Page 1


Publicação editada na íntegra ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Reportagem também disponível na Politécnico TV

SUMÁRIO FILOXENIA 3 INFORPOLIS 4 ESCOLAS + PERTO 20 EM FOCO 26 Ciência em Férias IPV 2014: Vem aprender, divertindo-te!

ESPÍRITO ACADÉMICO 27 AUXILIAR DE MEMÓRIA 29


Cristina Barroco Docente ESTGV - IPV cbarroco@estgv.ipv.pt

FILOXENIA

A Cooperação Internacional no IPV

Alunas Erasmus do IPV encantaram viseenses com uma iniciativa original e colorida Bubble Day no Mercado 2 de Maio

As péssimas condições meteorológicas que se fizeram sentir no passado dia 22 de maio, obrigaram as alunas Erasmus da ESTGV a adiar a iniciativa prevista para o Mercado 2 de Maio. Esta acabou por decorrer no sábado, dia 24 de maio, entre as 15h00 e as 17h00. O Bubble Day foi um sucesso e foram muitas as crianças e adultos que quiseram experimentar as bolas de sabão gigantes criadas por 9 alunas provenientes da Polónia e da Lituânia que se encontram a realizar um intercâmbio Erasmus na ESTGV. Mais uma vez ficou provado que a língua não é problema, quando é substituída por sorrisos, e mais uma vez se pode dizer que se Viseu é a melhor cidade para viver, também a ESTGV é a melhor escola para estudar.

3


INFORPOLIS Instituto Politécnico de Viseu celebra protocolo com Ordem dos Engenheiros

4

O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) e a Ordem dos Engenheiros (OE) celebraram recentemente a assinatura de um protocolo que visa a prossecução de objetivos de cooperação comuns no desenvolvimento do ensino e da prática da engenharia portuguesa. A cerimónia decorreu no dia 31 de maio, no Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego, tendo sido os contratos assinados pelo Presidente do IPV, engenheiro Fernando Sebastião, Bastonário da Ordem dos Engenheiros, engenheiro Carlos Alberto Matias Ramos, e pelo Presidente do Conselho Diretivo da Região Centro, engenheiro Octávio Magalhães Borges Alexandrino. A OE é a instituição de direito público que reconhece o título de Engenheiro e respetiva qualificação profissional em Portugal e O IPV é uma instituição pública de ensino superior, com intervenção em vários domínios da engenharia, do maior prestígio em Portugal, que outorga os graus de licenciado e mestre em engenharia. O presente protocolo estabelece a cooperação institucional entre as duas entidades, tendo por base as suas atribuições e domínios de atuação, e contempla os seguintes objetivos gerais: Promoção, divulgação e difusão da intervenção das instituições OE e IPVi; Cooperação para a Educação, Formação, Qualificação e Conhecimento na Engenharia; Cooperação para o reconhecimento do Ensino de Engenharia; Cooperação para o reconhecimento do Exercício da Profissão; Promoção de atuação conjunta em estudos e desenvolvimentos de interesse comum ou partilhado; Participação conjunta no desenvolvimento e acompanhamento do estudo específico denominado “Observatório do Engenheiro”; Cooperação para a inovação e o empreendedorismo; Cooperação para a promoção nacional e internacional da Engenharia Portuguesa; Cooperação para a salvaguarda das bases de conhecimento na Engenharia; Conjugação da missão da OE e do IPV, salvaguardando as respetivas competências; Promoção da interligação entre a comunidade escolar do IPV e a OE. Este protocolo é da maior relevância para o Instituto e resulta do reconhecimento, por parte da Ordem dos Engenheiros, da qualidade de formação dos cursos de engenharia ministrados nesta instituição.

Joaquim Amaral Gabinete de Comunicação e Relações Públicas - IPV jamaral@pres.ipv.pt


Joaquim Amaral Gabinete de Comunicação e Relações Públicas - IPV jamaral@pres.ipv.pt

Presidente do IPV eleito para

Comissão Permanente do CCISP

a

O presidente do Instituto Politécnico de Viseu, engenheiro Fernando Sebastião, foi recentemente eleito membro da Comissão Permanente do CCISP – Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos. A eleição ocorreu na reunião plenária do CCISP realizada no passado mês de abril nas instalações do Instituto Politécnico de Setúbal. A Comissão Permanente deste organismo fica a partir de agora constituída da seguinte forma: professores Joaquim Mourato (IP Portalegre), Nuno Mangas (IP Leiria), Luis Vicente Ferreira (IP Lisboa) Carlos Maia (IP Castelo Branco) e Fernando Sebastião (IP Viseu).

Tomada de Posse de Novo Membro do

Conselho

Técnico-Científico da Escola Superior

de Tecnologia e Gestão de Lamego

O Presidente do Instituto Politécnico de Viseu, engenheiro Fernando Sebastião, conferiu posse no dia 13 de maio ao novo membro do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (ESTGL), professora Sandra Maria Gouveia Antunes. O ato público decorreu na sala do Conselho Geral perante a comunidade académica da instituição. A docente passa a integrar este órgão da ESTGL, nos termos da lei n.º 62/2007 de 10 de setembro, do RJIES (Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior), que estabelece no artigo 102º a “Composição do conselho científico ou técnico científico”, definindo no seu ponto 3 a constituição deste órgão por docentes com “o grau de doutor, em regime de tempo integral, com contrato de duração não inferior a um ano, qualquer que seja a natureza do seu vínculo à instituição”, bem como no disposto nos

Joaquim Amaral Gabinete de Comunicação e Relações Públicas - IPV jamaral@pres.ipv.pt

Estatutos do Instituto Politécnico de Viseu, artigo 57.º, alusivo a este órgão, que “O conselho Técnico-Científico de cada escola é constituído por representantes eleitos, nos termos do artigo 102.º da Lei 62/2007, de 10 de setembro, em número a fixar nos respetivos estatutos, entre um mínimo de dez e um máximo de vinte cinco”.

5


Concursos de Matemática na ESEV Realizou-se na Escola Superior de Educação de Viseu, no dia 23 de maio, a 11ª edição do concurso de Matemática “Mentes Brilhantes”, que contou com a presença de 18 equipas concorrentes, representantes de agrupamentos de escolas do distrito de Viseu. De entre alunos e professores acompanhantes, estiveram envolvidos 72 participantes. Na categoria “1º ciclo” venceu o Agrupamento de Escolas de Tarouca, enquanto na categoria “2º ciclo” venceu o Agrupamento de Escolas do Viso (Viseu). No mesmo dia, foram também entregues os prémios aos vencedores do 7.º Concurso Literário de Matemática “Era uma vez... com Matemática” . O vencedor na categoria 1 (1º ciclo) foi Sofia Pires, com a história “O reino da Matemática”. Na categoria 2 (2º ciclo) venceu Joana Gomes com a história “Na terra da Matemática”. Por fim, na categoria 3 (professores e alunos do ensino superior), venceu Vanda Rodrigues com a história “O mistério da Matemática assombrada – a aventura continua”. Os concursos foram apoiados por diversas entidades: Instituto Politécnico de Viseu, câmaras municipais de Viseu, Mangualde, Moimenta da Beira e Oliveira de Frades, Caixa Geral de Depósitos, Labesfal, Porto Editora e Bombeiros Municipais de Viseu.

6

Luís Menezes Docente ESEV - IPV menezes@esev.ipv.pt


Volta de Apoio ao Emprego motiva jovens de Lamego No passado dia 9 de maio de 2014 desenvolveu-se a “Volta de Apoio ao Emprego”, pelo segundo ano consecutivo. Esta iniciativa da Representação da Comissão Europeia em Portugal, em colaboração com o Centro de Informação Europe Direct de Lamego, a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego e o Instituto de Emprego e Formação Profissional, pretende criar um espaço de debate para divulgar oportunidades de emprego e formação no espaço da União Europeia, tendo sido realizada no Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego. Esta sessão tentou ir ao encontro das preocupações que todos os cidadãos sentem neste momento, isto é, o desemprego e a dificuldades que os jovens têm em entrar no mundo do trabalho após a conclusão da sua formação. O encontro realizou-se a partir das 9:00h, com a receção aos participantes. Esta sessão iniciou-se com uma apresentação do Hino da Europa, uma performance dos alunos da Escola Básica e Secundária da Sé, de Lamego. A conferência foi aberta pelo presidente da Câmara Municipal de Lamego, eng.º Francisco Lopes, a diretora do IEFP/Lamego, dra. Sofia Lucena, e pelo presidente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, dr. Álvaro Teixeira Bonito. De seguida, o coordenador da Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação, António Nunes, procurou apresentar todas as vertentes e potencialidades do novo Programa (2014-2020), evidenciando que este não se destina apenas a, mas sim para diversas categorias de formação, qualificação e profissionalização, já que podem ser desenvolvidos projetos nas áreas dos estágios profissionais, do voluntariado, das empresas e do empreendedorismo, entre outros. Também referiu que, cada vez mais, estudantes e estagiários aderem a estes

Vanessa Fernandes Aluna da licenciatura de Publicidade e Relações Públicas a desenvolver estágio curricular na ESTGL vanessa.caranguejo@hotmail.pt

programas, de forma a enriquecer os seus currículos, tendo-se atingido em 2013 os números de cerca de 70.000 estudantes e 6.000 estagiários. Manuel Tomás, em representação do IEFP e da Rede EURES, abordou as “Oportunidades de Emprego na Europa”, apresentando formas de pesquisar ofertas de trabalho, de forma segura e tendo sempre como base de apoio a rede de conselheiros EURES, que existem nos 28 Estados membros da União. Dando continuidade a esta sessão, Jorge Oliveira, diretor da Direção Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, apresentou o trabalho que este organismo desenvolve em relação aos emigrantes, bem como os cuidados que todos os cidadãos devem ter antes de emigrar. A sessão foi encerrada com a intervenção de José Fontes, coordenador de projetos na ANJE, que realçou a importância do empreendedorismo, e como a sociedade deve reagir e aproveitar diversos mecanismos de apoio quando está desempregada. Mostrou ainda ao público presente, sete dicas para se ter uma boa ideia de negócio e diversos exemplos de como a podemos colocar em prática. A Volta de Apoio ao Emprego foi um grande sucesso, que se comprova pela adesão de muitos participantes, esperando que, para o próximo ano, se possa contar novamente com esta sessão para motivar e apoiar ideias empreendedoras e inovadoras, com o objetivo de “fazer o que ainda não foi feito”, conforme referiu José Fontes.

7


ESTGL na “Galisenior” IX Salão Internacional de Idosos Sandra Antunes e Nídia Menezes Docentes ESTGL - IPV santunes@estgl.ipv.pt / nmenezes@estgl.ipv.pt

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (ESTGL) fez-se representar, através do seu ciclo de estudos de licenciatura em Serviço Social, nos dias 14 e 15 de maio de 2014, em Ourense, na “Galisenior” – IX Salão Internacional de Idosos”. A comitiva da ESTGL foi composta por três professores e vinte e nove alunos da licenciatura em Serviço Social que participaram pela quarta vez no evento mencionado.

8

A “Galisenior” é uma feira internacional direcionada para idosos e seus familiares, bem como para profissionais e interessados pela área do geronte, sendo constituída por várias atividades organizadas e dispersas por um certame de exposições que decorre a par de diversas jornadas técnicas que visam a apresentação de estudos e projetos dinamizados na mesma área temática. Destarte, e no respeitante à área de exposições, destacam-se várias atividades que foram dinamizadas ao longo dos dois dias, de que são exemplo: workshops para a população idosa, terapias de relaxamento, risoterapia, workshops de novas tecnologias aplicadas aos idosos, logopedia para pacientes com afasia, atuação de grupos de danças, projeção de documentários, aulas abertas de tai-chi, ginástica e pilates; entre outras. A área de exposições contou com a presença de instituições públicas e privadas da Galiza que prestam apoio social a idosos, de empresas que exercem atividades vocacionadas para a venda de produtos e serviços direcionados à população idosa, de estabelecimentos do ensino superior da Galiza (nomeadamente dos que oferecem cursos de Trabalho Social e Educação Social), da Junta da Galiza (pelouro da ação social), Turismo e Termas da Galiza, e da Sociedade Galega de Gerontologia. No âmbito das Jornadas Técnicas foram apresentadas várias comunicações de grande pertinência e interesse na área da gerontagogia, de que se destacam comunicações subordinadas aos temas: “A inabilitação dos idosos como forma de proteção”, “Empowerment e a participação social dos idosos”, “Avaliação e deteção da deterioração cognitiva” e “Envelhecimento ativo”. A participação da comitiva representante da ESTGL estendeu-se às Jornadas Técnicas, nas quais os professores da licenciatura em Serviço Social e dois dos seus alunos tiveram a oportunidade de participar com comunicações integradas em diferentes painéis. No dia 14 de maio, a professora Sandra Antunes (diretora do curso de licenciatura em Serviço Social), apresentou uma comunicação intitulada “Plasticidade e aprendizagem ao longo da vida”. No dia seguinte (15 de maio), a ESTGL apresentou mais duas comunicações. A primeira, a cargo das professoras Anabela Guedes e Nídia Menezes, sobre a “Ética e prestação de cuidados na intervenção do assistente social”, e outra pelos alunos do segundo ano do ciclo de estudos, Carlos Mercê e Cristina Marques Luís, que apresentaram os resultados de um estudo realizado no âmbito de uma unidade curricular, intitulado “A qualidade de vida dos idosos da paróquia de feirão do município de Resende, um estudo exploratório”.


A mesa de trabalhos em que participou a professora Sandra Antunes. A mesa de trabalhos que integrou as professoras Anabela Guedes, Nídia Menezes, e os discentes Cristina Marques Luís e Carlos Mercê.

Os discentes Carlos Mercê e Cristina Marques Luís. A participação na “Galisenior” e em eventos de natureza análoga é de extrema relevância, na medida em que possibilita que os alunos atualizem e consolidem conceitos e competências, ao mesmo tempo que facilita o seu envolvimento em novas temáticas e em outras realidades, extraescolares e internacionais, traduzindo-se na possibilidade de participarem em eventos de natureza científica e de divulgarem e apresentarem os resultados dos estudos que realizam. Uma oportunidade que consideramos imprescindível para o entrosamento dos alunos nos meandros da investigação, no domínio particular do Serviço Social, e no seu meio académico e científico. Paralelamente, a deslocação a Ourense e à Galisenior constituiu-se num importante momento de partilha e convívio para todos, devendo enfatizarse a sua dimensão pedagógica e a importância de que esta parceria transfronteiriça se reveste nas dinâmicas de internacionalização da ESTGL.

9


Coaching “Formar e/a Empreender” Vanessa Fernandes Aluna da licenciatura de Publicidade e Relações Públicas a desenvolver estágio curricular na ESTGL vanessa.caranguejo@hotmail.pt

No passado dia 20 de maio, a APCOACHING – Associação Portuguesa de Coaching, a Formação Norte – ISQ e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (ESTGL) levaram a efeito o evento “Coaching Formar E/a Empreender”, no Arquivo Museu Diocesano, em Lamego. Esta sessão tentou ir ao encontro da sociedade, para que todos os cidadãos comecem a perceber melhor este conceito que tem vindo a ser implementado recentemente. A conferência teve início às 14 horas, com a receção aos participantes, e de seguida uma sessão de boas-vindas, realizada por Daniel Silva, vice-presidente da Associação Portuguesa de Coaching, Susana Cunha, coordenadora da direção de formação do ISQ e, por último, Álvaro Bonito, presidente da ESTGL. Após a abertura, foram apresentados diversos testemunhos de coaching, nomeadamente: a empresa Consultua, representada por Rita Messias, e a associação NERVIR, com o presidente Luís Tão. Ambos os oradores evidenciaram, por meio de casos reais, de que forma o coaching os ajudou a terem uma postura mais positiva e, dessa forma, contribuírem para o sucessos das suas organizações. Finalmente, Elizabete Neves, profissional em coaching, desenvolveu uma reflexão sobre o tema tema “Coaching: formar e/a apreender”, apresentando diversas propostas de comportamento, de acordo com a filosofia do coaching, realçando o impacto que as mesmas têm no desempenho profissional de cada um. Por volta das 17 horas, a sessão foi encerrada com um momento de networking.

Conferência “Educação

em Lamego” Vanessa Fernandes Aluna da licenciatura de Publicidade e Relações Públicas a desenvolver estágio curricular na ESTGL vanessa.caranguejo@hotmail.pt

10

Realizou-se no dia 6 de maio, na Câmara Municipal de Lamego, uma conferência sobre a Educação do concelho. Nesta reunião estiveram vários membros das diversas escolas, desde o pré-escolar até ao ensino superior, como também dois representantes das associações de pais de duas escolas diferentes, um agente da polícia, bem como o presidente da Câmara Municipal, eng.º Francisco Lopes. Para esta sessão foi convidado como orador o presidente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, dr. Álvaro Bonito, de forma a apresentar e a esclarecer a assembleia acerca dos novos cursos técnicos superiores profissionais (TeSP), que foram aprovados pelo Governo Português em fevereiro de 2014. Estes novos cursos vão estar a cargo dos institutos politécnicos nacionais, que terão já no próximo ano letivo de apresentar estes cursos técnicos profissionais de nível 5 (qualificação da União Europeia), à semelhança do que já acontece noutros Estados Membros. Estes cursos serão compostos por “um ano com componente geral muito forte” e por “um segundo ano, com uma componente de formação profissional em sala de aula, juntamente com um estágio numa empresa/organização”, segundo o dr. Álvaro Bonito.


Centro de Competências da Bizdirect alcança Certificação ISO 9001:2008

A Bizdirect, empresa tecnológica do universo SSI/ Sonaecom especializada na comercialização de soluções de IT, na consultoria e gestão de contratos corporativos de licenciamento e na integração de soluções Microsoft, acaba de alargar a sua certificação da qualidade ao seu Centro de Competências instalado no campus Politécnico de Viseu, dedicado à prestação de serviços em tecnologia Microsoft (Dynamics CRM, SharePoint e BizTalk), após realização da auditoria de acompanhamento da Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ). Esta auditoria de acompanhamento da Certificação do SGQ implementado de acordo com a norma NP EN ISO 9001:2008 foi realizada, nos dias 14 e 15 de maio, pela SGS Portugal, pela empresa que faz parte do grupo Société Générale de Surveillance S.A (SGS) - a maior organização mundial no domínio da inspeção, verificação, análise e certificação. Este foi o primeiro acompanhamento realizado à renovação do certificado obtido em 2013 e teve como principal destaque a excelência dos resultados obtidos pela Bizdirect, uma vez que não foram registadas quaisquer não conformidades, assim sendo a Bizdirect passou com distinção neste exame com critérios bastante rigorosos.

“O excelente resultado alcançado pela Bizdirect no cumprimento dos requisitos do Sistema de Gestão da Qualidade, vem reconhecer os esforços desenvolvidos por toda a Empresa, no sentido de melhorar continuamente, de superar os objetivos estabelecidos e procurar consistentemente a otimização de processos e práticas mais eficientes, assegurando a criação de valor para a organização e para os nossos Clientes que depositam nesta equipa a sua confiança”, refere Raquel Ladeira, responsável pelo SGQ da Bizdirect.

Lúcia Amaral - Bizdirect luciaamaral@youngnetworkgroup.com

11


Docente da ESTGL convidado para integrar júri de Doutoramento na Universidade de Salamanca O professor José Filipe Lopes, docente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego do Instituto Politécnico de Viseu, fez parte, no passado dia 6 de maio, de um júri de Doutoramento na Universidade de Salamanca. O doutorando Fernando Sánchez Pita apresentou e defendeu a sua tese intitulada: “Los sitios web de los Institutos de Investigación de Castilla y León como herramientas dirigidas a la difusión del conocimiento”. A defesa decorreu na “Aula Francisco Vitoria del Edificio Histórico de la Universidad de Salamanca”.

Da esquerda para a direita: Doutora Marina Gordaliza Escobar (Subdiretora da tese e Professora Catedrática da Faculdade de Farmácia da Universidade de Salamanca); Doutor José Filipe Lopes (Arguente e Professor Adjunto da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego do Instituto Politécnico de Viseu); Doutora Victoria Tur Viñes (Arguente e Professora Titular do Departamento de Comunicação e Psicologia Social da Universidade de Alicante); Doutor José Miguel Túnez López (Presidente do Júri e Professor Titular do Departamento de Ciências de Comunicação da Universidade de Santiago de Compostela); Doutorando Fernando Sánchez Pita (Investigador do Instituto de Estudos de Ciência e Tecnologia da Universidade de Salamanca); Doutora Marta Álvarez (Arguente e Professora do Departamento de Espanhol da Universidade de Franche-Comté); Doutor José Luís Alonso Berrocal (Secretário e Professor Titular do Departamento de Informática e Automática da Universidade de Salamanca); Doutora Begoña Gutierrez San Miguel (Diretora da tese e Professora Titular da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Salamanca).

12


3º Ciclo de Conferências em Informática e Telecomunicações Realizou-se no passado dia 21 de maio, no Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego, o “3º Ciclo de Conferência em Informática e Telecomunicações”, evento organizado pelo Departamento de Informática, Comunicações e Ciências Fundamentais (DICCF) da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego. A sessão de abertura contou com as presenças e intervenções do presidente da Câmara Municipal de Lamego, engenheiro Francisco Lopes, vice-presidente do Instituto Politécnico de Viseu, professor José Costa, presidente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, mestre Álvaro Bonito, do comandante do CTOE de Lamego, coronel António Regadas, e do presidente do Conselho Técnico-Científico da ESTGL, doutor José Paulo Lousado. A parte da manhã foi preenchida com dois painéis temáticos: “Aplicações de Robótica e Telemática” e “Estudos e Projetos em TIC”. No primeiro painel, moderado pelo doutor Filipe Lopes, diretor do DICCF, foram apresentadas as comunicações “Robótica em Portugal: Projetos Inovadores e Sucesso em Competições, Rumo a Novas Aplicações na Educação, Serviços e Indústria”, pelo doutor Luís Paulo Reis, (professor da Universidade do Minho), e “Aplicação não Convencional das Redes sem Fios”, pelos doutores Carlos Serôdio e Pedro Mestre (professores da UTAD). O painel “Telemática e Estudos e Projetos em TIC”, moderado pelo doutor Ricardo Gama, teve como

intervenientes a doutora Tânia Calçada (investigadora da Faculdade de Engenharia do Porto e do Instituto de Telecomunicações), com a comunicação “Future Cities Project”, tendo o eng.º Lino Oliveira (investigador do INESC Porto) apresentado o ”Projeto DouroValley”. A intervenção do coronel Antonino Melo (Exército Português - Direção de Comunicações e Sistemas de Informação) designou-se “A Evolução das Telecomunicações na Estratégia de Defesa Nacional”. A sessão da tarde foi preenchida com três workshops temáticos: “Programação Visual: Novos Ambientes de Programação”, dinamizado pelo doutor José Lousado (professor da ESTGL/IPV), “Demonstração/Programação de Autómatos”, realizado pelo eng.º Ricardo Manuel Santos (Schneider Electric Europe) e “Demonstração/ Montagem Equipamento Telecomunicações”, apresentado pelo eng.º Luís Almeida (TELEVES Portugal).

José Paulo Lousado Docente ESTGL - IPV jlousado@estgl.ipv.pt

13


Exposição de fotografia de José

Joaquim Amaral Gabinete de Comunicação e Relações Públicas - IPV jamaral@pres.ipv.pt

Carlos Soares no IPV

O Instituto Politécnico de Viseu teve patente ao público de 19 de maio a 19 de junho, no Foyer da Aula Magna, uma exposição de fotografia da autoria de José Carlos Soares, com o título “Anjos de Negro”. O autor, nascido em São Tomé e Príncipe, de nacionalidade portuguesa, iniciou a sua aprendizagem artística desde muito novo na pintura, aperfeiçoando a técnica na Escola de Pintura Grão Vasco. O gosto pela fotografia surgiu quando frequentou o ensino superior, onde adquiriu várias técnicas na fotografia analógica e digital. A obra a expor nasceu do projeto de fim de curso da licenciatura de Artes Plásticas e Multimédia da Escola Superior de Educação de Viseu do IPV, que versou a temática da fotografia. O ensaio realizado teve na sua génese a preocupação em explorar luz e sombras através do “retrato”, na preocupação em transmitir uma estética sombria, para criar sensações do glamour e romantismo que se pode mostrar através de um trabalho sobre a subcultura gótica.

IV Seminário de Futebol do IPV

14

O “IV Seminário de Futebol do IPV” decorreu no dia 17 de maio e teve a organização do Departamento de Ciências do Desporto e Motricidade da Escola Superior de Educação de Viseu. A Aula Magna do IPV acolheu mais de 100 participantes, entre estudantes, professores, praticantes, treinadores e dirigentes da modalidade. O seminário debruçou-se sobre várias vertentes relacionadas com a prática desta popular modalidade desportiva. O programa incluía ainda uma mesa redonda, que contou com a participação de mediáticas figuras do futebol nacional.

Jorge Alves Centro de Recursos Audiovisuais - IPV jalves@pres.ipv.pt


Docente da ESTGV em sessão de autógrafos na 84ª Feira do Livro de Lisboa Rogério Matias, docente da ESTGV, esteve no passado dia 31 de maio na Feira do Livro de Lisboa, para uma sessão de autógrafos nos pavilhões do Grupo Escolar Editora. “Mais do uma sessão de autógrafos, foi uma ocasião para encontrar leitores, rever antigos alunos e conhecer colegas que também publicam na mesma editora”, disse o docente. “Para além de me sentir muito honrado em marcar presença na Feira do Livro de Lisboa nesta qualidade, é sempre um pedaço de tarde muito agradável”, acrescentou. Rogério Matias tem neste momento 4 obras editadas na área do Cálculo Financeiro, uma das quais em castelhano.

Foto: da esquerda para a direita: Miguel Portugal (professor e autor), João Costa (Grupo Escolar Editora), Luiz Santos (professor e autor), Rogério Matias e Daniela Dias (diplomada pela ESTGV).

15


4ª Conferência de Cuidados Paliativos “Desafios da Comunicação em Cuidados Paliativos” O auditório da Escola Superior de Saúde de Viseu (ESSV) acolheu no dia 15 de maio, a “4ª Conferência de Cuidados Paliativos”, edição este ano subordinada à temática dos “Desafios da Comunicação em Cuidados Paliativos”. Após a sessão de abertura, deu-se início aos trabalhos com o debate em torno da temática “A importância do diálogo interdisciplinar em cuidados paliativos.” Ainda na parte da manhã, teve lugar a primeira mesa da conferência que versou os “Aliados no cuidar”. O Período da tarde esteve reservado para a segunda mesa do evento, que abordou a “Comunicação de más notícias – treino de competências”, e para a sessão de encerramento. O evento, uma organização dos alunos do 3º Curso de Pósgraduação em “Cuidados Paliativos e Fim de Vida” da Escola Superior de Saúde, teve como destinatários preferenciais os alunos da ESSV e os profissionais da área, mas também o público em geral.

16

Joaquim Amaral Gabinete de Comunicação e Relações Públicas - IPV jamaral@pres.ipv.pt


União Europeia: As Eleições Europeias Realizou-se no passado dia 7 de maio, na Escola Secundária Latino Coelho, em Lamego, a palestra “União Europeia: As Eleições para o Parlamento Europeu”, proferida pela professora Paula Marques dos Santos (docente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego), enquanto membro da Team Europe da Comissão Europeia, para cerca de 60 alunos dos 11º e 12º anos. A sessão foi promovida pelo Centro de Informação Europe Direct de Lamego e iniciou-se com o representante da escola, dr. Nuno Ribeiro, a apresentar o tema aos participantes. Dando de seguida a palavra à professora Paula Santos, a docente abordou ao longo da conferência diversas temáticas que marcam a atualidade da União Europeia, tais como as instituições europeias e os direitos dos cidadãos europeus no espaço comunitário. A palestrante realçou ainda a importância das eleições europeias, dado que o resultado das mesmas influenciará diretamente a escolha posterior da pessoa que assumirá a presidência da Comissão Europeia. Ao mesmo tempo que decorria a sessão, a palestrante foi questionando os alunos sobre alguns assuntos, incentivando-os para que não se desmotivassem e continuassem a apostar na sua formação e qualificação, dado esta ser a chave do sucesso para o seu futuro.

Eventos SA

Vanessa Fernandes Aluna da licenciatura de Publicidade e Relações Públicas a desenvolver estágio curricular na ESTGL vanessa.caranguejo@hotmail.pt

No dia 10 de maio realizaram-se dois eventos organizados pelos alunos do 2º ano da licenciatura de Secretariado e Administração da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de lamego (ESTGL). Estes eventos foram desenvolvidos no âmbito da unidade curricular Práticas e Técnicas de Secretariado II, lecionada pela professora Paula Marques dos Santos, e pretenderam ser uma forma de consolidação dos conhecimentos e das competências adquiridas pelos alunos na área da gestão e organização de eventos. Pela manhã, o programa decorreu nas caves da Adega Cooperativa de Moimenta da Beira, tendo o grupo sido recebido pelas 3 alunas que organizaram a atividade (Teresa Joia, Rosa Paixão e Paula Peralta), bem como pelo eng.º Pedro Dias, enquanto responsável pela visita guiada. O engenheiro , além de mostrar as caves e as suas novas instalações, explicou também o processo que é desenvolvido na linha de montagem. A visita findou com a oferta de um cocktail a todos os convidados, onde estes puderam saborear a qualidade do espumante “Terras do Demo”. Da parte da tarde, o evento centrou-se na visita ao Mosteiro de São João de Tarouca. A equipa organizadora, constituída por Angelina Lopes, Catarina Silva, Cátia Gonçalves e Daniela Silva, organizou as atividades de forma a proporcionar uma visita guiada às escavações, ao horto monástico (plantas que também eram cultivadas pelos monges e que posteriormente eram comercializadas), e à igreja de S. João de Tarouca. Durante a visita os convidados puderam aperceber-se da importância histórica e patrimonial que este mosteiro cisterciense teve na região. No final, a organização brindou também os convidados com um animado cocktail.

17


Mais Técnicos Superiores de Lazer A linguagem da amizade não é feita de palavras, mas de significados. Thoreau Subscrevemos integralmente! A nossa atenção foi para a Maria da Conceição Santos, para a Luísa Martins e para o Francisco Faro, que vão deixar de estar tão presentes na nossa quotidiana vida profissional. Não se vão embora, mas apenas “andar por aí” com estatuto de Técnicos Superiores de Lazer… Não será “longe da vista, longe do coração”. De todo! Pode até ser longe da vista, mas cremos que jamais o será do coração. Há laços que, em nosso modesto entendimento, são eternos e inquebrantáveis! Passo a passo, e dir-se-ia que em “suaves doses para não doer tanto”, a família politécnica vai-se despedindo dos seus mais vetustos membros que decidiram enveredar por outros e novos caminhos. Para eles, chegou a hora de “contornar e driblar” o tempo, para darem mais tempo aos que lhes são mais próximos e queridos! Para que sempre nos tenham em mente e percebam o quão importante foram, são e serão nas nossas vidas, uma vez mais nos juntámos a eles numa bela e fraterna “patuscada”. Em amena cavaqueira e partilha de afetos, e como convém nestas despedidas para que de algum modo se “afoguem” as antecipadas saudades, brindámos aos tempos passados, presentes e já futuros. Mas nem a festa se faria se não tivesse havido a “maroteira” da praxe! Uma vez mais, e como sempre, demos largas à já de si fértil imaginação! De forma jocosa e sem ofensa, até lhes demos uma dica para ocupação dos agora mais que bastos tempos livres. Tudo isto sob a forma de um

18

Maria da Conceição Pereira Serviços de Relações Externas - IPV cpereira@pres.ipv.pt

aveludado bolo de chocolate, devidamente legendado, que nos “soube pelas almas”. À laia de despedida, a cada um deles oferecemos uma pequena mas sentida lembrança, espelho do nosso apreço e amizade. Em jeito de exortação amiga para as novas realidades que os aguardam, que se espera e deseja sejam repletas, completas e vividas em pleno, deixamos-lhes breves palavras que Maya Angelou para a posteridade nos deixou em “Letter to my Daughter – Carta à Minha Filha”. (…) You may not control all the events that happen to you, but you can decide not to be reduced by them. Try to be a rainbow in someone’s cloud. Do not complain. Make every effort to change things you do not like. If you cannot make a change, change the way you have been thinking. You might find a new solution (…) (…) Podes não controlar todos os acontecimentos da tua vida, mas podes decidir não deixar que eles te debilitem. Tenta ser o arco-íris da nuvem de outra pessoa. Não te queixes. Esforça-te por mudar as coisas de que não gostas. Se não conseguires mudá-las, muda a tua maneira de pensar. Talvez descubras uma nova solução (…)


11


João Rodrigues Comunicação, Cultura e Documentação - IPV jrodrigues@pres.ipv.pt

Escolas + Perto esteve na Escola Secundária de Vila Nova de Paiva. A Professora Célia Portas Matias, da direção da escola, foi a nossa interlocutora. Encontrámos uma escola com excelentes condições, muito bem cuidada e implantada num amplo espaço verde.

20


SUMÁRIO

A Escola A Escola Secundária de Vila Nova de Paiva já existe há bastantes anos, mas nestas instalações está desde 1984/85. Ofereceu sempre o 3º ciclo e o secundário e desde 2010 passou a pertencer ao Agrupamento de Escolas de Aquilino Ribeiro, tendo todos os níveis de ensino desde o pré-escolar ao 12º ano, incluindo cursos profissionais. Já tivemos CEF’s, mas agora já não temos. Presentemente, temos cerca de 730 alunos. Temos notado uma redução de alunos, maioritariamente porque não nascem e também devido à emigração, fenómeno que nesta zona tem grande expressão mas que ao contrário do que acontecia anteriormente os pais agora

levam os filhos com eles. Antigamente ficavam com os avós ou com os tios, mas hoje levam-nos com eles e por lá ficam. Existe ainda outro problema, que nós achamos ser concorrência desleal, que são as escolas profissionais continuarem a poder dar benefícios, sobretudo a nível financeiro, que nós, escolas públicas, não podemos dar e portanto o apelo pelo dinheiro ainda é bastante grande. No nosso ensino profissional oferecemos três cursos. Um que acabará este ano, que é “Técnico de Informática”, outro que iniciou este ano letivo que é “Técnico de Multimédia”, e o que está no segundo ano que é “Técnico de Apoio à Gestão Desportiva”. A criação destes cursos é feita, numa primeira abordagem, através do nosso Gabinete de Psicologia junto dos alunos para aquilatar

21


das preferências e depois há reuniões preparatórias em Coimbra, em que o nosso diretor está presente, e onde eles nos dão a conhecer, através de uma parceria que têm com o IEFP, quais são as áreas de privilégio que nós devemos abordar. Até aqui têm ido de encontro às preferências dos nossos alunos. No que toca à formação em contexto de trabalho, o nosso maior parceiro é a Câmara Municipal de Vila Nova de Paiva. Sátão, Castro Daire e também Viseu não têm recusado receber também os nossos alunos. Até agora a experiência nesse aspeto tem sido bastante positiva. No ensino secundário, presentemente, temos uma turma do 10º ano de Ciências e Tecnologia, temos duas turmas no 11º ano também de Ciências e Tecnologia

22


e no 12º ano temos uma de Ciências e Tecnologia e uma de Humanidades. A nossa grande dificuldade é abrir Humanidades e Ciências Socio-Económicas. Somos um agrupamento pequeno, do interior, e as leis são feitas para as grandes cidades. Nós se não conseguirmos reunir o número de alunos a que eles nos obrigam, os alunos têm de ir embora. Ou vão para o Sátão ou para Viseu.

Os Projetos em Curso Nós apostamos fortemente no “Eco-Escolas”, porque achamos que é muito importante para os miúdos e tem tido o reconhecimento através de diversos prémios. Outra aposta é a Escola Promotora de Saúde, onde ainda se tem que trabalhar bastante. Nos últimos três anos temos apostado no empreendedorismo e temos feito a apresentação das ideias precisamente no auditório do Instituto Politécnico de Viseu (IPV). Apostamos também num jornal da escola e num programa de rádio, precisamente para divulgar as nossas atividades e os nossos projetos. Apostamos nos testes intermédios porque achamos que é uma boa forma de preparar os nossos alunos para os exames. Outra aposta prende-se com o desporto escolar aliado à escola promotora de saúde. Fazemos também a

23


autoavaliação interna, porque achamos que devemos olhar para nós próprios como forma de ver o que estamos a fazer bem e o que estamos a fazer mal e tentamos estabelecer um percurso de melhoria. Também temos um projeto que é de acompanhamento e avaliação do sucesso académico. Apesar de não serem muitos, fazemos com que os projetos corram bem e todos os anos tentamos melhorar para o ano seguinte.

O Ensino Superior e o Politécnico de Viseu

24

Os alunos desta escola seguem para o ensino superior, embora não sendo em grande percentagem. São poucos! Essa é também uma das lutas que nós temos é que a maior parte dos nossos alunos chega ao 12º ano e ou emigra ou tenta entrar no mercado de trabalho. Nos cursos profissionais então são muito poucos. No ano passado foram apenas 2. Eu acho que o ensino superior na região tem uma boa oferta e é a adequada. O IPV tem uma boa oferta formativa, diria mesmo muito boa, e prepara muito bem os seus alunos. Eu tenho a sensação de que os alunos que se empenham, que são bons, quando acabam a licenciatura conseguem integrar-se no mercado de trabalho, o que eu acho que é otimo nos dias de hoje. Isso é, sem dúvida, uma riqueza de valor incalculável. Eu acho que no IPV, além de prepararem muito bem os seus aluno,s têm uma boa variedade de cursos em áreas distintas e excelentes instalações como oficinas e laboratórios. A opinião que eu tenho relativamente ao IPV é extremamente positiva e, aqui na escola, quando me pedem a opinião é precisamente isso que eu transmito. Nós temos ex-alunos a estudar no IPV e o “feedback” que nós temos é que eles estão satisfeitos. Sentem-se bem, sentem-se integrados e têm tido bons resultados. A opinião geral sobre o


IPV aqui na escola Ê muito positiva. Ainda na quarta-feira passada estiveram aqui elementos do IPV a divulgar a oferta formativa e a disponibilizarem-se para ensinar os alunos a fazerem uma candidatura on-line, coisa que nenhuma outra instituição do ensino superior faz. Temos que dar valor a isso e reconhecer esse trabalho. A equipa de Escolas + Perto agradece a amabilidade e cordialidade com que foi recebida.

25


em FOCO Ciência em Férias IPV 2014 Vem aprender, divertindo-te!

26

O evento Ciência em Férias IPV 2014 tem por objetivo proporcionar aos estudantes do ensino básico e secundário um programa organizado de caráter educativo, cultural, tecnológico e científico, mas também lúdico e de descoberta de áreas formativas que se enquadrem nas preferências e aptidões para o seu futuro percurso académico. Organizado pelo Instituto Politécnico de Viseu, o projeto decorre em dois momentos distintos, direcionados a diferentes públicos-alvo. Assim, a primeira semana do evento – de 30 de junho a 4 de julho – destina-se aos participantes com idades compreendidas entre os 10 e os 12 anos de idade (Grupo I). A segunda semana – de 7 a 11 de julho – tem como destinatários os participantes a partir dos 13 anos de idade, inclusive (Grupo II). Cada uma das semanas tem programas ajustados às faixas etárias diferenciadas que constituem os grupos. Durante cinco dias consecutivos, um dia em cada uma das também cinco escolas superiores do IPV, cada grupo de participantes usufrui de uma semana plena de atividades científico-pedagógicas em diferentes áreas do saber e muita diversão, mas também de cultivo e fomento de espírito de grupo, trabalho em equipa e sociabilização. Os dias estão calendarizados da seguinte forma – Segunda-feira: Escola Superior de Educação de Viseu (Rua Maximiano Aragão); Terça-feira: Escola Superior de Saúde de Viseu (Rua D. João Crisóstomo Gomes de Almeida); Quarta-feira: Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (A receção será realizada nos Serviços Centrais do IPV, Av. Coronel José Maria Vale de Andrade, Campus Politécnico); Quinta-feira: Escola Superior Agrária de Viseu (Quinta da Alagoa - Estrada de Nelas) e Sexta-feira: Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu (Campus Politécnico). As atividades a realizar abrangem áreas e temáticas tão diversificadas como: “O Francês e o Inglês: um convite à viagem”, “Jovens repórteres”, “Liga-te ao grafo: atividades de Matemática”, “Construção de brinquedos com materiais reutilizados”, “Noções

Joaquim Amaral Gabinete de Comunicação e Relações Públicas - IPV jamaral@pres.ipv.pt

básicas de primeiros socorros”, “Formas de movimento”, “Promoção da Saúde: saúde oral, proteção solar e prevenção de acidentes”, “Recriar um hospital”, “Atividades culturais no Museu de Lamego”, “Visita à quinta da Alagoa: conhecer os animais”, “Construção de um jardim portátil”, “Análise sensorial de chocolates”, “Vem conhecer os legumes: Quiz”, “O ‘bichinho’ da Eletrónica”, “A Engenharia é o motor do mundo”, “A magia da Química”, “Do projeto ao objeto”, “Aprende a investir utilizando as técnicas de Gestão”, “Aventuras matemáticas”, “Programar é fácil”, entre muitas outras. Além das experiências e vivências científicas e pedagógicas haverá ainda tempo para se divertirem com inúmeras atividades lúdicas, como jogos de orientação, peddy-papers temáticos (em busca da Saúde e à descoberta de Lamego), jogos tradicionais e de mini-golfe, condução de kart, atividades experimentais, e muito mais. Os jovens participantes serão acompanhados durante todo o programa por professores, técnicos e alunos do IPV que os ajudarão nas diversas atividades. Os monitores asseguram ainda o cumprimento das regras de saúde, higiene e segurança. O valor da taxa de inscrição inclui os cinco almoços, a viagem de autocarro a Lamego, um seguro de acidentes pessoais (que cobre todas as atividades desenvolvidas durante os cinco dias de participação, incluindo a deslocação de autocarro Viseu-LamegoViseu) e os materiais e equipamentos necessários ao desenvolvimento do programa das atividades. As vagas disponíveis encontram-se todas ocupadas. Um agradecimento aos inscritos pela preferência manifestada, não se vão arrepender, e o nosso lamento aos inúmeros candidatos que não pudemos admitir por razões de logística, aguardando por vós numa próxima oportunidade.


ESPÍRITO

AC

AD

TUNADÃO 1998 – Tuna do Instituto Politécnico de Viseu tunadao@tunadao.ipv.pt / tunadao@gmail.com

ÉM

ICO

Nos dias 2 e 3 de maio decorreu em Viseu a 10ª edição do Certame Internacional de Tunas Académicas do Dão – CITADÃO, organizado pela TUNADÃO 1998, Tuna do Instituto Politécnico de Viseu. Estiveram a concurso a Tuna Académica do IPCA – TAIPCA, a Tuna do Distrito Universitário do Porto – TDUP, a Tuna Universitas Scientarium Agrarium – TUSA, a Tuna Académica da Guarda – Copituna d’Oppidana e a Tuna Templária do IPT. Mas foi a TAIPCA que se consagrou como vencedora do 10º CITADÃO. O evento começou com a receção das tunas académicas vindas de vários pontos do país como Barcelos, Porto, Açores, Guarda e Tomar. No dia 2, pelas 22 horas, as tunas entraram pela primeira vez em palco na Aula Magna do IPV, com a noite de serenatas, após a atuação do Real Tunel Académico, tuna convidada pela TUNADÃO 1998. A tarde do dia 3 foi dedicada ao “Pasacalles”, no qual as tunas percorreram e animaram as ruas de Viseu, começando no Rossio e com destino à Sé. A noite do mesmo dia contou com a participação da Infantuna que abriu o festival. Tanto a noite de serenatas como a noite do festival fez a Aula Magna do IPV transbordar de gente para assistir a um grande espetáculo de tunas, que está indubitavelmente numa trajetória ascendente a nível qualitativo, alargando horizontes e destacando-se dos festivais de tunas no nosso país. No final das atuações, foram entregues os prémios, uns deliberados pelo júri e outros pela organização. O júri era constituído por entidades com experiência no mundo da música, teatro, cinema e televisão. Carlos Clara

10º CITADÃO

27


Gomes, diretor artístico da tuna organizadora do festival, foi o presidente do júri. O júri deliberou: Melhor Tuna: TAIPCA – Tuna Académica do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave. 2ª Melhor Tuna: TDUP – Tuna do Distrito Universitário do Porto. Melhor Original: TAIPCA. Melhor Instrumental: TAIPCA. Melhor Solista: TDUP. Melhor Pandeireta: Copituna d’Oppidana – Tuna Académica da Guarda. Melhor Estandarte: TDUP. Melhor Serenata: Copituna d’Oppidana. Prémios atribuídos pela organização: Tuna+Tuna: TUSA – Tuna Universitas Scientarium Agrariarum. Melhor Passacalles: TUSA No “QR code” encontram links do facebook da nossa tuna, de uma reportagem e de um vídeo do CITADÃO.

28


Números Anteriores

comunicação IPV

andamos por aí . . .

www.ipv.pt

Polistécnica - Informação IPV maio | 2014 Proprietário e Editor Instituto Politécnico de Viseu Av. José Maria Vale de Andrade Campus Politécnico 3504-510 Viseu email ipv@pres.ipv.pt Tel. 232480700 Fax. 232480750/232480780 Diretor Fernando Sebastião Coordenação Maria de Jesus Fonseca, Joaquim Amaral Corpo Redatorial Joaquim Amaral, Ester Araújo Conceção Gráfica Paulo Medeiros Fotografia João Ferreira, Joel Marques, Arquivo IPV, Colaboradores Edição on-line João Rodrigues ISSN 1647-6638

A Coordenação de Polistécnica agradece o envio de informação sobre atividades realizadas, eventos a ocorrer, ou outra julgada relevante, bem como comentários e/ou sugestões que visem uma melhor informação institucional. Os conteúdos devem ser enviados para:

polistecnica@ipv.pt

Polistécnica nº25  

Boletim Informativo do Instituto Politécnico de Viseu