Page 80

Rui Marques

rocracia” – nomeadamente na perspetiva referida por Gruening (2001), da sua tendência de acumular tarefas e recursos, de ser excessivamente conservadora e de ter uma permanente incapacidade de cumprir determinadas tarefas. Note-se, no entanto, que esta corrente já vinha do final dos anos 70 e dos anos 80, onde no Reino Unido, sob o consulado de Margaret Thatcher, se começou a afirmar, primeiro no terreno da ação política e só depois sob a forma de um modelo teórico estruturado. Mais tarde, a NGP alargou-se aos Estados Unidos, à Nova Zelândia e à Austrália151. Na sua abordagem, Osborne e Gaebler (1992) identificam os princípios da “governação empreendedora”, inspiradora da NGP: 1. Mais “leme que remo” (“steering rather than rowing”); 2. Dar um maior grau de controlo à comunidade; 3. Introduzir competição na prestação de serviços; 4. Maior foco nos resultados do que nos recursos; 5. Orientados mais pela missão do que pelas regras; 6. Oferecer escolhas aos clientes; 7. Foco na geração de receitas mais do que nas despesas; 8. Prevenir mais do que só resolver problemas; 9. Descentralizar autoridade; 10. Usar mecanismos de mercado. Esta visão transforma a governação em “catalítica, competitiva, orientada pela missão, orientada para resultados, centrada nos clientes e empreendedora”152. Neste “novo paradigma”153 reside ainda hoje o essencial da NGP.

78

Profile for Instituto Padre António Vieira

Problemas Sociais Complexos e Governação Integrada  

Esta publicação resulta de uma versão resumida e atualizada da tese de doutoramento de Rui Marques “Problemas Sociais Complexos e Governação...

Problemas Sociais Complexos e Governação Integrada  

Esta publicação resulta de uma versão resumida e atualizada da tese de doutoramento de Rui Marques “Problemas Sociais Complexos e Governação...

Profile for ipav
Advertisement