Page 1

Boletim informativo do Instituto Politécnico de Portalegre N.º 110 | Ano 17 | 3/2017

Diplomados do IPPortalegre premiados no Festival MONSTRA

A

curta-metragem de cinema de animação “Lugar em Parte Nenhuma”, realizada pelos ex-alunos do IPPortalegre Bárbara Oliveira e João Rodrigues, foi duplamente premiada na mais recente edição do Festival MONSTRA. “Lugar em Parte Nenhuma” ganhou os prémios de Melhor Curta de Estudantes Portuguesa e ainda o prémio idêntico atribuído pelo “Júri Júnior”. Iniciada como Projeto Final da licenciatura em Design e Animação e Multimédia, esta curta-metragem seria concluída já depois da licenciatura terminada. O Instituto do Cinema e do Audiovisual

reconheceu no trabalho da Bárbara e do João as qualidades necessárias para o financiar com o apoio destinado à Finalização de Obras Cinematográficas. “Lugar em Parte Nenhuma” é uma história de exílio construída em forma de documentário. É uma narrativa comovente, cheia de sensibilidade, humanidade e coragem. O Instituto Politécnico de Portalegre, coprodutor da obra, juntamente com o ICA e a Filmes da Praça, felicita os autores pelo primeiro grande êxito de uma carreira que desejamos longa e cheia de felicidades.

D.R.

Louvor e homenagens ao Prof. Joaquim Mourato pelo trabalho desenvolvido no CCISP

O

Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos agraciou o Prof. Joaquim Mourato com um louvor público, a 17 de janeiro. “(…) durante toda a sua atividade

enquanto presidente deste Conselho, demonstrou um elevado empenho e dedicação à causa do Ensino Superior Politécnico, tendo desenvolvido um trabalho de excelência em termos de afirmação dos Politécnicos e Escolas Superiores não integradas, numa perspetiva de elevação do prestígio deste subsistema de ensino e de reconhecimento da qualidade das suas instituições pelos pares que cooperam com o CCISP, no âmbito do desenvolvimento das regiões e do País”, lê-se no louvor. A par desta manifestação de reconhecimento, o presidente do IP Portalegre foi homenageado pelo IP Setúbal, a 7 de outubro (no âmbito das comemorações do Dia deste Politécnico) e pela Escola Superior Náutica Infante D. Henrique, a 8 de março. O presidente do IP Portalegre presidiu ao órgão de representação conjunta dos estabelecimentos públicos de ensino superior politécnico, durante dois mandatos.


2

PORTAL N.º 110 | 3/2017

OPINIÃO

Comissão de Ética do IPP

A

Comissão de Ética do IPP, também designada por CEIPP, foi constituída a 20 de maio de 2014, por Despacho do Sr. Presidente do IPP. É um órgão colegial, consultivo, multidisciplinar e independente que se rege por regulamento próprio. A sua missão é zelar pela observância e promoção de padrões de integridade, honestidade e conduta ética nas atividades do IPP. Tem como competências: analisar questões éticas e emitir pareceres no âmbito das atuações e relações, internas e externas do IPP, bem como a conduta da comunidade académica, relativamente ao ensino, à investigação, à gestão, ou atividades de extensão sem fazer apreciações jurídicas ou disciplinares; analisar questões éticas e emitir pareceres sobre protocolos ou projetos de investigação científica, de forma a garantir a dignidade e integridade humana e proteção animal; promover o respeito pelos valores sustentados no Código de Ética do IPP, nos Códigos Deontológicos Profissionais e nas Declarações e Diretrizes Internacionais sobre ética e bioética; fomentar a formação e conduta ética no IPP.

A CEIPP é constituída por nove elementos: Ana Paula Enes de Oliveira, Alexandre Martins, Isabel Ferreira, Isabel Mourato, Lina Costa, Rui Pulido Valente, (docentes), João Paulo Albuquerque, Padre Marcelino Dias (Convidados Externos) e Jaime Leitão (Presidente da Associação Académica do IPP) e reúne de dois em dois meses. Das atividades que têm sido desenvolvidas, destacamos: – Realização das I e II Jornadas de Ética, em parceria com a Comissão de Ética da ULSNA; participação no Seminário Outono-Inverno da RedÉtica em Lisboa e no Seminário de Investigação e Bioética – Alentejo 2015 em Évora. – Realização do I e II Ciclo de Conferências sobre Ética no IPP – Emissão de pareceres para projetos de investigação. – Integração no Grupo de Trabalho das Comissões de Ética do Alentejo onde são definidas em conjunto as estratégias das CE e CES do Alentejo. – Reformulação do Código de Ética, que se considera um instrumento fundamental para a concretização da missão e valores do IPP; a declaração ética formal e a referência orientadora das ações para todas as partes integrantes desta Instituição, esclarecendo as responsabilidades de cada interveniente; um contributo para a sustentabilidade e fortalecimento da sua imagem e do seu compromisso ético. A credibilidade e boa reputação podem ser construídas por todos e cada um de nós, através das ações mais quotidianas no seio da Instituição. É neste sentido que o empenho na reflexão e na observância do Código de Ética e dos valores do IPP serão certamente um pilar fundamental do aprofundamento e compromisso ético desta Instituição. Neste desígnio, contamos com cada um de vós. Pela Comissão de Ética

Ana Paula Enes de Oliveira

IPP em Feiras de Educação no Brasil e Chile

O

Instituto Politécnico de Portalegre, através do docente da ESS, António Casa Nova, integrou uma delegação do CCISP, que esteve presente na Expo-Estudiante, Santiago do Chile, com o objetivo de divulgar a oferta formativa do ensino superior politécnico de Portugal, captando estudantes internacionais para os seus cursos. O quadro da participação de instituições de ensino superior politécnico (ESP) em diversas feiras de educação e recrutamento de estudantes por todo o mundo, o IPP esteve representado no Salão do Estudante de São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Esta participação ocorreu em paralelo à presença de outras instituições do ESP, no âmbito do projeto

dinamizado pelo CCISP, que já havia levado representantes nossos à Malásia e Chile. A representar o IPP esteve a Professora Maria José Varadinov, membro da equipa de relações externas e cooperação.


PORTAL N.º 110 | 3/2017

Bolsas por mérito entregues

3

2ª Edição do Showcasing de Boas Práticas do INA integra projeto do IPP

“O O

Instituto Politécnico de Portalegre realizou a cerimónia pública de entrega das bolsas de estudo por mérito, do ano letivo 2012/2013, na tarde de 13 de fevereiro, antecedendo uma reunião do Conselho Académico, na sala de atos dos Serviços Centrais. Pelas classificações obtidas foram distinguidos os alunos: Cláudia Paixão (Serviço Social); Joana Santos (Design de Comunicação); Magda Madeira (Design de Comunicação); André Torres (Design de Comunicação) e Ricardo Seco (Agronomia). Com a entrega das bolsas de estudo por mérito procura-se reconhecer o trabalho dos estudantes que tenham tido um aproveitamento escolar excecional. Cada bolsa corresponde a cinco vezes o valor do salário mínimo nacional e a sua atribuição é feita com base nos critérios fixados pelo Ministério da tutela.

impacto social da formação profissional promovida pelo Núcleo de Formação Contínua junto dos seus stakeholders” é o título da proposta de boa prática apresentada pelo Instituto Politécnico de Portalegre à 2ª Edição do Showcasing de Boas Práticas do INA, que consta agora no catálogo de candidaturas submetidas pelos serviços e organismos participantes. O IPP selecionou o projeto proposto a esta iniciativa de âmbito nacional, de entre as candidaturas à última edição do Prémio de Boas Práticas no Instituto Politécnico de Portalegre. O projeto foi submetido pelo Núcleo de Formação Contínua (Amélia Canhoto, Paula Ricardo, José Manuel Rato Nunes e Luís Loures). O Núcleo de Formação Contínua é uma unidade funcional do Instituto Politécnico, que “visa promover cursos e ações de formação que possam enriquecer os conhecimentos adquiridos pelos alunos e simultaneamente de profissionais externos à instituição, apostando na sua capacidade formativa, desenvolvimento pessoal e profissional” (in estatutos do IPP). O compêndio de candidaturas está disponível desde o dia 15 de março, data em que se realizou a sessão de apresentação dos resultados da iniciativa. As boas práticas serão igualmente divulgadas, ao longo do ano, num roadshow.

Acolhimento e acompanhamento de estudantes estrangeiros

O

IPP recebe este ano cerca de 20 estudantes estrangeiros ao abrigo da mobilidade Erasmus+ e de outros programas de mobilidade para a frequência de períodos de estudos ou estágio nas diversas Escolas. Vêm de países como a Alemanha, Bulgária, Espanha, Hungria, Lituânia, Polónia, República Checa, Roménia, Suécia, Turquia, ou Macau. Os estudantes que chegaram para o segundo semestre letivo foram acolhidos formalmente em sessão de boas-vindas organizada pelo Gabinete de Relações Externas e Cooperação (REC). Esta sessão, que decorreu nos Serviços Centrais, incluiu visitas pela cidade, almoço na cantina central, e passeios a Marvão e Elvas. Para além desta sessão, os estudantes estrangeiros têm estado a ser acompanhados regularmente por um membro do REC, que com eles tem organizado várias visitas culturais e de lazer, além de frequentarem, a título gratuito, um curso de Português para estrangeiros. Estes estudantes têm passado regularmente pelos programas “Praça da República” e “Espaço Politécnico”, emitidos pela Rádio Portalegre e dinamizados por um membro do REC, onde partilham a sua experiência

de mobilidade e as suas impressões sobre o IPP, a cidade e a região. Entre estes estudantes em mobilidade e os de nacionalidade estrangeira que frequentam o curso completo, o IPP conta, em 2016-17, com cerca de 40, número que deverá duplicar em 2017-18.


PORTAL N.º 110 | 3/2017

4

The Challenges of Nursing Care Rationing

Higiene Oral acreditada por seis anos

O

Conselho de Administração da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), em reunião de 21 de fevereiro de 2017, decidiu acreditar o ciclo de estudos por seis anos, contados a partir da data da acreditação condicional referida.

Simulacro de Incêndio

A N

o cumprimento do Plano de Emergência Interno, foi realizado um simulacro de incêndio nas instalações da ESS-IPP, com a colaboração dos Bombeiros Voluntários de Portalegre, Proteção Civil Municipal e estudantes do CTeSP em Proteção Civil e Socorro.

Ciências e Tecnologia da Saúde com nova coordenação

E

m reunião de Departamento de Ciências e Tecnologia da Saúde da ESS/IPP, foi eleita para Coordenadora do Departamento a Prof.ª Ana Paula Enes de Oliveira, que sucede, assim, à Prof.ª Graça Gama Carvalho.

Comunicação Pessoal Organizações de Saúde

e

Interpessoal

em

primeira Conferência RANCARE da ação COST 15208 realizou-se em Limassol, Chipre, em 23 de Fevereiro de 2017. Participaram nesta Conferência multidisciplinar, 80 profissionais de saúde de 31 países da Europa, Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia. A Conferência foi aberta pelo Reitor do Professor da Cyprus University of Technology, Andreas Anayiotos, e pelo Diretor-Geral do Ministério da Saúde, em nome do Ministro da Saúde de Chipre, Dr. George Pamborides, com a presença de líderes de enfermeiras, educadores e profissionais de todo o mundo. O Professor Doutor Raul Cordeiro esteve presente integrando o Core Group da Ação e ainda o seu Comité de Gestão. Na Conferência que decorreu a 23 de fevereiro apresentou uma Comunicação sobre o tema: Patient safety in Portugal – reality and challenges, em coautoria com o Professor António Casa Nova. Os investigadores presentes abordaram os desafios do racionamento dos cuidados de enfermagem e o programa científico incluiu 19 apresentações categorizadas em 4 sessões, a saber: a) Conceptualização, Assuntos Organizacionais e Metodológicos b) Intervenções baseadas em evidências e sessão de concepção de intervenção c) Racionamento de cuidados de enfermagem e d) Questões educacionais de ensino de segurança do paciente. A conferência proporcionou a oportunidade para que os participantes construíssem relacionamentos e disseminassem conhecimento. Também facilitou o debate entre académicos e clínicos sobre a conceptualização do racionamento de cuidados, sobre os desafios metodológicos e sobre os resultados do racionamento do cuidado de enfermagem na segurança do paciente e na qualidade da assistência. A conferência concluiu com o anúncio das estratégias para a exploração dos diversos aspetos do fenómeno através do desenvolvimento de uma agenda de ensino e investigação conjunta. A Ação RANCARE também proporcionará aos jovens pesquisadores a oportunidade de participarem em Missões Científicas de Curta Duração e em Escolas de Formação relacionadas com questões metodológicas, organizacionais e éticas associadas ao racionamento de cuidados de enfermagem.

Campanha Ibérica de Prevenção de Acidentes de Trabalho

D

ecorreu na ESS-IPP o “Seminário Internacional – Comunicação Pessoal e Interpessoal em Organizações de Saúde”. Os cerca de 60 participantes tiveram oportunidade de ouvir palestras de diversos conferencistas vindos de Badajoz, Ceuta, Évora, Portalegre, Beja e Faro. Este evento foi uma organização dos alunos do Mestrado em Enfermagem – Gestão de Unidades de Saúde.

A

Área de Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho do Instituto Politécnico de Portalegre em parceria com a Autoridade para as Condições do Trabalho – Centro Local do Alto Alentejo (ACT), organizaram o Seminário “Campanha Ibérica de Prevenção de Acidentes de Trabalho no Auditório dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico de Portalegre. Este evento, que decorreu a 28 de março de 2017 nos Serviços Centrais do IPP, teve como objetivo, proporcionar a sensibilização das Empresas/ Instituições e seus Trabalhadores para a Prevenção de Acidentes no Local de Trabalho.


PORTAL N.º 110 | 3/2017

Direitos das pessoas em situação de sem-abrigo na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Portalegre

5

ESAE consolida posição nas Plantas Aromáticas e Medicinais

O F

oi pelas 14:30 do dia 2 de Fevereiro que Daniel Horta Nova, Pessoa em Situação de Sem Abrigo fez da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Portalegre a sua 1ª meta no alto Alentejo. Este cidadão e ativista dos direitos humanos das pessoas em situação de sem abrigo, está a fazer uma “Volta a Portugal em Bicicleta” para contacto, recolha de ideias e soluções, junto da população sem abrigo tendo em vista a elaboração de uma proposta para entregar na Assembleia da República, com os contributos e as resoluções desta população para resolver de forma eficaz os problemas vivenciados por esta comunidade. Daniel Horta Nova foi recebido no hall de entrada da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais, onde o esperavam, professores, alunos e representantes de organizações sociais como a Associação Tégua (CASA – Sem Abrigo), a EAPN e outras entidades. Até ao momento, Daniel Horta Nova já dialogou com centenas de pessoas sem abrigo, ouviu muitas histórias, passou por muitas privações e também teve momento de muita alegria, manifestação de solidariedade e afeto, como no caso de Portalegre. No seu computador de viagem, vai registando as vozes, os pensamentos e as necessidades de quem por diferentes razões está a viver na rua. O objetivo final é contribuir para a elaboração de documento estratégico que possa influenciar politicas sociais, de forma a que qualquer futura estratégia nacional para a Integração de Pessoas Sem-Abrigo, tenha em consideração as reais necessidades das pessoas e não das instituições. É um diagnóstico participativo, construído da base para o topo, que sintetiza também as soluções propostas pelas pessoas que estão em situação de sem abrigo. Daniel Horta Nova defende que a resposta aos problemas identificados exigem um melhor apoio social, que seja capaz de dar apoio emocional, afecto e apoio um material que passe pelo direito à habitação de modo potenciar o seu bem-estar, autonomização e integração social. A necessidade de uma habitação condigna, é uma das necessidades reiteradas por muitos sem abrigo e em termos internacionais, o acesso à habitação adequada é um direito humano reconhecido pela normativa internacional de direitos humanos como elemento integrante do direito a um nível de vida adequado.

docente Francisco Mondragão Rodrigues da Escola Superior Agrária de Elvas (ESAE) do Instituto Politécnico de Portalegre, participou nas Jornadas de Mobilidade Transnacional sobre plantas aromáticas e medicinais (PAM), que se realizaram de 24 a 26 de Janeiro na região da Provença (França), no âmbito do Projeto HERBARTIS financiado pelo programa ERASMUS+ e no qual participa na qualidade de formador. Integrado num grupo de 30 pessoas composto por estudantes, docentes, investigadores e produtores vindos de Itália, Espanha, França e Portugal, participou nas diversas atividades previstas no programa, definido e coordenador pela UESS – Université Européene des Santeurs e des Saveurs, situada em Forcalquier. Para além de coordenar uma das sessões temáticas de trabalho em grupo, assistiu ao seminário onde intervieram investigadores dos organismos FRANCEAGRIMER, ITEIMAI e CRIEPPAM e visitou quatro explorações agrícolas, produtoras de PAM, associadas à cooperativa de produtores “les aromates de provence”. Esta participação nas Jornadas permitiu consolidar a posição da ESAE na rede de instituições europeias com trabalho de formação e investigação aplicada nas PAM, antevendo-se a continuação da participação de docentes da ESAE em futuras iniciativas desta rede.

ESAE ajuda a comemorar o Dia da Árvore

A

convite do Jardim de Infância do Revoltilho (Agrupamento Vertical de Escolas nº 2 de Elvas), a professora Orlanda Póvoa realizou uma atividade de sensibilização relacionada com a comemoração do Dia da Árvore no dia 29 de março para cerca de 60 crianças desta escola. Contou com a colaboração de duas estagiárias ERASMUS da ESAE provenientes do Instituto de Educación Secundaria Nuestra Señora de Bótoa (Espanha).


6

PORTAL N.º 110 | 3/2017

MOOVE lança “Call for Alentejo Incubator Network”

Novos projetos chegam à BioBIP

A

A

MOOVE Alentejo Incubator Network, rede de incubadoras do Alentejo, lançou um concurso de ideias dirigido a jovens empreendedores. As candidaturas decorreram durante o mês de fevereiro. A iniciativa envolve um total de apoios que ronda os 100 mil euros. O concurso, dinamizado pelas seis entidades da região que formam a rede MOOVE, entre as quais o IPP, com a BioBIP-Bioenergy and Business Incubator of Portalegre, visa promover o surgimento de startup’s inovadoras na região Alentejo e estimulando a realização de investimentos empresariais em projetos que privilegiem a aplicação de tecnologia e conhecimento. As melhores ideias de jovens e de jovens empresas alentejanas foram premiadas com serviços de apoio à constituição das empresas, nomeadamente a instalação numa das incubadoras parceiras e com a atribuição de uma bolsa mensal de 750 euros válida para o primeiro trimestre de incubação para os jovens empreendedores que desenvolvam projetos oriundos do meio académico, tendo em vista a constituição de empresas de base tecnológica e/ou assentes em forte intensidade em conhecimento. O primeiro prémio tem um valor pecuniário de cinco mil euros, montante que terá de ser incorporado no capital social da empresa a constituir, recebendo ainda o autor da melhor ideia um ano de incubação para o projeto e uma bolsa mensal de 750 euros, durante três meses. No passado dia 22 de março decorreu na ANJE, delegação de Évora, a primeira chamada para projetos inovadores para o Alentejo. Concorreram à primeira Call for Alentejo 23 projetos. Estes projetos propuseram as suas ideias às diferentes incubadoras da rede MOOVE – Rede de Incubadoras do Alentejo, constituída pelas seguintes instituições Politécnico de Beja, ANJE, NERE, ADRAL, PCTA e BioBIP – Politécnico de Portalegre. Dos 23 projetos a concurso, 9 (cerca de 40%) indicaram a BioBIP como primeira escolha para serem acolhidas para incubação. Foram eles: 2Gther, ECOnstrução, MyAgency, Books.I, Mercado Português, GestServ, GreenFin, Trad.com e Tule. O júri do concurso, no qual o IPP esteve representado por Miguel Serafim, validou os projetos, os quais poderão beneficiar de incubação gratuita em cowork durante um ano, recebendo os 5 primeiros classificados uma bolsa de 750 euros por mês durante 3 meses, como incentivo ao desenvolvimento dos seus projetos. Está previsto para o próximo mês de setembro a segunda edição da CALL for Alentejo, onde se admitirá o acolhimento de novos projetos de base tecnológica nas incubadoras da rede.

Cocktail – Marketing, Design e Comunicação, a MyAgency e a ECOntrução são os mais recentes projetos incubados na BioBIP. A Cocktail – Marketing, Design e Comunicação desenvolve e presta serviços de marketing, comunicação e design, com especial enfoque na vertente online, sobretudo criação e dinamização de plataformas online (redes sociais, sites, blogues, entre outros). A Cocktail – Marketing, Comunicação e Design é uma marca nova, aplicando um novo conceito de abordagem ao mercado. A MyAgency atua no domínio da comunicação estratégica e consultoria. Pretende desenvolver uma plataforma online de assessoria de comunicação para startups, profissionais liberais, PME’s e organismos públicos. Nesta plataforma pretende-se disponibilizar pacotes de serviços de comunicação, tais como: press release, clipping, produção de conteúdos para vários suportes de comunicação institucionais para circuito interno e externo, webinars, entre outros. O projeto ECOnstrução pretende desenvolver produtos para construção ecológica, recorrendo à matéria-prima endógena disponível na região onde desenvolve a sua atividade – o Alto Alentejo. Pretende-se desenvolver um produto para o isolamento térmico de edifícios recorrendo à lã de ovelha disponível na região e recuperando uma memória coletiva dos lanifícios em Portalegre, dando um novo sentido a este subproduto da atividade pecuária. O objetivo é conseguir criar um produto sustentável para, numa primeira fase, aplicar na construção local, fazendo a ponte necessária com os agentes da construção da região e, posteriormente, fazer chegar o produto a outros mercados nacionais e internacionais.

Plataforma PIN

N

o âmbito de uma candidatura ao Compete 2020, o Politécnico de Portalegre, em conjunto com toda a rede Poliempreende, passará a dispor de uma plataforma online de apoio ao empreendedorismo. A plataforma PIN PoliEntrepreneurship Innovation Network vai permitir que todos os promotores possam concorrer ao concurso regional do Poliempreende e, por sua vez, ao concurso nacional, através de uma plataforma online. Em paralelo, a plataforma disporá de um conjunto de módulos para suporte a formação na área do empreendedorismo. Um grupo composto por técnicos e docentes do IPP teve um primeiro contacto, frequentando uma ação de formação, com a plataforma que estará disponível a toda a comunidade académica.

Concurso de ideias de negócios de Marvão

N

uma iniciativa da Câmara Municipal de Marvão, realizada com apoio de diversos parceiros, entre os quais o IPP, realizou-se o do 3º Concurso Municipal de Ideias de Negócio de Marvão. Felícia Amador, com o projeto “Vai uma Açorda?”, foi a vencedora. De entre os vários projetos a concurso, registou-se uma participação significativa de

alunos e diplomados do IPP, tendo a equipa integrada por Márcio Costa alcançado o 3.º lugar, com o projeto “Mirtilo Marvão, da Horta do Avô”. No âmbito do apoio à realização do concurso, o IPP concede aos três primeiros classificados, a título de prémio, 12, 6 e 3 meses (respetivamente) de incubação virtual gratuita na BioBIP.


PORTAL N.º 110 | 3/2017

7

BioBIP acolhe: Dia Aberto às Empresas

N

uma iniciativa levada a cabo pela Fórum Estudante, com o objetivo principal de aproximar os jovens do ensino secundário, profissional e do ensino superior da realidade das empresas, instituições públicas e privadas sem fins lucrativos, a BioBIP – Bioenergy and Business Incubator in Portalegre recebeu, no passado dia 13 de fevereiro, cerca de 80 alunos do ensino secundário. Durante todo o dia, alunos e docentes da Escola Secundário Mouzinho da Silveira tiveram a oportunidade de contactar com as empresas incubadas na BioBIP, bem como a investigação que está a ser desenvolvida, particularmente, na BioBIP_Energia.

IAPMEI visita empresas incubadas na BioBIP

O

IAPMEI visitou a incubadora de ideias de negócio do Politécnico de Portalegre. A Agência para a Competitividade e Inovação conheceu de perto a realidade das empresas e projetos incubados e apresentou as possibilidades de apoio que disponibilizam. Etelvina Nabais, recentemente empossada Chefe de Departamento do Centro de Apoio Empresarial do Sul da Direção de Proximidade Regional e Licenciamento do IAPMEI, e José Reis Malta, responsável

NFC realiza formação na área da Enfermagem Veterinária

dos serviços da extensão de Évora daquela Agência, realizaram uma reunião de trabalho com a Direção da BioBIP, seguida de uma visita a algumas das empresas e projetos em incubação. Da reunião e dos contactos estabelecidos ficaram desde já identificadas algumas das linhas de colaboração a desenvolver proximamente entre ambas as entidades.

Visita dos Alunos da Escola Secundária de Anadia

C

omo tem acontecido nos últimos anos, a Escola Secundária da Anadia, visitou o IPP, tendo neste ano como novidade a inclusão da BioBIP no seu itinerário. Os alunos puderam relacionar-se com o mundo empresarial, com especial destaque em empresas da sua área de formação, tecnologias de informação e multimédia. Foram vários os exemplos de produtos e de serviços que estes alunos contactaram, salientando-se a BioBIP Energia, onde puderam perceber que existem materiais que após a sua vida útil ainda podem ser utilizados, neste caso para produzir energia elétrica e térmica.

Dia do Pi

D

e 31 de março a 1 de abril, o Núcleo de Formação Contínua do Instituto Politécnico de Portalegre promoveu o III Curso teórico-prático de Enfermagem Veterinária na área da Medicina de Emergência. Esta formação foi ministrada pela Dra. Ângela Martins do Hospital Veterinário da Arrábida e juntou vários profissionais e estudantes do setor, alguns provenientes da Escola Superior Agrária de Elvas, outros, de outras instituições de ensino superior e de clínicas e hospitais de vários pontos do país. No final deste curso, certificado pela Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho, os formandos ficaram aptos a realizar triagem em unidades de emergência e técnicas de reanimação e monitorização do paciente em estado crítico.

N

o dia 14 de Março de 2017, comemorou-se o dia do Pi. Neste sentido quisemos aproveitar esta data para realizar um seminário dedicado inteiramente ao famoso número Pi. Desta forma, contribuiu-se para divulgar a Matemática e suas particularidades, de uma forma diferente daquela que os nossos alunos estão acostumados a ver durante a lecionação de alguns conteúdos matemáticos nas diferentes UC. Mostrou-se que a Matemática faz parte do património cultural da humanidade tendo sido criada e desenvolvida ao longo dos séculos pelo homem em função das suas necessidades.


8

PORTAL N.º 110 | 3/2017

“Yoga no IPP” com sala cheia!

Seminário com o Realizador Luís Galvão Teles

O

Instituto Politécnico de Portalegre apresentou no passado dia 2 de março, o seu mais recente projeto: YOGA NO IPP. A iniciativa consiste na abertura de um espaço de Yoga, destinado a alunos, ex-alunos, colaboradores docentes e não docentes, bem como aos seus familiares do IPP, no qual possam, duas vezes por semana, ter aulas de Yoga. Criado no âmbito das Boas Práticas e da Responsabilidade Social do Instituto Politécnico de Portalegre, o projeto YOGA NO IPP nasceu com o propósito de melhorar o bem-estar e a qualidade de vida dos seus públicos, sendo que o principal objetivo desta iniciativa consiste em atenuar e/ou suprimir os níveis de stress, ansiedade, fadiga ou até mesmo desânimo que diariamente e de uma forma involuntária invadem a rotina e o quotidiano de cada um. Pretende-se, assim, promover e experienciar os benefícios que esta prática ancestral pode oferecer aos seus praticantes, nomeadamente na sua vida pessoal e profissional. No desenvolvimento deste projeto estão envolvidos professores e alunos dos cursos de Jornalismo e Comunicação – ramo Comunicação Organizacional e de Administração de Publicidade e Marketing, repetivamente da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais e da Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Asseguradas por uma prestigiada professora, com 35 anos de experiência, uma sala devidamente equipada e um ambiente muito propício à prática do Yoga, as aulas decorrem duas vezes por semana, em horários distintos, nas instalações da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Portalegre. A aula experimental foi um êxito, e contou com a presença de alunos, funcionários docentes e não docentes, tendo-se conseguido preencher todos os lugares disponíveis. Desta forma, as expetativas foram superadas. O projeto YOGA NO IPP já está em pleno funcionamento (yoganoipp.ipportalegre.pt) e espera que os resultados positivos se reflitam em breve na vida dos seus públicos!

Professor do CEFET/RJ visita IPP

O

realizador Luís Galvão Teles esteve presente na ESTG para apresentar uma das suas mais recentes obras cinematográficas “Gelo”, a convite da Prof.ª Magda Cordas, no âmbito da UC de Seminário da Licenciatura em Design de Animação e Multimédia. A atividade teve início com a visualização do filme “Gelo”, de Luís e Gonçalo Galvão Teles. O segundo momento teve como objetivo principal revelar todo o trabalho realizado “por detrás das cortinas”, que envolve a preparação do produto final, do filme que se vê no ecrã, tornando assim visível e percetível para os estudantes de cinema de animação os diferentes estados do seu processo de criação.

Exposição de Ana Paula Gaspar “Procura-se um Coração...”

D

ecorreu de 29 de março a 29 de abril, no Museu Municipal de Portalegre, a Exposição de Ana Paula Gaspar, Docente e Coordenadora do Departamento de Artes, Design e Animação.

Oficina com a Realizadora Joana Toste

O

Professor Ronney Boloy do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckov do Rio de Janeiro (CEFET/RJ) visitou o Instituto Politécnico de Portalegre, tendo participado em várias reuniões no sentido do aprofundamento das relações e trocas de alunos e docentes entre o IPP e o CEFET. Para além do citado, o Prof. Boloy proferiu duas aulas no curso Tecnologias de Produção de Biocombustíveis, uma sobre dimensionamento de biodigestores tipo indiano e outra sobre Termo economia e cálculo de energias na produção de biocombustíveis.

A

realizadora Joana Toste apresentou na ESTG uma Análise Crítica aos “Projetos de Animação 2D/3D”, a convite da Prof.ª Magda Cordas, no âmbito da UC de Seminário da Licenciatura em Design e Animação Multimédia. As atividades visaram, num primeiro momento, a apresentação dos Projetos de Animação 2D/3D, em curso, no 2º e 3º anos do curso de Design e Animação Multimédia. Num segundo momento, a realização de uma análise crítica e objetiva, por parte da realizadora convidada, que olhou para os trabalhos dos alunos, fazendo uma crítica do que existe e sugerindo soluções que contribuíram para melhorar o produto final dos projetos de animação em curso.


PORTAL N.º 110 | 3/2017

Palestra e Oficina de Expressão com o Ilustrador Miguel Rocha

9

Exposição individual de desenho “O desenho primeiro”

O

Ilustrador Miguel Rocha proferiu na ESTG a palestra A Técnica e o Processo de Criação Artística para a Construção de Ilustrações – Dos primeiros esboços até à arte finalizada, a convite da Prof.ª Magda Cordas, no âmbito da UC de Seminário da Licenciatura de Design e Animação Multimédia. A palestra teve como objetivo principal dar a conhecer os bastidores do trabalho que envolve a preparação da arte finalizada de uma ilustração, tornando assim visível e percetível aos estudantes as diferentes etapas que estão na base do processo de criação artística de uma narrativa ilustrada. A Oficina concretizada pelo Ilustrador, Técnicas de Expressão Digital – – Criação de Cenários, focou-se em ferramentas, técnicas de iluminação, texturas e renderização de pinturas digitais, visando proporcionar aos alunos o conhecimento necessário para que possam explorar diferentes linguagens e métodos de expressão de pintura digital.

8 Hours Overtime for a Good Cause, acontece pela quarta vez na ESTG

D

e 24 de Março a 05 de Maio decorreu na Galeria de São Sebastião, da Câmara Municipal de Portalegre, a Exposição de 68 desenhos da autoria de Chuva Vasco, Docente do Departamento de Artes, Design e Animação. A temática centrou-se no desenho académico de figura humana, nas suas várias vertentes – desenho analítico, expressivo, de memória, anatómico, e reportam-se a um período do autor enquanto aluno de belas-artes.

Oficina com a Atriz Yolanda Santos, “Acting para Animadores – Da Neutralidade à Personagem”

A N

o dia 31 de março realizou-se na ESTG, pela quarta vez, a iniciativa internacional de solidariedade criativa, 8 Hours Overtime for a Good Cause, organizada pela Professora Josélia Pedro. Para além de Portalegre, esta iniciativa realizou-se em mais 15 cidades: Tomar, Rio de Janeiro, Tilburg, Leeuwarden, San Francisco, Leiden, Delft, Groningen, Brasov, Utrecht, Bucharest, Amersfoort, The Hague, ‘s-Hertogenbosch, Nijmegen. A iniciativa de solidariedade criativa, procura contribuir para a melhoria da imagem e da comunicação das Instituições de Apoio Social, locais, ao permitir que criativos voluntários doem 8 Hours, e concretizem as peças de comunicação necessárias às Instituições. Na noite de 31 de março, 42 docentes e alunos de Design de Comunicação, Design e Animação Multimédia e Administração de Publicidade e Marketing, reuniram-se na ESTG e doaram 8 Hours Overtime, às Instituições de Apoio Social: Associação de Amigos de Terceira Idade de Fortios, Centro de Convívio de Idosos Sport Clube Estrela, Santa Casa de Misericórdia de Alegrete, Cáritas Diocesana de Portalegre e Castelo Branco e ao Projeto Social, Todos Temos Amor para Dar.

Atriz Yolanda Santos dinamizou na ESTG uma oficina intitulada “Acting para Animadores – da neutralidade à personagem”, a convite da Prof.ª Magda Cordas, no âmbito da UC de Seminário da Licenciatura em Design e Animação Multimédia. Esta oficina centrou a sua abordagem no acting, ou seja na construção da expressão de uma personagem a partir da interpretação da linguagem corporal, dos pensamentos, dos sentimentos e emoções, pretendendo demonstrar as características, a abrangência e a importância do acting tanto num projeto específico como no design de animação, a partir de abordagens conceptuais e técnicas. Trata-se de uma atividade que nasce da necessidade que os estudantes (ou profissionais) em cinema de animação, têm em desenvolver coisas muito específicas, como encontrar a sua neutralidade, criar uma personagem, construir uma ação, ganhar confiança para conseguir usar o corpo no processo criativo e desenvolver técnicas e competências de improvisação, imaginação e criatividade.


PORTAL N.º 110 | 3/2017

CLiC divulga atividades Participação em Congressos, Seminários, Conferências, Provas para Atribuição do Titulo de Especialista

N

o dia 6 de fevereiro de 2017, a Coordenação do Centro de Línguas e Culturas, juntamente com a Docente Mary Ashton, dirigiram-se até à sede do Agrupamento de Escolas do Bonfim, onde procederam à divulgação das atividades e da Oferta Formativa do CLiC-IPP.

Mais um Mestre em Reabilitação Urbana

N

o passado dia 23 de fevereiro, o nosso aluno Ricardo Trindade prestou provas do Projeto de Mestrado em Reabilitação Urbana, sob o tema: “Supervisão e Fiscalização da Construção – Caso de Obra Forte da Graça, Elvas”, tendo sido aprovado com a classificação de 18 valores.

Docentes estrangeiras na ESTG

A

professora Jurate Urboniene, Presidente do Departamento de Engenharia Informática e Eletrónica da Universidade de Utena, na Lituânia, proferiu uma palestra sobre “Cloud Computing in the Learning Process”. Por seu lado, a professora Lina Jordanova, da Universidade de Trakia, Bulgária, dinamizou o Seminário “Probability and Random variables and Distribuitons”.

O Professor Nicolau Miguel Almeida integrou o júri das provas públicas para atribuição do título de especialista, na área da Gestão e Administração, pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco, tendo sido arguente na prova do trabalho de natureza profissional apresentado e defendido pelo candidato Luís Filipe Caetano, em 24 de março de 2017. No dia 10 de março, Maria José M. Madeira D’Ascensão apresentou na Casa-Museu José Régio, no âmbito das comemorações do centenário da Revista Presença, a conferência intitulada “Presença e Literatura Viva”. A Professora Ana Clara Borrego foi coautora, com a Professora Cidália Lopes e o Professor Carlos Ferreira do artigo “A perceção dos Técnicos Oficiais de Contas sobre a complexidade e o cumprimento fiscal em Portugal: Resultados preliminares”, publicado na Revista de Gestão dos Países de Língua Portuguesa, Vol. 15, Nº 3. A Professora Ana Clara Borrego foi coautora, com o aluno de Mestrado de Contabilidade e Finanças Paulo Caldeira e o Professor Campos Amorim do artigo “Gestão fiscal nas pequenas empresas e a importância da forma jurídica: A opção entre ENI e Sociedades por Quotas”, publicado na Revista de Finanças Públicas e Direito Fiscal nº 3 - IX. A Professora Ana Clara Borrego escreveu um artigo de opinião para o Jornal I online, denominado “Imposto de Selo sobre comissões cobradas aos comerciantes, mais uma fonte de receita ou mais fonte de problemas?” (18/01/2017) Os Professores Cristina Guerra, Gastão de Jesus Marques, do Instituto Politécnico de Portalegre e Dionísia Gomes e Carlos Pepê, do Centro Educativo Alice Nabeiro apresentaram a comunicação “Having idea to change the world: analysis of the results achieved with the manual to educate for entrepreneurship of children to 12 years old in Portugal” integrado na 11th International Tecnhology, Education and Development Conference, em Valencia, Espanha, que decorreu de 6 a 8 de março de 2017. A professora Margarida Coelho foi autora do artigo “Scaffolding Strategies in CLIL Classes – supporting learners towards autonomy” incluído no volume Languages and the Market: A ReCLes.pt Selection of International Perspectives and Approaches, numa edição da ReCLes.pt – Associação de Centros de Línguas do Ensino Superior em Portugal (ed. María del Carmen Arau Ribeiro, Ana Gonçalves e Manuel Moreira da Silva), publicado em março de 2017. A professora Margarida Coelho foi coautora, com María del Carmen Arau Ribeiro (IPG), Ana Gonçalves (ESHTE), Manuel Silva (ISCAP), Margarida Morgado (IPCB), do artigo “The State of the ReCLes.pt CLIL Training Project” incluído no volume Languages and the Market: A ReCLes.pt Selection of International Perspectives and Approaches, numa edição da ReCLes.pt – Associação de Centros de Línguas do Ensino Superior em Portugal (ed. María del Carmen Arau Ribeiro, Ana Gonçalves e Manuel Moreira da Silva), publicado em março de 2017. A professora Margarida Coelho foi coautora, com María del Carmen Arau Ribeiro (IPG) e Manuel Silva (ISCAP), do artigo “Relação dialógica entre Scaffolding e trabalho terminológico: Contributos da abordagem CLIL para a melhoria dos processos de ensino-aprendizagem no ensino superior” publicado no Livro de Atas do CNaPPES 2016 – Congresso Nacional de Práticas Pedagógicas no Ensino Superior, em edição de março de 2017.

10


PORTAL N.º 110 | 3/2017

INVESTIGAÇÃO NO IPP ALT-BIOTECHREPGEN: recursos genéticos animais e biotecnologias: projeção para o futuro

O

projeto ALT-BIOTECHREPGEN teve início a 1 de março de 2017 e termina a 31 de dezembro de 2018. Tem como objetivos transmitir conhecimentos científicos e tecnológicos nas áreas das biotecnologias, reprodução e genética animal aos diversos agentes do sector agropecuário, de forma a melhorar a produtividade e a competitividade das empresas agrícolas e, indiretamente, a economia da região Alentejo e a sustentabilidade do meio rural. Mais especificamente pretende contribuir para a melhoria da eficiência dos programas de conservação das raças domésticas autóctones e dos programas de melhoramento genético das raças, tanto autóctones como exóticas, das espécies pecuárias e, de forma mais alargada, para o desenvolvimento e competitividade das empresas pecuárias, mediante formas alternativas de transferência de

conhecimento entre a investigação e o setor agrícola Alentejano. Liderado pelo INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária tem como parceiros a Escola Superior Agrária de Elvas do Instituto Politécnico de Portalegre, a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Santarém e a Associação de Agricultores do Sul. O projeto é cofinanciado a 85% pelo FEDER, através do Programa Operacional Regional do Alentejo – PORTUGAL 2020, SIAC Transferência do Conhecimento Científico e Tecnológico e tem um investimento total de 557.252,92 euros. A componente financeira que cabe ao IPPortalegre é de 63.043,83 euros, sendo coordenado internamente pela investigadora Carolina Silva, que conta na equipa com os investigadores Miguel Minas e Rute Santos.

Workshop: English as a Medium of Instruction (EMI)

IPPORTALEGRE no 2º Forum de Gestão de Dados de Investigação

A N

o dia 30 de março, decorreu nos Serviços Centrais do IPPortalegre, o Workshop: English as a Medium of Instruction (EMI): General theoretical and practical considerations and its application at the University of Extremadura, com o objetivo de abordar, de uma perspetiva teórica e prática, a questão da utilização do Inglês como Meio de Instrução para lecionar conteúdos de áreas não linguísticas no Ensino Superior. O Workshop foi dinamizado pela Professora Doutora Ana Maria Piquer Piriz, do Departamento de Filologia Inglesa da Universidade da Extremadura, e contou com a participação de docentes e investigadores do IPPortalegre.

mélia Canhoto participou, em representação do IPPortalegre, no 2º Forum de Gestão de Dados de Investigação (GDI), que decorreu em Lisboa no dia 31 de março. O 2º Fórum GDI foi uma iniciativa da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, promovida no âmbito das atividades do RCAAP – Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal, que pretendeu congregar e dinamizar a comunidade de profissionais e investigadores envolvidos em atividades de suporte à gestão de dados de investigação, com o intuito de desenvolver competências técnicas e capitalizar saberes e práticas. Este 2.º Fórum foi um espaço de debate e partilha de ideias, iniciativas emergentes, projetos e boas práticas de suporte à gestão de dados de investigação que juntou gestores de repositórios digitais e data centers, técnicos de informação, bibliotecas, arquivos e curadoria de dados, especialistas de informática, investigadores, cientistas de dados e gestores de ciência de instituições de investigação e organismos de financiamento de ciência.

11


ESAE/IPP International Week – 20 a 24 de março 2017

Europe Direct celebra o 60º aniversário dos Tratados de Roma

O

Europe Direct do Alto Alentejo do IPP juntou-se às celebrações por toda a Europa do 60º aniversário dos Tratados de Roma. Assinados a 25 de março de 1957, estes tratados deram início à então Comunidade Económica Europeia (CEE), hoje denominada União Europeia (UE). São 60 anos de cooperação entre os seus Estados-Membros que merecem ser celebrados. Um exemplo dessa cooperação é precisamente o Programa Erasmus+, que em 2017 celebra o seu 30º aniversário. Graças a este programa, alunos, docentes e pessoal não docente podem beneficiar de um período de mobilidade noutra instituição de ensino superior, por exemplo. E é por isso que esta exposição foi inaugurada no âmbito da ESAE/IPP International Week, no dia 22 de março. Esta exposição conta com imagens icónicas dos arquivos digitais da Comissão Europeia, desde a Declaração Schuman até aos nossos dias.

UNEX recebe docente da ESAE

A

Escola Superior Agrária de Elvas do Instituto Politécnico de Portalegre organizou pela segunda vez uma semana de acolhimento de docentes de Universidades parceiras no âmbito do Erasmus+ Teaching Mobility. Entre 20 e 24 de março os 12 docentes convidados participaram em atividades de networking (contactos com a comunidade académica, incluindo alunos Erasmus provenientes das suas universidades de origem), lectures e workshops em todas as áreas científicas dominantes nos cursos da ESAE e visitas à região. Universidades presentes: Espanha – Universidad de Almería; Estonia – Estonian University of Life Sciences; Italia – Università Degli Studi di Perugia; Belgica – Vives College. A ESAE/IPP agradece à Câmara Municipal de Elvas, Museu Militar de Elvas e Monte Seis Reis pelo apoio nesta iniciativa.

A

docente da Escola Superior Agrária de Elvas do Instituto Politécnico de Portalegre, Ana Cordeiro, realizou uma mobilidade Erasmus para ensino na Universidade da Extremadura – Faculdade de Medicina Veterinária de Cáceres entre 6 e 8 de fevereiro. Para além da lecionação de aulas aos alunos da faculdade, a docente contactou ainda com representantes da mesma para apresentação das suas áreas de investigação e outros trabalhos da ESAE.

FICHA TÉCNICA Edição Instituto Politécnico de Portalegre | Direção Joaquim Mourato | Coordenação editorial Carlos Afonso | Redação Maria do Carmo Maridalho, Cláudia Lopes (ESECS-IPP), Beatriz Costa Pinto (ESS-IPP), Maria José Martins (ESTG-IPP), Dora Gonçalves (ESAE-IPP), Catarina Dias (C3i) e Artur Romão (GEE) | Paginação Margarida Dias | Contactos Praça do Município, nº 11, 7300-110 Portalegre | Telef. 245 301 500 | Site www.ipportalegre.pt | E-mail geral@ipportalegre.pt

Portal 110 – Boletim informativo do Instituto Politécnico de Portalegre  
Advertisement