Page 1

A cor da pele não importa, Negra, amarela, morena A tez faz parte da cena, Mas no fundo somos iguais (André de Oliveira)    Julho/2012  

Q ue r id o s ir m ão s , Graças ao bom Deus estamos bem e nossos familiares também. Minha mãe que fará cirurgia de catarata e tenho orado para que saia tudo da melhor forma. Tivemos alguns  problemas  com  o  filho  do  André.  Há  muitos  anos  ele  vem  apresentando   muita  irresponsabilidade.  No  final  do  mês  de  abril  André  chegou  ao  limite,  obrigando  que  ele   pedisse  para  o  Caleb  morar  perto  da  prima,  que  é  empresária  dele.  Caleb,  que  está  com  25  anos,   formou   uma   dupla   sertaneja   com   um   amigo,   Samuel,   os   dois   foram   criados   nos   caminhos   do   Senhor   e   estão   desviados   do   Evangelho.   A   prima   tem   sido   muito   atenciosa   com   ele   e   lidera   com   pulso   firme,   pois   está   investindo   muito  dinheiro  nesta  dupla.  Não  foi  isso  que   André   planejou   para   o   filho.   André   passou   dias  de  profunda  tristeza  e  buscou  o  Senhor   intensamente.   Como   o   Nosso   Senhor   Jesus   responde   o   oculto,   Ele   deu   uma   Palavra   muito   abençoadora.   Tem   sido   assim,   Deus   tem   usado   pessoas   que   mal   conhecem   a   situação   e   ministram   palavras   de   encorajamento,   ou   seja,   Deus   está   no   controle   e   no   devido   tempo  Caleb  se  reconciliará  com  o  Senhor.     Igreja  Batista  em  Teófilo  Otoni    

De março à julho viajamos para 10 cidades diferentes. Foi muito bom, mas também gastamos muita energia. Por várias vezes fiquei debilitada e passava mal com alguns alimentos. Este vai e vem me levou a tomar vitaminas para   reforçar   a   imunidade.           Nessas   viagens   pregamos,   evangelizamos,   lecionamos,   cantamos   (eu   também   queridos...),   André  e  Miriam  com  Luan,  no  acampamento  de   visitamos,   ministramos   vida   e   formamos   mais   jovens  da  Igreja  Presbiteriana  de  Ouro  Branco.   amigos  que  se  tornaram  companheiros  de  oração  e   labuta   na   seara.     De   igual   modo,   fomos   grandemente   abençoados   pela   generosidade   dos    


pastores, de  seus  familiares,  de  irmãos  e  dos  amigos  eternos.     Recebemos  respostas  maravilhosas  com  o  livro  Atração  Fatal:  o  espiritismo   kardecista  à  luz  das  Escrituras.  Pessoas  que  se  decidiram  por  Cristo,  outras  que  firmaram     mais  a  fé  no  Senhor,  outras  sendo  esclarecidas  para  melhor  proclamar  a  salvação  em  Jesus.  É   um  desafio  muito  grande  irmãos  falar  sobre  o  kardecismo,  pois  ele  é  altamente  atrativo,    mas   não  é  O  Caminho.  Não  é  fácil  tentar  rebater,  mas  precisamos  ser  contundentes  com  nossa   pregação  e  firmeza  da  fé.     Algumas   igrejas   que   fomos   convidados   para   pregar   e   ensinar,   espíritas   kardecistas   estiveram   presentes,   foi   ótimo!   Não   saíram   dali   convertidos,   mas   profundamente   inquietos.   Sabemos  que  é  um  processo  e  vamos  fazendo  a  obra.       Em   nossas   reuniões   do   Desafio   de   Minas,   temos   apresentado   as   mais   diversas   lacunas   em   que   falta   uma   presença   de   liderança   evangélica   consistente,   apoio   às   pequenas   igrejas   e   evangelização  dos  mais  variados  grupos.  Na  última  reunião  foram  apresentadas  necessidades   do   quilombola   Estiva,   pertence   ao   distrito   de   Amparo   do   Serra,   na   cidade   Ponte   Nova,   Zona  da  Mata  mineira.  Fiquei  responsável  por  contactar  com  irmãos  que  possam  dar  apoio  ao   pequeno  grupo  de  cristãos  nesta  comunidade.  Já  recebi  respostas  positivas  de  algumas  pessoas   que   se   interessam   pelo   cuidado   desta   comunidade.   O   líder   atual   tem   quase   80   anos   e   não   há   quem  assuma  o  seu  lugar.  Alguns  anos  atrás  uma  igreja  iniciou  o  trabalho,  mas  acabou  parando   por  falta  de  líderes  que  pudessem  estar  ali.         Queridos   não   tem   como   compararmos   comunidades   quilombolas   com   os   centros   urbanos,   ou   até   mesmo   favelas.   É   uma   situação   muito   peculiar   que   envolve   história,   revoltas   escravas   e   cultura.   Apesar   de   estarem   libertos   há   124   anos,   a   atmosfera   histórica   é   muito   presente,   pois   foram   anos   de   preconceito   e   isolamento.   Não   podemos   simplesmente   culpar   governos,   o   preconceito   racial   reside   em   muitos.   Imagine   há   50   anos   atrás   estes   negros   conseguirem   espaço   na   sociedade?   Graças   a   Deus   pelo   Evangelho   que   não   faz   acepção   de   pessoas   e   torna   livres   gregos   e   judeus,   homens   e   mulheres.   A   frase   da   música   Plenitude   da   Semelhança  do  André  que  está  no  cabeçalho,  tem  tudo  a  ver  com  nossa  realidade  multiétnica.       Estivemos   no   CEM   agora   em   julho   para   o   Curso   de   Formadores   de   Consciência   Missionária.   Como   sempre   é   muito   bom   rever   os   irmãos   queridos   que   fazem   parte   desta   casa   de   profetas.   Como   diz   o   André:   “seu   amor   pelo   CEM   é   metafísico”.   Ainda   tem   a   graça   divina   de   ter   casado   lá   e   dia   23   agora   faremos   um   ano   de   casados.  Oba,  Bodas  de  Papel!!!                                           Aproveitamos   para   visitar   a   comunidade   Buieié   e   levar   material   doado   pela   Igreja   Presbiteriana   do   Grajaú   para   escola   bíblica.  Doei  também  algumas  peças  de  cozinha  e   roupas.   Sempre   fico   muito   emocionada   de   estar   ali,   pois   sinto   muita   misericórdia   e   a   História  


pura, mas   é   claro   com   modificações   culturais   do   tempo.   A   igreja   está   em   reforma,   a   única   evangélica.   Quando   cheguei   não   reconheci   o   lugar   e   fiquei   procurando   por   alguns   minutos:   “Onde   está   a   igreja?   André,   tenho   certeza   que   é   aqui.  O  que  aconteceu?”  Depois  percebi  que  parte   da  parede  da  frente  foi  demolida  para  dar  lugar  a   um    novo       templo.   O   problema   da   escola   dominical   será   resolvido,   pois   funcionava   no   lado   de   fora   da   igreja,  se  chovesse...  não  dava  para  colocar  todos   no   templo,   onde   ficavam   3   classes   infantis.   O   irmão   Alair,   responsável   pela   congregação,   está   em   grande   alegria   de   ver   a   pequena   igreja   passar   por   esta   mudança.   Se   você   desejar   contribuir  com  alguma  oferta  para  construção  do  templo,  me  passe  um  e-­‐mail  ou  sms  e   indico  a  conta  que  poderá  fazer  esta  oferta.  Telefone  para  sms  (31)  8215-­‐7545.     Na   outra   página   frente   da   igreja   em   Buieié   anteriormente,  e  como  está  hoje,  em  obras.  

Com tantas   viagens   nossas   crianças   da   vizinhança   sentiram   muita   falta   dos   estudos.   Como   estamos   em   época   de   férias   escolares,   estou   programando   de   levá-­‐las   à   EBF.   Para   continuarmos  as  aulas  aqui,  preciso  de  uma  ajudante.  O  importante  é  melhorar  a  ter  que  fazer   de  qualquer  maneira.         A   filha   do   André,   Tatiana,   teve   seu   segundo   filho,   Daniel.   Nasceu   dia   07   de   junho.   A   alegria   do   André   é   imensa,   esperamos   em   breve   vê-­‐lo.   Ela   e   seu   esposo   Marcos   e   o   primeiro   filho   residem   em   Chicago,   EUA.   A   distância   aumenta   a   saudade,   então   esperamos   que   não   demore  muito  para  nos  vermos.       Continuamos na seara, sabendo que Deus pode e levantará mais obreiros.  

Pr.André de Oliveira e Miriam Zanutti

 

Relatório Julho  

Relatório da missionária Miriam Zanutti

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you