Page 1

>Inauguração Inaugurado primeiro MBA In Company com foco em sustentabilidade no agronegócio do País. Pág. 05 Ano VI n° 60 fevereiro/2016

> Case de sucesso

Aluno IPOG lança livro sobre análise grafotécnica para auxiliar peritos em início de carreira. Pág. 02

> Lançamento livro

Professor de cursos da área ambiental lança livro sobre erosão de solos e movimentos de massa. Pág. 03

> Parceria

Em 2016, cursos na área de engenharia e arquitetura do IPOG contarão com parceria de softwares da Autodesk. Pág. 04

> Qualificação profissional

Em ano desafiador, currículo qualificado é diferencial no setor de TI, aponta pesquisa. Pág. 06

> Carreira

Setor de Logística requer profissionais que saibam “fazer mais com menos”. Pág. 07


Corpo Docente 03

02 Case de sucesso

Aluno IPOG escreve livro sobre Análise Grafotécnica A obra conta com uma linguagem simples e direta sobre as técnicas de verificação da escrita

Diariamente milhares de pessoas são vítimas de falsificação de assinatura em todo o mundo. Golpes com documentos e folhas de cheque, por exemplo, causando uma série de problemas às vítimas, desde provar o não envolvimento no crime, até identificar a origem da falsificação. Dentro desse contexto, o perito grafotécnico

é solicitado pelo juiz para fazer a análise grafotécnica do documento. O trabalho desse tipo de perito consiste em identificar, por meio de análises minuciosas, se as assinaturas são idôneas e se houve crime ou não. Com mais de 20 anos atuando como policial civil e há 11 anos trabalhando como perito judicial, Reginaldo Tirotti, aluno da Especialização em Perícia Criminal e Ciências Forenses do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG) lançou o livro “Análise Grafotécnica para Iniciantes”. A obra conta com uma linguagem simples e direta sobre as técnicas de verificação da escrita. “Os conhecimentos adquiridos no IPOG e o referencial exemplar dos docentes me deram a maior força”, recorda Tirotti que escreveu o livro em parceria com sua filha, também advogada e perita judicial, Jaqueline Tirotti.

O livro está disponível na versão impressa e on-line e pode ser encontrado nas maiores livrarias do Brasil e em sites de compras de livro pela internet.

inspire o melhor que há nos outros.

DESCUBRA O MELHOR que você pode ser.

ipog.edu.br

Professor do IPOG lança livro sobre erosão de solos e movimentos de massa Obra de Antônio Guerra é baseada em mais de 30 anos de estudo. Alunos do Instituto são contemplados com exemplos do livro em sala de aula Professor do Instituto de PósGraduação e Graduação (IPOG) há mais de oito anos, o doutor em Geografia, Antônio José Teixeira Guerra, lança o livro “Erosão dos solos e movimentos de massa: abordagens geográficas”. A obra é fruto de mais de 30 anos de pesquisas desenvolvidas pelo autor e aborda a erosão dos solos e os movimentos de massa, levando em consideração suas diferentes abordagens geográficas. O tema é de grande importância para o Brasil, onde os problemas ambientais causam prejuízos econômicos e sociais, tirando a vida de milhares de pessoas nas últimas décadas. Antônio Guerra, que ministra o módulo “Recuperação e Gerenciamento de Áreas Degradadas e Passivos Ambientais” no MBA Perícia, Auditoria e Gestão Ambiental, e o módulo “Gestão de Recursos Hídricos” no MBA Engenharia Sanitária e Ambiental, é um especialista de referência, não só no IPOG, mas também é professor titular do Departamento de Geografia da UFRJ. Em 2013, o professor participou de uma reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo, sobre os desabamentos na Serra Fluminense, em Petrópolis (RJ). Na ocasião, 30 pessoas morreram. A participação se deu porque durante quatro anos o professor Antônio Guerra coordenou um grupo de pesquisa que identificou a Serra Fluminense como sendo

área com risco de deslizamentos.

Conhecimento

Para Antônio Guerra, o assunto abordado em seu livro beneficia diretamente os alunos do IPOG. “Os alunos precisam conhecer os mecanismos que detonam esses tipos de degradação ambiental, como prevenir e também o que fazer para recuperar os ambientes que são degradados quando passam por erosão e movimentos de massa. Essas duas formas de degradação dos solos se repercutem sobre a qualidade dos solos e sobre as bacias hidrográficas como um todo. Ou seja, afeta bastante a gestão dos recursos hídricos. Muitos exemplos que eu dou para os alunos dos dois cursos estão contidos neste livro”, afirma. Sobre o autor Antônio Guerra é graduado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestre em Geografia pela pela UFRJ

e doutor em Soil Erosion - University of London. Possui experiência na área de Geociências, com ênfase em Geomorfologia, atuando principalmente nos seguintes t e m a s : geomorfologia, e r o s ã o dos solos, movimentos de massa, recuperação de áreas degradadas e gestão ambiental. O livro “Erosão dos solos e movimentos de massa: abordagens geográficas” é da Editora CRV, contém 222 páginas e está disponível para compra no site da editora.


In Company

04 Parceria

IPOG investe em Sistema Autodesk para cursos de engenharia e arquitetura em 2016 Softwares aumentam a integração de projetos e reduzem os custos em obras

Imagine criar um projeto e colocá-lo em prática com tudo funcionando em conjunto, isso antes mesmo da obra ser iniciada. Não seria ótimo? Até parece ficção científica, mas a verdade é que a distância entre ficção e realidade torna-se cada vez menor com a ajuda da tecnologia. Recentemente, o diretor da Tecgraf (empresa autorizada Autodesk, especializada em soluções nas áreas de Engenharia, Arquitetura e Construção), Amyr Girondi, esteve no Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), em Goiânia (GO), para ministrar a palestra “Ferramentas de Autodesk para Projetos de Edificações, Obras de Infraestrutura, e Agricultura de Precisão”. Entre muitas plataformas que facilitam o processo de criação de projetos, como o CAD3D, Amyr destacou o BIM (Modelagem de Informações da Construção), que permite ao profissional desenvolver um projeto com todas as áreas integradas e verificar o desempenho funcional a partir de uma simulação de como o projeto

ficaria quando estivesse pronto. “O BIM oferece muitas alternativas para explorar o projeto. É um novo conceito da tecnologia para a área de criação de projetos que faz simulações de todas as áreas integradas. Permite que o projetista ‘passeie’ por seu projeto e verifique o fluxo de pessoas, de automóveis, observando, assim, onde estaria a falha do projeto, antes mesmo dele ser iniciado”, explica Amyr Girondi. Em 2016, o IPOG implementará a aplicação do software à matriz curricular dos cursos

de curta duração, graduação e especialização nas áreas de arquitetura, engenharia e projetos. A iniciativa foi pensada com foco na demanda do mercado de trabalho, que exige do profissional dessas áreas total preparação e domínio das ferramentas que facilitam os processos. “Essa plataforma permite uma ruptura de paradigmas e, para o IPOG, é de grande valor. O BIM viabiliza a integração virtual do empreendimento permitindo, assim, que o profissional tenha total controle sobre todos os parâmetros do projeto”, diz o coordenador da graduação em Engenharia do IPOG, Marlos Guimarães. Além da implantação desse software, outra atividade que a Instituição negocia junto à Autodesk é a dupla certificação. “A ideia é de que quando o aluno se formar, ele se torne um profissional mais bem posicionado no mercado. com a certificação Autodesk nos níveis básico e avançado em seu diploma”, pontua Marlos.

05

IPOG lança 1º MBA com foco em sustentabilidade no agronegócio do País No lançamento, exposição de fotos mostra recuperação da nascente do rio Araguaia

Nunca o assunto “sustentabilidade” esteve tão em pauta como nos últimos anos. Muitas empresas se reinventaram e outras tantas já entendem a importância de abraçar a causa. No setor do agronegócio e agroindústria, não seria diferente. Para promover o conhecimento nessa área, foi inaugurada, no dia 22 de janeiro de 2016, a primeira turma do MBA em Agronegócio e Agroindústria com ênfase em Sustentabilidade do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), em Goiânia. O curso inédito terá duração de 18 módulos e será ministrado em formato In Company, levando em consideração as necessidades

específicas dos alunos como horário, por exemplo. De acordo com o coordenador do MBA, Kelson Costa, a proposta do curso é totalmente inovadora, pois foca não só na agroindústria e pecuária, mas prioriza aspectos ambientais e sustentáveis. “Ainda não existe no mercado um MBA em agronegócio e indústria que tenha foco em aspectos da sustentabilidade. Nós somos os primeiros. E, dentro desse contexto, traremos ao contato do aluno o que há de mais moderno nas tendências mercadológicas, seja em tecnologia, desenvolvimento regional sustentável, e também outras matrizes de disciplinas que envolvem exportação,

commodities, Kelson.

etc”,

esclarece

Em prol da sustentabilidade

Durante a inauguração do curso, os alunos puderam acompanhar uma exposição de fotos que mostra a recuperação da nascente do Rio Araguaia, projeto acompanhado pela ONG Rios Goianos. “A ONG busca há alguns anos empresas que efetivamente se envolvam com a questão da recuperação e preservação da biodiversidade goiana. Ter o IPOG como parceiro é de grande importância para nossa organização, uma vez que a Instituição é reconhecida nacionalmente pela seriedade e ética profissional”, diz o fundador e presidente da ONG, João Faria de Castro.


Pós-graduação 07

06 Pós-graduação

Em ano desafiador, currículo qualificado é diferencial no setor de TI De acordo com pesquisa da Robert Ralf, profissionais que mesclem habilidades técnicas e estratégicas com foco em resultados financeiros serão mais requisitados O ano de 2016 chegou e com ele as incertezas e lembranças de uma economia que se manteve instável em 2015. Com essas mudanças, profissionais de todas as áreas precisam se desdobrar para driblar os desafios, com o intuito de se manterem ou serem inseridos no mercado de trabalho. Mesmo assim, de acordo com a edição 2016 do Guia Salarial Robert Ralf, para quem trabalha no Setor de TI, a situação é mais animadora. O investimento continua, mas o mercado está mais seletivo. E para justificar os altos salários pagos aos profissionais dessa área, que podem chegar a R$25 mil reais, as exigências tornam-se cada vez maiores. Profissionais que tenham facilidade de circulação entre as áreas e que compreendam os problemas da empresa terão mais oportunidades no mercado de trabalho. É o que aponta o levantamento feito pelo Guia. “É importante que eles sejam mais dinâmicos, antenados às

tendências e às necessidades dos clientes e do mercado. Foi-se o tempo em que saber a linguagem da programação era o suficiente. Hoje, o profissional de TI tem que se articular entre as pessoas e as tecnologias para se manter no mercado”, explica a mestra em Ciência da Computação e professora do MBA Governança nas Tecnologias da Informação do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), Adriana Silveira. Mesclar habilidades técnicas e estratégicas com foco em soluções capazes de gerar resultados positivos no setor financeiro das empresas é outro ponto que as empresas estarão avaliando no momento da contratação, de acordo com a pesquisa. Nesse sentido, o Guia aconselha os profissionais a se qualificarem para a vaga a pretendida. Para Adriana Silveira, a busca pelo conhecimento é um dos grandes diferenciais para quem deseja se destacar no mercado de trabalho.

Setor de Logística requer profissionais que saibam “fazer mais com menos” De acordo com estudo da Michael Page, capacidade de reduzir custos e gerar mais eficiência é competência analisada no momento da contratação

“A especialização atua no gap que existe entre a técnica e o negócio na formação do profissional de TI. Desta forma, os profissionais têm de correr atrás de competências que lhe propiciem conhecimento adequado para lidar com as demandas corporativas e, assim, contribuir com a implementação da estratégia de negócio da companhia em que atua”, conclui.

Atualização profissional

Em busca de uma nova visão de mercado, o engenheiro da computação Nuno de Oliveira se matriculou no MBA Governanças nas Tecnologias da Informação do IPOG. Atuando na área há 14 anos, sentiu a necessidade de se atualizar. “Eu sou surpreendido a cada módulo. O professor tem apenas um fim de semana para nos ensinar, mas, como possui ampla experiência, ele consegue aplicar o conteúdo e nos atualizar sobre o mercado, através da vivência profissional”, compartilha o engenheiro.

Que a recessão econômica chegou e se instalou na economia brasileira não é novidade para ninguém. Mas o que poucos sabem é que em meio à turbulência existem setores que serão mais requisitados pelas empresas. De acordo com um estudo realizado pela empresa de recrutamento mundial, Michael Page, a área de Logística será uma das responsáveis por movimentar o mercado de trabalho em 2016. Mas, se por um lado a notícia é boa, por outro, aqueles que pretendem garantir uma vaga

no setor deverão se reciclar e compreender que grandes empresas estão priorizando a contratação de profissionais que saibam atuar com redução de custos e alta eficiência. “A redução de tempo e custo são dois dos principais pilares para que a logística seja praticada de forma moderna. Profissionais que saibam ‘fazer mais com menos’ estarão no foco das empresas”, garante o coordenador do MBA Executivo em Logística de Distribuição e Produção do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), Tarcísio Meneses.

Capacitação Profissional

Em um cenário econômico turbulento, com um mercado de trabalho que exige um alto nível de performance dos profissionais, qualificar-se ainda é um dos requisitos que fazem a diferença para quem deseja ingressar e/ ou permanecer no mercado de trabalho. “Ter domínio sobre ferramentas de tecnologia da informação e softwares específicos para a

área de logística é um fator de vantagem competitiva altíssimo, principalmente se aliado a uma formação acadêmica forte. O MBA do IPOG permite que o aluno vivencie na prática a união entre a visão estratégica e operacional ”, esclarece o coordenador do MBA, Tarcísio Meneses. Quem se beneficiou com a completa formação curricular do curso foi o gerente de Logística, Osvando de Oliveira. Ele concluiu sua especialização, em 2013, e aprova a experiência. “O MBA abriu meus horizontes em relação a conhecimento, contatos e uma nova maneira de pensar sobre soluções já consagradas e novas a serem criadas, já que o setor é muito dinâmico”, pontua Osvando.


Anúncio publicado na revista VC S/A do mês de Fevereiro

Inspire o melhor que há nos outros. Descubra o melhor que você pode ser!

Conhecimento presente em todo território nacional nas áreas:

> Comunicação > Direito > Engenharia / Arquitetura > Gestão / Negócios > Meio Ambiente > Saúde > Tecnologia da Informação.

IPOG.EDU.BR

ESPAÇO DO LEITOR Este espaço foi reservado para você comentar esta edição, sugerir matérias e fazer críticas, ajudando sempre a melhorar a qualidade do IPOG News. Sinta-se à vontade! E participe através do e-mail comunicacao@ipog.edu.br

EXPEDIENTE Diretora Comercial e Marketing Lorranny Sousa Gestora de Comunicação Maraísa Lima

Edição - Geral Maraísa Lima Reportagem Humberta Carvalho e Marcela Freitas

Diagramação Francinne Menezes

Ipog news fevereiro 2016  
Ipog news fevereiro 2016  
Advertisement