Issuu on Google+

São Paulo, 19 de Janeiro de 2014

II Domingo do Tempo Comum - Ano A

B

Rua Vereador José Gomes de Moraes Neto, 57 - Pq. Res. Cocaia - CEP - 04849-030 - São Paulo - SP

O

www.ipbcocaia.blogspot.com.br

“Houve um homem enviado por Deus cujo nome era João. Este veio como testemunha para que testificasse a respeito da luz, a fim de todos virem a crer por intermédio dele. Ele não era a luz, mas veio para que testificasse da luz, a saber, a verdadeira luz, que, vinda ao mundo, ilumina a todo homem.” (João 1.6-9)

Tema Anual: “Jurei e confirmei o juramento de guardar os teus retos juízos” Sl 119.106 - Compromisso e serviço

IGREJA PRESBITERIANA PENIEL

DO

PA R Q U E R E S I D E N C I A L C O C A I A

N° 0072

Testemunhar: “Dar testemunho de; fazer declaração como testemunha; declarar ter visto, ouvido ou conhecido”. Muito usado no ambiente jurídico para se estabelecer a verdade dos fatos em um julgamento, o fato de se dar testemunho vai muito além disto. Todo dia, informalmente, damos testemunho de inúmeras coisas – se alguém pergunta com quem almoçamos, se conhecemos o fulano, se vimos a partida na noite passada. Podemos também testemunhar sem que pergunta alguma nos seja feita, se achamos que o que vimos, ouvimos ou conhecemos é de interesse direto de uma pessoa ou grupo de pessoas. João Batista, por definição, era uma testemunha. Ele sabia de fatos importantíssimos para as pessoas que viviam em sua época, e num misto de profeta e arauto, ele anuncia a todos que uma pessoa muito especial estava chegando: o Messias. E assim, vemos nele algumas características que nos ajudam em nosso desejo de também sermos testemunhas de Jesus: - Ele sabia quem o enviara: Apesar de agir no plano natural, ele sabia que fora enviado de uma forma sobrenatural, pois era “um homem enviado por Deus”. Quando temos plena consciência de que nosso testemunho é planejado e executado a partir de nosso relacionamento com o Senhor, recebemos de Deus uma injeção de renovo, ousadia e propósito. Não estamos testemunhando de algo que ouvimos falar em um passado

distante, mas de algo que experimentamos em nosso relacionamento com Deus no Espírito. Não estamos sós, nem num projeto solo. Somos testemunhas do Altíssimo (Lucas 1.76). - Ele sabia quem ele (não) era: Ser um profeta enviado por Deus não é para qualquer um. O próprio Jesus falou que dentre os nascidos de mulher não havia maior que João (Mateus 11.11). Mesmo assim, João sabia que o foco não estava nele. Ele era um coadjuvante da história da redenção, aonde só havia uma verdadeira luz: Jesus Cristo. Ao entendermos que não somos o foco do nosso testemunho, podemos confiar que “aquele que prometeu é fiel” (Hebreus 10.23), e não nos deixará à mercê. Ao contrário, o Espírito nos assistirá quando não soubermos como proceder (Lucas 12.1112). - Ele sabia que Deus o usaria: Séculos antes, o profeta Isaías falara daquele que prepararia o caminho do Messias. Mesmo sem entender o porquê, João cumpre seu papel, sabendo que Deus, em seus planos eternos, resolveu usá-lo de forma espetacular: para que todos viessem a crer na verdadeira luz. O ministério de João foi único em vários sentidos, mas o mesmo privilégio continua sendo nosso, pois não foi a anjos que Deus deu a tarefa de testemunhar, mas a homens, a nós. E que privilégio! Deus continua levantando testemunhas, agora não mais de que o Messias chegou, mas que ele morreu na cruz, ressuscitou, e reina. E como João, somos enviados por Deus, humanos falhos (mas redimidos!), mas usados por Ele para a redenção de vidas. A nós nos cabe uma só coisa: testemunhar! Pr. Luís Fernando Nacif Rocha | prluis@ oitavaigreja.org.br / 8° IPB Belo Horizonte

SERVIÇOS DE ADORAÇÃO SEMANAIS QUARTA.............................................................................................. Culto nos Lares - 20h SÁBADO.......................................................................................... Consultar Agenda/Blog DOMINGO......................................................................................... Escola Bíblica - 16h30 DOMINGO........................................................................................................Culto - 18h30 2°DOMINGO.................................................................................................Ceia do Senhor L

E

T

I

M

D

O

M

I

N

I

C

A

L


São Paulo, 19 de Janeiro de 2014

II Domingo do Tempo Comum - Ano A

PAINEL PENIEL

Colaborem com o Boletim! Escreva um texto e envie para o William pelo Facebook, caso você não tenha internet escreve a peça a um dos irmãos para digitar ou escanear e enviar para William. O Boletim fica mais bonito quando ele está mais peniense!

Sua Presença muito nos alegra. Volte sempre! “Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar”. - O Evangelho Segundo João 14.2.

Visitante! B

O

L

E

T

I

M

D

O

M

I

N

I

C

A

L


São Paulo, 19 de Janeiro de 2014

II Domingo do Tempo Comum - Ano A

Motivos de Oração

Envie sempre pedidos de oração pelo Mag, Lucas ou pelo grupo do Facebook!

Deus é Paz e Confiança Enfrentamos provações Mas Deus esta perto nas nossas ações Há dias difíceis e escuros Mas com Deus estamos seguros.

- Violência no Maranhão

Deus esta sempre ao nosso lado Se estamos bem, ou passando maus bocados Ele nos guia na escuridão E acalma o nosso Coração.

- Agradecer pelo Congresso Nacional de Mocidade - Seu Galdino. - Família do Natanael. - Famílias da Maria e do Rodrigo.

Avisos:

Deus que na luta nos da força E com os seus se importa ouve na aflição E no deserto abre portas. Com Deus, temos em quem confiar Ele nos ajuda a caminhar E não Temos que temer nenhum problema Pois com Cristo a Vida vale a pena.

Lucas Alves do Nascimento

- Dia 22, retorno do culto nos lares. - Dia 25, Projeto Ana às 16h. Participe! - Dias 7, 8 e 9 de Fev. aniversário da IP. Cidade Dutra. - Confira o mural de Participação nos Projetos da Igreja e se comprometa! - O Dep. de Música oferece aulas gratuitas de teclado e regência. Agende com o Sem. Mag.

Por que sou dizimista?

“Sou dizimista porque amo a obra de Deus na face da terra”. (Malaquias 3.10)

Devocional da Semana 2° - 1Sm 15.16-23; Sl 49; Mc 2.18-22. 3° - 1Sm 16.1-13; Sl 88; Mc 2.23-28. 4° - 1Sm 17.32-33,37 40.5; Sl 143; Mc 3.1-6. 5° - 1Sm 18.6-9 e 19.1-7; Sl 55; Mc 3.7-12. 6° - 1Sm 24.3-21; Sl 56; Mc 3.13-19. Sáb. - At 22.3-16; Sl 116; Mc 16.15-18.

Aprendendo sobre a Bíblia com os Catecismos de Westminster 52 – Quais são as razões anexas ao segundo mandamento? R: As razões anexas ao segundo mandamento são a soberania de Deus sobre nós, a sua propriedade em nós e o zelo que ele tem pelo seu próprio culto. Ref.: Sl 95.2,3 Sl 45.11 Ex 34.14 B

O

L

E

T

I

M

D

O

M

I

N

I

C

A

L


São Paulo, 19 de Janeiro de 2014

II Domingo do Tempo Comum - Ano A

Liturgia - o serviço cristão. Liturgia de Acolhida - PRELÚDIO hino n° 104

Oração Inicial Leituras: Is 49.1-7 Sl 40.1-11 1 Co 1.1-9 Jo 1.29-42

- SAUDAÇÃO E AVISOS vide página 3 Liturgia de Adoração - ATO DE CONTRIÇÃO Rm 1. 18 e 19 Cântico Congregacional: Enquanto Eu Calei

- Oração por iluminação - Edificação hino n° 155

- LOUVOR Rm 1. 20 Cântico Congregacional: Cântico de Maria

Oração de gratidão hino n° 386

- OFERTÓRIO Rm 1. 21 - 23 Cântico Congregacional: Te Agradeço Oração diaconal

Oração Dominical. Divisão das Classes.

- INTERCESSÃO Rm 1. 24 e 25 Oração de intercessão Hino Congregacional: hino n° 132 Liturgia da Palavra

Pastor Rev. Valter Lopes Terrão Tel: 5928-9734 Cel: 9-6579-8261

- SAÍDA DAS CRIANÇAS Hino n° 361 Culto Infantil (até 10 anos): Beth

Seminarista

- PRÉDICA

Magnilson Reis Marcos Cel: 9-5020-4581

Lucas Alves do Nascimento

Liturgia de Despedida e Envio - ABRAÇO DA PAZ Cântico Congregacional: A Paz do Senhor

Diáconos Luciano de Almeida Valverde Tel: 5528-1062 Cel: 9-7603-2058

- ORAÇÃO FINAL - TRÍPLICE AMÉM

Paulo Lopes Terrão

Tel: 5933-1021

Paulo José da Silva Tel: 5976-2524

B

O

L

SERVIÇOS SOCIAIS QUINTA................................................................................................ Aulas de Inglês - 19h SÁBADO..................................................................................Reforço Escolar - 14h às 17h E

T

I

M

D

O

M

I

N

I

C

A

L


Boletim n° 0072 - 19/01/2014