Issuu on Google+

Motivos de oração  Conselho e junta diaconal;  Cobertura do edifício da igreja;  Rev. Raimundo e família, em preparação para o campo missionário;  Saúde: Rev. José Roberto, Presb. Lincoln, Ivonete, Rev. Haveraldo Jr;

Uma igreja plantada para de Cristo Igreja Presbiteriana do Brasiltestemunhar em Praia do Canto

18 ANOS Rua Aleixo Neto, 17 – Santa Lúcia Vitória – ES – 29.056-100 Tel: (27) 3235-2370

Mais um ano de vida nesta semana Não há aniversariantes nesta semana.

Pastor Milton C. J. Junior

      

Reverência Ao vir para a igreja: Chegue alguns minutos antes do horário; Desligue o celular; Ore preparando-se para o culto; Não converse durante o culto; Evite sair durante o culto; Evite entrar durante a leitura da Bíblia; Observe sempre a ordem e a decência.

Rua Aleixo Neto, 17 – Santa Lúcia Organizada em 25 de setembro de 1994 Vitória – ES – CEP: 29.056-100 Tel: (27) 3235-2370 Pastor: Milton C. J. Junior Organizada em 25/09/1994

miltonjunior@ipb.org.br www.mentecativa.blogspot.com Presbíteros

José Paulo R. Campos Filho Lincoln de Paula Paulo César B. Rédua Diáconos Pedro de Oliveira Timóteo de Melo Cursino Visite nosso site: www.ipbpc.com.br Contate-nos: ipbpraiadocanto@yahoo.com.br

Programe-se Horários Domingo 8:30 e 18:45 – Reunião de oração 9:00 – Escola dominical 19:00 – Culto público Quarta-feira 19:30 – Reunião de oração 20:00 – Estudo bíblico

Nº 856

Nº 796

Boletim Dominical

Vitória, 17 de julho de 2011

Vitória, 16 de Setembro de 2012

Ano XVII

Ano XVIII

Pregue o evangelho e sempre use palavras “Pregue o evangelho, se necessário, use palavras”. Há muito tempo ouço essa frase, ora atribuída a Agostinho, ora atribuída a Aquino (vai ver não é de nenhum dos dois), sendo usada como padrão para o testemunho cristão. Geralmente os que citam a frase a usam para afirmar que a melhor e mais eficaz pregação do evangelho é a que é feita com a vida. Há uma variante desse mesmo pensamento, que circula nas redes sociais, que diz mais ou menos o seguinte: “sua vida pode ser a única Bíblia que um incrédulo lerá”. Confesso que a frase não cai bem aos meus ouvidos e vou explicar o porquê. É bem verdade que as Escrituras falam sobre a obrigação de o cristão viver o evangelho. Jesus afirmou que aquele que ouve suas palavras e não as pratica é como um homem que constrói a sua casa sobre a areia (Mt 7.26), e ordenou também a seus discípulos que vivessem o evangelho a fim de que os homens, ao verem suas boas obras, glorificassem ao Pai (Mt 5.16). Tiago, seu irmão, exortou seus leitores a não somente ouvirem a Palavra, mas praticarem-na a fim de não se enganar (Tg 1.22) e Paulo, não poucas vezes, falou acerca do testemunho cristão (2Co 8.21; Gl 2.14; Fp 1.27; Cl 1.10; 1Ts 2.12; 1Tm 4.12; Tt 2.7). Diante de todas essas citações, parece que faz mesmo sentido pensar como a frase citada; porém, uma leitura mais cuidadosa vai demonstrar que em nenhum desses textos há a ordem de pregar com a vida e, caso seja necessário, que se usem palavras. O que os textos ensinam é que aqueles que professam fé no Redentor devem viver coerentemente em conformidade com suas ordenanças. A questão fica mais clara quando entendemos que Deus se revela de forma proposicional, isto é, por meio de afirmações (ou proposições) registradas nas Escrituras e que, de fato, devem ser vividas no dia a dia. Por isso a Palavra deve ser proclamada e não somente vivida. Ao comissionar os discípulos, Jesus não mandou simplesmente que eles vivessem o evangelho, mas que o pregassem a toda a criatura (Mc 16.14). De igual forma o apóstolo Paulo escreveu aos Romanos: “Como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão se não há quem pregue? [...] E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de


Cristo” (Rm 10.14,17). Aqueles que nunca pararam para pensar neste assunto acabam ignorando que o conceito de somente “pregar com a vida” sutilmente se opõe às ordens claras e diretas da Escritura sobre a proclamação do Evangelho. Há algo ainda pior, aqueles que assentem a essa ideia podem estar se autoenganando e fazendo disso uma “boa” desculpa para “justificar” a sua desobediência à ordem de estarmos preparados para arrazoar a respeito da esperança que há em nós (cf. 1Pe 3.15) ou ao fato de não querer se passar por “chato”, “bitolado”, etc. Há ainda outras questões sérias sobre o “testemunhar somente com a vida”. Vejamos: 1. Dependência do “interesse” do pecador para a proclamação – Alguns que advogam esta ideia dizem que o “viver o evangelho” é apenas o início, é para despertar nas pessoas o interesse em saber o porquê de viver daquela forma. O problema aqui é óbvio, pois condiciona a pregação ao interesse do pecador. Não podemos restringir a pregação somente àqueles que demonstram algum interesse, mas exortar todos os homens a se reconciliar com Deus (2Co 5.20). 2. Atitudes, em si mesmas, não honram a Deus – A falácia de que somente o modo de vida é bastante para testemunhar o evangelho é facilmente refutada. Basta perceber que existem muitas pessoas honestas, respeitáveis, saudáveis, etc., mas que não conhecem a Cristo, ou seja, ao viver de modo correto não estão testemunhando nada, ou em última instância, estão testemunhando a si mesmos. Por melhores que sejam as ações, se não tiverem a Cristo como Mediador e a glória de Deus como alvo, são pecaminosas em si e esta é a razão de o Senhor aceitar a boa obra de um cristão e rejeitar a mesma “boa obra” de um não cristão. Não é uma questão simplesmente da ação em si, mas da motivação para a sua efetuação. Isso nos leva a mais uma questão. 3. O responsável pelo “testemunho de vida” deve ser exaltado – Se nossas boas obras só são consideradas como tal por causa de Cristo, ele e somente ele deve ser exaltado. Quando um cristão deixa de falar sobre aquele que efetua em nós o querer e o realizar conforme sua boa vontade, em vez de glorificar a Cristo chama atenção para si mesmo, pois, se não há uma razão ou alguém que o faz ser como é, o mérito é mesmo todo dele. Logo, o que está sendo pregado não é o evangelho, mas “boas maneiras” que, como já foi dito, em si mesmas não exaltam a Cristo. Para terminar... A verdade de que você deve viver o evangelho é bendita e, com o auxílio do Espírito, você deve mesmo se esforçar para viver de modo digno do evangelho de Cristo (Fp 1.27). Contudo, não cesse também de falar do livro da lei (Js 1.8). Como ordenado a Josué, procure também meditar nele dia e noite e ter o cuidado de fazer tudo quanto nele está escrito. Agindo assim você horará ao Senhor com seu viver e o exaltará pregando o evangelho a tempo e fora de tempo.

Avisos e informações Orando pelas famílias Esta semana vamos todos orar em favor da família do nosso irmão Péricles. Reunião de oração no lar A próxima será no dia 28/09, sexta-feira. Programe-se para estar presente e ofereça seu lar para as reuniões. Aproveite esses momentos para buscar a Deus em oração e desfrutar da comunhão com os irmãos. Visitas e gabinete O pastor está à disposição para visitas e para aconselhamento no gabinete pastoral. Se você deseja uma visita, marque o horário com o pastor, que atenderá prontamente e com muita alegria. Estudo bíblico Todas as quartas-feiras nos reunimos para estudar a Palavra do Senhor. É um momento importante de aprendizado e edificação. Participe dos estudos e convide visitantes para estarem conosco. Grupo de casais O próximo encontro do grupo de casais será no dia 6 de outubro, sábado, às 19h30min. Pedimos a todos os casais que se programem para esta data. UPH O próximo encontro do curso de capacitação de líderes será no dia 20 de setembro (quinta-feira) às 20 horas. Pedimos a todos os sócios da UPH que agendem essa data e aos irmãos que orem por essa programação. Classe de catecúmenos Se você tem interesse em se tornar membro da IPBPC ou, se é batizado e quer professar a fé, permaneça após a Escola Dominical para uma rápida reunião. Missões Ajude o nosso departamento de missões a colaborar com o trabalho missionário. Pegue com o Diác. Timóteo o seu envelope e contribua mensalmente. 18 anos da IPBPC Este mês comemoraremos os 18 anos de organização da nossa igreja. São 18 anos de bênçãos e serviço ao Senhor, mesmo em meio a dificuldades e provações. Para o aniversário da igreja foi convidado o Rev. Alan Kleber, da IP de Aracaju. Desde já agende-se e comece a convidar visitantes para ouvirem a exposição da Palavra do Senhor. Visitante É uma grande alegria tê-lo entre nós! A nossa oração é para que Deus abençoe o seu lar e a sua vida. Esperamos que retorne outras vezes para adorarmos juntos ao Rei que é digno de louvor.

Escalas Diáconos Esta semana: Data

Dia

Trab ED Dom C Qua EB

16/09 19/09

Diácono Pedro Timóteo Pedro

Próxima semana: Data

Dia

Trab ED Dom C Qua EB

23/09 26/09

Diácono Timóteo Pedro Timóteo

Púlpito Liturgia Sermão

Hoje – 16/09 Rev. Milton Jr. Rev. Milton Jr.

Próximo domingo – 23/09 Liturgia Conselho Sermão Rev. Alan Kleber

Reunião de oração Data 19/09 23/09 26/09 30/09

Dia Qua Dom Qua Dom

Responsável Diác. Pedro Rev. Milton Jr. Rev. Milton Jr. Rojane

Não perca!!!


B 856 -16-09-12