharias Júnior participou de sessão na noite de do dia 31, ocasião em que falou sobre as obras realizadas, as que estão em andamento e os projetos futuros de sua pasta. Ouviu questionamentos de vereadores e do público e esclareceu dúvidas sobre diversos assuntos relacionados à sua secretaria. Na oportunidade Marmo Fogaça ressaltou que essa seria uma conversa democrática que o objetivo é a transparência e “prestar contas do que estamos fazendo, nós vereadores e os secretários, que temos a obrigação de mostrar os projetos, a aplicação dos recursos, pois a população tem o direito de saber por que depositou sua confiança nos vereadores e no prefeito, que escolheu seus secretários. Precisamos saber quais os projetos, os recursos, e precisamos levar ao conhecimento do povo, que cobra no dia a dia, nas páginas sociais, enfim levar a comunidade a transparência dos serviços públicos”, frisou o vereador.

ne todas as primeiras segundas-feiras do mês e está aberta a participação. Pavimentação do Parque Industrial, construção de calçadas, problemas de galerias e aplicação do Código de Posturas foram assuntos de questionamentos do público presentes à sessão , que foram esclarecidos pelo Secretário de Obras, acrescentando que existem muitas dificuldades, e que na medida do possível os problemas vão sendo solucionados. Salientou que para que o habite-se seja liberado a obra tem que estar de acordo com o projeto, e que não existe outra possibilidade a não ser essa. Em relação a iluminação do Jardim Maringá ao Jardim Bela Vista, questionada pelo vereaEm seu pronunciamento o Secretário de Obras apresentou o trabalho da secretaria, como são os trâmites dos processos, e frisou que a pasta está com um quadro reduzido de funcionários, e portanto, muitas vezes existe uma demora nos atendimentos. Depois apresentou um relato de todas as obras que foram concluídas nesses primeiros

meses, as que se encontram em andamento como exemplo, a maior delas que é o Itapeva F e também o Poupatempo que tem um prazo para conclusão. Citou que aguarda recursos do PAC para execução de obras de pavimentação, infraestrutura e falou também sobre os lotes populares de empreendimentos particulares e também casas pela Mi-

nha Casa Minha Vida e CDHU. Ainda, de acordo com o secretário foi criada a Comissão de Urbanismo com várias integrantes, inclusive um representante da Associação dos Engenheiros e todas as decisões tomadas em relação a áreas públicas passam por essa comissão e esse foi um grande avanço, pois é tudo com amparo legal. A Comissão se reú-

dor Marmo a informação é que não existe um projeto da obra e que isso precisa ser providenciado junto a Elektro e posteriormente no DER e que a prefeitura está adotando providências nesse sentido. Após toda a explanação e sanadas dúvidas dos participantes a sessão foi encerrada.


4

14 de novembro de 2013

Fina Flor

por Marlene Moraes Maciel

Pacato Cidadão por Luiz Eduardo Galvão de Morais Paixão

Sê tu uma bênção Por que em tempos tão bicudos, muitas situações nos constrangem tanto? E em outras passamos em brancas nuvens e nada nos aborrece? Nunca se faz estas perguntas? Ou são feitas diariamente? Nossa boca nos abençoa e nos amaldiçoa na mesma intensidade, e isto quem nos lembra é a Bíblia através do livro de Tiago, que podemos ser abençoados ou trazer bênçãos para nós e para os outros na medida que excetuamos o verbo e manuseamos nossa língua que é o órgão sem osso do corpo mais resistente e o responsável por tamanha grandeza ou maledicência humana. Se não observarmos nossas ações, e tomarmos atitudes em cuidarmos para que as ações ocorram em coerência com o que falamos, faremos iguais a muitos políticos em época de campanha, que prometem a vida deles em prol de seus eleitores e quando apossados do poder que emana do povo através do voto, este vira as costas e começa a trabalhar como ajudador social, para uns, praticando

ações beneficentes para outros, e as funções devidas que são aprimorar as Leis, fiscalizar o sistema público, criar melhores condições para estes que o elegeram em bloco ou grupo, setorizam suas ações e a sociedade como um todo fica em segundo plano. Por isto, nossas ações devem ser para abençoar sempre o maior número de pessoas e por onde formos. E quando constatamos ao olharmos para dentro de nós, o quanto estamos sendo mesquinhos descumpridores de um desejo do Pai que nos criou, que é servir, constatamos que ainda falta muito por fazer, pois não olhamos para o outro, e quando não enxergamos o outro, como queremos ser felizes? Nossa felicidade deve estar na alegria de compartilhar. Entender este mister nos fará melhores e aprofundaremos em nosso íntimo o verdadeiro sentido fraterno que é a de ser colaborador, executador, modificador de onde vivemos, para que onde estamos possa ser mais habitável, com qualidade de vida. Não é possí-

vel entender e se dizer completamente feliz, quando estamos com os bolsos recheados de grana e vamos a uma sorveteria e saboreamos um delicioso sorvete e uma criança nos olha com olhar lânguido querendo nossa delícia. A princípio, não queremos repartir ou muito menos dar ou pagar um para ela, mas se a criança continuar com olhar pidão, não nos alegrará pagarmos um sorvetão para ela também? Esta satisfação de nos doarmos deveria fazer parte de nossa rotina, mas nos distanciamos de valores assim. Mas podemos a voltar a ter ações assim. Portanto, sejamos uma benção por onde passarmos, e se não conseguirmos, nos desculpemos, modifiquemos o tom e recomecemos de novo e de novo...e quantas vezes forem preciso. Mas façamos. Pois ainda há tempo.

por Zé Lampião

Sindical SINTICOM – CIMENTEIROS Ainda não saiu acordo salarial entre as indústrias de cimento da região (Lafarge (Itapeva)– Votorantim Cimentos S.A (Ribeirão Grande)– Intercement Brasil (Apiai)). A proposta dos trabalhadores através de seu sindicato é a seguinte: Lafarge, 11% de reajuste salarial, piso salarial de R$ 1.237,00, cesta básica de R$ 490,00, auxilio creche de R$ 513,00, reembolso anual em medicamentos com receita medica de R$ 395,00 e para doenças crônicas R$ 818,00, reembolso de material escolar R$ 65,00 manutenção das clausulas sociais já conquistadas. Votoran Cimento S.A, reajuste salarial de 10,97%, piso salarial de R$ 1.067,00, vale alimentação de R$ 320,00, auxilio medicamento de R$ 450,00, auxilio material escolar de R$

Na turma errada

150,00, todas as horas extras com adicional de 100% e manutenção das clausulas sócias já conquistadas. Intercement Brasil - reajuste salarial de 10,97%, piso salarial de R$ 1.100,00, vale alimentação de R$ 272,00 com desconto de 5% do trabalhador, auxilio medicamento de R$ 200,00, auxilio material escolar de R$ 100,00, todas as horas extras com adicional de 100%, adicional noturno 40%, turno de revezamento 6x4 e manutenção das clausulas sócias já conquistadas. As empresas oferecem 5,69% de reajuste salarial com correção das clausulas econômicas com esse mesmo índice.

dobro caso haja trabalho nos domingos e feriados. Em relação das festas natalinas é comum o comercio abrir aos domingos e feriados o pagamento deverá ser em dobro, sem prejuízo das horas extras. Só não tem direito o funcionário que faltar sem motivo justificado em lei.

COMERCIÁRIOS O Sincomerciarios alerta aos empregados no comercio de Itapeva e região, para que as empresas paguem o dia de folga em

DOMÉSTICAS A LEI 605 da CLT prevê o mesmo direito para as domesticas, salvo casos especiais que devera ser concedido outro dia à folga.

Gestão e Negócios

por Marcelo M. Holtz

Fazer o que gosta ou... Vovó Frô, sabia mulher, já ensinava os que tem ouvidos para ouvir, lá na garoa e no frio de Rio Menino: “o que é de gosto é regalo da vida”, ou seja, faça o que gosta, pois a vida é para ser vivida. Naquela época as coisas eram mais simples, não tinha computador, nem internet, tinha a máquina de datilografia, as carreiras eram menos e mais definidas, não tinha micro ondas e o jantar era salada, arroz, feijão e mistura, então as escolhas eram menos complicadas. Com a popularização da informática nos anos 90, temos uma grande transformação no trabalho, as informações transitam em segundos e a única certeza que temos é que tudo é incerto, por isso temos atualmente uma grande multidão tendo que aprender a gostar do que faz devido a erros de escolhas no processo vocacional e de formação ou por desconhecimento das inúmeras profissões que viriam no futuro que hoje é presente. Atualmente, a situação é mais complexa, pois a mesma tecnologia que cria novos padrões de trabalho destrói outros em questão de dias.

Como está nossa carreira atual? Fazemos o que gostamos ou gostamos do que fazemos? Se fizermos o que gostamos, estamos realizados, mas se não fizermos o que gostamos e temos contas para pagar atreladas as nossas receitas, temos que aprender rapidamente a gostar do que fazemos, para executarmos com dedicação e esmero, pré-requisitos fundamentais para o sucesso no trabalho. Como aprender a gostar do que faz? Crie motivos prazerosos e motive-se com eles. Para tentar amenizar esse “problema” de escolha, é fundamental que ocorram nas escolas uma orientação vocacional desde cedo para que o jovem

chegue ao ensino médio sabendo o que as áreas de exatas, humanas e biológicas podem fazer pela profissão que ele irá escolher. É necessário evitar que as pessoas entrem nos cursos, desistam no meio, acabem aprendendo tudo sobre nada, e terminem endividados nos financiamentos estudantis. Como será essa geração? De que forma atuarão no mercado e que produtos produzirão?

“TOCCC, TOCCC, TOCCC”, ecoa o barulho do martelo na mesa de reunião, acabando com as conversas desenfreadas na sala. - Bom dia, senhoras e senhores. Eu, como sou considerado a pessoa mais influente e poderosa do mundo nos dias atuais, segundo revista de renome internacional, convoquei a todos vocês para essa reunião com o intuito de planejarmos o futuro de nosso planeta. Em minha nação, nós russos damos muito valor para às decisões corretas e para a coletividade, para o bem de todos. Apesar da democracia capitalista ser o norte de nossa política atual, por força maior e não porque eu concordo, conservamos nossa característica de povo unido, que busca identidade própria e não se deixa levar em certas questões por influências da América. Queremos que o mundo todo tenha a oportunidade de poder fazer isso também!, discursa logo Vladimir, dando início ao encontro. - Alto lá, seu soviético bravateiro. Começamos mal essa reunião. Sei que refere-se à América para indicar o povo e a política de meu país. Nós não visamos influenciar o mundo de maneira alguma. Se o resto do globo nos exalta é porque merecemos. Nossas políticas visam defender a nação e o mundo do radicalismo e do terrorismo. Se para isso precisamos invadir países, usar tecnologia para espionagem, eu te digo: nós o faremos! Yes, we can!, fica exaltado Barack. - Argh.... seu americano de m... Eu nem devia ter convidado você para essa reunião. Vem com essa balela de libertar o mundo dos terroristas toda hora. Olhe para o seu povo... mesmo sendo um povo orgulhoso e “metido” demais... está insatisfeito com seu

governo... você não sabe liderar seu país e vem aqui me dar lição de moral... argh... deveríamos ter lançado aquele míssil na Guerra Fria!, retruca Vladimir. - Meninos, tenhamos calma. Estamos aqui para discutir e o futuro da vida dos seres humanos do planeta em que vivemos. Temos que pensar em soluções de sustentabilidade para que todos nós possamos viver em igualdade e sem carestia em breve. Precisamos melhorar a condição social e econômica dos menos abastados para que o mundo seja melhor, não é querida Dilma?, dá uma espiada pela mesa Francisco, procurando a também latino-americana. - Lamento informar, mas ela não está presente, senhor. Foi rebaixada para a 20ª posição. Portanto, não recebeu convite para esta reunião. Aproveitando que estou com a palavra, acho que primeiramente temos que segurar as rédeas dos gastos excessivos nos governos para que possamos implantar políticas sociais..., informa e se posiciona Angela. “TOC, TOC, TOC”, bate alguém na porta da sala e entram duas pessoas servindo café e água. - Hum, que bom, eu já estava esperando o café. Fiquei a noite toda no computador e precisava de algo para ficar mais “ligado”. Aqui, por favor!, pede por uma xícara o desesperado Bill. - Aqui também. Mas na próxima me traga uma dose de vodca., solicita Vladimir. - Senhores, não devemos fugir do foco da reunião. Não estamos aqui para ficar tomando café. Temos que pensar no futuro das pessoas que habitam esse planeta. Precisamos discutir sobre o aquecimento global, o provável

racionamento futuro de água e de alimentos, o combate à miséria e à violência, a manipulação das pessoas para o consumismo exagerado, entre outras coisas!, interfere novamente o sensato e sábio Francisco. - Bom... papo reto aqui com vocês. Eu e meu amigo Bill, movimentamos a maior “grana” nesse mundo e além de estarmos entre as pessoas mais influentes e poderosas – aliás, acho que deveríamos ser os primeiros da lista – somos as duas pessoas mais ricas do planeta. Temos 140 bilhões de dólares juntos. É o seguinte: possuímos mais dinheiro, portanto “damos as cartas”. Nós podemos o que nós queremos e o mundo vai seguir as nossas tendências. O ser humano adora consumir, idolatra o dinheiro e será assim enquanto quisermos!, “abre o jogo” o Sr. Slim. “TOC, TOC, TOC”, a porta é aberta novamente e entra alguém com a dose de vodca. - Traz outro café!, solicita nervoso Bill. - E uma tequila para mim!, ordena Slim. - Ai, ai... Ricos pobres... um dia as coisas mudarão. Fiquem com Deus todos vocês..., deixa a sala Francisco, sentindo que daquele “mato não sai cachorro”. Vladimir e Barack se encaram. Angela retira a calculadora da bolsa. Bill não larga o celular e olha para a xícara vazia. Slim consulta as horas no rolex. E a fatídica reunião continua.

Por Dentro da Lei por Wanderley Verneck Romanoff

Contribuições sindicais A contribuição sindical é devida por todos aqueles que pertençam a uma dada categoria econômica ou profissional, independentemente de serem ou não associadas a um sindicato. Isto porque constitui uma prestação compulsória, de natureza tributária. No caso de contribuição sindical patronal, o fato gerador do tributo é a participação em determinada categoria econômica e a condição de empregador. Desta maneira, o contribuinte deverá recolher a contribuição sindical à entidade que represente sua categoria, cabendo ao próprio empregador a definição da categoria a que pertence. A prova do recolhimento da contribuição sindical é documento essencial para participação de concorrências públicas, concessão de registro ou licenças de funcionamento ou renovação de atividades, bem como para concessão de alvarás de licença ou localização, restando nulos os atos que não observarem tal exigência.. Os sindicatos podem, ainda,

instituir, nos Estatutos ou Assembléias Gerais, outras contribuições, como a mensalidade ou contribuição estatutária, a contribuição assistencial e a contribuição confederativa. A contribuição estatutária, como se depreende de sua denominação é prevista no estatuto da entidade e decorre da filiação à mesma. Normalmente é cobrada mensalmente. A contribuição assistencial é aprovada pela Assembléia Geral da categoria e fixada em convenção coletiva de trabalho, eis que sua cobrança está relacionada com o exercício do poder de representação da entidade sindical no processo de negociação coletiva. Temos também a contribuição confederativa, cujo objetivo é o custeio do sistema confederativo, do qual fazem parte os sindicatos, federações e confederações, tanto da categoria profissional como da econômica, também é fixada em Assembléia Geral. Em relação à contribuição assistencial e confederativa não

há unanimidade doutrinária ou jurisprudencial quanto a seus contribuintes. A posição predominante é de que não são compulsórias, mas sim facultativas, vinculando somente os associados. Afinal, atribuir ao empregador à obrigação de recolhê-las implicaria filiação obrigatória ao sindicato, em afronta ao art. 8º, inc. V, da CF dispõe que “ninguém será obrigado a manterse filiado a sindicato”. Independente de o trabalhador ser filiado ao sindicato de sua categoria ou não, a contribuição sindical é descontada na folha de pagamento do trabalhador, na proporção de um dia de trabalho por ano. Por fim, a contribuição sindical garante que o trabalhador possa ter direito na convenção coletiva da categoria, inclusive os reajustes salariais acordados.


14 de novembro de 2013

5


6

14 de novembro de 2013

Entre Tantas Coisas

IV Noche de La Hispanidad agita Colégio Metodista

por Fany Almeida

Olhos nos olhos quero ver o que você faz Nesta semana a notícia sobre a morte do menino Joaquim chamou a atenção para as maldades cometidas contras as nossas crianças. Eu gostaria de emitir minha opinião sobre esse caso, mas estou aqui com dificuldades de me manifestar, pois o assunto é realmente calamitoso, assombroso, para não dizer que mais parece um filme de terror, e que não é possível tais acontecimentos, fora da razão humana, isso às vezes chega a me confundir, e penso que não é humanamente possível, isso também me faz lembrar de outro caso de grande repercussão que foi o caso da menina Isabela Nardoni, também morta pela madrasta compactuada com o pai, e outras tantas que se formos lembrar ficaríamos de tal maneira revoltados, porque o ser humano tem feito coisas tão terríveis que nem os animais mais ferozes seriam capazes de fazer. Foi-se o tempo em que nossas crianças perambulavam por aí alegremente na sua inocência, se fingiam de heróis ou até em malfeitores, mas graças a Deus era tudo uma deliciosa brincadeira, que visivelmente estava estampada nas suas carinhas lindas. A inocência dessas criaturinhas lindas me faz parar para admirar tanta doçura da qual sinto falta e me leva direto ao passado onde me encontro feliz e com a mesma ca-

rinha e espírito. Onde o lobo mau só estava nas páginas de livros de historinhas infantis, ali bem presinho. E o bicho papão não passava de um bicho bobão, desolado e enclausurado nas páginas de um livro, mas que infelizmente ele pulou do livro para as páginas da vida. Os dragões que eu conhecia era aquele que ficava ao lado de São Jorge que segundo a lenda o matou com sua coragem. Mas as notícias atuais nos levam a realidade nua e crua onde barbáries, crimes hediondos contra crianças acontecem constantemente, onde nossa mente de mãe amantíssima não consegue absorver. Meu coração dói, uma dor que jamais senti em minha vida, paro para refletir e custo a acreditar, paira sobre mim uma dúvida e então me pergunto será que vi e ouvi direito? Na minha concepção os adultos devem proteger as crianças e que as leis são elaboradas para serem cumpridas, que a escola tem que ser um lugar bem seguro para as nossas crianças, que o padrasto tem que amar em igualdade como o pai de uma criança, fico tão confusa com tanta maldade que acabo chorando compulsivamente. A justiça da terra que diz põe bandido na cadeia, mas é tudo mentirinha, igual nas revistinhas em quadrinhos que meus filhos leem esses loucos não passam de Herodes

perseguidores cruéis. Eu quero que meus filhos cresçam num mundo melhor, onde as crianças possam andar livremente nas ruas, brincar nos parques, ir à escola em segurança, mas minha cabeça pensante me diz que enquanto houver injustiça não poderei viver em paz, e que leis justas e cabíveis não imperam e são incompatíveis com a verdade e a justiça. Não quero ver meus filhos ou seus coleguinhas, sobre os olhares atentos e alheios de vilões, mal feitores com suas mentes psicopatas andando por aí. Não me agradava à ideia de falar de algo tão odioso, tão indigesto, mas a vida tem o seu lado belo e iluminado e também o feio e escuro, devemos saborear o primeiro e enfrentar o segundo, de frente, sem medo, por isso eu questiono. “Quando temos que ser a voz dos inocentes? Justiça é o que se Busca”. Hoje os juízes serão vocês meus amigos, reflitam e julguem no tribunal de suas consciências, se engajem como puderem. Podem simplesmente fazer uma prece pelas crianças indefesas, mortas e abandonadas no mundo, ou só não ficarem inertes diante de tantas atrocidades.

Em Defesa do Trabalhador Por Norival Romeda

Novas regras para o Seguro Desemprego Desde sexta-feira (01/11/ 2013) o benefício do Seguro Desemprego, pago pelo governo federal, passou a ter novas regras. Buscando coibir fraudes, que se tornaram rotineiras nos últimos anos, bem como resgatar a real essência do benefício, o trabalhador que formalizar o pedido do seguro desemprego pela segunda vez em menos de dez anos passará a participar de um programa de reciclagem profissional. O programa, voltado para a qualificação profissional do trabalhador, já existia, porém, era voltada para aquele que buscava o benefício pela terceira vez num período de 10 anos. Criado para amparar o trabalhador demitido sem justa causa, o seguro desemprego pode durar até cinco meses, de forma contínua ou alternada. Este amparo financeiro tem um período aquisitivo de 16 meses, ou seja, após o recebimento da última parcela o trabalhador aguarda 16 meses para passar a contar um novo período e tornar-se apto ao benefício. No entanto, muitos estavam vendo no seguro desemprego uma possibilidade de ampliar sua renda. Para tanto, o mau empregador realiza a baixa do contrato de trabalho e entrega as guias para o mau emprega-

do, que dá entrada em seu benefício, recebe as parcelas do seguro desemprego, trabalhando sem registro neste período. Chamamos a atenção para isso, pois não se trata de vantagem, trata-se de crime de apropriação indébita e fraude contra o governo federal. Quando se idealizou a criação do seguro desemprego pensou-se em proteger o trabalhador naquele momento de fragilidade financeira, possibilitando um amparo financeiro até que encontrasse novo emprego. Ao longo dos anos o cenário tem se mostrado diverso, com o trabalhador aproveitando o seguro desemprego para descansar e apenas após o recebimento de todas as parcelas pensar em procurar novo emprego. Dessa forma, buscando resgatar a real essência do seguro desemprego, o Governo Federal faz essa mudança. Assim, o trabalhador que realmente esteja desempregado e enfrentando dificuldades para retornar ao mercado de trabalho passará por treinamento especializado. Ao solicitar o benefício pela segunda em um período de dez anos, o sistema Mais Emprego, do MTE, vai obrigar o trabalhador a se matricular nos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Antes, isso ocor-

Na última sexta-feira (08), o Colégio Metodista em Itapeva promoveu a IV Noche de La Hispanidad, um projeto desenvolvido e coordenado pela professora Jaqueline Geraldi com o auxílio dos alunos, que vem resgatar a importância do idioma espanhol falado, escrito, cantado e dançado nos países de língua espanhola, principalmente na Espanha e na América Latina. Durante o evento foram apresentadas danças com ritmos latinos e servidas comida típicas, como a paella, que fez o maior sucesso entre os presentes. “Os alunos participam ativamente de toda a execução do Projeto, desde a sala de aula, aprendendo a língua espanhola, até as pesquisas sobre a cultura de cada povo e montagem das danças. Todos ficam muito ansiosos para que chegue a Noche de La Hispanidad, pois é uma festa onde todos se divertem e aprendem muito”, conta a professora Jaqueline. Participaram do Projeto alunos do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. A diretora pedagógica do Colégio, Shirlei Debussi Pissaia assistiu atentamente a todas as apresentações e destacou a importância de os alunos vivenciarem experiências de outros países e línguas dentro da escola. “Nós, do Colégio Metodista, estamos sempre preocupados em inserir os alunos na sociedade como um todo, de forma que estejam preparados para se relacionar com pessoas de outras culturas. Este projeto visa, além do aprendizado da língua, a troca de experiência e a vivência entre eles”, finaliza a diretora.

por Preto Mattos

Memória Maria Raimunda ria no terceiro pedido no período de dez anos. A realização da pré-matrícula do trabalhador nos cursos será de forma automática no Portal que comunicará ao Ministério da Educação (MEC) e ao próprio órgão que o beneficiário necessita fazer curso de qualificação profissional para receber o benefício. Esta solução visa assegurar o controle de matriculados e não matriculados, frequência e evasão permitindo, quando for o caso, o cancelamento automático do benefício caso o trabalhador não freqüente o curso no qual está inscrito. Por isso trabalhador, nunca aceite proposta de acordo para ficar “alguns meses sem registro, trabalhando e recebendo o seguro-desemprego”. Isso é crime. Da mesma forma que cobramos nossos direitos contra o mau empregador temos o dever de mostrar honestidade, resistindo às idéias negativas que possam causar prejuízos no futuro. Trabalho com honestidade e respeito aos nossos direitos. Esse deve ser o nosso lema.

MARIA RAIMUNDA como era conhecida, tinha como nome verdadeiro MARIA TEREZA PALMA. Nasceu no então distrito de Lavrinhas, hoje cidade de Itaberá, no dia 19 de maio de 1867. Ainda menina, aos 13 anos de idade casa-se com o senhor João Raimundo Prestes e recém-casados vêm a cidade de Itapeva para morar e viver profissionalmente seu dia a dia. Maria Raimunda tinha grande índole e coração assim como era João Raimundo Prestes. Já em Itapeva começa a manifestar em dona Maria Raimunda sua mediunidade, tornando-se uma benzedeira, cujo ideal era ajudar e amparar o próximo. Atendia sem distinção a todos que a procurava, sempre com muita alegria. Costureira de qualidade era desta profissão e da labuta de seu marido que criava os filhos, dando dentro de suas necessidades amparo, carinho e estudo. Com o trabalho de sua velha máquina de costura, dona Maria Raimunda ajudava ao próximo também. A residência de dona Maria Raimunda era constantemente visitada por pessoas necessitadas de benzimento, dedicando

grande carinho e atenção. Maria Raimunda faleceu em Itapeva no mês de outubro de 1957 aos 90 anos bem vividos, fazendo aquilo que mais gostava que era a dedicação e auxílio

ao próximo. De seu casamento com o senhor João teve os filhos Olímpio, Fernandina, Alexandrina, Zizenando, Eristiano, Cesarina e Adelina. Quando faleceu, o então Jornal O TEMPO de tradição

na história da imprensa itapevense, publicou com estas palavras uma merecida homenagem: “Esta criatura que se chamou MARIA RAIMUNDA venceu fazendo o bem para o nosso povo. Pessoas como ela é que procuram a vontade do criador”. Depois do seu passamento por iniciativa do então cônego da cidade Benjamim de Souza Gomes, que muito admirava o carisma, trabalho e a pessoa de dona Maria Raimunda pediu ao Poder Executivo para dar o nome de Rua Maria Raimunda em uma das vias da hoje Vila Aparecida outrora Vila Gomes. Hoje também através destas linhas este historiador e o Jornal Ita News prestam-lhe também uma homenagem a esta senhora, embora de origem pobre, era riquíssima de dedicação e carinho ao próximo. Fez uma história de vida e deixou um exemplo ao próximo.


7

14 de novembro de 2013

Caso das poltronas: Ex-presidente da Câmara fala sobre o processo MP diz que R$ 145.980,00 foram gastos ilicitamente pela Prefeitura em benefício do Legislativo com verba desviada da Educação

O

Ministério Público do Estado de São Paulo, através do promotor de Justiça de Patrimônio Público e Repressão de Improbidade Administrativa da Comarca de Itapeva, no uso de suas atribuições propôs uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa e pedido de declaração de nulidade de ato administrativo contra o ex-prefeito Luiz Cavani, a ex-secretária da Educação Selma Bührer Cravo e o expresidente da Câmara, Paulo de la Rua Tarancón. Segundo o Ministério Público, os requeridos, previamente ajustados e com identidade de desígnios, realizaram procedimento licitatório de maneira ilícita e aplicaram indevidamente recursos provenientes do salário educação, tudo com a finalidade de evitar possível rejeição de contas do Poder Legislativo de Itapeva no exercício de 2010, em decorrência de possível excesso de despesa, ultrapassando o teto Constitucional. Conforme apurado através de Inquérito Civil, a Secretaria Municipal da Educação adquiriu poltronas destinadas à Pasta, porém os objetos ao invés de serem utilizados em prol dos alunos de Itapeva foram cedidos à Câmara Municipal, mediante termo de cessão de bens móveis celebrado pelas partes interessadas. De acordo com o documento 180 poltronas retráteis para auditório, 4 poltronas retráteis para obeso, 10 poltronas fixas com apoio, 9 poltronas giratórias diretor e uma poltrona giratória presidente foram os ob-

jetos da cessão. A Prefeitura foi oficiada a respeito da origem das verbas utilizadas para a quitação do débito, quando tomou-se conhecimento da utilização de verbas oriundas da Educação e que a cessão teria o prazo de um ano ou até que a Câmara realizasse a aquisição de novas poltronas. As referidas poltronas seriam para o Auditório Dom Silvio, que teria o benefício após a sua reforma, que acontece desde 2009 e, portanto isso justificaria tal empréstimo. A Câmara alegou na época que o orçamento de 2010 não foi suficiente para que novas poltronas fossem adquiridas. Assim, o MP disse que houve irregularidades na conduta dos requeridos, bem como na cessão dos bens. Coloca-se ainda que desde o início as poltronas foram adquiridas com a única finalidade de servir à Câmara, utilizando-se de verba do salário Educação. Um dos embasamentos para tal afirmação do MP seria o de que foram adquiridas 210 poltronas, sendo que conforme oitiva anterior de um dos interessados, a afirmação era de que o Auditório Dom Silvio tinha espaço para apenas 150 lugares. Outro argumento foi a aquisição de 9 poltronas diretor e uma presidente, que evidencia o mesmo número de vereadores da Câmara na época da aquisição. Segundo o MP, se não bastasse às poltronas, ainda foram realizadas despesas impróprias pela Prefeitura, como o custeio

da festa de inauguração da Câmara no salão de festa Vitória Régia, no valor de R$ 11.500,00 sem a formalização de procedimento administrativo de dispensa ou inexigibilidade de licitação. Outro argumento seria o superfaturamento das cadeiras adquiridas, as quais dois anos antes custaram R$ 109.800,00, enquanto em data recente custaram R$ 69.000,00, causando espécie variação de preço tão expressiva. O Ministério Público pediu então a imposição de sanções decorrentes da prática de ato de improbidade administrativa, com o ressarcimento ao erário público, devido a violação do princípio de probidade administrativa, princípio de economicidade e princípios de eficiência. Foi solicitado ao Judiciário que se declare nulidade absoluta do pregão nº 94/10 e das respectivas aquisições realizadas, dos empenhos/ordens de pagamento e, por consequência a responsabilidade pelo ressarcimento do erário do valor de R$ 134.480,00, os quais ao retornarem ao ente público deverão ser destinados à Educação; declarar nulidade absoluta dos empenhos e das despesas e o ressarcimento de R$ 11.500,00; impor aos réus as sanções previstas por terem praticado atos de improbidade administrativa. Em entrevista à nossa equipe de reportagem, o ex-presidente da Câmara, Paulo de la Rua nos contou como está o processo e quais as providências tomadas pelas partes, confira:

IN - Como está o processo em relação aos móveis da Câmara emprestados pela Educação? De la Rua - Inicialmente, é preciso esclarecer a toda população que essa ação já tramita na 3ª Vara Cível desde o ano passado. Agora, um cidadão desinformado, que carece de credibilidade na cidade, resolveu trazer à tona um assunto que já é público e que, certamente, será elucidado junto ao Judiciário. IN - Por que houve este empréstimo por parte da Câmara? De la Rua - No final de 2010, a Câmara já estava concluída, mas não tinha orçamento (recursos sim) para comprar o mobiliário do Plenário. Na condição de presidente da Câmara fiz um pedido ao prefeito Cavani para que doasse as poltronas, tendo em vista que o patrimônio, seja da Câmara ou da Prefeitura, é do município. Ele, então, me propôs o empréstimo de um mobiliário adquirido para o auditório Haru Izumi, na Escola Dom Silvio. Na oportunidade eu aceitei, com a condição de fazer a devolução posteriormente. IN - Por que a compra da Educação foi exatamente o número necessário para a Câmara? De la Rua - Bom informar que a compra não foi exatamente a quantia utilizada na Câmara, tendo em vista que sobraram 18 poltronas, que ficaram guardadas na Câmara durante todo esse tempo. IN - Por que os móveis não foram depois devolvidos? De la Rua - Os móveis foram só foram devolvidos em

2012, porque a empresa vencedora da licitação não cumpriu as cláusulas exigidas no certame. Hoje esses móveis se encontram instalados no auditório da E.M. Tereza Silveira Melo. IN - O que o senhor achou dessa decisão por parte do MP na época? De la Rua - Foi mais um dos delírios do promotor que, naquela época, respondia pela 1ª Promotoria. Creio, certamente, que se tratava de um problema de ordem pessoal com o presidente da Câmara. Assim foi também em relação ao vereador Tarzan, cujas ações ajuizadas contra ele já foram derrubadas no Judiciário.  IN - Qual foi a providência tomada pelo senhor, pela Selma e pelo Cavani? De la Rua - Posso responder em relação a mim. Já fiz minha defesa prévia e posteriormente apresentarei a contestação. Daí em diante o processo seguirá seu trâmite normal, garantindo aos envolvidos a mais ampla defesa. IN - O senhor acredita que sofrerão as penas previstas no processo? De la Rua - Diante de uma ação tão absurda, creio que iremos provar nossa inocência em primeira instância. IN - Para esclarecer a população, houve de alguma forma má fé ao realizarem essa transação? De la Rua - Seria má fé oferecer um prédio do porte da Câmara Municipal à população de Itapeva? Um prédio construído com recursos próprios da Câma ra e qu e custo u R$

3.500.000.00. Uma construção mais barata que uma casa no Jardim Ferrari III. Acredito que não. Durante os 4 anos que estive à frente da presidência sempre zelei pelo meu nome, procurando fazer meu trabalho com a necessária transparência. O que essas pessoas má intencionadas devem entender é que tudo aquilo que se encontra na Câmara, desde um simples clips até o veículo que os vereadores utilizam pertence ao município. Ainda, se o prefeito tivesse feito a doação nada disso teria acontecido. O que houve foi excesso de zelo do prefeito Cavani ao propor o empréstimo do mobiliário.  IN - O que o senhor diria à população e às pessoas que estão falando várias coisas nas redes sociais? De la Rua - Eu só tenho que lamentar esses comentários lançados nas redes sociais. Na verdade, essa tal pessoa inescrupulosa e de má índole, traz consigo a mágoa e o rancor de ter perdido a famosa “boquinha”. Isso ocorreu na época em que o Dr. Ulysses era presidente da Câmara, e, eu, como secretário da Mesa, também fui atingido pela ira desse cidadão. Mas, no que tange ao nosso trabalho como homem público não é difícil perceber que ele foi aprovado e reconhecido, tendo em vista o carinho que recebo nas ruas todos os dias. NR: Nossa equipe de reportagem contatou o ex-prefeito Luiz Cavani, o qual disse que não iria se manifestar, tendo em vista que o Paulo de la Rua já havia se pronunciado sobre o caso.


8

18 de outubro de 2013


9

14 de novembro de 2013

Unesp recebe escritura definitiva do terreno do DER

A

Unesp de Itapeva em cerimônia oficial, que aconteceu nesta segunda-feira (11) em seu campus, recebeu definitivamente do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) a escritura do terreno em que está instalada. Este benefício irá possibilitar que o campus se expanda e que o Governo Estadual possa repassar verbas para que sejam empregadas em benefícios para a Universidade, inclusive a construção de novos prédios para a vinda de novos cursos conforme nos contou em

entrevista o professor e coordenador executivo da Unesp de Itapeva, Ricardo Marques Barreiros, confira: IN – O que dizer sobre essa conquista para o Campus da Unesp? Ricardo – Essa conquista é a mais importante que nós podíamos esperar para fechar o ano, desde que a Prefeitura encerrou os convênios com Itapeva. Embora nós ainda não aceitemos essa ideia, estamos conversando com o Executivo para renovar o convênio. Mas chega uma hora em que o Es-

tado tem que assumir a universidade e para isso foi necessário devolver a área, que era cedida da Prefeitura para o DER, para que ele possa nos ceder essa área. Até então para investimento em obras, nós dependíamos disso, porque o

Tribunal de Contas não permitiu o investimento na área e agora a reitoria pode investir em obras aqui. IN – Já existem planos para esse terreno? Ricardo – Existem algumas reformas que estavam represa-

das aguardando esse momento, como reforma do prédio administrativo, reforma do prédio acadêmico e já temos para o ano que vem o início de uma obra de um prédio novo com 1400 metros quadrados também por conta do curso de Engenharia de

Produção, que começa no ano que vem e que teve já uma grande procura de 25 candidatos por vaga. Uma vez que agora o terreno já é da Unesp, podemos ter um prédio e um curso novo e virão outros também na área de pós-graduação.

Revoltados com sorteio das casas, munícipes fazem abaixo assinado

M

unícipes que participaram do sorteio das casas do Itapeva F, ocorrido no Estádio Municipal na quinta-feira (07) estão revoltados. Segundo eles a justificativa seria de que em 2009 houve a inscrição para este sorteio e no ano passado refizeram estas inscrições, agregando assim mais concorrentes. Em entrevista à nossa equipe de reportagem a cidadã Andreia de Jesus Oliveira da Silva contou porque surgiu a iniciativa de se fazer um abaixo assinado: IN – Qual é o intuito deste abaixo assinado? Andreia – O intuito é tentar revogar esse sorteio, porque achamos que foi uma palhaçada, uma brincadeira com a nossa cara. As pessoas estavam inscritas em 2009, esperando o sorteio e quando está próximo eles colocam mais pessoas no meio, eu não achei isso justo. Ontem nós recolhemos 85 assinaturas e estamos pensando entrar com processo contra o prefeito no Ministério Público.

IN – Além dessas reclamações sobre as inscrições há também as pessoas que têm casas e foram contempladas. O que a senhora tem a falar sobre isso?

Andreia – Eu acho que é uma tremenda palhaçada pessoas que já têm seus imóveis e foram contempladas. No dia do sorteio eu vi algumas que eu

conheço que tem casa própria, tem carro, tem comércio e estavam lá querendo casa. Eu acho isso uma injustiça. Nossa equipe de reportagem

também conversou com o prefeito Roberto Comeron, o qual falou sobre esta iniciativa: IN – O senhor acompanhou o sorteio das casas do Itapeva F junto com o CDHU. As pessoas hoje estão reclamando sobre o processo, existe alguma forma de não haver lisura dentro desse processo? Prefeito – É um processo transparente, existem pessoas que não foram contempladas, ficam nervosas e começam a jogar coisas no ventilador. Para começar esse é um sorteio feito na frente de todo mundo. As nove mil pessoas que foram até o local ficaram olhando atentamente a hora do sorteio, que é conduzido pelo CDHU. É ele que faz o sorteio então não tem como haver falcatruas. Falcatruas são feitas quando são indicadas e ali não tem como fazer. O CDHU coloca os papeis para serem sorteados em urnas transparentes e o sorteio é muito bem acompanhado com fiscais, que representam órgãos do governo, os quais ficam ao lado, além do povo que também fiscaliza.

Após este sorteio é feita a triagem, o CDHU vai fazer um pente fino, aliás, a equipe do CDHU vai estar aqui recebendo denúncias de pessoas que comprovem que quem ganhou tem residência. IN – Já existe uma previsão para começar o Itapeva G? Prefeito – Concluindo e entregando essas casas nós vamos começar no Kantian mais 300 unidades, que foi prometido pelo CDHU. Por isso que eu acelerei as casas que estavam paradas há mais de quatro anos, porque aquela construção não andava e nós em 10 meses de governo fizemos o sorteio das casas, pois tenho pressa de fazer a entrega para construir novas unidades. Mas não para por aí, porque Itapeva está recebendo pela primeira vez o Minha Casa Minha Vida, e já começou a construção de um condomínio que vai abrigar 420 unidades no Jardim Bela Vista e em breve também no Bairro de Cima teremos a construção de 1000 residências.


11

14 de novembro de 2013

Áurea diz que o ideal seria uma acareação entre Jé e Chinchila

O

depoimento do ex-funcionário da Secretaria da Educação, Wagner Ribeiro, o Chinchila pode mudar os rumos da CEI, que investiga possíveis irregularidades na Educação. Na última semana, após ouvirem o envolvido, os membros da Comissão Especial de Inquérito, Áurea Aparecida Rosa (relatora) e Marmo Fogaça (vicepresidente), acompanhados por outros vereadores, tiveram acesso a informações que antes não tinham conhecimento. Inclusive, Wagner diz que foi chamado pelo vereador e presidente da CEI Jeferson Modesto para que fizessem um “esquema”. Como o nome do vereador

foi citado pelo depoente, os membros da Comissão podem chamar os dois para uma acareação, conforme nos contou em entrevista a relatora Áurea Aparecida Rosa, confira: IN – Como fica a situação da CEI com a viagem do presidente? Áurea – O presidente, senhor Jeferson, viajou para os Estados Unidos e não comunicou a sua viagem para os demais membros da CEI. Nós estamos aguardando o seu retorno, tendo em vista que não tinha nada agendado para essa data que ele está viajando. IN – O vereador como presidente pode se ausentar de uma CEI?

Áurea – Quando nós estamos numa comissão de investigação o correto é comunicar antecipadamente, para que não haja atitudes como a que nós tivemos que tomar de imediato. Agora nós vamos aguardar a presença do senhor Jé. IN – Depois do depoimento do Chinchila como fica a situação do Jé como presidente da CEI? Áurea – Eu tenho a convicção de que qualquer medida a ser tomada vamos reunir os membros da CEI e esperar o retorno dessa viagem que ele fez a Miami, onde ele se encontra. IN – É possível que haja uma investigação pela CEI quando o investigado faz parte dela con-

forme relato do Chinchila? Áurea – Segundo o Chinchila em seu depoimento, o senhor Jé estaria propondo um esquema, mas ele também não citou que tipo de esquema. No meu ponto de vista e dos demais membros da CEI após a chegada do vereador Jé nós vamos fazer novamente uma oitiva entre o Jé e o Chinchila, isso seria o ideal. Eu estou indo até a Promotoria Pública para averiguar esse fato, porque surgiu esse fato novo, inclusive o depoimento do Chinchila foi esclarecedor, porque ele acusa em seu depoimento que o ordenador de receitas da Secretaria da Educação é o senhor Gustavo e que o mesmo não se preocupou com os

empenhos e os serviços prestados pelos empreiteiros da Secretaria da Educação. O prefeito Roberto Comeron também se pronunciou à respeito: IN – Na última semana em oitiva da CEI da Educação o Wagner Chinchila deu seu depoimento mesmo o presidente estando ausente e citou várias declarações polêmicas, inclusive com relação ao presidente dessa Comissão. Como o senhor vê essa Comissão investigando possíveis irregularidades na Educação, tendo o presidente sido apontado como um dos participantes? IN – O Poder Legislativo é um poder independente, ele tem

independência para fazer o trabalho que achar necessário realizar. Eu acredito que a função do vereador é fiscalizar e a nossa administração está aberta para isso, e se realmente houver pessoas que fazem coisas erradas dentro do Poder Executivo, essas pessoas têm que ser denunciadas e punidas por aquilo que fazem. Acho que nesse caso é a Câmara que vai tomar as decisões o que eu devo ou não fazer, é um poder independente do Poder Executivo e nós temos que trabalhar em harmonia, mas vamos esperar os resultados averiguados e que se punam os culpados.

Wagner explica qual era o “esquema” proposto pelo vereador O ex-funcionário da Secretaria Municipal da Educação, Wagner Ribeiro, esteve em nossa redação, onde na oportunidade foi questionado sobre o depoimento que o mesmo proferiu à Comissão Especial de Inquérito da Educação na última semana, após ter se apresentado espontaneamente, já que não havia sido convocado. Entre outras questões Chinchila nos contou como foi o esquema proposto a ele pelo vereador Jeferson Modesto, o qual garante ter testemunha, inclusive disse que Jé falou que já havia fechado o “esquema” com outras Secretarias. Wagner falou que acredita na sua inocência e que as investigações irão apontar isso, mesmo que seu nome já tenha sido difamado pela cidade. Confira: IN – Durante o seu depoimento na CEI, você disse que o vereador e presidente desta CEI, Jeferson Modesto lhe propôs um esquema. Que esquema foi esse? Wagner – Eu não achava meios para saber o que, porque estão me perseguindo, sendo que eu estava fazendo um bom trabalho na Educação, fazendo

a economia que todos viram, está tudo provado. Esta economia realmente existiu na nossa Secretaria nessa gestão e no pouco tempo em que fiquei e com o pouco conhecimento que tive na Secretaria e eu não achava meios para entender porque o vereador lutou tanto para me derrubar, para eu ser exonerado, para queimar meu nome e prejudicar a minha vida. O único motivo é que há algum um tempo em torno de 60 dias, fui almoçar no Fontana Grill, junto com um amigo e encontramos o vereador Jé e como ele trabalhou conosco na campanha do mesmo partido do prefeito, neste sentido eu tinha um bom relacionamento com ele. A partir desse dia ele começou me perseguir, porque disse para mim com as palavras dele que precisava fazer um “esquema” na Secretaria da Educação, pois já fazia oito meses que estávamos no poder e até agora não tinha conseguido fazer nada com a Educação, e que tinha que dar um jeito senão íamos sair com uma mão na frente e a outra atrás. Eu disse para ele que esse negócio de “esquema” não funcionava comigo e ele saiu rindo, batendo na minha costa e

afirmando que eu entraria no “esquema” logo. Aí disse mais uma vez para ele que comigo não tinha “esquema” e a partir desse dia ele começou a me perseguir. Eu não ia falar com ninguém sobre isso, mas ele me prejudicou tanto, que eu não acho justo só porque ele não teve benefícios querer prejudicar uma pessoa que está trabalhando honestamente.

Presidente do Solidariedade pede saída do Jé da CEI Na tarde desta quarta-feira (13), o presidente do Solidariedade em Itapeva enviou um ofício ao presidente da Câmara Municipal, Junior Guari, no qual solicita a saída do vereador Jé no comando da CEI da Educação, uma vez que ele é citado em depoimento do ex-funcionário da Secretaria da Educação Wagner Chinchila. Confira na íntegra o documento: Ofício nº 50/2013 Itapeva, 13 de novembro de 2013 Caro presidente da Câmara de Itapeva Vereador Junior Guari

Vimos por meio deste solicitar a atenção dos senhores para um pedido deste presidente municipal e regional do Partido Solidariedade. O pedido ocorre em função das afirmações do cidadão conhecido popularmente como Wagner Chinchila, que afirmou aos membros da CEI da Educação sobre a possibilidade do atual presidente desta ter feito ao mesmo uma proposta de “esquema”, o qual teria sido presenciado pelo senhor Giovani Galo. No mesmo depoimento, o senhor Wagner afirma que o presidente já teria esquema com outros secretários, os

quais não foram mencionados. Com base no que foi dito, inclusive em inquérito policial que tramita no 3º Distrito Policial solicitamos a análise dos membros desta Casa de Leis, para solicitar ao presidente Jeferson Modesto da Silva, que se afaste da CEI para que a mesma ocorra sem uma possível pressão, retaliação ou perseguição a este ou aquele acusado. Sem mais, Atenciosamente Francisco Carli Neto Presidente do Partido Solidariedade.

IN – Nesse meio político em que as pessoas trabalham com compra e venda, o que se entenderia por fazer um “esquema”? Wagner – Da maneira como entendi foi o fato dele ter uma gráfica, a qual eu não sei no nome de quem está, que de repente ele queria vender para a Prefeitura, fazer coisas erradas que todo mundo entende como “esquema”. Se for perguntar às pessoas o que é “esquema”, elas já sabem que é coisa errada. IN – O vereador disse em sessão plenária da Câmara Municipal que havia sofrido ameaças de sua parte. Isso realmente aconteceu? Wagner – Não tem porque fazer ameaças, ele quer se fazer de coitadinho e de bonzinho, sempre fez isso se dizendo irmãozinho de igreja, mas só Deus sabe o coração que esse homem tem. Não é um homem de confiança, ninguém confia nele. Eu nunca ameacei ninguém, vivo em Itapeva há algum tempo e não tenho inimizades, não falo mal das pessoas e todos os meus amigos sabem disso. Eu toco a minha vida, eu mesmo adquiro as minhas coisas, nunca arrumei encrenca. Ele errou e achou que ia me derrubar e agora quer se fazer de vítima, mas foi tudo ao contrário, foi investigado na Delegacia e não existe nada contra mim. Em poucos dias, o delegado Dr. Paulo vai dar uma entrevista falan-

do sobre o que ele descobriu no inquérito e eu estou com a consciência tranquila. IN – Você disse durante o depoimento da CEI que ele disse na presença dessa testemunha que é seu amigo, que ele já havia feito esquemas com outras Secretarias, ele disse que Secretarias são essas? Wagner – Ele disse que ele já tinha feito em algumas Secretarias, mas eu não me lembro do nome de quais, tenho dúvidas, então prefiro não falar. IN – Após você ter dito não para esse esquema o que aconteceu com sua vida? Wagner – Depois que eu disse não e passou o tempo eu percebi que ele começou a me prejudicar e isso foi ruim, porque eu saí da Prefeitura como bandido e como ladrão e nunca na história alguém entrou numa Secretaria sem ter conhecimento do trabalho, fazer uma economia como eu fiz. Em oito meses de trabalho estava entrando e conhecendo setores por departamentos para economizar o máximo possível, porque o meu desejo era investir na Educação com essa economia feita no ano de 2014. IN – Você chegou realmente a esconder algum documento ou levar algum arquivo para a casa como foi alegado por alguns vereadores na época da sua exoneração? Wagner – Quem não deve, não teme. Não tenho porque fazer coisa errada, e se tiver algo errado eu quero pagar pelo meu erro, mas vocês vão ver que não tem nada. Eles disseram que eu apaguei planilha do computador que comprometia a investigação, mas era uma planilha minha, de outras lojas que eu trabalhei e ela sempre me acompanhou com fórmulas, eu a usava porque tudo o que tem no sistema CONAN eu pegava e alimentava minha planilha para eu poder emitir relatórios e imprimir por datas e por nomes. Foi essa planilha que eu tirei da área de trabalho e joguei na lixeira, mas nem apaguei da lixeira. Os documentos que estavam em casa, a própria Secretaria sabia, o próprio Gustavo foi infeliz nisso, porque ele sabia que eu estava fazendo o orçamento e

precisava me alimentar desses dados. Fazia 40 anos que a mesma pessoa realizava esse orçamento e soltaram isso na minha mão para eu fazer para 2014 sem ter conhecimento algum. Fiquei vários dias e noites trabalhando em minha casa e a Vânia é testemunha disso. Eu também não sei por que o Gustavo tomou a decisão de mandar esse ofício para o prefeito, mas por outro lado foi bom, porque eles viram que não tem nada de errado. IN – Todos os gastos passaram pelo crivo do secretário? Wagner – Sim, todos passam pelo secretário, o qual é responsável por tudo. Já disse em depoimento na CEI que eu era funcionário indicado pelo prefeito e os demais que comandam os cinco departamentos dentro da Educação são todos indicados pelo secretário. O meu trabalho foi conhecer todos os departamentos, já que eu gerenciava os números do orçamento da Pasta. Gostaria de dizer que a população entenda, pois às vezes acha que porque sou gestor financeiro, que eu mexo com dinheiro, mas estão enganados, pois eu mexia apenas com os números e valores. Quem cuida de todo o dinheiro da Prefeitura e de todas as Secretarias é o secretário de Finanças. Eu via quando estava faltando uma dotação e outra para economizar em diversas áreas como fiz no transporte, na Jundiá, no departamento de obras e na merenda, pois queria deixar um legado de minha gestão, mas não deu tempo. IN – Qual você espera que seja o desfecho dessa história toda? Wagner – Eu estou com a consciência desde o início tranquila. Até fiquei calado, não disse nada até agora, pois me pediram entrevista em vários meios de comunicação, mas achei melhor ficar quieto e esperar pela investigação para comprovarem, pois não iam achar nada e assim que visse que não tinha nada para eles acharem, eles mesmos iam reconhecer o erro, como muitos vereadores viram que foram no embalo de um e já reconheceram que erraram.


12

14 de novembro de 2013

Prefeitura inaugura a Unidade de Saúde do Guarizinho Distrito recebeu ambulância para transporte de pacientes

A

Prefeitura de Itapeva pro moveu no último sábado (09), solenidade de inauguração da Estratégia de Saúde da Família – ESF “Ida Ferreira Leite”, no Distrito do Guarizinho. A Unidade foi toda reformada e recebeu investimentos de R$ 461.376,50, sendo R$ 200.000,00 em recursos federais e R$ 261.376,50 em recursos municipais. Além de investir em infraestrutura, a Prefeitura comprou equipamentos e doou uma ambulância para o transporte de pacientes. Segundo o prefeito Roberto Comeron, a doação da ambulância mostra que investir em saúde não é apenas construir prédios. “No início deste ano, eu pedi ao secretário de Saúde que não inaugurasse o prédio sem uma ambulância na garagem. E como Itapeva recebeu oito novas ambulâncias somente este ano, fizemos questão de doar uma para o Guarizinho”. Ao falar das realizações de seu governo, o prefeito Roberto Comeron elogiou o trabalho desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde. “Para fazer um bom trabalho, o prefeito precisa de uma boa equipe e nós temos uma ótima equipe na Secretaria de Saúde”, disse. O presidente da Câmara Municipal, vereador Junior Guari, agradeceu ao prefeito pelo “presente” dado aos moradores do bairro e aproveitou o momento para apresentar outros pedidos em nome da comunidade. Segundo ele, todas as reivindicações apresentadas até agora foram prontamente atendidas pelo Executivo Municipal. “Quando o prefeito Roberto assumiu estive em seu gabinete pedindo atenção especial ao

Posto do Guarizinho e fomos prontamente atendidos”, afirmou Junior Guari. Sobre a estratégia de trabalho da equipe que atuará na ESF – Guarizinho, o secretário municipal de Saúde, Luiz Fernando Tassinari, ressaltou que as ações terão como meta a humanização do atendimento. De acordo com ele, tudo o que foi feito de positivo é uma conquista de todos os funcionários da Saúde. IN – O que o senhor pode dizer em benefício da comunidade aqui do Guarizinho em relação ao posto de saúde? Secretário - Essa construção é nossa, onde pudemos equipar como queríamos. Nós que trabalhamos com a Saúde sabemos da

necessidade de ter um local específico e preparado para isso. Além do mais temos a felicidade que nós não tínhamos há alguns anos de contar com dentistas, com mais horas de médico e com uma ambulância na porta. Eu acho que os benefícios são enormes, dentro daquele caminho que foi o nosso propósito que é o de humanizar a Saúde de Itapeva. IN – Quantos profissionais farão parte dessa unidade? Secretário – Teremos o médico, o dentista e o enfermeiro com nível superior, mais duas auxiliares de enfermagem, auxiliar de odontologia e mais cinco pessoas para o apoio. IN – Quais serão os atendimentos que serão feitos aqui?

Secretário – É um atendimento de PSF. Todo os atendimento clínico geral, inclusive o dentista e também acho que pela quantidade da população um médico é suficiente, e se não for suficiente na linha que temos, vamos poder aumentar. Também participaram da solenidade o vice-prefeito Geraldo Gegê, o deputado estadual Ulysses Tassinari, secretários municipais, vereadores e familiares do vereador Eliel Ferreira, um dos quatro filhos de dona Ida Ferreira Lima, falecida em 2009, que dá o nome ao prédio da Estratégia de Saúde da Família do Guarizinho. Muito comovido, o vereador agradeceu aos presentes e se emocionou ao

lembrar da importância da mãe na criação dos filhos. IN – O que o senhor pode dizer em benefício da comunidade aqui do Guarizinho em rela-

ção ao posto de saúde? Eliel – Essa foi uma briga grande desse vereador no primeiro mandato, e quem tem a ganhar é a população do Distrito do Guarizinho. Isso é fruto de um trabalho de longa data. Ganhamos R$ 200 mil do Governo Federal e o prefeito municipal entrou com a contrapartida, e quanto a isso é somente a população que tem a ganhar. Nós precisávamos de um espaço físico bonito, porque aqui tinha um posto velho e não tinha condições de saúde e conseguimos este espaço. Agora cabe ao prefeito Roberto investir no ser humano, em médicos, dentistas e enfermeiros, porque aqui eu não considero um posto de saúde e sim um mini hospital. IN – Que recado o senhor deixa para a população do Guarizinho? Eliel – Gostaria de dizer para a população do Guarizinho que essa é uma emoção muito grande para mim, que tenho batalhado muito para essa população querida, e temos mais três anos de mandato, junto com o prefeito Roberto Comeron e espero que ele atenda aos pedidos desse vereador.


13

14 de novembro de 2013

Comentário em rede social sobre recurso de obra do Posto do Guarizinho gera dubiedade A pós a inauguração do Posto de Saúde do Bairro Guarizinho, o prefeito Roberto Comeron realizou um post no Facebook, o qual acabou gerando certa polêmica e devido a sua dubiedade acabou colocando em xeque o dinheiro gasto na sua construção durante a administração Luiz Cavani. O chefe do Executivo escreveu: “Para você ficar sabendo... Quando assumi como prefeito fui verificar todas as obras não concluídas pelo ex-governo. Hoje quero falar do Posto do Distrito do Guarizinho... Esta construção é um convênio entre Prefeitura e Governo Federal, e o projeto é do Governo Federal, que enviou R$ 200 mil para a construção do posto, porém em janeiro constatei que nem meias paredes foram levantadas e que não tinha mais recursos federais para acabar a obras. Então gastamos mais R$ 200 mil de recursos próprios e hoje entregamos o posto com uma ambulância zero na garagem e com todos equipamentos importantes para o seu bom funcionamento, aliás, com equipamentos dentários também...” Muitos comentários foram feitos, inclusive pessoas dizendo que a administração anterior teria desviado o recurso. O vereador Marmo Fogaça saiu em defesa do ex-prefeito Luiz Cavani e durante seu pronunciamento na Câmara, em sessão do dia 11 disse: “Nós não somos contra, mas

não gostaria de ver o prefeito Roberto como futuro prefeito na próxima gestão. Eu trabalho para que não o seja, mas trabalho para que a administração caminhe e para que entregue a Prefeitura para outro prefeito com capacidade de desenvolvimento. Eu fico triste quando ouço um prefeito ir ao Facebook e sem conhecimento, ou ele tem conhecimento e dizer que a administração anterior desviou R$ 200 mil para a construção de um Posto de Saúde no Guarizinho e apenas levantou meia parede e que teve que colocar recurso próprio da Prefeitura desse ano para concluir a obra. Ele tem que nos mostrar

qual é o secretário que desviou o dinheiro do Governo Federal para a construção do Posto se é isso que ele deu a entender no Face, pois isso é grave. E o secretário de Planejamento se defende, dizendo que não é assim e que o prefeito não soube explicar. Está todo mundo cobrando a transparência. É irresponsabilidade do prefeito colocar uma notícia ao público, a qual ele não tem conhecimento”. Em entrevista à nossa equipe de reportagem, o prefeito Roberto Comeron disse que tudo não passou de um mal entendido, já que o convênio foi utilizado pela administração

anterior no início das obras deste Posto, confira: IN – Houve uma polêmica nas redes sociais em relação ao término do Posto do Guarizinho depois do seu post. O que de fato ocorreu em relação ao convênio de R$ 200 mil? Prefeito – Foi celebrado um convênio com o Governo Federal em que o dinheiro é repassado para fazer a construção. Nós assumimos em janeiro e o convênio já tinha sido aplicado naquela obra, e aplicado o dinheiro tem que ser prestado a conta, mas é importante falar para a população que nós entramos com recursos próprios

também no valor de R$ 200 mil, que investimos para concluir aquele posto. Não foi só dinheiro do Governo Federal e pelos dados que nós temos foram 50% do município e 50% por conta do GF. IN – Para esclarecer, não houve desvio de verba para outro fim, os R$ 200 mil do Governo foi aplicado na obra? Prefeito – Pelos dados que eu tenho não houve desvio. Coloco que quando eu assumi, as obras não estavam concluídas e o dinheiro tinha sido gasto na totalidade. O dinheiro era do Governo Federal, mas as obras não estavam concluídas. Nós precisamos entrar com recursos próprios para concluirmos aquele posto, que aliás ficou maravilhoso. Mas existem outras obras que o governo enviou recurso e já foi usado e temos que concluir com recursos próprios. IN – O senhor acredita que não tenha havido uma prévia desse orçamento para poder terminar o posto, sendo que foram gastos quase R$ 400 mil? Prefeito – Sim, foi gasto esse valor, mas é um posto muito grande e muito bom para a comunidade. É importante ressaltar que todo o dinheiro seja do Governo Estadual ou Municipal é dinheiro público e precisa haver prestação de conta para a comunidade. É importante as pessoas saberem que nós não estamos trabalhando e sim con-

cluindo essas obras, concluindo os convênios ou colocando recursos próprios, mas estamos trabalhando e muitas pessoas podem não estar acompanhando. No Bairro do São Roque nós vamos entregar dentro de poucos dias um Posto de Saúde e a grande maioria é com recursos próprios e com uma ambulância para atender a comunidade. IN – Nós sabemos que este ano o orçamento da Prefeitura foi curto e segundo sua fala algumas obras estão sendo entregues com recursos próprios. A Saúde foi uma das prioridades nesse ano de 2013? Prefeito – Existia uma grande reclamação da população sobre a Saúde de Itapeva e como nós havíamos prometido que humanizaríamos a Saúde e queríamos trabalhar para que ela melhorasse estamos atingindo o nosso objetivo. Quando assumimos tinham 50 médicos na rede e hoje temos 77, nós contratamos mais 27 médicos para o trabalho do nosso secretário da Saúde. Entregamos também a UPA e foi preciso refazê-la e todos sabem disso, colocamos recursos próprios na UPA para equipamentos e precisamos refazer a estrutura que não estava boa. Concluímos também o Posto do Guarizinho, estamos concluindo o CAPS, o CEREST e outras obras que ficaram inacabadas. Eu acho importante concluir e entregar para a população essas benfeitorias.

Solange continua na presidência do PT

N

o domingo (10), o Partido dos Trabalhadores (PT) convocou seus filiados para a eleição da nova presidência do partido, que aconteceu nas dependências do Legislativo Itapevense. Duas chapas concorreram sendo a nº 580 encabeçada pela

professora Solange e a nº 680 encabeçada por Antonio Pedrassa. Com 65 votos contra 59 do oponente, a professora Solange Bernadetti Penha continua no comando do PT em Itapeva. Em entrevista à nossa equipe de reportagem, Solange falou sobre a sua vitória, confira:

IN – O que dizer desse final de votação? Solange – Eu acho que esse Diretório do Partido dos Trabalhadores, que conduziu todo esse processo está de parabéns, pois nós conseguimos avançar no processo que fizemos em 2009. Nós partimos de uma votação de 90 para mais de 130 e isto é muito positivo, nosso objetivo é organizar a militância para organizarmos a política. IN – Quais são os planos a partir de agora? Solange – Como teve a disputa de duas chapas, vais ter a composição dos diretórios, que vai ser proporcional ao número de votos. De forma muito tranquila eu acho que o PT passa por um processo de renovação e acredito que isso seja importante, com bastante juventude de cara nova fazendo um PT mais alegre, é esse o nosso objetivo.


Quinta-feira, 14 de novembro de 2013 Editor Chefe: Kiko Carli Ano XII - Edição 760 Não pode ser vendido separadamente

Deinter 7 realiza reunião com delegados da região No último dia 31, a cúpula da Polícia Civil se reuniu em Itapeva na Delegacia Seccional, onde contaram com a presença do diretor regional da Polícia Civil - Deinter 7 de Sorocaba,

delegado Dr. Julio Gustavo Vieira Guebert.  Estiveram presentes o delegado seccional, Dr. Claudio Luiz de Medeiros e todos os demais delegados da sub-região de Ita-

peva, que compreende 17 municípios.  Na oportunidade foram discutidos vários assuntos de interesse da segurança de nossa comunidade como os

levantamentos nas estatísticas dos crimes e diretrizes para controle no índice da criminalidade. Segundo informações da Seccional, Itapeva vem cum-

prindo as metas estabelecidas pelos órgãos de planejamento da Polícia Civil. Entretanto, o diretor e o Seccional comemoraram os números e cobraram que seja ainda mais

intensificado o trabalho ao combate dos principais crimes como tráficos, roubos e furtos, bem como o esclarecimento dos casos de autoria desconhecida.


2B

14 de novembro de 2013

Feriado de Proclamação da República: CCR SPVias estima que 434 mil veículos trafeguem por suas rodovias A CCR SPVias estima que 434 mil veículos trafeguem por suas rodovias no feriado prolongado devido à Proclamação da República, entre os dias 14 e 17 de novembro. A Concessionária realizará um esquema especial de atendimento, que terá início às 14h do dia 14 (quinta-feira) e seguirá até às 24h do dia 17 (domingo). Nesses dias, visando melhorar a fluidez do tráfego, as praças de pedágio vão atender com capacidade plena nas cabines de arrecadação e, nos horários de maior movimento, a CCR SPVias acionará a operação “papa-fila”. O esquema especial também prevê que nesse período a frota de veículos da Concessionária esteja em operação para inspecionar o tráfego e prestar socorro médico e mecânico, que pode ser solicitado através

do 0800-703-5030, gratuitamente, 24 horas por dia. O maior movimento esperado é na Rodovia Castello Branco (SP-280), principal ligação entre os municípios de Quadra, Cesário Lange, Torre de Pedra, Porangaba, Bofete, Pardinho, Itatinga, Iaras e Águas de Santa Bárbara. A previsão é que 264 mil veículos passem por este trecho. Nas rodovias Antonio Romano Schincariol e Francisco da Silva Pontes (SP 127), entre os municípios de Tatuí e Capão Bonito, a expectativa é de 63 mil veículos. Na Rodovia Raposo Tavares (SP 270), nas proximidades de Itapetininga, Alambari, Sarapuí e Araçoiaba da Serra, o movimento esperado é de 46 mil veículos. Na Rodovia Francisco Alves Negrão (SP 258), que atravessa os municípios de Capão Boni-

to, Taquarivaí, Itapeva, Buri e Itararé, o movimento esperado é de 31 mil veículos. Na Rodovia João Mellão (SP255), região de Avaré, devem trafegar aproximadamente 30 mil veículos. Horários de movimento nas rodovias · 14/11/2013 quintafeira - entre 14h e 24h sentido interior; · 15/11/2013 sextafeira- entre 6h e 14h - sentido interior; · 17/11/2013 domingo entre 14h e 24h – sentido capital. Obras · Obra de duplicação na Rodovia Raposo Tavares (SP 270), porém, sem interferência no tráfego; · Obras de intervenção no pavimento na Rodovia Caste-

llo Branco (SP 280), na Rodovia Antonio Romano Schincariol (SP 127) e na Rodovia Fran-

Força Tática leva mais dois para a Cadeia No sábado (09), a Polícia Militar, através do comando da Força Tática, logrou êxito em prender mais dois indivíduos, desta vez pela Vila São Francisco. Segundo a PM, durante operação saturação pelo bairro, já conhecido pelo tráfico de entorpecentes, ao adentrarem a Rua 4, depararam com dois indivíduos, sendo um de 18 anos e outro de 19 anos, em que um deles dispensou um recipiente. Os mesmos foram abordados e durante revista pessoal com o rapaz de 19 anos foi encontrado a quantia de R$ 124,00 e com o outro R$ 135,00. No recipiente estavam 31 pedras de crack. Com a autorização do irmão de um deles foi realizada busca em sua residência e localizado em seu quarto dentro do guarda-roupa uma carteira com R$ 275,00 em notas e R$ 13,00 em moedas e dentro de um tênis

Obs. Em caso de tempo chuvoso, todas as obras serão canceladas.

DISE apreende 30 quilos de maconha

N

havia 11 porções de maconha. Diante dos fatos os envolvidos foram conduzidos ao plantão policial, onde foi lavrado o

Boletim de Ocorrência de Tráfico de Entorpecentes e os indivíduos recolhidos à Cadeia Pública de Capão Bonito.

Animais são capturados Na terça-feira (12), o Corpo de Bombeiros foi solicitado a comparecer no Jardim Europa, onde segundo moradores do local uma cobra estaria na Rua Inglaterra. De acordo com o Corpo de Bombeiros, possivelmente a cobra tenha saído para a rua devido ao serviço de limpeza e terraplanagem que estão sendo feitos em alguns terrenos do bairro. Não foi possível identificar se a cobra era uma coral verdadeira ou falsa. Na mesma data os bombeiros capturaram outro animal silvestre, desta vez um ouriço, que estava na árvore de uma Escola na Vila São Francisco. Para se defender o ouriço expele um líquido e também solta espinhos que encravam nas mãos de quem tenta capturá-lo, no entanto, a única vítima dos espinhos

cisco Alves Negrão (SP 258), também sem interferência no tráfego.

do animal acabou sendo o cachorro de estimação do caseiro da escola. Segundo o sargento dos bombeiros, as altas temperaturas contribuem para que haja ocorrências como esta. Os bombeiros alertam a população para que não ten-

tem capturar animais que não sejam domesticados, a orientação é manter a distância dos mesmos e procurar sempre tê-lo em seu campo de visão e assim acionar o Corpo de Bombeiros. (Fonte e Fotos: Itapeva Times)

a última sexta-feira (08), a Polícia Civil de Itapeva, através da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), prendeu dois homens acusados por tráfico de drogas. Os indivíduos foram presos em Capão Bonito, quando vinham de São Paulo com destino Itapeva. A prisão foi feita após dias de investigações e os policiais da DISE resolveram fazer a interceptação do ônibus em Capão Bonito para evitar que os homens descessem no meio do caminho. A abordagem policial aconteceu por volta das 02h30 e a droga estava no bagageiro do transporte coletivo. Os policiais encontraram 26 tabletes de maconha que pesaram aproximadamente 30 kg, que comercializados dariam a quantia de R$ 20 mil. Os dois homens foram encaminhados para a Cadeia de Capão Bonito, onde permanecem à disposição da Justiça, conforme nos contou o delegado Dr. Reinaldo Braga, confira: IN – Como foi esta operação da Polícia Civil? Dr. Reinaldo – Nós já estamos investigando essa quadrilha há cerca de 20 dias, oriundas de informações anteriores. Através dessas investigações nós conseguimos descobrir que dois indivíduos estavam vindo de São Paulo, em um ônibus da Tranpen, os quais traziam dentro de mochilas que estavam no bagageiro uma certa quantia de maconha. Nós preferimos fazer a interceptação do ônibus na cidade de Capão Bonito para evitar que eles descessem no meio do caminho antes de Itapeva,

porque sabíamos que o destino era aqui em nossa cidade. Graças a Deus a operação foi bem realizada e hoje por volta das 02h30 da madrugada os policiais da DISE conseguiram fazer a abordagem e os dois indivíduos estavam dentro do ônibus, mas não estavam com a droga. Verificando os tickets de passagens das bagagens abriu-se o porta-malas com a ajuda do motorista, onde foram encontradas duas mochilas com aproximadamente 30 quilos de maconha, no valor de mais ou menos de R$ 20 mil no mercado.

Bruta a droga é mais barata, mas eles iriam picar e pulverizar essa droga. IN – A Apreensão nessa quantidade é comum? Dr. Reinaldo – É comum essa grande quantidade de droga, mas a Polícia pega apenas a ponta do iceberg. Estamos trabalhando cada vez mais e implementando diligências, recrudescendo mais a apreensão para conseguir coibir as drogas aqui na cidade. Já é a quarta operação que dá uma quantidade grande de drogas desde que nós assumimos a DISE.


3B

14 de novembro de 2013

Delegacia da Polícia Federal pode ser realidade em Itapeva

O

vereador do Solidariedade e delegado Dr. Pedro Correa está em Brasília esta semana, onde na oportunidade levou vários pedidos à deputados e ministros, incluindo a solicitação da implantação de uma Delegacia da Polícia Federal em nossa cidade, conforme nos contou em entrevista antes de embarcar para a capital brasileira, confira: IN – Como está o processo de vinda da Polícia Federal aqui para Itapeva? Dr. Pedro – Eu fiz um pedido recentemente direcionado à Superintendência da Polícia Federal em Sorocaba, pedindo ao menos que destinasse de imediato para Itapeva um posto para fins de emissão de passaporte, porque nós temos essa

dificuldade aqui em Itapeva e região. Hoje para se obter um passaporte o interessado deve viajar e o mais perto é Sorocaba, ou então Bauru e Ponta Grossa. Eu mandei o pedido para a Polícia Federal e estou aguardando, porém depende de tramitação e isso é um pouco demorado, porque tem que depender de Brasília. Em razão disso optei por cortar o caminho e mandei também para o Ministro da Justiça Dr. José Eduardo, que é uma pessoa do meu relacionamento, já foi meu professor quando fiz curso em São Paulo, e na sequência já estou agendado com ele uma audiência para terça-feira. Estou indo para Brasília para pedir que ele destine uma unidade completa, ou seja, uma Delegacia da Polí-

cia Federal para Itapeva. A importância é grande da Polícia Federal em Itapeva, pois há dificuldades também em outros aspectos como a questão de armas. Muitas pessoas têm armas em casa, têm necessidade e tudo depende da Federal, para registrar e recadastrar o porte de arma. Além do passaporte, também tem a questão da parte criminal da Polícia Federal. Hoje como delegado eu vivo essa realidade, na data de ontem eu tive que despachar um expediente para levar uma carga de cigarros contrabandeados para Sorocaba, porque não tem Polícia Federal aqui. Assim, vai para Sorocaba, lá é concluído o inquérito e volta para Itapeva, porque quem vai dar a decisão final num caso como esse é a Polícia Federal daqui de Itapeva, onde já tem uma vara em funcionamento. É de suma importância para Itapeva e região essa Delegacia da Polícia Federal. IN – O senhor também tem projetos para os empreendedores? Dr. Pedro – Participei de uma reunião no SEBRAE e achei muito importante a proposta para Itapeva, que é a criação de uma sala para o empreendedor. Vai ser um local onde várias entidades vão atuar juntas para facilitar a vida dos pequenos e médios empreendedores e nesse empreendimento estarão ali o banco do povo, sindicatos, contadores, enfim vários setores da Prefeitura, bancos federais, e assim vai facilitar a vida do micro empreendedor. No mesmo ambiente ele vai ter

acesso a toda a documentação, formalizar todo o expediente para que se desenvolva o mais rápido possível para a empresa. Eu estou empenhado nisso e depende hoje apenas de uma parceria com o prefeito e com o município para que forneça um local físico, uma sala ou um prédio. Eu encaminhei esse pedido ao prefeito e estou aguardando. IN – E sobre a doação do terreno do prédio do CAPS, como está o andamento? Dr. Pedro – A documentação já está disponível. Eu estive com o diretor presidente da Unidade Terapêutica Mãe da Vida senhor Gimenez e ele tam-

bém já disponibilizou os documentos. Fiz um pedido ao prefeito Roberto Comeron para que agilize este processo por parte da Prefeitura, para que se formalize essa doação. Esse também é um projeto importante que eu me interessei, porque Itapeva não tem uma unidade de recuperação, principalmente para usurários de drogas, que são pessoas que dependem de um tratamento terapêutico. Meu pedido já está lá e segundo o secretário da Saúde ele vai tomar providência e agilizar o quanto antes para que se formalize o terreno e também a construção dessa unidade.

IN – Quais são os projetos daqui para frente? Dr. Pedro – Itapeva está em um caminho certo para o desenvolvimento com muitas conquistas. Eu devo ir para Brasília e estarei levando diversos projetos, solicitando algumas emendas aos deputados e com certeza parte delas serão obtidas. Temos outras como o PAC 2, vou pleitear sobre a infraestrutura do Parque industrial, sobre a questão do asfalto e levar um projeto nesse sentido para conseguir mais verbas para que se realize toda a infraestrutura do Parque industrial como calçamento e esgoto.

Bombeiros alertam população contra afogamentos no verão

S

egundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 500 mil pessoas morrem por afogamento no mundo. No Brasil são 7mil pessoas mortas por ano. Destas, 65% morrem em águas doces naturais. Em nossa região, que é naturalmente agraciada pela presença de vários rios, lagos e cachoeiras os riscos também existem e aumentam nesta época do ano. Vários casos de mortes por afogamento já abalaram a população de nossa região em anos anteriores. Quando o assunto é água todo cuidado é pouco. Segundo o Corpo de Bombeiros 48% dos afogados são pessoas que acham que sabem nadar bem. Outro cuidado que se deve ter é quando se decide ajudar alguém que está se afogando. Nesses casos é preciso muita cautela, pois a vítima, como está em situação de desespero, pode acabar levando ambos ao afogamento. Sempre que quiser se refrescar em águas naturais, como rios, lagos e cachoeiras é preciso ser prudente, pois geralmente essas águas são escuras e

nunca se sabe qual a sua profundidade ou se há algum objeto formando uma “armadilha” dentro dela. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as ocorrências de afogamentos aumentam muito no verão por causa do calor. O tenente Renó do Corpo de Bombeiros faz um preventivo quanto a esse problema, confira: IN – Quais são as recomendações aos banhistas neste calor? Renó – Orientamos a população que procura os rios e lagos para se refrescar, que conheça bem o local antes de entrar. A pessoa sempre deve estar acompanhada por alguém, nunca entrar sozinha para nadar, acompanhado por adultos e evitar o uso de bebida alcoólica enquanto estiver se refrescando, porque a bebida faz com que a pessoa perca um pouco a noção de risco e do perigo que o rio pode apresentar e acabar vindo a sofrer um acidente. IN – Como conhecer os perigos dos rios, lagoas e açudes? Renó – Procurar entrar nesses locais devagar, verificando a profundidade dos mesmos e

verificar se no histórico daquele rio tem cercas, tocos ou alguns objetos que possa vir a machucar alguém e ocorrer o afogamento. IN – O que se deve fazer em caso de afogamento? Renó – Orientamos que ela não entre na água para tentar salvar a outra, porque ela pode se tornar mais uma vítima. Dizemos para que ela utilize materiais flutuantes, madeiras, qualquer objeto que possa jogar para a vítima se apoiar ou uma corda para poder trazer para o local em segurança, já que ela não conhece os limites do seu corpo e não trata-se de um profissional. IN – Mesmo a pessoa sabendo nadar, deve-se evitar entrar em rios e açudes? Renó – Na verdade a maioria das pessoas que morrem afogadas são pessoas que sabem nadar, pois ela acaba abusando e nadando para longe da margem do rio e assim sofrendo esse afogamento por cansaço, uma câimbra ou algum outro sintoma que possa vir a sentir no meio do lago.

Dicas para evitar afogamentos - Designe uma pessoa específica para tomar conta de crianças. Essa pessoa deve, por exemplo, reduzir o consumo bebida alcoólica e se concentrar exclusivamente nas crianças; - Não confie na falsa impressão de segurança que comumente os pais têm com o uso de boias e com a presença de outros banhistas conhecidos em torno da piscina; - No clube, lembre-se de que o salva-vidas tem um grande universo de pessoas para observar e de que a visão dele pode ser prejudicada pelo ângulo ou pela movimentação das pessoas; - Em locais de correnteza, jamais desobedeça a sinalização do Corpo de Bombeiros; - No mar, em rios e outros

locais com correnteza, o ideal é que o nível da água não ultrapasse a cintura do banhista para que ele não seja surpreendido por depressões no solo ou ondas e correntes inesperadas; - Se for para o fundo usando uma boia, jamais a abandone, mesmo que perca o controle da situação; - Caso se sinta em perigo, evite gritar e não nade contra a correnteza para poupar o fôlego e evitar a fadiga. Sinalize pedido de ajuda com os braços e procure boiar; - No caso de perder o controle do corpo em rio, nade no mesmo sentido da correnteza e procure avançar lentamente pelas laterais até alcançar as margens; - Não mergulhe de cabeça em depósitos naturais de água, pois

o fundo está em constantes transformações. O choque com o fundo pode causar de desmaios a sérios danos à coluna vertebral, expondo à vítima ao agravante de afogamentos; - Não entre na água caso esteja alcoolizado. A bebida alcoólica faz com que o banhista perca seu senso crítico relação ao mergulho; - Procure evitar mergulhos solitários. Sempre tenha uma companhia, que possa ajudá-lo no caso de imprevistos; - Evite ou redobre a atenção com mergulhos noturnos, há risco de acidentes com redes de pescadores (no caso de mares e rios) e a visibilidade do ambiente fica bastante limitada.


4B

14 de novembro de 2013


Quinta-feira, 14 de novembro de 2013 Editor Chefe: Kiko Carli Ano XII - Edição 760 Não pode ser vendido separadamente

AACC realiza Campanha Natal da Solidariedade A Associação de Amigos no Combate ao Câncer, organização não governamental sem fins lucrativos, que presta auxílio a pessoas de baixa renda portadoras dos mais diversos tipos de câncer está realizando a Campanha Natal da Solidariedade. No mês de dezembro acontece a entrega de 60 Kits de Natal composto de cesta básica, cesta natalina, suplementos alimentares e os medicamentos, que mensalmente os pacientes atendidos pela instituição recebem. “Tenho a certeza que mais uma vez vamos contar com o apoio de nossos colaboradores, que sempre têm atendido as nossas solicitações e com isso vamos poder proporcionar um Natal mais feliz e humano para estas pessoas que são um exemplo de vida”, disse Helena Camargo, presidenta da AACC em Itapeva. Segundo informações da assessoria de imprensa da AACC neste ano os pacientes e seus familiares vão participar de uma confraternização de Natal, que será realizada no dia 17 de dezembro, a partir das 11h30 nas dependências da AABB, onde será servido um almoço tendo como cardápio strogonoff de frango, salada, sorvete e bolo como sobremesas. Empresas e pessoas físicas que queiram colaborar com a Campanha Natal da Solidariedade podem entrar em contato através do telefone (15) 3521-78885. Em Itapeva a AACC está localizada à Rua Laudelina Loureiro de Melo, 324, Vila Aparecida.


2C

14 de novembro de 2013

Crianças do Ceapem têm aula de marcenaria Viver com dignidade e sem preconceito. Esta é a finalidade do projeto desenvolvido no Centro de Apoio Pedagógico Multidisciplinar (CEAPEM) instituição que trabalha com crianças com necessidades especiais. O projeto tem apoio da Secretaria Municipal da Educação e vem buscando através de um espaço alternativo, o desenvolvimento das crianças que frequentam o local. Aproximadamente há três meses crianças que frequentam o CEAPEM passaram a ter aulas de marcenaria com o professor Danilo Geminiani. Formado há 12 anos o professor ensina essas crianças como desenvolver suas habilidades motoras, cognitivas, através de oficinas de madeiras. Com o objetivo de que esses futuros jovens tenham vida sustentá-

vel e desse modo ser um colaborador familiar, gerando renda para suas famílias. De acordo com a diretora Neuza Mattos este projeto vem somar o trabalho já desenvolvido no CEAPEM. “As crianças estão tendo oportunidades de aprender algo novo, estimulando a cada dia que passa sua criatividade, superando seus limites e desenvolvendo práticas de trabalho muito especial. As crianças recebem acompanhamentos aqui no centro devido as suas necessidades e após o acompanhamento elas são encaminhadas para a sala de marcenaria, onde o professor Danilo consegue que elas vivam um sonho de aprender através da madeira. O professor se superou. Formado há mais de 13 anos, ele entende a necessidade dessas crianças e sabe o quanto é importante para elas este mo-

mento. A cada objeto criado é possível perceber a alegria em seus rostinhos”.  Para a professora de sala de recursos para surdos Elisabeth Butzer o projeto é muito importante, pois ajuda no desenvolvimento das crianças. “Lembrando que o professor Danilo é deficiente auditivo. Isso não inibiu de querer ensinar e passar para as crianças este lindo trabalho. Através da sua força de vontade ele está conseguindo profissionalizá-las. É muito satisfatório ver que ainda existem pessoas que valorizam o trabalho manual. O Danilo passou a ser exemplo para nós, pois seus trabalhos são perfeitos, sua técnica surpreende a todos que observam. Para nossas crianças este momento está sendo muito especial”. Assessoria de Comunicação Paulo Sérgio

Estudantes da Escola Mecatrônica é o curso mais concorrido do Vestibulinho Etec Simpliciano Campolim visitam os Três Poderes de Itapeva

Pelo terceiro ano consecutivo, o curso técnico de Mecatrônica integrado ao Ensino Médio da Etec (Escola Técnica Estadual) Martin Luther King, no bairro do Tatuapé, na capital, é o mais concorrido do Vestibulinho Etec 2014. O índice é de 28,90 candidatos por vaga. A demanda por curso e unidade está disponível no site do Vestibulinho Etec.

No curso técnico, o maior índice ficou com Edificações, oferecido na Etec Guaracy Silveira, também na capital, com 16,93 candidatos por vaga. Quanto à demanda do Ensino Médio, é a Etec Getúlio Vargas, outra unidade de São Paulo, que está com a maior relação candidato/vaga: 22,60. Mais de 344 mil candidatos se inscreveram no processo se-

letivo das Escolas Técnicas Estaduais para o 1º semestre de 2014. A prova será realizada no dia 1º de dezembro. Neste ano, são oferecidas 88.743 vagas, sendo 61 mil para cursos técnicos, 16.113 para o técnico integrado ao Ensino Médio e 11.630 para o Ensino Médio. Do Portal do Governo do Estado

Processo Seletivo Vestibulinho 1º semestre 2014 ITAPEVA - ETEC DR. DEMÉTRIO AZEVEDO JÚNIOR

ITAPEVA - ETEC DR. DEMÉTRIO AZEVEDO JÚNIOR - EXTENSÃO EE OTÁVIO FERRARI

Toni do Cofesa indaga sobre escola na Caputera O vereador Toni do Cofesa indagou o prefeito municipal sobre a data prevista para dar início às obras de construção de uma escola no Bairro Caputera. Argumentou que tem sido procurado por diversos moradores do bairro, solicitando a construção da escola, para que seus filhos possam estudar mais próximos das suas residências. Acrescentou que, segundo informações o terreno já foi doado para a construção da referida escola, e os moradores esperam ansiosos. ILUMINAÇÃO – Outro pedido do vereador Toni do Cofesa

ao Executivo é no sentido de que seja efetuada a troca de lâmpadas na Praça Rubens Antonio Prestes, no Jardim Pôr do Sol. Explicou que naquele bairro e ouviu reivindicação dos moradores a respeito da necessidade de substituição das lâmpadas da praça, que se encontram queimadas, o que tem causado insegurança aos mesmos. Portanto, a execução de tal benfeitoria é de imensa importância para proporcionar segurança e comodidade a toda população do referido bairro. (Assessoria do Vereador Toni do Cofesa)

A visita dos alunos aconteceu na tarde de quinta-feira e na ocasião eles conheceram todo o prédio do Palácio Vereador Euclides Modenezi e conversaram com os vereadores Oziel Pires, Rodrigo Tassinari e Preto do Bairro de Cima Dentro de um Projeto “Conhecer os Três Poderes”, estudantes do ensino médio da E.E. Simpliciano Campolim de Almeida de Nova Campina estiveram em visita ao Legislativo Itapevense. A programação inclui também visita à Prefeitura e ao Fórum. Acompanhados do professor Claudinei Antunes Costa, que está desenvolvendo o projeto, os alunos foram recebidos pelos vereadores Oziel Pires, Rodrigo Tassinari e Preto do Bairro de Cima. Eles receberam informações sobre número de vereadores, composição da Mesa Diretora, Lei Orgânica e Regimento Interno, comissões permanentes, audiências públicas, PPA, LDO e Orçamento, sessões ordinárias e extraordinárias, proposituras (projetos de lei, moção, requerimento e indicação), tema livre, tribuna do povo e responderam as perguntas formuladas pelos estudantes. A visita ao Fórum foi uma oportunidade ímpar de aprendizagem. Além do contato com a estrutura física do judiciário, os alunos foram contemplados

com a presença e a fala do juiz Dr Rodrigo Vieira Murat, sobre o funcionamento do judiciário, da harmonia dos poderes e da

experiência profissional. Os estudantes puderam fazer questionamentos, que foram respondidos com precisão.


14 de novembro de 2013

3C


4C

14 de novembro de 2013

Educadores sociais reivindicaram melhores condições na Câmara

N

a sessão da Câmara Municipal desta segundafeira (11), os educadores sociais ocuparam a Tribuna do Povo para pedir apoio aos vereadores, às suas reivindicações, pois segundo eles, a administração não tem dado o tratamento que merece, mais dignidade e melhores condições de trabalho, conforme nos contou o representante da classe Moisés Siqueira Neto, confira: IN – Você subiu na Tribuna da Câmara Municipal para rei-

vindicar os direitos dos educadores sociais. Quais são essas reivindicações? Moisés – Para uma das classes as quais não são contempladas com o aumento justo e digno pela carga, que nós educadores suportamos e trabalhamos. Viemos aqui unidos, com paciência, organizados, lutando por essa regularização de mudança de classe de 4/1 a 9/A. Esse pedido é o motivo pelo qual estamos lutando e brigando, unindo os funcionários da Casa jun-

to à direção com os vereadores, entregando o nosso pedido nas mãos do prefeito e que ele encaminhe esse projeto na Casa de Leis e nós acreditamos nessa

Itapevense é admitida na Academia de Cultura de Curitiba

vitória. IN – Como está a situação da Casa Transitória hoje? Moisés – Eu não camuflo e falo a verdade, a Casa Tran-

sitória está esquecida. Nós não somos os meninos dos olhos do prefeito. Não só dessa administração, como a da administração passada tam-

bém nós fomos muito esquecidos. Agora tivemos a oportunidade de sentar e conversar com nesse início de administração.

Sabesp abre concurso para preenchimento de 624 vagas no Estado Prazo para inscrições começa na próxima quinta-feira, dia 14; os salários variam de R$ 1.188 a R$ 5.763, mais benefícios

A ACCUR, Academia de Cultura de Curitiba, é uma organização sem fins lucrativos, fundada em 15 de agosto de 1992 pelo sonhador e engenheiro Dr. Ivo Arzua Pereira. Dr. Ivo visou e fundou a ACCUR com o intuito de unir os artistas de Curitiba, assim propagando a arte e a cultura nesta cidade. Não apenas a arte, mas também como consequência, o saber, o conhecimento e a igualdade entre os seres humanos. Os acadêmicos da ACCUR são pessoas destacadas em suas vidas profissionais e sociais. São amantes da cultura e da sabedoria. As pessoas indicadas para se tornarem novos acadêmicos passam por um rigoroso processo seletivo, onde são

analisados em seus âmbitos profissionais e pessoais. A partir de sua admissão, o novo acadêmico passa a colaborar diretamente com a Academia na divulgação e propagação da arte e do saber. No último dia 31 de outubro, a Academia admitiu em seu quadro 22 personalidades do mundo da Cultura de Curitiba, dentre eles, a itapevense Carolina Vila Nova. Carolina Vila Nova foi indicada pelo acadêmico Sergio Luiz Sottomaior Arzua Pereira, filho do fundador Dr. Ivo Arzua Pereira. Carolina conheceu seu “Padrinho” de Academia no lançamento de seu segundo livro, “A Dor de Joana” na cidade de Curitiba.

Carolina vem se destacando no mundo cultural com seus trabalhos como escritora e roteirista. Escreveu livros, roteiros e é colunista em três sites de comunicação. Atualmente trabalha como Secretária Executiva Trilíngue numa Multinacional alemã. A cidadã itapevense espera com esta admissão poder divulgar seus trabalhos e trabalhar muito mais pela arte e pela cultura. Espera retribuir a confiança e carinho de seu “Padrinho” e se unir com os confrades e confreiras da Academia em prol de um bem maior: levar a cultura à todos que buscam a evolução como ser humano. Parabéns a ACCUR e a todos os novos acadêmicos!

A Sabesp abre concurso público para o preenchimento de 624 vagas em diversos cargos, para os níveis operacional, técnico e universitário, nas cidades atendidas pela companhia no Estado de São Paulo. O salário vai de R$ 1.188,81 a R$ 5.763, além de benefícios como assistência médica e vale-refeição. As vagas a serem preenchidas incluem engenheiros, agentes de saneamento ambiental, soldadores, agrimensores, advogados, atendentes, enfermeiros e médicos do trabalho, economistas, administradores de empresas, contabilistas e biólogos. O concurso será feito pela Fundação Carlos Chagas. As inscrições começam no dia 14 de novembro, a partir das 10h, e terminam no dia 13 de dezembro, às 14h. A taxa de inscrição é de R$ 75 para ensino superior, R$ 62 para ensino médio e R$ 52 para ensino fundamental. Quem tem direito a desconto na inscrição precisa prestar atenção ao prazo de cadastro. Pessoas que tenham doado sangue pelo menos três vezes nos últimos 12 meses podem pedir isenção do pagamento. O abatimento de 50% pode ser concedido a estudantes matriculados

no ensino fundamental, médio, pré-vestibular, graduação ou pós-graduação que tenham remuneração menor do que dois salários mínimos ou estiverem desempregados. Nestes casos, os pedidos deverão ser feitos de 11 a 13 de novembro. As provas objetivas acontecem no dia 2 de fevereiro de 2014, nas cidades constantes do edital, conforme a vaga escolhida pelo candidato. O resultado final das provas será publicado em 16 de abril de 2014. Mais detalhes estão no http://site.sabesp.com.br/ uploads/file/asabesp_doctos/ edital_sabesp_04_11_2013.pdf. Outras informações podem ser obtidas com a Fundação Carlos Chagas, organizadora do concurso público, na página da entidade (www.concursosfcc. com.br) ou pelo telefone (11) 3723-4388, de segunda-feira a sexta-feira, das 10h às 16h (horário de Brasília). Confira a lista de cargos do concurso:  - Advogado;  - Agente de saneamento ambiental;  - Analista de gestão (administração de empresas, contabilidade, economia, serviço soci-

al e sistemas);  - Atendente a clientes;  - Biólogo;  - Controlador de sistemas de saneamento;  - Enfermeiro do trabalho;  - Engenheiro (de agrimensura, ambiental, civil, elétrica, mecânica, mecatrônica e química);  - Engenheiro de segurança do trabalho;  - Médico do trabalho;  - Motorista operador de equipamentos automotivos;  - Oficial de manutenção (de caldeiraria, civil, elétrica, eletroeletrônica, hidráulica, mecânica e soldador);  - Técnico de segurança do trabalho;  - Técnico em gestão;  - Técnico em gestão – informática;  - Técnico em sistemas de saneamento (de agrimensura, edificações, eletromecânica, eletrônica/instrumentação, eletrotécnica, hidráulica, mecânica, química/meio ambiente/saneamento e saneamento);  - Tecnólogo de construção civil (edifícios, hidráulica, pavimentação, saneamento ambiental) e de sistemas.  Infor mações à imprensa  Ariadne Janez

Comunidade quer ensino médio no período diurno no Guarizinho O vereador Marmo Fogaça encaminhou o pedido da comunidade à Diretoria de Ensino para seja analisado Requerimento do vereador Marmo Fogaça, aprovado pelo Plenário e encaminhado A Dirigente de Ensino Edilene Simão Freitas, solicita informações sobre a possibilidade de manter uma sala do terceiro ano do Ensino Médio, no período da tarde, na EE Cinira Daniel da Silva, no Distrito do Guarizinho. Salientou Marmo Fogaça que para o próximo ano está programado que o terceiro ano do Ensino Médio naquele esta-

belecimento de ensino só funcionará no período noturno, não tendo mais turma à tarde, como acontece atualmente. Esse fato gerou reclamações de pais de alunos que não querem mandar seus filhos para a escola no período noturno, tendo em vista as dificuldades de locomoção, porque a maioria mora em propriedades rurais mais afastadas do citado estabelecimento. Além disso, são menores de idade e essa situação tem preocupado os

pais que pedem das autoridades competentes uma solução para o problema. Dessa forma, em atenção aos reclamos da comunidade do Guarizinho e bairros próximos, o vereador Marmo Fogaça solicitou da Dirigente de Ensino, que a medida seja reavaliada, para atender os alunos que vão cursar o terceiro ano do Ensino Médio e querem fazer isso no período diurno. (Assessoria do Vereador Marmo Fogaça)


5C

14 de novembro de 2013

Progressão continuada será aprimorada na rede estadual em 2014 Ensino Fundamental será dividido em três etapas: do 1ª ao 3º ano, do 4º ao 6º ano e do 7º ao 9º ano O sistema de progressão continuada das escolas estaduais passará por uma atualização em 2014. A partir do ano que vem, o Ensino Fundamental passa a ser de três ciclos, com possibilidade de reprovação na terceira, na sexta e na nona série. A medida mudará a vida escolar de 2,5 milhões de estudantes. Até esse ano, o Ensino Fundamental, que já teve oito anos e agora é composto por nove anos, compreendia dois ciclos e, portanto, duas avaliações para reprovação do aluno, sendo uma na quinta série e outra na nona. O governador Geraldo Alckmin define a mudança como his-

tórica e defende que a divisão em três ciclos dentro do Ensino Fundamental é um aperfeiçoamento da progressão continuada. “São dois objetivos: primeiro avaliar no terceiro ano, para não ficar cinco anos sem avaliação para reprovação, isso tem um caráter pedagógico, de o aluno saber que ele pode ter a reprovação; e no sexto ano porque é o aluno que está vindo de fora”, explicou. Segundo a Secretaria da Educação, 82% dos alunos que ingressam no sexto ano (atual início do segundo ciclo), saem da rede municipal de ensino. “É fundamental que haja no início do [atual] ciclo II, uma

avaliação desse jovem para efetivamente avaliar se ele tem condições de continuar avançando ou não”, afirmou o sceretário de Educação, Herman Voorwald. O novo plano de ensino é amparado por ações, estudo e consultas à rede iniciados em 2011. Foram mais de 70 encontros por todo o Estado com a presença do secretário reunindo mais de 20 mil profissionais da rede ao longo dos últimos três anos. “A progressão continuada é correta, tanto é que hoje do primeiro ao terceiro ano está implantada no Brasil inteiro, é uma

política pública do MEC. A reprovação leva à evasão escolar, ao abandono da escola, cria na criança a cultura do fracasso, mas de outro lado é preciso ter uma questão pedagógica, não pode ficar cinco anos sem ter, para aqueles casos em que há necessidade, nenhuma reprovação”, ponderou o governador. Acompanhamento do aluno A nova estrutura permitirá o acompanhamento permanente do aluno ao longo dos ciclos, também, por meio das novas ferramentas de recuperação escolar, como a recuperação contínua, na qual as classes contam

com um professor-auxiliar, que dá suporte ao docente titular para o atendimento dos jovens com necessidade de reforço. Atualmente, mais de 149 mil estudantes da rede estadual passam por alguma modalidade de recuperação. Na “intensiva” são atendidos 22 mil alunos. Já na modalidade “contínua”, 31 mil professores-auxiliares dão suporte para os docentes titulares na recuperação imediata do conteúdo para 127 mil alunos. Existe ainda a recuperação nas férias escolares, que atendeu 70 mil estudantes no último mês de julho, e o reforço aos sábados,

que somente em outubro foi indicado para 215 mil jovens. Avaliação diagnóstica bimestral A partir de 2014 a Avaliação Diagnóstica da rede estadual ocorrerá ao final de cada bimestre. O instrumento permite que os professores tenham um relatório personalizado de aprendizado por aluno. A ação soma-se ao Saresp (Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo), com avaliação não individualizada, que a Secretaria realiza anualmente. Do Portal do Governo do Estado

Morcegos são encontrados em forro da EMEI Flávia A Secretaria Municipal de Educação de Itapeva, diante dos fatos constatados na última sexta-feira (08), na Escola Municipal de Educação Infantil Flávia Elsie Ferrari Lima, paralisou as atividades na unidade escolar e convocou o Corpo de Bombeiros para a retirada de morcegos frutíferos que foram encontrados no forro da escola. A Secretaria convocou o médico veterinário do Controle de Zoonoses da Prefeitura Municipal Roberto Luiz de Mello, que assegurou que não havia motivos para preocupações e ressaltou também que a caixa d’água da escola foi dedetizada, sem oferecer qualquer risco à saúde das pessoas. A diretora da Emei, Patrícia Aparecida Felício Matos, informou que a caixa d’água passa por manutenção periódica e que ela estava fechada. Ela disse ainda que as aulas já foram retomadas. Confira a entrevista: IN – Recentemente houve um caso na EMEI Flávia de aparecimento de morcego. Como procedeu este caso? Patrícia – Nós da equipe, principalmente os funcionários, que cuidam da manutenção e limpeza da escola informamos à direção que existia um forte odor na direção dos banheiros. Nós fomos acompanhando e vimos que não daria para verificar e contratamos um de nossos prestadores para que fosse até o local e verificasse o que

estava acontecendo. Quando isso ocorreu, ele nos disse que poderia ser algum animal como rato, barata ou mesmo morcego, mas não tinha certeza por não ser especialista. No dia seguinte entramos em contato com a Vigilância Epidemiológica na figura do veterinário Roberto, que veio até a escola, fez o mapeamento do local e nos falou da possibilidade pela época do ano de serem morcegos frutíferos, porque é típico dessa espécie. Ele nos orientou e disse que os morcegos têm proteção ambiental, porque eles são importantes para a cadeia

alimentar e não podem ser extintos, mas devem ser removidos e devolvidos à natureza, e isso só poderia ser feito através dos bombeiros, que nos atenderam prontamente. Fomos até lá e eles vieram no dia seguinte e fizeram toda a remoção dos morcegos alojados no forro da escola e levaram para um local adequado. Depois começamos as ações preventivas, fizemos a limpeza e assepsia do local, porque os morcegos deixam fezes e urina e fizemos a limpeza de todas as caixas d’ água da escola. Coletamos amostra, tanto da água quanto da pre-

paração da merenda escolar para exames laboratoriais e entramos em contato com a Vigilância Sanitária na pessoa da Isabel, que vai monitorar a escola por 30 dias, caso algum aluno tenha um desconforto, que de cara já foi descaracterizado. O veterinário nos tranquilizou dizendo que essa espécie de morcego não oferece risco a saúde de nossos educandos e nem dos nossos funcionários, porque é um morcego exclusivamente frutífero. As passarinheiras são ações preventivas para o futuro, porque como essa espécie nesta época do ano sempre vai

abordar a escola e as proximidades, então seria interessante de que as passarinheiras fossem instaladas apesar dos telhados serem novos, porque a escola foi recentemente reformada, mas isso vai inibir tanto a entrada de morcegos, quanto a entrada de passarinhos e de pombos. Isso é uma ação preventiva para que isso não volte a ocorrer. IN – Deixe um recado aos pais no sentido de tranquiliza-los. Patrícia – Eu gostaria de tranquilizar os pais, dizendo

que todos os procedimentos foram adotados a contento, que os filhos não estão correndo risco de saúde e que eles estão sendo monitorados. Não há necessidade no momento de uma preocupação maior, de realização de exames ou vacina, porque se fosse esse o caso a própria Vigilância teria feito esses apontamentos. Os pais podem e devem mandar os filhos para a escola, nós só suspendemos as aulas exclusivamente para fazer a limpeza da caixa d’ água.


6C

31 de maio de 2013


7C

14 de novembro de 2013

Vinte de Novembro: Dia da Consciência Negra E m algumas cidades do Brasil, o 20 de novembro é considerado feriado pela comemoração ao Dia da Consciência Negra. Em Itapeva uma lei municipal alterou a data para ponto facultativo, principalmente devido ao comércio que alegava prejuízo já que no calendário nacional já há muitos feriados. Em nossa cidade existe uma Associação da Comunidade Negra, que funciona em um imóvel localizado na Rua João Rios Carneiro, n.º 294, no Jardim Maringá, a qual tem por objetivo garantir meios à defesa dos direitos, à propagação e preservação histórica e cultural e, ainda, à inclusão social dos AfroBrasileiros residentes em nossa cidade e região. Em entrevista à nossa equipe de reportagem, o diretor da Associação, Célio César Engue falou sobre os diretos dos negros, bem como a atual situação dele perante a sociedade, confira: IN – O que mudou na vida dos negros depois de algumas conquistas? Célio – O negro hoje está ocupando alguns espaços na mídia e na sociedade que antes eram vedados a eles. Hoje o negro até pela força da lei não é abertamente discriminado ou podado em algumas questões. O negro hoje conquistou o respeito na sociedade brasileira. IN – Em especial os negros de Itapeva o que podem comemorar nesse dia 20? Célio – Eu acredito que o negro de Itapeva pode comemorar muitas conquistas, e uma

delas é que temos aqui em nosso quintal um quilombo, que é uma riqueza internacional e onde se preserva a memória de nossos antepassados. IN – O que é oferecido a eles aqui em nossa cidade? Célio – Em se falando de Brasil e também em nossa cidade, estão sendo oferecidas oportunidades no mercado de trabalho, além da questão cultural. IN – Como está a comunidade do Jaó? Célio – A comunidade do Jaó teve grandes progressos e está em um patamar de evolução. Eu

percebo que a juventude do Jaó hoje tem orgulho de ser quilombola, porque antigamente elas tinham vergonha. Hoje estão bastante esclarecidas e buscando o conhecimento e inseridas no mundo virtual. Acredito que eles estão procurando capacitar na questão cultural e profissional e cada vez mais conquistar o seu espaço. IN – Em relação à questão cultural como está o trabalho da capoeira? Célio – Infelizmente eu não sei por qual motivo a capoeira foi tirada da rede da Educação e

não está mais na grade curricular das escolas. A capoeira não tem mais seus trabalhos vinculados ao poder público, mas ela está bem viva em nossa cidade. IN – O preconceito ainda existe? Célio – Sim, o preconceito existe e é muito forte. A todo o momento nó sentimos na pele, seja ele racial ou religioso. Infelizmente o preconceito está no coração da nossa sociedade e das pessoas, nós sentimos isso no nosso dia a dia. Também ouvimos Hamilton Ubirajara Oliveira das Silva,

vice-presidente da Associação, o qual nos falou sobre o preconceito que ainda existe com os negros: IN – O que mudou em relação aos negros até hoje? Hamilton – Eu não sei se foi através da Associação que eu pude perceber esse desenvolvimento do negro, porque na década de 80 estudei em uma escola, onde as diretoras eram racistas e hoje eu posso dizer que tem o racismo, mas eles toleram por causa da lei, porque dói no bolso. Hoje as escolas são mais abertas e estão trazendo a

cultura afrodescendente para ensinar os alunos. Essa foi uma das maiores conquistas. IN – No que o preconceito atrapalha a vida de vocês? Hamilton – Atrapalha em tudo, porque se um negro vai procurar emprego, as pessoas não vão querer empregá-lo por causa da cor. Eles querem que as pessoas apareçam bem vestidas e como elas vão se arrumar se elas não têm um emprego, se ela não tem uma oportunidade para mostrar que ela é capaz? IN – O senhor acha que a lei do racismo apenas inibiu as pessoas em se tratando de crime? Hamilton – Eles falam que aceitam, mas na verdade toleram de medo de doer no bolso e isso acarreta criminalmente. O racismo e o preconceito é uma questão de educação, cito um exemplo que aconteceu comigo. Eu fui ao banco e me disseram que eu não podia entrar com o coturno. Eu tive que entrar só de meias no recinto, e quando eu estava lá dentro tinha cinco pessoas de coturno, só que as cinco eram brancas e estavam bem vestidas, e eu estava com roupa de serviço, porque saí do meu almoço para resolver um problema e isso é preconceito. IN – O senhor tomou alguma providência? Hamilton – Nós demos entrada num processo contra a agência. IN – Que recado o senhor deixaria para essas pessoas que ainda insistem no racismo? Hamilton – Infelizmente eu não tenho nenhum recado para deixar para elas, porque isso é questão de educação.

Buenos Aires garante centros de compra, gastronomia saborosa, vida noturna e cultural intensa, além de uma bela arquitetura Parte de Buenos Aires preserva sua história através da arquitetura clássica dos edifícios, cafés, parques e praças, do estádio La Bombonera, do Teatro Cólon e das casas coloridas do bairro, La Boca, especialmente as da rua Caminito. Lá, é comum encontrar artistas expondo pinturas com paisagens locais e bailarinos dançando tango. Não bastassem as belezas naturais e toda infraestrutura, Buenos Aires ainda criou esse ritmo que representa a alma argentina e reflete em suas letras e melodia, toda a passionalidade, sensualidade e nostalgia marcante dos portenhos. Mas a capital mais europeia da América Latina também se mostra moderna e revi-

talizada. Prova disso, está na vida noturna e cultural intensa tão presente nos bares, baladas, restaurantes, shopping centers, teatros, museus, livrarias, casas de espetáculos, centros culturais e galerias de arte. Impossível não admirar a Plaza de Mayo, que concentra aos seus arredores importantes edifícios como a Casa Rosada, o Cabildo e a Catedral Metropolitana. Entre os variados programas culturais de Buenos Aires, a cidade destaca os passeios pelas áreas verdes, espetáculos de tango, restaurantes sofisticados e centros de compras. Merecem atenção o Parque Palermo, principal parque de Buenos Aires e a avenida Cor-

rientes, considerada a Broadway portenha. Entre suas principais atrações, Buenos Aires, destaca a culinária rica, complementada por cortes generosos, sorvetes, empanadas, alfajores, vinhos argentinos e cervejas, além das compras, um dos melhores programas da cidade. Principalmente se o passeio for pela Calle Florida, no Centro, ou na avenida Córdoba, na Villa Crespo. Esses importantes centros comerciais de Buenos Aires vendem a preços competitivos, produtos de todas as partes do mundo, de grandes grifes a itens de artesanato e couro, maior especialidade da capital argentina. Pontos Turísticos em Buenos Aires Plaza de Mayo Marco zero de Buenos Aires e praça mais antiga da cidade, a Plaza de Mayo é cenário de muitos acontecimentos políticos da Argentina. No seu arredor há importantes edifícios como a Casa Rosada (a sede do governo argentino), o Cabildo e a Catedral Metropolitana (abrigo dos restos mortais do General San Martín, herói da In-

dependência argentina). Calle Florida Sempre lotado de turistas e portenhos, este calçadão do centro de Buenos Aires conta com muitas lojas que vendem produtos a preços vantajosos. Além disso, a rua é endereço do shopping center Galerias Pacífico, instalado em um edifício do século 19. Parque Palermo Mais conhecido como Bosques de Palermo, o principal parque de Buenos Aires reúne lagos, rosendal (com várias espécies de rosas), zoológico, jardim botânico, planetário e espaço para pedalar, andar de patins, correr, jogar vôlei, caminhar e fazer piquenique. Avenida Corrientes Considerada a Broadway portenha, esta movimentada avenida concentra a maior parte de cinemas, teatros, livrarias e salas de espetáculos de Buenos Aires. San Telmo Esse bairro recebe a maior parte dos turistas no domingo, quando acontece a tradicional feira de antiguidades na Plaza Dorrego. Durante a semana é possível comprar artigos do gênero em um dos antiquários locais.

La Boca Famoso por abrigar as famosas casinhas coloridas de Buenos Aires, o bairro La Bocadestaca o estádio La Bombonera, do Boca Juniors, e a rua Caminito, onde é comum encontrar bailarinos dançando tango, e artistas expondo pinturas com as mais belas paisagens da cidade. Onde Ficar em Buenos Aires Unique Elegance Localizado no centro de Buenos Aires, próximo à Casa Rosada e à Plaza de Mayo, este confortável hotel possui restaurante, academia e salão para eventos. Os modernos apartamentos oferecem TV, telefone, secador de cabelo e frigobar. Obelisco Center Suites Em frente ao Obelisco e a poucos passos da agitada Avenida Corrientes, o Obelisco Center Suites dispõe de spa, business center, sauna, academia e apartamentos equipados com frigobar, TV a cabo, ar-condici-

onado, cofre, secador de cabelo, escrivaninha, telefone e internet sem fio. Unique Chateau No bairro da Recoleta, perto da Galeria de Arte Alvear e do Teatro Colón, este sofisticado hotel de arquitetura arrojada tem restaurante, bar e salas de eventos. Os 63 apartamentos são equipados com ar-condicionado, TV, internet wi-fi, cofre e telefone.ar. Sheraton Buenos Aires Este hotel de luxo, referência em hospedagem, próximo à rua Florida, no centro de Buenos Aires, oferece 742 apartamentos espaçosos com frigobar, TV a cabo, secador de cabelo, radiorrelógio, cofre, ferro e tábua de passar roupa. Destaque também a sua estrutura exclusiva que inclui lojas, piscina, academia, baby-sitter, lavanderia e casa de câmbio. Para mais informações, ligue 15 3524 2705 UNIVERSAL TURISMO

Clientes Amaury Souza e Tânia Souza, em Buenos Aires!


8C

14 de novembro de 2013


Quinta-feira, 14 de novembro de 2013 Editor Chefe: Kiko Carli Ano XII - Edição 760 Não pode ser vendido separadamente

Você já ouviu falar de atleta de verão? O verão está chegando e com ele muitos sedentários (pessoas que não praticam atividade física regularmente) surgem aos montes nas academias, parques, praças e praias. Com isso, algumas perguntas sempre ficam no ar: será que dá tempo de conquistar um corpo bonito e saudável para esse verão? Qual a melhor atividade para que eu chegue ao meu objetivo? Existe algum risco em começar a treinar só agora? Não existe risco em começar a fazer atividade só agora desde que sejam seguidas algumas recomendações. O ideal é que essas pessoas sedentárias primeiramente consultem um médico e façam alguns exames para saber qual é o atual estado de saúde em que se encontra. Após a

liberação médica, é importante começar devagar para que o corpo se acostume com esse novo estilo de vida. Escolher a modalidade de acordo com seu objetivo é o segundo passo, pois algumas vezes a atividade que a pessoa gosta, não é a mais indicada para o objetivo desejado. As atividades mais indicadas são as caminhadas e as corridas, sempre de forma moderada e junto com um treino de musculação e alongamento que também têm uma importância grande na melhora da qualidade de vida. Chegar ao verão com o corpo que tanto desejamos depende muito também de novos hábitos alimentares, diminuir as frituras, gorduras ruins e açúcares já é um começo, ingerir

bastante água e comer mais frutas, legumes e verduras. Se houver a possibilidade de consultar um nutricionista, com certeza os resultados virão ainda mais rápido. Agora é só vestir uma roupa confortável, escolher a ati-

vidade correta e começar devagar, o importante é que esse novo estilo de vida vire um hábito para toda uma vida e com certeza você terá muitos benefícios. Fonte: Glauco Coutinho CREF 055158-G / SP


2D

14 de novembro de 2013

Final da Copa Sudoeste de MTB acontece em Capão Bonito Por mais um ano, Capão Bonito sediará a Final da Copa Sudoeste de Mountain Bike 2013. A cidade já havia sediado a etapa de abertura da copa no mês de março. O evento fecha o calendário regional do mountain bike Sudoeste Paulista, depois de ter passado por mais seis cidades além de Capão Bonito, foram elas: Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, Itaí, Itararé, Itapeva e Ribeirão Grande. Capão Bonito vem se mantendo bem na competição com os atletas locais Douglas Diniz, que já é campeão da categoria Elite com uma etapa de antecedência; Rodrigo Mendes que está na segunda colocação da categoria Master A, Alex Ka-

zokws que lidera a categoria Junior, João Batista que segue na quarta colocação da categoria Over; e Rogério de Queiroz Paula que está na terceira colocação da categoria Sub 30. A etapa final em Capão Bonito vai ter e extensão de 35km, num percurso de muitas retas e sem grandes dificuldades para os competidores, por grande parte do percurso passando pelo Caminhos de São Tomé. A largada está prevista para as 9 horas, em frente à comunidade São Cristovão, no Bairro Nova Capão Bonito. O site para informações mais detalhadas sobre o evento é www.radiorever.com/copasudoeste/final. O evento é organizado pela

Copa Sudoeste, e conta com o apoio da Associação Esportiva Capão Bonito e Prefeitura Municipal de Capão Bonito. As categorias serão: Elite Masculino - Idade Livre Sport Masculino - Idade livre, somente iniciantes Feminino - Idade livre Juvenil - 12 aos 15 anos Júnior - 16 aos 19 anos Sub 25 - 20 aos 25 anos Sub 30 - 26 aos 30 anos Master A - 31 aos 35 anos Master B - 36 aos 40 anos Master C - 41 aos 45 anos Master D - 46 aos 53 anos Over - acima dos 54 anos A COPA - A Copa Sudoeste teve a sua primeira edição em 2012. “No primeiro ano consegui-

Judô conquista mais medalhas

Judoca itapevense conquista a faixa preta

Foi realizado no último dia 10, na cidade de Itapetininga, o Campeonato de judô de Kodokan, evento da 16ª Delegacia Regional Sul da Federação Paulista de Judô, que contou com as participações de 21 associações e clubes da capital, e das regiões Sudoeste, Vale do Ribeira e sul do Estado de São Paulo com aproximadamente 500 atletas. A equipe de Judô da SEMJEL de Itapeva conquistou mais um brilhante resultado, arrebatando 26 medalhas, sendo 08 me-

dalhas de ouro, 08 medalhas de prata e 10 medalhas de bronze. A classificação geral até a 6ª colocação ficou desta forma: 1ª – Itapetininga- 179 pontos 2ª – Judô Pires de Tatui - 88 pontos 3ª – Academia Adriana Bento 77 pontos 4ª – Itapeva - 74 pontos 5ª – Itararé - 70 pontos 6ª – Votorantim - 47 pontos Classificação individual: CAMPEÕES: Yasmin Rodrigues, Ana Beatriz Araujo, Rickel-

mi Oliveira, Lourdes Tainara Prestes, Sanny Hellen Leite, Pietra Gois Camargo, Kevin Camargo, Rafaela Brito. VICE CAMPEÕES: Cyrilo Camargo, Rebeca Matos, Jean Santos, Thais Cordeiro, Amanda Leite, Pamela Castilho, Eduardo das Neves, Joaquim Toledo Neto. TERCEIRO COLOCADOS: Karol Camargo, Jamila da Silva, David leite, Matheus Franson, Karen Camargo, José Antonio Santos, Sayuri Buchala, Valter Franson, Michel Moreira, Reginaldo Leite.

Em exame realizado pela Federação Paulista de Judô, na cidade de Mauá, no dia 09, o Judoca Neto Torresilha, que hoje atua como professor em Itararé foi aprovado e conquistou o direito de portar a faixa preta. Neto cumpriu todas as determinações exigidas pela Federação Paulista de Judô e Confederação Brasileira de judô, para que se habilitasse a realizar o exame final. Foram várias atuações como oficial de mesa e árbitro nas competições, além de competir e participar de cursos exigidos para que obtivesse as pontuações necessárias para prestar o exame.

mos o nosso objetivo, que era aumentar o número de competidores da região, a cada etapa surgia um novo competidor. Neste ano a copa também cresceu. Novas equipes foram surgindo, e a cada etapa a competitividade vem aumentando. O balanço geral tem sido muito positivo. Conseguimos organizar uma competição na região e fortalecer e valorizar o mountain bike. Um grande exemplo disso foi a etapa de Ribeirão Grande que foi um grande sucesso” destacou o presidente da comissão organizadora da etapa Luiz Carlos Sonvesso e o vice Alexandre Romualdo da Cruz. Capão Bonito será sede da etapa final da Copa Sudoeste no dia 24 de novembro.


3D

14 de novembro de 2013

Região dos Minérios terá início na segunda-feira A contece nesta segundafeira (18), a partir das 20h, no Ginásio de Esportes da CCE, mais uma edição do tradicional Torneio Região dos Minérios de Futsal, que este ano conta ainda com as categorias veterano e infantil. Em entrevista à nossa equipe de reportagem, o secretário municipal de Esportes, Rogério Galvão falou sobre este campeonato e quais as expectativas quanto ao início, confira: IN - Qual a expectativa para o início do Torneio Região dos Minérios? Secretário - Nossa expectativa é a melhor possível, pois este evento esportivo faz parte da história do futsal itapevense. Está tudo pronto, realizamos os congressos técnicos na categoria livre, veterano e a novidade para este ano é o Minérinho, para atender as escolinhas da nossa cidade e região. IN - Quantas equipes estão participando? Secretário - No total são 17

equipes, sendo 13 na categoria livre e quatro na categoria veterano. Já o Minérinho dividimos em 3 categorias, sendo Sub 9 com a participação de 11 equipes, Sub 11 com participação de 17 equipes e Sub 13 com parti-

cipação de 19 equipes, todas elas da nossa cidade e região. IN - Houve alguma mudança em relação às edições anteriores? Secretário - Na forma de disputa não, segue sendo elimina-

Região dos Minérios de Futsal: 30 anos de história Pesquisa: Hilton Marmo Loureiro 1º Torneio Aberto de Futsal Região dos Minérios - 1983 Campeão:- ADC De La Rua Vice Campeão:- Telesp Após empate no tempo normal por 2 a 2 e 0 x 0 na prorrogação, a equipe da ADC De La Rua conquistou o título sobre a Telesp nos penais. Os gols do campeão foram marcados por Eugênio e Amauri, enquanto que Ditinho e Jair anotaram para a Telesp. A ADC De La Rua atuou com os seguintes atletas: Carlão, Paulinho, Eugênio, Amauri, João Hélio e Luís Antonio. Treinadores:- Paulinho e Saponga. Telesp: Osvaldo, Ditinho, Mairo, Maurão, Jair, Antonio e Luís Fernando. Treinadores: Davi e Joel Bonzo. Árbitros: Paulinho Saladino, Rubens Leite e Nelson Bom Cabelo. Na decisão do 3º lugar, a equipe A E L I T venceu nos penais a AIFAM, após empate no tempo normal e na prorrogação, conquistando o troféu “Tribuna Sul Paulista”.

tória simples, a novidade é a categoria veterano e as categorias das crianças, que há muito tempo estava esquecida. IN - Haverá alguma premiação, tendo em vista que no ano passado havia prêmio em di-

nheiro e o patrocinador acabou não pagando? Secretário - Somente troféus e medalhas para os campeões e vice em cada categoria, não haverá premiação em dinheiro. IN - Quem são os parceiros nesta empreitada? Secretário - Gostaria de falar que a organização do evento esportivo é de inteira responsabilidade da SEMJEL, que conta com apoio do Itapeva Times na pessoa do senhor João Vincenzo. IN - Ao longo dos anos como o senhor tem percebido o Torneio. Houve evolução ou antigamente as equipes eram mais empenhadas? Secretário - Para quem acompanha todas as edições do Região dos Minérios, sempre foi um torneio forte com um alto nível técnico, onde A.A. Maringá, Sguário, Telesp, Palace Hotel, Bomba Diesel, Banespa, GRP, e outras equipes investiam forte na competição. Com o passar do tempo, infelizmente, essas

equipes deixaram de existir e investir também, por isso que em nossos eventos este ano estamos dando uma atenção especial à organização, premiação, haja vista a premiação e a final da Copa Gospel deste ano, onde o Ita News foi nosso parceiro abrilhantando o evento, resultando no sucesso imenso. E é com esse intuito que estamos empenhados em resgatar essa competição tão importante do nosso esporte local. IN - O que o senhor diria ao público para comparecer ao Ginásio? Secretário - Vamos prestigiar essa história esportiva do futsal itapevense, pois este evento revelou e marcou a vida de muitas pessoas que contribuíram com esporte da nossa cidade. No entanto, deixo o convite para que compareçam ao Ginásio da CCE no dia 18, a partir das 20 horas para a abertura oficial do 31º TORNEIO ABERTO REGIÃO DOS MINÉRIOS 2013.

Casa do Adolescente participa do Campeonato de Futsal Masculino em Itararé Aconteceu noúltimo sábado (09), o 1º Torneio de Futsal Masculino, pela tegoria 96, na cidade de Itararé, na FAIT/Objetivo, onde os adolescentes da Casa do Adolescente de Itapeva ficaram orgulhosos com a conquista do terceiro lugar do campeonato. A Casa presta agradecimento a toda equipe que contribuiu junto às Secretárias da Ação Social e Educação, para que este evento acontecesse. “Graças aos esforços dos adolescentes e de seu treinador e professor Dama-

sio Dias Macha Neto e o apoio da coordenadora de projetos

Adelaide Fabre de Barros Lopes”, esse evento foi possível”, disse.


4D

14 de novembro de 2013


Jornal Ita News edição 760