Page 1

Boletim informativo do Instituto Politécnico de Portalegre N.º 106 | Ano 16 | 3/2016

Reuniões de trabalho motivam visita do Ministro da tutela ao IPP

O

Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior visitou o IPP, na manhã do dia 20 de janeiro, no âmbito de um programa de visitas realizadas a Institutos Politécnicos e Universidades públicas. Integraram a comitiva do Ministro Manuel Heitor, a Secretária de Estado Maria Fernanda Rollo e o Grupo de Trabalho para a modernização e valorização do ensino politécnico. A agenda da visita incluiu uma reunião de trabalho com o Conselho

de Gestão do IPP e um encontro público com docentes, nos Serviços Centrais. Nesta ocasião, o governante respondeu a questões e registou contributos; anunciou a criação da rede de “Cidades e Regiões com Conhecimento” e focou três eixos prioritários: a investigação e desenvolvimento experimental; a oferta formativa de curta duração e o estabelecimento de redes/consórcios regionais e transfronteiriços.

“Crescendo ao sabor do café”: 1º volume da Coleção Sementes de Café

Mais uma parceria IPP/Delta

A

caba de ser publicado o primeiro volume da coleção de Livros Ilustrados, no quadro de um projeto de parceria com a Delta, da responsabilidade das professoras Helena Major e Magda Cordas e que contou com a colaboração dos alunos do 3º ano do curso de Design de Comunicação, no âmbito da unidade curricular de Ilustração. O livro enquadra-se na categoria Picturebook ou Álbum Ilustrado (em que a imagem é o principal veículo de comunicação) e consiste numa sequência narrativa de 24 páginas alusivas à vida e obra do Comendador Rui Nabeiro. O livro destina-se primordialmente a um público infantojuvenil. Para o desenvolvimento do trabalho foram realizadas visitas de estudo ao Centro de Ciência do Café e à fábrica da Delta em Campo Maior. No contexto da pesquisa visual do projeto, decorreu no Centro Educativo Alice Nabeiro um workshop intitulado “Personagens do Mundo do Café”. O workshop foi coordenado pelas responsáveis do projeto, professoras Helena Major e Magda Cordas. Aguarda-se para breve a apresentação pública e exposição sobre o livro no Centro de Ciência do Café de Campo Maior.


2

PORTAL N.º 106 | 3/2016

OPINIÃO

C3i: seis anos depois…

A

Coordenação Institucional para a Investigação e Inovação (C3i) completa este ano seis anos de existência. Hoje, não restarão muitas dúvidas sobre a relevância estratégica desta estrutura no quadro organizacional do IPPortalegre. A sua missão e os seus objetivos permanecem claros e continuam orientados para uma aposta institucional assente na consolidação da I&D. Volvidos seis anos desde a sua criação, incluindo um período inicial de instalação, pode dizer-se, com propriedade, que o balanço é positivo. No âmbito da sua intervenção, deve-se à C3i a organização da investigação do instituto por áreas de competências científicas, materializadas em quatro núcleos de investigação, integrando 149 investigadores, na sua maioria doutorados. Enquadra e acompanha um número significativo de projetos, financiados por agências nacionais e internacionais e vários trabalhos de prestação de serviços, numa lógica

de transferência de conhecimento. Monitoriza e incentiva a produção científica dos seus investigadores, incluindo a gestão do RCAAP do instituto. Fomenta a interdisciplinaridade e a participação em redes de cooperação científica, de que é exemplo a Rede Regional de Ciência e Tecnologia do Alentejo. É responsável pela elaboração da política de investigação do IPPortalegre, para além de outros documentos relevantes, designadamente as regras de afiliação institucional. Instituiu, em estreita relação com a Presidência, o Prémio de Investigação do Instituto. Tem vindo a contribuir para a consolidação da cultura científica, organizando e apoiando várias iniciativas de disseminação do conhecimento e workshops temáticos. Finalmente, tem ainda uma participação relevante na gestão do processo de I&D do SGQ. Apesar do percurso trilhado, as exigências e os desafios que hoje continuam a colocar-se no domínio da I&D impõem a necessidade de consolidação da C3i, tanto internamente ao IPPortalegre, como a nível externo. O reforço da produção científica dos seus investigadores; o aumento do número de projetos; a definição de uma estrutura de enquadramento da propriedade intelectual/registo de patentes; um maior envolvimento de estudantes nas atividades de I&D; a preparação do processo de acreditação dos seus núcleos junto da FCT, perspetivando a evolução para o modelo de centros de investigação e estudos aplicados, figuram entre as metas desenhadas a curto e médio prazo. Para alguns serão objetivos utópicos; para outros exequíveis, pressupondo o empenho de todos. Que balanço poderá ser feito daqui a seis anos?

João Emílio Alves Coordenador da C3i

Comissão de Ética organiza ciclo de conferências

“É

tica na sociedade atual” é o tema do ciclo de conferências que a Comissão de Ética do IPP leva a cabo entre fevereiro e junho. A primeira conferência, realizada a 3 de fevereiro, nos Serviços Centrais, contou com as intervenções do presidente do IPP (Prof. Joaquim Mourato) e da presidente da Comissão de Ética do IPP (Prof.ª Paula Oliveira). O Prof. Sérgio Deodato foi responsável pela comunicação intitulada “Papel das Comissões de Ética nas Instituições de Ensino Superior”. O programa das conferências das Escolas inclui um momento para apresentação da Comissão de Ética do IPP. As intervenções estão a cargo do Diretor de cada Escola e de docentes e/ou convidados externos. Foi programada a reflexão sobre os seguintes temas: “Ética, Cidadania, Responsabilidade Social e Ambiental” (ESTG); “Ética nos Cuidados de Saúde” (ESS);“Ética, Educação, Investigação e Cidadania” (ESE) e “Bioética” (ESAE).


PORTAL N.º 106 | 3/2016

3

Instituto Politécnico de Portalegre parceiro do ACP na organização da Baja Portalegre 500

À

semelhança de anos anteriores, o Instituto Politécnico de Portalegre associou-se ao Automóvel Clube de Portugal (ACP) para apoiar a organização da Baja Portalegre 500, a primeira competição de todo-o-terreno organizada em Portugal, que acontece tendo por base a cidade de Portalegre, desde 1987.

Na passada edição, os alunos do curso de Administração de Publicidade e Marketing (APM) foram responsáveis pela realização do Estudo de Impacto Baja Portalegre, que permitirá traçar o perfil socioeconómico do adepto que se desloca ao distrito, sintetizar a respetiva opinião sobre a organização do evento, identificar as fontes de informação utilizadas para obter conhecimento sobre a prova, concluindo com a avaliação dos atributos da imagem do Distrito de Portalegre e com a estimativa dos impactos económicos gerados através da despesa direta dos adeptos. Entre os dias 22 e 24 de outubro os alunos do curso de APM fizeram o trabalho de campo, entrevistando espetadores, e equipas relativamente às motivações, expectativas, satisfação e consumos durante o evento, permitindo traçar o perfil do adepto, a imagem da região e do evento e o seu impacto económico, sendo igualmente responsáveis pela produção e realização do spot oficial da prova (https://youtu.be/7diQHDKpEgY) disponibilizado nas redes sociais e sites associados a este desporto automóvel. O spot, com ampla divulgação e aceitação do meio, foi integralmente produzido em Portalegre por dois alunos de APM (Cristiana Relvas e Bruno Mão de Ferro) e contou com a colaboração de pilotos locais, entre os quais o Administrador do IPP (Dr. José Gomes)! O IPP continua, assim, a ter um papel ativo, localmente, contribuindo para o desenvolvimento da região em que se insere.

Coudelaria do Monte Velho recebe alunos de Equinicultura

O

s alunos do curso de Equinicultura visitaram no dia 25 de fevereiro a Coudelaria do Monte Velho e Monte Velho EquoResort, perto de Arraiolos. A visita foi conduzida pelo responsável pela empresa, o Dr. Diogo Lima Mayer, e teve como objetivo dar a conhecer aos alunos o funcionamento de uma coudelaria de cavalos Puro Sangue Lusitano com objetivos de competição desportiva na modalidade de Dressage, e integrada num projeto de turismo equestre de grande qualidade. O Dr. Diogo Lima Mayer começou por fzer uma breve apresentação da empresa, e também uma definição do perfil profissional que a empresa

exige aos seus recursos humanos, tendo em vista a sustentabilidade deste projeto em franco crescimento. Os alunos tiveram oportunidade de visitar o espaço, e de observar os produtos da coudelaria, assim como de acompanhar os treinos de alguns cavalos, monitorizados pela head trainer, Coralie Bradley. De salientar que o aluno de Equinicultura, João Torrão, trabalha no Monte Velho desde há algum tempo, e forma com o garanhão Equador MV um conjunto no qual o Monte Velho tem feito uma forte aposta em termos competitivos. A visita terminou com um lanche gentilmente oferecido pelo Monte Velho EquoResort.


4

PORTAL N.º 106 | 3/2016

ESAE/IPP International Week – 4 a 8 de abril de 2016

Colegas da Universidad de Extremadura Escuela de Ingenierías Agrarias visitam a ESAE

N

o dia 7 de abril a ESAE recebeu vários colegas da Escuela de ingenierías Agrárias da Universidad de Extremadura (Espanha) para um pequeno-almoço de convívio entre estas duas Escolas vizinhas, num reforço das suas boas relações e proximidade.

GAir – Training Centre proporciona visita a alunos do Instituto Politécnico de Portalegre

A

Escola Superior Agrária de Elvas do Instituto Politécnico de Portalegre recebeu, de 4 a 8 de abril, dez docentes de cinco Universidades europeias, da sua rede de parceiros Erasmus. As atividades incluíram visitas à cidade, meetings entre docentes da ESAE e docentes estrangeiros, palestras nas áreas das ciências agrárias e animal e visitas técnicas em herdades da região. A Semana Internacional iniciou no dia 4 de abril, no Museu de Arte Contemporânea, com uma receção aos participantes por parte da Câmara Municipal de Elvas. No dia seguinte a tarde foi dedicada ao networking entre os docentes estrangeiros, docentes da ESAE e Gabinete de Relações Externas e Cooperação do IPP, com apresentações dos seus países, universidades e linhas de investigação em que estão envolvidos. No dia 6 de abril os docentes convidados apresentaram aos alunos da ESAE e outros interessados na comunidade diversas sessões paralelas dedicadas às ciências agrárias e animal, terminando a semana com várias visitas técnicas a herdades na região. O acolhimento de docentes de universidades parceiras da ESAE não é novo, tendo esta Instituição recebido ao longo dos anos vários docentes que, durante alguns dias, estão na ESAE a lecionar os temas da sua especialidade nas áreas em que incide esta Escola. A Semana Internacional agora organizada surge na vontade de dar maior dimensão à internacionalização.

Universidades presentes: Espanha - Universidad de Santiago de Compostela; Universidad de Extremadura; Bulgaria- Trakia University; Lituânia – Kaunas Forestry and Environmental Engineering University of Applied Sciences; Polónia - University of Life Sciences, Lublin.

G

Air Training Centre, considerada uma das melhores escolas de aeronáutica do mundo, situada no aeródromo de Ponte de Sor, abre pela primeira vez as portas do seu Departamento de Marketing e Comunicação a uma visita de estudo a alunos do ensino superior. Os privilegiados foram alunos do Instituto Politécnico de Portalegre. A visita realizou-se no passado dia 15 de janeiro e contou com a presença de alunos do curso de licenciatura em Jornalismo e Comunicação - ramo Comunicação Organizacional, do curso de mestrado em Jornalismo, Comunicação e Cultura (Escola Superior de Educação) e do Curso de licenciatura em Administração de Publicidade e Marketing (Escola Superior de Tecnologia e Gestão). Para além da visita aos referidos departamentos, foi possível conhecer os restantes áreas de trabalho e treinos. Os visitantes tiveram ainda o privilégio de poder assistir ao “Pylon Racing Trainig Camp“(PRTC) do Air Race Championship (ARC), corrida de aviões, única no mundo, que tem como base de inspiração dois grandes eventos aeronáuticos, num campo de treinos para corridas aéreas, inseridas num campeonato internacional da modalidade.


PORTAL N.º 106 | 3/2016

5

Visitas à BioBIP ESE recebeu as XX Jornadas da Comunicação

N

D

urante os dias 14, 15, 16 e 17 de março de 2016, a Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Portalegre acolheu mais umas Jornadas da Comunicação. Pelo vigésimo ano consecutivo, os alunos do curso de Jornalismo e Comunicação organizaram um programa rico em temáticas da atualidade, que passaram pelo Jornalismo satírico; Spin Docters no Marketing Político; Publicidade sem fronteiras; Jornalismo Estrangeiro; Jornalismo Judicial e Criminal e Web Marketing. Para discutir estas temáticas convidaram reconhecidos profissionais para partilharem as suas experiências. O dia 17 terminou com dois tributos – Tributo de Comunicação a Nuno Jerónimo (“O Escritório”) Anúncio da Super Bock: “O que se passa com a amizade?” e o Tributo de Jornalismo à Rádio Renascença. Foram quatro dias compensadores para os alunos que viram o seu trabalho reconhecido nas palavras do Sr. Presidente do IPP que enalteceu a organização do evento, sublinhando a sua longevidade que considerou “uma prova de persistência, uma marca do curso, da escola e do IPP”. Perante o sucesso alcançado com o evento, o Diretor da ESE deu os parabéns a toda a organização sublinhando que “as jornadas da comunicação enobrecem o curso, a escola, o instituto e a própria cidade”.

o primeiro trimestre de 2016, a BioBIP recebeu vários visitantes nas suas instalações. A equipa reitoral da Universidade de Évora visitou, no dia 2 de março 2016, as instalações da BioBIP Bioenergy Business Incubator of Portalegre. Os responsáveis tiveram oportunidade de conhecer a estrutura do Instituto Politécnico de Portalegre, bem como contactar com alguns dos promotores dos dezasseis projetos incubados. No âmbito da Unidade Curricular – Projeto, lecionada pela Professora Ana Paula Gaspar, três estudantes do curso de Design de Comunicação da ESTG quiseram conhecer a estrutura e alguns dos promotores dos projetos da BioBIP, procurando aqui o espirito empreendedor para um melhor desenvolvimento do seu projeto. Os alunos do 3º ano estão a projetar o atelier ideal para trabalhar. Também os alunos do curso de Multimédia do Polo de Évora da EPRAL estiveram na BioBIP. No âmbito da sua visita ao Curso de Técnico Superior Profissional de Desenvolvimento de Produtos Multimédia da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Portalegre, o grupo aproveitou para conhecer as instalações da BioBIP- Bioenergy Business Incubator of Portalegre. Os estudantes tiveram oportunidade de contactar com as empresas/projetos incubados, nomeadamente na sua área de formação.


6

PORTAL N.º 106 | 3/2016

Ciclo de Bioconferências na Escola de Saúde

Espécies exóticas invasoras

A

terceira conferência incluída no Ciclo de Bioconferências para o ano letivo 2015-2016 teve por base uma apresentação intitulada “Espécies exóticas invasoras”, da responsabilidade da Dr.ª Ana Rita Azedo da EDIA – Empresa de Desenvolvimento e infraestruturas do Alqueva, SA. A oradora salientou que as espécies invasoras podem ter origem autóctone ou alóctone, variando o grau de invasão com diversos fatores bióticos e abióticos. A globalização facilitou o aparecimento de espécies exóticas fora da sua área de distribuição natural, quer por introdução intencional ou mero acidente e estima-se que já existam mais de 12 000 espécies exóticas na Europa sendo que 10-15% sejam invasoras. A Dr.ª Ana Rita Azedo defendeu também que a prevenção, controlo e erradicação destas espécies carece de um enquadramento legal

ajustado à problemática das espécies invasoras. A legislação deve enquadrar as estratégias e medidas necessárias para enfrentar as espécies invasoras nos diferentes habitats e considerando diferentes áreas de intervenção. A albufeira de Alqueva é uma extensa massa de água que é a base de todo o Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA), tornando este sistema muito suscetível à invasão por espécies de plantas ou animais que poderão ter consequências graves para o desenvolvimento e exploração do EFMA. Desta forma, foi elaborado um estudo prévio sobre as espécies invasoras na área de Alqueva e delineado um programa de deteção precoce e monitorização da dispersão. No entanto, já se registam fenómenos de invasão na zona a montante da albufeira de Alqueva, estando a EDIA a desenvolver trabalhos de controlo do Jacinto-de-água (Eichornia crassipes) no troço do Guadiana Internacional com vista a travar o avanço desta espécie em águas portuguesas. Iniciou também a desinfeção de embarcações de pesca desportiva e lúdica para prevenção da entrada de mexilhãozebra (Dreissena polymorpha) nas albufeiras associadas ao EFMA. Por fim, a oradora convidada salientou que é necessário divulgar a problemática associada às espécies invasoras e congregar esforços para evitar a disseminação de espécies exóticas e travar a sua invasão. Esta conferência teve lugar no dia 24 de fevereiro pelas 11:30 horas no auditório da Escola Superior de Saúde (ESS) do Instituto Politécnico de Portalegre e, perante uma mesa composta pelo subdiretor da ESS, Prof. António Casa Nova, pela docente responsável pelo evento, Mestre Teresa Louro, e pela aluna do Curso de Licenciatura em Higiene Oral, Andreia Arriaga, para além da oradora convidada, contou com a presença de muitos outros participantes.

Variabilidade genética e adaptação das plantas ao ambiente

A

quarta conferência deste ciclo teve como oradora a Doutora Isabel Velada, da Universidade de Évora, que apresentou uma comunicação com o título “Variabilidade genética e adaptação das plantas ao ambiente”. A Doutora Isabel Velada referiu-se ao genótipo como a composição genética (parte da sequência de DNA) de um organismo que determina uma característica específica (fenótipo). O fenótipo resulta da expressão dos genes do organismo como também da influência de fatores ambientais e da interação entre os dois. Apresentou um trabalho de investigação que visa identificar pequenas variações na sequência nucleotídica (polimorfismos) de um gene (oxidase alternativa) que possam estar relacionadas com o tipo de resposta da planta (Daucus carota L., cenoura selvagem) ao stresse (ex: alterações ambientais). A oxidase alternativa (em inglês: alternative oxidase, AOX) é uma proteína localizada na mitocôndria e que participa na via alternativa da respiração em plantas. A AOX está envolvida na resposta das plantas a condições ambientais de stresse

(ex: temperatura, salinidade, falta de água ou nutrientes, entre outros). Foram apresentadas as técnicas de biologia molecular usadas para identificação de polimorfismos de interesse (com efeito na função da proteína traduzida) do gene AOX num elevado número de populações de cenoura selvagem provenientes de distintas regiões climáticas de forma a contribuir para o estabelecimento de um extenso catálogo representativo da variação genética da AOX em cenoura relacionada com o seu contexto ambiental. O trabalho de investigação tem como objetivo final desenvolver o melhoramento vegetal para obtenção de plantas mais tolerantes ao stresse e consequentemente obtenção de produções mais estáveis. A mesa da conferência, realizada a 30 de março pelas 11h30 no auditório da Escola Superior de Saúde (ESS) do Instituto Politécnico de Portalegre, à qual assistiu um grande número de pessoas, contou com a presença da oradora convidada, do subdiretor da ESS, Prof. António Casa Nova, da docente responsável pelo evento, Mestre Teresa Louro e pela aluna do Curso de Licenciatura em Higiene Oral, Filipa Martins.


PORTAL N.º 106 | 3/2016

Estudantes da ESTG em visitas de estudo

N

o dia 30 de janeiro os alunos do Mestrado em Reabilitação Urbana efetuaram uma visita de estudo às obras de reabilitação do Convento de Cristo em Tomar. A 16 de março os alunos do Mestrado de Reabilitação Urbana efetuaram uma visita de estudo ao Forte da Graça em Elvas, acompanhados do Engº Pedro Reia da Confiplano, responsável pela fiscalização das obras de reabilitação realizadas, acompanhados pela Professora Isabel Borges. Os alunos do Curso de Tecnologia de Produção de Biocombustíveis no âmbito da Unidade Curricular de Combustíveis Sólidos e Gasosos efetuaram no passado dia 2 de fevereiro uma visita de estudo ao LNEG. Os alunos acompanhados pela Professora Anabela Oliveira da ESTG visitaram no período da manhã a unidade de Bioenergia onde foram recebidos pelo Professor Luis Duarte. Os alunos tiveram oportunidade de ver de forma detalhada os diversos projetos da unidade e de contactar diretamente com diversos métodos de Produção de Combustíveis Sólidos e Gasosos. No período da tarde as alunas tiveram oportunidade de visitar a unidade de produção de microalgas e o laboratório de controlo de qualidade e análises ambientais da mesma instituição. Neste

laboratório as alunas tiveram oportunidade de contactar com diversos métodos analíticos abordado na UC no âmbito da qual se inseriu a visita. No âmbito da UC de Produção Gráfica I, da licenciatura em Design de Comunicação, realizou-se no dia 7 de janeiro uma visita de estudo à gráfica Impritejo, no Gavião. Trata-se de uma das mais importantes gráficas da região Norte Alentejana, com a qual o curso de DC vem colaborando de há vários anos a esta parte. O fundador e responsável da empresa, o João Carlos Calado, foi uma vez mais o nosso guia, descrevendo detalhadamente os processos de produção e de trabalho dentro dos variados serviços que a gráfica oferece: desde a pré-impressão, aos acabamentos, passando pelos sistemas de impressão offset, digital, serigrafia e tampografia. No âmbito da UC de Introdução ao Design de Comunicação e na UC de Design de Comunicação I, tendo em conta os conteúdos lecionados na área da Semiologia e dos signos visuais, bem como ao nível do estudo da Comunicação Visual realizou-se no dia 30 de março uma visita guiada ao Centro de Interpretação de Esperança, Arronches e uma Visita Guiada pela Arqueóloga Rita Moura Torres às Pinturas Rupestres de Esperança.

7


8

PORTAL N.º 106 | 3/2016

Visitas de alunos e de docentes à ESTG

O

s alunos do Curso de Desenvolvimento de Produtos Multimédia da EPRAL, de Évora visitaram a ESTG no passado dia 2 de março, a fim de conhecerem a ESTG e as atividades e cursos da escola na sua área de atividade. Os alunos tomaram contacto com as atividades dos cursos de Licenciatura de Design de Comunicação, de Licenciatura em Design de Animação e Multimédia e do novo Curso Técnico Superior Profissional de Desenvolvimento de Produtos Multimédia. Foram acompanhados na visita pela Proª Ana Paula Gaspar da ESTG que é a coordenadora do referido curso TeSP. O Curso Técnico Superior Profissional de Desenvolvimento de Produtos Multimédia é oferecido pela ESTG em parceria com a EPRAL e poderá vir a funcionar no ano letivo de 2016/2017 em Évora e Portalegre. Os alunos do Curso de Construção Civil da Escola Profissional do Alto Alentejo, de Évora visitaram a ESTG no passado dia 23 de março de 2016, a fim de conhecerem a ESTG e as atividades e cursos da escola na sua área de atividade. Os alunos tomaram contacto com o novo Curso Técnico Superior Profissional de Reabilitação Energética e Conservação de Edifícios, tendo oportunidade de observar atividade práticas na área do curso. Os alunos foram acompanhados na visita pelo Prof.º Pedro Lopes da ESTG que é o coordenado do referido curso TeSP. O Curso Técnico Superior Profissional de Reabilitação Energética e Conservação de Edifícios é oferecido pela ESTG em parceria com a EPRAL e poderá vir a funcionar no ano letivo de 2016/2017 em Évora e Portalegre. Na sequência de uma visita de uma comitiva de professores da Escola Secundária de Ponte de sor, na qual os Docentes tiveram oportunidade de avaliar a qualidade das instalações e trabalhos que os alunos do curso de Energias Renováveis poderão aqui desenvolver; Os alunos do Curso de Energias Renováveis da Escola Secundária de Ponte de Sor visitaram a ESTG no passado dia 16 fevereiro. Os alunos visitaram os diversos laboratórios da Escola, nomeadamente o laboratório de química e de Energias Renováveis. Os alunos tiveram ainda oportunidade de visitar o recém criado BioBip, nomeadamente a nave industrial do Centro de Bioenergia. Aos alunos foi apresentado o novo Curso Técnico Superior Profissional de Bioenergia oferecido pela ESTG em parceria com a Escola Secundária de Ponte de Sor, e que poderá vir a funcionar no ano letivo de 2016/2017 em Ponte de Sor e Portalegre. Os alunos foram acompanhados na visita pelo Profº Luiz Rodrigues da ESTG que é o coordenador do referido curso TeSP

Capgemini na ESTG

N

o dia 18 de janeiro a Capgemini, empresa da área das tecnologias de informação e um dos maiores fornecedores de serviços de Consultoria, Tecnologia e Outsourcing do mundo, que se encontra implantada no Parque de Ciência e Tecnologia de Alentejo (Évora), para onde tem vindo a recrutar, principalmente informáticos, efetuou uma apresentação, destinada principalmente a alunos de Informática.

Atribuição do Título de Especialista na Área de Design e Animação Multimédia

Prova Pública – Luís Filipe Almeida Vintém Título do Trabalho – Descrição de três projetos no âmbito dos audiovisuais: - DVD 150 anos Sociedade Musical Euterpe; “O Pão”; “Fôlego”.

Docentes da ESTG em júris de mestrado e doutoramento A Professora Cristina Gama Guerra integrou no dia 14 de março o júri de provas públicas de Mestrado em Gestão Aplicada na Universidade Católica Portuguesa intitulado “Engagement” em projetos de inovação: o exemplo da Sonae Sierra - Innovation Portal -2008 a 2011”, do Mestre Luís Miguel Ramos Pinto Soares. O Professor Joaquim Mourato foi membro do júri das Provas de Doutoramento de Ana Ercília Reis José, “Orientación para el Mercado. Percepción de su Presencia en los Institutos Politécnicos de Enseñanza Superior Portugueses” (fevereiro de 2016), Departamento de Dirección de Empresas y Sociologia, Universidad de Extremadura. Foi, também, Presidente do Júri do concurso documental para recrutamento de um Professor Coordenador em regime de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado, para a área disciplinar de Agronomia, especialidade de Fertilização e Fertilidade dos Solos, do Instituto Politécnico de Portalegre, publicado no Diário da República, 2.ª série, de sete de setembro de dois mil e quinze, através do Edital n.º 831/2015 e da Declaração de Retificação n.º823/2015, de dezoito de setembro. O Professor Eliseu Monteiro foi membro do júri das Provas de 2º ciclo de estudos em Engenharia Mecânica (fevereiro de 2016), Universidade de Trásos-Montes e Alto Douro. O Professor João Luís Miranda foi membro do júri das Provas de Doutoramento de Maria José Pinto da Silva Varadinov “La Gestión de la Logística Inversa en las Empresas Portuguesas” (fevereiro de 2016, Universidad de Extremadura. A Professora Cristina Guerra foi membro do júri das Provas de Mestrado em Gestão Aplicada (março de 2016 , Universidade Católica Portuguesa. O Professor José Maia foi membro do júri das Provas de Mestrado em Novos Média e Práticas Web (fevereiro 2016) Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa

Publicações de Docentes da ESTG A Professora Margarida Coelho, em coautoria com Margarida Morgado (IPCB), Maria del Carmen Ribeiro (IPG), Manuel Moreira da Silva (ISCAP-IPP) e Ana Gonçalves (ESHTE), publicou o capítulo intitulado “CLIL no Ensino Superior português: uma experiência pedagógica inovadora”, em Inovação no Ensino Superior, Vol. 2 Inovação no Ensino Superior, Coleção: Estratégias de Ensino e Sucesso Académico: Boas Práticas no Ensino Superior, de março de 2016, pp. 177- 194 (CINEP/IPC).

Participação em projetos de docentes da ESTG Entre 14 e 20 de fevereiro de 2016, a Professora Anabela Oliveira visitou a Plataforma Solar de Almeria (PSA), em Almeria, Espanha a fim de finalizar a execução do projeto SPHERA II a decorrer desde 2015. O Projeto intitulado “Solar CPC advanced oxidation of waters for emergent pharmaceutical polutant’s abatment” visa remover das águas fármacos, considerados poluentes persistentes e emergentes, utilizando tecnologias solares de oxidação avançada uma vez que muitos destes poluentes, presenteiem muito baixas concentrações em água, não são tratados pelos métodos de tratamento convencional. Neste projeto, desenvolvido em parceria com o Doutor Ignácio Maldonado Rubio, Doutor Sixto Malato e Doutora Isabel Oller da PSA. Na equipa do IPP neste projeto, esteve ainda a trabalhar na PSA de dezembro de 2105 a março de 2016 a Doutora Margarita Jimenez Totozinle. O Projeto SPHERA II é um projeto que permite tempo de utilização das diversas instalações da PSA. Neste caso o projeto fez uso das unidades DETOX (coletores CPC) do Centro de Investigação Energética, Meio Ambiental e Tecnológica (CIEMAT) da PSA.


PORTAL N.º 106 | 3/2016

9

Participação de docentes da ESTG em congressos, seminários e conferências A Professora Ana Clara Borrego apresentou um artigo, de sua autoria, intitulado “Diploma da Fiscalidade Verde – Finalmente uma Green Tax Reform em Portugal?”, nas XXVI Jornadas Luso Espanholas de Gestão Científica, que decorreram em Idanha-a-Nova, Portugal, entre os dias 3 e 6 de fevereiro de 2016. O Professor Joaquim Mourato participou, com intervenção, no Seminário “Indicadores de desempenho para as Instituições de Ensino Superior Politécnico: investigação aplicada, criação cultural e impacto societal”, Seminário da equipa de investigação da CIPES (Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior), Universidade de Aveiro e Instituto Politécnico de Beja, que decorreu na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda, Universidade de Aveiro, no dia 22 de fevereiro de

2016. Participou, também, no 8.º Seminário de Bioética “Humanizar é Preciso!”, que decorreu no dia 31 de março de 2016 na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viseu, tendo apresentado uma comunicação, em coautoria com P. Oliveira, A. Pedro e M. Arriaga, com o título “As Instituições de Ensino Superior: Valorização do Capital Humano”. O Professor Artur Romão participou no 24º Workshop APDR ”Entrepreneurship and Performance in a Regional Context”, que decorreu no dia 17 de março de 2016 na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa, tendo apresentado uma comunicação, em coautoria com J. Mourato, J. E. Alves e P. Brito, com o título “Bioenergy, Business and Incubator of Portalegre: Case Study”.

NOVOS DOUTORADOS DO IPP

Ana Ercília Reis José (docente da ESTG) Realizou com sucesso, no dia 2 de fevereiro de 2016, no Departamento de Dirección de Empresas y Sociologia da Universidad de Extremadura, provas públicas para obtenção

do grau de Doutor, tendo apresentado o trabalho intitulado “Orientación para el Mercado. Percepción de su Presencia en los Institutos Politécnicos de Enseñanza Superior Portugueses”.

Vera Barradas (docente da ESTG) Defendeu dia 4 de fevereiro, com sucesso, a sua tese de doutoramento, na Universidad de Extremadura intitulada de “La

imagen de las marcas de ropa infantil creadas a través de la experiencia online”.

Maria José Varadinov (docente da ESTG) Realizou com sucesso, no dia 5 de fevereiro de 2016, na Universidad de Extremadura, provas públicas para obtenção do

grau de Doutor, tendo apresentado o trabalho intitulado “La Gestión de la Logística Inversa en las Empresas Portuguesas”.

Secundino Lopes (docente da ESTG) Defendeu no dia 26 de fevereiro, com distinção e louvor, a sua tese de doutoramento, na Universidade de Évora intitulada de

“Privacidade dos dados em ambientes de interoperabilidade - a área da saúde” sob a orientação do Prof. Doutor Rui Quaresma da Universidade de Évora.

Luís Alcino P. Monteiro da Conceição (docente da ESAE) Concluiu o Doutoramento em Agro Engenharia, com a defesa da tese intitulada Contribute to the study of vertical distribution of conventional no till seeders and spatial variability of seed depth placement of maize in Alentejo, Portugal. O objetivo principal do trabalho de investigação consistiu na avaliação da performance de semeadores de sementeira direta e respetiva variabilidade espacial da operação de sementeira em culturas de milho grão sob condições Mediterrâneas de solo e clima. A prova pública de defesa da tese ocorreu no dia 4 de fevereiro de 2016, no Aula Magna da Universidade Politécnica de Madrid, sendo

o Júri constituído pela Professor Doutor Jose Luis Hernanz Martos (Universidade Politécnica de Madrid, presidente) pelo Professor Doutor Carlos Hernández Díaz-Ambrona (Universidade Politécnica de Madrid), pelo Professor Doutor Manuel Pérez Ruiz (Universidade de Sevilha) pelo professor Doutor João Serrano (Universidade de Évora) e pelo Professor Doutor José Rafael da Silva (Universidade de Évora). Reunido o Júri, após a defesa das provas públicas, em observância das formalidades legais, o mesmo deliberou, por unanimidade, atribuir a classificação final de “Sobressaliente cum laude”.


10

PORTAL N.º 106 | 3/2016

Projetos incubados na BioBIP

L

ocalizada no Campus do Politécnico, junto às instalações da ESTG, a BioBIP - Bioenergy and Business Incubator of Portalegre acolhe, neste momento, dezasseis projetos na sua estrutura de incubação. Sendo uma infraestrutura de suporte ao desenvolvimento de ideias de negócio e à criação de empresas, a sua missão é fomentar e disseminar o espirito empreendedor em toda a comunidade académica e tecido empresarial envolvente. Conheça a nossa atividade em biobip.pt. As candidaturas encontram-se abertas, estamos a receber as melhores ideias e os melhores projetos. Na BioBIP crescemos juntos. Projetos incubados na BioBIP

A SOFTFUSION é uma ideia de negócio nascida a pensar na comunidade estudantil que se encontra deslocalizada da sua área de residência. Trata-se de uma plataforma de classificados automatizada que permite o cruzamento de interesses entre a oferta e a procura de serviços. O projeto Monte da Velha foi um dos vencedores do concurso regional do Poliempreende, tendo conquistado, por isso, a incubação gratuita na BioBIP nos três primeiros meses. A ideia desenvolve-se a partir da técnica hidroponia aplicada na produção de alfaces, e com recurso ao método NFT. A atuação do GAID Portalegre assenta na promoção da integração e desenvolvimento social de grupos sociais desfavorecidos, permitindo-lhes o acesso a um conjunto de sistemas sociais básicos e possibilitando a sua inserção nos domínios social, económico, institucional e territorial. O primeiro produto desenvolvido pela Ilustratown, e que justificou a criação da empresa, foi o IVO – Integrated Virtual Operator. Este produto, desenvolvido em parceira com o Instituto Politécnico de Portalegre, consiste numa plataforma tecnológica para desenvolvimento rápido de aplicações sensíveis ao contexto para dispositivos móveis. Com o objetivo de dinamizar o turismo na região do Alentejo, a Go South faz a ligação entre turistas e empreendimentos turísticos da região, oferecendo um conjunto de serviços de suporte à maximização dos seus resultados, desde a promoção dos respetivos produtos nos canais web, nomeadamente no que toca à gestão de contas nos motores de reservas online, até à total gestão e manutenção da operação e infraestruturas do alojamento. A Up 2 Com dedica-se à captação de imagens para produção e realização de documentários de natureza e história natural, bem como filmes promocionais e publicitários de turismo. O projeto desenvolve também projetos para a produção de documentários culturais e históricos em todo o território português e produz conteúdos multimédia de recolha de imagens aéreas.

A Natur Boscus atua no aproveitamento sustentável do recurso micológico, na inventariação do potencial existente no terreno e em medidas de gestão que garantam uma perspetiva a longo prazo. Sendo os recursos micológicos e respetivos subprodutos a essência do projeto, a exploração destes recursos será efetuada em diversos campos: comércio, serviços, formação e turismo. A Labirinto Consulting tem como core o planeamento, criação, produção e implementação de soluções de marketing e/ ou de gestão para empresas, particulares e instituições. O projeto encontra-se direcionado para a modernização da orientação para o mercado das organizações, dotando-as das competências já estabelecidas como essenciais no mercado global. A Ecrã Cúbico é uma empresa especializada em consultadoria e desenvolvimento de soluções e conteúdos multimédia emergentes para publicidade e entretenimento. Tirando partido das novas tecnologias de visualização e iteração, a sua missão tem por base o desenvolvimento de soluções inovadoras de comunicação e marketing que proporcionem uma melhor, mais criativa e mais eficiente apresentação de produtos, serviços e marcas. A be.ERGOS nasce da aspiração profissional do promotor, ligado há vários anos ao setor da eficiência energética e das energias renováveis. É reconhecido o seu contributo em prol da promoção destas temáticas, com especial enfoque na área das bioenergias, bem como o seu envolvimento em projetos inter-regionais, naciona is e internacionais. Face à inexistência de um sistema que permitisse a recolha de informação essencial sobre o animal, a PECplus desenvolveu um sistema informático português para gestão de gado através de “chips” nos animais. A aplicação tira partido de identificadores por rádio frequência (RFID) em cada animal para construir bases de dados de gestão da exploração e para ordenar o efetivo em mangas de maneio automáticas.


PORTAL N.º 106 | 3/2016

11

INVESTIGAÇÃO NO IPP Projetos recentemente aprovados

O Numa lógica de preservar identidade da região, valorizando os ofícios tradicionais e de produção artesanal do Alto Alentejo, o Canto da Página prepara um livro que retrata o saber-fazer tradicional por detrás de cada objeto único construído, partilhando o que poderá ser a última pessoa detentora de um saber único. Este projeto inclui o levantamento de todos os ofícios tradicionais existentes na região. O projeto Cristina Francisquinho - Consultoria Agrícola e Apoio Técnico assenta numa lógica de incrementação e sensibilização de uma prática agrícola sustentável e de precisão, através do desenvolvimento e aplicação de metodologias e técnicas agrícolas que permitam maior produtividade e competitividade aos produtores do sector. A consultoria e o apoio técnico prestados serão ferramentas essenciais para diminuir e colmatar o abandono de produção vitícola da Serra de São Mamede. A Be4All é um projeto que atua na área das tecnologias e que irá permitir que todas as bicicletas se transformem em bicicletas elétricas, de forma rápida e sem ferramentas. Trata-se do desenvolvimento de um dispositivo que se adapta facilmente a todas as bicicletas, transformando-as em bicicletas elétricas. Este dispositivo contém um motor elétrico, alimentado por baterias que transmite energia à roda traseira por fricção e é acoplado ao apoio do selim. O projeto de localização de um polo da Nemotek em Portalegre fundamenta-se na necessidade de estar próximo de polos tecnológicos na área das energias renováveis e na proximidade com o mercado espanhol, aos quais se acresce o fato de o Alentejo ser considerado uma região com problemas de fornecimento de energia elétrica, podendo ser potenciado o uso de sistemas de armazenamento de energia. O Atelier 3 é um projeto de criação e gestão de marcas e de conceção e desenvolvimento de soluções de packaging, publicidade multimeios (audiovisual, online e offline). O seu foco diferenciador apresenta-se na construção de um trabalho único e irrepetível, com inspiração direta no pulsar de energias do cliente e na sua atmosfera envolvente.

IPPortalegre viu, recentemente, aprovados os seguintes projetos, submetidos em parceria com diversas entidades da região Alentejo e com outras Instituições de Ensino Superior, no âmbito do novo quadro comunitário: » Rede de Incubadoras de Base Tecnológica do Sistema Regional de Transferência de Tecnologia (SRTT) do Alentejo » PIN – Poli-entrepreneurship innovation network » FlexStone – Novas Tecnologias para a Competitividade da Pedra Natural » OLEAVALOR – Valorização das Variedades de Oliveira Portuguesas O investimento total destes projetos é de 4.046.978,29 euros, sendo a componente do IPPortalegre de 229.479,20 euros.

C3i incentiva a divulgação da produção científica

A

C3i retomou a divulgação mensal, na sua newsletter, de revistas indexadas (com o respetivo link, onde os investigadores podem consultar todas as informações necessárias à submissão de trabalhos para publicação) e de congressos que possibilitem aos investigadores a apresentação de comunicações. Com estas iniciativas, a C3i pretende ajudar os investigadores dos quatro núcleos de investigação a aumentarem o número de publicações científicas.

Investigadores da C3i na organização de congressos internacionais

I

nvestigadores da C3i integram a Comissão Organizadora e a Comissão Científica de quatro congressos internacionais que vão ter lugar em Roma, Itália, de 18 a 29 de julho: – 3rd International Congress on Water, Waste and Energy Management: de 18 a 20 de julho – 2nd International Congress - Green Chemistry and Sustainable Engineering: de 20 a 22 de julho – Global Conference on Applied Physics and Mathematics: de 25 a 27 de julho – Global Conference on Applied Computing in Science and Engineering: de 27 a 29 de julho Integram ainda a Comissão Científica do seguinte encontro internacional: – Regional HELIX 2016. Innovation, Entrepreneurship and Territorial Competitiveness, a ter lugar em Portugal, Castelo Branco: 29 e 30 de junho a 1 de julho.


IPP com dados positivos no Multirank 2016

IPP participa em projetos de parceria estratĂŠgica Erasmus+

O

IPP ĂŠ parceiro em dois projetos da ação Parcerias EstratĂŠgicas no âmbito do Programa Erasmus+. O projeto “EmpAct - Empower Active Ageingâ€? situa-se na ĂĄrea da educação de adultos, ĂŠ coordenado pela Fundação Step by Step, da BulgĂĄria e conta com a participação de, alĂŠm do IPP e da instituição referida, outros trĂŞs parceiros, de ItĂĄlia, GrĂŠcia e Chipre. Em termos sucintos, o projeto visa a valorização social e profissional de adultos com mais de 50 anos, permitindo-lhes a aquisição de competĂŞncias nas ĂĄreas do empreendedorismo, novas tecnologias e competĂŞncias sociais, de modo a reforçarem o seu papel como cidadĂŁos ativos. O projeto “Kiitos@21st CenturyPreschools - An integrated pedagogical approach to promote 21st century skills and a second language learning in Childhood Educationâ€? situa-se na ĂĄrea da educação prĂŠ-escolar, e ĂŠ coordenado pelo MunicĂ­pio da Ponte de Sor. Para alĂŠm do IPP, integram a parceria trĂŞs outras instituiçþes Portuguesas (Associação Portuguesa de Professores de InglĂŞs, Agrupamento de Escolas de Ponte de Sor, Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Ponte de Sor) e trĂŞs parceiros estrangeiros (Audiation Institute, ItĂĄlia, Cucurova University, Turquia, e Malopolska Wyzsza School of Economics, PolĂłnia).

O

IPP apresenta resultados bastante positivos num conjunto de indicadores de comparação internacional entre instituiçþes de ensino superior (U-Multirank 2016), sobretudo aqueles que dizem respeito a: receitas de fontes regionais (Muito Bom); mobilidade de estudantes (Bom) e receitas de fontes privadas (Bom). Em um outro conjunto de indicadores, os resultados do IPP situam-no numa posição mÊdia. É o caso dos seguintes: percentagem de graduação nas licenciaturas e licenciaturas completadas no tempo previsto; percentagem de produçþes artísticas (exposiçþes, concertos e peças multimÊdia); percentagem de docentes estrangeiros e percentagem de licenciados que trabalham na região. O U-Multirank Ê um ranking promovido e financiado pela União Europeia, tendo a edição de 2016 avaliado e seriado mais de 1300 Instituiçþes de ensino superior em todo mundo, entre as quais 27 de Portugal. De acordo com a metodologia do ranking, as instituiçþes são avaliadas atravÊs de 31 indicadores, agrupados em cinco åreas de intervenção: ensino, investigação, transferência de conhecimento, internacionalização e envolvimento regional. No conjunto das 27 instituiçþes portuguesas de ensino superior avaliadas (15 universidades e 12 politÊcnicos), o IPP ocupa o 22.º lugar. AlÊm dos dados relativos ao conjunto dos indicadores considerados globalmente em relação a cada instituição, a edição de 2016 do estudo produziu, tambÊm, um ranking relativo a cursos na årea das ciências sociais. No IPP foram considerados os cursos de licenciatura em Serviço Social e o mestrado em Educação Especial. Os dados recolhidos indicam que os referidos cursos apresentam um resultado de Muito Bom no ratio estudantes/docentes, de Bom na orientação internacional e de mÊdio na conclusão do curso dentro do tempo previsto.

Associação de Estudantes da ESAE toma posse

T

omaram posse no dia 25 de fevereiro, no Auditório da Escola Superior Agråria de Elvas, os novos órgãos sociais da Associação de Estudantes da ESAE (AEESAE) do Instituto PolitÊcnico de Portalegre. Esta Ê a primeira vez em que a Associação de Estudantes Ê liderada por uma estudante. Direção: Presidente – Catarina Graça, Vice-Presidente – Duarte Moreira, Tesoureiro – Margarida Branco, Secretårio – Marta Sousa, 1º Vogal – António Coelho, 2º Vogal – Fåbio Calado, 3º Vogal – Patrícia Pinto. Assembleia Geral: 3UHVLGHQWH²7LDJR%ULWR9LFH3UHVLGHQWH²$QD5HDO6HFUHWiULRï Sara Filipe. Conselho Fiscal: Presidente – Paulo Tavares, Vice-Presidente – Catarina Ribeiro, Secretårio – Filipa Vandame. Colaboradores: Henrique Ferreira, João Rodrigues, Rodrigo Abreu, Manuel Mendes, Rúben Aldeagas, Ana Sousa, Mårio Mascarenhas, Rita Matuto, Rui Lopes, Rita Cordeiro.

FICHA TÉCNICA Edição Gabinete de Relaçþes Públicas e Cooperação do Instituto PolitÊcnico de Portalegre | Direção Joaquim Mourato | Coordenação editorial Carlos Afonso | Redação Maria do Carmo Maridalho (GRPC), Clåudia Lopes (ESE-IPP), Beatriz Costa Pinto (ESS-IPP), Maria JosÊ Martins (ESTG-IPP), Dora Gonçalves (ESAE-IPP), Catarina Dias (C3i) e Artur Romão (GEE) | Colaboração Ana JosÊ | Paginação Margarida Dias | Contactos Praça do Município, nº 11, 7300-110 Portalegre | Telef. 245 301 500 | Site www.ipportalegre.pt | E-mail grpc@ipportalegre.pt

Portal 106 – Boletim informativo do Instituto Politécnico de Portalegre  
Advertisement