Page 4

4

PORTAL N.º 95 | 06/2013

Estudo evidencia impacto do IPP na economia local

O

Instituto Politécnico de Portalegre promoveu uma sessão pública de apresentação do Estudo do Impacto Socioeconómico do IPP nos Concelhos de Portalegre e Elvas, para a qual se convidaram entidades parceiras e forças vivas da região. Na iniciativa realizada nos Serviços Centrais, a 19 de junho, os seus autores – Dra. Cristina Pereira, Prof. João Emílio Alves e Prof. Joaquim Mourato – contextualizaram o estudo e apresentaram as principais conclusões. Nos mesmos moldes, a 28 de maio, o Conselho Geral promoveu uma apresentação da síntese dos resultados, aberta à comunidade académica. O estudo será editado, no âmbito da coleção do IPP “Largo da Sé”.

O estudo do impacto socioeconómico do IPP nos concelhos de Portalegre e Elvas pretende identificar o efeito direto e indireto na atividade económica destes concelhos, que decorre da localização de Escolas do Instituto Politécnico de Portalegre, nos concelhos de Portalegre e Elvas.

Mérito dos alunos reconhecido

A

s bolsas de estudo por mérito do ano letivo de 2011/2012 foram entregues no passado dia 19 de junho, em sessão pública. Com a entrega destas distinções procura-se reconhecer o trabalho dos estudantes que tenham mostrado um aproveitamento escolar excecional. Cada bolsa corresponde a cinco vezes o valor do salário mínimo nacional e a sua atribuição é feita com base nos critérios fixados pelo Ministério da tutela. Por motivos vários, três dos alunos distinguidos não puderam comparecer na cerimónia, sendo-lhes posteriormente entregue a sua bolsa.

Alunos premiados: Pamela Carvalho (Enfermagem, 16,8 valores); Tatiana Oliveira (Serviço Social, 16,4 valores); Cristina Luís (Educação Básica, 18 valores); António Alves (Gestão, 16,9 valores); Miguel Dias (Design de Comunicação, 16 valores) e Laura Schuch (Equinicultura, 16,56 valores).

O trabalho de investigação foi desenvolvido simultaneamente nos Politécnicos de Bragança, Castelo Branco, Leiria, Setúbal, Viana do Castelo e Viseu, em colaboração com as Universidades do Minho e do Porto e impulsionado pelo CCISP. É composto por duas componentes, uma relativa à caracterização socioeconómica de cada Politécnico e da sua envolvente e uma outra referente ao apuramento do impacto económico e do retorno do investimento realizado pelo Estado nestas Instituições. Os resultados reportam-se ao ano de 2012 e, no caso do IPP, evidenciam um impacto relevante no PIB dos concelhos de Portalegre e Elvas e a criação de diversos postos de trabalho diretos e indiretos. A atividade económica

Projeto “Mentorado”

Mentores já preparam o acolhimento dos novos alunos

gerada pelo IPP representa, ainda, um retorno correspondente ao triplo do OE atribuído pelo Estado a este Politécnico, no ano em estudo. Alguns números: Contribuição do IPP para o PIB dos concelhos de Portalegre e Elvas: − é superior a 27 milhões de euros − corresponde a 5,67% do PIB dos dois concelhos

mentorado

Instituto Politécnico de Portalegre

Este é um sistema de interajuda em que estudantes que já frequentam o ensino superior ajudam à integração dos estudantes recém-chegados. RH envolvidos: Miguel Arriaga (coordenador); Luísa Carvalho (ESE); Helena Cameron (ESTG); Dora Gonçalves (ESAE); João Claudino (ESS).

N.º de empregos criados (diretos e indiretos): 915 Peso do IPP na população ativa dos dois concelhos: 4,22%

Conclusões: − O impacto é mais abrangente que o apurado: alcança também dimensões socioculturais bem como a equidade de acesso aos estudantes da região (não quantificadas); − Próxima etapa: impacto sobre a formação e educação das populações, na linha da abordagem de Bluestone, procurando saber onde se encontram os licenciados, onde trabalham, quais os seus rendimentos; − Realce da missão pública dos Institutos, aos níveis: – desenvolvimento regional, – garantia de acesso à educação de nível superior, – agente de transformação da realidade dos concelhos onde os Politécnicos estão presentes, (que populações locais valorizam).

N

o início do próximo ano letivo, quando chegarem os alunos do 1º ano, terão à sua espera um grupo de colegas, prontos a acolhê-los e a integrá-los num novo contexto escolar. É esta a razão de ser do projeto “Mentorado”, que o IPP reativa este ano, em todas as suas Escolas. A iniciativa é coordenada pelo Gabinete de Apoio Psicopedagógico do IPP, e dinamizada por uma equipa que integra um colaborador de cada unidade orgânica e alunos de todas as licenciaturas. Na tarde de 21 de maio, 57 alunos oriundos de todas as Escolas do IPP receberam formação, para serem mentores. A sessão formativa, que decorreu nos Serviços Centrais, incluiu os seguintes módulos: «Boas vindas/”Ser mentor”»; «Assertividade/ A ligação mentor−responsáveis do projeto»; «Gestão de tempo/Estratégias de estudo no ensino superior»; «Suporte técnico do mentor/ Voluntariado»; «Suporte social/ Apoio de pares» e «Procedimentos administrativos».

Portal 95 - Boletim informativo do Instituto Politécnico de Portalegre  
Portal 95 - Boletim informativo do Instituto Politécnico de Portalegre  
Advertisement