Page 1

MITOLOGIA GREGA


MITOLOGIA GREGA Escola Secundária de Albufeira Dossiê Temático de Português Professora: Maria de Jesus Pinto Realizado por: - Irina Vrabii - Sofia Garvão


ÍNDICE

APRESENTAÇÃO ........................................................................................................................................................................... 2 INTRODUÇÃO ................................................................................................................................................................................ 2 CONCEITO ....................................................................................................................................................................................... 2 LITERATURA GREGA NA ANTIGUIDADE ........................................................................................................................ 2 MITOS ................................................................................................................................................................................................. 2 TIPOS DE DEUSES ........................................................................................................................................................................ 2 DEUSES PRIMORDIAIS........................................................................................................................................................... 2 DEUSES DO OLIMPO .............................................................................................................................................................. 2 DEUSES CTÓNICOS ................................................................................................................................................................. 2 TITÃS .............................................................................................................................................................................................. 2 MITOLOGIA NO CINEMA ......................................................................................................................................................... 2 REFLEXÃO FINAL ........................................................................................................................................................................ 2 BIBLIOGRAFIA ............................................................................................................................................................................... 2


APRESENTAÇÃO

Existem vários temas que nos acompanham desde sempre, tornando-se desta forma temas que nos são familiares, e por vezes até “conhecidos”. No entanto, existem vários momentos nos quais somos levados a avaliar o nosso conhecimento acerca de algo, e deparamo-nos com algo que não estamos à espera – falta de informação. Este projeto, o dossiê temático, surge como uma oportunidade para retificar o problema referido anteriormente. Desde o ensino básico que somos confrontados com este tema, a Mitologia, no entanto apenas “temos umas luzes” acerca deste, o que nos leva à extrema curiosidade relativa a todo o mar de informação que temos disponível.

“Surgiu-nos esta oportunidade”, e nós decidimos pegar nela, pesquisar, resumir e mais importante interiorizar tudo aquilo que ela tem para nos oferecer. Ambicionamos adquirir todo o conhecimento que sentimos em falta relacionado com os Deuses e a Mitologia, nomeadamente, como e porque se desenvolveu , o que este tema “faz” nos dias atuais, ... Para a concretização dos nossos objetivos utilizámos o método neográfico. Acreditamos que a realização deste dossiê temático vai ser uma mais valia para a nossa formação pessoal, e o nosso futuro académico.


INTRODUÇÃO A EXPLICAÇÃO PARA A EXISTÊNCIA DEUSES, HERÓIS E CRIATURAS MITOLÓGICAS, NASCE COM A CRIAÇÃO DOS MITOS GREGOS, QUE TINHAM POR OBJETIVO EXPLICAR AS ORIGENS DO MUNDO E DA VIDA.

Existem várias fontes que constituem a razão da presença deste tema nos dias atuais, tais como: as fontes literárias, como por exemplo a Biblioteca Mitológica, de Pseudo-Apolodro, é o “único manual mitográfico” da Grécia Antiga, também os poemas épicos de Homero – Ilíada e Odisseia, a Teogonia, o documento mais recente relativo aos mitos gregos, várias obras da era Helenística e Romana , e também da Fig. 1 Iliada, Homero

O tema da mitologia grega evoluiu bastante devido às transformações informativas que se foram desenvolvendo. Por exemplo, os habitantes pioneiros da Península Balcânica, grande praticante de agricultura atribuíam um espírito a cada aspeto da natureza, com o tempo estes ganharam forma humana entrando na mitologia, com as invasões de tribos do norte surgiram novos conceitos relativos ao tema, os da batalha e da valentia.

Bizantina, entre muitas outras; também fontes arqueológicas, tais como a descoberta da civilização micênica, por Henri Schliemann, no século XIX e da minoica, no século XX, pelo britânico Arthur Evans. Schliemann juntamente com a sua mulher descobriu vários objetos da antiguidades (diademas, vasos, plaquetas, etc) que permitiram um Fig. 2 Pintura etrusca, séc. IV avanço informativo significativamente superior ao das fontes literárias.

A MITOLOGIA MODERNA É UMA ESPÉCIE DE REINTREPRETAÇAO DO PENSAMENTO CRISTÃO, É CONSIDERADO UMA MENTIRA OU FÁBULA. CRIA-SE TAMBÉM UMA MITOLOGIA COMPARATIVA, ISTO É, A COMPARAÇÃO DE VÁRIOS TIPOS DE INFORMAÇÃO RELATIVOS AO TEMA, PARA OBTER NOVAS RESPOSTAS QUANTO ÀS VÁRIAS CULTURAS E AS SUAS ORIGENS.


Por volta do século V a.C., o interesse pelo s heróis sobrepõe-se aos dos deuses, e vários mitos são reinterpretados como mitologia homossexual. A partir da poesia épica criaram-se ciclos históricos, que permitiram dividir a mitologia em 3 etapas/eras:  Era dos Deuses ou Mito da Origem, que corresponde à genealogia e nascimentos dos deuses e ainda aos mitos da origem e tentativa de explicação da existência da raça humana e do planeta.  Era da livre mistura de Deuses e Humanos, referente àquela na qual estes se relacionam. Esta deu origem a várias histórias, alguma de amor, outras de castigo.  Era dos heróis, ou semideuses, etapa que não se relaciona tanto com os divinos imortais, sendo

portanto considerada um período separado . (Exemplos de lendas heróicas : a do Hércules, do Jasão, Guerra de Troia...) Com o passar do tempo, a dada altura, os deuses começam a desacreditar nos deuses, pois várias pesquisas, descobertas e invenções reverteram o seu pensamento. Como por exemplo, a aprofundação dos estudos relativos ao tema que os levaram a várias contradições, e as viagens a locais onde acreditavam que existiam deuses, e no entanto acabavam por encontrar “meros” Homens.

In: wikipedia (19-02-2016)


CONCEITO

Filosoficamente, a mitologia engloba as culturas antigas na tentativa de confrontarem os problemas relacionados com a existência da vida e de entender o mundo, de maneira a que criaram deuses, semideuses e heróis, no sentido de se protegerem dos perigos reais e imaginários diante do seu desconhecimento do mundo. Por volta de 700 a. C, não havia explicações científicas para grande parte dos fenómenos da natureza ou para os acontecimentos históricos, assim na Grécia Antiga, a mitologia grega surgiu como tentativa de responder a estas explicações e preservar a memória histórica do seu povo. Criaram histórias e lendas dos inúmeros deuses imortais, criaturas semidivinas e musas que possuíam uma grande simbologia e tinham uma grande influência nas suas vidas. As divindades gregas eram dispostas em diferentes hierarquias mas tal como as criaturas humanas, os deuses tinham comportamentos e sentimentos semelhantes a estes, revelando as suas qualidades e os defeitos, só que lhes eram atribuídos poderes superiores, beleza e perfeição. In: significados (23-02-2016)

Fig. 3 Alguns Deuses na fachada da Universidade de Atenas


LITERATURA GREGA NA ANTIGUIDADE A literatura grega foi a primeira a surgir na Europa, baseando-se em quase todos os géneros literários ao longo da sua evolução, tiveram também grandes influências de várias épocas e culturas. A época clássica da literatura é a mais memorável, fundamentada pelos romanos, os grandes escritores gregos da antiguidade passam a ser considerados modelos universais, desenvolvendo uma tradição literária ocidental. Esta teve início em 800 a.C. e estendeu a sua influência até ao período bizantino e mais tarde o moderno. A literatura grega abordou no teatro, na poesia, na filosofia e no texto religioso os grandes mitos e temas importantes da humanidade. O estilo da literatura grega tinha como característica uma visão objetiva do mundo, a sensualidade, o lirismo e a proximidade entre o divino e o humano. Tinha como principais representantes Homero e Hesíodo, que produziram diversas epopeias como: Pindaro e Safo, na poesia; Demóstenes, na oratória; Esopo, na fábula; Plutarco, na biografia; e Heródoto, na historiografia.

Fig. 4 Ilíada de Homero

Antiguidade: Por volta do seculo VIII a.C, a literatura grega da antiguidade começa a ganhar mais influencia e a desenvolver-se, sendo o período mais importante para a história das letras ocidentais. Dividindo-se na época arcaica (até o fim do século VI a.C.), clássica (séculos V e IV a.C.), e helenística e greco-romana (a partir do século III a.C.). No período arcaico, as poesias, muito antes da escrita, eram feitas para serem cantadas ou recitadas. Falavam sobre os mitos, em parte lendários, baseados na memória difusa de eventos históricos, além de um pouco de folclore e de especulação religiosa primitiva. Nesta época, estão associados os épicos atribuídos a Homero, a Ilíada e a Odisseia e á poesia didática de Hesíodo, provavelmente posterior aos épicos de Homero, embora com diferentes tema e tratamento, deu continuidade à tradição épica. Durante o período clássico surgiram questões sobre a verdade e a moralidade na argumentação, na retorica e na oratória. Platão e Aristóteles com as suas obras datam o seculo IV, considerados os mais importantes produtores da cultura grega do ocidente, sustentandose na filosofia ocidental e determinaram a evolução do pensamento europeu ao longo dos seculos. O período e helenística e greco-romana durou do fim do século IV ao fim do seculo I a.C, da qual o grego tornou-se língua da administração, devido á dominação dos povos macedónios e gregos no império de Alexandre o Grande. A criação artística passou ao patrocínio privado e as composições visavam um público pequeno e especial que apreciasse a sabedoria.


’A PESSOA DE HOMERO ESTÁ PARA SEMPRE IMERSA NAS TREVAS IMPENETRÁVEIS DA LENDA. IGNORAMOS QUANDO VIVEU; NÃO SABEMOS QUE TERRA PRIVILEGIADA LHE OUVIU OS PRIMEIROS VAGIDOS (...) VENERANDAS TRADIÇÕES REPRESENTAVAM-NO COMO UM

VELHO CANTOR, POBRE E CEGO QUE, PEREGRINANDO DE TERRA EM TERRA, RECOMPENSAVA A QUEM O AGASALHAVA COM A DECLAMAÇÃO DE SEUS POEMA’’ - AUGUSTO MAGNE

Homero, foi um poeta grego, que teve grande impacto e significado para o povo grego, uma vez que é o autor das principais obras da antiguidade Ilíada e Odisseia, os maiores clássicos da literatura universal, principalmente da própria identidade cultural. Apesar de ser pouco o conhecimento que se tem de Homero, da sua vida e da sua existência, afirma-se que viveu no seculo VIII a.C, época que corresponde ao renascimento da escrita na Grécia. Muitos historiadores e pesquisadores não chegaram a uma conclusão sobre a verdadeira existência de Homero e se não passou de uma personagem lendária, pois não há provas concretas da sua existência. Além das suas grandes obras, mas, homenagearam-lhe a obra Margites, um poema cômico a respeito de um herói desajeitado e a Batracomiomaquia, uma paródia burlesca da Ilíada que relata uma guerra entre ratos, rãs, e os Hinos homéricos. In: suapesquisa, infoescola e wikipedia (23-02-2016) Wikipedia e brasilescola (07-03-2016)


MITOS O Mito de Perseu: Perseu era um semideus, filho da mortal Danae e de Zeus. Sinopse: O Rei Acrísio, pai de Danae, é avisado de que vai ser morto pelo seu neto, este com medo que a profecia se concretize, fecha a sua filha, escondendo-a de todos os pretendentes. Zeus, transformado em chuva de ouro, consegue juntar-se com Danae, e da sua união surge Perseu. Acrísio fechou a sua filha e o seu neto numa arca e mandou-os ao mar, no entanto Zeus acude-os mandando ventos que os levassem à costa. Estes chegam a uma ilha onde inicialmente corre tudo bem, no entanto, rei que lá mandava teve a ideia de se casar com Danae, mas esta não partilhava o mesmo desejo. Para salvar a mãe, Perseu aceita o desafio do rei, de lhe trazer a cabeça de Medusa, figura “horrenda que quem olhasse seu rosto se transformava em pedra”. Pelo caminho, Hades, Mercúrio e Atena dão-lhe um capacete, escudo e espada para lhe ajudar. O semideus consegue matar Medusa, cortando-lhe a cabeça. Utilizando-a mais tarde para salvar Andrômeda, jovem por quem se apaixona e sua mãe, do rei da ilha. No fim, a profecia acaba por se concretizar, quando nuns Jogos Atléticos, Perseu jogou o disco acertando num velho, seu avó Acrísio. In: história livre (11-03-2016)

Fig. 5 “O Mito de Perseu”, Marcos Faber HTTP://WWW.HISTORIALIVRE.COM/MITOLO GIA/MITO_DE_PERSEU.PDF


Mito de Hércules: Hércules, filho de Zeus e da mortal Alcmena, sendo por isso, um semideus. Sinopse: Zeus teve relações com Alcmena, disfarçando-se de Anfitrião, quando este estava fora. Após este descobrir que a sua mulher estava grávida e traiu-o, mandou queimá-la, no entanto Zeus mandou chuva que apagou o fogo, e Anfitrião acabou por aceitar a situação. Hera, mulher de Zeus, mandou serpentes com o objetivo de matar Hércules, no entanto mesmo este sendo bebé estrangulou-as. Mais tarde, já ele era adulto, quando era lhe provocou um ataque de fúria o que o levou a matar a sua mulher e os seus três filhos, como punição pelo crime, este realizou “doze tarefas de extremo risco”, “ Os Doze Trabalhos de Hércules”. Após ter conseguido concluir todos os desafios foi recompensado com o ganho da imortalidade. Estando de volta à Grécia, construiu uma pira funerária, entrou lá dentro, o seu corpo ficou queimado, mas Hércules continua entre os deuses. In: história livre (11-03-2016)

Fig. 6 “O Mito de Hércules” Marcos Faber HTTP://WWW.HISTORIALIVRE.COM/MITOLO GIA/MITO_DE_HERCULES.PDF


Mito de Aquiles: Aquiles, filho de Peleu e Tétis, o grande herói da guerra de troia e a personagem principal e maior guerreiro da Ilidia e Homero. Sinopse: Tétis para tornar o seu filho imortal cobriu de ambrosia e mergulhou-o sobre o rio Estige, cujas águas o tornaram invulnerável. Fénix ficou encarregue da educação de Aquiles, ensinando-lhe a manejar armas e a lutar, mais tarde o centauro Quirão assumiu o cargo de Fénix, alimentando-o de leões e javalis, de forma a incorporar a força e a valentia destes. Quando o príncipe de Troia raptou a rainha Helena, deu-se início á guerra de Troia e todos os homens foram convocados a lutar. Tétis recebeu uma profecia de que Aquiles morreria nessa guerra, assim viveu escondido na corte do rei Licomedes, disfarçado de mulher. Porem, Ulisses desmascarou Aquiles e partiram para a guerra de Troia. Durante a batalha o troiano Heitor matou um amigo de Aquiles. Este para se vingar, matou o inimigo e amarrou o seu corpo a um cavalo e desfilou em torno de troia arrastando o seu corpo morto. Perante dez anos de guerra, entre os gregos e os troianos, estes fingiram desistir da guerra simulando a sua partida de volta á Grécia, deixando um presente em nome de paz, um grande cavalo de madeira. In: história livre (11-03-2016

Fig.7 „‟Mito de Aquiles‟‟ Marcos Faber HTTP://WWW.HISTORIALIVRE.COM/ MITOLOGIA/MITO_DE_AQUILES.PDF


TIPOS DE DEUSES Deuses primordiais: Também chamados de Protogonos ou Protogenos, isto é, “nascido primeiro”, “primordial”, aqueles que nasceram primeiro e que “constituem a estrutura básica do universo(in https://pt.wikipedia.org/wiki/Deuses_primordiais 19-02-2016 ) A sua origem resume-se a uma espécie de ciclo, no qual um dá origem a outro, e outro a outro, e por aí em diante.

Deuses do Olimpo: Os doze deuses do olimpo, Zeus, Hera, Posidão, Deméter, Hades, Héstia, Afrodite, Apolo, Ares, Artemis, Atena, Dionísio, Hefesto e Hermes, também conhecidos como Dodekatheon, isto é, dodecateão, na religião Helênica, estes eram os principais deuses do panteão grego do monte olimpo.

Deuses Ctónicos: Ctónico, termo derivado da língua grega, tendo como significado „‟relativo à terra‟‟ e por vezes denominados como telúricos, derivado do latim, designa ou refere-se a deuses ou espíritos do mundo subterrâneo, por oposição às divindades olímpicas.

Titãs: Fig.7 “Genealogia dos Deuses” https://fabiomesquita.files.wordpress.com/2010/08/gene.jpg

Os Titãs (masculino), ou titânides (feminino), eram os oponentes dos Deuses do Olimpo. Existem várias teorias acerca do significado do termo, segundo James Hastings, significa “rei” e “rainha”, referindo-se portanto ao “rei soberano”; segundo Carnoy, os titãs eram deuses solares, significando portanto “ brilho” ou “luz. Existem vários mitos criados acerca desta oposição entre Deuses do Olimpo e Titãs, logo, calcula-se que a teoria mais correta seja a do James Hastings. In: wikipedia (19-02-2016)


DEUSES PRIMORDIAIS

Caos: Nome derivado do língua grega, tendo por significado “separar”, “ ser amplo”. O mesmo refere-se ao primeiro da origem cíclica dos Deuses Primordiais, aquele que surgiu do nada e tal como os deuses unicelulares, reproduziu-se através da mitose, criando portanto outros deuses. Este é a forma mais antiga do universo e o pai de todos o, e ainda é um deus andrógino, isto quer dizer, tinha aparência tanto feminina como masculina. Caos é comparado com Eros, deus do amor, enquanto o primeiro gera-se através da separação, o segundo faz-o através da união, tornando-os desta forma completamente o oposto um do outro. In: wikipedia e infoescola (19-02-16)

Fig. 8 “Magnum Caos”, na Basílica de Santa Maria Maior, Bérgamo.

Nix: Nome derivado da língua grega, tendo como significado „„noite‟‟, esta deusa era uma personificação da noite. Uma das melhores fontes de informação sobre essa deusa provém da teogonia de Hesíodo, um poema mitológico, onde desenvolve a descrição da origem do mundo dos gregos, expressando assim as ideias dos primeiros gregos sobre a constituição do universo, onde também se encontram muitas referências feitas a Nix. A Noite desempenhou um papel importante no mito como um dos primeiros e mais poderosos seres a vir à existência. Hesíodo afirma que Nix é filha do Caos, sendo a segunda criatura, seguida de seu irmão gêmeo Érebo, a escuridão,

a

surgem Gaia,

emergir

do

a

Terra, Tártaro,

mãe

abismais, Eros,

o

amor

considerados

irmãos

vazio, da

de

logo

criação,

NUVENS PÁLIDAS A ENVOLVEM NA ESCURIDÃO; ANTES DELAS, ATLAS SE PORTA, ERETO, E SOBRE SUA CABEÇA, COM SEUS Fig. 9 Uma das representações da Deusa Nix

BRAÇOS INCANSÁVEIS, SUSTENTA FIRMEMENTE O AMPLO CÉU, ONDE A

depois

NOITE E O DIA CRUZAM

trevas

UM PATAMAR DE

são

BRONZE E ENTÃO

as que

Caos. Dessas forças

primordiais sobreveio as outras das divindades gregas. In: wikipedia (07-03-2016)

‘’LÁ TAMBÉM ESTÁ A MELANCÓLICA CASA DA NOITE;

APROXIMAM-SE UM DO OUTRO.’’ HESÍODO


Érebo: Nome derivado da língua grega, tendo como significado „‟trevas‟‟ ou „‟escuridão‟‟, era o deus primordial da escuridão, que segundo a Teogonia de Hesíodo era filho de Caos. Marcou os seus domínios com a escuridão e tristeza, predominando sobre regiões conhecidas como „‟Vácuo‟‟. Érebo é o próprio universo, senhor dos cosmos e dos buracos negros. Á medida que a ideologia dos gregos se desenvolveu, Érebo atribuiu o seu nome a uma região do Hades, por onde os mortos tinham de passar apos a morte para entrar no submundo. In: wikipedia (08-03-2016) Fig. 1 0 Uma das representações de Érebo

Hemera: Hemera, era filha de Nix e de Érebo, uma divindade primordial a qual era a personificação da luz do dia e do ciclo da manhã, era também chamada de Amara. Os romanos a chamavam de Dies. Segundo Hesíodo, Hemera habita com a sua mãe além do Oceano, no extremo do Ocidente. Existe uma separação do mundo visível e do inferno, atrás desta residem ambas, no entanto nunca estão juntas pois quando uma sai a outra retorna e assim sucessivamente, sendo elas o dia e a noite. Hemera é muito bela e uma das várias habilidades dela é a persuasão. In: wikipedia (13-03-2016)

Fig. 1 1 Uma das representações da Deusa Hemera


DEUSES DO OLIMPO

Hera: Zeus: Nome derivado da língua grega, tendo como significado „„rei divino‟‟, o principal deus da mitologia grega, considerado como o deus dos deuses e o deus dos raios e também conhecido como Júpiter. É conhecido pelas suas aventuras eróticas, que frequentemente resultavam em descendentes divinos e heroicos. No livro Religião Grega, destacou-se que "mesmo os deuses que não são filhos naturais de Zeus dirigem-se a ele como Pai, e todos os deuses se põem de pé diante de sua presença." Para os gregos era o Rei dos Deuses, que supervisionava o universo. Segundo Pausânias, um geógrafo antigo, "Zeus é rei nos céus é um dito comum a todos os homens.". Na Teogonia, de Hesíodo, também conhecida como Genealogia dos Deuses, Zeus é responsável por confiar a cada um dos deuses as suas devidas funções.

Fig. 1 2 Júpiter de Esmima, em Esmima/Uma das representações de Zeus com o trovão

Os antigos da Grécia antiga atribuíram a Hera varias interpretações, alguns consideravam-na com a personificação da atmosfera, outros como a rainha dos céus ou a deusa das estrelas, ou como a deusa da lua. Na mitologia antiga, é considerava a deusa do casamento, da maternidade e do céu e das mulheres. Irmã e esposa e Zeus, é a rainha dos deuses e defendia a fidelidade conjugal, possuía uma personalidade forte, marcada pela agressividade, orgulho e ciúme. De acordo com a mitologia, Hera tinha como principal rival a deusa Afrodite, pois queria ser mais bela que a deusa do amor.

Fig. 1 3 Cópia da escultura romana de Hera, Louvre

In: wikipedia (08-03-2016)


Afrodite: Caraterizada como a deusa do amor, da beleza e da sexualidade na mitologia grega, influenciou a era romana, dando origem á dessa Vénus. Afrodite representa a obstinação dos gregos pela beleza ideal. Foi constantemente reproduzida nas Artes, da Antiguidade à Idade Contemporânea, dada a oportunidade dos artistas criarem uma beleza divina. Inspirou vários artistas principalmente, na época do Renascimento Cultural. “O nascimento de Vênus” do pintor renascentista italiano Sandro Botticelli é uma das obras mais conhecida. O relacionamento de Afrodite com Anquises um homem mortal, demonstra como se tornou frequente as relações entre os deuses grega.

Poseidon: Poseidon ou Posídon conhecido também como Neptuno (pelos romanos), assumiu o estatuto de deus supremo do mar. Era ainda conhecido como Deus dos terramotos. Existem dois símbolos muito associados a Poseidon, o tridente Os símbolos associados a Posídon com mais frequência eram o tridente e o golfinho. Na civilização Minoica é o Deus equivalente a Zeus dos gregos In: wikipedia (13-03-2016)

Fig. 1 4 Cópia da escultura romana do séc. II, que representa Afrodite, localizada no Museu Arqueológico de Atenas

e os humanos na mitologia

In: wikipedia ( 13-03-2016)

Fig. 1 5 Estátua do Posídon, séc. II, Museu Arquológico de Atenas


DEUSES CTÓNICOS

Deméter: Filha de Cronos e Réia, era uma das doze divindades do Olimpo, era considerada a deusa da agricultura sendo quem nutria a terra era também reconhecida como a protetora do

Medusa: Nome derivado da língua grega, tendo por significado „„guardiã‟‟ ou „„protetora‟‟.

casamento,

Na Grécia Antiga era um monstro ctónico do sexo

deusa da gestação

feminino, uma das

e das leis sagradas.

três

Górgonas.

Recebeu o nome

Era

representada

de Negra por ter

por

como

ficado de luto pela

mulher na

Pérsefone e ainda

cabeça,

que

possuía presas de

o nome de Erínia a sua ira.

com

enormes serpentes

morte da sua filha

por causa de toda

uma

bronze e asas de Fig. 1 6 Cópia do busto grego, séc. IV a.C., de Deméter

ouro. Segundo as lendas

e

mitos

Deméter explicava

gregos contam que

e ajudava os Homens a cuidar das suas terras e

possuía o poder de

plantações, por isso nas estátuas e desenhos da mesma, ela é representada com uma foice numa mão e na outra, espigas e papoulas.

transformar

Fig. 1 7 Medusa, de Bernini

em

estátuas de pedra as

pessoas

que

olhassem In: wikipedia (13-03-2016)

diretamente

nos

seus

Ao

olhos.

contrário das suas irmãs

górgonas,

Medusa era mortal. Foi decapitada pelo Fig. 1 8 Perseu com a Cabeça de Perseu,

que

Medusa, de Benvenuto Cellini, 1554

entregou á deusa Atena. Na Antiguidade Clássica a imagem

da

sua

cabeça aparecia

no

objeto

utilizado para afugentar o mal conhecido. In: wikipedia (08-03-2016)


Perséfone: Hades:

Perséfone, filha de Zeus e de Deméter, era a deusa da

Haides ou Hades, na mitologia grega é designado como

terra e da agricultura, também ficou conhecida como a

o deus dos mortos, responsável por governar o mundo

rainha do mundo infernal, ficava a vigiar as almas e

subterrâneo. Hades costuma apresentar um papel

sabia os segredos das trevas.

secundário na mitologia, pois o fato de ser o

Encantou o Deus Hades, e foi raptada para o mundo

governante do Mundo dos Mortos faz com que seu trabalho seja "dividido" por outras divindades, tais como Tânato (deus da morte) e Queres (símbolo de

dos mortos contra a sua vontade e a da sua mãe. Deméter não se conformou com a situação de sua

um destino cruel e impossível de escapar). Vito como

filha e obrigou Zeus a fazer algo, foi então que ele

um deus temivél na Grécia Antiga evitavam

pediu a Hades que devolvesse sua filha. Mas este

pronunciar o seu nome, referindo-se a ele através de

arquitectou um plano para manter Perséfone consigo,

eufemismos, como Plutão.

deu-lhe de comer uma Romã, como fruto do casamento, o que fez com que ela não conseguisse abandonar o seu marido. Devido a isso, esta passava um período no mundo dos mortos com Hades, e outro no dos vivos, com sua mãe. Esta deusa é a rival de Afrodite não apenas pela sua beleza, mas também pelo triângulo amoroso formado por ambas, e um por um jovem rapaz, Adónis. In: wikipedia (08-03-2016)

Fig. 1 9 Representação do Deus Hades

Fig. 20 Estátua de autoria de Dominikus Auliczek, nos jardins do Palácio Nymphenburg, na Alemanha, que representa a Rainha do Submundo, Perséfone.

In: wikipedia (08-03-2016)


TITÃS

Têmis:

Cronos:

Nome derivado da língua grega, tendo como significado "aquela que é posta, colocada". Era a deusa-guardiã dos juramentos dos homens e da lei, por vezes conhecida como a deusa da justiça, equilibrava a razão com o julgamento. Um dos atributos de Têmis é sua grande beleza, além do poder de atração de sua dignidade.

Cronos é o mais jovem dos titãs, filho de Urano, e de Gaia.

In: wikipedia (13-03-2016)

da sua mãe, levando à Era da governação de titãs e à

Outra suposição é que poderia estar relacionada com "cronos", sugerindo uma possível ligação com o antigo demónio indiano Kroni ou

com

a

divindade levantina El. Tornou-se senhor do céu castrando o seu pai a pedido Era

de

Ouro

da

Humanidade. In: wikipedia (13-032016)

Fig. 21 representações Têmis

Uma da

Fig. 24 Escultura que representa o Deus Prometeu, de Nicolas-Sébastien Adam, 1762, Louvre.

das Deusa Fig. 22 Uma das representações do Deus Crio

Crio: Na mitologia grega, representa um dos doze titãs clássicos da tradição hesiódica, contudo ninguém conhece a sua real forma. Representa o inverno, o frio, os seres marítimos, os rebanhos e o seu poder destrutivo envolve criaturas desconhecidas do mar abissal. In: wikipedia (12-03-2016)

Fig. 23 Uma respresentações do Cronos

das Deus

Prometeu:

Prometeu filho de Jápeto e Tétis, havendo fontes como o Pseudo-Apolodro que dizem ser Ásia a sua mãe. Foi um defensor da humanidade, tendo ficado conhecido por ser astuta e inteligente. Morreu punido cruelmente pelo roubo do fogo de Héstia para o dar aos mortais. TaL feito leva-o a ser uma das figuras mais creditadas na história da Humanidade.

In: wikipedia (13-03-2016)


MITOLOGIA NO CINEMA Fúria de titãs (1981): O mito de Perseu deu origem ao primeiro filme „‟Fúria de Titãs‟‟ em 1981 dirigido Desmond Davis, baseando-se na mitologia grega. Posteriormente, em 2010, Louis Leterrier lançou um remake do filme orginal, e em 2012 foi lançada a sequência, dirigida por Jonathan Liebesman. Sinopse: Na Grécia Antiga, Acrísio, o rei de Argos, considerou uma grande desonra sua filha Dânae, que é solteira, ter tido um filho, Perseu. Assim determinou que tanto a filha quanto o neto fossem presos num caixão, que foi jogado ao mar, de forma que sua honra seja restaurada. No Olimpo, Zeus tem a confirmação da ordem de Acrísio e fica bastante irado, pois Perseu era filho de Zeus. Hera, a esposa de Zeus, ainda tentou interceder, dizendo que Acrísio fez muitos templos para louvá-lo. Porém a decisão já estava tomada. Zeus ordena que Poseidon liberte o último titã, Kraken. Zeus deseja punir não apenas Acrísio mas também Argos, que será destruído. Paralelamente, ele diz para Poseidon fazer com que o caixão no qual estavam Dânae e Perseu chegasse numa tranquila e remota praia. Após a destruição de Argos, Zeus fica sabendo que Dânae e Perseu chegaram em segurança na ilha de Sérifos. Os anos passam e Perseu se torna um belo jovem. Paralelamente Calibos, o filho da deusa Tétis, era tão cruel que Zeus decidiu punilo, dando-lhe uma aparência horrenda. Isto significava que não se casaria mais com a linda princesa Andrômeda, que vivia em Jopa, na Fenícia. Tétis ainda tentou obter a clemência de Zeus e, como não conseguiu, decidiu prejudicar Perseu, mostrando-lhe um mundo que ele desconhecia. Apesar de Perseu ter a proteção divina de seu pai, alguns seres mitológicos estão dispostos a destruí-lo.

In: ADOROCINEMA (24-04-2016).

Fig. 26 Poster do Filme Fúria de Titãs, de 1981. Trailer: HTTPS://WWW.YOUTUBE.COM/W ATCH?V=HBB5L8T-0CO


Hercules (1997): O mito de Hercules deu origem a vários filmes baseados na mitologia grega. Em 1997, a Walt Disney Pictures lançou um filme de animação dirigida por Ron Clements e John Musker, que mais tarde deu origem a uma serie de senhos animados que decorre quando Hercules era adolescente. Sinopse: Hércules é filho dos deuses gregos Zeus e Hera. Mas o seu tio Hades deseja dominar o Olimpo. Este descobre que terá uma oportunidade, mas tem de se livrar do sobrinho Hércules. Hades manda Agonia e Pânico raptarem o bebê Hércules, darem-lhe uma poção que tiraria a sua imortalidade e matá-lo. Enquanto dão a poção, são surpreendidos por um casal e Hércules não toma a última gota e acaba por manter a força divina. O casal cria Hércules, que torna-se desajeitado e forte. Um dia, o casal conta a Hércules que eles não são os seus pais verdadeiros. Hércules parte em busca da sua verdadeira identidade. No templo de Zeus, Hércules promete ao seu pai provar ser um grande herói, e assim recuperar a divindade. Para alcançar esse feito Hércules pede ajuda ao treinador de Heróis, Fil. Mas o seu tio Hades vai fazer tudo para destruir Hércules.

In: DESENHOSANIMADOSPT.BLOGSPOT (2404-2016)

Fig. 25 Poster da animação Hercules, de 1997. Trailer: HTTPS://WWW.YOUTUBE.COM/ WATCH?V=ZVTSPEVZXPG


Tróia (2004): Filme escrito por David Benioff, que se baseia na obra poética de Homero sobre a Guerra de Tróia, a Ilíada. A história, que conta um conflito, tem como desencadeador, o amor de Páris, Príncipe de Tróia e Helena, mulher de Menelau, rei de Esparta. Esse amor leva a uma guerra, entre Gregos e Troianos, que dura dez anos. A única esperança de fim da guerra é o maior Herói da Grécia, Aquiles. “Dois mundos entrarão em guerra por honra e poder. Milhares perecerão em busca de glória. E, por amor, uma nação será reduzida a cinzas.” (Cinepop, 25-04-2016) Fig. 28 Capa do filme “ Tróia”

In: cinepop, wikipedia (25-04-2016) Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=znTL zRJimeY


Percy Jackson e o Ladrão de Raios (2010): Este filme baseado no livro com o mesmo nome, do autor Rick Riordan, conta a história de Percy Jackson, um jovem rapaz que acredita sofrer de dislexia e défice de atenção, sendo estes os dois factores para os seus problemas na escola. No entanto, durante uma visita de estudo, descobre que afinal é filho de Poseidon, Deus dos Mares, sendo portanto, um semideus, que é a maior razão para os “seus problemas”. Este é acusado de ter roubado os Raios de Zeus, a arma mais perigosa do mundo dos Deuses. E para aperfeiçoar os seus poderes, ganhar forças e subir ao Olimpo para se defender vai para um acampamento de semideuses. No local é visitado por Hades, o Deus dos Mortos, que lhe oferece a sua mãe em troca, que faleceu aquando da fuga se este lhe entregar os raios que não possui. Juntamente com Annabeth, que procura sua mãe Atena e seu amigo de infância e protector Grover, Percy parte para o Mundo Inferior, ultrapassando uma série de obstáculos.

In: cinepop, adorocinema e guiadasemana (25-04-2016)

Fig. 27 Capa do filme “Percy Jackson e o Ladrão de Raios”

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=KKmB d3PJ8CE


REFLEXÃO FINAL Todo o trabalho intelectual merece no final umas notas, não para dar o trabalho como concluído, pois qualquer pesquisa é infinita, mas para arrumar cada “coisa no seu canto”, notas essas denominadas de reflexão final. A resposta para uma das mais importantes questões para nós, é a da origem, e existem várias teorias: a Escritural, que defende que todos os mitos surgem das lendas a Alegórica, para a qual todos os mitos eram simbólicos a Histórica, diz que todos os Deuses alguma vez já foram humanos, e as lendas aprecem como uma espécie de epopeias a Física, defende que os Deuses são personificações dos quatro dos elementos (ar, fogo, água e terra) e outra ainda, que defende que os Deuses e os Mitos surgem como uma explicação para tudo o que nos rodeia Quando existem várias teorias são as nossas crenças e todo o nosso conhecimento e entendimento que vão decidir aquela que assumimos como verdadeira. Neste caso, nós consideramos que a última, que defende que o tema se refe à explicação de tudo é a mais correta, pois, de certa forma, esta parece ser a mais abrangente, aquela que “consegue” incluir todas as outras.

Outra questão refere-se à Mitologia atual, isto é, o que esta faz nos dias de hoje. Obviamente que o seu propósito original, referido acima, ainda está em pé, mas curioso, é que este tema tem um papel relevante para os estudos culturais atuais. Isto quer dizer que, os estudiosos têm utilizado a Mitologia para estudo da evolução das várias culturas existentes. Nos dias de hoje, verificamos que apesar da associação do Mito à mentira, ou seja uma “coisa má”, estes ainda se usam, mas usam-se onde? No cinema por exemplo, existem vários filmes que compartilham este tema, mas de uma forma mais modernizada, e geralmente são virados mais para a união dos Deuses com os Humanos, nos livros claro e também ainda são usados na criação de várias teorias, como por exemplo a “Teoria dos Astronautas antigos”, que defende que Deuses eram extraterrestres e que estão ligados à origem da Humanidade.


BIBLIOGRAFIA https://pt.wikipedia.org/wiki/Mitologia_grega (19-0216)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Deuses_ol%C3%ADm picos (08-03-16)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Micenas (19-02-16)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Hera(08-03-16) https://pt.wikipedia.org/wiki/Zeus (08-03-2016)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Deuses_primordiais (19-02-16)

https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89rebo (08-0316)

http://mitologiagregamitologia.blogspot.pt/2009/11/os-deusesprimordiais.html (19-02-16) https://pt.wikipedia.org/wiki/Caos_(mitologia) 02-16)

(19-

http://www.infoescola.com/mitologia-grega/caos/ http://www.dicio.com.br/androgino/ (19-02-16) http://www.significados.com.br/mitologia/ (19-0216) http://www.suapesquisa.com/mitologiagrega/ (2302-16) http://www.infoescola.com/biografias/homero/ (2302-16) http://www.suapesquisa.com/biografias/homero.htm (23-02-16) https://pt.wikipedia.org/wiki/Homero

(23-02-16)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ct%C3%B3nico (0803-16) https://pt.wikipedia.org/wiki/Medusa (08-03-16) https://pt.wikipedia.org/wiki/Tit%C3%A3 (11-032016) http://www.historialivre.com/mitologia/mito_de_per seu.pdf (11-03-2016) HTTP://WWW.HISTORIALIVRE.COM/MITOLOGIA/MITO_ DE_HERCULES.PDF (11-03-2016) HTTP://WWW.HISTORIALIVRE.COM/MITOLOGIA/MITO_ DE_AQUILES.PDF (11-03-2016)

https://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%AAmis (12-032016) https://pt.wikipedia.org/wiki/Crio (12-03-2016) https://pt.wikipedia.org/wiki/Hemera (13-03-2016)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Nix (07-03-16)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cronos (13-032016)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Teogonia (07-03-16)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Prometeu (13-03-2016)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Literatura_grega (0703-16) http://brasilescola.uol.com.br/literatura/literaturagrega.htm (07-03-16)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pos%C3%ADdon (13-03-2016) http://www.infoescola.com/mitologiagrega/demeter/ (13-03-2016)


http://www.infoescola.com/mitologiagrega/persefone/ (13-03-2016) https://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_dos_astron autas_antigos (13-03-2016) HTTP://DESENHOSANIMADOSPT.BLOGSPOT.P T/2009/07/HERCULES.HTML (24-04-2016) HTTP://WWW.ADOROCINEMA.COM/FILMES/FI LME-27949/ (24-04-2016) http://cinepop.com.br/percyjacksonolimpianosladraoder aios-31996 (25-04-2016) http://www.adorocinema.com/filmes/filme-128105/ (25-04-2016) http://www.guiadasemana.com.br/cinema/filmes/sinop se/percy-jackson-e-o-ladrao-de-raios (25-04-2016) http://www.cinepop.com.br/filmes/troia.htm (25-042016) https://pt.wikipedia.org/wiki/Troia_(filme) (25-042016)

Profile for Irina Vrabii

Dossiê Temático - Mitologia Grega  

Dossiê Temático - Mitologia Grega  

Advertisement