Page 1

Fundado em 15 de abril de 1917 Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013 - Ano XCVI Nº 27.260

www.altomadeira.com.br

Valor R$ 1,00

OPERAÇÃO RIO PARDO I

Onze acusados de matar policial da Força Nacional são presos INFRAESTRUTURA

PREVIDÊNCIA

Rondônia tem orçamento superior para obras em 2014

Mais de R$ 90 milhões em débito serão parcelados no estado

Dentre os principais projetos, estão a ferrovia transcontinental – desde Lucas do Rio Verde (MT) até Cruzeiro do Sul (AC), com a inclusão do trecho de Porto Velho/Vilhena, as travessias urbanas nas principais cidades ao longo da BR-364, o anel viário de Ji-Paraná, a construção do Contorno Norte de Porto Velho, na BR-319, melhorias na hidrovia do rio Madeira, nos terminais portuários de Guajará-Mirim e Porto Velho, a construção das eclusas do Madeira; a ampliação e instalação de mais Institutos Federais de Educação Tecnológica (IFETs). Página

Assembleia autoriza parcelamento de débitos do Estado. Com a aprovação do projeto, os débitos de contribuições previdenciárias devidas e não repassadas pelo Estado, estimados em mais de R$ 90 milhões relativos às competências de janeiro de 2004 a julho de 2011,, serão parcelados em até 24 prestações mensais. O Projeto de Lei foi aprovado sem emendas . Página

A-5

A-3

NEGOCIAÇÃO

REESTRUTURAÇÃO

Transposição de servidores volta a ser discutida nesta quinta

Dilma confirma reforma ministerial “ até o Carnaval”

Página

A-3

Cerca de 230 agentes da lei participaram ontem, 18, da operação policial que contou ainda com a presença de três helicópteros que monitoraram a região enquanto as equipes diligenciavam no local. A ação deu continuidade às investigações que apuram o homicídio do soldado da Força Nacional, e demais crimes ocorridos no distrito de Rio Pardo, no dia 14 de novembro de 2013. Página A-4

Página

A-6

TRECHO PORTO VELHO

100 ANOS NÃO FOI UM ANIVERSÁRIO COMUM

R$ 50 mil é a multa diária para companhias aéreas que não baixarem os preços A decisão vale para os voos que têm como origem ou destino a cidade de Porto Velho. Segundo o MPF, as companhias aéreas estavam praticando aumentos abusivos de até 900% em relação aos valores praticados na baixa temporada. Os consumidores que verificarem que as empresas aéreas estão descumprindo a decisão judicial, podem comunicar ao MPF Página

A-4

ALERTA

Mais de 400 presos passarão o Natal com a família De acordo com a Secretaria de Segurança e Defesa da Cidadania (Sesdec), para receber o benefício os detentos devem obedecer a quatro critérios básicos: não estar respondendo a processo nos últimos 12 meses; ter cumprido um terço da pena; estar há pelo menos 30 dias no regime semiaberto e ter bom comportamento. O indulto natalino é um benefício que consta na lei de execuções penais. O preso tem direito a sete dias com a família. Página

VEJA MAIS:

A-4

Quinta-Feira, 19/12

Max 33º Min 23º

O abençoado templo central da Assembléia de Deus, à rua José de Alencar, 3.286, dia 14 à noite, sábado, esteve em festa e, como não poderia deixar de ser, uma festa diferente, grandiosa, onde orações, cantos sacro, alegorias, coral, no mais profundo sentimento de amor a Deus, homenagearam a veneranda JUDITH HOLDER, que completava naquele sábado 14, a abençoada idade de 100 anos, pedra basilar da família Holder e da Assembléia de Deus em Porto Velho. Templo repleto de irmãos fiéis; amigos, fiéis e amigos de outras denominações evangélicas aqui consagradas e católicos que foram levar suas orações e cânticos a essa figura impar de mãe extremosa, avó, bisavó, tataravó, educadora, devota, missionária que ajudou a construir a história da Assembléia de Deus de Porto Velho, ainda Estado do Amazonas, que tinha um humílimo templo onde hoje é o Shopping Cidadão.

PáginaA-8

Manhã

Tarde

Noite

Para jamais acreditar

TRÁGEDIA

Galo perde para o Raja e é eliminado do Mundial Página

B-4

Corpo de jovem desaparecida em pimenta bueno é encontrado em Vilhena Página A-7


2 OPINIÃO

Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Notas do R epór ter Re pórter

Em linhas Gerais

Gessi Taborda getaco@gmail.com

PARTIDO PROCURA CULPADO!

REIS DE SOUZA Goeblles, responsável pela propaganda institucional do III Reich, ensinava, na Alemanha nazista, que uma mentira muitas vezes dita, acaba se transformando em uma verdade. Parece que o ensinamento fez proselitismo em alguns setores políticos brasileiros que após um julgamento, aberto ao público, dentro das melhores normas do Estado Democrático de Direito, com direito à defesa à exaustão, protagonizado pelos mais experientes advogados do país ou, pelo menos, os mais

caros, realmente não existiu, foi uma farsa, um tribunal de exceção, conduzido pela mídia e, em última análise, nada significou. Estes setores inconformados, por sua vez, não têm sido muito coerentes para explicar com as mais destacadas lideranças da grei foram ouvidos, julgados e condenados. Primeiro se optou pela forma usual de negar o ocorrido, que tudo não passou de um simples “caixa dois”, coisa corriqueira e habitual, ainda que crime, praticado pelos partidos políticos desde sempre. Pegou mal um presidente da República defender a maneira criminosa de conduzir eleições e partiram para a segunda modalidade. Culpar a imprensa “capitalista e conservadora” que teria induzido autoridades judiciária, ou

melhor, ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), escolhidos, sabatinados e nomeados pelos chefes e integrantes da agremiação indicada. O esquema também não funcionou, pois a credulidade do povão tem um limite. Até receber benesses eleitoreiras, acreditar em promessas populistas e sufragar carismáticos tudo bem. Vem acontecendo desde o início de nossa história republicana. Mas aceitar explicações tão descabidas para fatos irrefutáveis não faz parte do acordo .. Os artífices do simulacro administrativo em andamento criaram uma terceira versão para a prisão de seus principais mentores. E a culpa, agora, é do sistema e o modelo político-eleitoral do país que conduzem à corrupção e a ênfase da as-

sertiva será, doravante, programação diuturna na tal mídia conservadora e receberá incremento nos horários políticos, nos palanques, nos comícios e entrevistas dos candidatos do PT (Partido dos Trabalhadores) que já estão sendo doutrinados por “cardeais” de elevado gabarito no partido e que, por algum motivo, escaparam de se envolver nos crimes do “mensalão”. A filosofia do marqueteiro de Adolfo Hitler, nos tempos encerrados da II Guerra Mundial, foi superada pelo esforço de uma coalizão de países democráticos, “os aliados” que reduziram o Nacional Socialismo a uma ideologia fracassada. Aqui nos trópicos está muito difícil uma solução para encerrar um partido político adepto do “poder, custe o que custar”.

Artigos

Breve história do caixa dois Como estrila o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), segundo a Constituição (artigo 22, I), o Congresso tem “competência privativa” - indelegável, portanto - para legislar sobre direito eleitoral Por Luiz Carlos Azedo

Desde o restabelecimento das eleições diretas para a Presidência da República, o caixa dois de campanha eleitoral é um fantasma que assombra a política nacional, pois sempre foi uma prática dos nossos políticos, cuja honestidade era medida pelo fato ou não de destinarem o dinheiro exclusivamente para a campanha e se aproveitarem dele para aumentar o patrimônio familiar. A origem do dinheiro muitas vezes era o superfaturamento de contratos ou o desvio de verbas públicas, num conluio entre agentes públicos e empresários. Não por acaso, nossos empreiteiros se tornaram os maiores financiadores de campanha do país. Era a tradição, mas não havia vala comum entre políticos honestos e desonestos. Ulysses Guimarães, por exemplo, o líder da oposição, era um homem honesto. Dependia dos amigos para ter algumas mordomias, como viajar de helicóptero. Morreu num voo para Angra dos Reis, em companhia do amigo Severo Gomes, o político e empresário que mais o ajudava nas campanhas. Já o governador paulista Ademar de Barros notabilizou-se por meter a mão no dinheiro público com a maior cara de pau, a ponto de adotar o slogan “Rouba, mas faz!”. Durante o regime militar, militantes da Var-Palmares, organização à qual pertenceu a presidente Dilma Rousseff, as-

saltaram a casa da amante de Ademar, em 18 de julho de 1969, e roubaram US$ 2,5 milhões para financiar a luta armada. Com a volta das eleições diretas, as campanhas presidenciais se tornaram um negócio milionário. A campanha de Fernando Collor de Mello, em 1989 — no segundo turno, principalmente —, arrecadou milhões de empresários assustados com a possibilidade de o ex-metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ser eleito. Foi nesse ambiente que o pequeno empresário alagoano Paulo Cesar Farias emergiu da campanha como o todo-poderoso dos negócios envolvendo o governo. Até que um irmão enciumado, Pedro Collor de Mello, pôs a boca no trombone. O resultado foi a CPI mista do PC Farias e a campanha de impeachment de Collor de Mello. Assim, partiu do Congresso, e não de outra instituição, a iniciativa de pôr ordem nas campanhas eleitorais. O relatório da CPI mista dizia: “Abandonemos a hipocrisia, não contudo para permitir o domínio indiscriminado do poder econômico na formação da vontade política. Devemos impor parâmetros realistas, porém controle severo, para os que infringirem a lei. Assim estaremos não acabando a corrupção eleitoral, mas contribuindo para que a sociedade e a Justiça possam combatê-la”. A

inspiração veio do ex-presidente socialista francês François Mitterrand, autor do projeto de lei que regulamentou, na França, em 1988, o financiamento dos partidos e das campanhas eleitorais. É que a Lei Eleitoral herdada do regime militar proibia a doação de empresas às campanhas eleitorais. O Congresso, porém, mudou as regras e tornou obrigatória a “publicização” das doações. A Lei Eleitoral de 1997 estabeleceu também limites para as doações de pessoas físicas (10% da renda no ano anterior) e de pessoa jurídica (2% do faturamento no ano anterior). Não se chegou a uma situação perfeita, mas a legislação atual tornou mais transparentes as relações entre os candidatos e os principais doadores: bancos, empreiteiras, siderúrgicas, empresas do setor elétrico, etc. A celeuma sobre a Ação Penal 470, o chamado processo do mensalão, levou à pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) a ação direta de inconstitucionalidade (Adin) apresentada pela OAB que questiona as doações feitas por pessoas jurídicas às campanhas eleitorais. A tese vai ao encontro dos advogados de defesa dos réus, que negam a existência de desvios de recursos públicos no escândalo e atribuem a origem do dinheiro a empréstimos privados. Ou seja, o

crime seria a existência de caixa dois, uma prática que seria ainda corriqueira. A tese foi rejeitada pela maioria dos ministros do STF, mas permanece no ar. Eis que o presidente do STF, Joaquim Barbosa, decide pôr o assunto em pauta e a Corte ameaça jogar a criança fora com a água da bacia. O julgamento já está 4 a 0 a favor de acabar com doações de pessoas jurídicas, quiçá até de pessoas físicas, com adoção do financiamento público exclusivo, velha bandeira do PT. O problema, porém, não é apenas de mérito. Como estrila o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), segundo a Constituição (artigo 22, I), o Congresso tem “competência privativa” — indelegável, portanto — para legislar sobre direito eleitoral. Essa competência obedece ao princípio da anualidade, pelo qual a lei que alterar a regra do jogo da eleição deve estar em vigor um ano antes do pleito. Isso se aplicaria também ao Judiciário quando “invade” a competência legislativa do Congresso? Segundo o ex-presidente do STF Sepúlveda Pertence, “o princípio da anualidade deve proteger o sistema eleitoral — os partidos, os candidatos e principalmente o cidadão, eleitor — de ‘viradas jurisprudenciais’, que alteram a regra do jogo da eleição a menos de um ano do pleito.”

Ponto de Vista: Os artigos assinados não traduzem necessariamente a opinião deste jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular debates dos problemas naconais e, principalmente regionais.

Fundado em 15 de abril de 1917 Diretor Geral: Euro Tourinho Diretor Superintendente: Luiz Malheiros Tourinho Ciro Pinheiro DRT-AC/RO Nº003 Paulo Diniz Fernandes Impressor Industrial: SEDE Av. Dos Migrantes, nº 4.045 Setor Industrial - CEP. 76.803 - 651 Porto Velho - RO. - Fones: Comercial (69) 3222-7659 / 3225-2267 Administração: 3225-5087

INSCRIÇÕES: Empresa Alto Madeira Ltda - EPP. - C.G.C (MF) 05.904.891/0001-24 INSC. EST. 101.01.120-7 JUCER: 11.2.0003032-8 SUFRAMA: 6066

E-MAILS: comercialaltomadeira@hotmail.com redacaoaltomadeira@hotmail.com

EXEMPLARES AVULSOS CAPITAL INTERIOR OUTROS ESTADOS SEMANA R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 2,00 DOMINGO R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 2,50 ATRASADO R$ 2,50 R$ 2,50 R$ 3,00

ANUAL

ASSINATURA CAPITAL INTERIOR R$ 300,00 R$ 330,00

REPRESENTANTE COMERCIAL Porto Visual I T DE LUCENA MARKETING - ME SÁ PUBLICIDADE E REPRESENTAÇÕES Av. dos Migrantes, 4045-B, Setor Industrial, Brasilia: SCS Quadra 2 bloco B Ed. Oscar CEP. 76.821-063 Niemeyer 15º andar, conjunto 1502/1503. Tel: (69) 8477-3244 Tel. (61) 3201-0071 Fax: (61) 3037-1182 Cep: 70316-900

MULTAS PESADAS Em atendimento ao pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal aumentou a multa a ser aplicada às empresas aéreas que operam em Porto Velho, se não diminuírem os preços das passagens. A multa anteriormente era de 10 mil reais e, com a nova decisão, passou a ser de 50 mil para cada empresa, por dia. Gol, Tam, Avianca e Azul estão obrigadas a limitar o aumento dos preços das passagens de dezembro de 2013 e janeiro de 2014 até o máximo de 50% a mais dos valores cobrados em baixa temporada. A decisão vale para os voos que têm como origem ou destino a cidade de Porto Velho e todas as capitais do país. Segundo o MPF, as companhias aéreas estavam praticando aumentos abusivos de até 900% em relação aos valores praticados na baixa temporada. AEROVIÁRIOS Acontecerão hoje, às 13h30 (horário de Brasília) as Assembleias em cinco bases do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) - São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Brasília- para discussão e deliberação da pauta de reivindicação da categoria para renovação dos itens econômicos e sociais da Convenção Coletiva de Trabalho 2013/ 2015; e também deliberação sobre assuntos relacionados à deflagração de greve e seu desenvolvimento. SOLUÇÃO Alguém crê inocentemente que o financiamento público de campanha será isonômico? E que o financiamento privado é o problema? Ambos têm incoerências e distorções e são facilmente manipuláveis; afinal, estamos no Brasil, o país do jeitinho. Para mim a solução é uma só: proibição de qualquer doação ou financiamento para fins de campanha eleitoral. Quem quiser se eleger que se financie sozinho, com as mensalidades dos filiados do partido do candidato. AO CONTRÁRIO Ontem fui abordado por um sujeito enquanto fazia a minha fezinha na loteca com uma afirmação injusta: “Leio sempre sua coluna e acho que o senhor torce para dar tudo errado”, disse-me o cidadão. Não senhor, respondi. Torço para que dê tudo certo. Eles é que fazem tudo errado, expliquei. É apenas uma questão de constatar: há insegurança (no geral) no estado e é preciso ser muito teimoso para não reconhecer isso. Com insegurança o estado não sai do lugar e as previsões não se concretizam. Rondônia está empacada, apesar do fantástico investimento conseguido com as tais hidrelétricas do Madeira. Ninguém é proibido de ser (até com excesso) otimista com o mesmo tipo de governo que está ai. Mas é melhor esperar sentado e tirar o cavalo da chuva. FORA DO TRANCO Vamos chegando ao final de 2013 com a constatação de que a sucessão estadual está longe de empolgar o eleitorado. Nem a candidatura do governador Confúcio Moura – destravada recentemente dentro do PMDB – recebeu o tranco para pegar e encontrar seu rumo. Então, o que dizer dos outros integrantes da lista de supostos concorrentes? Em se tratando de Expedito Júnior, ainda não há capaz de comprovar que ele superou os temores de enfrentar algum tipo de resistência no segmento do judiciário. Mas, reconheçamos, ele é o único político que andou praticamente o ano todo procurando costurar um amplo apoio partidário. NÃO AGREGA Entre todos os nomes da lista de supostos concorrentes, surgiu recentemente o do deputado Neodi Carlos. No PSDC (o partido do Eymael) o nome do deputado tem total garantia de sua candidatura ao palácio Getúlio Vargas. Mas a postulação de Neodi é séria? Afinal, ele é um político com dificuldades de agregar apoios. Afinal, como um político desse naipe pretende conquistar o coração dos eleitores em todo o estado? Como a grande maioria daqueles que se dizem postulantes ao cargo de governador, Neodi tem sérias limitações. Nem quando presidiu a Assembleia Legislativa conseguia falar e ser ouvido no estado. Só renovou o mandato com o apoio decisivo do ex-governador Ivo Cassol. Até agora não deixou o baixo clero na Assembleia, não acrescentou praticamente nada em termos de credibilidade para se qualificar como um líder estadual. PICARETAGEM Como posso ser porta-voz da reclamação de pessoas que andaram fazendo um “curso de jornalismo” de duração semanal e ao final descobriram que o “diploma” não tem valor? Pois é, isso aconteceu agora em Rondônia, mais precisamente no interior, em cidades como Ariquemes. É claro que estas pessoas foram vítimas de um conto do vigário. Afinal, um curso de jornalismo chega a durar o mínimo de três anos e, mesmo assim, não significa que o dono do “canudo” está preparado para ser verdadeiramente jornalista. RECESSO Ontem a Assembleia Legislativa realizou sua última sessão do ano. Foi em caráter solene e serviu para entregar ao título honorífico de cidadão do estado ao procurador federal Reginaldo Trindade. O título é uma consequência do Decreto Legislativo de autoria do deputado José Hermínio, presidente da Assembleia que participou da sessão solene e viajou após o ato, com a família. INCONSTITUCIONAL Será que no próximo ano vai continuar existindo o trem da alegria, garantindo mais comissionados do que contratados através de concurso público? Essa aberração política das contratações de pessoal sem concurso público, além de ferir diretamente os princípios constitucionais da administração pública – legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência –, infla o quadro de servidores com pessoal desqualificado e incompetente. Que o judiciário dê o exemplo a puna com o rigor necessário aqueles que continuam achando que a Constituição não vale nada. MAIS CARA O brasileiro terá de desembolsar neste Natal, em média, 8,1% para ter os mesmos produtos da ceia de 2012. Segundo levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV), a alta de preços é superior aos 5,48% registrados pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC). Entre os itens que tiveram maior aumento de preços no período estão farinha de trigo (30,56%), batata-inglesa (21,07%), frutas (15,41%), panetone (15,31%), azeite (13,67%), frango (10,28%), lombo suíno (10,07%) e azeitona em conserva (9,5%). Também tiveram alta de preços o pernil suíno (3,44%) e o vinho (3,87%).


POLÍTICA 3

Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

PRESTÍGIO

AM na rua

Moreira Mendes é eleito líder do PSD na Câmara dos Deputados Moreira substituirá o atual líder, Eduardo Sciarra (PR), na liderança do PSD até 2015. O Partido Social Democrático (PSD) elegeu ontem, o deputado federal Moreira Mendes, de Rondônia, para ser o líder da bancada de 41 parlamentares do partido na Câmara dos Deputados. Ele venceu a disputa contra os colegas Edson Pimenta (BA) e Roberto Santiago (SP). Moreira teve 28 votos, Santiago oito e Pimenta cinco votos. Em 2014, Moreira substituirá o atual líder, Eduardo Sciarra (PR), na liderança do PSD até 2015. A eleição ocorreu durante a reunião de bancada da sigla. O partido, criado em 2011, já é a quinta maior bancada de deputados na Casa. “O PSD começou adquirir sua maioridade com o pleito das eleições municipais do ano passado e agora vamos consolidá-la aqui no Congresso Nacional”, disse Moreira. Após ser eleito, o parlamentar ressaltou que 2014 será

um ano de grandes desafios para a bancada e disse que o partido tem adotado uma posição de equilíbrio, parceria e alinhamento nas votações. De acordo com Moreira, como líder ele irá trabalhar em defesa da bancada e pelo prestígio de todos os parlamentares. “Fui eleito assumindo compromisso com a bancada. Nunca fui homem de promessas, mas de compromisso. Assumi dizendo que o meu primeiro, segundo e terceiro compromissos são com a bancada. Quero ser um líder, um porta-voz dos interesses da bancada. Esse é o meu papel. Com a força de todos que me ajudam, certamente vou cumprir o compromisso de liderar o PSD na Câmara”, explicou Moreira. Ao final da eleição, bastante emocionado, Moreira Mendes fez um agradecimento

Deputado Moreira Mendes (PSD) especial ao povo de Rondônia e resumiu seu sentimento pela conquista. “Esse é um cargo relevante dentro do partido e quando eu vejo um rondoniense, um estado novo, ter um líder do partido escolhido, acho uma honra para Rondônia. Quero dividir essa conquista com todos os cidadãos do meu estado. O que me move aqui são os interesses do povo

rondoniense. Por isso agradeço, de coração, a todos aqueles que contribuem para o sucesso do meu trabalho”, concluiu. Moreira Mendes está em seu segundo mandato de deputado federal. Ele é presidente regional do PSD em Rondônia, foi senador e presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA)

NEGOCIAÇÃO

Amir Lando participa hoje de reunião sobre a transposição O parlamentar vai ressaltar que a partir de 1º de janeiro de 2014 nasce para os servidores o direito aos retroativos, caso a União não efetue a transposição deles

O deputado federal pretende esclarecer que a Emenda Constitucional 60 - que garante a transposição - é auto aplicável O deputado federal Amir Lando foi convidado pelo coordenador da bancada federal

para participar nesta quinta, 19, no Ministério do Planejamento com o Secretário de

Relações de Trabalho, Sérgio Mendonça de mais uma rodada de negociação pela transposição dos servidores estaduais no plano federal. Na última reunião, o presidente da Comissão Interministerial da Transposição em Brasília, disse que dependia de um parecer técnico da AGU esclarecendo quem de fato poderia transpor. “Agora, o que se espera é que eles tragam a solução definitiva, porque os servidores não aguentam mais essa enrolação”, disse Amir. O parlamentar pretende mais uma vez esclarecer que a Emenda Constitucional 60 que garante a transposição -

é auto aplicável e que não há necessidade de uma infinidade de normais infraconstitucionais estabelecendo qualquer critério para o processo. Os sindicalistas que terão seus filiados beneficiados deverão comparecer a essa audiência para poder fechar o ano com alguma esperança e com isso, repassar a sua base sindical as decisões tomadas na capital federal. Amir vai aproveitar para lembrar aos representantes do governo que a partir de 1º de janeiro de 2014, nasce para os servidores, o direito aos retroativos, caso a União não efetue a transposição deles. Fonte:Assessoria

“Pois a roda ainda está girando e não há como dizer quem será nomeado, pois o perdedor de agora mais tarde vencerá, pois os tempos estão mudando” (Bob Dylan) TUDO MUDA Ainda que, assustadoramente, o PT seja o favorito entre a população mais carente (talvez por lhes faltar informação). Eles ainda acordarão e verão o mar de sujeira que o Partido afundou essa linda Rondônia. Aguardem! “Viva a democracia! Vamos ganhar a Copa do Mundo!” Dilma Rousseff Presidente da República, no coquetel para deputados, senadores, ministros do governo e do STF, na noite de segunda-feira, no Palácio da Alvorada DESLOCADO O presidente do STF, Joaquim Barbosa, ficou sem ambiente anteontem na recepção no Alvorada. Quando a presidente Dilma fez uma breve saudação, o ministro Luís Adams (AGU) o levou pelo braço para ficar ao lado da anfitriã. TROMBADA? Os líderes aliados presentes ao Alvorada na noite de segunda-feira descreveram um clima estranho entre o ministro Guido Mantega I (Fazenda) e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini. Para traduzir o distanciamento, alguns líderes afirmaram que os dois não se falaram durante o coquetel, e há os que garantem que não os viram trocar cumprimentos. ALIADOS, MAS NÃO MUITO A ministra do STJ Eliana Calmon, que se filiará amanhã ao PSB para concorrer ao Senado pela Bahia, quer presidir o partido em Salvador. Mas os socialistas resistem e a acusam de estar de passagem rumo à Rede, de Marina Silva.

PREVIDÊNCIA SOCIAL

Assembleia autoriza parcelamento de débitos de mais de R$ 90 milhões do Estado Com a aprovação do projeto, os débitos de contribuições previdenciárias devidas e não repassadas pelo Estado serão parcelados em até 24 prestações mensais A Assembleia Legislativa, em período de sessões extraordinárias convocadas pelo governador Confúcio Moura, autorizou na terçafeira (17.12) o parcelamento de débitos do Estado de Rondônia com seu Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), gerido pelo Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia (Iperon), relativos às competências de janeiro de 2004 a julho de 2011, no valor de R$ 90.353.591,40, conforme apurado em auditoria do Ministério da Previdência Social. O projeto de lei recebeu parecer favorável do deputado Adelino Follador (DEM), após debate em plenário, e foi aprovado sem emendas. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Hermínio Coelho (PSD), abriu o debate sobre a proposta governamental ao afirmar que “o Governo não recolhe as contribuições (do funcionalismo e a patronal) ao Iperon desde o mês de agosto de 2012. A dívida já chega a quase R$ 1 milhão e, agora, vem com

essa proposta, afirmando que o parcelamento do débito é de gestões anteriores. Como é que se pensa em parcelar a dívida atrasada se não paga a atual. A Seduc não recolhe nada. Não se pode acreditar neste atual Governo”. Em aparte, o deputado Edson Martins (PMDB) disse que “o Governo tem priorizado o pagamento dos salários dos servidores. Há sim algumas secretarias que apenas recolhem a contribuição patronal. Mas é bom que fique claro que, no ano passado, o Governo recolheu ao Iperon quase R$ 1 bilhão. Há sim, vontade em se resolver o débito previdenciário deixado por outros Governos”. Ao ser designado para relator do projeto de lei, o deputado Adelino Follador (DEM) fez questão de citar que “o Governo quer solucionar a gestão do Iperon. O problema é que outras gestões deixaram esse débito. Com essas ações, o Iperon está ganhando credibilidade. Por conta disso, sou favorável à autorização para o parcelamento do

débito. Se não parcelar, Rondônia corre o risco de perder recursos e novos investimentos”. Na justificativa do projeto, o governador Confúcio Moura enfatizou que “os débitos, objeto do parcelamento, têm origem em auditoria realizada no Iperon pelo Ministério da Previdência, que constatou que no período compreendido entre janeiro de 2004 a julho de 2011, o Estado de Rondônia deixou de proceder o repasse de R$ 90.353.591,40, valor esse atinente aos repasses constitucionais (patronais e servidores). O parcelamento atende à notificação do MPS a fim de restabelecer a validade do seu certificado de regularização previdenciária, vencido desde 11 de novembro de 2013, implicando uma série de embaraços ao Estado, tais como a perda de transferência voluntária, impossibilidade de contratar empréstimos junto a qualquer instituição nacional ou internacional, além de realização de emendas parlamentares e convênios, entre outros”.

Hermínio Coelho retomou a palavra e assegurou que “o governador só mandou o projeto para a Assembleia Legislativa porque é obrigado. Ele não paga a dívida atual, como é que quer pagar o atrasado”. O deputado Cláudio Carvalho (PT) também disse não entender o que pensa o governador. “Ele não recolhe o que é devido pela sua administração e fica querendo parcelar o débito anterior”. Com a aprovação do projeto de lei, os débitos oriundos de contribuições previdenciárias devidas e não repassadas pelo Estado (patronal) serão parcelados em até 24 prestações mensais, iguais e consecutivas. Os débitos de contribuições descontados dos segurados ativos, aposentados e pensionistas serão parcelados em até 60 prestações mensais, iguais e consecutivas e os débitos não decorrentes de contribuições previdenciárias, parcelados em até 60 prestações mensais, iguais e consecutivas. Fonte: Assessoria ALE

SERRA, A DECISÃO Engana-se quem pensa que o anúncio de que José Serra não pleiteará a vaga de candidato a presidente pelo PSDB tenha tirado São Paulo da chapa tucana ao Planalto. O nome mais forte para vice continua sendo o do senador Aloysio Nunes Ferreira e só mudará se o DEM quiser a vaga e apresentar alguém que tenha mais votos numa chapa. ELETRICIDADE EM ESCALA O consumo de energia no mercado livre —que inclui a venda de eletricidade para indústrias e grandes empreendimentos comerciais— avançou 2,49% em novembro na comparação com o mesmo mês de 2012. No acumulado do ano, a alta é de 0,56%, segundo índice da comercializadora de energia Comerc. O crescimento mais intenso no mês passado ocorreu principalmente porque o consumo havia sido bastante baixo em novembro de 2012, diz o presidente da empresa, Cristopher Vlavianos. “A compra de energia pela indústria teve um incremento muito pequeno em 2013. O preço está alto, por causa do nível dos reservatórios, e prejudicando o setor”, afirma. O valor médio no curto prazo ficou em R$ 300 por megawatt-hora. “Este foi o ano em que o preço ficou mais elevado, com exceção de 2001, quando houve o racionamento de energia”, diz. A expectativa é que os valores diminuam em 2014, já que os reservatórios estão mais cheios que no final do ano passado. Hoje, eles operam em 42% da capacidade na região Sudeste. No mesmo período de 2012, estavam em 29%. “Mas tudo dependerá das chuvas entre janeiro e março.”


4

CID ADE CIDADE

Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Operação “RIO PARDO I” prende 11 acusados de matar policial da força nacional 230 policiais participaram da diligencia que cumpriu o mandado de prisão preventiva dos 11 acusados. A Polícia Federal em conjunto com a Força Nacional, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental, Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil, deflagrou a OPERAÇÃO RIO PARDO I, em continuidade às investigações que apuram o homicídio do soldado da Força Nacional, e demais crimes ocorridos no distrito de Rio Pardo, no dia 14 de novembro de 2013, contra equipe da Força Nacional que diligenciava no local naquela data. Foram cumpridos 11 mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal na Seção Judiciária em Porto Velho. Cerca de 230 policiais participaram da Operação, que contou ainda com

a presença de três helicópteros que monitoraram a região enquanto as equipes diligenciavam no local. Após o cumprimento dos mandados de prisão preventiva, um comboio de viaturas da Polícia Federal iniciou o deslocamento dos presos para a Superintendência Regional da Polícia Federal em Porto Velho, tendo iniciado uma segunda etapa da Operação, no intuito de localizar e resgatar um caminhão incendiado pertencente ao ICMBio que estava na entrada da Flona Bom Futuro desde o dia 13/11/2013, quando manifestantes se revoltaram contra a ação de fiscalização no local. O Inquérito Policial além de apurar o homicídio do soldado da Força Nacional apurou tam-

bém uma tentativa de homicídio contra um soldado que estava no interior de uma viatura incendiada, bem como lesões corporais contra os demais membros da equipe policial, crimes de danos contra viaturas, furtos de equipamentos policiais e motocicletas apreendidas, resistência e formação de quadrilha. Além das prisões efetuadas na data de ontem, já havia sido dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva do suspeito de efetuar o disparo de arma de fogo contra o soldado da Força Nacional, no dia 26/11/2013. As ações policiais no distrito de Rio Pardo prosseguirão no intuito de combater a criminalidade e restabelecer a ordem no local.

Forças policiais do estado, municipio e da União atuaram em conjunto

Porto Velho

Mais de 400 presos deverão passar o natal com a família Presos do regime semiaberto ganham direito a indulto natalino. Para ter direito ao benefício, alguns critérios devem ser obedecidos. reforçado na capital e interior.

VIAGENS PORTO VELHO

R$ 50 mil: Aumenta multa diária para companhias aéreas que não baixarem preços O Ministério Público Federal julgava a multa de R$ 10 mil não satisfatória

Em atendimento ao pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal aumentou a multa a ser aplicada às empresas aéreas que não diminuírem os preços das passagens. A multa anteriormente era de R$ 10 mil e, com a

nova decisão, passou a ser de R$ 50 mil para cada empresa, por dia. Desde seis de dezembro, as companhias Gol, Tam, Avianca e Azul estão obrigadas a limitar o aumento dos preços das passagens de dezem-

bro de 2013 e janeiro de 2014 até o máximo de 50% a mais dos valores cobrados em baixa temporada, tendo como referência o mês de fevereiro de 2014. A decisão vale para os voos que têm como origem ou destino a cidade de Porto Velho e todas as capitais do país. Segundo o MPF, as companhias aéreas estavam praticando aumentos abusivos de até 900% em relação aos valores praticados na baixa temporada. Os consumidores que verificarem que as empresas aéreas estão descumprindo a decisão judicial, podem comunicar ao MPF: avenida Abunã, 1759, bairro São João Bosco; telefone 3216-0500; ou pelo site http://cidadao.mpf.mp.br/ formularios/formularios/formulario-eletronico.

Colônia Penal “Pandinha” Em Porto Velho, 411 pre- pondendo a processo nos úlsos terão o direito ao indulto timos 12 meses; ter cumprido de natal, de 20 a 27 de dezem- um terço da pena; estar há bro. Concedido aos apenados pelo menos 30 dias no regime do regime semiaberto, o be- semiaberto e ter bom comporneficio garante a liberdade tamento. O indulto natalino é temporária a alguns presos, um benefício que consta na lei que deverão passar o natal de execuções penais. O precom a família. O direito muda so tem direito a sete dias com a rotina dos presidiários so- a família. O secretário de segurança mente quanto a sua dormida, ou seja, ao invés de retorna- pública do estado, Marcelo rem para a unidade penitenci- Bessa, dexplica que os presos ária no período da noite, po- precisam se apresentar até o derão ficar em suas residên- dia 28 deste mês. “Eles devem cumprir determinadas regras cias. De acordo com a Secreta- impostas. Se a polícia abordar ria de Segurança e Defesa da um apenado em atitudes inaCidadania (Sesdec), para re- propriadas, este será recolhiceber o benefício os detentos do de volta ao sistema prisiodevem obedecer a quatro cri- nal”, disse Bessa, garantindo térios básicos: não estar res- ainda que o policiamento foi

CACOAL Atualmente 44 detentos cumprem pena em regime semiaberto no presídio de Cacoal (RO), destes, 23 terão o benefício concedido. Os apenados poderão se ausentar do estabelecimento penal para visita à família dos dias 24 à 31 de dezembro. “Após esse período os presos que não retornarem já são considerados foragidos e poderão ter regressão da pena”, afirma o diretor interino Fabiano Cardoso dos Santos. No município, a cada saída temporária, a polícia reforça a segurança nas ruas. “Durante todo esse período a Polícia Militar realiza visitas nos endereços pré-cadastrado dos presos para verificar se eles estão cumprindo as exigências estabelecidas para o benefício. Lembrando que durante a saída temporária, os presos não poderão frequentar bares, boates, prostíbulos e não poderão ingerir bebidas alcoólicas. Além disso, no período das 18h às 6h deverão permanecer em suas residências”, explica o comandante do 4° Batalhão da PM, Sérgio Basila. (G1 RO)

ESQUEMA

PF apreende documentos do Incra em operação contra grilagem em MT Documentos devem apontar se há servidores envolvidos em esquema. Ao todo, foram cumpridos 10 mandados em Mato Grosso e Rondônia. Documentos foram apreendidos na sede da Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Cuiabá, pela Polícia Federal, durante a Operação ‘Geia’, deflagrada nesta quarta-feira (18) em Mato Grosso. Além de Cuiabá, Pontes e Lacerda e Rondonópolis, foram cumpridos mandados em Rolim de Moura (RO), totalizando 10 buscas e apreensões. A Superintendência Regional do Incra informou, por meio de nota, que ainda não teve acesso aos autos da investigação deflagrada pela Polícia Federal. No entanto, disse ter solicitado à Procuradoria Federal Especializada do Incra e à Auditoria que acompanhem o caso de perto. “A autarquia compreende que a investigação é legítima e se prontifica a colaborar com o trabalho, tanto da Polícia Federal quanto do Ministério Público Fede-

ral, fornecendo documentos e informações solicitadas, a fim de a verdade se estabeleça”, diz trecho da nota. Os documentos e materiais apreendidos devem embasar o inquérito que apura a falsificação de títulos agrários, inclusive, existe a suspeita de que há servidores do Incra envolvidos no esquema, a partir da facilitação da emissão de títulos falsificados de áreas no assentamento Gleba Miranda Estância, em Comodoro, a 677 km de Cuiabá, e no Parque Estadual Serra Santa Bárbara, em Pontes e Lacerda e Porto Esperidião, a 483 e 358 km da capital. A partir da perícia dos materiais e documentos apreendidos, a polícia vai tentar identificar se há funcionários envolvidos na fraude. Além de servidores, o grupo supostamente contaria com a participação de advogado, que seriam responsáveis para dar orientação jurídica para a legali-

zação dos títulos. As investigações começaram em 2007, quando títulos de terras começaram a ser apresentados para a regularização como se tivessem sido emitidos entre os anos de 1994 e 1998. Os integrantes do grupo criminoso usavam nomes de ‘laranjas’ para obter o registro dos lotes. Depois disso, negociavam as terras, que muitas vezes eram usadas como compensação de área na Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). De acordo com o delegado Jessé James Rodrigues Freire, de Cáceres, a 250 km de Cuiabá, onde a Justiça expediu os mandados de busca e apreensão, duas dessas propriedades, cujos títulos foram emitidos de forma fraudulenta, foram vendidas para fazendeiros por R$ 1 milhão cada uma. A previsão é que nos próximos quatro meses as investigações sejam concluídas.

Durante as investigações, foi descoberto que havia pessoas que gerenciavam a venda dessas terras, bem como arrumavam os compradores e cuidavam para que as áreas

tivessem os registros atualizados junto aos órgãos competentes. Os grileiros patrocinavam as invasões e persuadiam pessoas para que ocupassem as terras.

Os envolvidos podem responder por falsificação de documentos, estelionato, associação ao crime, apropriação de terras públicas, entre outros crimes. (Rondoniagora)

As investigações tiveram inicio em 2007


EST ADO ESTADO

Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

5

RECEITA FEDERAL

Em Rondônia, mais de 5 mil contribuintes permanecem na “malha fina” A Receita Federal informa que 5.405 contribuintes de Rondônia permanecem com a declaração do Imposto de Renda Retida da Pessoa Física do exercício de 2013, ano-calendário 2012, retida na “malha fina”. O montante representa 3,08% do total entregues até 30/04/2013, que foi de 175.310 declarações. A Delegacia da Receita Federal em Porto Velho esclarece que essa quantidade é o estoque atual e o percentual é praticamente o mesmo em compa-

ração com o exercício de 2012, ano-calendário de 2011. No primeiro balanço do ano, no início de maio, o número de contribuintes com a declaração na “malha fina” era superior a 10 mil. “A quantidade em malha vai reduzindo à medida que o contribuinte consulta o extrato da declaração e faz as correções enviando uma declaração retificadora”, diz o titular do órgão na Capital, Claudiney Cubeiro dos Santos. A omissão de rendimentos, as deduções indevidas de pla-

nos de saúde, pensão alimentícia e despesas médicas ainda são as maiores causas das retenções na malha fina dos declarantes de Rondônia. Como saber os motivos da retenção em “malha fina” e retificar a declaração Para o contribuinte conferir se sua declaração foi retida em malha fiscal, ele deve consultar informações atualizadas por meio do serviço Extrato do Processamento da DIRPF, disponível na página da Receita,

na internet, pelo link www.receita.fazenda.gov.br/ PessoaFisica/IRPF/2013. O serviço é acessível mediante uso de certificação digital ou código de acesso. O usuário, ao acessar o extrato, deve atentar para a seção “Pendências”. É nessa seção que o contribuinte pode identificar se a declaração está retida em malha fiscal, ou se há alguma outra pendência que possa ser regularizada por ele mesmo.

Se a declaração estiver retida em malha fiscal, nessa seção o contribuinte encontra um link para verificar o motivo da retenção e consultar orientações de procedimentos. Constatando erro na declaração apresentada, o contribuinte pode regularizar sua situação apresentando declaração retificadora. Multas podem chegar a 225% do imposto mais representação penal É vantajoso para o contribuinte identificar e corrigir situ-

ações de inconsistência, antes de ser chamado pela Receita. Após a convocação da Receita Federal, o contribuinte perde a espontaneidade, em conseqüência, pode receber multa mínima de 75% sobre a diferença do imposto a pagar ou a receber. Em casos de fraude, a multa pode chegar a 225%, mais Representação Fiscal para Fins Penais, alerta a Delegada da Receita Federal em Porto Velho. fonte: Ascom

RECURSOS

Rondônia no Orçamento da União de 2014, entenda A preocupação com os gastos, o que levou a manutenção das despesas com pessoal nos mesmos patamares de 2013 e elevou o investimento público em R$ 900,00 milhões para o próximo ano. Nesta quarta-feira, foi aprovado o Orçamento Geral da União de 2014, ocorrida durante a madrugada. O valor total do Orçamento da União para 2014 é de R$ 2,48 trilhões. O salário mínimo previsto para entrar em vigor a partir de 1º de janeiro do ano que vem é de R$ 724,00. O texto aprovado prevê um crescimento do produto interno bruto (PIB) de 4%. A inflação prevista é de

5,30% e a taxa de juros média prevista é de 9,29%. Na opinião de Acir, que foi relator setorial de Infraestrutura, o documento aprovado reflete o entendimento dos parlamentares e é resultado de diversas rodadas de discussão também com o Executivo. “Buscamos construir um documento de consenso já nos relatórios setoriais e isto também se refletiu no relatório geral, pois

construímos um bom diálogo e não poderíamos virar o ano sem aprovar a peça orçamentária para 2014, que será um ano eleitoral e, por isso, mesmo com muitas limitações nos gastos públicos”, frisou Acir. RONDÔNIA Quanto à infraestrutura serão liberados recursos para obras: O orçamento de 2014 a ferrovia transcontinental –

desde Lucas do Rio Verde (MT) até Cruzeiro do Sul (AC), com a inclusão do trecho de Porto Velho/Vilhena. Também foram incluídas as travessias urbanas nas principais cidades ao longo da BR364, o anel viário de Ji-Paraná, a construção do Contorno Norte de Porto Velho, na BR-319, melhorias na hidrovia do rio Madeira, nos terminais portuários de Guajará-Mirim e Porto

Velho, a construção das eclusas do Madeira; a ampliação e instalação de mais Institutos Federais de Educação Tecnológica (IFETs); a regularização fundiária; bem como investimentos em Segurança Pública, Saúde e Saneamento Básico. ESTRADAS VICINAIS No Orçamento de 2013 foi também incluído a criação de um Programa Nacional de Es-

tradas Vicinais, para o qual destinou R$ 30 milhões para o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), sendo que R$ 2 milhões já serão liberados logo no início de 2014 para a execução de um projeto piloto em Ji-Paraná. A estrada vicinal escolhida foi a linha Itapirema, na extensão de 12 quilômetros, que será executada pelo MDA em parceria com a prefeitura e o governo do Estado.


6 PAÍS

Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

PARAÍBA ELEIÇÕES 2014

Cidade com mais de 200 mil eleitores terá voto em trânsito Para votar em trânsito, o eleitor deverá habilitarse perante a Justiça Eleitoral, no período de 15 de julho a 21 de agosto de 2014, com a indicação do local em que pretende votar.

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ampliou as possibilidades de os eleitores terem o voto em trânsito durante as eleições de 2014. O eleitor que não estiver em sua cidade poderá votar para presidente em cidades com mais de 200 mil eleitores, além das capitais, como já ocorreu em 2010.

Para votar em trânsito, o eleitor deverá habilitar-se perante a Justiça Eleitoral, no período de 15 de julho a 21 de agosto de 2014, com a indicação do local em que pretende votar. Essa é uma das principais novidades para a eleição do ano que vem. O TSE decidiu também que o voto será facultativo para os presos provisórios, diferentemente das eleições de 2010, quando foi obrigatório. Presos provisórios são aqueles que, apesar de estarem com a liberdade restrita, ainda não foram condenados em definitivo. No total, o TSE aprovou, na sessão administrativa desta terça-feira (17), seis resoluções das eleições gerais de 2014. As resoluções tratam dos atos preparatórios para o pleito; registro e divulgação de pesquisas eleitorais; crimes eleitorais; cerimônia de assinatura digital e fiscalização do sistema eletrônico de votação, votação paralela e segurança dos dados dos sistemas eleitorais; representações, reclamações e pedidos de direito de resposta; e modelos de lacres e seu uso nas urnas, etiquetas de segurança e envelopes com lacres de segurança. Das sete instruções levadas ao plenário pelo ministro José Antônio Dias Toffoli, apenas a que trata de arrecadação e gastos de campanha não foi analisada, em razão de pedido de vista do ministro Gilmar Mendes. O texto de Toffoli proíbe doações de “pessoas jurídicas controladas, subsidiárias, coligadas ou consorciadas a empresas estrangeiras”. Trata-se de adaptação de proposta ainda mais restritiva, que veta doações de empresas financiadas por bancos públicos —a medida atingiria os principais doadores das campanhas. “Isso é para impedir que tenham recursos estrangeiros nas campanhas eleitorais”, explicou Toffoli. Os ministros do TSE fizeram “ponderações” e, com isso, Toffoli retirou a questão dos bancos públicos da discussão. Também não foi analisada a vedação que atingiria empresas brasileiras com aplicação em bolsa, que podem ter capital estrangeiro. PESQUISAS ELEITORAIS A realização de enquetes e sondagens relativas às eleições de 2014 estão proibidas a partir de 1º de janeiro, conforme a resolução sobre o registro e a divulgação de pesquisas eleitorais para as próximas eleições. Nas eleições municipais de 2012, as enquetes e sondagens podiam ser realizadas, independentemente de registro na Justiça eleitoral, mas a sua divulgação estava condicionada à informação de que se tratava de mero levantamento de opiniões, sem controle de amostra. A partir de 1º de janeiro, as entidades e empresas que realizarem, para conhecimento público, pesquisa de opinião pública relativa às eleições 2014 ou seus candidatos devem registrá-la na Justiça Eleitoral, com antecedência de pelo menos cinco dias da sua divulgação. O Ministério Público Eleitoral, os candidatos e os partidos políticos ou coligações são partes legítimas para impugnar o registro e/ou a divulgação de pesquisas eleitorais perante o juiz eleitoral. No TSE são registradas as pesquisas de candidatos a presidente da República. As pesquisas referentes aos demais cargos - governador, senador, deputado federal, deputado estadual e distrital são registradas nos tribunais regionais eleitorais. A empresa ou entidade deve informar quem contratou o levantamento, valor e origem dos recursos despendidos no trabalho, nome de quem pagou pela realização do trabalho, metodologia e período de realização da pesquisa, plano amostral e ponderação quanto a sexo, idade, grau de instrução e nível econômico do entrevistado, intervalo de confiança e margem de erro, entre outras informações. Fonte: Folha de S. Paulo

Polícia suspeita de uso de trabalho escravo em cultivo de maconha Monteiro é tida como a maior produtora e distribuidora de maconha da Paraíba. Polícia já apreendeu três toneladas de maconha este ano no Cariri A Polícia Civil suspeita que traficantes de drogas estejam escravizando pessoas para trabalhar em fazendas onde plantações de maconha foram descobertas no último mês de outubro na cidade de Monteiro, no Cariri paraibano. Segundo a Polícia, cerca de três toneladas de maconha já foram apreendidas no município desde a descoberta de uma fazenda de 300 hectares, entre os meses de outubro e dezembro, número que já classifica a cidade como a maior produtora e distribuidora de maconha do estado. A droga foi avaliada em quase R$ 9 milhões. De acordo com o delegado regional do município, Yuri Givago, a droga produzida na Paraíba estaria sendo distribuída em outros estados. A fazenda que era utilizada para o plantio e servia como ponto de venda de droga já foi vendida pelo menos três vezes este ano, com um valor abaixo do mercado. Yuri explica que alguns proprietários já foram ouvidos e que a polícia está investigando os outros. “Temos uma dificuldade em identificar estas pessoas pois grande parte delas vêm de outros estados e não interagem com as pessoas da região, vivendo escondidas

Cerca de três toneladas de maconha já foram apreendidas no município entre os meses de outubro e dezembro dentro da fazenda como se Localização para as drogas”, cita Yuri. fossem escravos dos traficanfacilita o crime Além da cidade de Monteites”, disse o delegado. Segundo o delegado regio- ro, a polícia aponta os municíSegundo a polícia, este nal, a localização geográfica do pios de Prata e Ouro ano 12 pessoas já foram pre- município favorece a ação cri- Velho como estando dentro da sas suspeitas de tráfico de minosa. “Por ser uma cidade ‘rota da maconha’, sendo alvos drogas no município e outras que fica na divisa com Pernam- de grupos de traficantes de 30 estão sendo investigadas buco e com fazendas localiza- Pernambuco. A Polícia Civil prepor participação nas apreen- das em matas fechadas, isso tende intensificar o trabalho de sões feitas na cidade. Além de faz com que atraia o interesse investigação para identificar paraibanos, a polícia identifi- de traficantes que procuram re- outros possíveis locais de culcou gente de Pernambuco e giões de difícil acesso para a tivo e tráfico da droga. polícia e de fácil escoamento Alagoas. Fonte: G1

MUDANÇAS

Dilma confirma reforma ministerial “até o Carnaval” e defende Mântega ‘Até o carnaval, vou concluir a reforma’, declarou a presidente. Ministro Mantega ‘está perfeitamente no lugar onde ele está’, afirmou.

A presidente não quis antecipar nenhuma das mudanças que pretende fazer

A presidente Dilma Rousseff fez um balanço positivo sobre o ano de 2013 para seu governo, disse que a economia brasileira está bem em comparação a outros países do G20 e confirmou que fará uma reforma ministerial em seu governo “até o Carnaval”. Em café da manhã com 51 jornalistas de vários veículos de imprensa, no Palácio do Planalto, na manhã desta quarta-feira (18), a presidente disse que a mudança no primeiro escalão ocorrerá de meados de janeiro até o Carnaval. “Até o Carnaval eu vou concluir a reforma.” Dilma afirmou ainda que não tinha a reforma pronta. Questionada sobre a possível permanência do ministro da Fazenda, Guido Mantega, Dilma o defendeu. “Eu reitero que o ministro Guido está perfeitamente [bem] no lugar onde ele está.” Vários ministros devem deixar o governo em 2014 para concorrer nas eleições estaduais.

Otimismo na economia Questionada sobre o mau desempenho da economia durante o ano de 2013, Dilma disse que não fará previsões. “Não vou dizer qual será o PIB [de 2013]. Se eu errar uma casa decimal eu pago um pato louco”, declarou. Mesmo assim, Dilma disse que os números indicam que o PIB deve ficar na casa dos 2%. “Toda previsão é sujeita a tempestades. Eu não faço previsões do PIB e vocês [jornalistas] também não deveriam fazer porque vocês também erram.” No entanto, a presidente criticou o pessimismo da imprensa em relação à economia. “Acho que é absolutamente imperdoável um governo pessimista. A não ser algum governo que está diante da guerra, mesmo assim prefiro a linha Churchill, de sangue, suor e lágrimas. Vamos até o fim”, declarou, em relação ao primeiro-ministro britânico Winston Churchill, que liderou o país

durante a Segunda Guerra Mundial. Relação com o Congresso Dilma aproveitou uma das perguntas dos jornalistas para elogiar o Congresso, fonte constante de atrito com o Planalto durante o ano de 2013. Segundo a presidente, o Legislativo tem demonstrado “maturidade extraordinária” e a relação com Executivo tem sido “muito construtiva”. A aprovação na madrugada desta quarta-feira do Orçamento da União para 2014, segundo a mandatária, “mostra um Congresso funcionando”. “Iniciamos 2014 de forma maisorganizada do que fizemos ano passado”, declarou. No final do ano legislativo de 2013, o Congresso não conseguiu aprovar o Orçamento e a presidente foi obrigada a editar uma MP (Medida Provisória) para custear os gastos do governo no início de 2013.

Dilma citou como exemplos a aprovação da MP dos Portos, a MP do programa federal Mais Médicos e a lei que destina royalties do pré-sal para saúde e educação. “Vivemos em uma democracia. Há uma relação de equilíbrio entre os poderes, não uma relação hierárquica”. A presidente citou ainda a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Orçamento impositivo como um “avanço” na relação entre o Executivo e o Legislativo. “A negociação com o Congresso agora tem outro padrão de qualidade”, elogiou. Marca do governo A um ano de terminar seu mandato, a presidente também foi questionada sobre qual seria a marca de seu governo. “É uma pergunta difícil. Governo é que nem família. Você gosta de vários filhos”, disse, fazendo uma analogia com os programas federais. A presidente citou como programas de que tem “orgulho” o Mais Médicos, o Viver Sem Limites (destinado às pessoas com deficiência) e as políticas de combate à miséria. “Tenho orgulho de a gente ter sido capaz de focar a política de superação da pobreza. Tirar 22 milhões de pessoas da pobreza em dois anos e meio demonstra um domínio do instrumento público de políticas”, disse. Fonte: UOL


POLICIA 7

Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

TRAGÉDIA

Corpo de jovem desaparecida em Pimenta Bueno é encontrado em Vilhena Na manhã desta quarta-feira, 18, por volta das 05h00, populares encontraram o corpo da Jovem Katia Marinho Saldanha, 26 anos. O Corpo da jovem desparecida no município de Pimenta Bueno, na segunda-feira, 16, foi encontrado na zona rural de Vilhena. A vítima foi encontrada as margens da BR-435, em frente à Agrovila Renascer, cerca de 25 quilômetros de Vilhena sentido Colorado. O corpo aparentava sinais de violência, provavelmente foi morta com uma facada no peito e outra no pescoço. Os acusados de terem praticado a barbárie foram presos próximos à cidade de Cuiabá, até o momento são três deti-

Katia Marinho Saldanha, de apenas 26 anos.

PORTO VELHO dos, segundo informação extraoficial, confessaram o crime e relataram que mataram para roubar o veículo, ainda ficaram com todos os pertences pes-

soais da vítima. Uma equipe da Polícia Civil de Pimenta Bueno está em Vilhena e acompanha o caso. (Extra de Rondônia)

Homem encapuzado atira diversas vezes contra populares

COVARDIA

Policial militar é baleado na cabeça na porta de casa

Frequentadores de um bar localizado na Rua União com

Na noite desta terça-feira, o Policial Militar Osmar Junior, lotado no 1ª BPM, mas está desempenhando o seu serviço na Assembléia Legislativa do Estado de Rondônia, foi baleado na cabeça quando chegava em sua residência, localizada no bairro Aponiã. De acordo com a Polícia, dois indivíduos em uma moto preta, se aproximaram do PM e efetuaram quatro disparos, atingindo-o na cabeça. Mesmo

ferido, o policial conseguiu sacar a arma e balear um dos atiradores, porém, eles conseguiram fugir. O AL CB PM Osmar foi socorrido por um policial civil que passava pelo local e levado às pressas para o Hospital João Paulo II, onde encontra-se internado em estado gravíssimo. Osmar estava incluso em uma lista de PMs e agentes penitenciários que estavam marcados para morrer. Essa

lista estava correndo dentro do presídio José Mário Alves, o “Urso Branco”, conforme denúncia de um detento que sofria ameaça de morte. Segundo informações extra-oficiais, o Policial estava incluso em uma lista de nomes que foi interceptada dentro do Presídio Urso Branco. Esta lista seria do PCC e continha nomes de vários Policiais Militares, Policiais Civis e Agentes Penitenciários. (Comando190)

Ji-Paraná

PM recaptura mais um foragido da justiça andando tranquilamente pelas ruas

Durante um patrulhamento do rotina pela Avenida Amazonas, no bairro Primvera, a guarnição de Radio Patrulha comandada pelo CB PM Wenderson, auxiliado pelos PM’s Campanha e

Douglas Silva, tirou mais um foragido de circulação. Renato Flauzino Leutério, vulgo “Bob Marley”, foi preso caminhando tranquilamente na rua. Ele foi preso por Furto e estava foragido desde

Novembro deste ano por “Quebra de Condicional”. Agora cumprirá o restante da sua pena no Regime SemiAberto entre muros do Presídio Agenor Martins de Carvalho. (Comando190)

Rua Higienópolis, Bairro São Francisco, ficaram aterroriza-

dos na madrugada desta quarta-feira (18), após serem alvos de um atirador. Segundo informações, era por volta das 02h da madrugada quando um veículo PEUGEOT de cor prata com quatro ocupantes parou em frente ao bar e, um homem encapuzado desceu do veículo e disparou cerca de oito tiros contra os clientes. Após os tiros, o quarteto fugiu, tomando rumo ignorado. Apesar do grande número de pessoas no local, apenas um homem foi atingido por um tiro no braço. Ele foi identificado como sendo Tarciano Alves Cortez Lima. Após ser baleado, o rapaz correu cerca de 300 metros e tentou se esconder em uma residência localizada na Rua Constelação. Uma ambulância do SAMU compareceu ao local e socorreu Tarciano até o Hospital e Pronto Socorro João Paulo II.


8 GERAL

Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

100 anos não foi um aniversário comum O abençoado templo central da Assembléia de Deus, à rua José de Alencar, 3.286, dia 14 à noite, sábado, esteve em festa e, como não poderia deixar de ser, uma festa diferente, grandiosa, onde orações, cantos sacro, alegorias, coral, no mais profundo sentimento de amor a Deus, homenagearam a veneranda JUDITH HOLDER, que completava naquele sábado 14, a abençoada idade de 100 anos, pedra basilar da família Holder e da Assembléia de Deus em Porto Velho. Templo repleto de irmãos fiéis; amigos, fiéis e amigos de outras denominações evangélicas aqui consagradas e católicos que foram levar suas orações e cânticos a essa figura impar de mãe extremosa, avó, bisavó, tataravó, educadora, devota, missionária que ajudou a construir a história da Assembléia de Deus de Porto Velho, ainda Estado do Amazonas, que tinha um humílimo templo onde hoje é o Shopping Cidadão. Judith Holder – matriarca das Assembléias de Deus em Porto Velho Amazonas e hoje Rondônia, que o pastor Nelson Luchtemberg, pastor presidente da Igreja Assembléia de Deus em Cacoal e presidente da Convenção de Ministros da Assembléia de Deus no Estado, emocionado com a belíssima cerimônia do aniversário de Da. Judith, foi riquíssimo na pregação do evangelho, nas orações daquele dia e na saudação a querida aniversariante, reconhecimento de sua proveitosa vida familiar e religiosa que medraram bons frutos, inclusive dois filhos Pastor, o mais idoso Wilson Muriel que vive em São Paulo e o nosso querido Joel Holder, de uma vida sem mácula, inteiramente dedicada a Deus e ao próximo. Voltando a Da. Judith, diríamos assim: a Estrela da Noite que completava 100 anos de existência dedicada ao Criador, a sua obra evangélica e que o presidente das CGADB-RO, Nelson Luchtemberg, ao ministrar a palavra de Deus, dando ênfase, a graça e longevidade a rainha da noite, demonstrando carinho e respeito por essa veneranda obreira de Cristo, Judith Holder que tem exemplos em abundância a serem seguidos e aqui repetimos alguns dos vários trabalhos dedicados com devoção e carinho a obra do Todo Poderoso Deus. Encerrando a cerimônia religiosa, evangélica, a apresentação de uma peça, traduzindo o que ela (Judith) representou e representa até hoje, nos seus 100 anos de lucidez. Templo repleto já com os de Casa, contando ainda com a presença maciça dos parentes distantes: filhos, noras, netos, bisnetos, tataranetos. Igrejas locais, cada departamento deu demonstração de como essa grande mulher é querida entre os seus. Conjuntos infantis como Pequenos Raios, Shalon, Vozes Celeste, Harmonia Santa, Arauto da Oração, com apresentação muito aplaudida, usando o tema: “Os nove frutos do espírito” e para cada fruto, Judith emocionada, muito atenta, sentada em uma cadeira especial, confortável (vide foto de E.T.), ouvia atentamente cada palavra que lhe chegasse levando a mensagem de Deus, “ ao qual atribui a graça de Lhe ter concedido a oportunidade de chegar até aqui”... Judith Holder,a mulher extraordinária, com relativa lucidez, ao agradecer tudo o que viu e ouviu, do que se passou em torno daqueles cem anos abençoados, finalizando disse: “só tenho a dizer muito obrigada por tudo! As minha palavras jamais poderão expressar o que estou sentindo! Uma das homenagens feitas por um grupo de membros da Igreja, representadas por nove senhoras, por sinal muito bonito, muito significativo o sentido da peça que aqui vamos transcrever o final, o encerramento da alegoria denominada Fruto do Espírito: “Esses Frutos colocados em sua cesta vovó Judith, representam os 9 Frutos do Espírito; os frutos que vemos em sua vida que tanto já fez pela causa do Mestre, como: Secretária da Igreja Tesouraria Conselheira Regente de Coral Participante da primeira banda de música Participante do Coral Harmonia Santa Participante do Círculo de Orações Líder das programações de festas Professora da Escola Bíblica Dominical, função que exerce até os dias de hoje.

A veneranda Judith adentrando o templo pelo braço do primogênito, pastor Wilson, residente em São Paulo.

Pastor Nelson Luchtemberg presidiu a parte religiosa do evento

Os abraços foram muitos ao chegar

“A senhora irmã Judith é uma mãe bem-aventurada que hoje pode ver sua família feliz, bem estruturada, com dois filhos pastores, uma filha médica e missionária, com relevantes serviços na África; uma filha professora.”

Agradecimentos de Judith Holder pela homenagem. Curto, porém com muita lucidez

A pedido do maestro Paulo Joas, (de costas), Judith participa do conjunto musical, tocando o seu bandolim

Judith ao lado do 2º filho pastor, recebe bençãos especiais do oficiante-pastor Nelson

Pastor Joel, pte. da Assembléia de Porto Velho agradece as homenagens a sua genitora, observado pelo irmão pastor em São Paulo

Judith Holder aos 100 anos com a inseparável “companheira” de sua vida, a Bíblia Sagrada


Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

INTERNET

Facebook monitora tudo que você digita na rede social Em vez de apagar o registro de uma publicação não divulgada, a empresa captura essas informações e as envia para o seu banco de dados O Facebook detecta e armazena tudo que você digita na rede social, mesmo que a mensagem não seja publicada. É o que indica uma pesquisa divulgada pela Universidade de Maryland no site Slate. Em vez de apagar o registro de uma publicação não divulgada, a empresa captura essas informações e as envia para o seu banco de dados, de acordo com o Jennifer Golbeck, diretora do laboratório de interação humano-máquina da universidade. A pesquisadora diz que o

Facebook quer saber tudo que vem na cabeça dos internautas porque a empresa está “encorajando os usuários a baixar os padrões das coisas que eles compartilham com amigos na rede social”. “O Facebook monitora esses pensamentos não publicados para melhor entendê-los, com o objetivo de construir um sistema que minimize esse comportamento deliberado”, afirma Jennifer. O estudo recente investiga as razões pelas quais o Facebook quer ter um registro da auto-censura dos internautas.

A pesquisa, que foi feita com 5 milhões de usuários do Facebook que falam inglês, analisou atualizações de status, envio de mensagens no mural, comentários, entre outros recados abortados. Realizado pelo cientista de dados do Facebook e e pelo estudante Ph.D na Sauvik Das, o estudo indica que a rede social analisa esses dados porque ele “perde valor pela falta de produção de conteúdo” cada vez que uma publicação deixa de ser publicada. Fonte: FBDE

ESTUDO

O Facebook monitora esses pensamentos não publicados para melhor entendê-los, diz empresa

POLÊMICA

Uso frequente de celular Transposição de água do mar Vermelho pode salvar mar Morto da extinção prejudica rendimento acadêmico Pesquisa divulgada por universidade americana mostra que jovens que usam aparelho em excesso têm níveis mais altos de ansiedade

Os pesquisadores acompanharam o comportamento de mais de 500 universitários para executar o estudo O uso excessivo de celulares por estudantes pode aumentar seus níveis de ansiedade, e até comprometer o rendimento acadêmico. É o que diz uma pesquisa divulgada pela Universidade de Kent, em Ohio, nos EUA, assinada pelos cientistas Jacob Barkley,

Aryn Karpinski e Andrew Lepp. Os pesquisadores acompanharam o comportamento de mais de 500 universitários para executar o estudo. O uso diário dos aparelhos era monitorado, ao mesmo tempo em que eram medidos clinicamente a ansiedade e o nível de satisfa-

ção de cada aluno com a sua própria vida. Por fim, os dados foram cruzados com os registros oficiais de desempenho de cada universitário. Constatou-se, então, que os alunos que utilizavam muito seus celulares tinham notas mais baixas que os demais, além de se mostrarem mais ansiosos e menos satisfeitos com a própria vida. No início deste ano, uma equipe liderada pelos pesquisadores também identificou uma relação negativa entre o uso de telefone e a capacidade cardiorrespiratória. Dessa forma, os cientistas acreditam que os alunos devem ser incentivados a monitorar o uso do telefone celular e refletir sobre o aparelho de forma crítica, para que não seja prejudicial ao desempenho acadêmico, bem como à saúde mental e física. Fonte: O GLOBO

PRIVACIDADE

Preços cobrados por hackers para roubar dados despencaram Um dossiê completo de informações financeiras sobre um indivíduo, agora custa US$ 25 (R$ 60), Há dois anos eram vendidos a US$ 60 (R$ 140), diz estudo foto: hacker 19-12 legenda: Os criminosos virtuais também ficaram mais sofisticados ao criar um serviço onde oferecem dados financeiros roubados a clientes em potencial O levantamento foi realizado por Joe Stewart, diretor de pesquisa de malware (software destinado a se infiltrar em um computador) da Dell SecureWorks, em parceria com David Shear, um consultor independente. A dupla monitorou fóruns

criminais na internet, alguns deles sediados na Rússia, em que são negociados dados sigilosos de usuários. Eles verificaram, por exemplo, que, com apenas US$ 300 (R$ 700), conseguiam comprar informações financeiras de contas de até US$ 300 mil (R$ 700 mil). Há dois anos, alegam os especialistas, o mesmo valor só garantiria o acesso a saldos de até R$ 7 mil. Para Stewart, o preço de todos os tipos de informações financeira roubadas caiu fortemente no último ano no mercado negro; acredita-se que isso se deva a vários casos de violação em larga escala de dados pessoais ocorridos nes-

te período. Ele acrescenta que ainda há espaço para novas quedas. ‘Acredito que os preços podem cair muito mais’, afirmou Stewart. Segredos à venda Não é apenas o preço de dados relacionados a contas bancárias que caiu, acrescenta Stewart. Ele argumenta que um dossiê completo de informações financeiras sobre um indivíduo, que pode ser usado para cometer roubo de identidade, agora custa US$ 25 (R$ 60). Há dois anos, esses mesmos dossiês - apelidados de Fullz na linguagem dos hackers - eram vendidos a US$ 60 (R$ 140) cada um.

Em 40 anos, seu volume de água caiu dois terços – e essa perda pode se intensificar, à medida que a temperatura na região aumentar por conta do aquecimento global Pensa que só no Brasil há projetos polêmicos de transposição? No Oriente Médio, um acordo recém-assinado que prevê a transposição de água do mar Vermelho para o mar Morto também está dando o que falar. Tudo começou há alguns anos com a constatação de que o mar Morto está fazendo jus ao nome e, até 2050, pode desaparecer para sempre. Considerado a maior depressão do planeta, o lago passa por um processo acelerado de evaporação. Em 40 anos, seu volume de água caiu dois terços – e essa perda pode se intensificar, à medida que a temperatura na região aumentar por conta do aquecimento global. A solução encontrada para evitar o funeral do mar Morto? Realizar uma transposição de água do mar Vermelho. Israel, Jordânia e Autoridade Palestina – os três países que têm responsabilidade sobre as águas do lago salgado – acabam de assinar acordo que

prevê a construção de um duto entre os dois pontos. O projeto, que tem o aval do Banco Mundial, tem custo final estimado em R$ 22,9 bilhões. A ideia é extrair, anualmente, até 200 milhões de metros cúbicos de água do mar Vermelho, que cruzarão cerca de 200 quilômetros de deserto, entre Israel e Jordânia, dentro de uma tubulação, apenas com a força da gravidade – já que o mar Morto está bem abaixo do nível do mar Vermelho. Parte do recurso será dessanilizado para oferecer água potável à Jordânia e Israel. O restante, junto com os resíduos da dessanilização, será despejado no mar Morto, para evitar sua extinção. Parece uma boa ideia? Não para os ambientalistas. O primeiro ponto defendido por eles é que os governos estão atacando o problema sem se preocupar com a causa. O mar Morto está secando por conta do consumo abusivo de água, que não será resolvido com a transposição do mar Vermelho. Cerca de 95% da água do rio Jordão que deveria desembo-

car no lago salgado não chega ao seu destino, porque é interceptada por jordanianos, israelenses e palestinos, sobretudo para uso na agricultura. A segunda questão é que o mar Vermelho e o mar Morto possuem qualidade e composição química de água diferente. Ao misturálas, podem-se gerar reações químicas perigosas, como uma crosta de gesso flutuante que poderia acelerar a morte do lago salgado. Alheios às críticas, Israel, Jordânia e Autoridade Palestina seguem seus planos de transpor a água do mar Vermelho e chamam o projeto de “nada menos do que histórico”. Em um ano, eles pretendem abrir as licitações para construir o duto e a usina de dessalinização, para só depois avaliar o impacto ambiental da obra. Será que essa história vai acabar em ressuscitação ou assassinato? Fonte: Super Interessante


ADES ARIEDADES 2 VARIED

Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

-2

Anitta fará parceria com o rapper Pitbull Anitta e rapper Pitbull vão fazer remix de Show das Poderosas A cantora Anitta, que já faz um grande sucesso pelo Brasil, está começando a investir em sua carreira internacional. Depois de lançar um CD em Portugal, ela vai fazer uma parceria com o o rapper americano Pitbull. De acordo com o site “F53 , os dois farão um re-

mix do grande sucesso da cantora, ‘Show das Poderosas’. “É verdade. Ele entrou em contato com a gravadora porque, lá fora, ‘Show das Poderosas’ toca muito. Ele pediu para fazer um remix com ele e eu cantando algumas partes em inglês, algumas em português”, contou ela. Ainda segundo a publicação, Anitta também fará

Amor à vida Globo – 08 h Márcia tem uma ideia para vender mais cachorro-quente. Pilar confessa que sente saudades de Félix. Leila quebra a árvore de Natal da família, e Linda tem um surto. Natasha sai com Rogério, e Thales observa os dois. Ordália apressa Gina para se casar com Elias. César ouve Ninho sorrir perto dele, e Aline o repreende. Valdirene é mais uma vez expulsa do Projac. Carlito pensa em trazer Valdirene de volta a São Paulo. Ignácio se preocupa com as exigências de Gigi. Paloma e Lutero repreendem Perséfone por ter ajudado Glauce na falsificação do registro de Paulinha. Daniel briga com Vanderlei por causa de Perséfone. O juiz marca a abertura do exame de DNA, e Niko fica apreensivo. Carlito descobre onde Valdirene está hospedada no Rio de Janeiro. Félix faz uma nova performance para vender cachorro-quente. Paloma examina o filho de Aline e se preocupa com a criança. César conversa com Lutero sobre seu caso. Aline exige que Patrícia e Rafael lhe deem uma cópia da procuração feita por César. Pecado Mortal Record – A partir de 22 h Dorotéia chega desesperada à casa dos Vê-

neto, mas descobre que todos saíram para a guerra. Patrícia fica aflita à espera de Carlão, sem saber que ele está envolvido no conflito entre bicheiros. Ela leva Rafa e Rodolfo à apresentação na escola. Carlão encontra Valdo, desarma seus seguranças e esmurra o bicheiro. Ele manda que Valdo não desobedeça mais às ordens dos Vêneto. Dorotéia encontra comboio de Otávio e consegue impedi-los de atacar. Ela os alerta sobre emboscada no riacho. Otávio pergunta pelo irmão e fica desesperado ao suspeitar que ele tenha ido ao encontro de Valdo. Perfume e Sabonete dão gargalhada da surra de Valdo. Ele fica furioso e diz que matará Carlão. Anjo segue plano e finge estar drogado. Picasso fica interessado em possível cliente. Perfume conta para Danilo sobre ataque de Carlão a Valdo. Ele diz que o bicheiro foi humilhado e fugiu da cidade. Otávio comemora fim de ataque, sem saber que Carlão foi responsável por ataque a Valdo. Carlão volta às pressas para casa antes que a Patrícia e as crianças cheguem. Ele mente sobre sumiço e diz que torceu o pé em futebol com os amigos. Lívia pede ajuda para Tônia. Ela diz que Mineral pode saber algo sobre o sumiço de Stella. Anjo oferece cocaína para Picasso em troca de sua liberdade. Picasso cai no

Áries Sua produtividade e tomadas de decisão são prejudicadas pela tensão Lua-Vênus, que traz momentos de estresse. Ainda que não surjam grandes problemas, é a soma dos pequenos aborrecimentos que deve lhe deixar abalada!

Libra Pessoas inseguras podem ficar com inveja de seu êxito no trabalho. Portanto, mantenha discrição quanto aos seus projetos, evitando assim possíveis interferências. Assuma as vitórias sem culpa, você é merecedora delas!

Touro Lua e Vênus, opostos, indicam que os problemas de comunicação em suas relações devem trazer uma tensão emocional. A dificuldade de diálogo dificulta as coisas e será preciso saber lidar com as duras palavras dirigidas a você!

Escorpião A oposição de Lua e Vênus compromete o bom entendimento nos relacionamentos. Seja cautelosa com suas palavras, consciente do poder das mesmas. Cuidado com as distrações que podem lhe tirar o foco de suas obrigações!

Gêmeos Não se deixe levar pelos instintos ao tomar suas decisões. A oposição Lua-Vênus em sua área material alerta que você pode acabar sendo seduzida por oportunidades tentadoras. Tenha cuidado com seus gastos, contenha-se! Câncer A oposição Lua-Vênus deixa o clima tenso nas relações pessoais. Ainda que sinta vontade de se isolar, evitando os embates, é preciso encarar os desafios. Mantenha o equilíbrio e enfrente as dificuldades assim que surgirem! Leão As atividades no lar e no trabalho ficam prejudicadas pela montanha-russa emocional que a tensão Lua-Vênus traz. Ocupe a mente com assuntos interessantes mantendo-a mais serena. Não desconte sua frustração nos outros! Virgem Antigas mágoas são trazidas à tona pela oposição Lua-Vênus. Você pode se enrijecer emocionalmente diante das decepções no meio social.

Sagitário Ainda associados, Lua e Júpiter continuam estimulando a autoestima e as melhorias em sua vida. Mas a tensão de Lua e Vênus indica que situações inesperadas podem limitar seus planos. Capricórnio O clima de bom entendimento e união é fortalecido pela conjunção Lua-Júpiter em sua área de relacionamentos. Aquário Antigos ressentimentos nas relações de trabalho voltam a lhe incomodar, com a oposição Lua-Vênus. Isso pode prejudicar os resultados dos trabalhos em grupo. Busque a raiz dos problemas e seja diplomática, promova o diálogo! Peixes Lua e Vênus, tensionados em sua área social, ressaltam as faltas de afinidades nas relações. Mesmo fazendo todo esforço, você não conseguirá unir as pessoas. Busque a companhia daqueles que estejam na mesma energia que você!

uma turnê pela Europa e lançará um DVD inspirado numa outra cantora internacional. “O DVD terá de seis a sete musicas inéditas. Tá um sonho, com o balé gigantesco, 28 bailarinos. A gente vai fazer, no máximo, quatro mudanças de figurinos. Tenho de inspiração a Rihanna, tudo peguei dela, figurino, coreografias, perfil”, completa. Censurada por decote, Fernanda Lima pede desculpas ao Irã A apresentadora Fernanda Lima causou certo desconforto depois que o sorteio da Copa do Mundo, apresentado por ela, foi censurado no Irã devido ao seu decote generoso para a ocasião. Em entrevista a um jornal, Fernanda garantiu que vai tomar mais cuidado daqui pra frente. “Nós somos fruto da nossa cultura e, como ocidental, usei um vestido que qualquer mulher poderia usar numa festa deste nível. Mas fiquei chateada por eles, porque não puderam assistir ao sorteio em direto”, disse ela. “Quero dizer que sinto muito por tudo o que aconteceu”, contou. “Nunca foi minha intenção ofender qualquer país, cultura ou povo, de forma alguma, ou causar qualquer desconforto ou polêmica. Eu posso garantir que levo esta situação como uma aprendizagem e que estarei atenta à mesma ao escolher a roupa para a [Gala da] Bola de Ouro, para que toda a gente possa assistir”. MTV define a substituta de Fiuk no “Coletivation” O ator e cantor Fiuk vai deixar a MTV, após empréstimo da Globo para que apresentasse o “Coletivation”, carro-chefe do canal que foi relançado em outubro.A emissora tinha dúvi-

das sobre quem assumiria a vaga de Fiuk na atração. Maria Eugênia, que integra o reality show “Papito in Love”, era uma das possibilidade. Entretanto, a MTV definiu Kéfera como nova parceira do humorista Patrick Maia. Ela é famosa na internet e seu canal no Youtube já foi acessado por mais de 2 milhões de usuários, como informa o jornal “O Globo”. “Fala Brasil” é líder de audiência em Belo Horizonte Na última segunda-feira (16), o “Fala Brasil”, comandado por Roberta Piza e Carla Cecato, garantiu a liderança para a Record durante sua faixa de exibição na Grande BH. O jornalístico registrou 5 pontos de média, mesmo índice conquistado pela Globo em sua faixa de exibição. Com relação ao SBT, o “Fala Brasil” teve índice 67% superior no horário. Já em “São Paulo”, também na segunda, o “Mais Você” marcou 6 pontos de média, enquanto a Record marcou 5 pontos com o telejornal. No Rio, foram 7 pontos contra 6, também com vantagem para a Globo.

plano e aceita, libertando Anjo.

acredita se tratar dela. Sofia não menciona o apoio de Flaviana e Serguei a seu projeto nas entrevistas. Pedro alerta Sofia sobre sua vaidade. Sidney ajuda Ben a se encontrar com Anita.

Joia Rara Globo – 18:15 h Gertrude descobre que Sílvia é filha de Heitor. Viktor fica chateado com a mentira de Sílvia, mas, ao saber da história de Heitor, apoia a namorada e promete ajudá-la. Pérola fica feliz ao saber que Amélia e Franz estão juntos de novo. Gertrude descobre que Sílvia é filha de Heitor. Franz acusa Manfred de ter mandado acabarem com sua vida, mas o delegado não acredita. Sonan fica incomodado ao ver Matilde com o doutor Rubens. Viktor vasculha a gaveta de Ernest e encontra cartas antigas de Catarina e Heitor. Davi se irrita ao ver Aurora ensaiando com Odilon. Salvador procura Franz e pede que ele o leve até Sílvia. Malhação Globo – 17h50 h Marinalva anuncia que patrocinará o projeto de beleza de Sofia. Anita, Giovana e todos pedem que Monique pense na proposta de fazer parte da turma. Por sugestão de Sofia, Marinalva resolve fazer sua coletiva de imprensa no salão de festas de Maura. Bernardete pensa em voltar a estudar. Raíssa tenta convencer Vera a compreender Anita. Sidney e Sofia implicam um com o outro. Os professores decidem armar um almoço comunitário de fim de ano na escola. Marinalva apresenta Sofia para a imprensa. Clara ouve Vitor falar mal de Luana e

Alexandre Nero no longa “Crô” O ator Alexandre Nero, que vem emendando trabalhos desde a novela “A Favorita”, está disputado na Globo. No ar em “Além do Horizonte” e no semanal “Amor & Sexo”, ele já tem compromissos para o segundo semestre de 2014. O novelista Aguinaldo Silva quer Nero como protagonista de seu próximo folhetim, que entra na sequência de “Em Família”, de Manoel Carlos, cuja estreia acontece em fevereiro. Silva e o ator já trabalharam juntos em “Fina Estampa” e o Alexandre Nero está no ar em “Crô”, filme derivado dessa produção.

Além do Horizonte Globo – 18h00 h Paulinha se afasta de LC e se desculpa por tê-lo beijado. Kléber manda Rita ficar com o brinco na orelha para tentar descobrir a verdadeira dona do objeto. Marlon conversa com Joana, mas Angelique o repreende. Inês fala mal de Lili para Marcelo. André percebe o interesse de Thomaz em sua investigação. Júlia comenta com Flávio seu estranhamento com a falta de notícias de Rafa. Berenice finge dormir enquanto Assis revista as mochilas dos eleitos. Angelique discute com Marlon por tê-la seguido até o alojamento de Joana. Júlia descobre que Rafa sumiu. Thomaz tenta animar Marcelo. Priscila se sente culpada com o sofrimento de Heloísa. Celina questiona Klaus sobre Nilson. Keila encontra o brinco de Celina nos pertences de Kléber. Paulinha conta para Tereza que viu Zélia com atitudes suspeitas. Hermes e Assis suspeitam de que Berenice seja a espiã. Líder Jorge mostra Tapiré para os eleitos. Berenice prepara uma bomba caseira. Keila vê o brinco na orelha de Rita e se enfurece com ela. Tereza manda revistarem o alojamento de Zélia. A cabine do barco dos eleitos explode.

CONCURSOS Por José Pessoa

Concurso MTE 2014 oferecerá 450 vagas O edital de abertura do concurso, a ser organizado pelo Cespe, deverá sair até março de 2014. Vagas serão para Contadores e Agentes Administrativos. Por meio da Portaria 339/2013, o Ministério do Planejamento autorizou a realização de concurso público para o provimento de 450 cargos do quadro de pessoal do Ministério do Trabalho e Emprego. O quantitativo está distribuído entre 35 cargos de Contador e 415 cargos de Agente Administrativo. O prazo para publicação do edital de abertura do concurso será de até seis meses, contado a partir da data da publicação da Portaria (até 27 de março de 2014). A organizadora contratada será o Cespe/UnB, conforme extrato de dispensa publicado no DOU de 04/12/2013. A portaria está publicada no Diário Oficial da União de 27/09/2013, seção 1, página 80. Concursos autorizados para o MCTI oferecerão 161 vagas Prazos para publicação dos editais terminam em janeiro e março de 2014. O Ministerio do Planejamento publicou neste ano portarias que versam sobre a realização de dois concursos para os quadros do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI e de órgãos vinculados

a este ministério, totalizando 161 cargos. Na primeira portaria, foi autorizada a abertura de concurso público para provimento de 75 cargos das Carreiras de Pesquisa em Ciência e Tecnologia, de Desenvolvimento Tecnológico e de Gestão, Planejamento e Infraestrutura em Ciência e Tecnologia, do Quadro de Pessoal do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI. Neste concurso, serão preenchidas 20 vagas de Analista em Ciência e Tecnologia, 40 vagas de Tecnologista e 15 de Pesquisador, todas com a exigência de nível superior. O edital poderá ser divulgado até 05 de janeiro de 2014. A Portaria de autorização, nº 241/2013, está publicada no Diário Oficial da União - DOU de 05 de julho de 2013. A segunda portaria (341/2013) foi publicada na edição do DOU de 27 de setembro de 2013 e trata da realização de concurso público para 86 cargos integrantes do Quadro de Pessoal da Comissão Nacional de Energia Nuclear - CNEN, autarquia federal vinculada ao MCTI. Serão 18 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia (nível superior), 38 para Tecnologista, 20 para Assistente em Ciência e Tecnologia e 10 para Técnico, estas de nível médio. O prazo para liberação do edital é de até seis meses contados da data da portaria (até em março de 2014).


Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

www.altomadeira.com.br (69) 9205-0783 / 8482-1008

Toledo Piza Advogados Associados Justiça Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia PREGÃO ELETRÔNICO Nº047/2013 PROCESSO Nº 0128/2013-SAOFC OBJETO: Formação de Registro de preços, pelo prazo de 12 (doze) meses, para eventual aquisição de MATERIAIS DE EXPEDIENTE para suprir as demandas da Justiça Eleitoral de Rondônia, conforme especificações constantes no ANEXO I – Termo de Referência, que é parte integrante deste edital, independentemente de transcrição. REGIME DE EXECUÇÃO: Execução indireta. CRITÉRIO DE JULGAMENTO: Menor preço por item. ABERTURA: No endereço eletrônico www.comprasnet.gov.br, às 15h00min do dia 9 de janeiro de 2014, horário oficial de Brasília/DF. Sessão pública: Sala de Licitações do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, situado na Avenida Presidente Dutra, nº 1889, Bairro Areal, Porto Velho/RO. AQUISIÇÃO DO EDITAL E INFORMAÇÕES: A partir do dia 19 de dezembro de 2013, nos sítios da internet www.comprasnet.gov.br e www.tre-ro.gov.br ou, ainda, na Seção de Licitações e Compras do TRE/RO, no endereço acima indicado. Telefones para informações: (69) 3211-2082 e 3211-2168. Porto Velho, 19 de dezembro de 2013. RAMON CUJUI FREITAS - Pregoeiro.

Justiça Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia PREGÃO ELETRÔNICO Nº049/2013 PROCESSO Nº 0135/2013-SAOFC OBJETO: Formação de Registro de preços, pelo prazo de 12 (doze) meses, para eventual aquisição de Registro de preços, pelo prazo de 12 (doze) meses, para eventual de aquisição de SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA (material de processamento de dados, material para áudio e material para comunicação), para atender às demandas da Justiça Eleitoral de Rondônia, conforme especificações constantes no ANEXO I – Termo de Referência, que é parte integrante deste edital, independentemente de transcrição. REGIME DE EXECUÇÃO: Execução indireta. CRITÉRIO DE JULGAMENTO: Menor preço por item. ABERTURA: No endereço eletrônico www.comprasnet.gov.br, às 15h00min do dia 10 de janeiro de 2014, horário oficial de Brasília/DF. Sessão pública: Sala de Licitações do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, situado na Avenida Presidente Dutra, nº 1889, Bairro Areal, Porto Velho/RO. AQUISIÇÃO DO EDITAL E INFORMAÇÕES: A partir do dia 19 de dezembro de 2013, nos sítios da internet www.comprasnet.gov.br e www.tre-ro.gov.br ou, ainda, na Seção de Licitações e Compras do TRE/RO, no endereço acima indicado. Telefones para informações: (69) 32112082 e 3211-2168. Porto Velho, 19 de dezembro de 2013. RAMON CUJUI FREITAS - Pregoeiro.

Justiça Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia PREGÃO ELETRÔNICO Nº048/2013 PROCESSO Nº 0129/2013-SAOFC OBJETO: Formação de Registro de Preços, pelo prazo de 12 (doze) meses, para eventual aquisição de material de expediente para atender às demandas da Justiça Eleitoral de Rondônia, conforme especificações, quantidades, termos e condições estabelecidas no ANEXO I – Termo de Referência, que é parte integrante deste edital, independentemente de transcrição. REGIME DE EXECUÇÃO: Execução indireta. CRITÉRIO DE JULGAMENTO: Menor preço por item. ABERTURA: No endereço eletrônico www.comprasnet.gov.br, às 15h00min do dia 08 de janeiro de 2014, horário oficial de Brasília/DF. Sessão pública: Sala de Licitações do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, situado na Avenida Presidente Dutra, nº 1889, Bairro Areal, Porto Velho/RO. AQUISIÇÃO DO EDITAL E INFORMAÇÕES: A partir do dia 19 de dezembro de 2013, nos sítios da internet www.comprasnet.gov.br e www.tre-ro.gov.br ou, ainda, na Seção de Licitações e Compras do TRE/RO, no endereço acima indicado. Telefones para informações: (69) 3211-2082 e 32112168. Porto Velho, 19 de dezembro de 2013. RAMON CUJUI FREITAS Pregoeiro.

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO AVISOS DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO N. 01/2014 PROCESSO DIGITAL N. 161/2013. Objeto: Registro de preços, visando a aquisição de mobiliários diversos, tipo estação de trabalho, para atender às necessidades deste Regional. Abertura das propostas: 08/01/2014 às 11:00h. Início da Disputa de Preços: 11:30h. Edital: www.trt14.jus.br(Consultas/Licitações/2013). Para todas as referências de tempo será observado o horário de Brasília/DF. Porto Velho, 18 de dezembro de 2013. Célia Maria Madureira Serra Pregoeira

Porto Velho, 08 de Novembro de 2013. Ilmo. Sr. Oficial do Registro de Imóveis da Comarca de Porto Velho/RO.

EDITAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL RURAL PESSOA JURÍDICA EXERCÍCIO DE 2014

Terceiro Garantidor: Sra. SANDRA RODRIGUES DOS SANTOS, brasileira, solteira, empresária,portadora da Cédula de Identidade RG n° 4330329-5 e do CPF/MF: 390.541.44904. Endereço para intimação: Avenida Carlos Gomes, n° 1.223, Centro, Porto Velho/RO.CEP: 76801-124. Diante do descumprimento do contrato de Cédula de Crédito n° 6461195, foi dado como garantia o imóvel desta serventia, referente o Registro 1 das matrículas 29.877, 29.878, 29.879, 29.880, 29.881, 29.882. De acordo com a clausula 11.11 demonstra que, vencida e não paga, no todo ou em parte, qualquer prestação, o (a) devedor (a) terá um prazo de carência de 15 dias, fixado livremente pelas partes neste instrumento, para efetuar o pagamento do débito, acrescido dos encargos contratuais e legais. O pagamento do débito atrasado que monta em R$ 158.942,00(cento e cinqüenta e oito mil, novecentos e quarenta e dois reais), referente às parcelas vencidas no período de 15/06/2013 a 15/10/2013, calculado conforme demonstrativo do débito que segue em anexo encontra-se atualizado até 21/12/2013, que deverá ser acrescido de despesas de cobrança e intimação. OBS: Somente receber valor devidamente atualizado conforme planilha anexa com atualização diária, tendo seu termino em 21/12/2013, caso contrario esta serventia entrar em contato com a ora notificante, para obter maiores informações. Sem Mais,

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, em conjunto com as Federações Estaduais de Agricultura e os Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais com base no Decreto-lei nº 1.166, de 15 de abril de 1.971, que dispõe sobre a Contribuição Sindical Rural - CSR, em atendimento ao princípio da publicidade e ao espírito do que contém o art. 605 da CLT, vêm NOTIFICAR e CONVOCAR os produtores rurais, pessoas jurídicas, que possuem imóvel rural, com empregados ou não, e/ou empreendem, a qualquer título, atividade econômica rural, enquadrados como “Empresários” ou “Empregadores Rurais”, nos termos do artigo 1º, inciso II, alíneas a, b e c do citado Decreto-lei, para realizarem o pagamento das Guias de Recolhimento da Contribuição Sindical Rural do exercício de 2014, devida por força do que estabelecem o Decretolei 1.166/71 e os artigos 578 e seguintes da CLT, aplicáveis à espécie. O seu recolhimento deverá ser efetuado impreterivelmente até o dia 31 de janeiro de 2014, em qualquer estabelecimento integrante do sistema nacional de compensação bancária. A falta de recolhimento da Contribuição Sindical Rural, até a data de vencimento acima indicada, constituirá o produtor rural em mora e o sujeitará ao pagamento de juros, multa e atualização monetária previstos no artigo 600 da CLT. As guias foram emitidas com base nas informações prestadas pelos contribuintes nas Declarações do Imposto Sobre a Propriedade Territorial Rural – ITR, repassadas à CNA pela Secretaria da Receita Federal do Brasil, com amparo no que estabelece o artigo 17 da Lei nº 9.393, de 19 de dezembro de 1.996, e o 7º Termo Aditivo, celebrado entre a CNA e a SRFB, remetidas, por via postal, para os endereços indicados nas respectivas Declarações. Em caso de perda, de extravio ou de não recebimento da Guia de Recolhimento pela via postal, o contribuinte deverá solicitar a emissão da 2ª via, diretamente, à Federação da Agricultura do Estado onde tem domicílio, até 5 (cinco) dias úteis antes da data do vencimento, podendo optar, ainda, pela sua retirada, diretamente, pela internet, no site da CNA: www.canaldoprodutor.com.br. Eventuais impugnações administrativas contra o lançamento e cobrança da contribuição deverão ser feitas, no prazo de 30 (trinta) dias, contado do recebimento da guia, por escrito, enviada pela CNA, situada no SGAN Quadra 601, Módulo K, Edifício CNA, Brasília - Distrito Federal, Cep: 70.830-021. O protocolo das impugnações poderá ser realizado pelo contribuinte na sede da CNA ou da Federação da Agricultura do Estado, podendo, ainda, ser enviada diretamente à CNA, por correio, no endereço acima mencionado. O sistema sindical rural é composto pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil–CNA, pelas Federações Estaduais de Agricultura e/ou Pecuária e pelos Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais. Brasília, 16 de dezembro de 2013.

Atenciosamente, BANCO BRADESCO S/A.

Kátia Regina de Abreu Presidente

BANCO BRADESCO S/A, com sede na Cidade de Deus, Vila Yara, Osasco/SP, inscrito no CNPJ/MF sob nº 60.746.948/0001-12, por seu Advogado e procurador que esta subscreve, vem, respeitosamente à presença de Vossa Senhoria, solicitar a expedição de NOTIFICAÇÃO nos termos do artigo 26 da Lei nº 9.514 de 20/11/97 e Prov. de nº 11/2013, frente ao inadimplemento contratual de: Emitente: MANAGEMENT CONSULTORIA E SERVICO CNPJ: 63.613.947/0001-98. Endereço para intimação: Rua Salgado Filho, n° 3.296, São João Bosco, Porto Velho/RO. CEP: 76803-776.


4 ESPORTES

Porto Velho, Rondônia, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

-2

MUNDIAL DE CLUBES

Para jamais acreditar: Galo perde para o Raja e é eliminado do Mundial Derrota por 3 a 1 em noite trágica em Marrakesh interrompe sonho mundial do Atlético e coloca surpreendente time do Marrocos na final do torneio Para o clube que sempre acreditou, é inacreditável. O Atlético viu seu maior sonho se transformar no maior dos pesadelos nesta quarta-feira. Viu a terra encantada de Marrakesh virar um lugar maldito. Viu tudo ruir: esperança, fé, um lugar na eternidade. Viu o Raja Casablanca, com vitória por 3 a 1, ir à final do Mundial de Clubes e arrebentar com milhões de corações atleticanos – milhares deles presentes no Marrocos. O elenco campeão da Libertadores, histórico, encontra o outro lado da moeda. É uma enorme tragédia. É um dos piores dias, talvez o pior, dos mais de 100 anos de vida do Galo. Foi uma derrota avassaladora, que remete a 2010, quando o Inter foi eliminado pelo Mazembe, da República Democrática do Congo. O Raja Casablanca saiu na frente, o Galo empatou com Ronaldinho, e aí os africanos fizeram mais dois e levaram ao delírio, a um júbilo histórico, sua apaixonada torcida. O futebol marroquino vive um momento sem igual. É um dia para a posteridade. Com a vitória, o Raja pega o Bayern de Munique na final. O jogo será no sábado. Sua

prévia será a disputa do terceiro lugar, entre o Atlético e o Guangzhou Evergrande, da China. O mais tenso dos dias Existem momentos de tensão que são quase físicos, quase palpáveis – de tão fortes, parece ser possível guardá-los numa caixa e levá-los para casa. Os primeiros 45 minutos da fria noite deste 18 de dezembro, em Marrakesh, desafiaram a torcida do Atlético em sua capacidade de controle, de sanidade, até de respiração. Nas chuteiras de um sujeito chamado Moutaouali, o camisa 5 do Raja Casablanca, o Galo viveu suas maiores agonias, testou seus maiores pesadelos. Quase. Duas vezes, ele quase marcou. Foi assustador. O Atlético jogou mal no primeiro tempo. Caiu na areia movediça da estreia, se enredou nas teias do temor de uma eliminação prévia. Não conseguiu encaixar seu ataque e ainda sofreu horrores em sua defesa – muito mais do que sua torcida queria e previa. A persistência do 0 a 0 foi um alívio. Desde o começo, o Raja mostrou que se sentia capaz de encarar os brasileiros e seu

evidente favoritismo. Os marroquinos foram agressivos, ousados. Não se amedrontaram. E foram crescendo aos poucos, de forma quase imperceptível, até explodir em duas chances claras. Na primeira, aos 35, Moutaouali pegou cruzamento da esquerda e mandou o chute. Victor, beatificado seja, espalmou. Pouco depois, o mesmo jogador recebeu livre pela esquerda e bateu cruzado. Foram os suspiros de todos os atleticanos que fizeram aquela bola sair. Ressalve-se, porém, que o Atlético conseguiu ter controle de boa parte do primeiro tempo. Lá pelo 15 minutos, entrou no jogo, tramou jogadas, triangulou, procurou Jô, usou Ronaldinho. E quase marcou também. Fernandinho avançou pela esquerda e acionou Lucas Cândido, que mandou o cruzamento. Jô arremessou o corpo na bola do jeito que deu. Conseguiu desviá-la. Mas ela, maldosa, subiu e decidiu sair. Fernandinho, de novo, em outra chance, em chute cruzado, viu a bola passar rente à trave africana. A pior das noites Nada é ruim a ponto de não poder piorar. A lei dos pessi-

Não houve milagre de São Victor capaz de evitar o segundo gol, de Moutaouali, em cobrança de pênalti (Foto: AFP) mistas açoitou a alma dos atleticanos aos cinco minutos do segundo tempo. Iajour, camisa 20, disparou pela direita. O Atlético sabia que seria atacado por ali. O Atlético sabia que a velocidade era a arma suprema do adversário. E permitiu que o jogador surgisse naquele canto do campo mesmo assim. Ele avançou livre e mandou o chute. Deve ter durado um segundo, não mais que isso, entre o instante em que o pé de Iajour bate na bola e o momento em que a bola encosta na rede. Mas a contagem de tempo de um pesadelo não conhece relógio. Durou anos, décadas, a vida inteira ver aquela bola engatinhar, passar por Victor e entrar. Incrível: entrar. Inacreditável: entrar. Simplesmente não podia ser verdade. E era? Para uma torcida que sempre acreditou, que sempre acredita e sempre vai acreditar, não seria aquele apenas mais um elemento de sua eterna trama de reviravol-

tas? Ronaldinho, mágico, mudou tudo. Eram 17 minutos. O craque se posicionou para bater falta na beirada da área, mais pro lado esquerdo, enquanto Marcos Rocha era substituído, revoltado, cuspindo marimbondos. E aí lá foi aquela bola, teleguiada, predestinada, cumprir seu destino, beijar o ângulo do Raja. Era o alívio, era a esperança. Mas ainda faltava um problema a resolver: a péssima atuação do time. Logo depois do gol, o Galo deu sinais de que dominaria a partida. Mas o Raja continuava extremamente perigoso nos contraataques, encontrando surpreendentes espaços na zaga brasileira. Não havia mais unhas a serem roídas. Não havia mais santos aos quais apelar. Tudo era tensão, tudo era agonia. Jô, de cabeça, ameaçou. Fernandinho se tornou mais participativo. Ronaldinho passou

a errar passes. E o relógio martelando, martelando, martelando. E o Raja sempre ameaçando. Iajour, da entrada da área, mandou à direita de Victor. Quase outro dele. O diabo é saber que tudo era apenas preâmbulo para que o pior acontecesse. Iajour adentrou a área e foi ao chão. A arbitragem viu pênalti de Réver nele. Moutaouali bateu. Moutaouali fez. Não era apenas a mais tensa das noites: era a pior das noites. Às favas com os minutos finais do jogo, com a luta final do Atlético, com a batalha final pelo empate, que ainda acabou em terceiro gol do Raja, de Mabide, aos 48 minutos do segundo tempo, depois de bola na trave de Moutaouali em toque por cobertura de Victor. O resto é silêncio, é dor, é incredulidade. Porque é impossível acreditar. A torcida que sempre acreditou agora luta contra o inacreditável.

Brasil supera fantasma das quartas e vai a semifinal histórica no Mundial Depois de bater na trave no Mundial de 2011 e nas Olimpíadas de Londres, seleção vence Hungria em jogo de duas prorrogações e continua na briga por medalha inédita Conversamos que não íamos sair da quadra sem vencer o jogo. Não importava o amanhã, só o hoje. Conseguimos. Já joguei Liga dos Campeões, Mundial, Olimpíadas, mas esse Mundial é especial, por esse grupo, por sempre confiarem no nosso trabalho. Acabou a maldição das quartas de final. Chega. Entramos na história, como entramos na história em 2011. Mas agora isso não significa muita coisa. Precisamos festejar até meia-noite e depois temos que pensar na partida das semifinais, que vai começar tudo do zero - disse Alê.

Gorbicz lidera o ataque da Hungria contra o Brasil no Mundial O Brasil precisou bater na imagens do jogo. A artilheira do jogo foi a bratrave duas vezes para conseguir espantar o fantasma das sileira e melhor jogadora do munquartas de final. Na tarde des- do Alexandra Nascimento, com ta quarta-feira, na Arena Bel- dez gols. Duda ainda fez outros grado, a seleção brasileira fe- seis para o Brasil. Com sete, minina de handebol derrotou a Zsuzsanna Tomori foi a goleadoHungria por 33 a 31 e chegou ra da Hungria. A adversária das às semifinais do Mundial da brasileiras na semifinal será a Sérvia, para fazer a melhor Dinamarca, que eliminou a Alecampanha da história da mo- manha nesta quarta. Na primeidalidade no país. Após o tem- ra fase, o selecionado do Brasil po normal terminar empatado bateu as dinamarquesas por 23 em 26 a 26, foram necessári- a 18. Na outra semi, a Polônia as duas prorrogações (29 a 29 bateu a França, atual vice-camao fim da primeira) e muito peã do mundo, e pega agora a sofrimento. Mas a equipe ver- Sérvia, que tirou a atual campeã de e amarela superou os trau- Noruega. Os finalistas serão comas de 2011, quando caiu di- nhecidos na próxima sexta-feiante da Espanha nas quartas ra, às 15h e às 17h45m. A partido Mundial de São Paulo, e da entre Brasil e Dinamarca será de 2012, em mais uma derro- a segunda do dia. Foi muito duro, difícil, 60 ta nas quartas, dessa vez para a Noruega, nas Olimpíadas de minutos, depois mais dez miLondres. Confira galeria com nutos e mais dez minutos.

BRASIL ABRE VANTAGEM Ao contrário dos outros jogos, Brasil e Hungria conseguiram logo o gol. No primeiro ataque, as húngaras saíram na frente com Tomori, mas Alexandra empatou em tiro de sete metros, tudo isso antes do primeiro minuto. Alê, aos três, virou para 2 a 1. E com ela de novo, a seleção abriu dois gols, em novo sete metros. O Brasil conseguiu abrir 5 a 1, enquanto a Hungria tinha dificuldades para vencer a defesa verde e amarela. O segundo gol das europeias só veio aos nove, com Szusanszki. Mas Duda fez 6 a 2. Aos 15, o placar era de 7 a 4, com Babi bem no gol em um jogo equilibrado e nervoso. Aos 17, a arbitragem penalizou a goleira Babi com dois minutos por não deixar a bola no chão quando a posse de ataque era das húngaras, retardando o jogo. Mayssa entrou em seu lugar, mas pisou em quadra antes da saída de uma jogadora de linha e, por isso, o Brasil sofreu outra punição, ficando dois minutos sem duas jogadoras. Mesmo assim, Samira, no contra-ataque, abriu 9 a 5. Triscsuk diminuiu. E a arbitragem viu outra penalidade, desta vez de

Deonise, fazendo a seleção ficar 30 segundos com três a menos. Mesmo com desvantagem numérica, Mayssa pegou um sete metros de Gorbicz, mas a Hungria diminuiu para 9 a 8, com Tomori duas vezes. Até Duda voltar a marcar para a seleção: 10 a 8. Em contra-ataque, aos 24, Samira fez 11 a 9 para a seleção. Do banco de reservas, Morten pedia paciência e foco, mesmo com as meninas reclamando muito da arbitragem. Ana Paula, em tiro de sete metros, voltou a colocar o Brasil com três gols de vantagem: 12 a 9. No minuto final, com gols de Redei e Szamoransky, o Brasil terminou na frente, mas a Hungria trouxe a diferença para apenas um gol: 12 a 11. EMOÇÃO E EMPATE NO FIM DOS 60 MINUTOS O segundo tempo começou equilibrado. Nos primeiros cinco minutos, a Hungria conseguiu igualar em 16 a 16, mas Samira, na ponta, colocou a seleção de novo na frente. Anita Gorbicz, até então muito bem marcada, anotou seu primeiro gol e empatou de novo. Colocando pressão na seleção, as húngaras fizeram o Brasil errar bolas que até aquele momento não aconteciam, e virou o jogo com Gorbicz: 18 a 17, com Deonise sendo suspensa por dois minutos em seguida. Aos 12, a Hungria abriu dois gols, fez 20 a 18, e dominava as ações, defendendo bem e atacando com velocidade. Duda descontou e voltou o jogo para um gol de prejuízo. Um minuto depois, Fernanda igualou em 20 a 20. Aos 16, a Hungria, com Redei e Szucsanszki, colocou as húngaras de novo com dois gols de frente: 22 a 20. Mas Alê apareceu segundos depois para diminuir. Aos 20, a seleção perdia por um gol, 23 a 22, e falhava no ataque quando não podia.

Edenilson gostou da proposta, mas aguarda posição do Timão (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

Proposta italiana agrada a Edenílson, mas Timão ainda aguarda contato Empresário do lateral diz que números são atrativos, mas diretoria mantém cautela e espera algo oficial para dizer se negocia ou não O Corinthians aguarda uma proposta oficial pelo lateral-direito Edenílson, mas não se empolga muito com a possibilidade de negociar o jogador. Um clube italiano entrou em contato com o empresário Jorge Machado e apresentou números satisfatórios, mas o Timão não recebeu um documento oficial com proposta por Edenílson. Os números iniciais de uma sondagem não agradaram ao clube, que ainda aguarda nova manifestação dos italianos. - Estamos aguardando essa proposta, mas ainda não chegou ao Corinthians. Só foi conversado e não temos nada de oficial - afirmou o diretor de futebol Roberto de Andrade, à “rádio Bandeirantes”. O empresário de Edenílson diz que as bases apresentadas ao jogador são atrativas, mas que respeita o acordo entre o jogador e o Corin-

thians. No ano passado, valorizado por propostas da Europa, o lateral teve uma extensão de contrato e um aumento salarial. - É lógico que o futebol brasileiro não consegue competir com a Europa em termos de salário. No caso do Edenílson, é uma proposta boa, seria uma situação boa para ele, mas sem se empolgar com isso – disse Jorge Machado, também à rádio. - A situação passada para mim e para ele foi aceita, mas temos consciência do contrato com o Corinthians - completou. Com a aposentadoria de Alessandro, o Corinthians não tem intenção de negociar Edenílson – a não ser que um valor muito atrativo seja oferecido. Para a posição, o clube está atrás de Rafinha, do Bayern de Munique, que está na disputa do Mundial de Clubes, em Marrocos.

Alto Madeira  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you