Page 1

Historia

Primeiramente a energia era produzida pela queima de madeira, e era utilizada para o preparo de alimentos. Este meio de produção era bastante poluente, por isso, conforme o passar do tempo, e com a grande evolução que presenciamos, outros combustíveis começaram a serem utilizados, como o carvão mineral, e outras técnicas que serviam como material menos poluente. É claro, que ainda espera-se uma grande evolução na produção da Energia termoelétrica ou térmica (ambos os termos serão encontrados na revista).

(web site: www.portaldomar.org.br, acesso em 03 de abril)

1|Página


Capacidade de Produção Este tipo de energia não é considerado hoje, eficiente. Por isso o número encontrado durante várias pesquisas que nós do grupo desta revista realizamos, foi que cerca de 38% da produção de Energia Termoelétrica global. No Brasil, atualmente, a Energia Termoelétrica em função do grande potencial hídrico, é utilizada de forma estratégica. Esse uso ocorre quando há diminuição de água, provocada pela carência de chuvas, nas represas que abastecem as usinas hidrelétricas. Existem em nosso país cerca de 50 usinas termoelétricas, espalhadas por vários estados. Todas estas usinas em funcionamento podem gerar cerca de 15 mil MW de energia (Megawatts), correspondendo a 7,5% de participação no sistema elétrico nacional.

2|Página


◊ Questione...  O que significa a palavra GASODUTO, encontrado no mapa? Segundo o dicionário de Língua Portuguesa on-line Priberam, gasoduto é basicamente a canalização de longa distância que transporta gás natural.

O que vem por trás da Energia Termoelétrica? Como funciona? “Geralmente algum tipo de combustível fóssil como petróleo, gás natural ou carvão é queimado na câmara de combustão. O vapor movimenta as pás de uma turbina, cada turbina é conectada a um gerador que gera eletricidade.” (web site: www.sobiologia.com.br, acesso em 04 de abril)

Nessas duas imagens podemos observar o que se entende por “produção de Energia Termoelétrica”.

Imagem retirada do web site: www.infoescola.com

3|Página


◊ Segundo a Química...  Qualquer produto capaz de gerar calor pode ser usado como combustível, do bagaço de diversas plantas aos restos da madeira. Os combustíveis mais utilizados são: óleo combustível, óleo diesel, gás natural, urânio enriquecido (que dá origem à energia nuclear) e o carvão mineral. Quase todo o carvão mineral brasileiro é empregado na geração termoelétrica, uso que requer o controle de efluentes líquidos e resíduos sólidos, além de CO2 (gás carbônico), CO, reticulados, hidrocarbonetos, óxidos de enxofre e nitrogênio.

Existem diversos tipos de usinas, sendo classificados conforme o combustível utilizado:

Usina a óleo: O processo químico de fabricação

do combustível utilizado na unidade é conhecido como transesterificação. Segundo o Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas (SBRT), ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, o processo consiste na reação de um óleo vegetal (glicerídeo) com um álcool (metanol ou etanol), em presença de um catalisador (substância que faz a reação acontecer mais rapidamente), geralmente uma base, a soda ou a potássia cáustica (hidróxido de sódio ou potássio). O subproduto da reação é a glicerina, que também tem valor comercial (é 4|Página


utilizada para fazer sabonetes). O álcool utilizado na reação é, em boa parte, reaproveitado na fábrica. Esse processo foi patenteado pela primeira vez em todo o mundo pelo cearense Expedito Parente, ainda nos anos 70.

Curioso, não?! "Para se produzir o biodiesel, os ésteres no óleo vegetal são separados da glicerina. Os ésteres são a base do biodiesel. Durante o processo, a glicerina é substituída pelo álcool, proveniente do etanol. O resultado da reação química entre os ácidos graxos contidos em óleos vegetais e gorduras animais e um álcool, que pode ser o etanol ou o metanol, é um éster etílico ou metílico. Quando usado como combustível, denominamos tal produto de biodiesel", explica nota na página do SBRT na internet.

Usina a gás: Usa gás natural como o combustível para alimentar uma turbina de gás.

Porque os gases produzem uma alta temperatura através da queima, e são usados para produzir o vapor para mover uma segunda turbina, e esta por sua vez de vapor. Como a diferença da temperatura, que é produzida com a combustão dos gases liberados torna-se mais elevada do que uma turbina do gás e por vapor, os rendimentos obtidos são superiores, da ordem de 55%;

Usina a carvão: Geralmente funciona com algum tipo de combustível fóssil como gasolina,

petróleo, gás natural ou carvão, é queimado na câmara de combustão, com o ar que aumenta sua pressão através de um compressor axial anteposto a câmara, é interligada à turbina provínea misturada para a queima da combustão. Com

5|Página


grande pressão (compressor) maior a temperatura (câmara de combustão) essa união é 'levada' a turbina sendo transformada em potência de eixo, fazendo assim o giro da turbina "neste caso TG-Turbina a gás".

Usina nuclear: Uma Usina Nuclear é uma instalação industrial empregada para produzir

eletricidade a partir de energia nuclear, que se caracteriza pelo uso de materiais radioativos que através de uma reação nuclear produzem calor. Este calor é empregado por um ciclo termodinâmico convencional para mover um alternador e produzir energia elétrica.

6|Página


O que dizem... O diretor de estudos de energia elétrica da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), José Carlos Miranda, voltou a falar da possível participação de termelétricas a carvão no próximo leilão A-5. Miranda disse que a EPE e o Ministério de Minas e Energia (MME) estão trabalhando para que a participação da fonte seja permitida no certame. Três fatores podem contribuir para que o carvão volte à cena: o custo da energia produzida, a necessidade do Brasil aumentar o parque térmico e o fato de uma série de usinas a óleo não ter entrado em operação. "A descontratação daquelas usinas a óleo abriu espaço para o carvão, que ainda é mais barato que a óleo", disse Miranda, ao conversar com jornalistas nesta terça-feira (16/04), após participar da quinta edição do SolarInvest, em São Paulo. Segundo ele, dependo do tipo de carvão utilizado nas usinas, importado ou nacional, as térmicas podem chegar ao custo de R$110 por MWh. "Tem que estar nessa faixa para ser competitiva com as outras fontes", disse. "Temos informações que as térmicas a carvão podem ter preços muito competitivos", acrescentou Miranda.

Segundo a Física... O calor é a transferência de energia térmica que se dá entre dois sistemas devidos exclusivamente à diferença de temperatura entre esses sistemas ou corpos. A energia térmica e o calor medem-se em unidades de energia: o Joule no sistema SI, ou de forma alternativa a caloria, esta última certamente 7|Página


mais adequada à medida de calor e não da energia térmica propriamente dita. Embora a temperatura absoluta também possa ser medida em (sub)unidades de energia, essa é contudo medida em kelvin, unidade essa que difere daquela apenas por um fator igual à unidade atrelada à constante de Boltzmann. A definição de caloria é a quantidade de calor (energia) necessária para elevar-se 1 grama de água de 14,5 graus Celsius (oC) para 15,5oC. Em linguagem matemática a energia térmica é definida como:

Etermica =

i

Ec_i

Para sistemas onde vale o princípio da equipartição da energia, o que aplica-se a vários sistemas termodinâmicos, ela pode ser expressa por:

Etermica Onde KB corresponde à constante de Boltzmann, N corresponde ao número de partículas no sistema, T corresponde à temperatura absoluta do sistema e r corresponde ao número de graus de liberdade por partícula do sistema, podendo r assumir valores entre r=9 - três graus de translação, três de rotação e três de vibração - para sistemas compostos por partículas mais complexas e r=3 nos sistemas tridimensionais mais simples - compostos por partículas pontuais com três graus de translação apenas. Referências do texto á cima: 1. Máximo, Antônio; Alvarenga, Beatriz - Física, Volume Único - Curso completo Edito Scipione - 1ª Edição - 6ª impressão - ISBN:85-262-3018-2 2. Ciência & Natureza - Forças Físicas - Abril Coleções - Time Life - Abril Coleções Ltda - Rio de Janeiro - RJ.

8|Página


Aproveitando o uso da energia... Como forma de usar a energia que você tem em sua casa, todos os dias, um grupo de cidadãos, criaram nas redes sociais, em princípio no Twitter e Facebook, um modo de conscientização da sociedade de coleta do óleo de cozinha, influenciando á energia térmica – que como foi visto anteriormente tem seus aspectos positivos, e negativos (como qualquer outra energia tem).

Energia Termoelétrica: gerando energia e poluindo o ar.

Como qualquer outra energia, a produção desta, também causa impactos ambientais. Alguns deles se dão devido a participação da energia térmica no aquecimento global, assim como a chuva ácida e o efeito estufa (causadores do aquecimento global). Portanto é fácil de se encontrar alguns aspectos negativos no consumo desta energia, conforme o que logo será discutido na revista.

9|Página


Aspectos Positivos Como aspectos positivos do consumo desta energia, classificamos aqui as vantagens de se consumir energia termoelétrica, se misturam com algumas desvantagens, estas dependem de como a energia é obtida, então lá vão, alguns exemplos:  Obtida com a queima de lenha: é barata, basta pegar no mato.  Obtida com Resistência Elétrica e Bobinas de Indução: Não polui o meio ambiente.  Obtida com Aquecimento Solar (serpentinas): Não polui o meio ambiente.

Aspectos Negativos É

claro

que

para

as

desvantagens funciona do mesmo modo, tudo depende de como a 10 | P á g i n a


energia é obtida, e se esta for obtida de forma não racional irá poluir muito o meio ambiente, ocasionando em poluição e outros danos á natureza. É o caso da queima de lenha, que para o meio ambiente recebe-se com uma agressão, violação.

Por tanto se torna uma vantagem por ser uma matéria-prima

barata, sem custos e também uma desvantagem com sua consequência ao meio ambiente. Obtida com Aquecimento Solar (serpentinas): Caro, rendimento baixo e só funciona de dia e sem nuvens.  Obtida com Queima de derivados de Petróleo: Polui o ar com fuligem preta e CO2.  Obtida com Queima de Carvão Mineral: Polui o ar com CO2 e produz muita fuligem preta e deixa muitas cinzas que vão poluir os rios. Obtida com Queima de Carvão Vegetal: Acaba com as florestas, polui o ar com CO2 e produz muita fuligem preta.  Obtida com Queima de Gás GLS: Polui o ar com CO2 provoca efeito estufa. Obtida com Queima de Gás Natural: Polui o ar com CO2 provoca efeito estufa. Obtida com Queima do Bagaço de Cana: Polui o ar com CO2 provoca efeito estufa.

Influencias Politicas... A energia só deve ser consumida de forma sustentável, sem auxilio de decisão de qualquer outra ferramenta politica. Por isso, o consumo da Energia Termoelétrica só deve estar presente em usos sem nenhuma posição. Sobrepondo-se á aspectos culturais, ambientais, políticos e sociais.

11 | P á g i n a


Porque escolher esta forma de produzir energia? Uma forma de se pensar em motivos de escolher esta energia para se produzir, utilizamos os aspectos positivos que se encontra nesta energia. Além de não existir possibilidades de hidrelétrica, há varias vantagens, como matéria-prima pouco cara, entre outras.

Curioso, não?! Com ilustração por Marcelo Zissu, foi criada a revista da Termorio UTE-GLB da Petrobras. A Dtech desenvolveu por completo o conceito da revistinha em formato de história em quadrinhos, que ensina e conscientiza – adultos e crianças – sobre os perigos das linhas de transmissão, com ilustrações bacanas e historinha envolvente. Confira um pouco da revistinha no site da Dtech: http://dtech.com.br 12 | P á g i n a


Maiores Produtores...  No Brasil e na América do Sul: TermoRio – Duque de Caxias – RJ 1040 Mw (movida agás natural)

No Mundo:

Imagem da Usina TERMORIO

Xinhua – Zhejiang – China 4000 Mw (movida a carvão)

13 | P á g i n a

Revista continuação  

Criada peo alunos da turma 205 c