Page 1

1

Avalie a Sua Vida por Sua Orientação* Salmo 32:8/ 25:12/ Isaías 58:11 Pr. Jorge Patrocinio IPCci 27/9/12 Introdução Hoje vamos estudar sobre o seguinte tema: Avalie a sua vida por sua orientação; ou seja, o que dirige a sua vida? Quais são os fatores que fazem você tomar as decisões? Qual é o combustível que te leva a, po exemplo, mesmo cansado fazer algo com disposição? Ou mesmo sob as pressões do dia a dia agir de forma alegre, empolgada e jovial? Algumas pessoas são orientadas pelo temperamente (Explosivo ou colérico). E aqueles que são orientados pelo temperamente geralmente tomam decisões equivocadas. Algumas pessoas são orientadas pelo dinheiro, pela fama, pelo sucesso em seus empreendimentos. Algumas pessoas, as vezes na igreja, são orientadas pelo inconsciente desejo de auto-promoção. Essas pessoas têm a atitude correta de querer que tudo saia da melhor forma possível na obra de Deus, mas a motivação equivocada em criar o hall da fama evangélica. Você precisa avalie a sua vida por sua orientação. Você precisa fazer uma análise aprofundada dos motivos que geram combustíveis em sua alma. Jesus foi orientado por circunstãncias sublimes e elevadas. Há vários textos de demonstram Jesus tomando atitudes que talvez poucos tomariam porque Ele era orientado por um sentimento sublime. Você se lembra de algum episódio que demonstra a orientacão de vida em Cristo? Há pelo menos três episódios que apresentam ingredientes que orientavam os atos de Jesus. 1. Jesus foi orientado pela vontade de Deus – João 4:34 “... a minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.” 2. Jesus foi orientado pelo Espírito de Deus – Mateus 4:1 “A seguir, Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto...” Ele disse também: “O Espírito do Senhor está sobre mim...” As ações de Jesus eram orientadas pela ação do Espírito nEle. 3. Jesus foi orientado pela compaixão aos doentes e perdidos – Mateus 15:32 “E, chamando Jesus os seus discípulos, disse: ‘Tenho compaixão desta gente porque há três dias que permanecem comigo e não têm o que comer...” O Evangelista Marcos, capítulo 4, nos conta uma história que ilustra bem o agir de Cristo orientado por compaixão. Jesus passou o dia pregando a multidão e no


2 versículo 35 “... sendo já tarde, disse Jesus: Passemos para outra margem.” Jesus estava ensinando do barco no mar da Galiléia e de tardezinha, já na hora de retornar para casa Jesus resolveu atravessar o mar. Sabe porque? Porque Jesus enfrentaria uma navegação à noite. Naquela travessia houve um grande temporal. Porque Jesus enfrentaria um temporal no mar? Porque Jesus era dirigido por compaixão. Marcos 5 narra a história do endemoninhado de geraseno. Mr. 5:17 nos diz que a população de Gerasa rogou a Jesua que se retirassem da terra deles. Avalie a sua vida por sua orientação. Duas perguntas que precisam ser respondidas: (1) Quanto você está disposto a sacrificar por um projeto? (2) Vale a pena? Jesus disse em Mateus 6:19-20: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam e nem roubam.” A sua vida precisa ser orientada por valores eternos e não terrenos e passageiros. No banco de Deus nada fica no esquecimento: Não tem inflação, nem confisco dos bens. O banco de Deus é eterno e seguro. Uma das grandes evidências da presença ativa de Deus numa vida é a Sua orientação. O Espírito está ativamente interessado e envolvido na vida do cristão: Afinal, Ele tem o Seu fruto, Ele é rio a jorrar; Ele não pode ser apagado e Ele trabalha na vida dos filhos de Deus. Sabe porque o Espírito faz tudo isso? Por causa de Sua função de ser o “holofote” para fazer o cristão dar glória a Deus. Nós somos a luz de Deus para os homens para que vejam as nossas boas obras e glorifiquem ao Pai que está no céu. Mas o Espírito Santo é a luz de Deus em nós para que vejamos a Sua obra em nós e glorifiquemos ao nosso Pai que está no céu. Wesley Duewel disse: “Ser guiado pelo Espírito é normal para o filho de Deus. Anormal é não ter a experiência da orientação freqüente. Deus pretente que a orientação seja tão natural que o seu estilo de vida seja a orientação diária.” Veja essa afirmação: Você pode ter muitos dons e talentos e ser grandemente útil na Obra de Deus, mas a sua utilidade para Deus depente da sua orientação e da sua capacitação do Espírito Santo.” A sua orientação, o modo em que você dirige a sua vida, determinará algumas verdades espirituais indispensáveis para você.

Avalie a Sua Vida por Sua Orientação 1) Avalie a sua proximidade de Deus pela sua orientação -


3 Salmo 25:14 “A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.” Quanto mais perto você vive de Deus, tanto mais compreende as coisas que o agradam e tanto mais compartilha de Seu Espírito. Quanto mais estiver em comunhão com Deus, tanto mais Ele compartilhará os Seus planos e propósitos com você. Abração era orientado pelo conselho de Deus e por causa disso experimentou um relacionamento tão íntimo que foi chamado de “amigo de Deus.” Em Gêneses 18:17 Deus disse: “ocultarei a Abraão o que estou para fazer?” Veja que não é uma afirmação de Deus: Deus não está dizendo: “Ocultarei a Abração o que estou para fazer.” (ponto final). É na verdade uma interrogação. Deus está perguntando a si mesmo se deveria ocultar de Abraão o que Ele estava para fazer. Abraão tinha uma intimidade tão grande de Deus que Deus questiona a si mesmo se deveria trazer Abraão para a parceria do tratamento divino de Sodoma e Gomorra. E sabe porque Abraão alcançou tamanha intimidade com Deus? Porque ele era dirigido pela vontade de Deus. Abraão colocava as prioridades de Deus acima das suas próprias prioridades. Abraão morava numa cidade e era um homem já muito rico. Deus apareceu para ele e disse: “Sai da tua terra e vai para a terra que te mostrarei. De ti farei uma grande nação.” Abraão deveria se desfazer dos seus bens e viajar orientado exclusivamente pelos direcionamentos de Deus. Às vezes temos medo de fazer isso porque achamos que os nossos bens foram conquistados com muito esforço e se desfizermos deles não os conseguiremos novamente. Lembro-me quando Deus me chamou para o ministério lá pelos idos de 1996. Eu e minha esposa tínhamos um salário mensal que equivale, hoje, ao dobro do que eu recebo como ministro do Evangelho. Abraão não temeu. Pelo contrário, “ele creu no Senhor e isso lhe foi imputado para justiça.” A grande questão é saber o que orienta a sua vida. Abraão saiu de Ur dos Caldeus rico e chegou na terra prometida milionário. E mais do que isso: a única coisa que Abraão não tinha, porque dinheiro não comprava, Deus deu para ele: Um filho. Abraão era muito bem sucedido, mas só foi completo quando deixou Deus guiar a sua vida.


4 Avalie a sua proximidade de Deus pela orientação de sua vida.

2) Avalie a sua sensibilidade com relação a Deus pela sua orientação A Bíblia diz que “Deus fala”. O Salmo 29:4 diz: “A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é cheia de majestade.” Mas Jesus disse: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.” (Mt. 11.15) Deus fala, mas o que precisamos saber é se queremos ouvir. E você quer saber se você tem ouvido a voz de Deus? Avalie a sua sensibilidade à voz de Deus por sua orientação. Basta olhar o que tem orientado a Sua vida. Se você for surdo às coisas espirituais, terá dificuldade em entender Deus mesmo quando Ele fala em voz de trovão. Mas se seu ouvido espiritual for bom, você ouvirá o susurro mais leve de Deus dizendo: “Este é o caminho, andai por ele.” (Is. 30.21) Se seu ouvido espiritual for bom, você não terá dificuldade em compreender as orientações gerais de Deus. Àquelas orientações que estão bem claras em Sua Palavra. Quando Deus diz: orai sem cessar, perdoai, examinai as Escrituras, buscai ao Senhor. Mas você também não terá dificuldade em compreender as orientações mais específicas de Deus. Àquelas orientações que dizem respeito ao seu viver diário, às suas decisões mais pessoais e pontuais na vida. Quando você precisa tomar alguma decisão no trabalho, na escola, em casa, com os amigos. Romanos 8:14 nos diz que os filhos de Deus são guiados pelo Espírito de Deus. Isso tem tudo a ver com as suas orientações. Qualquer um pode cometer um erro de orientação. Mas se ela lhe faltar constantemente e você sempre decisões erradas, você deve sondar o seu coração para ver porque o Espírito Santo não o está guiando. Não avalie a sua vida nem mesmo pelo quanto você fala com Deus, mas leve em conta o quando Deus fala a você. Uma criança tem intimidade com o seu pai não simplesmente por dizer a seu pai o que ela precisa (“O vosso Pai que estás nos céus sabe o que necessitais”), mas principalmente em ouvir de seu pai o que ele deseja para ela. Talvez um segundo significado que não estava na mente do apóstolo Tiago em sua palavra no capítulo 1.19 de sua carta seja nossa prontidão em ouvir Deus: “Todo homem esteja pronto para ouvir...”

3) Avalie a sua orientação no estilo de vida que você tem levado As palavras de Jesus- “pelo fruto se conhece a árvore” (Mt. 12.33)- não devem ser compreendidas apenas pelas palavras que falamos. Elas devem ser compreendidas também por nossas ações.


5

Se você quer saber se é uma pessoa orientada por Deus, analise com sinceridade o seu estilo de vida: Quais são as coisas, por exemplo, que estão no topo da lista de suas prioridades? Se você for convidado a escrever o seu diário semanal, o que você faz desde a hora que se levanta até a que recolhe em sua cama? O seu estilo de vida determina a sua orientação. Muitos não têm tempo para vir ao estudo bíblico na quinta feira. Outros não podem ir ao GCen na terça. Há aqueles que não tem tempo para o ensaio do coral ou do louvor. Eles dizem que estão muito cansados. Alguns também não tem tempo para a oração, nem para a leitura da Palavra de Deus. E quando algumas dessas pessoas fazer esses movimentos espirituais, elas estão sempre cansadas, estressados, sobrecarregadas. Mas essas pessoas têm tempo para assistir a novela preferida, para participar do esporte preferido. Elas têm tempo para irem a praia, para viajar, para comprar, para vender. Voltando a Abraão: Será que Abraão tinha tempo para abrir mão de todos os seus afazeres na fazenda para fazer uma viagem daquela em obediência a Deus? Se o nosso estilo de vida é esse, alguma coisa está errado conosco. Estamos deixando de buscar o reino de Deus em primeiro lugar e estamos perdendo o milagre de ver todas essas coisas sendo acrescentadas por Deus. Veja: Tudo o que você tem é bom e veio de Deus; mas nada pode roubar o seu coração, nada pode drenar as suas energias, nada pode assaltar o seu tempo, nada pode matar o estilo de vida espiritual que Deus tem para você. A sua orientação, o que dirige a sua vida e motiva a sua existência, vai definir o seu estilo de vida. Talvez seja tempo de aprendermos com o povo de Israel. Veja o que acontecia no tempo do profeta Ageu (1:1-11) Veja alguns detalhes da exortação de Ageu: 1. Não há dúvida de que o povo temia e buscava a Deus – Porque eles tinham um passado de grandes intervenções de Deus. Vr. 5 “Considerai o vosso passado.” 2. Mas o povo de Deus estava vivendo um estilo de vida muito material – Vr. 4 “é tempo de habitardes em casas apaineladas?”


6 3. E eles justificavam o estilo de vida com uma desculpa religiosa – Vr. 2 “Este povo diz: Não veio ainda o tempo em que a casa de Deus deve ser restaurada.” 4. Por causa disso eles não experimentavam o melhor de Deus – Vr. 6 “tendes semeado muito e recolhido pouco...”

Conclusão Avalie a sua vida pela sua orientação: O quanto você está próximo de Deus; o quanto você é sensível à Sua voz; e o quanto de espiritualidade vive no dia a dia.

* Estudo baseado no livro “Avalie a Sua Vida” de Wesley Duewel


Estudo 22 Avalie a Sua Vida por Sua Orientacao  

estudo biblico pregado na igreja presbiteriana central de cachoeiro de itapemirim

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you