Page 1

Tourism Trends Review

CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT

DA CRISE AO SUCESSO FROM CRISIS TO SUCCESS

OPINIÃO | OPINION

TALEB RIFAI

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO TURISMO WORLD TOURISM ORGANIZATION

GERAÇÃO DO NOVO MILÉNIO:

OS VIAJANTES DO FUTURO ESTÃO AQUI MILLENNIALS: THE TRAVELLERS OF TOMORROW ARE HERE

2015 | €7,50

FRANCISCO CALHEIROS

CONFEDERAÇÃO DO TURISMO PORTUGUÊS PORTUGUESE TOURISM CONFEDERATION


Desde 1984 que os Hotéis Solverde se destacam no turismo português. A nossa história é marcada por excelência, diferenciação e conforto. São mais de 30 anos dedicados a si, para que se sinta em casa e desfrute os melhores momentos.


EDITORIAL 3

TURISMO EM 2015

UMA AGENDA PARA A AÇÃO AS PREVISÕES APONTAM PARA UM SETOR EM CRESCIMENTO. MAS O CAMINHO É LONGO E DEVE SER PERCORRIDO COM VISÃO E AÇÃO. Nove anos depois da publicação de “Turismo em 2007”, fazemos uma breve retrospetiva do projeto, que teve como objetivo ser uma fonte de identificação e análise dos temas centrais da indústria do turismo. No fundo, antecipar tendências e mudanças em curso a fim de fornecer informação útil para a tomada de decisão dos agentes e organizações que operam no setor.

ANTÓNIO JORGE COSTA President, IPDT

Ao longo destas edições abordamos temas estruturantes para esta indústria, como, por exemplo: turismo na CPLP, turismo na Ibéria, cadeias hoteleiras e investimento em tempo de crise, sustentabilidade e ambiente, experiências, impacto turístico das Olimpíadas, turismo jovem, luxo e serviço de excelência, cidades-marca, mercados BRIC, cidades de filmes, marketing 3.0, entre outros. Nestes nove anos de publicações, assistimos a flutuações no turismo, momentos de grave crise económica, momentos de recuperação e de confiança, surgimento de novos conceitos como a “economia de partilha”, mudanças de paradigma e de estratégia. Neste período, Portugal atingiu os melhores resultados de sempre no turismo para depois ser fortemente castigado pela crise económica, vivendo largos meses de austeridade, com programas de reestruturação, cortes nas pensões, saúde, educação entre outros setores. Apesar disso, a indústria do turismo revelou uma resiliência e performance inesperadas, crescendo, nos últimos dois anos, numa tendência inversa à maioria dos outros setores da economia. Nesta perspetiva, fazia sentido dedicar um caderno especial ao turismo nacional e aos impactos da crise na imagem do setor. As principais conclusões de um trabalho mais abrangente, conduzido pelo IPDT, podem ser lidas nesta edição, assim como uma agenda para a ação, que aponta caminhos para o setor do turismo. Um caminho longo, promissor, mas também muito exigente! Pelo nono ano consecutivo partilhamos com os nossos leitores um conjunto de análises e opiniões sobre o estado do turismo em Portugal e no Mundo. Ao longo dos cinco grandes temas que compõem “Turismo em 2015” (Institucional, Portugal, Tendências, Casos e Viagens) identificamos tendências do turismo de saúde e bem-estar em Portugal; conhecemos a realidade do turismo de compras no nosso país; abordamos novas perspetivas do turismo criativo, do “cineturismo” e da economia de partilha; ficamos a conhecer quem são, e como se comportam, os viajantes do novo milénio; identificamos os principais destinos alternativos da Europa, entre vários outros temas. Esperando que esta edição seja do vosso agrado, desejo a todos uma boa leitura e até a “Turismo em 2016”!

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


4 EDITORIAL

TOURISM IN 2015:

AN AGENDA FOR ACTION

TOURISM TRENDS REVIEW TURISMO EM 2015 DIRETOR | DIRECTOR António Jorge Costa EDIÇÃO | EDITION Daniela Rodrigues DESIGN Rita Paupério

FORECASTS POINT TO AN INDUSTRY IN GROWING EXPANSION. BUT THE ROAD IS LONG AND MUST BE TRAVELED WITH VISION AND ACTION. Nine years after the publication of “Tourism in 2007”, it is important to do a brief retrospective of the project, which aimed to be a source of identification and analysis of the central themes of the tourism industry. Basically, anticipating trends and changes taking place in the world, in order to provide useful information for the decision-making process of agents and organizations operating in the sector. Along these editions we addressed structural issues for tourism, of which it is worth remembering: tourism in CPLP, tourism in Iberia, hotel companies and investment in times of crisis, sustainability and environment, experiences, touristic impact of the Olympic Games, youth tourism, luxury and service of excellence, city-brands, BRIC markets, film cities, marketing 3.0, among others. In these nine years of publications, we saw fluctuations in tourism, serious economic crisis moments, recovery times, the emergence of new concepts such as the “sharing economy” paradigm and strategy shifts. During this period, Portugal achieved the best tourism results ever only to be immediately severely punished by the economic crisis, living many months of austerity, with restructuring programs, cuts in pensions, health, education and other industries. Nevertheless, tourism industry showed an unexpected resilience and growing performance in the last two years, a reverse trend to most other sectors of the economy. In this perspective, it seemed obvious to dedicate a special section of this edition to national tourism and the impacts of the crisis in the sector’s image. The main conclusions of a comprehensive study conducted by IPDT can be read in this issue, as well as an agenda for action that points to innovative approaches for the tourism sector. A long, promising, but also very demanding road! For the ninth consecutive year we share with our readers a set of analyzes and opinions on the state of tourism in Portugal and worldwide. Across the five major themes that integrate the “Tourism in 2015” (Institutional, Portugal, Trends, Cases, Travel) we identify trends in health and wellness in Portugal; we get to know the reality of shopping tourism in our country; we approach new perspectives of creative tourism, “film tourism” and the sharing economy; we get to know who are the travelers of the new Millennium and how they behave; we distinguish the main alternative destinations in Europe, among many other topics. Hoping that this edition meets your expectations, I wish you all a good reading and see you at the “Tourism in 2016”!

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

COLABORADORES | COLLABORATORS Ângela Lopes, Daniela Alves, João Bastos, João Gomes, Marcília Almeida, Rui Correia COLUNISTAS | COLUMNISTS António Del Valle, David Vicente, Direção APDL, Emídio Gomes, Francisco Calheiros, Iwona Fluda, Joaquim Robalo de Almeida, Joana Alegria Quintela, José Manuel Esteves, Luís Veiga, Manolis Pssarros, Pantazis Pastras, Paulo Faustino, Pedro Brás Marques, Pedro Costa Ferreira, Peter Jordan, Ricardo Pinto, Taleb Rifai, Vítor Fraga, Vítor Neto, WYSE. AGRADECIMENTOS | SPECIAL THANKS Sandra Carvão DIREÇÃO DE MARKETING | MARKETING Mónica Montenegro DIREÇÃO DE COMUNICAÇÃO | COMMUNICATION Daniela Rodrigues CONSULTOR EDITORIAL | EDITORIAL ADVISER Richard Teare COPYRIGHT IPDT Portugal Rua Rainha D. Estefânia, 246, 3º, 4150-303 Porto T. +351 226 097 060 England 111 Buckingham Palace Road, Victoria, Westminster London, SW1W 0SR T. +44 02073408551 ipdt@ipdt.pt | www.ipdt.pt Todos os direitos reservados. Esta publicação não pode ser reproduzida, total ou parcialmente, sem prévia autorização do IPDT. Todos os artigos assinados são responsabilidade exclusiva dos autores. All rights reserved. This publication may not be reproduced in whole or in part, without prior permission of IPDT. All signed articles are exclusive responsibility of the authors. IMPRESSÃO | PRINTING Multitema - Soluções de Impressão Rua do Cerco do Porto, 365, 4300-119 Porto T. +351 225 192 600 multitema@multitema.pt | www.multitema.pt ISSN 1647-6247 Depósito Legal 253208/07 IMAGENS | PHOTOS ANA - Aeroporto do Porto; APDL - Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo; Direção Regional do Turismo dos Açores; Fotolia; IPDT. TIRAGEM | PRINT RUN 5000 exemplares/copies ANO IX | YEAR IX COM O ALTO PATROCÍNIO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA PORTUGUESA. WITH THE HIGH SPONSORSHIP OF HIS EXCELLENCY THE PRESIDENT OF THE PORTUGUESE REPUBLIC.


Durante muitos e muitos séculos, Macau foi porta de ligação entre o longínquo Oriente e o Ocidente, uma ligação que se mantem bem visível através dos muitos testemunhos que constantemente se cruzam com os passos de quem lá vive e de quem por lá passa. Testemunhos sobretudo marcados pela presença portuguesa ao longo de 450 anos, uma herança que levou a UNESCO a inscrever o seu Centro Histórico na lista de Património da Humanidade.

Macau em oito roteiros turísticos A Direcção dos Serviços de Turismo de Macau (DST) acaba de lançar quatro novos roteiros turísticos “Sentir Macau passo-a-passo”, e realizou melhoramentos nos quatro roteiros lançados em Setembro de 2013, providenciando um total de oito roteiros turísticos a pé, incentivando assim os visitantes a explorar as diferentes zonas da cidade. Os oito roteiros convidam os visitantes a descobrir: Passo-a-passo pelo Centro Histórico; Experiência de Criatividade; Intercâmbio Cultural Luso-Chinês; Arte e Herança Cultural; Histórias de Encanto da Freguesia de Nossa Senhora de Fátima; Casamento entre o Oriente e o Ocidente na Freguesia de Santo António; Memórias da Vila da Taipa e Nostalgia em Coloane.

Basta iniciar os primeiros passos no Largo do Senado, marcado por uma arquitectura que nos faz viajar até terras lusas, e subir a Calçada do Tronco Velho até chegar ao belo Largo de Santo Agostinho, com pavimento de calçada à portuguesa com motivos ondulados e candeeiros verdes de rua, criando uma atmosfera antiga e muito europeia, para encontrar os laços que ligam a China a Portugal. Logo aqui somos surpreendidos pela beleza da Igreja de Santo Agostinho e por outros edifícios que marcam essa ligação entre o Oriente e o Ocidente, como o Teatro Dom Pedro V, o mais antigo teatro europeu na China. Depois, é descer a Calçada do Teatro até chegar à Rua Central, virar à direi-

foi construído para alojar um regimento indiano oriundo de Goa com cerca de 200 pessoas que vinha reforçar o corpo da polícia de Macau. Mais adiante, o convite é para virar à esquerda, pois logo ali encontrará um dos mais importantes pontos turísticos, culturais e religiosos de Macau, o Templo de A-Má. Não deixe de entrar e de percorrer os seus quatro pavilhões eregidos para homenagear e adorar a Deusa A-Má, protectora dos pescadores e marinheiros. Segundo as lendas, o nome da cidade deriva precisamente da palavra em cantonense “A-Má-Gau”, Após alguns minutos de reflexão no interior do Templo de A-Má e de se

ta e seguir em frente até à Rua de São Lourenço, e aí encontrar a igreja que dá nome à rua, a Igreja de São Lourenço, também conhecida por Feng Shun Tang - Igreja dos Ventos de Navegação Calma, originalmente construída por jesuítas antes de 1569, e que foi reconstruída pela primeira vez em 1618. Um pouco mais à frente, e depois de atravessar a Rua do Padre António Vieira, acontece o encontro com a Casa do Mandarim, património que tem características de uma residência tradicional típica da região de Cantão, tendo igualmente incorporado influências arquitectónicas da fusão entre as culturas chinesa e ocidental. Casa do Mandarim que também representa um grande valor cultural, porque era a antiga residência de Zheng Guangying, filósofo chinês da Dinastia Qing, que concluiu aqui a grande obra «Advertências em Tempos de Prosperidade». Saindo da Casa do Mandarim, aproveite para visitar e deixar-se maravilhar pelo Largo do Lilau, localizado numa área que corresponde a um dos primeiros bairros residenciais portugueses em Macau. Siga a Rua da Barra até ao Quartel dos Mouros, construído em 1874 na encosta da Colina da Barra, um edifício desenhado pelo italiano Cassuto e que

deixar encantar com os diversos rituais que aqui acontecem, atravesse o pavimento em calçada portuguesa do Largo do Pagode da Barra, que dizem ter sido onde os portugueses desembarcaram pela primeira vez em Macau. E para terminar este passeio, um dos muitos roteiros criados pela Direcção dos Serviços de Turismo de Macau (DST) para que mais facilmente o turista se encontre com a História e Cultura de Macau e essa centenária ligação entre o Oriente e o Ocidente, não perca a oportunidade para experimentar as iguarias locais num dos restaurantes portugueses ou macaenses existentes ao longo da Rua do Almirante Sérgio.

Para mais informações consulte Centro de Promoção e Informação Turística de Macau, em Portugal Av. 5 de Outubro, 115 r/c LISBOA Tel: (+351) 217 936 542 Fax: (+351) 217 960 956 E-mail: geral@turismodemacau.com.pt www.turismodemacau.com.pt

PUBLIREPORTAGEM

Macau, onde o Oriente e o Ocidente se encontram


6 SUMÁRIO | SUMMARY

PORTUGAL

BARÓMETRO DO TURISMO

FRANCISCO CALHEIROS

TOURISM BAROMETER

PRESIDENT PORTUGUESE TOURISM CONFEDERATION

10

PÁGINA | PAGE

20

PÁGINA | PAGE

CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT

DA CRISE AO SUCESSO: UMA AGENDA PARA A AÇÃO FROM CRISIS TO SUCCESS: AN AGENDA FOR ACTION

87

PÁGINA | PAGE

BEST IN TRAVEL 108 PÁGINA | PAGE

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

CASO | CASE

AZORES

AÇORES 110 PÁGINA | PAGE


INSTITUCIONAL | INSTITUTIONAL 7

TURISMO INTERNACIONAL:

CRESCIMENTO GLOBAL E TRANSFORMAÇÃO INTERNATIONAL TOURISM:

GLOBAL GROWTH AND TRANSFORMATION

TALEB RIFAI Secretary-General, World Tourism Organization (UNWTO)

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

O turismo tem evoluído ao longo das décadas tornando-se um dos setores económicos de mais rápido crescimento em todo o mundo e um pilar da sociedade globalizada de hoje.

Tourism has evolved over the decades to become one of the fastest growing economic sectors in the world and a cornerstone of today’s globalized society.

Desde o marco histórico atingido em 2012, quando mil milhões de turistas viajaram pelo mundo num único ano, pela primeira vez, o turismo internacional não tem mostrado sinais de abrandamento. O barómetro da Organização Mundial do Turismo revela que, em 2014, as chegadas de turistas internacionais cresceram 4,7%, atingindo um novo recorde de 1,138 milhões de turistas que atravessaram fronteiras internacionais num ano. Com este aumento, o setor consolida o crescimento médio de 5% desde 2010, superando, uma vez mais, as previsões de longo prazo de 3,8% de crescimento ao ano, no período 2010-20.

Since reaching a historic milestone in 2012, when one billion tourists traveled the world in a single year for the first time, international tourism has shown no signs of slowing down. UNWTO’s World Tourism Barometer shows that in 2014 international tourist arrivals grew 4,7%, reaching a new record of 1,138 million tourists crossing international borders in one year. With this increase, the sector consolidates its 5% average growth since 2010, once again surpassing the long-term forecast of 3,8% growth a year for the period 2010 to 2020.

Hoje, o turismo é um setor económico de biliões de dólares que representa até 9% do PIB mundial e 30% das exportações de serviços. O setor é também um dos principais geradores de emprego a nível mundial, assegurando trabalho a uma em cada 11 pessoas em todo o mundo.

Today, tourism is a trillion dollar economic sector that represents up to 9% of the world’s total GDP and 30% of service exports. The sector is also one of the leading job creators in the world, employing one in every 11 people across the world.

Poucos setores económicos hoje em dia conseguem registar tamanho crescimento num contexto de persistentes desafios globais, de lenta recuperação económica, de escalada das

Few economic sectors today can tout strong growth amidst the lingering global challenges of a slow economic recovery, escalating geopolitical tensions and health


8 INSTITUCIONAL | INSTITUTIONAL

tensões geopolíticas e de riscos à saúde nas diferentes partes do mundo. Com efeito, durante estes tempos de incerteza, o turismo é único ao ser capaz de enfrentar estrategicamente alguns dos principais desafios mundiais, contribuindo de forma significativa para a criação de emprego, a redução da pobreza, a inclusão social, a proteção do ambiente e da paz e compreensão multicultural.

risks in different parts of the world. Indeed, during these uncertain times, tourism is unique in that it is strategically capable of addressing some of the world’s most pressing challenges by making a significant contribution to job creation, poverty alleviation, social inclusion, environmental protection and multicultural peace and understanding.

EUROPA - CONSOLIDANDO A POSIÇÃO DE REGIÃO MAIS VISITADA DO MUNDO

EUROPE - CONSOLIDATING ITS POSITION AS WORLD’S MOST VISITED REGION

Em 2014, mais de metade dos 1,138 milhões de turistas internacionais visitaram a Europa, consolidando a sua posição de região mais visitada no mapa mundial do turismo. No ano passado, a chegada de turistas internacionais à Europa aumentou 22 milhões, refletindo um crescimento de 4%, um desempenho impressionante, apesar dos desafios económicos crescentes. A Europa do Norte, do Sul e a Europa Mediterrânea lideraram as sub-regiões, com 7% de crescimento.

In 2014, over half of the 1,138 million international tourists visited Europe, consolidating the region’s position on the global tourism map as the world’s most visited region. Last year, Europe’s international tourist arrivals increased by 22 million, reflecting 4% growth, an impressive performance in spite of the burgeoning economic challenges. Northern Europe and Southern and Mediterranean Europe were leading sub regions with 7% growth.

Olhando para o futuro, o turismo na Europa continuará a crescer nas próximas décadas, prevendo-se que atinja os 740 milhões em 2030. Ciente disso, e no seio de uma recuperação económica ainda frágil, o turismo destaca-se como setor fundamental para enfrentar os desafios do lento crescimento e do desemprego. Nada pode ilustrar isso de forma mais clara do que os resultados robustos do turismo em Portugal, Grécia, Espanha e Malta, o que reforçou o forte desempenho da Europa do Sul e do Mediterrâneo, em 2014.

Looking ahead, Europe’s tourism will continue to expand in the coming decades, forecast to reach 740 million by 2030. Mindful of this, and amidst a still fragile economic recovery, tourism stands out as a key sector to tackle the pervading challenges of sluggish growth and unemployment. Nothing can illustrate this clearer than the robust tourism results of Portugal, Greece, Spain and Malta, which bolstered the strong performance of Southern and Mediterranean Europe in 2014.

Portugal, em particular, tem registado uma década de forte crescimento. A procura turística aumentou graças a esforços para promover o país interna e externamente, bem como os numerosos prémios internacionais atribuídos aos seus principais destinos, incluíndo Lisboa, Algarve e Madeira, que foram reconhecidos como destinos Europeus excecionais pela “World Travel Awards”, enquanto o Porto e os Açores receberam elogios pela “The European Travel Agents and Tour Operators Association” em 2014. Além disso, a diversificação da oferta turística de Portugal para abraçar o turismo cultural, o turismo rural e o turismo de desportos náuticos irá estimular novas oportunidades para sustentar a procura durante os próximos anos, reforçando a sua posição como um dos melhores destinos na Europa e no Mundo.

Portugal, in particular, has been enjoying a strong decade of tourism growth. Tourism demand has seen an upsurge thanks to efforts to promote Portugal domestically and abroad, as well as the numerous international recognitions of its prominent destinations, including Lisbon, Algarve and Madeira that were recognized as outstanding European destinations by the World Travel Awards, while Porto and Azores received accolades by The European Travel Agents’ and Tour Operators’ Association in 2014. In addition, diversifying Portugal’s tourism offer to embrace cultural and heritage tourism, rural tourism and sea sports tourism will spark new opportunities to sustain demand over the coming years, reinforcing its standing as one of the top destinations in Europe and in the world.

UM SETOR EM TRANSFORMAÇÃO

A CHANGING SECTOR

Desde os 25 milhões de turistas internacionais em 1950, 674 milhões em 2000 e mais de 1,1 mil milhões em 2014, o turismo tem crescido exponencialmente nas últimas seis décadas. Esse crescimento tem sido marcado por uma significativa mudança de paradigma, à medida que o turismo se transforma rapidamente sob influência dos novos desenvolvimentos globais. Os comboios da Revolução Industrial foram substituídos por aviões, quando a indústria da aviação disparou. Hoje, mais de metade dos viajantes internacionais chega aos destinos via transporte aéreo.

From 25 million international tourists in 1950, 674 million in 2000 and over 1,1 billion in 2014, tourism has grown exponentially over the past six decades. Such growth has been marked by a significant paradigm shift along the way, as tourism changes apace under the influence of new global developments. The trains of the Industrial Revolution were eventually eclipsed by aircraft as the aviation industry soared. Today, over half of all international travelers reach their destination by air transport.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


INSTITUCIONAL | INSTITUTIONAL 9

Se, na década de cinquenta, o turismo foi, em grande parte, um privilégio da elite que visitava destinos na Europa e América do Norte, atualmente há poucos lugares no planeta que escapam à curiosidade do viajante. Considerando que as viagens no passado se concentravam em destinos industrializados, hoje, as economias emergentes são alguns dos destinos turísticos e mercados de origem que mais crescem, representando 46% do número total de chegadas de turistas internacionais.

If, in the 1950s, tourism was largely a privilege of the elite class that visited destinations in Europe and North America, currently there are few places on the planet that escape the curiosity of the traveler. Whereas travel in the past was concentrated around industrialized destinations, today, emerging economies around the world have become some of the fastest growing tourism destinations and source markets, accounting for as much as 46% of the total number of international tourist arrivals.

A INTERLIGAÇÃO CRESCENTE

A GROWING INTERCONNECTEDNESS

Enquanto o turismo segue em frente, a tecnologia e a globalização transformam o setor dia após dia. Na verdade, a interconetividade global está, simultaneamente, a moldar e a ser moldada pelo turismo. Os avanços da tecnologia e das comunicações deram origem a um mundo hiper-conetado, mudando os nossos paradigmas económicos e sociais. A internet e as tecnologias móveis tornaram a informação acessível, literalmente, na “ponta dos dedos”. Como os viajantes em todo o mundo estão informados e ligados mais do que nunca, cresce o número de turistas que procura experiências locais mais autênticas, face aos itinerários tradicionais.

As tourism continues its forward march, the forces of technology and globalization transform the sector each day. Indeed, global interconnectedness is both shaping and being shaped by tourism. The advances of technology and communications have given birth to a hyperconnected world, changing our economic and social paradigms. Internet and mobile technologies made information accessible quite literally at the tip of our fingers. As travellers around the world are more informed and linked closer than ever, an increasing number of tourists seek more authentic local experiences over traditional, formulaic itineraries.

Simultaneamente e, no seio da crise económica, as novas tecnologias e os meios de comunicação social têm possibilitado o surgimento de novos negócios. O modelo colaborativo, ou a chamada “economia de partilha”, está a mudar rapidamente o setor, proporcionando muitas oportunidades para o desenvolvimento local e o fortalecimento da comunidade, mas trazendo também desafios, incluíndo a necessidade de promover a igualdade de condições para todas as empresas e garantir a qualidade e proteção do consumidor.

At the same time, new technologies and social media have given birth, amidst the economic crisis, to new business. The collaborative model or the so called “sharing economy”, is rapidly changing the sector, providing many opportunities for local development and community empowerment but also challenges including the need to promote a level playing field for all businesses, ensure quality and consumer protection.

O CAMINHO A SEGUIR

THE WAY FORWARD

EM 2030, ESPERA-SE QUE O TURISMO INTERNACIONAL ATINJA 1,8 MIL MILHÕES DE TURISTAS.

BY 2030, INTERNATIONAL TOURISM IS PROJECTED TO REACH 1,8 BILLION TOURISTS.

A expansão e o alcance do turismo tornaram-no um fenómeno global que vai continuar a impactar os aspetos sociais, económicos e culturais das nossas vidas diárias.

Tourism’s expanding breadth and scope has made it a global phenomenon that will continue to impact social, economic and cultural aspects of our daily lives.

A questão é, como vamos impulsionar o setor no futuro? O nosso maior desafio está em tornar o crescimento do turismo uma responsabilidade séria. A sustentabilidade não pode continuar a ser apenas uma proposta nobre, mas sim uma estrutura base do nosso setor, exigindo os esforços de coesão de todos os stakeholders - governos, destinos, empresas de turismo e os próprios turistas - a adotar o turismo sustentável como paradigma incondicional. O turismo pode ser um setor em constante transformação, mas o que deve permanecer inalterado é o nosso firme compromisso com a sustentabilidade. •

The question is, how do we take our sector forward into the future? Our greatest challenge is taking on tourism’s growth as our serious responsibility. Sustainability can no longer be just a noble proposal but the basic framework of our sector, requiring the cohesive efforts of all players - governments, destinations, tourism enterprises and tourists themselves - to adopt sustainable tourism as the unconditional paradigm. Tourism may be a constantly transforming sector, but what should remain unchanged is our staunch commitment to sustainability. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


10 BARÓMETRO DO TURISMO | TOURISM BAROMETER

BARÓMETRO DO TURISMO TOURISM BAROMETER

COMPARANDO COM 2014, QUAL É A PERSPETIVA DE EVOLUÇÃO DO TURISMO PORTUGUÊS PARA 2015, RELATIVAMENTE AOS SEGUINTES INDICADORES?

01.

COMPARING TO 2014, WHAT IS THE PERSPECTIVE OF EVOLUTION OF PORTUGUESE TOURISM FOR 2015, REGARDING THE FOLLOWING INDICATORS?

100% 90% 37,0%

80% 70% 70,4%

76,5%

60% 50%

49,4%

30% 20%

25,9%

17,3%

10%

16,0% 13,6%

3,7%

6,2%

3,8%

RECEITAS TURÍSTICAS TOURISM REVENUE

Nº DE DORMIDAS NA HOTELARIA NUMBER OF OVERNIGHT STAYS

Nº DE TURISTAS NUMBER OF TOURISTS

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

Para a maioria dos inquiridos do painel do Barómetro do Turismo, 2015 será um ano mais positivo para o turismo português, relativamente aos principais indicadores do setor, comparativamente a 2014. For the majority of the Tourism Barometer respondents’, comparing to 2014, 2015 will be a more positive year for portuguese tourism, regarding the main indicators of the sector.

80,2%

40%

MELHOR BETTER IGUAL EQUAL PIOR WORSE

GASTO MÉDIO POR TURISTA AVERAGE SPENDING PER TOURIST


BARÓMETRO DO TURISMO | TOURISM BAROMETER 11

COMPARANDO COM 2014, QUAL É A PERSPETIVA DE EVOLUÇÃO DO TURISMO PORTUGUÊS PARA 2015, NOS SEGUINTES MERCADOS?

02. CHINA CHINA

69,8% 28,8% 1,4% 61,0%

ESPANHA SPAIN FRANÇA FRANCE REINO UNIDO UNITED KINGDOM

COMPARING TO 2014, WHAT IS THE PERSPECTIVE OF EVOLUTION OF PORTUGUESE TOURISM IN 2015, IN THE FOLLOWING MARKETS?

32,5% 6,5% 60,3% 34,6% 5,1% 59,5% 36,7% 3,8% 56,3%

ALEMANHA GERMANY

36,2% 7,5% 49,4%

PORTUGAL PORTUGAL EUA USA

39,2% 11,4% 48,0% 48,0% 4,0% 44,2%

BRASIL BRAZIL

32,5% 23,3% 39,0%

RÚSSIA RUSSIA IRLANDA IRELAND HOLANDA NETHERLANDS

29,9% 31,1% 38,5% 58,7% 2,7% 28,7% 65,8% 5,5% 26,4%

JAPÃO JAPAN BÉLGICA BELGIUM

MELHOR BETTER IGUAL EQUAL PIOR WORSE

65,3% 8,3% 25,6% 70,3% 4,1%

ITÁLIA ITALY

10,5% 68,4% 21,1%

A China vai liderar o crescimento dos mercados internacionais. Bom desempenho deverão ter igualmente França, Espanha, Reino Unido e Alemanha, cuja procura por Portugal continuará a evidenciar franco crescimento em 2015.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

China will lead the growth of international markets to Portugal with France, Spain, United Kingdom and Germany being also expected to show significant growth in 2015.


12 BARÓMETRO DO TURISMO | TOURISM BAROMETER

03.

EM 2015, QUAL SERÁ A REGIÃO PORTUGUESA COM MAIOR POTENCIAL DE CRESCIMENTO? IN 2015, WHAT WILL BE THE PORTUGUESE REGION WITH MORE POTENTIAL FOR GROWTH?

36,4%

PORTO & NORTH LISBON & TAGUS VALLEY

34,6%

ALENTEJO

Porto & North of Portugal and Lisbon & Tagus Valley will be the regions with the highest growth rate in 2015, according to 71% of respondents.

8,4%

ALGARVE

7,5%

AZORES ISLANDS

7,5%

MADEIRA ISLANDS

2,8%

CENTRE OF PORTUGAL

2,8%

04. 3,2%

QUAL DEVERÁ SER A GRANDE APOSTA DO TURISMO PORTUGUÊS PARA 2015, COM O OBJETIVO DE MELHORAR A COMPETITIVIDADE DE PORTUGAL COMO DESTINO TURÍSTICO? WHAT SHOULD BE THE MAIN FOCUS OF PORTUGUESE TOURISM IN 2015, TO IMPROVE PORTUGAL COMPETITIVENESS AS A TOURIST DESTINATION?

1,6%

5,6%

19,2%

6,4%

14,4%

6,4%

8,0% 8,8%

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

Porto e Norte de Portugal e Lisboa e Vale do Tejo são as regiões que mais vão crescer em 2015, na opinião de 71% dos inquiridos.

13,6% 12,8%

DEFINIÇÃO DE UMA POLÍTICA NACIONAL DE TURISMO DEFINITION OF A NATIONAL TOURISM POLICY REDUÇÃO DA CARGA FISCAL REDUCTION OF THE TAX BURDEN MERCADOS INTERNACIONAIS INTERNATIONAL MARKETS QUALIFICAÇÃO DA OFERTA TURÍSTICA QUALIFICATION OF THE TOURIST OFFER QUALIDADE DO SERVIÇO SERVICE QUALITY NOVAS ROTAS NEW ROUTES DIVERSIFICAÇÃO DE MERCADOS & WEB DIVERSIFICATION OF MARKETS & WEB PREÇOS MAIS ELEVADOS HIGHER PRICES TURISMO INTERNO INTERNAL TOURISM PREÇOS MAIS COMPETITIVOS MORE COMPETITIVE PRICES OUTROS OTHERS


BARÓMETRO DO TURISMO | TOURISM BAROMETER 13

05.

QUAIS OS FATORES QUE TERÃO UM IMPACTO MAIS POSITIVO NO DESENVOLVIMENTO DO TURISMO PORTUGUÊS EM 2015? WHICH FACTORS WILL HAVE A MORE POSITIVE IMPACT ON THE DEVELOPMENT OF PORTUGUESE TOURISM IN 2015?

ATRATIVIDADE / QUALIDADE / DIVERSIDADE / DESTINO MODA ATRACTIVITY / QUALITY / DIVERSITY / TRENDY DESTINATION

28%

CRESCIMENTO ECONÓMICO ECONOMIC GROWTH

12%

PROMOÇÃO ASSERTIVA / COMUNICAÇÃO ASSERTIVE PROMOTION / COMMUNICATION

11%

SEGURANÇA / ESTABILIDADE POLÍTICA SAFETY / POLITICAL STABILITY

9%

RELAÇÃO PREÇO/QUALIDADE PRICE / QUALITY RELATION

9%

AUMENTO DE LIGAÇÕES AÉREAS INCREASE OF AIR CONNECTIONS

7%

INSTABILIDADE / CRISE EM MERCADOS EMERGENTES INSTABILITY / CRISIS IN EMERGING MARKETS

7%

AUMENTO DA PROCURA EXTERNA / NOVOS MERCADOS INCREASED FOREIGN DEMAND / NEW MARKETS

4%

INVESTIMENTO EM TECNOLOGIAS E EQUIPAMENTOS TURÍSTICOS INVESTMENT IN TECHNOLOGIES AND TOURISM FACILITIES

1%

MANUTENÇÃO / REDUÇÃO DE IMPOSTOS E TAXAS MAINTENANCE / REDUCTION OF TAXES AND FEES

1%

OUTROS OTHERS

06.

9%

QUAIS OS FATORES QUE TERÃO UM IMPACTO MAIS NEGATIVO NO DESENVOLVIMENTO DO TURISMO PORTUGUÊS EM 2015? WHICH FACTORS WILL HAVE A MORE NEGATIVE IMPACT ON THE DEVELOPMENT OF PORTUGUESE TOURISM IN 2015?

INSTABILIDADE ECONÓMICA, SOCIAL E POLÍTICA ECONOMIC, SOCIAL AND POLITICAL INSTABILITY

27%

ESTRATÉGIA DE PROMOÇÃO DESARTICULADA INAPPROPRIATE PROMOTION STRATEGY

13%

MANUTENÇÃO DA CARGA FISCAL MAINTENANCE OF TAX BURDEN

12%

REDUÇÃO DA QUALIDADE DA OFERTA REDUCTION IN THE QUALITY OF THE OFFER

9%

CONCORRÊNCIA EXTERNA EXTERNAL COMPETITION

9%

TAXAS (TURÍSTICAS E AEROPORTUÁRIAS) TAXES (TOURISTIC AND AIRPORT)

7%

BAIXO PODER DE COMPRA LOW PURCHASING POWER

5%

AUSÊNCIA DE POLÍTICA NACIONAL DE TURISMO ABSENCE OF A NATIONAL TOURISM POLICY

5%

AUMENTO DE PREÇOS PRICE INCREASE FALTA DE LIGAÇÕES AÉREAS LACK OF AIR CONNECTIONS OUTROS OTHERS

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

4% 2% 5%


14 BARÓMETRO DO TURISMO | TOURISM BAROMETER

07.

EM 2015, QUAL DEVERÁ SER O ATRIBUTO TURÍSTICO CENTRAL, A COMUNICAR INTERNACIONALMENTE POR PORTUGAL? IN 2015, WHAT SHOULD BE THE MAIN TOURISM ATTRIBUTE, TO BE COMMUNICATED INTERNATIONALLY BY PORTUGAL?

21,9%

“Diversidade da Oferta” e “Portugal (como um todo)” deverão ser os principais atributos do destino Portugal a serem promovidos no estrangeiro.

19,2%

2,7%

2,7%

2,7%

2,1%

2,1%

1,4%

0,7%

TURISMO RELIGIOSO RELIGIOUS TOURISM

TOURING TOURING

TURISMO RESIDENCIAL RESIDENTIAL TOURISM

MAR SEA

TURISMO NÁUTICO (OUTRO) NAUTICAL TOURISM (OTHER)

4,1%

SEGURANÇA SAFETY

4,1%

TURISMO DE NATUREZA NATURE TOURISM

5,5%

MEETING INDUSTRY MEETING INDUSTRY

5,5%

SOL E PRAIA SUN AND BEACH

VISITE PORTUGAL VISIT PORTUGAL

GASTRONOMIA E VINHOS GASTRONOMY AND WINE

CITY BREAKS CITY BREAKS

PORTUGAL (COMO UM TODO) PORTUGAL (AS A WHOLE)

DIVERSIDADE DA OFERTA DIVERSITY OF THE OFFER

6,2%

GOLFE GOLF

8,9%

PATRIMÓNIO CULTURAL CULTURAL HERITAGE

10,3%

“Diversity of the Offer” and “Portugal (as a whole)” should be the main attributes of the destination Portugal to be promoted internationally.

FICHA TÉCNICA | FACT SHEET Universo/Population: 173 membros/members | Respostas/Responses: 81 Período de auscultação/Period of consultation: 13 a 26 de novembro de 2014 / 13th to 26th of november of 2014 Tratamento dos dados/Data analysis: IPDT

MEMBROS DO PAINEL | PANEL MEMBERS Alexandre Abade (Oásis Atlântico Holding); Alexandre de Almeida (Hotéis Alexandre de Almeida); Alves de Sousa (Hotel Britania - Hotéis Heritage); Ana Barbosa (APECATEAss. Port. Emp. Congr. Anim. Turística e Eventos); Ana Ferro (Três Séculos); Ana Salazar (Universidade Fernando Pessoa); Anabela Almeida (Consolidador.com); Anabela Correia (Inatel Turismo); André Barreto (Estalagem Quintinha São João); Andrew Zino (Nature Meetings); António Belmar da Costa (AGEPOR - Associação dos Agentes de Navegação de Portugal); António Ceia da Silva (Turismo do Alentejo); António Condé Pinto (APHORT); António Diogo (Welcome Portugal - Viagens e Turismo); António José Teixeira (AETUR); António Lacerda (Agência Promoção Turística do Alentejo); António Loureiro (Travelport); António Martinho; António Mota; António Trindade (Porto Bay); Armando Conceição; Assis Correia (Associação Comercial e Industrial do Funchal); Bruno Pereira (Câmara Municipal do Funchal); Cândido Mendes (Federação Portuguesa de Turismo Rural); Carina Monteiro (Workmedia, Publituris); Carla Moreira (Escola de Hidroterapia e SPA); Carlos Fernandes (ESTG-IPVC); Carlos Martins (Solmelia); Carlos Paneiro (TAP Portugal); Carlos Torres (EST/APAVT); Carolina Morgado (Revista Viajar); César Gonçalves (PriceWaterHouseCoopers); Conceição Estudante (Secretaria Regional do Turismo e Transportes - Madeira); Correia da Silva (TT-ThinkTur); Cristina Ávila (Associação de Turismo dos Açores); Cristina Dias (Comboios de Portugal, CP); Cristina Gouveia (Citur); Cristina Siza Vieira (Associação da Hotelaria de Portugal); Desidério Silva (Região de Turismo do Algarve); Diamantino Pereira (Agência Abreu); Diogo Vaz Guedes; Domingos Silva; Eduardo Cabrita (MSC Cruzeiros); Eduardo Jesus (ECAM); Eduardo Souto Moura (AICEP); Elidérico Viegas (Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve); Emídio Gomes (CCDR-N); Fátima Vila Maior (FIL - Feira Internacional de Lisboa); Filipe de Pina (Top Atlântico); Fernando Mendes (Fundação Inatel); Fernando Silva (Quinta das Escomoeiras); Fernando Vieira (ANA Aeroportos, S.A.); Francisco de Calheiros (Associação de Turismo de Habitação); Francisco Sampaio; Frèdéric Frère (Travelstore); Frederico Costa (Visabeira Turismo); Gama Mor (TAP Portugal); Gavin Eccles; Gonçalo Salgado (GeoStar); Hélio Loureiro (Hotel Porto Palácio); Henrique Moura; Henrique Montelobo (Onyria Resorts); Henrique Veiga (Aequitate); Humberto Ferreira (Publituris); Isabel Cardoso (Bairent); Isabel Morais (Sogrape Vinhos); Isabel Pilar (Cosmos); Jan E. Ringertz (The Yeatman); João Cotrim Figueiredo (Turismo de Portugal, IP); João Monteiro (Hotéis Rurais de Portugal); João Pereira de Faria (El Corte Inglés); Joaquim Ribeiro (Hotel Resort & SPA Douro Palace); João Paulo Reis (Scalivete); João Silva (Team Quatro); João Welsh (TopAtlântico Madeira); Joaquim Almeida (ARAC); Joaquim Anes Pinto (Hotel Beach & Golf); Joaquim Antunes (Instituto Politécnico de Viseu); Jorge Abrantes; Jorge Aníbal Catarino; Jorge Gassin (Barceló Hotel Beds); Jorge Humberto (Turismo Região de Lisboa); Jorge Jesus (Andaz); Jorge Marrão (Deloitte); Jorge Osório; Jorge Rebelo de Almeida (Grupo Vila Galé); Jorge Rodrigues (Templar Rotas e Destinos Turísticos); Jorge Umbelino (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Universidade Nova de Lisboa); José Alberto Cardoso (ACIF-CCIM); José Arimateia (Visabeira Turismo); José Bastos (Câmara Municipal de Guimarães); J. Carlos Pinto Coelho (Onyria Resorts); José Elias (Revista Turisver); José Roquette (Grupo Pestana); Júlio Meirinhos; Júlio Mendes (Universidade do Algarve); Lourenço Marçal (Grupo Continental); Luciano Gouveia (Palheiro Estate); Luigi Valle (Grupo Pestana); Luís Luz (Unique Spa); Luís Monteiro D’Aguiar (Eurofun); Luís Patrão; Luís Veiga (Natura - IMB Hotels); Manuel Dias (AECAMP); Manuel Espírito Santo; Manuel Fialho (Restaurante “O Fialho”); Manuel Marques (Douro Azul, S.A.); Manuela Sarmento (Universidade Lusíada); Maria José Catarino (Hoti Hotéis); Maria José Silva (RAVT); Mário Ascenção (HAAGA-HELIA - University of Applied Sciences); Margarida Belém (Câmara Municipal de Arouca), Mário Ferreira (Douro Azul, S.A.); Mário Gonçalves (AHRESP); Mário Machado; Marta Bensaude Pires (Bensaude Turismo); Marta Sá Lemos (APDL); Melchior Moreira (Turismo do Porto e Norte de Portugal); Miguel Cymbron (VIP Hotels); Miguel Júdice (Thema Hotels & Resorts); Miguel Moital (Universidade de Bournemouth); Miguel Quintas (AMADEUS); Miguel Simões de Almeida; Miguel Sousinha; Miguel Velez (Pousadas de Portugal); Mónica Fernandes (Lisboatur); Nazir Din (SANA Hotels Portugal); Noel Dias; Nuno Azevedo; Nuno Fazenda (Turismo de Portugal, IP); Nuno Santos (Solferias); Nuno Santos (Hotel Presidente); Orlando Carrasco (International Consultants Iberia); Paulo Águas (Universidade do Algarve); Paulo Fernandes (Grupo Lena); Paulo Lei (Ferpinta Turismo); Paulo Mendes (Airmet); Paulo Neves (Instituto para a Promoção e Desenvolvimento da América Latina); Paulo Parreira (Sítios); Paulo Rita (ISCTE); Paulo S. Cunha (Casa da Música); Pedro Aires Abreu (AICEP); Pedro Advirta (Clube Viajar); Pedro Ferreira (APAVT); Pedro Gordon (GEA Portugal); Pedro Lopes (Grupo Pestana); Pedro Machado (Turismo do Centro); Pedro Pereira (Hotel Miraparque); Pedro Silva (Turismo do Centro); Raul Geraldes (Ultratur); Ricardo Magalhães (CCDR-N); Rita Soares (Martins Soares); Roberto Gomes (Aeroporto de Lisboa); Rocha de Matos (Associação Industrial Portuguesa); Rodolfo Faustino (Turismo de Macau); Rodrigo Machaz (Memmo Baleeira Hotel); Rosário Torres Costa (Turismo de Portugal, IP); Rui Ochôa (Event Point); Salvador Alves Dias (Associação de Jornalistas Portugueses de Turismo); Sancho Silva (Cestur); Sandra Carvão (Organização Mundial do Turismo - OMT); Susana Ribeiro (Câmara Municipal do Porto); Teresa Vieira (Sociedade de Turismo da Feira); Tiago Raiano (New Tour Azores, SA); Susana Luz (Air Plus International); Susana Ribeiro (Câmara Municipal do Porto); Valente de Oliveira (Associação Empresarial de Portugal); Vasco Malaquias de Lemos; Virgínia Trigo (ISCTE); Víctor Manique; Vítor Fraga (Secretaria Regional do Turismo e Transportes Açores); Vítor Neto (Ex-Secretário de Estado do Turismo); Vítor Silva (Turismo do Alentejo).


Estamos a

redifinir

a sua experiência de venda Com o mesmo conteúdo dos sítios web dos principais fornecedores de serviços de viagens e novas funcionalidades, ajudamo-lo a vender, ganhar e a beneficiar os seus clientes com as escolhas de viagens certas. Visite Travelportsmartpoint.com Para mais informações envie um email para comercial@travelport.com © 2015 Travelport. Todos os direitos reservados. A Travelport, o Apollo, o Galileo, o Worldspan e o logótipo Travelport são marcas comerciais da Travelport. Todas as restantes marcas comerciais são propriedade dos respetivos titulares. Utilizamos cookies ou tecnologias de monitorização semelhantes para registar a receção das nossas mensagens. Caso não aceite que utilizemos tais tecnologias, pode optar por não receber estas mensagens como indicado abaixo. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.


16 PORTUGAL

TURISMO NACIONAL EM PERSPETIVA NATIONAL TOURISM IN PERSPECTIVE

EMÍDIO GOMES President, North of Portugal Regional Coordinating and Development Commission (CCDRN)

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

É hoje por todos reconhecido o papel crucial que a atividade turística tem no desenvolvimento do país e no equilíbrio da balança de transações correntes, tendo em conta que o turismo gera fluxos que contribuem, em grande medida, não só para criar emprego, como também para o equilíbrio das contas públicas.

It is now well recognized the crucial role that tourism plays on the development of the country and on the balance of the current transactions account, given that tourism flows contribute, on a large extent, not only for jobs creation, but also to the balance of public accounts.

De janeiro a novembro de 2014, a balança corrente dos serviços de viagens e turismo registou, nas relações com o exterior, um saldo positivo da ordem de 6,6 mil milhões de euros (mais 15,3% do que no mesmo período de 2013). O valor registado a crédito na balança corrente de viagens e turismo (ou seja, o valor das “exportações” do setor) nos primeiros onze meses de 2014 ascendeu a 9,6 mil milhões de euros (mais 12,2% do que em igual período de 2013). Como termo de comparação diga-se que, em 2014, o valor do total das exportações portuguesas de bens cresceu 1,9% face ao ano de 2013.

From January to November 2014, the travel and tourism services current account recorded, in foreign relations, a surplus of around EUR 6,6 billion (15,3% more than in the same period of 2013). The amount recorded as credit in the travel and tourism current account (ie, the value of sector’s “export”) in the first eleven months of 2014 amounted to EUR 9,6 billion (12,2% more than on same period of 2013). As a comparison point, it must be said that, in 2014, the value of total portuguese exports of goods increased by 1,9% from the year 2013.

Os resultados mais recentes sobre a atividade turística demonstram claramente, quer a nível nacional quer a nível regional, a aceleração geral da atividade hoteleira, já iniciada em 2013, e que o ano de 2014 veio confirmar.

The latest tourism results clearly demonstrate, both at national and regional levels, the overall acceleration of the hotel activity, which began in 2013, and that the year 2014 confirmed.

Nos primeiros onze meses de 2014, a informação disponível indica que o número

In the first eleven months of 2014, the available information indicates that the


PORTUGAL 17

de hóspedes e o número de dormidas nos estabelecimentos hoteleiros da Região do Norte registaram crescimentos de 9,3% e de 10,6%, respetivamente, face ao período homólogo de 2013. Vale a pena notar que as dinâmicas de crescimento são ainda mais acentuadas entre os turistas não residentes em Portugal, segmento no qual a hotelaria da Região do Norte consegue crescimentos de 11,8% nos hóspedes e de 13,4% nas dormidas.

number of guests and overnight stays in hotels in the North Region grew by 9,3% and 10,6%, respectively, over the same period of 2013. It is worth noting that the growth dynamics are even more pronounced among non-resident tourists in Portugal, a segment in which the hospitality sector of the North Region reaches growth of 11,8% in guests and 13,4% in overnight stays.

Refira-se ainda que de janeiro a novembro de 2014 os estabelecimentos hoteleiros da Região do Norte obtiveram proveitos totais no valor de 232,5 milhões de euros, registando um crescimento de 11,1% face ao mesmo período de 2013.

It should also be noted that from January to November 2014 the hotel establishments of the North Region had total revenues of EUR 232,5 million, an increase of 11,1% over the same period of 2013.

Estes resultados não evidenciam, contudo, uma diferença significativa que marca a composição da procura turística encontrada no Norte comparativamente com a verificada a nível nacional. Em 2014, um em cada quatro hóspedes residentes em Portugal que deu entrada nos estabelecimentos hoteleiros do país escolheu a Região do Norte como destino, mas, já no que respeita a cidadãos residentes no estrangeiro, esta relação baixa para um em cada sete hóspedes. Ou seja, o Norte, em termos de destino turístico, tem muito maior expressão no mercado nacional do que a nível internacional. E no que se refere aos proveitos totais da hotelaria, o Norte ainda só é responsável por cerca de 11% do total nacional.

These results do not indicate, however, a significant difference that marks the composition of tourism demand in the North comparing with the demand at national level. In 2014, one out of four guests residing in Portugal that stayed in hotel establishments of the country, chose the North Region as his/her destination, however, in respect to foreign citizens this number drops to one in each seven guests. This means that, the North, as a tourist destination, has a much higher expression in the domestic than in the international market. And with regard to the total income of hotels, the North still only accounts for about 11% of the national total.

FELIZMENTE, ESTA REALIDADE TENDE A ALTERAR-SE. O CRESCIMENTO DA PROCURA TURÍSTICA NA REGIÃO DO NORTE POR PARTE DE CIDADÃOS ESTRANGEIROS, EM TERMOS DE HÓSPEDES E DE DORMIDAS, TEM SIDO BEM SUPERIOR AO MERCADO INTERNO.

FORTUNATELY, THIS SITUATION TENDS TO CHANGE. THE GROWTH OF TOURISM DEMAND BY FOREIGN CITIZENS IN THE NORTH REGION, BOTH IN TERMS OF GUESTS AND OVERNIGHT STAYS, HAS BEEN MUCH HIGHER THAN THAT OF THE DOMESTIC MARKET.

Debrucemo-nos, agora, sobre a estratégia de desenvolvimento regional - o programa operacional denominado Norte 2020 - e, em particular, sobre as principais medidas que concorrem para o desenvolvimento turístico a nível regional e que constam daquele programa operacional.

Let us turn now to the regional development strategy the operational program called North 2020 - and in particular to the main measures that contribute to the development of tourism at regional level and are contained in that program.

Em primeiro lugar, refira-se que, na estratégia de desenvolvimento regional, o turismo, que tem registado um crescente dinamismo, é considerado uma atividade com um forte potencial de crescimento, de valorização económica de recursos endógenos e de criação de emprego. Sendo um dos pilares do reforço da competitividade da economia regional, constitui uma aposta e uma prioridade de investimento no contexto de uma estratégia de desenvolvimento económico sustentado na procura externa, como a que é defendida para a Região do Norte.

First, it should be noted that in the regional development strategy, tourism, with a growing dynamism, is considered an activity with strong potential for growth, economic enhancement of endogenous resources and job creation. Being one of the strengthening pillars of the regional economy’s competitiveness, it represents a bet and an investment priority in the context of an economic development strategy supported on the external demand, as that advocated for the North Region.

A razão de ser desta aposta radica, muito em particular, na riqueza dos recursos turísticos singulares do Norte, como o

The reason for this bet lies, most particularly, in the wealth of the North natural tourism resources, such as cultural, natural

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


18 PORTUGAL

património cultural, natural e paisagístico, e na qualidade das infraestruturas básicas e específicas de suporte ao turismo.

and landscape heritage, and quality of basic and specific infrastructure of tourism support.

A Região do Norte compreende quatro áreas declaradas Património da Humanidade pela UNESCO - centros históricos do Porto e de Guimarães, região vinhateira do Alto Douro e a arte pré-histórica do Vale do Côa -, um valioso património natural, que abarca o único Parque Nacional, quatro parques naturais, várias paisagens protegidas de interesse nacional e local, dezanove sítios de interesse comunitário e seis zonas de proteção especial integradas na Rede Natura 2000.

The North Region comprises four areas declared World Heritage Sites by UNESCO - historical centers of Porto and Guimarães, the wine region of Alto Douro and the prehistoric art of the Coa Valley - a valuable natural heritage, which includes the only National Park, four natural parks, various protected landscapes of national and local interest, nineteen sites of community interest and six special protection areas integrated into the Rede Natura 2000.

Quanto às infraestruturas de suporte ao turismo é de relevar a qualidade da rede de transportes e comunicações, em particular, o Aeroporto Francisco Sá Carneiro e o novo terminal de cruzeiros em Leixões, e a forte valorização e qualificação da oferta de alojamento e restauração.

In respect to tourism support infrastructures, the highlights go to the quality of the transport and communications network, in particular, the Francisco Sá Carneiro Airport and the new cruise terminal in Leixões, and the strong qualification of the offer concerning accomodation and restaurants.

Face a este vasto conjunto de atributos que marcam a Região do Norte e às novas tendências do mercado, nos segmentos do turismo cultural, city-breaks, turismo de saúde e bem-estar e turismo da natureza, a visão traçada para o turismo, no âmbito do Programa Operacional Regional, assenta na promoção e valorização dos recursos patrimoniais, por um lado, e da oferta turística relevante, por outro.

Given this wide range of attributes that feature the North Region and the new market trends in the segments of cultural tourism, city breaks, health tourism and wellness and nature tourism, the vision drawn for tourism within the Regional Operational Programme, is based on the promotion and enhancement of the heritage resources, on the one hand, and on relevant tourism offer on the other.

Para o efeito, serão mobilizadas no Norte 2020 diferentes linhas de financiamento direcionadas para o reforço da competitividade das PME ou para a proteção e preservação do ambiente.

For this purpose, different lines of funding will be mobilized in the North 2020, for the purpose of strengthening the competitiveness of SMEs or for the protection and preservation of the environment.

Estas linhas de financiamento apoiarão quer a criação de novas empresas e novos negócios em domínios em que se inserem, nomeadamente os serviços do turismo, quer ações coletivas de

These credit lines will support both the set up of new companies and new businesses in areas in which they operate, including tourism services or collective actions of

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 19

promoção e valorização internacional dos diferentes produtos e destinos turísticos da Região do Norte, a cargo de entidades públicas e privadas sem fins lucrativos.

international promotion of the different products and tourist destinations in the North, by public and private non-profit entities.

A prioridade de investimento que interessa considerar no âmbito da proteção do ambiente denomina-se “Conservação, proteção, promoção e desenvolvimento do património natural e cultural” e tem como objetivo específico a valorização da excelência do património cultural e natural no contexto de estratégias regionais distintivas de desenvolvimento turístico.

The priority of investment that matters to consider in the context of environmental protection is called “Conservation, protection, promotion and development of natural and cultural heritage” and specifically aims at the enhancement of the cultural and natural heritage excellence in the context of distinctive regional strategies for tourism development.

O racional económico subjacente a esta prioridade de investimento resulta da forte relação entre recursos patrimoniais e a oferta turística. A valorização destes bens naturais e culturais, para além do seu interesse intrínseco, constitui uma das dimensões por que passa o reforço da atratividade da Região do Norte e dos seus espaços e produtos turísticos prioritários. Nas ações a financiar, e que devem estar alinhadas com a estratégia de desenvolvimento regional, incluem-se, nomeadamente, a valorização e promoção de bens histórico-culturais públicos e de equipamentos com vocação cultural e de elevado interesse turístico, bem como a organização e promoção de eventos culturais de elevado impacto internacional em matéria de projeção da imagem da Região e que impulsionem fluxos turísticos.

The economic rationale underlying this investment priority results from the strong relationship between heritage resources and the tourist offer. The appreciation of these natural and cultural assets, in addition to its intrinsic interest, is one of the dimensions attractiveness’ enhancement of the North Region, its priority areas and tourist products. The actions to be financed, which must be aligned with the regional development strategy, include in particular the development and promotion of public historical and cultural assets and equipment with cultural vocation and high tourist interest, as well as the organization and promotion of high impact international cultural events that may project the image of the Region and boost tourist flows.

No que se refere ao património natural, apoiar-se-ão ações de qualificação e desenvolvimento de uma oferta integrada e de promoção de redes de áreas protegidas com relevância turística, bem como operações de marketing territorial de espaços de elevado valor natural, cultural e paisagístico, envolvendo promoção turística dirigida ao mercado nacional.

Regarding the natural heritage, we will suport activities for the qualification and development of an integrated offer and the promotion of networks of protected areas with tourism relevance, as well as operation of territorial marketing of natural, cultural and landscape high value areas, regarding tourism promotion directed to the domestic market.

Acresce, ainda, o caso da prioridade de investimento dirigida à valorização dos recursos endógenos em territórios de baixa densidade que prevê a promoção de operações de qualificação e dinamização de aldeias emblemáticas e de centros rurais e o incentivo a atividades turísticas, artesanais e de desenvolvimento de produtos tradicionais e de qualidade.

In adition we also have the priority of investment directed to the enhancement of endogenous resources in low density areas which foresee the promotion of qualification operations of iconic villages and rural centers and the incentive to tourism and craft activities and the development of traditional quality products.

Em conclusão, poderemos afirmar que o Programa Operacional Regional Norte 2020 vai permitir o apoio a um conjunto de intervenções de valorização de recursos e ativos territoriais que contribuem para um desenvolvimento turístico sólido e sustentado do Norte de Portugal e que estimulam o aparecimento de novas atividades económicas geradoras de emprego.

In conclusion, we can say that the Regional Operational Programme North 2020 will enable the support to a set of interventions aiming at the development of resources and territorial assets that contribute to a solid and sustained touristic development of the North of Portugal and that stimulates the emergence of new economic activities that foster the creation of jobs.

Compete muito aos diferentes agentes económicos sociais e culturais, em colaboração entre si, aos municípios e às entidades intermunicipais, apropriarem-se deste instrumento para concretizarem as suas perspetivas de desenvolvimento e os seus projetos em benefício das suas comunidades e, desta forma, contribuírem para o desenvolvimento económico, social e cultural da Região do Norte e, consequentemente, do país. •

Thus, the different social and cultural economic agents, in collaboration with each other, municipalities and intermunicipal authorities, are responsible to use this instrument in order to achieve their development prospects and their projects for the benefit of their communities and so contribute to the economic, social and cultural development of the North Region and, thereafter, of the country. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


20 PORTUGAL

TURISMO: PERSPETIVA ECONÓMICA PARA UMA ATIVIDADE PUJANTE TOURISM: ECONOMIC PERSPECTIVE FOR A STRONG ACTIVITY FRANCISCO CALHEIROS President, Portuguese Tourism Confederation (CTP)

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 21

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

1. TURISMO NO MUNDO

1. TOURISM IN THE WORLD

O turismo é uma das atividades económicas que mais tem crescido a nível mundial e que apresenta um maior potencial de desenvolvimento no futuro próximo. Tem peso relevante no PIB mundial e com tendência para aumentar a sua participação no desenvolvimento económico e que se configura com potencial para potenciar o desenvolvimento social das nações.

Tourism is one of the economic activities that has grown the most in the world and that has the greatest potential for development in the near future. It has a significant weight in the world GDP and is likely to increase its participation in the economic development, with potential to enhance the social development of nations.

Ao turismo são-lhe reconhecidas as suas capacidades de criação de emprego, geração de riqueza e distribuição de rendimentos, a par, de se constituir numa fonte poderosa de arrecadação de receita cambial.

Tourism is recognized for its ability to create jobs, wealth and income distribution, and also for being a powerful source of foreign exchange revenue collection.

Nas últimas três décadas o turismo constatou uma expansão crescente. As chegadas de turistas internacionais no mundo mostram um crescimento ininterrupto de 316 milhões em 1984 para 1,1 mil milhões em 2014, ou seja, um crescimento médio de cerca de 4,4% ao ano.

In the last three decades tourism witnessed a growing expansion. International tourist arrivals in the world show an uninterrupted growth from 316 million in 1984 to 1,1 billion in 2014, representing an average growth of circa 4,4% per year.

De acordo com a OMT - Organização Mundial do Turismo (Tourism Towards 2030), estima-se que, até 2030, o número de chegadas de turistas internacionais aumente em média 3,3%, significando mais de 43 milhões de novos turistas por ano, podendo-se assim atingir um total de 1,8 mil milhões de chegadas naquele ano.

According to WTO - World Tourism Organization (Tourism Towards 2030), it is estimated that, by 2030, the number of international tourist arrivals will increase by an average of 3,3%, representing more than 43 million new tourists annually, that may lead to 1,8 billion arrivals by that year.

O TURISMO É, POIS, UMA ATIVIDADE ECONÓMICA PLANETÁRIA COM UMA FORÇA ECONÓMICA PODEROSA SENDO JÁ HOJE UM DOS SERVIÇOS MAIS TRANSACIONÁVEIS INTERNACIONALMENTE, COM TAXAS DE CRESCIMENTO SUPERIORES À ECONOMIA MUNDIAL.

TOURISM IS THEREFORE A WORLDWIDE ECONOMIC ACTIVITY WITH A POWERFUL ECONOMIC FORCE BEING TODAY ONE OF THE MOST INTERNATIONALLY TRADABLE SERVICES, GROWING ABOVE WORLD ECONOMY.


22 PORTUGAL

2. TURISMO EM PORTUGAL

2. TOURISM IN PORTUGAL

O turismo é uma das atividades económicas nacionais com maior sucesso na esfera internacional. O turismo português desde sempre competiu internacionalmente, sendo Portugal um dos principais destinos turísticos mundiais, situando-se no primeiro terço da tabela, quer em número de entradas, como de receitas.

Tourism is one of the national economic activities with greater success internationally. Portuguese tourism has always competed internationally with Portugal being one of the world’s leading tourist destinations, positioned in the first third of the table, both in number of arrivals and receipts.

O turismo é, além disso, encarado pelo Estado, pelas empresas e pelas famílias como uma atividade com enorme potencial competitivo e como uma atividade estratégica para a economia nacional.

Tourism is also seen by the State, organisations and families as an activity with enormous competitive potential and as a strategic activity for the national economy.

É visto, ademais, como uma atividade geradora de emprego, com capacidade para absorver e qualificar recursos humanos libertos por outras atividades económicas, contribuindo para a qualificação do capital humano nacional.

In addition it is seen as an employment generating activity, with the capacity to absorb and qualify human resources freed by other economic activities, contributing to the qualification of the national human capital.

Tem peso relevante no PIB nacional e no emprego, em ambos os casos acima dos 10%, e é a principal fonte de receitas do exterior, sendo tradicionalmente um contribuinte líquido para a balança de pagamentos e de cobertura do défice da balança de mercadorias.

It has a significant weight in the national GDP and employment, in both cases above 10%, and is the main source of external revenue, traditionally being a net contributor to the balance of payments and to cover the deficit of the commercial balance.

Apesar deste desempenho, o turismo português não está isento de algumas debilidades, que vêm perdurando no tempo: concentração da procura externa num número estreito de mercados, oferta concentrada num número igualmente estreito de produtos, com persistência de alguma burocracia e, mais recentemente, mergulhada numa enorme asfixia fiscal e debilidade financeira dos agentes económicos fruto de políticas restritivas de crédito.

Despite this performance, portuguese tourism has some weaknesses, which are lasting in time: concentration of external demand in a narrow number of markets, concentrated supply in an equally short range of products, with persistence of some bureaucracy and, more recently, a huge tax asphyxia and financial weakness of economic agents, as a result of restrictive credit policies.

3. ALGUNS DESAFIOS PRÓXIMOS DO TURISMO EM PORTUGAL

3. SOME NEAR FUTURE CHALLENGES FOR TOURISM IN PORTUGAL

O turismo português, não obstante os desempenhos constatados, não conseguiu ainda traduzir a sua importância na esfera política. Este reconhecimento político é determinante para que o turismo, no seu todo, possa enfrentar os desafios com que está confrontado, nomeadamente na esfera internacional, e paralelamente em face das interligações que estabelece com áreas do desenvolvimento económico como sejam as inerentes à sustentabilidade.

Portuguese tourism, despite the observed performance, has not yet translated its importance into the political sphere. This political recognition is crucial so that tourism, as a whole, may face the challenges that is confronted with, particularly in the international context, and in parallel in the face of the interconnections established with areas of economic development such as those related to sustainability.

Este reconhecimento, a par da construção de uma estratégia turística consensualizada entre os parceiros privados e públicos, afigura-se como passo essencial ao desenvolvimento próximo do nosso turismo. Sem ela, o turismo nacional ver-se-á diminuído na sua capacidade de resposta aos desafios da competição global que hoje se alarga à generalidade dos destinos e dos produtos.

This recognition, along with the construction of a consensual tourism strategy between private and public partners, appears as an essential step for the future development of our tourism. Without it, national tourism will be diminished of its capability to respond to the challenges of global competition, that now extends to most destinations and products.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 23

Um segundo desafio centra-se ao nível do investimento e capacitação financeira dos agentes económicos. Neste campo é necessário criar mecanismos e instrumentos de apoio às empresas turísticas, agindo sobre os fatores da competitividade empresarial e de criação de valor e empregabilidade.

A second challenge stands at the level of investment and finantial empowerment of economic agents. In this field it is necessary to create mechanisms and instruments to support tourism businesses, acting on the determinants of enterprise competitiveness and value creation and employability.

CAPACIDADE INSTALADA, PREÇO E REVPAR

INSTALLED CAPACITY, PRICE AND REVPAR

No que respeita à utilização da capacidade instalada salienta-se o facto de se reconhecer a importância de esta ir ao encontro das novas necessidades dos turistas e, com isso, melhorar a oferta global disponível. Contudo, importa vincar a relevância relativa do aumento da oferta disponível na hotelaria uma vez que a abordagem a esta questão é diferente, consoante se fale com base em 65% ou 70% de ocupação, como seria desejável, ou em 53,4% como o foi na realidade (nível nacional) no último ano. A atual capacidade instalada poderá não ser demais, não obstante, para que a sustentabilidade e viabilidade do mercado possa persistir, é necessário, encontrar formas de aumentar os fluxos turísticos e melhorar a receita média.

With regard to the use of the instaled capacity, we should recognize the importance of meeting the changing needs of tourists, thus improving the overall available supply. However, it should be stressed the relative importance of increased available supply in the hospitality since the approach to this question is different, depending on whether we refer to 65% or 70% of occupancy, as it would be desirable, or 53,4% as it was in reality (national level) in the last year. The current installed capacity may not be too much, however, to maintain sustainability and viability of the market, what is needed is to find ways to increase tourist flows and improve average revenue.

A questão do preço e do RevPAR são alguns dos principais desafios que o turismo enfrenta. O número de dormidas e de visitantes continua a aumentar, mas a rentabilidade das empresas não tem acompanhado este movimento. O posicionamento competitivo de Portugal tem ainda um longo caminho a percorrer e esta questão está intimamente ligada à maturidade do mercado. Para que o preço possa aumentar, e com isso melhorar-se o RevPAR das empresas, temos de ter um mercado turístico consolidado e com uma estratégia de crescimento definida. Não é viável, no curto e médio prazo, o mercado turístico nacional continuar com o sistema de preços atuais, uma vez que a receita obtida é insuficiente para fazer face a todos os encargos que impendem sobre as empresas do turismo.

Price and RevPAR issues are some of the main challenges that tourism faces. The number of overnight stays and visitors continues to increase, but the profitability of organisations have not followed this path. The competitive position of Portugal still has a long way to go and this issue is closely linked to market maturity. For the price to increase, and thus the companies’ RevPAR, we must have a consolidated tourist market with a defined growth strategy. In the short and medium term, it is not feasible that the national tourism market to continue with the current price system, since the revenue earned is insufficient to cover the existing tax burden on tourism companies.

ACESSIBILIDADE AÉREA

AIR ACCESS

As questões relacionadas com os aeroportos nacionais, as taxas aeroportuárias e a manutenção do hub do aeroporto de Lisboa constituem matérias, que, pela relevância e implicações que têm no turismo, não podem deixar de merecer as maiores das atenções. Neste âmbito, a privatização da TAP é incontornável e assume uma importância estratégica para o futuro e sustentabilidade do turismo nacional. É importante que os agentes económicos estejam a par do processo e que, sobretudo, as informações sobre quais os critérios/parâmetros de defesa dos interesses do turismo sejam transparentes com vista à necessária estabilidade que os operadores económicos turísticos devem ter para a manutenção e desenvolvimento dos seus negócios.

Issues related to national airports, airport fees and the maintenance of the Lisbon airport hub are matters that, due to their relevance and implications for tourism, must have our full attention. In this context, the privatization of TAP is unavoidable and of strategic importance for the future and sustainability of national tourism. It is important that economic agents are aware of the process and, above all, that information about the criteria/parameters of tourism interests’ defense is transparent for the necessary stability that tour operators must have for the maintenance and development of their businesses.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


24 PORTUGAL

PROMOÇÃO

PROMOTION

A atividade turística não se pode desenvolver sem a promoção. A sua importância decorre do facto de a escolha de um destino ser motivada por um conjunto de fatores que dependem, em grande parte, da informação que é passada para o exterior. A promoção é uma ferramenta fulcral de captação de negócio.

Tourism activity cannot be developed without promotion. Its importance stems from the fact that the choice of a destination is motivated by a number of factors that depend largely on the information that is spread to the “outside”. Promotion is a key tool for attracting business.

Para tal, a estratégia nacional da promoção deve estar bem definida. Todos os atores devem estar perfeitamente cientes do seu espaço e da sua área de competências e intervenção. A cooperação e articulação de política é essencial para se assegurar a necessária estabilidade e potenciação do modelo, o qual deve - cada vez mais - contar com a participação dos privados ao nível do desenho estratégico e das ações a prosseguir, bem como ao nível da gestão do mesmo.

To this end, the national promotion strategy should be well defined. All players must be fully aware of their space and area of expertise and intervention. Policy cooperation and coordination is essential to ensure the necessary stability and enhancement of the model, which should - increasingly count on the participation of the private sector for the strategic design and actions to proceed, and also for its management.

FISCALIDADE

TAXATION

Sendo indiscutível a manutenção da aposta nacional no turismo, atento o seu caráter estratégico, não poderão ser despiciendas as opções de tributação que lhe são aplicáveis. A elevada taxa fiscal que impende sobre as empresas turísticas e sobre determinados setores em específico, como por exemplo, o da restauração e golfe (com o IVA), tem-se assumido inequivocamente como um constrangimento ao desenvolvimento e crescimento económico do turismo e um fator de crise para essas empresas. •

Being unquestionable the maintenance of the national commitment to tourism, given its strategic nature, tax options applied to the sector may not be negligible. The high tax rate imposed on tourism businesses and on certain specific sectors, such as restaurants and golf (with VAT), is unequivocally a constraint to the development and economic growth of tourism and a crisis factor for these organisations. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 25

DESEMPENHO DO SETOR EM 2014 E EXPETATIVAS PARA 2015 SECTOR PERFORMANCE IN 2014 AND EXPECTATIONS FOR 2015 JOSÉ MANUEL ESTEVES

DESEMPENHO 2014

PERFORMANCE 2014

Secretary General, Portuguese Restaurants Association (AHRESP)

O ano de 2014 foi considerado positivo para o turismo português, fruto do aumento homólogo de 15,4% nas receitas de Turismo. Este crescimento do maior setor exportador português (11,1% do total das exportações) tem estado assente no crescimento das dormidas (+10,8%), hóspedes (+11,7%), proveitos totais (12,6%) e RevPAR (+9,2%).

2014 was considered a positive year for the portuguese tourism, due to the homologous increase of 15,4% in tourism revenues. This growth of the main portuguese export sector (11,1% of total exports) has been based on the growth in overnight stays (+10,8%), guests (+11,7%), total hotel income (12,6%) and RevPAR (+9,2%)

No entanto, há mais realidades para além destes números. Por exemplo, o RevPAR continua a apresentar um ténue crescimento face a 2008 (apenas +4,7%), e situando-se nos 34,3€ em novembro passado!

However, there are more realities beyond these numbers. For example, RevPAR continues to show a slight growth compared to 2008 (only +4,7%), standing at 34,3€ last November!

O setor da Restauração e Bebidas, por seu lado, apresenta crescimento nulo no volume de negócios entre 2013 e 2014. De 2008 a 2013, este setor apresenta uma perda acumulada de -20,5% no volume de negócios e -31,2% de Valor Acrescentado Bruto. No emprego, de 2008 até ao 3º trimestre de 2014, o setor já perdeu 40.000 postos de trabalho.

The Food and Beverage sector, on its turn, shows null growth in its turnover between 2013 and 2014. From 2008 to 2013, this sector presents an accumulated loss of -20,5% in Turnover and -31,2% in Gross Added Value. Concerning employment, from 2008 until the 3rd quarter of 2014 the sector has lost 40.000 jobs.

Efetivamente as performances dos destinos Lisboa, Porto e Algarve, não correspondem à realidade de todo o território nacional, em que existem destinos, com ofertas a várias “velocidades”, importa-nos olhar para estas realidades.

Indeed, the performances of Lisbon, Porto and Algarve, do not correspond to the reality of the entire national territory, where we have destinations with several offers at varying speeds, making it important to look at these realities.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


26 PORTUGAL

PERSPETIVAS 2015

2015 PERSPECTIVES

Segundos dados do Orçamento de Estado para 2015, há perspetivas otimistas de retoma económica, prevendo-se que o PIB mundial cresça 3,8%, sustentado na perspetiva de crescimento dos EUA (3,1%) e da Zona Euro (1,3%, +0,5 p.p. que em 2014).

According to data from the 2015 State Budget, there are optimistic prospects of economic recovery, expecting a world GDP growth of 3,8%, sustained in the perspective of growth for the US (3,1%) and the Euro Zone (1,3%, +0,5% than in 2014).

Esta confiança no crescimento é extensível nas previsões para Portugal prevendo-se um crescimento de 1,5% do PIB (+0,5 p.p. que em 2014), um decréscimo da taxa de desemprego em 0,8 p.p. fixando-se, ainda assim, nos 13,4%, crescimento do investimento em 2,0% após o ano de 2012 e de forte retração e crescimento das exportações em 1,0 p.p.. Em relação às exportações, é imperativo associar o crescimento das exportações ao momento positivo do setor do turismo, cujas receitas cresceram em 2014. O crescimento em receitas e número de turistas em Portugal tem levado a forte investimento em infra-estrutura, havendo, por exemplo, trinta novos projetos para abertura de estabelecimentos de alojamento em Lisboa, ao qual se acresce a abertura de novas rotas aéreas, em especial de companhias aéreas low-cost.

This trust in growth is extensible to the forecast for Portugal with an expected growth of 1,5% of GDP (+0,5% than in 2014), a decrease in the unemployment rate by 0,8% settling, even though, on 13,4%, and investment growth of 2,0% after 2012, and strong retraction and export growth by 1,0%. Concerning exports, it is imperative to associate the growth of exports to the positive momentum of the tourism sector, which revenue increased in 2014. The growth in revenue and number of tourists in Portugal has led to strong investment in infrastructure, as in the case of the thirty new projects for accommodation establishments in Lisbon, in addition to the opening of new air routes, especially by low-cost airlines.

No entanto, o ano de 2015 irá apresentar um conjunto de desafios que poderão vir a influenciar o desempenho turístico em Portugal, quer positiva quer negativamente, gerando janelas de oportunidades, que teremos de saber aproveitar.

However, 2015 will present a number of challenges that are most likely to influence the tourism performance in Portugal, either positively or negatively, creating opportunities, that we must take advantage of.

A nível internacional, a queda do preço do petróleo tem sido um dos recentes temas económicos, e que merece alguma atenção, sendo um incentivo positivo pois promove uma luta de preços mais intensa no setor da aviação, incentivando as deslocações de passageiros para destinos estrangeiros. Por outro lado, é inquestionável o efeito negativo do preço do petróleo sobre algumas economias com relações fortes a Portugal e para os quais o turismo nacional olha como emergentes: Rússia, Brasil e Angola.

Internationally, the oil price fall has been one of the recent economic issues, that deserves some attention, being a positive incentive as it promotes intense price competition in the aviation sector, encouraging passengers to travel to foreign destinations. On the other hand, it is unquestionable the negative effect of oil prices on some economies with strong ties to Portugal, which are seen as emergent markets by national tourism: Russia, Brazil and Angola.

Nos últimos três anos, a instabilidade política e social derivada da “Primavera Árabe”, trouxe contrapartidas positivas para a oferta turistica dos países europeus da bacia do Mediterrâneo e para Portugal, em que beneficiamos da transferência da procura turística. No entanto, a propagação deste fenómeno aliado a uma retórica contra o Ocidente criou novos fenómenos de terrorismo mais imprevisíveis e de maior impacto, geradores de maior sentimento de insegurança. Em resultado dos últimos atentados em Paris, os Governos da União Europeia começaram a analisar a possibilidade de aumentar as restrições aos movimentos das pessoas nas fronteiras, que criarão barreiras ao turismo.

Over the past three years, political and social instability derived from the “Arab Spring”, brought positive benefits to the tourism offer of European countries of the Mediterranean basin and for Portugal, wherein we benefit from the shift of tourism demand. However, the spread of this phenomenon combined with the rhetoric against the West created new unpredicted phenomena of terrorism, generating a wider feeling of insecurity. As a result of the recent attacks in Paris, the governments of the European Union began to analyze the possibility to increase the restrictions on the movement of people across borders, which will create barriers to tourism.

A nível nacional, 2015 será claramente marcado pelo intenso período eleitoral, que culminará com as legislativas no Outono de 2015, e as presidenciais no início de 2016. Desta forma, iremos ter nove meses de forte escrutínio da performance económica e da evolução da receita fiscal, prevendo-se que a apresentação de propostas a nível político e fiscal comece a ser conhecida

In Portugal, 2015 will be clearly marked by the intense election period, which will culminate with the legislatives in autumn 2015, and presidentials in early 2016. As such, we will have nine months of strong scrutiny of the economic performance and tax revenue evolution, with the presentation of proposals at political and fiscal levels to be known during the year,

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 27

durante o decorrente ano, estando posteriormente pendentes dos resultados eleitorais que venham a ocorrer, e das coligações que venham a ser, ou não, necessárias para a formação de Governo.

being posteriorly dependent on the election results that may occur, and the coalitions that may be, or not, necessary for the formation of the Government.

CRESCIMENTO E EMPREGO OU ESTAGNAÇÃO E DESEMPREGO

GROWTH AND EMPLOYMENT OR STAGNATION AND UNEMPLOYMENT

É indiscutível que o Governo que venha a sair das próximas eleições continuará a enfrentar fortes desafios na economia nacional, não estando agora vinculado a um memorando de entendimento com a Troika. O próximo Governo irá lidar com uma economia saída de uma crise financeira, com a banca fragilizada, um desemprego de dois dígitos, o consumo e investimento ainda muito abaixo dos níveis pré-crise e a ameaça da economia entrar em deflação.

It is unquestionable that the Government that comes out of next elections will continue to face strong challenges related to the national economy, not being now tied to an understanding memorandum with the Troika. The next Government will handle an economy just coming out of a financial crisis, with a fragile banking sector, double-digit unemployment, consumption and investments still far below pre-crisis levels and the threat of deflation in the economy.

A deflação - período longo e persistente de queda de preços - é um dos piores cenários económicos com os quais países, povos e políticos se deparam, dado ser um ciclo destrutivo do tecido económico e que se auto-alimenta da queda contínua de preços, sendo muito difícil definir estratégias e decisões que permitam quebrar este ciclo afetando diretamente as estratégias de investimento e crescimento. A Grande Depressão dos anos 30 e a crise de estagnação no Japão desde os anos 90, que ainda perdura, são dois exemplos de cenários negativos de deflação.

Deflation - a long and persistent period of falling prices - is one of the worst economic scenarios which countries, people and politicians have to face, as it is a destructive cycle of the economic structure and that feeds on the continuous fall in prices, being really difficult to define strategies and decisions in order to break this cycle affecting directly investments and growth strategies. The Great Depression of the 30’s and stagnation crisis in Japan since the 90’s, which still continues, are two examples of negative scenarios of deflation.

No entanto, as taxas de juros baixas, o euro e o petróleo mais baratos são aspetos que poderão beneficiar a economia nacional. A combinação atual destes três fatores é benéfica para os setores exportáveis, na medida em que os produtos e custos de transporte ficam mais baratos, e o investimento em fatores produtivos é incentivado pelas baixas taxas de juro. Neste contexto, é de esperar que o atual e o próximo Governo saibam aproveitar esta janela de oportunidade não obstaculizando o investimento e produtividade das empresas.

However, low interest rates, a cheaper euro and lower oil prices are aspects that our national economy can benefit from. The current combination of these three factors is beneficial for exportable sectors, as products and shipping costs are cheaper, and investment in productive factors is encouraged by low interest rates. In this context, it is expected that the current and the next Government know how to take advantage of this opportunity window not hindering investment and business productivity.

Acresce a este cenário a recente decisão do BCE, que através do Programa de Compra de Dívida - Quantitative Easing, irá injetar 1,1 biliões de euros, até setembro de 2016, nos sistemas bancários europeus, por forma a estes libertarem crédito às empresas e às famílias. Esperamos que no médio prazo esta iniciativa chegue efetivamente ao bolso dos nossos clientes, e aos balanços das nossas empresas. Não obstante o nosso otimismo, nesta matéria é moderado, pois temos presentes os modelos japonês, que demorou dez anos, e o americano, cinco anos, a cumprirem os seus objetivos.

It adds to this scenario, the recent European Central Bank decision, that through the Debt Purchase Program - Quantitative Easing, will inject 1,1 billion Euros, until September 2016, in European banking systems, in order to release credit to businesses and households. We hope that in the midterm this initiative effectively reaches our customers purchasing power, and the balance sheet of our companies. Despite our optimism, on this matter it is moderate, as we still have present the models of Japan and US that took ten and five years respectively to meet their goals.

TURISMO

TOURISM

E é precisamente nos obstáculos que surgem as dificuldades para 2015. Este ano irá marcar a entrada em vigor na capital do país, Lisboa, da taxa de chegadas ao aeroporto, a primeira a ser aplicada a partir de abril. Considerando a difusão que Lisboa está a ter, nos meios de comunicação internacionais, enquanto

And it is precisely on the obstacles that difficulties arise for 2015. This year will mark the start of the tourist tax in the capital of the country, Lisbon, the first to be implemented from April. Considering the exposure that Lisbon is having in the international media, as a tourism destination, the

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


28 PORTUGAL

destino turístico a intenção de aplicação desta medida terá claros efeitos nocivos na atratividade e competitividade da cidade face a outras cidades europeias. Esperamos que o bom senso impere e que este, ou qualquer, modelo de taxas aplicadas diretamente aos turistas seja abolida da agenda política, dado apenas servir para arrecadar receita comprometendo a competitividade.

intention of applying this measure will have clear adverse effects on the attractiveness and competitiveness of the city compared to other European cities. We hope that common sense prevails and that this, and any model of taxes applied directly to tourists will be abolished from the political agenda, since its only function is to raise revenues, affecting competitiveness.

Em paralelo, 2015 também é marcado pela entrada em vigor de novos custos de contexto para as empresas, como por exemplo a contribuição sobre sacos de plástico no âmbito da Fiscalidade Verde ou a comunicação de inventários. Até hoje já foram identificados mais de setenta custos de contexto, cujo único resultado tem sido retirar competitividade às empresas, nomeadamente as PME’s, que são a base do nosso tecido económico, acumulando-as de obrigações burocráticas e financeiras que retiram recursos necessários ao prosseguimento da atividade económica e ao investimento.

At the same time, 2015 is also marked by the launch of new context costs for companies, such as fees on plastic bags under the Green Taxation and the communication of inventories. Until today seventy context costs have been identified, which the only result has been to reduce the competitiveness of the enterprises, particularly SME’S, which are the basis of our economic structure, accumulating them of bureaucratic and financial obligations that remove the means necessary for the prosecution of the economic activity and investment.

De salientar que, apesar dos contínuos esforços da AHRESP e dos conhecidos efeitos negativos no setor, o IVA nos serviços de Restauração e Bebidas permanecerá na taxa elevada, a mais alta aplicada a este setor na Zona Euro. Com o arranque da campanha eleitoral este será um dos temas políticos mais relevantes, dado ser conhecida a divergência entre as principais forças eleitorais sobre este tema. Assim, há a expetativa legitima que caso ocorra uma mudança de partido no Governo em 2016 a taxa de IVA volte aos níveis de 2011, permitindo que o setor volte a arrancar. Até lá, 2015 será mais um ano de sobrevivência para as empresas do setor da Restauração e Bebidas.

It is worth noting that, despite constant AHRESP efforts and the known negative effects on the sector, VAT on Food and Beverage will remain in the high rate, the highest applied to this sector in the Euro Zone. With the start of the election campaign this will be one of the most important political issues, since it is known the difference between the main electoral forces on this topic. Thus, there is the legitimate expectation that in the case of a change in Government in 2016, VAT may return to 2011 levels, allowing the sector to take off again. Until then, 2015 will be another year of survival for companies in the Food and Beverage sector.

Objetivamente a oferta turística, em conjunto com os poderes políticos, em 2015, terá que fazer um esforço suplementar por forma a encontrar novas abordagens na promoção e comercialização, em que as ferramentas digitais marcarão a diferença. Portugal tem que saber transformar-se num hub internacional da economia digital do turismo.

Objectively, the tourism offer, together with Political Authorities in 2015, will have to make an extra effort in order to find new approaches in the promotion and marketing, where digital tools will make the difference. Portugal has to know how to become an international “hub” of the digital tourism economy.

Finalmente a nossa oferta turística beneficiará da desvalorização do Euro, através do “quantitative easing”, permitindo-nos ser mais competitivos nos mercados fora da Zona Euro. •

Finally our tourism offer will benefit from the Euro devaluation through “quantitative easing”, allowing us to be more competitive in markets outside the Euro Zone. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


30 PORTUGAL

TURISMO, AS LIÇÕES DA CRISE E AS OPÇÕES DO FUTURO TOURISM, THE LESSONS FROM THE CRISIS AND FUTURE OPTIONS PEDRO COSTA FERREIRA President, Portuguese Travel Agents Association (APAVT)

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 31

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

Os últimos anos foram vividos em clima de crise.

The recent years were lived in an atmosphere of crisis.

Desde logo e em primeiro lugar porque atravessamos, e ainda estamos a atravessar, uma crise financeira a nível macroeconómico; também certamente porque vivemos uma crise de valores, que talvez não ajude à resolução da primeira; porque finalmente, é bem provável que enfrentemos uma crise de ideias, que nos prejudica a definição dos próximos passos.

Firstly, and primarily, because we crossed, and are still crossing, a financial crisis at macro level; certainly also because we are living a crisis of values, which may not help for the resolution of the first; because finally, it’s likely that we face a crisis of ideas that affects the definition of the next steps.

Por outro lado, felizmente, vários indicadores económicos indiciam que o pior pode já ter passado, assim se consolidem os números a que vamos tendo acesso (infelizmente, quem não entende que a resolução de um grave desequilíbrio macroeconómico não resulta nem provoca a recuperação dos níveis de vida anteriores à crise, estará a dificultar a perceção da evolução da realidade).

On the other hand, fortunately, several economic indicators suggest that the worst may be over, so the numbers that we have access to are consolidated (unfortunately, those who do not understand that the resolution of a serious macroeconomic imbalance does not cause the recovery of the quality of life previous to the crisis, is hampering the perception of the evolution of reality).

DE QUE MODO ESTA CRISE SE RELACIONOU COM O SETOR DO TURISMO EM GERAL? POR OUTRAS PALAVRAS, O QUE É QUE A CRISE TROUXE AO TURISMO, E, NUM OUTRO PLANO, O QUE É QUE O TURISMO TROUXE À CRISE?

HOW HAS THIS CRISIS RELATED TO THE TOURISM SECTOR IN GENERAL? IN OTHER WORDS, WHAT HAS THE CRISIS BROUGHT TO TOURISM, AND, ON ANOTHER LEVEL, WHAT HAS TOURISM BROUGHT TO THE CRISIS?

Em meu entender, a crise motivou no setor turístico, movimentos opostos, uns positivos, outros negativos, estes provavelmente mais óbvios, aqueles certamente mais interessantes do ponto de vista do estudo técnico do setor.

In my view, the crisis led to opposing movements in the tourism sector, some positive, others negative, these probably more obvious, those certainly more interesting from the point of view of the sector’s technical study.

1. Com caráter negativo, destaque para a óbvia quebra da procura interna, que apenas iniciou a recuperação no passado ano de 2014. Nesta quebra, mais do que o decrescimento do rendimento disponível, terá pesado a falta de confiança. Mas, independentemente das causas, é absolutamente claro que sem forte dinâmica do lado da procura interna dificilmente podemos “viver” um turismo saudável, e nesse sentido a crise constituiu um peso difícil de suportar para o turismo e uma dificuldade acrescida para a recuperação.

1. With negative character, the highlight goes to the obvious drop in internal demand, which only began to recover last year of 2014. In this decline, more than the decrease in the disposable income, the lack of confidence may have had the greater responsibility. But regardless of the causes, it is absolutely clear that without strong dynamics from internal demand we can hardly “live” a healthy tourism, and in that sense the crisis was a burden difficult to support for tourism and an increased difficulty for recovery.


32 PORTUGAL

2. Curiosamente, em meu entender, a crise permitiu um aumento “gratuito” (no sentido de independente de gastos orçamentais) da notoriedade do país. As inúmeras notícias, um pouco por todo o mundo, sobre o nosso País, produziram resultados notáveis, que muitos orçamentos anuais do Turismo de Portugal não teriam conseguido!

2. Curiously, in my view, the crisis led to a “free” increase (meaning independent of budget spending) of the country’s reputation. The numerous news all over the world, about our country, produced remarkable results, that many annual budgets of “Turismo de Portugal” would have not achieved!

Num outro âmbito, o que juntou o turismo ao país, em clima de crise? Muito, e tudo na direção pretendida! O setor que foi justamente referido como “campeão nacional” foi simplesmente o setor líder, do ponto de vista do “ataque” à crise. Por três razões fundamentais.

In another context, what has tourism added to the country, in an atmosphere of crisis? A lot, and everything in the desired direction! The sector that was fairly referred to as the “national champion” was simply the leading sector from the point of view of the “attack” to the crisis. For three main reasons.

1. Sendo um setor competitivo e com capacidade ociosa instalada (sem necessidade de investimentos adicionais, para aumentar a sua produção), seria sempre um setor de destaque, do ponto de vista do crescimento, numa economia sem capacidade de investimento.

1. Being a competitive industry with installed idle capacity (not needing additional investment to increase its production), would always be an important sector from a growth point of view, on an economy without investment capacity.

2. Tendo crescido sobretudo através das exportações (procura interna deprimida), foi essencial no reequilíbrio das contas externas, um dos grandes desafios da recuperação macroeconómica.

2. Having mainly grown through exports (depressed domestic demand), was fundamental in the rebalance of the external accounts, one of the main challenges of the macroeconomic recovery.

3. Sendo um setor que não é propriamente capital intensivo, o crescimento significou e permitiu um papel relevante nas questões relacionadas com a ténue recuperação do emprego, “apenas” o mais visível problema associado à crise.

3. Being an industry that is not really capital intensive, growth meant and allowed for an important role in matters related to the tenuous recovery in employment, “only” the most visible problem associated to the crisis.

Por outras palavras, o turismo contribuiu, quando não liderou, para a recuperação das zonas mais sensíveis da crise. E com isso, representou certamente a proa do barco que, sempre mais lentamente do que gostaríamos, navega para águas económicas menos agitadas. Contudo, mais valioso do que analisar o papel do turismo em ambiente de crise, será meditarmos sobre as razões desta liderança. Naturalmente, haverá várias, de diferentes importâncias.

In other words, tourism contributed, when not led, for the recovery of the most sensitive areas of the crisis. And with that, certainly represented the bow of the boat that, always more slowly than we would like, is now navigating to less choppy economic waters. However, more important than analyzing the role of tourism in a crisis environment, will be to reflect over the reasons for this leadership. Of course, there will be various, of different importances.

1. Antes de tudo o mais, o setor tem êxito por onde tudo tem êxito, em economia - pelo lado do consumidor. Portugal é competitivo porque, enquanto destino turístico, possui uma série de valências que “casam” com as atuais tendências de consumo, sobretudo as europeias.

1. First of all, the sector succeeds from where everything is successful in economy - the consumer side. Portugal is competitive because, as a tourist destination, has a serious of strengths that match the current consumption trends, especially european.

2. Trabalho notável do setor privado, com destaque para a intervenção dos agentes de viagens, que, através do produto e da sua distribuição, têm sabido, de forma tão inteligente, fazer “a ponte” entre as forças de atração do destino e os consumidores finais.

2. Remarkable work of the private sector, especially the involvement of travel agents, which, through product and its distribution, have known, so cleverly, to “bridge the gap” between the destination attractiveness forces and the final consumers.

3. Opções estratégicas da promoção do País, corretas e coerentes; (i) rumo ao digital; (ii) em direção à utilização da opinião de terceiros; (iii) despolitizando as campanhas e afastando-as dos atores políticos.

3. Correct and coherent strategy options to promote the country; (i) into digital; (ii) towards the use of third-party opinions; (iii) depoliticizing campaigns and putting them appart from the political actors.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 33

DITO ISTO, DO PONTO DE VISTA DO FUTURO, QUE LIÇÕES RETIRAR?

WITH THIS BEING SAID, FROM THE FUTURE POINT OF VIEW, WHAT LESSONS TO TAKE?

1. O turismo é o setor económico mais importante do país e será estratégico em tempos de crise e/ou em momentos de saúde económica; aos políticos caberá entender este facto, através de medidas concretas de política económica; aos agentes económicos, manter a criatividade e a eficiência com que têm desenvolvido a sua atividade.

1. Tourism is the most important economic sector of the country and will be strategic in times of crisis and/or “healthy” economic moments; for politicians, these will have to understand this fact, through specific measures of economic policy; for economic operators, thes will have to maintain the creativity and efficiency with which they have developed their activity.

2. Não valerá a pena tentarmos encontrar permanentemente nos outros, quer as nossas culpas, quer os nossos sucessos. Nesse âmbito, cabe aqui uma nota para negar, de forma absolutamente convicta, que os números atingidos nos últimos anos possam ter tido origem em problemas em destinos concorrentes, concretamente as tão faladas “primaveras árabes”. Parece esquecer-se que, face a algo em que não tivemos qualquer capacidade de intervenção, os referidos desenvolvimentos sociais, Portugal terá acolhido parte da procura “órfã” exatamente pelo mérito de ter conseguido ultrapassar um exigente processo de adaptação macroeconómica sem nunca ter prejudicado a paz social. Esta foi, em meu entender, a guerra mais importante que foi ganha, e o facto que permitiu, em ultima análise, que a própria crise tenha resultado em resultado cognitivo favorável, em termos de promoção. Como todo e qualquer processo de confiança demora anos a desenvolver e segundos a ser quebrado, resulta fulcral que não devamos perder de vista que este objetivo nuclear, mesmo quando parece estar controlado, nunca está definitivamente atingido.

2. It’s not worth trying to find permanently in others,whether our faults or our successes. In this context, we have to deny, in an absolutely convinced way, that the numbers achieved in recent years may have their cause in problems in our competing destinations, namely the so spoken “arab springs”. We seem to forget that, faced with something that we had no intervention capacity, the referred social developments, Portugal have accepted part of the “orphan” demand exactly by the merit of having succeeded overcoming a challenging macroeconomic adjustment process without ever having harmed social peace. This was, from my point of view, the most important war won, and what has allowed, in a final analysis, that the crisis itself resulted in favorable cognitive outcome in terms of promotion. As any reliable process takes years to develop and seconds to be broken, it is crucial that we do not lose sight of this core objective, as even when it seems to be controlled, it is never definitively reached.

3. Tenho sido, ao longo de mais de uma década, um crítico feroz da política do catavento, ao sabor das mudanças políticas, tão frequentes em Portugal. Tenho refletido acerca do desperdício de dinheiro que representa este tipo de prática política, caraterizado pela alteração radical dos conceitos de intervenção, em cada momento de alteração do ciclo político, sobretudo num país com tanta escassez de recursos. Em meu entendimento, o quebrar deste ciclo de atuação, impondo o primado do técnico na área da promoção, afastando de forma efetiva e propositada, as caras políticas dos momentos de promoção, constitui, até ao momento, o maior legado do atual secretário de estado, depois dos corajosos avanços legislativos protagonizados pela sua antecessora.

3. I have been, for over a decade, a fierce critic of the “weathervane politics”, based on political changes, so frequent in Portugal. I have reflected about the waste of money that this kind of political practice implies, characterized by the radical change of policy concepts, in each moment of change in the political cycle, especially in a country with such limited resources. In my opinion, the break of this action cycle, imposing a technician approach to the area of promotion, removing effectivelly and on purpose, the political faces of the promotion moments, is, so far, the greatest legacy of the current Secretary of State, after the brave legislative advances perpetrated by his predecessor.

4. Parece óbvio que um clima de são entendimento, colaboração estreita e respeito pelas responsabilidades de cada um, entre o setor privado e os diversos níveis de representação do interesse público, traz benefícios para todos, permitindo uma melhor rentabilização de recursos escassos. •

4. It seems obvious that a climate of understanding, close cooperation and respect for the responsibilities of each other, between the private sector and the various levels of representation of the public interest, benefits everyone, allowing for a better optimization of scarce resources. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


34 PORTUGAL

HOTELARIA: DA FRAGILIDADE DOS NÚMEROS AOS NOVOS DESAFIOS OPERACIONAIS HOSPITALITY: FROM THE FRAGILITY OF NUMBERS TO THE NEW OPERATIONAL CHALLENGES LUÍS VEIGA President, Portuguese Hospitality Association (AHP)

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

1. DADOS OFICIAIS DO TURISMO: REALIDADE OU FICÇÃO?

1. TOURISM OFFICIAL DATA: FACT OR FICTION?

Muito se tem falado sobre a falta de fiabilidade dos números mensais do turismo que, para o bem e para o mal, têm servido para a classe política identificar “records” ano após ano!

Much has been said about the unreliability of the monthly tourism numbers that, for good and for evil, have served to identify “records” by the political class, year after year!

Na verdade, os números da atividade turística, tal como são apresentados pelo Turismo de Portugal, resultam de inputs do próprio TdP, do INE, do Banco de Portugal e até dos Portos Marítimos. O “caldeirão” onde são cozinhados e como são cozinhados é um segredo bem guardado, qual receita digna dos pastéis de Belém.

In fact, tourism numbers, as presented by “Turismo de Portugal” result from inputs by itself, INE (National Statistical Institute), Bank of Portugal and even Sea Ports. The “melting pot” where the numbers are cooked and how they are cooked is a well kept secret, just like the cooking recipe of Belem pastries (the famous “pastel de nata”).

Por outro lado, os ingredientes são os mais diversos, juntando hotéis, apartamentos, aldeamentos e todos os outros estabelecimentos, nomeadamente, classificações já não reconhecidas, como as pensões e motéis, um total de 2048 estabelecimentos!

On the other hand, the ingredients are the most diverse, putting together hotels, apartments, resorts and all other establishments, including accomodation no longer recognized as official, as pensions and motels, totalizing 2048 establishments!


PORTUGAL 35

Assim, com base numa receita (inquérito) de difícil compreensão e com erros de preenchimento justificáveis, por ser preenchido por indivíduos com níveis de literacia bem diferenciados, nasce uma “Informação à comunicação social” de regularidade mensal e sem pressas: um mês e meio após o mês a que respeita!

Thus, based on a recipe (survey) difficult to understand and with justifiable filling errors, as they are filled by individuals with well-differentiated literacy levels, arises a monthly, unhurried “information for the media”: one and a half month’s following the month to which it relates!

Foi assim com natural agrado que ficamos a saber que os hóspedes, as dormidas e as receitas do turismo subiram dois dígitos em 2014.

So it was with natural satisfaction that we learnt that guests, overnight stays and tourism revenues grew by double digits in 2014.

O que não foi dito é que, efetivamente, em termos operacionais interessa ao setor do Alojamento é que a taxa de ocupação/ quarto obtida em 2014 ainda não alcançou a de 2007 (57% para 59%) e que o RevPAR de 2014 ainda não alcançou o de 2008 (33,1€ para 34,4€)!

What was not said is that, effectively, in operational terms, what matters to the accommodation sector is that the occupancy rate/room reached in 2014 has not yet reached the results of 2007 (57% to 59%) and that the 2014 RevPAR has not yet reached the level of 2008 (33.1€ to 34.4€)!

2. E OS DADOS DA HOTELARIA NO HOTEL MONITOR?

2. WHAT ABOUT HOSPITALITY DATA OF HOTEL MONITOR?

Do “raio-x” generalista processado pelo INE, passamos então ao que realmente interessa, a hotelaria classificada como tal: O Hotel Monitor da AHP que trata dados de 60% dos hotéis do Continente e Ilhas e que concluiu o seguinte, relativamente a 2014:

From the generalist “x-ray” processed by INE, we then move on to what really matters, the classified hospitality as such: the AHP Hotel Monitor that analyzes data from 60% of the mainland, Madeira and Azores hotels, and that originated the following conclusions for 2014:

(i) não se atingiu em 2014 a taxa de ocupação (TO) de 2007 (62,7% p/ 66,5%), (ii) não se atingiu ainda o RevPAR de 2007 (43,2€ p/ 44,1€), o preço médio por quarto ocupado tem-se mantido estável ao longo dos últimos anos e, (iii) o desnível das TO, preço médio e RevPAR entre regiões demonstra que no caso das TO a diferença entre a melhor e a pior região é mais do dobro; no caso do preço médio/quarto quase o dobro mas, no caso do RevPAR o desnível é para além de superior, alarmante, quatro vezes mais!

(i) in 2014 the occupancy rate (OR) of 2007 was not reached (62.7% to 66.5%), (ii) the RevPAR of 2007 was not yet reached (43.2€ to 44,1€), the average price per occupied room has remained stable over the past few years and, (iii) the gap of OR, average price and RevPAR between regions shows that in the case of OR the difference between the best and the worst region is more than double; in the case of medium price/ room, it almost doubled, but in the case of RevPAR the gap is higher, alarmingly, four times more!

3. OS DESAFIOS DA “NÃO” COESÃO TERRITORIAL

3. THE CHALLENGES OF “NON” TERRITORIAL COHESION

A mensagem política amiúde utilizada de que o turismo ajuda à coesão territorial é uma retórica fácilmente desmontada pela disparidade dos indicadores/região com destaque para a “largura de banda” do RevPAR. Passámos assim, não de um país a duas velocidades mas a quatro velocidades com (ir)responsabilidades politicas que ninguém quer admitir e que é transversal a vários ministérios deste e de governos precedentes, como é o caso das portagens nas ex-SCUT que funcionaram e funcionam como um travão ao mercado interno e ao espanhol de proximidade; Na saúde, a suspensão dos apoios da Segurança Social aos tratamentos em termas e até a indiferença da cultura ao abuso de posição dominante das entidades detentoras do direito intelectual.

The political message often used that tourism helps territorial cohesion is a rhetorical easily disassembled by the differences between indicators/region with emphasis to the “bandwidth” of RevPAR. We go from, not a country at two-speeds but four-speeds, with politicals (ir)responsibilities that no one wants to admit and which cuts across several ministries of this and previous governments, as is the case of tolls on former “No Cost to Users” highways, that worked and are still acting as a break to the domestic market and to the nearby spanish regions; In the health sector, the suspension of support to treatments at spa’s by Social Security and even the culture of indifference to the abuse of dominant position by the entities owning the intellectual right.

4. O PESO DAS UTILITIES NA OPERAÇÃO. O DESAFIO SEM RESPOSTA DO GOVERNO!

4. WEIGHT OF UTILITIES IN OPERATION. THE CHALLENGE WITHOUT GOVERNMENT’S RESPONSE!

Se é certo que o conjunto de serviços obrigatórios via outsourcing, e a panóplia de taxas municipais têm cada vez

While it is true that the set of mandatory services via outsourcing, and the range of municipal taxes have increased

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


36 PORTUGAL

maior peso na estrutura de custos, o peso das utilities na operação hoteleira é um autêntico quebra cabeças para o Diretor hoteleiro que assiste desanimado à redução da margem do GOP, ano após ano. A eletricidade é disso exemplo, que aumentou mais uma vez no inicio deste ano, via tarifas de acesso à rede (TAR), cujo peso no preço do kw/hora é de 40%.

the weight in the costs’ structure, the weight of utilities in hotel operations is a real nightmare for the hotel Director, who watches discouraged the reduction of GOP margins, year after year. Electricity is an example, which increased again earlier this year, via network access tariffs (TAR), whose weight in the price of kw/hour is of 40%.

A água, com disparidades de 1 para 3 no preço m3 entre concelhos contíguos e o preço do gás natural, que ainda não mexeu, mesmo estando indexado ao preço do barril de petróleo. Para não falar do propano ainda utilizado por algumas unidades hoteleiras do interior, o mais caro da Europa!

The water, with price disparities from 1 to 3 m3 between neighboring municipalities and the price of natural gas, which remains at the same price even being indexed to the price of the oil barrel. Not to mention the propane still used by several hotels of the interior, the most expensive in Europe!

A falta de respostas políticas, nomeadamente no caso da eletricidade, que Espanha resolveu e bem, reduzindo a rentabilidade aos produtores de eólicas e biomassa, foi pura e simplesmente esquecida nesta legislatura.

The lack of political responses, namely in the case of electricity, that Spain solved well, by reducing the profitability of producers of wind and biomass energy, was simply forgotten in this legislature.

5. E OS OUTROS DESAFIOS?

5. AND OTHER CHALLENGES?

Com RevPAR baixos, preços médios sem alteração e taxa de ocupação com recorde por bater, os desafios operacionais não ficam por aqui.

With low RevPAR, average prices unchanged and occupancy rates with no hitting records, operational challenges do not stop there.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 37

O Alojamento Local, apadrinhado pela tutela e potenciado pelas plataformas online concorre de forma desleal com a hotelaria. E assistimos calmamente ambos a colocarem-se no papel de vítimas quando são criticadas por não pagarem impostos nem Segurança Social, fomentando aquilo que pomposamente se apelida agora de “economia colaborativa” (leia-se social...), na maior parte dos casos informal ou porque não dizê-lo “subterrânea”!

Local Accomodation, “sponsored” by the tutelage and boosted by online platforms competes unfairly with the hotel industry. And we watch quietly to both of them placing themselves in the role of victims when criticized for not paying taxes or social security, fostering what pompously is now called “collaborative economy” (read: social...), in most cases informal or, why not say it, “underground”!

Para quem considera a inevitabilidade destes serviços comercializados pelas OTA’s, financiadas por Capitais de Risco e Sociedades Financeiras internacionais, só resta copiar as mesmas ferramentas e técnicas, reforçando as personalizações dos produtos e serviços e ter uma atitude mais proativa para com os clientes.

For those who consider the inevitability of these services marketed by the OTA’s, financed by Venture Capitals and international Financial Companies, we can only copy the same tools and techniques, reinforcing the customizations of products and services and have a more proactive attitude towards customers.

Por outro lado, para além da relação qualidade/preço e da segurança no destino, o cliente passou também a participar na cadeia de valor, agora no digital. Ora verificando preços, digerindo conteúdos com maior ou menor facilidade, ora anotando reviews.

Furthermore, in addition to the price/quality ratio and safety at destination, the customer also began to participate in the value chain, now on digital. Wether checking prices, digesting contents with more or less easiness, or writing reviews.

A INEVITABILIDADE DO MUNDO SE TRANSFORMAR ONLINE, 100% CONECTADO E MULTICANAL, COLOCA AOS HOTELEIROS O ENORME DESAFIO DE COMO SE MANTEREM PERTO DOS CLIENTES, SEJAM ELES ATUAIS OU POTENCIAIS. NESTE JOGO DE XADREZ, AS NOVAS REDES DE COMERCIALIZAÇÃO ONLINE E O PESO CRESCENTE QUE DETÊM NA INDÚSTRIA SÃO, CERTAMENTE, O MAIOR DESAFIO À AUTONOMIA COMERCIAL DO NEGÓCIO HOTELEIRO NO FUTURO.

THE INEVITABILITY OF THE WORLD CHANGING INTO ONLINE, 100% CONNECTED AND MULTICHANNEL, PLACES ENORMOUS CHALLENGES TO HOTELIERS, TRYING TO STAY CLOSE TO CUSTOMERS, WHETHER PRESENT OR POTENTIAL. IN THIS CHESS GAME, THE NEW ONLINE MARKETING NETWORKS AND THE INCREASING WEIGHT THEY HOLD IN THE INDUSTRY ARE CERTAINLY THE BIGGEST CHALLENGE TO THE COMMERCIAL INDEPENDENCE OF THE HOTEL BUSINESS IN THE FUTURE.

Para além de terem crescido mais rapidamente que as páginas web dos hotéis, também estes últimos não utilizam técnicas e ferramentas susceptíveis de concorrer com as OTA. Colocando-se mesmo em causa agora a rentabilidade das centrais de reserva online dos grupos hoteleiros, face ao crescimento e flexibilidade operacional das OTA.

In addition to the fact that they have grown faster than the web pages of hotels, they also do not use techniques and tools which could compete with the OTA. Questioning even the profitability of the online reservation systems of hotel groups, given the growth and operational flexibility of the OTA.

Será oportuno então relembrar as palavras do Vice-presidente da CISCO, em Fevereiro passado na CISCO LIVE 2015 em Milão, Carlos Dominguez:

It would be then appropriate to recall the words of Vice President of CISCO, Carlos Dominguez, last February in CISCO LIVE 2015 in Milan:

“Porque será que as empresas estão a falhar? Simplesmente porque não se estão a adaptar!“ •

“Why are companies failing? Simply because they are not adapting!” •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


38 PORTUGAL

O TURISMO EM 2015 TOURISM IN 2015

JOAQUIM ROBALO DE ALMEIDA Secretary-General, Car Renting Association (ARAC)

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

O ano de 2014 foi para alguns analistas portugueses - o melhor ano de sempre do turismo nacional - obviamente dependente dos indicadores que foram utilizados para tal conclusão.

For some portuguese analysts, 2014 was - the best year ever for national tourism obviously dependent on the indicators that were used to arise to such a conclusion.

Efetivamente, em 2014 na sequência do que já havia acontecido em 2013, sucedeu aquilo que já se havia verificado nos gloriosos anos 60 do século passado (para muitos a década do despertar do turismo nacional) e nos finais do século XX como afirmam alguns autores como por exemplo Vítor Neto - “A década de 1990-2000 foi, sem dúvida, uma década de ouro do turismo no mundo. Nesse período, o crescimento a nível mundial foi de 239 milhões de turistas, isto é, de 55%. Uma média de 4,5% ao ano” - assistimos a um desenvolvimento do turismo nacional após um período de estagnação ou mesmo de recessão.

Indeed, in 2014 following what already happened in 2013, we witnessed a similar performance to that recorded in the glorious 60’s of last century (for many the decade of the national tourism awakening) and in the late twentieth century as some authors such as Vitor Neto claim - “The decade of 1990-2000 was certainly a golden decade of tourism in the world. During this period, the growth worldwide was of 239 million tourists, ie 55%. An average of 4,5% per year” - we witnessed a development of national tourism after a period of stagnation or even recession.

Apesar das crises a que temos assistido nos últimos anos, o turismo nacional conseguiu inverter o ciclo negativo a partir de 2013.

Despite the crisis we have witnessed in recent years national tourism managed to reverse the negative cycle from 2013 onwards.

Tendo em conta elementos estatísticos veiculados pela OMT - Organização Mundial de Turismo, as receitas mundiais do turismo cresceram, em média, 3,8% entre 2005 e 2013, salientando-se no entanto que em 2013 o crescimento foi de 5% face ao ano anterior. Tratou-se de um crescimento efetivo, isto é, após expurga-

Taking into account statistical data from UNWTO - United Nations World Tourism Organization, worldwide tourism revenues grew, on average, 3,8% between 2005 and 2013, with 2013 witnessing a growth of 5% over the previous year. This was an effective growth, after exchange rates and


PORTUGAL 39

das as variações cambiais e a inflação (embora estas tenham sido baixas ou praticamente inexistentes nos últimos anos).

inflation variations (although these have been low or almost non-existent in recent years).

O Turismo é, como se constata, cada vez mais, um setor com grande viabilidade económica, sobretudo em Portugal, país com uma economia fortemente exposta ao exterior e onde não encontramos grandes receitas quer provenientes do setor primário, quer provenientes do setor transformador, pois como é sabido Portugal é um país onde não encontramos grande número de grandes ou mesmo médias unidades fabris, sendo que a agricultura existente está longe de ter uma performance satisfatória.

Tourism is, increasingly a sector with great economic viability, especially in Portugal, a country with an economy strongly exposed to the outside and where we cannot find high revenues either from the primary sector or the manufacturing sectors. This results from Portugal being a country where we cannot find many large or medium-sized factories, and the existing agriculture being far from a satisfactory performance.

É pois urgente que Portugal invista de forma decisiva e sustentada no desenvolvimento do setor terciário/serviços, onde o turismo se tem revelado como o setor mais atrativo, tendo em conta as caraterísticas do nosso país. Portugal tem uma diversidade paisagística impar, desde a montanha ao sol e praia, passando pelo turismo de congressos, pelo turismo religioso e, mais recentemente, o turismo de natureza e o turismo de saúde. Portugal deve por isso aproveitar todas as oportunidades que possui.

It is therefore urgent that Portugal invests in a decisive and sustained way in the development of the tertiary sector/services, where tourism has proven to be the most attractive sector, taking into account our country features. Portugal has an unpaired landscape diversity, from mountains to sun and beach, through conference tourism, religious tourism and more recently nature and health tourism. Portugal should therefore take advantage of all the opportunities it has.

Apesar da atual crise financeira que ainda continua afetar os países, as pessoas e também o turismo, a Organização Mundial do Turismo prevê o crescimento do número de turistas para Portugal, oriundos de vários países. Portugal tem, no entanto, registado um crescimento exponencial, crescendo acima da média referida, tendo o turismo nacional crescido 8% em 2013 e 11% em 2014 (valores provisórios).

Despite the current financial crisis that is still affecting countries, people and also tourism, World Tourism Organization predicts an increase in the number of tourist arrivals to Portugal from various countries. Portugal has registered an exponential growth, over the mentioned average, with national tourism growing 8% in 2013 and 11% in 2014 (provisional data).

A este crescimento não são certamente alheias as companhias aéreas “low-cost”, as quais iniciaram novas rotas para Portugal, sendo que as companhias aéreas que já voavam para Portugal incrementaram o número de voos para o país.

To this growth, “low-cost” airlines had a key role, by opening new routes to Portugal, with airlines already flying to the country increasing their number of flights.

2015 SERÁ COM CERTEZA, PELAS CIRCUNSTÂNCIAS APONTADAS E NO QUE AO TURISMO SE REFERE, UM ANO DE CONTINUAÇÃO.

FOR THE CIRCUMSTANCES DESCRIBED, 2015, WILL BE A YEAR OF CONTINUITY FOR TOURISM.

A este propósito deveremos citar os elementos estatísticos disponibilizados pela ANA - Aeroportos de Portugal, onde se aponta um crescimento de passageiros nos aeroportos portugueses em 2015 de 4,8% face ao ano anterior, já considerado o melhor ano de sempre para os aeroportos nacionais.

In this regard we should mention the statistical data provided by ANA - Airports of Portugal, which emphasizes a growth of 4.8% in passengers at portuguese airports in 2015, over the previous year, already considered the best year ever for national airports.

São efetivamente elementos positivos para o turismo português, em especial e para a economia nacional em geral. No entanto, e na senda do que venho dizendo há vários anos a esta parte, Portugal deverá aumentar os seus esforços de promoção turística na captação de novos mercados, o que até hoje não se tem revelado fácil, apesar do trabalho feito pelas entidades de promoção turística públicas e privadas, fazendo com que o

Those are effectively positive elements for portuguese tourism, in particular, and to the national economy in general. However, following what I’ve been defending for several years, Portugal should increase its tourism promotional efforts to attract new markets. This has not been easy, despite the work done by public and private tourism promotion entities, making our country heavily dependent

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


40 PORTUGAL

nosso país continue fortemente dependente de quatro mercados tradicionais - Espanha, Reino Unido, Alemanha e França.

on four traditional markets - Spain, United Kingdom,Germany and France.

Para assegurar um desenvolvimento sustentado deste setor tão importante para a economia nacional, ao qual muitos políticos já várias vezes apelidaram de “motor da economia nacional”, Portugal deve investir num plano de ação com objetivos claros, os quais constam do documento Turismo 2020: Plano de Ação para o Desenvolvimento do Turismo, o qual é norteado pelos seguintes objetivos:

To ensure a sustainable development of this important economic sector, referred as the “engine of the national economy” by some politicians, Portugal should invest in an action plan with clear objectives, which are identified in the Tourism 2020: Action Plan for the Development of Tourism, which is guided by the following objectives:

1. Fornecimento de um quadro estratégico;

1. To provide a strategic framework;

2. Assegurar um alinhamento entre estratégia e financiamento com base nos Programas Operacionais do Acordo de Parceria 2014-2020;

2. To ensure alignment between strategy and funding, based on the Operational Programmes of the Partnership Agreement from 2014 to 2020;

3. Contribuição para uma maior seletividade e articulação de investimentos financiados por fundos comunitários;

3. To contribute to higher selectivity and joint investments financed with European Union funds;

4. Concorrer para um reforço da coordenação setorial e territorial;

4. To compete for a strengthening of sectorial and territorial coordination;

5. Potenciação de redes e plataformas colaborativas facilitadoras de sinergias tendentes à valorização económica do turismo.

5. To potentiate networks and collaborative platforms that may facilitate synergies for tourism economic valuation.

Estes são seguramente objetivos importantes para Portugal, mas não devemos, no entanto, esquecer um problema de demasiada importância que afeta fortemente algumas regiões do nosso país, com particular incidência no Algarve, devido ao qual assistimos na época baixa ao encerramento de unidades hoteleiras, restaurantes e à dificuldade de adaptação das frotas de rent-a-car. Este importante problema chama-se sazonalidade e urge combatê-lo, ou no mínimo minorá-lo, para que estes importantes setores do turismo possam ultrapassar a crise que atravessam na época baixa. A respeito deste problema, refira-se que o Plano Turístico Estratégico para 2015 apresenta uma perspetiva concreta para o combate à sazonalidade, congratulando-me desde já com esta importante medida. Do lado das empresas, será determinante em 2015 o alargamento da nossa base exportadora e a procura de novos mercados que valorizem o turismo português, pelo que desde já se reforça o alerta às entidades promotoras do Turismo nacional, no sentido da criação de grandes campanhas de promoção do destino Portugal.

These are certainly important goals for Portugal, but we must not forget a very important problem that strongly affects some regions of our country, with particular focus in the Algarve, where as a result of it, in the low season we witness the closing of hotel units, restaurants and adjustment difficulties of rent-a-car fleets. This important problem is called seasonality and it is urgent to fight it or, at least, alleviate its effect, so that these large tourism sectors may overcome the crisis faced in the low season. Regarding this problem, it must be noted that the Strategic Plan for Tourism 2015 presents a solid prospect for seasonality combat, which is an important and very welcoming measure. From the companies’ perspective, in 2015, the expansion of our exports and the search for new markets that value portuguese tourism will be crucial. So, we reinforce the alert to the promoters of national tourism to the need for large promotional campaigns of Portugal as a tourist destination.

A revolução operada através das novas tecnologias de informação e comunicação, com destaque para as comunicações móveis, redes sociais, em especial a internet, transformou e continua a transformar a relação cliente/fornecedor/distribuidor.

The revolution carried out through new information and communication technologies, especially mobile communications, social networking, in particular the internet, transformed and continues to transform the customer/supplier/distributor relationship.

Sendo certo que Portugal tem sido premiado recentemente em matéria de destino turístico, tais prémios ainda não são ainda suficientes para recuperar os lugzares perdidos, devendo continuar

Whilst Portugal as a tourist destination has recently received a series of awards, such prizes are not yet enough to recover the lost positions in international rankings. The effort in

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 41

a investida na promoção do destino Portugal e a consequente recuperação das empresas ligadas ao turismo.

promoting the destination Portugal must continue, as well as the consequent recovery of tourism-related businesses.

Urge pois:

It is therefore essential:

1. Reforçar o turismo português para a realização de megaeventos;

1. To strengthen portuguese tourism for holding major events;

2. Aumentar a captação de divisas e a entrada de turistas estrangeiros, com o consequente aumento das receitas oriundas do turismo internacional;

2. To increase the uptake of foreign exchange and the entry of foreign tourists, with the resulting increase in revenues from international tourism;

3. Incentivar os portugueses a viajar em Portugal, melhorando a qualidade e competitividade do produto turístico destinado a clientes nacionais, criando inclusivamente pacotes específicos para turistas nacionais, com vista o claro aumento das taxas de ocupação;

3. To encourage portuguese to travel in Portugal, improving the quality and competitiveness of the tourism product intended for national customers, creating specific packages for these tourists, in order to increase occupancy rates;

4. Deverão também os vários operadores do setor trabalhar no sentido de conhecer cada vez melhor o turista, o mercado e o território, bem como estruturar da melhor forma os destinos turísticos;

4. To promote a better knowledge, by the operators in the sector, of the tourist, the market and the territory as well as on how to better structure the touristic destinations;

5. A nível político, dever-se-á fomentar e qualificar os serviços turísticos; estimular o desenvolvimento sustentável da atividade turística; fortalecer a gestão descentralizada, atribuindo às associações setoriais um papel de colaboração e parceria cada vez mais importante, bem como promover a melhoria de um ambiente jurídico favorável ao desenvolvimento da atividade turística, eliminando os custos de contexto que são muitas vezes responsáveis pela estagnação no exercício das atividades económicas.

5. To encourage at political level, tourist services qualification, the sustainable development of tourism; to strengthen decentralized management, giving industry associations a collaborative and increasingly important partnership role, as well as promoting the improvement of a favorable legal environment for the development of tourism, eliminating local costs that are often responsible for the stagnation of economic activities.

Entendo que para melhorar o setor do turismo dever-se-á promover neste setor a geração de oportunidades e o empreendedorismo, bem como a participação e a realização de um grande debate e diálogo com a sociedade sobre este importante setor da economia nacional, quiçá o mais importante, tendo em conta as caraterísticas do nosso país e da economia nacional.

I understand that to improve the tourism sector we have to promote the generation of opportunities and entrepreneurship, as well as the participation and realization of a wide debate and dialogue with the society on this important sector of the national economy, perhaps the most important in view of the characteristics of our country and economy.

Os desafios que atravessamos transcendem os limites da individualidade das empresas; desafios que se quisermos transpor será preciso pensar de modo mais abrangente, traçar novos caminhos, ir além das fronteiras já dominadas.

The challenges we are facing transcend the limits of the individuality of companies; if we want to overcome these challenges we will need to think more broadly, draw new paths, go beyond the boundaries already mastered.

Os tempos mais próximos poderão permitir criar a consciência e noção de urgência para adotar medidas necessárias para o futuro. A história é pródiga em exemplos que confirmam ser nestes momentos que as nações, as empresas e os homens se revelam.

The nearest times may help build awareness and a sense of urgency to adopt the necessary measures for the future. History is full of examples that confirm that it is in these moments that nations, companies and men reveal themselves.

Entendo que Portugal deve recuperar rapidamente o terreno perdido em matéria de turismo e subir no ranking dos melhores e mais procurados destinos turísticos. •

It is my understanding that Portugal must quickly regain lost ground in the field of tourism and move up on the rankings of the best and most demanded tourist destinations. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


www.soltropico.pt

/soltropico

/soltropico


Sem alarmes, horários ou rotinas. Relaxe, afinal está de férias. Com a Soltrópico você descansa mesmo antes de viajar. É o resultado de mais de 20 anos de experiência. Fazemos de tudo para que não tenha que fazer nada. Os melhores destinos, o melhor serviço e a segurança que as suas férias merecem. É por isso que não vai apenas de viagem, vai de férias. Marque já as suas férias na sua agência de viagens.


44 PORTUGAL

TERMINAL DE CRUZEIROS DO PORTO PORTO CRUISE TERMINAL APDL Administration of Douro, Leixões and Viana do Castelo Ports

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

O novo Terminal de Cruzeiros do Porto é o maior projeto de sempre de abertura do Porto de Leixões à cidade, fazendo do porto uma importante porta de entrada no destino Porto. O Porto é património mundial da UNESCO e ganhou duas vezes, em 2012 e 2014, a distinção de Melhor Destino Europeu, numa competição promovida pela European Consumers Choice, uma organização sem fins lucrativos, independente, com sede em Bruxelas, que premeia os melhores destinos de férias na Europa.

The new Porto Cruise Terminal is the largest project opening the Port of Leixões to the city, making it an important gateway to destination Porto. Porto is a UNESCO world heritage site and has won twice (2012 and 2014) the European Best Destination competition promoted by European Consumers Choice, an independent non-profit organization based in Brussels that rewards the best holiday destinations in Europe.

O Terminal de Cruzeiros do Porto está situado no molhe Sul do Porto de Leixões, a apenas 3km da cidade do Porto. Desde abril de 2011, o novo cais com 340m de comprimento tem recebido os maiores e mais “glamourosos” navios da frota de cruzeiros mundial, impulsionando o turismo de cruzeiros na região Norte de Portugal. Com este novo cais, o porto tornou-se capaz de receber navios de cruzeiro de maiores dimensões, até 300m de comprimento.

The Porto Cruise Terminal is situated at the South Mole of the Port of Leixões, just 3km from the city of Porto. Since April 2011, the new pier with 340m of length has received the biggest and the most glamorous cruise ships from the worldwide cruise fleet, boosting cruise tourism in the North of Portugal region. With this new pier, the port became able to receive cruise ships of larger dimensions, up to 300m long.

Desde a abertura do novo cais, o número de escalas de navios de cruzeiro e passageiros neste porto tem vindo a aumentar significativamente. Em comparação com 2010, o ano antes da abertura do novo cais, o número de cruzeiros aumentou quase 60% e o número de passageiros quase triplicou, o que demonstra claramente a importância deste novo terminal,

Since the opening of the new pier, the number of cruise ship calls and passengers at this port has been significantly increasing. Compared with 2010, the year before the opening of the new pier, the number of cruises increased by nearly 60% and the number of passengers almost trebled, which clearly demonstrates the importance


PORTUGAL 45

não só para Leixões, mas principalmente para o Porto enquanto destino. Em 2014, 78 navios de cruzeiro fizeram escala neste porto trazendo 64.440 passageiros para a cidade do Porto.

of this new terminal, not only for Leixões but mostly for Porto destination. In 2014, 78 cruise ships called this port bringing 64.440 passengers to the city of Porto.

O Terminal de Cruzeiros do Porto também compreende uma estação de passageiros, que estará em pleno funcionamento em maio. Localiza-se no edifício central do complexo, com várias comodidades para os navios de cruzeiro em trânsito ou navios em turnaround, sem limite de capacidade para passageiros em trânsito e com capacidade para 2.500 passageiros em turnaround. Com esta infra-estrutura, Leixões será capaz de acolher os maiores navios de cruzeiro em turnaround, ou seja, embarque e desembarque completo de passageiros. Desse modo, espera-se que o número de passageiros continue a aumentar nos próximos anos e mais turistas venham visitar o Porto e Norte de Portugal.

The Porto Cruise Terminal also comprises a passenger station building, which will be in full operation next May. It is located in the central building of the complex, with several amenities for transit cruise liners or turnaround cruise vessels, with no capacity limit for passengers in transit and a capacity for 2.500 passengers in turnaround. With such infrastructure, Leixões will be able to welcome the biggest cruise ships in turnaround, i.e. full embark and disembark of passengers. Thereby, it is expected that the number of passengers will continue to increase in the coming years and more tourists will visit Porto and North Portugal.

O Terminal de Cruzeiros do Porto está localizado perto do Aeroporto Internacional do Porto, o que vai atrair mais turistas para a região, impulsionando a economia local, enchendo hotéis, restaurantes e lojas tradicionais. Este novo Terminal, próximo ao Aeroporto Internacional do Porto, vai facilitar o embarque de passageiros no porto, com muito mais frequências, atraindo cada vez mais turistas para a cidade do Porto, a fim de aqui iniciarem a sua viagem de cruzeiro.

The Porto Cruise Terminal is located close to Porto International Airport, which will attract more tourists to the region boosting local economy, filling hotels, restaurants and traditional stores. This new Terminal will offer more frequencies facilitating the embark of passengers, attracting more and more tourists to the city of Porto where they will start their cruise voyage.

Além disso, o Terminal de Cruzeiros do Porto já mudou completamente a paisagem da cidade e vai mudar a vida das pessoas e das entidades que vivem na sua proximidade, tornando-se um importante elo entre o porto e a cidade!

Furthermore, Porto Cruise Terminal has already completely changed the city landscape and will change people’s lives and all who live around it, becoming an important link between the port and the city!

Além disso, no edifício principal vai também existir o Parque de Ciência e Tecnologia do Mar da Universidade do Porto, que inclui o Centro de Investigação Marítima no edifício do novo terminal de cruzeiros (ocupando a cave, 2º e 3º andares) e da Incubadora de Empresas, perto do Centro de Formação do Porto de Leixões. O Parque de Ciência e Tecnologia com foco nos Recursos do Mar será gerido pela Universidade do Porto e está integrado numa estratégia reconhecida para a eficiência coletiva, com a Associação Oceano XXI de Pesquisa e Economia Marítima e do Cluster de Indústrias Criativas da Região Norte.

Besides that, the main building will also comprise the Sea Science and Technology Park of the University of Porto, which includes the Maritime Research Centre in the new cruise terminal building (occupying the basement ground, 2nd and 3rd floors) and the Business Incubator near the Training Centre of the Port of Leixões. This Park of Science and Technology focused on the Sea Resources will be managed by the University of Porto and is integrated in a recognized strategy for collective efficiency, with the Ocean XXI Association for Research and Maritime Economy and the Cluster of the Creative Industries of the Northern Region.

Portanto, o Terminal de Cruzeiros do Porto estará aberto todos os dias do ano para investigadores e público em geral que desejem visitar este magnífico edifício, mesmo que nessa altura não esteja nenhum navio no porto. Uma parte do edifício será dedicada a todos os que desejam visitar-nos, nunca interferindo com a atividade normal dos cruzeiros.

Therefore, Porto Cruise Terminal will be open every day of the year for researchers and for general public wishing to visit this magnificent building, even if no cruise ship is calling this port. A part of the building will be dedicated to all who wish to visit us, never interfering with the normal cruise activity.

Ao lado do edifício há uma nova Marina para 170 embarcações e respetivos serviços mínimos de apoio às embarcações, espaços de conveniência e funções de apoio aos tripulantes e navegantes, sob o edifício dos passageiros. Existe também um estacionamento para autocarros e viaturas ao longo do molhe, um estacionamento interior coberto para veículos e um cais fluvio-marítimo para acostagem de embarcações que proporcionem itinerários turísticos no rio Douro.

Alongside the building there is a new Marina for 170 vessels with a platform for maintenance services, boat reception quays and a support floor for crew and seafarers, under the passenger building. It also has a parking for coaches and cars along the quay an indoor covered parking for vehicles and a river-sea quay for vessels that provide tourist routes in the Douro River.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


46 PORTUGAL

Localizado na frente Atlântica, o Terminal de Cruzeiros do Porto é perfeito para ligar os circuitos do Mediterrâneo e Norte da Europa, e com a crescente tendência para circuitos de duração mais curta (4 e 5 dias), pode tornar-se um destino ideal se estiver ligado a outros portos portugueses, ibéricos e a outros portos do espaço Atlântico. A sua localização, perto do Aeroporto Internacional do Porto, com ligações de e para as principais cidades europeias e americanas e a existência de uma excelente gama de hotéis de alta qualidade e com grande capacidade, fazem com que o Porto de Leixões esteja em crescimento no mercado de cruzeiros, com elevado potencial para o desenvolvimento desta atividade. O novo terminal irá aumentar o tráfego de navios em termos de escalas, embarcações, passageiros em trânsito e turnaround.

Located in the Atlantic front, Porto Cruise Terminal is perfect to link up circuits of the Mediterranean and North Europe, and with the growing trend towards shorter duration circuits (4 and 5 days), it can become an ideal destination if connected to other portuguese ports, iberian ports, as well as other ports in the Atlantic Area. Its location close to Porto International Airport, with connections to and from the main european and american cities, served by an excellent range of high quality and large capacity hotels, responds for the growth of the Port of Leixões in cruise market as well as for its high potential for development of its activity. The new terminal will increase cruise traffic in terms of vessel calls, passengers in transit and turn around.

A uma hora de distância do Porto localizam-se outras cidades interessantes e locais que podem ser visitados, como o Centro Histórico de Guimarães, Capital Europeia da Cultura 2012 e Património da Humanidade da UNESCO, tal como a cidade do Porto e o vale do Douro; as cidades de Braga, Viana do Castelo, Ponte de Lima e Amarante; inúmeros castelos, solares, hotéis históricos e rurais, casas de hóspedes e o Vale do Douro, a mais antiga região vinícola do mundo, onde o Vinho do Porto é produzido. Por tudo, isto o Porto e Norte de Portugal é um destino turístico multifacetado e diversificado.

At an hour of distance from Porto other interesting cities and sites can be visited. Of these, we highlight the Historical Centre of Guimarães, European Cultural Capital 2012 and also classified World Heritage site by UNESCO, as well as Porto city and Douro Valley; the cities of Braga, Viana do Castelo, Ponte de Lima and Amarante; countless castles, manor houses, historic hotels and rural guest houses, the Douro Valley, the oldest wine region of the world, where Porto Wine is produced. For all this, Porto and North Portugal is a multifaceted and diversified tourist destination.

O PORTO COMBINA TRADIÇÃO E MODERNIDADE COM UMA ATMOSFERA COSMOPOLITA, ONDE OS MELHORES VINHOS E UMA GASTRONOMIA IRRESISTÍVEL PODEM SER EXPERIMENTADOS. DESDE A COSTA MARITIMA, PASSANDO PELAS MARGENS DO RIO DOURO, OS PASSEIOS PELO CENTRO DA CIDADE SÃO, EM SI, UM VERDADEIRO PRAZER.

PORTO COMBINES TRADITION AND MODERNITY IN A COSMOPOLITAN ATMOSPHERE, WHERE THE BEST WINES AND IRRESISTIBLE GASTRONOMY CAN BE TASTED. FROM THE MARITIME COASTLINE PASSING BY THE BANKS OF THE DOURO RIVER, THE TOURS TO THE CITY CENTER ARE, THEMSELVES, A REAL PLEASURE.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 47

Depois, há toda uma cidade que acolhe calorosamente todos os passageiros de cruzeiro e deixa descobrir as mais belas igrejas barrocas e românicas, monumentos, ruas com mansões cobertas de azulejos tradicionais portugueses, livrarias e, finalmente, lojas. A região é composta por quatro sítios classificados como Património Mundial.

Adding to this, there is an entire city that warmly welcomes all cruise passengers and shows the most beautiful baroque and Romanesque churches, monuments, streets with mansions covered with portuguese traditional tiles, bookstores and shops. The Region comprises four World Heritage sites.

O Terminal de Cruzeiros do Porto vai ao encontro do compromisso da Autoridade Portuária em impulsionar a indústria de cruzeiros na região norte de Portugal. No entanto, o Porto de Leixões tem dois terminais de cruzeiro. No lado norte do porto está localizado outro edifício terminal de passageiros, uma fantástica construção de madeira que se assemelha a um casco de navio. Pode ser chamado de terminal de cruzeiros boutique, sendo um dos mais belos exemplos da arquitetura da década de 60, considerado Património Arquitetónico e Histórico da cidade de Matosinhos. O Terminal de Passageiros não tem limite de capacidade para passageiros em trânsito e permite o turnaround para cerca de 750 passageiros. Está localizado na Doca 1 Norte e ocupa uma área de cerca de 840m2 com um cais de atracação de 300m e profundidade de -10m.

The Porto Cruise Terminal clearly meets the commitment of the Port Authority in boosting the cruise industry in the northern region of Portugal. However, the Port of Leixões features two Cruise Terminals. At the north side of the port there is another passenger terminal building, a wonderful wooden construction that resembles a ship’s hull. It can be called a Boutique Cruise Terminal, one of the finest examples of the architecture of the nineteen-sixties and is considered a part of the Architectural and Historical Heritage of the city of Matosinhos. The Passenger Terminal has no capacity limit for passengers in transit and allows the turnaround of approximately 750 passengers. It is located on Dock 1 North and occupies an area of about 840m2 with a berthing quay of 300m and depths of -10m.

Assim, o Porto de Leixões possui dois terminais dedicados para navios e passageiros de cruzeiros. Um terminal boutique, mais tradicional, para navios de cruzeiro de luxo até 250m de comprimento. Outro terminal mais sofisticado que se destina a acolher os maiores navios de cruzeiros do mundo até 300m de comprimento.

So, the Port of Leixões features two dedicated terminals for cruise ships and passengers. One boutique and more traditional terminal, boosting the luxury cruise ships up to 250m long. Another terminal more sophisticated and intended to welcome the biggest cruise ships worldwide, up to 300m long.

Para 2015, prevê-se a escala de mais de 90 navios de cruzeiro, o que significa mais de 95 000 passageiros e mais de 40 000 membros da tripulação. A maioria será recebida no novo Terminal de Cruzeiros do Porto. •

For 2015, it is foreseen the call of more than 90 cruise ships, which means more than 95 000 passengers and more than 40 000 crew members. The majority will be welcomed at the new Porto Cruise Terminal. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


48 PORTUGAL

TENDÊNCIAS DO TURISMO DE SAÚDE E BEM-ESTAR O CASO DE PORTUGAL

TRENDS IN HEALTH AND WELLNESS TOURISM THE CASE OF PORTUGAL JOANA ALEGRIA QUINTELA Departament of Economics, Management and Industrial Engineering, University of Aveiro

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 49

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

O turismo apresenta-se como um setor em franco desenvolvimento, registando um grande dinamismo que está longe de atingir o seu máximo potencial. Esta tendência de evolução tem vindo a revelar-se sólida pela sua continuidade e crescimento, sendo responsável pela criação de cerca de 4,7 milhões de novos empregos em todo o mundo durante o último ano, de acordo com os dados do World Travel & Tourism Council. Em Portugal, no ano de 2014, o turismo assumiu, à semelhança do ano anterior, uma crescente importância para a economia nacional. Desta forma, também o emprego no setor deverá aumentar cerca de 20% até 2025. Em 2015, deverão registar-se consideráveis movimentações no mercado de trabalho, prevendo-se uma maior disponibilidade das empresas para contratar, esperando-se a criação de cerca de 160 mil novas oportunidades de emprego. A nível europeu, estima-se ainda que até 2025, sejam criados 13 milhões de novos empregos na saúde e serviços sociais, a maior parte deles na área do turismo de saúde e bem-estar.

Tourism presents itself as a sector in significant development, registering a great dynamism that is far from achieving its maximum potential. According to data from the World Travel & Tourism Council, this evolution trend is becoming solid by its constant expansion, being responsible for the creation of 4,7 million new jobs around the world during last year. In Portugal, in 2014, tourism assumed, as it happened the year before, a growing importance for the national economy. As a result, employment in the sector tends to increase circa 20% until 2025. In 2015, considerable changes may occur in the labour market, with a higher propensity for companies to contract new employees, creating about 160 thousand new job opportunities. At the european level, it is predictable that until 2025 about 13 million new jobs in health and social services will be created, with the majority of them being in the area of health and wellness tourism.

TURISMO DE SAÚDE E BEM-ESTAR

HEALTH AND WELLNESS TOURISM

Nesta conjuntura de desenvolvimento, o turismo de saúde e bem-estar assume uma progressiva importância no conjunto da atividade turística, quer a nível internacional quer nacional, sendo inclusivamente um dos tipos de turismo que tem crescido com maior rapidez. No contexto europeu, este produto tem vindo a registar desde o ano 2000, um crescimento anual entre os 7% a 8%, valores que tendem a manter-se constantes até 2015. Este incremento deve-se a um conjunto de fatores sociais e demográficos que passam pelo envelhecimento da população, pelo acelerado ritmo e estilo de vida com longas jornadas de trabalho que levam à procura de momentos de evasão e bem-estar; pelo aumento do número de pessoas interes-sadas em usufruir de períodos de lazer com qualidade, obedecendo a critérios cada vez mais específicos e exigentes; e, inclusivamente, pelo próprio alargamento do conceito de saúde.

Within this development context, health and wellness tourism assumes a progressive importance in the international and national touristic activity, being one of the types of tourism that has registered a faster growth. In the european context, this product has been experiencing, since 2000, an annual growth of about 7% to 8% with this trend estimated to be constant until 2015. This boost is due to a large number of social and demographic factors such as the ageing of population; the stress of modern lifestyle with long work journeys which motivate people to look for evasion and wellness moments; the increase in the number of people interested in having quality leisure periods, verifying more specific and demanding criteria; and, also, by the enlargement of the health concept itself.

No contexto de agitação que carateriza a vida quotidiana das sociedades ditas desenvolvidas, o turismo converte-se numa oportunidade para a busca de um maior equilíbrio e qualidade de vida que, numa perspetiva hedonista e espiritual, poderá também contribuir para a realização pessoal e para o reencontro da paz interior.

In the context of stress that characterizes the daily life of developed societies, tourism becomes an opportunity for reaching a higher balance and quality of life which, in a hedonist and spiritual perspective, may contribute to personal realization and even to inner peace.


50 PORTUGAL

Neste âmbito, o turismo de saúde e bem-estar revela-se multi-facetado, incluindo diversos segmentos, como o turismo médico, o termalismo, o turismo de spa e o turismo espiritual, buscando através da realização de tratamentos de mero relaxamento ou tratamentos específicos associados à vertente cura e/ou prevenção em centros especializados, com o recurso a águas minero-medicinais (termalismo) ou à água do mar (talassoterapia), coadjuvando-se com a sua principal motivação que consiste na recuperação e manutenção do bem-estar físico e psíquico.

In this context, health and wellness tourism reveals itself as multifaceted, including different segments as medical tourism, thermalism, spa tourism and spiritual tourism, based on relaxation or more specific treatments associated to cure and/or prevention in specialized centers, using mineral and medicinal waters (thermalism) or sea water (thalassotherapy), according to its main motivation that consists of recovering and maintaining physical and psychological well-being.

O CASO DE PORTUGAL

THE CASE OF PORTUGAL

O turismo de saúde e bem-estar é considerado pelo PENT (Plano Estratégico Nacional do Turismo) como um dos 10 produtos estratégicos para o desenvolvimento do turismo em Portugal, prevendo-se um crescimento do setor acima dos 10% ao ano.

Health and wellness tourism is considered by PENT (Strategic National Plan for Tourism) as one of the 10 strategic products for the development of tourism in Portugal, predicting an increase above 10% per year.

Este facto deve-se, principalmente, à existência de um território abundante em nascentes de água termal com grande riqueza hidrogeológica, estando estes recursos maioritariamente concentrados no Norte e no Centro do País. O facto de Portugal ter uma significativa extensão de costa, cria ainda a possibilidade de desenvolver a talassoterapia como produto de excelência que, associado às amenas condições climatéricas de algumas regiões ao longo de todo o ano, favorece a convalescença e tem efeito terapêutico em determinadas patologias. Outro dos fatores de competitividade de Portugal para o desenvolvimento deste produto é a existência marcas de spas internacionalmente reconhecidas em unidades hoteleiras de referência que se concentram em zonas geograficamente estratégicas para o desenvolvimento do turismo.

This fact is also due to the existence of a territory abundant in hot springs with great hydrogeological richness, with the majority of them located in the North and Center regions of the country. The long Atlantic coast of Portugal offers the possibility of developing thalassotherapy as a product of excellence that, associated to the all year round mild climate of some regions, helps to recover and has a therapeutic effect in some pathologies. Another factor of competitiveness of Portugal in developing this product is the existence of internationally recognized spa brands, located in hotels of reference that are geografically situated in strategic areas for tourism development.

O grande momento de arranque do turismo de saúde e bem-estar coincide com a criação, em 2004, de nova legislação que reconhece o bem-estar como vertente integrante do ambiente termal, que estava até há dez anos reservada ao setor hoteleiro. Esta alteração veio permitir uma nova alavancagem no desenvolvimento do setor, tendo as unidades termais apostado assumidamente no segmento bem-estar, ajustando-se às novas tendências e ao ritmo de evolução do mercado, oferecendo produtos diferenciados que combinam de forma harmoniosa as dimensões cura e prevenção, associando-as simultaneamente às esferas lúdica e de recreação.

The great starting moment for the development of health and wellness tourism matches the creation of new legislation in 2004, that recognizes wellness as an integrated dimension of thermal ambiance. Up to that moment, the wellness dimension was reserved only for the hotel industry. That allowed a new turn in the development of the sector, with thermal units investing in wellness and adjusting themselves to the new trends of demand and to the rhythm of evolution of the market, offering differentiated products, which combined in an harmonious way the dimensions cure and prevention, associating them simultaneously to leisure and recreational areas.

Desta forma, o termalismo (na vertente médica e turística) afigura-se como uma importante componente do turismo português revelando-se fundamental para atenuar alguns dos desequilíbrios e assimetrias regionais, na medida em que se apoia diretamente nos recursos naturais e humanos de cada região, aproximando turistas e visitantes na realidade local e ambiental em que se insere, valorizando e promovendo simultaneamente outras formas de turismo.

In this way, thermalism (in the medical and touristic dimension) appears as an important component of portuguese tourism and a fundamental factor to mitigate some of the regional asymmetries as it relies directly on the natural and human resources of each region, approaching tourists and visitors to the local and environmental reality, promoting simultaneously other forms of tourism.

Esta tendência é evidente nas Termas de S. Pedro do Sul, onde se prevê a implementação de um plano estratégico de desenvolvimento do turismo e valorização das termas que consiste na combinação concertada de um conjunto de recursos turísticos

This trend is evident at the S. Pedro do Sul Thermal Complex, where the implementation of a strategic plan for the development of tourism and valorization of hot springs is expected, consisting of the balanced combination of a set of

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 51

âncora daquela região que se prendem com o património natural, cultural e etnográfico, passando pela modernização dos equipamentos e pela diversificação dos serviços e das atividades de recreação, encarando o turismo de saúde e bem-estar como um produto global e compósito, contribuindo para a valorização da oferta complementar e proporcionando uma maior atratividade e competitividade turística e económica da região.

touristic anchor resources of that region, related to the natural, cultural and ethnographic patrimony, the modernization of equipment and the diversification of services and of recreational activities, facing health and wellness tourism as a global and composed product, contributing to the valorization of the complementary offer, improving the attractiveness and economic competitiveness of the region.

A operacionalização deste plano tem por base três vetores essenciais: a) promover de forma agressiva e eficaz os produtos âncora da oferta (com especial destaque para as Termas nas vertentes termalismo e bem-estar); b) desenvolver ações de promoção direcionadas a diferentes segmentos de mercado associadas a outros produtos turísticos da região, particularmente o turismo cultural e patrimonial; c) estruturar ações focalizadas para nichos de mercado, organizando e qualificando a oferta turística, particularmente o turismo de natureza.

The operationalization of this plan is based on three main vectors: a) to promote touristic anchor products in an aggressive and efficient way (with special focus on the Thermal Complex); b) to develop promotional actions directed to different market segments associated to other touristic anchor products of the region, particularly, cultural and historical tourism; c) to structure actions focused on market niches, organizing and qualifying the touristic offer, particularly nature tourism.

Através deste exemplo, torna-se evidente a importância do marketing enquanto estratégia de desenvolvimento do setor, exigindo uma cooperação organizada entre os vários agentes turísticos envolvidos.

Through this example, the importance of marketing becomes evident as a development strategy for the sector, demanding an organized and coherent cooperation among the various touristic agents.

EM CONCLUSÃO, AS TENDÊNCIAS DE EVOLUÇÃO DO TURISMO DE SAÚDE E BEM-ESTAR APONTAM PARA A CRESCENTE QUALIFICAÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA OFERTA QUE, SOB UMA PERSPETIVA HOLÍSTICA E UMA VISÃO DE LONGO PRAZO, CONSTITUIRÁ UMA ALAVANCA PARA O DESENVOLVIMENTO DE OUTROS TIPOS DE TURISMO, INTRODUZINDO NOVAS DINÂMICAS NO TERRITÓRIO, CONTRIBUÍNDO PARA UMA MELHOR QUALIDADE DE VIDA, ASSEGURANDO A COMPETITIVIDADE E A SUSTENTABILIDADE DO SETOR. •

IN CONCLUSION, THE TRENDS OF HEALTH AND WELLNESS TOURISM INDICATE THE INCREASE OF QUALIFICATION AND DIVERSIFICATION OF THE OFFER THAT, IN AN HOLISTIC PERSPECTIVE AND A LONG TERM VISION, WILL CONSTITUTE THE LEVERAGE POINT TO THE DEVELOPMENT OF OTHER TYPES OF TOURISM, INTRODUCING NEW DYNAMICS TO THE TERRITORY, CONTRIBUTING TO A BETTER QUALITY OF LIFE AND ASSURING THE COMPETITIVENESS AND SUSTAINABILITY OF THE SECTOR. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


52 PORTUGAL

TURISMO VIVE MOMENTO CRUCIAL TOURISM LIVES CRUCIAL MOMENT

VÍTOR NETO Entrepreneur and Manager

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

Os resultados globais do turismo português em 2014, apesar de insuficientes em termos de rentabilidade para alguns setores, foram positivos e encorajadores, evidenciando todas as potencialidades do setor. Ninguém em boa-fé os pode ignorar. Devem ser valorizados.

The overall results of the portuguese tourism in 2014, although insufficient in terms of profitability for some sectors, were positive and encouraging, showing all the sector’s potential. No one in good faith can ignore them. They should be valued.

Considero, no entanto, que se devem evitar, por um lado, excessos propagandísticos, que baralham a opinião pública, e que, sobretudo, podem confundir os investidores e, por outro, algum corporativismo regionalista e visões exclusivamente setoriais, que enfraquecem uma proposta global e que a todos prejudicam.

I believe, however, that it should be avoided, on the one hand, propaganda excesses, contesting the public opinion, and that, above all, may confuse investors and, also, some regionalist corporativism and exclusively sectorial visions that weaken a comprehensive global proposal, thus not benefiting anyone.

O CAMINHO DO FUTURO NÃO ESTÁ AINDA TRAÇADO E MUITO MENOS GARANTIDO.

THE WAY AHEAD IS NOT YET DRAWN AND MUCH LESS GUARANTEED.

O turismo português vive um momento crucial. Porque vem de uma década de estagnação e os recentes resultados positivos não estão ainda consolidados. Porque estão em curso profundas e imprevisíveis alterações estruturais no turismo mundial. E porque, neste quadro, Portugal continua a não ter ainda uma estratégia clara, forte e consolidada.

Portuguese tourism is living a crucial moment. Because it comes from a decade of stagnation and recent positive results are not yet consolidated. Because deep and unpredictable structural changes are taking place in the world of tourism. And because, in this context, Portugal still does not have a clear, strong and consolidated strategy.


PORTUGAL 53

DONDE VIMOS. ONDE ESTAMOS.

WHERE WE COME FROM. WHERE WE ARE.

Para aferir o real significado dos resultados de 2014 e perspetivar caminhos de futuro, é prioritário perceber o quadro da evolução real do turismo em que se inserem.

To assess the actual significance of the results of 2014 and outlining future paths, the priority is to understand the context of the real development of tourism in which they take place.

Porque, sendo positivo termos tido em 2014 em relação a 2013 mais três milhões de dormidas de estrangeiros (+10%), será possível esquecer que ainda em 2011 estávamos ao nível de 2001?

Because, despite the positive increase of three million foreign overnight stays (+ 10%) in 2014 from the previous year, can we forget that in 2011 we were at the level of 2001?

Ou porque, tendo crescido um milhão e meio em dormidas de residentes (+13%), apenas dois anos antes (2012/2013) estávamos ao nível de 2006? Um exemplo concreto: o Algarve em 2014 registou quase mais um milhão de dormidas de estrangeiros (+9%/2013), o que é relevante, mas o valor total alcançado, 12,4 milhões, é inferior ao de 2001 (12,6M.).

Or because, residents’ overnight stays having grown a million and a half (+ 13%), only two years before (2012/2013) we were at the 2006 level? A concrete example: in 2014, the Algarve recorded almost one million more foreign overnight stays (+9%/2013), which is relevant, but the total value reached, 12,4 million, is lower than that of 2001 (12,6M.).

Podemos ignorar isso, e quanto custou? Não houve, na década passada, uns milhares de milhões de euros de investimentos na oferta do turismo no país, que não tiveram retorno? Isso não teve consequências económicas, financeiras e sociais? Percebe-se bem porque se tenta fingir que a década não existiu.

Can we ignore this, and how much it costed? In the past decade, have we not had thousands of millions of euros of investment in the country’s tourism offer, which had no return? Were there not economic, financial and social consequences? It is easy to understand why we pretend to act like this decade never existed.

É pois obrigatório refletir sobre o caminho percorrido. Olhando um pouco para trás, verificamos que a evolução do turismo em Portugal nas últimas décadas não foi linear. De forma simplificada, podemos considerar, por exemplo, que nos últimos 25 anos tivemos três períodos distintos de desenvolvimento.

It is therefore mandatory to reflect on the road that we followed. Looking back, we found that the development of tourism in Portugal in the last decades was not linear. Simply, we can consider, for example, that in the last 25 years we had three distinct periods of development.

Um primeiro período, entre 1990 e 2000/2002, em que o turismo (chegadas de estrangeiros) cresceu cerca de 50% (de 8 para mais de 12 milhões turistas), tendo Portugal acompanhado as melhores tendências internacionais.

A first period, between 1990 and 2000/2002, in which tourism (foreign arrivals) grew by 50% (from 8 to more than 12 million tourists) with Portugal following the best international trends.

Um segundo período entre 2000-2002 e 2011-2012 em que o turismo, quanto a dormidas de estrangeiros, praticamente estagna e, quanto a portugueses, oscila em números baixos entre 2002-2005 e 2006-2012, mas de facto não descola, e na prática estagna também.

A second period between 2000-2002 and 2011-2012 in which tourism regarding foreign overnight stays almost stagnates and, as for the portuguese, it oscillates in low numbers between 2002-2005 and 2006-2012, but it does not take off, and in practice it also stagnates.

Tudo isto num período riquíssimo de transformações, em que o turismo cresceu no Mundo, na Europa e nos principais países concorrentes. Mas não em Portugal.

All this happened in a very rich period of transformation, where tourism has grown in the world, in Europe and in the main competitor countries. But not in Portugal.

Portugal não só não acompanhou, como teve “estratégias” erradas e perigosas. Só para recordar: Go Deeper, Top Ten, West Coast, Pent, Pin’s, Allgarve, Ryder Cup, etc.. Em jeito de balanço, atente-se só às consequências financeiras na “imobiliária turística” no Algarve e noutras regiões. Ninguém, a começar pelos responsáveis políticos, quis tirar as lições deste quadro negativo, cuja consequência foi o “navegar à vista”, com prejuízo para o país, a economia, as empresas, o emprego e as regiões.

Portugal not only did not follow, as it had wrong and dangerous “strategies”. Just to remember: Go Deeper, Top Ten, West Coast, Pent, Pin’s, Allgarve, Ryder Cup, etc.. In sum, let’s just watch out the financial consequences of the “tourist real estate” in the Algarve and other regions. No one, starting with the political leaders, wanted to take lessons from this negative picture, the consequence of which was to “sail in sight” with losses for the country, the economy, businesses, employment and regions.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


54 PORTUGAL

Os anos de 2013/14-2015, podem ser o início de um terceiro período, que poderá ser de crescimento. Depende sobretudo de nós. Sendo certo que não é suficiente exultar com os resultados agora obtidos, que é preciso consolidá-los começando por atuar com respostas ao dia a dia, mas, ao mesmo tempo, dar corpo a uma estratégia correta, que não pode prescindir de uma análise crítica do passado.

The years 2013/14-2015, may be the beginning of a third period, which can be of growth. Depends above all of us. Whilst it is not enough to rejoice with the results now obtained, it is needed to consolidate them, starting with answers to the everyday life, but at the same time, designing a correct strategy, which cannot be done without a critical analysis of the past.

Tudo isto num quadro complexo de desenvolvimento exponencial de transformações estruturais do turismo mundial. Imprevisível, pleno de incógnitas e desafios. Mas incontornável. Sabemos que tudo isto pouco interessa ao imediatismo dos calendários políticos. Mas o quadro é este.

All this in a complex picture of exponential development of structural changes in the world tourism. Unpredictable, full of unknowns and challenges. But unavoidable. We know that all this is of little interest to the immediacy of the electoral cycles. But this is the picture.

ENFRENTAR OS NOVOS DESAFIOS

FACING NEW CHALLENGES

O momento é mesmo crucial e o problema que se coloca a todos os agentes e atores do turismo é o de enfrentar e encontrar respostas para os desafios que se apresentam.

Times are really crucial and the problem faced by all agents and tourism actors is to stand up to and find answers for the challenges ahead.

Começando por não esquecer nunca o maior obstáculo de fundo em relação ao Turismo, que continua a ser de ordem política, incluindo a componente ideológica e cultural. Obstáculo muito antigo, muitas vezes invisível, mas ainda presente.

Starting by never forgetting the largest key obstacle in relation to tourism, which continues to be political, including the ideological and cultural component. Very old barrier, often invisible but still present.

Trata-se, em concreto, da desvalorização e subestimação da importância do turismo na economia e do seu “estatuto” no quadro económico e social. Desvalorização do setor, mesmo em relação a outros setores - de “bens”, claro - e o consequente fraco espaço e nulo peso político nos governos, ao longo destas quatro décadas. Que alguns períodos de exceção não alteram.

It is, in particular, the devaluation and underestimation of the importance of tourism in the economy and its “status” in the economic and social framework. Devaluation of the sector, even in relation to other sectors - of “goods”, of course - and the consequent weak space and null political weight in governments, over these four decades. That, some periods of exception do not change.

O turismo acaba assim por não ocupar, na economia, na política e na sociedade, o estatuto que a sua importância real exigiria. Consequências: falta de estratégias corretas, descontinuidade de políticas, discricionariedade nos investimentos, facilidades a lóbis e, claro, navegação à vista.

As such, tourism ends up not occupying, in economics, in politics and in society, the status that its real importance would require. Consequences: lack of correct strategies, discontinuity of policies, freedom of choice in investment, granting favors to lobbies and, of course, navigation in sight.

Um exemplo: em 2014, as receitas externas do turismo, que correspondem a exportações, cresceram 12,2% em relação a 2013, atingindo os 10,4 mil milhões de euros, ocupando mais uma vez, com 14,8% do total, o lugar de maior exportador de “Bens e Serviços” de Portugal. Com um contributo espetacular para o saldo “Balança de Bens e Serviços”, compensando o fraco crescimento da exportação de “bens”.

An example: in 2014, the external revenue of tourism, corresponding to exports, grew 12,2% compared to 2013, reaching 10,4 billion euros, ranking once again, with 14.8% of the total, the place of largest exporter of “Goods and Services“ of Portugal. With a spectacular contribution to the “Trade Balance of Goods and Services”, compensating for the weak growth of the exports of “goods“.

É assim há muitos anos. Mas poucos, mesmo membros de vários governos, o têm dito. Considera-se “uma ajuda” à exportação de “bens”, mas não se encara, convicta e continuadamente, como um setor estruturante insubstituível da economia e das exportações nacionais.

So it has been for many years. But few, even members of various governments, have said that. It is considered as “a help” to the export of “goods” but continually seen as an irreplaceable structural sector of the economy and national exports.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


PORTUGAL 55

É UMA BATALHA POLÍTICA, IDEOLÓGICA E CULTURAL PRIORITÁRIA. UMA BATALHA PERMANENTE DE TODOS OS AGENTES DO TURISMO, QUE TEM DE CONTINUAR. ENQUANTO NÃO FOR VENCIDA O TURISMO DIFICILMENTE IRÁ LONGE.

IT IS A POLITICAL, IDEOLOGICAL AND CULTURAL PRIORITY BATTLE. A PERMANENT BATTLE OF ALL TOURISM AGENTS, THAT MUST CONTINUE. WHILE THIS BATTLE IS NOT WON, TOURISM WILL HARDLY GO FAR.

ESTRATÉGIA

STRATEGY

Vejamos apenas alguns pressupostos de base. Em primeiro lugar, temos de partir do que, como país, temos e somos em termos de potencial turístico (território/recursos/produtos/ oferta-dimensão/localização). Há quem considere que não, que se pode fazer “tudo” em Portugal e em qualquer região ou lugar. É falso. Constitui um erro e uma ilusão perigosa.

Here are just some basic assumptions. First, as a country, we need to begin from what we have and what we are in terms of tourism potential (territory/resources/products/offer-size/ location). Some people believe that we can do “everything” in Portugal and in any region or place. It is false. It is a mistake and a dangerous illusion.

Depois, temos de ter em conta os mercados (e segmentos) potenciais prioritários (internos desde logo e externos) e, dentro deles, a concorrência, no quadro de uma perspetiva de evolução internacional e das inevitáveis modificações estruturais em curso. Aqui há quem considere que os “asiáticos” nos vão resolver o problema. É falso. A OMT já respondeu a essa questão: hoje e em 2020-30 cerca de 88% dos turistas internacionais na Europa provirão da própria Europa. E 80% dos turistas asiáticos ficarão na própria Ásia.

Then we have to take into account the potential priority markets (and segments), internal and external and, within these, competition, within a perspective of international development and the inevitable structural changes underway. Here some consider that “asians” will solve the problem. It is false. WTO already answered that question: today and in 2020-30 about 88% of international tourists in Europe will come from Europe itself. And 80% of asian tourists will stay in Asia.

E finalmente as alterações de perfil e comportamento dos novos turistas. A que não se responde apenas com as tecnologias de informação. Sendo certo que o seu desenvolvimento está a revolucionar os mecanismos do turismo, as formas de intervenção dos agentes económicos dos vários setores e os comportamentos e perfis dos próprios turistas, criando uma realidade nova. Numa revolução imparável em que temos de estar, como atores, na primeira linha.

And finally the changes of profile and behavior of the new tourists. Something not to be answered only with information technologies. It is undeniable that their development is revolutionizing the mechanisms of tourism, and also the forms of assistance of economic actors in different sectors and behaviors and profiles of the tourists themselves, creating a new reality. In an unstoppable revolution where we need to be, as first line actors.

Tendo tudo isto por base, coloca-se a necessidade de uma visão global e nacional da nossa proposta como destino turístico capaz de apresentar uma imagem suscetível de gerar uma perceção positiva e atrativa de Portugal. Os turistas não escolhem apenas “produtos”, antes disso, escolhem “destinos”, e é na base da sua “perceção” sobre eles que sinalizam o produto.

Considering all this, there is the need for a global and national vision of our proposal as a tourist destination, able to present an image that can generate a positive and attractive perception of Portugal. Tourists do not just choose “products”, before that, they choose “destinations”, and based on the “perception” of the destination, they select the product.

Portugal como destino turístico não pode ser uma soma aritmética de cinco, dez ou vinte destinos “regionais” fantásticos, em que cada um se considera melhor do que o outro, e muito menos uma soma de centenas/milhares de produtos cada um melhor do que os outros e todos com “prémios” e reconhecimentos internacionais. E em que o online resolve tudo. Não é verdade, não é assim, não vai ser assim.

Portugal as a tourist destination can not be an arithmetic sum of five, ten or twenty “regional” fantastic destinations, each one of which considered better than the other, and even less a sum of hundreds/thousands of products, each one better than the other, and all with “prizes” and international recognitions. And where the online solves eveything. It is not true, it is not like that, it will not be like that.

Aliás, se olharmos para as regiões do país, verificamos as diferenças de produtos e ofertas e o grau de captação de cada uma.

In fact, if we look at the regions of the country, we find differences in products and offers and the attractiveness of each one.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


56 PORTUGAL

Por exemplo, três regiões - Algarve (39%), Lisboa (27%) e Madeira (17%) - representam em 2014 cerca de 83% do total das dormidas de estrangeiros (alojamento classificado), dividindo-se os restantes (17%), de forma diferente, pelas outras quatro regiões (Norte, Centro, Açores, Alentejo). Isto não é consequência de nada em termos de produtos e ofertas e não tem de ser objeto de abordagens diferentes?

For example, three regions - Algarve (39%), Lisbon (27%) and Madeira (17%) - in 2014 represented about 83% of total foreign overnight stays (rated accommodation), dividing the remaining (17% ) differently by the other four regions (North, Center, Azores, Alentejo). Is this not the result of anything in terms of products and offers and does not have to be subject to different approaches?

Quanto às dormidas dos portugueses (alojamento classificado), verifica-se que 86% se registaram em quatro regiões que não coincidem totalmente com as que atrás referimos - Algarve (29%) e Lisboa (20%), mais Norte (19%) e Centro (18%). Madeira, Alentejo e Açores com os restantes 14%.

As for overnight stays by portuguese (rated accommodation), it appears that 86% were recorded in four regions that do not fully match those discussed above - Algarve (29%) and Lisbon (20%), plus North (19%) and Center (18%). Madeira, Alentejo and Azores with the remaining 14%.

Tudo isto levanta um problema acerca da abordagem a ter quando avaliamos as potencialidades dos diferentes territórios.

All this raises an issue about the approach to follow when we evaluate the potentialities of the different territories.

É errado não se discutir a realidade e é por isso que determinadas regiões insistem muitas vezes em avançar com objetivos e prioridades que não se ajustam ao território, aos produtos e ofertas que têm ou podem ter, acabando muitas vezes por se esquecerem de atuar junto dos mercados e segmentos para os quais efetivamente têm produtos excelentes e únicos.

It is wrong not to discuss the reality and that is why certain regions often insist on moving forward with goals and priorities that do not fit the territory, products and offers that they have or may have, often forgetting to act in those markets and segments for which they effectively have excellent and unique products.

Impõe-se pois como prioridade a necessidade de reflexão e discussão permanente, séria e construtiva sobre o turismo: a nível nacional, regional, local e setorial. É positivo que nalguns casos já se esteja a fazer.

It is imperative as a priority the need for reflection and ongoing discussion, serious and constructive, regarding tourism: at national, regional, local and sectorial levels. It is positive that, in some cases, this is already taking place.

RISCOS QUE CORREMOS

RISKS WE ARE TAKING

VIVEMOS POIS UM MOMENTO CRUCIAL DO TURISMO PORTUGUÊS.

WE ARE LIVING A CRUCIAL MOMENT IN THE PORTUGUESE TOURISM.

O Turismo cresceu em 2014 e vai continuar a crescer este ano, porventura a um ritmo menor. É mais do que nunca urgente aproveitar a embalagem - tendo em conta os erros do passado - para consolidar posições e tentar definir e consolidar uma estratégia estável. Seria perigoso não dar o salto definitivo em relação à década passada.

Tourism grew in 2014 and will continue to grow this year, perhaps at a slower pace. It is more urgent than ever to take this chance - taking into account the mistakes of the past - to consolidate positions and try to define and consolidate a stable strategy. It would be dangerous not to give the final leap over the last decade.

O turismo tem de conseguir evitar os riscos do confronto político de duas batalhas eleitorais que já aí estão.

Tourism must be able to avoid the risks of the political confrontation of the two electoral battles that are already there.

Mais do que nunca, cabe aos empresários, aos profissionais, às associações, aos cidadãos e aos que acompanham e estudam a problemática do turismo afirmarem com coerência e fora de quaisquer jogos políticos a necessidade de uma reflexão e discussão séria e construtiva. Só assim estaremos à altura do momento crucial que vivemos. •

More than ever, it is for entrepreneurs, professionals, associations, citizens and those following and studying the tourism sector, to claim consistently, and beyond any political games, the need for a serious and constructive reflection and discussion. Only then, will we be up to the crucial moment in which we are living. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 57

TURISMO DE COMPRAS EM PORTUGAL SHOPPING TOURISM IN PORTUGAL ANTÓNIO DEL VALLE Director, New Market, Tourism, Marketing and Communication, Innova Tax Free Group

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


58 TENDÊNCIAS | TRENDS

O TURISMO MUNDIAL É UM ELEMENTO-CHAVE DA ECONOMIA E, EM ALGUNS CASOS, SUPERA OUTRAS ATIVIDADES DO COMÉRCIO INTERNACIONAL, COMO A EXPORTAÇÃO DE PETRÓLEO OU O SETOR AUTOMÓVEL.

WORLD TOURISM IS A KEY ELEMENT OF THE ECONOMY AND, IN SOME CASES, EXCEEDS OTHER INTERNATIONAL TRADE ACTIVITIES, SUCH AS OIL EXPORTS OR AUTO INDUSTRY.

Neste sentido, todos os intervenientes envolvidos no crescimento de um território têm um objetivo comum: crescimento económico e satisfação das necessidades dos seus cidadãos, bem como as dos visitantes estrangeiros.

In this regard, all parties involved in the growth of a territory have a common goal: economic growth and meeting the needs of its citizens, as well as that of foreign visitors.

Os objetivos das políticas de turismo concentram-se, em grande parte, no bem-estar dos turistas; oferecendo qualidade em todos os serviços, iniciando-se no meio de transporte, passando pela oferta cultural, de alojamento, e outros. Em suma, a proposta tem de ser atraente e diferente.

The objectives of tourism policies are concentrated largely in the tourist well being; offering quality in all services, beginning in the means of transportation, through cultural offer accomodation, and others. In short, the proposal has to be attractive and different.

Os destinos têm vindo a aumentar a sua oferta através da criação de novas experiências complementares ao tradicional turismo de “sol e praia”, aglutinando e melhorando os serviços, o que tem permitido um leque alargado de possibilidades, tais como o turismo gastronómico, propostas relacionadas com o ambiente, o turismo rural, de saúde, religioso e, especialmente, de consumo. Esta diversificação permitiu que muitos destinos se libertassem da sazonalidade, conseguindo suprir assim as necessidades e expetativas dos visitantes ao longo de todo o ano.

Destinations have been increasing their offer by creating new experiences complementary to traditional “sun and beach” tourism, bringing together and improving services, which has allowed for a wide range of possibilities, such as food tourism, proposals related to the environment, rural, health, religious and especially consumption tourism. This diversification allowed formany destinations to eliminate seasonality, thereby meeting the needs and expectations of visitors throughout the year.

Cada vez mais, o turismo de consumo ou shopping, é uma das principais motivações no momento de viajar. Seja como atividade principal ou complementar. Este tipo de turista tem vindo a crescer ao longo dos anos, embora esta sempre tenha sido uma atividade comum em cidades consideradas ícones da moda como Paris, Londres, Milão ou Nova Iorque. Gradualmente, os turistas de consumo têm incluído Lisboa e Porto nas suas listas de destinos favoritos e, atualmente, ocupam um lugar privilegiado entre os destinos de compras europeus.

Increasingly, consumer tourism, or shopping, is one of the main motivations at the time of travel. Either as the main or supplementary activity. This type of tourist has been growing over the years, although this has always been a common activity in cities considered fashion icons like Paris, London, Milan or New York. Gradually, shopping tourists have included Lisbon and Porto in their list of favorite destinations and, currently, they occupy a privileged place among the european shopping destinations.

Hoje em dia, mais de 40% dos turistas internacionais incluem as compras entre as suas motivações para viajar, o que aumenta a despesa realizada pelo visitante, traduzindo-se num aumento da riqueza e postos de trabalho.

Today, more than 40% of international tourists include shopping in their motivations to travel, which increases the expenditure made by the visitor, leading to an increment in wealth and jobs.

No contexto europeu, Portugal foi um dos países mais afetados pela crise internacional, embora durante o ano de 2014 a sua economia tenha prosperado, graças ao impulso do setor do turismo. Este destino europeu tem uma vasta oferta de experiências, que vai desde o tradicional turismo de sol e praia, passando pelo turismo de saúde, religioso e de consumo, entre outros, consolidando assim a sua oferta e a imagem internacional.

In the european context, Portugal was one of the countries most affected by international crisis, although during 2014 its economy has prospered, thanks to the boost in the tourism sector. This european destination has a wide range of experiences, from the traditional sun and beach tourism, through health tourism, religious and consumption, among others, so consolidating its supply and international image.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 59

Portugal tem uma oferta variada, graças às diferentes opções à disposição do turista, tais como o turismo de saúde, devido à grande variedade de termas e spas, ou o turismo religioso pelas suas muitas rotas para descobrir e conhecer templos, catedrais e outros locais de culto. Destacam-se experiências de turismo voltadas para a gastronomia, rica e variada, ou a produção de diferentes tipos de vinhos, que impulsionam o consumo turístico, tanto de visitantes como de residentes.

Portugal has a varied offer, thanks to the many options available for tourists, such as health tourism, due to the wide variety of spas, or religious tourism, due to the many routes to discover and temples, cathedrals and other places of worship to visit. It is worth highlighting tourism experiences related to the rich and diverse gastronomy, or the production of different types of wines, that boost the touristic consumption, both of visitors and residents.

Este destino é potencializado, entre outras razões, pelos pacotes de férias que permitem desfrutar de alguns dias num destino de sol e praia, como o Algarve ou a Madeira, entre outros, e por outro lado, visitar locais como a cosmopolita Lisboa.

This destination is enhanced, among other reasons, for the vacation packages that allow us to enjoy a few days in a sun and sea destination, such as the Algarve or Madeira, among others, and on the other hand, visiting places like the cosmopolitan Lisbon.

Analisando os dados turísticos no período de janeiro a dezembro de 2014, as dormidas de turistas estrangeiros registaram um aumento de mais de 15%, atingindo os melhores resultados dos últimos sete anos. As duas principais cidades, Lisboa (+9,2%) e Porto (+11,4%) tiveram também um incremento nas taxas de ocupação, porém, foi a região do Algarve que registou o maior aumento, com 17,4%.

Analyzing the tourism data from January to December 2014, foreign overnight stays increased over 15%, the best results of the last seven years. The two main cities, Lisbon (+9,2%) and Porto (+11,4%) had also an increase in occupancy rates, however, it was the Algarve region which registered the highest increase, with 17,4%.

Dos turistas estrangeiros que visitam o Porto e Norte de Portugal, destacam-se em primeiro lugar, os espanhóis, seguidos pelos franceses, brasileiros, alemães e britânicos.

In respecto to foreign tourists who visit Porto and North of Portugal, the spanish come out first, followed by the french, brazilians, germans and british.

ENTRE A OFERTA TURÍSTICA DE PORTUGAL, DESTACA-SE O TURISMO DE CONSUMO, CONSOLIDANDO LISBOA COMO UM DOS DESTINOS TURÍSTICOS DE REFERÊNCIA NA EUROPA, EM PAÍSES COMO O BRASIL E ANGOLA.

AMONGST THE PORTUGUESE TOURIST OFFER, SHOPPING TOURISM STANDS OUT, CONSOLIDATING LISBON AS ONE OF THE REFERENCE TOURIST DESTINATIONS IN EUROPE, FOR COUNTRIES SUCH AS BRAZIL AND ANGOLA.

As cidades portuguesas oferecem uma experiência turística assente numa ampla escolha de produtos e espaços comerciais. Em muitas dessas cidades, tanto a nível local como regional, o Innova Tax Free Group, iniciou recentemente a implementação de um plano para promoção do turismo de consumo, em parceria com instituições e operadores turísticos, que se alia ao desenvolvimento promocional, tecnológico e comunicativo, para a implementação de um serviço de reembolso de impostos aos turistas estrangeiros, o serviço Tax Free.

Portuguese cities offer a touristic experience based on a wide choice of products and commercial spaces. In many of these cities, both locally and regionally, the Innova Tax Free Group, recently began implementing a plan to promote tourism consumption, in partnership with institutions and tour operators, which is combined with promotional, technological and communicative development for the implementation of a tax refund service to foreign tourists, the Tax Free service.

Em Lisboa destaca-se a zona comercial da baixa, localizada na Rua Augusta, onde se concentram as empresas de moda e lojas de souvenirs mais populares. Aqueles que procuram lojas mais exclusivas devem dirigir-se para a Avenida da Liberdade, localizada no bairro do Chiado, que se destaca como a área mais cosmopolita e elegante. É considerada a décima avenida

In Lisbon, the highlight goes to the downtown shopping area, located at Rua Augusta, where fashion companies and most popular souvenir shops are located. Those looking for more exclusive shops should head to Avenida da Liberdade, located in the Chiado neighborhood, which stands out as the most cosmopolitan and elegant area. It is considered

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


60 TENDÊNCIAS | TRENDS

mais luxuosa do mundo. Os dois shoppings mais populares são o Colombo, o maior da Península Ibérica, e o Vasco da Gama, um dos maiores da Europa.

the tenth most luxurious avenue in the world. The two most popular malls are Colombo, the largest in the Iberian Peninsula, and Vasco da Gama, one of the largest in Europe.

Quanto ao número de turistas estrangeiros que têm direito ao reembolso do IVA pelas compras realizadas durante a sua estadia no país (serviço Tax Free) destacam-se os visitantes do Sudeste da Ásia e países localizados entre a Ásia ocidental e a Europa oriental, como o Azerbaijão e Uzbequistão. Os turistas chineses aumentaram quase 50%, com um incremento do consumo na ordem dos 50,34%.

Regarding the number of foreign tourists who are entitled to the reimbursement of VAT for purchases made during their stays in the country (Tax Free service) we highlight the visitors from Southeast Asia and countries located between Western Asia and Eastern Europe, like Azerbaijan and Uzbekistan. Chinese tourists increased by almost 50%, with a growth in consumption by 50,34%.

Outros países de origem que têm aumentado o número de visitantes são Moçambique, com 44,14% e Angola que registou um aumento de 17,53%.

Other countries of origin that have increased the number of visitors are Mozambique, with 44,14% and Angola which increased by 17,53%.

O outro destino português, preferido pelos turistas internacionais, durante o ano de 2014, foi o Porto que contou com um aumento de chegadas de turistas de países como o Brasil na ordem dos 14%, e ainda um aumento no consumo de 11%. Os visitantes provenientes de Angola aumentaram cerca de 14,55%, enquanto as vendas caíram 5,70%, seguindo-se os venezuelanos, com um aumento de 19,05%, gerando um aumento nas vendas de cerca de 24%.

The other portuguese destination preferred by international tourists during 2014 was Porto, which had an increase in tourist arrivals from countries like Brazil (14%), and an increase in consumption of 11%. Visitors from Angola increased about 14,55%, while sales fell 5,70%, followed by venezuelans, with an increase of 19,05%, generating an increase in sales of approximately 24%.

Os dados mais proeminentes de chegadas referem-se aos turistas provenientes da China e Macau, que quase triplicaram desde 2013.

The most prominent arrivals’ data refer to tourists from China and Macau, that almost tripled since 2013.

No outro extremo, estão os turistas de países como a Rússia, que verificou um declínio de 37,5%, com uma queda nas vendas de quase 37%, seguidos dos turistas americanos (EUA) com 21% e ainda os turistas do México, com uma redução de 7,69% levando a uma redução nas vendas de 27,8%.

On the other side, are tourists from countries such as Russia, which registered a decline of 37,5%, with a drop in sales of almost 37%, followed by american tourists (USA) with 21% and mexican tourists, with a reduction of 7,69%, leading to a reduction in sales of 27,8%.

Enquanto se aguardam os dados oficiais de 2014, as previsões são bastante otimistas, uma vez que se espera que as chegadas de turistas internacionais ultrapassem os 13,5 milhões de turistas internacionais que visitaram Portugal em 2013, permitindo que o setor do turismo continue a apoiar o desenvolvimento do país. •

While pending the 2014 official data, forecasts are quite optimistic, as it is expected that international tourist arrivals exceed the 13,5 million of international tourists that visited Portugal in 2013, allowing the tourism sector to continue to support the country’s development. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


62 TENDÊNCIAS | TRENDS

TURISMO CRIATIVO, UM NOVO FENÓMENO

ENTRE A CRIATIVIDADE E A CULTURA? CREATIVE TOURISM, A NEW PHENOMENON BETWEEN CREATIVITY AND CULTURE? IWONA FLUDA Founder, “Let your creativity travel!”

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 63

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

JÁ OUVIU FALAR DO TURISMO CRIATIVO OU DO SIGNIFICADO DA CRIATIVIDADE NA INDÚSTRIA DO TURISMO? QUEM SÃO OS TURISTAS CRIATIVOS E QUE EXPETATIVAS TÊM PARA VIAJAR? COM ESTE ARTIGO, VOU TENTAR DAR-LHE UMA RESPOSTA A ESTAS E OUTRAS QUESTÕES.

HAVE YOU EVER HEARD OF CREATIVE TOURISM OR OF THE MEANING OF CREATIVITY IN THE TOURISM INDUSTRY? WHO ARE THE CREATIVE TOURISTS AND WHAT KINDS OF EXPECTATIONS DO THEY HAVE FOR TRAVELING? WITH THIS ARTICLE I WILL TRY TO GIVE YOU AN ANSWER TO THESE AND OTHER QUESTIONS.

O PAPEL DA CRIATIVIDADE E DA CULTURA NA INDÚSTRIA DO TURISMO.

THE ROLE OF CREATIVITY AND CULTURE IN THE TOURISM INDUSTRY

O turismo criativo parece ser neste momento uma pequena e pouco desenvolvida opção de viagem. Às vezes é erradamente referido como “turismo cultural”. Há muitos aspetos que primeiro precisam de ser tidos em consideração quando se fala sobre o papel da cultura e da criatividade no turismo. A cultura e a criatividade são difíceis de definir, uma vez que são fenómenos complexos e sempre em movimento. Além disso, a criatividade nunca pode ser definida apenas a partir do ponto de vista cultural. Pelo contrário, é influenciada por outros elementos dentro da cultura, incluindo a indústria, tecnologia, ciências, educação e desenvolvimento. De acordo com um relatório divulgado pela OCDE, a cultura e a criatividade são reconhecidas como motores económicos cada vez mais importantes. Juntamente com o turismo, formam uma relação que pode aumentar a atratividade e a competitividade de uma região.

Creative tourism seems to be at this time a small and minimally developed travel option. Sometimes it is mistakenly referred to as “cultural tourism”. There are many aspects that first need to be taken into consideration when talking about the role of culture and creativity in tourism. Culture and creativity are difficult to define, for both are complex phenomena that are always in flux. Furthermore, creativity can never only be defined from a cultural point of view. Rather, it is influenced by other elements within a culture including industry, technology, sciences, education, and development. According to a report issued by the OECD, culture and creativity are recognized as an increasingly important economic driver. Together with tourism, they form a relationship that can increase the attractiveness and competitiveness of a region.

De certa forma, pode-se observar uma sinergia entre cultura e turismo, bem como entre criatividade e turismo. Como consequência, uma sinergia entre cultura, criatividade e turismo pode igualmente existir.

In a way, we can observe a synergy between culture and tourism as well as between creativity and tourism. As a consequence a synergy between culture, creativity, and tourism can be created as well.

QUAL É A CLASSE CRIATIVA?

WHAT IS THE CREATIVE CLASS?

O mercado criativo oferece-nos os ingredientes para a criatividade, mas a criatividade não é uma mercadoria que pode ser vendida

The creative market offers us the ingredients for creativity but creativity is not a commodity that can be sold or traded.


64 TENDÊNCIAS | TRENDS

ou trocada. Trata-se de um processo, que é desenvolvido através da participação ativa. É por isso que o turismo criativo existe. Uma parte importante do mercado criativo pertence à classe criativa, cujo objetivo é criar novas e significativas formas de turismo. A classe criativa inclui cientistas e engenheiros, professores universitários, arquitetos e poetas: é um grupo de “pessoas cuja função económica é a criação de novas ideias, novas tecnologias e/ou conteúdos criativos” e desempenha um papel importante no desenvolvimento da oferta criativa. Como meta, cada destino atrai e desenvolve a pessoa criativa, marca-a profundamente, o que pode estimular inovações e apoiar o desenvolvimento de setores como a tecnologia. A classe criativa não pode ser excluída de um grupo de potenciais turistas criativos, uma vez que os representantes da classe criativa podem desempenhar um papel importante enquanto anfitriões para os turistas. Qualquer forma de criatividade, incluíndo o turismo criativo, influencia o caráter de um participante e, por sua vez, influencia a forma como eles interagem com o resto da sociedade.

Instead, creativity is a process, which is developed through one’s active participation. This is why creative tourism exists for. An important part of the creative market belongs to the creative class, whose goal is to create meaningful new forms of tourism. The creative class includes scientists and engineers, university professors, architects, and poets: it is a group of “people whose economic function is to create new ideas, new technology and/or creative content” and plays a significant role in the development of creative offers. As a goal, each destination attracts and develops the creative person, make a lasting impression on them that can stimulate new innovations and support the development of industries like technology. The creative class cannot be excluded from a group of potential creative tourists, for the representatives of the creative class can play an important role as host to the tourists. Any form of creativity, including creative tourism influences a participant’s character, in turn affecting the way they interact with the rest of society.

QUEM SÃO OS TURISTAS CRIATIVOS?

WHO ARE THE CREATIVE TOURISTS?

Os turistas criativos procuram lugares onde possam encontrar formas de desenvolver a sua criatividade. Este tipo de turista é caraterizado por um alto nível de responsabilidade pessoal, iniciativa e interesse em atividades especializadas. Para eles, a cultura é algo que podem ajudar a moldar, através de eventos e encontros com pessoas que promovem o crescimento cultural, como os artistas. A iniciativa é tomada por turistas através da sua participação ativa e opera num contexto comunicativo, o que resulta em criatividade. O turismo criativo tem muito a ver com a experiência subjetiva, e é abordado e experimentado de forma diferente por todos. Permite aos turistas desenvolver o seu potencial criativo e pessoal, encontrando enriquecimento espiritual através da participação ativa nos eventos orientados para a criatividade. Os turistas querem descobrir, experimentar e aprender, e são totalmente abertos a novas ideias. Apreciam os pequenos elementos, individuais de uma cultura e são espontâneos, muitas vezes tomando decisões de curto prazo sendo, por isso, mais flexíveis. Procuram por algo mais do que apenas uma forma de relaxar e apreciam a autenticidade e integridade. Não querem uma oferta turística qualquer. Em vez disso, esperam uma combinação de vários serviços de turismo: a criação de uma oferta complexa em termos de experiência geral que signifique “atração cultural, alojamento, capacidade de transporte, comida típica regional, socialização/ comunicação, prazer, experiência, iniciativa, prazer sensual” .

Creative tourists are looking for places where they can find ways to develop their creativity. This kind of tourist is characterized by a high level of personal responsibility, initiative, and interest in specialized activities. For them, culture is something they can help shape through events and encounters with individuals who promote cultural growth, like artists. The initiative is taken by tourists through their active participation and operates in a communicative context, which results in creativity. Creative tourism has a lot to do with subjective experience, and it is approached and experienced differently by everyone. It allows tourists to develop their personal creative potential and to find a spiritual enrichment through active participation in the creative-oriented events. They want to discover, to taste and to learn. And they are entirely open to new ideas. They appreciate the small, individual elements of a culture and are spontaneous, often resolved in the short term and are therefore more flexible. They look for something more than just a way to relax and long for authenticity and wholeness. They do not pursue just any touristic offer. Instead, they expect a combination of various tourism services: a design of a complex offer in terms of overall experience which means “cultural attraction, accommodation, transport capacity, typical regional food, socializing/communication, pleasure, experience, initiative, sensual pleasure”.

O QUE MAIS PODE SER DITO DO TURISMO CRIATIVO?

WHAT MORE CAN BE SAID OF CREATIVE TOURISM?

O turismo criativo assumiu um aspeto turístico especial, porque vai além do turismo cultural tradicional e pode incluir muitas formas de turismo, como o slow tourism, o eco-turismo, o turismo gastronómico e o turismo sustentável. O turismo

Creative tourism has taken on a special touristic appearance, because it goes beyond the traditional cultural tourism and can include many forms of tourism such as slow tourism, eco-tourism, food tourism and sustainable tourism. Cultural

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 65

cultural é, em contraste com o turismo criativo, bastante passivo, enquanto que o turismo criativo é uma expressão ativa da nossa própria personalidade dentro do produto criativo. Embora o turismo criativo esteja relacionado com o turismo cultural, não é uma nova forma de turismo cultural. As fronteiras entre o turismo cultural e o criativo são fluídas, e devem ser, tal como a criatividade baseada na cultura é um aspecto temático do turismo criativo. O turismo criativo pode estar ligado a qualquer forma de cultura como uma motivação para a viagem. O turismo criativo e o cultural seguem muitas vezes caminhos diferentes, dependendo do grupo-alvo, mas o perfil “teórico” de qualquer grupo deve, idealmente, ajudar na preparação da oferta. O turismo criativo incorpora uma nova forma de férias mais pessoal e autêntica em experiências.

tourism is in contrast to the creative tourism rather passive, whereas creative tourism is an active expression of one’s own personality within the creative product. Although creative tourism is related to cultural tourism, it is not a new form of cultural tourism. The boundaries between cultural and creative tourism are fluid and ought to be, as creativity based on culture is a thematic aspect of creative tourism. Creative tourism can be pinned down to any form of culture as a motivation for travel. Creative and cultural tourism often go their separate ways depending on the target group, but a “theoretical” character profile of any group should ideally assist in the preparation of the offer. Creative tourism embeds a new form of personal and authentic holiday in experiences.

E QUANTO AO FUTURO DO TURISMO CRIATIVO?

WHAT ABOUT THE FUTURE OF CREATIVE TOURISM?

A sustentabilidade no turismo criativo é, em teoria, possível mas pode causar problemas, porque é difícil avaliar cada um dos seus aspetos (sócio-cultural, económica, ambiental) da mesma forma. Os interesses dos povos autóctones, por exemplo, devem desempenhar o papel mais influente no desenvolvimento do turismo sustentável. As ofertas criativas dão ao turista a oportunidade de participar em experiências sociais, de aprender novas habilidades e de estabelecer uma relação significativa entre os turistas e a sociedade local, que pode ser um fator essencial para a sustentabilidade. Além disso, o desenvolvimento do turismo criativo pode ser uma das soluções para os problemas da sociedade - desde os económicos e sociais, aos ambientais. O potencial sustentável do turismo criativo deve ser reconhecido, mesmo que esta forma de atividade turística seja consideravelmente nova no mercado do turismo. Há muitas iniciativas de turismo criativo que foram criadas em todo o mundo e outras surgem a todo o momento. O turismo criativo parece ser uma indústria turística orientada para o futuro. Uma questão em aberto: Como podemos colaborar no desenvolvimento do turismo criativo para que este se torne uma parte significativa e importante do mercado de turismo do futuro?

Sustainability in creative tourism is in theory possible, but it can cause problems, because it is difficult to value each of its aspects (socio-cultural, economic, environmental) equally. The interests of indigenous people, for example, should play the most influential role in sustainable tourism development. The creative offers give the tourist an opportunity to take part in social experiences, to learn new skills and to establish a meaningful relationship between the tourists and the local society, which can be the essential factor to create sustainability. Moreover, the development of creative tourism can be one of the solutions to the range of problems in a society - from economic and social to environmental problems. The sustainable potential of creative tourism should be recognized even if this form of touristic activities is considerably new on the tourism market. There are many creative tourism initiatives that have been created around the world and that new ones spring up all the time. Creative tourism seems to be a future-oriented tourist industry. An open question: How can we help the development of creative tourism to be a meaningful and important part of the future tourism market?

O FUTURO DO TURISMO CRIATIVO É IMPREVISÍVEL, MAS É UMA PARTE DA NOSSA SOCIEDADE FUTURA, E NÓS PODEMOS DE FORMA RESPONSÁVEL PARTICIPAR NO SEU DESENVOLVIMENTO.

THE FUTURE OF THE CREATIVE TOURISM IS UNPREDICTABLE, BUT IT IS A PART OF OUR FUTURE SOCIETY, AND WE CAN RESPONSIBLY TAKE PART IN ITS DEVELOPMENT.

Cabe a nós decidir, se vamos ser uma parte deste processo, enquanto turistas, membros de uma comunidade local, investigadores ou agentes económicos. Através da criatividade e do turismo criativo, podemos desenvolver os nossos mundos privados e quebrar as fronteiras entre culturas. •

It is up to us, whether we will be a part of this process as tourists, members of a local community, researchers, or economic stakeholders. Through creativity and creative tourism we can develop our private worlds and break the boundaries between cultures. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


66 TENDÊNCIAS | TRENDS

TURISMO, MARKETING E INDÚSTRIAS CRIATIVAS TOURISM, MARKETING AND CREATIVE INDUSTRIES PAULO FAUSTINO Chairman, International Media Management Academic Association President, Media XXI/Formalpress Professor, Cultural and Tourism Marketing, University of Porto

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

Atualmente, as áreas da cultura, turismo e as indústrias criativas estão cada vez mais interconetadas e constituem setores estratégicos, o que se deve, em grande medida, a constituirem atividades relacionadas e de suporte mútuo, com impacto local e internacional, daí que estejam sobre o foco das políticas nacionais de promoção do empreendedorismo. Por essa razão, se defende que as políticas públicas têm um papel determinante na afirmação da economia nacional. Assim sendo, a adoção de políticas públicas adequadas estimulará diretamente a economia nesta área na intensificação da produção de bens culturais e criativos.

Currently, the areas of culture, tourism and the creative industries are increasingly interconnected and form strategic sectors, as they are related activities and of mutual support, with local and international impact, and for that reason they are on the focus of national policies promoting entrepreneurship. For this reason, it is argued that public policies have a key role in the affirmation of the national economy. Therefore, the adoption of appropriate public policies directly stimulate the economy in this area by intensificating the production of cultural and creative assets.

Em Portugal, a riqueza cultural e o património histórico são importantes ativo económicos. No entanto, o seu potencial ainda não foi integralmente reconhecido em termos do prestígio que merece aquém e além fronteiras.

In Portugal, the rich cultural and historical heritage are important economic assets. However, its potential has not been fully recognized in terms of the prestige it deserves within and beyond borders.

A questão do prestígio cultural é central para o desenvolvimento económico e social de Portugal. A sua projeção deve ser assegurada, a nível interno e externo, através do desenvolvimento de campanhas de marketing que sensibilizem as pessoas para o facto e, ao mesmo tempo, de medidas que contribuam para a dignificação dos produtos nacionais e para o reconhecimento do seu

The issue of cultural prestige is central to economic and social development of Portugal. Its projection should be ensured, internally and externally, through the development of marketing campaigns to sensitize people and, at the same time, with measures that contribute to the dignification of portuguese products and recognition of their cultural and economic


TENDÊNCIAS | TRENDS 67

valor cultural e económico. Portugal precisa de articular uma presença global da sua cultura com a sua valorização a nível nacional, regional e local.

value. Portugal needs to articulate a global presence of its culture throught its appreciation at national, regional and local levels.

Uma estratégia de desenvolvimento do turismo nacional é urgente na cadeia de valor nacional. Os produtos nacionais, culturais e criativos, começam a demonstrar alguma capacidade de se impôr no mercado internacional. Por isso, defende-se que este interesse deve ser combinado com políticas nacionais de estimulação do setor e campanhas de marketing para se explorar o seu potencial económico. Património é um conceito vasto. Falta, porém, a definição de um plano estratégico que promova e projete o património nacional, permitindo o seu reconhecimento alargado. Defende-se que há muito a fazer nesse sentido. Entre muitas, as questões que ressaltam são:

A national tourism development strategy is urgent in the national value chain. National, cultural and creative products are now demonstrating some ability to impose themselves on the international market. Therefore, it is argued that this interest must be combined with national industry stimulation policies and marketing campaigns to exploit its economic potential. Heritage is a vast concept. It remains, however, the definition of a strategic plan to promote and project the national heritage, allowing for its extended recognition. There is much to do in this regard. Among many, these are the key issues:

Primeiro, precisamos saber exatamente o que é necessário fazer para impulsionar internacionalmente a marca de Portugal, nomeadamente, como elevar a branding nacional no que se refere, por exemplo ao património, cultura, lazer, gastronomia?

First, we need to know exactly what is needed to push the brand Portugal internationally, in particular, how to raise the national branding in respect to, for example, heritage, culture, leisure, food?

A este propósito valerá a pena realçar algumas estratégias já iniciadas de apoio à internacionalização das atividades culturais (por exemplo, candidaturas bem sucedidas para o reconhecimento do “Fado” e do “Cante Alentejano” como património imaterial por parte da UNESCO). Por seu lado, a internet, em particular as redes sociais, têm proporcionado uma divulgação e disseminação ativa das marcas portuguesas. É incontestável o contributo destas às economias em geral, alargando o seu alcance ao consumo. Todavia, em Portugal, é ainda incipiente esse aproveitamento da internet na promoção das marcas nacionais e da sua venda a retalho. Entende-se, por isso, que se deve redobrar o uso ativo das novas tecnologias, por exemplo, construíndo um portal web/plataforma que agregue toda a informação. Ao mesmo tempo, explorar possíveis sinergias institucionais, nacionais e internacionais, que partilhem interesses comuns no que respeita a matérias culturais, incluindo o sistema de ensino e a investigação científica.

In this regard it is worth emphasizing some strategies already implemented to support the internationalization of cultural activities (for example, successful applications for recognition of “Fado” and “Cante Alentejano”, as intangible heritage by UNESCO). By its turn, the internet, particularly social networks, have provided an active dissemination of portuguese brands. It is undeniable their contribution to economies in general, extending their scope to consumption. However, in Portugal, the use of the internet is still incipient, regarding the promotion of national brands and their retail sale. So, we should redouble the active use of new technologies, for example, constructing a web portal/platform aggregating all the information. At the same time, we should explore possible institutional, national and international synergies, sharing common interests with respect to cultural matters, including the education system and scientific research.

Por outro lado, deveremos aproveitar melhor a exposição mediática de Portugal a nível internacional com a intervenção da Troika. Nunca foram publicadas tantas notícias sobre Portugal. Esta visibilidade internacional pode estar a contribuir para potenciar o despertar por conhecer a riqueza cultural, histórica e paisagística. No fundo, trata-se de capitalizar a passagem de Portugal de uma agenda política e económica internacional, para uma agenda turística e cultural. Os dados mais recentes, sobre a excelente performance do setor turístico nos dois últimos anos, sugerem que a imagem de Portugal não foi afetada negativamente pela intervenção da Troika.

On the other hand, we should make better use of Portugal’s media exposure at international level, due to the intervention of Troika. There were never so many news published about Portugal. This international visibility may be contributing to enhance the interest for our cultural, historical and scenic richness. Basically, this is about capitalizing the evolution of Portugal from a political and economic international agenda, to a tourist and cultural agenda. The latest data on the excellent performance of the tourism sector in the last two years suggest that the image of Portugal was not negatively affected by the intervention of Troika.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


68 TENDÊNCIAS | TRENDS

Segundo, como podemos transformar o valor do simbólico histórico - popular e cultura - em produtos e/ou serviços com valor económico comercializáveis no mercado interno e externo?

Second, how can we transform the value of the historical symbolic - popular and culture - into products and/or services with economic value traded in internal and external markets?

Portugal é reconhecido por deter um património popular que inclui todo um imaginário que poderá ser reproduzido e traduzido a nível turístico. Por exemplo, o Porto é a única cidade no mundo, com dois prémios Pritzker - equivalentes ao nobel da arquitetura - que é reconhecida mundialmente devido aos prémios; mas, de facto, não estamos a saber acrescentar valor e comercializar esta vertente arquitetónica associada à indústria cultural e turística.

Portugal is recognized for having a popular heritage that includes an entire imaginary that can be reproduced and translated at the tourist level. For example, Porto is the only city in the world with two Pritzker prizes - equivalent to the Nobel Prize in architecture - that is recognized worldwide due to the awards won; but, in fact, we have not being able of adding value and selling this architectural aspect associated with the cultural and tourist industry.

Temos de fazer mais benchmark às melhores práticas dos países anglo-saxónicos, em termos de marketing do turismo e da cultura. Claro que a importância e poder internacional da indústria audiovisual têm sido o principal driver da promoção dessas geografias. Um exemplo: a praia australiana Bondi que aparece consistentemente nos rankings das melhores praias do mundo é, para quem está habituado a ter boas praias - como é o nosso caso em Portugal - uma verdadeira deceção e não se percebe bem essa “mitificação” global. É importante reconhecer que a força da indústria audiovisual australiana dá um “empurrão” determinante para o marketing internacional desses espaços. Portugal - e os países lusófonos - têm produto (história e cultura), mas não têm marketing, assim como não têm tido políticas públicas robustas e orientadas para posicionar a(s) sua(s) cultura(s) no espaço internacional; aliás, também fará sentido pensar em iniciativas de promoção internacional da cultura lusófona. Neste contexto, o esforço recente que está a ser feito em Portugal - através de constituição de film commissions (organizações que têm sido criadas no Porto, Faro, Lisboa, Açores para atrair produções cinematográficas para Portugal) - constitui uma boa notícia e uma boa prática que deve ser apoiada e intensificada, e que seguramente ajudará a promover também o turismo e a cultura nacionais. Estas iniciativas têm provado a sua eficácia e têm sido desenvolvidas por vários países: para não falar apenas em exemplos europeus (filmes de Woody Allen, em Paris, Londres, Roma e Barcelona), a Nova Zelândia tem atraído muitos turistas em resultado do impacto das filmagens da saga “Senhor dos Anéis”.

In terms of marketing of tourism and culture, we must do more benchmarking with the best practices of anglo-saxon countries. Of course the importance and international power of the audiovisual industry has been the main driver in the promotion of these geographies. An example: the Australian Bondi beach that appears consistently in the ranking of the best beaches in the world is, for those who are used to have good beaches - as is our case in Portugal -, a real disappointment and it is unclear all that global “mystification”. It is important to recognize that the strength of the australian audiovisual industry gives a decisive “push” for the international marketing of these spaces. Portugal - and portuguese speaking countries - have product (history and culture), but have no marketing, nor robust and targeted public policies to position its culture(s) in the international space; moreover, it will also make sense to think of international initiatives to promote lusophone culture. In this context, the recent effort that is being done in Portugal - through establishment of film commissions (organizations that have been created in Porto, Faro, Lisbon and Azores, to attract film productions to Portugal) - is good news and a good practice that must be supported and enhanced, which surely will also help promoting tourism and the national culture. These initiatives have proven their effectiveness and have been developed by several countries: not to mention only European examples (Woody Allen films in Paris, London, Rome and Barcelona), New Zealand has attracted many tourists as a result of the impact of the “Lord of the Rings” saga filming.

Com efeito, teremos de ser capazes de procurar respostas criativas e saber construir narrativas a partir da nossa cultura, cujo estatuto associado à História, especialmente aos Descobrimentos ainda é marcante e reconhecido em várias partes do mundo. Apesar de não ser expectável uma alteração substancial do domínio da cultura anglo-saxónica, o mundo parece ser cada vez mais multicultural e recetivo a outras culturas, como resultado

Indeed, we must be able to seek creative answers and to know how to build narratives from our culture whose status associated with history, especially to the Discoveries is still striking and recognized around the world. Although it is not expected a substantial change in the supremacy of the anglosaxon culture, the world seems to be increasingly multicultural and receptive to other cultures as a result of the globalization

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 69

dos processos de globalização. A cultura portuguesa - e lusófona, incluindo os PALOP e Brasil - têm um elevado valor à espera de ser revelado. Claro que as questões referidas são muito abrangentes, mas, basicamente, requerem uma estratégia de desenvolvimento do país, que se cruza, por sua vez, com outras de caráter organizativo. Por exemplo, Portugal terá de (i) passar por uma melhor organização e articulação entre a sociedade civil, iniciativa privada e atores, e instituições ao nível nacional e regional; (ii) concentrar mais esforços na internacionalização da cultura, do turismo e demais clusters criativos capazes de projetar a excelência de Portugal e, consequentemente, a sua economia; (iii) estimular a indústria de produção de conteúdos e narrativas históricas (e contemporâneas) que contribuam para a promoção do património simbólico português.

processes. The portuguese culture - and lusophone, including PALOP’s and Brazil - have a high value waiting to be revealed. Of course, these are very comprehensive issues, but, basically, require a country’s development strategy, which intersects by its turn with other of organizational mater. For example, Portugal will have to (i) go through a better organization and coordination activities between civil society, private sector and actors and institutions at national and regional level; (ii) focus more efforts on the internationalization of culture, tourism and other creative clusters, able to reveal the excellence of Portugal and hence the economy; (Iii) stimulate the content production industry and historical narratives (and contemporary) that contribute to the promotion of portuguese symbolic heritage.

O marketing de Portugal - ou melhor, dos seus produtos culturais e turísticos - deve assentar em estratégias que recorram mais à comunicação bellow the line (relações públicas, por exemplo, content branding), na medida em que são atividades menos onerosas e mais eficazes que os media tradicionais, porquanto permitam realizar formas de comunicação mais dirigidas, em detrimento de uma comunicação dispersa como tem ocorrido até um passado recente. Do mesmo modo que as novas tecnologias e redes sociais estão a “democratizar” as práticas de comunicação e marketing (que eram quase exclusivamente acessíveis a empresas com grandes orçamentos de marketing), também hoje as pequenas e médias empresas com carência de recursos, podem, com criatividade, desenhar estratégias de marketing e comunicação digital hábeis e “rivalizar” com os países e empresas de maior dimensão e com mais recursos.

The marketing of Portugal - or rather, of its cultural and tourism products - must be based on strategies that make increased use of the bellow the line communication (i. e. public relations, content branding), as they are cheaper and more effective than traditional media activities, and allow for more targeted forms of communication, rather than a dispersed communication as has occurred until recently. Just as new technologies and social networks are “democratizing” the communication and marketing practices (which were almost exclusively accessible to companies with large marketing budgets), today also small and medium size businesses, with lack of resources, can, with creativity, design marketing and skilled digital communication strategies and “compete” with the countries and larger companies with greater resources.

Portanto, a implementação de políticas públicas de desenvolvimento da indústria do turismo deverá ser simultaneamente integrada e articulada com políticas orientadas para as indústrias culturais e criativas. Isto não exige necessariamente mais recursos, mas sim mais criatividade, racionalidade e objetividade da gestão dos dinheiros públicos. Portugal chegou a uma fase em que o mercado interno está limitado e saturado, pelo que temos de ser criativos para atrair massa (monetária e humana): dificilmente hoje em dia se consegue ser competitivo à escala global, sem o desenvolvimento de uma estratégia concertada que agregue uma série de fatores capazes de proporcionar boas experiências às pessoas a todos os níveis. A cultura e o turismo podem ser mesmo um dos principais drivers para estimular o crescimento económico e social.

Therefore, the implementation of public policies for tourism industry development should be simultaneously integrated and coordinated with policies oriented to cultural and creative industries. This does not necessarily require more resources, but more creativity, rationality and objectivity on managing public funds. Portuguese internal market is limited and saturated, so we have to be creative to attract critical mass (monetary and human): today, we can hardly be competitive on a global scale, without the development of an agreed upon strategy that adds a number of factors capable of providing good experiences to people at all levels. Culture and tourism could even be one of the main drivers to stimulate economic and social growth.

Para além de planos e estratégias de gestão de marcas, é igualmente importante concentrar esforços no desenvolvimento de políticas de valorização do território, turismo, entretenimento e reforçar a promoção do património cultural. Passada a fase de desenvolvimento de infraestruturas (hardware), agora deveremos entrar numa fase em que o desenvolvimento deverá privilegiar a construção de narrativas, eventos/produtos

In addition to plans and strategies for brand management, it is also important to concentrate efforts on the development of territory valorization policies, tourism, entertainment and strengthen the promotion of cultural heritage. After the infrastructure (hardware) development phase, we must now enter a phase in which the development should focus on the construction of narratives, events/cultural products that

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


70 TENDÊNCIAS | TRENDS

culturais que tornem os nossos espaços mais interessantes (software) e capazes de gerar valor económico.

make our spaces (software) most interesting and capable of generating economic value.

A cultura é um fator-chave do turismo de qualidade - ou seja: a vitalidade cultural e o valor acrescentado que proporciona à oferta turística são fatores que favorecem a atração de quantidade e qualidade de turistas e a modificação do perfil da estadia, permanecendo mais tempo e com atividades mais rentáveis. Também é um valor acrescentado para os territórios em diversos planos: mobilizando ativos patrimoniais que podem ter grande importância para o desenvolvimento rural, através da regeneração urbana dos núcleos históricos, da promoção da qualidade de vida; sendo um atrativo para os visitantes. É importante pensar também na comunicação interna (junto dos cidadãos portugueses) relembrando os aspetos positivos de Portugal no domínio da cultura e do turismo e sensibilizando mais os portugueses para a importância de receber bem os turistas e valorizar os nossos produtos e estimular consumo interno com políticas públicas.

Culture is a key factor for quality tourism - in other words, the cultural vitality and the added value provided to the tourism offer are factors that favor the attraction of tourists (in quantity and quality) and modify the profile of stay, staying longer and with more profitable activities. It is also an added value for territories on several levels: mobilizing corporate assets that may have great importance for rural development through urban regeneration of the historic sites, promoting quality of life; being an attraction for visitors. It is also important to think about internal communication (for portuguese citizens) recalling the positive aspects of Portugal in the field of culture and tourism and sensitizing portuguese residents for the importance of welcoming tourists and enhance our products and stimulate domestic consumption with public policies.

EM SÍNTESE, O SETOR CRIATIVO E CULTURAL DEVERÁ SER ENCARADO COMO ATIVIDADE VITAL PARA AS POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO DO TURISMO EM PORTUGAL.

IN SHORT, THE CREATIVE AND CULTURAL SECTOR SHOULD BE SEEN AS A VITAL ACTIVITY FOR TOURISM DEVELOPMENT POLICIES IN PORTUGAL.

A importância da indústria cultural/criativa e indústria turística não deve ser apenas assunto que está na moda, mas efetivamente servir de inspiração para a conceção e implementação de políticas públicas consequentes, o que passa, inevitavelmente por apoiar mais o empreendedorismo cultural e criativo. É indubitável que existe muito potencial criativo em Portugal, mas, no entanto, falta o esforço necessário para que os bens simbólicos passem também a desempenhar um papel económico. Porém, é necessário distinguir entre medidas de internacionalização e medidas para o turismo. Apesar de terem consequências de fomento mútuo, uma coisa é o que se pode fazer para exportar mais cultura/produtos portugueses, outra é o que se pode fazer para cativar turistas.

The importance of cultural/creative industry and tourism industry should not be only a fashionable subject, but actually serve as inspiration for the design and implementation of appropriate public policies, which inevitably support more the cultural and creative entrepreneurship. There is no doubt that there is much creative potential in Portugal, but, despite this, we lack the necessary effort so that the symbolic goods begin to play an economic role. However, it is necessary to distinguish between internationalization measures and measures for tourism. Although they have consequences for mutual development, one thing is what can be done to export more culture/portuguese products, another is what can be done to attract tourists.

Por outro lado, pode ser um esforço inglório tentar vender “Portugal” aos turistas, se não o vendermos aos portugueses. Acho que o marketing interno também devia ser aqui referido, até porque devia ser o ponto de partida. Obviamente que (i) o consumo interno de cultura/produtos portugueses/tradições, etc. é a melhor forma de impulsionar a sua produção, (ii) não havendo essa produção/consumo interno, perde-se a lógica da “portugalidade” e entra-se na artificialidade da turistificação que, em última instância, acaba por prejudicar as manifestações culturais que queremos vender… •

On the other hand, it can be a wasted effort trying to sell “Portugal” to tourists, if we do not sell it to the portuguese. I think the internal marketing should also be mentioned here, because it should be the starting point. It is obvious that (i) the domestic consumption of culture/portuguese products/ traditions, etc. is the best way to boost their production, (ii) if there is no such production/domestic consumption, we lose the “portugality” logic and we enter the artificiality of touristification which ultimately tends to weaken the cultural events we want to sell... •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


72 TENDÊNCIAS | TRENDS

CINETURISMO CINETOURISM PEDRO BRÁS MARQUES Lawyer and “Cinetourist”

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 73

Há uns anos, numa conversa de amigos, desabafei que estava muito ansioso por ir a São Francisco, na Califórnia. Perguntaram-me porquê e respondi de forma inequívoca: “vou estar no local, junto a um dos pilares da Golden Gate, onde a Kim Novak se atirou à água para logo depois ser salva pelo James Stewart”. É claro que me estava a referir ao filme “A Mulher que Viveu Duas Vezes”, uma das grandes obras de Alfred Hitchcock. Não era essa a única atração de recorte cinematográfico que levava na agenda, pois a ilha de Alcatraz, Lombard Street e Chinatown estavam, igualmente, entre os spots cinematográficos de referência, mas o filme do mestre inglês era e é “um dos filmes da minha vida” e aquela era a oportunidade de me fundir com essa genial peça de ficção. E o mesmo aconteceria muitas outras vezes, como na Suécia, quando fiz um desvio para ir a Ystad, a cidade onde decorre a acção de “Wallander”, baseada nas obras Hennin Mankell, ou quando dei um beijo à minha mulher, numa gôndola e ao pôr-do-sol, sob a Ponte dos Suspiros, em Veneza, materializando o outro, recordação adolescente, de “Um Pequeno Romance”.

Years ago, in a friends conversation, I confessed to be very eager to go to San Francisco, California. They asked me why and I said unequivocally: “I will be in the place, by one of the pillars of the Golden Gate, where Kim Novak leaped into the water to be saved shortly after by James Stewart.” Of course I was referring to the movie “ Vertigo,” one of the great works of Alfred Hitchcock. That was not the only cinematic attraction im my agenda, as the island of Alcatraz, Lombard Street and Chinatown were also among the film spots of reference, but the English master’s film was and is “one of the movies of my life” and that was the opportunity to merge myself with that brilliant piece of fiction. The same would happen many other times, as in Sweden, when I made a detour to go to Ystad, the town where the action of “Wallander” takes place, based on the works by Hennin Mankell, or when I kissed my wife, in a gondola at the sunset, under the Bridge of Sighs, in Venice, materializing the other teenage memory, of “A Little Romance”.

EFETIVAMENTE, HÁ CADA VEZ MAIS TURISTAS A ESCOLHER O SEU DESTINO DE FÉRIAS EM FUNÇÃO DE UM FILME OU, ATÉ, DE UMA SÉRIE DE TELEVISÃO.

INDEED, MORE AND MORE TOURISTS ARE CHOOSING THEIR HOLIDAY DESTINATION BECAUSE OF A MOVIE OR EVEN A TELEVISION SERIES.

Este nicho turístico ainda não tem um nome estabilizado, mas em Itália burilaram o que me parece ser o mais feliz e que dá nome a este artigo, “cineturismo”. Já no universo anglo-saxónico usam uma sensaborona expressão, “movie induced tourism” ou “film induced tourism”.

This tourist niche does not have an established name yet, but in Italy someone came to what seems to be the right one and that which gives name to this article, “cinetourism”. In the anglo-saxon world they use a tasteless expression, “movie induced tourism” or “film induced tourism”.

O que é que faz alguém decidir o seu destino de férias de acordo com referências da Sétima Arte? A primeira explicação é a ligação com o real. É a vontade de estar presente no local onde tudo, no filme, aconteceu e, dessa forma, trazer para a realidade a magia do cinema. Uma vez lá, o prazer de partilhar o mesmo espaço onde os protagonistas da história declararam eterno amor ou onde o herói derrotou sozinho um exército faz com TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

What leads someone to choose the holiday destination according to references of the Seventh Art? The first explanation is the connection with reality. It is the desire to be present at the place where everything in the film happened and, thus, bring to reality the magic of cinema. Once there, the pleasure of sharing the same space where the story protagonists declared eternal love, or where


74 TENDÊNCIAS | TRENDS

que o cineturista sinta que também ele passou a fazer parte do filme. E, se for mesmo fã, até arriscará reproduzir a cena ou repetir os diálogos que sabe de cor. São, aquilo que Stefan Roesch, em “There and Back Again - A Tale of Film Location Tourists’ On-Site Behaviour and Experiences”, designou por “lugares de espetáculo” e “lugares sagrados”. É claro que, depois, lá em casa, quem irá sofrer serão os amigos, a aturar a visualização de vídeos e fotos, incapazes de dizer alguma coisa, perante o êxtase do cineturista/ator...

the hero, alone, defeated a whole army, causes the “cinetourist” to feel that he became part of the film. And, if a real fan, he may even risk to play the scene or repeating the dialogues that he knows by heart. They are, what Stefan Roesch, in “There and Back Again - A Tale of Film Location Tourists’ On-Site Behavior and Experiences”, identified as “show places” and “sacred places”. Of course, later at home, friends will be those suffering, viewing videos and photos, unable to say anything in face of the cinetourist/actor’s ecstasy...

Mas se havia algo de espontâneo nesta forma de fazer turismo, a verdade é que as diversas entidades locais começaram a aperceber-se de que poderiam ter aqui um acréscimo de visitantes e, claro, de receitas. Deixando de lado a especificidade norte-americana, tomemos por exemplo o Reino Unido. O relatório “The Economic Impact of the UK Film Industry”, de 2012, da autoria da Oxford Economics, é bastante claro: a indústria cinematográfica contribui anualmente com 4,6 mil milhões de libras para o PIB, sendo que mil milhões são proveniente do cineturismo. Mais, dos 117.400 empregos gerados pela indústria, 21.000 estão diretamente relacionados com o tema que estamos a abordar. Em relação aos números de 2007, registou-se um crescimento de quase 11%. Uma em cada dez visitas ao Reino Unido é atribuída ao impacto dos filmes ingleses. Aliás, a perceção da importância deste mercado é tal que no Reino Unido circulou uma campanha turística norte-americana onde se desafiava o potencial cliente britânico com o slogan “you’ve seen the movies, now see the set”.

But, if there was something spontaneous in this form of tourism, the truth is that the various local authorities began to realize that this could have lead to an increase of visitors and, of course, revenue. Leaving aside the US specificity, let us take for example the United Kingdom. The 2012 report “The Economic Impact of the United Kingdom Film Industry”, authored by Oxford Economics, is quite clear: the film industry annually contributes with 4,6 billion pounds to the GDP, and 1 billion comes from the film tourism. Even more, of the 117.400 jobs generated by the industry, 21.000 are directly related to it. Comparing to 2007 figures, there was an increase of almost 11%. One out of ten visits to the United Kingdom is attributed to the impact of british films. Moreover, the perception of the importance of this market is such that in the United Kingdom circulated a US tourist campaign defying the potential british costumer with the slogan “you’ve seen the movies, now see the set”.

E tem sido assim um pouco por todo o lado. Então, se descermos aos locais específicos de filmagem, os números disparam. O monumento a William Wallace, o protagonista de “Braveheart: O Desafio do Guerreiro”, teve um aumento de visitas na ordem dos 300%. O hotel onde se passa parte de “Quatro Casamentos e um Funeral” ficou lotado durante três anos. O National Park, em Sidney, cenário de “Missão Impossível II”, teve um aumento de visitas na ordem dos 200%. Cannakalle, na Turquia, onde se filmou “Tróia”, teve um crescimento de 73%. Na Nova Zelândia, onde os cenários naturais embelezaram a trilogia de Peter Jackson, “O Senhor dos Anéis” foi a loucura total, com o próprio organismo estatal de turismo a usar, despudoradamente, o efeito dos filmes baseados na obra de JRR Tolkien. De um modo geral, após a passagem do filme pelas salas, o movimento turístico aumenta, no mínimo, 20%.

And so it has been all over the place. If we go down to the specific sites of shooting, the numbers increase. The monument to William Wallace, the protagonist of “Braveheart”, had an increase of visits of around 300%. The hotel in where part of “Four Weddings and a Funeral” was shot, was filled for three years. The National Park in Sydney, from “Mission Impossible II” scenery, had an increase of visits of around 200%. Cannakalle in Turkey, where they filmed “Troy”, grew by 73%. In New Zealand, where the natural scenery embellished Peter Jackson’s trilogy, “The Lord of the Rings” was total madness, with the government agency, unblushingly, using for tourism promotion, the effect of the films based on the works of JRR Tolkien. In general, after the film is released in theaters, tourist traffic increases at least 20%.

Ou seja, se há um benefício imediato com a produção duma fita cinematográfica, resultante de toda a movimentação de pessoas envolvidas e das inevitáveis necessidades logísticas, a verdade é que o verdadeiro ganho estará após a estreia do filme, quando os cenários utilizados chegarem a milhões de pessoas espalhadas por todo o globo. Os locais de filmagem tornam-se, assim, os “ultimate product placement”. A partir daí, os turistas fluirão e, para os receber, toda uma indústria nasce: são os “tours”, é o merchandising, é a parafernália de mapas e folhetos, são

So, if there is an immediate benefit from the production of a film, resulting from all the movement of people involved and the inevitable logistical needs, the truth is that the real gain will be after the premiere of the film, when the scenarios used reach millions of people all over the globe. The shooting locations become thus the “ultimate product placement.” From there, tourists will flow and, to receive them, an entire industry is born: the “tours”, the merchandising, the paraphernalia of maps and brochures,

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 75

os sites na t, é a indústria hoteleira a delirar, são exposições temáticas sobre o filme e sobre os locais de filmagens, enfim, é toda uma nova realidade económica que desponta e que, com algum saber, poderá eternizar-se. Basta recordar os casos de Roma, cuja Fontana de Trevi nunca mais foi a mesma depois da voluptuosa Anita Ekberg lá se ter refrescado, ou de Salzburg, na Áustria, onde decorreram as filmagens de “Música no Coração” e que, cinquenta anos depois, continua a registar um enorme fluxo de turistas desejosos de visitar as paisagens e os locais onde a família von Trapp se deixou encantar pela doce Maria…

the internet sites, the hotel industry delirious, the thematic exhibitions about the film and the filming places, in short, is a whole new economic reality emerging and that, with some knowledge, can perpetuate itself. Just recall the case of Rome, the Trevi Fountain was never the same after the voluptuous Anita Ekberg have cooled there, or Salzburg, in Austria, where took place the filming of “The Sound of Music” that, fifty years later, continues to be visited by tourists, eager to be in the sights and places where the von Trapp family was enchanted by the sweet Maria...

É claro que nem sempre as coisas correm bem. Os Amish, nos EUA, sentiram-se tão desvirtuados com o impacto que teve o aparecimento da comunidade em “A Testemunha” que condicionaram as visitas e, na Tailândia, o tremendo afluxo de turistas às ilhas Phi Phi, por influência do filme “A Praia”, causou um enorme problema ambiental.

Of course, things do not always go well. The Amish in the US, felt so distorted by the impact that had the community appearance in “The Witness” that conditioned the visits and, in Thailand, the tremendous influx of tourists to the Phi Phi islands, influenced by the movie “The beach “, caused a huge environmental problem.

Mesmo num país mais do que secundário como Portugal, o fenómeno marca presença. Para além das oficiais “film comissions” que se encarregam de ajudar quem tiver interesse em filmar em Portugal, há projetos mais específicos. Em Lisboa existe o “Lisbon Movie Tour” que permite ao turista cinéfilo percorrer locais onde decorreram as filmagens de “Afirma Pereira”, “História de Lisboa”, “Filme do Desassossego”, “Capitães de Abril” e o mais recente “O Último Comboio para Lisboa”, entre outros. E se os organizadores estenderem o âmbito geográfico até Sintra ou Estoril, podem proporcionar a visita aos cenários naturais de “007 - Ao Serviço de sua Majestade” ou “A Nona Porta”.

Even in a country more than secondary as Portugal, the phenomenon is present. In addition to the official “film comissions” who are responsible for helping those who are interested in filming in Portugal, there are more specific projects. In Lisbon there is the “Lisbon Movie Tour” that allows the cinephile tourist to go to places where, among others, the filming of “Afirma Pereira,” “História de Lisboa”, “Filme do Desassossego”, “Capitães de Abril” and the latest “O Último Comboio para Lisboa” took place. And if the organisers extend the geographical scope to Sintra or Estoril they can offer a visit to the natural scenery of “007 - On Her Majesty’s Secret Service” or “The Ninth Gate”.

Mais a norte, o Porto também está atento e parece não querer desperdiçar a oportunidade de fazer parte das cidades “cineturísticas”. “Porto Mon Amour” é um filme realizado por Gabe Klinger, com os atores Anton Yelchin e Lucie Lucas e que conta a história de um americano e de uma francesa que partilham na Invicta uma noite única que os transformará para sempre. A autarquia portuense deu o seu apoio, o que repetiu para outro filme “O Sentido da Vida”, do realizador Miguel Gonçalves Mendes, um docu-drama sobre a terrível doença que é a Paramiloidose. E já que estamos no domínio do documentário, não se poderia esquecer a projeção internacional do “Porto Pos Doc”, um festival dirigido por Dario Oliveira. Este purista da Sétima Arte defende que “o cinema está a reacender-se no momento presente de forma muito mais criativa do que se julga. Para se revitalizar economicamente e em termos de linguagem, tem de viajar muito, tem de se apresentar onde nunca pensou ser possível apresentar-se e tem de ter um pensamento subtil e pós colonialista pois temos de deixar um legado para os mais novos que querem coisas diferentes”. Ou seja, é na procura da diferença dentro do cinema enquanto arte que estará o seu futuro e será daí que público interessado e as entidades envolvidas retirarão dividendos. Está, portanto, nas nossas mãos evitar que esta história acabe com um definitivo “The End”... •

At north, Porto is also alert and seems not wanting to waste the opportunity to be part of the “movie cities”. “Porto Mon Amour” is a film directed by Gabe Klinger, with Anton Yelchin and Lucie Lucas as actors, and tells the story of an American and a French who share a single night in the city that will change their lives forever. The Porto municipality gave its support, which repeated for another film “O Sentido da Vida”, from the director Miguel Gonçalves Mendes a docu-drama about the terrible disease of Amyloidosis. And since we are in the documentary field, we could not forget the international scale of “Porto Pos Doc”, a festival directed by Dario Oliveira. This Seventh Art purist argues that “ in the moment, cinema is flaring up much more creatively than we think. To revitalize economically and in terms of language, it has to travel a lot, must be presented where ever thought possible, and must have a subtle and post-colonialist thought, because we have to leave a legacy for young people who want something different.” So, it is in the search for difference within the film as an art, that the future will be and from where dividends will come to the interested public and the entities involved. It is, therefore, in our hands to prevent this story to end with a definitive “The End”... •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


76 TENDÊNCIAS | TRENDS

QUEENSLAND É O CENÁRIO DO PRÓXIMO CAPÍTULO DE PIRATAS DAS CARAÍBAS QUEENSLAND IS THE SETTING OF THE NEXT CHAPTER OF PIRATES OF THE CARIBBEAN O novo capítulo de Piratas das Caraíbas, Dead Men Tell No Tales está a ser filmado em Queensland, na Austrália. O governo de Queensland, revelou que os incentivos de 19 milhões de dólares atraíram a produção a filmar o quinto capítulo da franquia da Disney no local. Com isto, o governo espera criar centenas de empregos na região australiana e arrecadar cerca de 100 milhões de dólares com a rodagem do filme na região. A estreia está marcada para 2017. •

The new chapter of Pirates of the Caribbean, Dead Men Tell No Tales is being filmed in Queensland, Australia. The Queensland government revealed that the incentives of $19 million attracted the production to film the fifth episode of the Disney picture on the region. With this, the government hopes to create hundreds of jobs in the Australian region and to gain about $100 million with the shooting of the film. The premiere is scheduled for 2017. •

MÉXICO PAGA 20 MILHÕES PARA MOSTRAR BOA IMAGEM DO PAÍS NO NOVO FILME 007 MEXICO PAYS 20 MILLION TO SHOW GOOD IMAGE OF THE COUNTRY IN THE NEW 007 MOVIE Já começou a ser rodado o 24º filme da série 007 de James Bond. Spectre inicia-se com um elogio à tradição, modernidade e beleza mexicanas.

The 24th film of the 007 James Bond series is already being filmed. Spectre begins with a compliment to tradition, modernity and Mexican beauty.

De acordo com o Hollywood Reporter, os estúdios MGM e Sony receberam um “incentivo” de 20 milhões de dólares para mostrar aspetos positivos do México no novo filme de James Bond. O governo do México, pretendendo afastar-se das histórias que envolvam tráfico de drogas e esquemas de corrupção, disponibilizou este investimento em troca de muitas exigências: a Bond Girl teria de ser uma atriz mexicana, um agente mexicano teria de ter um papel de destaque, o alvo de um assassinato importante não podia ser um político mexicano e a polícia local teria de ser referida como “força especial”. A produção do filme terá cedido e alterado o argumento para incorporar estes pedidos.

According to the Hollywood Reporter, MGM and Sony studios received an “incentive” of $20 million to show positive aspects of Mexico in the new James Bond film. The Mexican government, intending to depart from the stories involving drug trafficking and corruption schemes, provided this investment in exchange for many requirements: the Bond girl would have to be a mexican actress, a mexican agent would have to have a prominent role, the target of a major murder could not be a mexican politician and local police would have to be referred to as “special force”. The production of the film relented and changed the argument to incorporate these requests.

Contudo, numa notícia mais recente do “The Telegraph”, o produtor, Michael Wilson, negou que as autoridades mexicanas tenham exigido alterações de roteiro em troca de incentivos fiscais milionários. A estreia de Spectre está prevista para novembro. •

However, in a more recent news of “The Telegraph”, the producer, Michael Wilson, denied that the Mexican authorities have required script changes in exchange for millionaire tax incentives. The premiere of Spectre is scheduled for November. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 77

A NOVA ECONOMIA DE PARTILHA: SERÁ ESTE O FIM DO TURISMO COMO O CONHECEMOS?

THE NEW SHARING ECONOMY: IS THIS THE END OF TOURISM AS WE KNOW IT? MANOLIS PSARROS Destination Marketing Expert

PANTAZIS PASTRAS Senior Research Analyst

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


78 TENDÊNCIAS | TRENDS

O SURGIMENTO E A EXPANSÃO DA “ECONOMIA DE PARTILHA” NO CAMPO MAIS VASTO DOS SERVIÇOS DE VIAGENS DEIXOU DE SER UMA QUESTÃO PERIFÉRICA. O QUE COMEÇOU NO INÍCIO DA CRISE ECONÓMICA GLOBAL COMO UM MODELO ECONÓMICO ALTERNATIVO, COM BASE NA PARTILHA DE TODOS OS TIPOS DE RECURSOS SUBUTILIZADOS, COM OU SEM DINHEIRO, EVOLUIU PARA UM FENÓMENO CADA VEZ MAIS PODEROSO, QUE É REFORÇADO POR NOVAS TENDÊNCIAS DE CONSUMO E DECISÕES TOMADAS NOS MAIS ALTOS NÍVEIS DE DECISÃO POLÍTICA.

THE EMERGENCE AND EXPANSION OF THE SHARING ECONOMY IN THE WIDER FIELD OF TRAVEL SERVICES IS NOT ANYMORE A PERIPHERAL ISSUE. WHAT BEGAN AT THE OUTSET OF THE GLOBAL ECONOMIC CRISIS AS AN ALTERNATIVE ECONOMIC MODEL BASED ON SHARING ALL KINDS OF UNDERUTILIZED RESOURCES WITH OR WITHOUT MONEY, HAS EVOLVED INTO AN INCREASINGLY POWERFUL PHENOMENON WHICH IS REINFORCED BY CHANGING CONSUMPTION TRENDS AND DECISIONS TAKEN AT THE HIGHEST LEVELS OF POLICY-MAKING.

Curiosamente, é no setor do turismo que a economia de partilha tem conhecido crescimento exponencial, com plataformas online, tais como Airbnb e Uber a valorizarem em muitos milhares de milhões de dólares. Este fenómeno não passou despercebido aos líderes do turismo e da indústria hoteleira em todo o mundo. Por exemplo, o Airbnb teve, em 2014, um valor de mercado superior a cadeias de hotéis como a Accor, a Intercontinental Hotel Group e a Hyatt. Mais recentemente, o Barclays destacou a Accor como o grupo hoteleiro mais exposto ao Airbnb (embora a cadeia hoteleira tenha maior alavancagem financeira), com 9% dos seus quartos sob ameaça, enquanto que a exposição do Intercontinental Hotel Group na Europa é estimada em cerca de 5% dos quartos da cadeia.

Interestingly, it is the tourism sector where the sharing economy has experienced exponential growth, with the support of online platforms such as Airbnb and Uber achieving multi-billion dollar valuations. This has not gone unnoticed by the leaders of tourism and hospitality industry worldwide. For instance, Airbnb had in 2014 a larger market cap than hotel chains including Accor, Intercontinental Hotel Group and Hyatt . More recently, Barclays has singled out Accor as the most exposed hotel group to Airbnb (though the hotel chain has higher leverage financially) with 9% of its rooms under threat, while the exposure of Intercontinental Hotel Group in Europe is estimated around 5% of the chain’s rooms .

Mas, para além dos principais players da economia de partilha no setor do turismo e hotelaria, há também inúmeras plataformas online (maiores e menores) que modificam os papéis tradicionais dos utilizadores e prestadores de serviços. Isto acontece na medida em que novas normas e procedimentos surgem para a gestão e consumo de imóveis residenciais, meios de transporte e outros ativos, bem como para a definição e qualidade da experiência turística.

But besides the major players of the sharing economy in tourism and hospitality, there are also numerous big and smaller online platforms which modify the traditional roles of service providers and users. This happens to the extent that new standards and procedures arise for the management and consumption of residential properties, means of transportation and other assets as well as for the shaping and quality of tourist experience.

Na verdade, é insuficiente abordar a crescente presença da economia de partilha no turismo e hotelaria, apenas como um resultado da crise económica global. Entre os principais impulsionadores salientamos a transição da “Internet das coisas” para a “Internet de tudo”, que é composta pela capacidade de avanços tecnológicos, tais como redes sociais, análises de perfis e aplicações móveis para facilitar a conetividade das redes

In fact, it is insufficient to approach the growing footprint of the sharing economy in tourism and hospitality merely as a result of the global economic crisis. Among key drivers we distinguish the transition from the Internet of things to the Internet of everything, which is made up by the capacity of technological advancements such as social media, analytics, and mobile apps to facilitate the networked connectivity of

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 79

de pessoas, processos, dados e coisas. As implicações dessa transição tocam no cerne da produção e consumo de serviços, alterando as perceções dos viajantes e visitantes ao longo das etapas da experiência turística.

people, processes, data, and things. The implications of this transition touch upon the core of service production and consumption, changing the perceptions of travelers and visitors throughout the stages of tourist experience.

Parte desta nova era é também a tendência das novas gerações de consumidores de preferir o acesso sobre a posse. Junto com a conveniência de usar as novas tecnologias, os motivos e as preferências dos viajantes do novo milénio (atualmente com idades entre 16 e os 35 anos) deverão moldar o futuro da oferta e da procura de serviços de viagens, enquanto determinantes do comportamento para o segmento de clientes que irão dominar os mercados do turismo e hotelaria em 2025.

Part of this new era is also the tendency of younger generations of consumers to prefer access over ownership. Along with their convenience of using new technologies, the motives and preferences of Millenials (those currently aged between 16 and 35) are expected to shape the future supply and demand of travel services as determinants of behavior for the customer segment that will dominate the markets of tourism and hospitality by 2025 .

É claro que uma outra questão tem a ver com o facto da economia de partilha ser vista por muitos como uma fonte de problemas e de concorrência desleal.

Of course another fact is that the sharing economy is seen by many primarily as a source of trouble and unfair competition.

Sendo um fenómeno relativamente novo, a economia de partilha tem levantado muitas questões até agora e apenas um punhado de respostas. Como é que os marcos reguladores dos diferentes sistemas políticos lidam com as práticas da economia de partilha em casos como a cobrança de impostos e licenciamento de prestadores de serviços? De que forma é que os amadores da economia de partilha se diferenciam dos profissionais desta área, ao adicionar novos elementos ou mudando a natureza estabelecida nos serviços de turismo e hotelaria? Será que os comentários online e os sistemas não-oficiais de construção de confiança compensam a falta de sistemas de reputação padronizados?

Being a relatively new phenomenon, the sharing economy has so far raised many questions and only a handful of answers. How does the regulatory frameworks of different political systems cope with sharing economy practices in cases such as the collection of taxes and the licensing of service providers? In what ways the amateur providers of the sharing economy differentiate themselves from trained professionals by adding new elements or changing the established nature of tourism and hospitality services? Do online reviews and unofficial systems of trust-building offset the lack of standardized reputation systems?

Acrescente-se que o debate sobre estas e outras questões depende muitas vezes das condições locais e da dinâmica global. No caso dos arrendamentos de curto prazo, já há sinais de que a regulamentação de práticas de economia de partilha é tudo menos um processo one-off. Em São Francisco, levou meses de consulta até as autoridades da cidade votarem, em outubro de 2014, para legalizar o arrendamento para férias de curto-prazo por proprietários e inquilinos sobre a propriedade inteira, desde que evitem a evasão fiscal, cumpram determinados requisitos de registo e subaluguem as suas residências habituais até 90 dias por cada ano civil. A portaria entrou em vigor em fevereiro de 2015, mas já existe um novo debate sobre o sucesso da aplicação da lei e potencial revisão da legislação vigente, com legisladores e anfitriões a expressarem preocupações face aos recursos humanos limitados e procedimentos de registo complexos.

In addition, the debate over these and other questions is often dependent on local conditions and global dynamics. In the case of short-term accommodation rentals, there are already signs that the regulation of sharing economy practices is everything but a one-off process. In San Francisco, it took months of advisement before city authorities voted on October 2014 to legalize short-term vacation rentals by owners and tenants on entire property, as long as they would avoid tax evasion, meet certain registration requirements, and sublet their primary homes for up to 90 days per calendar year. The ordinance took effect in February 2015, yet there is already a new debate about the success of law enforcement and potential legislation revisions, with both lawmakers and hosts expressing concerns about limited staff resources and complex registration procedures.

Além disso, a posição do setor do turismo perante todo o fenómeno parece envolver aspetos de reação e inovação. Enquanto que representantes da indústria, como a American Hotel & Lodging Association e a HOTREC, na Europa, afirmaram explicitamente que as plataformas online e os seus membros devem seguir as regras que se aplicam aos hotéis em cada destino, as

Furthermore, the position of tourism sector against the whole phenomenon seems to involve aspects of both reaction and innovation. While industry representatives such as the American Hotel & Lodging Association and HOTREC in Europe have explicitly stated that the online platforms and their members must adhere to the rules that apply to

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


80 TENDÊNCIAS | TRENDS

cadeias hoteleiras fizeram um esforço para melhorar os serviços nas suas unidades, satisfazendo as expetativas dos clientes (por exemplo, a Marriott lançou o “Workspace on Demand”, que cede o lobby do hotel e outras áreas disponíveis para funcionarem como espaços de trabalho e de reuniões através da aplicação móvel Liquidspace; a Hilton através da nova marca Homewood Suites oferece alojamento com kitchenette, Wi-Fi gratuito, serviços de bebidas, etc.). Há também o caso recente de Uber e Starwood, que se tornaram parceiros, esbatendo as fronteiras entre os fornecedores de serviços de viagens tradicionais e contemporâneos, permitindo aos viajantes acumularem Starpoints, enquanto são conduzidos por um motorista Uber.

hotels in each destination, hotel chains have already made effort to upgrade services in their units and meet customer expectations (e.g. Marriott has launched the Workspace on Demand program by offering lobby and vacant areas as spaces for work and meetings via Liquidspace mobile app, Hilton via its new brand Homewood Suites provides extended stay accommodation with in-room kitchen facilities, free Wi-Fi, beverage services, etc.). There is also the recent case of Uber and Starwood, which have become partners, blurring the lines between traditional and contemporary providers of travel services by allowing travelers to accumulate Starpoints while riding with Uber drivers.

O QUE ACIMA SE SUGERE É QUE O SETOR DO TURISMO E AS AUTORIDADES DOS DESTINOS SEJAM CRIATIVOS AO LIDAR COM OS NOVOS DESAFIOS, PORQUE A ECONOMIA DE PARTILHA VEIO PARA FICAR.

WHAT THE ABOVE SUGGESTS IS THAT THE TOURISM SECTOR AND DESTINATION AUTHORITIES MUST BE CREATIVE IN DEALING WITH NEW CHALLENGES, BECAUSE THE SHARING ECONOMY IS HERE TO STAY.

Enquanto agência integrada de marketing de destinos, a Toposophy tem acompanhado a expansão do fenómeno do turismo e da hotelaria há já algum tempo. Por isso, acreditamos que uma das principais prioridades para o setor do turismo é preencher a lacuna de conhecimento em relação às últimas tendências do mercado, particularmente em relação à aplicação de soluções online em marketing e gestão turística. Igualmente importante é ser flexível no entendimento de que não existem soluções simples que façam a economia de partilha desaparecer ou diminuir. Embora não exista consenso a nível internacional sobre o facto de a implementação de regras fiscais adequadas ser um pré-requisito para a criação de igualdade de condições, há mais áreas de preocupação, tais como as questões de segurança e de zonamento que requerem soluções específicas para cada lugar. É por isso que a análise de questões e a implementação de soluções a nível local são recomendadas, enquanto abordagem que vai ajudar o setor do turismo a identificar novas oportunidades por trás da poeira dos novos desafios. •

As an integrated destination marketing agency, Toposophy has been monitoring the expansion of the phenomenon in tourism and hospitality for quite some time. Hence, we believe that a key priority for the tourism sector is to fill the knowledge gap in comparison to latest market trends, particularly in relation to the application of online solutions in tourism marketing and management. Also important is to be flexible in understanding that there are no straightforward solutions in making the sharing economy disappear or shrink. While there is consensus at an international level that the implementation of appropriate fiscal regulations is a prerequisite for the creation of a level playing-field, there are more areas of concern such as security/safety issues and zoning which require place-specific solutions. This is why the analysis of issues and the implementation of solutions at the local level are recommended as an approach that will help the tourism sector identifying new opportunities behind the smoke of new challenges. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


ILHA DO SAL CABO VERDE Venha ver o fundo do mar a bordo do Neptunus Come and see the ocean’s secrets

ODISSEIA CLUB Cabo Verde, o melhor destino para a pesca desportiva

Cape Verde, the best destination for sport ishing Pesca de Fundo (Bottom Fishing) // Currículo Ligeiro (Troling) // Big Game

www.odisseiaclub.com

emidiosimoes@gmail.com +238 9887107


82 TENDÊNCIAS | TRENDS

INTELIGÊNCIA SOCIAL PARA OS DESTINOS SOCIAL INTELLIGENCE FOR DESTINATIONS

DAVID VICENTE Tourism Marketeer and Researcher UNWTO Marketing Specialist International Consultant and Speaker Innovation Manager STA Consultores

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

UM POUCO DE HISTÓRIA: DO CRM AO CRM SOCIAL

A BIT OF HISTORY: FROM CRM TO SOCIAL CRM

Nesta era digital, em que as pessoas se acostumaram não só a consumir, mas também a gerar mais informação sobre as suas opiniões e preferências na internet, os destinos turísticos já perceberam a necessidade de gerir a sua reputação online, saber o que pensam os turistas da sua cidade no Facebook e no Tripadvisor ou de poder chegar a todo esse público, de forma diferenciada, através da internet.

In this digital age, in which people get used not only to consume, but also to generate information about their opinions and preferences on the internet, tourism destinations have realized the need to manage their online reputation, to know what tourists think about their city on Facebook and Tripadvisor, or to be able to reach differently all these stakeholders over the internet.

Eu sempre pensei que a administração, o académico e o privado têm três velocidades diferentes de evolução, sendo o setor privado o que se encontra obrigado, para sua sobrevivência, a compreender e adaptar a sua oferta às exigências da procura no menor espaço de tempo possível.

I always thought that the administration, academics and the private sector have three different speeds of evolution, and being the private sector, the one needing for its survival, to understand and adapt its supply to the demand requirements, in the shortest possibletime.

É esta necessidade, que faz com que o setor privado inove e incorpore novas ferramentas e estratégias de gestão para melhorar a sua competitividade e tomar a dianteira no mercado.

This need leads the private sector to innovate and incorporate new tools and management strategies to improve competitiveness and take the lead in the market.

Na década de 90, na mudança de paradigma do marketing de produto para o marketing pessoal, surge uma nova ferramenta que

In the 90’s, with the change in paradigm from product marketing to personal marketing, a new tool arises, that improves


TENDÊNCIAS | TRENDS 83

melhora as conhecidas “Fichas de Clientes” das bases de dados, o famoso “CRM”.

the used “client sheets” from the databases, to the famous “CRM”.

O Customer Relationship Management Software, aparece como a ferramenta que responde a uma nova filosofia de marketing:

The Customer Relationship Management Software, appears as the tool that responds to a new philosophy of Marketing:

SE O IMPORTANTE É O CLIENTE E NÃO O PRODUTO, ORGANIZAMOS OS NOSSOS PROCESSOS PARA CONHECER AS NECESSIDADES DE CADA PESSOA E SERMOS CAPAZES DE OFERECER SOLUÇÕES PERSONALIZADAS.

IF THE CUSTOMER IS IMPORTANT, AND NOT THE PRODUCT, WE ORGANIZE OUR PROCESSES TO KNOW EACH PERSON’S NEEDS AND BEING ABLE TO OFFER PERSONALIZED SOLUTIONS.

MARKETING 1 PARA 1

1 TO 1 MARKETING

De repente, aos emails dos clientes, já não chega a mesma mensagem genérica, mas sim uma mensagem dirigida com nome, apoiada na oferta de algo que é do seu interesse. Um software que permite às empresas segmentar os clientes de acordo com múltiplas variáveis, planear e vincular as tarefas necessárias para desenvolver à medida das pessoas, com datas específicas, e de seguida fazer “sniper marketing” às suas bases de dados, conseguindo taxas de conversão mais elevadas.

Suddenly, to customer emails, the same generic message no longer arrives, but an addressed message with name, offering something that is of his interest. A software that enables companies to segment customers according to multiple variables, planning and linking the tasks necessary to match people, with specific dates, and then do “sniper marketing” to their databases, achieving higher rates of conversion.

Após o boom das redes sociais em 2007, revela-se de especial importância não só quem é o cliente e do que gosta, mas também em quantas redes sociais está envolvido, a sua opinião na internet acerca do nosso produto, que impacto pode causar de acordo com a sua capacidade viral.

After the boom of social networks in 2007, it is of special importance not only who the customer is and what he likes, but also in how many social networks is he involved, his opinion on the Internet about our product, what impact can he cause according to his viral capacity.

Nascem os CRM sociais, ferramentas avançadas capazes de capturar as informações dos clientes. As possibilidades de segmentação multiplicam-se entrando-se num novo nível: a capacidade de analisar a “psicologia social” que rodeia o nosso produto turístico.

Social CRM are born, advanced tools able to capture customer information. Segmentation possibilities multiply and enter a new level: the ability to analyze the “social psychology” that surrounds our tourism product.

CRM SOCIAL PARA DESTINOS TURÍSTICOS

SOCIAL CRM FOR TOURIST DESTINATIONS

Quantos de vocês receberam uma mensagem através de qualquer canal por parte do último destino visitado, agradecendo a visita e aguardando o seu retorno com uma promoção em anexo?

How many of you have received a message through any channel from the last destination visited, thanking the visit and awaiting for your return with a promotion attached?

Quantos receberam felicitações pelo seu aniversário, da parte do último local que visitaram, com uma promoção de presente para desfrutar no seu dia de anos?

How many received congratulations on their birthday, from the last place visited, with a promotion gift to enjoy?

Quantos receberam uma notícia de um novo evento “running” no último destino em que estiveram em competição?

How many received the news of a new “running” event in the last destination where they competed?

Se já reclamaram no Twitter sobre o serviço no destino visitado, quantas vezes algum responsável se preocupou em ouvir e responder?

If you have complained on Twitter about the service at the destination, how many times has someone responsible bothered to listen and respond?

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


84 TENDÊNCIAS | TRENDS

Como estas, há muitas outras questões cuja resposta é, prova-velmente, “não”. Pois bem, mas isto já é prática comum em algumas empresas privadas, de forma automática, graças à auto-segmentação e à parametrização de mensagens para enviar, segundo o comportamento dos utilizadores, ou seja: embora os gestores da empresa se encontrem de férias, a marca continua a comunicar com valor, com o público, automaticamente.

As these, there are many other questions whose answer is, probably, “no”. Well, but this is already common practice in some private companies, automatically through selfsegmentation and the parameterization of messages to send, according to the behavior of users, which means: although the company’s managers are on holidays, the brand continues to communicate with value, with the public, automatically.

A pergunta que coloco é: Porque é que os destinos turísticos não fazem o mesmo?

The question I ask is: Why do tourist destinations do not do the same?

Além das três velocidades evolutivas mencionadas no início, há vários fatores que dificultam as estratégias do CRM Social, levando a que, mesmo em 2015, praticamente ainda não se utilizem. Todas estas são barreiras relativamente fáceis de superar e a menor de todas é o custo de desenvolver algo do género, curiosamente, temos:

Besides the three evolutionary speeds mentioned earlier, there are several factors that hamper the Social CRM strategies, making them hardly used even in 2015. All of these are barriers relatively easy to overcome and the least of all are the costs of developing something similar, curiously, we have:

• Filosofia de dados abertos: A informação estagnada na gaveta não tem nenhum valor. Tem valor se disponibilizarmos a informação, a alimentarmos, aperfeiçoarmos e compartilharmos o que aprendemos, entre todos.

• Open data philosophy: Stagnant information in the drawer has no value. It has value if we disclose the information, nourish it , improve it and share what we learn, among all.

• Leis de privacidade: Dependendo do país e da região, existem várias leis que permitem ou não partilhar certas informações pessoais. Neste caso, se o destino desenvolver um formulário partilhado por todas as empresas e seus agentes, com uma cláusula de privacidade e de uso assinada, vai permitir ao destino poder fazer o tratamento legal dos dados.

• Privacy Laws: Depending on the country and region, there are several laws that allow, or not, to share certain personal information. In this case, if the destination develops a shared form to be used by all companies and their agents, with a privacy and use signed clause, will allow the destination to make a legal treatment of the data.

• As receitas políticas a curto prazo: Em muitos casos, o curto prazo dos governos leva a decisões de marketing do destino tomadas com base em resultados esperados a curto prazo. Ainda que os resultados de CRM Social existam a curto prazo, são especialmente valiosos como inteligência do cliente e fidelização a médio e longo prazo. É uma questão de foco, dedicarmo-nos a dar um golpe certeiro ou dedicarmo-nos a construir uma fonte estável e crescente de turistas na cidade, embora demore algum tempo...

• Short-term policy prescriptions: In many cases, the governments’ short-termism leads to destination marketing decisions based on short-term expected results. Although the Social CRM results exist in the short term, they are especially valuable as customer intelligence and loyalty in the medium and long term. It is a matter of focus, to dedicate ourselves to give a sharp blow or dedicate ourselves on building a stable and growing source of tourists in the city, eventhough it may take some time...

• Baixa compreensão das possibilidades: O CRM social às vezes parece uma designação estranha, um termo de Marte quando o contexto tradicional é convidar jornalistas, aparecer em revistas e jornais e fazer alguns eventos publicitários. Para entender o CRM Social no destino, primeiro devemos entender os passos acima, e o que gerou estes mesmos passos o que, por vezes, envolve uma necessária alteração de “chip”, nem sempre fácil de quebrar, mas que no final, tem sempre benefícios óbvios.

• Low understanding of the possibilities: Social CRM sometimes seems a strange designation, a term from Mars when the traditional context is to invite journalists, appear in magazines and newspapers and make some publicity events. To understand Social CRM at the destination, we must first understand the steps above, and what generated those same steps, which sometimes involves a necessary “chip” change, not always easy to break, but in the end, always with obvious benefits.

Pense que, quando o trator foi inventado e depois de um curto período de aprendizagem, o agricultor já não se esforça de igual forma ao trabalhar no campo, e de repente, todos TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

Think that when the tractor was invented, and after a brief learning period, the farmer no longer strives equally to work in the field, and suddenly, everybody prefer to go comfortably


TENDÊNCIAS | TRENDS 85

preferem ir confortavelmente no seu trator clicando nos botões, ao invés de ficar completamente esgotado, com uma produção mais deficitária, demorando o mesmo tempo.

on their tractor, clicking the buttons, instead of being completely exhausted with a more deficient production, using the same time.

Esta é a mesma história. Aconteça o que acontecer, o destino irá comunicar pessoal e eficazmente com os turistas; aconteça o que acontecer, a base de pesquisa e comunicação com o cliente vai realizar-se... porquê continuarmos a esgotarmo-nos desnecessariamente todos os dias?

This is the same story. Whatever happens, the destination will communicate effectively and personally with tourists, no matter what happens, the research and communication base with the customer will take place... why do we keep getting exhausted unnecessarily every day?

BENEFÍCIO DO CRM SOCIAL PARA UM DESTINO TURÍSTICO

BENEFITS OF SOCIAL CRM FOR A TOURIST DESTINATION

Após vários anos de pesquisa e testes aos múltiplos aspetos do CRM Social num destino turístico, de ter desenvolvido e programado vários softwares e desenhado sistemas de informação para destinos, partilho em seguida os principais benefícios desta filosofia e ferramentas para o seu destino:

After several years of research and testing of multiple aspects of Social CRM on a tourist destination, of having developed and programmed various software and designed information systems for destinations, I now share the main benefits of this philosophy and tools for your destination:

• O destino torna-se social: Já não comunica de forma unidirecional num anúncio de imprensa, mas “conversa” semi-automaticamente com qualquer pessoa relacionada com o destino ou que já comentou algum aspeto na internet ou redes sociais.

• The destination becomes social: no longer communicates unidirectionally in a press announcement, but “talks” semi-automatically with anyone related to the destination or that already commented some aspect of it on the internet or social networks.

• O destino tem um cérebro: Um centro de operações capaz de capturar informações de forma ordenada e micro segmentar em listas estratégicas, em mensagens automáticas ou ações concretas para cada uma das listas. É o lugar onde eles se encontram, e onde se cruzam os diversos indicadores, que gera inteligência competitiva real e, mais importante, permitem que o destino realmente “aprenda” e tome decisões cada vez mais inteligentes.

• The destination has a brain: An operations center capable of capturing information in an ordered way and micro-segmenting it in strategic lists, in automatic messages or specific actions for each list. It is the place where they are located, and where the several indicators that generate real competitive intelligence intersect and, most importantly, allow the destination to really “learn” and take more and more intelligent decisions.

• Inteligência competitiva da equação de valor do turista: Podemos examinar os aspetos que alteraram a equação de valor dos nossos turistas, como mudou a reputação de aspetos que já foram bastante valorizados, como: de que forma a segurança do destino se faz notar, como se perceciona a inclusão de um novo parque, museu ou iniciativa turística? Entendemos melhor que os nossos destinos concorrentes a razão de um turista nos visitar, e sabemos o que precisamos melhorar para fazer com que ele nos visite.

• Competitive Intelligence of the tourist value equation: We can examine the issues that changed the value equation of our tourists, how it has changed the reputation of aspects that already have been highly valued, such as: how do we perceive the security of the destination, how is the inclusion of a new park, museum or tourist initiative perceived? We understand better than our competitor destinations, the reason for a tourist to visit, and we know what we need to improve to attract him.

• Agilidade no equilíbrio entre a oferta e procura: Se estivermos atentos às mudanças na perceção dos turistas, podemos estabelecer mecanismos eficazes de oferta do destino ou comunicar os seus valores, de acordo com as últimas tendências e fatores chave identificados. Os destinos turísticos tornam-se mais ágeis na resposta às novas exigências, por isso, serão sempre mais competitivos.

• Agility in the balance between supply and demand: If we are aware of the changes in tourists perceptions, we can establish effective mechanisms for the destination offer or communicate their values, according to the latest trends and key factors identified. Tourist destinations become more agile in responding to new demands, therefore, being always more competitive.

• Multiplicação de informações valiosas para a tomada de decisão: A decisão de criar um centro de congressos

• Multiplication of valuable information for decisionmaking: The decision to create or not a congress center,

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


86 TENDÊNCIAS | TRENDS

ou não, agora pode contar com centenas de indicadores relacionados, muitos mais do que há 20 anos, pelo que o uso do CRM Social de forma bem estruturada e capturando informações corretamente, multiplica o conhecimento disponível para a tomada de decisão, de modo que a nossa decisão tenha sempre maior critério e seja mais inteligente.

now may count with hundreds of related indicators, many more than those available 20 years ago, so the use of well structured social CRM, capturing information correctly, multiplies the knowledge available for decision making, so that our decision has always a greater criteria, thus, being smarter.

Como pode perceber, é tudo uma mudança de paradigma na gestão dos destinos, e quanto mais se analisa, mais razões se encontram para que seja implementado, especialmente quando combinado com outras informações como mapas de calor, mapas de mobilidade dos turistas ou pesquisas em muitos pontos públicos e privados.

As you can see, this is a paradigm shift in the destinations’ management, and the more we analyse it, the more reasons we find to implement it, especially when combined with other information such as heat maps, tourists mobility maps or research in many public and private points.

NA MINHA OPINIÃO, ESTA É A ABORDAGEM ESTRATÉGICA A SEGUIR, E O TIPO DE FERRAMENTA A UTILIZAR NUM DESTINO COMPETITIVO DE HOJE, PORQUE FUNCIONA, OTIMIZA E, CERTAMENTE, AJUDA A AUMENTAR A COMPETITIVIDADE.

IN MY OPINION, THIS IS THE STRATEGIC APPROACH TO FOLLOW, AND THE TYPE OF TOOL TO BE USED IN TODAY’S COMPETITIVE DESTINATIONS, BECAUSE IT WORKS, OPTIMIZES AND CERTAINLY HELPS TO INCREASE COMPETITIVENESS.

Embora os primeiros agricultores que viram um trator tenham pensado que se tratava de um OVNI, certamente, hoje nenhum se arrepende de ter aprendido a usá-lo. •

Although the first farmers that saw a tractor thought that it was a UFO, certainly, today they have no regrets on having learned how to use it. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT 87

WHATT

DA CRISE AO SUCESSO: UMA AGENDA PARA A AÇÃO FROM CRISIS TO SUCCESS: AN AGENDA FOR ACTION

QUESTÃO ESTRATÉGICA STRATEGIC QUESTION

O contexto de crise económica afetou a imagem de Portugal como destino turístico? Quais foram as respostas e lições a retirar? Did the context of economic crisis affect the image of Portugal as a tourist destination? What were the answers and lessons learned? TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


88 CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT

O IPDT FOI RESPONSÁVEL PELA PRODUÇÃO DO VOL. 6, Nº 5 - 2014 DA REVISTA WORLDWIDE HOSPITALITY AND TOURISM THEMES, UMA EDIÇÃO ESPECIAL DEDICADA À ANÁLISE DOS IMPACTOS DA CRISE ECONÓMICA NA IMAGEM DO DESTINO PORTUGAL. Este número especial é composto por três artigos de enquadramento resultantes da investigação do IPDT e por artigos de Adolfo Mesquita Nunes, Secretário de Estado do Turismo, Vítor Fraga, Secretário Regional de Turismo e Transportes dos Açores, de representantes das principais entidades e associações do setor, designadamente TAP, AHP, AHRESP, Travelport e de Sérgio Palma Brito, conceituado analista do turismo. As principais conclusões deste trabalho serviram de base a um debate e benchmarking internacional, no FIT’15 - Fórum Internacional de Turismo.

IPDT WAS RESPONSIBLE FOR THE DEVELOPMENT OF THE VOL. 6, NR. 5 2014 OF THE WORLDWIDE HOSPITALITY AND TOURISM THEMES JOURNAL, A SPECIAL EDITION DEDICATED TO THE ANALYSIS OF THE IMPACTS OF THE ECONOMIC CRISIS ON THE IMAGE OF PORTUGAL AS A TOURIST DESTINATION. This special issue features three contextual articles, resulting from IPDT’s research and also articles by Adolfo Mesquita Nunes, Secretary of State for Tourism, Victor Fraga, Azores Regional Secretary for Tourism and Transportation, of representatives of the main bodies and industry associations such as TAP, AHP, AHRESP, Travelport and Sérgio Palma Brito, renowned tourism analyst. The main conclusions of this issue formed the basis for the debate and international benchmarking of FIT’15 - International Tourism Forum.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT 89

O CONTEXTO

THE CONTEXT

Embora seja difícil precisar o início da crise em Portugal, podemos dizer que terá começado em 2010, como consequência da crise internacional de 2007 e 2008, mantendo-se até 2013, no seio da crise da dívida soberana dos países Europeus, que afetou sobretudo o sul da Europa e a Irlanda. Este contexto de crise teve impactos muito significativos em Portugal, que culminaram com a assinatura do Memorando de Entendimento com a Troika.

While it is difficult to identify the beginning of the crisis in Portugal, we can say that it started in 2010, as a result of the international crisis of 2007 and 2008, remaining until 2013, within the sovereign debt crisis of European countries, which mainly affected southern Europe and Ireland. This context of crisis had very significant impact in Portugal, which led to the signing of the Memorandum of Understanding with Troika.

Sucederam-se largos meses de austeridade, programas de reestruturação, com cortes nas pensões, saúde, educação e muitos outros setores.

Months of austerity, restructuring programs, with cuts in pensions, health, education and many other sectors have followed.

Ainda assim, não obstante um cenário de dívida pública, desemprego e impostos elevados, a indústria do turismo revelou uma resiliência e performance inesperadas, crescendo numa tendência inversa à maioria dos outros setores da economia.

Still, despite a public debt scenario, unemployment and high taxes, the tourism industry revealed an unexpected resilience and performance, growing in a reverse trend to most of the other economic sectors.

VISÃO GLOBAL

OVERVIEW

Para dar resposta à questão estratégica, a publicação inicia com três artigos de enquadramento resultantes da investigação do IPDT, designadamente uma análise à imagem de Portugal enquanto destino turístico numa perspetiva internacional, um estudo comparativo do perfil dos turistas que visitam o Porto e Norte de Portugal, e um estudo comparativo das Intenções de Férias dos Residentes em Portugal, com dados recolhidos entre 2011 e 2013.

To answer the strategic question, the publication starts with three contextual articles, resulting from the research by IPDT, on the analysis of the image of Portugal as a tourist destination in an international perspective, a comparative study of the profile of tourists who visited Porto and North of Portugal and a comparative study of Portuguese Residents’ Holiday Intentions, with data collected between 2011 and 2013.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


90 CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT

01.

A IMAGEM DE PORTUGAL ENQUANTO DESTINO TURÍSTICO UMA PERSPETIVA INTERNACIONAL

THE IMAGE OF PORTUGAL AS A TOURIST DESTINATION AN INTERNATIONAL PERSPECTIVE

Com o apoio da secretaria de membros afiliados da Organização Mundial do Turismo, o IPDT conduziu um estudo junto dos mais de 400 membros desta comunidade, obtendo taxas de resposta anuais na ordem dos 30%.

With the support of the Secretary of Affiliated Members of the World Tourism Organization, IPDT conducted a study with more than 400 members of UNWTO, obtaining annual response rates of around 30%.

Os resultados desses estudos (realizados em 2011, 2012 e 2013) foram analisados e discutidos de forma a tentar compreender de que modo a crise teria afetado a imagem de Portugal enquanto destino turístico.

The results of these studies (conducted in 2011, 2012 and 2013) were analyzed and discussed in order to understand how the crisis would have affected the image of Portugal as a tourist destination.

As principais conclusões deste artigo indicam que a crise não afetou a imagem de Portugal como destino turístico. No entanto, é possível compreender que existe uma mudança de paradigma quanto à perceção internacional da nossa oferta turística. Portugal já não é apenas visto como um destino de sol e praia. Existem hoje outros atributos cuja qualidade é cada vez mais apreciada pelos visitantes, designadamente os vinhos, os city-breaks e a relação qualidade-preço da nossa oferta turística. Estes resultados conduzem a uma reflexão acerca da necessidade de reposicionar o destino, a fim de corresponder aos gostos e prioridades da atual procura internacional.

The main conclusions of this article indicate that the crisis has not affected the image of Portugal, as a tourist destination. However, it is possible to understand that there is a paradigm shift regarding the international perception of our tourism offer. Portugal is no longer just seen as a sun and sea destination. There are now other attributes of our tourism offer which quality is increasingly appreciated by visitors, especially wines, city-breaks and value-for-money. These results lead to a reflection about the need to reposition the destination, in order to match the tastes and priorities of the current international demand.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT 91

02.

PERFIL DOS TURISTAS QUE VISITAM O PORTO E NORTE DE PORTUGAL PROFILE OF TOURISTS WHO VISIT PORTO AND NORTH OF PORTUGAL

Estão em constante mudança os traços que caraterizam o turista atual e do futuro, que sente uma necessidade absoluta de informação para orientar as suas escolhas em função da qualidade, experimentação, vontade de fazer férias ativas e de se deslocar preferencialmente para locais com produtos turísticos diversificados e complementares. Nesta perspetiva, conhecer o destino é obrigatório para o desenvolvimento de uma estratégia de promoção turística eficaz, que se consiga traduzir no número de turistas que efetivamente visitam o destino.

The traits that characterize the current and future tourist are constantly changing. They feel an absolute need for information to guide their choices based on quality, experimentation, willingness to take active holidays and preferably going to places with diversified and complementary tourism products. In this perspective, knowing the destination is required for the development of an effective tourism promotion strategy, which can bring more tourists to visit the destination.

Foi nesta perspetiva que o IPDT, em parceria com o Turismo do Porto e Norte de Portugal e o Aeroporto do Porto, traçaram o perfil do turista que visita a região, visando um maior conhecimento do turismo e a produção de informação para a tomada de decisão das entidades publicas e privadas. Atualmente, a base de dados do estudo é já superior a dez mil inquéritos recolhidos ao longo de seis anos.

It was in this perspective that IPDT, in a partnership with Tourism of Porto and North of Portugal and Porto Airport, traced the profile of the tourists who visit the region, aiming to increase the knowledge of tourism and the production of information for decision making of public and private entities. Currently, the study database contains more than ten thousand questionnaires, collected over a period of six years.

As principais conclusões do estudo apontam para três questões centrais:

The main conclusions of the study point to three key issues:

A. O turismo na região do Porto e Norte de Portugal veio transformar a face e as dinâmicas da mesma, sendo que o Aeroporto do Porto respondeu por um contributo muito significativo para o sucesso alcançado e o desenvolvimento da cidade e da região.

A. Tourism in Porto and North of Portugal has transformed the face and the dynamics of the region, and Porto Airport accounted for a very significant contribution to the success and development of the city and the region.

B. É essencial conhecer profundamente os visitantes de um destino turístico, a fim de adequar a oferta às necessidades e expetativas dos turistas. Um cliente satisfeito frequentemente regressa, é leal ao destino e é mais tolerante a variações de preços.

B. It is essential to know in depth the visitors of a tourist destination, in order to match the offer to the needs and expectations of tourists. A satisfied customer often returns, is loyal to the destination and more positive to price changes.

C. Assim se explica muito do sucesso e crescimento do turismo

C. This explains much of the success and growth of tourism in

na cidade do Porto e região do Norte de Portugal. Mesmo em tempos de crise económica e instabilidade social, os operadores e os decisores não devem restringir a inovação e a criatividade, enquanto ferramentas fundamentais para um destino de sucesso.

the city of Porto and in the North region of Portugal. Even in times of economic crisis and social instability, operators and decision-makers should not restrict innovation and creativity as key tools for a successful destination.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


92 CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT

03.

INTENÇÕES DE FÉRIAS DOS PORTUGUESES 2010 - 2014

PORTUGUESE HOLIDAY INTENTIONS 2010 - 2014

O objetivo deste estudo foi compreender se o contexto de crise económica teria afetado as intenções de férias dos portugueses. O estudo foi conduzido entre 2010 e 2014, com a aplicação de 500 inquéritos em cada ano.

The purpose of this study was to understand whether the economic crisis affected the holiday intentions of portuguese residents. The study was conducted between 2010 and 2014, with the application of 500 questionnaires in each year.

A análise comparativa do estudo evidencia que as questões monetárias e financeiras são o principal motivo que leva os portugueses a não fazer férias ou a optar por destinos nacionais e meios de alojamento não classificados. No entanto, e apesar dos constrangimentos financeiros, o português continua a fazer férias e revela preferência pelo seu próprio país.

The comparative analysis of the study shows that monetary and financial issues are the main reason for the portuguese not to go on holidays or to prefer domestic destinations and not registered accommodation. However, and despite financial constraints, the portuguese still travel and show preference for their own country.

Este facto conduz a uma reflexão acerca da forma de encarar o turista português e o mercado nacional em Portugal. Mais do que um mercado de recurso, deve ser considerado estratégico e visto como mercado principal, na perspetiva do desenvolvimento de uma cultura de turismo que permita aos portugueses apresentarem aos turistas o que de melhor o seu país tem.

This fact leads to a reflection on the role of the domestic tourist and how to face this market in Portugal. More than a resource market, it should be considered strategic and seen as the main market, from the perspective of developing a tourism culture that allows portuguese to promote the country’s main attributes to the tourists.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT 93

ADOLFO MESQUITA NUNES Secretary of State for Tourism

Não há dúvida de que a crise económica teve efeitos graves em todos os setores da economia portuguesa, forçando as empresas a tornarem-se mais fortes e melhores do que nunca. O turismo tem dado sinais da sua resiliência e do seu potencial como um dos principais setores da economia. Estou ciente de que muitas empresas ainda enfrentam dificuldades e que há alguns problemas que o setor precisa de resolver, mas estou certo de que as entidades públicas e privadas estão a trabalhar para recuperar o potencial do turismo. There is no doubt that the economic crisis has had severe effects in every sector of the portuguese economy, forcing companies to become stronger and better than ever before. Tourism has been showing signs of its resilience and future potential as might be expected by one of the main sectors of the portuguese economy. I am aware that many companies are still facing difficulties and that there are some issues that the sector has yet to solve, but I am sure that both public and private entities are working towards realizing Portugal’s full potential for tourism.

VÍTOR FRAGA Azores Regional Secretary for Tourism and Transportation

É fundamental a existência de um consenso geral para combinar interesses institucionais e privados e disponibilidade para a participação no processo de organização e promoção do destino. É importante que exista um acordo entre todos aqueles a quem dizem respeito as políticas e estratégias de turismo, a fim de ter um processo participativo e partilhado. A general consensus is fundamental to yielding the maximum benefit from institutional and private interests as well as participation in the process of organizing and promoting the destination. The aim is to highlight the importance of the agreement between all parties with an interest in tourism policies and strategies, so that we may have a shared and participative process.

ANDRÉ DE SERPA SOARES TAP

Portugal soube explorar a atenção dos media internacionais em torno da crise económica, transformando esta exposição potencialmente nefasta, numa vantagem para a imagem do país enquanto destino turístico… A inteligência de mercado tem de ser desenvolvida e precisamos de saber quem, quando, como, onde e por que os consumidores viajam. Precisamos também de saber o que os motiva para que possamos responder de forma adequada. Isto, mais do que qualquer crise, vai determinar o sucesso ou o fracasso dos nossos destinos turísticos e as perspetivas de todos os envolvidos. Portugal has known how to exploit the international media attention surrounding the economic crisis, turning this potentially negative exposure, into an advantage for the country’s image as a tourist destination… Market intelligence needs to be developed and we need to know who, when, how, where and why consumers travel. We also need to know what motivates them so that we can respond in an appropriate way. This, more than any crisis, will determine the success or failure of our tourist destinations and the prospects for everyone involved.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


94 CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT

LUÍS VEIGA AHP

O facto de a recessão económica não ter afetado a imagem de Portugal enquanto destino turístico é motivo para otimismo futuro, embora algumas questões fundamentais precisem de ser resolvidas. Entre estas incluem-se: reforma do setor público, reestruturação das entidades regionais de turismo, re-enfoque no marketing digital/trade marketing e forte presença em workshops (públicos e privados) pelo mundo. Os avanços nessas áreas devem ser acoplados de uma melhor capacidade de resposta por parte das grandes empresas hoteleiras, no sentido das expetativas dos clientes, e de uma melhor gestão das ferramentas necessárias nestas novas, e em constante mudança, condições económicas. The fact that the economic recession did not affect the image of Portugal as a tourist destination there is cause for future optimism, though some key issues need to be solved. They include: public sector reform, restructuring of regional tourism entities, re-focusing on digital marketing/trade and a strong presence in workshops (public and private) around the world. Advances in these areas must be coupled with enhanced responsiveness to customer expectations by large hotel companies by better management of the tools needed in these new and ever changing economic conditions.

JOSÉ MANUEL ESTEVES AHRESP

Vamos continuar a defender uma redução da carga fiscal, citando a perda de empregos e de negócios que daí decorreram. Como muitas das empresas mais vulneráveis já fecharam, aqueles que permanecem estão a reforçar a sua capacidade para suportar a volatilidade do mercado, e ajustar o perfil da sua oferta. Neste contexto, estamos perante o surgimento de novas empresas, com uma oferta de produtos não-tradicionais e, por isso, é tempo de re-investir no turismo. We shall continue to advocate for a reduction in the tax burden, citing the evidence of business and job losses that have occurred. As many of the most vulnerable companies have already closed, those that remain are strengthening their capacity to withstand market volatility, and are adjusting their profile offer. In this context, we are witnessing the emergence of new companies, with a non-traditional product offering and so it is time now to re-invest in tourism.

ANTÓNIO LOUREIRO Travelport Portugal

Portugal deve manter uma estratégia que assegure atratividade e uma reputação de qualidade para o destino, além de comunicar continuamente uma imagem positiva para alcançar segmentos de mercado que geram mais valor para o destino Portugal. Isso vai ajudar a melhorar a rentabilidade global e evitar a massificação que pode causar problemas de sustentabilidade, afetando, assim a imagem que foi tão difícil de construir. Portugal must proceed with a strategy that ensures attractiveness and a quality for the destination. In addition to maintaining momentum in terms of attracting tourists, one challenge remains: continuously communicating a positive image to reach market segments that generate more value for destination Portugal. This will help to improve overall profitability and avoiding the massification that can cause sustainability problems, thus affecting the image that was so hard to build over the years.

SÉRGIO PALMA BRITO Tourism analyst and blogger

Durante o período 2009/2013, a procura pela oferta de turismo de Portugal não é afetada pela crise e, a haver dano na imagem de marca do destino Portugal, as suas consequências não são dramáticas. During the period 2009/2013 the demand for tourism in Portugal was not affected by the crisis and, if any damage has been done to the international brand image of destination Portugal, its consequences are not dramatic.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT 95

FIT’15 X FÓRUM INTERNACIONAL DE TURISMO X INTERNATIONAL TOURISM FORUM

O IMPACTO DA CRISE ECONÓMICA NA IMAGEM DOS DESTINOS FOI O TEMA CENTRAL DE DISCUSSÃO DO FIT’15 - X FÓRUM INTERNACIONAL DE TURISMO. THE IMPACT OF THE ECONOMIC CRISIS ON THE IMAGE OF DESTINATIONS WAS THE MAIN TOPIC OF DISCUSSION OF FIT’15 - X INTERNATIONAL TOURISM FORUM.

O evento contou com representantes da AHP, AHRESP, APAVT, Associação Nacional de Turismo e Turismo de Portugal, que concluíram que a imagem do turismo nacional não foi afetada pela crise mas, apesar dos bons resultados que o setor tem registado, o caminho a percorrer é longo. A crise provou a resistência do setor do turismo português e ensinou-o a inovar, criando novos produtos e tirando partido das mais recentes tecnologias.

The event was attended by representatives of AHP, AHRESP, APAVT, National Tourism Association and Tourism of Portugal. They concluded that the national tourism image was not affected by the crisis but, despite these good results, there is a long way to go. The crisis has proven the portuguese tourism sector’s resilience and taught it how to innovate, by creating new products and taking advantage of the latest technologies.

As conclusões do encontro indicam ainda que os bons resultados do turismo português podem melhorar e que o país está no bom caminho para captar turistas vindos de mercados asiáticos, como a China. Na Grécia, país a braços com uma grave crise económica que, tal como Portugal, teve de recorrer à ajuda externa, a Confederação do Turismo Grego está a traduzir o website de promoção para mandarim. Já Portugal optou por investir na imagem de Cristiano Ronaldo e instalou agentes turísticos na China.

The conclusions of the forum also indicate that the good results of portuguese tourism can improve and that the country is on track to attract tourists from asian markets, such as China. In Greece, a country grappling with a severe economic crisis that also had to request external assistance, the Greek Tourism Confederation is also targeting chinese tourists and is now translating its promotional website into mandarin. Portugal decided to invest in the image of Cristiano Ronaldo and set up tour agents in China.

A falta de informação estatística sobre o turismo em Portugal é outra das preocupações que está na agenda do executivo, sendo que a Conta Satélite do Turismo e os inquéritos de fronteira vão ser reativados pelo Turismo de Portugal ainda este ano.

The lack of tourism statistical information in Portugal is another concern on the agenda of the executive, with the Tourism Satellite Account and foreign arrivals surveys to be reactivated by Turismo de Portugal this year.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


96 CADERNO ESPECIAL WHATT | WHATT SPECIAL REPORT

AGENDA PARA A AÇÃO AGENDA FOR ACTION O caminho é longo, mas os resultados são animadores. O sucesso é construído com visão e ação, levando em consideração o que torna um destino único e difícil de imitar. Com base neste elemento de singularidade os resultados da publicação internacional WHATT e do FIT’15 apontam a seguinte agenda para a ação: The road is long, but the results are encouraging. Success is built with vision and action, taking into consideration what is need to create a unique destination difficult to imitate. Based on this element of uniqueness, the results from the international publication WHATT and FIT’15 point to the following agenda for action:

1. POSICIONAR A INDÚSTRIA DO TURISMO COMO SETOR ESTRATÉGICO NA POLÍTICA ECONÓMICA DO PAÍS

1. POSITION THE TOURISM INDUSTRY AS A KEY STRATEGIC SECTOR IN THE COUNTRY’S ECONOMIC POLICY

2. CRIAR UM CLIMA DE COOPERAÇÃO ENTRE DECISORES PÚBLICOS E PRIVADOS DO DESTINO

2. CREATE AN ATMOSPHERE OF COOPERATION AMONGST PUBLIC AND PRIVATE DECISION MAKERS AT THE DESTINATION

3. DEFINIR UMA VISÃO DE QUALIDADE PARA O DESTINO, BASEADA NUMA CULTURA DE INOVAÇÃO E CONHECIMENTO DE MERCADO QUE SEJA PARTILHADA POR TODOS OS STAKEHOLDERS

3. DEFINE A DESTINATION’S VISION FOR QUALITY OF SERVICE BASED ON A CULTURE OF INNOVATION AND KNOWLEDGE OF THE MARKET (SHARED BY ALL STAKEHOLDERS)

4. ALINHAR A OFERTA DO DESTINO ÀS NECESSIDADES E COMPORTAMENTOS, SEMPRE EM MUDANÇA, DOS TURISTAS

4. ALIGN THE DESTINATION’S OFFER TO THE CHANGING NEEDS AND TRAVEL BEHAVIOR OF TOURISTS

5. APOSTAR NO SERVIÇO, QUALIDADE E INOVAÇÃO (E NÃO NO PREÇO) PARA MANTER A COMPETITIVIDADE

5. FOCUS ON SERVICE, QUALITY AND INNOVATION (AS OPPOSED TO PRICE) IN ORDER TO MAINTAIN COMPETITIVENESS

6. OFERECER SERVIÇOS ÚNICOS E PRODUTOS QUE GARANTAM O INTERESSE INTERNACIONAL E A CURIOSIDADE, AUMENTANDO A ATRATIVIDADE DO DESTINO

6. IMPROVE THE DESTINATION’S ATTRACTIVENESS BY CREATING AND OFFERING UNIQUE SERVICES AND PRODUCTS TO GUARANTEE INTERNATIONAL INTEREST AND CURIOSITY

7. ENVOLVER A SOCIEDADE NO DESENVOLVIMENTO DA OFERTA TURÍSTICA PARA GARANTIR O SEU APOIO E PARTICIPAÇÃO NA EXPERIÊNCIA TURÍSTICA

7. INVOLVE SOCIETY IN THE DEFINITION AND DEVELOPMENT OF THE TOURIST OFFER TO GUARANTEE ITS SUPPORT AND PARTICIPATION IN THE TOURIST EXPERIENCE

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 97

O MERCADO DE ALOJAMENTO NO TURISMO JOVEM THE YOUTH TRAVEL ACCOMMODATION MARKET WYSE World Youth Student and Educational Travel Confederation

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


98 TENDÊNCIAS | TRENDS

O ALOJAMENTO NO TURISMO JOVEM É DETERMINANTE À MEDIDA QUE CRESCE A PROCURA POR ALOJAMENTO DE BAIXO CUSTO NÃO CONVENCIONAL E OS INVESTIDORES PROCURAM APROVEITAR O VALOR QUE O MERCADO DE VIAGENS DE ESTUDANTES E JOVENS TEM PARA OFERECER. HOSTELS DE LISBOA SÃO RECONHECIDOS COMO ALGUNS DOS MELHORES DO MUNDO E HÁ RAZÕES PARA ACREDITAR QUE PORTUGAL PODE ESPERAR QUE O MERCADO FLORESÇA AINDA MAIS.

YOUTH TRAVEL ACCOMMODATION IS HOT AS DEMAND FOR UNCONVENTIONAL LOW-COST ACCOMMODATION GROWS AND INVESTORS ARE ACTING TO HARNESS THE VALUE THAT THE YOUTH AND STUDENT TRAVEL MARKET HAS TO OFFER. HOSTELS IN LISBON HAVE BEEN RECOGNISED AS SOME OF THE BEST IN THE WORLD AND THERE IS REASON TO BELIEVE THAT PORTUGAL CAN EXPECT THE MARKET TO FLOURISH FURTHER.

O turismo jovem é um importante setor em crescimento nesta indústria a nível internacional. Ao longo da última década, a World Youth Student Educational Travel Confederation (WYSE) tem conduzido estudos sobre os mercados de turismo jovem e de estudantes, que se estima ter representado 217 milhões de chegadas em 2013, devendo este número chegar aos 300 milhões de chegadas em 2020. Este é, também, um mercado significativo em termos de gastos, tendo representado 232 mil milhões de dólares em 2013, esperando-se que atinja os 336 mil milhões em 2020.

Youth travel is a major growth within global travel. Over the past decade, the World Youth Student Educational Travel Confederation (WYSE) has conducted research on the global youth and student travel market, which was estimated to account for 217 million arrivals in 2013 and is forecast to rise to 300 million arrivals by 2020. This market is also significant in terms of expenditure, which was estimated to be USD 232 billion in 2013 and is forecast to rise to USD 336 billion in 2020.

“O crescimento do mercado do turismo jovem teve um grande impacto no alojamento”, disse David Chapman, diretor-geral da WYSE Travel Confederation. “Existe confiança no futuro do setor do alojamento para jovens, o que atrai investidores; trata-se de um setor comprovadamente dinâmico, com mercados e produtos diversificados”, diz Chapman.

“The growth of the youth travel market has had a major impact on travel accommodation,” said David Chapman, Director General of WYSE Travel Confederation. “Confidence in the future of the youth accommodation sector is strong and attracting investors; it has proven to be a buoyant sector with diversifying markets and products,” said Chapman.

“Poshtels” são estabelecimentos hostel-hotel híbridos que oferecem alojamento elegante e sensível aos custos, sendo projetados tendo em conta os elementos sociais dos hostels tradicionais e o conforto e conveniência dos hotéis. Este tipo

“Poshtels,” hybrid hostel-hotel establishments offering stylish and cost-conscious accommodation designed with the social elements of traditional hostels and the comforts and conveniences of hotels, are cropping up and attracting

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 99

de alojamento está em expansão, atraindo turistas jovens e de negócios. Estão a ser desenvolvidos outros conceitos inovadores de alojamento barato, tendo em vista grupos e até mesmo famílias.

young independents and business travellers alike. Other innovative budget accommodation concepts are being designed with travelling groups and even families in mind.

Além disso, o setor do alojamento para o turismo jovem está cada vez mais profissionalizado por líderes da indústria e associações comerciais, tais como a STAY (Safe Travel Accommodation for Youth) WYSE, que tem como objetivo promover alojamento seguro e acessível para jovens viajantes. Todos os anos, a indústria do setor reconhece hostels e outros fornecedores de alojamento de turismo jovem, premiando iniciativas únicas, serviço de excelência e liderança. Vale a pena lembrar que vários hostels, localizados em Lisboa e no Porto, têm sido reconhecidos pela indústria ao longo dos últimos anos.

Furthermore, the youth travel accommodation sector is becoming increasingly professionalised by industry leaders and trade associations, such as STAY (Safe Travel Accommodation for Youth) WYSE, which aim to develop safe and affordable accommodation for young travellers. Each year, the industry recognises hostels and other youth travel accommodation providers in the sector for unique initiatives, outstanding service and leadership. It is noteworthy that a number of hostels located in Lisbon and Porto have been recognised by the industry over the last several years.

HÓSPEDES DO ALOJAMENTO PARA TURISMO JOVEM

YOUTH TRAVEL ACCOMMODATION GUESTS

O estudo New Horizons III da WYSE Travel Confederation (2013), que envolveu 34.000 jovens viajantes mostrou que os hostels são usados por jovens turistas com a mesma frequência com que os hotéis e as reservas via internet são agora responsáveis por cerca de 80% das reservas de alojamento, em comparação com os 63% de 2007. Em contraste, as reservas presenciais nas agências de viagens caíram de 21% para 15% durante o mesmo período. Os sites de intermediários foram responsáveis por um terço de todas as reservas de alojamento, enquanto as reservas diretas com fornecedores de alojamento representaram menos de um quarto.

WYSE Travel Confederation’s New Horizons III survey of 34,000 youth travellers (2013) showed that hostels are used by young travellers just as frequently as hotels and that Internet bookings now account for about 80% of all accommodation bookings, compared with 63% in 2007. In contrast, bookings made face-to-face at a travel agency fell from 21% to 15% during the same period. Third-party websites accounted for a third of all accommodation bookings while direct bookings with accommodation providers accounted for less than a quarter.

Jovens turistas, na casa dos vinte anos, tendem a fazer uso de hostels, reservas online e usar sites de terceiros. Já os mais jovens tendem a usar hotéis, reservando através de agentes de viagens, sendo que preferem agências de viagens especializadas em jovens e estudantes. Os estudantes fazem mais uso de residências e apartamentos de estudantes e optam por agências de viagens especializadas em jovens e estudantes.

Young travellers in their twenties tend to make use of hostels, book online, and use third-party websites. Those younger tend to use hotels, book via a travel agent and make use of specialist youth and student travel agencies. Students make most use of student residences and apartments, and book via specialist youth and student travel agencies.

As motivações de viagem variam de acordo com o tipo de alojamento utilizado. Os hóspedes dos apartamentos tendem a explorar outras culturas e vivenciar o quotidiano, tal como os hóspedes mochileiros que ficam nos hostels. No entanto, para aqueles que usam residências de estudantes, interagir com os residentes e aumentar o conhecimento do destino são motivações extremamente importantes para a viagem.

Travel motivations vary according to the type of accommodation used. Apartment guests tend to be oriented towards exploring other cultures and experiencing everyday life, similar to backpacker hostel guests. For those using student residences, however, interacting with local people and increasing one’s knowledge were extremely important motivations for travel.

Apesar das motivações culturais para viajar, as principais atividades referidas foram compras e frequência de cafés e restaurantes. Uma vontade crescente de viajar, uma maior valorização de outras culturas e um maior interesse em conhecer culturas diferentes são os principais proveitos obtidos com as viagens.

In spite of the cultural motivations for travel, the top activities reported were shopping and sitting in cafes and restaurants. The top benefits gained from travel were reported to be a thirst for more travel, a greater appreciation of other cultures and more interest in learning about other cultures.

O gasto médio em alojamento, por viagem, foi superior a 500 euros ou cerca de 22% do orçamento total da viagem. Com base numa pesquisa anterior feita pela WYSE, trata-se de um

The average spent on accommodation per trip was over EUR 500 or around 22% of the total travel budget. Based on earlier research done by WYSE, this is growth of over

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


100 TENDÊNCIAS | TRENDS

crescimento de mais de 40% quando comparado com o estudo de 2007, um indicador que explica por que motivo houve tanto investimento no setor do alojamento para o turismo jovem.

40% when compared with 2007, a clear indicator as to why there has been so much investment in the youth travel accommodation sector.

OPERADORES DE ALOJAMENTO PARA TURISMO JOVEM

YOUTH TRAVEL ACCOMMODATION OPERATORS

Em 2013, a associação para o setor do alojamento de turismo jovem da Wyse Travel Confederation, STAY WYSE, realizou uma pesquisa com fornecedores de alojamento para turismo jovem, cobrindo cerca de 2.231 estabelecimentos em todo o mundo. Mais de 60% dos entrevistados eram hostels, seguidos de pensões (12%) e unidades de alojamento e pequeno-almoço (11%). A maioria (62%) estava localizada em áreas urbanas.

In 2013, WYSE Travel Confederation’s sector association for youth travel accommodation, STAY WYSE, conducted a survey of youth travel accommodation providers, covering some 2,231 establishments worldwide. Over 60% of the respondents were hostels, followed by guesthouses (12%) and bed and breakfast operations (11%). Most of the establishments (62%) were located in urban areas.

O alojamento do turismo jovem é dominado por viajantes individuais, que ficam quer em dormitórios (29%) quer em quartos particulares (39%). Os grupos representam, em média, 17% dos hóspedes. A faixa etária alvo dos operadores de alojamento de viagem para jovens é a de 25-34 (61%). As residências de estudantes recebem, predominantemente, turistas entre os 19 e os 24 anos, enquanto que as unidades de alojamento e pequeno-almoço se concentram em clientes mais velhos. Os viajantes de negócios representaram mais de 11% dos hóspedes em 2013, um pouco menos do que em 2011. Os hóspedes, geralmente, ficam 2 a 3 dias em instalações de turismo jovem.

The youth travel accommodation guest mix is dominated by individual travellers, either staying in dormitories (29%) or in private rooms (39%). Groups account for 17% of guests on average. The main age group targeted by youth travel accommodation operators is 25-34 (61%). Student residences cater predominantly to 19 to 24 year olds, whereas bed and breakfast operations are more focussed on older clients. Business travellers made up over 11% of guests in 2013, slightly lower than in 2011. Guests generally stay 2 to 3 days in youth travel accommodation.

A taxa média de ocupação-cama em alojamento de turismo jovem foi de 59% em 2013, a mesma que em 2011. As maiores taxas de ocupação foram registadas em unidades de alojamento estudantil e hotéis. Em geral, registou-se pouca variação na taxa de ocupação na época alta. Para muitos operadores de alojamento de turismo jovem, a época de eventos local é também uma importante fonte de negócios, mas, em geral, a ocupação durante a época de eventos é um pouco menor do que durante a época alta.

The average youth travel accommodation bed occupancy rate was 59% in 2013, the same as in 2011. The highest occupancy rates were reported by student accommodation and hotels. In general, there was relatively little variation in peak season occupancy. For many youth travel accommodation operators, the local event season is also an important source of business, but in general, occupancy during event season is slightly lower than during peak season.

A principal fonte de receitas do alojamento de turismo jovem é a venda de camas, que representou mais de três quartos dos proveitos em 2013. A receita média global por cama disponível em 2013 foi de 23,50 euros, quase o mesmo que em 2011. As taxas médias por cama na época alta foram pouco mais de 40 euros, para um quarto individual, e 24 euros, para uma cama de dormitório. As receitas provenientes da alimentação e bebidas tendem a ser mais importantes para os estabelecimentos de áreas rurais ou de praia, do que para os urbanos. A proporção de receitas provenientes de alimentação e bebidas é mais elevada nos hotéis e nos alojamentos de estudantes.

The main source of youth travel accommodation revenue is bed sales, which accounted for over three quarters of revenues in 2013. The global average revenue per available bed in 2013 was EUR 23.50, about the same as in the 2011. The average bed rates in the peak season were just over EUR 40 for a single room and EUR 24 for a dorm bed. Food and beverage revenues tend to be more important for establishments in rural or beach locations than for those in cities. The proportion of revenues from food and beverage are highest for hotels and student accommodation.

O aumento do uso das redes sociais por parte dos consumidores está obrigar os fornecedores de alojamento para turismo jovem a serem mais ativos nestes canais. Cerca de um terço dos operadores de alojamento de viagens para jovens revelaram que são ati-

Increased social media use by consumers is driving more youth travel accommodation suppliers to be active on these channels. Around a third of youth travel accommodation operators indicated that they are active on social media.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 101

vos nas redes sociais. Destes, cerca de 90% usam o Facebook e 43% o Twitter. O recurso às redes sociais é particularmente notório em hostels e alojamento estudantil, sendo os conteúdos publicados nas redes sociais atualizados com mais frequência.

Of these, about 90% use Facebook and 43% use Twitter. Social media use is particularly intensive in hostels and student accommodation, reporting that they update their social media content more frequently.

O FUTURO DO ALOJAMENTO PARA TURISMO JOVEM

THE FUTURE OF YOUTH TRAVEL ACCOMMODATION

O setor do alojamento para turismo jovem tem crescido ao nível da procura e da proliferação de conceitos inovadores e cada vez mais especializados de alojamento que sirvam aos viajantes jovens, bem como turistas mais velhos que sejam “jovens de espírito”. Uma pesquisa da STAY WYSE indicou que os planos de expansão no setor têm sido, em média, em torno de 9% ao ano, nos últimos quatro anos. A maior expansão deverá registar-se na Ásia, Europa Ocidental e América Latina.

The youth travel accommodation sector has grown in terms of demand and proliferation of innovative and increasingly specialised accommodation concepts that cater to young travellers as well as older travellers who are ‘young at heart’. STAY WYSE research has indicated that plans for expansion within the sector have been on average around 9% per annum over the past four years. Most expansion is planned for Asia, Western Europe and Latin America.

A pesquisa da STAY WYSE indica que Portugal é um país que atrai novos negócios no setor do alojamento do turismo jovem. Nos planos de expansão de 2014, Portugal posicionava-se em 11º lugar entre os países-alvo, no entanto, no planeamento para 2015, Portugal subiu para segundo lugar.

STAY WYSE research indicates Portugal as a country attracting new businesses in the youth travel accommodation sector. For 2014 expansion plans, Portugal ranked 11th among the countries targeted, however, for 2015 planning, Portugal has risen to second place.

A NÍVEL DE CIDADES, LISBOA CLASSIFICOU-SE NA OITAVA POSIÇÃO NOS PLANOS DE EXPANSÃO DE 2014, NO ENTANTO, QUER O PORTO QUER LISBOA FIGURAM NO TOP 10 DE PLANOS DE EXPANSÃO PARA 2015, AO NÍVEL DO ALOJAMENTO DE TURISMO JOVEM.

AT CITY LEVEL, LISBON HAD RANKED 8TH FOR 2014 EXPANSION PLANS, HOWEVER, PORTO AND LISBON BOTH APPEAR AS CITIES ON THE TOP TEN LIST OF YOUTH TRAVEL ACCOMMODATION EXPANSION PLANS FOR 2015.

Pieter van der Zeeuw, membro do STAY WYSE e Diretor do Hans Brinker Budget Hotel, em Amesterdão, tem planos para inaugurar uma nova propriedade em Lisboa, na primavera de 2015.

Pieter van der Zeeuw, member of STAY WYSE and Director of Amsterdam’s Hans Brinker Budget Hotel, has plans to open a new property in Lisbon, in spring 2015.

“Lisboa tem hoje muitos hostels chiques, mas o Hans Brinker Lisbon Hostel vai trazer algo de novo, oferecendo alojamento que se adapta a grupos de viajantes, na faixa dos 18 aos 35 anos de idade. Isso é algo que sentia que faltava em Lisboa. Além disso, o número de companhias low-cost que serve Lisboa foi um fator importante na nossa decisão”.

“Lisbon has a lot of very posh hostels now, but the Hans Brinker Lisbon Hostel will bring something new to the mix, offering accommodation that suits groups of travellers in the 18 to 35 year-old range. This is something we felt was missing in Lisbon. Also, the number of low-cost carriers servicing Lisbon was a major factor for us to open there.”

Quando questionado sobre se o Porto faz parte dos planos de negócio futuros, van der Zeeuw revelou que a hipótese já foi considerada, mas também realçou a importância de se trabalhar com um parceiro de negócios local. “Vão sempre existir desafios à inauguração de uma nova propriedade, mas trabalhar com alguém localmente ajuda muito. Atualmente estamos a ter algumas dificuldades em encontrar um imóvel no Porto com o tamanho que pretendemos, por isso vamos ver.” •

When asked if Porto is part of his future business plans, van der Zeeuw noted that it is being considered, but also emphasised the importance of working with a local business partner. “There will always be challenges to opening a new property, but working with someone locally helps a lot. Currently we are finding it difficult to find a property in Porto the size we would like, so we shall see.” •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


104 TENDÊNCIAS | TRENDS

GERAÇÃO DO NOVO MILÉNIO:

OS VIAJANTES DO FUTURO ESTÃO AQUI MILLENNIALS:

THE TRAVELLERS OF TOMORROW ARE ALREADY HERE PETER JORDAN Founder, Gen C Traveller

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

A “GERAÇÃO CONETADA” ESTÁ A MUDAR RAPIDAMENTE AS REGRAS DO JOGO. QUE LIÇÕES PODE O SETOR DO TURISMO RETIRAR PARA ALCANÇAR OS TURISTAS DO NOVO MILÉNIO?

THE ‘CONNECTED GENERATION’ IS QUICKLY CHANGING THE RULES OF THE GAME. WHAT LESSONS CAN THE TOURISM SECTOR LEARN IN REACHING MILLENNIAL TRAVELLERS?

Para uma indústria tão veloz e competitiva como a das viagens e turismo a nível global, faz sentido olhar em frente; procurar oportunidades para lançar novos produtos que apelem a novos grupos de consumidores. A tarefa de projetar experiências empolgantes e significativas para a próxima geração de viajantes globais tornou-se mais urgente, porque essa geração já está aqui.

For an industry that’s as fast-moving and competitive as the global travel and tourism industry, it’s logical to look ahead; to seek opportunities to launch new products that appeal to new groups of consumers. The task of designing exciting, meaningful experiences for the next generation of global travellers just got more urgent, because that generation is already here.

A geração do novo milénio - aqueles que nasceram entre 1980 e 1999 e que entraram na adolescência algures após o ano 2000 (começando assim a tornar-se consumidores livres) - são conhecidos por muitos nomes. Alguns marketers apelidam-nos de “Geração Y” (uma vez que os nossos pais baby boomers do pós-guerra, eram a “Geração X“). Outros chamam-nos geração do “Peter Pan“, porque tentamos ficar jovens para sempre, atrasando

Millennials - those of us born between 1980 and 1999 and who entered their teenage years any time after the year 2000 (and thus started to become independent consumers)are known by lots of names. Some marketers call us “Generation Y” (since our post-war baby boomer parents were “Generation X”). Others call us the “Peter Pan” generation because we try to stay young forever by delaying the typical milestones of adulthood


TENDÊNCIAS | TRENDS 105

os marcos típicos da idade adulta, como casar, comprar casa ou ter filhos. Às vezes, somos chamados de “geração eu” em virtude do nosso egoísmo e desejo de atenção e elogios.

such as getting married, buying a house or having children. Sometimes we are called the ‘me-generation’ because of our perceived selfishness and desire for attention and praise.

Embora seja verdade que os jovens sempre foram encarados pelas gerações mais velhas como sendo “rebeldes” ou “egocêntricos”, esta geração em particular comporta-se de forma bastante diferente quando na sala de aula, no local de trabalho, em casa e, mais importante para nós, na indústria turística.

Although it is true that young people have always been perceived by older generations as being ‘rebellious’ or ‘selfcentred’, this particular generation is behaving quite differently when in the classroom, the workplace, at home and, most importantly for us in the travel industry.

Enfrentar as grandes questões significa compreender a mentalidade da geração do novo milénio.

Tackling the big questions means understanding the Millennial mind-set.

Os jovens que pertencem a esta geração cresceram em tempos turbulentos; tempos que provocaram um medo profundo e um crescente otimismo mas também tiveram uma forte influência na formação dos seus valores e atitudes enquanto consumidores. Compreender a mentalidade da geração do novo milénio nas diferentes partes do mundo (porque, claro, nem todos pensam da mesma forma) é, portanto, essencial, se queremos entender por que razão esta geração consome os produtos que consome; e porque razão estão a alterar as regras do jogo em tantos setores da economia a nível global. Hoje, a indústria global de viagens está a tentar responder a algumas grandes questões: • De onde vem a economia de partilha, e como se encaixa na estrutura tradicional da indústria de viagens? • Como responder eficazmente aos clientes que querem colocar questões 24 horas/dia, 7 dias/semana, a partir de qualquer lugar do mundo? • Como reagir a comentários negativos sobre o serviço nas redes sociais e, mesmo assim, manter os clientes fiéis? • Como competir por clientes jovens que têm tudo, e que pretendem serviços boutique, a preços baixos? Todas estas questões surgem porque são os turistas do novo milénio que o exigem e que estão a alterar a forma tradicional de fazer as coisas.

The young people belonging to this generation have grown up during turbulent times; times which have sparked deep fear and soaring optimism but have also had a strong influence on shaping their values and attitudes as consumers. Understanding the Millennial mind-set in different parts of the world (because of course, not all Millennials think in the same way) is therefore essential if we want to understand why Millennials consume the products they do; and why they are changing the rules of the game in so many different sectors of the global economy. Today, the global travel industry is trying to answer some big questions: • Where did the sharing economy come from, and how does it fit into the traditional structure of the travel industry? • How do you effectively serve customers who want to ask you questions 24/7 from anywhere in the world? • How do you react to negative comments about your service on social media, and still keep customers loyal? • How do you compete for young customers who have it all, and who expect boutique service on a budget? All of these questions have appeared because it’s Millennial travellers who are making these demands and who are disrupting the traditional ways of doing things.

Como turista do novo milénio e como alguém que tem seguido as tendências e políticas a nível global por muitos anos, adquiri uma visão forte sobre a forma como a minha geração está a alterar a indústria global do turismo, bem como o modo inteligente (e não tão inteligente) como os governos e as empresas reagem a essas mudanças. Então, quais são as principais tendências impulsionadas pelos viajantes do novo milénio, e que lições podemos retirar delas?

As a Millennial and as someone who has followed global trends and policy for many years, this has given me a powerful insight into the ways that my generation is changing the global tourism industry, as well as the smart (and not-so-smart) ways in which the governments and businesses are reacting to these changes. So what are the major trends being driven by Millennial travellers, and what lessons can we draw from them?

1. A GERAÇÃO DO NOVO MILÉNIO IMPULSIONA A ECONOMIA DE PARTILHA

1. MILLENNIALS ARE DRIVING THE SHARING ECONOMY

A geração, cujos anos de formação coincidiram com a crise económica mundial, cresceu com atitudes muito diferentes

The generation whose formative years coincided with the global economic crisis has grown up with very different

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


106 TENDÊNCIAS | TRENDS

em relação à compra, arrendamento e partilha. Os baixos salários, o desemprego elevado e a falta de crédito bancário significam que a compra de itens de valor elevado, como carros e imóveis, não está tão acessível a esta geração como era à dos seus pais. Então, qual é a resposta? Não compre, partilhe! O comércio online de artigos em segunda mão tem crescido fortemente desde o surgimento do eBay em 1995 e, agora, o uso generalizado da internet para comparar e comprar produtos e serviços tem dado à economia de partilha um enorme impulso.

attitudes towards buying, renting and sharing. Low pay, high unemployment and the lack of credit from banks means that buying big-priced items such as cars and property aren’t as accessible to Millennials as they were to their parents. So what is the answer? Don’t buy, share! Online trading in second hand items has been alive and strong since eBay started in 1995 and now, the widespread use of the internet to compare and buy products and services has given the sharing economy a massive boost.

Não é novidade que os turistas do novo milénio, quando viajam, preferem conhecer novas pessoas e desfrutar de experiências do que compras materiais. Sites como o Airbnb, HomeAway, EatWith e Dopios fornecem exatamente a solução para isso, permitindo que toda uma geração de turistas se torne compartilhadora e empreendedora, ao mesmo tempo. Este é apenas um dos motivos que prova que a economia de partilha não se relaciona apenas com a poupança de dinheiro. Ela responde a um conjunto específico de necessidades de uma nova geração de consumidores, e veio para ficar. Por isso os governos têm de ser inteligentes na hora de legislar para garantir que os consumidores permanecem seguros. Os compartilhadores podem pagar um imposto razoável sobre o rendimento, e os recursos são utilizados de forma inteligente.

It’s well known that Millennial travellers look to meet new people and enjoy experiences over buying material things when they travel. Sites such as Airbnb, Homeaway, EatWith and Dopios are providing exactly the solution to this, allowing a whole generation of travellers to become sharers and young entrepreneurs at the same time. This is just one reason that proves that the sharing economy is not just about saving money. It answers a specific set of needs for a new generation of consumers, and it is here to stay. Therefore governments will have to legislate in smart ways to ensure that consumers remain safe, sharers can pay a fair amount of tax on their income, and resources are used in an intelligent way.

2. A GERAÇÃO DO NOVO MILÉNIO ADORA VIAGENS DE “NEGÓCIOS E LAZER”

2. MILLENNIALS LOVE “BLEISURE” TRAVEL

Quando viajamos para o estrangeiro por motivo de negócios, é sempre bom ter algum tempo para visitar o destino, não é? Dar um passeio noturno numa antiga cidade Europeia, visitar o famoso restaurante que sempre quisemos experimentar, ou ir ao teatro. Os turistas do novo milénio não vêem esse tipo de atividade como bónus, eles esperam combinar a visita de negócios com tempo de lazer (“bleisure” em inglês). Eles usam aplicações de localização para encontrar amigos (antigos e novos), descobrem as jóias escondidas de uma cidade de negócios, e juntam-se a pessoas semelhantes para festejar como os locais.

When travelling overseas for business, it’s always nice to take some time out to visit the local area, isn’t it? Take an evening stroll around an old European city, visit that famous restaurant you’ve always wanted to try, or go to the theatre. Millennials don’t see this kind of activity as a bonus, they expect to combine their business visit with leisure (“bleisure”) time. They use location-based apps to meet friends (old and new), discover the hidden gems of a business city, and join similar people to party like a local.

Graças ao Wi-Fi, smartphones e tablets, os turistas do novo milénio sentem que precisam, cada vez menos, de estar

Thanks to Wi-Fi, smartphones and tablets, Millennials feel less and less like they need to be tied to an office desk

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


TENDÊNCIAS | TRENDS 107

amarrados à secretária, a fazer o seu trabalho. Além disso, dentro de apenas dez anos esta geração vai representar 75% da força de trabalho global, de modo que serão estas pessoas a tomar as importantes decisões de viagens corporativas. Para captar a sua atenção, os organizadores de eventos e negócios vão contar, cada vez mais, com a criatividade dos profissionais de marketing de lazer a fim de tornar o seu destino num lugar atraente para relaxar e desfrutar de algum tempo de “bleisure”. 3. EM CONTACTO COM AS SUAS COMUNIDADES, ONLINE E OFFLINE

in order to do their job. Besides, in just ten years’ time Millennials will make up 75% of the global workforce so they will be the people making those important corporate travel decisions. To catch their attention, business and event planners will increasingly rely on the creativity of leisure marketers to make their destination an attractive place to kick back and enjoy some “bleisure” time. 3. IN TOUCH WITH THEIR COMMUNITY, ONLINE AND OFFLINE

Esta é a primeira geração que cresceu ligada à internet a toda a hora. A partir de meados da década de 2000 a popularidade das redes sociais espalhou-se rapidamente por todo o mundo, bem como o surgimento de smartphones, tablets e o acesso generalizado aos Wi-Fi, coincidindo com os anos de formação desta geração. Como resultado disto, a geração do novo milénio habituou-se a manter contacto constante com amigos, familiares e colegas. É também por isso que esta geração é conhecida como “Geração C” - a geração conetada.

This is the first generation that has grown up connected to the internet during “every waking hour”. From the mid-2000s the popularity of social networks spread rapidly around the globe, as well as the emergence of smartphones, tablets and widespread access to Wi-Fi which coincided with this generation’s formative years. As a result of this, Millennials have become used to maintaining constant contact with a wide range of friends, relatives and colleagues. It is also why this generation is known as “Generation C” - the connected generation.

Então, se a geração do novo milénio está habituada a comunicar com amigos, família, faculdade ou local de trabalho, através de mensagens instantâneas, e-mail ou tweets, por que deveria ser diferente com as empresas de viagens? Os hotéis, companhias aéreas e agências de viagens mais inteligentes estão a investir no atendimento ao cliente 24/7 via Facebook e Twitter, porque a próxima geração de negócios e viajantes espera ter uma conversa bidirecional com a marca escolhida, e que as reclamações sejam tratadas de forma aberta e transparente. Este facto, por sua vez, irá pressionar os provedores de viagens a garantirem que o seu produto ou serviço está de acordo com a campanha publicitária de marketing, porque quando os hotéis cometem erros de base, estão cada vez mais sujeitos a tomar conhecimento desses problemas publicamente via Twitter, ao invés da forma privada, através da receção.

So, if Millennials are used to communicating with their friends, family, college or place of work via instant messaging, email or Tweets, why shouldn’t it be any different with their travel companies? The smartest hotels, airlines and travel agents are investing in 24/7 customer service via Facebook and Twitter because the next generation of business and travellers expect to have a two-way conversation with their chosen brand, and for complaints to be dealt with in an open, transparent way. This, in turn, will also place pressure on all types of travel provider to ensure that their product or service matches with the marketing hype because when hotels get the basics wrong, they can increasingly expect to find out about problems publicly via Twitter, than privately via the reception desk.

4. O IMPACTO POSITIVO DA VIAGEM

4. THE POSITIVE IMPACT OF TRAVEL

A cobertura 24 horas/dia por parte das redes sociais e os efeitos mais amplos da globalização tornaram o mundo mais pequeno, e a geração do novo milénio cresceu mais consciente de como o mundo é interligado, e como, mesmo em pequena escala, o seu comportamento pode afetar as pessoas do outro lado do planeta. Este aumento da consciência da responsabilidade social e ambiental levou a que esta seja a geração que procura deixar um impacto positivo ao viajar, quer através da participação em projetos locais para apoiar pessoas menos privilegiadas ou questionando sobre para onde vai o dinheiro que deixam no destino. Mais uma vez, o setor do turismo, como um todo, terá que aprender a tornar-se mais transparente e responsável nos negócios feitos para garantir que continuam a ir ao encontro dos valores da próxima geração de viajantes. •

Social media, 24 hour news coverage and the wider effects of globalisation have made the world smaller, and Millennials have grown up more acutely aware of how the world is inter connected, and how, even in a small way, their actions can affect people on the other side of the planet. This increased awareness of social and environmental responsibility has led to Millennials being the generation that seeks to make a positive impact when travelling, perhaps by participating in local projects to support less-privileged people or asking more questions about where their money goes when in the destination. Again, the tourism sector as a whole will have to learn to become more transparent and accountable in the way business is carried out to ensure that they continue to speak to the values of the next generation of travellers. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


108 BEST IN TRAVEL

Rotterdam THE NETHERLANDS Roterdão é uma cidade cheia de arquitetura icónica. Tent e Showroom Mama estão na vanguarda da arte contemporânea do destino. A vida noturna também é excelente.

BEST IN TRAVEL

Rotterdam is a city full of iconic architecture. Tent and Showroom Mama are at the forefront of the contemporary art of the destination. The nightlife is also excellent.

TOP 10

ALTERNATIVE CITY BREAKS IN EUROPE 2015 www.THE GUARDIAN.com

Ghent BELGIUM Arquitetura pitoresca, locais históricos - Catedral de S. Bavo, entre muitos outros - restaurantes de ponta e uma vida noturna animada. Ghent é uma cidade trendy de jovens estudantes com muito para descobrir. Picturesque architecture, historic sites - St. Bavo’s Cathedral, among many others - top restaurants and a lively nightlife. Ghent is a trendy city of young students with much to discover.

Segovia SPAIN Segovia é uma boa opção para um city-break tranquilo. A catedral gótica e o castelo que terá inspirado Walt Disney são duas das principais atrações, bem como a cidade velha, património mundial da UNESCO. Segovia is a good choice for a quiet city-break. The Gothic cathedral and the castle that inspired Walt Disney are two of the main attractions, as also the old town, an UNESCO world heritage site.

Porto PORTUGAL Cidade criativa e encantadora com dezenas de galerias contemporâneas, museus - Serralves é uma obra-prima modernista -, um centro histórico património mundial da UNESCO e uma vida noturna crescente. Creative and charming town with dozens of contemporary galleries , museums Serralves is a modernist masterpiece a historic center world heritage site by UNESCO and a growing nightlife.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


BEST IN TRAVEL 109

Leipzig

Gothemburg

GERMANY

SWEDEN

Leipzig cresceu graças a uma geração de jovens criativos à procura de um local barato, divertido e urbano para lançarem os seus projetos. A vida noturna da cidade é ativa e diversificada.

As ruas de paralelepípedos do bairro histórico de Haga são local para explorar cafés de estilo indie, lojas e restaurantes. A cidade tem inúmeros locais interessantes para frequentar também à noite.

Leipzig has evolved thanks to a generation of creative young people looking for a cheap, fun and urban place to launch their projects. The city’s nightlife is active and diverse.

The cobbled streets of the historic district of Haga are the place to explore indie style cafes, shops and restaurants. The city has many interesting places to attend, also at night.

Linz AUSTRIA Linz é uma cidade charmosa, um destino de artes e música. Tem reputação de cidade experimental e orientada para o futuro, em parte graças ao seu museu futurista Ars Electronia Center. Linz is a charming city, an arts and music destination. Has a reputation for experimental oriented city for the future, in part thanks to its futuristic museum Ars Electronia Center.

Belgrade SERBIA Belgrado é intrigante de uma forma própria e original. Savamala, o bairro no rio abaixo da cidade velha, é o ponto onde se reúnem os criativos. Aqui existem bares, restaurantes e uma vida noturna vibrante. Belgrade is intriguing in its own and unique way. Savamala, the neighborhood in the river below the old town, is where the creatives meet. Here there are bars, restaurants and a vibrant nightlife.

Lyon

Turin

FRANCE

ITALY

Lyon tem atributos de sobra para competir com Paris. Lá poderá visitar o recém-inaugurado Museu de Confluence ou La Sucrière, um local de encontro de artes e música num antigo armazém de açúcar.

Turim é uma cidade atraente com um café e uma comida que demonstram o melhor que Itália tem para oferecer. O histórico Caffe Torino é um dos muitos espaços art nouveau e art déco da cidade.

Lyon has plenty of attributes to compete with Paris. There you can visit the newly opened Museum of Confluence or La Sucrière, a meeting place of arts and music in a former sugar warehouse.

Turin is an attractive town with coffee and food that demonstrate the best that Italy has to offer. The historic Caffe Torino is one of the many art nouveau and art deco spaces of the city.


110 CASO | CASE

TURISMO: UM SETOR FUNDAMENTAL PARA O DESENVOLVIMENTO DOS AÇORES TOURISM: A FUNDAMENTAL SECTOR FOR THE DEVELOPMENT OF THE AZORES VÍTOR FRAGA Regional Secretary of Tourism and Transport of the Government of the Azores

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


CASO | CASE 111

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

Nos últimos anos, o turismo passou a constituir um setor, corretamente identificado como estratégico para a continuidade do processo de crescimento e desenvolvimento da Região Autónoma dos Açores.

During the last years, tourism was accurately identified as a strategic sector for the continuing development and growth process of the Autonomous Region of the Azores.

AS PARTICULARIDADES NATURAIS DOS AÇORES E DAS SUAS NOVE ILHAS, ALIADAS À EXPANSÃO DA PROCURA MUNDIAL, COM O TURISMO A ASSUMIR-SE MUNDIALMENTE COMO A PRINCIPAL ATIVIDADE ECONÓMICA, LEVARAM A QUE ESTE SETOR PASSASSE A SER ENCARADO COMO UMA ATIVIDADE PROMISSORA E UMA OPORTUNIDADE A NÃO PERDER, CAPAZ DE ALARGAR E DIVERSIFICAR A BASE ECONÓMICA E DE EXPORTAÇÃO DOS AÇORES.

THE NATURAL FEATURES OF THE AZORES AND OF ITS NINE ISLANDS, TOGETHER WITH THE EXPANSION OF THE WORLD DEMAND, WITH TOURISM ASSUMING ITSELF WORLDWIDE AS THE MAIN ECONOMIC ACTIVITY, LED THIS SECTOR TO BE SEEN AS A PROMISING ACTIVITY AND AS A UNIQUE OPPORTUNITY, ABLE TO ENLARGE AND DIVERSIFY THE ECONOMIC AND EXPORT SECTOR OF THE AZORES.


112 CASO | CASE

Em resultado desta aposta e dos investimentos que, consequentemente, foram realizados, assim como da disponibilidade de intenções de investimento manifestadas, este setor conheceu um crescimento assinalável e sem precedentes no contexto regional.

As result of this effort and the investments that were continuously made as well as the willingness to invest, based on the expressed investment intentions, this sector went through a considerable and unprecedented growth within the regional context.

O Governo Regional tem vindo a trabalhar, em parceria com o setor privado, para construir as bases de um verdadeiro destino turístico, criando infraestruturas e acessibilidades; apoiando a construção de oferta hoteleira e a disponibilização de animação turística; e estruturando a formação profissional, de forma a definir a matriz, o posicionamento, e a política de promoção dos Açores, como destino turístico.

The Regional Government has been working in partnership with the private sector to build the bases for a real tourist destination, by creating infrastructures and accessibilities; supporting the construction of hotels and the provision of tourist activities; and by organizing professional training, in order to define the model, the positioning and the promotion policy of the Azores as a tourist destination.

No entanto, o Governo está ciente de que o processo não está concluído e de que o sucesso dos Açores na disputa de mercados emissores dependerá sobretudo da qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos visitantes.

However, the Government is aware that the process is not yet concluded and that the success of the Azores in the competition for source markets will depend mainly on the quality of the products and services offered to visitors.

NUM MUNDO EM CONSTANTE MUTAÇÃO, EM QUE ESTÃO SEMPRE A APARECER NOVOS DESTINOS TURÍSTICOS, NÃO BASTA TER PAISAGEM E PATRIMÓNIO EDIFICADO PARA VINGAR PERANTE A IMENSA CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL. ASSIM SENDO, IMPORTA CRIAR E PROMOVER COMPETÊNCIAS QUE NOS PERMITAM SATISFAZER OS MELHORES PADRÕES DE QUALIDADE A NÍVEL MUNDIAL.

IN A WORLD IN CONSTANT CHANGE, IN WHICH NEW TOURIST DESTINATIONS ARE EMERGING ALL THE TIME, IT IS NOT ENOUGH TO HAVE BEAUTIFUL LANDSCAPES AND BUILT HERITAGE TO KEEP UP WITH THE IMMENSE INTERNATIONAL COMPETITION. THEREFORE, IT IS IMPORTANT TO CREATE AND PROMOTE SKILLS THAT WILL ALLOW US TO SATISFY THE HIGHEST WORLDWIDE QUALITY STANDARDS.

Para 2015, os condicionalismos regionais, nacionais e internacionais que se refletiram na retração da procura, nos últimos anos, dos nossos principais emissores e na instabilidade desses mercados, voltam a impor que as orientações políticas continuem a assentar nos conceitos de sustentabilidade, notoriedade, qualificação, diversificação, promoção e consolidação.

In 2015, regional, national and international constraints that affected in the last years demand by our main source markets, and in the instability of these same markets, require that political guidelines continue being based on concepts of sustainability, reputation, qualification, diversification, promotion and consolidation.

O lançamento recente da nova “Marca Açores”, com o selo “Certificado pela Natureza”, prossegue estes pressupostos, disponibilizando a todas as empresas açorianas, uma marca territorial e transversal a todos os serviços e produtos da Região, que os valoriza e os torna mais competitivos, dando visibilidade a tudo aquilo que os distingue e diferencia positivamente.

The recent launch of the new Azores brand, with the slogan “Certified by Nature”, follows these assumptions, providing all Azorean companies a territorial and transversal brand for all services and products of the Region, thus making them more competitive and so giving visibility to everything that positively distinguishes and differentiates them.

Este ano, será também marcado pela conclusão e consequente implementação do Plano Estratégico e de Marketing, com o Horizonte 2020, que definirá novas orientações estratégicas para o reforço e desenvolvimento do Turismo nos Açores, no sentido de torná-lo um setor

This year will also be marked by the conclusion and consequent implementation of the Strategic and Marketing Tourism Plan, Horizon 2020, that will define new strategic orientations for the reinforcement and development of Tourism in the Azores in order to make it a sustainable sector, capable

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


CASO | CASE 113

sustentável, capaz de gerar riqueza, de preservar e criar postos de trabalho; e pela revisão do Plano de Ordenamento Turístico da Região Autónoma dos Açores, um instrumento definidor da capacidade de carga ao nível da oferta de alojamento para cada ilha, que irá no fundo orientar os níveis de sustentabilidade ideais para cada uma delas.

of generating wealth, of preserving and creating jobs. Another important point will be the revision of the Tourism Master Plan of the Azores Autonomous Region, a defining instrument regarding the accommodation capacity in what concerns the carrying capacity in respect to the accommodation offer for each island which will guide the optimal levels of sustainability.

Com a entrada em vigor das novas Obrigações de Serviço Público nas ligações aéreas e a consequente liberalização dos transportes aéreos, perspetivaram-se e continuam a perspetivar-se, novas oportunidades que deverão ser devidamente potenciadas, nomeadamente a captação de novas companhias aéreas e de novos segmentos de mercado. Para já, e para o verão IATA 2015, começaram a operar para os Açores, duas companhias de low-cost, que certamente se refletirão em aumento dos fluxos.

With the adoption of the new Public Service Obligations in air connections and the consequent liberalization of air transports, new opportunities were and still are expected to occur. Opportunities that should be properly exploited, namely the attraction of new airlines and new market segments. Right now and for the IATA Summer 2015, two low-cost carriers have started to fly to the Azores and this will certainly reflect an increase of flows.

Não obstante este cenário animador, são muitos os desafios que ainda se colocam ao turismo da Região Autónoma dos Açores, para que este se torne efetivamente sustentável.

Despite this encouraging scenario, the Azores Tourism still faces many challenges in order to become effectively sustainable.

A aposta na promoção continuará a ser forte, de forma a consolidarmos e reforçarmos a notoriedade do destino Açores.

The commitment to promotion will continue to be strong, so as to strengthen and reinforce the reputation of the destination Azores.

A política de promoção a desenvolver pelo turismo dos Açores terá de ser direcionada e devidamente calibrada a cada mercado emissor, com definição clara de públicos-alvo, de forma a aumentar a margem de segurança do retorno e a evitar a dependência excessiva de determinado mercado ou segmento.

The promotion policy to be developed by the Azores Tourism will have to be properly adjusted and aimed at each source market, with a clear definition of the target segments, in order to increase the safety margin of profits and avoid the over-dependence on a certain market or segment.

Deverá ser dado especial ênfase às novas tecnologias de informação e comunicação, no relacionamento com o consumidor final e continuar-se-á a incentivar a presença do destino Açores em operadores online de referência, assim como regionais, possibilitando a penetração em novos segmentos de mercado.

Special attention should be given to the new technologies of information and communication in the relationship with the final consumer and the presence of the destination Azores in important online operators will be encouraged (including the regional ones), allowing for penetration in new market segments.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


114 CASO | CASE

A captação de Cruzeiros, incluindo cruzeiros temáticos, continuará a ser efetuada e reforçada, com vista a incrementar o valor deixado na Região por esta via, através de estratégias conjuntas com as entidades privadas que assumem um papel preponderante nesta área de negócio.

The attraction of cruise ships, including thematic ones, will continue and will be reinforced in order to increase revenues left in the Azores by this type of tourism. This will be achieved through joint strategies with private entities that assume a leading role in this area of business.

A angariação de eventos com vista a aumentar a notoriedade dos Açores nos mercados externos, será também uma aposta a manter e a reforçar.

Attracting events to increase the reputation of the Azores in external markets will also be an objective to keep and strenghten.

Será dada prioridade a eventos desportivos, essencialmente os que põem em destaque, nos mercados internacionais, os produtos que integram a nossa identidade turística e que fortalecem a imagem dos Açores como destino de Turismo Natureza. Não serão descurados eventos de cariz cultural e de Meeting Industry, sendo que estes continuarão a ser promovidos de uma forma ativa junto dos vários mercados emissores, com vista a contribuírem ativamente para a captação de fluxos turísticos para a Região e igualmente para a atenuação da sazonalidade.

Priority will be given to sport events, essentially those that highlight the products of our touristic identity and that reinforce the image of the Azores as a Nature Tourism destination in international markets. Events of cultural nature and Meeting Industry will not be forgotten. This type of events will continue to be promoted actively at the different markets origin, so that they can contribute in an active way to the attraction of tourist flows and the decrease of seasonality.

Será fundamental promover a requalificação do alojamento e o seu alinhamento com a matriz do destino, criando verdadeiros fatores diferenciadores que sejam agregadores de valor para a cadeia do turismo.

It will be crucial to promote the requalification of the accommodation and its alignment with the destination model, creating differentiating factors that may be value aggregators to the tourism chain.

Neste sentido, o programa “Competir+”, através do Subsistema de Incentivos para o Fomento da Base Económica de Exportação, vem reforçar o apoio financeiro para a remodelação e beneficiação das unidades dos empreendimentos turísticos existentes, valorizando aspetos e caraterísticas que lhes confiram uma identidade própria no contexto da oferta turística regional.

In this respect, the program “Compete +”, through the “Incentives Subsystem for the Increase of the Economic Base of Exportation”, reinforces the financial support for the refurbishment and improvement of the different existent accommodation units, adding value to issues and characteristics that grant them a unique identity within the context of the regional tourist offer.

Ao nível dos produtos, continuar-se-á a inovar na reestruturação dos produtos atuais, adaptando-os aos novos perfis de consumo e na definição de novos produtos que cada vez mais nos diferenciem da concorrência.

At the product level, we will continue to innovate in the restructuring of the present products, adapting them to new consumption profiles, and in the definition of new products that will more and more differentiate us from other destinations.

Com níveis de promoção mais eficientes e uma maior qualificação da oferta, estarão criadas todas as condições para diferenciar os Açores e fazer do destino a opção de férias dos nossos mercados alvos. •

With more efficient levels of promotion, and a higher qualification of the offer, the conditions will be present to differentiate the Azores and to make this destination, the holiday option for our target markets. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


VIAGENS | TRAVEL 115

O FUTURO DO TURISMO SERÁ DIGITAL, OU NÃO SERÁ FUTURO THE FUTURE OF TOURISM WILL BE DIGITAL, OR IT WILL NOT BE A FUTURE RICARDO PINTO Deputy Editor, Agência Lusa Associate Professor, Universidade Fernando Pessoa National Politics Analyst, Rádio e Televisão de Portugal

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW

Numa viagem à Toscana com os meus dois filhos adolescentes, no meio do emaranhado de ruas de Siena, subitamente o meu telemóvel ficou sem bateria. A Marta e o Ricardo II não conseguiam esconder a aflição, ao perceberem que estávamos sem GPS.

On a trip to Tuscany with my two teenage children, in the middle of the Siena tangle of streets, suddenly my phone ran out of battery. Marta and Ricardo II could not hide the concern, when they realized that we were without GPS.

Os meus filhos devem ter concluído que tínhamos ficado perdidos para todo o sempre, ou até sermos encontrados por uma equipa de salvamento que nos levaria de volta a casa com sofisticado equipamento de georreferenciação.

My children must have thought that we were lost forever, or until we were found by a rescue team that would take us back home with sophisticated georeferencing equipment.

Quando eu comecei a viajar de mochila às costas, de Interail, pela Europa, nos anos 80, os mapas em papel eram o meu “kit de sobrevivência”. Para as novas gerações de viajantes, o sentido de orientação e de localização geográfica organiza-se em aplicações de telemóveis inteligentes.

When I started traveling with a backpack, on interails by Europe, in the 80’s, paper maps were my “survival kit”. For the new generations of travelers, the sense of orientation and geographical location is set in smart mobile applications.

A primeira vez que fui a Siena, muito jovem, cheguei arrastado pelas páginas do livro “A room with a view”, de E.M. Forster, hipnotizado pelas imagens das planícies toscanas, de vinhas sem fim, que tinham crescido na minha imaginação de leitor. Tive de procurar uma das entradas na cidade antiga num velho mapa emprestado pelo meu pai e que estava tão desatualizado que muitas das estradas que fui encontrando não existiam ainda nos contornos das suas páginas amarelecidas. O hotel onde

The first time I went to Siena, very young, I got there dragged by the pages of the book “A room with a view”, by E.M. Forster, mesmerized by the images of the Tuscan plains, endless vineyards, which had grown in my reader’s imagination. I had to search for one of the entries in the old town in an old map borrowed from my father but so outdated that many of the roads I found did not exist in the contours of its yellowing pages. The hotel where I stayed in Siena


116 VIAGENS | TRAVEL

A EXPERIÊNCIA DE VIAJAR MUDOU COM O MUNDO DIGITAL. HOJE, NENHUM DESTINO É JÁ EXÓTICO.

THE EXPERIENCE OF TRAVELING HAS CHANGED WITH THE DIGITAL WORLD. TODAY, NO DESTINATION IS EXOTIC ANYMORE.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


VIAGENS | TRAVEL 117

fiquei em Siena foi descoberto numa edição de um jornal regional, quando cheguei a Florença, num anúncio de meia página, prometendo quartos asseados com vista para a praça central da cidade, muito bem ilustrado com um desenho de telhados de casas medievais encavalitadas. A reserva do quarto foi feita numa cabina telefónica que procurei debaixo de calor intenso, quando deixava Florença, desenterrando moedas de milhares de liras nos bolso e tentando decifrar o italiano debaixo da pronúncia cerrada do rececionista.

was discovered in an edition of a regional newspaper, when I arrived in Florence, in a half-page advertisement, promising clean rooms overlooking the central square of the city, very well illustrated with a drawing of the medieval houses’ roofs. The room booking was made in a phone box that I looked for under intense heat, when I left Florence, digging up coins of thousands of lires in my pocket and trying to decipher the Italian under the tight pronunciation of the receptionist.

A primeira vez que os meus filhos pediram para ir a Siena aconteceu depois de terem descoberto o Palio de Siena, nas redes sociais digitais, que partilhavam um site que divulga em tempo real a velocidade dos cavalos na célebre corrida anual na Piazza del Campo. Ficámos num hotel nos arredores da cidade aconselhado pelo Tripadvisor, onde eles selecionaram a categoria de hotéis amigos de famílias com jovens, depois de terem filtrado as opções pelo tipo de comentários que iam lendo. A viagem desde Roma foi monitorizada por uma aplicação de mapa eletrónico, que ia atualizando a hora de chegada e que mostrava as várias opções de rotas e avisava sobre eventuais engarrafamentos de trânsito. E todas as fotografias do percurso foram partilhadas para os amigos por Instagram.

The first time my kids asked me to go to Siena was after they discovered the Palio of Siena, in digital social networks, that shared a site, which publishes in real time the horses’ speed in the famous annual race in Piazza del Campo. We stayed in a hotel on the outskirts of the city, recommended by Tripadvisor, where they selected the category of hotels for families with teens, having filtered the options for the type of comments they were reading. The journey from Rome was monitored by an electronic map application, which was updating the arrival time and showing the innumerous options of routes, warning about possible traffic jams. And all the route photographs were shared with friends by Instagram.

A experiência de viajar mudou com o mundo digital. Hoje, nenhum destino é já exótico, porque antes de o visitarmos podemos conhecê-lo nas imagens do Google Street. As câmaras fotográficas mostram-nos os destinos em vários ângulos e perde-se a surpresa de um local que apenas tínhamos imaginado em sonhos.

The experience of traveling has changed with the digital world. Today, no destination is exotic anymore, because we can see it on Google Street images, before the visit. The cameras show us the destinations at various angles and the surprise of a place that we only had imagined in dreams is lost.

Quando visitei pela primeira vez Los Angeles, nos anos 90, marquei o hotel numa agência de viagens em Nova Iorque, cujo funcionário diligentemente escreveu a morada num envelope com o voucher para a estada. A referência parecia fácil: Wilshire Boulevard, umas das ruas de referência da cidade, facilmente detetável no mapa que me guiaria. E uns minutos depois de ter saído do parque de estacionamento dos rent-a-car do aeroporto de Los Angeles, esse mesmo mapa revelava-me que deveria estar no local que procurava. Ingenuamente, logo que avistei uma placa anunciando Wilshire Boulevard, estacionei o carro, preparado para procurar o hotel, a pé. Na verdade, estava na rua certa. Mas o hotel estava a 15 km de distância, porque Wilshire Boulevard estende-se por mais de 25 km ao longo da cidade. E, afinal, as palmeiras frondosas no jardim do hotel, que eu tinha visto em imagens num escritório escuro de Nova Iorque, eram apenas um arbustos raquíticos, escurecidos pelos tubos de escape dos automóveis que enchiam de barulho os quartos dos clientes.

When I first visited Los Angeles in the 90’s, I booked the hotel through a travel agency in New York, whose official diligently wrote the address on an envelope with the voucher for the stay. The reference seemed easy: Wilshire Boulevard, one of the reference streets of the city, easily detectable on the map that would guide me. And a few minutes after leaving the car park of the rent-a-car from Los Angeles airport, this same map showed me that I should be in the place I was looking for. Naively, as soon as I saw a sign announcing Wilshire Boulevard, I parked the car, ready to look for the hotel by foot. Actually, I was in the right street. But the hotel was 15 kilometers away, because Wilshire Boulevard extends for over 25 kilometers along the city. And, after all, the shady palm trees in the hotel garden, that I had seen in pictures in a dark office of New York, were just bushes, darkened by car exhaust pipes, that filled the customers’ rooms with noise.

Este erro básico de avaliação nunca aconteceria na era digital. O hotel teria sido escolhido nos fóruns de discussão, onde os utilizadores deixam os seus comentários horas depois de fazer o check-out. As imagens dos quartos seriam colocadas pelos clientes, mostrando todos os pormenores (incluíndo a humidade nas paredes, se existir). A reserva seria feita depois de consultados vários portais, comparando preços e modos de pagamento. E a

This basic judgment error would never happen in the digital age. The hotel would have been chosen in the discussion forums, where users leave their comments hours after making the check out. The pictures of the rooms would be placed by customers, showing all the details (including moisture on the walls, if any). The reservation would be made after checking various portals, comparing prices and payment methods.

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


118 VIAGENS | TRAVEL

morada do hotel seria enviada por mail, para ser georreferenciada pelo GPS que nos levaria até ao exato local da sua entrada.

And the address of the hotel would be sent by mail, to be georeferenced by GPS to take us to the exact entry location.

No paradigma da individualização comunicativa, a viagem passou a ser uma experiência cada vez mais pessoal e intransmissível. As escolhas de destinos, modos de transporte, hospedagem, lugares de visita podem ser formatadas de maneira cada vez mais singular, respondendo às expetativas particulares de cada um.

In the paradigm of communicative individualization, the journey has become an increasingly personal and nontransferable experience. The choice of destinations, modes of transport, accommodation, visiting places can be formatted in an increasingly unique way, responding to the particular expectations of each person.

Se tudo correr bem, apenas ficarão os relatos históricos das excursões: uma tipologia de viagem turística massificada, em que se juntavam num mesmo autocarro, ou avião grupos de pessoas tão diferentes entre si que por vezes era um milagre chegarem todos vivos ao fim do trajeto. A excursão estava para o turismo como os mass media estavam para a comunicação: o mesmo produto igual para todos, procurando nivelar a experiência pelo grau mais elementar, de forma a ser aceite por todos.

If all goes well, there will only be historical reports of excursions: a typology of mass tourist trip, which shared the same bus, or plane, groups of such different people that sometimes it was a miracle to have all alive at the end. The tour was to tourism, as mass media for communication: the same product for all, looking to balance the experience at the most elementary level, in order to be accepted by all.

Na era do turismo digital, as excursões ficarão para quem não tem capacidade de escolha, como os média massificados permanecerão para as audiências mais impreparadas para tomar decisões sobre o que pretendem. Provavelmente, o turismo terá o seu digital divide - a cisão que dividirá as sociedades entre os info-ricos e os info-pobres, entre os que saberão usar as novas ferramentas para obter o que realmente lhes interessa e os que se limitarão a permitir que alguém decida por eles os museus a visitar.

In the age of digital tourism, tours will be for those who have no ability to choose, as the massificated media will remain for the most unprepared audiences, to make decisions about what they want. Probably tourism will have its “digital divide” the rift that will divide societies between the info-rich and the info-poor, between those who know how to use the new tools to get what really interests them and those who will just allow someone to decide for them which museums to visit.

Na minha mais recente visita ao Louvre, em Paris, depois de lá ter estado uma dezena de vezes, descobri um museu que parecia nunca ter conhecido. Isto, porque, na semana anterior, descarregara no meu tablet uma aplicação que mostrava obras do Louvre que geralmente passam despercebidas aos olhos do visitante. Nessa aplicação, existem imagens tridimensionais e manipuláveis, permitindo conhecer a parte de trás dos quadros, onde existem inscrições surpreendentes. Para cada sala do museu, há comentários de especialistas, que contam histórias sobre as peças em exibição. E a visita virtual permite, finalmente, descobrir o caminho mais rápido entre cada setor do Louvre, os melhores horários para os visitar e, até, a posição dos WC, no caso de alguma aflição.

On my most recent visit to the Louvre in Paris, after having been there a dozen times, I found a museum that I seemed never to have known. This happened because the week before, I uploaded on my tablet an application showing works of art in the Louvre that usually go unnoticed to the visitor’s eyes. In this application, there are three-dimensional and manipulable images, allowing to know the back of the frames where there are amazing inscriptions. For every room of the museum, there are comments from experts, telling stories about the pieces on display. And the virtual tour allows, finally, to find the fastest route between each sector of the Louvre, the best times to visit, and even the position of toilets, if any distress.

A certa altura da minha nova visita ao museu, no meio da confusão de um grupo de turistas na busca do quadro da Mona Lisa, dei por mim a suspirar pelo momento em que, na tranquilidade do meu quarto, tinha conhecido aquelas mesmas obras. De que, ainda por cima, nem sequer me podia aproximar, muito menos virá-las do avesso para olhar as inscrições na parte de trás da tela...

At some point in my new visit to the museum, in the midst of confusion of a group of tourists, looking for the Mona Lisa picture, I found myself sighing for the moment when, in the quiet of my room, I had known those same pieces. Of which, I could not even approach, far less to turn them inside out to look at the inscriptions on the back of the canvas...

Mas, quando me aproximei do quadro “La belle ferronnière”, num momento de maior sossego no museu, observando os golpes de pincel do pintor (cuja identidade ninguém conhece), a delicadeza dos traços nos lábios da alegada amante de Francisco I, senti que nada substitui a experiência de estar nos sítios, de viajar como sempre se viajou: sentindo os lugares como se fosse sempre a primeira vez. •

But when I approached the painting “La belle ferronnière”, at a more peaceful moment in the museum, watching the painter’s brush strokes (whose identity no one knows), the tenderness of the features on the lips of the alleged lover of Francis I, I felt that nothing can replace the experience of being in places, to travel as we always did: feeling the places as if it was always the first time. •

TURISMO’15 | TOURISM TRENDS REVIEW


Turismo'15 - IPDT  

Em 2015, o IPDT abordou, na sua revista, Turismo'15, a recuperação económica dos destinos mundiais após a crise económica. Esta edição cont...

Turismo'15 - IPDT  

Em 2015, o IPDT abordou, na sua revista, Turismo'15, a recuperação económica dos destinos mundiais após a crise económica. Esta edição cont...

Advertisement