Page 1


Pastoral REV. JUAREZ MARCONDES FILHO PASTOR EFETIVO

AMO A MINHA IGREJA Amo a minha Igreja, não porque ela seja melhor do que qualquer outra igreja. Coisa que não falta é igreja, para todos os gostos e interesses. Igreja especializada nisto ou naquilo. Igreja que enfatiza determinada área, evidentemente em detrimento de outra; mas o que falta numa, pode ser atendido pela outra. Infelizmente, foi trazido para dentro das igrejas as leis de mercado, de públicoalvo, de concorrência e competitividade, de oferecer ao cliente o que ele deseja, não necessariamente o que ele precisa. Daí, termos uma considerável oferta de igrejas, quase mais do que a procura. Amo a minha Igreja, não porque ela seja perfeita. Ela não é, mas encontrase no caminho da perfeição, tendo o mesmo sentimento que Paulo manifestou de “prosseguir para o alvo” (Filipenses 3.14). Também, não acho que qualquer outra igreja seja melhor do que a minha, mais perfeita, mais cheia disto ou daquilo. Na verdade, a diferença é que, da minha Igreja, conheço as virtudes e as falhas, e é claro, há uma tendência de enfatizar mais estas do que aquelas; então, ao final, fica parecendo que ela está mais longe da perfeição. É comum ficar seduzido por uma outra igreja, da qual só se conhece virtudes e os sucessos, desconhecendo suas falhas e precariedades. Amo a minha Igreja, não porque nela eu tenha todas as minhas necessidades atendidas, sejam materiais ou espirituais. Aliás, sou extremamente carente, Deus o sabe, e estou sempre à procura de aconchego, e de alguma forma a Igreja me auxilia neste ponto. Mas o meu amor pela minha Igreja está mais relacionado ao fato de eu poder mais servir, ajudar, trabalhar, estar disponível, do que ser atendido e assistido. Afinal, tem razão o Senhor da Igreja quando disse: “coisa mais bem-

aventurada é dar do que receber” (Atos 20.35). Amo a minha Igreja, não porque imagino encontrar nela as pessoas mais corretas da face da terra. Nunca penso que na minha Igreja só tem gente “legal”; tem uns “chatos”, também. Não só porque ela é uma Igreja de pecadores, que foram lavados pelo precioso sangue de Cristo; isto, todos nós lembramos; o que esquecemos é que, estes pecadores perdoados, estão sendo trabalhados pela graça de Deus e, ainda, não estão prontos. E, quer saber de uma coisa: eu, também, muitas vezes, sou um “grande chato”, afinal, eu também, ainda, não estou pronto. Amo a minha Igreja porque ela é a minha Igreja. Aqui não vai nenhum sentido de exclusivismo, de pretensão ou arrogância, de esnobar quem quer que seja. É questão de assumir a identidade. Não me refiro à identidade denominacional; esta é muito estreita, sujeita a vaidades humanas, suscetível de interesses escusos. Também, não me refiro à identidade de tendências, como se costuma afirmar: “minha igreja é conservadora”, “minha igreja é renovada”; isto só serve para nos isolar uns dos outros. Identidade quer dizer que “é a Igreja com a qual eu me identifico”, crendo que ela é a expressão mais autêntica do Corpo de Cristo, com todas as suas virtudes e defeitos, afinal, só o Senhor Jesus poderá nos apresentar em perfeita santidade (Colossenses 1.22). Amo a minha Igreja porque nela fui plantado para crescer e frutificar. O fruto não cai longe do pé. É no seu ambiente que eu posso me desenvolver, servir de todo o coração a Deus, amar ao meu irmão, servir de apoio nos momentos mais angustiantes. Então, é neste contexto que devo diligenciar meus passos para

PASTORES AUXILIARES

Rev. Davi Nogueira Guedes (Ministério de Jovens) Rev. Luís Carlos Vieira (Ministério Pessoa Idosa) Rev. Nivaldo Wagner Furlan (Plantação de Igrejas) Rev. Wesley Emmerich Werner (Ministério de Visitação)

COOPERADORES E EVANGELISTAS

Rev. Antonio Jairo Porto Alegre (Ministério de Casais) Bel. Cristina Ribeiro Mattos Bel. Elenice dos Santos Barros (Ministério dos Adolescentes) Mis. Luciana Cipelli Barbosa (Ministério Infantil)

cumprir a missão que Cristo me confiou. Evidentemente isto não exclui o dever que recebemos de plantar a Igreja na China, por exemplo. Mas o missionário enviado para qualquer parte do mundo está umbilicalmente ligado à árvore, frutificando, geograficamente, longe do pé, mas, espiritualmente, debaixo da mesma árvore. Amo a minha Igreja porque o amor do Senhor Jesus vem até mim por intermédio dela. Cristo constituiu a Igreja para ser canal da sua graça, da sua bondade, do seu amor. Aprouve ao Senhor convocar homens e mulheres para o seu Reino, a fim de que eles pudessem expressar seu propósito redentor. Seria ingratidão imaginar que só eu a amo a Igreja, que a amo mais do que sou amado, que o esforço é de minha parte e não sou correspondido. Na verdade, meu amor pela Igreja é responsivo; tenho recebido muito mais do que tenho dado, tenho sido primeiramente amado (I João 4.19). E de tanto ser amado, preciso expressar o meu amor, servindo a Deus em toda a extensão da minha Igreja. Amo a minha Igreja porque ela é, antes de tudo, a Igreja do Senhor Jesus. Parece até coisa de criança ficar declarando “a minha Igreja”, “a minha Igreja”, “a minha Igreja”. Mas quem primeiro fez tal pronunciamento foi Cristo: “edificarei a minha Igreja” (Mateus 16.18). A minha Igreja não é igreja dos homens, da história, das edificações, das contradições, ela é a Igreja que Jesus fundou, sendo ele mesmo a “pedra angular” (I Pedro 2.7), onde nos encaixamos como “pedras que vivem” (I Pedro 2.5). É a Igreja que ele continua edificando, valendo-se de “vasos de barro” (II Coríntios 4. 7), como eu mesmo o sou. É a Igreja que ele, por fim, apresentará “gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito” (Efésios 5.27).

SEMINARISTAS

Alexandre Emrich Zanetti e Carlos Filipe Soares Ferreira

MISSIONÁRIOS

Anita e Eli Ticuna, Arlene e Alceris Dias, Corina e Henrique Terena, Daniella e Jocelei Silva, Débora e Cléber Alves, Denise e Wellington Camargo, Deonora e Clauber Quadros, Dilma e Ricardo Bruno, Elaine e Patrick Scherrer, Elizabeth e Heiler Maciel, Esther e Gladston Lucas, Família Rios Celeste, Graciete Mota, Josiane e Marcos Mayuruna, Leonízia e Markus Jutzi, Karina e Fernando Dantas, Masha e Tibério Olímpio, Meire e Luiz Bittencourt, Natasha e Jonatas Portugal, Patrícia e Daniel Calze, Renata Santos, Ronaldo Marubo, Rose e Emerson Menegasse, Rossana e Ronaldo Lidório, Rose e Francisco dos Santos, Sara e René Breuel, Sheila e Charles Sousa, Tatiana e Dering, Zazá Lima e Neto.


Boletim

De 2 a 8 de Julho

ADORANDO AO SENHOR CULTO DE ANIVERSÁRIO DA IGREJA 10H DANDO GRAÇAS A DEUS PAI

CONFESSANDO A CRISTO DIANTE DOS HOMENS

SERVINDO NA CAPACITAÇÃO DO ESPÍRITO

DEDICANDO VOLUNTARIAMENTE AO SENHOR

OBEDECENDO DE CORAÇÃO À PALAVRA CELEBRANDO O CORDEIRO DE DEUS

CULTO 19H ADOREMOS DE CORAÇÃO

Cântico de Adoração Leitura Bíblica: Colossenses 3.12-17 Cânticos Espirituais Oração de Louvor Coral da Fraternidade Saudação Pastoral

Prelúdio Convite à Adoração Leitura Bíblica: Salmo 95.1-6 Hino 28 | Coroação Oração de Invocação Coral da Fraternidade Saudação Pastoral

Leitura Bíblica: Mateus 10.32-33 Ato de Batismo, Pública Profissão de Fé e Recepção de Novos Membros Hino 339 | Dia Feliz Momento de Contrição Oração de Acolhimento

APROXIMEMO-NOS EM SINCERIDADE

Leitura Bíblica: Hebreus 10.19-25 Momento de Contrição Coral da Fraternidade Oração Pastoral

Leitura Bíblica: I Coríntios 12.4-7 Ato de Ordenação e Investidura de Presbíteros e Diáconos Hino 312 | Há trabalho certo Oração de Dedicação de Vidas Coral da Fraternidade Leitura Bíblica: II Crônicas 29.10-17 Consagração dos Dízimos e Ofertas e da Campanha Reparando a Casa do Senhor Cântico | Te Agradeço Oração de Gratidão Leitura Bíblica Proclamação da Palavra Coral da Fraternidade Leitura Bíblica: Marcos 14.22-26 Oração de Consagração da Mesa do Senhor Pai Nosso Ministração do Pão Hino 251 | O Pão da Vida Ministração do Vinho Coral da Fraternidade Hino 298 | A Pedra Fundamental Oração | Bênção | Amém | Saudação Fraternal

AGRADEÇAMOS COM LOUVORES

Leitura Bíblica: Isaías 12.1-6 Cânticos Espirituais Dedicação das Ofertas e Dízimos Hino 18 | Deus dos Antigos Oração de Gratidão

CELEBREMOS EM OBEDIÊNCIA

Leitura Bíblica Proclamação da Palavra Coral da Fraternidade Leitura Bíblica: I Coríntios 11.23-26 Oração de Consagração dos Elementos Pai Nosso Distribuição do Pão Hino 340 | Santa Comunhão Distribuição do Vinho Coral da Fraternidade Hino 299 | Renovação Oração | Bênção | Amém | Poslúdio

MINISTÉRIOS Ação Social: Roberto Costa de Oliveira Acolhimento e Integração: Sandra M. O. Jorge Isumi Intercessão: José Luiz Pires Missões: Luiz Filipe Jordão

Música: Cornelis Kool Núcleos Familiares: Toshiaki Isumi Oxigênio: Erich Linzmeyer Santos Som: Igor César Pereira Neves

Amor que Comove: Julio Viana Jr. Havvah: Adriane Lacerda, Fernanda Tisi e Mônica Linzmeyer

SOCIEDADES INTERNAS SAF: Célia de Lara Pires Kairós: Sandra e Clayton Carstens

UMP: Giovanna Bigarelli Martin UCP: Rúben Badinhani Mota Marcondes

UPA: Fernanda Heredia

CONJUNTOS VOCAIS Coral da Fraternidade: Cleonice Miranda de Andrade Coral Arco-Íris: Daniella Banks Leite Pinheiro Conjunto Vida em Voz: Luiz Augusto P. Lima Jr.

ESCOLA DOMINICAL Superintendente: Luiz Fernando Alves

Infantil: Luciana Cipelli, Daniela Costa, Elda Ferreira

NOVAS IGREJAS Campo Magro: Rua Jasmin 79, Jardim Boa Vista - ED 9h30 e Culto 19h. Dirigente: Bel. Marcelo Pereira Pinheiro Piraquara: Rua dos Juízes 2188, Centro. Responsável: Rev. Luiz Henrique Correia Sampaio. Núcleo Familiar Piraquara Bethel às sextas-feiras, 20h00, Rua Olinda de Almeida Santos, 2188, Bairro Suburbana.

ENTIDADES DIVERSAS Lar Hermínia Scheleder: 3562-7498 Escola João Lupion Filho: 3562-7498 Lar do Idoso - Vivencial das Oliveiras: 3666-3029 Rua Coimbra 492 - Guaraituba / Colombo

Associação Comunitária Presbiteriana: 3224-2294 Centro de Música Laudate: 3222-3470 Rua Comendador Araújo 343 / Centro

Creche Miriam: 3338-4566 Rua Amauri Lange Silvério 511 / Pilarzinho


4


3 | Reunião do Conselho - 19h30 4 | Reunião da Junta Diaconal - 19h30 e Plenária da SAF - 14h30 17 a 21 | Colônia de Férias da UCP 30 | Abertura Semestral dos Núcleos 1o de agosto | Chá da Amiga / 103 anos da SAF 5 e 6 de agosto | Retiro de Mulheres Havvah

Dia 10 - Elmir Henrique Eler Dia 2 - André Fausto Benvenutti, Carla Cristina Ribeiro, Elias Gomes, Lísias Connor Silva Dia 3 - Ondina Puglia Barbosa

Dia 4 - Claussius Sgarbi, Diác. Gerson Barbosa, Luiz Fernando Botelho Cordeiro

Dia 5 - Gleoberto Marcondes dos Santos, Júlio Cezar Salomão, Tatiana Miranda de Andrade Mueller

Dia 6 - Diác. André Muniz Soares, Débora Bini Cunha de Mello, Filomena Maria Cecília Romeiro Daros, Graciela Vanessa Vicelli Jacob, Maria Dalva Muniz Soares, Ondina Penteado dos Santos, Paulo Cesar Bulotas

Dia 7 - Presb. Fernando Rocha Filho, Diác. Emérito Henderson Antonio Jansson, Diác. Leonardo Aguiar Martin, Sueli Cesar Cavalcante da Silva

Dia 8 - Adalberto Casadei de Barros, Ana Taís Alves de Medeiros, David Francisco Farias

Dia 9 - Presb. Cid Aimbiré de Moraes Santos, Luimar Vieira Marcondes Braga, Pedro Henrique Cordeiro Soares, Walquíria Calixto Elias Seixas

Dia 10 - Cleonice Silva Fausto Benvenutti, Rosângela Martins Cordeiro Alves dos Santos

Dia 11 - Letícia Brito de Arruda Dia 12 - Ester Guedes, Presb. Joel Carneiro da Silva, Martinelli Litaiff

Dia 13 - Carlos Eduardo Pimpão Blume, Indiara Marques, Rosângela Araújo de Barros, Washington Menezes

Dia 14 - Clodoaldo Paulino de Oliveira, Edison Matheus Jansson, Joana D'Arc Pereira Paiva Eler, Karin Kasburg, Marcelo Coelho Alves, Therezinha Monks Schwabe

Dia 15 - Diác. Lucas Augusto da Silva Alves, Walter Almeida Jorge

Dia 16 - Daniela Tupinambá Fernandes, Jandaia

Dia 17 - Carolina Alves Speltz Pinafi, José Lupion Neto, Marcelo Pereira Pinheiro

Dia 18 - Natasha Giostri Prodoscimo Dia 19 - Daniel Gomes de Oliveira, João Victor Maranhão de Siqueira Dias, Júnia Maciel Netto

Dia 20 - Luciana Salini Abrahão Pires, Sofia Chudzik Bauer

Dia 21 - Arlene de Oliveira Pereira Scolari, Lígia Francielly Bento, Sorau Mattioli Luz Passos

Dia 22 - Gislene Mara Bueno Durães Aust, Rosadieme Fonseca Abreu Colle

Dia 23 - Elieth Sandra da Costa Chagas, Diác. Fernando Bisinella, Valteny de Oliveira Alecrim

Dia 24 - Daniel Simonetti Campos da Silva, Débora Cíntia Vieira Macedo, Reinaldo Bakarji Nakashoji, Ronaldo Bakarji Nakashoji, Valquíria Rosa da Silva

Dia 25 - Dely Galliano Daros, Eliene Muniz Soares Ferreira, Laura Rosana Sefrin, Luciana Machado, Melquezedeque da Silva, Mônica Guimarães Santanna, Paulo Horácio Souto de Carvalho

Dia 26 - Jacqueline da Cruz de Almeida Dia 27 - Helen Rute Sobezak Kuceki Dia 28 - Benedita de Fátima Schreiner Dia 20 - Presb. Aristides Girardi, Daniella Marcondes Abrão, Matheus da Costa Almeida, Diác. Paulo Roberto Marques Leites, Paulo Rubens Brito Lima, Simone Carneiro Ricci Cachuba

Dia 30 - Renato dos Santos Dia 31 - Fabiana Cristina da Silva de Almeida, Fábio Henrique das Chagas Lima, Isabela Mello Mazepa, Lydia Pugsley da Costa, Patricia Ribas Volpi, Sarah Pereira Cardoso

EXPEDIENTE A Revista Identidade Cristã é uma publicação mensal da Igreja Presbiteriana de Curitiba ENDEREÇO: Rua Comendador Araújo, 343 CEP: 80420-000 . Curitiba/PR CONTATO IGREJA: (41) 3224-0302 www.ipctba.org.br REDAÇÃO E EDIÇÃO: Sérgio Wesley Stauffer (MTb/PR 1780) Cinthia Connor Clayton Rucaly Gonçalves Silva Matheus Gripp Rebecca Stauffer FOTO DA CAPA: Teo Design Ltda. CONTATO COMERCIAL: NQM - (41) 3254-6077 DIAGRAMAÇÃO E PROJETO GRÁFICO: Teo Design Ltda. (41) 3078-3030 IMPRESSÃO: Gráfica Capital Tiragem: 1.000 exemplares REVISTA ONLINE: Acesse pelo issuu.com/ipcuritiba Anuncie sua empresa na Revista Identidade Cristã! Entre em contato conosco.

Baptista, Mariley Pinto Marcondes Ribas

5


6


DIP impacta e desperta Igreja Presbiteriana de Curitiba Com intensa mobilização, IPC intercede pelos cristãos perseguidos ao redor do mundo No dia 11 de junho de 2017, mais de 8

e insisti para que a liderança da igreja

mil igrejas ao redor do Brasil e mundo se

também participasse do DIP em 2017”,

ajoelharam para interceder por uma causa

afirma Ieda.

a Deus. “Nossa igreja começou a se mobilizar semanas antes, mostrando vídeos e

nobre. Era o domingo dedicado ao DIP -

Durante o processo de exibição dos

explicando a situação de milhares de

Dia da Igreja Perseguida, evento realizado

vídeos nas salas de Escola Dominical e

cristãos ao redor do mundo em situação

anualmente que busca conscientizar

nas reuniões dos Núcleos Familiares,

de perseguição religiosa. Desde então

a

vieram

notícias

começaram as orações e pedidos pelos

hostilidades sofridas por outros cristãos

relacionadas à perseguição de cristãos

nossos irmãos que moram em regiões

ao redor do mundo, em áreas hostis e que

em países adeptos a outras religiões. Em

não simpáticas ao cristianismo. Enquanto

igreja

cristã

das

perseguições

e

a

público

algumas

são marcadas pela

isso,

repressão a outras

notícias surgiam

crenças

e só reforçavam

além

da

religião local. A

essas

aquilo que nós Igreja

Presbiteriana

tentávamos

de

mostrar

à

Curitiba participou

comunidade”,

desta edição, cujo

destaca Cid.

tema era “Juntos

O

presbítero

Pela África”. Os três

reforça

cultos do domingo

que a data do

do

DIP na IPC serviu

DIP

tiveram

algum

momento

dedicado

para

às

a

orações e às falas das

despertar comunidade,

uma

lideranças,

ainda

muitas

vez

que

pessoas

A campanha pela realização do Dia da

Henan, província da China, cerca de 300

não tinham conhecimento das O objetivo

Igreja Perseguida em 2017 na IPC foi

policiais e autoridades do governo local

é continuar fazendo mais por aqueles que

liderada por Ieda Egg, que persistiu em

invadiram e destruíram uma congregação

necessitam de orações e outros tipos de

trazer a data para a igreja com o objetivo

da cidade no começo do mês de maio,

ajuda da igreja e de seus membros.

de prestar solidariedade aos cristãos

chegando até mesmo a torturar diversos

“Foi interessante notar que muitos

perseguidos em todo o mundo e mostrar

membros da igreja. Além da violência

dos nossos membros não sabiam do que

para os membros da Igreja Presbiteriana

física, os relatos de quem presenciou a

se tratava a Igreja Perseguida, e só foram

de Curitiba uma realidade muitas vezes

barbárie dão conta de que foram levados

saber graças à campanha que fizemos nos

desconhecida.

diversos objetos pessoais dos cristãos,

últimos meses. Mostramos que somos um

“Sou simpática ao trabalho que a

como telefones celulares, computadores,

só corpo e, se um de nós sofre, então nós

Missão Portas Abertas faz há alguns anos.

cartões de crédito, dinheiro, identidade e

todos sofremos juntos. Essa é a principal

Assim que eu conheci o trabalho deles,

joias. Para o presbítero Cid Aimbiré, que

lição que o Dia da Igreja Perseguida

resolvi me tornar uma parceira e sempre

coordenou toda a campanha do DIP na

nos ensina. Saímos também com um

contribuo com aquilo que eu posso. Neste

Igreja Presbiteriana de Curitiba, notícias

sentimento de que podemos fazer muito

ano, eu resolvi fazer diferente. Motivada

como essa ajudaram a mostrar para a

mais pelos irmãos que sofrem algum tipo

pelo meu amor pelos nossos irmãos

comunidade a importância de auxiliar,

de represália graças à crença em Deus”,

cristãos que sofrem ao redor do mundo

ainda que com orações, aqueles que

conclui o presbítero.

com as perseguições, tomei a frente

passam dificuldades para louvar e adorar

7


Notícias do Campo

CONTINUAR EM MEIO ÀS PROVAÇÕES

NOVAS PARCERIAS E PROJETOS

igrejas em toda a Espanha. Nossos alunos e

O cenário de insegurança política do país

Em maio de 2016, me formei no Mestrado

professores estão envolvidos semanalmente

indica que a vida está ficando mais difícil para

em Missiología no Texas. Apenas duas semanas

em atividades evangelísticas. Durante o último

todos. Ainda assim, como cristãos, temos que

depois, dei início ao meu curso de doutorado.

ano escolar, os alunos pregaram o evangelho

perseverar até o fim, não deixando o amor de

O maior desafio foi começar um curso em meio

para aproximadamente 7.000 pessoas, das

Deus esfriar em nossos corações. Compartilhar

a tantas atividades. Estávamos de mudança

quais 350 entregaram suas vidas a Cristo. Estes

e dividir deve ser o nosso estilo de vida.

para a Espanha e Karina havia acabado de

são os líderes que estamos formando, para

Trabalhar para ter o que dividir e com o que

fazer uma cirurgia no joelho, que a deixou com

alcançar esta nação com as boas novas de

acudir o necessitado é uma prerrogativa para o

movimentos limitados.

salvação em Cristo Jesus!

crente. Temos que brilhar como luzeiros e atuar

O que parecia muito, só foi aumentando.

Federico está plantando uma igreja em

Chegamos na Espanha e o apartamento que

Cabanillas. Daniel está plantando uma igreja

iríamos morar não estava nas condições que

na região metropolitana de Madri. Cristian está

Como este ano não tivemos condições

pensávamos e, por isso, tive que fazer uma

pastoreando uma igreja que foi plantada com a

de viajar, aproveitamos nosso período de

reforma parcial, trabalhando 14 horas por dia.

ajuda de nossos alunos. Unai está pastoreando

férias para fazer vários reparos na escolinha e

Durante este período, ficamos hospedados na

uma igreja que plantou depois de se formar

nossa mudança de retorno à base da missão.

casa de um amigo e, somente quatro semanas

e que hoje conta com 200 pessoas. Estamos

Voltamos a morar na beira do rio após um ano

depois, terminamos as obras e nos mudamos.

formando alunos que estão saindo avivados e

morando na cidade e estamos felizes por isso!

Depois disso, em apenas uma semana, eu teria

trazendo muitos a uma nova vida em Cristo.

que voltar ao Texas para as aulas presencias do

como sal da terra. Que o Senhor os abençoe e lhes dê forças para perseverar fiéis até o fim.

Uma atividade nova da EBEA Cuagu Patau

Outra boa notícia é que no ano passado,

é o Projeto “Pequeno Discípulo”. Com muita fé

doutorado, para entregar um trabalho de 10

quando

páginas e ler cinco livros. Eu estava exausto,

Conferência

com seis quilos a menos e sem forças para fazer

oportunidade de conhecer um missionário que

para

mais nada. Assim foi o começo do doutorado.

está trabalhando entre os indígenas Ticunas

diárias de estudo e iniciação missionária. Eles

fui

convidado Missionária

para da

pregar IPC,

na

que o Senhor proverá os recursos, escolhemos

a

10 adolescentes, entre 11 e 13 anos de idade,

tive

serem

discipulados

com

atividades

Nesse momento de grande intensidade

no Amazonas. Ele me falou sobre o trabalho

participarão de todas as atividades da Missão

e desafio, Deus nos mostrou que, quando já

desenvolvido na região e disse que por muito

Evangélica Cuagu, como aprendizes. Será

não podemos mais, Ele nos fortalece e nos

tempo estavam orando para ver um programa

oferecido, além de três refeições diárias, uma

capacita para fazer o que Ele nos chamou a

de formação teológica entre os líderes locais.

pequena oferta de R$ 60,00 por mês. Estamos

fazer. Na primeira semana de maio desse ano,

Como estou trabalhando com formação

orando para que mais doadores possam ajudar

recebi minha nota final do primeiro ano do

teológica na Espanha e na Índia, o tema me

e, assim, permitir o aumento da quantidade de

doutorado e graças a Deus fui aprovado! Uma

chamou a atenção e depois de orar, decidi fazer

adolescentes assistidos por esse projeto.

grande vitória neste ano de transição. A Deus

uma visita à Benjamin Constant, onde a Missão

toda glória!

Evangélica Cuagu se encontra.

Além disso, estamos muito gratos ao Pr. Fernando Dantas (IPB), que veio à Benjamin

No dia 20 de maio, mais de 30 alunos se

Fizemos um pequeno treinamento de

Constant para dar início ao projeto de

formaram nos diferentes cursos de formação

dois dias para 17 pastores das principais

capacitação de líderes. Tivemos a introdução do

que oferecemos em Madri e centros de

igrejas Ticunas. Nenhum dos presentes tinha

curso em março e, se Deus permitir, teremos o

extensão. Foi uma tremenda benção formá-los

formação bíblica e esta é a realidade da maioria

primeiro módulo no mês de outubro deste ano.

para servir nos diferentes ministérios onde

dos pastores locais. Como resposta, decidimos

Graças a Deus todas as atividades e projetos

Deus tem lhes colocado.

fazer uma parceria com a Missão Cuagu e

da MECuagu estão em andamento. Estamos

Raul Fernández, um dos nossos alunos,

desenhar um programa de formação que

com algumas dificuldades por conta dos

em sua pregação no último culto do ano disse:

atenda às necessidades da liderança local. O

baixos recursos, mas não paramos. Seguimos

“Estamos vivendo em dias onde muitos estão

programa durará três anos e cobrirá todos os

perseguindo os planos de Deus para os povos

desafiando nossa fé. Pela falta de conhecimento

livros bíblicos e as principais doutrinas cristãs.

do Alto Amazonas. Deus tem nos permitido

e uma grande aversão ao evangelho, muitos

Com a ajuda de Deus, daremos início ao

continuar recebendo as crianças e os jovens

criticam, banalizam, e rejeitam a verdade das

curso em outubro deste ano. Serão 18 módulos

para alimentar, educar, treinar, discipular e

Escrituras. Infelizmente, um grande número

de uma semana (oito horas por dia) a cada

transformar em homens e mulheres firmados

de cristãos, tampouco estão interessados em

dois meses. Os professores serão pastores e

na Palavra e no amor de Deus.

aprender e conhecer os ensinamentos bíblicos

líderes capacitados que viajarão ao Amazonas

Pedimos orações especificamente pela

e, por isso, não conseguem argumentar com

para dar as aulas. Todo material usado será

saúde da nossa família. Mas lembremos que as

aqueles que insultam o Evangelho. Estou

fornecido pelo Centro de Treinamento Bíblico

provações não são somente na área de saúde.

muito agradecido a Deus pelo ministério

para Pastores, que tem uma grande reputação

Dia a dia somos provados no nosso matrimonio,

do Seminário SEFOVAN, pois aqui estamos

na área de formação teológica em mais de 80

nas nossas relações com as pessoas envolvidas

aprendendo a estar preparados para responder

países.

com o nosso ministério, com as questões

com mansidão e temor a qualquer que venha

Pedimos oração por este projeto, para que

financeiras para a manutenção do ministério

Deus nos dê sabedoria, traga os alunos que

e com a falta dos recursos para seguir

como

hão de ser treinados e que proveja recursos

alimentando as crianças e suprindo as demais

Seminário,

para todos os gastos que teremos com esse

atividades da MECuagu. Estejam conosco em

programa.

oração por todas essas coisas.

pedir a razão da esperança que há em nós”. Mesmo parte

tendo

fundamental

o do

treinamento nosso

nosso objetivo é alcançar os perdidos com o Evangelho e promover a plantação de novas

Família Dantas

8

Clauber, Deonora e família


*PMI Organização com uma vocação: cooperar com a Igreja Latina no seu chamado de compartilhar as boas novas do Evangelho no mundo muçulmano por meio de uma abordagem integral!

CAMPANHA DE ORAÇÃO POR 8 SEGMENTOS NÃO EVANGELIZADOS (PR. RONALDO LIDÓRIO): 1. Indígenas 2. Ribeirinhos 3. Ciganos 4. Quilombolas 5. Sertanejos 6. Imigrantes 7. Os mais ricos dos ricos 8. Os mais pobres dos pobres

MINISTÉRIO “ORE PELO SENEGAL” – 7 ANOS DE ORAÇÃO. Nossos motivos de oração são permanentes e repetem-se a cada semana (7 anos de oração pelo Senegal): DOMINGO. Para que uma nuvem de arrependimento paire sobre toda a nação. SEGUNDA-FEIRA. Para que os que já conhecem a Palavra tomem uma decisão. TERÇA-FEIRA. Pelo enfraquecimento da influência do “Muridismo” sobre a população. QUARTA-FEIRA. Pela quebra da influência dos feiticeiros sobre a população. QUINTA-FEIRA. Para que os crentes senegaleses sejam fortalecidos e evangelizem. SEXTA-FEIRA. Por maior unidade entre missionários, obreiros e igrejas. SÁBADO. Para que portas se abram para evangelização entre os grupos fechados ao Evangelho.

DIARIAMENTE OREMOS POR NOSSOS PASTORES E POR NOSSA IGREJA!

DOM 6/8 CRECHE MIRIAM Ore pelas crianças que estão diariamente na creche, pelas professoras e toda a equipe de trabalho. Ore pela educação das crianças e para que venham conhecer a Palavra de Deus. Ore, também, por cada família ali representada.

SAB 5/8 LAR HERMINIA SCHELEDER Ore pela vida de todas as crianças e adolescentes que moram no Lar, pelas mães sociais e por toda a equipe que trabalha diariamente com eles. Ore por recursos financeiros necessários para que esse trabalho continue e para que essas crianças e adolescente conheçam a Verdade.

SEX 4/8 AMOR QUE COMOVE Ore pela vida de cada integrante, por proteção física e espiritual, por sabedoria e disposição para servir ao Senhor diariamente. Ore por restauração e milagre na vida dos moradores de rua de Curitiba e para que os membros sejam instrumentos nas mãos de Deus.

TER 1/8 MARCOS E JOSIANE Ore pela vida dos jovens indígenas com quem temos trabalhado. Que Deus nos use no meio deles e que consigamos aproveitar todas as oportunidades para compartilhar do Seu amor. Ore, também, por saúde, sabedoria e proteção de nossa família.

QUA 2/8 DILMA E RICARDO BRUNO Ore por nossa saúde, pela Igreja Indígena de Santa Isabel, por novas parcerias e recursos financeiros necessários. FAMÍLIA RIOS CELESTE Ore pela igreja em nossa casa, no Norte da África, por recursos financeiros, nossos parceiros e saúde da nossa família.

QUI 3/8 GRUPO OXIGÊNIO Ore pela vida de cada integrante, por proteção e disposição para servir ao Senhor diariamente. Ore pelas sementes plantadas pelo Grupo e por novas oportunidade de pregar o Evangelho e ser instrumento de Deus na expansão do Reino.

SEG 31/7 DANIEL E PATY Ore pelo projeto com famílias muçulmanas e por transformação de vidas, pelos refugiados sírios e misericórdia do Senhor, pela igreja espanhola e por mais recursos humanos e financeiros para a obra missionária em todo o mundo.

QUI 6/7 LUCIANA CIPELLI Ore especialmente pela Colônia de Férias (17 a 21 de julho): liderança e coordenação das equipes, para que não haja acidente e que a presença de Jesus seja o motivo da nossa alegria. Ore pelos desafios pós Colônia: discipulado das famílias e mentoria da equipe, e para que Deus continue abençoando e capacitando os membros do Ministério de Esporte.

QUA 5/7 DAVI E TAMY Agradeça conosco pois voltamos a estudar árabe, pelo conhecimento adquirido em treinamentos e pelos parceiros que aumentaram a oferta mesmo em meio à crise. Ore pela saúde da Laura, com o tempo seco ela tem crise de alergia, por esse tempo de ramadã e nossos irmãos secretos, por capacidade e sabedoria no novo projeto do Davi e pelas pessoas que estamos “conversando”.

TER 4/7 ANITA E ELI TICUNA Ore pelos membros da nova igreja na aldeia de São Domingo, pela capacitação dos pastores e missionários indígenas que acontecerá nos dias 10 a 16 de julho, por suprimentos para a Conferência Regional do CONPLEI em São Gabriel da Cachoeira e por nossos filhos que estão ingressando no estudo superior, Caleb inicia os estudos de enfermagem em agosto na Unievangelica em Anápolis-GO.

SEG 3/7 ZAZA E NETO Ore por nossas viagens, proteção, saúde, alegria e forças para aprender e compartilhar. Ore pela nossa equipe de trabalho, por sabedoria e discernimento de Deus, força e esperança. Pela nossa família no Brasil, por saúde, alegria e paz em meio às dificuldades e pelos novos países onde temos obreiros, Omã e Paquistão, por ânimo e revelação de Deus!

Calendário de Oração

SEG 10/7 FERNANDO E KARINA Estamos agradecidos pelo ano letivo que terminou em nosso seminário. Tivemos mais de 30 alunos se formando! Pedimos que ore pelos dois novos centros de extensão que estamos abrindo em Ciudad Real e Malaga. Que o Senhor dirija cada passo e traga os líderes e pastores que Ele quer formar através da nossa instituição.

DOM 9/7 CARLA MARIA Em junho meu pai faleceu. Estive com ele desde abril e acompanhei todo o processo. Esse é um momento de profunda tristeza para minha família, pois Deus nos honrou com um pai, marido e amigo maravilhoso. Ore para que Deus nos conforte e console. Nesse mês vou para Porto Velho participar da Conferência Missionária com minha equipe Gravações Brasil. Ore por todos nós e por esse trabalho.

SAB 8/7 WELLINGTON E DENISE Agradeça conosco a aprovação do Danilo na Universidade de Bristol para o mestrado. Ore por recursos para o estudo e manutenção dele lá. Agradeça também pela viagem e entrega de 200 Bíblias no Nepal e ore pelas famílias contatadas. Ore pelos 20 anos de Jocum Maringá e preparação dos alunos do Seminário da ETD para o período prático.

SEX 7/7 CLAUBER E DEONORA Ore pela plena recuperação da Deonora que fez uma cirurgia para retirada do útero, pelo fortalecimento e ânimo dos nossos missionários: Cristina, Anayda, Jhiner, Nequinha, Cecília e Severo, Moisés Mayuruna; e por provisão e novos recursos para os projetos do nosso ministério.


TER 11/7 EMERSON E ROSILANE Agradeça conosco por esses 10 anos de ministério e cuidado de Deus nas nossas vidas! Ore pelas finanças da nossa família e dos ministérios no Continente Asiático, pela minha possível viagem ao Brasil e edição do meu livro, pela questão políticoreligiosa no Nepal e pelas equipes que lá trabalham.

DOM 16/7 JONATAS E NATASHA Ore pela saúde do Jonatas que foi diagnosticado com a bactéria Brucelose e está em tratamento. Ore pela nossa viagem ao Brasil, entre julho e agosto, para compromissos familiares e ministeriais; por proteção, saúde e um tempo frutífero. Ore também pelos projetos em andamento aqui na Uganda e pelos nossos obreiros locais e suas famílias.

SEG 17/7 CLEBER E DÉBORA Ore pelos membro e igreja da Villa Floresta e da Villa Mang’omba, pelo trabalho com os pedreiros na Jocum Chigumula e pelas mulheres do curso de costura. Que Deus nos dê muitos anos com saúde para continuarmos a nos divertir junto com a IPC e com Ele aqui no Malawi!

TER 18/7 LUIZ E MEIRE BITENCOURT Agradeça conosco pelo congresso regional que aconteceu em junho na aldeia Gavião e ore pela vida dos indígenas que lá estiveram. Tivemos muita resistência na dimensão natural e espiritual, que Deus fale e quebrante o coração de cada um.

QUA 12/7 PATRICK E ELAINE SCHERRER Agradeça a Deus pela viagem da Elaine e das crianças ao Brasil. Elaine será submetida a um procedimento cirúrgico, peça ao Pai que tudo corra bem. Agradeça também pelo curso intensivo de Árabe que consegui fazer e ore por sabedoria no processo de mudança para a capital do País e pela minha viagem ao Brasil.

QUI 13/7 RENATA DOS SANTOS Pela graça e poder de Deus, várias pessoas em países fechados estão crendo no Senhor. Até famílias inteiras estão sendo batizadas! Mas nesses países, o número de cristãos é pequeno e a perseguição é grande. Ore para que esses novos irmãos encontrem maneiras de reunir-se como igreja para aprender da Palavra, orar, partir o pão e encorajar-se.

QUA 19/7 GLADSTON E ESTHER Ore por todos os missionários que estão dedicando suas vidas na Europa. Esse país clama pela manifestação dos filhos de Deus. Estamos voltando para Lesbos-Grécia com nossa equipe. Ore por nossas vidas e de todos os refugiados que lá estão. Que seja um tempo de transformação!

QUI 20/7 DANIELA E JOCELEI Ore pela ETED, alunos e professores, por reestruturação da base Jocum Aracaju, pela Escola de Referência Jocum, pelos trabalhos de plantação de igrejas no sertão, pela saúde da família e pelo projeto Bonecas & Cia - Alcançando vidas através do artesanato.

SEX 14/7 ELENICE BARROS Sou grata a Deus pelo cuidado e proteção diária. Ore para que Deus me direcione nas demandas que tem se apresentado, por sabedoria no pastoreio dos adolescentes, por proteção física e emocional e pela saúde dos meus pais. SAB 15/7 RENÉ E SARAH Ore pelo crescimento das pessoas que se batizaram conosco nesse mês em Roma: Fabrizio, Urbano, Claudia, Alessandro, Sisto, Daniele, Flavia, Chiara e Cristian. Ore, também, pelo bom andamento da mudança da nossa igreja para um teatro em setembro.

SEX 21/7 HEILER E BETHINHA Ore por nossa saúde e dos nossos familiares no Brasil, pelas crianças e adolescentes da nossa igreja, pelo compromisso da igreja com o Senhor, pela capelania do colégio e pelo novo desafio de ajudar uma igreja em Santiago neste ano.

SAB 22/7 PR. JAIME RODRIGUES Ore por nossa família, saúde, sustento e sabedoria do Senhor. Ore pela igreja Indígena, membros e liderança, que sejam renovados pelo amor de Jesus. Ore pelo trabalho com a tribo Tukana, na fronteira com a Colômbia, que Deus salve vidas e que a igreja cresça naquele lugar e pela compra um bote para nos ajudar nas viagens à Iauaretê.

DOM 23/7 RONALDO E ROSSANA Ore pelos trabalhos que temos realizado com várias aldeias ao redor de Manaus, pelos evangelismos que fazemos regularmente e pelas igrejas que foram plantadas e ainda serão. Ore, também, pela saúde de Rossana. Ela fraturou a mandíbula em julho do ano passado, fez uma cirurgia reparadora, mas ainda sente muita dor.

SEG 24/7 LEONIZA E MARKUS Ore por proteção e cuidado do Senhor em nossas viagens para as aldeias, por sabedoria e graça do Senhor sobre nós no nosso novo desafio ministerial e por toda equipe de trabalho do Amanajé. Agradeça conosco pelos nossos mantenedores que tem se mantido fiéis mesmo em meio à crise.

TER 25/7 HENRIQUE TERENA E CORINA Ore pelas igrejas e líderes indígenas que estão em suas comunidades, por boas motivações, pelos projetos de capacitação de líderes indígenas urbanos por conta do êxodo das etnias para os grandes centros e por saúde e bem-estar da nossa família.

QUA 26/7 ALCERIS E ARLENE Ore pela nossa família, saúde e proteção, pelos encontros da REDE, por minhas aulas e pela construção da nossa casa. Ore pela equipe de trabalho Amanajé, alunos e professores do Semiraita e pelo congresso regional que vai acontecer nesse mês em São Gabriel da Cachoeira.

QUI 27/7 GRACI MOTA Ore pela equipe de gravações Brasil, por nossas viagens e pela vida de cada pessoa que escuta nossas gravações. Que haja transformação de vidas! Ore por sabedoria, autoridade vinda de Deus e para que as portas sejam abertas pelo Senhor nesse ministério.

SEX 28/7 TIBÉRIO E MASHA Ore pela Igreja na Sibéria, pelas pessoas que estão sendo perseguidas e por misericórdia de Deus com esse povo. Ore pelos trabalhos semanais com os locais. Que Deus transforme vidas e nos use como instrumento dEle. Ore, também, pela saúde da nossa família!

SAB 29/7 CHARLES E SHEILA Ore pela gravidez da Sheila e para que nossa filha chegue em paz e com muita saúde. Ore por saúde emocional, física e espiritual, por nossa viagem à Índia no segundo semestre, por novos parceiros e recursos para nossa mudança, pela conclusão de curso em Aconselhamento Pastoral, pelas eleições no Nepal e para que a Igreja se fortaleça.

DOM 30/7 ABELARDO NOGUEIRA Ore pelos projetos Fé na Estrada, Caminho no Nordeste e Projeto Redenção, pela vida de cada missionário envolvido e pelas pessoas que são atingidas e impactadas por esses trabalhos. Ore em especial pela saúde do Rev. Josmar do Nascimento.


A Igreja Presbiteriana de Curitiba

catolicismo afirma que o início da igreja

Eles admitem que o homem pecou, mas

comemora neste mês de julho 129

é papal. Para eles, Pedro foi o primeiro

não é incapaz de fazer o bem. Por isso, é

anos de fundação. Apesar de quase 13

papa. Nós atestamos na própria Bíblia

capaz, pelo esforço próprio, de alcançar a

décadas de história, muitos dos seus

que Pedro nunca se compreendeu como

salvação. Para o Calvinismo, se depender

atuais dois mil membros, comungantes

papa. Ele mesmo, quando interpreta o

do homem, ele jamais será salvo, porque a

e

desconhecem

que Jesus diz que “tu és Pedro e sobre esta

natureza dele se depravou com o pecado.

qual o DNA da sua identidade cristã. O

pedra edificarei minha igreja”, escreve na

Outro ponto de confronto é a eleição

que é ser presbiteriano? O que difere

sua primeira epístola que Jesus é a pedra

incondicional. Para o Calvinismo, Deus

o Presbiterianismo de outras igrejas

angular e que ele, os discípulos e a igreja

não se condiciona a olhar para o homem

evangélicas, em especial as de origem

são pedras que vivem (I Pedro 2.5), no

e, por causa de qualquer coisa que há nele,

reformada? Para ser presbiteriano precisa

plural”, explica Juarez.

escolher este ou aquele para a salvação.

não

comungantes,

acreditar em predestinação ou isso é

O pastor Juarez enfatiza que o sistema

Deus não se condiciona por nada. Ele

facultativo? Para responder a essas e

de governo do Novo Testamento é plural

elege livre, soberana e amorosamente”,

outras perguntas e celebrar o aniversário

e não episcopal. “A Reforma quebrou

explica Juarez.

da Igreja, Identidade Cristã entrevistou o

fortemente essa barreira. O sistema

Outra diferença entre calvinistas e

Rev. Juarez Marcondes Filho.

representativo é condizente aos moldes

arminianos está na perseverança dos

das democracias modernas, inclusive o

santos. Para os calvinistas, a perseverança

Brasil”, destaca.

dos santos é uma obra do Espírito Santo

O primeiro ponto destacado pelo pastor efetivo da IPC é sobre a origem da palavra “presbiterianismo”. “Essa é uma

nossos

na vida do crente. “Não se trata da minha

expressão relativamente nova, tem só 500

diferenciais? O que nos torna únicos

perseverança pessoal, mas da obra do

anos. Mas sua origem semântica é bíblica,

dentro do Cristianismo? Juarez responde:

Espírito em mim. Para os arminianos, o

pois presbiterianismo vem de presbítero.

os cinco pontos do Calvinismo, que são

homem persevera por vontade pessoal

E quem eram os presbíteros? Eram os

depravação total do homem; eleição

líderes da igreja no Novo Testamento,

incondicional; expiação limitada; graça

escolhidos pela comunidade, por vocação

irresistível; e perseverança dos santos.

divina. O conceito é justamente este: uma

Estes pontos ganharam corpo no contexto

liderança plural. Diferente de um sistema

dos Países Baixos, que tem na tulipa, uma

episcopal, que vem de bispo, onde

belíssima flor, uma de suas marcas. Daí os 5

uma cabeça lidera e manda, o sistema

pontos serem conhecidos como a TULIP,

presbiteriano está calcado na liderança

tomando a primeira letra de cada um

plural. No Velho Testamento também se

deles na língua inglesa (Total Depravation,

fala de uma liderança plural. Em Êxodo 18,

Unconditional Election, Limited Expiation,

por exemplo, Moisés recebe um conselho

Irresistible Grace, Perseveration of Saints).

do seu sogro de que ele não deveria liderar sozinho”, ensina.

Então,

quais

são

os

“Nesses pontos, nos diferenciamos muito dos arminianos (que seguem os

Esse é um ponto importante na

preceitos do teólogo holandês Jacobus

identidade cristã dos presbiterianos. “O

Arminius)”,

movimento reformado trouxe de volta

levantaram teses ao avesso sobre os

o que se perdeu com o Medievalismo,

cinco pontos básicos do Calvinismo.

quando a igreja ficou calcada no papismo.

Na verdade, os 5 pontos surgiram para

Catolicismo e Protestantismo divergem

combater a visão dos arminianos. Para

irremediavelmente

eles, a depravação do homem não é total.

nesse

ponto.

O

enfatiza.

11

“Os

arminianos


e não pela obra do Espírito Santo. Por isso, para os arminianos, o homem pode estar salvo hoje e perdido amanhã. Para nós, uma vez salvo, sempre salvo”, enfatiza o pastor da IPC. Nesse ponto está o cerne da principal diferenciação do Presbiterianismo em relação a todas as demais igrejas. “O Presbiterianismo, tendo como fundamento as Escrituras Sagradas, e nelas, uma pedra fundamental, a soberania de Deus. Muitos dizem que os presbiterianos advogam

erroneamente

a

predestinação,

enquanto outros cristãos não o fazem. Isso é desconhecer a profundidade da nossa Teologia. Falarmos de eleição, sem entender a soberania de Deus é incorrer em erro”, destaca Juarez. “A soberania de Deus, apontada nas Escrituras, afirma o seguinte: Deus é Senhor dos céus e da terra. Ele faz todas as coisas visando à Sua glória. É a soberania de Deus que determina quem vai ser salvo e quem não vai ser salvo. Se o salvo dependesse da sua própria vontade, então Deus deixaria de ser soberano”, adverte o pastor. E complementa: “Muitos dizem que Deus é injusto se decide escolher um e não outro. Na verdade, se Deus quisesse ser justo aos nossos olhos, não escolheria ninguém, pois todos pecaram e todos

“Apesar de crucial, esse é um ponto que não é fácil entender. O termo predestinação sugere a muitas pessoas uma incapacidade do homem de deliberar, como se ele fosse um autômato, um robô; é o “maktub”, contido no Alcorão, a doutrina do fatalismo, do “está escrito”. Não é isto que cremos. Os teólogos reformados afirmam que até os nossos atos livres estão dentro do decreto de Deus. Deus não nos incapacitou de deliberar e agir. Mas o conjunto de coisas que está dentro dos nossos atos livres não está fora da soberania de Deus. De alguma forma incompreensível, tudo se encaixa no decreto de Deus”, explica Juarez. Se por um lado, alguns não conseguem entender e aceitar isso, o pastor da IPC ressalta que os que aceitam a predestinação como consequência da soberania de Deus, muitas vezes, falham ao transmitir esse conhecimento, gerando uma enorme polarização. Juarez afirma que os que mais resistem à predestinação são os crentes de berço. “O que vem de uma formação diferente valoriza mais a experiência da salvação e se rende à evidência de que ele foi salvo porque Deus o quis salvar. O presbiteriano de berço acha tudo normal e, muitas vezes, nem consegue identificar o dia em que conheceu a Cristo prá valer. Não há mal nisso. Mas alguns acabam não conseguindo fazer a ligação de que em tudo há propósito de Deus”, adverte.

estão alienados da Sua graça (Romanos 3.23). Aprouve a Deus tomar essa medida de salvar a humanidade, o que só nos favorece”. O pastor Juarez destaca que, “a eleição está calcada na soberania de Deus. A doutrina da soberania de Deus é o ponto central sobre o qual organizamos todo o nosso pensamento doutrinário. Outros movimentos evangélicos também entendem que Deus é soberano, no entanto, quando avançamos um pouco na análise do seu pensamento, percebemos que esta soberania acha-se condicionada ao escrutínio humano, deixando de ser uma absoluta soberania. Por isso, soberania de Deus, a doutrina da eleição, o decreto divino e, dentro dele, a predestinação, nos diferenciam de outras igrejas”, enfatiza.

12


importante e uma postura qualificadora: escola dominical, pequenos grupos e ênfase na pregação nos cultos’, completa. Sobre posicionamento político, Juarez afirma que a IPB é uma Igreja de viés conservador, mas que respeita qualquer outro posicionamento político. “Não usamos o púlpito para criticar Além das diferenças doutrinárias, que remetem ao período da

partidos políticos, mas também não emprestamos o púlpito

Reforma, o pastor Juarez Marcondes Filho elenca o que difere o

para os políticos. Todo político que vem é bem recebido,

Presbiterianismo na atualidade.

referido e recebe uma oração, mas microfone a gente não dá”, assegura.

Hoje, no Brasil, existe a Igreja Presbiteriana do Brasil, a Independente (fundada em 1903), a Conservadora (que surgiu

Ao contrário de outras denominações evangélicas, os

no final dos anos 30), a Renovada (criada nos anos 60) e a

presbiterianos também têm pouca representação na vida

Unida (nascida nos anos 80), além de igrejas étnicas, como a

política. “Nosso entendimento geral é que política é uma

Presbiteriana Árabe, Reformada Suíça, Coreana, Chinesa e outras

vocação de Deus, como é o jornalismo, o pastorado e qualquer

focadas para grupos específicos.

outra atividade. Quando existe alguém vocacionado para a política em nosso meio, prestamos todo o apoio para essa pessoa

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),

representar o Reino de Deus e não a nossa denominação, Nós

os presbiterianos são cerca de 1,3 milhão de pessoas no Brasil.

não precisamos de representantes, nós temos que oferecer

Desse total, 55% pertencem à IPB, incluindo os membros da

à Nação um projeto de país. Infelizmente, há muitos grupos

Igreja Presbiteriana de Curitiba.

evangélicos que entendem que precisam de representantes deles no Congresso Nacional. Nós entendemos que temos que

Em termos de atuação, Juarez destaca que a Igreja Presbiteriana

colocar nessa linha de frente, em qualquer posição e instância,

tem forte compromisso com Missões. “A IPB dedica 54% do

aqueles a quem Deus chama para representar o Seu Reino”,

seu orçamento para Missões. Somando a igreja nacional e as

ensina.

locais, que são seis mil comunidades ao total, o investimento da IPB em Missões chega perto de meio bilhão de reais por ano,

Por fim, a Igreja Presbiteriana se diferencia de outras

com plantação de igrejas, trabalhos evangelísticos e sustento

denominações por seu compromisso social e sua visão holística

missionário. Em alguns casos, isso inclui também o sustento

do mundo. “Missão Integral é a missão que Jesus fez e nos deu.

pastoral”, explica.

Ele fazia exatamente isso; percorria toda a Galileia pregando, ensinando e curando. Isso é Missão Integral e a igreja precisa

Outro foco da IPB é na Teologia. “Investimos muito na formação,

fazer o mesmo. A Igreja de Curitiba sempre respondeu dessa

capacitação e preparação dos que servem, sejam os que têm

forma. Há 100 anos, nossa igreja serviu de ambulatório para

ministério ordenado, seja os de ministérios não ordenados,

atendimento das vítimas da gripe espanhola. Mantemos,

como de toda a membresia. Qualidade doutrinária e qualidade

hoje, o Lar Hermínia Scheleder, o Centro de Educação Infantil

de ensino são prioridades para nós. Por isso, hoje, percebemos

Miriam, o Lar do Idoso e o Amor Que Comove. Tudo isso faz

um movimento de adesão de pessoas que procuram conteúdo

parte do nosso compromisso de levar o amor ao próximo de

bíblico e que estão vindo de comunidades e de igrejas que

forma concreta”, conclui o pastor da IPC.

derivaram para outros movimentos. Esse é um diferencial

13


nunca tinha experimentado. A comunidade sofria de várias deficiências que não se resumia em pobreza econômica, mas espiritual, cultural, familiar e até de valores éticos. Comecei acompanhando o núcleo familiar, mas logo me vi fazendo visitas às casas, conversando com moradores e buscando de alguma forma mudar a concepção de vida daquelas pessoas”, conta. Maracci focou sua atuação no cuidado com a infância e na visitação às famílias. Com o crescimento do Núcleo Familiar, a IPC convidou o Rev. Luiz Henrique Correia Sampaio para assumir o trabalho e ajudar a transformar o ponto de evangelismo em congregação. Ele aceitou o desafio e hoje, com a ajuda de cerca de 15 membros da comunidade, alugou o novo imóvel. Com endereço próprio, a congregação tem cultos regulares aos sábados e domingos. Os desafios ainda são muitos, mas o desejo de dar continuidade aos trabalhos evangelísticos na região é maior. A comunidade ainda está pequena e enfrenta várias adversidades, tanto no aspecto espiritual, quanto material. Mas, de diferentes formas, Deus tem levantado e enviado pessoas que estão investindo nesse trabalho e ajudam no crescimento do Reino.

Depois de quase cinco anos de trabalhos, a Congregação de Piraquara da Igreja Presbiteriana de Curitiba (IPC) acaba de ganhar novo endereço, num pequeno espaço alugado no bairro Suburbana. O que começou como um encontro familiar semanal, em uma das regiões mais empobrecidas e violentas de Piraquara, dominada pelo tráfico de drogas e com muitos litígios fundiários, em razão da invasão de terras, começa a se tornar um ponto de referência para os moradores do bairro. O trabalho da mais nova congregação da IPC começou de forma embrionária com o trabalho social que Manoel Cessito, membro da igreja, fazia no bairro Suburbana. Anos depois, Manoel mudou-se para o bairro e se tornou figura conhecida na região, sempre atencioso e pronto para solucionar os problemas dos novos vizinhos. Aproveitando desse relacionamento, viu a oportunidade de iniciar os trabalhos de um Núcleo Familiar em sua casa, com encontros semanais e o apoio de algumas famílias da IPC, que aceitaram o desafio lançado por ele e apoiaram a iniciativa. No início de 2015, a IPC viu a necessidade de investir naquela região e enviou o então seminarista Lucas Maracci para acompanhar e auxiliar nos trabalhos do novo Núcleo Familiar. Segundo o Atlas da Violência 2017, feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), Piraquara é o oitavo município mais violento do Brasil, só perdendo para outras cidades das regiões Norte e Nordeste. Enquanto a taxa média nacional de homicídios por cada 100 mil habitantes registrada em 2015 no Brasil foi de 26,3, a taxa de Piraquara, somados os homicídios e as mortes violentas com causa indeterminada, chegou a 87,1. A segunda cidade mais violenta do Paraná é Almirante Tamandaré, também na Região Metropolitana, com taxa de 76,2 e 17º lugar no ranking nacional de 2015. Ao se deparar com essa realidade, Maracci sentiu-se desafiado a enfrentar uma realidade até então desconhecida por ele. “Quando fui encaminhado pela IPC para o ponto evangelístico de Piraquara, me vi desafiado a um campo que até então

14


O

Ministério

Infantil

da

Igreja

Presbiteriana de Curitiba promove de 17 a 21 de julho a sua 13ª Colônia de Férias, para crianças de 5 a 11 anos de idade. Com o tema “Jesus Cristo, um mar de aventuras”, o evento deverá reunir 150 participantes, além de uma equipe de 30 monitores e professores que cuidará de toda a programação. O preletor desse ano será o Rev. Davi Nogueira. A colônia terá duração de cinco dias, de segunda a sexta, das 14 às 18 horas, com direito a lanche. A inscrição custa R$ 80,00 e pode ser feita por telefone, diretamente com a missionária Luciana Cipelli (41 992221238) ou com a Luciane Vieira (41 991295837). Já tradicionais na IPC, a colônia de férias conta, hoje, com “tios” voluntários que no passado participaram dos eventos como crianças. Esse é o caso dos irmãos

da IPC registra histórias diferentes e

Paulo Henrique Werner e Suzanne Werner

marcantes nas vidas as crianças que

Na edição desse ano, a programação

Sippert. “Eu sempre gostava e me divertia

participam da colônia de férias. Esse é

está bem diversificada e tem novidade

muito. Era um momento ótimo para

o caso de uma criança que passou por

para as mães que vierem acompanhar os

fazer amizades, o que eu valorizo muito”,

um caso de sequestro com a mãe e que

filhos, com programação especial para

lembra Suzanne.

chegou na IPC para participar da colônia

elas.

Paulo Henrique.

Esse tempo de fortalecimento de

“de mal” com Deus. Em uma ministração,

amizades não acontece apenas com as

fez as pazes com Ele. Também é o caso

esperam que as crianças participem da

crianças, mas também com a equipe de

de uma família que passou a frequentar a

colônia com muita alegria e disposição

voluntários que dedica seu tempo e seu

Igreja depois que as crianças participaram

para brincar e aprender mais da Palavra

cuidado ao trabalho. “A semana da colônia,

da colônia. “Outro momento bastante

de Deus.

por proporcionar uma convivência tão

marcante para mim foi em 2010, quando

melhor

intensa, diária com as pessoas com quem

as crianças gostaram tanto da música tema

aquelas com quem trabalho nos cultos

trabalhamos, gera frutos preciosos de

que, enquanto ensaiávamos para tocar o

infantis. E também servir de uma forma

estreitamento de amizades e melhora na

louvor do último dia, elas se amontoaram

alegre e excelente no que me dispus a

convivência”, completa Paulo Henrique.

próximas à porta do templo, cantando e

trabalhar, tanto louvor como cuidando

dançando espontaneamente”, relembra

dos pequenos”, conclui Paulo Henrique.

Todos os anos, o Ministério Infantil

15

Os

organizadores

e

voluntários

“Espero conhecer um pouco as

crianças,

especialmente


Quais os planos da Igreja Presbiteriana de Curitiba (IPC) para o uso dos 150 mil metros quadrados de área do Vivencial das Oliveiras, em Guaraituba, Colombo? Qual a visão de futuro da Igreja para os trabalhos em Missão Integral? Como a IPC quer que o Lar Hermínia Scheleder (LHS) e o Centro de Educação Infantil (CEI) Miriam estejam daqui a 20 anos? Essas e outras perguntas tem inquietado o diácono Vladimir Arruda desde o último dia 11 de junho, quando ele foi eleito presidente da Associação Comunitária Presbiteriana (ACP). Com um mandato de apenas dois anos, Arruda e sua equipe querem pensar o trabalho da ACP para longo prazo, o que vai exigir da nova diretoria um planejamento estratégico da entidade alinhado ao planejamento da IPC, mantenedora da entidade. A equação pode ser difícil de ser resolvida, mas a nova diretoria está disposta a repensar e redefinir a atuação social da Igreja para o médio e longo prazos. Oficialmente, a nova diretoria tomou posse há pouco mais de 24 horas, no dia 1º de julho, mas começou a trabalhar já no dia seguinte à eleição. Já foram várias reuniões internas e externas e muitas iniciativas para se buscar novas parcerias. Os planos são muitos, mas a primeira constatação é que a ACP precisa incrementar a comunicação entre a entidade e sua mantenedora principal, buscando uma gestão participativa dos membros da IPC com o trabalho social que a Igreja realiza. “Esses projetos não podem mais continuar a ser executados por apenas um pequeno grupo da Igreja. Somos um corpo e como tal, se faz necessário que toda a Igreja participe ativamente. Ainda não temos a solução para minimizar este distanciamento, mas sabemos que a ACP precisa estar mais presente não apenas em púlpito na Igreja aos domingos, mas sim compartilhando os milagres diários e as transformações de vidas que presenciamos”, destaca. Arruda afirma que a cobrança dessa necessidade, desse espírito de engajamento ficou explícita por diversos membros quando ocorreu a eleição, o que foi diferente dos pleitos anteriores da ACP. Muitos se dispuseram a ajudar, mas não ainda em quantidade suficiente para atender as demandas da Associação. Um exemplo disso podemos ver nos números obtidos nos últimos pleitos ocorridos na Igreja. A IPC possui cerca de 1500 membros comungantes, muitos destes desconhecem que são associados à ACP com direito a voto. Enquanto a participação da membresia ultrapassou a casa dos 500 votantes nas eleições para oficiais da Igreja, a votação da nova diretoria da ACP ficou próximo de 100 votos. Neste aspecto a comunicação entre ACP e seus associados está muito deficitária. “Isso precisa mudar”, enfatiza. Além de investir na comunicação, Arruda já solicitou ao Rev. Juarez Marcondes Filho, pastor efetivo da IPC, aumentar o acompanhamento espiritual em todos os projetos da Associação. Ele destaca que as mais de 200 crianças e adolescentes assistidos hoje pela ACP recebem orientação espiritual da equipe de funcionários e voluntários da entidade e que apesar de haver um acompanhamento espiritual tanto no CEI Miriam, feito por uma de nossas professoras de Doutrinas Básicas da EBD, como no LHS por um capelão, nossa Associação, funcionários e acolhidos, assim como todos nós que vivemos neste contexto tão caótico, sentem falta de uma cobertura espiritual mais ampla por parte de uma equipe pastoral. Para tanto, estuda-se a criação de um espaço para culto no Vivencial das Oliveiras e futuramente a implantação de uma congregação na área frontal do Lar Hermínia Scheleder. Mesmo sem ter ainda bem definido o futuro nos dois

16


principais projetos da ACP hoje, (o Lar Hermínia Scheleder e o CEI Miriam), a nova diretoria da ACP já traça planos de novos projetos. O primeiro deles é o de criar a Morada Ninho das Águias, uma república para jovens de 16 a 21 anos, dentro do Vivencial das Oliveiras, mas em uma área bem distante do LHS e do Lar do Idoso, que funcionam na mesma propriedade. “O acesso a essa república será pela rua de trás do atual acesso à propriedade”, explica Arruda. Esse é um projeto que está sendo estruturado, tanto do ponto de vista técnico, quanto estrutural, e que a ACP vai buscar fontes de recursos governamentais para viabilizar, pois falta no sistema de acolhimento de Curitiba e região trabalhos dirigidos a essa faixa etária. “Os jovens só podem ficar nas casas de acolhimento como o Lar Hermínia Scheleder até os 18 anos de idade, no máximo. Depois, têm que sair, mesmo não tendo para onde ir ou qualquer estrutura de acolhimento. Trata-se de um vácuo importante no atendimento de alta complexidade que podemos preencher”, afirma o novo presidente. Apesar de ser uma necessidade do sistema de acolhimento, Arruda destaca que o poder público nunca vai arcar com 100% dos gastos e que também é missão da Igreja cuidar integralmente dos necessitados. “Por isso, a IPC, como mantenedora da ACP, nunca vai deixar de investir parte do seu orçamento nos projetos sociais”, enfatiza. Já sobre o projeto da Escola João Lupion Filho, de ensino profissionalizante, a nova diretoria pretende estabelecer parcerias com entidades de formação profissional visando-o atendimento às necessidades de formação da população no entorno do Vivencial das Oliveiras. “Nossa ideia é fornecer a área em comodato, após aprovação do Conselho, para que a instituição de ensino construa e instale ali uma escola profissionalizante,

17

que também servirá para a formação dos adolescentes e jovens acolhidos no Lar Hermínia Scheleder e na Morada Ninho das Águias”, explica Arruda. Outro projeto na pauta da nova diretoria da ACP é a Carisma (Casa de Reinserção Social e Moradia Assistida), proposta do Amor Que Comove para o acolhimento dos ex-dependentes químicos que concluem o tratamento nas comunidades terapêuticas e não têm para onde retornar. A ideia inicial é instalar a Carisma na casa já existente logo na entrada do Vivencial das Oliveiras e construir uma escola de panificação em contêineres ao lado da casa para a profissionalização dos acolhidos. Mas Arruda sabe que, primeiro, tem que vencer desafios burocráticos e legais para a incorporação oficial do Amor Que Comove pela ACP, como é hoje o LHS e o CEI Miriam. “Hoje, o Amor Que Comove ainda é um trabalho de voluntários da Igreja e não um projeto social legalmente oficializado pela ACP”, constata. Projetos antigos e novos, segundo Arruda, precisam estar alinhados com uma visão de futuro, que norteiem o trabalho da ACP, e com a participação de todos, de acordo com o pensamento da IPC em termos de Missão Integral. A liderança da Igreja é um exemplo disso, pois se dispuseram a realizar este trabalho e aceitaram esse desafio da nova diretoria da ACP, que conta com oito presbíteros e dois diáconos. Por isso, Arruda aposta no estreitamento dessa parceria espiritual e laboral. “A Igreja nunca deixou de apoiar e investir nos trabalhos sociais, mas com o passar do tempo distanciouse do funcional, do dia a dia. Queremos resgatar isso através de uma gestão mais participativa, o que já foi muito forte e uma das causas do crescimento do trabalho social da nossa Igreja. “A fé sem obras é morta”, conclui o novo presidente da ACP.


Amanda Miranda tem 17 anos, é natural de Apiaí e

amizades que me fizeram sentir amado, como não sentia há

está morando em Curitiba, onde se prepara para prestar

muito tempo”, relata, emocionado.

vestibular para o curso de Medicina. Ela conta que quando

Esses três testemunhos revelam os resultados positivos

chegou na Igreja Presbiteriana de Curitiba (IPC) não se sentiu

do intercâmbio promovido pela União de Mocidade

acolhida e, por ser tímida, acabou desenvolvendo poucos

Presbiteriana (UMP) da IPC com os jovens da IP de Apiaí.

relacionamentos na comunidade. Mas, no intercâmbio dos

Atualmente, cerca de 15% da UMP da Central é composta

jovens da IPC com a Igreja Presbiteriana de Apiaí, realizado

por jovens que vieram de Apiaí para estudar em Curitiba.

em maio passado, tudo mudou! “Essa viagem mudou minha

Antes do intercâmbio, parte desses jovens achavam a IPC fria

visão. Me lembrei da importância de me relacionar com as

e pouco acolhedora. Com um tempo maior de comunhão

pessoas e percebi como a juventude da IPC era diferente

e convivência diária na viagem, tiveram uma experiência

do que eu imaginava”, comemora. Hoje, Amanda tem se

totalmente diferente. Mudar o paradigma de que a IPC é uma

aproximado cada vez mais dos jovens da Igreja, participado

comunidade pouco acolhedora passou a ser um desafio para a

com mais frequência da programação da Juventude e está

Juventude da Central.

se sentindo cada vez mais em casa, como em sua antiga

Durante a viagem, o Rev. Davi Nogueira enfatizou com

comunidade.

os jovens a necessidade da Igreja de Cristo se transformar e

Layla Fisher (17) também veio de Apiaí para Curitiba

ser relevante em todas as áreas nas quais está inserida, seja

para se preparar para o vestibular de Direito. Ela conta que

no aspecto espiritual, econômico, geográfico e político. Ele

quando chegou na IPC sentiu-se deslocada e, por muito

desafiou os jovens de Apiaí a trabalharem para transformar a

tempo, não se sentiu acolhida pela comunidade. “Foi difícil

realidade social local e os jovens de Curitiba a trabalharem o

para mim! Vim de uma igreja onde todos se conheciam. Aqui,

amor e o serviço para desconstruir o estereótipo de frieza da

as pessoas mal se cumprimentavam. Cogitei até mudar de

comunidade local.

igreja”, confessa. No entanto, Layla decidiu ficar e perseverar.

Essa mudança de percepção foi comprovada não apenas

Buscou servir à comunidade e entrou para o grupo de louvor, já

pelos apiaienses que hoje moram em Curitiba, mas também

que é baterista, e começou a criar vínculos. Mas foi durante

por aqueles que receberam a Juventude da Central em Apiaí

a viagem à Apiaí que ela pôde criar laços de amizades com

durante o intercâmbio. Mateus Lages, pastor auxiliar da

pessoas com as quais nunca tinha conversado. Dias depois

IP de Apiaí, reconhece que a visita transformou a visão de

do intercâmbio, ela compartilhou com alguns jovens que

muitos membros de sua igreja em relação à IPC. “Estamos

a viagem mudou sua visão de que a IPC era uma “igreja de

muito felizes por conhecer as pessoas que acolheram tanto

pessoas frias”.

dos nossos filhos que estão em Curitiba. O intercâmbio entre

Arthur Rocha tem 23 anos e estuda Engenharia Mecânica.

as juventudes das duas igrejas foi ótimo! Depois da viagem,

Ele é um dos membros mais recentes da Juventude da

voltei à congregação de Flor do Tempo (comunidade da zona

Central. Passou anos procurando uma igreja local, até que

rural de Apiaí visitava pelos jovens durante o intercâmbio)

decidiu congregar na IPC. “Na primeira vez que vim para a

e vários membros de lá disseram como a visita foi calorosa

Igreja, fui bem recebido e já na segunda visita fui convidado

e perguntaram quando os jovens de Curitiba voltarão. Já

para ir para Apiaí. Aceitei e naquela viagem fiz grandes

cobraram um retorno”, destaca o pastor.

18


Rua Prof. João Soares Barcelos . 440 . sobrado 1 Hauer . 81630-060 | Curitiba/PR

41 3376 5105

www.brasegcorretora.com.br braseg@brasegcorretora.com.br

Seguros: Automóvel Residência Empresarial Viagem

Condomínio Vida Previdência Transporte Entre outros


CONSELHO DA IPC Marcelo Sathler Gripp (vice-presidente), Toshiaki Isumi (10 secretário), Fernando Rocha Filho (20 secretário), Geraldo Ferreira Leite (10 tesoureiro), Antonio Carlos Teixeira Gonçalves (20 tesoureiro), Adalton José Lopes da Silva, Antonio Carlos Bittencourt do Nascimento, Aristides Girardi, Carlos Roberto Maciel, Cid Aimbiré de Moraes Santos, Cláudio César Ferreira, Cláudio Manoel Ferreira Martins, Clayton Machado Carstens, Cornelis Kool, José Carlos Marcondes, Luiz Augusto de Paula Lima Jr., Luiz Filipe Jordão, Paulo de Tarso de Lara Pires, Paulo Henrique Andrade, Pedro Ronzelli Jr., Sérgio Wesley de Barros Stauffer, Vanderlei Endres. Eméritos: Joel Pugsley, José Luiz Pires, Leonel Valentim Ramos, Levy Soares Teixeira

JUNTA DIACONAL Hélio Linzmeyer Santos (presidente), Vladimir Alcindo de Arruda (vice-presidente), Felipe Martins Gonçalves (10 secretário), Fernando Bisinella (20 secretário), Edison Barrozo Antunes (tesoureiro), Abel Ricardo da Silveira, Alexandre Emrich Zanetti, André Muniz Soares, Cláudio Roberto Barbosa, Eduardo Augusto Costa Ferreira, Evandro Daudt da Costa, Fernando César Ferreira, Gerson Barbosa, Guilherme Prado Regadas, Ivair Lúcio Soares Jr. , Ivan Luiz Ferreira, João Augusto dos Santos Aust, Josemar Moreira do Nascimento, Juliano Padilha, Luiz Fernando Alves, Marcelo Nassif Maluf, Nélio Antonio Uzeyka Jr., Paulo Fuganti Casarin, Paulo Roberto Lopes da Silva, Paulo Roberto Marques Leites, Reinaldo Muchailh Júnior, Ricardo Moresca, Sizenando Machado, Wagner Pereira Barbosa, Wilson Peretti. Eméritos: Henderson Antonio Jansson, Luiz César Valentim, Valdir Scheidt, Wilson Edel Schmidt

www.ipctba.org.br

Revista Identidade Cristã - Edição 25 - Julho/2017  

Edição n° 25 da Revista Identidade Cristã, uma publicação mensal da Igreja Presbiteriana de Curitiba. A edição de n° 25 da Revista Identid...

Advertisement