Page 1

XXV Domingo do Tempo Comum - Ano C

São Paulo, 22 de Setembro de 2013

www.ipbcocaia.blogspot.com.br

N° 0055

I G R E J A P R E S BI T E R I A N A P E N I E L D O PA R Q U E R E S I D E N C I A L C O C A I A

Tema Anual: “Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor! ”

Rua vereador José Gomes de Moraes Neto, 57 - Pq. Res. Cocaia - CEP - 04849-030 - São Paulo - SP

Mordomos do Senhor

B

O

L

Hoje em mais um passo de nossa caminhada litúrgica durante o Tempo Comum, somos lembrados do nosso papel como administradores de todos os bens que o Senhor nos deu. Sabemos que nessa vida não somos donos de nada, não temos casa, não temos família, não temos comida, não temos roupas ou qualquer bem material, tudo o que temos vem de Deus, e do que é dele nos a Ele devolvemos e administramos a parte que nos cabe. Assim, administramos a família que Deus nos deu, o lar que ele nos permitiu habitar, os bens e alimentos que ele nos concede. Se vivermos dessa forma, seremos bons administradores daquilo que Deus nos dá. Os textos da liturgia, que se encontram no verso deste Boletim, na coluna da EBD, nos ensinam o quanto a má administração faz mal a todas as pessoas, isso é denunciado pelo profeta Amós e por Jesus na parábola do administrador infiel, que a princípio nos parece de difícil compreensão, mas que uma atenciosa leitura e um bom comentário nos ajudam a entender. Aquele homem administrava mal os bens de seu Senhor, mas ao ser advertido pelo senhor, ele passa a cuidar bem daquilo que lhe foi confiado, ou seja, ele ouve a seu senhor e passa a

agir de forma diferente. E nós, como temos agido na administração do que Deus nos deu? Temos colocado os nossos bens, o nosso tempo e tudo o que temos a serviço do Reino? O que Deus nos deu é para ser utilizado em sua obra, precisamos ter essa consciência para sermos bons administradores. Não estou dizendo que devemos doar todos os nossos bens para a igreja como fazem alguns, mas que em nossa vida estejamos atentos às necessidades dos aflitos, famintos e desamparados, colocando nossos bens a disposição deles, para praticarmos a caridade, que é o amor em ação. Se Deus nos deu uma família, que ela sirva a ele, se ele nos deu uma casa que ela esteja aberta para receber os seus, se ele nos deu fartura de bens, que eles sejam empregados na expansão do Reino de Deus, se ele nos deu comida, que ela possa alimentar também aos famintos e assim cumpramos a ordem do Senhor de fazer o bem. Calvino dizia que Deus dá riquezas aos ricos para fazerem justiça social, que seja este o nosso pensamento com tudo o que ganhamos, bens, dons e talentos. William de Almeida Santos

SERVIÇOS SEMANAIS QUARTA.............................................................................................. Culto nos Lares - 20h SÁBADO.......................................................................................... Consultar Agenda/Blog DOMINGO......................................................................................... Escola Bíblica - 16h30 DOMINGO........................................................................................................Culto - 18h30 2°DOMINGO.................................................................................................Ceia do Senhor E

T

I

M

D

O

M

I

N

I

C

A

L


São Paulo, 22 de Setembro de 2013

XXV Domingo do Tempo Comum - Ano C

PAINEL PENIEL Painel Peniel de Aniversario: Mag Pintura natalina! (na visão do Mag)

Era um agradável dia de sol, acordamos muito dispostos e logo fomos para a Igreja, estava marcado um grande mutirão para a pintura da nossa querida congregação. Chegamos e fomos preparando tudo para a grande pintura, mas faltava algo essencial: A tinta, então eu e o Diácono Paulo Terrão fomos busca-la, chegamos com a tinta e os bancos já estavam devidamente cobertos e dispostos de forma a não atrapalhar o trabalho. Dividimos a tinta e distribuímos a todos, muita pintura, muita sujeira, mas o trabalho prosseguia tranquilamente, parecia que tudo daria certo, dentro do tempo previsto. Pouco depois do almoço, eu, Tati e William saímos com destino à Igreja Presbiteriana de Interlagos, porque o Conselho aguardava os dois para uma entrevista que antecederia a profissão de fé e a recepção como membro, respectivamente. Tudo acontecia harmonicamente e o dia parecia o mais calmo de todos. Ao chegarmos à congregação novamente, encontramos as nuvens negras da indecisão pairando por sobre a nossa pintura: A discussão sobre colocar água na tinta ou não havia feito a produção diminuir, os bancos estavam sujos de tinta, a hora corria como nunca antes se viu... foi assustador! Continuamos a luta contra o tempo e contra as antigas cores das paredes, lutamos bravamente, mas o serviço não parecia surtir o efeito esperado, a noite chegou e em meio a móveis amontoados, gente suja de tinta (dos quais eu me destacava), o ensaio do coral aconteceu e obviamente foi encurtado para que a pintura continuasse. Voltamos e prosseguimos, a pintura do teto era um desafio físico, e de coragem, pois a escada não era muito segura, o braço ficava estendido por longos períodos e metade da tinta caía em nossos rostos cansados e preocupados. Já era 23h e só restavam cinco bravos pintores: Marisa, Rodrigo, Yuri, William e eu. Tudo parecia um interminável e assombroso pesadelo,

O

L

Sem. Magnilson Reis Marcos.

Sua Presença muito nos alegra. Volte sempre! “Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar”. - O Evangelho Segundo João 14.2.

Visitante! B

até o Yuri reclamou de cansaço (a única vez na vida dele que eu presenciei essa situação), diante disso eu despedi em paz a família e ficamos, William, eu e MUITA sujeira. Às 3h da madrugada a pintura já estava acabada, faltava ainda limpar os bancos, o chão e arrumar os móveis e a árvore de natal. Enquanto William organizava tudo na sala e na cozinha, eu esfregava os bancos para tirar as perseverantes marcas de tinta. Às 5h só faltava o chão, o barulho típico de arrumação que até então vinha da sala cessou, fui ver se estava tudo bem e encontrei uma das cenas mais comoventes que já havia visto: William estirado, dormindo num tapete, sobre o chão frio e com os pés debaixo da montada e enfeitada árvore de natal. Fui à sala dos adolescentes e preparei um colchão, voltei, acordei o abatido William e o conduzi para dormir um pouco. O dia foi clareando e a sujeira do chão foi sendo limpa, o lixo foi recolhido, os últimos detalhes foram acertados. Antes de dormir, tomei um banho e vesti a única roupa que tinha na bolsa. Isso aconteceu às 6h45 da manhã de domingo. Às 9h10 alguém chama no portão, avisando que já estava na hora da Escola dominical começar, e aquela foi uma aula de encanto singular: O professor vestindo uma blusa enorme, uma velha calça de moletom e chinelos, dando aula para a classe dos adultos que tinha no primeiro banco um aluno, sujo de tinta, descabelado, descalço e com frio. Um dia memorável que contabilizava 21 horas e 45 minutos de muito suor e labor. Essa é uma das histórias que eu mais gosto de lembrar, porque foi um sofrimento que hoje se transformou em risos e lembranças divertidas. Que os nossos momentos tristes, nos divirtam daqui a algum tempo.

E

T

I

M

D

O

M

I

N

I

C

A

L


São Paulo, 22 de Setembro de 2013

XXV Domingo do Tempo Comum - Ano C

Motivos de Oração

O Autor da fé que me levanta O Autor da salvação quebranta O Autor de tudo que é bom e me faz bem. Nele sempre a minha confiança Nele a infinita esperança Nesse grande amor que me salvou e libertou. O Deus da Glória nos deu vitória Mandou seu Filho pra nos salvar por amor. E na cruz mostrou amor sem fim Derramou seu sangue foi por mim Deus Fiel Amigo que está sempre a me guiar. Ele é minha força e proteção Ouve sempre minha oração Quando Deus escolhe alguém não há quem possa abalar Ele ensina a caminhar. Lucas Alves do Nascimento

- Pela nossa missão aqui no bairro. - Pelo Projeto com as crianças. - Pelo Pojeto com os bolivianos. - Peça capacitação para cumprir a missão que Deus te deu. - Peça para ver a soberania de Deus sendo proclamada em nosso bairro, que Deus confirme nossos sonhos e vejamos o poder do evangelho aqui. - Pelos cristãos, a Igreja de Cristo na Terra. - Pelos missionários e cristãos perseguidos. - Pela Igreja Presbiteriana de Interlagos. - Conselho da IPI. - Igreja Presbiteriana de Vila Natal. - Conselho da IPVN. - Governantes de nosso país: Presidente; governadores; prefeitos; legisladores e juízes. - Agradeça pelos 17 anos de nossa Congregaçãoç. - Peça pela recuperação do Yuri Segantin, que teve uma fratura exposta e já está em casa.

Avisos: - Quarta-feira 25, culto na casa ? às 20h. - Sáb. ensaio do Coral às 19h. - 28/09 dia dos Sem. e Seminaristas na Igreja. - A partir de 26/09 aulas de ingles na Peniel às 19h - Domingo que vem celebração da Ceia do Senhor. - Dia 12/10 - EBFE.

Por que sou dizimista? “Sou dizimista porque amo a obra de Deus na face da terra”. (Malaquias 3.10)

Devocional da Semana 2° - Ed 1.1-6; Sl 125; Lc 8.16-18. 3° - Ed 6.7-8, 12b, 14-20; Sl 121; Lc 8.19-21. 4° - Ed 9.5-9; Sl 110; Lc 7.31-35. 5° - Ag 1.1-8; Sl 149; Lc 9.7-9. 6° - Ag 1.15b-2.9; Sl 42; Lc 9.18-22. Sáb. - Zc 2.5-9, 14-15a; Jr 31.10-13; Lc 9.43b-45.

Acesse:

http://pregaapalavra.blogspot.com.br/ Blog do Rev. Samuel Vitalino da IP de Brotas-BA

Aprendendo sobre a Bíblia com os Catecismos de Westminster

35 – O que é santificação? R: Santificação é a obra da livre graça de Deus, pela qual somos renovados em todo o nosso ser, segundo a imagem de Deus, habilitados a morrer cada vez mais para o pecado e a viver para a retidão. Ref.: II Ts 2.13; Ef 4.23,24; Rm 6.4,6,14; Rm 8.4 B

O

L

E

T

I

M

D

O

M

I

N

I

C

A

L


São Paulo, 22 de Setembro de 2013

XXV Domingo do Tempo Comum - Ano C

Liturgia - o serviço cristão.

Hino n° 352

Liturgia de Acolhida - SAUDAÇÃO E AVISOS vide página 3 - PRELÚDIO hino n° 113

Oração Inicial Leitura: Am 8.4-7 Sl 113 (U) 1 Tm 2.1-7 Lc 16.1-13 (L)

Liturgia de Adoração - ATO DE CONTRIÇÃO 1 João 1.9 Cântico congregacional A Começar em Mim - LOUVOR Atos 16.31 cântico congregacional: Família (vem desfrutar...) - OFERTÓRIO Atos 20.35 Consagração Oração diaconal - ATO DE INTERCESSÃO Números 4.49 oração hino n° 312 Liturgia da Palavra - SAÍDA DAS CRIANÇAS hino n° 356 Culto infantil (até 10 anos): Paula Cristina

Oração por iluminação. hino n° 217 Oração de gratidão. hino n° 224 Oração Dominical. Divisão das Classes.

Pastor Rev. Valter Lopes Terrão Tel: 5928-9734 Cel: 9-6579-8261

Seminarista Magnilson Reis Marcos Cel: 9-5020-4581

- PRÉDICA

Diáconos

Sem. Magnilson Reis Marcos

Liturgia de Despedida e Envio - ABRAÇO DA PAZ Cântico Congregacional: Fampilia (Recebi um novo...)

Luciano de Almeida Valverde Tel: 5528-1062 Cel: 9-7603-2058 Paulo Lopes Terrão

- ORAÇÃO FINAL - TRÍPLICE AMÉM

Tel: 5933-1021

Paulo José da Silva Tel: 5976-2524

B

O

L

E

T

I

M

D

O

M

I

N

I

C

A

L

Boletim n° 0055 - 22/09/13  

XXV Domingo do Tempo Comum

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you