Page 1

Ano X - nº 108 - Agosto de 2018 - Fortaleza - Ceará

www.jcce.com.br - www.jornaldocomerciodoceara.com.br

Emails: j.comercio@hotmail.com - jornaldocomerciodoceará@gmail.com

Ceará vai receber R$ 1 bilhão e obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza serão retomadas SÃO GONÇALO DO AMARANTE Neste mês de agosto, o Governo Federal autorizou a contratação de financiamento da ordem de R$ 1 bilhão para a conclusão da linha. O empréstimo será feito pelo BNDES. Contando com o esforço do presidente do Senado, Senador Eunício. Conforme Camilo, o novo recurso deverá garantir que as obras sejam retomadas “em breve”. (Veja página 3)

Governar com o povo: a marca da gestão do Prefeito Cláudio Pinho

Prefeito Cláudio Pinho

Mário Behring Cartão de crédito é O criador das Grandes a principal dívida das Lojas Maçônicas do Brasil famílias brasileiras (Página 3)

Campanhas de vacinação devem ser impositivas e punir as omissões (Pág. 2)

A população de São Gonçalo do Amarante, já se concientizou desse objetivo, acrescentando que o acesso aos serviços públicos, as grandes obras de infraestrutura e atenção especial dada à saúde pública e à educação, como também à cultura, na gestão Cláudio Pinho, ao longo desses dois mandatos, tiveram um papel indispensável para o desenvolvimento econômico da cidade. (Página 7)

Relíquias de Padre Cícero O Brasil precisa de um estadista e Artesanato e Folclore do Cariri ganham mostras no Rio de Janeiro (Pág. 9)

ELEIÇÕES Seis especialistas comentam os impactos das pesquisas no mercado financeiro António Matos

No ano de 1901, Mário Behring transfere-se de sua cidade natal, Ponte Nova, em Minas Gerais, para o Rio de Janeiro. Possuidor de certa experiência como maçom iniciado na Loja “União Cosmopolita”, de sua terra, na capital da República, filiou-se à Loja “Comércio e Arte”, vindo a ser nomeado Membro da Comissão de Redação do Boletim Oficial do Grande Oriente do Brasil, criado em 17 de junho de 1822. (Pág.8)

Nessas eleições de 2018 chegou o momento do povo brasileiro refletir sobre os acontecimentos que abalaram o processo democrático brasileiro, mais precisamente no ano de 2016, quando a infantil democracia nacional foi ferida gravemente. (Página 3)

“Esse cenário desfavorece a estabilidade do mercado, pois gera muita insegurança para a economia”, diz Daniela Casabona. (Mais detalhes na página 5)

HÁ MAIS DE 150 ANOS FAZENDO HISTÓRIA

Insegurança jurídica brasileira/Editorial


2

Editorial/Opinião/Cartas

Fortaleza-CE - Agosto de 2018

Correio/JCC Eleições Gerais sem eleitores

Insegurança jurídica brasileira Para ser mais direto, é inexplicável a volatilidade das decisões, dos entendimentos, e até das opiniões e explicações que os magistrados fazem à mídia das suas decisões e interpretações dos fatos. Da noite para o dia essas autoridades mudam de pensamento e o que é mais incômodo, é que hoje eles buscam a imprensa para revelar as suas opiniões.

O Brasil, se você prestar bem atenção, vive um momento muito parecido com o seu vizinho Venezuela. A questão econômica daquele país explicitamente exposta para o mundo ver, na prática, não nos afasta das comparações. A Venezuela tem hoje 32 milhões de pessoas, sendo que quase 90% estão na linha de pobreza. E o Brasil quase 208 milhões de habitantes e 40 milhões na miséria idêntica à venezuelana. O que chama à atenção, é que tanto aqui como lá, o Estado e os governos não admitem uma situação de caos social insustentável, do ponto de vista de um regime Constitucional. Ou seja, o conjunto de leis que organiza o Estado e os seus cidadãos, conduzindo todas as práticas sociais no seu dia a dia, nas relações pessoais, empresariais e governamentais. No entanto, as indefinições da aplicação das leis Constitucionais que nos últimos anos vêm sendo mais evidentes no nosso País, dá a sensação de que no Brasil não há a mínima segurança jurídica. O fato de um candidato condenado e preso ter ou não o seu registro de candidato deferido dividindo a opinião de magistrados é apenas uma expressão da vez, por conta do período eleitoral. Principalmente desde o início da Operação Lava Jato, com a acusação, condenação e prisão de importantes membros do Legislativo, Executivo e também o envolvimento de agentes do Ministério Público e do Judiciário sob suspeita de desvio de conduta, o Brasil mostrou a sua vulnerabilidade jurídica. As próprias divergências – juridicamente fundamentais – entre os membros da Suprema Corte, em sessões de audiência pública, via as mídias eletrônicas, levam a desacreditar na eficácia da nossa Lei Maior. Os choques explícitos entre as decisões de instâncias de Primeiro, Segundo e Terceiro Grau derramam em todo o País a sensação de insegurança jurídica. Para ser mais direto, é inexplicável a volatilidade das decisões, dos entendimentos e até das opiniões e explicações que os magistrados fazem à mídia das suas decisões e interpretações dos fatos. Da noite para o dia essas autoridades mudam de pensamento e o que mais incomoda é que hoje eles buscam a imprensa para revelar as suas opiniões. O artigo 5º da nossa Constituição, da República Brasileira: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”, desde há muito está sob suspeita, para a sociedade. O problema maior da nossa Justiça não é a produtividade – o que não deixa de ser muito preocupante – mas também melhor capacitação dos protagonistas, e o mal maior do serviço público em geral: Dedicação à causa, ao Ofício.

Jornal do Comércio do Ceará Ltda/ME DIRETOR PARA PROJETOS ESPECIAIS CNPJ: 27.957.805/0001-84 Gildson Massilon Jornal do Comércio do Ceará DIRETOR DE CULTURA E OUTROS CNPJ: 34.956.268/0001-13 PROJETOS Rua Barão do Rio Branco, 1071, Edifício Lobras Auriberto Vidal Cavalcante sala 520 5º andar - Centro Fortaleza - CE Mtb-CE: 1552 Telefones: 9.8846.0975 - 9.9674.5186 REPÓRTER FOTOGRÁFICO: DIRETOR ADMINISTRATIVO Fernando Farias Antonio José Matos de Oliveira Reg: CE 688 JP DIRETOR COMERCIAL REPRESENTAÇÃO EM BRASÍLIA José Nagibe Pontes EDITOR GERAL Renato Freitas - Reg. DF 9641 JP. Carol Cabral - Reg. CE 0003312 JP JURÍDICO REDATORA Dra. Maria do Carmo Pimentel Márcia Catunda Dr. Azenclévio Saboia DIRETOR DE MARKETING TIRAGEM: 5.000 exemplares Marcus Vinícius Araújo TIRAGEM ON-LINE: 100 mil

Campanhas de vacinação devem ser impositivas e punir as omissões *Luiz Carlos Borges da Silveira As notícias sobre campanhas de vacinação e seus resultados revelam sistematicamente que as metas não vêm sendo atingidas. Esse fato gera natural preocupação na saúde pública devido ao recrudescimento de doenças existentes e reaparecimento de outras que pareciam erradicadas. Além disso, há o surgimento de doenças novas que igualmente merecem atenção em termos preventivos. Até alguns tipos de gripes têm registrados casos fatais, segundo recentes informações. Dados oficiais revelam baixa cobertura nas regiões; no Sudeste, que apresenta o melhor desempenho registrado, não mais do que 77% do público-alvo foram cobertos. Sem dúvida, há uma espécie de conspiração contra a mobilização pela saúde pública. Inacreditavelmente, há pessoas e grupos com ideias antivacinação que pelas redes sociais disseminam conceitos estapafúrdios que vão de crenças religiosas a posições ideológicas. Esses grupos criam mitos e boatos, como sobre a imunização contra a gripe, de que a vacina faz com que a pessoa fique gripada, quando na verdade ela previne infecções e pode salvar muitas vidas. Esta realidade tem feito que os médicos se mostrem vigilantes e dediquem mais tempo para o convencimento sobre a importância da imunização preventiva. A vacinação é o meio de enfrentar o problema e isso depende de campanhas sociais, chamamento e efetivas ações. Se as campanhas não estão produzindo os resultados esperados devem ser revistas e reestudadas para se saber onde estão as falhas. Ultimamente, foram deflagradas campanhas contra poliomielite, sarampo, febre amarela, dengue, influenza, entre outras, com baixo nível de imunização, o que é preocupante. No final da semana passada ocorreu o chamado dia D de vacinação contra sarampo e poliomielite. O Ministério da Saúde informou que a cobertura ficou em torno de 40% do público-alvo e a mobilização foi estendida até o final do mês. Essa dificuldade de resposta positiva não é problema atual, mas deve ser enfrentado com criatividade e rigor. Quando assumi o Ministério da Saúde, em 1987, ainda havia casos de poliomielite, principalmente no Nordeste. A população se mostrava refratária ao chamamento para comparecer aos postos de saúde. Foi necessário desenvolver uma campanha maciça, até o Exército colaborou indo às casas para vacinar a população e as metas foram cumpridas. Mas era preciso estimular a vacinação em todo o país. Então, o Ministério promoveu concurso nacional para criar um ícone, um personagem que influenciasse principalmente crianças. Surgiu a figura do “Zé Gotinha”, até hoje mantida, mas ultimamente muito pouco utilizada. Na época, o Brasil se tornou modelo em vacinação e a pólio foi erradicada. Em dezembro de 1987 assinei a portaria criando a figura do “Zé Gotinha”.

Atualmente a poliomielite é ameaça constante e somente pode ser barrada com imunização. De acordo com dados oficiais há risco de retorno da doença e que mais de 300 cidades estão abaixo da meta preconizada para vacinação, o que levará à formação de bolsões de pessoas não vacinadas, possibilitando, assim, a reintrodução do poli vírus e do sarampo. O Ministério da Saúde reconhece que há dificuldade em cumprir as metas e foi feito novo alerta para a gravidade da situação. Na sequência, campanhas foram realizadas sem modificação do quadro. Tenho notado que as campanhas acabam prorrogadas, por não alcançarem as metas previstas, há casos em que até sobram vacinas em alguns municípios. Parece que há desinteresse da população, das famílias, e as doenças vão se alastrando. Entendo que se campanhas educativas e de conscientização não estão surtindo efeito desejado, que sejam obrigatórias. Há que se buscar formas e meios para isso e estabelecer punição de pais e responsáveis que se mostrarem desinteressados ou omissos, algo como suspensão de benefícios sociais ou mesmo multa pecuniária. Não será nenhuma arbitrariedade, pois se trata de saúde pública, do bem-estar da população. Para outras situações que colocam em risco especialmente crianças, como em educação e questões sociais, há instrumentos legais para chamar à responsabilidade e até punições previstas. Por que não adotar salvaguardas semelhantes quando se refere à saúde física? Somente a possibilidade de punição já seria suficiente para inibir eventuais omissões de responsáveis. Não é admissível que doença que se supunha erradicada reapareça e que as endêmicas sigam a crescer, fazendo vítimas, causando preocupação e a passividade continue. Os riscos são evidentes. A possibilidade de algumas doenças graves que já haviam sido eliminadas no Brasil voltarem a atingir a população é uma realidade preocupante. Diante da ameaça do retorno do sarampo e da poliomielite, que podem ser prevenidas a partir da vacinação, os dados de cobertura vacinal no País se mostram abaixo da meta. É evidente a importância de manter a vacinação em dia para evitar essas doenças e suas sequelas. Enfermidade não é apenas quadro patológico que afeta a população, contamina também a produção laboral e onera o sistema de saúde pública. A vacina é a melhor forma para evitar o retorno de doenças eliminadas e para atacar as que estão assediando a população. É na saúde que mais vale a máxima de que é melhor prevenir do que remediar. Imunização vacinal é o caminho preventivo - todavia, com seriedade, responsabilidade e se necessário com rígida obrigatoriedade. *Luiz Carlos Borges da Silveira é médico. Foi Ministro da Saúde e Deputado Federal. Como ministro foi o criador do “Zé Gotinha”.

O Brasil vive mais um capítulo surreal da sua corrupta história política republicana... mais um processo eleitoral caríssimo em que duvidosas urnas eletrônicas serão usadas para escolher os Representantes do povo. E o povo paga até a campanha bilionária dos seus boníssímos representantes que supostamente vão trabalhar pelo bem-estar coletivo e, por fim, acabam ficando ricos da noite para o dia, fazendo da política um investimento de retorno certo porque a Justiça tem poucos ‘Moros’ para frear o ímpeto dos que já entram para se movimentar fingindo trabalhar para o povo. Basta ver as declarações de bens das principais candidaturas ao cargo de Presidente da República: todos milionários e os que nada declaram escondem seus rendimentos do povo e da Receita Federal. Esta será a maior eleição com ausência de eleitores. O voto vai ser escasso e muito suado, além de caro. O TSE faz propaganda, quase pedindo por amor de Deus, que observemos nos nomes que aí estão os que buscam reeleição para ter foro privilegiado. POUCOS TÊM FICHA LIMPA... Vamos ter um pleito sem eleitores numa Democracia em que o voto é obrigado e não facultativo. Uma legião de eleitores desempregados não tem o menor incentivo de sair de casa para dar emprego político por quatro anos a quem nada vai fazer de bom para os desvalidos desta República de Bruzudangas que é o que foi transformado o Brasil pelas atuais e velhas raposas que se digladiam para se perpetuarem no poder às custas da pobreza e da miséria da grande maioria do povo brasileiro que não indo votar em 7 de outubro próximo vai continuar assistindo a tudo bestializado. Alaercio Flor é jornalista e sociólogo e membro efetivo da ACI.

Sr. Editor Esse filme eu já assiti Sou um simples trabalhador que passou a vida toda ralando para dar uma condição de vida aos meus filhos e minha mulher. Escrevo para esse jornal porque sei que vocês não omitem nem cortam o nosso comentário como muitos jornais, rádios e televisões vendilhões fazem. Pergunto para as autoridades judiciárias desse país se elas não tem vergonha na cara quando condenam um homem como o ex-presidente Lula por ser dono de um imóvel que não tá no nome dele, isto é, condenam por suposição? Cujo o verdadeiro dono até já vendeu pra outra pessoa. Se isso fosse verdade a opinião internacional não estaria ao lado do Lula, Lula não receberia manifestação de solidariedade de muitos artistas desse país, inclusive artistas globais e até o Papa Francisco. A ONU não tinha recomendado às autoridades brasileiras para deixar Lula concorrer as eleições, alegando que seus diretos civis foram suprimidos por um juiz e um colegiado que age sob suspeição e parcialidade e que fazem juízo político na hora de condenar. Quero deixar bem claro que o povo sabe o que é melhor pra ele, o povo vota em quem fez alguma coisa por ele e, com certeza, não é esse governo que está aí vendendo o Brasil e colocando na sua propaganda “Não vamos perder o que foi conquistado”, que ironia desses canalhas que tomaram o governo do Brasil na marra apoiado por um bocado de alienados senadores e deputados. Fiquem sabendo de uma coisa: eu e minha família e muita gente que eu conheço vota no Lula ou no candidato que ele indicar. Esse filme eu já assisti: pegaram Lula pra Cristo e trocaram por Barrabás. Flávio José Morais Castanheira Professor/Fortaleza /Ceará


Infraestrutura/Economia/Análise

Fortaleza-CE Agosto de 2018

3

Ceará vai receber R$ 1 bilhão e obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza serão retomadas Neste mês de agosto, o Governo Federal autorizou a contratação de financiamento da ordem de R$ 1 bilhão para a conclusão da linha.O empréstimo será feito pelo BNDES. Contando com o esforço do presidente do Senado, Senador Eunício. Conforme Camilo, o novo recurso deverá garantir que as obras sejam retomadas “em breve’’.

O Brasil precisa de um estadista

volvimento do Ceará e a melhoria da qualidade de vida, gerando mais emprego e renda.

Da redação

Com as obras paradas há quase 5 anos, finalmente a Linha Leste do Metrô de Fortaleza vai ser concluída. Uma das metas (inauguração da linha) da administração do Governador Camilo Santana para melhorar a qualidade de vida dos cearenses da capital – Fortaleza – anunciadas ainda em campanha, em 2014, será mesmo realidade. Esse projeto foi iniciado no Governo Cid Gomes, como uma das maiores obras governamentais do Estado, com a garantia da então Presidenta Dilma. No entanto, devido às dificuldades políticas e econômicas que o País passou a enfrentar nos anos seguintes, esse sonho fortalezense já estava esquecido. O Ceará é, hoje, o Estado brasileiro que mais tem referência administrativa na continuidade de obras e/ou políticas públicas essenciais para a população passando de Governo a Governo. Grandes projetos de logística/transporte, saneamento, recursos hídricos, educação e a saúde, por exemplo, vêm tendo continuidade nas administrações seguintes, garantindo o desen-

Palavra é Palavra Camilo, ainda em campanha para a sua primeira gestão, assegurou aos cearenses a continuidade dos projetos que vinham destacando o Ceará nas áreas da Educação, Saúde, Transportes, geração de renda, abastecimento de água, inclusive no interior, entre outros, que tiveram grande impulso no Governo Cid Gomes. E a linha Leste do Metrô de Fortaleza é uma das mais importantes, pois será a maior obra do Estado no setor de transporte urbano de Fortaleza. A conclusão desse projeto é decisiva para a melhoria da qualidade de vida do fortalezense. Neste mês de agosto, o Governo Federal autorizou a contratação de um financiamento na ordem de R$ 1 bilhão para a conclusão da linha, ligando – fase completa – o Centro da capital cearense aos bairros Aldeota, Papicu e Edson Queiroz. O empréstimo será feito pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Contando com o esfor-

ço do presidente do Senado, Senador Eunício. Conforme Camilo, o novo recurso deverá garantir que as obras do trecho sejam retomadas “em breve”. Esse aposte será para a primeira etapa: Centro Fortaleza ao bairro Papicu. Apoio político Esses recursos do BNDES se somam aos R$ 673 milhões já liberados pelo Ministério da Integração Nacional, via Caixa Econômica. O senador Eunício Oliveira destacou a alegria de participar desse momento, após todo o esforço para que o projeto do Metrofor fosse contemplado. Ele parabenizou o Governador por ter deixado o Estado apto a receber os investimentos federais. A Linha Leste, quando concluída, atenderá à principal região financeira e comercial de Fortaleza. Será uma linha metroviária subterrânea para transporte de passageiros, contando com 12,4 km de via dupla (11,1 km subterrâneos, 0,5 km de trecho em transição e 0,8 km em superfície), 13 estações (12 subterrâneas e uma em superfície) e demanda prevista de 400 mil passageiros por dia.

Cartão de crédito é a principal dívida das famílias brasileiras. Aplicativos podem auxiliar no controle das finanças Uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), divulgada em março deste ano, apontou que o cartão de crédito é o principal tipo de dívida das famílias brasileiras, independentemente da renda. O estudo indicou que aproximadamente 78% das famílias com renda domiciliar de até dez salários mínimos devem no cartão. Em seguida, estão os carnês (13,9%) e o financiamento de carros (10,6%).

Para quem está buscando alternativas para controlar as finanças, o coordenador de Pós-graduação da Área de Negócios do Centro Universitário Internacional Uninter, Alexandre de Andrade, recomenda prudência ao comprometer a renda com compras a longo prazo. Para não se perder com os compromissos financeiros, o ideal é utilizar ferramentas inteligentes para acompanhar os gastos. “Prever determinados

compromissos, como impostos, aumentos de taxas, financiamentos e imprevistos, auxilia na melhor tomada de decisão. Nesta tarefa a tecnologia é uma grande aliada, principalmente quando a ferramenta está acessível no celular”, avalia. O especialista listou três aplicativos gratuitos e práticos: o GuiaBolso é um dos aplicativos mais baixados dessa categoria, exige paciência para inserir

os dados necessários, mas depois de pronto a atualização é automática; o Finance é voltado para aqueles que gostam de separar as transações diárias por centro de custo e chegar em resultados através de análises; e o Gastos Diários é recomendado para quem prefere gerenciar o dinheiro como um profissional, com gráficos e relatórios. As ferramentas estão disponíveis para download em Android e EOS.

Por António Matos Nessas eleições de 2018 chegou o momento do povo brasileiro refletir sobre os acontecimentos que abalaram o processo democrático brasileiro, mais precisamente no ano de 2016, quando a infantil democracia nacional foi ferida gravemente com o afastamento de uma presidente eleita pela maioria da população. Sob o pretexto de crime de responsabilidade fiscal, uma manobra contábil usada pelos presidentes que antecederam Dilma, inclusive chancelada pelos TCMs em todo o país, em diversos casos que envolviam gestão pública, mas o Congresso Nacional, em sua maioria envolvida em casos de corrupção, lavagem de dinheiro, principalmente o seu excapitão-mor, Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados na época, hoje cumprindo pena por atentar contra os cofres públicos, o articulador do impeachment, um dos chefões do PMDB, hoje MDB, cujo partido trocou de nome justamente para enganar o povo mais uma vez – tal qual o PFL que se travestiu de DEM – reconhecido como “Judas da Política” quando assumiu o poder prometendo acabar com a crise financeira e pacificar o país. O judiciário corporativista, como sempre, desde o Império, também colaborou para essa instabilidade e a divisão do país, legislando matérias de forma parcial e atentando até contra as leis e normas do direito brasileiro, condenando sem a materialidade do crime. Também uma parcela da população alinhada mais à direita ultraconservadora, incluindo débeis mentais que se utilizam das redes sociais para saciar suas fúrias raivosas; são esses que batiam panelas nas ruas iludidos por movimentos radicais como o MBL, que o Facebook recentemente retirou suas páginas do ar por atentar contra as normas da empresa e promover uma mídia antidemocrática e nociva aos anseios populares, mediante a postagem de fake news (notícias falsas). Hoje faz-se necessário o empenho de todos os eleitores conscientes na defesa do Brasil, responsáveis pelo voto que coloque na Presidência da República um estadista, um líder detentor do conhecimento em todas as áreas governamentais, com um passado e um presente limpos, que não comungue com o mal feito e nem discrimine setores excluídos da sociedade, esses que desconhecem a escravidão e são contra os benefícios aos negros, como cotas raciais e o Dia da Consciência Negra e até batem nos índios os verdadeiros donos desta terra, muitos dizimados pela colonização. É fácil perceber que em toda eleição existe exagero de compra de votos e várias prisões motivadas pela “boca de urna”, e, em outubro, com certeza, não vai ser diferente, pois acabou-se o apoio financeiro das empresas, mas os candidatos com poder aquisitivo maior continuarão a agir. Por esse motivo, deve o eleitor brasileiro ficar vigilante, pois certamente os partidos vão derramar dinheiro abordando os eleitores cometendo os mais diversos crimes eleitorais. Como o Estado é falho e inepto, e se não houver a união das classes sociais em prol de verdadeiras mudanças que façam uma transição de comportamento dos atuais políticos para melhorar sua condição ética e moral, todo o esforço daqueles que querem mudanças em prol da sociedade vai ser em vão. São muitas as nossas experiências desde o Brasil colônia uma minoria dominando e segregando os mais pobres e os mais humildes e em discurso, até em nome de Deus, para amealhar riqueza e esconder a subtração das riquezas naturais do Brasil. A desilusão do povo com a política é um fato incontestável e deve nessas eleições de outubro mostrar resultados nunca vistos, embora não se deva perder as esperanças, mas unir para mudar e estancar o populismo exagerado, os conservadores que praticam o fascismo influenciando pessoas incautas a incorrer num erro trágico que é abraçar a atitude fascista. A exploração do homem pelo homem é fruto da ganância desse modelo globalizado que favorece os colonizadores, com o auxílio da mídia institucionalizada e que promove o consumo desenfreado de seus produtos e a idolatria a todo tipo de político, religião e partido. A tirania dos partidos políticos brasileiros é visível e notória, pois os políticos brasileiros fazem de tudo para se perpetuarem no poder, chegam até mesmo a “venderem suas almas ao Diabo” se preciso for. Diante desse novo cenário decadente do político brasileiro só o voto consciente pode e deve produzir as mudanças necessárias para que o nosso país volte a crescer e trazer verdadeiras esperanças aos brasileiros (as), para nossos filhos e as futuras gerações. E que volte a prevalecer nesse gigante Brasil o princípio do direito, da igualdade e da liberdade. _____________________ Antonio José Matos de Oliveira é jornalista, consultor de empresas e diretor administrativo do Jornal do Comércio do Ceará.


4

Saúde/Mercado

Bipolaridade é grave, sim. Conheça os tipos de transtornos

Fortaleza-CE - Agosto de 2018

dores do humor, como o lítio, são usados continuamente para evitar ou reduzir as chances de um episódio agudo (mania ou depressão). Os portadores de transtorno bipolar devem também evitar mudanças significativas de horário de sono (manter um horário de dormir e de acordar relativamente constante) e uso de drogas (podem desencadear quadros crônicos). “Na dúvida quanto à possibilidade de ser portador de transtorno bipolar, o ideal é consultar um médico psiquiatra, que poderá fazer a avaliação dos sintomas, fazer o diagnóstico e indicar os tratamentos adequados”, aconselha Mario Louzã.

Formação bilíngue é vital para quem deseja estar à frente com as exigências do mercado científico e tecnológico Hoje, são mais de 4.200 escolas em 147 países chamadas de Escolas do Mundo do IB, que atendem, juntas, mais de 1.250.000 alunos.

Segundo o psiquiatra Dr. Mario Já o episódio de depressão se Louzã, Membro Filiado do Institu- caracteriza por tristeza profunda, to de Psicanálise da Sociedade apatia, ansiedade, fadiga excessiBrasileira de Psicanálise de São va, falta de energia, pensamentos Paulo; há, basicamente, dois tipos negativos (culpa, baixa autoestide transtorno bipolar: o tipo I, que ma) que podem ser intensos a apresenta quadros de mania e ponto de configurar um delírio. depressão; e o tipo II, com episódi- Algumas pessoas apresentam os de hipomania e depressão. insônia, enquanto outras têm No episódio de mania, o porta- hipersonia (dormem mais do que o dor apresenta euforia intensa, ale- habitual). gria fora do normal, ideias de granHá mudanças no apetite, na diosidade, elevada autoestima e maior parte das vezes, com dimiautoconfiança nuição da fome e com perda do desinteresse pela bom senso, que comida, mesmo em pode atingir um se tratando de aligrau fora da mentos dos quais ela realidade (delícostuma gostar. A rio). Ao mesmo De acordo com o pessoa perde a libitempo, a pessoa do e o interesse nas psiquiatra Mario pode ter irritabiatividades em geral. Louzã, o tratalidade, impulsiNos casos graves de mento depende da vidade e um alto depressão, há ideias nível de distrade suicídio, muitas fase da doença.’’ ção. vezes, chegando a O pensamenplanejar e tentar o to fica acelerado, suicídio. muitas ideias fluem simultaneaDe acordo com o psiquiatra mente ou numa sequência rápida, a Mario Louzã, o tratamento depenponto de a pessoa não conseguir de da fase da doença. Os quadros expressar verbalmente. Tem dimi- maníacos/hipomaníacos são tratanuição da necessidade de sono, dos com estabilizadores do comportamento sexual excessivo, humor, associados ou não aos descontrole nos gastos e atitudes antipsicóticos. Os quadros depressem a percepção de sua inadequa- sivos (depressão bipolar) também ção. podem ser tratados com antipsicóO episódio de hipomania, ticos ou anticonvulsivantes. Os segundo Louzã, tem característi- antidepressivos podem ser indicacas similares ao episódio de dos, porém, tendem a desencadear mania, porém, os sintomas são um quadro maníaco/hipomaníaco. mais brandos. Os medicamentos estabiliza-

‘‘

para o aperfeiçoamento da linguagem, provocada pela influência mais acentuada de uma membrana dos neurônios. O resultado é que as interferências exteriores durante essa fase têm maior impacto, principalmente com o que se refere ao aprendizado de novas palavras. Mas é preciso conhecer as diferentes propostas, pois em muitas escolas bilíngues as disciplinas são lecionadas em português. Para se esquivar de falsas propostas, a dica para os pais é procurar por escolas que possuam os certificados. Um dos mais prestigiosos órgãos de certificação internacional é o International Baccalaureate IB, com quatro programas destinados a crianças e jovens: o Primary Years Programme (PYP), o Middle Years Programme (MYP), o Diploma Programme (DP) e Career-related Pro-

gramme (CP). No Brasil, são cerca de 35 escolas com a certificação em um ou mais dos diferentes programas. A certificação, amplamente reconhecida, é concedida às instituições aptas a oferecer um ensino que englobe aspectos intelectuais, pessoais e emocionais, assim como habilidades de viver, aprender e trabalhar num mundo globalizado. Hoje, são mais de 4.200 escolas em 147 países chamadas de Escolas do Mundo do IB, que atendem, juntas, mais de 1.250.000 alunos. “As escolas IB compartilham uma filosofia em comum: compromisso com a alta qualidade, desafios e educação em âmbito internacional. Era Escola Internacional e agora é uma escola bilíngue que valoriza a cultura brasileira seguindo a Base Nacional Comum Curricular (NBCC).

51

EM DEFESA DA FAMÍLIA CEARENSE Deputado Estadual JAIRO CASSIANO

51.215

CNPJ Candidato: 31.208.677/0001-43 CNPJ Jornal: 27.957.805/0001-84 Tiragem: 5 mil exempalres - Tamanho: 1/8

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), o transtorno bipolar ou bipolaridade, atinge cerca de 4,2 milhões de brasileiros. Muitas vezes, a doença é confundida com alterações normais de humor, característica comum a qualquer pessoa. Daí a banalização com a bipolaridade, transtorno cujo risco de apresentar comportamento suicida chega a ser 28 vezes maior do que no resto da população.

Aprender uma segunda língua tem incutido nos pais e responsáveis uma procura, cada vez mais cedo, por maneiras de ensiná-los e ambientálos com o idioma. O momento certo ainda é a grande dúvida: seria realmente verdade que, na primeira infância, essa imersão pode prejudicar ou confundir a criança? Para derrubar esse mito, um estudo das instituições canadenses Concordia University e York University, de Montreal e Toronto, respectivamente, e Université de Provence, de Marselha, França, garante que uma criança fluente em mais de uma língua não apenas não se confunde, como também tende a se concentrar mais do que aquela que só fala uma língua, a monolíngue. “Oferecer educação bilíngue a uma criança desde pequena é facilitar o seu acesso às inovações que ocorrem a todo instante, ampliando suas possibilidades e oportunidades de realizações. É comprovado que o estudo multicultural estimula o cérebro, o raciocínio lógico, a criatividade e a concentração, uma vez que elas precisam reconhecer e diferenciar os fonemas e as palavras para conseguirem entender e serem compreendidas nesse novo espaço que habitam”, pontua a coordenadora bilíngue da Sphere, em São José dos Campos, Susan Clemesha. A maneira mais eficaz de uma outra língua ser inserida no dia a dia infantil é por meio das escolas de educação bilíngue, ainda que voltadas para os pequenos, são ministradas em inglês. CEO da Sphere, Arno Krug, complementa que, em pouco tempo de adaptação, as crianças automaticamente conseguem determinar o código apropriado para diferentes contextos e resolvem naturalmente essa questão, sem que haja qualquer prejuízo ao idioma materno ou dificuldade na alfabetização. “Além da linguística, o envolvimento social e cultural com a nação de origem desse idioma deve ser incluído no panorama de ensino para ajudar no contexto e na ambientação do aprendizado”, completa. Estudos apontam que, na fase entre os dois e quatro anos de idade, existe uma “janela” crítica de formação no cérebro


Política

Fortaleza/CE - Agosto de 2018

ELEIÇÕES Seis especialistas comentam os impactos das pesquisas no mercado financeiro “Esse cenário desfavorece a estabilidade do mercado, pois gera muita insegurança para a economia”, diz Daniela Casabona.

ESTA COLUNA E O JORNAL DO COMÉRCIO DO CEARÁ PRESTA HOMENAGEM AO GRANDE JORNALISTA E DIRETOR DE REDAÇÃO DA FOLHA DE SÃO PAULO OTÁVIO FRIAS FILHO QUE MORREU DIA 21 DE UM CÂNCER NA CAPITAL PAULISTA

Otávio Frias Filho

No dia 22 fevereiro de 2011, eu tive o privilégio de conhecer o jornalista Otávio Frias Filho, diretor de Redação da Folha de São Paulo. Na ocasião da homenagem aos 90 anos desse grandioso veículo de comunicação de nosso país, considerado um dos marcos da imprensa brasileira, que estava sendo homenageado pelos parlamentares no plenário do Congresso Nacional, onde contou com a presença de dois ex-presidente da República, Itamar Franco e J o s é S a r n e y, e d e v á r i o s p a r l a m e n t a r e s q u e relembraram o saudoso Otávio Frias de Oliveira, quando dirigiu a Folha de São Paulo na época da ditadura militar com a censura, perseguindo os veículos de comunicação. Por isso, esta coluna e o Jornal do Comércio do Ceará prestam esta homenagem de pesar à família de Otávio Frias Filho, que morreu aos 61 anos no último dia 21 de agosto, de um câncer no Hospital Sírio Libanês, na capital paulista.

CIRO GOMES LEVA A SÉRIO PROPOSTA DE REFINANCIAR DÍVIDAS DE BRASILEIROS NO SPC Após a formalização das candidaturas presidenciais, o mercado passou a acompanhar com maior atenção as pesquisas de intenção de voto. Isto porque os preços de ativos financeiros como o Dólar, o Ibovespa e os juros futuros oscilam de acordo com a maior/menor preferência eleitoral pelos candidatos reformistas.Neste contexto, em cenário sem Lula, as pesquisas divulgadas (CNT/MDA e IBOPE) trouxeram Jair Bolsonaro na liderança, com cerca de 20% dos eleitores, seguido por Marina Silva,11%, Ciro Gomes, 8,4%, Geraldo Alckmin, 6,7%, e Fernando Haddad, com 5,3%. No cenário com Lula, este é imbatível, aspecto que revela também o potencial de Haddad, cujo número de eleitores já cresce rápido. As pesquisas divulgadas chamam atenção do investidor estrangeiro, junto da fragmentação da corrida eleitoral. “Existe o candidato com maior índice de condição de voto no cenário sem o Lula e isso mostra a grande fragmentação da competição pelo Planalto, com isso, o mercado financeiro mostra uma volatilidade acentuada até a data das eleições, mapeando essas pesquisas, que são inconclusivas da percepção de qual será a política econômica adotada”, explica o Diretor de Câmbio da FB Capital, Fernando Bergallo.

“Em resumo, os últimos dados eleitorais não favoreceram o candidato reformista Geraldo Alckmin. Desta maneira, o preço do dolar subiu para R$ 3,95, em alta de 1,07%, assim como a curva de juros futuros, refletindo a maior pressão sobre os gastos públicos no próximo mandato”, ressalta Daniel Xavier, Economista-Chefe da DMI Group. Qualquer período de incerteza em relação à condução da economia gera uma série de impactos no mercado financeiro. Para André Bona, Educador Financeiro do Blog de Valor, os preços ativos sobem e descem com uma maior velocidade. “Então, o investidor que investe em mercado de ações para longo prazo, por exemplo, tem que noção de que esses períodos de volatilidade estarão presentes e é necessário manter a calma, inclusive nos momentos de quedas”, diz Bona. “Normalmente as pesquisas eleitorais são as grandes responsáveis pela montanha russa que ocorre com o preço dos ativos. Nesse período já de incertezas, muitas vezes elas acabam por criar tempestade, quando deveriam nortear as decisões de investimentos”, explica o economista, Pedro Coelho Afonso. O candidato na liderança da pesquisa, mostra um cenário ainda mais turbulento para a Bolsa, pois sua visão

de economia e reformas necessárias para o país ainda são nebulosas, não existe uma proposta definida e nem grandes alianças que ajudariam suas ideias a progredirem. “Mesmo com as pesquisas anteriores e até a presente realizada não temos ao certo um candidato realmente forte, esse cenário desfavorece a estabilidade do mercado pois gera muita insegurança para a economia e no olhar dos mercados externos que são grandes investidores do Brasil”, diz Daniela Casabona, Assessora Financeira da FB Wealth. Os negócios não estão sendo decididos pela tendência externa, como ocorre em muitas ocasiões. Ao contrário, o dólar, que abriu em ligeira queda, está em alta de quase 20 pontos. Os agentes ainda estão colocando nos preços o aumento da probabilidade de um segundo turno com a presença de Fernando Haddad, do PT. “Os juros seguiram essa tendência e os futuros estão com alta de 15 pontos. A nova esticada da curva longa sinaliza o aumento da percepção de risco, que saiu de 220 pontos no início do mês, para os atuais 247 pontos. Essa mudança nos preços reflete o cenário sem Geraldo Alckmin no segundo turno”, finaliza Pedro Paulo Silveira, Economista-Chefe da Nova Futura Investimentos.

Segundo o candidato à presidência da República Ciro Gomes (PDT), afirma com toda clareza, que “só quem tem horror a povo” é contrário à sua proposta de refinanciar as dívidas de brasileiros com nome sujo no SPC. Muitos têm criticado o

candidato Ciro, por conta dessa proposta de retirar mais de 63 milhões de brasileiros do SPC. Essa tem sido uma de suas principais propostas audaciosas, dentro do plano de seu governo, se eleito for à presidência da República.

O PRESIDENTE DA CÂMARA SE REUNIU COM A COMISSÃO DE JURISTAS QUE ESTÁ EMPENHADA EM MODERNIZAR A LEI DE ENTORPECENTES

Setor empresarial brasileiro defende implementação gradual de mecanismos de precificação de carbono durante a Semana do Clima da América Latina e Caribe A presidente do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Marina Grossi, defendeu, na Semana do Clima da América Latina e Caribe, que aconteceu em Montevidéu, uma implementação gradual de mecanismos de precificação de carbono no país. Entre as demandas do setor empresarial brasileiro, Marina destacou a necessidade de ambições compatíveis com a contribuição do setor para o total de emissões, equivalente a menos de 2%, medidas para proteger a competitividade industrial e uma estrutura de governança com regras estáveis e transparentes. “Uma abordagem gradual facilitaria o processo de aprendizagem para os atores do setor público e privado envolvidos na implementação de um mercado de carbono. Também apoiaria o desenvolvimento das diferentes instituições necessárias para operar o mercado, além de facilitar ajustes às regras

contratuais e financeiras para apoiar a negociação e ajudar a testar instrumentos de controle de preços”, reforçou Marina, que também compõe o Comitê Diretivo da Carbon Pricing Leadership Coalition (CPLC), do Banco Mundial. Durante o painel com altas lideranças sobre o tema, Marina detalhou a proposta de precificação de carbono entregue ao Ministro da Fazenda para apoiar e estimular a criação de um mercado de carbono no país. A proposta baseia-se em consultas com representantes do setor, bem como com lições aprendidas a partir de experiências internacionais e experimentos simulados no Brasil. Uma das principais preocupações do setor industrial brasileiro é a manutenção da competitividade. Entre as sugestões de modelagem apresentadas no estudo desenvolvido pelo CEBDS está um teto de preço de US$ 10 / tCO2 para a primeira fase,

combinado com a alocação gratuita para aqueles setores com maior exposição ao comércio internacional. A proposta também prevê a permissão de compensações do setor florestal, com isenção de impostos sobre ganhos de capital em transações comerciais de emissões. “Esse mercado regulatório com uma governança transparente e estável propicia não só a competitividade frente ao mercado internacional como garante o cumprimento das metas estabelecidas no Acordo de Paris, que visa limitar o aquecimento global em 2 ° C”, defende Marina. Na abertura do evento, o Ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte, informou que as políticas brasileiras resultaram na redução de 2,6 milhões de toneladas de emissões de gases do efeito estufa nos últimos dois anos. Duarte anunciou ainda que a próxima edição da Semana do Clima da América Latina e Caribe será realizada no Brasil.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), neste mês de agosto, se reuniu com a comissão de Juristas que está trabalhando na modernização da Lei de Entorpecentes e Sistema Nacional de Políticas Públicas contra as Drogas. Essa reunião, se realizou no intuito de discutir pontos da matéria que deverá ser apresentada até o final deste ano. Segundo o presidente da Comissão, ministro do STJ Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, a Comissão irá percorrer o país e ouvir especialistas de visões diferentes para oferecer um anteprojeto que modernize a lei de combate às drogas e auxilie a segurança pública. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou, que a Comissão tem um papel significativo no debate e poderá apresentar um estudo com bastante qualidade técnica. “É um importante compromisso, tirar o debate ideológico com quadros técnicos que entendem do problema e que podem apresentar um texto sem o calor das ideologias. Essa é uma lei que precisa ser modernizada por um tema que gera tantos problemas para a juventude brasileira”, disse Maia.

5


6

Educação/Assistencialismo

Fortaleza-CE - Agosto de 2018

12 semanas para o ENEM: ainda dá tempo de estudar? Coordenador do Sistema de Ensino pH, Fabrício Cortezi, fala sobre como recuperar o tempo perdido e manter o foco nessa reta final.

O primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) acontece daqui a 12 semanas, no dia 4 de novembro. Para alguns vestibulandos, a pressão e a ansiedade começam a aparecer, e a correria para aprender e revisar todos os conteúdos possíveis só aumenta. É importante ressaltar que quanto antes o aluno começar a estudar para o vestibular, maiores são as chances de alcançar a nota desejada. Mas, para quem ainda não se dedicou completamente, saiba que ainda é possível chegar lá. Daqui para frente, é importante manter o foco, revisar o que já sabe e separar um tempo maior para novos conteúdos. Segundo Fabrício Cortezi, coordenador do Sistema de Ensino pH, vale consultar o peso de cada disciplina para o curso desejado. “O estudante tem que saber o peso de cada área do conhecimento para o curso que almeja, assim ele pode direcionar o estudo com foco nessas áreas específicas, mas sem descartar as outras”, afirma Fabrício. “Assim, as chances de ter uma nota melhor são maiores”, conclui.

Alunos Hellen Mendes, Giovanna Farias e Fernando Farias

Não esquecer de descansar também é fundamental. Fabrício indica aproveitar os momentos de lazer para fazer atividades interligadas com os conteúdos. “Tudo o que os alunos puderem fazer que tenha alguma relação com atualidades ou com as disciplinas, mesmo que indiretamente, é fundamental para aproveitar ao máximo o tempo”, ressalta o coordenador. Ir ao cinema, assistir um documentário, visitar uma exposição em um museu, ler um livro, entre outras atividades ajudam a relaxar e ainda destinam um tempo do estudante para se atualizar sobre temas importantes que podem, inclusive, cair em uma redação. Nesse período antes do ENEM, o vestibulando também ficará sabendo o local em que realizará a prova. Com isso, vale pesquisar os melhores trajetos, verificar se a inscrição está correta, com todos os dados, além de já ficar atento com a documentação necessária para o dia

da prova. Por exemplo, o RG tem um prazo de validade por conta da atualização da foto, ou seja, se você tiver mudado muito desde que tirou a foto do seu documento, vale providenciar um novo a tempo. Sobre o Sistema de Ensino pH (www.sistemadeensinoph.com.br) – O pH surgiu em 2012, a partir do trabalho desenvolvido no Colégio pH e Curso pH, presente há 30 anos no Rio de Janeiro. Reconhecido pelo elevado número de aprovações nos vestibulares das universidades mais concorridas do Estado e pelos excelentes resultados no ENEM, o pH atua na Educação Infantil ao Pré-vestibular. O sistema conta com uma série de escolas parceiras e oferece orientação nas áreas de planejamento, ferramentas tecnológicas, projetos inovadores, integração de recursos e formação contínua dos profissionais. O Sistema de Ensino pH integra o portfólio de empresas da SOMOS Educação.

Estagiários receberam em média R$ 948,35 de bolsa-auxílio no primeiro semestre

Cearenses conquistam medalhas na final da Olimpíada de História Equipes de 11 estados conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze na grande final da 10ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB) realizada nos dias 18 e 19 de agosto na Unicamp, em Campinas-SP. A região Nordeste foi a que levou o maior número de medalhas: 59 no total. Participaram da final 311 equipes, num total de 1,2 mil integrantes. Exceto o Amapá, a final contou com representantes de todos os demais Estados. Ao todo, foram entregues 75 medalhas, sendo 15 de ouro, 25 de prata e 35 de bronze. O Ceará foi o estado com mais medalhistas (25), seguido de Pernambuco (15), Rio Grande do Norte (13), São Paulo (10) e Bahia (4). Representaram o Colégio Deoclécio Ferro a Equipe Vida por Marielle com o tema: “ Dias de trabalho! Os últimos dias em que vivi'' - Louis Charles Alfred de Musset. Equipe: Fernando Farias, Helen Mendes, Giovana Farias e professor Marcelo Holanda. Em uma sessão

do Congresso Nacional, parlamentares e o público em geral ouviram com atenção o discurso proferido pela equipe Vida por Marielle orientada por Marcelo Holanda e composta por Fernando Farias, Hellen Mendes e Giovana Farias. A cerimônia contou com a participação de autoridades, familiares dos finalistas, historiadores de relevância nacional, além dos estudantes e professores que desembarcaram em Campinas vindos das mais diversas cidades do país. Neste ano, a ONHB teve 57,5 mil inscritos desde a fase inicial. As equipes passaram por seis etapas de provas online com duração de uma semana cada. A final contou com a realização de uma prova dissertativa no sábado (18) e cerimônia de premiação no domingo(19). O repórter fotográfico Fernando Farias, do Jornal do Comércio do Ceará, pai de um dos alunos agradece a diretoria do Colégio Deoclécio Ferro pelo apoio aos alunos.

Cursos de Engenharia de Produção, Ciências Econômicas e Ciência da Computação lideram ranking divulgado pelo CIEE.

O valor médio da bolsa-auxílio paga aos estagiários de janeiro a julho de 2018 foi de R$ 948,35 em todo o País. Segundo levantamento realizado pela Superintendência Nacional de Operações do Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE, os universitários de Engenharia de Produção recebem, em média, R$ 1.288,98, valor mais alto em comparação com outros 19 cursos. “Entre as carreiras que se destacam, estão cursos voltados para tecnologia da informação e formações mais tradicionais, como Engenharia e Administração. De uma forma geral, as empresas estão investindo na renovação dos quadros e oferecer uma bolsaauxílio mais alta funciona como forma de atrair novos talentos”, explicou Marcelo Gallo, Superintendente de Operações do CIEE. Valor varia de acordo com a região Ainda de acordo com a pesquisa, as quantias variam conforme a região em que a vaga está disponível. Os valores mais elevados de bolsaauxílio são pagos na região da Grande São Paulo, onde um estudante de Ciências Econômicas chega a receber R$ 1.829,52 mensais. Por outro lado, a região Norte concentra os menores valores. Para quem cursa Serviço Social em Manaus, o benefício pago pelas empresas costuma girar em torno dos R$ 608. Veja o ranking de acordo com a carreira: 1) Engenharia de Produção – R$ 1.288,98 2) Ciências Econômicas – R$

1.193,28 3) Ciência da Computação – R$ 1.045,00 4) Engenharia Civil – R$ 1.040,60 5) Administração – R$ 1.040,38 6) Sistemas de Informação – R$ 1.002,98 7) Farmácia – R$ 995,06 8) Ciências Contábeis – R$ 980,76 9) Arquitetura e Urbanismo – R$ 959,20 10) Direito – R$ 941,82 11) Tecnologia em Análise e Desen-

volvimento de Sistemas – R$ 906,84 12) Jornalismo – R$ 906,18 13) Educação Física – R$ 883,96 14) Publicidade e Propaganda – R$ 874,50 15) Psicologia – 871,86 16) Serviço Social – R$ 848,32 17) Letras – R$ 824,56 18) Enfermagem – R$ 804,98 19) Pedagogia – R$ 780,11 20) Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos – R$ 777,70

Diretor do Colégio professor Alessandro Nogueira, Hellen Mendes, Fernando Farias, Giovanna Farias e professor Marcelo Holanda.

LBV visita o sertão cearense e leva esperança a centenas de famílias O roteiro solidário da campanha "Diga Sim!" passou pelo Estado, beneficiando centenas de famílias que enfrentam a fome e a seca. Por meio da campanha Diga Sim!/Fiz um gol pela infância Brasileira, a Legião da Boa Vontade (LBV) percorre o Brasil — de norte a sul — para entregar as cestas de alimentos a famílias em situação de vulnerabilidade social. Agora chegou a vez do Ceará. Na última semana, a Entidade contou com o apoio de dezenas de

voluntários que viajaram de Fortaleza até a zona rural de Irauçuba para a entrega de 500 cestas de alimentos às famílias que enfrentam a pobreza, a fome e a seca na região. Outros municípios

do Ceará também foram beneficiados, a exemplo de Canindé, Juazeiro do Norte, Quixadá e a capital, Fortaleza. Ao todo, foram 1.100 cestas entregues no Estado.

"São famílias que vivem em situação de extrema pobreza, muitos dependem da agricultura, mas são anos de seca. Quando a Legião da Boa Vontade chega, traz um alento para essas famílias. Os atendidos precisam de atenção, de um olhar social, e a LBV vem com esse olhar. Não só fornece a cesta de alimento, que já é muito importante, mas também outros cuidados. As famílias se sentem valorizadas, acolhidas", disse a Assistente Social do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Giselle dos Santos Martins. A LBV agradece os colaboradores e voluntários! Conheça a Instituição em Fortaleza/CE, o Centro Comunitário de Assistência Social da LBV, está localizado na rua Alziro Zarur, 275 – Vila Manoel Sátiro – Fone: (85) 3484-3533.


Gestão Municipal

Fortaleza/CE - Agosto de 2018

7

SÃO GONÇALO DO AMARANTE

Governar com o povo: a marca da gestão do Prefeito Cláudio Pinho A população de São Gonçalo do Amarante, já se concientizou desse objetivo, acrescentando que o acesso aos serviços públicos, as grandes obras de infraestrutura e atenção especial dada à saúde pública e à educação, como também à cultura, na gestão Cláudio Pinho, ao longo desses dois mandatos, tiveram um papel indispensável para o desenvolvimento econômico da cidade e melhoria de vida dos seus habitantes. Está provado então que esse modelo de gestão deve ser de primeiro mundo e não de segunda e terceira categorias. Podemos perceber isso em todas as ações administrativas da gestão Cláudio Pinho e, principalmente, quando recentemente foi instalado o Fórum do Croatá que une comunidade e gestão para discutir melhorias para o desenvolvimento local. O encontro aconteceu na quadra da Escola Porfírio de Araújo e contou com a presença do Prefeito Cláudio Pinho e do Presidente da Câmara de Vereadores, Ednaldo Martins, para uma conversa com os moradores da localidade, com objetivo de discutir e propor melhorias para o desenvol-

‘‘

O projeto vai realizar obras estruturantes em todo o município trazendo mais melhorias para São Gonçalo do Amarante.’’

Prefeito Cláudio Pinho

vimento da localidade. Na ocasião, Cláudio Pinho falou das ações desenvolvidas nesses cinco anos de gestão e destacou o início das obras de pavimentação asfáltica, recuperação de vias e sinalização do Programa Sinalize, nas principais ruas do Croatá. As obras também foram iniciadas nos distritos da Várzea Redonda e Cágado. O projeto vai realizar obras

estruturantes em todo o município trazendo mais melhorias para São Gonçalo do Amarante. O Programa Governar com o Povo está em um novo formato e tem como propósito criar um momento de interação e integração entre o Governo Municipal e as comunidades, sendo interlocutor na construção de diálogo e soluções de forma coletiva através de fóruns nas localidades.

Obras pelos vários distritos de São Gonçalo

Jovens, adultos e crianças lotam a praça em busca de diversão.

Prefeito Cláudio Pinho supervisiona obras

Despedida das férias movimenta distritos em São Gonçalo do Amarante A programação foi distribuída nos distritos de Croatá, Siupé e Pecém com atrações que animaram os quatro cantos do município. Na quarta-feira, 25 de julho, o distrito do Pecém recebeu o grupo Harmonia do Samba que abalou as estruturas na Arena da Praia, juntamente com a banda Lagosta Bronzeada e cantora Taty Girl. O distrito do Siupé também foi bastante animado com a IV Gincana Juventude nas Férias e mobilizou mais de 200 jovens do município com a temática “A saga no País das Caças: a fé que move guerreiro”. A edição deste ano elegeu a estudante Dyurlyane Maria da Silva dos Santos, representante da sede, eleita a Rainha Juventude nas Férias 2018. O evento teve início dia 27 e encerrou no sábado, dia 28, com a participação da banda de Reggae Donarey e Kalorão do Forró.

Dyurlyane Maria da Silva dos Santos eleita a Rainha Juventude nas Férias 2018.

gada de tábua, concorrendo a prêmios em dinheiro para as três primeiras colocações de cada categoria. O evento foi uma iniciativa da Associação dos Pescadores do Pecém, em parceria com o Governo Municipal, por meio da Secretaria de Cultura e

SEPLAG qualifica mais de 200 jovens, adultos e idosos através da inclusão social O Governo Municipal, por meio da Secretaria de P l a n e j a m e n t o , Administração e Gestão – SEPLAG realizou na manhã de ontem, (17/07), a entrega de certificados de conclusão do curso de Informática Básica a uma turma muito especial.

A turma da melhor idade, formada por idosos do distrito do Pecém. A iniciativa é do Núcleo de Te c n o l o g i a e I n f o r m a ç ã o para o Desenvolvimento Humano Sustentável – NUTEDS, em parceria com o Centro de Referência da Assistência Social – CRAS,

da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social – STDS. Desde 2017, o NUTEDS já qualificou na área de inclusão digital, mais de 200 jovens e idosos no município. É o Governo Municipal investindo cada vez mais na qualificação de nossa gente!

No sábado também aconteceu o tradicional Assado de Peixe, (tradicional luau com assado de peixe que acontece nas noites de lua cheia), com a participação das bandas Kalorão do Forró e os Karas. No domingo (29 de julho), mais de 30 embarcações competiram na XIV Regata de Jangadas do Pecém, na praia do distrito. Os participantes disputaram nas categorias paquete e bote grande, médio e pequeno e jan-

Turismo – Secultur. A animação ficou por conta do cantor Andrew Castro e Grupo Pra Sambar. (Com informações da Assessoria de Comunicação – Asscom).


8 Fortaleza-CE - Agosto de 2018

História/Homenagem

Mário Behring O criador das Grandes Lojas Maçônicas do Brasil diretor de duas destacadas revistas na então capital da República: Kosmos e Para Todos(nesta escrevia sob o pseudônimo “O Operador”). Posteriormente, engajou-se na similar Cineasta, ao lado de Adhemar Gonzaga, especializando-se em assuntos das artes cênicas. Polígrafo, colaborou nos jornais O Imparcial, Jornal do Comércio, além das famosas revistas Fon-Fon, Careta, Ilustração Brasileira e Revista da Estrada de Ferro. “A vida intelectual

‘‘

O mineiro filho das Minas Gerais que iniciou uma luta sem quartel em favor da liberdade de pensamento e contra o radicalismo - O jovem que aos 22 anos transpôs o pórtico da Loja Maçônica “União Cosmopolita” e logo empunharia o primeiro Malhete de sua Oficina – A atitude corajosa de um Grão -Mestre em separar-se dos corpos do Grande Oriente. ’’

Assembleia Legislativa comemora Dia Nacional do Maçom

Mário Behring em pose especial Texto de Zelito Magalhães No ano de 1901, Mário Behring transfere-se de sua cidade natal, Ponte Nova, em Minas Gerais, para o Rio de Janeiro. Possuidor de certa experiência como maçom iniciado na Loja “União Cosmopolita”, de sua terra, na capital da República filiou-se à Loja “Comércio e Arte”, vindo a ser nomeado Membro da Comissão de Redação do Boletim Oficial do Grande Oriente do Brasil, criado em 17 de junho de 1822. Ainda nas funções da referida Comissão, desde 1902 até 1905, foi eleito em 1906 Grande Secretário Adjunto. Em 1907 foi convidado a elaborar o projeto da Constituição do GOB, formado por 18 membros encarregados da sua redação final. Com o falecimento do GrãoMestre Adjunto Luiz Soares Horta Barbosa, a 28 de janeiro de1921, realizaram-se novas eleições, a 25 de abril seguinte, para preenchimento do cargo, sendo apresentados dois candidatos: Mário Behring e o general José Maria Moreira Guimarães. Com o apoio de São Paulo, o general Moreira Guimarães obteve a maioria de sufrágios (2.770 contra 2.124 dados a Behring). Manipulados, todavia, os dados, a junta apuradora anulou votos de ambos os lados, principalmente os do general, de tal maneira que Mário Behring acabaria sendo eleito com l.410 votos. Areação provocada O Grande Oriente de São Paulo era dirigido, desde 1920, pelo jurista José Adriano Marrey Júnior. No dia 29 de julho de 1921, atendendo a uma convocação do Grão- Mestre Marrey Júnior, representantes de 51 Lojas participaram de uma reunião, na qual tratou-se do desligamento desse Grande Oriente do Poder Central, sob a alegação de não terem sido computados os votos de São Paulo naquelas eleições suplementares. O Grande Oriente do Brasil, reagindo a essa brusca separação, declara extinto o Grande Oriente Estadual de São Paulo, pelo Decreto nº 694, de 27 de outubro de 1921, criando posteriormente a Grande Loja Simbólica de São Paulo. Behring Grão-Mestre

de Mário Behring foi exercida quando “pobre, casado e com muitos filhos” (GOMES, Paulo Emílio Salles. Perspectiva – São Paulo, 1974 – p.295) Mário Behring foi iniciado maçom na Loja “União Cosmopolita” de Minas Gerais, em 27 de dezembro de 1897 (aos 21 anos). No Rio de Janeiro, foi filiado à Loja Ganganelli Nº 289 (Rito Moderno) fundada em 25 de junho de 1874. Faleceu em 14-06-1933.

20 de maio de 1922, Mário Behring seria eleito Grão-Mestre do Grande Oriente do Brasil e empossado a 28 de junho, tendo como Adjunto Bernardino de Almeida Senna Campos. A 17 de junho de 1925,quase no fim da gestão do Grão-Mestre Mário Behring, pelo Decreto Nº 814, era extinta a Grande Loja Simbólica do Estado de São Paulo e criada uma Delegacia do Grande Oriente do Brasil no Estado. Behring estava licenciado desde 21 de maio, mas reassumiu a 23 de junho, diante da celeuma provocada em torno da eleição para o Grão-Mestrado, ocorrida a 20 de maio. Com o falecimento do GrãoMestre Vicente Neiva, a 18 de feverei-

declarou a sua separação do Grande Oriente. Isto sem esquecer de subtrair todos os papéis e documentos dos arquivos do Supremo Conselho, no Lavradia, que foram transportados para a Rua da Constituição nº 38. A atitude foi considerada um flagrante delito que foi levado ao conhecimento de todas as Obediências. Nessa ocasião, os seguidores do Irmão Mário Behring foram renunciados aos cargos que ocupavam no Grande Oriente: Amaro Albuquerque (Grande Secretário Geral) , Moreira Sampaio (2º Grande Vigilante do Conselho), Monteiro Chaves e Senna Campos, os dois últimos membros efetivos.

ro de 1926, assumiu o Adjunto Fonseca Hermes, com quem Behring assinaria um tratado a 17 de junho, estabelecendo que o Rito Escocês Antigo e Aceito e os Graus Simbólicos ficariam com o Grande Oriente, enquanto que os Altos Graus com o Supremo Conselho. O irmão Behring, ao tomar conhecimento do que iria ocorrer, promoveu às escondidas, dia 27 de junho de 1927, na Rua da Quitanda, 32, uma reunião extraordinária do Supremo Conselho, que contou com a presença de 13 membros efetivos de sua administração e

O Desiderato O destemido Grão-Mestre Mário Behring, em breves palavras, conclamou a necessidade da sonhada separação do Grande Oriente, ensejo em que criou um substrato simbólico para um Supremo Conselho na figura de Grandes Lojas na abrangência dos estados da Federação. A primeira Loja a independer-se do GOB foi a da Bahia, fundada a 22 de maio de 1927 (recebeu a Carta Constitutiva Nº 21) seguida pelas do Rio de Janeiro e São Paulo, esta fundada a 18 de junho de 1927 por 23 Lojas das quais apenas uma permaneceu fiel ao GOB – a Prudente de Morais. A 3 de agosto daquele ano, o Supremo Conselho de Mário Behring lançava um Manifesto às Oficinas Escocesas do Brasil e o Decreto Nº 7 foi considerado o “pai das Grandes Lojas Brasileiras” Perfil de Mário Behring Filho de José Ribeiro Behring e de Maria Francisca Behring, Mário Marinho de Carvalho Behring nasceu a 27 de janeiro de 1876 na cidade de Ponte Nova/MG. Cursou o Colégio Pedro II do Rio de Janeiro, formandose em engenheiro agrônomo pela Escola Agrícola da Bahia, em 1896. Retornando à sua cidade natal, exerceu o cargo de Diretor de Obras do Município e fundou o “Externato Pontenovense”. Mudando-se para o Rio de Janeiro, em 1901, tornou-se

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará realizou, sessão solene em comemoração ao Dia Nacional do Maçom, que transcorreu no dia 20 de agosto. A solenidade atendeu a requerimento do primeiro secretário da Mesa Diretora, deputado Audic Mota (PSB), e homenageou ilustres figuras da Maçonaria com atuação em diversos setores. Filho e sobrinho de maçons, o deputado Audic Mota saudou os presentes pelo “momento histórico da comemoração, no Plenário 13 de Maio”. O parlamentar destacou seu reconhecimento à expressiva participação dos maçons nos mais importantes acontecimentos sociopolíticos e econômicos, que propiciaram significativas mudanças em toda a sociedade. “A Maçonaria, com a tradição que tem e com as atividades que exerce – seja dentro da sua discrição ou mesmo quando se consegue ver isso através de outras ações da Maçonaria – é um grande regulador social do nosso País. É, sem dúvida alguma, um caminho e um lugar onde nós conseguimos ver o bem”, ressaltou o deputado. O ex-governador do Ceará, Luiz Gonzaga da Fonseca Mota, um dos homenageados, afirmou que deve ao maçom Osmar Diógenes boa parte de sua formação política. Gonzaga Mota enfatizou que ser maçom é uma grande honra. “Frequentei uma escola na Maçonaria: uma escola de civismo, de amor à pátria, de liberdade, de irmandade e fraternidade, uma escola democrática. Isso é a Maçonaria”, salientou. Agradecendo em nome das lojas maçônicas homenageadas, o maçom Raimundo Nonato Barbosa citou o filósofo grego Aristóteles e afirmou que “a grandeza não consiste em receber honrarias, mas em merecêlas. Todavia, se por um lado a honraria nos dá satisfação e alegria, não devemos nos esquecer que, por outro lado, a deferência honrosa traz consigo o peso da responsabilidade, conclamando as agraciadas à mais densa reflexão de que devem manter uma vigília constante para continuarem sendo merecedoras dessa distinção”,

pontuou. De acordo com o grão-mestre da Grande Loja Maçônica do Estado do Ceará, sereníssimo Sílvio de Paiva Ribeiro, o maçom é o homem que vive para a realização da utopia de tornar feliz a humanidade. “Esse trabalho engloba não apenas as tantas ações movidas pelo coração caridoso do maçom em benefício dos menos afortunados, mas, principalmente, aquele produzido no silêncio de sua individualidade para alcançar as necessárias reformas íntimas. O maçom, portanto, dedica-se prioritariamente a melhorar seu próprio padrão moral; seus exemplos e suas ações interferem positivamente no meio em que atua, seja no bairro ou na cidade onde vive, seja no ambiente em que trabalha, ou onde quer que ele esteja”, explicou. Durante a solenidade, também foi concedida homenagem da augusta e respeitável Loja Simbólica Bezerra de Menezes nº 117 ao ex-deputado e presidente do Memorial da Assembleia Legislativa do Ceará Deputado Pontes Neto, Osmar Diógenes, em reconhecimento à inestimável colaboração para a oficina. Foram homenageados o exgovernador do Ceará Luiz Gonzaga da Fonseca Mota; o ex-ministro do Tribunal de Contas da União Ubiratan Diniz de Aguiar; o coronel Sérgio de Assis Pedrosa; o jornalista Antônio Viana de Carvalho e Francisco Madeiro Bernardino. Também receberam homenagens as lojas maçônicas Deus e Milagres nº 45, Cavaleiros da Harmonia nº 59, Obreiros da União nº 74, Defensores da Ordem nº 93 e Bezerra de Menezes nº 117. Participaram ainda da solenidade o ex-deputado estadual Guaracy Aguiar; o coronel Luiz Benício; o grão-mestre do Grande Oriente do Ceará (Goce), José Alves do Nascimento; o grão-mestre adjunto da Grande Loja Maçônica do Ceará, Narciso Dorta Ernandes Filho, e o grande segundo vigilante da Grande Loja Maçônica do Ceará, Osmar Fleming Dias. (Fonte: Assessoria de imprensa da AL/CE)


Cultura

Fortaleza-CE - Agosto de 2018

9

Relíquias de Padre Cícero e Artesanato e Folclore do Cariri ganham mostras no Rio de Janeiro O Sesc RJ abriu 22/8, na unidade Tijuca, a exposição “Meio Ambiente e Religiosidade”, cujo destaque são pertences de Padre Cícero (1844-1934), o líder religioso nascido em Crato (CE) que teve enorme influência social e política no sertão cearense e em todo o Nordeste. Já no Sesc Nova Iguaçu, no dia 23/8, às 18h30, estreiou a exposição “Artesanato e Folclore”, com peças exclusivas do Cariri (CE), região cearense que engloba os municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha. Além do artesanato produzido na região, a mostra apresentou peças alusivas a personalidades importantes para a história, a cultura e o folclore local. Para marcar a abertura da mostra, o Sesc Nova Iguaçu promoveu uma programação que celebra as tradições nordestinas, com intervenção musical, curso de cultura popular, religiosidade e culinária, além de apresentação da turma de ritmos da unidade. PADRE CÍCERO E OS MANDAMENTOS ECOLÓGICOS Engajado defensor da causa ambiental, o religioso esteve à frente do seu tempo ao antecipar, ainda no século 19, princípios da preservação dos recursos naturais consolidados nos dias de hoje. Entre as peças, estão cartas, documentos pessoais, utensílios domésticos, roupas e móveis. Os itens foram adquiridos pelo jornalista e curador da mostra Marcelo Fraga da professora e historiadora Fátima Meneses, herdeira dos pertences do religioso. A lista inclui título de eleitor, caderneta de anotações sobre bens que comprava e/ou revendia, atestado de óbito da mãe, bilhete da época da Revolução Cearense (1914) e um contra-cartão de boas festas. Há também cartas redigidas por Padre Cícero e tendo ele como destinatário. O público pode ver de perto toalha, guardanapos e lenços usados no banquete dos 90 anos de Padre Cícero, assim como punhais de cangaceiros e balas de rifles da revolução de 1914, petisqueira e talheres de prata, criado mudo da sua casa, furador de papéis, máquina de costura e ferro de passar roupa do seu centro social. Móveis, como um baú, uma chapeleira e um genuflexório (móvel para rezar), também estão entre as relíquias, assim como utensílios e trajes para celebrações religiosas. A ambientação da exposição levou o visitante a uma viagem pela Juazeiro do Norte do século XIX. Teve reproduções dos aposentos do padre no Casarão do Horto; de um altar nordestino, espaço de residências dedicado à devoção religiosa; da Capela de Nossa Senhora das Dores, local de pregação de Padre Cícero e onde veio a fundar o município; e de um Arco com Fitas, que simboliza o arco-íris, que por sua vez representa a fidelidade e o perdão de Deus e sua reconciliação com os fiéis. Dez mandamentos ecológicos de Padre Cícero estavam estampados em camisas expostas na parede. Criados na virada dos séculos 19 e 20, foram adotados em 2010 pelo Greenpeace. Eles abordam a agricultura e a pecuária sustentáveis, com dicas para o manejo correto de florestas, a preservação do solo, o represamento de rios, o respeito aos animais, entre outros preceitos não só válidos, mas necessários até os dias de hoje. EXIBIÇÃO DE FILME E APRESENTAÇÃO E OFICINADE DANÇAS A abertura da exposição no Sesc Tijuca teve uma programação paralela, que envolveu exibição de filme e apresentação e oficina de dança. Às 14h, começou a sessão de “O Bem Amado”, de Guel Arraes. Adaptação da novela de Dias Gomes para o cinema, o filme é protagonizado por Odorico

Paraguaçu (Marco Nanini) prefeito da cidade de Sucupira que tem como objetivo a inauguração de um cemitério municipal. Às 16h, houve apresentações de danças tradicionais do Nordeste e vivência das possibilidades dessas danças com o público presente. Artesanato e Folclore Além do artesanato produzido na região, a mostra apresentou peças alusivas a personalidades importantes para a história, a cultura e o folclore local. Para marcar a abertura da mostra, o Sesc Nova Iguaçu promoveu uma programação que celebra as tradições nordestinas, com intervenção musical, curso de cultura popular, religiosidade e culinária, além de apresentação da turma de ritmos da unidade. Padre Cícero (18441934) e Maria de Araújo (1862-1914) foram representados por dois grandes bonecos. Assinados pelo artista plástico Pedro Ferreira, as obras têm cabeças e mãos de barro sustentadas por armação de madeira e ferro recobertos por tecidos. O líder religioso nascido em Crato (CE) teve enorme influência social e política no sertão cearense e em todo o Nordeste. Nascida em Juazeiro do Norte, Maria Araújo era artesã e ensinava o ofício a crianças. Após o episódio do “Milagre Juazeiro” – uma hóstia ministrada por Padre Cícero teria se transformado em sangue em sua boca – passou a ser considerada “beata” pela população. Outra peça remete a uma figura icônica da música brasileira. Um manequim com Gibão lembrou Luiz Gonzaga, que eternizou o traje usado por vaqueiros da região e que hoje representa a figura do cantador nordestino. A obra foi confeccionada por Expedito Seleito, artesão do sertão cearense reconhecido nacionalmente pelo seu trabalho com couro, ofício herdado de seu pai, que calçou Lampião, o Rei do Cangaço.

GEOPARKARARIPE O Sesc RJ trousse a Nova Iguaçu também um pouco do Geopark Araripe. Localizado no sul do Ceará, é o primeiro Geopark das Américas reconhecido pela Unesco. Além de 10 quadros do meio ambiente, serão expostas réplicas de fósseis encontrados na região confeccionadas em Pedra Cariri. As peças são elaboradas pelos artesãos Graça e pela Família do Ateliê Pedra sobre Pedra, do município de Nova Olinda. Também foram destaque na mostra as bonecas de pano produzidas pelo Grupo Bonequeiras do Pé de Manga (Crato/CE), os bonecos de areia e jornal, assinados pelo artesão Wilton (Barbalha/CE), além das tradicionais miniaturas de Padro Cícero, do Centro de Arte e Cultura Mestre Noza (Juazeiro/CE) PROGRAMAÇÃO PARALELA A programação paralela envolveu apresentação do trio de forró Pimenta do Reino, liderado pelo cantor e compositor Daniel Guerra. No curso “Cultura popular, religiosidade e culinária nordestina”, os participantes tiveram a oportunidade de ampliar o conhecimento sobre questões relacionadas às manifestações populares do nordeste. Uma turma do Sesc Nova Iguaçu apresentou coreografias individuais de ritmos nordestinos. NORDESTE ÉAQUI A exposição “Meio Ambiente e Religiosidade” fica em exibição no Sesc Tijuca até o dia 2 de novembro. Em novembro, exposição será exibida no Sesc Campos, no Norte do estado. Já a exposição “Artesanato e Folclore” fica em exibição no Sesc Nova Iguaçu até o dia 21 de outubro. Em novembro, a exposição segue para a unidade da Tijuca, enquanto a unidade de Nova Iguaçu recebe outra mostra, sobre o universo do Cordel e dos Contadores. As atividades compõem o projeto O Nordeste é Aqui no Sesc RJ, cujo objetivo é preservar as tradições nordestinas e refletir sobre sua importância para o Rio de Janeiro e o restante do país. Além de exposições, a iniciativa conta com uma programação com cursos, oficinas, debates, shows e outras atividades alusivas à cultura nordestina. A programação completa, que se estende até dezembro, pode ser consultada em www.nordesteaquisescri.com.br.

AS FORMIGAS E OS HOMENS Provavelmente pisada por um passante, apanhei no meio-fio da calçada uma formiga quase morta. Soltei-a no meio da trilha, por onde centenas delas passavam. Aproximou-se uma, que avisou às outras, que passaram a notícia adiante. Surgiu uma maior e, com um ponta pé, jogou-a para bem longe, A faina do formigueiro não pode nunca ser atrapalhada. O mesmo acontece com os homens. José Mário Dias - Poeta da Praça do Ferreira

SANGUE DA ALMA Não chores, amigo, por Cristo, não chores, Pois as tuas dores, são dores pequenas. Gargalha, sorri nos momentos mais rudes, Tomando atitudes das almas serenas. O pranto que mostras no teu triste rosto, Provoca desgosto nas almas amigas. Portanto, te cala, enxuga o teu pranto, Entoa o teu canto e na vida prossigas. E, ainda, meu caro, os teus desafetos, Em risos secretos e com desamor, Se abraçam felizes, sorrindo contentes Da mágoa que sentes e da tua dor. Assim sendo, amigo, seca o teu pranto E, pra teu espanto, adquires a calma. Não te mortifiques, sorri e tem fé, A lágrima é... Ah! É o sangue da alma. Heiltor Lavor

SILÊNCIO

Bicentenário do Senador Tomáz Pompeu é celebrado com palestra da escritora e trineta do homenageado Ângela Gutierrez Por: Alaércio Alor. Em um fim de tarde, os remanescentes do clã do Senador Pompeu e convidados atendendo ao chamado do intelectual e novo presidente do Instituto Histórico do Ceará, Lúcio Alcântara, foi revelado dados até então desconhecidos de um dos personagens mais importantes da história política do Ceará quando éramos apenas uma província do Império do Brasil. A palestra sobre o bicentenário de nascimento do Senador Pompeu lotou as dependências do auditório daquele sodalicio e por mais de noventa minutos a Sra. Angela Gutiérrez, trineta do homenageado, relatou aos presentes que naqueles tempos de políticas e guerra a política já era feita com muitas mentiras. E que o Senador Pompeu era um dos membros do Senado a propor o fim da vitaliciedade do cargo embora ele fosse vitalício como membro do Senado pela Província do Ceará como eram conhecidos os estados no tempo do Brasil Imperial. É de bom ressaltar que o Senador foi um homem muito culto para a sua época e que muito contribuiu para a formação cultural do nosso Ceará coletando dados estatísticos sobre as secas que assolavam essa regional já naquelas épocas de parcos recursos tecnológicos, tendo a Geografia como uma das ciências que mais amava

Envie sua poesia para o endereço eletrônico: jornaldocomerciodoceara@gmail.com

De minha mãe, silenciada a voz, Nunca mais as terei, palavras santas, Tantas vezes ouvidas, outras tantas Comungadas no olhar só entre nós. Não reclamo, oh! Saudade, em dor atroz, Pois a morte, na morte a dor suplanta. Nem na vida, ilusão que desencanta, Reclamei do vazio vindo após... Uma falta, porém, essa persiste! Dentre todas as tristes, a mais triste, Nessa inda hoje a meditar me pilho. É falta sem remédio, é dor sem jeito, Nunca mais escutar dentro do peito Aquela voz: ‘‘Deus te abençoe, meu filho!’’ Paulo Veras

FEITIÇO Vivi, amei, fui amado e odiado seduzido por uma serpente que me aprisionou em vida Como castigo e tormento naufragado, mergulhado na tristeza, perdi-me na escuridão do pecado Liberto da ira maldita, busco a felicidade longe do veneno e do feitiço que a víbora, em vida, guarda no coração. Antonio Matos - Poeta do dia e da noite

estudar e difundir seus conhecimentos. Foi o fundador e primeiro Diretor do Liceu do Ceará. Foi o Senador Pompeu o primeiro grande impulsionador do desenvolvimento econômico do Ceará em sua época e por isso são merecidas e justas homenagens que tributam ao grande cearense o Instituto Histórico do Ceará.

MOMENTO CONTRITO Selvagemente solitário junto ao seprestes, ilumino-me do abismo onde as nuvens põem asas sobre o meu delírio. Entro na inquietude da impermanência. Márcio Catunda - Escritor e Diplomata


10

Varejo/Evento

Fortaleza-CE - Agosto de 2018 Fortaleza-CE Fortaleza-CE -- Março Março de de 2013 2013

CABELEIREIROS

ARTE

BARES TEMÁTICOS/BENFICA

Amigos do Carandiru

Galeria

O Joani Pintura Óleo sobre Tela, Limpeza, Restauração de Telas e Reintelamento

(85)3221.4029

CABELEIREIRO

UNISSEX

Salão uirapuru

Manoel:

RIBAMAR (85) 98599.9712 - (85) 99104.5388

(85) 9.9606.3377 Rua Joaquim Magalhães nº 10 Benfica - Fortaleza/CE

98786.1090

Rua Joaquim Magalhães, 16 Benfica - Fortaleza - CE

ESTACIONAMENTO

FORT PARK ESTACIONAMENTO E GARAGEM LTDA

Administração Regional: São Paulo (Matriz) (11) 2909.4488 ABC - São Paulo (11) 4438.9244 Santos - SP (13) 3284.2619 Rio de Janeiro (21) 3563.6004 Fortaleza - Ceará (85) 3099.4488 www.patropi.com.br

• Fernando (Cantor) • Leninha da Sanfona (Oito baixos) • Aloísio: Cantor • Zé (repertório internacional) • Cláudio Alves da viola • Pelé (Trombones) • Vlamir (Percussão) • Sérgio Brasil (Cantor) • Mamá (Couver do Elvis Presley) • Régia (Cantora) • Afrânio (Cuíca) • Moreira(Surdo) 98746.6446 • Tiburcio(Pandeiro) • Lucilânio(tantã)

Sarau das Palavras na AAFEC reuniu artistas aposentados, pensionistas e convidados abordando o tema: Comunicação e Tecnologia

fortpark@patropi.com.br

MAIS DE 40 ANOS DE CREDIBILIDADE

PROGRAMA DE RÁDIO

Afrânio

Apresentações musicais

BAR/RESTAURANTE Zequinha

Temos diariamente:

TELE-ENTREGA

(85)988861713 Av. Duque de Caxias, 1400 Centro - Fortaleza - Ceará

ACESSÓRIOS PARA MILITARES

• Feijão Verde • Baião • Camarão • Maminha • Carne do Sol • Espetinhos • Bolinha (diversos sabores) • Queijo milanesa • Todo tipo de bebidas

ADVOCACIA

NELSON AZEVEDO Advocacia & Consultoria OAB-CE: 22.547

FESTA

(85) 98884.8111 (85) 99706.9043 nelson_azevedo63@hotmail.com

PROGRAMA DE RÁDIO

O Sarau das Palavras chegou a sua oitava edição no dia 30 de agosto, na sede da AAFEC (Asssociação dos Aposentados Fazendários do Estado do Ceará), abordando a temática "Comunicação e Tecnologia". O Sarau também encerrou o Seminário Vivendo a Era Digital, realizado pela Associação que aconteceu de 27 a 30 de agosto. O evento foi um sucesso, onde muitos aposentados aderiram a mais essa iniciativa da AAFEC que levou diversão e integração com todos presentes,

parafraseando a tecnologia e a comunicação nos dias de hoje por meio da literatura e da música. Destaque para o aposentado poeta Pererinha e a garotinha Joaanna Alyce que cantou a música ''Naquela Mesa". O presidente Gentil Teixeira Rolim falou da importância do mês de agosto e das datas comemorativas. Em seguida apresentaram-se diversos associados cantando e recitando poesias magníficas. Parabéns aos organizadores desse importante evento que engrandece a cultura no Estado do Ceara.

CELULAR

LANCHONETE CELULAR

Erica ANUNCIE NO GUIA DO JORNAL DO COMÉRCIO DO CEARÁ

Rua Joaquim Feijó, 123 - Benfica Fortaleza-Ceará


Esporte

Fortaleza-CE - Agosto de 2018

11

Ferroviário campeão brasileiro da Série D 2018

Email: carlosemanuelceara@gmail.com

DESTAQUE Destaque do Grêmio (RS), com 39 gols, Éverton “cebolinha” tem 22 anos e é natural de Maracanaú e veio das categorias de base do Leão do Pici. Tite o chamou para os amistosos contra EUA e El Salvador, dias 07 e 11/09. Antes, foram convocados os cearenses, Wendell (2016), Osvaldo (2013), Dudu Cearense (2004), Jonatas (2006), Jardel (1999-2002), Adriano (1995), Mirandinha (1987), Babá (1961), Zé de Melo e Geraldo (1959). Nenhum deles disputou uma Copa do Mundo da Fifa.

Ferroviário Atlético Clube Campeão Brasileiro Série D 2018 (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Vamos destacar o feito inédito no futebol cearense para times da capital alencarina. Trata-se do título da Série D, do Ferroviário Atlético Clube (FAC). Ceará foi Vice-Copa do Brasil; Fortaleza, duas vezes Vice da Taça Brasil que hoje é reconhecida como parte dos torneios nacionais pela CBF. A 10ª edição do Brasileirão da quarta divisão foi realizada por 68 equipes que se enfrentaram de 21 de abril a 4 de agosto, com 266 partidas, 677 gols. Edson Cariús, do FAC, foi o artilheiro com 11 gols. Na primeira fase os times se dividiram em 16 grupos de quatro equipes cada. O Ferroviário veio do Grupo A4, onde liderou com 10 pontos, com duas vitórias e quatro empates que acabou com a demissão do técnico Maurílio Silva. No dia 06 de maio, no Estádio General Sampaio, para 407 pagantes, o Tubarão da Barra venceu o Interporto por 3 x 2, gols de Esquerdinha, Mazinho e Edson Cariús. A equipe veio a campo com Léo, Luiz Fernando, Mazinho, Sávio, Janeudo, Leanderson, Edson, Esquerdinha, Anildson e Liniker. A segunda vitória veio na quinta rodada, fora de casa também, contra o 4 de julho, gol de Valdeci. Já o Treze (PB) liderou seu grupo A9, com 12 pontos, três vitórias e três empates. Venceu o Santa Rita por 4 x 0, o Itabaiana por 1 x 0 e 5 x 0 quando repetiu a vitória sobre o

Santa Rita. Na segunda fase, o Ferroviário foi a Barra da Corda, no Maranhão e ficou no empate de 3 x 3, contra o Gordino, dois gols de Edson Cariús e um de Janeudo. Já sobre o comando de Marcelo Vilar. O Treze ficou em 1 x 1 com o URT, na cidade de Pato de Minas, em Minas Gerais. No jogo de volta, Ferroviário venceu 1 x 0, de novo Edson Cariús. O Treze repetiu o empate com a equipe mineira e foi decidir nas penalidades, a classificação para a fase seguinte (32 Treze). Na terceira fase, o time cearense passou sufoco na primeira partida e ficou no 1 x 1 com o Altos do Piauí, na Arena Castelão, destaque para Juninho Quixadá, que marcou o gol do tricolor coral. O Galo da Borborema levou vantagem quando ganhou de 2 x 0 do Iporá de Goiás, com gols de Leandro Love e Marcelinho Paraíba. Nos jogos de volta, o Ferrão venceu de 4 x 2, com show de Edson Cariús com três gols e um de Mazinho. Já o mais querido paraibano perdeu por 2 x 1, mas com a soma de placares levou a melhor e passou de fase. Na sequência as duas equipes finalistas nordestinas, o Treze ganhou do Caxias de 1 x 0 e 3 x 1. Já o Ferroviário fez 3 x 2 no Campinense, gols de Edson Cariús, Juninho Quixadá e Janeudo e perdeu por 1 x 0. Nos pênaltis venceu por 5-4.

Já nas semifinais, o Treze perdeu por 1 x 0 para o Imperatriz (MA) e depois venceu pelo mesmo placar o segundo jogo e, nos pênaltis, levou a melhor e se classificou para a final. O Tutubarão, no PV, meteu logo foi 3 x 1 no São José (RS), gols de Juninho Quixadá, Mazinho e Gleidson, no jogo de volta perdeu de 2 x 1 e na soma dos placares foi à final. As finais foram marcadas por pouca presença de público. Na primeira partida na Arena Castelão, 6.407 torcedores viram o Ferroviário ganhar de 3 x 0 do Treze, no dia 30 de julho de 2018. Na partida que decidiu o título a favor do Tubarão da Barra, no Estádio Amigão, em Campina Grande (PB), 7 mil pessoas estiveram presentes, no dia 04/08/2018. O Treze que ficou com o vice-campeonato e estava sob o comando do também cearense Flávio Araújo veio a campo, com Mauro Iguatu, Alex, Brumati, Nilson, Coppetti, Zé Carlos, Leilson, Dede, Leandro, Marcelinho Paraíba e Patrick. A partida terminou 1 x 0 para o Treze. Já o campeão estava com Gleibson, Lucas Mendes, Afonso, Andre Lima, Mazinho, Sávio, Janeudo, Leanderson, Edson Cariús, Esquerdinha e Luis Soares. FERROVIÁRIO ATLÉTICO C L U B E ( FA C ) C A M P E Ã O BRASILEIRO DA SÉRIE D 2018.

Na Arquibancada, programa divertido sobre futebol na Rádio Classista

Todas as quintas-feiras 13h30 pelas ondas da Webrádio Classista, pela live do Facebook, do canal do Youtube; Rômulo Jacobi, Paulo Oliveira e Ezio Rodrigues fazem um programa esportivo diferente, onde a voz do torcedor se faz presente nos comentários dos locutores. Às vezes algum convidado como o Carlos Emanuel, que já é quase da equipe, sempre que pode leva as suas informações para acrescentar algo ao programa. A média é de mil visualizações só pelo Face, fora as pessoas que ouvem pelo site da Rádio Classista. Os ouvintes sempre interagem. Qual a pauta do programa? Pode ter notícias do Ceará, Fortaleza e Ferroviário, matérias sobre a Copa do Mundo, futebol europeu, como curiosidade da bola em geral.

Ézio Rodrigues é conhecido como Palestrinha, porque gosta de discursar, de contar estórias e de se estender no palavreado; Rômulo puxa a diversão, com suas tiradas sarcásticas, com o humor jovem; Paulo Oliveira não é aquele que eu escutava em casa na Verdinha quando eu era pequeno e acordava às cinco da manhã para ir ao banheiro e meu avô estava lá ouvindo. Este Paulo aqui é o ‘Frei Tito’, por seu ar de seminarista, jeito que ele atualmente não busca muito, pois é mais atualizado com as novidades do mundo, interligado com a descontração. Eu, Carlos Emanuel ainda estou tentando relaxar, desencanar, se integrar, ou seja, ser mais leve. Ainda estou meio sério.

O programa é quase um podcast, igual aqueles que eu ouço por aí: “Não Ouvo”, “NerdCast”, SerifaCast”, “Mundo Freak”, mas é ao vivo e o feedback é instantâneo nos comentários da live. “O Brasileirão voltou, contudo, rato no campo em São Januário, pastor evangélico fazendo provocações, goleiro fechando o gol e tomando frango no final, declarações óbvias dos treinadores no final com medo de perder o emprego...” (abertura com Paulo Oliveira (apresentador)). Rômulo Jacobi ressalta, para definir bem o que é Na Arquibancada, ao dizer que foi uma idéia de amigos da faculdade, para fazer algo diferente do que estava sendo feito; “A idéia é cada um mostrar o time que torce sem ter receio de falar e conversar como se fosse amigos na mesa do bar, de maneira informal, de forma descontraída”. Paulinho destacou que desde 2012 existia um esboço de programa, só que os trabalhos de cada um, acabaram atrapalhando o projeto. Mas nesse ano de 2018, depois de ouvir alguns podcasts resolveram embarcar nessa jornada. “A ideia de formato era ir na contramão dos programas tradicionais de futebol, porque eu, particulamente, fiquei saturado, daquele formato de que os participantes dão sua opinião baseada em achismos... a ideia é mostrar na prática a cada programa por que o cearense é tão apaixonado por futebol...”

EUQATSD

Éverton, mais um cearense convocado para a seleção brasileira

AS “ESTRELAS” DA COPA FARES LOPES Em sua 9ª edição, a COPA FARES LOPES, competição mais charmosa do futebol cearense, vale vaga na Copa do Brasil e traz Ceará e Fortaleza, como atrações à parte. Entre os jogadores de destaque temos Bruno Colaço, goleiro (exFerroviário) e que defende o Iguatu, o azulão do Centro-Sul, que ainda conta com o volante Michel e o atacante Canga. O Caucaia por sua vez, contratou o ‘Messi’. Já o Floresta vem com Robert (ex-Ceará e Fortaleza) e Magno Alves grande ídolo do Vozão. O Ferroviário vem com sua grande estrela Edson Cariús. O Fortaleza homenageia sua maior estrela da década passada, Clodoaldo, com 39 anos, que vem para a despedida da carreira de jogador profissional. O Ceará tem uma estrela fora de campo, o treinador Luiz Felipe Santos, campeão brasileiro sub-20 em 2015 pelo Fluminense e que vai treinar o sub-20 do alvinegro de Porangabussu na competição.

LEÃO FAZ CAMPANHA DE CAMPEÃO NA SÉRIE B RUMO A SÉRIE A Com 43 pontos em 21 jogos, 13 vitórias, 4 empates e 4 derrotas, equipe comandada por Rogério Ceni, mostra sua força, mesmo com perda de peças importantes no meio do caminho, como o atacante Osvaldo e a contusão de seu principal artilheiro na temporada, Gustavo, o Gustagol. O Leão igualou ainda na 20ª rodada uma marca que pertenceu a grandes equipes do futebol brasileiro, como Corinthians, Vasco, Vitória e Palmeiras que conseguiram 40 de 60 pontos possíveis nesta fase. O recorde foi do time baiano que fez 47 pontos em 2012.

ESPAÇO

vidasaudável

Neyde

PERCA PESO SINTA-SE BEM!

9.9600.6477 9.8653.8082 Rua Barão do Rio Branco, 1071 Edifício Lobrás, S/423 4º andar


12 Fortaleza-CE - Agosto de 2018

Empreendedorismo

Prefeito Roberto Cláudio assina contratos do Projeto Mulher Empreendedora desenvolvimento.

Programa Fortaleza Competitiva O Programa Fortaleza Competitiva é uma iniciativa que engloba um pacote de medidas de estímulo à criação de um cenário qualificado para novos negócios, na Capital, viabilizando mecanismos para o surgimento e crescimento de empresas em áreas estratégicas do Município, gerando emprego, renda e

Coligação: Patriota - PRTB - PPS

ação também ofertará acompanhamento técnico por um período de até 12 meses aos beneficiados pelo Projeto.

Empreendedorismo feminino Lançado em janeiro deste ano pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), o Projeto Mulher Empreendedora recebeu 320 inscrições, totalizando 679 pessoas. Após a análise documental, seguindo as exigências do Edital, realizada pela CLFOR, 126 empreendimentos foram habilitados para participar do Projeto. As empreendedoras habilitadas participaram de duas capacitações. A primeira para elaboração do “Plano de Negócio” e a segunda para a “Prestação de Contas”. Após o processo de seleção e capacitação, 87 negócios foram habilitados para assinatura do contrato de financiamento, beneficiando 183 empreendedoras.

CNPJ Candidato: 31.208.852/0001-00 CNPJ Jornal: 27.957.805/0001-84 Tiragem: 5 mil exempalres - Tamanho: 1/8

O prefeito Roberto Cláudio participou, no dia 30 de agosto, no Bosque do Paço Municipal, da assinatura dos contratos de empréstimo do Projeto Mulher Empreendedora. A iniciativa faz parte do Programa Fortaleza Competitiva e visa estimular o empreendedorismo feminino, possibilitando acesso ao microcrédito orientado, além de capacitações e consultorias gerenciais. O Projeto Mulher Empreendedora beneficiará 87 negócios de grupos com dois ou três empreendedores de Fortaleza geridos por mulheres. A ação, capitaneada pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), investirá mais de R$ 1,2 milhão, sendo até R$ 15 mil por empreendimento. Para incentivar a geração de trabalho e renda para mulheres empreendedoras, foram aceitos empreendimentos de diversas áreas, como confecção, alimentação, beleza, tecnologia da informação, dentre outras atividades. Cada empreendimento receberá crédito orientado para compra de máquinas, insumos e equipamentos. A

(85) 9.8869.8869

cliente@conectsim.com CIRCUITO FECHADO DE TV

(CFTV) VIA CELULAR

Tropical

restaurante

Self-Service sem peso Bebidas Diversas

A melhor comida caseira do Centro da Cidade Refeições diariamente * Cavala C/ Frita * Tilápia C/ Frita * Camarão Alho e Óleo * Camarão ao Molho * Cavala ao Molho * Peixada Tilápia * Costela Cozida * Galinha Cabidela * Carneiro Guizado * Carne do Sol * Panelada * Sarrabulho * Costela de Porco

Visite a Barra do Ceará. Fortaleza nasceu aqui!

Sexta e Fins de semana Feijoada, panelada e buchada

SOBREMESAS: • Pudim • Mouse • Salada de Frutas • Doce de Mamão • Doce de Leite

3452.1280 Organização: Inácio e família

Cerveja gelada e outras bebidas BAR ESPAÇO CULTURAL ABERTO DE SEGUNDA A SÁBADO

Rua Assunção, 16 - Centro Fortaleza Ceará

• Peixada cearense • Vista privilegiada • Passeio de barco • Área de lazer para crianças • Música ao vivo • O melhor camarão da cidade

Av, Santos Dumont, 126 A Centro esquina com 25 de março

Jornal do Comércio Agosto  
Jornal do Comércio Agosto  
Advertisement