Page 1

PORTFÓLIO ARQUITETÔNICO

ISADORA G. GROSSO arquiteta

2014

.

2019


FORMAÇÃO GRADUAÇÃO - ARQUITETURA E URBANISMO / 2014 - 2018 Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus Bauru, SP.

ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES IS ADO RA GO M E S G ROSSO PERF I L Recém graduada em arquitetura e urbanismo, 23 anos. Interesse em atuar em escritório de arquitetura. C o m disponibilidade para deslocamento e carro próprio.

I NFO

S UM ÁR IO CV....................................................1

PROJETOS DE INTERIORES..................................3 Escritórios de Arquitetura / 2018-19

SEDE PARA O INSTITUTO DE PLANEJAMENTO URBANO DE BAURU....................9 Graduação / 2017

REPENSAR O CULTIVO NA CIDADE.................17 Graduação / TFG / 2018

Rua Cristiano Viana, 225, SP. (19) 99648-7252 isadora.gomesg14@gmail.com

SO CI A L FACEBOOK facebook.com/isadora.gomes.735

O principal objetivo do projeto é requalificar escolas públicas. Nesse sentido, houve aprendizados técnicos relacionados à pintura e construção, além da vivência com comunidades locais. Na parte pessoal, foram desenvolvidas capacidades administrativas, organizativas e comunicativas, indo além daquelas estimuladas pela faculdade.

INICIAÇÃO CIENTÍFICA / 2017 - 2018 Financiada pela FAPESP, intitulada "A contribuição da imigração italiana na construção do Bairro Monte Alegre, Piracicaba (SP)", com ênfase em história da arquitetura. No ano de 2018 o trabalho foi apresentado e publicado em fórum sobre patrimônio realizado na Universidade Federal de Minas Gerais e no 30 Congresso de Iniciação Científica da Unesp.

EXPERIÊNCIA ESTÁGIO / Março de 2018 - Agosto de 2018

Andréia Figueiredo Arquitetura, Bauru, SP. Foram praticados diferentes aspectos, como: o desenvolvimento de projetos de arquitetura e interiores, incluindo concepção, desenhos técnicos e renderizações; projetos de reformas e adaptações; visitas à obras; contato com clientes e prestadores de serviços. Além disso, foi possível participar de questões envolvendo a identidade visual, como criação de placas de obra, postagens para mídias sociais e o desenvolvimento de um portfolio.

INSTAGRAM

TRABALHO / Fevereiro de 2019 - até o momento Luciana Pacheco Arquitetos Associados, Piracicaba, SP.

@isadoragomesg

Prática mais aprofundada do dia-a-dia de um escritório de arquitetura.

LINKEDIN

HABILIDADES

linkedin.com/in/isadora-gomes-579065156

L Í NGU A S INGLÊS / Avançado - CEFR C1 IELTS overall band 7.0 / Cambridge CAE Grade C

ESPANHOL / Básico - Intermediário FOTOGRAFIA...............................35

TRABALHO VOLUNTÁRIO - Comunicação e Coordenação Geral / 2015 - 2017 Projeto de extensão “Ao Vivo e em Cores“

ITALIANO / Básico

Pacote Office AutoCAD Revit SketchUp V-Ray 3.4 Photoshop InDesign


2


3 A U TO C AD

BANHEIRO

SKETCHUP

V - RAY

PHOTO S HO P


TE XTU R A S

mdf linha essencial wood itapuã - duratex

PLANTA B AI X A 1 :5 0 porcelanato linha battutto sgr, 100x100 cm - portinari

porcelanato linha clean opus branco ac ir, 120x60 cm - eliane

LEGEN DA

P E R S P E C TI VA

VI STA 0 1 1 :5 0

MOBILIÁRIO A SER CONFECCIONADO M1

GAVETEIRO COM DUAS GAVETAS COMPR.=1,30m, LARG.=0,52m, ALT.=0,18m

M2

PRATELEIRA COMPRIMENTO=1,20m, LARGURA = 0,50m

LOUÇAS L1

BACIA CONVENCIONAL LINHA NUOVA COR BRANCO, CÓD P.13.17 - DECA

L2

CUBA DE EMBUTIR RETANGULAR COR BRANCO CÓD. .1071.17 - DECA

METAIS E1

MISTURADOR DE MESA LINHA DREAM, CÓD. 1877.C87 - DECA

E2

VÁLVULA DE DESCARGA LINHA SLIM, CÓD. 2553.C.114 - DECA

E3

DUCHA HIGIÊNICA LINHA DREAM, CÓD. 1984.C87.ACT.CR - DECA

E4

PAPELEIRA LINHA QUADRATTA, CÓD. 2020.C83 - DECA

E5

PORTA TOALHA LINHA QUADRATTA, CÓD. 2040.C83 - DECA

E6

CHUVEIRO QUADRADO, CÓD. 1992.C.CT - DECA

E7

ACABAMENTO PARA REGISTRO DE GAVETA LINHA DREAM - DECA

E8

ACABAMENTO PARA REGISTRO DE PRESSÃO LINHA DREAM - DECA

E9

PORTA TOALHA LINHA QUADRATTA, CÓD. 2040.C83.030 - DECA

OBSERVAÇÕES: FORRO DE GESSO COM PINTURA FOSCA, COR: BRANCO NEVE - SUVINIL A PORTA DEVERÁ RECEBER ACABAMENTO EM LACA OFF-WHITE, FITA 89 REF. G157 - SAYERLACK

VI STA 0 2

V I STA 0 3

V I STA 04

1 :5 0

1:50

1:50

4


PERSPECTI VA

5


A U TO C AD

SALA ESPERA

6

SKETCHUP

V - RAY

PHOTO S HO P


TE XTU R A S

mdf linha duna amêndola rústica - duratex

porcelanato paraná 120x120 cm - roca

PLANTA B AI X A

V I STA 0 1

V I STA 0 3

1:50

1:50

1 :5 0

friso em cobre metalizado

L E GEN DA

P LANTA D E PAG I NAÇÃO

V I STA 0 2

V I STA 0 4

1:50

1:50

1:50

MOBILIÁRIO A SER CONFECCIONADO M1 ARMÁRIO COM QUATRO PORTAS DE ABRIR FECHO TOQUE E DUAS BASCULANTES COMPRIMENTO=2,14m, LARGURA=0,55m, ALTURA=1,73m METAIS E1

MISTURADOR DE MESA BICA ALTA PARA LAVATÓRIO LINHA DREAM, CÓD. 1877.C87 - DECA

PAREDES 01

PINTURA EM TINTA LÁTEX PVA COR PAPEL PICADO, B148 - SUVINIL

02

PAINEL DE MADEIRA

03

PAINÉIS DE PORCELANATO

PORTAS 01

PORTA EM MADEIRA

02

PORTA EM MADEIRA COM FECHO TOQUE

OBSERVAÇÕES: FORRO DE GESSO COM PINTURA FOSCA, COR: BRANCO NEVE - SUVINIL CADEIRAS PLANALTO, DESIGNER MAURÍCIO ARRUDA (3 UNIDADES)

7

PERSPECTI VA

DE TA LH E 01 1 :50


PERSPECTI VA

8


9 R E VI T

SK ET CH UP

INSTITUTO DE

PLANEJAMENTO

URBANO

V - RAY

PHOTOSHOP


Projeto desenvolvido para responder à proposta de um local para o Instituto de Planejamento Urbano de Bauru (SP). O principal desafio foi adequar-se à forma do terreno e aos requisitos necessários pelo zoneamento em que está inserido, assim como pelo código de obras da cidade. O resultado é um edifício de dois pavimentos, com recepção, sala de espera, cozinha e banheiros no térreo e sala de departamentos, sala da presidência, sala de reuniões, sala da gerência, banheiros e terraço no primeiro pavimento.

BANHEIROS

SALA GERÊNCIA

TERRAÇO

SALA REUNIÕES

SALA PRESIDÊNCIA

DEPARTAMENTOS COZINHA E DML

BANHEIROS

10


4,02

0,19

7,74

1,44

0,20

0,25

2,00

A

A---

0,20

10,00

B---

3,53

9

5

14

4

15

3

1

P01

1,32

Área de Circulação 18,79 m²

0,60

7,06 m²

+0,03

+0,03

+0,03

+0,02

D---

---

0,09

P01

1,88

0,19

P04

Cozinha

Sala de Espera

1,10

-

Depósito

8,26 m² +0,02

4,39 m² +0,02

0,31

0,19

P01

3,58

P01 0,90

0,90

0,24

0,30

0,90

J01

3,52

0,30

0,09

1,91

0,19

6,86

0,54

12,21

1,20

0,20

23,85

1

P LA N TA B A I XA TÉ R RE O - P ROJETO ARQ U IT ETÔ N ICO

1,44

0,20

0,20

0,10

0,30

1,31

2,16

3,88

0,90

0,83

8,50

10,00

11

--C

J06

0,19

3,33

0,60

0,80

2,45

2,79

5,30 m² +0,03

0,60

2,45

P02

0,19

1 :1 00

D-

0,09

0,09

C D

E

J05

P01 1,88

1,25

--C

1,74

1,23

-

P01

11,01

Hall

8,20 m²

J04

1,88

Recepção

7,50

0,15

4,53

2,40

7,50

S

J04

1,88

1,17

7,07

+0,00

P01

2

17

0,19

0,19

6

13

3,90

J03

1,12

7

12

16

71,79 m²

7,30

11

0,09

J02

1,98

Garagem

8

2,30

B

10

2

3

4

5

6

7

B-

A-

---

---

TABELA DE AMBIENTES Nome Cozinha Depósito Recepção Sala de Espera Hall Área de Circulação Sala de Reuniões Sala Presidência Departamentos Sala Gerência Área de Circulação Terraço Antecâmara Garagem

Área 8,26 4,39 7,06 5,77 7,88 18,32 21,00 11,15 32,32 6,40 27,80 15,22 8,34 72,98

Perímetro 11,74 8,45 12,08 10,41 11,37 17,45 20,45 13,99 29,00 10,63 34,51 17,19 12,66 34,60


3,84

6,16

A

B-

A-

---

---

0,25

4,02

0,19

7,74

1,44

1,80

6,01

P01

6

13

5

14

4

15

3

16

2

17

1

0,19

0,19

7

12

3,90

P01

Sala Gerência 6,40 m² +3,03

P01

P01

0,15

1,44

3,72 0,60

Área de Circulação

J07

2,01

2,02

3,84

0,15

2,46

0,15

7,38

0,25

0,25

1,49

J05

P01

--0,09

1,88

0,09

3,91

0,19

--C

+3,02

Terraço 15,22 m²

5,71

TABELA DE AM

18,12

Nome Cozinha Depósito Recepção Sala de Espera Hall Área de Circulação Sala de Reuniões Sala Presidência Departamentos Sala Gerência Área de Circulação Terraço Antecâmara Garagem

1,44

TABELA DE JANELAS Código J01 J02 J03 J04 J05 J06 J07 J08

Janela Janela Janela Janela Janela Janela Janela Janela

Família de correr - 2 Painéis de correr - 2 Painéis maxim-ar - 1 Painel maxim-ar - 1 Painel maxim-ar - 1 Painel de correr - 2 Painéis de correr - 2 Painéis de correr - 2 Painéis

Largura Altura Peitoril Quantidade 1,50 1,10 1,00 1 3,00 1,10 1,00 2 1,00 0,50 1,60 2 0,65 0,50 1,60 4 0,85 0,50 1,60 2 1,20 1,10 1,00 1 2,00 1,10 1,00 1 B-1,00 4,00 1,10 1

1

2

3

4

5

6

PL A N TA B A I XA P R I ME I RO PAVIM EN TO - PRO JETO ARQ UIT ETÔ NI CO 1:100

D-

0,12

E

7,38

Perímetro P01 11,74 P01 8,45 12,08 10,41 11,37 17,45 20,45 13,99 29,00 10,63 34,51 17,19 12,66 34,60

1,31

2,46

2,85

4,54

C D

Área 8,26 4,39 7,06 5,77 7,88 18,32 21,00 11,15 32,32 6,40 27,80 15,22 8,34 72,98

2,66

--C

11,15 m² +3,03

4,69

---

-

Nome Cozinha Depósito Recepção Sala de Reuniões Sala de Espera 21,00 m² Hall +3,03 Área de Circulação Sala de Reuniões Sala Presidência J08Departamentos Sala Gerência Área de Circulação Terraço Antecâmara Garagem P03

Sala Presidência

8,34 m² +3,02

7,38

TABELA DE AMBIENTESAntecâmara

27,80 m² +3,03

D-

J04

1,88

1,98

9,00

2,40

J04

1,88

P01 1,38

1,12

11

0,09

4,53

3,99

8

1,17

2,02

10

2,30

3,81

B

3,53

9

32,32 m² +3,03

1,85

Departamentos

7 A-

---

---

TABELA DE JANELAS TABELA DE PORTAS Código P01 P02 P03 P04

Porta Porta Porta Porta

Tipo única com batente única com batente de correr sem revestimento - 2 Painéis com trilho de aço inoxidável de correr sem batente - 1 Painel embutido na parede

Largura 0,90 1,50 2,08 0,90

Altura Quantidade 2,10 15 2,10 1 2,10 1 2,10 1

Código J01 J02 J03 J04 J05 J06 J07 J08

Janela Janela Janela Janela Janela Janela Janela Janela

Família de correr - 2 Painéis de correr - 2 Painéis maxim-ar - 1 Painel maxim-ar - 1 Painel maxim-ar - 1 Painel de correr - 2 Painéis de correr - 2 Painéis de correr - 2 Painéis

Largura Altura Peitoril Quantidade 1,50 1,10 1,00 1 3,00 1,10 1,00 2 1,00 0,50 1,60 2 0,65 0,50 1,60 4 0,85 0,50 1,60 2 1,20 1,10 1,00 1 2,00 1,10 1,00 1 4,00 1,10 1,00 1

12

Á 8,2 4,3 7,0 5,7 7,8 18 21 11 32 6,4 27 15 8,3 72


A

B

C D

E

A

B

C D

E

2,60

LAJE IMPERMEABILIZADA

TELHA METÁLICA

0,80

VIGA METÁLICA

+6,03

CALHA METÁLICA

VIGA DE CONCRETO

2,90

2,90

2,50

2,91

LAJE DE CONCRETO

0,89

CORRIMÃO CIRCULAR METÁLICO VIDRO

+3,02

+3,03

+3,03

0,89

2,33

2,86

2,33

2,83

2,84

2,50

2,47

2,84

+1,62

+0,02

13

+0,02

+0,00

+0,03

+0,00

C OR T E AA - PRO JETO ARQ U IT ETÔ NI CO

CORTE BB - PROJETO ARQUI TETÔNI CO

1:100

1:100


7

6

5

4

3

2

1

0,80

TELHA METÁLICA

CALHA METÁLICA

VIDRO

+3,03

+3,03

VIGA DE CONCRETO

+0,00

+0,00

CO R T E CC - P RO J E TO ARQ U IT ETÔ N ICO

1

2

3

4

5

6

7

LAJE IMPERMEABILIZADA

2,60

2,23

1,61

0,37

1:1 00

+6,03

CALHA METÁLICA

0,62

0,80

VIGA METÁLICA TELHA METÁLICA

LAJE DE CONCRETO

+3,03

+3,03

+3,03

2,91

2,90

+3,03

+3,02

+3,02

1,00

VIGA DE CONCRETO

2,90

2,90

BRISE DE MADEIRA

2,50

2,33

2,86

2,83

+1,62

+0,00

+0,03

+0,02

2,47

+0,02

2,84

+0,02

2,50

+0,00

2,90

2,47

2,33

2,84

2,84

1,00

+3,03

BRISE DE MADEIRA

2,90

CORRIMÃO CIRCULAR METÁLICO

2,90

2,90

LAJE DE CONCRETO

+0,02

+0,00

CO R T E DD - PROJETO ARQUI TETÔNI CO 1 :1 0 0

14


PERSPECTI VA

15


16


No atual cenário de crescimento e multifuncionalidade

AU T OC AD

SKETC HUP

V - RAY

PHO TO S HO P

das cidades, é importante para seu desenvolvimento adequado o estabelecimento de lugares que possam oferecer, ao mesmo tempo, produtividade e bem-estar para a população. O objetivo do trabalho foi repensar o cultivo dentro da cidade, associando-o a espaços verdes urbanos através do projeto de um parque na cidade de Piracicaba - SP. Para isso, foram feitas análises da bibliografia referente ao tema - incluindo os espaços livres urbanos e verdes, hortas urbanas e suas variações de implantações -, de estudos de caso, além de entrevistas e uma análise da cidade. O resultado é o projeto de um parque urbano que tem como elemento principal a atividade hortícola, configurando, assim, um local de múltiplos benefícios e atribuindo uma função social ao espaço.

REPENSAR O CULTIVO NA CIDADE

17


1 :2 0 0 0 0 O terreno fica localizado à margem esquerda do Rio Piracicaba ‒ lado oposto ao da fundação da cidade - próximo à importantes complexos turísticos, refletindo, na sua relevância em âmbitos ambientais e econômicos. Frente à isso e a sua condição de grande vazio urbano, escolhê-lo como local de projeto para um parque urbano com espaço para hortas, se justifica pelo fato de estar de acordo com os princípios do Estatuto da Cidade: o exercício da função social da cidade e da propriedade e o combate à especulação imobiliária. Mais do que isso, de acordo com o Plano Diretor de Desenvolvimento do Município, o terreno somente cumprirá sua função social quando for utilizado em prol do bem cole-

tivo, da segurança e do bem-estar dos cidadãos, bem como do equi-

líbrio ambiental. Estabelecer um espaço livre urbano neste terreno, possibilitará sua integração ao Sistema de Áreas Verdes e de Lazer do

Município, contribuindo para as questões previstas no Plano Diretor.

18


Para guiar o projeto, foi levado em consideração aspectos como: ser um espaço multifuncional; promover o uso educativo do local; promover a prática da agricultura orgânica e familiar; garantir a acessibilidade e conexão com o entorno e definir materiais coerentes.

PERSPECTI VA

19


Para o desenho, foi seguida a topografia natural, sendo um dos objetivos a condução das águas superficiais. Os caminhos foram divididos entre os principais, que conectam o parque inteiro, e os secundários, para acesso à áreas específicas. Além disso, a calçada existente foi aumentada em partes com o objetivo de “convidar” os cidadãos a utilizar o parque.

P E R S P E C TI VA

20


1

complexo com salas e W.C.

2

estrutura para feira

3

estufas

4

6

7

7

5

1

6

7

5

6

viveiros

5

depósitos

3

6

bicicletários

7

alagados construídos

8

composteira

9

ciclofaixa

5

2

4 4

3

5 6 7

5

piso de concreto piso drenante 5

0

5

8 9

10

Todos os edfícios e equipamentos foram implementados seguindo setores pre-

Além disso, como forma de controlar, captar e reutilizar as águas superficiais,

viamente estabelecidos. Como forma de armazenar o equipamento necessário

foram implementados pelo parque alguns alagados construídos. Completando as

para o cultivo, foram implementados depósitos pelo parque e um para cada es-

estruturas sustentáveis, há um espaço destinado a compostagem de toda a maté-

paço de cultivo particular. Além disso, como outra forma de suporte, foram imple-

ria orgânica do parque.

mentados dois viveiros e duas estufas. Uma estrutura para feira foi projetada para

Para contextualizar o projeto às áreas adjacentes, e para seguir uma homoge-

abrigar os horticultores que queiram vender seus produtos localmente. Além do

niedade e relação com materiais naturais, foram usados a alvenaria e o aço, além

mais, foi incluído um complexo com salas para oficinas e banheiros.

da madeira reciclada, o concreto permeável, o piso drenante permeável e a brita.

21


14

16 15

7

6

11 10

4 3

5

0

5

25

18 17

9 8

2 1

24

5

27 26 20 19

29 28 22 21

13 12

31 30 23

10

As áreas de cultivo foram divididas entre as de uso privado com o objetivo

Para a escolha das espécies vegetais e seus locais, foi dada atenção em combinar

de gerar lucro (números 1 à 31) - alugadas por horticultores através de cadas-

diferentes estratos e espécies. Foram levadas em consideração interações, funcionali-

tro na prefeitura - e as de uso geral, de acesso à toda população. Enquanto

dades e adaptabilidade ao clima e solo, associando estas informações com as espécies

que as de cultivo geral foram implantadas na maior parte do parque, as par-

cultivadas pelos horticultores entrevistados das hortas urbanas da região, seguindo,

ticulares estão em uma área menor, cercada por vias de menor fluxo e maior

também, a premissa de valorização de espécies nacionais.

proteção natural.

OBS: Devido à quantidade de espécies, estas não foram discriminadas neste portfólio.

22


23

MOD EL AGEM F Í SI CA


MOD EL AGEM F Í SI CA

24


D EPÓS I TOS

TELHA DE FIBROCIMENTO

PERFIL METÁLICO I

RADIER EM CONCRETO

I SOMÉTRI C A E X P LODI DA

25


CORTE AA 1

0

D E TA L H E - S E Ç ÃO I 1: 5

1

2

PLAN TA BAIXA

DETALHE - CO N EXÃO ENTRE VI GAS E PI L AR 1 :5 CORTE BB

26


E STUFAS E VI VEI ROS

TELA DE SOMBRITE

CONTRAVENTAMENTOS EM BARRAS METÁLICAS REDONDAS MACIÇAS 16mm

PRATELEIRAS DE PLACAS DE MADEIRA OSB

ESTRUTURA EM TUBOS METÁLICOS DE SEÇÃO QUADRADA

I SOMÉTRIC A E X P LODI DA

27


1

0

1

COR TE AA

2

P LAN TA B AIXA

VI STA SUPERI OR

CORTE BB

28


C O M PL E XO C OM S AL AS E B ANH EI ROS

TELHA DE FIBROCIMENTO

TELHA DE FIBROCIMENTO

PERFIL METÁLICO I

PERFIL METÁLICO I

PAREDES COM TIJOLOS ASSENTADOS DE FORMA VAZADA

PORTA EM PLACAS DE MADEIRA OSB

BANCOS DE CONCRETO PORTA CAMARÃOEM PLACAS DE MADEIRA OSB

MOD ELO D E SAL A

29

MOD ELO DE BA N HE I RO


CORTE AA SAL AS

0

1

1

0

1

2

1

CORTE BB SAL AS

P L ANTA BAIXA S AL AS

2

P L ANTA BAIXA B AN HEIRO S

C ORTE AA BANH EI ROS

CORTE BB BANH EI ROS

30


E ST RUTURA PARA F EI RA

PLACAS DE MADEIRA OSB ESTRUTURA EM TUBOS METÁLICOS DE SEÇÃO QUADRADA

ESTE MÓDULO DUPLO É REPETIDO ATÉ ATINGIR UM TOTAL DE 100 METROS

PERGOLADO EM BARRAS METÁLICAS REDONDAS MACIÇAS

MESA DOBRÁVEL QUE OS PRODUTORES PODEM USAR PARA VENDER PRODUTOS

LOCAL PARA USUÁRIOS SENTAREM

I SOMÉTRI C A E X P LODI DA

31


c

B

A

1

0

1

2

V I STA S U P E R I O R

PLAN TA BAIXA

VI STA F RONTAL A

VI STA L ATERAL B

VI STA L ATE R A L C

32


MOB I L I ÁRI O

33


B

A

A

B 10

0

10

20

IM PLAN TAÇÃO - ÁREA D O COMPL EXO COM SAL AS E BANH EI ROS

CORTE AA

C O R TE B B

34


35 S O NY DSC H 3 00

FOTOGRAFIA


FRA N Ç A , 20 1 9

36


ITÁLI A , 201 9

37


E SPA N H A , 2 0 1 9

38


M IN A S G E R AI S , 2 0 1 5

39


BAU R U , 201 5

40


RIO DE J A N E I RO , 2 0 1 4

41


42


Profile for Isadora Gomes

Portfólio 2019  

Portfólio 2019  

Advertisement